SlideShare uma empresa Scribd logo
HEPATITES VIRAIS
DEFINIÇÃO

 INFLAMAÇÃO DOS HEPATÓCITOS


 HEPATITE AGUDA X HEPATITE CRÔNICA
 TGP> TGO
 TGO> TGP
VÍRUS HEPATOTRÓPICOS
 HVA
 HVB
 HVC
 HVD
 HVE
 CMV
 HSV 1 e 2
 DNV 1,2,3 e 4
HEPATOGRAMA

 ENZIMAS HEPÁTICAS
 ALBUMINA
 AP E RNI
 BT + FRAÇÕES


 CHIELD PUGH E MELD
Hepatites Virais A e C
Hepatitis A Virus
Geographic Distribution of HAV Infection
Hepatite A
Transmissão
• fecal-oral
História Natural
Aguda, auto-limitada, raramente ocasiona Insuficiência hepática
fulminante
Lesão hepática é consequência da resposta imune do organismo à
presença do vírus no hepatócito.
Período de incubaçâo: mais ou menos 30 dias
Após o PI , surgem os pródromos:
Fadiga, náuseas, vômitos, anorexia, febre e desconforto no quadrante
superior direito do abdomem
Urina escura
Icterícia com fezes claras
Concentration of Hepatitis A Virus
                                     in Various Body Fluids

                     Feces
     Body Fluids




                    Serum

                     Saliva


                      Urine


                              100             102                104   106      108      1010
                                                      Infectious Doses per mL -CDC USA


Source:            Viral Hepatitis and Liver Disease 1984;9-22
                   J Infect Dis 1989;160:887-890
Os pródromos melhoram com o surgimento da icterícia que atinge seu pico
máximo ao redor de duas semanas
Exame Físico:
Icterícia
Hepatomegalia
Esplenomegalia em 25 % dos casos
Dados laboratoriais mais marcantes: Elevação de
aminotransferases, geralmente acima de 1000 UI/dl e elevação de bilirrubinas
ALT aumenta mais que AST
A doença pode ocorrer sem manifestações de qualquer natureza, sobretudo em
crianças
Confirmação: achado no sangue de anti-corpo anti-HVA IgG e IgM.
Comportamento que ocorre na maioria dos infectados.
Hepatite Aguda- CDC USA
Exames laboratoriais para diagnóstico:
Hepatite A na fase aguda
Anticorpo da classe IgM contra o vírus A (anti HVA-IgM)
Detectável em início de sintomas e da elevação de aminotransferases


Bilirrubinas e Aminotransferases são indicadores do grau de alteração
hepática e ajudam a avaliar a evolução da doença.
Anti-HVA IgG ( sua detecção já é possível na convalescença e
permanece por décadas)
Events In Hepatitis A Virus Infection
                                  Clinical illness



           Infection                     ALT

                                                     IgM                     IgG
Response




                    Viremia



                              HAV in stool



              0     1   2     3   4     5      6     7     8   9   10   11    12   13
                                         Week
Hepatites Virais A e C
Hepatites Virais A e C
Hepatites Virais A e C
Aspecto histológico de fígado normal   Aspecto histológico de fígado com hepatite
                                       A aguda
Hepatite Fulminante
Tratamento
Medidas de Suporte Geral
Hospitalizações são raras, só em casos de IHF
Em casos de IHF ( CTI e experiência em transplantes hepáticos)
Cerca de 85% a 90% dos doentes têm uma recuperação clínica e
laboratorial completa em dois a três meses.
Fase aguda
Repouso Relativo
Alimentação determinada pela escolha do paciente , de acordo com seu
paladar
Abolir a ingestão alcoólica e de drogas sabidamente hepatotóxica
Prognostico
Crianças 0,1% de mortalidade
Idade entre 15-39 anos 0,4% de mortalidade
Idade > 40 anos 1,1% de mortalidade
Epidemiologia- Estatísticas Brasileiras
Brasil- elevado índice de endemicidade para doença
Na região Amazônica quase 100% das pessoas acima de 10 anos de idade já foram
contaminados pelo vírus
Boca do Acre e Sena Madureira  taxa de mortalidade 10x maior e taxa de hepatite
fulminante 100x maior que em outras regiões do continente americano 10x maior que
em outras partes do Amazonas.


Região Sudeste Estimativas:
Prevalência de infecção varia entre 43 e 100% (conforme saneamento básico)
Baixas condições socioeconômicas e carência de saneamento básico ( maior
prevalência)
Diminuição de prevalência em Brasil: Vacinação e expansão do saneamento básico
Hepatites Virais A e C
Historia Natural
Aguda ou Crônica
Menos de 20% das agudas se manifestam como forma ictérica e
sintomática
85% das agudas evoluem para forma crônica
15% das agudas evoluem para cura
A forma crônica se mantêm estável por longo período em 80% dos
casos
20% evolui para cirrose hepática
A mortalidade por cirrose hepática na hepatite C crônica é de 20%
80% dos pacientes com cirrose hepática por hepatite C crônica se
mantém estáveis
Do total de estáveis 3 a 4 % vão desenvolver carcinoma hepatocelular
ao ano
Estima-se em 170 milhões o número de pessoas infectadas em todo
mundo
Natural History of HCV Infection

                     100 People               Time
            15%
                             85%
 Resolve (15)
                    Chronic (85)
            80%
                             20%
  Stable (68)
                   Cirrhosis (17)
            75%

 Stable (13)                 25%

                    Mortality (4)

        Leading Indication for Liver Transplant
Fígado normal                   Fígado cirrótico


                Carcinoma
                Hepatocelular
Hepatites Virais A e C
Investigação diagnostica para Hepatite C

Quando??

•história de uso de drogas injetáveis;

•receptores de fatores de coagulação antes de 1987;

•receptores de transfusões de sangue e transplantes de órgãos antes de Julho
de 1992;

•história de hemodiálise prolongada;

•após exposição parenteral em acidentes com material contaminado;

•crianças nascidas de mães sabidamente anti-HCV positivas;

•pacientes com ALT persistentemente alteradas.
Sentinel Counties Study of Acute Viral Hepatitis
Reported Risk Factors for Acute Hepatitis C,
1991 – 2000
                         Household 3%
   Occupational 3%                      Sexual 21%

   Transfusions *
          3%



No Identified Risks
         10%                                   Illegal Drug Use

                                                 60%

      *None since 1994
Serologic Pattern of Acute HCV Infection With
               Progression to Chronic Infection


                                                                  Anti-HCV
                Symptoms +/-

                        HCV RNA
Titer




                                                                  ALT


                                  Normal
        0   1    2      3        4      5     6   1   2       3         4
                     Months                           Years

                            Time after Exposure
Pattern of Acute HCV Infection with Recovery


                Symptoms +/-                                   Anti-HCV


                     HCV RNA
Titer




                                              ALT


                                  Normal
        0   1    2       3        4      5         6   1   2       3      4
                      Months                               Years

                             Time after Exposure
Diagnóstico

Exames Complementares
1) Anti-HCV (Elisa I e II)


Confirmação Diagnóstica
2) PCR qualitativo


3) Biópsia Hepática
Padrão ouro para o estadiamento de portadores de hepatite C
crônica
Tratamento
Interferon + Ribavirina
Duração depende do genótipo do vírus
Hepatites Virais A e C

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Hepatites2021
Hepatites2021 Hepatites2021
Hepatites2021
Liliana Mendes
 
Hepatite e Ulcera péptica na Odontologia
Hepatite e Ulcera péptica na OdontologiaHepatite e Ulcera péptica na Odontologia
Hepatite e Ulcera péptica na Odontologia
thaischecon
 
Hepatite c
Hepatite cHepatite c
Hepatite c
Eduardo Tibali
 
Trabalho De Hepatite B
Trabalho De Hepatite BTrabalho De Hepatite B
Trabalho De Hepatite B
Daniela José Arozi
 
Hepatite c 2015
Hepatite c 2015Hepatite c 2015
Hepatite c 2015
Liliana Mendes
 
Hepatite b
Hepatite bHepatite b
Hepatite b
TAS2214
 
Hepatite
HepatiteHepatite
Hepatite
profanabela
 
Hepatites a, b e c
Hepatites a, b e cHepatites a, b e c
Hepatites a, b e c
Bruna Alvarez
 
Hepatite b
Hepatite bHepatite b
Hepatite b
TAS2214
 
Hepatites Virais
Hepatites ViraisHepatites Virais
Hepatites
Hepatites Hepatites
Hepatites
Aline Santos
 
Comunidades virtuais hepatite C
Comunidades virtuais hepatite CComunidades virtuais hepatite C
Comunidades virtuais hepatite C
Anamnesis
 
Hepatite
HepatiteHepatite
Hepatite
levy dalton
 
Dignóstico de hepatites virais
Dignóstico de  hepatites viraisDignóstico de  hepatites virais
Dignóstico de hepatites virais
Vitor Obara
 
Hepatite
HepatiteHepatite
Hepatite B
Hepatite BHepatite B
Hepatite B
Ricardo Nascimento
 
Hepatite
HepatiteHepatite
Hepatite
Click Farma
 
Hepatite C
Hepatite CHepatite C
Hepatite C
guest8ee02a
 
1 o que é a hepatite a
1 o que é a hepatite a1 o que é a hepatite a
1 o que é a hepatite a
TAS2214
 
Hepatite 110814182713-phpapp02
Hepatite 110814182713-phpapp02Hepatite 110814182713-phpapp02
Hepatite 110814182713-phpapp02
Glaucione Garcia
 

Mais procurados (20)

Hepatites2021
Hepatites2021 Hepatites2021
Hepatites2021
 
Hepatite e Ulcera péptica na Odontologia
Hepatite e Ulcera péptica na OdontologiaHepatite e Ulcera péptica na Odontologia
Hepatite e Ulcera péptica na Odontologia
 
Hepatite c
Hepatite cHepatite c
Hepatite c
 
Trabalho De Hepatite B
Trabalho De Hepatite BTrabalho De Hepatite B
Trabalho De Hepatite B
 
Hepatite c 2015
Hepatite c 2015Hepatite c 2015
Hepatite c 2015
 
Hepatite b
Hepatite bHepatite b
Hepatite b
 
Hepatite
HepatiteHepatite
Hepatite
 
Hepatites a, b e c
Hepatites a, b e cHepatites a, b e c
Hepatites a, b e c
 
Hepatite b
Hepatite bHepatite b
Hepatite b
 
Hepatites Virais
Hepatites ViraisHepatites Virais
Hepatites Virais
 
Hepatites
Hepatites Hepatites
Hepatites
 
Comunidades virtuais hepatite C
Comunidades virtuais hepatite CComunidades virtuais hepatite C
Comunidades virtuais hepatite C
 
Hepatite
HepatiteHepatite
Hepatite
 
Dignóstico de hepatites virais
Dignóstico de  hepatites viraisDignóstico de  hepatites virais
Dignóstico de hepatites virais
 
Hepatite
HepatiteHepatite
Hepatite
 
Hepatite B
Hepatite BHepatite B
Hepatite B
 
Hepatite
HepatiteHepatite
Hepatite
 
Hepatite C
Hepatite CHepatite C
Hepatite C
 
1 o que é a hepatite a
1 o que é a hepatite a1 o que é a hepatite a
1 o que é a hepatite a
 
Hepatite 110814182713-phpapp02
Hepatite 110814182713-phpapp02Hepatite 110814182713-phpapp02
Hepatite 110814182713-phpapp02
 

Destaque

Anátomo Clínico R2 Klécida Nunes Rodrigues
Anátomo Clínico R2 Klécida Nunes RodriguesAnátomo Clínico R2 Klécida Nunes Rodrigues
Anátomo Clínico R2 Klécida Nunes Rodrigues
guest864f0
 
Manual de-hepatites-ministério-da-saúde
Manual de-hepatites-ministério-da-saúdeManual de-hepatites-ministério-da-saúde
Manual de-hepatites-ministério-da-saúde
Keyla Sousa
 
Hépatite B.pdf
Hépatite B.pdfHépatite B.pdf
Hépatite B.pdf
odeckmyn
 
Hepatites b e c
Hepatites b e cHepatites b e c
Hepatites b e c
UNIME
 
Hepatites
HepatitesHepatites
Hepatites
Rute1993
 
Caso Clínico Radiológico.Cirrosis por Hepatitis Autoinmune
Caso Clínico Radiológico.Cirrosis por Hepatitis AutoinmuneCaso Clínico Radiológico.Cirrosis por Hepatitis Autoinmune
Caso Clínico Radiológico.Cirrosis por Hepatitis Autoinmune
radiologiaroclapy
 
Hepatite A
Hepatite AHepatite A
Hepatite A
Gonçalo Fixe
 
Hepatite b
Hepatite bHepatite b
Hepatite b
boaera
 
Hepatites
HepatitesHepatites
Hepatites
arienzinha
 
Histology of normal liver
Histology of normal liverHistology of normal liver
Histology of normal liver
Rifat Mannan
 
Cadena epidemiologica hepatitis b
Cadena epidemiologica hepatitis bCadena epidemiologica hepatitis b
Cadena epidemiologica hepatitis b
valeikac8
 

Destaque (11)

Anátomo Clínico R2 Klécida Nunes Rodrigues
Anátomo Clínico R2 Klécida Nunes RodriguesAnátomo Clínico R2 Klécida Nunes Rodrigues
Anátomo Clínico R2 Klécida Nunes Rodrigues
 
Manual de-hepatites-ministério-da-saúde
Manual de-hepatites-ministério-da-saúdeManual de-hepatites-ministério-da-saúde
Manual de-hepatites-ministério-da-saúde
 
Hépatite B.pdf
Hépatite B.pdfHépatite B.pdf
Hépatite B.pdf
 
Hepatites b e c
Hepatites b e cHepatites b e c
Hepatites b e c
 
Hepatites
HepatitesHepatites
Hepatites
 
Caso Clínico Radiológico.Cirrosis por Hepatitis Autoinmune
Caso Clínico Radiológico.Cirrosis por Hepatitis AutoinmuneCaso Clínico Radiológico.Cirrosis por Hepatitis Autoinmune
Caso Clínico Radiológico.Cirrosis por Hepatitis Autoinmune
 
Hepatite A
Hepatite AHepatite A
Hepatite A
 
Hepatite b
Hepatite bHepatite b
Hepatite b
 
Hepatites
HepatitesHepatites
Hepatites
 
Histology of normal liver
Histology of normal liverHistology of normal liver
Histology of normal liver
 
Cadena epidemiologica hepatitis b
Cadena epidemiologica hepatitis bCadena epidemiologica hepatitis b
Cadena epidemiologica hepatitis b
 

Semelhante a Hepatites Virais A e C

ESCS HEPATITES VIRAIS AGUDAS E CRONICAS Liliana Mendes
ESCS HEPATITES VIRAIS AGUDAS E CRONICAS Liliana MendesESCS HEPATITES VIRAIS AGUDAS E CRONICAS Liliana Mendes
ESCS HEPATITES VIRAIS AGUDAS E CRONICAS Liliana Mendes
Liliana Mendes
 
HEPATITESS VIRAIS EM SAÚDE DA ENFERMAGEM
HEPATITESS VIRAIS EM SAÚDE DA ENFERMAGEMHEPATITESS VIRAIS EM SAÚDE DA ENFERMAGEM
HEPATITESS VIRAIS EM SAÚDE DA ENFERMAGEM
NgelaNascimento11
 
Aula HEPATITES VIRAIS Disciplina Saúde Pública.pptx
Aula HEPATITES VIRAIS Disciplina Saúde Pública.pptxAula HEPATITES VIRAIS Disciplina Saúde Pública.pptx
Aula HEPATITES VIRAIS Disciplina Saúde Pública.pptx
BrunoMMorales
 
Hepatites
HepatitesHepatites
Hepatites
monicalima135
 
Hepatites foz
Hepatites fozHepatites foz
Hepatites foz
itsufpr
 
Hepatites virais - Epidemiologia e controle.pptx
Hepatites virais - Epidemiologia e controle.pptxHepatites virais - Epidemiologia e controle.pptx
Hepatites virais - Epidemiologia e controle.pptx
nhpjunior2
 
AULA 2 - Alunos - HEPATITES.pdf
AULA 2 - Alunos - HEPATITES.pdfAULA 2 - Alunos - HEPATITES.pdf
AULA 2 - Alunos - HEPATITES.pdf
CristianoBatisteli
 
Casos clinicos pcdt gt 1 vp 1
Casos clinicos pcdt gt 1 vp 1Casos clinicos pcdt gt 1 vp 1
Casos clinicos pcdt gt 1 vp 1
Wilson Mileris
 
Afecções hepáticas
Afecções hepáticasAfecções hepáticas
Afecções hepáticas
Cibelle Viero
 
HEPATITE A E HEPATITE E- AYRLA.pptx
HEPATITE A E HEPATITE E- AYRLA.pptxHEPATITE A E HEPATITE E- AYRLA.pptx
HEPATITE A E HEPATITE E- AYRLA.pptx
Werla Mirela
 
Diagnóstico e tratamento da hepatite b marcelo simão ferreira 2000
Diagnóstico e tratamento da hepatite b marcelo simão ferreira 2000Diagnóstico e tratamento da hepatite b marcelo simão ferreira 2000
Diagnóstico e tratamento da hepatite b marcelo simão ferreira 2000
Nádia Elizabeth Barbosa Villas Bôas
 
AULAS- Clínica Médica- HEPATITES,PANCREATITES,CIROSSE.pptx
AULAS- Clínica Médica- HEPATITES,PANCREATITES,CIROSSE.pptxAULAS- Clínica Médica- HEPATITES,PANCREATITES,CIROSSE.pptx
AULAS- Clínica Médica- HEPATITES,PANCREATITES,CIROSSE.pptx
KarineRibeiro57
 
Hepatite Cronica - Infectologia Discutida Casos Clinicos 2020
Hepatite Cronica - Infectologia Discutida Casos Clinicos 2020Hepatite Cronica - Infectologia Discutida Casos Clinicos 2020
Hepatite Cronica - Infectologia Discutida Casos Clinicos 2020
Alexandre Naime Barbosa
 
Hepatites Virais B e C.pptx
Hepatites Virais B e C.pptxHepatites Virais B e C.pptx
Hepatites Virais B e C.pptx
MIRIAN FARIA
 
Hepatites crônicas
Hepatites crônicasHepatites crônicas
Hepatites crônicas
Tati Pina
 
Hepatite_Viral.ppt
Hepatite_Viral.pptHepatite_Viral.ppt
Hepatite_Viral.ppt
irisneth duarte
 
Abcde do diagnóstico para as hepatites virais
Abcde do diagnóstico para as hepatites viraisAbcde do diagnóstico para as hepatites virais
Abcde do diagnóstico para as hepatites virais
Nádia Elizabeth Barbosa Villas Bôas
 
HIV - Hepatite B - Hepatite C: Atualização 2015
HIV - Hepatite B - Hepatite C: Atualização 2015HIV - Hepatite B - Hepatite C: Atualização 2015
HIV - Hepatite B - Hepatite C: Atualização 2015
Alexandre Naime Barbosa
 
2004 hepatite colestática associada ao vírus da hepatite c pós transplante he...
2004 hepatite colestática associada ao vírus da hepatite c pós transplante he...2004 hepatite colestática associada ao vírus da hepatite c pós transplante he...
2004 hepatite colestática associada ao vírus da hepatite c pós transplante he...
Nádia Elizabeth Barbosa Villas Bôas
 
Hepatites A, B e C e métodos imunológicos para diagnóstico
Hepatites A, B e C e métodos imunológicos para diagnósticoHepatites A, B e C e métodos imunológicos para diagnóstico
Hepatites A, B e C e métodos imunológicos para diagnóstico
Paloma Dianas
 

Semelhante a Hepatites Virais A e C (20)

ESCS HEPATITES VIRAIS AGUDAS E CRONICAS Liliana Mendes
ESCS HEPATITES VIRAIS AGUDAS E CRONICAS Liliana MendesESCS HEPATITES VIRAIS AGUDAS E CRONICAS Liliana Mendes
ESCS HEPATITES VIRAIS AGUDAS E CRONICAS Liliana Mendes
 
HEPATITESS VIRAIS EM SAÚDE DA ENFERMAGEM
HEPATITESS VIRAIS EM SAÚDE DA ENFERMAGEMHEPATITESS VIRAIS EM SAÚDE DA ENFERMAGEM
HEPATITESS VIRAIS EM SAÚDE DA ENFERMAGEM
 
Aula HEPATITES VIRAIS Disciplina Saúde Pública.pptx
Aula HEPATITES VIRAIS Disciplina Saúde Pública.pptxAula HEPATITES VIRAIS Disciplina Saúde Pública.pptx
Aula HEPATITES VIRAIS Disciplina Saúde Pública.pptx
 
Hepatites
HepatitesHepatites
Hepatites
 
Hepatites foz
Hepatites fozHepatites foz
Hepatites foz
 
Hepatites virais - Epidemiologia e controle.pptx
Hepatites virais - Epidemiologia e controle.pptxHepatites virais - Epidemiologia e controle.pptx
Hepatites virais - Epidemiologia e controle.pptx
 
AULA 2 - Alunos - HEPATITES.pdf
AULA 2 - Alunos - HEPATITES.pdfAULA 2 - Alunos - HEPATITES.pdf
AULA 2 - Alunos - HEPATITES.pdf
 
Casos clinicos pcdt gt 1 vp 1
Casos clinicos pcdt gt 1 vp 1Casos clinicos pcdt gt 1 vp 1
Casos clinicos pcdt gt 1 vp 1
 
Afecções hepáticas
Afecções hepáticasAfecções hepáticas
Afecções hepáticas
 
HEPATITE A E HEPATITE E- AYRLA.pptx
HEPATITE A E HEPATITE E- AYRLA.pptxHEPATITE A E HEPATITE E- AYRLA.pptx
HEPATITE A E HEPATITE E- AYRLA.pptx
 
Diagnóstico e tratamento da hepatite b marcelo simão ferreira 2000
Diagnóstico e tratamento da hepatite b marcelo simão ferreira 2000Diagnóstico e tratamento da hepatite b marcelo simão ferreira 2000
Diagnóstico e tratamento da hepatite b marcelo simão ferreira 2000
 
AULAS- Clínica Médica- HEPATITES,PANCREATITES,CIROSSE.pptx
AULAS- Clínica Médica- HEPATITES,PANCREATITES,CIROSSE.pptxAULAS- Clínica Médica- HEPATITES,PANCREATITES,CIROSSE.pptx
AULAS- Clínica Médica- HEPATITES,PANCREATITES,CIROSSE.pptx
 
Hepatite Cronica - Infectologia Discutida Casos Clinicos 2020
Hepatite Cronica - Infectologia Discutida Casos Clinicos 2020Hepatite Cronica - Infectologia Discutida Casos Clinicos 2020
Hepatite Cronica - Infectologia Discutida Casos Clinicos 2020
 
Hepatites Virais B e C.pptx
Hepatites Virais B e C.pptxHepatites Virais B e C.pptx
Hepatites Virais B e C.pptx
 
Hepatites crônicas
Hepatites crônicasHepatites crônicas
Hepatites crônicas
 
Hepatite_Viral.ppt
Hepatite_Viral.pptHepatite_Viral.ppt
Hepatite_Viral.ppt
 
Abcde do diagnóstico para as hepatites virais
Abcde do diagnóstico para as hepatites viraisAbcde do diagnóstico para as hepatites virais
Abcde do diagnóstico para as hepatites virais
 
HIV - Hepatite B - Hepatite C: Atualização 2015
HIV - Hepatite B - Hepatite C: Atualização 2015HIV - Hepatite B - Hepatite C: Atualização 2015
HIV - Hepatite B - Hepatite C: Atualização 2015
 
2004 hepatite colestática associada ao vírus da hepatite c pós transplante he...
2004 hepatite colestática associada ao vírus da hepatite c pós transplante he...2004 hepatite colestática associada ao vírus da hepatite c pós transplante he...
2004 hepatite colestática associada ao vírus da hepatite c pós transplante he...
 
Hepatites A, B e C e métodos imunológicos para diagnóstico
Hepatites A, B e C e métodos imunológicos para diagnósticoHepatites A, B e C e métodos imunológicos para diagnóstico
Hepatites A, B e C e métodos imunológicos para diagnóstico
 

Hepatites Virais A e C

  • 2. DEFINIÇÃO  INFLAMAÇÃO DOS HEPATÓCITOS  HEPATITE AGUDA X HEPATITE CRÔNICA  TGP> TGO  TGO> TGP
  • 3. VÍRUS HEPATOTRÓPICOS  HVA  HVB  HVC  HVD  HVE  CMV  HSV 1 e 2  DNV 1,2,3 e 4
  • 4. HEPATOGRAMA  ENZIMAS HEPÁTICAS  ALBUMINA  AP E RNI  BT + FRAÇÕES  CHIELD PUGH E MELD
  • 8. Hepatite A Transmissão • fecal-oral História Natural Aguda, auto-limitada, raramente ocasiona Insuficiência hepática fulminante Lesão hepática é consequência da resposta imune do organismo à presença do vírus no hepatócito. Período de incubaçâo: mais ou menos 30 dias Após o PI , surgem os pródromos: Fadiga, náuseas, vômitos, anorexia, febre e desconforto no quadrante superior direito do abdomem Urina escura Icterícia com fezes claras
  • 9. Concentration of Hepatitis A Virus in Various Body Fluids Feces Body Fluids Serum Saliva Urine 100 102 104 106 108 1010 Infectious Doses per mL -CDC USA Source: Viral Hepatitis and Liver Disease 1984;9-22 J Infect Dis 1989;160:887-890
  • 10. Os pródromos melhoram com o surgimento da icterícia que atinge seu pico máximo ao redor de duas semanas Exame Físico: Icterícia Hepatomegalia Esplenomegalia em 25 % dos casos Dados laboratoriais mais marcantes: Elevação de aminotransferases, geralmente acima de 1000 UI/dl e elevação de bilirrubinas ALT aumenta mais que AST A doença pode ocorrer sem manifestações de qualquer natureza, sobretudo em crianças Confirmação: achado no sangue de anti-corpo anti-HVA IgG e IgM. Comportamento que ocorre na maioria dos infectados.
  • 12. Exames laboratoriais para diagnóstico: Hepatite A na fase aguda Anticorpo da classe IgM contra o vírus A (anti HVA-IgM) Detectável em início de sintomas e da elevação de aminotransferases Bilirrubinas e Aminotransferases são indicadores do grau de alteração hepática e ajudam a avaliar a evolução da doença. Anti-HVA IgG ( sua detecção já é possível na convalescença e permanece por décadas)
  • 13. Events In Hepatitis A Virus Infection Clinical illness Infection ALT IgM IgG Response Viremia HAV in stool 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 Week
  • 17. Aspecto histológico de fígado normal Aspecto histológico de fígado com hepatite A aguda
  • 19. Tratamento Medidas de Suporte Geral Hospitalizações são raras, só em casos de IHF Em casos de IHF ( CTI e experiência em transplantes hepáticos) Cerca de 85% a 90% dos doentes têm uma recuperação clínica e laboratorial completa em dois a três meses. Fase aguda Repouso Relativo Alimentação determinada pela escolha do paciente , de acordo com seu paladar Abolir a ingestão alcoólica e de drogas sabidamente hepatotóxica Prognostico Crianças 0,1% de mortalidade Idade entre 15-39 anos 0,4% de mortalidade Idade > 40 anos 1,1% de mortalidade
  • 20. Epidemiologia- Estatísticas Brasileiras Brasil- elevado índice de endemicidade para doença Na região Amazônica quase 100% das pessoas acima de 10 anos de idade já foram contaminados pelo vírus Boca do Acre e Sena Madureira  taxa de mortalidade 10x maior e taxa de hepatite fulminante 100x maior que em outras regiões do continente americano 10x maior que em outras partes do Amazonas. Região Sudeste Estimativas: Prevalência de infecção varia entre 43 e 100% (conforme saneamento básico) Baixas condições socioeconômicas e carência de saneamento básico ( maior prevalência) Diminuição de prevalência em Brasil: Vacinação e expansão do saneamento básico
  • 22. Historia Natural Aguda ou Crônica Menos de 20% das agudas se manifestam como forma ictérica e sintomática 85% das agudas evoluem para forma crônica 15% das agudas evoluem para cura A forma crônica se mantêm estável por longo período em 80% dos casos 20% evolui para cirrose hepática A mortalidade por cirrose hepática na hepatite C crônica é de 20% 80% dos pacientes com cirrose hepática por hepatite C crônica se mantém estáveis Do total de estáveis 3 a 4 % vão desenvolver carcinoma hepatocelular ao ano Estima-se em 170 milhões o número de pessoas infectadas em todo mundo
  • 23. Natural History of HCV Infection 100 People Time 15% 85% Resolve (15) Chronic (85) 80% 20% Stable (68) Cirrhosis (17) 75% Stable (13) 25% Mortality (4) Leading Indication for Liver Transplant
  • 24. Fígado normal Fígado cirrótico Carcinoma Hepatocelular
  • 26. Investigação diagnostica para Hepatite C Quando?? •história de uso de drogas injetáveis; •receptores de fatores de coagulação antes de 1987; •receptores de transfusões de sangue e transplantes de órgãos antes de Julho de 1992; •história de hemodiálise prolongada; •após exposição parenteral em acidentes com material contaminado; •crianças nascidas de mães sabidamente anti-HCV positivas; •pacientes com ALT persistentemente alteradas.
  • 27. Sentinel Counties Study of Acute Viral Hepatitis Reported Risk Factors for Acute Hepatitis C, 1991 – 2000 Household 3% Occupational 3% Sexual 21% Transfusions * 3% No Identified Risks 10% Illegal Drug Use 60% *None since 1994
  • 28. Serologic Pattern of Acute HCV Infection With Progression to Chronic Infection Anti-HCV Symptoms +/- HCV RNA Titer ALT Normal 0 1 2 3 4 5 6 1 2 3 4 Months Years Time after Exposure
  • 29. Pattern of Acute HCV Infection with Recovery Symptoms +/- Anti-HCV HCV RNA Titer ALT Normal 0 1 2 3 4 5 6 1 2 3 4 Months Years Time after Exposure
  • 30. Diagnóstico Exames Complementares 1) Anti-HCV (Elisa I e II) Confirmação Diagnóstica 2) PCR qualitativo 3) Biópsia Hepática Padrão ouro para o estadiamento de portadores de hepatite C crônica
  • 31. Tratamento Interferon + Ribavirina Duração depende do genótipo do vírus