SlideShare uma empresa Scribd logo
JAPÃO 
País de industrialização tardia
HISTÓRICO 
• O arquipélago japonês esteve unido ao 
continente, quer dizer, fazia parte da placa 
asiática. Isso deve ter acontecido há mais de 100 
mil anos. Nesta época, supõe-se que a faixa de 
terra, que viria a se tornar o Japão, era habitada. 
Para confirmar esta hipótese, foram encontrados 
esqueletos fossilizados de homens e animais, 
inclusive de elefantes préhistóricos. A existência 
desses animais teria provocado a migração dos 
povos do norte para o Japão.
• Os habitantes do Japão viviam da caça e da 
pesca, utilizando-se de instrumentos de pedra, 
conseguidos através do lascamento. Pode-se 
dizer, era o período da pedra Lascada ou 
Paleolítico. 
• O período datado partir de 20 mil a.C. é 
conhecido como pré-Jomon.
• Japão é um país insular da Ásia Oriental, 
localizado no Oceano Pacífico, a leste do Mar 
do Japão, da República Popular da China, da 
Coreia do Norte, da Coreia do Sul e da Rússia, 
se estendendo do Mar de Okhotsk, no norte, 
ao Mar da China Oriental e Taiwan, ao sul. Os 
caracteres que compõem seu nome significam 
"Origem do Sol", razão pela qual o Japão é às 
vezes identificado como a "Terra do Sol 
Nascente".
• O país é um arquipélago de 6 852 ilhas,7 cujas 
quatro maiores são Honshu, Hokkaido, Kyushu e 
Shikoku, representando em conjunto 97% da área 
terrestre nacional. A maior parte das ilhas é 
montanhosa, com muitos vulcões como, por 
exemplo, os Alpes japoneses e o Monte Fuji. O 
Japão possui a décima maior população do 
mundo, com cerca de 128 milhões de habitantes. 
A Região Metropolitana de Tóquio, que inclui a 
capital de facto de Tóquio e várias prefeituras 
adjacentes, é a maior área metropolitana do 
mundo, com mais de 30 milhões de habitantes.
 Entre 1603-1868, o país ficou isolado do 
mundo sobre o comando do clã tokugawa, 
período em que imperou uma ditadura militar, 
em que o governo estava nas mãos dos 
xoguns ( comandantes militares em Japonês). 
 Estrangeiros eram proibidos de entrar e os 
nativos de sair, exceto as trocas comerciais 
feitas com os holandeses em Nagasáqui.
 Em 1853, EUA encontra um país ainda feudal e 
defasado economicamente em relação ao 
mundo ocidental. 
 Em 1854 EUA por meio do tratado de 
Kanagawa forçam a abertura do japão, 
fazendo assim que levasse ao fim do domínio 
do clã Tokugawa em 1868.
 Um país tão pequeno com aréa de 377 mil 
km2, corresponde aos estados de RS e SC, 
formado por montanhas e estreitas planícies, 
o que leva a poucas terras agriccultáveis, a 
maioria na zona temperada do planeta, o que 
não oferecia condições para os cultivos de 
produtos tropicais como: Algodão, cana e etc.
 Localizado ainda numa zona de contato entre 
3 placas tectônicas no círculo de fogo do 
pacífico. (VER IMAGEM) 
 Terremotos e erupções são uma constante no 
país além de um subsolo extremamente pobre 
em minérios e combustíveis fosséis.
Industrialização do Japão
Industrialização do Japão
Industrialização do Japão
PERGUNTA: 
 “Então, o que o japão poderia oferecer as 
potencias colonialistas, tanto na fase do 
mercantilismo como mais tarde na etapa do 
imperialismo?’’ 
 Vamos pensar um pouco....
 No século XIX, os EUA emergindo como 
potência se lançou em busca de pontos 
estratégicos nos oceanos Pacífico e Atlântico, 
daí o Japão se tornou um país interessante. 
 Os japoneses para não ficar para trás e nem 
depender dos EUA se lançam com coragem 
para viabilizar seu processo de industrialização 
por meio da intervenção do estado na 
economia e do militarismo.
 Assim como na Alemanha, Itália o Japão é um 
país de capitalismo tardio, não durou muito 
até que esses países se unissem no eixo 
Berlim-Roma-Tóquio no contexto da segunda 
guerra mundial com a tentativa de dominar o 
mundo. 
 Para viabilizar a sua expansão econômica para 
o Japão era interessante dominar territórios 
da Ásia.
 A industrialização japonesa só ocorreu 
efetivamente após o xogunato Tokugawa em 
1868, com ascensão do imperador Mitsuhito. 
 Era o novo reinado conhecido como Era meiji 
(“ governo ilustrado”, em japonês) até 1912. 
 Políticas mordenizantes: 
 Investimentos para a criação de infra-estrutura 
como: ferrovias, portos, minas e etc.
Maciços investimentos em Educação, que foi 
voltada para a qualificação de mão de obra; 
Abertura à tecnologia e aos produtos 
estrangeiros; 
 A constituição de 1889 estabeleceu o 
imperador como chefe” sagrado e inviolável” 
do Estado e também a Dieta Nacional do 
Japão( parlamento).
• Também investiu em Grandes conglomerados, 
conhecidos como Zaibatsus ( em japonês: Zai= 
“riqueza”; Batsu= “Grupo’’. 
• Mitsubishi, Mitsu, Sumitomo e Yasuda dentre 
outros menores. 
• Esses Zaibatsus chegavam a controlar até 
metade de alguns setores industriais.
• O Japão começa a crecer industralmente, porém 
logo o país começa a enfrentar broblemas como: 
Escassez crônica de matérias primas e de energia 
e limitações no mercado. 
• Japão resolve então se aventurar em busca de 
tais objetivos no pacífico e na Ásia. 
• Investiu em seu fortalecimento militar com a 
ajuda da disciplina xintoísta( aspecto cultural), 
aliada a capacidade industrial ( aspecto 
econômico)
• Vitória na guerra Sino-Japonesa ( 1894-95), 
que garantiu a ocupação em Taiwan e em 
1910 anexou a Coreia. 
• Vitória também na guerra contra Rússia ( 
1904-1905), japoneses tomam as ilhas 
Sacalinas e, em 1931, ocuparam a Manchúria, 
onde implantaram Manchukuo. 
• Pu Yi.
Industrialização do Japão
• Em 1941 japoneses atacam base naval de 
Pearl Habor ( HAVAÍ). 
• EUA lançam bomba atômica em Hiroxima ( 6 
de agosto de 1945) Nagasáqui ( 9 de agosto de 
1945). 
• Setembro de 1945 Japão se rende no porta-aviões 
Missouri . 
• EUA superioridade tecnológica e militar.
Reconstrução após a guerra 
• Após a segunda guerra o Japão foi governado 
pelo conselho supremo das potências aliadas. 
• General Norte-Americano Douglas MacArthur 
• Políticas modrenizantes de vista política, 
econômica e cultural. 
• Em 1947, foi aprovada a lei de Proibição dos 
Monopólios, leva os zaibatsus a dissolução.
• EUA, querem enfraquecer o poder dos 
grandes grupos para estimular sua atuação 
dentro do país. 
• Mais com o tempo os Zaibatsus se 
reorganizam como Keiretsus. 
• EUA dominam o Japão, devido a constituição 
imposta em 1947 que fez encerrar o 
militarismo ao proibir a intervenção externa 
do exército japonês.
• EUA tem todo o controle sobre o japão até 
mesmo de ataques nucleares. 
• 1954 o Japão assina um tratado de defesa 
mútua com EUA. 
• Garantiu também a liberdade de culto e 
estabeleceu a separação entre estado e 
religião; 
• O xintoísmo deixa de ser religião oficil e o 
ensino público passa a ser laico.
• Em 1952 a independência pólítica e soberania 
foram restabelecidas e o Imperador deixou de ser 
considerado uma dinvidade e colaborou com as 
reformas. 
• Hiroito permanceu no poder até 1926 até a sua 
morte em 1989; Período que ficou denominado 
de Era showa, ( paz brilhante em japonês) 
• Foi substituído por seu filho Akihito, Imperador 
do japão ( 2010).
• Recuperação econômica extraordinária no 
pós-guerra; 
• 3º lugar na década de 1960; 
• 2º lugar na década de1980, permanecendo ali 
até 2009; 
• A partir dos anos 1990 seu crescimento tem 
sido muito baixo.
Industrialização do Japão
FATORES QUE EXPLICAM O MILAGRE 
JAPONÊS 
• Grande disponibilidade de mão de obra 
relativamente barata, disciplinada e qualificada; 
• Maciços investimentos estatais em educação, que 
melhoram ainda mais a qualificação de mão de 
obra, e , junto a iniciativa privada, pesquisa e 
desenvolvimento tecnológico; 
• A reconstrução da infraestrutura e dos 
conglomerados( os antigos zaibatsus) em bases 
mais modernas e competitivas;
• A desmilitarização do país e de seu parque 
industrial, que permitiu investimentos 
maiores nas indústrias civis de bens 
intermediários e de capital, o que deu 
sustentação ao desenvolvimento de uma 
poderosa indústria de bens de consumo. 
• A substituição dos zaibatsus se reorganizaram 
em keiretsus( união sem cabeça) , que 
dominam a economia japonesa atual.
• Um keiretsu se articula em torno de algum 
grande banco que dá suporte financeiro ás 
empresas da rede.
Distribuição espacial do país 
• Ásia Oriental, localizado no Oceano pacífico,é 
um arquipélago, que geologicamente está 
sobre 3 placas tectônicas.
Que recursos naturais o Japão 
apresentar para a indústria? 
O país possuí poucos recursos, dentre eles 
pouquíssimas jazidas de minérios e reservas 
de combustíveis fósseis. (Insuficiente) 
Potencial hidráulico grande, porém 
insuficiente. 
Poucas reservas de carvão e petróleo. 
Solução para suprir as necessidades da 
indústria? Importação.
Importação de recursos 
Os japoneses importam 100% 
do minério de ferro, 99,9% do 
minério de cobre e 92% do 
minério de zinco que 
consomem. A indústria 
extrativa mineral do Japão 
contribuiu com apenas 0,1% 
do PIB do país; já a indústria 
de processamento de recursos 
minerais, em sua grande 
maioria importados,, 
contribuiu com 5,4% do PIB.
Industrialização do Japão
Atividade Industrial 
• Primeiras indústrias -> Produtos têxteis 
• Século XX, indústrias intermediárias e de bens de 
capital. 
• Crescente expansão das indústrias de bens de 
consumo. 
• Hoje o Japão é um país altamente industrializado. 
• O bens intermediário de capital e os de maior valor 
agregado, são predominantes na venda ao exterior. 
• Exportação, 94% da pauta são industrializados dos 
quais 82% produtos de média alta tecnologia.
Distribuição da Atividade Industrial 
• Condicionada pela dependência em relação ao 
exterior, tanto para importar como para 
exportar. 
• Desenvolvimento da indústria naval. 
• A maior parte dos parques industriais situa-se 
próximo aos grandes portos, assim, as maiores 
concentrações urbano-industriais encontram-se 
na franja litorânea do pacífico.
Industrialização do Japão
• No sudeste da ilha de Honshu se localiza a 
segunda maior aglomeração urbano-industrial do 
mundo, e no eixo Tóquio-Osaka, encontra se o 
trecho mais importante da megalópole japonesa, 
chamado cinturão industrial. Extramamente 
diversificado concentra cerca de 80% da 
produção do país, e as regiões de Tóquio e Osaka, 
sozinhas, são responsáveis por cerca de metade 
desse total. Nessas duas cidades estão cerca de 
85% das sedes administrativas das maiores 
corporações japonesas constantes na lista da 
revista fortune.
‘
Principais Tecnopolos 
• Líder em tecnologia ficando ao lado dos EUA e da 
União Europeia. 
• Dois mais importantes tecnopolos: Tsukuba e 
Kansai. 
Tsukuba, sua implantação começou na década de 
60. Existindo em 2010, 55 institutos públicos e 
privados de educação e pesquisa. 
Kansai, sua implantação começou na década de 
80, sendo hoje o segundo maior tecnopolo do 
Japão.
Industrialização do Japão
• Líder mundial em tecnologia 
Robótica, do qual domina o 
desenvolvimento e aplicação. 
• A utilização de robôs, trouxe 
o aumento da produtividade 
e da competitividade de seu 
parque industrial. 
• A crise de 2008, afetou a 
economia, e levou a 
diminuição dos estoques em 
operação.
Crises Econômicas 
• 1990, economia entra em estagnação por 
consequência do sucesso. 
• Alta na bolsa de valores de Tóquio. 
• Os bancos japoneses caíram de posições. 
• Variação do PIB de 1991-2009 (tabela)
Industrialização do Japão
Vantagens comparativas 
• Mão de Obra barata; 
• Grandes investimentos em pesquisas; e 
educação; 
• Produção em até 82% do produto em alta 
tecnologia; 
• Preço competitivo com qualidade e 
confiabilidade.
Meio Ambiente e Impactos da 
Atividade Industrial 
• Devido ao crescimento econômico após a 
segunda guerra, o ambiente sofreu 
consequências como a poluição do ar nos 
anos 50 e 60. 
• Introdução de Leis Ambientais. (1970) 
• Ministério do Meio Ambiente (1971) 
• Líder mundial em desenvolvimento 
sustentável. 
• Protocolo de Quioto, 1997.
Situação Atual 
• 2 º potência mundial (2009); 
• Potência industrial de primeira linha; 
• Sede das maiores corporações multinacionais 
do planeta: Toyota, Honda, Nissan, Hitachi, 
Panasonic, e Sony, Mitsubshi, Mitsui, 
Sumitomo e etc. 
• População de 127, 3 milhões de pessoas em 
2013.
• A economia do Japão é a 3ª maior do mundo se 
considermos seu Produto Interno Bruto (PIB) 
Nominal, estimado em US$5,8 trilhões (2011) , 
atrás apenas dos Estados Unidos e da China — 
bem como a quarta se considerarmos seu PIB 
medido em Poder de Compra, de quase US$4,4 
trilhões, atrás somente dos Estados Unidos, da 
China e da Índia. 
O país é o nono no ranking de competitividade do 
Fórum Econômico Mundial.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Países de industrialialização tardia - Alemanha e Japão
Países de industrialialização tardia - Alemanha e JapãoPaíses de industrialialização tardia - Alemanha e Japão
Países de industrialialização tardia - Alemanha e Japão
Oberlania Alves
 
Industrialização e economia da China (2º ano D 2016)
Industrialização e economia da China (2º ano D 2016)Industrialização e economia da China (2º ano D 2016)
Industrialização e economia da China (2º ano D 2016)
Geová da Silva
 
Industrialização Tigres Asiáticos e Japão
Industrialização Tigres Asiáticos e JapãoIndustrialização Tigres Asiáticos e Japão
Industrialização Tigres Asiáticos e Japão
Marianne Siqueira
 
O milagre japonês
O milagre japonêsO milagre japonês
O milagre japonês
guestfe54e6
 
Neocolonialismo
NeocolonialismoNeocolonialismo
Neocolonialismo
Bruce Portes
 
O Nazismo
O NazismoO Nazismo
O Nazismo
Jorge Almeida
 
Japão
JapãoJapão
Guerra Do óPio Por Cadorim
Guerra Do óPio   Por CadorimGuerra Do óPio   Por Cadorim
Guerra Do óPio Por Cadorim
Gui Cadorim
 
O Governo Dutra (1946-1950)
O Governo Dutra (1946-1950)O Governo Dutra (1946-1950)
O Governo Dutra (1946-1950)
Edenilson Morais
 
SLIDES – GUERRA CIVIL ESPANHOLA.
SLIDES – GUERRA CIVIL ESPANHOLA.SLIDES – GUERRA CIVIL ESPANHOLA.
SLIDES – GUERRA CIVIL ESPANHOLA.
Tissiane Gomes
 
As ditaduras militares na américa latina
As ditaduras militares na américa latinaAs ditaduras militares na américa latina
As ditaduras militares na américa latina
Wilton Moretto
 
Conselho Europeu & Conselho da União Europeia
Conselho Europeu & Conselho da União EuropeiaConselho Europeu & Conselho da União Europeia
Conselho Europeu & Conselho da União Europeia
JSD Distrital de Lisboa
 
Tigres asiáticos aula 9o ano Ensino Fundamental
Tigres asiáticos aula 9o ano Ensino FundamentalTigres asiáticos aula 9o ano Ensino Fundamental
Tigres asiáticos aula 9o ano Ensino Fundamental
Yasmim Ribeiro
 
Guerra Fria
Guerra FriaGuerra Fria
Guerra Fria
Valéria Shoujofan
 
Tempos modernos (1)
Tempos modernos (1)Tempos modernos (1)
Tempos modernos (1)
Andrea Rios
 
Guerra da coreia
Guerra da coreiaGuerra da coreia
Guerra da coreia
Fatima Freitas
 
A UNIFICAÇÃO ALEMÃ E A COMUNA DE PARIS
A UNIFICAÇÃO ALEMÃ E A COMUNA DE PARISA UNIFICAÇÃO ALEMÃ E A COMUNA DE PARIS
A UNIFICAÇÃO ALEMÃ E A COMUNA DE PARIS
Jorge Miklos
 
Modulo 15 - Japão - A quarta potência econômica mundial
Modulo 15 - Japão - A quarta potência econômica mundialModulo 15 - Japão - A quarta potência econômica mundial
Modulo 15 - Japão - A quarta potência econômica mundial
Claudio Henrique Ramos Sales
 
JAPAO
JAPAOJAPAO
Japão aspectos naturais, humanos e econômicos
Japão aspectos naturais, humanos e econômicosJapão aspectos naturais, humanos e econômicos
Japão aspectos naturais, humanos e econômicos
Fernanda Lopes
 

Mais procurados (20)

Países de industrialialização tardia - Alemanha e Japão
Países de industrialialização tardia - Alemanha e JapãoPaíses de industrialialização tardia - Alemanha e Japão
Países de industrialialização tardia - Alemanha e Japão
 
Industrialização e economia da China (2º ano D 2016)
Industrialização e economia da China (2º ano D 2016)Industrialização e economia da China (2º ano D 2016)
Industrialização e economia da China (2º ano D 2016)
 
Industrialização Tigres Asiáticos e Japão
Industrialização Tigres Asiáticos e JapãoIndustrialização Tigres Asiáticos e Japão
Industrialização Tigres Asiáticos e Japão
 
O milagre japonês
O milagre japonêsO milagre japonês
O milagre japonês
 
Neocolonialismo
NeocolonialismoNeocolonialismo
Neocolonialismo
 
O Nazismo
O NazismoO Nazismo
O Nazismo
 
Japão
JapãoJapão
Japão
 
Guerra Do óPio Por Cadorim
Guerra Do óPio   Por CadorimGuerra Do óPio   Por Cadorim
Guerra Do óPio Por Cadorim
 
O Governo Dutra (1946-1950)
O Governo Dutra (1946-1950)O Governo Dutra (1946-1950)
O Governo Dutra (1946-1950)
 
SLIDES – GUERRA CIVIL ESPANHOLA.
SLIDES – GUERRA CIVIL ESPANHOLA.SLIDES – GUERRA CIVIL ESPANHOLA.
SLIDES – GUERRA CIVIL ESPANHOLA.
 
As ditaduras militares na américa latina
As ditaduras militares na américa latinaAs ditaduras militares na américa latina
As ditaduras militares na américa latina
 
Conselho Europeu & Conselho da União Europeia
Conselho Europeu & Conselho da União EuropeiaConselho Europeu & Conselho da União Europeia
Conselho Europeu & Conselho da União Europeia
 
Tigres asiáticos aula 9o ano Ensino Fundamental
Tigres asiáticos aula 9o ano Ensino FundamentalTigres asiáticos aula 9o ano Ensino Fundamental
Tigres asiáticos aula 9o ano Ensino Fundamental
 
Guerra Fria
Guerra FriaGuerra Fria
Guerra Fria
 
Tempos modernos (1)
Tempos modernos (1)Tempos modernos (1)
Tempos modernos (1)
 
Guerra da coreia
Guerra da coreiaGuerra da coreia
Guerra da coreia
 
A UNIFICAÇÃO ALEMÃ E A COMUNA DE PARIS
A UNIFICAÇÃO ALEMÃ E A COMUNA DE PARISA UNIFICAÇÃO ALEMÃ E A COMUNA DE PARIS
A UNIFICAÇÃO ALEMÃ E A COMUNA DE PARIS
 
Modulo 15 - Japão - A quarta potência econômica mundial
Modulo 15 - Japão - A quarta potência econômica mundialModulo 15 - Japão - A quarta potência econômica mundial
Modulo 15 - Japão - A quarta potência econômica mundial
 
JAPAO
JAPAOJAPAO
JAPAO
 
Japão aspectos naturais, humanos e econômicos
Japão aspectos naturais, humanos e econômicosJapão aspectos naturais, humanos e econômicos
Japão aspectos naturais, humanos e econômicos
 

Destaque

Estados Unidos - Industrialização Americana
Estados Unidos - Industrialização AmericanaEstados Unidos - Industrialização Americana
Estados Unidos - Industrialização Americana
Tiago Toledo Jr.
 
A atividade industrial nos eua
A atividade industrial nos euaA atividade industrial nos eua
A atividade industrial nos eua
Professor
 
Desconcentração industrial
Desconcentração industrialDesconcentração industrial
Desconcentração industrial
SPNPaulin
 
EUA industrialização
EUA industrialização EUA industrialização
EUA industrialização
vitor moraes ribeiro
 
Tigres asiaticos
Tigres asiaticosTigres asiaticos
Tigres asiaticos
Adieizi Rodrigues Vieira
 
Estados Unidos
Estados UnidosEstados Unidos
Estados Unidos
Escolas privadas
 
Países pioneiros na industrialização - Reino Unido e Estados Unidos
Países pioneiros na industrialização - Reino Unido e Estados UnidosPaíses pioneiros na industrialização - Reino Unido e Estados Unidos
Países pioneiros na industrialização - Reino Unido e Estados Unidos
Oberlania Alves
 
China e Índia - os dois gigantes asiáticos
China e Índia -  os dois gigantes asiáticosChina e Índia -  os dois gigantes asiáticos
China e Índia - os dois gigantes asiáticos
João José Ferreira Tojal
 
Pwpl
PwplPwpl
Toyotismo 06 outubro 2010
Toyotismo 06 outubro 2010Toyotismo 06 outubro 2010
Toyotismo 06 outubro 2010
Carmem Rocha
 
Energia nuclear, solar e eólica
Energia nuclear, solar e eólicaEnergia nuclear, solar e eólica
Energia nuclear, solar e eólica
Geovana Barbosa
 
América Desenvolvida
América DesenvolvidaAmérica Desenvolvida
América Desenvolvida
andersonrsantos
 
Produção industrial dos Estados Unidos
Produção industrial dos Estados UnidosProdução industrial dos Estados Unidos
Produção industrial dos Estados Unidos
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Industrialização
IndustrializaçãoIndustrialização
Industrialização
Mozart Moisés
 
fentys vejam
fentys vejamfentys vejam
fentys vejam
marchezi
 
Afirmação de novas potências pós 1945
Afirmação de novas potências pós 1945Afirmação de novas potências pós 1945
Afirmação de novas potências pós 1945
Patrícia Alves
 
Aula atualidades - energia nuclear
Aula atualidades - energia nuclearAula atualidades - energia nuclear
Aula atualidades - energia nuclear
Daniel Alves Bronstrup
 
Geografia do EUA
Geografia do EUAGeografia do EUA
Geografia do EUA
Bruno Rangel Silvone
 
O milagre japones
O milagre japonesO milagre japones
O milagre japones
Carlos Vieira
 
Crescimento do Japão
Crescimento do JapãoCrescimento do Japão
Crescimento do Japão
home
 

Destaque (20)

Estados Unidos - Industrialização Americana
Estados Unidos - Industrialização AmericanaEstados Unidos - Industrialização Americana
Estados Unidos - Industrialização Americana
 
A atividade industrial nos eua
A atividade industrial nos euaA atividade industrial nos eua
A atividade industrial nos eua
 
Desconcentração industrial
Desconcentração industrialDesconcentração industrial
Desconcentração industrial
 
EUA industrialização
EUA industrialização EUA industrialização
EUA industrialização
 
Tigres asiaticos
Tigres asiaticosTigres asiaticos
Tigres asiaticos
 
Estados Unidos
Estados UnidosEstados Unidos
Estados Unidos
 
Países pioneiros na industrialização - Reino Unido e Estados Unidos
Países pioneiros na industrialização - Reino Unido e Estados UnidosPaíses pioneiros na industrialização - Reino Unido e Estados Unidos
Países pioneiros na industrialização - Reino Unido e Estados Unidos
 
China e Índia - os dois gigantes asiáticos
China e Índia -  os dois gigantes asiáticosChina e Índia -  os dois gigantes asiáticos
China e Índia - os dois gigantes asiáticos
 
Pwpl
PwplPwpl
Pwpl
 
Toyotismo 06 outubro 2010
Toyotismo 06 outubro 2010Toyotismo 06 outubro 2010
Toyotismo 06 outubro 2010
 
Energia nuclear, solar e eólica
Energia nuclear, solar e eólicaEnergia nuclear, solar e eólica
Energia nuclear, solar e eólica
 
América Desenvolvida
América DesenvolvidaAmérica Desenvolvida
América Desenvolvida
 
Produção industrial dos Estados Unidos
Produção industrial dos Estados UnidosProdução industrial dos Estados Unidos
Produção industrial dos Estados Unidos
 
Industrialização
IndustrializaçãoIndustrialização
Industrialização
 
fentys vejam
fentys vejamfentys vejam
fentys vejam
 
Afirmação de novas potências pós 1945
Afirmação de novas potências pós 1945Afirmação de novas potências pós 1945
Afirmação de novas potências pós 1945
 
Aula atualidades - energia nuclear
Aula atualidades - energia nuclearAula atualidades - energia nuclear
Aula atualidades - energia nuclear
 
Geografia do EUA
Geografia do EUAGeografia do EUA
Geografia do EUA
 
O milagre japones
O milagre japonesO milagre japones
O milagre japones
 
Crescimento do Japão
Crescimento do JapãoCrescimento do Japão
Crescimento do Japão
 

Semelhante a Industrialização do Japão

Japão
JapãoJapão
Japão
danimontoro
 
História do Japão moderno
História do Japão modernoHistória do Japão moderno
História do Japão moderno
Isabel Rosa
 
HISTÓRIA ORIENTAL - REVOLUÇÃO MEIJI (JAPÃO)
HISTÓRIA ORIENTAL - REVOLUÇÃO MEIJI (JAPÃO)HISTÓRIA ORIENTAL - REVOLUÇÃO MEIJI (JAPÃO)
HISTÓRIA ORIENTAL - REVOLUÇÃO MEIJI (JAPÃO)
badmiral
 
Japão final
Japão finalJapão final
Japão final
Andre Caiado
 
Tigres Asiáticos e Japão
Tigres Asiáticos e JapãoTigres Asiáticos e Japão
Tigres Asiáticos e Japão
Prof. Francesco Torres
 
Cap.13 - Japão e tigres asiáticos
Cap.13 - Japão e tigres asiáticosCap.13 - Japão e tigres asiáticos
Cap.13 - Japão e tigres asiáticos
Acácio Netto
 
Aconsolidaodo japo[1]
Aconsolidaodo japo[1]Aconsolidaodo japo[1]
Aconsolidaodo japo[1]
borgesnuria
 
Era meiji
Era meijiEra meiji
Era meiji
Ócio do Ofício
 
Era meiji
Era meijiEra meiji
Era meiji
Ócio do Ofício
 
Japão – potência econômica
Japão – potência econômicaJapão – potência econômica
Japão – potência econômica
SECRETARIA DA EDUCAÇÃO DO ESTADO DE SÃO PAULO
 
Japão
JapãoJapão
Japão
valquirinha
 
9º ano unidade 6
9º ano  unidade 69º ano  unidade 6
9º ano unidade 6
Christie Freitas
 
Tigres asiaticos
Tigres asiaticosTigres asiaticos
Tigres asiaticos
Thiago Vieira
 
Geo44
Geo44Geo44
Japão - Geografia C
Japão - Geografia CJapão - Geografia C
Japão - Geografia C
Drew Mello
 
JAPAO.pptx
JAPAO.pptxJAPAO.pptx
061024 japao
061024 japao061024 japao
061024 japao
David Cavalcante
 
Industrialização
IndustrializaçãoIndustrialização
Industrialização
Professora Verônica Santos
 
3ºão - resumão - imperialismos
3ºão - resumão - imperialismos3ºão - resumão - imperialismos
3ºão - resumão - imperialismos
Daniel Alves Bronstrup
 
SUDESTE ASIÁTICO
SUDESTE ASIÁTICOSUDESTE ASIÁTICO
SUDESTE ASIÁTICO
Marcelo Dores
 

Semelhante a Industrialização do Japão (20)

Japão
JapãoJapão
Japão
 
História do Japão moderno
História do Japão modernoHistória do Japão moderno
História do Japão moderno
 
HISTÓRIA ORIENTAL - REVOLUÇÃO MEIJI (JAPÃO)
HISTÓRIA ORIENTAL - REVOLUÇÃO MEIJI (JAPÃO)HISTÓRIA ORIENTAL - REVOLUÇÃO MEIJI (JAPÃO)
HISTÓRIA ORIENTAL - REVOLUÇÃO MEIJI (JAPÃO)
 
Japão final
Japão finalJapão final
Japão final
 
Tigres Asiáticos e Japão
Tigres Asiáticos e JapãoTigres Asiáticos e Japão
Tigres Asiáticos e Japão
 
Cap.13 - Japão e tigres asiáticos
Cap.13 - Japão e tigres asiáticosCap.13 - Japão e tigres asiáticos
Cap.13 - Japão e tigres asiáticos
 
Aconsolidaodo japo[1]
Aconsolidaodo japo[1]Aconsolidaodo japo[1]
Aconsolidaodo japo[1]
 
Era meiji
Era meijiEra meiji
Era meiji
 
Era meiji
Era meijiEra meiji
Era meiji
 
Japão – potência econômica
Japão – potência econômicaJapão – potência econômica
Japão – potência econômica
 
Japão
JapãoJapão
Japão
 
9º ano unidade 6
9º ano  unidade 69º ano  unidade 6
9º ano unidade 6
 
Tigres asiaticos
Tigres asiaticosTigres asiaticos
Tigres asiaticos
 
Geo44
Geo44Geo44
Geo44
 
Japão - Geografia C
Japão - Geografia CJapão - Geografia C
Japão - Geografia C
 
JAPAO.pptx
JAPAO.pptxJAPAO.pptx
JAPAO.pptx
 
061024 japao
061024 japao061024 japao
061024 japao
 
Industrialização
IndustrializaçãoIndustrialização
Industrialização
 
3ºão - resumão - imperialismos
3ºão - resumão - imperialismos3ºão - resumão - imperialismos
3ºão - resumão - imperialismos
 
SUDESTE ASIÁTICO
SUDESTE ASIÁTICOSUDESTE ASIÁTICO
SUDESTE ASIÁTICO
 

Último

Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
edusegtrab
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Falcão Brasil
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
AntHropológicas Visual PPGA-UFPE
 
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdfPERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
EsterGabriiela1
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
Sandra Pratas
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
orquestrasinfonicaam
 

Último (20)

Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
 
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdfPERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
 

Industrialização do Japão

  • 1. JAPÃO País de industrialização tardia
  • 2. HISTÓRICO • O arquipélago japonês esteve unido ao continente, quer dizer, fazia parte da placa asiática. Isso deve ter acontecido há mais de 100 mil anos. Nesta época, supõe-se que a faixa de terra, que viria a se tornar o Japão, era habitada. Para confirmar esta hipótese, foram encontrados esqueletos fossilizados de homens e animais, inclusive de elefantes préhistóricos. A existência desses animais teria provocado a migração dos povos do norte para o Japão.
  • 3. • Os habitantes do Japão viviam da caça e da pesca, utilizando-se de instrumentos de pedra, conseguidos através do lascamento. Pode-se dizer, era o período da pedra Lascada ou Paleolítico. • O período datado partir de 20 mil a.C. é conhecido como pré-Jomon.
  • 4. • Japão é um país insular da Ásia Oriental, localizado no Oceano Pacífico, a leste do Mar do Japão, da República Popular da China, da Coreia do Norte, da Coreia do Sul e da Rússia, se estendendo do Mar de Okhotsk, no norte, ao Mar da China Oriental e Taiwan, ao sul. Os caracteres que compõem seu nome significam "Origem do Sol", razão pela qual o Japão é às vezes identificado como a "Terra do Sol Nascente".
  • 5. • O país é um arquipélago de 6 852 ilhas,7 cujas quatro maiores são Honshu, Hokkaido, Kyushu e Shikoku, representando em conjunto 97% da área terrestre nacional. A maior parte das ilhas é montanhosa, com muitos vulcões como, por exemplo, os Alpes japoneses e o Monte Fuji. O Japão possui a décima maior população do mundo, com cerca de 128 milhões de habitantes. A Região Metropolitana de Tóquio, que inclui a capital de facto de Tóquio e várias prefeituras adjacentes, é a maior área metropolitana do mundo, com mais de 30 milhões de habitantes.
  • 6.  Entre 1603-1868, o país ficou isolado do mundo sobre o comando do clã tokugawa, período em que imperou uma ditadura militar, em que o governo estava nas mãos dos xoguns ( comandantes militares em Japonês).  Estrangeiros eram proibidos de entrar e os nativos de sair, exceto as trocas comerciais feitas com os holandeses em Nagasáqui.
  • 7.  Em 1853, EUA encontra um país ainda feudal e defasado economicamente em relação ao mundo ocidental.  Em 1854 EUA por meio do tratado de Kanagawa forçam a abertura do japão, fazendo assim que levasse ao fim do domínio do clã Tokugawa em 1868.
  • 8.  Um país tão pequeno com aréa de 377 mil km2, corresponde aos estados de RS e SC, formado por montanhas e estreitas planícies, o que leva a poucas terras agriccultáveis, a maioria na zona temperada do planeta, o que não oferecia condições para os cultivos de produtos tropicais como: Algodão, cana e etc.
  • 9.  Localizado ainda numa zona de contato entre 3 placas tectônicas no círculo de fogo do pacífico. (VER IMAGEM)  Terremotos e erupções são uma constante no país além de um subsolo extremamente pobre em minérios e combustíveis fosséis.
  • 13. PERGUNTA:  “Então, o que o japão poderia oferecer as potencias colonialistas, tanto na fase do mercantilismo como mais tarde na etapa do imperialismo?’’  Vamos pensar um pouco....
  • 14.  No século XIX, os EUA emergindo como potência se lançou em busca de pontos estratégicos nos oceanos Pacífico e Atlântico, daí o Japão se tornou um país interessante.  Os japoneses para não ficar para trás e nem depender dos EUA se lançam com coragem para viabilizar seu processo de industrialização por meio da intervenção do estado na economia e do militarismo.
  • 15.  Assim como na Alemanha, Itália o Japão é um país de capitalismo tardio, não durou muito até que esses países se unissem no eixo Berlim-Roma-Tóquio no contexto da segunda guerra mundial com a tentativa de dominar o mundo.  Para viabilizar a sua expansão econômica para o Japão era interessante dominar territórios da Ásia.
  • 16.  A industrialização japonesa só ocorreu efetivamente após o xogunato Tokugawa em 1868, com ascensão do imperador Mitsuhito.  Era o novo reinado conhecido como Era meiji (“ governo ilustrado”, em japonês) até 1912.  Políticas mordenizantes:  Investimentos para a criação de infra-estrutura como: ferrovias, portos, minas e etc.
  • 17. Maciços investimentos em Educação, que foi voltada para a qualificação de mão de obra; Abertura à tecnologia e aos produtos estrangeiros;  A constituição de 1889 estabeleceu o imperador como chefe” sagrado e inviolável” do Estado e também a Dieta Nacional do Japão( parlamento).
  • 18. • Também investiu em Grandes conglomerados, conhecidos como Zaibatsus ( em japonês: Zai= “riqueza”; Batsu= “Grupo’’. • Mitsubishi, Mitsu, Sumitomo e Yasuda dentre outros menores. • Esses Zaibatsus chegavam a controlar até metade de alguns setores industriais.
  • 19. • O Japão começa a crecer industralmente, porém logo o país começa a enfrentar broblemas como: Escassez crônica de matérias primas e de energia e limitações no mercado. • Japão resolve então se aventurar em busca de tais objetivos no pacífico e na Ásia. • Investiu em seu fortalecimento militar com a ajuda da disciplina xintoísta( aspecto cultural), aliada a capacidade industrial ( aspecto econômico)
  • 20. • Vitória na guerra Sino-Japonesa ( 1894-95), que garantiu a ocupação em Taiwan e em 1910 anexou a Coreia. • Vitória também na guerra contra Rússia ( 1904-1905), japoneses tomam as ilhas Sacalinas e, em 1931, ocuparam a Manchúria, onde implantaram Manchukuo. • Pu Yi.
  • 22. • Em 1941 japoneses atacam base naval de Pearl Habor ( HAVAÍ). • EUA lançam bomba atômica em Hiroxima ( 6 de agosto de 1945) Nagasáqui ( 9 de agosto de 1945). • Setembro de 1945 Japão se rende no porta-aviões Missouri . • EUA superioridade tecnológica e militar.
  • 23. Reconstrução após a guerra • Após a segunda guerra o Japão foi governado pelo conselho supremo das potências aliadas. • General Norte-Americano Douglas MacArthur • Políticas modrenizantes de vista política, econômica e cultural. • Em 1947, foi aprovada a lei de Proibição dos Monopólios, leva os zaibatsus a dissolução.
  • 24. • EUA, querem enfraquecer o poder dos grandes grupos para estimular sua atuação dentro do país. • Mais com o tempo os Zaibatsus se reorganizam como Keiretsus. • EUA dominam o Japão, devido a constituição imposta em 1947 que fez encerrar o militarismo ao proibir a intervenção externa do exército japonês.
  • 25. • EUA tem todo o controle sobre o japão até mesmo de ataques nucleares. • 1954 o Japão assina um tratado de defesa mútua com EUA. • Garantiu também a liberdade de culto e estabeleceu a separação entre estado e religião; • O xintoísmo deixa de ser religião oficil e o ensino público passa a ser laico.
  • 26. • Em 1952 a independência pólítica e soberania foram restabelecidas e o Imperador deixou de ser considerado uma dinvidade e colaborou com as reformas. • Hiroito permanceu no poder até 1926 até a sua morte em 1989; Período que ficou denominado de Era showa, ( paz brilhante em japonês) • Foi substituído por seu filho Akihito, Imperador do japão ( 2010).
  • 27. • Recuperação econômica extraordinária no pós-guerra; • 3º lugar na década de 1960; • 2º lugar na década de1980, permanecendo ali até 2009; • A partir dos anos 1990 seu crescimento tem sido muito baixo.
  • 29. FATORES QUE EXPLICAM O MILAGRE JAPONÊS • Grande disponibilidade de mão de obra relativamente barata, disciplinada e qualificada; • Maciços investimentos estatais em educação, que melhoram ainda mais a qualificação de mão de obra, e , junto a iniciativa privada, pesquisa e desenvolvimento tecnológico; • A reconstrução da infraestrutura e dos conglomerados( os antigos zaibatsus) em bases mais modernas e competitivas;
  • 30. • A desmilitarização do país e de seu parque industrial, que permitiu investimentos maiores nas indústrias civis de bens intermediários e de capital, o que deu sustentação ao desenvolvimento de uma poderosa indústria de bens de consumo. • A substituição dos zaibatsus se reorganizaram em keiretsus( união sem cabeça) , que dominam a economia japonesa atual.
  • 31. • Um keiretsu se articula em torno de algum grande banco que dá suporte financeiro ás empresas da rede.
  • 32. Distribuição espacial do país • Ásia Oriental, localizado no Oceano pacífico,é um arquipélago, que geologicamente está sobre 3 placas tectônicas.
  • 33. Que recursos naturais o Japão apresentar para a indústria? O país possuí poucos recursos, dentre eles pouquíssimas jazidas de minérios e reservas de combustíveis fósseis. (Insuficiente) Potencial hidráulico grande, porém insuficiente. Poucas reservas de carvão e petróleo. Solução para suprir as necessidades da indústria? Importação.
  • 34. Importação de recursos Os japoneses importam 100% do minério de ferro, 99,9% do minério de cobre e 92% do minério de zinco que consomem. A indústria extrativa mineral do Japão contribuiu com apenas 0,1% do PIB do país; já a indústria de processamento de recursos minerais, em sua grande maioria importados,, contribuiu com 5,4% do PIB.
  • 36. Atividade Industrial • Primeiras indústrias -> Produtos têxteis • Século XX, indústrias intermediárias e de bens de capital. • Crescente expansão das indústrias de bens de consumo. • Hoje o Japão é um país altamente industrializado. • O bens intermediário de capital e os de maior valor agregado, são predominantes na venda ao exterior. • Exportação, 94% da pauta são industrializados dos quais 82% produtos de média alta tecnologia.
  • 37. Distribuição da Atividade Industrial • Condicionada pela dependência em relação ao exterior, tanto para importar como para exportar. • Desenvolvimento da indústria naval. • A maior parte dos parques industriais situa-se próximo aos grandes portos, assim, as maiores concentrações urbano-industriais encontram-se na franja litorânea do pacífico.
  • 39. • No sudeste da ilha de Honshu se localiza a segunda maior aglomeração urbano-industrial do mundo, e no eixo Tóquio-Osaka, encontra se o trecho mais importante da megalópole japonesa, chamado cinturão industrial. Extramamente diversificado concentra cerca de 80% da produção do país, e as regiões de Tóquio e Osaka, sozinhas, são responsáveis por cerca de metade desse total. Nessas duas cidades estão cerca de 85% das sedes administrativas das maiores corporações japonesas constantes na lista da revista fortune.
  • 40.
  • 41. Principais Tecnopolos • Líder em tecnologia ficando ao lado dos EUA e da União Europeia. • Dois mais importantes tecnopolos: Tsukuba e Kansai. Tsukuba, sua implantação começou na década de 60. Existindo em 2010, 55 institutos públicos e privados de educação e pesquisa. Kansai, sua implantação começou na década de 80, sendo hoje o segundo maior tecnopolo do Japão.
  • 43. • Líder mundial em tecnologia Robótica, do qual domina o desenvolvimento e aplicação. • A utilização de robôs, trouxe o aumento da produtividade e da competitividade de seu parque industrial. • A crise de 2008, afetou a economia, e levou a diminuição dos estoques em operação.
  • 44. Crises Econômicas • 1990, economia entra em estagnação por consequência do sucesso. • Alta na bolsa de valores de Tóquio. • Os bancos japoneses caíram de posições. • Variação do PIB de 1991-2009 (tabela)
  • 46. Vantagens comparativas • Mão de Obra barata; • Grandes investimentos em pesquisas; e educação; • Produção em até 82% do produto em alta tecnologia; • Preço competitivo com qualidade e confiabilidade.
  • 47. Meio Ambiente e Impactos da Atividade Industrial • Devido ao crescimento econômico após a segunda guerra, o ambiente sofreu consequências como a poluição do ar nos anos 50 e 60. • Introdução de Leis Ambientais. (1970) • Ministério do Meio Ambiente (1971) • Líder mundial em desenvolvimento sustentável. • Protocolo de Quioto, 1997.
  • 48. Situação Atual • 2 º potência mundial (2009); • Potência industrial de primeira linha; • Sede das maiores corporações multinacionais do planeta: Toyota, Honda, Nissan, Hitachi, Panasonic, e Sony, Mitsubshi, Mitsui, Sumitomo e etc. • População de 127, 3 milhões de pessoas em 2013.
  • 49. • A economia do Japão é a 3ª maior do mundo se considermos seu Produto Interno Bruto (PIB) Nominal, estimado em US$5,8 trilhões (2011) , atrás apenas dos Estados Unidos e da China — bem como a quarta se considerarmos seu PIB medido em Poder de Compra, de quase US$4,4 trilhões, atrás somente dos Estados Unidos, da China e da Índia. O país é o nono no ranking de competitividade do Fórum Econômico Mundial.