SlideShare uma empresa Scribd logo
Bem-vindos! IEE INSTITUTO ESPÍRITA DE EDUCAÇÃO RUA  LEOPOLDO COUTO DE MAGALHÃES Jr., 695 - ITAIM BIBI – SP-SP CEP: 04542-000  -  FONE / FAX: 0XX 11 3167 6333 SITE:  www.institutoespirita.org.br blog:  www.institutoespirita.blogspot.com   CONHEÇA NOSSOS CURSOS E SEMINÁRIOS PARTICIPE!
Palestra Tema:   VIOLÊNCIA NO LAR:  DE QUEM É A CULPA?   Autora:   Irene Wenzel Gaviolle - Diretora do Depto. Orientação Doutrinária do Instituto Espírita de Educação  - Psicóloga Clínica e-mail:  [email_address]
VIOLÊNCIA NO LAR: DE QUEM É A CULPA? “ A VIOLÊNCIA JAMAIS RESOLVERÁ UMA QUESTÃO QUE NÃO PODE SER RESOLVIDA PACIFICAMENTE”  Ghandi
VIOLÊNCIA: CONCEITO A VIOLÊNCIA É A CORRUPÇÃO DA FORÇA MORAL E O ABUSO DA FORÇA FÍSICA. O QUE  CARACTERIZA A VIOLÊNCIA  É O  EMPREGO DA   FORÇA  E A  IMPULSIVIDADE DA MOTIVAÇÃO . O VIOLENTO É UM ARREBATADO DIANTE DE ALGUMA RESISTÊNCIA – SUA  PRIMEIRA REAÇÃO É RESPONDER COM UMA FORÇA MAIOR E CONTRÁRIA. VIOLÊNCIA  =  ATO CONTRÁRIO À RAZÃO, À JUSTIÇA, ATO VEEMENTE RESULTANTE DO EMPREGO DA FORÇA PARA SOLUÇÃO DE QUALQUER CONFLITO HUMANO, SEJA INDIVIDUAL, SEJA COLETIVO.
VIOLÊNCIA E AGRESSIVIDADE   A AGRESSÃO É INATA NO SER VIVO. EM SUAS ORIGENS A AGRESSIVIDADE É QUASE   SINÔNIMO DE ATIVIDADE . EX: O BEBÊ QUE DÁ PONTAPÉS DENTRO DO ÚTERO DA MÃE. MASTIGAR OS MAMILOS DA MÃE.  NÃO HÁ AGRESSIVIDADE INTENCIONAL. AGRESSÃO –  COMPORTAMENTO QUE VISA FERIR A OUTRA PESSOA (FÍSICA OU VERBALMENTE) OU DESTRUIR PROPRIEDADES.   O QUE VALE NESTA DEFINIÇÃO É A INTENÇÃO.  EX:  ELEVADOR LOTADO – PISAR NO PÉ  DE PROPÓSITO.
TODO ATO CRIATIVO TEM EM SI UM  QUANTUM  DE ENERGIA AGRESSIVA. VIOLÊNCIA E AGRESSIVIDADE A AGRESSIVIDADE É IMPULSO PRESENTE NO SER VIVO,  SEM A QUAL NÃO PODERIA HAVER PROGRESSO SOCIAL OU CULTURAL.
VIOLÊNCIA E AGRESSIVIDADE (ASPECTOS PSÍQUICOS)  1- TEORIA PSICANALÍTICA (FREUD) – TEORIA DO IMPULSO 2- TEORIA DA APRENDIZAGEM SOCIAL TEORIAS SOBRE A NATUREZA DA AGRESSÃO:
TEORIA DA APRENDIZAGEM SOCIAL EXPERIÊNCIAS AVERSIVAS  - EXCITAÇÃO EMOCIONAL-  CONSEQUÊNCIAS PREVISTAS P/ O CPTO.  DEPENDÊNCIA – RETRAIMENTO OU RESIGNAÇÃO – AGRESSÃO – SINTOMAS PSICOSSOMÁTICOS – AQUISIÇÃO – AUTO- ANESTESIA C/ DROGAS E ALCOOL –SOLUÇÃO CONSTRUTIVA DE PROBLEMAS. VIOLÊNCIA E AGRESSIVIDADE (ASPECTOS PSÍQUICOS) TEORIA DO IMPULS0 FRUSTRAÇÃO  – IMPULSO AGRESSIVO –  COMPORTAMENTO AGRESSIVO
AS RESPOSTAS AGRESSIVAS PODEM SER APRENDIDAS PELA  IMITAÇÃO  E  AUMENTADAS QUANDO REFORÇADAS. ESTUDO  S/ O HÁBITO DE VER TV– 800 CÇAS DE 8 A 9 ANOS DE IDADE. INFORMAÇÕES DE PREFERÊNCIA DE CADA CRIANÇA E SOBRE SUA AGRESSIVIDADE AVALIADA PELOS COMPANHEIROS DE ESCOLA.  MENINOS QUE ASSISTIAM PROGRAMAS DE MAIOR VIOLÊNCIA = MAIOR AGRESSIVIDADE EM SEUS RELACIONAMENTOS INTERPESSOAIS. 10 ANOS APÓS - + DA METADE DOS SUJEITOS ENTREVISTADOS RECEBERAM TESTES QUE MEDIAM AS TENDÊNCIAS P/ A DELINQUENCIA  E AGRESSIVIDADE. CONCLUSÃO:  ALTA EXPOSIÇÃO À VIOLÊNCIA DA TV AOS 9 ANOS POSITIVAMENTE RELACIONADA COM A AGRESSIVIDADE EM MENINOS AOS 19 ANOS. VIOLÊNCIA E AGRESSIVIDADE  (ASPECTOS  PSÍQUICOS) TEORIA DA APRENDIZAGEM SOCIAL DA AGRESSÃO:
VIOLÊNCIA É EXCLUSIVA DO SER HUMANO TENDO EM VISTA A SUA RACIONALIDADE. A AGRESSIVIDADE  SEMPRE ESTEVE PRESENTE NA   HISTÓRIA DA HUMANIDADE, EM SUAS VÁRIAS FASES (POSSE). VIOLÊNCIA INICIADA COM OS  HOMINÍDEOS  QUANDO DESCOBRIRAM  O OSSO  COMO ARMA CONTUNDENTE E MORTAL.  VIOLÊNCIA E AGRESSIVIDADE ANIMAIS NA LUTA PELA SOBREVIVÊNCIA  – ATO AGRESSIVO  NATURAL , NÃO CONFIGURA  VIOLÊNCIA – USO DO INSTINTO.
VIOLÊNCIA E AGRESSIVIDADE A VIOLÊNCIA É ESPECIFICAMENTE HUMANA E NÃO ORIGINADA DE UM INSTINTO ANIMAL .  O HOMEM PODE SER DEFINIDO COMO PRIMATA QUE EMERGIU  DE UMA FASE DA EVOLUÇÃO EM QUE A DETERMINAÇÃO INSTINTIVA HAVIA ATINGIDO UM MÍNIMO E O DESENVOLVIMENTO DO CÉREBRO UM MÁXIMO.   PARA ELE, OS HOMENS TERIAM EM COMUM AS SUAS IMPULSÕES ORGÂNICAS E AS SUAS NECESSIDADES EXISTENCIAIS ,  E DIFERENCIARIAM-SE NAS ESPÉCIES DE PAIXÕES DOMINANTES EM SEUS RESPECTIVOS CARACTERES, ORIGINADOS DAS DIFERENÇAS NAS CONDIÇÕES SOCIAIS E NAS DISPOSIÇÕES GENÉTICAS. ERICH FROMM: NO LIVRO ANATOMIA DA DESTRUTIVIDADE HUMANA
MAIOR OU MENOR PROPENSÃO À VIOLÊNCIA DEPENDE DO GRAU DE ATRASO OU DE ADIANTAMENTO DO ESPÍRITO. O VIOLENTO É UM DOENTE ESPIRITUAL E NÃO PRODUTO DO MEIO SOCIAL OU GENÉTICO.  NÃO HÁ SER CRIADO PARA DESTRUIR.   VISÃO ESPÍRITA DA VIOLÊNCIA FILOSOFIA ESPÍRITA AFIRMA QUE A PREDISPOSIÇÃO PARA O CRIME OU PARA O ATO VIOLENTO,   VEM DO   ESPÍRITO .  NÃO VEM DAS GLÂNDULAS, E NEM  DE UMA CONDIÇÃO INSTINTIVA DA CRIATURA, O QUE REVELARIA UMA CONDIÇÃO DE IMPERFEIÇÃO DO CRIADOR.
O VIOLENTO DEVE SER EXAMINADO COMO ALGUÉM PERTURBADO EM SI MESMO, EM LAMENTÁVEL PROCESSO DE AGRAVAMENTO.  NÃO OBSTANTE, MERECE TRATAMENTO A AGRESSIVIDADE (A VIOLÊNCIA) QUE PROCEDE DO ESPÍRITO, CUJOS GÉRMENS  O CONTAMINAM EM DECORRÊNCIA DA PREDOMINÂNCIA DOS INSTINTOS MATERIAIS QUE O GOVERNAM E O DOMINAM. VISÃO ESPÍRITA DA VIOLÊNCIA JOANNA DE ÂNGELIS
TALVEZ A RAZÃO FUNDAMENTAL SEJA A PERDA DA RELIGIÃO.  DEIXAMOS DE ACREDITAR NAS FORMAS CONVENCIONAIS DE RELIGIÃO E NÃO ENCONTRAMOS NOVAS ALTERNATIVAS.  VIVEMOS UM VÁCUO RELIGIOSO.  E, TALVEZ, EM GRANDE PARTE POR ESSE MOTIVO, OS PADRÕES TRADICIONAIS E OS CÓDIGOS DE ÉTICA PERDERAM A SUA FORÇA.  ESSE COLAPSO ESPIRITUAL SURGIU NAS DUAS GUERRAS MUNDIAIS, CUJOS EFEITOS FORAM CUMULATIVOS.  AS GUERRAS ABRIRAM AS COMPORTAS DAS ONDAS DE VIOLÊNCIA QUE HOJE SE DERRAMA SOBRE O MUNDO. VIOLÊNCIA E CRIMINALIDADE  ARNOLD J. TOYNBEE – HISTORIADOR – CAUSAS DA CRIMINALIDADE
VIOLÊNCIA E CRIMINALIDADE -  PODERIO DO HOMEM. VIOLÊNCIA GANHOU STATUS DE IMPÉRIO. GANÂNCIA. TRÁFICO DE DROGAS. TRÁFICO DE ARMAS. TRÁFICO DE INFLUÊNCIAS. FATORES QUE FOMENTAM NOVAS GUERRAS EVOLUÇÃO TECNO- CIENTÍFICA.
HOMENS ATACADOS PELAS SUAS MULHERES COM FACAS, ESCALDADOS COM ÁGUA FERVENTE, FERIMENTOS À BALA, ETC. VIOLÊNCIA NO LAR MULHERES VÍTIMAS DE MAUS-TRATOS,  ABUSOS SEXUAIS, ESPANCAMENTOS POR MARIDOS ALCOOLIZADOS OU DROGADOS, COM SOCOS, PONTAPÉS, CABEÇADAS, DENTADAS,  ETC.
JOVENS SÃO VÍTIMAS DE PAIS SEVEROS E DESCONTROLADOS. PAIS QUE SÃO ATACADOS PELOS FILHOS ALCOOLIZADOS E DROGADOS. ABUSOS SEXUAIS E INCESTOS. VIOLÊNCIA NO LAR CRIANÇAS VÍTIMAS DE MAUS TRATOS POR PAIS OU RESPONSÁVEIS QUE MARCAM OS CORPINHOS INDEFESOS COM OBJETOS VARIADOS, FERRO QUENTE, CIGARROS, CABEÇADAS, DENTADAS, ESTRANGULAMENTOS.
DESAJUSTES PSICOLÓGICOS INDIVIDUAIS . VAZIOS EXISTENCIAIS EM VIRTUDE DO MATERIALISMO EXACERBADO. VALORES EQUIVOCADOS: BUSCA DE PODER – RIQUEZA – BELEZA, ETC. INIQUIDADES DO SISTEMA SOCIAL. INSTINTO QUE HERDAMOS DE NOSSOS ANCESTRAIS PRÉ-HUMANOS. CAUSAS DA VIOLÊNCIA AFASTAMENTO DE DEUS – FALTA DE RELIGIÃO
1-  CLÁSSICA (SERVIDOR DO IMPÉRIO) 2-  RENASCENTISTA  (GENTIL – ETIQUETAS – APEGADO  À CULTURA MUNDANA 3-  MODERNA  (ARTES, CIÊNCIA, CÉTICO EM MATÉRIA RELIGIOSA) 4-  EDUCAÇÃO NOVA  (HOMEM ANSIOSO- ANGUSTIADO  TRAUMATIZADO –RELIGIÃO REDUZIDA A MERA CONVENÇÃO PRAGMÁTICA SEPARAÇÃO DA CIÊNCIA E RELIGIÃO. FILOSOFIA MATERIALISTA EDUCAÇÃO EQUIVOCADA - MATERIALISTA CAUSAS DA VIOLÊNCIA DECLÍNIO DA EDUCAÇÃO
À SOCIEDADE? AOS GRUPOS EMPRESARIAIS? AOS GOVERNOS? À FAMÍLIA? TODOS TEM A SUA COTA DE PARTICIPAÇÃO VIOLÊNCIA: A QUEM CABE  A CULPA? À MÍDIA?
EXCESSO DE INFORMAÇÕES E DE OPINIÕES PRÓPRIAS  QUE INUNDAM OS LARES. DIFICULDADE DE ENTENDIMENTO  DIANTE DA AVALANCHE DOS FATOS QUE CHEGAM A CADA SEGUNDO. VIOLÊNCIA EXPRESSA ATRAVÉS DE FILMES, DESENHOS E PROPAGANDAS.  VIOLÊNCIA NO LAR: A QUEM CABE A CULPA? MÍDIA
FUTILIDADE. INDUÇÃO A FALSAS POSTURAS. DOMÍNIO DOS PODEROSOS  QUE A MANIPULAM. IMPUNIDADE. VIOLÊNCIA PRATICADA POR PARTE DE CONSCIÊNCIAS ESCLARECIDAS RETARDA E EVOLUÇÃO COLETIVA. ACEITAÇÃO DE PRINCÍPIOS ERRÔNEOS POR CONVENIÊNCIA. O ESPÍRITO SE COLOCA  EM LUTA CONSIGO MESMO ,  NEGANDO O SEU PRÓPRIO DESENVOLVIMENTO   CONSCIENCIAL  E  ATEANDO EM SI MESMO A FOGUEIRA DOS REMORSOS FUTUROS.   (HERCULANO PIRES – AGONIA DAS RELIGIÕES). VIOLÊNCIA: A QUEM CABE  A CULPA? SOCIEDADE
CHANTAGEIAM O HOMEM. ROBOTIZAM O HOMEM EM NOME DA GLOBALIZAÇÃO . MUITAS VEZES VIOLENTAM O SER HUMANO EM TODOS OS SEUS DIREITOS. VIOLÊNCIA: A QUEM CABE  A CULPA? GOVERNOS ESCÂNDALOS – LEGISLAÇÃO EM CAUSA PRÓPRIA. ABANDONAM A POPULAÇÃO AO INVÉS DE PROPORCIONAREM: SAÚDE – EDUCAÇÃO – SEGURANÇA E LAZER. MÁ DISTRIBUIÇÃO DE RENDAS –DIFERENÇAS SOCIAIS. GRUPOS EMPRESARIAIS
“  DE TODOS OS INSTITUTOS SOCIAIS EXISTENTES NA TERRA, A FAMÍLIA É O MAIS IMPORTANTE, DO PONTO DE VISTA DOS ALICERCES MORAIS QUE REGEM A VIDA” EMMANUEL (VIDA E SEXO) CÉLULA MATER DA SOCIEDADE O OBJETIVO DA ESCOLA: É INSTRUIR  DA FAMÍLIA: É EDUCAR (EMMANUEL- O CONSOLADOR) O LAR É A ESCOLA PRIMEIRA. (ANDRÉ LUIZ – CONDUTA ESPÍRITA)  EXEMPLIFICAÇÃO DOS PRINCÍPIOS JUSTOS, CLAROS COM FIRMEZA DE PROPÓSITOS. VIOLÊNCIA: A QUEM CABE  A CULPA? FAMÍLIA
A FAMÍLIA.  OFERECE OS MODELOS – AS REGRAS SOCIAIS.  OS PAIS PROCURARÃO ESPELHAR PARA A CRIANÇA A MANEIRA COMO O MUNDO É VISTO POR ELES. PAIS VIOLENTOS A CRIANÇA INTERNALIZA A VIOLÊNCIA (IDENTIFICAÇÃO COM O AGRESSOR) OU MOSTRA-SE CANSADA , DEPRIMIDA OU FISICAMENTE DOENTE. FAMÍLIAS DESESTRUTURADAS INDUZEM A  CONFLITOS PESSOAIS  MUITAS VEZES LEVANDO À  AGRESSIVIDADE E VIOLÊNCIA  DE SEUS MEMBROS. VIOLÊNCIA: A QUEM CABE  A CULPA? FAMÍLIA LOCAL EM QUE NOS REUNIMOS COM AS NOSSAS  AFINIDADES DO PASSADO.
ESSÊNCIA DO ESPIRITISMO É PROMOVER A EDUCAÇÃO DO HOMEM EDUCAÇÃO É TODA INFLUÊNCIA EXERCIDA POR UM ESPÍRITO SOBRE OUTRO, NO SENTIDO DE DESPERTAR UM PROCESSO DE EVOLUÇÃO.  ESSA INFLUÊNCIA, SEM QUALQUER FORMA DE COAÇÃO, LEVA O EDUCANDO A PROMOVER AUTONOMAMENTE O SEU APRENDIZADO MORAL E INTELECTUAL. APELAR PARA A VONTADE DO EDUCANDO A CONQUISTAR A ADESÃO VOLUNTÁRIA PARA UMA AÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO. ELEVAR, DESPERTAR A CONSCIÊNCIA, FACILITAR O PROGRESSO DO SER. VIOLÊNCIA: A QUEM CABE  A CULPA? EDUCAÇÃO
A EDUCAÇÃO   ENCONTRA NO ESPIRITISMO RESPOSTAS PRECISAS PARA MELHOR COMPREENSÃO DO EDUCANDO E MAIOR EFICIÊNCIA DO EDUCADOR NO LABOR PRODUTIVO DE   ENSINAR A VIVER,   OFERECENDO OS INSTRUMENTOS DO   CONHECIMENTO  E DA   SERENIDADE ,  DA   CULTURA  E DA   EXPERIÊNCIA   AOS REINICIANTES DO SUBLIME CAMINHO REDENTOR, ATRAVÉS DOS QUAIS OS TORNAM HOMENS   VOLTADOS PARA DEUS, O BEM E O PRÓXIMO. VIOLÊNCIA: A QUEM CABE  A CULPA? EDUCAÇÃO JOANNA DE ÂNGELIS
O LIVRO DOS ESPÍRITOS É UM MANUAL DE EDUCAÇÃO INTEGRAL OFERECIDO À HUMANIDADE PARA A SUA FORMAÇÃO MORAL E ESPIRITUAL NA ESCOLA DA TERRA VIOLÊNCIA: A QUEM CABE  A CULPA? EDUCAÇÃO HERCULANO PIRES
O LAR TERRENO REPRESENTA A  OPORTUNIDADE DE   APRENDIZADO  E  PRÁTICA DAS LEIS DIVINAS , PROPICIANDO O  ENCONTRO DE ESPÍRITOS AMIGOS  DE  OUTRAS EXISTÊNCIAS  E PROMOVE TAMBÉM O DEVIDO  REAJUSTE DE DESAFETOS DE EXISTÊNCIAS PASSADAS. FÉ ESPÍRITA NO CLIMA DA FAMÍLIA,  FONTE DO ESPIRITISMO NO CAMPO SOCIAL. CALAR TODO IMPULSO DE CÓLERA OU VIOLÊNCIA , AMOLDANDO-SE AO EVANGELHO DE MODO A ESTABELECER A HARMONIA EM SI MESMO PERANTE OS OUTROS. VIOLÊNCIA NO LAR: DE QUEM É A CULPA? CONCLUSÃO
ASSUMIREM OS COMPROMISSOS DA PATERNIDADE. ESTABELECER LIMITES. EXERCITAR O AMOR DIÁLOGO ABERTO –  OUVIR OS FILHOS POIS TANTO PAIS OU FILHOS ESTÃO NUM PROCESSO DE APRENDIZAGEM. CONTER A AGRESSIVIDADE.  LEMBRA-NOS JOANNA DE ÂNGELIS,  “A AGRESSIVIDADE REPONTA DESDE OS PRIMEIROS DIAS DE VIDA INFANTIL E DEVE SER DISCIPLINADA PELA EDUCAÇÃO, NA SUA NOBRE FINALIDADE DE CORRIGIR E CRIAR HÁBITOS SALUTARES”. VIOLÊNCIA NO LAR: DE QUEM É A CULPA? CONCLUSÃO PAIS
VIGIAREM-SE A SI MESMOS PRESTAREM OBEDIÊNCIA AOS PAIS, DENTRO DOS ENSINOS DO EVANGELHO. SE OS PAIS SE FURTAREM AO CUIDADO, NÃO DESCER AO CRIME OU A VIOLÊNCIA, MAS BUSCAR OS RECURSOS ADEQUADOS NO CAMINHO DO BEM. O FILHO DESCUIDADO, OCIOSO OU PERVERSO SERÁ O PAI INCONSCIENTE DE AMANHÃ E O HOMEM INFERIOR QUE NÃO FRUIRÁ DA FELICIDADE DOMÉSTICA. VIOLÊNCIA NO LAR: DE QUEM É A CULPA? CONCLUSÃO FILHOS
LUTAR  CONTRA A MISÉRIA ECONÔMICA COMBATENDO O ORGULHO, O EGOÍSMO E A INDIFERENÇA. FAMÍLIA – ESTABELECER A PAZ, RENÚNCIA, PERDÃO, DEDICAÇÃO E RESPEITO E A VIVÊNCIA INCONDICIONAL DO AMOR ENSINADO POR JESUS. VIOLÊNCIA NO LAR: DE QUEM É A CULPA? CONCLUSÃO O HOMEM RENOVADO ESPIRITUALMENTE DEVERÁ INVESTIR CONTRA A CHAGA DA VIOLÊNCIA ATRAVÉS DA AÇÃO REESTRUTURANTE DA SOCIEDADE. SERMÃO DA MONTANHA:  “ BEM AVENTURADOS OS MANSOS PORQUE ELES HERDARÃO A TERRA” .

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A INTOLERÂNCIA NA VISÃO ESPÍRITA
A INTOLERÂNCIA NA VISÃO ESPÍRITAA INTOLERÂNCIA NA VISÃO ESPÍRITA
A INTOLERÂNCIA NA VISÃO ESPÍRITA
ARMAZÉM DE ARTES TANIA PAUPITZ
 
Retribuir o mal com o bem
Retribuir o mal com o bemRetribuir o mal com o bem
Retribuir o mal com o bem
Lorena Dias
 
Fé pela ótica espírita
Fé pela ótica espíritaFé pela ótica espírita
Fé pela ótica espírita
Eduardo Ottonelli Pithan
 
Palestra a reencarnacao
Palestra   a reencarnacaoPalestra   a reencarnacao
Palestra a reencarnacao
Victor Passos
 
A prece
A prece A prece
A prece
Graça Maciel
 
A dor na nossa evolução
A dor na nossa evoluçãoA dor na nossa evolução
A dor na nossa evolução
Izabel Cristina Fonseca
 
Lar - escola das almas
Lar - escola das almasLar - escola das almas
Lar - escola das almas
Willian dos Santos
 
A lei de amor ppt
A lei de amor pptA lei de amor ppt
A lei de amor ppt
Silvânio Barcelos
 
Ese cap 8 bem aventurados os que tem puro o coracao final (1)
Ese cap 8  bem aventurados os que tem puro o coracao final (1)Ese cap 8  bem aventurados os que tem puro o coracao final (1)
Ese cap 8 bem aventurados os que tem puro o coracao final (1)
Fernando Pinto
 
7 aula reencarnação
7   aula reencarnação7   aula reencarnação
7 aula reencarnação
Sergio Lima Dias Junior
 
Reforma intima sem martírio!
Reforma intima sem martírio! Reforma intima sem martírio!
Reforma intima sem martírio!
Leonardo Pereira
 
Trabalhadores Da úLtima Hora
Trabalhadores Da úLtima HoraTrabalhadores Da úLtima Hora
Trabalhadores Da úLtima Hora
Sergio Menezes
 
Amai os vossos inimigos
Amai  os  vossos  inimigosAmai  os  vossos  inimigos
Amai os vossos inimigos
Graça Maciel
 
Palestra Espírita - A paciência
Palestra Espírita - A paciênciaPalestra Espírita - A paciência
Palestra Espírita - A paciência
Divulgador do Espiritismo
 
2 maneira-de-orar
2 maneira-de-orar2 maneira-de-orar
O passe espirita
O passe espiritaO passe espirita
O passe espirita
carlos freire
 
O TEMPO - PRESENTE DO ETERNO
O TEMPO - PRESENTE DO ETERNOO TEMPO - PRESENTE DO ETERNO
O TEMPO - PRESENTE DO ETERNO
Jorge Luiz dos Santos
 
Casamento na ótica espirita
Casamento na ótica espiritaCasamento na ótica espirita
Casamento na ótica espirita
Eduardo Ottonelli Pithan
 
Cap. 28 - Coletänea de Preces
Cap. 28 - Coletänea de Preces Cap. 28 - Coletänea de Preces
Cap. 28 - Coletänea de Preces
Patricia Farias
 
LIMITES DA REENCARNAÇÃO
LIMITES DA REENCARNAÇÃOLIMITES DA REENCARNAÇÃO
LIMITES DA REENCARNAÇÃO
Francisco de Assis Alencar
 

Mais procurados (20)

A INTOLERÂNCIA NA VISÃO ESPÍRITA
A INTOLERÂNCIA NA VISÃO ESPÍRITAA INTOLERÂNCIA NA VISÃO ESPÍRITA
A INTOLERÂNCIA NA VISÃO ESPÍRITA
 
Retribuir o mal com o bem
Retribuir o mal com o bemRetribuir o mal com o bem
Retribuir o mal com o bem
 
Fé pela ótica espírita
Fé pela ótica espíritaFé pela ótica espírita
Fé pela ótica espírita
 
Palestra a reencarnacao
Palestra   a reencarnacaoPalestra   a reencarnacao
Palestra a reencarnacao
 
A prece
A prece A prece
A prece
 
A dor na nossa evolução
A dor na nossa evoluçãoA dor na nossa evolução
A dor na nossa evolução
 
Lar - escola das almas
Lar - escola das almasLar - escola das almas
Lar - escola das almas
 
A lei de amor ppt
A lei de amor pptA lei de amor ppt
A lei de amor ppt
 
Ese cap 8 bem aventurados os que tem puro o coracao final (1)
Ese cap 8  bem aventurados os que tem puro o coracao final (1)Ese cap 8  bem aventurados os que tem puro o coracao final (1)
Ese cap 8 bem aventurados os que tem puro o coracao final (1)
 
7 aula reencarnação
7   aula reencarnação7   aula reencarnação
7 aula reencarnação
 
Reforma intima sem martírio!
Reforma intima sem martírio! Reforma intima sem martírio!
Reforma intima sem martírio!
 
Trabalhadores Da úLtima Hora
Trabalhadores Da úLtima HoraTrabalhadores Da úLtima Hora
Trabalhadores Da úLtima Hora
 
Amai os vossos inimigos
Amai  os  vossos  inimigosAmai  os  vossos  inimigos
Amai os vossos inimigos
 
Palestra Espírita - A paciência
Palestra Espírita - A paciênciaPalestra Espírita - A paciência
Palestra Espírita - A paciência
 
2 maneira-de-orar
2 maneira-de-orar2 maneira-de-orar
2 maneira-de-orar
 
O passe espirita
O passe espiritaO passe espirita
O passe espirita
 
O TEMPO - PRESENTE DO ETERNO
O TEMPO - PRESENTE DO ETERNOO TEMPO - PRESENTE DO ETERNO
O TEMPO - PRESENTE DO ETERNO
 
Casamento na ótica espirita
Casamento na ótica espiritaCasamento na ótica espirita
Casamento na ótica espirita
 
Cap. 28 - Coletänea de Preces
Cap. 28 - Coletänea de Preces Cap. 28 - Coletänea de Preces
Cap. 28 - Coletänea de Preces
 
LIMITES DA REENCARNAÇÃO
LIMITES DA REENCARNAÇÃOLIMITES DA REENCARNAÇÃO
LIMITES DA REENCARNAÇÃO
 

Destaque

A Visão Espírita da Pedofilia
A Visão Espírita da PedofiliaA Visão Espírita da Pedofilia
A Visão Espírita da Pedofilia
Eduardo Henrique Marçal
 
Palestra violencia doméstica
Palestra violencia domésticaPalestra violencia doméstica
Palestra violencia doméstica
Faecida Dominoni
 
Palestra sobre violência
Palestra sobre violênciaPalestra sobre violência
Palestra sobre violência
Mariangela Santos
 
Animismo
AnimismoAnimismo
13 herculano pires - mediunidade
13    herculano pires - mediunidade13    herculano pires - mediunidade
13 herculano pires - mediunidade
EWALDO DE SOUZA
 
Trabalho Em Grupo
Trabalho Em GrupoTrabalho Em Grupo
Trabalho Em Grupo
cinemaespirita
 
5.+roteiro+para+o+cerimonial+de+colação+de+grau
5.+roteiro+para+o+cerimonial+de+colação+de+grau5.+roteiro+para+o+cerimonial+de+colação+de+grau
5.+roteiro+para+o+cerimonial+de+colação+de+grau
Valentin Viana
 
Medicina E Espiritismo
Medicina E EspiritismoMedicina E Espiritismo
Medicina E Espiritismo
Grupo Espírita Cristão
 
Terra escola dos espíritos
Terra escola dos espíritosTerra escola dos espíritos
Terra escola dos espíritos
bonattinho
 
Palestra violência contra mulher 07 03 2012
Palestra violência contra mulher 07 03 2012Palestra violência contra mulher 07 03 2012
Palestra violência contra mulher 07 03 2012
Alessandru2
 
Como Fazer Palestra Espirita
Como Fazer Palestra EspiritaComo Fazer Palestra Espirita
Como Fazer Palestra Espirita
Fórum Espírita
 
Violência nas escolas palestra para crianças
Violência nas escolas palestra para criançasViolência nas escolas palestra para crianças
Violência nas escolas palestra para crianças
laboratório de informática cef15
 
Violência no namoro
Violência no namoroViolência no namoro
Violência no namoro
pief2
 
Culto Do Evangelho No Lar
Culto  Do  Evangelho No   LarCulto  Do  Evangelho No   Lar
Culto Do Evangelho No Lar
Home
 
Injúrias E Violências
Injúrias E ViolênciasInjúrias E Violências
Injúrias E Violências
Grupo Espírita Cristão
 

Destaque (15)

A Visão Espírita da Pedofilia
A Visão Espírita da PedofiliaA Visão Espírita da Pedofilia
A Visão Espírita da Pedofilia
 
Palestra violencia doméstica
Palestra violencia domésticaPalestra violencia doméstica
Palestra violencia doméstica
 
Palestra sobre violência
Palestra sobre violênciaPalestra sobre violência
Palestra sobre violência
 
Animismo
AnimismoAnimismo
Animismo
 
13 herculano pires - mediunidade
13    herculano pires - mediunidade13    herculano pires - mediunidade
13 herculano pires - mediunidade
 
Trabalho Em Grupo
Trabalho Em GrupoTrabalho Em Grupo
Trabalho Em Grupo
 
5.+roteiro+para+o+cerimonial+de+colação+de+grau
5.+roteiro+para+o+cerimonial+de+colação+de+grau5.+roteiro+para+o+cerimonial+de+colação+de+grau
5.+roteiro+para+o+cerimonial+de+colação+de+grau
 
Medicina E Espiritismo
Medicina E EspiritismoMedicina E Espiritismo
Medicina E Espiritismo
 
Terra escola dos espíritos
Terra escola dos espíritosTerra escola dos espíritos
Terra escola dos espíritos
 
Palestra violência contra mulher 07 03 2012
Palestra violência contra mulher 07 03 2012Palestra violência contra mulher 07 03 2012
Palestra violência contra mulher 07 03 2012
 
Como Fazer Palestra Espirita
Como Fazer Palestra EspiritaComo Fazer Palestra Espirita
Como Fazer Palestra Espirita
 
Violência nas escolas palestra para crianças
Violência nas escolas palestra para criançasViolência nas escolas palestra para crianças
Violência nas escolas palestra para crianças
 
Violência no namoro
Violência no namoroViolência no namoro
Violência no namoro
 
Culto Do Evangelho No Lar
Culto  Do  Evangelho No   LarCulto  Do  Evangelho No   Lar
Culto Do Evangelho No Lar
 
Injúrias E Violências
Injúrias E ViolênciasInjúrias E Violências
Injúrias E Violências
 

Semelhante a Instituto Espírita de Educação - Violência no lar

Genero 08
Genero 08Genero 08
Genero 08
Rodrigo Abreu
 
Freud2
Freud2Freud2
Violencia contra o idoso
Violencia contra o idosoViolencia contra o idoso
Violencia contra o idoso
JP ABNT
 
Bullying na escola_diretores
Bullying na escola_diretoresBullying na escola_diretores
Bullying na escola_diretores
Nairpietski
 
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Violência
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre ViolênciaSlides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Violência
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Violência
Turma Olímpica
 
Instituto Espírita de Educação - Como combater a obsessão
Instituto Espírita de Educação -  Como combater a obsessãoInstituto Espírita de Educação -  Como combater a obsessão
Instituto Espírita de Educação - Como combater a obsessão
Instituto Espírita de Educação
 
Violência contra os idosos.pptxtiposdeviolencia
Violência contra os idosos.pptxtiposdeviolenciaViolência contra os idosos.pptxtiposdeviolencia
Violência contra os idosos.pptxtiposdeviolencia
THIALYMARIASILVADACU
 
Genero 07
Genero 07Genero 07
Genero 07
Rodrigo Abreu
 
GÊNERO, CULTURA, PATRIARCADO, FEMINISMO.pptx
GÊNERO, CULTURA, PATRIARCADO, FEMINISMO.pptxGÊNERO, CULTURA, PATRIARCADO, FEMINISMO.pptx
GÊNERO, CULTURA, PATRIARCADO, FEMINISMO.pptx
ssuserad6c92
 
Adolescência a complexidade do ser na visão espírita
Adolescência a complexidade do ser na visão espíritaAdolescência a complexidade do ser na visão espírita
Adolescência a complexidade do ser na visão espírita
Silvânio Barcelos
 
Altruismo
AltruismoAltruismo
Altruismo
Eraldo Fonseca
 
Revista eletrônica + Mulher
Revista eletrônica + MulherRevista eletrônica + Mulher
Revista eletrônica + Mulher
Udison Brito Oliveira
 
As vozes | Curso de capacitação | Delphos
As vozes | Curso de capacitação | DelphosAs vozes | Curso de capacitação | Delphos
CRISTIANISMO E A MÍDIA
CRISTIANISMO E A MÍDIACRISTIANISMO E A MÍDIA
CRISTIANISMO E A MÍDIA
itamalho
 
Simposio Consciencia
Simposio ConscienciaSimposio Consciencia
Simposio Consciencia
guestc91d4a
 
Simposio Consciencia
Simposio ConscienciaSimposio Consciencia
Simposio Consciencia
Andreia Muenzer
 
Palestra para a Juventude
Palestra para a JuventudePalestra para a Juventude
Palestra para a Juventude
ManuelDantas1976
 
Suicídios Indiretos - como prevenir
Suicídios Indiretos - como prevenirSuicídios Indiretos - como prevenir
Suicídios Indiretos - como prevenir
ADALBERTO COELHO DA SILVA JR
 
Sexualidade: puberdade, métodos e dst aids
Sexualidade: puberdade, métodos e dst  aidsSexualidade: puberdade, métodos e dst  aids
Sexualidade: puberdade, métodos e dst aids
Walter Marques
 
Slides atualizados psicologia social (2)
Slides atualizados psicologia social (2)Slides atualizados psicologia social (2)
Slides atualizados psicologia social (2)
Conceição Gomes
 

Semelhante a Instituto Espírita de Educação - Violência no lar (20)

Genero 08
Genero 08Genero 08
Genero 08
 
Freud2
Freud2Freud2
Freud2
 
Violencia contra o idoso
Violencia contra o idosoViolencia contra o idoso
Violencia contra o idoso
 
Bullying na escola_diretores
Bullying na escola_diretoresBullying na escola_diretores
Bullying na escola_diretores
 
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Violência
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre ViolênciaSlides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Violência
Slides da aula de Sociologia (Luciano) sobre Violência
 
Instituto Espírita de Educação - Como combater a obsessão
Instituto Espírita de Educação -  Como combater a obsessãoInstituto Espírita de Educação -  Como combater a obsessão
Instituto Espírita de Educação - Como combater a obsessão
 
Violência contra os idosos.pptxtiposdeviolencia
Violência contra os idosos.pptxtiposdeviolenciaViolência contra os idosos.pptxtiposdeviolencia
Violência contra os idosos.pptxtiposdeviolencia
 
Genero 07
Genero 07Genero 07
Genero 07
 
GÊNERO, CULTURA, PATRIARCADO, FEMINISMO.pptx
GÊNERO, CULTURA, PATRIARCADO, FEMINISMO.pptxGÊNERO, CULTURA, PATRIARCADO, FEMINISMO.pptx
GÊNERO, CULTURA, PATRIARCADO, FEMINISMO.pptx
 
Adolescência a complexidade do ser na visão espírita
Adolescência a complexidade do ser na visão espíritaAdolescência a complexidade do ser na visão espírita
Adolescência a complexidade do ser na visão espírita
 
Altruismo
AltruismoAltruismo
Altruismo
 
Revista eletrônica + Mulher
Revista eletrônica + MulherRevista eletrônica + Mulher
Revista eletrônica + Mulher
 
As vozes | Curso de capacitação | Delphos
As vozes | Curso de capacitação | DelphosAs vozes | Curso de capacitação | Delphos
As vozes | Curso de capacitação | Delphos
 
CRISTIANISMO E A MÍDIA
CRISTIANISMO E A MÍDIACRISTIANISMO E A MÍDIA
CRISTIANISMO E A MÍDIA
 
Simposio Consciencia
Simposio ConscienciaSimposio Consciencia
Simposio Consciencia
 
Simposio Consciencia
Simposio ConscienciaSimposio Consciencia
Simposio Consciencia
 
Palestra para a Juventude
Palestra para a JuventudePalestra para a Juventude
Palestra para a Juventude
 
Suicídios Indiretos - como prevenir
Suicídios Indiretos - como prevenirSuicídios Indiretos - como prevenir
Suicídios Indiretos - como prevenir
 
Sexualidade: puberdade, métodos e dst aids
Sexualidade: puberdade, métodos e dst  aidsSexualidade: puberdade, métodos e dst  aids
Sexualidade: puberdade, métodos e dst aids
 
Slides atualizados psicologia social (2)
Slides atualizados psicologia social (2)Slides atualizados psicologia social (2)
Slides atualizados psicologia social (2)
 

Mais de Instituto Espírita de Educação

O Livro dos Espíritos - Wilma Badan
O Livro dos Espíritos - Wilma BadanO Livro dos Espíritos - Wilma Badan
O Livro dos Espíritos - Wilma Badan
Instituto Espírita de Educação
 
O médium e a mediunidade - Wilma Badan
O médium e a mediunidade - Wilma BadanO médium e a mediunidade - Wilma Badan
O médium e a mediunidade - Wilma Badan
Instituto Espírita de Educação
 
O que buscar na casa espírita - Wilma Badan c.g. - iee - 19.10.11 (white spac...
O que buscar na casa espírita - Wilma Badan c.g. - iee - 19.10.11 (white spac...O que buscar na casa espírita - Wilma Badan c.g. - iee - 19.10.11 (white spac...
O que buscar na casa espírita - Wilma Badan c.g. - iee - 19.10.11 (white spac...
Instituto Espírita de Educação
 
Lei de sociedade - Wilma Badan
Lei de sociedade - Wilma BadanLei de sociedade - Wilma Badan
Lei de sociedade - Wilma Badan
Instituto Espírita de Educação
 
Penas e gozos futuros - Wilma Badan
Penas e gozos futuros - Wilma BadanPenas e gozos futuros - Wilma Badan
Penas e gozos futuros - Wilma Badan
Instituto Espírita de Educação
 
Penas e gozos futuros - Wilma Badan
Penas e gozos futuros - Wilma BadanPenas e gozos futuros - Wilma Badan
Penas e gozos futuros - Wilma Badan
Instituto Espírita de Educação
 
Mãe e Mulher - Wilma Badan
Mãe e Mulher - Wilma BadanMãe e Mulher - Wilma Badan
Mãe e Mulher - Wilma Badan
Instituto Espírita de Educação
 
Gratidão - Wilma Badan
Gratidão - Wilma BadanGratidão - Wilma Badan
Gratidão - Wilma Badan
Instituto Espírita de Educação
 
Gratidão - Wilma Badan
Gratidão - Wilma BadanGratidão - Wilma Badan
Gratidão - Wilma Badan
Instituto Espírita de Educação
 
Falsos Cristos e Falsos Profetas - Wilma Badan
Falsos Cristos e Falsos Profetas - Wilma BadanFalsos Cristos e Falsos Profetas - Wilma Badan
Falsos Cristos e Falsos Profetas - Wilma Badan
Instituto Espírita de Educação
 
Ação do Pensamento - Wilma Badan
Ação do Pensamento - Wilma BadanAção do Pensamento - Wilma Badan
Ação do Pensamento - Wilma Badan
Instituto Espírita de Educação
 
A melhor Medida - Wilma Badan
A melhor Medida - Wilma BadanA melhor Medida - Wilma Badan
A melhor Medida - Wilma Badan
Instituto Espírita de Educação
 
Paulo e Estevão
Paulo e EstevãoPaulo e Estevão
Vinícius e a Educação - Instituto Espírita de Educação
Vinícius e a Educação - Instituto Espírita de EducaçãoVinícius e a Educação - Instituto Espírita de Educação
Vinícius e a Educação - Instituto Espírita de Educação
Instituto Espírita de Educação
 
Reconhecimento das próprias qualidades e limitações autoperdão - Instituto...
Reconhecimento das próprias qualidades e limitações   autoperdão  - Instituto...Reconhecimento das próprias qualidades e limitações   autoperdão  - Instituto...
Reconhecimento das próprias qualidades e limitações autoperdão - Instituto...
Instituto Espírita de Educação
 
Hoje em dia e o espiritismo - Instituto Espírita de Educação
Hoje em dia e o espiritismo - Instituto Espírita de EducaçãoHoje em dia e o espiritismo - Instituto Espírita de Educação
Hoje em dia e o espiritismo - Instituto Espírita de Educação
Instituto Espírita de Educação
 
Volta à Terra - Instituto Espírita de Educação
Volta à Terra - Instituto Espírita de EducaçãoVolta à Terra - Instituto Espírita de Educação
Volta à Terra - Instituto Espírita de Educação
Instituto Espírita de Educação
 
Quem somos nós - Instituto Espírita de Educação
Quem somos nós - Instituto Espírita de EducaçãoQuem somos nós - Instituto Espírita de Educação
Quem somos nós - Instituto Espírita de Educação
Instituto Espírita de Educação
 
Identificação dos espíritos - Instituto Espírita de Educação
Identificação dos espíritos - Instituto Espírita de EducaçãoIdentificação dos espíritos - Instituto Espírita de Educação
Identificação dos espíritos - Instituto Espírita de Educação
Instituto Espírita de Educação
 
Gratidão - Instituto Espírita de Educação
Gratidão - Instituto Espírita de EducaçãoGratidão - Instituto Espírita de Educação
Gratidão - Instituto Espírita de Educação
Instituto Espírita de Educação
 

Mais de Instituto Espírita de Educação (20)

O Livro dos Espíritos - Wilma Badan
O Livro dos Espíritos - Wilma BadanO Livro dos Espíritos - Wilma Badan
O Livro dos Espíritos - Wilma Badan
 
O médium e a mediunidade - Wilma Badan
O médium e a mediunidade - Wilma BadanO médium e a mediunidade - Wilma Badan
O médium e a mediunidade - Wilma Badan
 
O que buscar na casa espírita - Wilma Badan c.g. - iee - 19.10.11 (white spac...
O que buscar na casa espírita - Wilma Badan c.g. - iee - 19.10.11 (white spac...O que buscar na casa espírita - Wilma Badan c.g. - iee - 19.10.11 (white spac...
O que buscar na casa espírita - Wilma Badan c.g. - iee - 19.10.11 (white spac...
 
Lei de sociedade - Wilma Badan
Lei de sociedade - Wilma BadanLei de sociedade - Wilma Badan
Lei de sociedade - Wilma Badan
 
Penas e gozos futuros - Wilma Badan
Penas e gozos futuros - Wilma BadanPenas e gozos futuros - Wilma Badan
Penas e gozos futuros - Wilma Badan
 
Penas e gozos futuros - Wilma Badan
Penas e gozos futuros - Wilma BadanPenas e gozos futuros - Wilma Badan
Penas e gozos futuros - Wilma Badan
 
Mãe e Mulher - Wilma Badan
Mãe e Mulher - Wilma BadanMãe e Mulher - Wilma Badan
Mãe e Mulher - Wilma Badan
 
Gratidão - Wilma Badan
Gratidão - Wilma BadanGratidão - Wilma Badan
Gratidão - Wilma Badan
 
Gratidão - Wilma Badan
Gratidão - Wilma BadanGratidão - Wilma Badan
Gratidão - Wilma Badan
 
Falsos Cristos e Falsos Profetas - Wilma Badan
Falsos Cristos e Falsos Profetas - Wilma BadanFalsos Cristos e Falsos Profetas - Wilma Badan
Falsos Cristos e Falsos Profetas - Wilma Badan
 
Ação do Pensamento - Wilma Badan
Ação do Pensamento - Wilma BadanAção do Pensamento - Wilma Badan
Ação do Pensamento - Wilma Badan
 
A melhor Medida - Wilma Badan
A melhor Medida - Wilma BadanA melhor Medida - Wilma Badan
A melhor Medida - Wilma Badan
 
Paulo e Estevão
Paulo e EstevãoPaulo e Estevão
Paulo e Estevão
 
Vinícius e a Educação - Instituto Espírita de Educação
Vinícius e a Educação - Instituto Espírita de EducaçãoVinícius e a Educação - Instituto Espírita de Educação
Vinícius e a Educação - Instituto Espírita de Educação
 
Reconhecimento das próprias qualidades e limitações autoperdão - Instituto...
Reconhecimento das próprias qualidades e limitações   autoperdão  - Instituto...Reconhecimento das próprias qualidades e limitações   autoperdão  - Instituto...
Reconhecimento das próprias qualidades e limitações autoperdão - Instituto...
 
Hoje em dia e o espiritismo - Instituto Espírita de Educação
Hoje em dia e o espiritismo - Instituto Espírita de EducaçãoHoje em dia e o espiritismo - Instituto Espírita de Educação
Hoje em dia e o espiritismo - Instituto Espírita de Educação
 
Volta à Terra - Instituto Espírita de Educação
Volta à Terra - Instituto Espírita de EducaçãoVolta à Terra - Instituto Espírita de Educação
Volta à Terra - Instituto Espírita de Educação
 
Quem somos nós - Instituto Espírita de Educação
Quem somos nós - Instituto Espírita de EducaçãoQuem somos nós - Instituto Espírita de Educação
Quem somos nós - Instituto Espírita de Educação
 
Identificação dos espíritos - Instituto Espírita de Educação
Identificação dos espíritos - Instituto Espírita de EducaçãoIdentificação dos espíritos - Instituto Espírita de Educação
Identificação dos espíritos - Instituto Espírita de Educação
 
Gratidão - Instituto Espírita de Educação
Gratidão - Instituto Espírita de EducaçãoGratidão - Instituto Espírita de Educação
Gratidão - Instituto Espírita de Educação
 

Instituto Espírita de Educação - Violência no lar

  • 1. Bem-vindos! IEE INSTITUTO ESPÍRITA DE EDUCAÇÃO RUA LEOPOLDO COUTO DE MAGALHÃES Jr., 695 - ITAIM BIBI – SP-SP CEP: 04542-000 - FONE / FAX: 0XX 11 3167 6333 SITE: www.institutoespirita.org.br blog: www.institutoespirita.blogspot.com CONHEÇA NOSSOS CURSOS E SEMINÁRIOS PARTICIPE!
  • 2. Palestra Tema: VIOLÊNCIA NO LAR: DE QUEM É A CULPA? Autora: Irene Wenzel Gaviolle - Diretora do Depto. Orientação Doutrinária do Instituto Espírita de Educação - Psicóloga Clínica e-mail: [email_address]
  • 3. VIOLÊNCIA NO LAR: DE QUEM É A CULPA? “ A VIOLÊNCIA JAMAIS RESOLVERÁ UMA QUESTÃO QUE NÃO PODE SER RESOLVIDA PACIFICAMENTE” Ghandi
  • 4. VIOLÊNCIA: CONCEITO A VIOLÊNCIA É A CORRUPÇÃO DA FORÇA MORAL E O ABUSO DA FORÇA FÍSICA. O QUE CARACTERIZA A VIOLÊNCIA É O EMPREGO DA FORÇA E A IMPULSIVIDADE DA MOTIVAÇÃO . O VIOLENTO É UM ARREBATADO DIANTE DE ALGUMA RESISTÊNCIA – SUA PRIMEIRA REAÇÃO É RESPONDER COM UMA FORÇA MAIOR E CONTRÁRIA. VIOLÊNCIA = ATO CONTRÁRIO À RAZÃO, À JUSTIÇA, ATO VEEMENTE RESULTANTE DO EMPREGO DA FORÇA PARA SOLUÇÃO DE QUALQUER CONFLITO HUMANO, SEJA INDIVIDUAL, SEJA COLETIVO.
  • 5. VIOLÊNCIA E AGRESSIVIDADE A AGRESSÃO É INATA NO SER VIVO. EM SUAS ORIGENS A AGRESSIVIDADE É QUASE SINÔNIMO DE ATIVIDADE . EX: O BEBÊ QUE DÁ PONTAPÉS DENTRO DO ÚTERO DA MÃE. MASTIGAR OS MAMILOS DA MÃE. NÃO HÁ AGRESSIVIDADE INTENCIONAL. AGRESSÃO – COMPORTAMENTO QUE VISA FERIR A OUTRA PESSOA (FÍSICA OU VERBALMENTE) OU DESTRUIR PROPRIEDADES. O QUE VALE NESTA DEFINIÇÃO É A INTENÇÃO. EX: ELEVADOR LOTADO – PISAR NO PÉ DE PROPÓSITO.
  • 6. TODO ATO CRIATIVO TEM EM SI UM QUANTUM DE ENERGIA AGRESSIVA. VIOLÊNCIA E AGRESSIVIDADE A AGRESSIVIDADE É IMPULSO PRESENTE NO SER VIVO, SEM A QUAL NÃO PODERIA HAVER PROGRESSO SOCIAL OU CULTURAL.
  • 7. VIOLÊNCIA E AGRESSIVIDADE (ASPECTOS PSÍQUICOS) 1- TEORIA PSICANALÍTICA (FREUD) – TEORIA DO IMPULSO 2- TEORIA DA APRENDIZAGEM SOCIAL TEORIAS SOBRE A NATUREZA DA AGRESSÃO:
  • 8. TEORIA DA APRENDIZAGEM SOCIAL EXPERIÊNCIAS AVERSIVAS - EXCITAÇÃO EMOCIONAL- CONSEQUÊNCIAS PREVISTAS P/ O CPTO. DEPENDÊNCIA – RETRAIMENTO OU RESIGNAÇÃO – AGRESSÃO – SINTOMAS PSICOSSOMÁTICOS – AQUISIÇÃO – AUTO- ANESTESIA C/ DROGAS E ALCOOL –SOLUÇÃO CONSTRUTIVA DE PROBLEMAS. VIOLÊNCIA E AGRESSIVIDADE (ASPECTOS PSÍQUICOS) TEORIA DO IMPULS0 FRUSTRAÇÃO – IMPULSO AGRESSIVO – COMPORTAMENTO AGRESSIVO
  • 9. AS RESPOSTAS AGRESSIVAS PODEM SER APRENDIDAS PELA IMITAÇÃO E AUMENTADAS QUANDO REFORÇADAS. ESTUDO S/ O HÁBITO DE VER TV– 800 CÇAS DE 8 A 9 ANOS DE IDADE. INFORMAÇÕES DE PREFERÊNCIA DE CADA CRIANÇA E SOBRE SUA AGRESSIVIDADE AVALIADA PELOS COMPANHEIROS DE ESCOLA. MENINOS QUE ASSISTIAM PROGRAMAS DE MAIOR VIOLÊNCIA = MAIOR AGRESSIVIDADE EM SEUS RELACIONAMENTOS INTERPESSOAIS. 10 ANOS APÓS - + DA METADE DOS SUJEITOS ENTREVISTADOS RECEBERAM TESTES QUE MEDIAM AS TENDÊNCIAS P/ A DELINQUENCIA E AGRESSIVIDADE. CONCLUSÃO: ALTA EXPOSIÇÃO À VIOLÊNCIA DA TV AOS 9 ANOS POSITIVAMENTE RELACIONADA COM A AGRESSIVIDADE EM MENINOS AOS 19 ANOS. VIOLÊNCIA E AGRESSIVIDADE (ASPECTOS PSÍQUICOS) TEORIA DA APRENDIZAGEM SOCIAL DA AGRESSÃO:
  • 10. VIOLÊNCIA É EXCLUSIVA DO SER HUMANO TENDO EM VISTA A SUA RACIONALIDADE. A AGRESSIVIDADE SEMPRE ESTEVE PRESENTE NA HISTÓRIA DA HUMANIDADE, EM SUAS VÁRIAS FASES (POSSE). VIOLÊNCIA INICIADA COM OS HOMINÍDEOS QUANDO DESCOBRIRAM O OSSO COMO ARMA CONTUNDENTE E MORTAL. VIOLÊNCIA E AGRESSIVIDADE ANIMAIS NA LUTA PELA SOBREVIVÊNCIA – ATO AGRESSIVO NATURAL , NÃO CONFIGURA VIOLÊNCIA – USO DO INSTINTO.
  • 11. VIOLÊNCIA E AGRESSIVIDADE A VIOLÊNCIA É ESPECIFICAMENTE HUMANA E NÃO ORIGINADA DE UM INSTINTO ANIMAL . O HOMEM PODE SER DEFINIDO COMO PRIMATA QUE EMERGIU DE UMA FASE DA EVOLUÇÃO EM QUE A DETERMINAÇÃO INSTINTIVA HAVIA ATINGIDO UM MÍNIMO E O DESENVOLVIMENTO DO CÉREBRO UM MÁXIMO. PARA ELE, OS HOMENS TERIAM EM COMUM AS SUAS IMPULSÕES ORGÂNICAS E AS SUAS NECESSIDADES EXISTENCIAIS , E DIFERENCIARIAM-SE NAS ESPÉCIES DE PAIXÕES DOMINANTES EM SEUS RESPECTIVOS CARACTERES, ORIGINADOS DAS DIFERENÇAS NAS CONDIÇÕES SOCIAIS E NAS DISPOSIÇÕES GENÉTICAS. ERICH FROMM: NO LIVRO ANATOMIA DA DESTRUTIVIDADE HUMANA
  • 12. MAIOR OU MENOR PROPENSÃO À VIOLÊNCIA DEPENDE DO GRAU DE ATRASO OU DE ADIANTAMENTO DO ESPÍRITO. O VIOLENTO É UM DOENTE ESPIRITUAL E NÃO PRODUTO DO MEIO SOCIAL OU GENÉTICO. NÃO HÁ SER CRIADO PARA DESTRUIR. VISÃO ESPÍRITA DA VIOLÊNCIA FILOSOFIA ESPÍRITA AFIRMA QUE A PREDISPOSIÇÃO PARA O CRIME OU PARA O ATO VIOLENTO, VEM DO ESPÍRITO . NÃO VEM DAS GLÂNDULAS, E NEM DE UMA CONDIÇÃO INSTINTIVA DA CRIATURA, O QUE REVELARIA UMA CONDIÇÃO DE IMPERFEIÇÃO DO CRIADOR.
  • 13. O VIOLENTO DEVE SER EXAMINADO COMO ALGUÉM PERTURBADO EM SI MESMO, EM LAMENTÁVEL PROCESSO DE AGRAVAMENTO. NÃO OBSTANTE, MERECE TRATAMENTO A AGRESSIVIDADE (A VIOLÊNCIA) QUE PROCEDE DO ESPÍRITO, CUJOS GÉRMENS O CONTAMINAM EM DECORRÊNCIA DA PREDOMINÂNCIA DOS INSTINTOS MATERIAIS QUE O GOVERNAM E O DOMINAM. VISÃO ESPÍRITA DA VIOLÊNCIA JOANNA DE ÂNGELIS
  • 14. TALVEZ A RAZÃO FUNDAMENTAL SEJA A PERDA DA RELIGIÃO. DEIXAMOS DE ACREDITAR NAS FORMAS CONVENCIONAIS DE RELIGIÃO E NÃO ENCONTRAMOS NOVAS ALTERNATIVAS. VIVEMOS UM VÁCUO RELIGIOSO. E, TALVEZ, EM GRANDE PARTE POR ESSE MOTIVO, OS PADRÕES TRADICIONAIS E OS CÓDIGOS DE ÉTICA PERDERAM A SUA FORÇA. ESSE COLAPSO ESPIRITUAL SURGIU NAS DUAS GUERRAS MUNDIAIS, CUJOS EFEITOS FORAM CUMULATIVOS. AS GUERRAS ABRIRAM AS COMPORTAS DAS ONDAS DE VIOLÊNCIA QUE HOJE SE DERRAMA SOBRE O MUNDO. VIOLÊNCIA E CRIMINALIDADE ARNOLD J. TOYNBEE – HISTORIADOR – CAUSAS DA CRIMINALIDADE
  • 15. VIOLÊNCIA E CRIMINALIDADE - PODERIO DO HOMEM. VIOLÊNCIA GANHOU STATUS DE IMPÉRIO. GANÂNCIA. TRÁFICO DE DROGAS. TRÁFICO DE ARMAS. TRÁFICO DE INFLUÊNCIAS. FATORES QUE FOMENTAM NOVAS GUERRAS EVOLUÇÃO TECNO- CIENTÍFICA.
  • 16. HOMENS ATACADOS PELAS SUAS MULHERES COM FACAS, ESCALDADOS COM ÁGUA FERVENTE, FERIMENTOS À BALA, ETC. VIOLÊNCIA NO LAR MULHERES VÍTIMAS DE MAUS-TRATOS, ABUSOS SEXUAIS, ESPANCAMENTOS POR MARIDOS ALCOOLIZADOS OU DROGADOS, COM SOCOS, PONTAPÉS, CABEÇADAS, DENTADAS, ETC.
  • 17. JOVENS SÃO VÍTIMAS DE PAIS SEVEROS E DESCONTROLADOS. PAIS QUE SÃO ATACADOS PELOS FILHOS ALCOOLIZADOS E DROGADOS. ABUSOS SEXUAIS E INCESTOS. VIOLÊNCIA NO LAR CRIANÇAS VÍTIMAS DE MAUS TRATOS POR PAIS OU RESPONSÁVEIS QUE MARCAM OS CORPINHOS INDEFESOS COM OBJETOS VARIADOS, FERRO QUENTE, CIGARROS, CABEÇADAS, DENTADAS, ESTRANGULAMENTOS.
  • 18. DESAJUSTES PSICOLÓGICOS INDIVIDUAIS . VAZIOS EXISTENCIAIS EM VIRTUDE DO MATERIALISMO EXACERBADO. VALORES EQUIVOCADOS: BUSCA DE PODER – RIQUEZA – BELEZA, ETC. INIQUIDADES DO SISTEMA SOCIAL. INSTINTO QUE HERDAMOS DE NOSSOS ANCESTRAIS PRÉ-HUMANOS. CAUSAS DA VIOLÊNCIA AFASTAMENTO DE DEUS – FALTA DE RELIGIÃO
  • 19. 1- CLÁSSICA (SERVIDOR DO IMPÉRIO) 2- RENASCENTISTA (GENTIL – ETIQUETAS – APEGADO À CULTURA MUNDANA 3- MODERNA (ARTES, CIÊNCIA, CÉTICO EM MATÉRIA RELIGIOSA) 4- EDUCAÇÃO NOVA (HOMEM ANSIOSO- ANGUSTIADO TRAUMATIZADO –RELIGIÃO REDUZIDA A MERA CONVENÇÃO PRAGMÁTICA SEPARAÇÃO DA CIÊNCIA E RELIGIÃO. FILOSOFIA MATERIALISTA EDUCAÇÃO EQUIVOCADA - MATERIALISTA CAUSAS DA VIOLÊNCIA DECLÍNIO DA EDUCAÇÃO
  • 20. À SOCIEDADE? AOS GRUPOS EMPRESARIAIS? AOS GOVERNOS? À FAMÍLIA? TODOS TEM A SUA COTA DE PARTICIPAÇÃO VIOLÊNCIA: A QUEM CABE A CULPA? À MÍDIA?
  • 21. EXCESSO DE INFORMAÇÕES E DE OPINIÕES PRÓPRIAS QUE INUNDAM OS LARES. DIFICULDADE DE ENTENDIMENTO DIANTE DA AVALANCHE DOS FATOS QUE CHEGAM A CADA SEGUNDO. VIOLÊNCIA EXPRESSA ATRAVÉS DE FILMES, DESENHOS E PROPAGANDAS. VIOLÊNCIA NO LAR: A QUEM CABE A CULPA? MÍDIA
  • 22. FUTILIDADE. INDUÇÃO A FALSAS POSTURAS. DOMÍNIO DOS PODEROSOS QUE A MANIPULAM. IMPUNIDADE. VIOLÊNCIA PRATICADA POR PARTE DE CONSCIÊNCIAS ESCLARECIDAS RETARDA E EVOLUÇÃO COLETIVA. ACEITAÇÃO DE PRINCÍPIOS ERRÔNEOS POR CONVENIÊNCIA. O ESPÍRITO SE COLOCA EM LUTA CONSIGO MESMO , NEGANDO O SEU PRÓPRIO DESENVOLVIMENTO CONSCIENCIAL E ATEANDO EM SI MESMO A FOGUEIRA DOS REMORSOS FUTUROS. (HERCULANO PIRES – AGONIA DAS RELIGIÕES). VIOLÊNCIA: A QUEM CABE A CULPA? SOCIEDADE
  • 23. CHANTAGEIAM O HOMEM. ROBOTIZAM O HOMEM EM NOME DA GLOBALIZAÇÃO . MUITAS VEZES VIOLENTAM O SER HUMANO EM TODOS OS SEUS DIREITOS. VIOLÊNCIA: A QUEM CABE A CULPA? GOVERNOS ESCÂNDALOS – LEGISLAÇÃO EM CAUSA PRÓPRIA. ABANDONAM A POPULAÇÃO AO INVÉS DE PROPORCIONAREM: SAÚDE – EDUCAÇÃO – SEGURANÇA E LAZER. MÁ DISTRIBUIÇÃO DE RENDAS –DIFERENÇAS SOCIAIS. GRUPOS EMPRESARIAIS
  • 24. “ DE TODOS OS INSTITUTOS SOCIAIS EXISTENTES NA TERRA, A FAMÍLIA É O MAIS IMPORTANTE, DO PONTO DE VISTA DOS ALICERCES MORAIS QUE REGEM A VIDA” EMMANUEL (VIDA E SEXO) CÉLULA MATER DA SOCIEDADE O OBJETIVO DA ESCOLA: É INSTRUIR DA FAMÍLIA: É EDUCAR (EMMANUEL- O CONSOLADOR) O LAR É A ESCOLA PRIMEIRA. (ANDRÉ LUIZ – CONDUTA ESPÍRITA) EXEMPLIFICAÇÃO DOS PRINCÍPIOS JUSTOS, CLAROS COM FIRMEZA DE PROPÓSITOS. VIOLÊNCIA: A QUEM CABE A CULPA? FAMÍLIA
  • 25. A FAMÍLIA. OFERECE OS MODELOS – AS REGRAS SOCIAIS. OS PAIS PROCURARÃO ESPELHAR PARA A CRIANÇA A MANEIRA COMO O MUNDO É VISTO POR ELES. PAIS VIOLENTOS A CRIANÇA INTERNALIZA A VIOLÊNCIA (IDENTIFICAÇÃO COM O AGRESSOR) OU MOSTRA-SE CANSADA , DEPRIMIDA OU FISICAMENTE DOENTE. FAMÍLIAS DESESTRUTURADAS INDUZEM A CONFLITOS PESSOAIS MUITAS VEZES LEVANDO À AGRESSIVIDADE E VIOLÊNCIA DE SEUS MEMBROS. VIOLÊNCIA: A QUEM CABE A CULPA? FAMÍLIA LOCAL EM QUE NOS REUNIMOS COM AS NOSSAS AFINIDADES DO PASSADO.
  • 26. ESSÊNCIA DO ESPIRITISMO É PROMOVER A EDUCAÇÃO DO HOMEM EDUCAÇÃO É TODA INFLUÊNCIA EXERCIDA POR UM ESPÍRITO SOBRE OUTRO, NO SENTIDO DE DESPERTAR UM PROCESSO DE EVOLUÇÃO. ESSA INFLUÊNCIA, SEM QUALQUER FORMA DE COAÇÃO, LEVA O EDUCANDO A PROMOVER AUTONOMAMENTE O SEU APRENDIZADO MORAL E INTELECTUAL. APELAR PARA A VONTADE DO EDUCANDO A CONQUISTAR A ADESÃO VOLUNTÁRIA PARA UMA AÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO. ELEVAR, DESPERTAR A CONSCIÊNCIA, FACILITAR O PROGRESSO DO SER. VIOLÊNCIA: A QUEM CABE A CULPA? EDUCAÇÃO
  • 27. A EDUCAÇÃO ENCONTRA NO ESPIRITISMO RESPOSTAS PRECISAS PARA MELHOR COMPREENSÃO DO EDUCANDO E MAIOR EFICIÊNCIA DO EDUCADOR NO LABOR PRODUTIVO DE ENSINAR A VIVER, OFERECENDO OS INSTRUMENTOS DO CONHECIMENTO E DA SERENIDADE , DA CULTURA E DA EXPERIÊNCIA AOS REINICIANTES DO SUBLIME CAMINHO REDENTOR, ATRAVÉS DOS QUAIS OS TORNAM HOMENS VOLTADOS PARA DEUS, O BEM E O PRÓXIMO. VIOLÊNCIA: A QUEM CABE A CULPA? EDUCAÇÃO JOANNA DE ÂNGELIS
  • 28. O LIVRO DOS ESPÍRITOS É UM MANUAL DE EDUCAÇÃO INTEGRAL OFERECIDO À HUMANIDADE PARA A SUA FORMAÇÃO MORAL E ESPIRITUAL NA ESCOLA DA TERRA VIOLÊNCIA: A QUEM CABE A CULPA? EDUCAÇÃO HERCULANO PIRES
  • 29. O LAR TERRENO REPRESENTA A OPORTUNIDADE DE APRENDIZADO E PRÁTICA DAS LEIS DIVINAS , PROPICIANDO O ENCONTRO DE ESPÍRITOS AMIGOS DE OUTRAS EXISTÊNCIAS E PROMOVE TAMBÉM O DEVIDO REAJUSTE DE DESAFETOS DE EXISTÊNCIAS PASSADAS. FÉ ESPÍRITA NO CLIMA DA FAMÍLIA, FONTE DO ESPIRITISMO NO CAMPO SOCIAL. CALAR TODO IMPULSO DE CÓLERA OU VIOLÊNCIA , AMOLDANDO-SE AO EVANGELHO DE MODO A ESTABELECER A HARMONIA EM SI MESMO PERANTE OS OUTROS. VIOLÊNCIA NO LAR: DE QUEM É A CULPA? CONCLUSÃO
  • 30. ASSUMIREM OS COMPROMISSOS DA PATERNIDADE. ESTABELECER LIMITES. EXERCITAR O AMOR DIÁLOGO ABERTO – OUVIR OS FILHOS POIS TANTO PAIS OU FILHOS ESTÃO NUM PROCESSO DE APRENDIZAGEM. CONTER A AGRESSIVIDADE. LEMBRA-NOS JOANNA DE ÂNGELIS, “A AGRESSIVIDADE REPONTA DESDE OS PRIMEIROS DIAS DE VIDA INFANTIL E DEVE SER DISCIPLINADA PELA EDUCAÇÃO, NA SUA NOBRE FINALIDADE DE CORRIGIR E CRIAR HÁBITOS SALUTARES”. VIOLÊNCIA NO LAR: DE QUEM É A CULPA? CONCLUSÃO PAIS
  • 31. VIGIAREM-SE A SI MESMOS PRESTAREM OBEDIÊNCIA AOS PAIS, DENTRO DOS ENSINOS DO EVANGELHO. SE OS PAIS SE FURTAREM AO CUIDADO, NÃO DESCER AO CRIME OU A VIOLÊNCIA, MAS BUSCAR OS RECURSOS ADEQUADOS NO CAMINHO DO BEM. O FILHO DESCUIDADO, OCIOSO OU PERVERSO SERÁ O PAI INCONSCIENTE DE AMANHÃ E O HOMEM INFERIOR QUE NÃO FRUIRÁ DA FELICIDADE DOMÉSTICA. VIOLÊNCIA NO LAR: DE QUEM É A CULPA? CONCLUSÃO FILHOS
  • 32. LUTAR CONTRA A MISÉRIA ECONÔMICA COMBATENDO O ORGULHO, O EGOÍSMO E A INDIFERENÇA. FAMÍLIA – ESTABELECER A PAZ, RENÚNCIA, PERDÃO, DEDICAÇÃO E RESPEITO E A VIVÊNCIA INCONDICIONAL DO AMOR ENSINADO POR JESUS. VIOLÊNCIA NO LAR: DE QUEM É A CULPA? CONCLUSÃO O HOMEM RENOVADO ESPIRITUALMENTE DEVERÁ INVESTIR CONTRA A CHAGA DA VIOLÊNCIA ATRAVÉS DA AÇÃO REESTRUTURANTE DA SOCIEDADE. SERMÃO DA MONTANHA: “ BEM AVENTURADOS OS MANSOS PORQUE ELES HERDARÃO A TERRA” .