SlideShare uma empresa Scribd logo
ARQUITETURA TECNOLOGICA

Arquitetura em Camadas

Motivação: Sistemas que devam migrar para ambientes de internet/intranet/extranet;

Muitos SI devem mudar devido a mudanças dos negócios;

       Fusões, aquisições, etc..

Pressões para manter custos com TI baixos

Pressões tecnológicas

       Desenvolvimento de SI ficou mais complexos nos últimos anos;

       Usuários precisam de funcionalidades mais sofisticadas.



Resumindo: Fazer SI a partir do zero, in-house:

       É muito caro

       Demora muito tempo

       Não produz boa qualidade



O QUE QUEREMOS DA TI¿

      Flexibilidade
           o Possibilidade de satisfazer novos requisitos no negócio rapidamente;
      Adaptabilidade
           o Customizar uma aplicação para vários usuários usando várias alternativas de
                entrega dos serviços da aplicação com impacto mínimo no núcleo da aplicação.
      Manutenabilidade
           o Poder atualizar uma aplicação, mas minimizando o impacto das mudanças.
      Reusabilidade
           o Possibilitar rapidamente montar aplicações únicas e dinâmicas;
           o Reusar a funcionalidade de sistemas legados em novas aplicações.
      Interoperabilidade
           o Execução em plataformas diferentes
      Escalabilidade
           o Distribuir e configurar a execução da aplicação para vários volumes de transação
      Robustez
           o Menos defeitos
           o Confiabilidade e disponibilidade da aplicação.

Resumindo: É tudo que a norma ISSO 9126 caracteriza como qualidade de software.
SOLUÇÃO: APLICAÇÕES MULTICAMADAS DISTRIBUIDAS (CLIENTE/SERVIDOR)

Histórico

Arquitetura centralizada, dominantes até a década de 80 como arquitetura corporativa, tinha como
principais problemas a interface não amigável do software.

Arquitetura em duas camadas, os sistemas em camada surgiram para:
    Aproveitar melhor os desktops da empresa, que eram ociosos ou mal aproveitados;
    Oferecer interface mais amigável aos usuários;
    Integrar os desktops e os dados corporativos.

   Permitiram aumentar a escalabilidade de uso dos sistemas de informação.

   Os primeiros sistemas cliente/servidor eram de duas camadas:
      a) Camada cliente, trata da lógica de negócio e da UI (Interface do usuário);
      b) Camada servidor, trata do dados (usando SGBD).




            Aplicação

            PC
                                     Servidor


            Aplicação                                    BD

            PC



            Cliente                  Servidor



Arquitetura em três camadas

A arquitetura em duas camadas tinha alguns problemas:
   a) Falta de escalabilidade (conexões ao BD)
   b) Problemas de manutenção (mudança da lógica da aplicação, forçava reinstalação)

Criou se a arquitetura em tres camadas:
    a) Camada de apresentação (Interface do Usuário);
    b) Camada de aplicação (Lógica do negócio)
    c) Camada de Banco de Dados
Aplicação

          PC
                                   Servidor             Servidor

                                   Aplicação            Bco Dados
         Aplicação                                                        BD

         PC



          Cliente                  Lógica Negócio         Dados



Beneficios da tres camadas:

      Problema de manutenção foram reduzidos, pois as mudanças na camada de aplicação e
       de dados não necessitam de nova instalações nos desktops;
      Observe que as camadas são lógicas
          o Fisicamente, várias camadas podem executar na mesma máquina;
          o Quase sempre, há separação física das máquinas.


Arquitetura de 3 – 4 camadas baseadas na WEB

A arquitetura de tres camadas original tem como problemas:
    A instalação inicial dos programas no desktop é cara;
    O problema da manutenção persiste, quando a mudança na camada de apresentação;
    Não se pode instalar software facilmente num desktop que não esta sob seu controle
       administrativo.
           o Ex.: Máquinas de parceiros, Máquinas de Clientes, Máquinas de fornecedores.


Então, usamos o browser como CLIENTE universal

      A camada de aplicação se quebra em duas partes:
           o Web e Aplicação;
      Evitamos instalar qualquer software no desktop e, portanto, menos problemas de
       manutenção;
      Evitamos instalação em máquinas de parceiros, fornecedores, clientes etc..

AS VEZES CHAMA-SE ISSO DE TRES CAMADAS PORQUE, AS CAMADAS WEB E
APLICAÇÃO FREQUENTEMENTE RODAM NA MESMA MÁQUINA (PARA PEQUENOS
VOLUMES).




               Browser

               PC
                                     Servidor             Servidor
                                     WEB
                                                          Bco Dados
OBS: Fazer aplicações multicamadas não é fácil.


CARACTERISTICAS DA ARQUITETURA CLIENTE/SERVIDOR

      Cliente/Servidor é uma relação entre processos que rodam em máquinas diferentes. O
       processo servidor é o fornecedor dos serviços.
      O Cliente é o consumidor desses serviços, fundamentalmente uma arquitetura
       cliente/servidor implementa ua separação lógica de funções baseada no conceito de
       serviços.

          o   Um servidor pode servir vários clientes ao mesmo tempo e gerenciar os acessos
              aos recursos compartilhados;
          o   O servidor é um processo que pode residir na mesma máquina que o cliente ou
              numa máquina diferente que esta ligada através de uma rede.
          o   Baseado na transmissão de mensagens, a mensagem é o mecanismo de
              transporte para os pedidos e resposta dos serviços;
          o   Escalabilidade, podem evoluir facilmente, quer por adição de novos clientes, quer
              por adição de servidores mais potentes;
          o   Integridade, o código (sw) e os dados devem ser mantidos centralmente, dessa
              forma reduzem os custos de manutenção e aumenta a integridade dos dados.

Tipos de servidores: Servidores de aplicações, Servidores de Banco de Dados, Servidores Web..

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Arquitetura de software : Cliente-Servidor
Arquitetura de software : Cliente-ServidorArquitetura de software : Cliente-Servidor
Arquitetura de software : Cliente-Servidor
Alexsandro Oliveira
 
Arquitetura Cliente-Servidor - Modelos
Arquitetura Cliente-Servidor - ModelosArquitetura Cliente-Servidor - Modelos
Arquitetura Cliente-Servidor - Modelos
Israel Messias
 
Fundamentos da arquitetura cliente servidor.
Fundamentos da arquitetura cliente servidor.Fundamentos da arquitetura cliente servidor.
Fundamentos da arquitetura cliente servidor.
Valdeir Frizzera
 
Joana costa tp 1 – trabalho prático www
Joana costa tp 1 – trabalho prático wwwJoana costa tp 1 – trabalho prático www
Joana costa tp 1 – trabalho prático www
Joana Costa
 
Arquitetura de sistemas web
Arquitetura de sistemas webArquitetura de sistemas web
Arquitetura de sistemas web
Opakus - Soluções Inteligentes
 
03 arquitetura-cliente-servidor
03   arquitetura-cliente-servidor03   arquitetura-cliente-servidor
03 arquitetura-cliente-servidor
Concurseira Le
 
Apostilas - cliente servidor - aula 1 - fabiula
Apostilas - cliente servidor - aula 1 - fabiulaApostilas - cliente servidor - aula 1 - fabiula
Apostilas - cliente servidor - aula 1 - fabiula
Daniel Silveira
 
Comunicação Cliente/Servidor - HTTP
Comunicação Cliente/Servidor - HTTPComunicação Cliente/Servidor - HTTP
Comunicação Cliente/Servidor - HTTP
Willian Watanabe
 
Comunicação cliente servidor
Comunicação cliente servidorComunicação cliente servidor
Comunicação cliente servidor
Nascimentoeli
 
Apostilas modelo cliente servidor
Apostilas   modelo cliente servidorApostilas   modelo cliente servidor
Apostilas modelo cliente servidor
Daniel Silveira
 
Service Oriented Front-End Architecture
Service Oriented Front-End ArchitectureService Oriented Front-End Architecture
Service Oriented Front-End Architecture
Cristiano Gomes
 
Cloud Computing
Cloud ComputingCloud Computing
Cloud Computing
Elvis Fusco
 
Servidores de aplicação apresentação
Servidores de aplicação apresentaçãoServidores de aplicação apresentação
Servidores de aplicação apresentação
Márcia Catunda
 
Cloud Computing: Desafios e oportunidades
Cloud Computing: Desafios e oportunidadesCloud Computing: Desafios e oportunidades
Cloud Computing: Desafios e oportunidades
Elvis Fusco
 
Cliente e servidor
Cliente e servidorCliente e servidor
Cliente e servidor
Davi Silva
 
Apresentação servidores de aplicação
Apresentação   servidores de aplicaçãoApresentação   servidores de aplicação
Apresentação servidores de aplicação
Helen Picoli
 
[Cloud Summit 2010] Microsoft - Danilo Bordini
[Cloud Summit 2010] Microsoft - Danilo Bordini[Cloud Summit 2010] Microsoft - Danilo Bordini
[Cloud Summit 2010] Microsoft - Danilo Bordini
Tecla Internet
 
World wide web
World wide webWorld wide web
World wide web
Liliana Costa
 
Padrão de Arquitetura de Software Corporativa
Padrão de Arquitetura de Software CorporativaPadrão de Arquitetura de Software Corporativa
Padrão de Arquitetura de Software Corporativa
Hilton Menezes
 
Ibolt e Procnet
Ibolt e ProcnetIbolt e Procnet
Ibolt e Procnet
Procnet
 

Mais procurados (20)

Arquitetura de software : Cliente-Servidor
Arquitetura de software : Cliente-ServidorArquitetura de software : Cliente-Servidor
Arquitetura de software : Cliente-Servidor
 
Arquitetura Cliente-Servidor - Modelos
Arquitetura Cliente-Servidor - ModelosArquitetura Cliente-Servidor - Modelos
Arquitetura Cliente-Servidor - Modelos
 
Fundamentos da arquitetura cliente servidor.
Fundamentos da arquitetura cliente servidor.Fundamentos da arquitetura cliente servidor.
Fundamentos da arquitetura cliente servidor.
 
Joana costa tp 1 – trabalho prático www
Joana costa tp 1 – trabalho prático wwwJoana costa tp 1 – trabalho prático www
Joana costa tp 1 – trabalho prático www
 
Arquitetura de sistemas web
Arquitetura de sistemas webArquitetura de sistemas web
Arquitetura de sistemas web
 
03 arquitetura-cliente-servidor
03   arquitetura-cliente-servidor03   arquitetura-cliente-servidor
03 arquitetura-cliente-servidor
 
Apostilas - cliente servidor - aula 1 - fabiula
Apostilas - cliente servidor - aula 1 - fabiulaApostilas - cliente servidor - aula 1 - fabiula
Apostilas - cliente servidor - aula 1 - fabiula
 
Comunicação Cliente/Servidor - HTTP
Comunicação Cliente/Servidor - HTTPComunicação Cliente/Servidor - HTTP
Comunicação Cliente/Servidor - HTTP
 
Comunicação cliente servidor
Comunicação cliente servidorComunicação cliente servidor
Comunicação cliente servidor
 
Apostilas modelo cliente servidor
Apostilas   modelo cliente servidorApostilas   modelo cliente servidor
Apostilas modelo cliente servidor
 
Service Oriented Front-End Architecture
Service Oriented Front-End ArchitectureService Oriented Front-End Architecture
Service Oriented Front-End Architecture
 
Cloud Computing
Cloud ComputingCloud Computing
Cloud Computing
 
Servidores de aplicação apresentação
Servidores de aplicação apresentaçãoServidores de aplicação apresentação
Servidores de aplicação apresentação
 
Cloud Computing: Desafios e oportunidades
Cloud Computing: Desafios e oportunidadesCloud Computing: Desafios e oportunidades
Cloud Computing: Desafios e oportunidades
 
Cliente e servidor
Cliente e servidorCliente e servidor
Cliente e servidor
 
Apresentação servidores de aplicação
Apresentação   servidores de aplicaçãoApresentação   servidores de aplicação
Apresentação servidores de aplicação
 
[Cloud Summit 2010] Microsoft - Danilo Bordini
[Cloud Summit 2010] Microsoft - Danilo Bordini[Cloud Summit 2010] Microsoft - Danilo Bordini
[Cloud Summit 2010] Microsoft - Danilo Bordini
 
World wide web
World wide webWorld wide web
World wide web
 
Padrão de Arquitetura de Software Corporativa
Padrão de Arquitetura de Software CorporativaPadrão de Arquitetura de Software Corporativa
Padrão de Arquitetura de Software Corporativa
 
Ibolt e Procnet
Ibolt e ProcnetIbolt e Procnet
Ibolt e Procnet
 

Destaque

(3) Selo Website Protegido by NStalker
(3) Selo Website Protegido by NStalker(3) Selo Website Protegido by NStalker
(3) Selo Website Protegido by NStalker
KeySupport Consultoria e Informática Ltda
 
Sector Público
 Sector Público Sector Público
Sector Público
9373
 
Movimiento vibratorio
Movimiento vibratorioMovimiento vibratorio
Movimiento vibratorio
Sba Tlv Benji Yefferson
 
Cursos Polilab - Degradação e estabilização de polímeros aula 04
Cursos Polilab - Degradação e estabilização de polímeros aula 04Cursos Polilab - Degradação e estabilização de polímeros aula 04
Cursos Polilab - Degradação e estabilização de polímeros aula 04
Fernando Jose Novaes
 
Mapaconceptual gernecia de_proyecto_lower_ruiz
Mapaconceptual gernecia de_proyecto_lower_ruizMapaconceptual gernecia de_proyecto_lower_ruiz
Mapaconceptual gernecia de_proyecto_lower_ruiz
lower lam ruiz alvarez
 
Informática educativa. las frutas.
Informática educativa. las frutas.Informática educativa. las frutas.
Informática educativa. las frutas.
paaaaaaaaz
 
TCEd_2012_2013_P1
TCEd_2012_2013_P1TCEd_2012_2013_P1
TCEd_2012_2013_P1
guest87dc2a5
 
U6 funciones
U6 funcionesU6 funciones
U6 funciones
Eduardo Hernandez
 
Jesus e o Espiritismo-Marcelo do N. Rodrigues- GECMEIMEI
Jesus e o Espiritismo-Marcelo do N. Rodrigues- GECMEIMEIJesus e o Espiritismo-Marcelo do N. Rodrigues- GECMEIMEI
Jesus e o Espiritismo-Marcelo do N. Rodrigues- GECMEIMEI
Marcelo do Nascimento Rodrigues
 
Ebookpascoa2011
Ebookpascoa2011 Ebookpascoa2011
Ebookpascoa2011
Autonoma
 
Ordeno 2a
Ordeno 2aOrdeno 2a
Ordeno 2a
bloglourdes
 
Projeto "A gente faz, o planeta sente !"
Projeto "A gente faz, o planeta sente !"Projeto "A gente faz, o planeta sente !"
Projeto "A gente faz, o planeta sente !"
Valter Almeida
 
Luis Lugo El legendario pianista cubano visitará Uruguay para ofrecer dos esp...
Luis Lugo El legendario pianista cubano visitará Uruguay para ofrecer dos esp...Luis Lugo El legendario pianista cubano visitará Uruguay para ofrecer dos esp...
Luis Lugo El legendario pianista cubano visitará Uruguay para ofrecer dos esp...
Luis Lugo El Piano de Cuba I
 
Homilía papa francisco sobre la catequesis
Homilía papa francisco sobre la catequesisHomilía papa francisco sobre la catequesis
Homilía papa francisco sobre la catequesis
Celso Francisco Gómez Caamaño
 
Leaflet pt2 12112007_web
Leaflet pt2 12112007_webLeaflet pt2 12112007_web
Leaflet pt2 12112007_web
Turma EFA
 
Importância da tecnologia no acompanhamento das atividades dos alunos de acad...
Importância da tecnologia no acompanhamento das atividades dos alunos de acad...Importância da tecnologia no acompanhamento das atividades dos alunos de acad...
Importância da tecnologia no acompanhamento das atividades dos alunos de acad...
Alexandre Bento
 
Bicho Carpinteiro
Bicho CarpinteiroBicho Carpinteiro
Bicho Carpinteiro
Autonoma
 
Luz no caminho mabel colins - 1885
Luz no caminho   mabel colins - 1885Luz no caminho   mabel colins - 1885
Luz no caminho mabel colins - 1885
Artista Plástico, Arquiteto Urbanista e Educador
 
Referencial pedagógico 2º período
Referencial pedagógico 2º períodoReferencial pedagógico 2º período
Referencial pedagógico 2º período
Juliana Cotini
 

Destaque (20)

(3) Selo Website Protegido by NStalker
(3) Selo Website Protegido by NStalker(3) Selo Website Protegido by NStalker
(3) Selo Website Protegido by NStalker
 
Sector Público
 Sector Público Sector Público
Sector Público
 
Movimiento vibratorio
Movimiento vibratorioMovimiento vibratorio
Movimiento vibratorio
 
Cursos Polilab - Degradação e estabilização de polímeros aula 04
Cursos Polilab - Degradação e estabilização de polímeros aula 04Cursos Polilab - Degradação e estabilização de polímeros aula 04
Cursos Polilab - Degradação e estabilização de polímeros aula 04
 
Mapaconceptual gernecia de_proyecto_lower_ruiz
Mapaconceptual gernecia de_proyecto_lower_ruizMapaconceptual gernecia de_proyecto_lower_ruiz
Mapaconceptual gernecia de_proyecto_lower_ruiz
 
Informática educativa. las frutas.
Informática educativa. las frutas.Informática educativa. las frutas.
Informática educativa. las frutas.
 
Noivos.1
Noivos.1Noivos.1
Noivos.1
 
TCEd_2012_2013_P1
TCEd_2012_2013_P1TCEd_2012_2013_P1
TCEd_2012_2013_P1
 
U6 funciones
U6 funcionesU6 funciones
U6 funciones
 
Jesus e o Espiritismo-Marcelo do N. Rodrigues- GECMEIMEI
Jesus e o Espiritismo-Marcelo do N. Rodrigues- GECMEIMEIJesus e o Espiritismo-Marcelo do N. Rodrigues- GECMEIMEI
Jesus e o Espiritismo-Marcelo do N. Rodrigues- GECMEIMEI
 
Ebookpascoa2011
Ebookpascoa2011 Ebookpascoa2011
Ebookpascoa2011
 
Ordeno 2a
Ordeno 2aOrdeno 2a
Ordeno 2a
 
Projeto "A gente faz, o planeta sente !"
Projeto "A gente faz, o planeta sente !"Projeto "A gente faz, o planeta sente !"
Projeto "A gente faz, o planeta sente !"
 
Luis Lugo El legendario pianista cubano visitará Uruguay para ofrecer dos esp...
Luis Lugo El legendario pianista cubano visitará Uruguay para ofrecer dos esp...Luis Lugo El legendario pianista cubano visitará Uruguay para ofrecer dos esp...
Luis Lugo El legendario pianista cubano visitará Uruguay para ofrecer dos esp...
 
Homilía papa francisco sobre la catequesis
Homilía papa francisco sobre la catequesisHomilía papa francisco sobre la catequesis
Homilía papa francisco sobre la catequesis
 
Leaflet pt2 12112007_web
Leaflet pt2 12112007_webLeaflet pt2 12112007_web
Leaflet pt2 12112007_web
 
Importância da tecnologia no acompanhamento das atividades dos alunos de acad...
Importância da tecnologia no acompanhamento das atividades dos alunos de acad...Importância da tecnologia no acompanhamento das atividades dos alunos de acad...
Importância da tecnologia no acompanhamento das atividades dos alunos de acad...
 
Bicho Carpinteiro
Bicho CarpinteiroBicho Carpinteiro
Bicho Carpinteiro
 
Luz no caminho mabel colins - 1885
Luz no caminho   mabel colins - 1885Luz no caminho   mabel colins - 1885
Luz no caminho mabel colins - 1885
 
Referencial pedagógico 2º período
Referencial pedagógico 2º períodoReferencial pedagógico 2º período
Referencial pedagógico 2º período
 

Semelhante a Modelagem de sistemas da informação – aula 03 mai2011

Cloud Computing
Cloud ComputingCloud Computing
Cloud Computing
Marcio Duarte
 
Cloud Computing
Cloud ComputingCloud Computing
Cloud Computing
Ana Carolina Gracioso
 
Cloud Computing
Cloud ComputingCloud Computing
Cloud Computing
Elvis Fusco
 
Vantagens e desvantagens de uma arquitetura microservices
Vantagens e desvantagens de uma arquitetura microservicesVantagens e desvantagens de uma arquitetura microservices
Vantagens e desvantagens de uma arquitetura microservices
Fábio Rosato
 
Cloud Computing Tecla Internet - Conceito
Cloud Computing Tecla Internet - ConceitoCloud Computing Tecla Internet - Conceito
Cloud Computing Tecla Internet - Conceito
Tecla Internet
 
Gerência integrada de redes e serviços www.iaulas.com.br
Gerência integrada de redes e serviços www.iaulas.com.brGerência integrada de redes e serviços www.iaulas.com.br
Gerência integrada de redes e serviços www.iaulas.com.br
MATHEUSGCL08
 
Gerência integrada de redes e serviços
Gerência integrada de redes e serviçosGerência integrada de redes e serviços
Gerência integrada de redes e serviços
Tiago
 
Cloud Computing
Cloud ComputingCloud Computing
Cloud Computing
Elvis Fusco
 
9.cloud computing v3.1_wl_stv
9.cloud computing v3.1_wl_stv9.cloud computing v3.1_wl_stv
9.cloud computing v3.1_wl_stv
wilson_lucas
 
Virtualização de Desktop como Solução para a Redução de Custos
Virtualização de Desktop como Solução para a Redução de CustosVirtualização de Desktop como Solução para a Redução de Custos
Virtualização de Desktop como Solução para a Redução de Custos
Maurício Mau
 
AWS Webinar Series Brasil: Modernize seus Workloads Windows na AWS
AWS Webinar Series Brasil: Modernize seus Workloads Windows na AWSAWS Webinar Series Brasil: Modernize seus Workloads Windows na AWS
AWS Webinar Series Brasil: Modernize seus Workloads Windows na AWS
Amazon Web Services LATAM
 
Microserviços - Universidade Metodista - EETI 2016
Microserviços - Universidade Metodista - EETI 2016Microserviços - Universidade Metodista - EETI 2016
Microserviços - Universidade Metodista - EETI 2016
Renato Groff
 
Bancos de dados móveis
Bancos de dados móveisBancos de dados móveis
Bancos de dados móveis
UFMA
 
AAB301 - Rich Internet Application - wcamb
AAB301 - Rich Internet Application - wcambAAB301 - Rich Internet Application - wcamb
AAB301 - Rich Internet Application - wcamb
Microsoft Brasil
 
Apresentação Comercial Tecla Internet
Apresentação Comercial Tecla InternetApresentação Comercial Tecla Internet
Apresentação Comercial Tecla Internet
Tecla Internet
 
Cloud Computing
Cloud ComputingCloud Computing
Cloud Computing
iMasters
 
Workshop soa, microservices e devops
Workshop soa, microservices e devopsWorkshop soa, microservices e devops
Workshop soa, microservices e devops
Diego Pacheco
 
Integração de sistemas da informação - Abordagens de integração
Integração de sistemas da informação - Abordagens de integraçãoIntegração de sistemas da informação - Abordagens de integração
Integração de sistemas da informação - Abordagens de integração
Joao Johanes
 
Microservices - Canal .NET Dev Weekend
Microservices - Canal .NET Dev WeekendMicroservices - Canal .NET Dev Weekend
Microservices - Canal .NET Dev Weekend
Renato Groff
 
Tecnologias Atuais de Redes - Aula 6 - Cloud Computing [Apostila]
Tecnologias Atuais de Redes - Aula 6 - Cloud Computing [Apostila]Tecnologias Atuais de Redes - Aula 6 - Cloud Computing [Apostila]
Tecnologias Atuais de Redes - Aula 6 - Cloud Computing [Apostila]
Ministério Público da Paraíba
 

Semelhante a Modelagem de sistemas da informação – aula 03 mai2011 (20)

Cloud Computing
Cloud ComputingCloud Computing
Cloud Computing
 
Cloud Computing
Cloud ComputingCloud Computing
Cloud Computing
 
Cloud Computing
Cloud ComputingCloud Computing
Cloud Computing
 
Vantagens e desvantagens de uma arquitetura microservices
Vantagens e desvantagens de uma arquitetura microservicesVantagens e desvantagens de uma arquitetura microservices
Vantagens e desvantagens de uma arquitetura microservices
 
Cloud Computing Tecla Internet - Conceito
Cloud Computing Tecla Internet - ConceitoCloud Computing Tecla Internet - Conceito
Cloud Computing Tecla Internet - Conceito
 
Gerência integrada de redes e serviços www.iaulas.com.br
Gerência integrada de redes e serviços www.iaulas.com.brGerência integrada de redes e serviços www.iaulas.com.br
Gerência integrada de redes e serviços www.iaulas.com.br
 
Gerência integrada de redes e serviços
Gerência integrada de redes e serviçosGerência integrada de redes e serviços
Gerência integrada de redes e serviços
 
Cloud Computing
Cloud ComputingCloud Computing
Cloud Computing
 
9.cloud computing v3.1_wl_stv
9.cloud computing v3.1_wl_stv9.cloud computing v3.1_wl_stv
9.cloud computing v3.1_wl_stv
 
Virtualização de Desktop como Solução para a Redução de Custos
Virtualização de Desktop como Solução para a Redução de CustosVirtualização de Desktop como Solução para a Redução de Custos
Virtualização de Desktop como Solução para a Redução de Custos
 
AWS Webinar Series Brasil: Modernize seus Workloads Windows na AWS
AWS Webinar Series Brasil: Modernize seus Workloads Windows na AWSAWS Webinar Series Brasil: Modernize seus Workloads Windows na AWS
AWS Webinar Series Brasil: Modernize seus Workloads Windows na AWS
 
Microserviços - Universidade Metodista - EETI 2016
Microserviços - Universidade Metodista - EETI 2016Microserviços - Universidade Metodista - EETI 2016
Microserviços - Universidade Metodista - EETI 2016
 
Bancos de dados móveis
Bancos de dados móveisBancos de dados móveis
Bancos de dados móveis
 
AAB301 - Rich Internet Application - wcamb
AAB301 - Rich Internet Application - wcambAAB301 - Rich Internet Application - wcamb
AAB301 - Rich Internet Application - wcamb
 
Apresentação Comercial Tecla Internet
Apresentação Comercial Tecla InternetApresentação Comercial Tecla Internet
Apresentação Comercial Tecla Internet
 
Cloud Computing
Cloud ComputingCloud Computing
Cloud Computing
 
Workshop soa, microservices e devops
Workshop soa, microservices e devopsWorkshop soa, microservices e devops
Workshop soa, microservices e devops
 
Integração de sistemas da informação - Abordagens de integração
Integração de sistemas da informação - Abordagens de integraçãoIntegração de sistemas da informação - Abordagens de integração
Integração de sistemas da informação - Abordagens de integração
 
Microservices - Canal .NET Dev Weekend
Microservices - Canal .NET Dev WeekendMicroservices - Canal .NET Dev Weekend
Microservices - Canal .NET Dev Weekend
 
Tecnologias Atuais de Redes - Aula 6 - Cloud Computing [Apostila]
Tecnologias Atuais de Redes - Aula 6 - Cloud Computing [Apostila]Tecnologias Atuais de Redes - Aula 6 - Cloud Computing [Apostila]
Tecnologias Atuais de Redes - Aula 6 - Cloud Computing [Apostila]
 

Mais de Universal.org.mx

Universal.Org.Mx - Periódico Centro de Ayuda Universal, México N.559
Universal.Org.Mx - Periódico Centro de Ayuda Universal, México N.559Universal.Org.Mx - Periódico Centro de Ayuda Universal, México N.559
Universal.Org.Mx - Periódico Centro de Ayuda Universal, México N.559
Universal.org.mx
 
Fi ti- aula 10
Fi ti- aula 10Fi ti- aula 10
Fi ti- aula 10
Universal.org.mx
 
FI_TI-Aula-9
FI_TI-Aula-9FI_TI-Aula-9
FI_TI-Aula-9
Universal.org.mx
 
1.4 sistemas de informação e negócios(2)
1.4 sistemas de informação e negócios(2)1.4 sistemas de informação e negócios(2)
1.4 sistemas de informação e negócios(2)
Universal.org.mx
 
Metricas para medir tamanho de sistema
Metricas para medir tamanho de sistemaMetricas para medir tamanho de sistema
Metricas para medir tamanho de sistema
Universal.org.mx
 
Finanças de TI - aula 8
Finanças de TI - aula 8Finanças de TI - aula 8
Finanças de TI - aula 8
Universal.org.mx
 
Cobit2
Cobit2Cobit2
FI-TI- aula 7
FI-TI- aula 7FI-TI- aula 7
FI-TI- aula 7
Universal.org.mx
 
Aula3 4 planejamento estratégico de tecnologia da informação
Aula3 4 planejamento estratégico de tecnologia da informaçãoAula3 4 planejamento estratégico de tecnologia da informação
Aula3 4 planejamento estratégico de tecnologia da informação
Universal.org.mx
 
Exercicios revisão para prova
Exercicios   revisão para provaExercicios   revisão para prova
Exercicios revisão para prova
Universal.org.mx
 
Curso tecnologia em gestão da tecnologia da informação disciplina gerenciam...
Curso tecnologia em gestão da tecnologia da informação   disciplina gerenciam...Curso tecnologia em gestão da tecnologia da informação   disciplina gerenciam...
Curso tecnologia em gestão da tecnologia da informação disciplina gerenciam...
Universal.org.mx
 
Curso tecnologia em gestão da tecnologia da informação disciplina gerenciam...
Curso tecnologia em gestão da tecnologia da informação   disciplina gerenciam...Curso tecnologia em gestão da tecnologia da informação   disciplina gerenciam...
Curso tecnologia em gestão da tecnologia da informação disciplina gerenciam...
Universal.org.mx
 
Manual PIM 3ro TI
Manual PIM 3ro TI Manual PIM 3ro TI
Manual PIM 3ro TI
Universal.org.mx
 
FI - TI - Aula - 6
FI - TI -  Aula - 6FI - TI -  Aula - 6
FI - TI - Aula - 6
Universal.org.mx
 
Aula 5 Finanças de TI
Aula 5 Finanças de TIAula 5 Finanças de TI
Aula 5 Finanças de TI
Universal.org.mx
 
Aula 4 Finanças de TI
Aula 4 Finanças de TIAula 4 Finanças de TI
Aula 4 Finanças de TI
Universal.org.mx
 
Aula 3 Finanças de TI
Aula 3 Finanças de TIAula 3 Finanças de TI
Aula 3 Finanças de TI
Universal.org.mx
 
Aula 1 e 2 Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação
Aula 1 e 2 Planejamento Estratégico de Tecnologia da InformaçãoAula 1 e 2 Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação
Aula 1 e 2 Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação
Universal.org.mx
 
Gerenciamento de Infra-Estrutura 1ra. Aula
Gerenciamento de Infra-Estrutura 1ra. AulaGerenciamento de Infra-Estrutura 1ra. Aula
Gerenciamento de Infra-Estrutura 1ra. Aula
Universal.org.mx
 
Manual de atividades_complementares_cst_v2010-2
Manual de atividades_complementares_cst_v2010-2Manual de atividades_complementares_cst_v2010-2
Manual de atividades_complementares_cst_v2010-2
Universal.org.mx
 

Mais de Universal.org.mx (20)

Universal.Org.Mx - Periódico Centro de Ayuda Universal, México N.559
Universal.Org.Mx - Periódico Centro de Ayuda Universal, México N.559Universal.Org.Mx - Periódico Centro de Ayuda Universal, México N.559
Universal.Org.Mx - Periódico Centro de Ayuda Universal, México N.559
 
Fi ti- aula 10
Fi ti- aula 10Fi ti- aula 10
Fi ti- aula 10
 
FI_TI-Aula-9
FI_TI-Aula-9FI_TI-Aula-9
FI_TI-Aula-9
 
1.4 sistemas de informação e negócios(2)
1.4 sistemas de informação e negócios(2)1.4 sistemas de informação e negócios(2)
1.4 sistemas de informação e negócios(2)
 
Metricas para medir tamanho de sistema
Metricas para medir tamanho de sistemaMetricas para medir tamanho de sistema
Metricas para medir tamanho de sistema
 
Finanças de TI - aula 8
Finanças de TI - aula 8Finanças de TI - aula 8
Finanças de TI - aula 8
 
Cobit2
Cobit2Cobit2
Cobit2
 
FI-TI- aula 7
FI-TI- aula 7FI-TI- aula 7
FI-TI- aula 7
 
Aula3 4 planejamento estratégico de tecnologia da informação
Aula3 4 planejamento estratégico de tecnologia da informaçãoAula3 4 planejamento estratégico de tecnologia da informação
Aula3 4 planejamento estratégico de tecnologia da informação
 
Exercicios revisão para prova
Exercicios   revisão para provaExercicios   revisão para prova
Exercicios revisão para prova
 
Curso tecnologia em gestão da tecnologia da informação disciplina gerenciam...
Curso tecnologia em gestão da tecnologia da informação   disciplina gerenciam...Curso tecnologia em gestão da tecnologia da informação   disciplina gerenciam...
Curso tecnologia em gestão da tecnologia da informação disciplina gerenciam...
 
Curso tecnologia em gestão da tecnologia da informação disciplina gerenciam...
Curso tecnologia em gestão da tecnologia da informação   disciplina gerenciam...Curso tecnologia em gestão da tecnologia da informação   disciplina gerenciam...
Curso tecnologia em gestão da tecnologia da informação disciplina gerenciam...
 
Manual PIM 3ro TI
Manual PIM 3ro TI Manual PIM 3ro TI
Manual PIM 3ro TI
 
FI - TI - Aula - 6
FI - TI -  Aula - 6FI - TI -  Aula - 6
FI - TI - Aula - 6
 
Aula 5 Finanças de TI
Aula 5 Finanças de TIAula 5 Finanças de TI
Aula 5 Finanças de TI
 
Aula 4 Finanças de TI
Aula 4 Finanças de TIAula 4 Finanças de TI
Aula 4 Finanças de TI
 
Aula 3 Finanças de TI
Aula 3 Finanças de TIAula 3 Finanças de TI
Aula 3 Finanças de TI
 
Aula 1 e 2 Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação
Aula 1 e 2 Planejamento Estratégico de Tecnologia da InformaçãoAula 1 e 2 Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação
Aula 1 e 2 Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação
 
Gerenciamento de Infra-Estrutura 1ra. Aula
Gerenciamento de Infra-Estrutura 1ra. AulaGerenciamento de Infra-Estrutura 1ra. Aula
Gerenciamento de Infra-Estrutura 1ra. Aula
 
Manual de atividades_complementares_cst_v2010-2
Manual de atividades_complementares_cst_v2010-2Manual de atividades_complementares_cst_v2010-2
Manual de atividades_complementares_cst_v2010-2
 

Último

IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
C4io99
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 

Último (20)

IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 

Modelagem de sistemas da informação – aula 03 mai2011

  • 1. ARQUITETURA TECNOLOGICA Arquitetura em Camadas Motivação: Sistemas que devam migrar para ambientes de internet/intranet/extranet; Muitos SI devem mudar devido a mudanças dos negócios; Fusões, aquisições, etc.. Pressões para manter custos com TI baixos Pressões tecnológicas Desenvolvimento de SI ficou mais complexos nos últimos anos; Usuários precisam de funcionalidades mais sofisticadas. Resumindo: Fazer SI a partir do zero, in-house: É muito caro Demora muito tempo Não produz boa qualidade O QUE QUEREMOS DA TI¿  Flexibilidade o Possibilidade de satisfazer novos requisitos no negócio rapidamente;  Adaptabilidade o Customizar uma aplicação para vários usuários usando várias alternativas de entrega dos serviços da aplicação com impacto mínimo no núcleo da aplicação.  Manutenabilidade o Poder atualizar uma aplicação, mas minimizando o impacto das mudanças.  Reusabilidade o Possibilitar rapidamente montar aplicações únicas e dinâmicas; o Reusar a funcionalidade de sistemas legados em novas aplicações.  Interoperabilidade o Execução em plataformas diferentes  Escalabilidade o Distribuir e configurar a execução da aplicação para vários volumes de transação  Robustez o Menos defeitos o Confiabilidade e disponibilidade da aplicação. Resumindo: É tudo que a norma ISSO 9126 caracteriza como qualidade de software.
  • 2. SOLUÇÃO: APLICAÇÕES MULTICAMADAS DISTRIBUIDAS (CLIENTE/SERVIDOR) Histórico Arquitetura centralizada, dominantes até a década de 80 como arquitetura corporativa, tinha como principais problemas a interface não amigável do software. Arquitetura em duas camadas, os sistemas em camada surgiram para:  Aproveitar melhor os desktops da empresa, que eram ociosos ou mal aproveitados;  Oferecer interface mais amigável aos usuários;  Integrar os desktops e os dados corporativos. Permitiram aumentar a escalabilidade de uso dos sistemas de informação. Os primeiros sistemas cliente/servidor eram de duas camadas: a) Camada cliente, trata da lógica de negócio e da UI (Interface do usuário); b) Camada servidor, trata do dados (usando SGBD). Aplicação PC Servidor Aplicação BD PC Cliente Servidor Arquitetura em três camadas A arquitetura em duas camadas tinha alguns problemas: a) Falta de escalabilidade (conexões ao BD) b) Problemas de manutenção (mudança da lógica da aplicação, forçava reinstalação) Criou se a arquitetura em tres camadas: a) Camada de apresentação (Interface do Usuário); b) Camada de aplicação (Lógica do negócio) c) Camada de Banco de Dados
  • 3. Aplicação PC Servidor Servidor Aplicação Bco Dados Aplicação BD PC Cliente Lógica Negócio Dados Beneficios da tres camadas:  Problema de manutenção foram reduzidos, pois as mudanças na camada de aplicação e de dados não necessitam de nova instalações nos desktops;  Observe que as camadas são lógicas o Fisicamente, várias camadas podem executar na mesma máquina; o Quase sempre, há separação física das máquinas. Arquitetura de 3 – 4 camadas baseadas na WEB A arquitetura de tres camadas original tem como problemas:  A instalação inicial dos programas no desktop é cara;  O problema da manutenção persiste, quando a mudança na camada de apresentação;  Não se pode instalar software facilmente num desktop que não esta sob seu controle administrativo. o Ex.: Máquinas de parceiros, Máquinas de Clientes, Máquinas de fornecedores. Então, usamos o browser como CLIENTE universal  A camada de aplicação se quebra em duas partes: o Web e Aplicação;  Evitamos instalar qualquer software no desktop e, portanto, menos problemas de manutenção;  Evitamos instalação em máquinas de parceiros, fornecedores, clientes etc.. AS VEZES CHAMA-SE ISSO DE TRES CAMADAS PORQUE, AS CAMADAS WEB E APLICAÇÃO FREQUENTEMENTE RODAM NA MESMA MÁQUINA (PARA PEQUENOS VOLUMES). Browser PC Servidor Servidor WEB Bco Dados
  • 4. OBS: Fazer aplicações multicamadas não é fácil. CARACTERISTICAS DA ARQUITETURA CLIENTE/SERVIDOR  Cliente/Servidor é uma relação entre processos que rodam em máquinas diferentes. O processo servidor é o fornecedor dos serviços.  O Cliente é o consumidor desses serviços, fundamentalmente uma arquitetura cliente/servidor implementa ua separação lógica de funções baseada no conceito de serviços. o Um servidor pode servir vários clientes ao mesmo tempo e gerenciar os acessos aos recursos compartilhados; o O servidor é um processo que pode residir na mesma máquina que o cliente ou numa máquina diferente que esta ligada através de uma rede. o Baseado na transmissão de mensagens, a mensagem é o mecanismo de transporte para os pedidos e resposta dos serviços; o Escalabilidade, podem evoluir facilmente, quer por adição de novos clientes, quer por adição de servidores mais potentes; o Integridade, o código (sw) e os dados devem ser mantidos centralmente, dessa forma reduzem os custos de manutenção e aumenta a integridade dos dados. Tipos de servidores: Servidores de aplicações, Servidores de Banco de Dados, Servidores Web..