SlideShare uma empresa Scribd logo

Arquitetura cliente servidor

Arquitetura Cliente/Servidor

1 de 25
Baixar para ler offline
Arquitetura
Cliente/Servidor

          Eduardo Costa
Arquitetura Cliente/Servidor

                   Conceitos:

   “É uma arquitetura onde o processamento da
 informação é dividido em módulos ou processos
    distintos. Um processo é responsável pela
manutenção da informação (Servidor), enquanto
que outro é responsável pela obtenção dos dados
     (Cliente)”. BATTISTI, (2001, pág. 38).
Arquitetura Cliente/Servidor


  “É uma abordagem da computação que separa
 os processos em plataformas independentes que
   interagem, permitindo que os recursos sejam
 compartilhados enquanto se obtém o máximo de
  benefício de cada dispositivo diferente, ou seja,
      Cliente/Servidor é um modelo lógico”.
          VASKEVITCH, (1995, pág. 375).
Arquitetura Cliente/Servidor

  “Sistema inovador surgido nos anos 90 e muito
  utilizado no meio corporativo, baseado em três
    componentes principais: gerenciamento de
       banco de dados, que funcionam como
   servidores; redes, que funcionam como meio
        de transporte de dados e, finalmente,
    softwares para acesso aos dados: Clientes”.
              BATTISTI, (2001, pág 39).
Arquitetura Cliente/Servidor

                Estrutura Básica:
 Em uma rede de computadores existem uma ou
  mais máquinas que atuam como servidores,
   disponibilizando recursos para as demais
    máquinas, as quais atuam como clientes.



             REQUISITA

Cliente                         Servidor Executa
             RESPONDE
Arquitetura Cliente/Servidor
                     Estrutura Básica:
   Temos servidores para arquivos, banco de dados, e
   outras funções, tais como: servidores de impressão,
                   servidores web, etc.


                   Banco de Dados

Servidor de
Arquivos                                  Outros
                                          Serviços

                                                Clientes
Anúncio

Recomendados

Arquitetura Cliente-Servidor
Arquitetura Cliente-ServidorArquitetura Cliente-Servidor
Arquitetura Cliente-ServidorIsrael Messias
 
Desenvolvimento de Sistemas Cliente/Servidor - Estrutura de sistemas cliente ...
Desenvolvimento de Sistemas Cliente/Servidor - Estrutura de sistemas cliente ...Desenvolvimento de Sistemas Cliente/Servidor - Estrutura de sistemas cliente ...
Desenvolvimento de Sistemas Cliente/Servidor - Estrutura de sistemas cliente ...eneck
 
Sistemas Operativos Servidores
Sistemas Operativos ServidoresSistemas Operativos Servidores
Sistemas Operativos ServidoresAlexandre Maia
 
222097384 aulas-de-rede-tipos-de-servidores
222097384 aulas-de-rede-tipos-de-servidores222097384 aulas-de-rede-tipos-de-servidores
222097384 aulas-de-rede-tipos-de-servidoresMarco Guimarães
 
Sistemas Distribuídos - Computação Distribuída e Paralela
Sistemas Distribuídos - Computação Distribuída e ParalelaSistemas Distribuídos - Computação Distribuída e Paralela
Sistemas Distribuídos - Computação Distribuída e ParalelaAdriano Teixeira de Souza
 
Comunicação de dados - Módulo 1
Comunicação de dados - Módulo 1Comunicação de dados - Módulo 1
Comunicação de dados - Módulo 1Luis Ferreira
 
Armazenamento em nuvem
Armazenamento em nuvemArmazenamento em nuvem
Armazenamento em nuvemTuesla Santos
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

0770 Dispositivos e Periféricos
0770 Dispositivos e Periféricos 0770 Dispositivos e Periféricos
0770 Dispositivos e Periféricos Ribeiro Lelia
 
Endereçamento IP
Endereçamento IPEndereçamento IP
Endereçamento IPPjpilin
 
Arquitetura de Software
Arquitetura de SoftwareArquitetura de Software
Arquitetura de SoftwareAricelio Souza
 
Vantagens e desvantagens em topologias de redes
Vantagens e desvantagens em topologias de redesVantagens e desvantagens em topologias de redes
Vantagens e desvantagens em topologias de redesMarco Martins
 
Desenvolvimento de Sistemas Web - Conceitos Básicos
Desenvolvimento de Sistemas Web - Conceitos BásicosDesenvolvimento de Sistemas Web - Conceitos Básicos
Desenvolvimento de Sistemas Web - Conceitos BásicosFabio Moura Pereira
 
Sistema operativo servidor
Sistema operativo servidorSistema operativo servidor
Sistema operativo servidorSandu Postolachi
 
Instalação, configuração e administração de um SO Cliente/Servidor
Instalação, configuração e administração de um SO Cliente/ServidorInstalação, configuração e administração de um SO Cliente/Servidor
Instalação, configuração e administração de um SO Cliente/ServidorEdgar Costa
 
Segurança dos Sistemas Operativos
Segurança dos Sistemas OperativosSegurança dos Sistemas Operativos
Segurança dos Sistemas OperativosPedro Marmelo
 
1º trabalho base dados
1º trabalho base dados1º trabalho base dados
1º trabalho base dadosessa
 
Banco de dados exercícios resolvidos
Banco de dados exercícios resolvidosBanco de dados exercícios resolvidos
Banco de dados exercícios resolvidosGleydson Sousa
 
Componentes de uma Rede de computadores
Componentes de uma Rede de computadoresComponentes de uma Rede de computadores
Componentes de uma Rede de computadoresFelipe Silva
 
Aula 1: Virtualização
Aula 1: VirtualizaçãoAula 1: Virtualização
Aula 1: Virtualizaçãocamila_seixas
 
Banco de Dados I - Aula 06 - Banco de Dados Relacional (Modelo Lógico)
Banco de Dados I - Aula 06 - Banco de Dados Relacional (Modelo Lógico)Banco de Dados I - Aula 06 - Banco de Dados Relacional (Modelo Lógico)
Banco de Dados I - Aula 06 - Banco de Dados Relacional (Modelo Lógico)Leinylson Fontinele
 
Introdução a Sistemas Distribuídos
Introdução a Sistemas DistribuídosIntrodução a Sistemas Distribuídos
Introdução a Sistemas DistribuídosVictor Hazin da Rocha
 

Mais procurados (20)

0770 Dispositivos e Periféricos
0770 Dispositivos e Periféricos 0770 Dispositivos e Periféricos
0770 Dispositivos e Periféricos
 
Endereçamento IP
Endereçamento IPEndereçamento IP
Endereçamento IP
 
Arquitetura de Software
Arquitetura de SoftwareArquitetura de Software
Arquitetura de Software
 
Redes de Computadores
Redes de ComputadoresRedes de Computadores
Redes de Computadores
 
Vantagens e desvantagens em topologias de redes
Vantagens e desvantagens em topologias de redesVantagens e desvantagens em topologias de redes
Vantagens e desvantagens em topologias de redes
 
Desenvolvimento de Sistemas Web - Conceitos Básicos
Desenvolvimento de Sistemas Web - Conceitos BásicosDesenvolvimento de Sistemas Web - Conceitos Básicos
Desenvolvimento de Sistemas Web - Conceitos Básicos
 
Arquitetura de Redes de Computadores
 Arquitetura de Redes de Computadores Arquitetura de Redes de Computadores
Arquitetura de Redes de Computadores
 
ITIL 4
ITIL 4ITIL 4
ITIL 4
 
Sistema operativo servidor
Sistema operativo servidorSistema operativo servidor
Sistema operativo servidor
 
Virtualização
VirtualizaçãoVirtualização
Virtualização
 
Instalação, configuração e administração de um SO Cliente/Servidor
Instalação, configuração e administração de um SO Cliente/ServidorInstalação, configuração e administração de um SO Cliente/Servidor
Instalação, configuração e administração de um SO Cliente/Servidor
 
Segurança dos Sistemas Operativos
Segurança dos Sistemas OperativosSegurança dos Sistemas Operativos
Segurança dos Sistemas Operativos
 
1º trabalho base dados
1º trabalho base dados1º trabalho base dados
1º trabalho base dados
 
Banco de dados exercícios resolvidos
Banco de dados exercícios resolvidosBanco de dados exercícios resolvidos
Banco de dados exercícios resolvidos
 
Aula 2 - Processos de Software
Aula 2 - Processos de SoftwareAula 2 - Processos de Software
Aula 2 - Processos de Software
 
Trabalho de sgbd
Trabalho de sgbdTrabalho de sgbd
Trabalho de sgbd
 
Componentes de uma Rede de computadores
Componentes de uma Rede de computadoresComponentes de uma Rede de computadores
Componentes de uma Rede de computadores
 
Aula 1: Virtualização
Aula 1: VirtualizaçãoAula 1: Virtualização
Aula 1: Virtualização
 
Banco de Dados I - Aula 06 - Banco de Dados Relacional (Modelo Lógico)
Banco de Dados I - Aula 06 - Banco de Dados Relacional (Modelo Lógico)Banco de Dados I - Aula 06 - Banco de Dados Relacional (Modelo Lógico)
Banco de Dados I - Aula 06 - Banco de Dados Relacional (Modelo Lógico)
 
Introdução a Sistemas Distribuídos
Introdução a Sistemas DistribuídosIntrodução a Sistemas Distribuídos
Introdução a Sistemas Distribuídos
 

Semelhante a Arquitetura cliente servidor

Modelagem de sistemas da informação – aula 03 mai2011
Modelagem de sistemas da informação – aula 03 mai2011Modelagem de sistemas da informação – aula 03 mai2011
Modelagem de sistemas da informação – aula 03 mai2011Universal.org.mx
 
Joana costa tp 1 – trabalho prático www
Joana costa tp 1 – trabalho prático wwwJoana costa tp 1 – trabalho prático www
Joana costa tp 1 – trabalho prático wwwJoana Costa
 
Cliente e servidor
Cliente e servidorCliente e servidor
Cliente e servidorDavi Silva
 
Apostilas - cliente servidor - aula 1 - fabiula
Apostilas - cliente servidor - aula 1 - fabiulaApostilas - cliente servidor - aula 1 - fabiula
Apostilas - cliente servidor - aula 1 - fabiulaDaniel Silveira
 
Bancos de dados móveis
Bancos de dados móveisBancos de dados móveis
Bancos de dados móveisUFMA
 
AAB301 - Rich Internet Application - wcamb
AAB301 - Rich Internet Application - wcambAAB301 - Rich Internet Application - wcamb
AAB301 - Rich Internet Application - wcambMicrosoft Brasil
 
9.cloud computing v3.1_wl_stv
9.cloud computing v3.1_wl_stv9.cloud computing v3.1_wl_stv
9.cloud computing v3.1_wl_stvwilson_lucas
 
Sistemas operacionais de redes II
Sistemas operacionais de redes IISistemas operacionais de redes II
Sistemas operacionais de redes IIDaniel Brandão
 
Integração de software solucao e estilo
Integração de software   solucao e estiloIntegração de software   solucao e estilo
Integração de software solucao e estiloGrupoAlves - professor
 
[Workshop] Azure Fundamentals
[Workshop] Azure Fundamentals[Workshop] Azure Fundamentals
[Workshop] Azure FundamentalsJaqueline Ramos
 
2019-2 - BD I - Aula 02 - Camadas de aplicação a Banco de Dados e Introd MER
2019-2 - BD I - Aula 02 - Camadas de aplicação a Banco de Dados e Introd MER2019-2 - BD I - Aula 02 - Camadas de aplicação a Banco de Dados e Introd MER
2019-2 - BD I - Aula 02 - Camadas de aplicação a Banco de Dados e Introd MERRodrigo Kiyoshi Saito
 
[DTC21] Thiago Lima - Do Zero ao 100 no Mundo de Microservices
[DTC21] Thiago Lima - Do Zero ao 100 no Mundo de Microservices[DTC21] Thiago Lima - Do Zero ao 100 no Mundo de Microservices
[DTC21] Thiago Lima - Do Zero ao 100 no Mundo de MicroservicesDeep Tech Brasil
 

Semelhante a Arquitetura cliente servidor (20)

Mda arq cliente_serv
Mda arq cliente_servMda arq cliente_serv
Mda arq cliente_serv
 
Modelagem de sistemas da informação – aula 03 mai2011
Modelagem de sistemas da informação – aula 03 mai2011Modelagem de sistemas da informação – aula 03 mai2011
Modelagem de sistemas da informação – aula 03 mai2011
 
Joana costa tp 1 – trabalho prático www
Joana costa tp 1 – trabalho prático wwwJoana costa tp 1 – trabalho prático www
Joana costa tp 1 – trabalho prático www
 
Cliente e servidor
Cliente e servidorCliente e servidor
Cliente e servidor
 
Apostilas - cliente servidor - aula 1 - fabiula
Apostilas - cliente servidor - aula 1 - fabiulaApostilas - cliente servidor - aula 1 - fabiula
Apostilas - cliente servidor - aula 1 - fabiula
 
World wide web
World wide webWorld wide web
World wide web
 
Redes de computador
Redes de computadorRedes de computador
Redes de computador
 
Bancos de dados móveis
Bancos de dados móveisBancos de dados móveis
Bancos de dados móveis
 
AAB301 - Rich Internet Application - wcamb
AAB301 - Rich Internet Application - wcambAAB301 - Rich Internet Application - wcamb
AAB301 - Rich Internet Application - wcamb
 
Computacao em nuvem
Computacao em nuvemComputacao em nuvem
Computacao em nuvem
 
9.cloud computing v3.1_wl_stv
9.cloud computing v3.1_wl_stv9.cloud computing v3.1_wl_stv
9.cloud computing v3.1_wl_stv
 
Cloud Computing
Cloud ComputingCloud Computing
Cloud Computing
 
Sistemas operacionais de redes II
Sistemas operacionais de redes IISistemas operacionais de redes II
Sistemas operacionais de redes II
 
Cloud Computing
Cloud ComputingCloud Computing
Cloud Computing
 
Integração de software solucao e estilo
Integração de software   solucao e estiloIntegração de software   solucao e estilo
Integração de software solucao e estilo
 
Integração de software 2
Integração de software 2Integração de software 2
Integração de software 2
 
[Workshop] Azure Fundamentals
[Workshop] Azure Fundamentals[Workshop] Azure Fundamentals
[Workshop] Azure Fundamentals
 
2019-2 - BD I - Aula 02 - Camadas de aplicação a Banco de Dados e Introd MER
2019-2 - BD I - Aula 02 - Camadas de aplicação a Banco de Dados e Introd MER2019-2 - BD I - Aula 02 - Camadas de aplicação a Banco de Dados e Introd MER
2019-2 - BD I - Aula 02 - Camadas de aplicação a Banco de Dados e Introd MER
 
Cloud Computing
Cloud ComputingCloud Computing
Cloud Computing
 
[DTC21] Thiago Lima - Do Zero ao 100 no Mundo de Microservices
[DTC21] Thiago Lima - Do Zero ao 100 no Mundo de Microservices[DTC21] Thiago Lima - Do Zero ao 100 no Mundo de Microservices
[DTC21] Thiago Lima - Do Zero ao 100 no Mundo de Microservices
 

Último

B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...azulassessoriaacadem3
 
Planejamento do 1º semestre de Ciências 2024 9º ano.pdf
Planejamento do 1º semestre  de Ciências 2024 9º ano.pdfPlanejamento do 1º semestre  de Ciências 2024 9º ano.pdf
Planejamento do 1º semestre de Ciências 2024 9º ano.pdfJanielleCristina1
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...azulassessoriaacadem3
 
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...azulassessoriaacadem3
 
O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!
O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!
O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!Psyc company
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...excellenceeducaciona
 
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...azulassessoriaacadem3
 
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...excellenceeducaciona
 
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdfAtividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdfRuannSolza
 
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...apoioacademicoead
 
COSMOLOGIA DA ENERGIA ESTRELAS - VOLUME 6. EDIÇÃO 2^^.pdf
COSMOLOGIA DA ENERGIA ESTRELAS - VOLUME 6. EDIÇÃO 2^^.pdfCOSMOLOGIA DA ENERGIA ESTRELAS - VOLUME 6. EDIÇÃO 2^^.pdf
COSMOLOGIA DA ENERGIA ESTRELAS - VOLUME 6. EDIÇÃO 2^^.pdfalexandrerodriguespk
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...excellenceeducaciona
 
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...azulassessoriaacadem3
 
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...excellenceeducaciona
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...azulassessoriaacadem3
 
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;azulassessoriaacadem3
 
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxCRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxJean Carlos Nunes Paixão
 
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...azulassessoriaacadem3
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...azulassessoriaacadem3
 

Último (20)

B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
B) Discorra sobre o que contempla cada uma das cinco dimensões da sustentabil...
 
Planejamento do 1º semestre de Ciências 2024 9º ano.pdf
Planejamento do 1º semestre  de Ciências 2024 9º ano.pdfPlanejamento do 1º semestre  de Ciências 2024 9º ano.pdf
Planejamento do 1º semestre de Ciências 2024 9º ano.pdf
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
 
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
 
O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!
O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!
O Guia Definitivo para Investir em Bitcoin: Domine o Mercado Hoje!
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
2. É possível a denúncia do Estado agressor junto ao Tribunal Penal Internaci...
 
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
Discorra sobre a classificação da interpretação jurídica quanto à sua origem ...
 
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdfAtividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
 
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
 
COSMOLOGIA DA ENERGIA ESTRELAS - VOLUME 6. EDIÇÃO 2^^.pdf
COSMOLOGIA DA ENERGIA ESTRELAS - VOLUME 6. EDIÇÃO 2^^.pdfCOSMOLOGIA DA ENERGIA ESTRELAS - VOLUME 6. EDIÇÃO 2^^.pdf
COSMOLOGIA DA ENERGIA ESTRELAS - VOLUME 6. EDIÇÃO 2^^.pdf
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
 
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
c) A fosforilação oxidativa é a etapa da respiração celular que mais produz A...
 
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
a. Cite e explique os três princípios básicos da progressão do treinamento de...
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
 
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
 
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docxCRUZADINA  E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
CRUZADINA E CAÇA-PALAVRAS SOBRE PATRIMONIO HISTÓRICO.docx
 
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
 
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptxSlides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
 

Arquitetura cliente servidor

  • 2. Arquitetura Cliente/Servidor Conceitos: “É uma arquitetura onde o processamento da informação é dividido em módulos ou processos distintos. Um processo é responsável pela manutenção da informação (Servidor), enquanto que outro é responsável pela obtenção dos dados (Cliente)”. BATTISTI, (2001, pág. 38).
  • 3. Arquitetura Cliente/Servidor “É uma abordagem da computação que separa os processos em plataformas independentes que interagem, permitindo que os recursos sejam compartilhados enquanto se obtém o máximo de benefício de cada dispositivo diferente, ou seja, Cliente/Servidor é um modelo lógico”. VASKEVITCH, (1995, pág. 375).
  • 4. Arquitetura Cliente/Servidor “Sistema inovador surgido nos anos 90 e muito utilizado no meio corporativo, baseado em três componentes principais: gerenciamento de banco de dados, que funcionam como servidores; redes, que funcionam como meio de transporte de dados e, finalmente, softwares para acesso aos dados: Clientes”. BATTISTI, (2001, pág 39).
  • 5. Arquitetura Cliente/Servidor Estrutura Básica: Em uma rede de computadores existem uma ou mais máquinas que atuam como servidores, disponibilizando recursos para as demais máquinas, as quais atuam como clientes. REQUISITA Cliente Servidor Executa RESPONDE
  • 6. Arquitetura Cliente/Servidor Estrutura Básica: Temos servidores para arquivos, banco de dados, e outras funções, tais como: servidores de impressão, servidores web, etc. Banco de Dados Servidor de Arquivos Outros Serviços Clientes
  • 7. Arquitetura Cliente/Servidor Onde: Servidores: são equipamentos com maior poder de processamento e armazenamento; Clientes: geralmente microcomputadores PCs ligados em rede.
  • 8. Arquitetura Cliente/Servidor Principais características: Cliente:  Inicia e termina as conversações com os Servidores, solicitando serviços distribuídos;  Não se comunica com outros Clientes;  Normalmente responsável pela entrada e saída de dados e comunicação com o usuário;  Torna a rede ‘transparente’ ao usuário;  Hardware: pode ser um micro simples;  Software: tem início e fim definido.
  • 9. Arquitetura Cliente/Servidor Principais características: Servidor: • Execução contínua; • Recebe e responde a solicitações dos Clientes; • Não se comunica com outros Servidores; • Presta serviços distribuídos; • Atende a diversos Clientes simultaneamente; • Hardware; exige máquinas mais robustas, com grande capacidade de processamento; • Software: processo sempre em execução, aguardando ser chamado pelo Cliente.
  • 10. Arquitetura Cliente/Servidor Maiframes são computadores de grande porte que fazem processamento de dados de forma centralizada: modelo que até os anos 90 reinava absoluto. Principais Desvantagens do modelo maiframe:  Serviços e recursos reduzidos;  Centralização de dados e recursos de processamento;  Inflexibilidade;  Inversatibilidade;  Custos elevados.
  • 11. Arquitetura Cliente/Servidor Aplicações em Duas Camadas: Banco de Dados Clientes
  • 12. Arquitetura Cliente/Servidor Aplicações em Duas Camadas: Foram utilizadas no início da implantação do modelo Cliente/ Servidor. Aqui, a aplicação Cliente responde pelas seguintes funções:.  Apresentação: O código que gera a interface visível do programa faz parte da aplicação Cliente. Todos os formulários, menus e demais elementos visuais nele estão contidos. Então uma alteração na interface do programa requer a geração de uma nova versão para todos os computadores;
  • 13. Arquitetura Cliente/Servidor  Lógica do Negócio: São as regras que definem como os dados serão acessados e processados. Toda a Lógica do Negócio fica no Cliente. Quando o programa Cliente é instalado, são instaladas todas as regras de acesso ao banco de dados. É necessária uma nova versão do programa cada vez que alterações ocorrerem e as regras mudarem. Também é necessário que todos os computadores que estejam com a versão anterior recebam a nova, mesmo que sejam centenas ou milhares de micros.
  • 14. Arquitetura Cliente/Servidor Contribuições;  Avanços para a empresa; Limitações;  Dificuldade de Manutenção e gerenciamento.
  • 15. Arquitetura Cliente/Servidor Aplicações em Três Camadas: Servidor de Servidor de Aplicações Banco de Dados Clientes
  • 16. Arquitetura Cliente/Servidor Evolução: Retira as Regras do Negócio do cliente e as centraliza em um determinado ponto, o qual é chamado de servidor de aplicações: O acesso ao Banco de Dados é feito através das regras contidas no Servidor de Aplicações: facilidade de atualização das mesmas, pois estão Servidor de Servidor de Banco centralizadas em um Aplicações de Dados único ponto.
  • 17. Arquitetura Cliente/Servidor Características: As Regras do Negócio (lógica) foram deslocadas para o Servidor de Aplicações, então ali será determinada a maneira como os dados serão utilizados..  Todo o acesso do cliente ao Banco de Dados é feito de acordo com as regras contidas no Servidor de Aplicações. Não é possível o acesso ao B. de Dados sem primeiramente passar pelo Servidor de Aplicações. .  No Servidor de B. de Dados reside toda informação necessária para o funcionamento da aplicação.
  • 18. Arquitetura Cliente/Servidor Melhoramentos:  Atualização mais fácil das Regras do Negócio;  Aumento da flexibilidade, conseqüentemente;  Maior segurança e controle do acesso aos dados;  Torna-se mais fácil manter a aplicação atualizada e garantir que todos os usuários terão acesso às alterações; Falha:  Continua o problema de atualização da interface de aplicação, cada vez que sejam necessárias mudanças na interface. Porém, alterações nela são menos freqüentes do que as que ocorrem nas Regras do Negócio.
  • 19. Arquitetura Cliente/Servidor Aplicações em Quatro Camadas. Idéia Básica: Retirar a apresentação do cliente e centralizá-la em um determinado ponto, o qual na maioria dos casos é um Servidor web. Avanço: O cliente deixa de existir como um programa que precisa ser instalado em cada micro. O acesso à aplicação é feito através de um navegador: Internet Explorer, Netscape Navigator
  • 20. Arquitetura Cliente/Servidor Aplicações em Quatro Camadas – Estrutura: Servidor de Aplicações Servidor de Servidor Banco de Web Dados Clientes
  • 21. Arquitetura Cliente/Servidor Esquema básico: •Cliente quer acessar a aplicação •acessa o endereço da mesma através do navegador •servidor de aplicações verifica se ao cliente é permitido o acesso banco de dados liberado. http://www.empresa- xy.com/sistemas/rh.aspx . Servidor de Aplicações Banco de dados: determina de que maneira os informações dados serão utilizados necessárias
  • 22. Arquitetura Cliente/Servidor 4 Camadas: .  Cliente: Navegador;  Apresentação: Servidor Web, onde serão feitas as alterações de interface;  Lógica (Regras do Negócio): Servidor de Aplicações, onde serão feitas as alterações nas regras do negócio, quando necessárias;  Dados: Servidor de Banco de Dados, com todas as informações necessárias.
  • 23. Arquitetura Cliente/Servidor Vantagens: Desvantagens: . •Serviços; Complexidade; •Recursos; Comunicação. • Protocolos; •Localização; • Descentralização; •Escalabilidade; • Integridade.
  • 24. Bibliografia BATTISTI, Júlio. SQL Server 2000: Administração e Desenvolvimento – Curso Completo. 2. ed. Rio de Janeiro: Axcell Books, 2001. VASKEVITCH, David. Estratégia Cliente/Servidor: um guia para a reengenharia da empresa. São Paulo: Berkeley, 1995.
  • 25. Bibliografia www.unice.br/anaclara/sd0202/3doc www.dcc.ufrj.br/nlabbd/texto/cliserv.htm www.hp.br.inter.net/cats/pb/pbl.html www.infosites.com.br/htdoes/artigo/comandos/02.php www.delgrande.com.br/cases/santarita.html www.ibm.com.br/wsminformatica/cs.htm www.dataflow.com.br/suporte/glossario/arquitclisvr.htm www.terravista.pt/ilhadomel/2388/apo.htm www.thinnetworks.com.br/thinclient.asp