SlideShare uma empresa Scribd logo
Obesidade
infantil no
Brasil
Proposta
A quem cabe, afinal, a
responsabilidade sobre a escolha
alimentar da população?
A CRIANÇA E O ADOLESCENTE NOS
OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO
SUSTENTÁVEL (ODS)
Em setembro de 2015, os Estados-Membro da
Organização das Nações Unidas (ONU) adotaram, por
unanimidade, o documento Transformando nosso
mundo: a Agenda 2030 para o Desenvolvimento
Sustentável, contendo 17 objetivos e 169 metas que
devem ser cumpridas por todos os países do mundo,
construindo o caminho para a erradicação da pobreza,
redução das desigualdades e dos impactos das
mudanças climáticas, e promovendo a justiça, a paz e a
segurança de todos.
Objetivo 1. Acabar com a pobreza em todas as suas formas, em
todos os lugares.
Objetivo 2. Acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e
melhoria da nutrição e promover a agricultura sustentável.
Objetivo 3. Assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar
para todas e todos, em todas as idades
Objetivo 4. Assegurar a educação inclusiva e equitativa de
qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo
da vida para todas e todos
Objetivo 6. Assegurar a disponibilidade e gestão sustentável da
água e saneamento para todas e todos.
Objetivo 8. Promover o crescimento econômico sustentado,
inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo, e trabalho
decente para todas e todos.
Objetivo 2
Até 2030, acabar com a fome e garantir o
acesso de todas as pessoas, em particular os
pobres e as pessoas em situações
vulneráveis, incluindo crianças, a alimentos
seguros, nutritivos e suficientes durante
todo o ano.
Uma a cada três crianças brasileiras
está com sobrepeso
Dados revelados por um estudo realizado pela Imperial College de
Londres em parceria com a Organização Mundial de Saúde (OMS)
revelaram que a obesidade infantil atinge atualmente dez vezes
mais crianças e adolescentes do que na década de 1970. Isso
significa que nos últimos quarenta anos o número de crianças e
adolescentes obesos – entre 5 e 19 anos – aumentou dez vezes,
correspondendo a 124 milhões de pessoas. A Organização
também estima que em 2022 existirão mais crianças obesas do
que abaixo do peso em todo o mundo.
No Brasil, 9,4% das meninas e 12,4% dos
meninos são considerados obesos, de acordo
com os critérios adotado pela OMS para
classificar a obesidade infantil. Um motivo a
mais de preocupação, já que o levantamento
também indicou uma elevação dos índices da
doença nos países de baixa e média renda. No
mundo, os dados mostraram que em apenas
quatro décadas o número de crianças e
adolescentes obesos saltou de 11 milhões para
124 milhões.
Nas nações mais pobres e desiguais, a obesidade
chega a coexistir com a desnutrição.
Paradoxalmente, crianças com histórico de baixo
peso ao nascer, baixa estatura e ganho de peso
aquém do esperado correm maior risco de se
tornar obesas e diabéticas no futuro.
É como se seus corpos ativassem o modo
econômico para viver na adversidade, e assim
permanecessem em qualquer circunstância.
Muitos estudos apontam que os pais com
frequência não reconhecem o excesso de peso
dos seus filhos e não raro têm uma percepção
equivocada a respeito da qualidade da dieta da
família. No geral, queixam-se ao profissional de
saúde quando os filhos parecem comer pouco.
Brasil terá 11,3 milhões de
crianças obesas em 2025,
estima organização
Entidades de saúde alertam que, se não
houver uma mudança de rumo, o país,
assim como a população global, enfrentará
um forte crescimento de doenças
associadas à obesidade, como diabetes,
pressão arterial elevada e doenças de
fígado.
Obesidade infantil
• Entidades de saúde
alertam que, se não
houver uma mudança de
rumo, o país, assim como
a população global,
enfrentará um forte
crescimento de doenças
associadas à obesidade,
como diabetes, pressão
arterial elevada e doenças
de fígado.
Sem uma mudança de hábitos, em
menos de uma década a obesidade
pode atingir 11,3 milhões de crianças
no Brasil, de acordo com um alerta
divulgado pela Federação Mundial de
Obesidade.
Vilões
A principal razão para a alta
de peso na população mais
jovem é o consumo de
alimentos ricos em açúcar e
gordura, principalmente os
industrializados.
Questão de status
"Hoje temos as famílias com disponibilidade grande de
alimentos industrializados e isso, para algumas delas, é
chique. É como se fosse uma afirmação social poder
consumir produtos industrializados. Esses produtos são
saborosos, mas ricos em sal, gordura e açúcares, e as
pessoas não têm a real dimensão do quão nocivos eles
são", alerta Maria Edna de Melo, presidente do
Departamento de Obesidade da Sociedade Brasileira
de Endocrinologia e Metabologia (SBEM).
No âmbito sociocultural, a obesidade nas crianças e
adolescentes vem sendo impulsionada pelo aumento
do consumo de alimentos industrializados – fast-food,
comidas ricas em gordura e pobres em nutrientes –,
aliado ao sedentarismo. “Com os avanços tecnológicos,
as crianças passam mais tempo sentadas usando
aparelhos eletrônicos e praticam pouca, ou nenhuma
atividade física”, afirma o especialista em endoscopia
digestiva e gastroenterologia, Henrique Eloy, do
Hospital das Clínicas, em SP.
Por que todos (pais, governo,
escolas e sociedade) têm que
estar envolvidos na causa
Obesidade Infantil?
Causas da obesidade infantil
Diversos fatores podem causar obesidade infantil. Entre
as mais comuns estão fatores genéticos, má
alimentação, sedentarismo ou uma combinação desses
fatores. Além disso, a obesidade em crianças também
pode ser decorrente de alguma condição médica, como
doenças hormonais ou uso de medicamentos a base de
corticoides.
https://www.minhavida.com.br/saude/temas/
obesidade-infantil
A determinação do sobrepeso e da obesidade é multifatorial e
social. Está relacionada à má alimentação, aos modos de comer
e de viver da atualidade e também, preponderantemente, ao
sistema alimentar vigente no País, ou seja, o conjunto de fatores
que constitui o modo de vida das populações modernas, que
consomem cada vez mais produtos processados e
ultraprocessados.
A prevenção e o controle da obesidade devem prever a
oferta de um escopo amplo de ações que apoiem os
indivíduos na adoção de modos de vida saudáveis que
permita a manutenção ou a recuperação do peso
saudável. Por isso, torna-se necessária a articulação da
Rede de Saúde com uma rede muito mais complexa,
composta por outros saberes, outros serviços e outras
instituições, não apenas do setor Saúde, ou seja, a busca
da interdisciplinaridade e da intersetorialidade, e
essencialmente a busca de parcerias na comunidade e
equipamentos sociais, implementando novas formas de
agir, mesmo em pequenas dimensões.
Ações para frear o avanço do excesso
de peso no País
Crianças são prioridade das políticas públicas voltadas
ao combate ao excesso de peso
http://www.brasil.gov.br/noticias/saude/2018/10/no-dia-mundial-do-combate-a-obesidade-
conheca-acoes-que-buscam-frear-o-avanco-do-excesso-de-peso-no-pais
Guia de alimentação, academia da saúde e campanhas junto ao setor
produtivo ajudam na educação da população
publicado: 11/10/2018
As medidas de maior destaque para essa parcela da população são o programa
Crescer Saudável, voltado à prevenção e controle da obesidade infantil nos municípios
com maior prevalência de excesso de peso em crianças de dois a dez anos de idade, e
o Programa Saúde na Escola, que estimula a alimentação saudável e as atividades
físicas em mais de 85 mil escolas do País.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Covid-19: Gestantes e Puérperas/Lactantes devem ser vacinadas imediatamente
Covid-19: Gestantes e Puérperas/Lactantes devem ser vacinadas imediatamente Covid-19: Gestantes e Puérperas/Lactantes devem ser vacinadas imediatamente
Covid-19: Gestantes e Puérperas/Lactantes devem ser vacinadas imediatamente
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Nota de Alerta SBP - Vacinas COVID-19 em crianças no Brasil: Uma questão prio...
Nota de Alerta SBP - Vacinas COVID-19 em crianças no Brasil: Uma questão prio...Nota de Alerta SBP - Vacinas COVID-19 em crianças no Brasil: Uma questão prio...
Nota de Alerta SBP - Vacinas COVID-19 em crianças no Brasil: Uma questão prio...
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 
Linha de cuidado para a atenção integral à saúde de crianças, adolescentes e ...
Linha de cuidado para a atenção integral à saúde de crianças, adolescentes e ...Linha de cuidado para a atenção integral à saúde de crianças, adolescentes e ...
Linha de cuidado para a atenção integral à saúde de crianças, adolescentes e ...
bibliotecasaude
 
Covid-19: Plano de contingência da UFRJ
Covid-19: Plano de contingência da UFRJ Covid-19: Plano de contingência da UFRJ
Covid-19: Plano de contingência da UFRJ
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Covid-19: Manual de Recomendações para a Assistência da Gestante e Puérpera
Covid-19: Manual de Recomendações para a Assistência da Gestante e PuérperaCovid-19: Manual de Recomendações para a Assistência da Gestante e Puérpera
Covid-19: Manual de Recomendações para a Assistência da Gestante e Puérpera
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Vacinas contra a Covid-19 em Gestantes e Nutrizes - SBP
Vacinas contra a Covid-19 em Gestantes e Nutrizes - SBP Vacinas contra a Covid-19 em Gestantes e Nutrizes - SBP
Vacinas contra a Covid-19 em Gestantes e Nutrizes - SBP
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Situação de Saúde da Primeira Infância
Situação de Saúde da Primeira InfânciaSituação de Saúde da Primeira Infância
Situação de Saúde da Primeira Infância
Centro de Desenvolvimento, Ensino e Pesquisa em Saúde - CEDEPS
 
DESENVOLVIMENTO INFANTIL - promoção na primeira infância: Síntese de evidênci...
DESENVOLVIMENTO INFANTIL - promoção na primeira infância: Síntese de evidênci...DESENVOLVIMENTO INFANTIL - promoção na primeira infância: Síntese de evidênci...
DESENVOLVIMENTO INFANTIL - promoção na primeira infância: Síntese de evidênci...
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Cuidados para o desenvolvimento na primeira infância: Plano de vinculação dos...
Cuidados para o desenvolvimento na primeira infância: Plano de vinculação dos...Cuidados para o desenvolvimento na primeira infância: Plano de vinculação dos...
Cuidados para o desenvolvimento na primeira infância: Plano de vinculação dos...
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Manifesto morte materna rfgo 2021
Manifesto morte materna rfgo 2021Manifesto morte materna rfgo 2021
Manifesto morte materna rfgo 2021
Editora 247
 
Vigilância e Prevenção do Óbito Infantil, Fetal e Materno: Eixo Estratégico V...
Vigilância e Prevenção do Óbito Infantil, Fetal e Materno: Eixo Estratégico V...Vigilância e Prevenção do Óbito Infantil, Fetal e Materno: Eixo Estratégico V...
Vigilância e Prevenção do Óbito Infantil, Fetal e Materno: Eixo Estratégico V...
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 
Linha de Cuidado em Aleitamento Materno - Caçapava / RS
Linha de Cuidado em Aleitamento Materno - Caçapava / RS Linha de Cuidado em Aleitamento Materno - Caçapava / RS
Linha de Cuidado em Aleitamento Materno - Caçapava / RS
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Pandemia de medo_e_covid_19_agressividade
Pandemia de medo_e_covid_19_agressividadePandemia de medo_e_covid_19_agressividade
Pandemia de medo_e_covid_19_agressividade
IracemaBunga
 
Psicologia e covid 19
Psicologia e covid 19Psicologia e covid 19
Psicologia e covid 19
Augusto Ambrósio
 
Aula 15
Aula 15Aula 15
Coronavírus & Amamentação: Departamento Científico de AM / SBP
Coronavírus & Amamentação: Departamento Científico de AM / SBPCoronavírus & Amamentação: Departamento Científico de AM / SBP
Coronavírus & Amamentação: Departamento Científico de AM / SBP
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Leite humano: doação salva vidas e tem dia internacional de celebração
Leite humano: doação salva vidas e tem dia internacional de celebraçãoLeite humano: doação salva vidas e tem dia internacional de celebração
Leite humano: doação salva vidas e tem dia internacional de celebração
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Sociedade de Pediatria do DF: Covid-19, aspectos epidemiológicos e retorno às...
Sociedade de Pediatria do DF: Covid-19, aspectos epidemiológicos e retorno às...Sociedade de Pediatria do DF: Covid-19, aspectos epidemiológicos e retorno às...
Sociedade de Pediatria do DF: Covid-19, aspectos epidemiológicos e retorno às...
Hospital das Forças Armadas/Ministério da Defesa
 
Nota Técnica Fiocruz sobre a Importância da Vacinação contra COVID-19 em Cria...
Nota Técnica Fiocruz sobre a Importância da Vacinação contra COVID-19 em Cria...Nota Técnica Fiocruz sobre a Importância da Vacinação contra COVID-19 em Cria...
Nota Técnica Fiocruz sobre a Importância da Vacinação contra COVID-19 em Cria...
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 
Revista ApiceON
Revista ApiceONRevista ApiceON

Mais procurados (20)

Covid-19: Gestantes e Puérperas/Lactantes devem ser vacinadas imediatamente
Covid-19: Gestantes e Puérperas/Lactantes devem ser vacinadas imediatamente Covid-19: Gestantes e Puérperas/Lactantes devem ser vacinadas imediatamente
Covid-19: Gestantes e Puérperas/Lactantes devem ser vacinadas imediatamente
 
Nota de Alerta SBP - Vacinas COVID-19 em crianças no Brasil: Uma questão prio...
Nota de Alerta SBP - Vacinas COVID-19 em crianças no Brasil: Uma questão prio...Nota de Alerta SBP - Vacinas COVID-19 em crianças no Brasil: Uma questão prio...
Nota de Alerta SBP - Vacinas COVID-19 em crianças no Brasil: Uma questão prio...
 
Linha de cuidado para a atenção integral à saúde de crianças, adolescentes e ...
Linha de cuidado para a atenção integral à saúde de crianças, adolescentes e ...Linha de cuidado para a atenção integral à saúde de crianças, adolescentes e ...
Linha de cuidado para a atenção integral à saúde de crianças, adolescentes e ...
 
Covid-19: Plano de contingência da UFRJ
Covid-19: Plano de contingência da UFRJ Covid-19: Plano de contingência da UFRJ
Covid-19: Plano de contingência da UFRJ
 
Covid-19: Manual de Recomendações para a Assistência da Gestante e Puérpera
Covid-19: Manual de Recomendações para a Assistência da Gestante e PuérperaCovid-19: Manual de Recomendações para a Assistência da Gestante e Puérpera
Covid-19: Manual de Recomendações para a Assistência da Gestante e Puérpera
 
Vacinas contra a Covid-19 em Gestantes e Nutrizes - SBP
Vacinas contra a Covid-19 em Gestantes e Nutrizes - SBP Vacinas contra a Covid-19 em Gestantes e Nutrizes - SBP
Vacinas contra a Covid-19 em Gestantes e Nutrizes - SBP
 
Situação de Saúde da Primeira Infância
Situação de Saúde da Primeira InfânciaSituação de Saúde da Primeira Infância
Situação de Saúde da Primeira Infância
 
DESENVOLVIMENTO INFANTIL - promoção na primeira infância: Síntese de evidênci...
DESENVOLVIMENTO INFANTIL - promoção na primeira infância: Síntese de evidênci...DESENVOLVIMENTO INFANTIL - promoção na primeira infância: Síntese de evidênci...
DESENVOLVIMENTO INFANTIL - promoção na primeira infância: Síntese de evidênci...
 
Cuidados para o desenvolvimento na primeira infância: Plano de vinculação dos...
Cuidados para o desenvolvimento na primeira infância: Plano de vinculação dos...Cuidados para o desenvolvimento na primeira infância: Plano de vinculação dos...
Cuidados para o desenvolvimento na primeira infância: Plano de vinculação dos...
 
Manifesto morte materna rfgo 2021
Manifesto morte materna rfgo 2021Manifesto morte materna rfgo 2021
Manifesto morte materna rfgo 2021
 
Vigilância e Prevenção do Óbito Infantil, Fetal e Materno: Eixo Estratégico V...
Vigilância e Prevenção do Óbito Infantil, Fetal e Materno: Eixo Estratégico V...Vigilância e Prevenção do Óbito Infantil, Fetal e Materno: Eixo Estratégico V...
Vigilância e Prevenção do Óbito Infantil, Fetal e Materno: Eixo Estratégico V...
 
Linha de Cuidado em Aleitamento Materno - Caçapava / RS
Linha de Cuidado em Aleitamento Materno - Caçapava / RS Linha de Cuidado em Aleitamento Materno - Caçapava / RS
Linha de Cuidado em Aleitamento Materno - Caçapava / RS
 
Pandemia de medo_e_covid_19_agressividade
Pandemia de medo_e_covid_19_agressividadePandemia de medo_e_covid_19_agressividade
Pandemia de medo_e_covid_19_agressividade
 
Psicologia e covid 19
Psicologia e covid 19Psicologia e covid 19
Psicologia e covid 19
 
Aula 15
Aula 15Aula 15
Aula 15
 
Coronavírus & Amamentação: Departamento Científico de AM / SBP
Coronavírus & Amamentação: Departamento Científico de AM / SBPCoronavírus & Amamentação: Departamento Científico de AM / SBP
Coronavírus & Amamentação: Departamento Científico de AM / SBP
 
Leite humano: doação salva vidas e tem dia internacional de celebração
Leite humano: doação salva vidas e tem dia internacional de celebraçãoLeite humano: doação salva vidas e tem dia internacional de celebração
Leite humano: doação salva vidas e tem dia internacional de celebração
 
Sociedade de Pediatria do DF: Covid-19, aspectos epidemiológicos e retorno às...
Sociedade de Pediatria do DF: Covid-19, aspectos epidemiológicos e retorno às...Sociedade de Pediatria do DF: Covid-19, aspectos epidemiológicos e retorno às...
Sociedade de Pediatria do DF: Covid-19, aspectos epidemiológicos e retorno às...
 
Nota Técnica Fiocruz sobre a Importância da Vacinação contra COVID-19 em Cria...
Nota Técnica Fiocruz sobre a Importância da Vacinação contra COVID-19 em Cria...Nota Técnica Fiocruz sobre a Importância da Vacinação contra COVID-19 em Cria...
Nota Técnica Fiocruz sobre a Importância da Vacinação contra COVID-19 em Cria...
 
Revista ApiceON
Revista ApiceONRevista ApiceON
Revista ApiceON
 

Semelhante a Obesidade infantil no brasil

Posicionamento inca-sobrepeso-obesidade-2017
Posicionamento inca-sobrepeso-obesidade-2017Posicionamento inca-sobrepeso-obesidade-2017
Posicionamento inca-sobrepeso-obesidade-2017
Universidade Federal do Piauí
 
E-book EuSaúde - Obesidade Infanto
E-book EuSaúde - Obesidade InfantoE-book EuSaúde - Obesidade Infanto
E-book EuSaúde - Obesidade Infanto
EuSaúde
 
Proposta 1 de redação enem 2017
Proposta 1 de redação enem 2017Proposta 1 de redação enem 2017
Proposta 1 de redação enem 2017
ananiasdoamaral
 
Obesidade Infantil
Obesidade InfantilObesidade Infantil
Obesidade Infantil
Ranner Ferreira
 
Obesidade Infantil
Obesidade InfantilObesidade Infantil
Obesidade Infantil
José Emílio
 
Fatores que interferem no sobrepeso e na obesidade e suas consequências para ...
Fatores que interferem no sobrepeso e na obesidade e suas consequências para ...Fatores que interferem no sobrepeso e na obesidade e suas consequências para ...
Fatores que interferem no sobrepeso e na obesidade e suas consequências para ...
Van Der Häägen Brazil
 
Sobrepeso e Obesidade na Infância
Sobrepeso e Obesidade na InfânciaSobrepeso e Obesidade na Infância
Apresentação-obesidade-20190828.pptx
Apresentação-obesidade-20190828.pptxApresentação-obesidade-20190828.pptx
Apresentação-obesidade-20190828.pptx
DaniVitoria
 
Apresentação-obesidade.pptx
Apresentação-obesidade.pptxApresentação-obesidade.pptx
Apresentação-obesidade.pptx
MrciaFernandesdeFari
 
Apresentação obesidade fala sobre a obesidade de tido paises
Apresentação obesidade fala sobre a obesidade de tido paisesApresentação obesidade fala sobre a obesidade de tido paises
Apresentação obesidade fala sobre a obesidade de tido paises
nathamhenrique0011
 
Revista da ABESO 2016 - Obesidade e Infertilidade - Evidências clinicas - Dr ...
Revista da ABESO 2016 - Obesidade e Infertilidade - Evidências clinicas - Dr ...Revista da ABESO 2016 - Obesidade e Infertilidade - Evidências clinicas - Dr ...
Revista da ABESO 2016 - Obesidade e Infertilidade - Evidências clinicas - Dr ...
Conrado Alvarenga
 
Causas e conseqüências da obesidade infantil e juvenil. dr. caio et dra. caio.
Causas e conseqüências da obesidade infantil e juvenil. dr. caio et dra. caio.Causas e conseqüências da obesidade infantil e juvenil. dr. caio et dra. caio.
Causas e conseqüências da obesidade infantil e juvenil. dr. caio et dra. caio.
Van Der Häägen Brazil
 
Sono ruim e sonolência diurna excessiva na ausência de apnéia obstrutiva do s...
Sono ruim e sonolência diurna excessiva na ausência de apnéia obstrutiva do s...Sono ruim e sonolência diurna excessiva na ausência de apnéia obstrutiva do s...
Sono ruim e sonolência diurna excessiva na ausência de apnéia obstrutiva do s...
Van Der Häägen Brazil
 
WebQuest Português Farmácia Nova Faculdade
WebQuest Português Farmácia Nova FaculdadeWebQuest Português Farmácia Nova Faculdade
WebQuest Português Farmácia Nova Faculdade
Marcos Paulo Carvalho Alves
 
Visa educação e nutrição - peso saudável
Visa   educação e nutrição - peso saudávelVisa   educação e nutrição - peso saudável
Visa educação e nutrição - peso saudável
HEBERT ANDRADE RIBEIRO FILHO
 
Ações Conscientes E Desvios Nutricionais Na Infancia
Ações Conscientes E Desvios Nutricionais Na InfanciaAções Conscientes E Desvios Nutricionais Na Infancia
Ações Conscientes E Desvios Nutricionais Na Infancia
themis dovera
 
Ações Conscientes E Desvios Nutricionais Na Infancia
Ações Conscientes E Desvios Nutricionais Na InfanciaAções Conscientes E Desvios Nutricionais Na Infancia
Ações Conscientes E Desvios Nutricionais Na Infancia
themis dovera
 
Ações Conscientes E Desvios Nutricionais Na Infancia
Ações Conscientes E Desvios Nutricionais Na InfanciaAções Conscientes E Desvios Nutricionais Na Infancia
Ações Conscientes E Desvios Nutricionais Na Infancia
themis dovera
 
acoes conscientes e desvios nutricionais na infancia
acoes conscientes e desvios nutricionais na infanciaacoes conscientes e desvios nutricionais na infancia
acoes conscientes e desvios nutricionais na infancia
themis dovera
 
AçõEs Conscientes E Desvios Nutricionais Na Infancia
AçõEs Conscientes E Desvios Nutricionais Na InfanciaAçõEs Conscientes E Desvios Nutricionais Na Infancia
AçõEs Conscientes E Desvios Nutricionais Na Infancia
themis dovera
 

Semelhante a Obesidade infantil no brasil (20)

Posicionamento inca-sobrepeso-obesidade-2017
Posicionamento inca-sobrepeso-obesidade-2017Posicionamento inca-sobrepeso-obesidade-2017
Posicionamento inca-sobrepeso-obesidade-2017
 
E-book EuSaúde - Obesidade Infanto
E-book EuSaúde - Obesidade InfantoE-book EuSaúde - Obesidade Infanto
E-book EuSaúde - Obesidade Infanto
 
Proposta 1 de redação enem 2017
Proposta 1 de redação enem 2017Proposta 1 de redação enem 2017
Proposta 1 de redação enem 2017
 
Obesidade Infantil
Obesidade InfantilObesidade Infantil
Obesidade Infantil
 
Obesidade Infantil
Obesidade InfantilObesidade Infantil
Obesidade Infantil
 
Fatores que interferem no sobrepeso e na obesidade e suas consequências para ...
Fatores que interferem no sobrepeso e na obesidade e suas consequências para ...Fatores que interferem no sobrepeso e na obesidade e suas consequências para ...
Fatores que interferem no sobrepeso e na obesidade e suas consequências para ...
 
Sobrepeso e Obesidade na Infância
Sobrepeso e Obesidade na InfânciaSobrepeso e Obesidade na Infância
Sobrepeso e Obesidade na Infância
 
Apresentação-obesidade-20190828.pptx
Apresentação-obesidade-20190828.pptxApresentação-obesidade-20190828.pptx
Apresentação-obesidade-20190828.pptx
 
Apresentação-obesidade.pptx
Apresentação-obesidade.pptxApresentação-obesidade.pptx
Apresentação-obesidade.pptx
 
Apresentação obesidade fala sobre a obesidade de tido paises
Apresentação obesidade fala sobre a obesidade de tido paisesApresentação obesidade fala sobre a obesidade de tido paises
Apresentação obesidade fala sobre a obesidade de tido paises
 
Revista da ABESO 2016 - Obesidade e Infertilidade - Evidências clinicas - Dr ...
Revista da ABESO 2016 - Obesidade e Infertilidade - Evidências clinicas - Dr ...Revista da ABESO 2016 - Obesidade e Infertilidade - Evidências clinicas - Dr ...
Revista da ABESO 2016 - Obesidade e Infertilidade - Evidências clinicas - Dr ...
 
Causas e conseqüências da obesidade infantil e juvenil. dr. caio et dra. caio.
Causas e conseqüências da obesidade infantil e juvenil. dr. caio et dra. caio.Causas e conseqüências da obesidade infantil e juvenil. dr. caio et dra. caio.
Causas e conseqüências da obesidade infantil e juvenil. dr. caio et dra. caio.
 
Sono ruim e sonolência diurna excessiva na ausência de apnéia obstrutiva do s...
Sono ruim e sonolência diurna excessiva na ausência de apnéia obstrutiva do s...Sono ruim e sonolência diurna excessiva na ausência de apnéia obstrutiva do s...
Sono ruim e sonolência diurna excessiva na ausência de apnéia obstrutiva do s...
 
WebQuest Português Farmácia Nova Faculdade
WebQuest Português Farmácia Nova FaculdadeWebQuest Português Farmácia Nova Faculdade
WebQuest Português Farmácia Nova Faculdade
 
Visa educação e nutrição - peso saudável
Visa   educação e nutrição - peso saudávelVisa   educação e nutrição - peso saudável
Visa educação e nutrição - peso saudável
 
Ações Conscientes E Desvios Nutricionais Na Infancia
Ações Conscientes E Desvios Nutricionais Na InfanciaAções Conscientes E Desvios Nutricionais Na Infancia
Ações Conscientes E Desvios Nutricionais Na Infancia
 
Ações Conscientes E Desvios Nutricionais Na Infancia
Ações Conscientes E Desvios Nutricionais Na InfanciaAções Conscientes E Desvios Nutricionais Na Infancia
Ações Conscientes E Desvios Nutricionais Na Infancia
 
Ações Conscientes E Desvios Nutricionais Na Infancia
Ações Conscientes E Desvios Nutricionais Na InfanciaAções Conscientes E Desvios Nutricionais Na Infancia
Ações Conscientes E Desvios Nutricionais Na Infancia
 
acoes conscientes e desvios nutricionais na infancia
acoes conscientes e desvios nutricionais na infanciaacoes conscientes e desvios nutricionais na infancia
acoes conscientes e desvios nutricionais na infancia
 
AçõEs Conscientes E Desvios Nutricionais Na Infancia
AçõEs Conscientes E Desvios Nutricionais Na InfanciaAçõEs Conscientes E Desvios Nutricionais Na Infancia
AçõEs Conscientes E Desvios Nutricionais Na Infancia
 

Último

AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AntonioVieira539017
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Centro Jacques Delors
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
soaresdesouzaamanda8
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
MessiasMarianoG
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
ReinaldoSouza57
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 

Último (20)

AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 

Obesidade infantil no brasil

  • 2. Proposta A quem cabe, afinal, a responsabilidade sobre a escolha alimentar da população?
  • 3. A CRIANÇA E O ADOLESCENTE NOS OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL (ODS)
  • 4. Em setembro de 2015, os Estados-Membro da Organização das Nações Unidas (ONU) adotaram, por unanimidade, o documento Transformando nosso mundo: a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, contendo 17 objetivos e 169 metas que devem ser cumpridas por todos os países do mundo, construindo o caminho para a erradicação da pobreza, redução das desigualdades e dos impactos das mudanças climáticas, e promovendo a justiça, a paz e a segurança de todos.
  • 5. Objetivo 1. Acabar com a pobreza em todas as suas formas, em todos os lugares. Objetivo 2. Acabar com a fome, alcançar a segurança alimentar e melhoria da nutrição e promover a agricultura sustentável. Objetivo 3. Assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todas e todos, em todas as idades Objetivo 4. Assegurar a educação inclusiva e equitativa de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todas e todos Objetivo 6. Assegurar a disponibilidade e gestão sustentável da água e saneamento para todas e todos. Objetivo 8. Promover o crescimento econômico sustentado, inclusivo e sustentável, emprego pleno e produtivo, e trabalho decente para todas e todos.
  • 6. Objetivo 2 Até 2030, acabar com a fome e garantir o acesso de todas as pessoas, em particular os pobres e as pessoas em situações vulneráveis, incluindo crianças, a alimentos seguros, nutritivos e suficientes durante todo o ano.
  • 7. Uma a cada três crianças brasileiras está com sobrepeso Dados revelados por um estudo realizado pela Imperial College de Londres em parceria com a Organização Mundial de Saúde (OMS) revelaram que a obesidade infantil atinge atualmente dez vezes mais crianças e adolescentes do que na década de 1970. Isso significa que nos últimos quarenta anos o número de crianças e adolescentes obesos – entre 5 e 19 anos – aumentou dez vezes, correspondendo a 124 milhões de pessoas. A Organização também estima que em 2022 existirão mais crianças obesas do que abaixo do peso em todo o mundo.
  • 8. No Brasil, 9,4% das meninas e 12,4% dos meninos são considerados obesos, de acordo com os critérios adotado pela OMS para classificar a obesidade infantil. Um motivo a mais de preocupação, já que o levantamento também indicou uma elevação dos índices da doença nos países de baixa e média renda. No mundo, os dados mostraram que em apenas quatro décadas o número de crianças e adolescentes obesos saltou de 11 milhões para 124 milhões.
  • 9. Nas nações mais pobres e desiguais, a obesidade chega a coexistir com a desnutrição. Paradoxalmente, crianças com histórico de baixo peso ao nascer, baixa estatura e ganho de peso aquém do esperado correm maior risco de se tornar obesas e diabéticas no futuro. É como se seus corpos ativassem o modo econômico para viver na adversidade, e assim permanecessem em qualquer circunstância.
  • 10. Muitos estudos apontam que os pais com frequência não reconhecem o excesso de peso dos seus filhos e não raro têm uma percepção equivocada a respeito da qualidade da dieta da família. No geral, queixam-se ao profissional de saúde quando os filhos parecem comer pouco.
  • 11. Brasil terá 11,3 milhões de crianças obesas em 2025, estima organização
  • 12. Entidades de saúde alertam que, se não houver uma mudança de rumo, o país, assim como a população global, enfrentará um forte crescimento de doenças associadas à obesidade, como diabetes, pressão arterial elevada e doenças de fígado.
  • 13. Obesidade infantil • Entidades de saúde alertam que, se não houver uma mudança de rumo, o país, assim como a população global, enfrentará um forte crescimento de doenças associadas à obesidade, como diabetes, pressão arterial elevada e doenças de fígado.
  • 14. Sem uma mudança de hábitos, em menos de uma década a obesidade pode atingir 11,3 milhões de crianças no Brasil, de acordo com um alerta divulgado pela Federação Mundial de Obesidade.
  • 15. Vilões A principal razão para a alta de peso na população mais jovem é o consumo de alimentos ricos em açúcar e gordura, principalmente os industrializados.
  • 16. Questão de status "Hoje temos as famílias com disponibilidade grande de alimentos industrializados e isso, para algumas delas, é chique. É como se fosse uma afirmação social poder consumir produtos industrializados. Esses produtos são saborosos, mas ricos em sal, gordura e açúcares, e as pessoas não têm a real dimensão do quão nocivos eles são", alerta Maria Edna de Melo, presidente do Departamento de Obesidade da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM).
  • 17. No âmbito sociocultural, a obesidade nas crianças e adolescentes vem sendo impulsionada pelo aumento do consumo de alimentos industrializados – fast-food, comidas ricas em gordura e pobres em nutrientes –, aliado ao sedentarismo. “Com os avanços tecnológicos, as crianças passam mais tempo sentadas usando aparelhos eletrônicos e praticam pouca, ou nenhuma atividade física”, afirma o especialista em endoscopia digestiva e gastroenterologia, Henrique Eloy, do Hospital das Clínicas, em SP.
  • 18. Por que todos (pais, governo, escolas e sociedade) têm que estar envolvidos na causa Obesidade Infantil?
  • 19.
  • 20.
  • 21. Causas da obesidade infantil Diversos fatores podem causar obesidade infantil. Entre as mais comuns estão fatores genéticos, má alimentação, sedentarismo ou uma combinação desses fatores. Além disso, a obesidade em crianças também pode ser decorrente de alguma condição médica, como doenças hormonais ou uso de medicamentos a base de corticoides. https://www.minhavida.com.br/saude/temas/ obesidade-infantil
  • 22. A determinação do sobrepeso e da obesidade é multifatorial e social. Está relacionada à má alimentação, aos modos de comer e de viver da atualidade e também, preponderantemente, ao sistema alimentar vigente no País, ou seja, o conjunto de fatores que constitui o modo de vida das populações modernas, que consomem cada vez mais produtos processados e ultraprocessados.
  • 23. A prevenção e o controle da obesidade devem prever a oferta de um escopo amplo de ações que apoiem os indivíduos na adoção de modos de vida saudáveis que permita a manutenção ou a recuperação do peso saudável. Por isso, torna-se necessária a articulação da Rede de Saúde com uma rede muito mais complexa, composta por outros saberes, outros serviços e outras instituições, não apenas do setor Saúde, ou seja, a busca da interdisciplinaridade e da intersetorialidade, e essencialmente a busca de parcerias na comunidade e equipamentos sociais, implementando novas formas de agir, mesmo em pequenas dimensões.
  • 24. Ações para frear o avanço do excesso de peso no País Crianças são prioridade das políticas públicas voltadas ao combate ao excesso de peso http://www.brasil.gov.br/noticias/saude/2018/10/no-dia-mundial-do-combate-a-obesidade- conheca-acoes-que-buscam-frear-o-avanco-do-excesso-de-peso-no-pais Guia de alimentação, academia da saúde e campanhas junto ao setor produtivo ajudam na educação da população publicado: 11/10/2018 As medidas de maior destaque para essa parcela da população são o programa Crescer Saudável, voltado à prevenção e controle da obesidade infantil nos municípios com maior prevalência de excesso de peso em crianças de dois a dez anos de idade, e o Programa Saúde na Escola, que estimula a alimentação saudável e as atividades físicas em mais de 85 mil escolas do País.