SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 14
Lista de exercícios para a recuperação final do 3º ano.. 
Assuntos: 
 Hidrostática 
 Gravitação 
 Termodinâmica 
 Eletromagnetismo 
Hidrostática 
Q.01. Aplica-se uma força de intensidade 10 N perpendicularmente sobre uma 
superfície quadrada de área 0,5 m2. Qual devera ser a pressão exercida sobre a 
superfície? 
(A) 5 N.m2 
(B) 5 N/m2 
(C) 20 N/m2 
(D) 10 N/m2 
(E) 30 N.m2 
Q.02. Um tijolo de peso 32 N tem dimensões 16 cm x 8,0 cm x 4,0 cm. Quando apoiado 
em sua face de menor área, a pressão que ele exerce na superfície de 16 cm apoio é, em 
N/cm2: 
(A) 4,0 
(B) 2,5 
(C) 2,0 
(D) 1,0 
(E) 0,50. 
Q.03. Um tanque contendo 5,0 x 103 litros de água tem 2,0 metros de comprimento e 
1,0 metro de largura. Sendo g = 10 m/s2, a pressão hidrostática exercida pela água, no 
fundo do tanque, vale: 
a) 2,5 x 104 N/m2 
b) 2,5 x 101 N/m2 
c) 5,0 x 103 N/m2 
d) 5,0 x 104 N/m2 
e) 2,5 x 106 N/m2 
Q.04. Desde a remota Antiguidade, o homem, sabendo de suas limitações, procurou 
dispositivos para multiplicar a força humana. A invenção da RODA foi, sem sombra de 
dúvida, um largo passo para isso. Hoje, uma jovem dirigindo seu automóvel, com um
leve toque no freio consegue pará-lo, mesmo que ele venha a 100 km/h, através do freio 
hidráulico. Tal dispositivo está fundamentado no princípio de: 
a) Newton 
b) Stevin 
c) Pascal 
d) Arquimedes 
e) Eisntein 
Q.05. Um bloco maciço de ferro de densidade 8,0 g/cm3 com 80 kg encontra-se no 
fundo de uma piscina com água de densidade 1,0 g/cm3 e profundidade 3,0m. 
Amarrando-se a esse bloco um fio ideal e, puxando esse fio de fora da água, leva-se o 
bloco à superfície com velocidade constante. Adote g = 10 m/s2. A força aplicada a esse 
fio tem intensidade de: 
a) 8,0. 102 N 
b) 7,0. 102 N 
c) 6,0. 102 N 
d) 3,0. 102 N 
e) 1,0. 102 N 
Q.06. Dois vasos comunicantes contém, em equilíbrio, mercúrio (dHg = 13,6 g/cm2) e 
óleo. A superfície livre do mercúrio está 2 cm acima da superfície de separação entre os 
líquidos, e a do óleo, 34 cm acima da referida superfície. A densidade do óleo é, em 
g/cm3: 
a) 0,8 
b) 0,9 
c) 0,7 
d) 0,3 
e) 0,5 
Q.07. Na superfície da Terra, certo corpo flutua dentro de um recipiente com um líquido 
incompressível. Se esse sistema for levado à Lua, onde a aceleração gravitacional é 
menor, o corpo: 
a) submerge, atingindo o fundo do recipiente. 
b) flutua, porém com uma porção maior submersa. 
c) flutua com a mesma porção submersa. 
d) flutua, porém com uma porção menor submersa.
e) submerge completamente, mas sem atingir o fundo do recipiente. 
Q.08. Um corpo está submerso e em equilíbrio no interior de um líquido homogêneo de 
densidade 0,7 g/cm3. Se for colocado num recipiente que contém água de densidade 1 
g/cm3, ele: 
a) não flutuará 
b) ficará parcialmente submerso 
c) afundará com a velocidade constante 
d) afundará com a velocidade variável 
e) ficara em repouso por certo tempo e depois descerá 
Q.09. Um bloco, de densidade 5,0 g/cm3 e volume igual a 1.000 cm3, preso a um 
dinamômetro (D) de massa desprezível, encontra-se em equilíbrio imerso em um 
líquido de densidade 0,80 g/cm3, conforme mostra a figura. 
Sendo g = 10 m/s2, a indicação do dinamômetro vale, em newtons: 
a) 38 
b) 40 
c) 42 
d) 46 
e) 50 
Q.10. Um barco, com massa de 500 kg e volume externo de 30 m3, encontra-se 
ancorado em um porto e apresenta 5% do seu volume externo imerso na água (d = 1.000 
kg/m3). A carga contida no barco, em toneladas, é: 
a. 0,5 
b. 0,8
c. 1,0 
d. 1,2 
e. 1,5 
Gravitação 
Q. 01. Qual é a figura geométrica que mais se assemelha à órbita de um dos planetas 
em torno do Sol? 
a) reta 
b) elipse 
c) hipérbole 
d) parábola 
e) circunferência 
Q. 02. A segunda Lei de Kepler (lei das áreas) permite concluir que um planeta possui: 
a) maior velocidade quando se encontra mais longe do Sol. 
b) maior velocidade quando se encontra mais perto do Sol. 
c) menor velocidade quando se encontra mais perto do Sol. 
d) velocidade constante em toda sua trajetória. 
e) Velocidade crescente do periélio para o afélio 
Q. 03. A terceira lei de Kepler afirma que "os quadrados dos tempos de revolução dos 
planetas são proporcionais aos cubos de suas distâncias médias ao Sol". De acordo 
com esta lei, é correto dizer que: 
a) planetas mais afastados do Sol são mais velozes. 
b) dependendo de suas massas, planetas diferentemente afastados podem ter mesma 
velocidade. 
c) todos os planetas do sistema solar têm a mesma velocidade angular. 
d) as velocidades dos planetas são inversamente proporcionais aos quadrados das 
distâncias ao Sol. 
e) o "ano" de Mercúrio é menor que o da Terra. 
Q.04. No sistema solar, um planeta em órbita circular de raio R demora 2 anos terrestres 
para completar uma revolução. Qual o período de revolução de outro planeta, em órbita 
de raio 2R? 
a) 4√2 
b) 3 
c) 3√2 
d) 5 
e) 4√3 
Q.05. Dois satélites de um planeta têm períodos de revolução 32 dias e 256 dias,
respectivamente. Se o raio da órbita do primeiro satélite vale 1 unidade, então o raio 
da órbita do segundo será: 
a) 4 unidades 
b) 8 unidades 
c) 16 unidades 
d) 64 unidades 
e) 128 unidades 
Q.06. Considere dois pequenos corpos esféricos, com massas iguais a 1 kg, situados na 
superfície da Terra, cujos centros estão distanciados de 1 m. Sejam G a constante de 
gravitação universal e g o módulo da aceleração local da gravidade. Podemos 
afirmar que a força de atração gravitacional entre os dois corpos é numericamente 
igual a: 
a) g 
1 
b) 
g 
c) 
1 
G 
d) G 
e) Zero 
Q.07. A força gravitacional com que a Terra atrai a Lua: 
a) é menor que a força com que a Lua atrai a Terra. 
b) é a mesma para todos os planetas. 
c) é da mesma natureza que a força que faz uma fruta cair de uma árvore. 
d) é pouco maior que a força com que a lua atrai a Terra. 
e) é uma força de natureza nuclear. 
Q.08. Uma das conclusões expressas nas famosas leis de Kepler foi sobre o 
movimento dos planetas em órbitas elípticas, das quais o Sol ocupa um dos focos. 
Desta forma: 
a) Esta conclusão foi uma consequência e, portanto posterior, do enunciado das leis 
da Mecânica de Newton. 
b) Coube a Sir Isaac Newton interpretar teoricamente estas conclusões com base na 
lei da gravitação universal e nos princípios da Mecânica Clássica que ele próprio 
havia proposto. 
c) Esta conclusão não apresenta nenhuma relação com o movimento dos engenhos 
conhecidos como satélites artificiais da Terra. 
d) O movimento da Lua em torno da Terra de natureza diferente daquele descrito 
por Kepler. 
e) Nenhuma das afirmações acima é verdadeira. 
Q.09. Três esferas (X, Y e Z) estão fixas em uma haste, como se representa na figura 
ao lado. A esfera Y é equidistante de X e Z. O módulo da força de atração 
gravitacional entre X e Y é igual a F. Qual é o módulo da resultante das forças de 
atração gravitacional que X e Y exercem sobre Z? (As massas das três esferas são 
iguais.)
 
 
4 
a)  
 
5 
 
 
5 
b)  
 
4 
c) 2F 
F 
d) 
2 
 
 
2 
e)  
 
3 
F 
Q.10. Se um planeta tem massa igual ao dobro da massa da Terra e tem raio igual ao 
triplo do da Terra, então na sua superfície um corpo de massa 10 kg terá peso 
aproximadamente igual a: 
a) 2,2 N 
b) 4,4 N 
c) 6,7 N 
d) 13,3 N 
e) 22,2 N 
Termodinâmica 
Q.01. Uma bomba de encher pneus de bicicleta é acionada rapidamente, tendo a 
extremidade de saída do ar vedada. Consequentemente, o ar é comprimido, indo do 
estado 1 (maior volume) para o estado 2 (menor volume). Nessas condições, é 
CORRETO afirmar que a transformação termodinâmica verificada na passagem do 
estado 1 para o estado 2 aproxima-se mais de uma 
A) isotérmica, porque a temperatura do ar não se altera. 
B) adiabática, porque praticamente não há troca de calor do ar com o meio exterior. 
C) isobárica, porque a pressão do ar não se altera. 
D) isométrica, porque o volume do ar se mantém. 
e) Cíclica, por ser reversível. 
Q.02. Tendo-se uma amostra de gás ideal em expansão isotérmica, é CORRETO afirmar
que 
A) o trabalho realizado pelo gás é igual à variação de sua energia interna. 
B) o trabalho realizado pelo gás é igual ao calor absorvido pelo mesmo. 
C) o calor absorvido pelo gás é nulo. 
D) a energia cinética média das moléculas do gás aumenta. 
E) o trabalho realizado pelo gás é zero. 
Q.03. Certa amostra gasosa recebe 500 cal de calor trocado com o meio externo e 
realiza um trabalho igual a 200 cal. A variação de sua energia interna será igual a: 
a) 300 cal. 
b) 700 cal. 
c) 2,5 cal. 
d) 0,4 cal. 
e) 450 Cal 
Q.04. Considerando-se um gás ideal, assinale a alternativa incorreta. 
A) O trabalho realizado em uma transformação isovolumétrica é nulo. 
B) O trabalho realizado por um gás em uma expansão é negativo 
C) Em uma transformação adiabática, o calor trocado entre um sistema e sua vizinhança 
é diferente de zero. 
D) Em um processo sob pressão constante, o produto da pressão P pelo volume V se 
mantém constante. 
e) Nos processos isotérmicos, a variação da energia interna pode ser positiva ou 
negativa 
Q.05. Numa transformação de um gás perfeito, os estados final e inicial acusaram a 
mesma energia interna. Certamente: 
a) a transformação foi isobárica
b) a transformação isométrica. 
c) não houve troca de calor entre o gás e o ambiente. 
d) são iguais as temperaturas dos estados inicial e final. 
e) não houve troca de trabalho entre o gás e o meio. 
Q.06. Sobre um sistema, realiza-se um trabalho de 3000 J e, em resposta, ele fornece 
1000cal de calor durante o mesmo intervalo de tempo. A variação de energia interna do 
sistema, durante esse processo, é, aproximadamente: (considere 1,0 cal = 4,0J) 
a) –1000J 
b) +2000J 
c) –4000J 
d) +4000J 
e) +7000J 
Q.07. Em um processo à pressão constante de 2,0.105 N/m², um gás aumenta seu 
volume de 8.10-6 m3 para 13.10-6 m3. Calcule o trabalho realizado pelo gás. 
a) 1J 
b) 2J 
c) 3J 
d) 4J 
e) 5J 
Q.08. Um gás sofre uma transformação isobárica sob pressão de 1 000 N/m2. Determine 
o trabalho realizado sobre o gás, quando o volume passa de 8 000 cm3 para de 3 000 
cm3. 
a) -1J 
b) -2J 
c) -3J
d) -4J 
e) -5J 
Q.09. Uma amostra de gás perfeito ocupa volume V, exercendo pressão P, à 
temperatura T. Se numa transformação, a pressão for duplicada e a temperatura 
reduzida à metade, o novo volume ocupado pelo gás será igual a: 
A) V/4 
B) 2V 
C) V/3 
D) 4V 
E) V 
Q.10. Na expansão de um gás que ocorre sobre pressão variável, o cálculo do trabalho 
pode ser obtido por meio: 
a) Da área do gráfico PxV 
b) do módulo do trabalho 
c) do módulo da variação da energia interna 
d) Da diferença entre o calor absorvido e sua temperatura em K 
e) Da soma da energia interna com sua pressão 
Eletromagnetismo 
Q.01. Considere as afirmações a seguir a respeito de ímãs. 
I. Convencionou-se que o polo norte de um ímã é aquela extremidade que, quando o 
ímã pode girar livremente, aponta para o norte geográfico da Terra. 
II. Polos magnéticos de mesmo nome se repelem e polos magnéticos de nomes 
contrários se atraem.
III. Quando se quebra, ao meio, um ímã em forma de barra, obtêm-se dois novos ímãs, 
cada um com apenas um polo magnético. 
Está (ão) correta(s): 
a) apenas I. 
b) apenas II. 
c) apenas III. 
d) apenas I e II. 
e) apenas II e III. 
Q.02. Duas espiras iguais, cada uma com raio de 2π cm, são colocadas com centros 
coincidentes em planos perpendiculares. Sendo percorridas pelas correntes i1 = 4,0 A e 
i2 = 3,0 A, o vetor indução magnética resultante no seu centro O tem módulo em teslas 
dado por: 
(Dado: μ0 = 4μ . 10-7 T.m/A). 
a) 1.10-5 
b) 2.10-5 
c) 3.10-5 
d) 4.10-5 
e) 5.10-5 
Q.03. Um fio comprido e retilíneo produz em um ponto a 40 cm de distância um campo 
magnético de módulo igual a 4.10-6 T. Determine o valor da corrente elétrica que 
percorre todo fio, considerando μ˳= 4π. 10-7 T. m /A. 
a) 2A 
b) 4A 
c) 5A 
d) 6A 
e) 8A 
Q.04. Um corpúsculo carregado com carga de 100 μC passa com velocidade de 25 m/s 
na direção perpendicular a um campo de indução magnética e fica sujeito a uma força 
de 5. 10–4 N. A intensidade desse campo vale: 
a) 0,1 T 
b) 0,2 T 
c) 0,3 T
d) 1,0 T 
e) 2,0 T 
Q.05. A tabela apresenta a massa e a carga de três partículas elementares. 
Partícula massa carga elétrica 
Nêutron m nula 
Próton m +e 
Dêuteron 2m +e 
Quando essas partículas são lançadas com a mesma velocidade no ponto P da região 
delimitada pelo retângulo, onde existe um campo magnético uniforme B saindo 
perpendicularmente da folha, elas descrevem as trajetórias X, Y e Z, conforme mostra a 
figura. 
Analisando os dados da tabela e as trajetórias descritas, verifica-se que as partículas que 
descrevem as trajetórias X, Y e Z são, respectivamente, 
(A) nêutron, próton e dêuteron. 
(B) próton, nêutron e dêuteron. 
(C) próton, dêuteron e nêutron. 
(D) dêuteron, nêutron e próton. 
(E) dêuteron, próton e nêutron. 
Q.06. Uma partícula se movimenta, com velocidade constante, aproximando-se de uma 
região onde há campo magnético, conforme a figura: 
Os pontos representam um campo magnético uniforme saindo do plano da página. Ao 
penetrar no campo magnético a partícula realizará movimento 
(A) retilíneo uniforme, se tiver carga elétrica positiva.
(B) retilíneo uniforme, se tiver carga elétrica negativa. 
(C) retilíneo uniforme, se sua carga elétrica for nula. 
(D) circular uniforme, se sua carga elétrica for nula. 
(E) helicoidal, se sua carga elétrica for nula. 
Q.07. Suponha que uma carga elétrica de 4 μC seja lançada em um campo magnético 
uniforme de 8 T. Sendo de 60º o ângulo formado entre v e B e supondo que a mesma foi 
lançada com velocidade igual a 5 x 103 m/s, o módulo da força magnética que atua 
sobre a carga, em N, vale: 
a) 1,4. 10-4 
b) 1,4. 10-3 
c) 1,4. 10-5 
d) 1,4. 10-1 
e) 1,4. 10-2 
Q.08. Imagine que 0,12 N seja a força que atua sobre uma carga elétrica com carga de 6 
μC e lançada em uma região de campo magnético igual a 5 T. Determine a velocidade 
dessa carga, supondo que o ângulo formado entre v e B seja de 30º. 
a) v = 8 m/s 
b) v = 800 m/s 
c) v = 8000 m/s 
d) v = 0,8 m/s 
e) v = 0,08 m/s 
Q.09. Uma bobina chata é formada de 40 espiras circulares, de raio 8,0 cm. Quando a 
intensidade do vetor campo magnético no centro da bobina é 6,0 ⋅ 10–4 T, qual é a 
intensidade da corrente que percorre a bobina? Considere π = 3 e μ = 4 π ⋅ 10–7 T ⋅ m/A. 
a) 2,0 A 
b) 2,5 A 
c) 3,0 A
d) 4,0 A 
e) 5,0 A 
Q.10. Uma partícula de carga q = 4. 10–18 C e massa m = 2. 10–26 kg penetra, 
ortogonalmente, numa região de um campo magnético uniforme de intensidade B = 10–3 
T, com velocidade v = 105 m/s. O raio da órbita descrita pela partícula é de: 
a) 10 cm 
b) 30 cm 
c) 50 cm 
d) 70 cm 
e) 80 cm 
Gabarito: 
 Hidrostática 
1. c 
2. d 
3. a 
4. c 
5. b 
6. a 
7. c 
8. b 
9. c 
10. c 
 Gravitação 
1. b 
2. b 
3. e 
4. a 
5. a 
6. d 
7. c 
8. b 
9. a
10. e 
 Termodinâmica 
1. B 
2. B 
3. A 
4. A 
5. D 
6. A 
7. A 
8. E 
9. A 
10. A 
 Eletromagnetismo 
1. d 
2. e 
3. c 
4. b 
5. c 
6. d 
7. c 
8. d 
9. a 
10. c

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Gases perfeitos questões resolvidas - termologia
Gases perfeitos   questões resolvidas - termologiaGases perfeitos   questões resolvidas - termologia
Gases perfeitos questões resolvidas - termologiaDrica Salles
 
Provas do segundo dia do Vestibular 2015
Provas do segundo dia do Vestibular 2015Provas do segundo dia do Vestibular 2015
Provas do segundo dia do Vestibular 2015Luiza Freitas
 
Gases ideais - Questões com gabarito
Gases ideais - Questões com gabaritoGases ideais - Questões com gabarito
Gases ideais - Questões com gabaritoRodrigo Sampaio
 
Fisica resolucao exercicios gabarito vunesp2006f
Fisica resolucao exercicios gabarito vunesp2006fFisica resolucao exercicios gabarito vunesp2006f
Fisica resolucao exercicios gabarito vunesp2006fcomentada
 
Fisica 2 exercicios gabarito 10
Fisica 2 exercicios gabarito 10Fisica 2 exercicios gabarito 10
Fisica 2 exercicios gabarito 10comentada
 
Fisica 2 exercicios gabarito 07
Fisica 2 exercicios gabarito 07Fisica 2 exercicios gabarito 07
Fisica 2 exercicios gabarito 07comentada
 
Questões Corrigidas, em Word: Temperatura e Dilatação - Conteúdo vinculado ...
Questões Corrigidas, em Word: Temperatura e Dilatação   - Conteúdo vinculado ...Questões Corrigidas, em Word: Temperatura e Dilatação   - Conteúdo vinculado ...
Questões Corrigidas, em Word: Temperatura e Dilatação - Conteúdo vinculado ...Rodrigo Penna
 
Ita2007 4dia
Ita2007 4diaIta2007 4dia
Ita2007 4diacavip
 
Fisica 2 exercicios gabarito 08
Fisica 2 exercicios gabarito 08Fisica 2 exercicios gabarito 08
Fisica 2 exercicios gabarito 08comentada
 
Fisica 2 exercicios gabarito 09
Fisica 2 exercicios gabarito 09Fisica 2 exercicios gabarito 09
Fisica 2 exercicios gabarito 09comentada
 
Exercícios sobre cinética química
Exercícios sobre cinética químicaExercícios sobre cinética química
Exercícios sobre cinética químicaJuliane Vieira
 
C3 teoria 2serie_3bim_fisica
C3 teoria 2serie_3bim_fisicaC3 teoria 2serie_3bim_fisica
C3 teoria 2serie_3bim_fisicaEmerson Assis
 
MATERIAL - ESTUDO DOS GASES - 2 ANO
MATERIAL - ESTUDO DOS GASES - 2 ANOMATERIAL - ESTUDO DOS GASES - 2 ANO
MATERIAL - ESTUDO DOS GASES - 2 ANOTaciano Santos
 

Mais procurados (17)

Fluidizacao
FluidizacaoFluidizacao
Fluidizacao
 
Gases perfeitos questões resolvidas - termologia
Gases perfeitos   questões resolvidas - termologiaGases perfeitos   questões resolvidas - termologia
Gases perfeitos questões resolvidas - termologia
 
Exercíciosfundamentais propriedades xconstituição
Exercíciosfundamentais propriedades xconstituiçãoExercíciosfundamentais propriedades xconstituição
Exercíciosfundamentais propriedades xconstituição
 
Provas do segundo dia do Vestibular 2015
Provas do segundo dia do Vestibular 2015Provas do segundo dia do Vestibular 2015
Provas do segundo dia do Vestibular 2015
 
Gases ideais - Questões com gabarito
Gases ideais - Questões com gabaritoGases ideais - Questões com gabarito
Gases ideais - Questões com gabarito
 
Fisica resolucao exercicios gabarito vunesp2006f
Fisica resolucao exercicios gabarito vunesp2006fFisica resolucao exercicios gabarito vunesp2006f
Fisica resolucao exercicios gabarito vunesp2006f
 
Upe 104
Upe 104Upe 104
Upe 104
 
Fisica 2 exercicios gabarito 10
Fisica 2 exercicios gabarito 10Fisica 2 exercicios gabarito 10
Fisica 2 exercicios gabarito 10
 
Fisica 2 exercicios gabarito 07
Fisica 2 exercicios gabarito 07Fisica 2 exercicios gabarito 07
Fisica 2 exercicios gabarito 07
 
Questões Corrigidas, em Word: Temperatura e Dilatação - Conteúdo vinculado ...
Questões Corrigidas, em Word: Temperatura e Dilatação   - Conteúdo vinculado ...Questões Corrigidas, em Word: Temperatura e Dilatação   - Conteúdo vinculado ...
Questões Corrigidas, em Word: Temperatura e Dilatação - Conteúdo vinculado ...
 
Ita2007 4dia
Ita2007 4diaIta2007 4dia
Ita2007 4dia
 
Fisica 2 exercicios gabarito 08
Fisica 2 exercicios gabarito 08Fisica 2 exercicios gabarito 08
Fisica 2 exercicios gabarito 08
 
Lista 14 gases
Lista 14 gasesLista 14 gases
Lista 14 gases
 
Fisica 2 exercicios gabarito 09
Fisica 2 exercicios gabarito 09Fisica 2 exercicios gabarito 09
Fisica 2 exercicios gabarito 09
 
Exercícios sobre cinética química
Exercícios sobre cinética químicaExercícios sobre cinética química
Exercícios sobre cinética química
 
C3 teoria 2serie_3bim_fisica
C3 teoria 2serie_3bim_fisicaC3 teoria 2serie_3bim_fisica
C3 teoria 2serie_3bim_fisica
 
MATERIAL - ESTUDO DOS GASES - 2 ANO
MATERIAL - ESTUDO DOS GASES - 2 ANOMATERIAL - ESTUDO DOS GASES - 2 ANO
MATERIAL - ESTUDO DOS GASES - 2 ANO
 

Destaque

Revisão enem ondas 2016
Revisão enem ondas 2016Revisão enem ondas 2016
Revisão enem ondas 2016sartremoyses
 
Revisão para universidades estaduais
Revisão para universidades estaduaisRevisão para universidades estaduais
Revisão para universidades estaduaissartremoyses
 
Aula 05 cinematica
Aula 05 cinematicaAula 05 cinematica
Aula 05 cinematicaThales Hatem
 
Revisão para o enem óptica 2016
Revisão para o enem óptica 2016Revisão para o enem óptica 2016
Revisão para o enem óptica 2016sartremoyses
 
Sugestões agosto 2016
Sugestões agosto 2016Sugestões agosto 2016
Sugestões agosto 2016sartremoyses
 
Texto Ordens Mundiais_e_Globalização
Texto Ordens Mundiais_e_GlobalizaçãoTexto Ordens Mundiais_e_Globalização
Texto Ordens Mundiais_e_GlobalizaçãoCADUCOC
 
Treinamento - Recursos Minerais e Fontes de Energia
Treinamento - Recursos Minerais e Fontes de EnergiaTreinamento - Recursos Minerais e Fontes de Energia
Treinamento - Recursos Minerais e Fontes de EnergiaRogério Bartilotti
 
Texto brexit
Texto brexitTexto brexit
Texto brexitCADUCOC
 
Aula 4 blocos economicos parte 1
Aula 4 blocos economicos parte 1Aula 4 blocos economicos parte 1
Aula 4 blocos economicos parte 1CADUCOC
 
Principais eventos da Guerra Fria
Principais eventos da Guerra FriaPrincipais eventos da Guerra Fria
Principais eventos da Guerra FriaCADUCOC
 
Slides de reflexão
Slides de reflexãoSlides de reflexão
Slides de reflexãosartremoyses
 
Hidrodinâmica bahiana 2015
Hidrodinâmica bahiana 2015Hidrodinâmica bahiana 2015
Hidrodinâmica bahiana 2015sartremoyses
 
Slides de Refração
Slides de Refração Slides de Refração
Slides de Refração sartremoyses
 
Treinamento: Cerrado, Caatinga e Mares de morro
Treinamento: Cerrado, Caatinga e Mares de morroTreinamento: Cerrado, Caatinga e Mares de morro
Treinamento: Cerrado, Caatinga e Mares de morroRogério Bartilotti
 
Texto de apoio: Capitalismo
Texto de apoio: CapitalismoTexto de apoio: Capitalismo
Texto de apoio: CapitalismoCADUCOC
 
Aula 2 Ordem Mundial
Aula 2 Ordem MundialAula 2 Ordem Mundial
Aula 2 Ordem MundialCADUCOC
 
Revisão bahiana 2ª etapa
Revisão bahiana 2ª etapaRevisão bahiana 2ª etapa
Revisão bahiana 2ª etapaemanuel
 

Destaque (20)

Revisão enem ondas 2016
Revisão enem ondas 2016Revisão enem ondas 2016
Revisão enem ondas 2016
 
Revisão para universidades estaduais
Revisão para universidades estaduaisRevisão para universidades estaduais
Revisão para universidades estaduais
 
Aula 05 cinematica
Aula 05 cinematicaAula 05 cinematica
Aula 05 cinematica
 
Revisão para o enem óptica 2016
Revisão para o enem óptica 2016Revisão para o enem óptica 2016
Revisão para o enem óptica 2016
 
Sugestões agosto 2016
Sugestões agosto 2016Sugestões agosto 2016
Sugestões agosto 2016
 
Texto Ordens Mundiais_e_Globalização
Texto Ordens Mundiais_e_GlobalizaçãoTexto Ordens Mundiais_e_Globalização
Texto Ordens Mundiais_e_Globalização
 
Treinamento - Recursos Minerais e Fontes de Energia
Treinamento - Recursos Minerais e Fontes de EnergiaTreinamento - Recursos Minerais e Fontes de Energia
Treinamento - Recursos Minerais e Fontes de Energia
 
Texto brexit
Texto brexitTexto brexit
Texto brexit
 
Aula 4 blocos economicos parte 1
Aula 4 blocos economicos parte 1Aula 4 blocos economicos parte 1
Aula 4 blocos economicos parte 1
 
Principais eventos da Guerra Fria
Principais eventos da Guerra FriaPrincipais eventos da Guerra Fria
Principais eventos da Guerra Fria
 
Slides das aulas
Slides das aulasSlides das aulas
Slides das aulas
 
Slides de reflexão
Slides de reflexãoSlides de reflexão
Slides de reflexão
 
Hidrodinâmica bahiana 2015
Hidrodinâmica bahiana 2015Hidrodinâmica bahiana 2015
Hidrodinâmica bahiana 2015
 
Slides de Refração
Slides de Refração Slides de Refração
Slides de Refração
 
Focos de tensão na Áfrcia
Focos de tensão na ÁfrciaFocos de tensão na Áfrcia
Focos de tensão na Áfrcia
 
Treinamento: Cerrado, Caatinga e Mares de morro
Treinamento: Cerrado, Caatinga e Mares de morroTreinamento: Cerrado, Caatinga e Mares de morro
Treinamento: Cerrado, Caatinga e Mares de morro
 
Texto de apoio: Capitalismo
Texto de apoio: CapitalismoTexto de apoio: Capitalismo
Texto de apoio: Capitalismo
 
Recursos Minerais
Recursos MineraisRecursos Minerais
Recursos Minerais
 
Aula 2 Ordem Mundial
Aula 2 Ordem MundialAula 2 Ordem Mundial
Aula 2 Ordem Mundial
 
Revisão bahiana 2ª etapa
Revisão bahiana 2ª etapaRevisão bahiana 2ª etapa
Revisão bahiana 2ª etapa
 

Semelhante a Lista de exercícios_para_a_recuperação_final_do_3°_ano

Caderno de provas do 2º dia de vestibular tradicional da UPE
Caderno de provas do 2º dia de vestibular tradicional da UPECaderno de provas do 2º dia de vestibular tradicional da UPE
Caderno de provas do 2º dia de vestibular tradicional da UPEPortal NE10
 
Ufba 2000.1 prova 1° etapa
Ufba 2000.1 prova 1° etapaUfba 2000.1 prova 1° etapa
Ufba 2000.1 prova 1° etapaMichele Castro
 
Vestibular 2015 2-dia
Vestibular 2015 2-diaVestibular 2015 2-dia
Vestibular 2015 2-diaBruno Muniz
 
Prova do 2º dia do vestibular da UPE 2015
Prova do 2º dia do vestibular da UPE 2015Prova do 2º dia do vestibular da UPE 2015
Prova do 2º dia do vestibular da UPE 2015mariabrassan
 
Concurso 2011 prova-2_dia
Concurso 2011 prova-2_diaConcurso 2011 prova-2_dia
Concurso 2011 prova-2_diaEster Pessoa
 
Fisicaresolucaoexerciciosgabaritovunesp2006f 111218022938-phpapp01
Fisicaresolucaoexerciciosgabaritovunesp2006f 111218022938-phpapp01Fisicaresolucaoexerciciosgabaritovunesp2006f 111218022938-phpapp01
Fisicaresolucaoexerciciosgabaritovunesp2006f 111218022938-phpapp01Rafael M.
 
Progressão III e IV
Progressão   III e IVProgressão   III e IV
Progressão III e IVJorge Pedro
 
Unicamp2008 2fase 3dia_parte_001
Unicamp2008 2fase 3dia_parte_001Unicamp2008 2fase 3dia_parte_001
Unicamp2008 2fase 3dia_parte_001Thommas Kevin
 
Exercícios da uem
Exercícios da uemExercícios da uem
Exercícios da uemPatyoli
 
Ufmg 1998-2ª - Conteúdo vinculado ao blog http://fisicanoenem.blogspot.c...
Ufmg 1998-2ª - Conteúdo vinculado ao blog      http://fisicanoenem.blogspot.c...Ufmg 1998-2ª - Conteúdo vinculado ao blog      http://fisicanoenem.blogspot.c...
Ufmg 1998-2ª - Conteúdo vinculado ao blog http://fisicanoenem.blogspot.c...Rodrigo Penna
 
Revisao fisica energia_qtd_mov_exercicios_resolucao-9
Revisao fisica energia_qtd_mov_exercicios_resolucao-9Revisao fisica energia_qtd_mov_exercicios_resolucao-9
Revisao fisica energia_qtd_mov_exercicios_resolucao-9Kelly Denise Machado
 
Questao lei de_coulomb_e_potencial_el_atrico
Questao lei de_coulomb_e_potencial_el_atricoQuestao lei de_coulomb_e_potencial_el_atrico
Questao lei de_coulomb_e_potencial_el_atricoBetine Rost
 
UFRJ 2010 discursiva
UFRJ 2010 discursivaUFRJ 2010 discursiva
UFRJ 2010 discursivacursohistoria
 

Semelhante a Lista de exercícios_para_a_recuperação_final_do_3°_ano (20)

2007 em
2007 em2007 em
2007 em
 
Caderno de provas do 2º dia de vestibular tradicional da UPE
Caderno de provas do 2º dia de vestibular tradicional da UPECaderno de provas do 2º dia de vestibular tradicional da UPE
Caderno de provas do 2º dia de vestibular tradicional da UPE
 
Ufba 2000.1 prova 1° etapa
Ufba 2000.1 prova 1° etapaUfba 2000.1 prova 1° etapa
Ufba 2000.1 prova 1° etapa
 
Fisica 2011
Fisica 2011Fisica 2011
Fisica 2011
 
Vestibular 2015 2-dia
Vestibular 2015 2-diaVestibular 2015 2-dia
Vestibular 2015 2-dia
 
Prova do 2º dia do vestibular da UPE 2015
Prova do 2º dia do vestibular da UPE 2015Prova do 2º dia do vestibular da UPE 2015
Prova do 2º dia do vestibular da UPE 2015
 
Concurso 2011 prova-2_dia
Concurso 2011 prova-2_diaConcurso 2011 prova-2_dia
Concurso 2011 prova-2_dia
 
Fisicaresolucaoexerciciosgabaritovunesp2006f 111218022938-phpapp01
Fisicaresolucaoexerciciosgabaritovunesp2006f 111218022938-phpapp01Fisicaresolucaoexerciciosgabaritovunesp2006f 111218022938-phpapp01
Fisicaresolucaoexerciciosgabaritovunesp2006f 111218022938-phpapp01
 
Progressão III e IV
Progressão   III e IVProgressão   III e IV
Progressão III e IV
 
Unicamp2008 2fase 3dia_parte_001
Unicamp2008 2fase 3dia_parte_001Unicamp2008 2fase 3dia_parte_001
Unicamp2008 2fase 3dia_parte_001
 
Hidrostatica
HidrostaticaHidrostatica
Hidrostatica
 
Exercícios da uem
Exercícios da uemExercícios da uem
Exercícios da uem
 
Revisão para universidades estaduais
Revisão para universidades estaduaisRevisão para universidades estaduais
Revisão para universidades estaduais
 
Ufmg 1998-2ª - Conteúdo vinculado ao blog http://fisicanoenem.blogspot.c...
Ufmg 1998-2ª - Conteúdo vinculado ao blog      http://fisicanoenem.blogspot.c...Ufmg 1998-2ª - Conteúdo vinculado ao blog      http://fisicanoenem.blogspot.c...
Ufmg 1998-2ª - Conteúdo vinculado ao blog http://fisicanoenem.blogspot.c...
 
ESTUDO DOS GASES.ppt
ESTUDO DOS GASES.pptESTUDO DOS GASES.ppt
ESTUDO DOS GASES.ppt
 
251275257481
251275257481251275257481
251275257481
 
Revisao fisica energia_qtd_mov_exercicios_resolucao-9
Revisao fisica energia_qtd_mov_exercicios_resolucao-9Revisao fisica energia_qtd_mov_exercicios_resolucao-9
Revisao fisica energia_qtd_mov_exercicios_resolucao-9
 
Questao lei de_coulomb_e_potencial_el_atrico
Questao lei de_coulomb_e_potencial_el_atricoQuestao lei de_coulomb_e_potencial_el_atrico
Questao lei de_coulomb_e_potencial_el_atrico
 
Hisdrostática geral
Hisdrostática geralHisdrostática geral
Hisdrostática geral
 
UFRJ 2010 discursiva
UFRJ 2010 discursivaUFRJ 2010 discursiva
UFRJ 2010 discursiva
 

Mais de sartremoyses

Sugestão espelhos esféricos
Sugestão espelhos esféricosSugestão espelhos esféricos
Sugestão espelhos esféricossartremoyses
 
1ª sugestão 2016
1ª sugestão 20161ª sugestão 2016
1ª sugestão 2016sartremoyses
 
Sugestões de hidrostática
Sugestões de hidrostáticaSugestões de hidrostática
Sugestões de hidrostáticasartremoyses
 
Sugestões de exercícios frentes 1 e 3
Sugestões de exercícios frentes 1 e 3Sugestões de exercícios frentes 1 e 3
Sugestões de exercícios frentes 1 e 3sartremoyses
 
Sugestões julho 2015
Sugestões julho 2015Sugestões julho 2015
Sugestões julho 2015sartremoyses
 
Sugestão leis de newton
Sugestão leis de newtonSugestão leis de newton
Sugestão leis de newtonsartremoyses
 
Novas sugestões para as frentes 1 e 3
Novas sugestões para as frentes 1 e 3Novas sugestões para as frentes 1 e 3
Novas sugestões para as frentes 1 e 3sartremoyses
 
Sugestões de gráficos 2015
Sugestões de gráficos 2015Sugestões de gráficos 2015
Sugestões de gráficos 2015sartremoyses
 
2ª sugestão de exercícios 2015
2ª sugestão de exercícios 20152ª sugestão de exercícios 2015
2ª sugestão de exercícios 2015sartremoyses
 
Hidrodinâmica revisão bahiana 2014
Hidrodinâmica revisão bahiana 2014Hidrodinâmica revisão bahiana 2014
Hidrodinâmica revisão bahiana 2014sartremoyses
 
2ª prova da 4ª unidade
2ª prova da 4ª unidade2ª prova da 4ª unidade
2ª prova da 4ª unidadesartremoyses
 
Sugestão setembro
Sugestão setembroSugestão setembro
Sugestão setembrosartremoyses
 
Prova 16/ 08 assuntos e sugestões
Prova 16/ 08 assuntos e sugestõesProva 16/ 08 assuntos e sugestões
Prova 16/ 08 assuntos e sugestõessartremoyses
 
Ssmed 2ª fase treinamento de questões discursivas
Ssmed 2ª fase treinamento de questões discursivasSsmed 2ª fase treinamento de questões discursivas
Ssmed 2ª fase treinamento de questões discursivassartremoyses
 
Gravitação ssmed
Gravitação ssmedGravitação ssmed
Gravitação ssmedsartremoyses
 
Hidrodinâmica ssmed
Hidrodinâmica ssmedHidrodinâmica ssmed
Hidrodinâmica ssmedsartremoyses
 
Hidrostática ssmed
Hidrostática ssmedHidrostática ssmed
Hidrostática ssmedsartremoyses
 
Sugestões de exercícios dos próximos assuntos.
Sugestões de exercícios dos próximos assuntos.Sugestões de exercícios dos próximos assuntos.
Sugestões de exercícios dos próximos assuntos.sartremoyses
 
Slides de Estática para o Super supermed
Slides de Estática para o Super supermedSlides de Estática para o Super supermed
Slides de Estática para o Super supermedsartremoyses
 
Aulas de ondas do supermed
Aulas de ondas do supermedAulas de ondas do supermed
Aulas de ondas do supermedsartremoyses
 

Mais de sartremoyses (20)

Sugestão espelhos esféricos
Sugestão espelhos esféricosSugestão espelhos esféricos
Sugestão espelhos esféricos
 
1ª sugestão 2016
1ª sugestão 20161ª sugestão 2016
1ª sugestão 2016
 
Sugestões de hidrostática
Sugestões de hidrostáticaSugestões de hidrostática
Sugestões de hidrostática
 
Sugestões de exercícios frentes 1 e 3
Sugestões de exercícios frentes 1 e 3Sugestões de exercícios frentes 1 e 3
Sugestões de exercícios frentes 1 e 3
 
Sugestões julho 2015
Sugestões julho 2015Sugestões julho 2015
Sugestões julho 2015
 
Sugestão leis de newton
Sugestão leis de newtonSugestão leis de newton
Sugestão leis de newton
 
Novas sugestões para as frentes 1 e 3
Novas sugestões para as frentes 1 e 3Novas sugestões para as frentes 1 e 3
Novas sugestões para as frentes 1 e 3
 
Sugestões de gráficos 2015
Sugestões de gráficos 2015Sugestões de gráficos 2015
Sugestões de gráficos 2015
 
2ª sugestão de exercícios 2015
2ª sugestão de exercícios 20152ª sugestão de exercícios 2015
2ª sugestão de exercícios 2015
 
Hidrodinâmica revisão bahiana 2014
Hidrodinâmica revisão bahiana 2014Hidrodinâmica revisão bahiana 2014
Hidrodinâmica revisão bahiana 2014
 
2ª prova da 4ª unidade
2ª prova da 4ª unidade2ª prova da 4ª unidade
2ª prova da 4ª unidade
 
Sugestão setembro
Sugestão setembroSugestão setembro
Sugestão setembro
 
Prova 16/ 08 assuntos e sugestões
Prova 16/ 08 assuntos e sugestõesProva 16/ 08 assuntos e sugestões
Prova 16/ 08 assuntos e sugestões
 
Ssmed 2ª fase treinamento de questões discursivas
Ssmed 2ª fase treinamento de questões discursivasSsmed 2ª fase treinamento de questões discursivas
Ssmed 2ª fase treinamento de questões discursivas
 
Gravitação ssmed
Gravitação ssmedGravitação ssmed
Gravitação ssmed
 
Hidrodinâmica ssmed
Hidrodinâmica ssmedHidrodinâmica ssmed
Hidrodinâmica ssmed
 
Hidrostática ssmed
Hidrostática ssmedHidrostática ssmed
Hidrostática ssmed
 
Sugestões de exercícios dos próximos assuntos.
Sugestões de exercícios dos próximos assuntos.Sugestões de exercícios dos próximos assuntos.
Sugestões de exercícios dos próximos assuntos.
 
Slides de Estática para o Super supermed
Slides de Estática para o Super supermedSlides de Estática para o Super supermed
Slides de Estática para o Super supermed
 
Aulas de ondas do supermed
Aulas de ondas do supermedAulas de ondas do supermed
Aulas de ondas do supermed
 

Último

APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.HandersonFabio
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdfdanielagracia9
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaCludiaRodrigues693635
 
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_AssisMemórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assisbrunocali007
 
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfssuser06ee57
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilApresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilMariaHelena293800
 
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
Atividade com a música Xote  da  Alegria    -   FalamansaAtividade com a música Xote  da  Alegria    -   Falamansa
Atividade com a música Xote da Alegria - FalamansaMary Alvarenga
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfcarloseduardogonalve36
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteLeonel Morgado
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosFernanda Ledesma
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfMaiteFerreira4
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptxlucioalmeida2702
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroBrenda Fritz
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
PLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdf
PLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdfPLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdf
PLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdfLUCASAUGUSTONASCENTE
 
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco LeiteOs Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leiteprofesfrancleite
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoVALMIRARIBEIRO1
 

Último (20)

APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
 
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_AssisMemórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
 
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilApresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
 
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
Atividade com a música Xote  da  Alegria    -   FalamansaAtividade com a música Xote  da  Alegria    -   Falamansa
Atividade com a música Xote da Alegria - Falamansa
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
PLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdf
PLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdfPLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdf
PLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdf
 
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco LeiteOs Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 

Lista de exercícios_para_a_recuperação_final_do_3°_ano

  • 1. Lista de exercícios para a recuperação final do 3º ano.. Assuntos:  Hidrostática  Gravitação  Termodinâmica  Eletromagnetismo Hidrostática Q.01. Aplica-se uma força de intensidade 10 N perpendicularmente sobre uma superfície quadrada de área 0,5 m2. Qual devera ser a pressão exercida sobre a superfície? (A) 5 N.m2 (B) 5 N/m2 (C) 20 N/m2 (D) 10 N/m2 (E) 30 N.m2 Q.02. Um tijolo de peso 32 N tem dimensões 16 cm x 8,0 cm x 4,0 cm. Quando apoiado em sua face de menor área, a pressão que ele exerce na superfície de 16 cm apoio é, em N/cm2: (A) 4,0 (B) 2,5 (C) 2,0 (D) 1,0 (E) 0,50. Q.03. Um tanque contendo 5,0 x 103 litros de água tem 2,0 metros de comprimento e 1,0 metro de largura. Sendo g = 10 m/s2, a pressão hidrostática exercida pela água, no fundo do tanque, vale: a) 2,5 x 104 N/m2 b) 2,5 x 101 N/m2 c) 5,0 x 103 N/m2 d) 5,0 x 104 N/m2 e) 2,5 x 106 N/m2 Q.04. Desde a remota Antiguidade, o homem, sabendo de suas limitações, procurou dispositivos para multiplicar a força humana. A invenção da RODA foi, sem sombra de dúvida, um largo passo para isso. Hoje, uma jovem dirigindo seu automóvel, com um
  • 2. leve toque no freio consegue pará-lo, mesmo que ele venha a 100 km/h, através do freio hidráulico. Tal dispositivo está fundamentado no princípio de: a) Newton b) Stevin c) Pascal d) Arquimedes e) Eisntein Q.05. Um bloco maciço de ferro de densidade 8,0 g/cm3 com 80 kg encontra-se no fundo de uma piscina com água de densidade 1,0 g/cm3 e profundidade 3,0m. Amarrando-se a esse bloco um fio ideal e, puxando esse fio de fora da água, leva-se o bloco à superfície com velocidade constante. Adote g = 10 m/s2. A força aplicada a esse fio tem intensidade de: a) 8,0. 102 N b) 7,0. 102 N c) 6,0. 102 N d) 3,0. 102 N e) 1,0. 102 N Q.06. Dois vasos comunicantes contém, em equilíbrio, mercúrio (dHg = 13,6 g/cm2) e óleo. A superfície livre do mercúrio está 2 cm acima da superfície de separação entre os líquidos, e a do óleo, 34 cm acima da referida superfície. A densidade do óleo é, em g/cm3: a) 0,8 b) 0,9 c) 0,7 d) 0,3 e) 0,5 Q.07. Na superfície da Terra, certo corpo flutua dentro de um recipiente com um líquido incompressível. Se esse sistema for levado à Lua, onde a aceleração gravitacional é menor, o corpo: a) submerge, atingindo o fundo do recipiente. b) flutua, porém com uma porção maior submersa. c) flutua com a mesma porção submersa. d) flutua, porém com uma porção menor submersa.
  • 3. e) submerge completamente, mas sem atingir o fundo do recipiente. Q.08. Um corpo está submerso e em equilíbrio no interior de um líquido homogêneo de densidade 0,7 g/cm3. Se for colocado num recipiente que contém água de densidade 1 g/cm3, ele: a) não flutuará b) ficará parcialmente submerso c) afundará com a velocidade constante d) afundará com a velocidade variável e) ficara em repouso por certo tempo e depois descerá Q.09. Um bloco, de densidade 5,0 g/cm3 e volume igual a 1.000 cm3, preso a um dinamômetro (D) de massa desprezível, encontra-se em equilíbrio imerso em um líquido de densidade 0,80 g/cm3, conforme mostra a figura. Sendo g = 10 m/s2, a indicação do dinamômetro vale, em newtons: a) 38 b) 40 c) 42 d) 46 e) 50 Q.10. Um barco, com massa de 500 kg e volume externo de 30 m3, encontra-se ancorado em um porto e apresenta 5% do seu volume externo imerso na água (d = 1.000 kg/m3). A carga contida no barco, em toneladas, é: a. 0,5 b. 0,8
  • 4. c. 1,0 d. 1,2 e. 1,5 Gravitação Q. 01. Qual é a figura geométrica que mais se assemelha à órbita de um dos planetas em torno do Sol? a) reta b) elipse c) hipérbole d) parábola e) circunferência Q. 02. A segunda Lei de Kepler (lei das áreas) permite concluir que um planeta possui: a) maior velocidade quando se encontra mais longe do Sol. b) maior velocidade quando se encontra mais perto do Sol. c) menor velocidade quando se encontra mais perto do Sol. d) velocidade constante em toda sua trajetória. e) Velocidade crescente do periélio para o afélio Q. 03. A terceira lei de Kepler afirma que "os quadrados dos tempos de revolução dos planetas são proporcionais aos cubos de suas distâncias médias ao Sol". De acordo com esta lei, é correto dizer que: a) planetas mais afastados do Sol são mais velozes. b) dependendo de suas massas, planetas diferentemente afastados podem ter mesma velocidade. c) todos os planetas do sistema solar têm a mesma velocidade angular. d) as velocidades dos planetas são inversamente proporcionais aos quadrados das distâncias ao Sol. e) o "ano" de Mercúrio é menor que o da Terra. Q.04. No sistema solar, um planeta em órbita circular de raio R demora 2 anos terrestres para completar uma revolução. Qual o período de revolução de outro planeta, em órbita de raio 2R? a) 4√2 b) 3 c) 3√2 d) 5 e) 4√3 Q.05. Dois satélites de um planeta têm períodos de revolução 32 dias e 256 dias,
  • 5. respectivamente. Se o raio da órbita do primeiro satélite vale 1 unidade, então o raio da órbita do segundo será: a) 4 unidades b) 8 unidades c) 16 unidades d) 64 unidades e) 128 unidades Q.06. Considere dois pequenos corpos esféricos, com massas iguais a 1 kg, situados na superfície da Terra, cujos centros estão distanciados de 1 m. Sejam G a constante de gravitação universal e g o módulo da aceleração local da gravidade. Podemos afirmar que a força de atração gravitacional entre os dois corpos é numericamente igual a: a) g 1 b) g c) 1 G d) G e) Zero Q.07. A força gravitacional com que a Terra atrai a Lua: a) é menor que a força com que a Lua atrai a Terra. b) é a mesma para todos os planetas. c) é da mesma natureza que a força que faz uma fruta cair de uma árvore. d) é pouco maior que a força com que a lua atrai a Terra. e) é uma força de natureza nuclear. Q.08. Uma das conclusões expressas nas famosas leis de Kepler foi sobre o movimento dos planetas em órbitas elípticas, das quais o Sol ocupa um dos focos. Desta forma: a) Esta conclusão foi uma consequência e, portanto posterior, do enunciado das leis da Mecânica de Newton. b) Coube a Sir Isaac Newton interpretar teoricamente estas conclusões com base na lei da gravitação universal e nos princípios da Mecânica Clássica que ele próprio havia proposto. c) Esta conclusão não apresenta nenhuma relação com o movimento dos engenhos conhecidos como satélites artificiais da Terra. d) O movimento da Lua em torno da Terra de natureza diferente daquele descrito por Kepler. e) Nenhuma das afirmações acima é verdadeira. Q.09. Três esferas (X, Y e Z) estão fixas em uma haste, como se representa na figura ao lado. A esfera Y é equidistante de X e Z. O módulo da força de atração gravitacional entre X e Y é igual a F. Qual é o módulo da resultante das forças de atração gravitacional que X e Y exercem sobre Z? (As massas das três esferas são iguais.)
  • 6.   4 a)   5   5 b)   4 c) 2F F d) 2   2 e)   3 F Q.10. Se um planeta tem massa igual ao dobro da massa da Terra e tem raio igual ao triplo do da Terra, então na sua superfície um corpo de massa 10 kg terá peso aproximadamente igual a: a) 2,2 N b) 4,4 N c) 6,7 N d) 13,3 N e) 22,2 N Termodinâmica Q.01. Uma bomba de encher pneus de bicicleta é acionada rapidamente, tendo a extremidade de saída do ar vedada. Consequentemente, o ar é comprimido, indo do estado 1 (maior volume) para o estado 2 (menor volume). Nessas condições, é CORRETO afirmar que a transformação termodinâmica verificada na passagem do estado 1 para o estado 2 aproxima-se mais de uma A) isotérmica, porque a temperatura do ar não se altera. B) adiabática, porque praticamente não há troca de calor do ar com o meio exterior. C) isobárica, porque a pressão do ar não se altera. D) isométrica, porque o volume do ar se mantém. e) Cíclica, por ser reversível. Q.02. Tendo-se uma amostra de gás ideal em expansão isotérmica, é CORRETO afirmar
  • 7. que A) o trabalho realizado pelo gás é igual à variação de sua energia interna. B) o trabalho realizado pelo gás é igual ao calor absorvido pelo mesmo. C) o calor absorvido pelo gás é nulo. D) a energia cinética média das moléculas do gás aumenta. E) o trabalho realizado pelo gás é zero. Q.03. Certa amostra gasosa recebe 500 cal de calor trocado com o meio externo e realiza um trabalho igual a 200 cal. A variação de sua energia interna será igual a: a) 300 cal. b) 700 cal. c) 2,5 cal. d) 0,4 cal. e) 450 Cal Q.04. Considerando-se um gás ideal, assinale a alternativa incorreta. A) O trabalho realizado em uma transformação isovolumétrica é nulo. B) O trabalho realizado por um gás em uma expansão é negativo C) Em uma transformação adiabática, o calor trocado entre um sistema e sua vizinhança é diferente de zero. D) Em um processo sob pressão constante, o produto da pressão P pelo volume V se mantém constante. e) Nos processos isotérmicos, a variação da energia interna pode ser positiva ou negativa Q.05. Numa transformação de um gás perfeito, os estados final e inicial acusaram a mesma energia interna. Certamente: a) a transformação foi isobárica
  • 8. b) a transformação isométrica. c) não houve troca de calor entre o gás e o ambiente. d) são iguais as temperaturas dos estados inicial e final. e) não houve troca de trabalho entre o gás e o meio. Q.06. Sobre um sistema, realiza-se um trabalho de 3000 J e, em resposta, ele fornece 1000cal de calor durante o mesmo intervalo de tempo. A variação de energia interna do sistema, durante esse processo, é, aproximadamente: (considere 1,0 cal = 4,0J) a) –1000J b) +2000J c) –4000J d) +4000J e) +7000J Q.07. Em um processo à pressão constante de 2,0.105 N/m², um gás aumenta seu volume de 8.10-6 m3 para 13.10-6 m3. Calcule o trabalho realizado pelo gás. a) 1J b) 2J c) 3J d) 4J e) 5J Q.08. Um gás sofre uma transformação isobárica sob pressão de 1 000 N/m2. Determine o trabalho realizado sobre o gás, quando o volume passa de 8 000 cm3 para de 3 000 cm3. a) -1J b) -2J c) -3J
  • 9. d) -4J e) -5J Q.09. Uma amostra de gás perfeito ocupa volume V, exercendo pressão P, à temperatura T. Se numa transformação, a pressão for duplicada e a temperatura reduzida à metade, o novo volume ocupado pelo gás será igual a: A) V/4 B) 2V C) V/3 D) 4V E) V Q.10. Na expansão de um gás que ocorre sobre pressão variável, o cálculo do trabalho pode ser obtido por meio: a) Da área do gráfico PxV b) do módulo do trabalho c) do módulo da variação da energia interna d) Da diferença entre o calor absorvido e sua temperatura em K e) Da soma da energia interna com sua pressão Eletromagnetismo Q.01. Considere as afirmações a seguir a respeito de ímãs. I. Convencionou-se que o polo norte de um ímã é aquela extremidade que, quando o ímã pode girar livremente, aponta para o norte geográfico da Terra. II. Polos magnéticos de mesmo nome se repelem e polos magnéticos de nomes contrários se atraem.
  • 10. III. Quando se quebra, ao meio, um ímã em forma de barra, obtêm-se dois novos ímãs, cada um com apenas um polo magnético. Está (ão) correta(s): a) apenas I. b) apenas II. c) apenas III. d) apenas I e II. e) apenas II e III. Q.02. Duas espiras iguais, cada uma com raio de 2π cm, são colocadas com centros coincidentes em planos perpendiculares. Sendo percorridas pelas correntes i1 = 4,0 A e i2 = 3,0 A, o vetor indução magnética resultante no seu centro O tem módulo em teslas dado por: (Dado: μ0 = 4μ . 10-7 T.m/A). a) 1.10-5 b) 2.10-5 c) 3.10-5 d) 4.10-5 e) 5.10-5 Q.03. Um fio comprido e retilíneo produz em um ponto a 40 cm de distância um campo magnético de módulo igual a 4.10-6 T. Determine o valor da corrente elétrica que percorre todo fio, considerando μ˳= 4π. 10-7 T. m /A. a) 2A b) 4A c) 5A d) 6A e) 8A Q.04. Um corpúsculo carregado com carga de 100 μC passa com velocidade de 25 m/s na direção perpendicular a um campo de indução magnética e fica sujeito a uma força de 5. 10–4 N. A intensidade desse campo vale: a) 0,1 T b) 0,2 T c) 0,3 T
  • 11. d) 1,0 T e) 2,0 T Q.05. A tabela apresenta a massa e a carga de três partículas elementares. Partícula massa carga elétrica Nêutron m nula Próton m +e Dêuteron 2m +e Quando essas partículas são lançadas com a mesma velocidade no ponto P da região delimitada pelo retângulo, onde existe um campo magnético uniforme B saindo perpendicularmente da folha, elas descrevem as trajetórias X, Y e Z, conforme mostra a figura. Analisando os dados da tabela e as trajetórias descritas, verifica-se que as partículas que descrevem as trajetórias X, Y e Z são, respectivamente, (A) nêutron, próton e dêuteron. (B) próton, nêutron e dêuteron. (C) próton, dêuteron e nêutron. (D) dêuteron, nêutron e próton. (E) dêuteron, próton e nêutron. Q.06. Uma partícula se movimenta, com velocidade constante, aproximando-se de uma região onde há campo magnético, conforme a figura: Os pontos representam um campo magnético uniforme saindo do plano da página. Ao penetrar no campo magnético a partícula realizará movimento (A) retilíneo uniforme, se tiver carga elétrica positiva.
  • 12. (B) retilíneo uniforme, se tiver carga elétrica negativa. (C) retilíneo uniforme, se sua carga elétrica for nula. (D) circular uniforme, se sua carga elétrica for nula. (E) helicoidal, se sua carga elétrica for nula. Q.07. Suponha que uma carga elétrica de 4 μC seja lançada em um campo magnético uniforme de 8 T. Sendo de 60º o ângulo formado entre v e B e supondo que a mesma foi lançada com velocidade igual a 5 x 103 m/s, o módulo da força magnética que atua sobre a carga, em N, vale: a) 1,4. 10-4 b) 1,4. 10-3 c) 1,4. 10-5 d) 1,4. 10-1 e) 1,4. 10-2 Q.08. Imagine que 0,12 N seja a força que atua sobre uma carga elétrica com carga de 6 μC e lançada em uma região de campo magnético igual a 5 T. Determine a velocidade dessa carga, supondo que o ângulo formado entre v e B seja de 30º. a) v = 8 m/s b) v = 800 m/s c) v = 8000 m/s d) v = 0,8 m/s e) v = 0,08 m/s Q.09. Uma bobina chata é formada de 40 espiras circulares, de raio 8,0 cm. Quando a intensidade do vetor campo magnético no centro da bobina é 6,0 ⋅ 10–4 T, qual é a intensidade da corrente que percorre a bobina? Considere π = 3 e μ = 4 π ⋅ 10–7 T ⋅ m/A. a) 2,0 A b) 2,5 A c) 3,0 A
  • 13. d) 4,0 A e) 5,0 A Q.10. Uma partícula de carga q = 4. 10–18 C e massa m = 2. 10–26 kg penetra, ortogonalmente, numa região de um campo magnético uniforme de intensidade B = 10–3 T, com velocidade v = 105 m/s. O raio da órbita descrita pela partícula é de: a) 10 cm b) 30 cm c) 50 cm d) 70 cm e) 80 cm Gabarito:  Hidrostática 1. c 2. d 3. a 4. c 5. b 6. a 7. c 8. b 9. c 10. c  Gravitação 1. b 2. b 3. e 4. a 5. a 6. d 7. c 8. b 9. a
  • 14. 10. e  Termodinâmica 1. B 2. B 3. A 4. A 5. D 6. A 7. A 8. E 9. A 10. A  Eletromagnetismo 1. d 2. e 3. c 4. b 5. c 6. d 7. c 8. d 9. a 10. c