SlideShare uma empresa Scribd logo
MUNDO DO TRABALHO E SUAS
TECNOLOGIAS
2° ETAPA EJA
PROF: ISAMARA
Vocês conhecem alguma ocupação/ profissão que ao
longo do século XXI deixou de existir? Qual ou quais?
Perguntas
gettyimages
MUNDO DO TRABALHO E SUAS TECNOLOGIAS- 2° ETAPA EJA
MUNDO DO TRABALHO E SUAS TECNOLOGIAS- 2° ETAPA EJA
MUNDO DO TRABALHO E SUAS TECNOLOGIAS- 2° ETAPA EJA
MUNDO DO TRABALHO E SUAS TECNOLOGIAS- 2° ETAPA EJA
MUNDO DO TRABALHO E SUAS TECNOLOGIAS- 2° ETAPA EJA
MUNDO DO TRABALHO E SUAS TECNOLOGIAS- 2° ETAPA EJA
MUNDO DO TRABALHO E SUAS TECNOLOGIAS- 2° ETAPA EJA
MOBILIDADE
MUNDO DO TRABALHO E SUAS TECNOLOGIAS- 2° ETAPA EJA
MUNDO DO TRABALHO E SUAS TECNOLOGIAS- 2° ETAPA EJA
Observem as transformações nos anúncios de busca pela ocupação de secretárias:
Mudanças nas exigências de habilidades
Elaborado com informações fictícias para fins didáticos
O trabalho é algo importante em nossa sociedade? Vocês já foram perguntados sobre
“o que você vai ser quando crescer”? Para que curso você vai prestar vestibular? Que
profissão você gostaria de exercer? O que significa desemprego na vida das pessoas?
Por que as pessoas ficam desempregadas?
Perguntas
©Pixabay
Atualmente, devido às taxas de desemprego, muitas pessoas têm dificuldade de
entrar no mercado de trabalho. Os jovens são uma grande parcela da população
que sofre com o desemprego, especialmente no primeiro emprego. A cada dia,
aumentam os requisitos para conseguir um emprego (ensino médio, experiência,
formação acadêmica ou técnica etc.). Muitas pessoas, mesmo com esses
requisitos, não conseguem um emprego e entram no mercado informal. Mas
quais são os impactos das mudanças no mundo do trabalho ao longo da
história? – Enfatizar que essas
Compreender a complexidade referente às diferenças entre trabalho, emprego e
desemprego é fundamental. Além disso, faz-se necessário entender as mudanças
entender as mudanças nas reestruturações produtivas e os desafios que todos
enfrentamos para sobrevivermos na contemporaneidade.
Transformações no mercado de trabalho
©Pixabay
Trabalho, conceito tão antigo quanto a existência
humana, consiste no esforço humano dotado de um
transformação da natureza através do dispêndio de
mentais. Transforma a natureza, produz bens e serviços,
de existir contrato.
Emprego é a forma histórica do trabalho no sistema
capitalista. Pode estabelecer uma relação formal ou
autônomo ou prestador de serviços) e, mais ou menos,
entre quem organiza o trabalho (empregador) e quem
(empregado). O conjunto de leis que regulamentou os
foi a CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), instituída
em 1943.
Relembrando os conceitos
gettyimages
As reestruturações produtivas são elementos estruturantes do sistema capitalista. Em tempos em tempos,
com a busca por aumentar os lucros, ocorrem transformações no sistema de produção. Essas mudanças
não são apenas tecnológicas, mas também políticas, ideológicas e sociais.
• Contexto de crescimento da industrialização (séc. XIX e XX);
• O mecanismo central do capital: a busca incessante pelo lucro;
• O que demanda o desenvolvimento e a inovação tecnológica também incessantes;
• Nesse sentido, as reestruturações produtivas têm um papel fundamental na
reprodução do sistema capitalista de produção;
• Algumas vezes, as reestruturações produtivas acontecem em contextos de crises
econômicas;
• Refletiremos sobre os modos Taylorista-Fordista e Toyotista.
Reestruturações produtivas
Ao longo do tempo, a produção industrial teve grandes transformações. Foram
muitas as consequências sociais das reestruturações produtivas. Frederick Taylor
(1856-1915), ainda no século XIX, criou um novo método de administração do
trabalho nas linhas de produção, um tipo de gerência produtiva que mudou
que mudou completamente o ritmo de trabalho.
Em vez de um trabalhador desempenhar várias funções na produção de
mercadorias, ele implantou a divisão do trabalho, o gerenciamento do tempo e de
movimentos. Com a divisão das tarefas (especialização das atividades) em etapas
Reestruturações produtivas
©Pixabay
A fábrica de automóveis de Henry Ford (1863-1947) foi uma das primeiras a executar o
taylorismo através das linhas de montagem. O Fordismo buscava baratear produtos,
aumentar a produtividade e extrair o máximo de lucro.
• Aumentou a produção em massa;
• Acrescentou a esteira mecânica à linha de montagem;
• Criou um ritmo de trabalho mais especializado e repetitivo, sem muitos movimentos;
• Ofereceu um aumento de salário tendo como base o aumento da produção;
• Padronizou a fabricação, sem variedade;
• Dividiu o trabalho em tarefas menores, em que cada trabalhador tinha uma tarefa
muito simples.
• Diminuiu os custos, aumentou o consumo dos produtos e elevou os lucros.
Reestruturações produtivas
©Pixabay
Por volta de 1960, o Toyotismo se desenvolve a partir do contexto científico e tecnológico da
época e da necessidade de maior competitividade no cenário de globalização do capital. A
partir do advento das novas formas de comunicação, desenvolvimento da logística de
transporte e circulação de mercadorias, as empresas deslocaram suas fábricas para outros
territórios, nos quais a legislação trabalhista era mais flexível. O engenheiro da Toyota, Taiichi
Ohno (1912-1990), implementou um novo modelo produtivo.
• O trabalhador passa a ser polivalente, realizando mais de uma tarefa;
• Produção com demanda com estoque mínimo;
• Diversificação da produção;
• Automação das máquinas (várias funções e menor intervenção humana);
humana);
• Sistema just-in-time (sem acúmulo de produtos em estoque);
• Sistema Kaban, controle dos produtos com etiquetas;
• Círculos de Controle de Qualidade (CCQs);
• Com a substituição das antigas máquinas por robôs, poupa-se tempo de trabalho,
dispensam-se trabalhadores e aumentam-se os lucros.
Reestruturações produtivas
©Pixabay
Você conhece mais pessoas empregadas ou desempregadas? Em trabalhos formais ou
em trabalhos informais? Quais trabalhos elas exercem?
2 min
Perguntas
©Pixabay
Desemprego: é a situação em que não existem vagas remuneradas suficientes
para o total de trabalhadores disponíveis e que estão em busca de emprego em
seja um problema que sempre existiu, na atualidade, são muitos os fatores que
empregos entre aqueles que precisam do trabalho para sobreviver.
Desemprego e precarização
Flexibilização/precarização: situações de trabalho sem
estabilidade e com menos garantias para o trabalhador. Sem
a garantia de direitos trabalhistas, aumentam-se os contratos
de serviços temporários. É um processo multifacetado de
institucionalização da instabilidade. Tudo se torna flexível: o
trabalhador, as relações de trabalho, os direitos do trabalho,
os horários de trabalho e os salários.
Terceirização: processo pelo qual uma empresa transfere
parte de sua produção para outra empresa (chamada
Você já ouviu a expressão “uberização”? Esse modelo de trabalho se caracteriza como
uma forma de emprego formal ou informal? Nesse tipo de trabalho, tem-se algum
direito?
Perguntas
2 min
©Pixabay
E aí, como foi a aula?
Lembrando que, como nosso tempo aqui é curto, leve suas
além deste espaço!
Obrigada por participar! ;D
Até a próxima!
Avalie
Você pode usar esse QR Code ou entrar pelo link no final
de cada aula e deixar sua avaliação e seus comentários.
Olha que legal, agora você pode dizer o que achou das
suas aulas!
Conte para gente o que achou
da aula que acabou de assistir :)
https://bit.ly/3fVYJWs
O que você acha? Vamos começar agora mesmo?
Você pode usar esse QR Code ou entrar pelo link no final
de cada aula e deixar sua avaliação e seus comentários.
Olha que legal, agora você pode dizer o que achou das
suas aulas!
Conte para gente o que achou
da aula que acabou de assistir :)
https://bit.ly/3fVYJWs
O que você acha? Vamos começar agora mesmo?
Você pode usar esse QR Code ou entrar pelo link no final
de cada aula e deixar sua avaliação e seus comentários.
Olha que legal, agora você pode dizer o que achou das
suas aulas!
Conte para gente o que achou
da aula que acabou de assistir :)
https://bit.ly/3fVYJWs
O que você acha? Vamos começar agora mesmo?

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a MUNDO DO TRABALHO E SUAS TECNOLOGIAS- 2° ETAPA EJA

Legislação social roteiros de aula (parte1)
Legislação social   roteiros de aula (parte1)Legislação social   roteiros de aula (parte1)
Legislação social roteiros de aula (parte1)
Gênia Darc
 
O capitalismo social
O capitalismo socialO capitalismo social
O capitalismo social
Allan Vieira
 
Areas de gestao
Areas de gestaoAreas de gestao
Areas de gestao
Arleno
 
O ESTUDO DA SOCIOLOGIA do TRABALHO NA SOCIEDADE
O ESTUDO DA SOCIOLOGIA do TRABALHO NA SOCIEDADEO ESTUDO DA SOCIOLOGIA do TRABALHO NA SOCIEDADE
O ESTUDO DA SOCIOLOGIA do TRABALHO NA SOCIEDADE
HisrelBlog
 
complexidade e mudança - dr2
complexidade e mudança - dr2complexidade e mudança - dr2
complexidade e mudança - dr2
cattonia
 
Modelos de acumulação capitalista
Modelos de acumulação capitalistaModelos de acumulação capitalista
Modelos de acumulação capitalista
tamaramsilva
 
omundodotrabalho-150612013523-lva1-app6892.pptx
omundodotrabalho-150612013523-lva1-app6892.pptxomundodotrabalho-150612013523-lva1-app6892.pptx
omundodotrabalho-150612013523-lva1-app6892.pptx
Edilene Dias
 
Sociologia do Trabalho - IFRJ - PMQ_321
Sociologia do Trabalho - IFRJ - PMQ_321Sociologia do Trabalho - IFRJ - PMQ_321
Sociologia do Trabalho - IFRJ - PMQ_321
Carmem Rocha
 
Trabalho
TrabalhoTrabalho
Trabalho
cattonia
 
Demandas de serviço social no setor empresarial
Demandas de serviço social no setor empresarialDemandas de serviço social no setor empresarial
Demandas de serviço social no setor empresarial
Jhane Silva
 
Toyotismo resumos
Toyotismo resumosToyotismo resumos
Toyotismo resumos
Marcelinho Anato
 
Futuro-do-Trabalho-final (1).pptx
Futuro-do-Trabalho-final (1).pptxFuturo-do-Trabalho-final (1).pptx
Futuro-do-Trabalho-final (1).pptx
Edilene Dias
 
Artigo I - Gestao de Cargos e Remunerações
Artigo I - Gestao de Cargos e RemuneraçõesArtigo I - Gestao de Cargos e Remunerações
Artigo I - Gestao de Cargos e Remunerações
Tonigerley Silveira
 
Capítulo 10 - Temas Contemporâneos da Sociologia
Capítulo 10 - Temas Contemporâneos da SociologiaCapítulo 10 - Temas Contemporâneos da Sociologia
Capítulo 10 - Temas Contemporâneos da Sociologia
Marcos Antonio Grigorio de Figueiredo
 
Fordismo taylorismo-e-toyotismo-transparencias
Fordismo taylorismo-e-toyotismo-transparenciasFordismo taylorismo-e-toyotismo-transparencias
Fordismo taylorismo-e-toyotismo-transparencias
gigigsg
 
AulaTrabalho, tecnologia e virtualidade - os novos formatos de trabalho.pptx
AulaTrabalho, tecnologia e virtualidade - os novos formatos de trabalho.pptxAulaTrabalho, tecnologia e virtualidade - os novos formatos de trabalho.pptx
AulaTrabalho, tecnologia e virtualidade - os novos formatos de trabalho.pptx
VeridianaTonelli1
 
Desemprego, geografia 9 ano
Desemprego, geografia 9 ano Desemprego, geografia 9 ano
Desemprego, geografia 9 ano
larissazanette5
 
Material 2- Relações Contemporâneas de Trabalho.pdf
Material 2- Relações Contemporâneas de Trabalho.pdfMaterial 2- Relações Contemporâneas de Trabalho.pdf
Material 2- Relações Contemporâneas de Trabalho.pdf
WillianVieira54
 
Mundo do trabalho
Mundo do trabalhoMundo do trabalho
Mundo do trabalho
roberto mosca junior
 
Globalização e internet unicastelo
Globalização e internet   unicasteloGlobalização e internet   unicastelo
Globalização e internet unicastelo
Amarildo Souza
 

Semelhante a MUNDO DO TRABALHO E SUAS TECNOLOGIAS- 2° ETAPA EJA (20)

Legislação social roteiros de aula (parte1)
Legislação social   roteiros de aula (parte1)Legislação social   roteiros de aula (parte1)
Legislação social roteiros de aula (parte1)
 
O capitalismo social
O capitalismo socialO capitalismo social
O capitalismo social
 
Areas de gestao
Areas de gestaoAreas de gestao
Areas de gestao
 
O ESTUDO DA SOCIOLOGIA do TRABALHO NA SOCIEDADE
O ESTUDO DA SOCIOLOGIA do TRABALHO NA SOCIEDADEO ESTUDO DA SOCIOLOGIA do TRABALHO NA SOCIEDADE
O ESTUDO DA SOCIOLOGIA do TRABALHO NA SOCIEDADE
 
complexidade e mudança - dr2
complexidade e mudança - dr2complexidade e mudança - dr2
complexidade e mudança - dr2
 
Modelos de acumulação capitalista
Modelos de acumulação capitalistaModelos de acumulação capitalista
Modelos de acumulação capitalista
 
omundodotrabalho-150612013523-lva1-app6892.pptx
omundodotrabalho-150612013523-lva1-app6892.pptxomundodotrabalho-150612013523-lva1-app6892.pptx
omundodotrabalho-150612013523-lva1-app6892.pptx
 
Sociologia do Trabalho - IFRJ - PMQ_321
Sociologia do Trabalho - IFRJ - PMQ_321Sociologia do Trabalho - IFRJ - PMQ_321
Sociologia do Trabalho - IFRJ - PMQ_321
 
Trabalho
TrabalhoTrabalho
Trabalho
 
Demandas de serviço social no setor empresarial
Demandas de serviço social no setor empresarialDemandas de serviço social no setor empresarial
Demandas de serviço social no setor empresarial
 
Toyotismo resumos
Toyotismo resumosToyotismo resumos
Toyotismo resumos
 
Futuro-do-Trabalho-final (1).pptx
Futuro-do-Trabalho-final (1).pptxFuturo-do-Trabalho-final (1).pptx
Futuro-do-Trabalho-final (1).pptx
 
Artigo I - Gestao de Cargos e Remunerações
Artigo I - Gestao de Cargos e RemuneraçõesArtigo I - Gestao de Cargos e Remunerações
Artigo I - Gestao de Cargos e Remunerações
 
Capítulo 10 - Temas Contemporâneos da Sociologia
Capítulo 10 - Temas Contemporâneos da SociologiaCapítulo 10 - Temas Contemporâneos da Sociologia
Capítulo 10 - Temas Contemporâneos da Sociologia
 
Fordismo taylorismo-e-toyotismo-transparencias
Fordismo taylorismo-e-toyotismo-transparenciasFordismo taylorismo-e-toyotismo-transparencias
Fordismo taylorismo-e-toyotismo-transparencias
 
AulaTrabalho, tecnologia e virtualidade - os novos formatos de trabalho.pptx
AulaTrabalho, tecnologia e virtualidade - os novos formatos de trabalho.pptxAulaTrabalho, tecnologia e virtualidade - os novos formatos de trabalho.pptx
AulaTrabalho, tecnologia e virtualidade - os novos formatos de trabalho.pptx
 
Desemprego, geografia 9 ano
Desemprego, geografia 9 ano Desemprego, geografia 9 ano
Desemprego, geografia 9 ano
 
Material 2- Relações Contemporâneas de Trabalho.pdf
Material 2- Relações Contemporâneas de Trabalho.pdfMaterial 2- Relações Contemporâneas de Trabalho.pdf
Material 2- Relações Contemporâneas de Trabalho.pdf
 
Mundo do trabalho
Mundo do trabalhoMundo do trabalho
Mundo do trabalho
 
Globalização e internet unicastelo
Globalização e internet   unicasteloGlobalização e internet   unicastelo
Globalização e internet unicastelo
 

Último

Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
shirleisousa9166
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 

Último (20)

Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 

MUNDO DO TRABALHO E SUAS TECNOLOGIAS- 2° ETAPA EJA

  • 1. MUNDO DO TRABALHO E SUAS TECNOLOGIAS 2° ETAPA EJA PROF: ISAMARA
  • 2. Vocês conhecem alguma ocupação/ profissão que ao longo do século XXI deixou de existir? Qual ou quais? Perguntas gettyimages
  • 13. Observem as transformações nos anúncios de busca pela ocupação de secretárias: Mudanças nas exigências de habilidades Elaborado com informações fictícias para fins didáticos
  • 14. O trabalho é algo importante em nossa sociedade? Vocês já foram perguntados sobre “o que você vai ser quando crescer”? Para que curso você vai prestar vestibular? Que profissão você gostaria de exercer? O que significa desemprego na vida das pessoas? Por que as pessoas ficam desempregadas? Perguntas ©Pixabay
  • 15. Atualmente, devido às taxas de desemprego, muitas pessoas têm dificuldade de entrar no mercado de trabalho. Os jovens são uma grande parcela da população que sofre com o desemprego, especialmente no primeiro emprego. A cada dia, aumentam os requisitos para conseguir um emprego (ensino médio, experiência, formação acadêmica ou técnica etc.). Muitas pessoas, mesmo com esses requisitos, não conseguem um emprego e entram no mercado informal. Mas quais são os impactos das mudanças no mundo do trabalho ao longo da história? – Enfatizar que essas Compreender a complexidade referente às diferenças entre trabalho, emprego e desemprego é fundamental. Além disso, faz-se necessário entender as mudanças entender as mudanças nas reestruturações produtivas e os desafios que todos enfrentamos para sobrevivermos na contemporaneidade. Transformações no mercado de trabalho ©Pixabay
  • 16. Trabalho, conceito tão antigo quanto a existência humana, consiste no esforço humano dotado de um transformação da natureza através do dispêndio de mentais. Transforma a natureza, produz bens e serviços, de existir contrato. Emprego é a forma histórica do trabalho no sistema capitalista. Pode estabelecer uma relação formal ou autônomo ou prestador de serviços) e, mais ou menos, entre quem organiza o trabalho (empregador) e quem (empregado). O conjunto de leis que regulamentou os foi a CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), instituída em 1943. Relembrando os conceitos gettyimages
  • 17. As reestruturações produtivas são elementos estruturantes do sistema capitalista. Em tempos em tempos, com a busca por aumentar os lucros, ocorrem transformações no sistema de produção. Essas mudanças não são apenas tecnológicas, mas também políticas, ideológicas e sociais. • Contexto de crescimento da industrialização (séc. XIX e XX); • O mecanismo central do capital: a busca incessante pelo lucro; • O que demanda o desenvolvimento e a inovação tecnológica também incessantes; • Nesse sentido, as reestruturações produtivas têm um papel fundamental na reprodução do sistema capitalista de produção; • Algumas vezes, as reestruturações produtivas acontecem em contextos de crises econômicas; • Refletiremos sobre os modos Taylorista-Fordista e Toyotista. Reestruturações produtivas
  • 18. Ao longo do tempo, a produção industrial teve grandes transformações. Foram muitas as consequências sociais das reestruturações produtivas. Frederick Taylor (1856-1915), ainda no século XIX, criou um novo método de administração do trabalho nas linhas de produção, um tipo de gerência produtiva que mudou que mudou completamente o ritmo de trabalho. Em vez de um trabalhador desempenhar várias funções na produção de mercadorias, ele implantou a divisão do trabalho, o gerenciamento do tempo e de movimentos. Com a divisão das tarefas (especialização das atividades) em etapas Reestruturações produtivas ©Pixabay
  • 19. A fábrica de automóveis de Henry Ford (1863-1947) foi uma das primeiras a executar o taylorismo através das linhas de montagem. O Fordismo buscava baratear produtos, aumentar a produtividade e extrair o máximo de lucro. • Aumentou a produção em massa; • Acrescentou a esteira mecânica à linha de montagem; • Criou um ritmo de trabalho mais especializado e repetitivo, sem muitos movimentos; • Ofereceu um aumento de salário tendo como base o aumento da produção; • Padronizou a fabricação, sem variedade; • Dividiu o trabalho em tarefas menores, em que cada trabalhador tinha uma tarefa muito simples. • Diminuiu os custos, aumentou o consumo dos produtos e elevou os lucros. Reestruturações produtivas ©Pixabay
  • 20. Por volta de 1960, o Toyotismo se desenvolve a partir do contexto científico e tecnológico da época e da necessidade de maior competitividade no cenário de globalização do capital. A partir do advento das novas formas de comunicação, desenvolvimento da logística de transporte e circulação de mercadorias, as empresas deslocaram suas fábricas para outros territórios, nos quais a legislação trabalhista era mais flexível. O engenheiro da Toyota, Taiichi Ohno (1912-1990), implementou um novo modelo produtivo. • O trabalhador passa a ser polivalente, realizando mais de uma tarefa; • Produção com demanda com estoque mínimo; • Diversificação da produção; • Automação das máquinas (várias funções e menor intervenção humana); humana); • Sistema just-in-time (sem acúmulo de produtos em estoque); • Sistema Kaban, controle dos produtos com etiquetas; • Círculos de Controle de Qualidade (CCQs); • Com a substituição das antigas máquinas por robôs, poupa-se tempo de trabalho, dispensam-se trabalhadores e aumentam-se os lucros. Reestruturações produtivas ©Pixabay
  • 21. Você conhece mais pessoas empregadas ou desempregadas? Em trabalhos formais ou em trabalhos informais? Quais trabalhos elas exercem? 2 min Perguntas ©Pixabay
  • 22. Desemprego: é a situação em que não existem vagas remuneradas suficientes para o total de trabalhadores disponíveis e que estão em busca de emprego em seja um problema que sempre existiu, na atualidade, são muitos os fatores que empregos entre aqueles que precisam do trabalho para sobreviver. Desemprego e precarização Flexibilização/precarização: situações de trabalho sem estabilidade e com menos garantias para o trabalhador. Sem a garantia de direitos trabalhistas, aumentam-se os contratos de serviços temporários. É um processo multifacetado de institucionalização da instabilidade. Tudo se torna flexível: o trabalhador, as relações de trabalho, os direitos do trabalho, os horários de trabalho e os salários. Terceirização: processo pelo qual uma empresa transfere parte de sua produção para outra empresa (chamada
  • 23. Você já ouviu a expressão “uberização”? Esse modelo de trabalho se caracteriza como uma forma de emprego formal ou informal? Nesse tipo de trabalho, tem-se algum direito? Perguntas 2 min ©Pixabay
  • 24. E aí, como foi a aula? Lembrando que, como nosso tempo aqui é curto, leve suas além deste espaço! Obrigada por participar! ;D Até a próxima! Avalie
  • 25. Você pode usar esse QR Code ou entrar pelo link no final de cada aula e deixar sua avaliação e seus comentários. Olha que legal, agora você pode dizer o que achou das suas aulas! Conte para gente o que achou da aula que acabou de assistir :) https://bit.ly/3fVYJWs O que você acha? Vamos começar agora mesmo?
  • 26. Você pode usar esse QR Code ou entrar pelo link no final de cada aula e deixar sua avaliação e seus comentários. Olha que legal, agora você pode dizer o que achou das suas aulas! Conte para gente o que achou da aula que acabou de assistir :) https://bit.ly/3fVYJWs O que você acha? Vamos começar agora mesmo?
  • 27. Você pode usar esse QR Code ou entrar pelo link no final de cada aula e deixar sua avaliação e seus comentários. Olha que legal, agora você pode dizer o que achou das suas aulas! Conte para gente o que achou da aula que acabou de assistir :) https://bit.ly/3fVYJWs O que você acha? Vamos começar agora mesmo?

Notas do Editor

  1. https://www.gettyimages.com.br/detail/ilustra%C3%A7%C3%A3o/milkman-ilustra%C3%A7%C3%A3o-royalty-free/1003475762?adppopup=true
  2. https://pixabay.com/pt/photos/m%C3%A3os-argila-potter-cer%C3%A2mica-1139098/
  3. https://pixabay.com/pt/photos/menina-tempo-press%C3%A3o-de-tempo-2786277/
  4. https://www.gettyimages.com.br/detail/foto/portrait-of-young-beautiful-engineer-woman-working-imagem-royalty-free/1038364390?adppopup=true
  5. https://media.istockphoto.com/photos/african-woman-choosing-clothes-at-store-shopping-day-picture-id1139741363?b=1&k=6&m=1139741363&s=170667a&w=0&h=G1i2Xp6paNsM2XRlrJf3ucKW8y9vcHGCz1gHpKEHB8k=
  6. https://pixabay.com/pt/photos/macro-domesticos-artes-motor-1452987/
  7. https://pixabay.com/pt/photos/rebarbadora-trabalho-sparks-429757/
  8. https://pixabay.com/pt/photos/rob%C3%B4-bra%C3%A7o-tecnologia-2791671/
  9. https://pixabay.com/pt/photos/crian%C3%A7as-tv-crian%C3%A7a-televis%C3%A3o-home-403582/
  10. https://media.istockphoto.com/photos/african-woman-choosing-clothes-at-store-shopping-day-picture-id1139741363?b=1&k=6&m=1139741363&s=170667a&w=0&h=G1i2Xp6paNsM2XRlrJf3ucKW8y9vcHGCz1gHpKEHB8k=
  11. https://pixabay.com/pt/photos/crian%C3%A7as-tv-crian%C3%A7a-televis%C3%A3o-home-403582/