SlideShare uma empresa Scribd logo
História do Brasil 8
2º Reinado
Primeira fase do Segundo
Reinado (1840-1850)
O que aconteceu com as revoltas populares?
• Exportação
• Vale da Paraíba
• Estabilização das finanças da monarquia
• Recursos para a repressão
Café
• Comando de Luís Alves de Lima e Silva
• Sufocou a Balaiada e a Farroupilha
Exército
Como funcionou o parlamentarismo no
Império e qual a sua importância
 1847 – Sistema parlamentarista, criação do cargo de presidente do conselho de ministros.
 Rodízio no poder entre liberais e conservadores.
 Participação popular no processo político inexistiu.
 Parlamentarismo às avessas
 O Imperador que escolhia o presidente do gabinete e, se a Câmara fosse de outro partido, ele poderia
dissolvê-la e marcar novas eleições.
 Quem tinha a maioria dos poderes de decisão era o Imperador e o Conselho de Estado e não o
primeiro-ministro.
Parlamentarismo no Brasil
Imperador
(Poder Moderador)
nomeia demite
Primeiro-Ministro
(Poder Executivo)
nomeia
Outros Ministros
Tem
autoridade
para
dissolver
Câmara dos
Deputados
(Poder legislativo)
Cidadãos (voto
censitário e indireto
Qual foi a última revolta social do Império?
Praieira
 Pernambuco, 1848
 Liberais contrários ao monopólio dos comerciantes portugueses, organizam o chamado Partido
da Praia em 1842 e passam a fomentar ideias revolucionárias, influenciadas inclusive pelo
pensamento socialista utópico.
 1848 – substituição de um governador liberal para um conservador – estopim.
 1849 – Manifesto ao Mundo (voto livre e universal, liberdade de imprensa, liberdade de trabalho,
extinção do poder Moderador, fim do monopólio português sobre o comércio e maior
autonomia pra as províncias.
 1850 – Movimento estava completamente sufocado.
Segunda fase do Segundo
Reinado (1850 – 1870)
Café: o “ouro verde”
 Plantation
 Vale da Paraíba e oeste paulista.
 Terra roxa – favorável ao plantio de café
 Paulistas
 Usavam técnicas mais modernas. Maior produtividade. Menor custo.
 Estrutura própria para a comercialização do café.
 Novos tipo de relações de produção, iniciando a imigração em larga escala.
Surto industrial
 Destaque na segunda metade do século XIX.
 1844 – Ministro Alves Branco – elevou os impostos sobre os produtos ingleses de 30% a 60%.
 1850 – Lei Eusébio de Queirós – Fim do tráfico negreiro.
 Disponibilidade de capitais para à atividade fabril.
 Barão-Visconde de Mauá
 Curto fôlego
 Limitações do mercado de consumo
 Falta de capitais contínuos
 Pressões inglesas
Aspectos dos trabalhadores do Segundo
Reinado
 Escravidão negra
 1845 – Lei Bill Aberdeen
 Fundação de núcleos de colonos
 1850 – Lei Eusébio de Queirós
 Lei das Terras (1850)
 Incorporação da terra e do trabalho à economia de mercado
 Parceria e colonato
Política Interna do Segundo Reinado
 Liberal no primeiro momento
 Anistia aos presos das revoltas do período regencial.
 Novas eleições legislativas – “eleições do cacete”
 Conservador
 Reformulação do Código do Processo Criminal
 Conselho de Estado
 Dobrou-se a renda exigida para ser eleitor.
 Criação do cargo de Chefe de Polícia.
 Dissolução da Câmara dos Deputados
Política Interna do Segundo Reinado
 Rebeliões liberais de 1842 – SP e MG
 Volta dos liberais ao poder
 Criação do cargo de Presidente do Conselho de Ministros (Primeiro Ministro)
 Revolução Praieira (1848)
 Conservadores reassumem o governo.
Política Externa
 Intervenção nos países platinos
 No Uruguai, em 1851, derrubando seu governante,
Manuel Oribe;
 Na Argentina, em 1852, destituindo Juan Manuel
Rosas;
 No Uruguai, em 1864, desta vez derrubando
Atanásio Cruz Aguirre;
 No Paraguai, de 1864 a 1870, envolvendo o Brasil no
maior conflito de sua história, contra as tropas de
Francisco Solano López.
Consequências da Guerra do Paraguai
 Destruição do Paraguai;
 Fortalecimento bélico, político e institucional do
exército;
 Difusão de ideias republicanas e abolicionistas;
 Aumento da dívida externa do Brasil.
Enfraquecimento da Monarquia Brasileira
 Fortalecimento de novos grupos sociais:
 Imigrantes
 Classe média: funcionários públicos, comerciantes, profissionais liberais e militares;
 Cafeicultores do oeste paulista
 1870 – Manifesto Republicano
 Perda das bases de apoio da Monarquia
Quais foram as “questões da República?”
Questão Militar Questão Religiosa Questão Servil
Questão Servil
 1850 - Lei Eusébio de Queirós
 1871 – Lei Visconde do Rio Branco – Lei do Ventre Livre
 1885 – Lei Saraiva Cotegipe – Lei dos Sexagenários
 1887 – Exercito não perseguiria mais escravos fugidos
 1888 – Lei João Alfredo – Lei Áurea
Fazendeiros do vale do Paraíba
sentiram-se lesados pelo Imperador
Como foi a proclamação da República
 Militares + classe média + cafeicultores
 Marechal Deodoro da Fonseca liderou a
conspiração golpista.
 15 de novembro de 1889 – Proclamação da
República
 Durando o Segundo Reinado Brasileiro, que teve como imperador Dom Pedro II, as duas principais
correntes que contestavam as políticas imperiais e acabaram encabeçando o golpe de 15 de
novembro de 1889, acabando assim com o Segundo Reinado, foram:
 a) anarquistas e liberais
 b) federalistas e nacionalistas
 c) republicanos e militares
 d) comunistas e integralistas
 e) socialistas e milicianos.
 (Mackenzie) Sobre o parlamentarismo praticado durante quase todo o Segundo Reinado e a
atuação dos partidos Liberal e Conservador, podemos afirmar que:
 a) ambos colaboraram para suprimir qualquer fraude nas eleições e faziam forte oposição ao
centralismo imperial.
 b) as divergências entre ambos impediram períodos de conciliação, gerando acentuada
instabilidade no sistema parlamentar.
 c) organizado de baixo para cima, o parlamentarismo brasileiro chocou-se com os partidos Liberal
e Conservador de composição elitista.
 d) Liberal e Conservador, sem diferenças ideológicas significativas, alternavam-se no poder,
sustentando o parlamentarismo de fachada, manipulado pelo imperador.
 e) os partidos tinham sólidas bases populares e o parlamentarismo seguia e praticava rigidamente
o modelo inglês.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

3° Ano Aula 16 A 19 Brasil RepúBlica RepúBlica Velha
3° Ano Aula 16 A 19 Brasil RepúBlica RepúBlica Velha3° Ano Aula 16 A 19 Brasil RepúBlica RepúBlica Velha
3° Ano Aula 16 A 19 Brasil RepúBlica RepúBlica Velha
Lela Leite
 
República da espada
República da espadaRepública da espada
República da espada
dmflores21
 
História do Brasil - Brasil República - Prof. Alexandre Morais
História do Brasil - Brasil República - Prof. Alexandre MoraisHistória do Brasil - Brasil República - Prof. Alexandre Morais
História do Brasil - Brasil República - Prof. Alexandre Morais
Curso Livre Redação-Eliani Martins
 
Historia9 cidadania
Historia9 cidadaniaHistoria9 cidadania
Brasil Republicano: revoltas, lutas e conquistas. - Prof. Medeiros
Brasil Republicano: revoltas, lutas e conquistas. - Prof. MedeirosBrasil Republicano: revoltas, lutas e conquistas. - Prof. Medeiros
Brasil Republicano: revoltas, lutas e conquistas. - Prof. Medeiros
João Medeiros
 
Período regencial no Brasil
Período regencial no BrasilPeríodo regencial no Brasil
Período regencial no Brasil
Edenilson Morais
 
República da Espada
República da EspadaRepública da Espada
República da Espada
Atkinson Junior
 
Getúlio Vargas: Governo Provisório (1930-34)
Getúlio Vargas: Governo Provisório (1930-34)Getúlio Vargas: Governo Provisório (1930-34)
Getúlio Vargas: Governo Provisório (1930-34)
Valéria Shoujofan
 
Hb hg 3
Hb hg 3Hb hg 3
Período Regencial
Período RegencialPeríodo Regencial
Período Regencial
Portal do Vestibulando
 
3° ano República da Espada
3° ano   República da Espada3° ano   República da Espada
3° ano República da Espada
Daniel Alves Bronstrup
 
Brasil república
Brasil repúblicaBrasil república
Brasil república
Má Bartzen
 
Transição do Império para República Brasileira
Transição do Império para República BrasileiraTransição do Império para República Brasileira
Transição do Império para República Brasileira
alinemaiahistoria
 
Proclamação da República
Proclamação da RepúblicaProclamação da República
Proclamação da República
Rosani Becker
 
Brasil Republica Velha - declinio
Brasil Republica Velha - declinioBrasil Republica Velha - declinio
Brasil Republica Velha - declinio
Alexandre Protásio
 
Brasil República - 1889-1920
Brasil República - 1889-1920Brasil República - 1889-1920
Brasil República - 1889-1920
Murilo Cisalpino
 
A república velha (1889 1930)
A república velha (1889 1930)A república velha (1889 1930)
A república velha (1889 1930)
Fernando Fagundes
 
República da espada (aula)blogger
República da espada (aula)bloggerRepública da espada (aula)blogger
República da espada (aula)blogger
Norberto Correa
 
República Velha (1889-1930) - Primeira Parte
República Velha (1889-1930) - Primeira ParteRepública Velha (1889-1930) - Primeira Parte
República Velha (1889-1930) - Primeira Parte
Valéria Shoujofan
 
O Segundo Reinado - D. Pedro II
O Segundo Reinado - D. Pedro IIO Segundo Reinado - D. Pedro II
O Segundo Reinado - D. Pedro II
Edilene Ruth Pereira
 

Mais procurados (20)

3° Ano Aula 16 A 19 Brasil RepúBlica RepúBlica Velha
3° Ano Aula 16 A 19 Brasil RepúBlica RepúBlica Velha3° Ano Aula 16 A 19 Brasil RepúBlica RepúBlica Velha
3° Ano Aula 16 A 19 Brasil RepúBlica RepúBlica Velha
 
República da espada
República da espadaRepública da espada
República da espada
 
História do Brasil - Brasil República - Prof. Alexandre Morais
História do Brasil - Brasil República - Prof. Alexandre MoraisHistória do Brasil - Brasil República - Prof. Alexandre Morais
História do Brasil - Brasil República - Prof. Alexandre Morais
 
Historia9 cidadania
Historia9 cidadaniaHistoria9 cidadania
Historia9 cidadania
 
Brasil Republicano: revoltas, lutas e conquistas. - Prof. Medeiros
Brasil Republicano: revoltas, lutas e conquistas. - Prof. MedeirosBrasil Republicano: revoltas, lutas e conquistas. - Prof. Medeiros
Brasil Republicano: revoltas, lutas e conquistas. - Prof. Medeiros
 
Período regencial no Brasil
Período regencial no BrasilPeríodo regencial no Brasil
Período regencial no Brasil
 
República da Espada
República da EspadaRepública da Espada
República da Espada
 
Getúlio Vargas: Governo Provisório (1930-34)
Getúlio Vargas: Governo Provisório (1930-34)Getúlio Vargas: Governo Provisório (1930-34)
Getúlio Vargas: Governo Provisório (1930-34)
 
Hb hg 3
Hb hg 3Hb hg 3
Hb hg 3
 
Período Regencial
Período RegencialPeríodo Regencial
Período Regencial
 
3° ano República da Espada
3° ano   República da Espada3° ano   República da Espada
3° ano República da Espada
 
Brasil república
Brasil repúblicaBrasil república
Brasil república
 
Transição do Império para República Brasileira
Transição do Império para República BrasileiraTransição do Império para República Brasileira
Transição do Império para República Brasileira
 
Proclamação da República
Proclamação da RepúblicaProclamação da República
Proclamação da República
 
Brasil Republica Velha - declinio
Brasil Republica Velha - declinioBrasil Republica Velha - declinio
Brasil Republica Velha - declinio
 
Brasil República - 1889-1920
Brasil República - 1889-1920Brasil República - 1889-1920
Brasil República - 1889-1920
 
A república velha (1889 1930)
A república velha (1889 1930)A república velha (1889 1930)
A república velha (1889 1930)
 
República da espada (aula)blogger
República da espada (aula)bloggerRepública da espada (aula)blogger
República da espada (aula)blogger
 
República Velha (1889-1930) - Primeira Parte
República Velha (1889-1930) - Primeira ParteRepública Velha (1889-1930) - Primeira Parte
República Velha (1889-1930) - Primeira Parte
 
O Segundo Reinado - D. Pedro II
O Segundo Reinado - D. Pedro IIO Segundo Reinado - D. Pedro II
O Segundo Reinado - D. Pedro II
 

Destaque

Week 2 - Art and Photography
Week 2 - Art and PhotographyWeek 2 - Art and Photography
Week 2 - Art and Photography
Drew Pettifer
 
Présentation sans titre
Présentation sans titrePrésentation sans titre
Présentation sans titre
Gérard Sekko
 
Ways to Find Better ROI & Values on Social Media
Ways to Find Better ROI & Values on Social MediaWays to Find Better ROI & Values on Social Media
Ways to Find Better ROI & Values on Social Media
Cynthia Johnson
 
Anthony Howard
Anthony HowardAnthony Howard
Anthony Howard
Anthony Howard
 
História do brasil 10
História do brasil 10História do brasil 10
História do brasil 10
fernandacarolinestang
 
Eric's Resume 5-26-15
Eric's Resume 5-26-15Eric's Resume 5-26-15
Eric's Resume 5-26-15
Eric Jeffers
 
CS Resume 2
CS Resume 2CS Resume 2
CS Resume 2
LaPrecia Williams
 
おもてなしサポートを実現する品質向上の取り組み
おもてなしサポートを実現する品質向上の取り組みおもてなしサポートを実現する品質向上の取り組み
おもてなしサポートを実現する品質向上の取り組み
Cybozucommunity
 
20160128農業委員會:「春節期間農產品調配措施」
20160128農業委員會:「春節期間農產品調配措施」20160128農業委員會:「春節期間農產品調配措施」
20160128農業委員會:「春節期間農產品調配措施」
R.O.C.Executive Yuan
 
Creative Social Presnets - The 1 thing i woud change in advertising. 3 Septem...
Creative Social Presnets - The 1 thing i woud change in advertising. 3 Septem...Creative Social Presnets - The 1 thing i woud change in advertising. 3 Septem...
Creative Social Presnets - The 1 thing i woud change in advertising. 3 Septem...
Creative Social
 
CS Presents. ..F**k University
CS Presents. ..F**k UniversityCS Presents. ..F**k University
CS Presents. ..F**k University
Creative Social
 
Creative Social Presents - Hold on, your planning's showing - Why we still ne...
Creative Social Presents - Hold on, your planning's showing - Why we still ne...Creative Social Presents - Hold on, your planning's showing - Why we still ne...
Creative Social Presents - Hold on, your planning's showing - Why we still ne...
Creative Social
 
ALM-1412 LNA Module in a GPS Receiver
ALM-1412 LNA Module in a GPS ReceiverALM-1412 LNA Module in a GPS Receiver
ALM-1412 LNA Module in a GPS Receiver
Premier Farnell
 
A Fase de Dom João VI
A Fase de Dom João VIA Fase de Dom João VI
A Fase de Dom João VI
Mariana Loureiro
 
#6 fallas en el s.o
#6 fallas en el s.o#6 fallas en el s.o
#6 fallas en el s.o
RekenaarOnderhoud
 
Brand Social (Nov16)
Brand Social (Nov16)Brand Social (Nov16)
Brand Social (Nov16)
Creative Social
 
Enfoque de Resolución de Problemas
Enfoque de Resolución de Problemas Enfoque de Resolución de Problemas
Enfoque de Resolución de Problemas
Dennis Raúl Mucha Montoya
 
Estrategias para la Enseñanza de la Matemática M1 ccesa007
Estrategias para la Enseñanza de la Matemática  M1  ccesa007Estrategias para la Enseñanza de la Matemática  M1  ccesa007
Estrategias para la Enseñanza de la Matemática M1 ccesa007
Demetrio Ccesa Rayme
 
Resolucion de problemas
Resolucion de problemasResolucion de problemas
Resolucion de problemas
Nayeli Morales
 
Resolucion de problemas matematicos
Resolucion de problemas matematicosResolucion de problemas matematicos
Resolucion de problemas matematicos
1022miguelangel
 

Destaque (20)

Week 2 - Art and Photography
Week 2 - Art and PhotographyWeek 2 - Art and Photography
Week 2 - Art and Photography
 
Présentation sans titre
Présentation sans titrePrésentation sans titre
Présentation sans titre
 
Ways to Find Better ROI & Values on Social Media
Ways to Find Better ROI & Values on Social MediaWays to Find Better ROI & Values on Social Media
Ways to Find Better ROI & Values on Social Media
 
Anthony Howard
Anthony HowardAnthony Howard
Anthony Howard
 
História do brasil 10
História do brasil 10História do brasil 10
História do brasil 10
 
Eric's Resume 5-26-15
Eric's Resume 5-26-15Eric's Resume 5-26-15
Eric's Resume 5-26-15
 
CS Resume 2
CS Resume 2CS Resume 2
CS Resume 2
 
おもてなしサポートを実現する品質向上の取り組み
おもてなしサポートを実現する品質向上の取り組みおもてなしサポートを実現する品質向上の取り組み
おもてなしサポートを実現する品質向上の取り組み
 
20160128農業委員會:「春節期間農產品調配措施」
20160128農業委員會:「春節期間農產品調配措施」20160128農業委員會:「春節期間農產品調配措施」
20160128農業委員會:「春節期間農產品調配措施」
 
Creative Social Presnets - The 1 thing i woud change in advertising. 3 Septem...
Creative Social Presnets - The 1 thing i woud change in advertising. 3 Septem...Creative Social Presnets - The 1 thing i woud change in advertising. 3 Septem...
Creative Social Presnets - The 1 thing i woud change in advertising. 3 Septem...
 
CS Presents. ..F**k University
CS Presents. ..F**k UniversityCS Presents. ..F**k University
CS Presents. ..F**k University
 
Creative Social Presents - Hold on, your planning's showing - Why we still ne...
Creative Social Presents - Hold on, your planning's showing - Why we still ne...Creative Social Presents - Hold on, your planning's showing - Why we still ne...
Creative Social Presents - Hold on, your planning's showing - Why we still ne...
 
ALM-1412 LNA Module in a GPS Receiver
ALM-1412 LNA Module in a GPS ReceiverALM-1412 LNA Module in a GPS Receiver
ALM-1412 LNA Module in a GPS Receiver
 
A Fase de Dom João VI
A Fase de Dom João VIA Fase de Dom João VI
A Fase de Dom João VI
 
#6 fallas en el s.o
#6 fallas en el s.o#6 fallas en el s.o
#6 fallas en el s.o
 
Brand Social (Nov16)
Brand Social (Nov16)Brand Social (Nov16)
Brand Social (Nov16)
 
Enfoque de Resolución de Problemas
Enfoque de Resolución de Problemas Enfoque de Resolución de Problemas
Enfoque de Resolución de Problemas
 
Estrategias para la Enseñanza de la Matemática M1 ccesa007
Estrategias para la Enseñanza de la Matemática  M1  ccesa007Estrategias para la Enseñanza de la Matemática  M1  ccesa007
Estrategias para la Enseñanza de la Matemática M1 ccesa007
 
Resolucion de problemas
Resolucion de problemasResolucion de problemas
Resolucion de problemas
 
Resolucion de problemas matematicos
Resolucion de problemas matematicosResolucion de problemas matematicos
Resolucion de problemas matematicos
 

Semelhante a História do brasil 8

A Partir Da Regencia Site
A Partir Da Regencia   SiteA Partir Da Regencia   Site
A Partir Da Regencia Site
Carlos Glufke
 
A Partir Da Regencia
A Partir Da RegenciaA Partir Da Regencia
A Partir Da Regencia
guest923616
 
A Partir De D. Joao VI
A Partir De D. Joao VIA Partir De D. Joao VI
A Partir De D. Joao VI
guest923616
 
A Partir De D. Joao VI
A Partir De D. Joao VIA Partir De D. Joao VI
A Partir De D. Joao VI
guest923616
 
Segundo Reinado
Segundo ReinadoSegundo Reinado
Segundo Reinado
Edilene Ruth Pereira
 
Apresentação segundo reinado 2012
Apresentação segundo reinado 2012Apresentação segundo reinado 2012
Apresentação segundo reinado 2012
ProfessoresColeguium
 
Dom pedro ii
Dom pedro iiDom pedro ii
Dom pedro ii
esculaxoviske
 
segundo Reinado - ok.ppt
segundo Reinado - ok.pptsegundo Reinado - ok.ppt
segundo Reinado - ok.ppt
dawdsoncangussu
 
Aula 9 - História do Brasil - Prof. Fezão
Aula 9 - História do Brasil - Prof. FezãoAula 9 - História do Brasil - Prof. Fezão
Aula 9 - História do Brasil - Prof. Fezão
Felipe Vaitsman
 
Segundo reinado slide
Segundo reinado slideSegundo reinado slide
Segundo reinado slide
professordehistoria
 
Segundo Reinado Módulo
Segundo Reinado  Módulo Segundo Reinado  Módulo
Segundo Reinado Módulo
CarlosNazar1
 
Segundo Reinado- Colégio Módulo
Segundo Reinado- Colégio Módulo Segundo Reinado- Colégio Módulo
Segundo Reinado- Colégio Módulo
CarlosNazar1
 
Segundo Reinado (1840 – 1889).pptx
Segundo Reinado (1840 – 1889).pptxSegundo Reinado (1840 – 1889).pptx
Segundo Reinado (1840 – 1889).pptx
Érika Araújo
 
2º Reinado.pptx
2º Reinado.pptx2º Reinado.pptx
2º Reinado.pptx
NicolasBDias
 
Brasil monárquico
Brasil monárquicoBrasil monárquico
Brasil monárquico
Marcela Marangon Ribeiro
 
Segundo reinado
Segundo reinadoSegundo reinado
Segundo reinado
Juliana_hst
 
Período Imperial - História do Brasil
Período Imperial - História do BrasilPeríodo Imperial - História do Brasil
Período Imperial - História do Brasil
Diana Figueiredo
 
Apresentação segundo reinado 2011
Apresentação segundo reinado 2011Apresentação segundo reinado 2011
Apresentação segundo reinado 2011
ProfessoresColeguium
 
Segundo Reinado
Segundo ReinadoSegundo Reinado
Segundo Reinado
Portal do Vestibulando
 
4-Segundo Reinado (1840-1889)brasil históraq.pdf
4-Segundo Reinado (1840-1889)brasil históraq.pdf4-Segundo Reinado (1840-1889)brasil históraq.pdf
4-Segundo Reinado (1840-1889)brasil históraq.pdf
linharespedro305
 

Semelhante a História do brasil 8 (20)

A Partir Da Regencia Site
A Partir Da Regencia   SiteA Partir Da Regencia   Site
A Partir Da Regencia Site
 
A Partir Da Regencia
A Partir Da RegenciaA Partir Da Regencia
A Partir Da Regencia
 
A Partir De D. Joao VI
A Partir De D. Joao VIA Partir De D. Joao VI
A Partir De D. Joao VI
 
A Partir De D. Joao VI
A Partir De D. Joao VIA Partir De D. Joao VI
A Partir De D. Joao VI
 
Segundo Reinado
Segundo ReinadoSegundo Reinado
Segundo Reinado
 
Apresentação segundo reinado 2012
Apresentação segundo reinado 2012Apresentação segundo reinado 2012
Apresentação segundo reinado 2012
 
Dom pedro ii
Dom pedro iiDom pedro ii
Dom pedro ii
 
segundo Reinado - ok.ppt
segundo Reinado - ok.pptsegundo Reinado - ok.ppt
segundo Reinado - ok.ppt
 
Aula 9 - História do Brasil - Prof. Fezão
Aula 9 - História do Brasil - Prof. FezãoAula 9 - História do Brasil - Prof. Fezão
Aula 9 - História do Brasil - Prof. Fezão
 
Segundo reinado slide
Segundo reinado slideSegundo reinado slide
Segundo reinado slide
 
Segundo Reinado Módulo
Segundo Reinado  Módulo Segundo Reinado  Módulo
Segundo Reinado Módulo
 
Segundo Reinado- Colégio Módulo
Segundo Reinado- Colégio Módulo Segundo Reinado- Colégio Módulo
Segundo Reinado- Colégio Módulo
 
Segundo Reinado (1840 – 1889).pptx
Segundo Reinado (1840 – 1889).pptxSegundo Reinado (1840 – 1889).pptx
Segundo Reinado (1840 – 1889).pptx
 
2º Reinado.pptx
2º Reinado.pptx2º Reinado.pptx
2º Reinado.pptx
 
Brasil monárquico
Brasil monárquicoBrasil monárquico
Brasil monárquico
 
Segundo reinado
Segundo reinadoSegundo reinado
Segundo reinado
 
Período Imperial - História do Brasil
Período Imperial - História do BrasilPeríodo Imperial - História do Brasil
Período Imperial - História do Brasil
 
Apresentação segundo reinado 2011
Apresentação segundo reinado 2011Apresentação segundo reinado 2011
Apresentação segundo reinado 2011
 
Segundo Reinado
Segundo ReinadoSegundo Reinado
Segundo Reinado
 
4-Segundo Reinado (1840-1889)brasil históraq.pdf
4-Segundo Reinado (1840-1889)brasil históraq.pdf4-Segundo Reinado (1840-1889)brasil históraq.pdf
4-Segundo Reinado (1840-1889)brasil históraq.pdf
 

Mais de fernandacarolinestang

Revisão Enem 2017
Revisão Enem 2017Revisão Enem 2017
Revisão Enem 2017
fernandacarolinestang
 
Revolução Russa
Revolução RussaRevolução Russa
Revolução Russa
fernandacarolinestang
 
Revolução francesa (1789 1799)
Revolução francesa (1789 1799)Revolução francesa (1789 1799)
Revolução francesa (1789 1799)
fernandacarolinestang
 
A revolução industrial
A revolução industrialA revolução industrial
A revolução industrial
fernandacarolinestang
 
O iluminismo
O iluminismoO iluminismo
O iluminismo
fernandacarolinestang
 
As revoluções inglesas
As revoluções inglesasAs revoluções inglesas
As revoluções inglesas
fernandacarolinestang
 
O reino dos francos e a formação do feudalismo
O reino dos francos e a formação do feudalismoO reino dos francos e a formação do feudalismo
O reino dos francos e a formação do feudalismo
fernandacarolinestang
 
A baixa idade média
A baixa idade médiaA baixa idade média
A baixa idade média
fernandacarolinestang
 
Os modernos estados nacionais
Os modernos estados nacionaisOs modernos estados nacionais
Os modernos estados nacionais
fernandacarolinestang
 
Civilização Romana - Império
Civilização Romana - ImpérioCivilização Romana - Império
Civilização Romana - Império
fernandacarolinestang
 
Roma Antiga Editado
Roma Antiga EditadoRoma Antiga Editado
Roma Antiga Editado
fernandacarolinestang
 
Civilização grega II
Civilização grega IICivilização grega II
Civilização grega II
fernandacarolinestang
 
A civilização grega i
A civilização grega iA civilização grega i
A civilização grega i
fernandacarolinestang
 
As civilizações do antigo oriente
As civilizações do antigo orienteAs civilizações do antigo oriente
As civilizações do antigo oriente
fernandacarolinestang
 
Fenícios, hebreus e persas
Fenícios, hebreus e persasFenícios, hebreus e persas
Fenícios, hebreus e persas
fernandacarolinestang
 
Introdução ao estudo da história e Pré-História
Introdução ao estudo da história e Pré-HistóriaIntrodução ao estudo da história e Pré-História
Introdução ao estudo da história e Pré-História
fernandacarolinestang
 
História do brasil 12 - Era Vargas
História do brasil 12 - Era VargasHistória do brasil 12 - Era Vargas
História do brasil 12 - Era Vargas
fernandacarolinestang
 

Mais de fernandacarolinestang (17)

Revisão Enem 2017
Revisão Enem 2017Revisão Enem 2017
Revisão Enem 2017
 
Revolução Russa
Revolução RussaRevolução Russa
Revolução Russa
 
Revolução francesa (1789 1799)
Revolução francesa (1789 1799)Revolução francesa (1789 1799)
Revolução francesa (1789 1799)
 
A revolução industrial
A revolução industrialA revolução industrial
A revolução industrial
 
O iluminismo
O iluminismoO iluminismo
O iluminismo
 
As revoluções inglesas
As revoluções inglesasAs revoluções inglesas
As revoluções inglesas
 
O reino dos francos e a formação do feudalismo
O reino dos francos e a formação do feudalismoO reino dos francos e a formação do feudalismo
O reino dos francos e a formação do feudalismo
 
A baixa idade média
A baixa idade médiaA baixa idade média
A baixa idade média
 
Os modernos estados nacionais
Os modernos estados nacionaisOs modernos estados nacionais
Os modernos estados nacionais
 
Civilização Romana - Império
Civilização Romana - ImpérioCivilização Romana - Império
Civilização Romana - Império
 
Roma Antiga Editado
Roma Antiga EditadoRoma Antiga Editado
Roma Antiga Editado
 
Civilização grega II
Civilização grega IICivilização grega II
Civilização grega II
 
A civilização grega i
A civilização grega iA civilização grega i
A civilização grega i
 
As civilizações do antigo oriente
As civilizações do antigo orienteAs civilizações do antigo oriente
As civilizações do antigo oriente
 
Fenícios, hebreus e persas
Fenícios, hebreus e persasFenícios, hebreus e persas
Fenícios, hebreus e persas
 
Introdução ao estudo da história e Pré-História
Introdução ao estudo da história e Pré-HistóriaIntrodução ao estudo da história e Pré-História
Introdução ao estudo da história e Pré-História
 
História do brasil 12 - Era Vargas
História do brasil 12 - Era VargasHistória do brasil 12 - Era Vargas
História do brasil 12 - Era Vargas
 

Último

Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LEDPlano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
luggio9854
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
portaladministradores
 
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdfgestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
Maria das Graças Machado Rodrigues
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
ArapiracaNoticiasFat
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
ESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS DE ÉPOCA- resumo
ESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS  DE ÉPOCA- resumoESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS  DE ÉPOCA- resumo
ESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS DE ÉPOCA- resumo
SolangeWaltre
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
Ceiça Martins Vital
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Falcão Brasil
 
Construção Aeronáutica no Brasil. Embraer.pdf
Construção Aeronáutica no Brasil. Embraer.pdfConstrução Aeronáutica no Brasil. Embraer.pdf
Construção Aeronáutica no Brasil. Embraer.pdf
Falcão Brasil
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Desafios Contemporâneos para o Exército Brasileiro (EB).pdf
Desafios Contemporâneos para o Exército Brasileiro (EB).pdfDesafios Contemporâneos para o Exército Brasileiro (EB).pdf
Desafios Contemporâneos para o Exército Brasileiro (EB).pdf
Falcão Brasil
 
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
SheylaAlves6
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Falcão Brasil
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
Falcão Brasil
 

Último (20)

Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LEDPlano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
 
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdfgestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
 
VIAGEM AO PASSADO -
VIAGEM AO PASSADO                        -VIAGEM AO PASSADO                        -
VIAGEM AO PASSADO -
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
ESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS DE ÉPOCA- resumo
ESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS  DE ÉPOCA- resumoESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS  DE ÉPOCA- resumo
ESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS DE ÉPOCA- resumo
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
 
Construção Aeronáutica no Brasil. Embraer.pdf
Construção Aeronáutica no Brasil. Embraer.pdfConstrução Aeronáutica no Brasil. Embraer.pdf
Construção Aeronáutica no Brasil. Embraer.pdf
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
Elogio da Saudade .
Elogio da Saudade                          .Elogio da Saudade                          .
Elogio da Saudade .
 
Desafios Contemporâneos para o Exército Brasileiro (EB).pdf
Desafios Contemporâneos para o Exército Brasileiro (EB).pdfDesafios Contemporâneos para o Exército Brasileiro (EB).pdf
Desafios Contemporâneos para o Exército Brasileiro (EB).pdf
 
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
 

História do brasil 8

  • 1. História do Brasil 8 2º Reinado
  • 2. Primeira fase do Segundo Reinado (1840-1850)
  • 3. O que aconteceu com as revoltas populares? • Exportação • Vale da Paraíba • Estabilização das finanças da monarquia • Recursos para a repressão Café • Comando de Luís Alves de Lima e Silva • Sufocou a Balaiada e a Farroupilha Exército
  • 4. Como funcionou o parlamentarismo no Império e qual a sua importância  1847 – Sistema parlamentarista, criação do cargo de presidente do conselho de ministros.  Rodízio no poder entre liberais e conservadores.  Participação popular no processo político inexistiu.  Parlamentarismo às avessas  O Imperador que escolhia o presidente do gabinete e, se a Câmara fosse de outro partido, ele poderia dissolvê-la e marcar novas eleições.  Quem tinha a maioria dos poderes de decisão era o Imperador e o Conselho de Estado e não o primeiro-ministro.
  • 5. Parlamentarismo no Brasil Imperador (Poder Moderador) nomeia demite Primeiro-Ministro (Poder Executivo) nomeia Outros Ministros Tem autoridade para dissolver Câmara dos Deputados (Poder legislativo) Cidadãos (voto censitário e indireto
  • 6. Qual foi a última revolta social do Império? Praieira  Pernambuco, 1848  Liberais contrários ao monopólio dos comerciantes portugueses, organizam o chamado Partido da Praia em 1842 e passam a fomentar ideias revolucionárias, influenciadas inclusive pelo pensamento socialista utópico.  1848 – substituição de um governador liberal para um conservador – estopim.  1849 – Manifesto ao Mundo (voto livre e universal, liberdade de imprensa, liberdade de trabalho, extinção do poder Moderador, fim do monopólio português sobre o comércio e maior autonomia pra as províncias.  1850 – Movimento estava completamente sufocado.
  • 7. Segunda fase do Segundo Reinado (1850 – 1870)
  • 8. Café: o “ouro verde”  Plantation  Vale da Paraíba e oeste paulista.  Terra roxa – favorável ao plantio de café  Paulistas  Usavam técnicas mais modernas. Maior produtividade. Menor custo.  Estrutura própria para a comercialização do café.  Novos tipo de relações de produção, iniciando a imigração em larga escala.
  • 9. Surto industrial  Destaque na segunda metade do século XIX.  1844 – Ministro Alves Branco – elevou os impostos sobre os produtos ingleses de 30% a 60%.  1850 – Lei Eusébio de Queirós – Fim do tráfico negreiro.  Disponibilidade de capitais para à atividade fabril.  Barão-Visconde de Mauá  Curto fôlego  Limitações do mercado de consumo  Falta de capitais contínuos  Pressões inglesas
  • 10. Aspectos dos trabalhadores do Segundo Reinado  Escravidão negra  1845 – Lei Bill Aberdeen  Fundação de núcleos de colonos  1850 – Lei Eusébio de Queirós  Lei das Terras (1850)  Incorporação da terra e do trabalho à economia de mercado  Parceria e colonato
  • 11. Política Interna do Segundo Reinado  Liberal no primeiro momento  Anistia aos presos das revoltas do período regencial.  Novas eleições legislativas – “eleições do cacete”  Conservador  Reformulação do Código do Processo Criminal  Conselho de Estado  Dobrou-se a renda exigida para ser eleitor.  Criação do cargo de Chefe de Polícia.  Dissolução da Câmara dos Deputados
  • 12. Política Interna do Segundo Reinado  Rebeliões liberais de 1842 – SP e MG  Volta dos liberais ao poder  Criação do cargo de Presidente do Conselho de Ministros (Primeiro Ministro)  Revolução Praieira (1848)  Conservadores reassumem o governo.
  • 13. Política Externa  Intervenção nos países platinos  No Uruguai, em 1851, derrubando seu governante, Manuel Oribe;  Na Argentina, em 1852, destituindo Juan Manuel Rosas;  No Uruguai, em 1864, desta vez derrubando Atanásio Cruz Aguirre;  No Paraguai, de 1864 a 1870, envolvendo o Brasil no maior conflito de sua história, contra as tropas de Francisco Solano López.
  • 14. Consequências da Guerra do Paraguai  Destruição do Paraguai;  Fortalecimento bélico, político e institucional do exército;  Difusão de ideias republicanas e abolicionistas;  Aumento da dívida externa do Brasil.
  • 15. Enfraquecimento da Monarquia Brasileira  Fortalecimento de novos grupos sociais:  Imigrantes  Classe média: funcionários públicos, comerciantes, profissionais liberais e militares;  Cafeicultores do oeste paulista  1870 – Manifesto Republicano  Perda das bases de apoio da Monarquia
  • 16. Quais foram as “questões da República?” Questão Militar Questão Religiosa Questão Servil
  • 17. Questão Servil  1850 - Lei Eusébio de Queirós  1871 – Lei Visconde do Rio Branco – Lei do Ventre Livre  1885 – Lei Saraiva Cotegipe – Lei dos Sexagenários  1887 – Exercito não perseguiria mais escravos fugidos  1888 – Lei João Alfredo – Lei Áurea Fazendeiros do vale do Paraíba sentiram-se lesados pelo Imperador
  • 18. Como foi a proclamação da República  Militares + classe média + cafeicultores  Marechal Deodoro da Fonseca liderou a conspiração golpista.  15 de novembro de 1889 – Proclamação da República
  • 19.  Durando o Segundo Reinado Brasileiro, que teve como imperador Dom Pedro II, as duas principais correntes que contestavam as políticas imperiais e acabaram encabeçando o golpe de 15 de novembro de 1889, acabando assim com o Segundo Reinado, foram:  a) anarquistas e liberais  b) federalistas e nacionalistas  c) republicanos e militares  d) comunistas e integralistas  e) socialistas e milicianos.
  • 20.  (Mackenzie) Sobre o parlamentarismo praticado durante quase todo o Segundo Reinado e a atuação dos partidos Liberal e Conservador, podemos afirmar que:  a) ambos colaboraram para suprimir qualquer fraude nas eleições e faziam forte oposição ao centralismo imperial.  b) as divergências entre ambos impediram períodos de conciliação, gerando acentuada instabilidade no sistema parlamentar.  c) organizado de baixo para cima, o parlamentarismo brasileiro chocou-se com os partidos Liberal e Conservador de composição elitista.  d) Liberal e Conservador, sem diferenças ideológicas significativas, alternavam-se no poder, sustentando o parlamentarismo de fachada, manipulado pelo imperador.  e) os partidos tinham sólidas bases populares e o parlamentarismo seguia e praticava rigidamente o modelo inglês.