SlideShare uma empresa Scribd logo
1
GESTÃO ATUARIAL
GESTÃO ATUARIAL
No caso de uma seguradora, os tipos de seguros oferecidos, os serviços considerados de alta qualidade, a
manutenção de profissionais de seguros motivados e habilitados, processos internos eficientes e consistentes,
bem como segurados e corretores de seguros são alguns exemplos do que podemos considerar de passivos da
operação. Esta afirmação está?
1) Incorreta.
2) Todas as opções acima estão erradas.
3) Bem fundamentada e, portanto, perfeita.
4) Fora da realidade da operação de seguros.
5) Correta.
Consideram-se riscos cobertos pelo seguro, para efeito atuarial os:
a) Contingências passadas e futuras relativas ao respectivo ramo de seguro, independentemente de indicação na apólice
b) Que venham efetivamente a ocorrer, na vigência do contrato.
c) Convencionados nas cláusulas-padrão de cobertura e constantes da respectiva apólice, e, ainda, os supervenientes à
celebração do contrato, de qualquer natureza.
d) Contingências exclusivamente futuras relativas ao respectivo ramo de seguro, independentemente de indicação na
apólice
e) Convencionados nas cláusulas-padrão de cobertura e constantes da respectiva apólice, exclusivamente.
A primeira Companhia de Seguros no Brasil foi fundada na Bahia em 24 de fevereiro de 1808, com a chegada da
corte de Portugal. Esta afirmativa está?
a) Incorreta, porque o ano foi o de 1908.
b) Parcialmente correta, porque na pergunta acima apenas a data da chegada corte de Portugal ao Brasil é verdadeira.
c) Incorreta, porque o dia foi 29 de fevereiro de 1909.
d) Correta.
e) Parcialmente correta, porque há um engano quanto a data da vinda da corte de Portugal ao Brasil.
4 Considere as opções abaixo:
1 - Seguro é o meio coletivo, mutualista, de premunir os indivíduos contra as consequências financeiras possíveis dos
riscos aos quais são submetidas as pessoas da coletividade, bem como seus bens ou eventos de riscos resultantes das
responsabilidades que as mesmas pessoas associadas possam incorrer frente a frente com terceiros em suas pessoas
ou em seus bens.
2 - Seguro é um mecanismo social que associa os riscos de indivíduos em um grupo, usando recursos acumulados por
contribuições dos membros do grupo para pagar as perdas vinculadas a esses riscos.
3 - Seguro é prêmio pago ao segurado quando de um sinistro.
Quais das três opções representa a verdade?
a) Todas.
b) As três.
c) As duas primeiras. (CORRETA)
d) As duas últimas.
e) A primeira e a última.
Q. (103551) Quanto ao corretor de seguros é correto afirmar que?
a) Pode estipular grupos.
b) É habilitado ao direito de exercer a profissão em cursos superiores praticados pela FUNENSEG
c) Não pode exercer empregos públicos.
d) Só pode ser brasileiro.
e) é uma pessoa de direito público.
Q. (103587) São características do contrato de seguro ser:
a) Bilateral, incerto, imprevisto, segurável e formalizado
b) Da máxima boa-fé, bilateral, oneroso, solene e aleatório.
c) Solene, bilateral, preciso, ser precificado e especial.
d) Passível de mensuração de sinistralidade e ocorrência.
e) De resultado previsto, certo e de adesão consensual.
Q. (103586)
Em relação as Condições Gerais, podemos afirmar que:
I. São encontradas apenas em contratos de ramos específicos;
II. São enviadas ao segurado pelo corretor de seguros;
III. São encontradas pontualmente;
2
GESTÃO ATUARIAL
IV. Devem estar à disposição do segurado quando da apresentação e/ou efetivação da proposta do seguro.
Qual das opções abaixo responde à questão.?
a) II.
b) II e IV.
c) I.
d) I e III.
e) IV.
Q. (135281) Considere as opções abaixo:
1 - Segundo Pedro Alvim, a noção de riscos é a mesma de um acontecimento ou evento. Algo que ocorre por falha da
natureza ou do homem;
2 - O risco é o evento incerto ou de data incerta que independe da vontade das partes contratantes, e que conduz a um
resultado desfavorável contra o qual é feito o seguro, ou seja, é a dúvida sobre o futuro;
3 - De modo mais simples, é possibilidade de situação futura pior que a presente, ou possibilidade de ocorrência de evento
que conduza a resultado desfavorável;
4- O risco traduz-se na certeza do sinistro.
Quais das quatro opções representam a verdade sobre o vocábulo risco?
a) As três últimas.
b) Apenas as três primeiras.
c) Nenhuma.
d) As pares.
e) Todas.
Q. (103579) Considerando a importância do seguro de acidentes do trabalho, e sua importância atuarial,
gostaríamos de sabe em que ano ele foi criado no Brasil?
1) 1943
2) 1935
3) 1955
4) 1963
5) 1988
Q. (103553) Sabe-se que grande parte da gestão atuarial é utilizada em operações de seguros. Assim qual das
afirmativas abaixo define melhor o que é seguro?
a) Um contrato pela qual um das partes se obriga mediante cobrança da franquia a pagar o estipulante.
b) Um contrato pelo qual uma das partes se obriga, mediante cobrança de prêmio, a indenizar outra de um perigo
ou prejuízo eventual
c) Um contrato pela qual uma das partes se obriga mediante o pagamento do sinistro a devolver o prêmio ao segurado.
d) Sempre, uma operação possível e com perdas elevadas.
e) Um contrato pela qual uma das partes se obriga, mediante cobrança de prêmio, a indenizar outra de um perigo ou
prejuízo isolado.
Q. (107585) Por definição o sinistro é a ocorrência de natureza?
a) Súbita, involuntária e imprevista.
b) Coberta, indiscutível e inquestionável.
c) Previsível, remota e incerta.
d) Natural, esperada e previsível.
e) Financeira, restrita e participativa.
12 Q. (103569)
Como o seguro é baseado no conceito de compartilhamento ou divisão dos riscos, quando se abordam suas
origens, comumente recorre-se ao clássico caso dos camelos e das caravelas, onde a perda de um destes era
"dividida" pelos demais membros do grupo. Neste caso, fica claro a necessidade de que a composição de tal
divisão fosse feita de forma igual entre todos os membros do grupo. Esta afirmativa relata uma gestão atuarial
ainda em seus primórdios.
Esta afirmativa está?
a) Incorreta.
b) Parcialmente correta, pelo contexto.
c) Equivocada pois tratamos de uma ciência exata.
d) Correta.
e) Esquisita, pois vincular camelos e caravelas a gestão atuariais é demais ...
3
GESTÃO ATUARIAL
Q. (103560) Dada a importância que a gestão atuarial tem nos negócios onde é necessária, em especial nas
operações de seguros, quanto ao risco e ao prêmio podemos afirmar que?
a) São sempre não - proporcionais e diretos, isto em função do regime contábil que lhes é exigido.
b) São invariáveis e dependentes do período.
c) São diretamente relacionados ao prazo de pagamento do seguro e sua estimativa.
d) São variáveis relacionadas a vigência.
e) São diretamente relacionados em função do regime contábil que lhes é aplicado.
Q. (135284) É a entidade jurídica legalmente constituída para assumir e gerir os riscos especificados no contrato
de seguro. É ela quem emite a apólice e, no caso da ocorrência de sinistro e de posse do pagamento do prêmio,
será a responsável por indenizar o segurado ou seus beneficiários de acordo com as coberturas contidas na
apólice.
De quem falamos?
a) Da seguradora.
b) Do agente de seguros.
c) Do prêmio.
d) Do segurado.
e) Do corretor de seguros.
Q. (128710) Quanto à origem da intervenção pode-se classificar a auditoria em?
a) Operacional e financeira, apenas.
b) Processual e financeira, apenas.
c) Fiscal e societária, apenas.
d) Momentânea e periódica, tão somente.
e) Interna e externa.
Q. (104012) Os sinistros devem ser registrados contabilmente em que momento?
a) Após sua liquidação, apenas.
b) Quando pagos.
c) Quando avisados.
d) Após a vistoria de constatação da ocorrência do sinistro.
e) Quando ocorridos.
Q. (128518) - A Lei 11.638/07 criou o instituto de Ajustes de Avaliação Patrimonial, que tem a função de receber os
valores que pertencem ao patrimônio da entidade e que tiveram seus valores de recuperação revistos. Esta
afirmativa está?
a) Parcialmente correta.
b) Correta.
c) Correta em parte.
d) Incorreta.
e) Equivocada.
Q. (107716) - O valor do risco assumido pela resseguradora é o valor?
a) Mínimo coberto pela cosseguradora e resseguradora e que representa o limite máximo de indenização que pode ser
pago no caso de sinistro, referente ao risco assumido pela cosseguradora e pela resseguradora.
b) Máximo coberto pela apólice assumido pela resseguradora e que representa o limite máximo de indenização
que pode ser exigida no caso de sinistro referente ao risco assumido pela resseguradora.
c) Mínimo coberto pela apólice assumido pela resseguradora e que representa o limite máximo de indenização que pode
ser exigida no caso de sinistro, referente ao risco assumido pela resseguradora.
d) Máximo coberto pela seguradora e resseguradora e que representa o limite mínimo de indenização que pode ser
exigida no caso de sinistro, referente ao risco assumido pela seguradora e resseguradora.
e) De referência coberto pela apólice e assumido pela resseguradora e que representa o limite máximo de indenização
que pode ser exigida no caso de sinistro referente ao risco assumido pela seguradora.
Q. (135473) A finalidade do seguro é restabelecer o equilíbrio econômico perturbado pelo evento previsto no
contrato de seguro. Neste sentido ...
a) A comissão de corretagem é padronizada nas seguradoras.
b) É proibido ao segurado ter lucro com a operação de seguros.
c) É proibido ao corretor de seguros ter lucro com a operação de seguros.
d) É permitido a seguradora não pagar impostos.
e) É permitido ao segurado ter lucro com a operação de seguros.
4
GESTÃO ATUARIAL
Q. (128726) É uma auditoria - como na contábil, e que examina e avalia continuamente os sistemas de qualidade
das organizações e Externa - reafirmando ou não os padrões de qualidade de uma organização. Qual das opções
abaixo define este tipo de auditoria corretamente?
a) Processual.
b) De avaliação de erros.
c) Legal.
d) Contábil.
e) De qualidade.
Q. (104007) Lucro Contábil e Lucro Econômico são a mesma coisa?
a) Apenas para empresas estrangeiras.
b) Não.
c) Sim.
d) Apenas para alguns tipos de operações de seguros.
e) Perfeito.
Q. (104013) A ênfase em custos, o não reconhecimento de ganhos não realizados, o não reconhecimento do que
chamamos de "good will" são itens de que tipo de apuração de lucro?
a) Legal.
b) Fiscal.
c) Econômica.
d) Financeira.
e) Contábil.
Q. (103554) Constituem características básicas do seguro?
a) Serem sociais e privados.
b) Ser um fator de bem estar do social.
c) Ser futuro, possível e gerenciáveis.
d) A incerteza, previdência e o mutualismo.
e) Transferir riscos, apenas.
Q. (103628) A aceitação da retrocessão do IRB pelas Sociedades Seguradoras autorizadas a operar no país é:
a) Recusável.
b) Indefinida.
c) Obrigatória em parte.
d) Facultativa.
e) Opcional.
Q. (128516) O conceito de avaliação patrimonial reflete a correção dos valores de ativos e passivos em relação ao
seu valor contábil inicial ou ao seu valor justo, a partir de?
a) Geração do fluxo de caixa.
b) Análise do passivo, apenas.
c) Reavaliações já efetuadas.
d) Todas as opções estão erradas.
e) Análise do ativo, tão somente.
Q. (107588) Quanto à provisão de prêmios não ganhos é correto afirmar que?
a) É uma provisão técnica não comprometida.
b) Pode ser chamada de IBNR.
c) É igual da de prêmios ganhos e avisados.
d) Depende da estrutura técnica da seguradora.
e) É chamada de provisão de sinistros a liquidar.
Q. (128149) Considerando as Provisões Técnicas não comprometidas, podemos afirmar este conceito visa cobrir
os sinistros já ocorridos, porém não avisados, é constituída para os seguros com pagamento de prêmio anual,
com base em Nota Técnica Atuarial. De que conceito falamos?
a) Margem de Solvência.
b) Patrimônio Líquido.
c) IPTR.
d) Prêmio decorrido.
e) IBNR. (Abreviatura de Provisão de Sinistros Ocorridos e Não Avisados)
5
GESTÃO ATUARIAL
Q. (135272) Em relação ao Prêmio do Seguro é correto afirmar que:
1 - Seu valor depende do prazo do seguro;
2 - Da importância segurada e da exposição ao risco;
3 - Além das despesas administrativas e de produção (como comissão e agenciamento) e dos
4 - Impostos.
Quais dos quatro itens fazem parte da composição do prêmio de seguro?
a) Os números primos.
b) Nenhum deles.
c) Todos.
d) Os pares.
e) Os ímpares.
Q. (103582) Antigamente, fatores com a falta de legislação e regulamentação para o setor, falta de tecnologia,
baixo poder de compra, falta de concorrência e inflação prejudicavam bastante o setor de seguros. Em épocas de
inflação alta, a moeda desvalorizava-se tanto, que mesmo a correção monetária das apólices não era suficiente
para repor os bens sinistrados. Diante deste terrível cenário a gestão atuarial das carteiras ficava?
a) Terrivelmente comprometida.
b) Super valorizada.
c) Parcialmente comprometida.
d) Como sempre ficou.
e) Estável.
Q. (135459) - O seguro pode ser definido como sendo: "O abrigo recíproco de numerosas economias ameaçadas
similarmente por necessidades fortuitas e avaliáveis". Esta definição está correta?
a) Sim.
b) Pode até ser, dependendo do caso.
c) Parcialmente incorreta.
d) Parcialmente.
e) Não.
Q. (103572) - Sabe-se que ao longo de sua existência, em especial na Idade Média a Igreja proibiu a prática do
mutualismo, e consequentemente, do seguro, pois, segundo o clero, somente a vontade divina seria capaz de
minimizar as desgraças e infortúnios do homem. Esta breve história de parte do seguro é
a) Um mentira absoluta.
b) Parcialmente verdadeira, pois a Igreja só inteferia em alguns tipos de seguro.
c) Lamentável, pois jamais a Igreja iria contrariar os desígnios de Deus.
d) Perfeita e reflete bem a representatividade e importância que a Igreja tinha nos negócios e na política na
referida época.
e) Um equívoco.
Q. (103558) - Nos contratos de seguro, o risco:
a) Corresponde ao sinistro, assim entendido o acontecimento que obriga a seguradora a pagar a indenização ao
segurado.
b) Quando agravado pelo segurado, implica automático aumento da responsabilidade da seguradora.
c) Depende da vontade do segurado e do segurador.
d) Não precisa ser consignado nas respectivas apólices.
Quando já passado, não pode ser objeto de seguro.
Q. (128544) - Pode haver uma probabilidade não nula tanto de que ocorra, quanto de que não ocorra. Falamos de
que conceito na operação de seguros?
a) Rateio Parcial.
b) Risco.
c) Ressegurador.
d) Prêmio.
e) Corretor de seguros.
Q. (107596) - A averbação?
a) É o documento utilizado para informar a seguradora sobre bens e verbas a garantir.
b) É o documento utilizado pela seguradora para informar ao segurado alterações cadastrais.
c) É o documento utilizado para informar a seguradora sobre riscos e prêmios.
d) É um tipo de contrato especial.
e) É um tipo de proposta sujeita a aplicação de cláusula de rateio.
6
GESTÃO ATUARIAL
Q. (103644) Qual o nome da operação pela qual cada um dos seguradores será responsável por uma parte do total
segurado e do total do prêmio, de acordo com sua quota parte?
a) Retrocessão.
b) Cosseguro.
c) Excedente de danos.
d) Pulverização de risco.
e) Resseguro.
Q. (135461) É a compensação dos efeitos do acaso pela mutualidade organizada segundo as leis da estatística.
Esta é a definição de?
a) Seguro.
b) Balanço.
c) Patrimônio Líquido.
d) Sinistro.
e) Prêmio.
Q. (103996) - Está correta a afirmação de que o Instituto Brasileiro de Contadores (IBRACON) é o órgão
responsável por estabelecer as normas contábeis a serem seguidas pela profissão de contador?
a) Sim, mas apenas após o ano de 2014.
b) Não, porque quem regulamenta tal assunto é o BACEN.
c) Sim.
d) Não, porque que este assunto é regulamentado por cada Estado brasileiro.
e) Não.
Q. (128767) - O sistema contábil e de controles internos é de responsabilidade da administração da entidade,
porém, o auditor deve efetuar sugestões objetivas para seu aprimoramento, decorrentes de constatações feitas
no decorrer do seu trabalho. Esta afirmativa deve ser considerada?
a) Correta, parcialmente.
b) Insatisfatória para a importância do tema.
c) Muito simples para a importância do tema.
d) Correta.
e) Incompleta.
Q. (107710) - É incorreto afirmar em relação ao cosseguro que?
a) É emitido uma única apólice em nome da seguradora líder.
b) Um mecanismo de pulverização de riscos.
c) Não gera solidariedade entre as partes que o celebram.
d) É permitido para os seguros do Sistema Financeiro da Habitação.
e) Paga comissão de cosseguro.
Q. (135285) Qual o prazo legal para uma seguradora se pronunciar sobre a aceitação ou não de um seguro?
QUINZE DIAS
a) 20 dias.
b) 10 dias.
c) 30 dias.
d) 5 dias.
e) 15 dias.
Q. (128705) Quanto ao processo indagativo existem quantos tipos fundamentais de auditoria: DOIS
a) 4.
b) 6.
c) 3.
d) 2.
e) 5.
Q. (104021) Está correto afirmar que quando os sinistros ocorrem e são avisados que a seguradora constitui uma
provisão, muitas vezes baseada em valores estimados, que depois são ajustados, quando da conclusão do
sinistro e seu valor real indenizado?
a) Depende do caso.
b) Nunca.
c) Apenas em alguns casos.
7
GESTÃO ATUARIAL
d) Sim, está correto.
e) Claro que não!
Q. (103561) Em relação ao prêmio ganho pode ser afirmar que?
a) Nos seguros de coisas é apropriado mensalmente fração de 1/12 avos, em função de seu regime contábil.
b) É apropriado semestralmente.
c) É caixa e pode ser livremente utilizado pela seguradora.
d) Nos seguros de coisas é apropriado mensalmente fração de 1/30 avos, em função de seu regime contábil.
e) Nos seguros de coisas é apropriado mensalmente fração de 1 "n" avos, em função de seu regime contábil.
O primeiro contrato de seguro marítimo, com emissão de apólice, foi escrito em:
1) Gênova, em 1347
2) Londres, em 1868
3) Brasil, em 1819
4) Fenícia, em 1248
5) Portugal, em 1658
Podemos definir um risco atuarial como um fenômeno que tem consequências econômicas e que está sujeito a
incertezas, com respeito a uma ou mais causas das variáveis de risco atuarial. Indique nas alternativas a seguir a
que representa uma delas:
1) Preço
2) Prazo
3) Qualidade
4) Custo
5) Dimensão espacial
A teoria do risco pode ser dividida de várias formas, uma delas é:
1) Risco desprezível.
2) Teoria dos desastres.
3) Risco pressuposto.
4) Risco coletivo.
5) Teoria dos impactos eventuais.
Entende-se por previdência:
a) Operação que toma forma jurídica por meio de um contrato entre segurador e segurado.
b) Formação de uma reserva econômica, por pessoas com interesses comuns, para dividir o risco de um acontecimento
não previsto.
c) Corresponde ao que o segurado paga ao segurador para ter direito à indenização.
d) Envolve dois momentos: se e quando o evento segurado irá ocorrer.
e) Proteção a pessoas e a seus bens.
São características do contrato de seguro:
a) Bilateral, oneroso, aleatório, formal, nominal, de adesão, de boa-fé.
b) Unilateral, oneroso, aleatório, formal, nominal, de adesão, de boa-fé.
c) Bilateral, oneroso, aleatório, informal, nominal, de adesão, de boa-fé.
d) Bilateral, não oneroso, aleatório, formal, nominal, de adesão, de boa-fé.
e) Bilateral, oneroso, aleatório, formal, nominal, de adesão, abusivo.
Entende-se por prêmio:
a) Possibilidade de o evento aleatório ocorrer, gerando prejuízo econômico.
b) Pagamento efetuado pelo segurado ao segurador para assumir a responsabilidade por um risco
determinado.
c) Pagamento dos prejuízos decorrentes de um sinistro, que a seguradora faz ao segurado ou aos seus beneficiários.
d) Reembolso a que a seguradora tem direito, no caso de indenização paga ao segurado, consequente de evento
danoso provocado por alguém.
e) Valor inicial da importância segurada até a qual o segurado é o segurador.
Autarquia, com personalidade jurídica de direito público, que dispõe de autonomia administrativa e financeira,
que tem como atribuição fundamental fiscalizar o fiel cumprimento da legislação de seguros:
a) Conselho Nacional de Seguros Privados, CNSP.
b) Superintendência de Seguros Privados, SUSEP.
c) Entidades Abertas de Previdência Privada, EAPP.
8
GESTÃO ATUARIAL
d) Ministério da Previdência e Assistência Social, MPAS.
e) Conselho Monetário Nacional, CMN.
O CNSP (Conselho Nacional de Seguros Privados):
a) É o órgão máximo do setor de seguros, responsável pela fixação de diretrizes e normas da política de seguros
e resseguros, gerando orientação básica ao funcionamento dos componentes do sistema.
b) É o órgão governamental de atuação colegiada e competência normativa responsável pelo controle e fiscalização dos
mercados de seguro, previdência privada aberta, capitalização e resseguros.
c) Tem a atribuição de fiscalizar o resseguro obrigatório e facultativo do país ou exterior, organizar e administrar
consórcios, proceder a liquidação de sinistros e distribuir pelas seguradoras a parte dos resseguros que não retiver e
colocar no exterior as responsabilidades excedentes da capacidade do mercado segurador interno ou aquela cuja
cobertura fora do país convenha aos interesses nacionais (retrocessão).
d) É formado por empresas que, por meio dos recursos dos prêmios cobrados dos segurados, comprometem-se a
indenizá-los no caso de ocorrer o evento contra o qual se seguraram.
e) É o profissional legalmente autorizado a organizar e promover contratos de seguros. Ele também orienta o segurado
sobre o melhor tipo de contrato de seguro, esclarecendo dúvidas, sobre coberturas, carências, validade e atendimento
às necessidades de seu representado.
A sociedade seguradora:
a) É o órgão máximo do setor de seguros, regulando e fiscalizando a orientação básica e funcionamento dos
componentes do sistema.
b) É o órgão governamental de atuação colegiada e competência normativa responsável pelo controle e fiscalização dos
mercados de seguro, previdência privada aberta, capitalização e resseguros.
c) Tem a atribuição de fiscalizar o resseguro obrigatório e facultativo do país ou exterior, organizar e administrar
consórcios, proceder a liquidação de sinistros e distribuir pelas seguradoras a parte dos resseguros que não retiver e
colocar no exterior as responsabilidades excedentes da capacidade do mercado segurador interno ou aquela cuja
cobertura fora do país convenha aos interesses nacionais (retrocessão).
d) É formada por empresas que, por meio dos recursos dos prêmios cobrados dos segurados, comprometem-se
a indenizá-los no caso de ocorrer o evento contra o qual se seguraram.
e) É o profissional legalmente autorizado a organizar e promover contratos de seguros. Ele também orienta o segurado
sobre o melhor tipo de contrato de seguro, esclarecendo dúvidas, sobre coberturas, carências, validade e atendimento
às necessidades de seu representado.
A diferença básica entre os seguros de pessoas, como é o caso dos seguros de vida, acidentes pessoais e saúde,
e o de não pessoas, como podem ser agrupados os seguros de danos patrimoniais e prestação de serviços é:
a) O prazo de validade da apólice de seguros.
b) O pagamento da indenização está relacionado ao valor do dano produzido pela ocorrência do sinistro.
c) Os seguros de não pessoas não têm como finalidade reparar ao segurado a perda financeira ocasionada pelo sinistro.
d) Os danos patrimoniais estão divididos em dois grandes grupos: responsabilidade e bens.
e) O valor das indenizações em caso de morte ou invalidez estabelecida pelos seguros de pessoas tem de ser
escolhidos pelo próprio indivíduo, e não pelo valor de mercado, como no caso de bens e serviços.
São passíveis de cobrança judicial:
a) Os seguros de risco decorrido.
b) Os seguros cujo prêmio não tenha sido pago pelo segurado.
c) Os seguros de risco a decorrer.
d) Os seguros cancelados automaticamente por não pagamento da apólice.
e) Os seguros habitacionais.
A previdência privada para as entidades abertas, regulamentada pelo Decreto n° 81.402, de 23 de fevereiro de
1978, foi criada em 1977, por meio da:
a) Lei n° 6.435
b) Lei n° 6.404
c) Lei n° 8.200
d) Lei n° 8.981
e) Lei n° 9.872
É correto afirmar que os contratos de seguro possuem as seguintes características:
a) Automático, obrigatório, informal e pessoal.
b) Oneroso, pessoal, obrigatório e aleatório.
c) Formal, pessoal, aleatório e informal.
d) Impessoal, formal, aleatório e oneroso.
e) Bilateral, oneroso, aleatório e formal.
9
GESTÃO ATUARIAL
Pode-se afirmar que o Limite de Retenção, corresponde ao valor máximo de responsabilidade que uma Sociedade
Seguradora poderá reter em cada risco isolado, também denominado "Limite Técnico", sendo determinado com
base no valor do Ativo Líquido, obtido através de:
a) Ajustes nos ativos e passivos, inclusive receitas futuras ainda não recebidas.
b) Aplicação de ajustes nos resultados e nos fluxos de caixa do negócio.
c) Aplicação de ajustes por adições e exclusões sobre o Patrimônio Líquido Contábil.
d) Ajustes por impostos e contribuições pagas nas operações.
e) Aplicação correta do regime de competência sobre os prêmios ganhos.
O procedimento a ser adotado no caso dos prêmios retidos nos últimos doze meses anteriores ao trimestre de
cálculo dos novos Limites de Retenção de uma seguradora forem inferiores a 0,3% do Ativo Líquido:
a) A seguradora deverá cumprir plano de recuperação em, no mínimo, 90 dias observada pela SUSEP.
b) O piso será substituído pelo percentual verificado na relação entre os prêmios retidos e o valor do novo Ativo
Líquido em, no mínimo, 0,075%.
c) A SUSEP fará intervenção na seguradora que deverá cumprir plano de recuperação de 150 dias.
d) A SUSEP fixará novos Limites de Retenção para a seguradora, devidamente justificados, fazendo a devida
intervenção.
e) A seguradora deverá preparar plano de recuperação com novos valores observada por membros da SUSEP.
As sociedades seguradoras deverão apresentar, quando do encerramento das demonstrações financeiras de
junho e dezembro, a margem de solvência, calculada com base nos critérios estabelecidos pela regulamentação
do CNSP. Indique a alternativa que indica o critério correto estabelecido no regulamento:
a) 0,20 vezes do total da receita líquida de prêmios emitidos dos últimos 36 meses.
b) 0,33 vezes a média anual do total dos sinistros retidos dos últimos 12 meses.
c) O limite de margem estabelecido é de 0,75 vezes o valor correspondente à margem de solvência.
d) 0,50 vezes a média anual do total dos sinistros retidos dos últimos 36 meses.
e) O limite de margem estabelecido é de 50% do montante correspondente à margem de solvência.
Os cosseguros podem ser dois tipos:
a) Facultativos e não exigíveis
b) Facultativos e automáticos
c) Automáticos e obrigatórios
d) Facultativos e obrigatórios
e) Exigíveis e elencados
Um importante indicador da atividade securitária é o Índice de Seguros Retidos ou Prêmio Puro, que é
representado pelo seguinte:
a) O montante de prêmios ganhos líquidos dos sinistros retidos e despesas de comercialização e administrativas.
b) O montante de prêmios líquidos dos ressarcimentos e recuperações das despesas de comercialização.
c) O montante líquido dos sinistros pagos, deduzidas as recuperações de cosseguro, resseguros, salvados
e ressarcimentos.
d) O montante líquido dos sinistros recuperados e ressarcidos, deduzidas as despesas comerciais e as
administrativas.
e) O montante de prêmios recebidos deduzidos dos sinistros pagos, deduzidas as recuperações por resseguro e
cosseguro.
QUESTÕES DA AV2
Q. (107709) Quando o valor do bem segurado e seu respectivo risco, são divididos entre duas ou mais
seguradoras, essa operação é denominada de?
a) Franquia.
b) Retrocessão.
c) Tratativa entre empresas privadas.
d) Cosseguro.
e) Resseguro.
Q. (103646) O resseguro de Excedente de Responsabilidade é um tipo de plano?
a) Stop Loss
b) Quota parte.
c) Proporcional.
d) Não proporcional.
e) Complexo
10
GESTÃO ATUARIAL
Q. (128214) No segmento de seguros, os riscos são divididos em ordinários e extraordinários. Esta afirmativa
está?
a) Correta.
b) Incorreta.
c) Parcialmente correta, pois os riscos são apenas ordinários.
d) Parcialmente correta, pois os riscos são apenas extraordinários.
e) Incorreta, porque os riscos são apenas fundamentais.
Q. (104001) Qual o pressuposto para a constituição de uma empresa?
a) O do controle da evasão fiscal.
b) O do controle absoluto do controle de caixa.
c) O da equivalência patrimonial.
d) O da gestão de custos.
e) O da continuidade.
Q. (103589) Para que a companhia de seguros esteja coberta em todos os sinistros decorrentes de um único
evento, como, por exemplo, furacão, independente do número de apólices individuais envolvidas, deverá efetuar
operação de:
a) Cosseguro de excesso de danos por ocorrência.
b) Resseguro proporcional de danos por risco.
c) Cosseguro proporcional de danos por ocorrência.
d) Resseguro de excesso de danos por ocorrência.
e) Resseguro de excesso de danos por risco.
Q. (135477) A previdência, a incerteza e o mutualismo são características do?
a) Seguro.
b) Valor segurado.
c) Limite Técnico.
d) Risco.
e) Prêmio.
Q. (135476) Considerando a importância das operações de seguros para a economia do país e também da
sociedade, em relação ao mecanismo social, é correto afirmar que o seguro tem as três funções abaixo?
1 - Ser um ato de previdência;
2 - Liberar recursos econômicos par a aplicações produtivas;
3 - Promover e desenvolver a poupança interna.
a) Apenas par a os dois primeiros itens.
b) Sim.
c) Não.
d) Em parte, sim.
e) Em parte, não.
Q. (103590) O risco pode ser:
I. básico, particular, transferível e endossável;
I I. especulativo, fundamental, puro e particular;
III. facultativo, puro, básico e aleatório;
I V. de propriedade, excluído;
V. de responsabilidade. Estão incorretos as
apenas os itens:
a) IV e V.
b) I e II.
c) II e IV.
d) III e IV.
e) I e III.
Q. (135277) Considere as opções abaixo:
1 - Prêmio é o pagamento efetuado pelo segurado ao segurador para que este assuma o risco objeto do seguro; ou seja,
é o custo do seguro.
2 - O vocábulo prêmio é derivado do latim praemium, é o bem material ou moral recebido por um serviço prestado, por um
trabalho executado, ou por méritos especiais; e
3- É o pagamento que o segurado faz à companhia seguradora, para obter direito a indenização na ocorrência de
determinado evento.
Das três opções quais representam verdadeiramente o que é o prêmio?
a) A par.
b) Todas.
c) Apenas as ímpar es.
11
GESTÃO ATUARIAL
d) A terceira.
e) A primeira.
Contábil e operacionalmente o prêmio retido corresponde ao:
Prêmio emitido, líquido da parcela de cedidos, restituições e descontos.
Nas operações com seguros, são itens constantes do sistema de resultado, classificados no grupo Operações
com seguros:
1) Provisões técnicas e Sinistros Retidos
2) Prêmios Ganhos e Taxa de Gestão de Produtos
3) Reservas técnicas e Despesas de Comercialização
4) Outras Receitas e Aplicações Financeiras
5) Despesas Operacionais e Financiamentos obtidos
Contabilmente, com relação aos recuperados nos sinistros ocorridos, pode-se afirmar que:
1) São classificados como receitas financeiras devido a sua essência.
2) São classificados como outras receitas, pois já foram previstos na apólice.
3) São considerados como despesa operacional, em função das perdas já previstas na apólice.
4) São considerados como receitas, promovendo aumento no resultado operacional.
5) São itens que não afetam o resultado, pois já estão computados como perda na hipótese de sinistro.
Com relação aos registros contábeis ao longo do ciclo econômico das operações com seguros, pode-se afirmar
que:
1) Os primeiros registros só são realizados após a emissão e formalização da apólice.
2) Os primeiros registros só ocorrem na aceitação da proposta pelo cliente e antes das inspeções.
3) O reconhecimento contábil só é iniciado no momento do pagamento do prêmio pelo cliente.
4) O reconhecimento é iniciado no momento da aceitação da proposta pelo cliente.
5) O risco assumido antes da proposta já devem ser reconhecidos pela seguradora.
Indique a alternativa que identifica o grupo de provisões visando a cobertura de riscos aleatórios futuros.
1) Fundo de garantia operacional
2) Provisões de sinistros a liquidar
3) Provisões de seguros vencidos
4) Provisões técnicas não comprometidas
5) Provisões técnicas comprometidas
Indique a alternativa contemplando órgão que emite as diretrizes sobre a cobertura das Provisões Técnicas.
1) SUSEP
2) CMN
3) CNSP
4) BACEN
5) IRB
Dentre as alternativas abaixo indique a que compõe o grupo das Provisões Técnicas Comprometidas:
1) Fundo de garantia operacional
2) Provisões matemáticas
3) Provisões de sinistros a liquidar
4) Fundo de garantia de retrocessões
5) Provisões de riscos decorridos
Marque a alternativa que indica uma das principais diferenças entre as Reservas e as Provisões:
a) As Provisões têm seus valores totalmente definidos no momento da sua constituição; enquanto nas Reservas estes
valores poderão ser estimados.
b) As Provisões são sempre reconhecidas, estimadamente, pelo regime de competência; enquanto as Reservas não
seguem este regime.
c) As Provisões sempre integram no passivo exigível podendo, em algumas situações, compor o Patrimônio Líquido;
enquanto as Reservas são sempre retificadoras do Patrimônio Líquido.
d) As Reservas possuem seus valores totalmente definidos no momento do seu reconhecimento; enquanto o
valor das Provisões poderá ser estimado.
e) As Reservas são sempre tratadas como expectativa de consumo de ativos; enquanto as provisões são tratadas como
consumo de ativos líquido e certo.
12
GESTÃO ATUARIAL
A respeito da aplicabilidade da legislação ao mercado securitário, pode-se afirmar:
a) As organizações que operam neste mercado não precisam constituir as Reservas previstas na legislação societária,
pois já constituem as Provisões ou Reservas Técnicas.
b) As organizações que operam neste mercado devem seguir a legislação societária, e além das Provisões ou
Reservas Técnicas, devem observar a constituição das Reservas previstas nos padrões das sociedades
anônimas.
c) As organizações que operam neste mercado podem ser constituídas na modalidade sociedade limitada, portanto, não
são obrigadas a seguir os padrões da legislação societária.
d) As organizações que operam neste mercado são constituídas na modalidade sociedade por ações, mas para os efeitos
das demonstrações contábeis, seguem o regulamento da SUSEP e não são disciplinadas pela legislação societária.
e) As empresas que operam neste mercado não estão vinculadas à nenhum modelo societário, podendo ser constituídas
até mesmo como empresa individual, não sendo sujeitas aos padrões contábeis das sociedades por ações.
Uma das novidades trazidas pela Lei 11.638/07 foram os Ajustes de Avaliação Patrimonial, associando a eles o
conceito de:
a) Custo Histórico
b) Valor Contábil Líquido
c) Custo de Aquisição
d) Valor de Transação
e) Valor Justo
Marque a alternativa que indica as Reservas e as Provisões diretamente afetadas pelo processo de destinação do
Lucro Líquido.
a) Reservas de Lucros e Provisões Técnicas
b) Ajustes de Avaliação Patrimonial e Provisão para Perdas
c) Reservas de Capital e Provisões Técnicas
d) Reservas de Lucros e Dividendos e Pagar
e) Reservas de Capital e Dividendos a Pagar
Marque a alternativa que indica o principal objetivo da Auditoria Contábil Externa ou Independente.
a) A emissão de opinião sobre a adequação dos Demonstrativos Contábeis às operações, aos Princípios
Contábeis, aos Regulamentos e às Leis.
b) A detecção de fraudes e desvios nas atividades desenvolvidas por uma organização, bem como a punição dos
envolvidos.
c) Organizar os processos administrativos e os sistemas de controle interno inerente às atividades de uma entidade e de
suas operações.
d) Emitir opinião sobre as atividades desenvolvidas e implementar alterações que se façam necessárias aos processos
gerenciais de uma entidade.
e) Avaliar os processos gerenciais e os respectivos gestores, implementando ações corretivas aos desvios observados
nestes processos.
A auditoria externa ou independente visa o exame para a constatação de atividades, demonstrativos, processos
e resultados que darão sustentação à opinião e às recomendações aos administradores da organização. Os
conceitos relacionados fundamentais para o êxito do exame são:
a) Coordenação e Controle
b) Adequação e Controle Interno
c) Independência e Duplicidade na verificação
d) Planejamento de Programa de Auditoria
e) Coordenação e Controle Interno
Os procedimentos de Auditoria Contábil envolvem um conjunto de técnicas que permitem ao auditor obter:
a) Confiabilidade da Administração para melhoria dos processos gerenciais da organização e de seus controles internos.
b) Evidências através de testes substantivos para comprovar falhas nos sistemas de controle interno da organização
auditada.
c) Suficientes testes de observância das normas internas e verificar se há condições de maximizar a eficiência dos
processos gerenciais.
d) Comprovações periciais de inconsistências dos sistemas de controle interno, a fim de punir os responsáveis por
desvios.
e) Evidências ou provas suficientes e adequadas para fundamentar sua opinião sobre as demonstrações
contábeis.
13
GESTÃO ATUARIAL
Na Auditoria Contábil Externa, realizada nas sociedades que operam no ramo securitário, além do parecer sobre
a adequação das demonstrações contábeis, os auditores devem:
a) Emitir relatório circunstanciado sobre a conduta da administração, sobre os controles internos, sobre as atividades
desenvolvidas e sobre as técnicas contábeis utilizadas pela organização auditada.
b) Emitir parecer circunstanciado sobre as operações; sobre as atividades de marketing e seus reflexos sobre os produtos
e serviços; sobre os riscos relacionados aos contratos assumidos e sobre as técnicas contábeis utilizadas no controle
das vendas da organização auditada.
c) Emitir parecer fundamentado nas observações sobre as atividades operacionais e seus reflexos sobre os produtos e
serviços; sobre as políticas de comissões e pagamento de pessoal e sobre as técnicas contábeis utilizadas no controle
da folha de pagamento da organização auditada.
d) Emitir relatório circunstanciado sobre a adequação dos controles internos; sobre os riscos suportados nas
operações, destacando as deficiências encontradas; sobre os dispositivos legais e regulamentares; bem como
provisões e solvência.
e) Emitir relatório circunstanciado sobre a subscrição de ações e reservas; sobre as atividades de risco e seus reflexos
sobre a continuidade dos produtos e serviços; e sobre as técnicas contábeis utilizadas no cálculo das provisões
técnicas da organização auditada.
No caso específico das companhias de seguro o auditor independente deverá apresentar os seguintes relatórios,
EXCETO:
a) Parecer relativo à posição financeira da entidade expresso nas Demonstrações Contábeis.
b) Relatório circunstanciado das observações sobre as deficiências e/ou ineficiências dos controles internos.
c) Relatório circunstanciado a respeito do não cumprimento das normas legais e regulamentares.
d) Relatório circunstanciado sobre a adequação dos procedimentos contábeis e das práticas de divulgação de
informações nas demonstrações contábeis.
e) Notas Explicativas e Balancete Ajustado pelo processo de auditoria independente.
O Planejamento da Auditoria, também denominado Plano de Auditoria, ou Programa de Auditoria, deve considerar
todos os fatores relevantes na execução dos trabalhos, especialmente os seguintes, EXCETO:
a) O conhecimento das práticas contábeis da entidade e as alterações ocorridas no exercício anterior.
b) A natureza, a oportunidade e a extensão dos procedimentos de auditoria a serem aplicados.
c) A existência de fraudes, os desvios éticos e as descontinuidades observadas nos trabalhos de auditoria
anteriormente realizados.
d) O uso dos trabalhos anteriores de outros auditores independentes, especialistas e auditores internos.
e) A natureza, o conteúdo e a oportunidade dos pareceres, os relatórios e outros informes a serem entregues à entidade.
O conhecimento do sistema contábil e de controles internos é fundamental para o Planejamento da Auditoria e
necessário para determinar:
a) A natureza, a extensão e a oportunidade dos procedimentos de auditoria a serem adotados.
b) A natureza dos riscos econômicos nas operações da entidade e nas suas relações com credores.
c) A natureza do enquadramento das atividades de seguros em que a entidade participa.
d) Os tipos de transações mais adequados e rentáveis para a o devido enquadramento da auditada.
e) Os tipos de riscos suportados pela auditada nas operações de distribuição de responsabilidade.
Para definir a abrangência do trabalho de auditoria é necessário considerar no planejamento, a existência de
entidades controladas, coligadas, filiais e unidades operacionais, a fim de:
a) Compor os relatórios circunstanciados dos sistemas de controle interno da entidade auditada.
b) Entender a natureza das operações com as partes relacionadas e seu impacto nas Demonstrações Contábeis.
c) Determinar a oportunidade e a extensão dos exames dos sistemas de controle interno da entidade auditada.
d) Avaliar se a composição do Comitê de Auditoria está de acordo com a legislação e com o Conselho Fiscal.
e) Avaliar a adequação do Plano de Contas da Entidade e a sua harmonia com as normas emanadas do CNSP.
Com vistas a avaliar a conformidade com os Princípios Fundamentais de Contabilidade e das Normas Brasileiras
de Contabilidade, o processo de auditoria deve contemplar a revisão dos procedimentos contábeis adotados pela
entidade no exercício anterior e naquele exercício objeto da auditoria. O principal aspecto qualitativo observado
neste caso está afeto à:
a) Materialidade
b) Relevância
c) Essência sobre a forma
d) Comparabilidade
e) Fidedignidade
14
GESTÃO ATUARIAL
Q. (104016) Qual o tipo de lucro não reconhece em nenhuma hipótese o que chamamos de "Good Will" na
operação?
Gabarito: O Lucro Contábil.
Q. (128765) Este conceito define o ato não intencional resultante de omissão, desatenção ou má interpretação de
fatos na elaboração de registros e demonstrações contábeis. De que conceito falamos?
Gabarito: Do erro.
Q. (128437) Contingência é uma condição ou situação cujo resultado final, favorável ou desfavorável, depende de
eventos futuros incertos. Porém em contabilidade essa definição não existe. Correto? Explique sua resposta.
Gabarito: Não, porque ela se restringe às situações existentes à data das demonstrações e informações contábeis, cujo
efeito financeiro será determinado por eventos futuros que possam ocorrer ou deixar de ocorrer.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Introducao seguros
Introducao segurosIntroducao seguros
Introducao seguros
Gil Gameiro
 
Os seguros e os riscos como compreendê-los
Os seguros e os riscos   como compreendê-losOs seguros e os riscos   como compreendê-los
Os seguros e os riscos como compreendê-los
Universidade Federal Fluminense
 
Apostila noções basicas de seguros
Apostila   noções basicas de segurosApostila   noções basicas de seguros
Apostila noções basicas de seguros
Universidade Federal Fluminense
 
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 05 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral   aula 05 cathedraExercicios resolvidos contabilidade geral   aula 05 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 05 cathedra
contacontabil
 
Exercicios contabilidade da dre
Exercicios contabilidade  da dreExercicios contabilidade  da dre
Exercicios contabilidade da dre
capitulocontabil
 
Introdução à análise das demonstrações contábeis
Introdução à análise das demonstrações contábeisIntrodução à análise das demonstrações contábeis
Introdução à análise das demonstrações contábeis
Gilmar Seco Peres
 
1000 exercicios resolvidos contabilidade
1000 exercicios resolvidos contabilidade1000 exercicios resolvidos contabilidade
1000 exercicios resolvidos contabilidade
razonetecontabil
 
Gabaritos exercicios aula_09
Gabaritos exercicios aula_09Gabaritos exercicios aula_09
Gabaritos exercicios aula_09
zeramento contabil
 
Apostila contabilidade geral 200 exercicios resolvidos
Apostila contabilidade geral 200 exercicios resolvidosApostila contabilidade geral 200 exercicios resolvidos
Apostila contabilidade geral 200 exercicios resolvidos
nilsonapsouza
 
Apostila gestao de custos
Apostila gestao de custosApostila gestao de custos
Apostila gestao de custos
custos contabil
 
Contabilidade i exercício 10 - re balancete razonete
Contabilidade i   exercício 10 - re balancete razoneteContabilidade i   exercício 10 - re balancete razonete
Contabilidade i exercício 10 - re balancete razonete
apostilacontabil
 
A ciência contabilística e a contabilidade de custos
A ciência contabilística e a contabilidade de custosA ciência contabilística e a contabilidade de custos
A ciência contabilística e a contabilidade de custos
Universidade Pedagogica
 
Introdução à atuária
Introdução à atuáriaIntrodução à atuária
Introdução à atuária
Universidade Federal Fluminense
 
Exercícios sobre balanço patrimonial
Exercícios sobre balanço patrimonialExercícios sobre balanço patrimonial
Exercícios sobre balanço patrimonial
capitulocontabil
 
1000 exercicios de contabilidade com gabarito
1000 exercicios de contabilidade com gabarito1000 exercicios de contabilidade com gabarito
1000 exercicios de contabilidade com gabarito
Silvano Oliveira
 
Cálculo do custo das mercadorias vendidas (cmv)
Cálculo do custo das mercadorias vendidas (cmv)Cálculo do custo das mercadorias vendidas (cmv)
Cálculo do custo das mercadorias vendidas (cmv)
simuladocontabil
 
Apostila noções basicas de seguros
Apostila noções basicas de segurosApostila noções basicas de seguros
Apostila noções basicas de seguros
Universidade Federal Fluminense
 
Contabilidade aplicada seguros-apostila
Contabilidade aplicada   seguros-apostilaContabilidade aplicada   seguros-apostila
Contabilidade aplicada seguros-apostila
Universidade Federal Fluminense
 
Exercicios contabilidade com operações com mercadorias
Exercicios contabilidade  com operações com mercadoriasExercicios contabilidade  com operações com mercadorias
Exercicios contabilidade com operações com mercadorias
capitulocontabil
 
Contabilidade i exercício 09 - re balancete razonete
Contabilidade i   exercício 09 - re balancete razoneteContabilidade i   exercício 09 - re balancete razonete
Contabilidade i exercício 09 - re balancete razonete
apostilacontabil
 

Mais procurados (20)

Introducao seguros
Introducao segurosIntroducao seguros
Introducao seguros
 
Os seguros e os riscos como compreendê-los
Os seguros e os riscos   como compreendê-losOs seguros e os riscos   como compreendê-los
Os seguros e os riscos como compreendê-los
 
Apostila noções basicas de seguros
Apostila   noções basicas de segurosApostila   noções basicas de seguros
Apostila noções basicas de seguros
 
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 05 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral   aula 05 cathedraExercicios resolvidos contabilidade geral   aula 05 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 05 cathedra
 
Exercicios contabilidade da dre
Exercicios contabilidade  da dreExercicios contabilidade  da dre
Exercicios contabilidade da dre
 
Introdução à análise das demonstrações contábeis
Introdução à análise das demonstrações contábeisIntrodução à análise das demonstrações contábeis
Introdução à análise das demonstrações contábeis
 
1000 exercicios resolvidos contabilidade
1000 exercicios resolvidos contabilidade1000 exercicios resolvidos contabilidade
1000 exercicios resolvidos contabilidade
 
Gabaritos exercicios aula_09
Gabaritos exercicios aula_09Gabaritos exercicios aula_09
Gabaritos exercicios aula_09
 
Apostila contabilidade geral 200 exercicios resolvidos
Apostila contabilidade geral 200 exercicios resolvidosApostila contabilidade geral 200 exercicios resolvidos
Apostila contabilidade geral 200 exercicios resolvidos
 
Apostila gestao de custos
Apostila gestao de custosApostila gestao de custos
Apostila gestao de custos
 
Contabilidade i exercício 10 - re balancete razonete
Contabilidade i   exercício 10 - re balancete razoneteContabilidade i   exercício 10 - re balancete razonete
Contabilidade i exercício 10 - re balancete razonete
 
A ciência contabilística e a contabilidade de custos
A ciência contabilística e a contabilidade de custosA ciência contabilística e a contabilidade de custos
A ciência contabilística e a contabilidade de custos
 
Introdução à atuária
Introdução à atuáriaIntrodução à atuária
Introdução à atuária
 
Exercícios sobre balanço patrimonial
Exercícios sobre balanço patrimonialExercícios sobre balanço patrimonial
Exercícios sobre balanço patrimonial
 
1000 exercicios de contabilidade com gabarito
1000 exercicios de contabilidade com gabarito1000 exercicios de contabilidade com gabarito
1000 exercicios de contabilidade com gabarito
 
Cálculo do custo das mercadorias vendidas (cmv)
Cálculo do custo das mercadorias vendidas (cmv)Cálculo do custo das mercadorias vendidas (cmv)
Cálculo do custo das mercadorias vendidas (cmv)
 
Apostila noções basicas de seguros
Apostila noções basicas de segurosApostila noções basicas de seguros
Apostila noções basicas de seguros
 
Contabilidade aplicada seguros-apostila
Contabilidade aplicada   seguros-apostilaContabilidade aplicada   seguros-apostila
Contabilidade aplicada seguros-apostila
 
Exercicios contabilidade com operações com mercadorias
Exercicios contabilidade  com operações com mercadoriasExercicios contabilidade  com operações com mercadorias
Exercicios contabilidade com operações com mercadorias
 
Contabilidade i exercício 09 - re balancete razonete
Contabilidade i   exercício 09 - re balancete razoneteContabilidade i   exercício 09 - re balancete razonete
Contabilidade i exercício 09 - re balancete razonete
 

Destaque

Mídias Globais
Mídias Globais Mídias Globais
Mídias Globais
Carina de Almeida
 
Parecer sobre aplicação do cdc aos planos de previdencia complementar 2
Parecer sobre aplicação do cdc aos planos de previdencia complementar 2Parecer sobre aplicação do cdc aos planos de previdencia complementar 2
Parecer sobre aplicação do cdc aos planos de previdencia complementar 2
William Rocha
 
Sci plano comum
Sci plano comumSci plano comum
Sci plano comum
Roberto Gallicho
 
The 4 Knights of Content Marketing
The 4 Knights of Content MarketingThe 4 Knights of Content Marketing
The 4 Knights of Content Marketing
Ethos3
 
Hapa Japan Festival 2013 Flyer
Hapa Japan Festival 2013 FlyerHapa Japan Festival 2013 Flyer
Hapa Japan Festival 2013 Flyer
Jayme Kiko
 
Straffe madammen lunch januari 2015
Straffe madammen lunch januari 2015Straffe madammen lunch januari 2015
Straffe madammen lunch januari 2015
Elke Jeurissen
 
Some thoughts about the gaps across languages and domains through the experi...
Some thoughts about the gaps across languages and domains through the experi...Some thoughts about the gaps across languages and domains through the experi...
Some thoughts about the gaps across languages and domains through the experi...
National Institute of Informatics (NII)
 
Revista Fundación Carlos Sanz
Revista Fundación Carlos SanzRevista Fundación Carlos Sanz
Revista Fundación Carlos Sanz
Ilex Abogados
 
Youtube marketing jokes
Youtube marketing jokesYoutube marketing jokes
Youtube marketing jokes
selinasimpson534
 
corripio
corripio corripio
corripio
Sabrina Amaral
 
Puzzle ITC Talk @Docker CH meetup CI CD_with_Openshift_0.2
Puzzle ITC Talk @Docker CH meetup CI CD_with_Openshift_0.2Puzzle ITC Talk @Docker CH meetup CI CD_with_Openshift_0.2
Puzzle ITC Talk @Docker CH meetup CI CD_with_Openshift_0.2
Amrita Prasad
 
Sigmund freud obras completas - lopez ballesteros
Sigmund freud   obras completas - lopez ballesterosSigmund freud   obras completas - lopez ballesteros
Sigmund freud obras completas - lopez ballesteros
Gabinete de Psicología Profesional
 
Augmenter la satisfaction de l'utilisateur
Augmenter la satisfaction de l'utilisateurAugmenter la satisfaction de l'utilisateur
Augmenter la satisfaction de l'utilisateur
Digicomp Academy Suisse Romande SA
 
Manual dqp
Manual dqpManual dqp
Manual dqp
Ana Barroca
 
Estrategia nal. obesidad 1
Estrategia nal. obesidad 1Estrategia nal. obesidad 1
Estrategia nal. obesidad 1
Universidad de Ixtlahuaca CUI
 
Marketing na Internet
Marketing na InternetMarketing na Internet
Marketing na Internet
renatofrigo
 
Mitos y errores en las relaciones de pareja
Mitos y errores en las relaciones de parejaMitos y errores en las relaciones de pareja
Mitos y errores en las relaciones de pareja
Admingac
 
Roteiro de estudo de caso simulação do processo de compras
Roteiro de estudo de caso simulação do processo de comprasRoteiro de estudo de caso simulação do processo de compras
Roteiro de estudo de caso simulação do processo de compras
Antonio Marcos Montai Messias
 
Problemas de aprendizaje
Problemas de aprendizajeProblemas de aprendizaje
Problemas de aprendizaje
LISS
 
Seo proposal for tensator group
Seo proposal for tensator groupSeo proposal for tensator group
Seo proposal for tensator group
Parixit Dwivedi
 

Destaque (20)

Mídias Globais
Mídias Globais Mídias Globais
Mídias Globais
 
Parecer sobre aplicação do cdc aos planos de previdencia complementar 2
Parecer sobre aplicação do cdc aos planos de previdencia complementar 2Parecer sobre aplicação do cdc aos planos de previdencia complementar 2
Parecer sobre aplicação do cdc aos planos de previdencia complementar 2
 
Sci plano comum
Sci plano comumSci plano comum
Sci plano comum
 
The 4 Knights of Content Marketing
The 4 Knights of Content MarketingThe 4 Knights of Content Marketing
The 4 Knights of Content Marketing
 
Hapa Japan Festival 2013 Flyer
Hapa Japan Festival 2013 FlyerHapa Japan Festival 2013 Flyer
Hapa Japan Festival 2013 Flyer
 
Straffe madammen lunch januari 2015
Straffe madammen lunch januari 2015Straffe madammen lunch januari 2015
Straffe madammen lunch januari 2015
 
Some thoughts about the gaps across languages and domains through the experi...
Some thoughts about the gaps across languages and domains through the experi...Some thoughts about the gaps across languages and domains through the experi...
Some thoughts about the gaps across languages and domains through the experi...
 
Revista Fundación Carlos Sanz
Revista Fundación Carlos SanzRevista Fundación Carlos Sanz
Revista Fundación Carlos Sanz
 
Youtube marketing jokes
Youtube marketing jokesYoutube marketing jokes
Youtube marketing jokes
 
corripio
corripio corripio
corripio
 
Puzzle ITC Talk @Docker CH meetup CI CD_with_Openshift_0.2
Puzzle ITC Talk @Docker CH meetup CI CD_with_Openshift_0.2Puzzle ITC Talk @Docker CH meetup CI CD_with_Openshift_0.2
Puzzle ITC Talk @Docker CH meetup CI CD_with_Openshift_0.2
 
Sigmund freud obras completas - lopez ballesteros
Sigmund freud   obras completas - lopez ballesterosSigmund freud   obras completas - lopez ballesteros
Sigmund freud obras completas - lopez ballesteros
 
Augmenter la satisfaction de l'utilisateur
Augmenter la satisfaction de l'utilisateurAugmenter la satisfaction de l'utilisateur
Augmenter la satisfaction de l'utilisateur
 
Manual dqp
Manual dqpManual dqp
Manual dqp
 
Estrategia nal. obesidad 1
Estrategia nal. obesidad 1Estrategia nal. obesidad 1
Estrategia nal. obesidad 1
 
Marketing na Internet
Marketing na InternetMarketing na Internet
Marketing na Internet
 
Mitos y errores en las relaciones de pareja
Mitos y errores en las relaciones de parejaMitos y errores en las relaciones de pareja
Mitos y errores en las relaciones de pareja
 
Roteiro de estudo de caso simulação do processo de compras
Roteiro de estudo de caso simulação do processo de comprasRoteiro de estudo de caso simulação do processo de compras
Roteiro de estudo de caso simulação do processo de compras
 
Problemas de aprendizaje
Problemas de aprendizajeProblemas de aprendizaje
Problemas de aprendizaje
 
Seo proposal for tensator group
Seo proposal for tensator groupSeo proposal for tensator group
Seo proposal for tensator group
 

Semelhante a Gestão atuarial compilado

Aula 3
Aula 3Aula 3
Facility rc estabelecimento de ensino
Facility rc   estabelecimento de ensinoFacility rc   estabelecimento de ensino
Facility rc estabelecimento de ensino
Espaço Allianz
 
Apostila contabilidade seguros
Apostila contabilidade segurosApostila contabilidade seguros
Apostila contabilidade seguros
admcontabil
 
Condições gerais produção de filmes
Condições gerais   produção de filmesCondições gerais   produção de filmes
Condições gerais produção de filmes
Espaço Allianz
 
Pp obras civis instalacao montagens 112010
Pp obras civis instalacao montagens 112010Pp obras civis instalacao montagens 112010
Pp obras civis instalacao montagens 112010
Espaço Allianz
 
35926403 apostila-contabilidade-seguros
35926403 apostila-contabilidade-seguros35926403 apostila-contabilidade-seguros
35926403 apostila-contabilidade-seguros
Universidade Federal de São João Del Rei (UFSJ)
 
Engesegur seguros, resseguros e engenharia de segurança
Engesegur   seguros, resseguros e engenharia de segurançaEngesegur   seguros, resseguros e engenharia de segurança
Engesegur seguros, resseguros e engenharia de segurança
Universidade Federal Fluminense
 
Contrato de seguro e atividade seguradora no brasil, por Walter A. Polido
Contrato de seguro e atividade seguradora no brasil, por Walter A. PolidoContrato de seguro e atividade seguradora no brasil, por Walter A. Polido
Contrato de seguro e atividade seguradora no brasil, por Walter A. Polido
Editora Roncarati
 
Facility rc exposicao e feira de amostra
Facility rc   exposicao e feira de amostraFacility rc   exposicao e feira de amostra
Facility rc exposicao e feira de amostra
Espaço Allianz
 
Facility rc hospedagem
Facility rc   hospedagemFacility rc   hospedagem
Facility rc hospedagem
Espaço Allianz
 
Responsabilidade - Por Danilo Sobreira
Responsabilidade - Por Danilo SobreiraResponsabilidade - Por Danilo Sobreira
Responsabilidade - Por Danilo Sobreira
Sincor-ES
 
Manual Prestamista_Mod_AZ_2008
 Manual Prestamista_Mod_AZ_2008 Manual Prestamista_Mod_AZ_2008
Manual Prestamista_Mod_AZ_2008
Espaço Allianz
 
Procedimentos e Particularidades Contratuais
Procedimentos e Particularidades ContratuaisProcedimentos e Particularidades Contratuais
Procedimentos e Particularidades Contratuais
Escola Nacional de Seguros
 
Manual tranquilidade familiar
Manual tranquilidade familiarManual tranquilidade familiar
Manual tranquilidade familiar
Espaço Allianz
 
A Arte de Elaborar o Contrato: Estruturação do Contrato Automático de Resseguro
A Arte de Elaborar o Contrato: Estruturação do Contrato Automático de ResseguroA Arte de Elaborar o Contrato: Estruturação do Contrato Automático de Resseguro
A Arte de Elaborar o Contrato: Estruturação do Contrato Automático de Resseguro
Escola Nacional de Seguros
 
Estruturação do contrato automático de resseguro
Estruturação do contrato automático de resseguroEstruturação do contrato automático de resseguro
Estruturação do contrato automático de resseguro
Universidade Federal Fluminense
 
Estruturação do contrato automático de resseguro (2)
Estruturação do contrato automático de resseguro (2)Estruturação do contrato automático de resseguro (2)
Estruturação do contrato automático de resseguro (2)
Universidade Federal Fluminense
 
Contrato Seguro
Contrato SeguroContrato Seguro
Contrato Seguro
Adriano Ferreira
 
Os seguros e os riscos como compreendê-los
Os seguros e os riscos   como compreendê-losOs seguros e os riscos   como compreendê-los
Os seguros e os riscos como compreendê-los
Universidade Federal Fluminense
 
Os seguros e os riscos: como compreendê-los?
Os seguros e os riscos: como compreendê-los?Os seguros e os riscos: como compreendê-los?
Os seguros e os riscos: como compreendê-los?
Universidade Federal Fluminense
 

Semelhante a Gestão atuarial compilado (20)

Aula 3
Aula 3Aula 3
Aula 3
 
Facility rc estabelecimento de ensino
Facility rc   estabelecimento de ensinoFacility rc   estabelecimento de ensino
Facility rc estabelecimento de ensino
 
Apostila contabilidade seguros
Apostila contabilidade segurosApostila contabilidade seguros
Apostila contabilidade seguros
 
Condições gerais produção de filmes
Condições gerais   produção de filmesCondições gerais   produção de filmes
Condições gerais produção de filmes
 
Pp obras civis instalacao montagens 112010
Pp obras civis instalacao montagens 112010Pp obras civis instalacao montagens 112010
Pp obras civis instalacao montagens 112010
 
35926403 apostila-contabilidade-seguros
35926403 apostila-contabilidade-seguros35926403 apostila-contabilidade-seguros
35926403 apostila-contabilidade-seguros
 
Engesegur seguros, resseguros e engenharia de segurança
Engesegur   seguros, resseguros e engenharia de segurançaEngesegur   seguros, resseguros e engenharia de segurança
Engesegur seguros, resseguros e engenharia de segurança
 
Contrato de seguro e atividade seguradora no brasil, por Walter A. Polido
Contrato de seguro e atividade seguradora no brasil, por Walter A. PolidoContrato de seguro e atividade seguradora no brasil, por Walter A. Polido
Contrato de seguro e atividade seguradora no brasil, por Walter A. Polido
 
Facility rc exposicao e feira de amostra
Facility rc   exposicao e feira de amostraFacility rc   exposicao e feira de amostra
Facility rc exposicao e feira de amostra
 
Facility rc hospedagem
Facility rc   hospedagemFacility rc   hospedagem
Facility rc hospedagem
 
Responsabilidade - Por Danilo Sobreira
Responsabilidade - Por Danilo SobreiraResponsabilidade - Por Danilo Sobreira
Responsabilidade - Por Danilo Sobreira
 
Manual Prestamista_Mod_AZ_2008
 Manual Prestamista_Mod_AZ_2008 Manual Prestamista_Mod_AZ_2008
Manual Prestamista_Mod_AZ_2008
 
Procedimentos e Particularidades Contratuais
Procedimentos e Particularidades ContratuaisProcedimentos e Particularidades Contratuais
Procedimentos e Particularidades Contratuais
 
Manual tranquilidade familiar
Manual tranquilidade familiarManual tranquilidade familiar
Manual tranquilidade familiar
 
A Arte de Elaborar o Contrato: Estruturação do Contrato Automático de Resseguro
A Arte de Elaborar o Contrato: Estruturação do Contrato Automático de ResseguroA Arte de Elaborar o Contrato: Estruturação do Contrato Automático de Resseguro
A Arte de Elaborar o Contrato: Estruturação do Contrato Automático de Resseguro
 
Estruturação do contrato automático de resseguro
Estruturação do contrato automático de resseguroEstruturação do contrato automático de resseguro
Estruturação do contrato automático de resseguro
 
Estruturação do contrato automático de resseguro (2)
Estruturação do contrato automático de resseguro (2)Estruturação do contrato automático de resseguro (2)
Estruturação do contrato automático de resseguro (2)
 
Contrato Seguro
Contrato SeguroContrato Seguro
Contrato Seguro
 
Os seguros e os riscos como compreendê-los
Os seguros e os riscos   como compreendê-losOs seguros e os riscos   como compreendê-los
Os seguros e os riscos como compreendê-los
 
Os seguros e os riscos: como compreendê-los?
Os seguros e os riscos: como compreendê-los?Os seguros e os riscos: como compreendê-los?
Os seguros e os riscos: como compreendê-los?
 

Mais de Universidade Federal Fluminense

Associating technical methodologies of “multi scenario” risk analysis to supo...
Associating technical methodologies of “multi scenario” risk analysis to supo...Associating technical methodologies of “multi scenario” risk analysis to supo...
Associating technical methodologies of “multi scenario” risk analysis to supo...
Universidade Federal Fluminense
 
Precificação de riscos segurados e constituição de reservas técnicas legais ...
Precificação de riscos segurados e constituição de reservas técnicas legais  ...Precificação de riscos segurados e constituição de reservas técnicas legais  ...
Precificação de riscos segurados e constituição de reservas técnicas legais ...
Universidade Federal Fluminense
 
A evolução do mercado de seguros no Brasil e no Mundo: Estudo Cronológico
A evolução do mercado de seguros no Brasil e no Mundo: Estudo CronológicoA evolução do mercado de seguros no Brasil e no Mundo: Estudo Cronológico
A evolução do mercado de seguros no Brasil e no Mundo: Estudo Cronológico
Universidade Federal Fluminense
 
Precificação de riscos segurados e constituição de reservas técnicas legais ...
Precificação de riscos segurados e constituição de reservas técnicas legais  ...Precificação de riscos segurados e constituição de reservas técnicas legais  ...
Precificação de riscos segurados e constituição de reservas técnicas legais ...
Universidade Federal Fluminense
 
Programas de gerenciamento de riscos - notas de aula Curso de Ciências Atuari...
Programas de gerenciamento de riscos - notas de aula Curso de Ciências Atuari...Programas de gerenciamento de riscos - notas de aula Curso de Ciências Atuari...
Programas de gerenciamento de riscos - notas de aula Curso de Ciências Atuari...
Universidade Federal Fluminense
 
Os desmandos públicos em vários momentos: a atuação do tribunal de contas da...
Os desmandos públicos em vários momentos:  a atuação do tribunal de contas da...Os desmandos públicos em vários momentos:  a atuação do tribunal de contas da...
Os desmandos públicos em vários momentos: a atuação do tribunal de contas da...
Universidade Federal Fluminense
 
Os desmandos públicos em vários momentos: a atuação do Tribunal de Contas da ...
Os desmandos públicos em vários momentos: a atuação do Tribunal de Contas da ...Os desmandos públicos em vários momentos: a atuação do Tribunal de Contas da ...
Os desmandos públicos em vários momentos: a atuação do Tribunal de Contas da ...
Universidade Federal Fluminense
 
Obras completas de Rui Barbosa - discursos parlamentares - a falta de justiça...
Obras completas de Rui Barbosa - discursos parlamentares - a falta de justiça...Obras completas de Rui Barbosa - discursos parlamentares - a falta de justiça...
Obras completas de Rui Barbosa - discursos parlamentares - a falta de justiça...
Universidade Federal Fluminense
 
Os impactos nos programas de gestão de riscos: avaliação de uma pesquisa rand...
Os impactos nos programas de gestão de riscos: avaliação de uma pesquisa rand...Os impactos nos programas de gestão de riscos: avaliação de uma pesquisa rand...
Os impactos nos programas de gestão de riscos: avaliação de uma pesquisa rand...
Universidade Federal Fluminense
 
The five structural columns of risk analysis techniques
The five structural columns of risk analysis techniquesThe five structural columns of risk analysis techniques
The five structural columns of risk analysis techniques
Universidade Federal Fluminense
 
Transporte de cargas especiais e os riscos envolvidos aplicação da metodolo...
Transporte de cargas especiais e os riscos envolvidos   aplicação da metodolo...Transporte de cargas especiais e os riscos envolvidos   aplicação da metodolo...
Transporte de cargas especiais e os riscos envolvidos aplicação da metodolo...
Universidade Federal Fluminense
 
Os métodos de prospecção de cenários e sua importância nas organizações apl...
Os métodos de prospecção de cenários e sua importância nas organizações   apl...Os métodos de prospecção de cenários e sua importância nas organizações   apl...
Os métodos de prospecção de cenários e sua importância nas organizações apl...
Universidade Federal Fluminense
 
Cenários críticos na implantação de empreendimentos industriais
Cenários críticos na implantação de empreendimentos industriaisCenários críticos na implantação de empreendimentos industriais
Cenários críticos na implantação de empreendimentos industriais
Universidade Federal Fluminense
 
Modelo de mensuração de riscos e vulnerabilidade social a desastres de popula...
Modelo de mensuração de riscos e vulnerabilidade social a desastres de popula...Modelo de mensuração de riscos e vulnerabilidade social a desastres de popula...
Modelo de mensuração de riscos e vulnerabilidade social a desastres de popula...
Universidade Federal Fluminense
 
Metodologias de mensuração de riscos
Metodologias de mensuração de riscosMetodologias de mensuração de riscos
Metodologias de mensuração de riscos
Universidade Federal Fluminense
 
Estruturando uma matriz de decisão para uma obra civil
Estruturando uma matriz de decisão para uma obra civilEstruturando uma matriz de decisão para uma obra civil
Estruturando uma matriz de decisão para uma obra civil
Universidade Federal Fluminense
 
Cenários críticos na implantação de empreendimentos industriais
Cenários críticos na implantação de empreendimentos industriaisCenários críticos na implantação de empreendimentos industriais
Cenários críticos na implantação de empreendimentos industriais
Universidade Federal Fluminense
 
Estruturando uma matriz de decisão para uma obra civil
Estruturando uma matriz de decisão para uma obra civilEstruturando uma matriz de decisão para uma obra civil
Estruturando uma matriz de decisão para uma obra civil
Universidade Federal Fluminense
 
Os métodos de prospecção de cenários e sua importância nas organizações apl...
Os métodos de prospecção de cenários e sua importância nas organizações   apl...Os métodos de prospecção de cenários e sua importância nas organizações   apl...
Os métodos de prospecção de cenários e sua importância nas organizações apl...
Universidade Federal Fluminense
 
Gestão de Riscos Ambientais - Percepções
Gestão de Riscos Ambientais - PercepçõesGestão de Riscos Ambientais - Percepções
Gestão de Riscos Ambientais - Percepções
Universidade Federal Fluminense
 

Mais de Universidade Federal Fluminense (20)

Associating technical methodologies of “multi scenario” risk analysis to supo...
Associating technical methodologies of “multi scenario” risk analysis to supo...Associating technical methodologies of “multi scenario” risk analysis to supo...
Associating technical methodologies of “multi scenario” risk analysis to supo...
 
Precificação de riscos segurados e constituição de reservas técnicas legais ...
Precificação de riscos segurados e constituição de reservas técnicas legais  ...Precificação de riscos segurados e constituição de reservas técnicas legais  ...
Precificação de riscos segurados e constituição de reservas técnicas legais ...
 
A evolução do mercado de seguros no Brasil e no Mundo: Estudo Cronológico
A evolução do mercado de seguros no Brasil e no Mundo: Estudo CronológicoA evolução do mercado de seguros no Brasil e no Mundo: Estudo Cronológico
A evolução do mercado de seguros no Brasil e no Mundo: Estudo Cronológico
 
Precificação de riscos segurados e constituição de reservas técnicas legais ...
Precificação de riscos segurados e constituição de reservas técnicas legais  ...Precificação de riscos segurados e constituição de reservas técnicas legais  ...
Precificação de riscos segurados e constituição de reservas técnicas legais ...
 
Programas de gerenciamento de riscos - notas de aula Curso de Ciências Atuari...
Programas de gerenciamento de riscos - notas de aula Curso de Ciências Atuari...Programas de gerenciamento de riscos - notas de aula Curso de Ciências Atuari...
Programas de gerenciamento de riscos - notas de aula Curso de Ciências Atuari...
 
Os desmandos públicos em vários momentos: a atuação do tribunal de contas da...
Os desmandos públicos em vários momentos:  a atuação do tribunal de contas da...Os desmandos públicos em vários momentos:  a atuação do tribunal de contas da...
Os desmandos públicos em vários momentos: a atuação do tribunal de contas da...
 
Os desmandos públicos em vários momentos: a atuação do Tribunal de Contas da ...
Os desmandos públicos em vários momentos: a atuação do Tribunal de Contas da ...Os desmandos públicos em vários momentos: a atuação do Tribunal de Contas da ...
Os desmandos públicos em vários momentos: a atuação do Tribunal de Contas da ...
 
Obras completas de Rui Barbosa - discursos parlamentares - a falta de justiça...
Obras completas de Rui Barbosa - discursos parlamentares - a falta de justiça...Obras completas de Rui Barbosa - discursos parlamentares - a falta de justiça...
Obras completas de Rui Barbosa - discursos parlamentares - a falta de justiça...
 
Os impactos nos programas de gestão de riscos: avaliação de uma pesquisa rand...
Os impactos nos programas de gestão de riscos: avaliação de uma pesquisa rand...Os impactos nos programas de gestão de riscos: avaliação de uma pesquisa rand...
Os impactos nos programas de gestão de riscos: avaliação de uma pesquisa rand...
 
The five structural columns of risk analysis techniques
The five structural columns of risk analysis techniquesThe five structural columns of risk analysis techniques
The five structural columns of risk analysis techniques
 
Transporte de cargas especiais e os riscos envolvidos aplicação da metodolo...
Transporte de cargas especiais e os riscos envolvidos   aplicação da metodolo...Transporte de cargas especiais e os riscos envolvidos   aplicação da metodolo...
Transporte de cargas especiais e os riscos envolvidos aplicação da metodolo...
 
Os métodos de prospecção de cenários e sua importância nas organizações apl...
Os métodos de prospecção de cenários e sua importância nas organizações   apl...Os métodos de prospecção de cenários e sua importância nas organizações   apl...
Os métodos de prospecção de cenários e sua importância nas organizações apl...
 
Cenários críticos na implantação de empreendimentos industriais
Cenários críticos na implantação de empreendimentos industriaisCenários críticos na implantação de empreendimentos industriais
Cenários críticos na implantação de empreendimentos industriais
 
Modelo de mensuração de riscos e vulnerabilidade social a desastres de popula...
Modelo de mensuração de riscos e vulnerabilidade social a desastres de popula...Modelo de mensuração de riscos e vulnerabilidade social a desastres de popula...
Modelo de mensuração de riscos e vulnerabilidade social a desastres de popula...
 
Metodologias de mensuração de riscos
Metodologias de mensuração de riscosMetodologias de mensuração de riscos
Metodologias de mensuração de riscos
 
Estruturando uma matriz de decisão para uma obra civil
Estruturando uma matriz de decisão para uma obra civilEstruturando uma matriz de decisão para uma obra civil
Estruturando uma matriz de decisão para uma obra civil
 
Cenários críticos na implantação de empreendimentos industriais
Cenários críticos na implantação de empreendimentos industriaisCenários críticos na implantação de empreendimentos industriais
Cenários críticos na implantação de empreendimentos industriais
 
Estruturando uma matriz de decisão para uma obra civil
Estruturando uma matriz de decisão para uma obra civilEstruturando uma matriz de decisão para uma obra civil
Estruturando uma matriz de decisão para uma obra civil
 
Os métodos de prospecção de cenários e sua importância nas organizações apl...
Os métodos de prospecção de cenários e sua importância nas organizações   apl...Os métodos de prospecção de cenários e sua importância nas organizações   apl...
Os métodos de prospecção de cenários e sua importância nas organizações apl...
 
Gestão de Riscos Ambientais - Percepções
Gestão de Riscos Ambientais - PercepçõesGestão de Riscos Ambientais - Percepções
Gestão de Riscos Ambientais - Percepções
 

Último

Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
shirleisousa9166
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
Sandra Pratas
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
C4io99
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
pattyhsilva271204
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
AngelicaCostaMeirele2
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
 

Gestão atuarial compilado

  • 1. 1 GESTÃO ATUARIAL GESTÃO ATUARIAL No caso de uma seguradora, os tipos de seguros oferecidos, os serviços considerados de alta qualidade, a manutenção de profissionais de seguros motivados e habilitados, processos internos eficientes e consistentes, bem como segurados e corretores de seguros são alguns exemplos do que podemos considerar de passivos da operação. Esta afirmação está? 1) Incorreta. 2) Todas as opções acima estão erradas. 3) Bem fundamentada e, portanto, perfeita. 4) Fora da realidade da operação de seguros. 5) Correta. Consideram-se riscos cobertos pelo seguro, para efeito atuarial os: a) Contingências passadas e futuras relativas ao respectivo ramo de seguro, independentemente de indicação na apólice b) Que venham efetivamente a ocorrer, na vigência do contrato. c) Convencionados nas cláusulas-padrão de cobertura e constantes da respectiva apólice, e, ainda, os supervenientes à celebração do contrato, de qualquer natureza. d) Contingências exclusivamente futuras relativas ao respectivo ramo de seguro, independentemente de indicação na apólice e) Convencionados nas cláusulas-padrão de cobertura e constantes da respectiva apólice, exclusivamente. A primeira Companhia de Seguros no Brasil foi fundada na Bahia em 24 de fevereiro de 1808, com a chegada da corte de Portugal. Esta afirmativa está? a) Incorreta, porque o ano foi o de 1908. b) Parcialmente correta, porque na pergunta acima apenas a data da chegada corte de Portugal ao Brasil é verdadeira. c) Incorreta, porque o dia foi 29 de fevereiro de 1909. d) Correta. e) Parcialmente correta, porque há um engano quanto a data da vinda da corte de Portugal ao Brasil. 4 Considere as opções abaixo: 1 - Seguro é o meio coletivo, mutualista, de premunir os indivíduos contra as consequências financeiras possíveis dos riscos aos quais são submetidas as pessoas da coletividade, bem como seus bens ou eventos de riscos resultantes das responsabilidades que as mesmas pessoas associadas possam incorrer frente a frente com terceiros em suas pessoas ou em seus bens. 2 - Seguro é um mecanismo social que associa os riscos de indivíduos em um grupo, usando recursos acumulados por contribuições dos membros do grupo para pagar as perdas vinculadas a esses riscos. 3 - Seguro é prêmio pago ao segurado quando de um sinistro. Quais das três opções representa a verdade? a) Todas. b) As três. c) As duas primeiras. (CORRETA) d) As duas últimas. e) A primeira e a última. Q. (103551) Quanto ao corretor de seguros é correto afirmar que? a) Pode estipular grupos. b) É habilitado ao direito de exercer a profissão em cursos superiores praticados pela FUNENSEG c) Não pode exercer empregos públicos. d) Só pode ser brasileiro. e) é uma pessoa de direito público. Q. (103587) São características do contrato de seguro ser: a) Bilateral, incerto, imprevisto, segurável e formalizado b) Da máxima boa-fé, bilateral, oneroso, solene e aleatório. c) Solene, bilateral, preciso, ser precificado e especial. d) Passível de mensuração de sinistralidade e ocorrência. e) De resultado previsto, certo e de adesão consensual. Q. (103586) Em relação as Condições Gerais, podemos afirmar que: I. São encontradas apenas em contratos de ramos específicos; II. São enviadas ao segurado pelo corretor de seguros; III. São encontradas pontualmente;
  • 2. 2 GESTÃO ATUARIAL IV. Devem estar à disposição do segurado quando da apresentação e/ou efetivação da proposta do seguro. Qual das opções abaixo responde à questão.? a) II. b) II e IV. c) I. d) I e III. e) IV. Q. (135281) Considere as opções abaixo: 1 - Segundo Pedro Alvim, a noção de riscos é a mesma de um acontecimento ou evento. Algo que ocorre por falha da natureza ou do homem; 2 - O risco é o evento incerto ou de data incerta que independe da vontade das partes contratantes, e que conduz a um resultado desfavorável contra o qual é feito o seguro, ou seja, é a dúvida sobre o futuro; 3 - De modo mais simples, é possibilidade de situação futura pior que a presente, ou possibilidade de ocorrência de evento que conduza a resultado desfavorável; 4- O risco traduz-se na certeza do sinistro. Quais das quatro opções representam a verdade sobre o vocábulo risco? a) As três últimas. b) Apenas as três primeiras. c) Nenhuma. d) As pares. e) Todas. Q. (103579) Considerando a importância do seguro de acidentes do trabalho, e sua importância atuarial, gostaríamos de sabe em que ano ele foi criado no Brasil? 1) 1943 2) 1935 3) 1955 4) 1963 5) 1988 Q. (103553) Sabe-se que grande parte da gestão atuarial é utilizada em operações de seguros. Assim qual das afirmativas abaixo define melhor o que é seguro? a) Um contrato pela qual um das partes se obriga mediante cobrança da franquia a pagar o estipulante. b) Um contrato pelo qual uma das partes se obriga, mediante cobrança de prêmio, a indenizar outra de um perigo ou prejuízo eventual c) Um contrato pela qual uma das partes se obriga mediante o pagamento do sinistro a devolver o prêmio ao segurado. d) Sempre, uma operação possível e com perdas elevadas. e) Um contrato pela qual uma das partes se obriga, mediante cobrança de prêmio, a indenizar outra de um perigo ou prejuízo isolado. Q. (107585) Por definição o sinistro é a ocorrência de natureza? a) Súbita, involuntária e imprevista. b) Coberta, indiscutível e inquestionável. c) Previsível, remota e incerta. d) Natural, esperada e previsível. e) Financeira, restrita e participativa. 12 Q. (103569) Como o seguro é baseado no conceito de compartilhamento ou divisão dos riscos, quando se abordam suas origens, comumente recorre-se ao clássico caso dos camelos e das caravelas, onde a perda de um destes era "dividida" pelos demais membros do grupo. Neste caso, fica claro a necessidade de que a composição de tal divisão fosse feita de forma igual entre todos os membros do grupo. Esta afirmativa relata uma gestão atuarial ainda em seus primórdios. Esta afirmativa está? a) Incorreta. b) Parcialmente correta, pelo contexto. c) Equivocada pois tratamos de uma ciência exata. d) Correta. e) Esquisita, pois vincular camelos e caravelas a gestão atuariais é demais ...
  • 3. 3 GESTÃO ATUARIAL Q. (103560) Dada a importância que a gestão atuarial tem nos negócios onde é necessária, em especial nas operações de seguros, quanto ao risco e ao prêmio podemos afirmar que? a) São sempre não - proporcionais e diretos, isto em função do regime contábil que lhes é exigido. b) São invariáveis e dependentes do período. c) São diretamente relacionados ao prazo de pagamento do seguro e sua estimativa. d) São variáveis relacionadas a vigência. e) São diretamente relacionados em função do regime contábil que lhes é aplicado. Q. (135284) É a entidade jurídica legalmente constituída para assumir e gerir os riscos especificados no contrato de seguro. É ela quem emite a apólice e, no caso da ocorrência de sinistro e de posse do pagamento do prêmio, será a responsável por indenizar o segurado ou seus beneficiários de acordo com as coberturas contidas na apólice. De quem falamos? a) Da seguradora. b) Do agente de seguros. c) Do prêmio. d) Do segurado. e) Do corretor de seguros. Q. (128710) Quanto à origem da intervenção pode-se classificar a auditoria em? a) Operacional e financeira, apenas. b) Processual e financeira, apenas. c) Fiscal e societária, apenas. d) Momentânea e periódica, tão somente. e) Interna e externa. Q. (104012) Os sinistros devem ser registrados contabilmente em que momento? a) Após sua liquidação, apenas. b) Quando pagos. c) Quando avisados. d) Após a vistoria de constatação da ocorrência do sinistro. e) Quando ocorridos. Q. (128518) - A Lei 11.638/07 criou o instituto de Ajustes de Avaliação Patrimonial, que tem a função de receber os valores que pertencem ao patrimônio da entidade e que tiveram seus valores de recuperação revistos. Esta afirmativa está? a) Parcialmente correta. b) Correta. c) Correta em parte. d) Incorreta. e) Equivocada. Q. (107716) - O valor do risco assumido pela resseguradora é o valor? a) Mínimo coberto pela cosseguradora e resseguradora e que representa o limite máximo de indenização que pode ser pago no caso de sinistro, referente ao risco assumido pela cosseguradora e pela resseguradora. b) Máximo coberto pela apólice assumido pela resseguradora e que representa o limite máximo de indenização que pode ser exigida no caso de sinistro referente ao risco assumido pela resseguradora. c) Mínimo coberto pela apólice assumido pela resseguradora e que representa o limite máximo de indenização que pode ser exigida no caso de sinistro, referente ao risco assumido pela resseguradora. d) Máximo coberto pela seguradora e resseguradora e que representa o limite mínimo de indenização que pode ser exigida no caso de sinistro, referente ao risco assumido pela seguradora e resseguradora. e) De referência coberto pela apólice e assumido pela resseguradora e que representa o limite máximo de indenização que pode ser exigida no caso de sinistro referente ao risco assumido pela seguradora. Q. (135473) A finalidade do seguro é restabelecer o equilíbrio econômico perturbado pelo evento previsto no contrato de seguro. Neste sentido ... a) A comissão de corretagem é padronizada nas seguradoras. b) É proibido ao segurado ter lucro com a operação de seguros. c) É proibido ao corretor de seguros ter lucro com a operação de seguros. d) É permitido a seguradora não pagar impostos. e) É permitido ao segurado ter lucro com a operação de seguros.
  • 4. 4 GESTÃO ATUARIAL Q. (128726) É uma auditoria - como na contábil, e que examina e avalia continuamente os sistemas de qualidade das organizações e Externa - reafirmando ou não os padrões de qualidade de uma organização. Qual das opções abaixo define este tipo de auditoria corretamente? a) Processual. b) De avaliação de erros. c) Legal. d) Contábil. e) De qualidade. Q. (104007) Lucro Contábil e Lucro Econômico são a mesma coisa? a) Apenas para empresas estrangeiras. b) Não. c) Sim. d) Apenas para alguns tipos de operações de seguros. e) Perfeito. Q. (104013) A ênfase em custos, o não reconhecimento de ganhos não realizados, o não reconhecimento do que chamamos de "good will" são itens de que tipo de apuração de lucro? a) Legal. b) Fiscal. c) Econômica. d) Financeira. e) Contábil. Q. (103554) Constituem características básicas do seguro? a) Serem sociais e privados. b) Ser um fator de bem estar do social. c) Ser futuro, possível e gerenciáveis. d) A incerteza, previdência e o mutualismo. e) Transferir riscos, apenas. Q. (103628) A aceitação da retrocessão do IRB pelas Sociedades Seguradoras autorizadas a operar no país é: a) Recusável. b) Indefinida. c) Obrigatória em parte. d) Facultativa. e) Opcional. Q. (128516) O conceito de avaliação patrimonial reflete a correção dos valores de ativos e passivos em relação ao seu valor contábil inicial ou ao seu valor justo, a partir de? a) Geração do fluxo de caixa. b) Análise do passivo, apenas. c) Reavaliações já efetuadas. d) Todas as opções estão erradas. e) Análise do ativo, tão somente. Q. (107588) Quanto à provisão de prêmios não ganhos é correto afirmar que? a) É uma provisão técnica não comprometida. b) Pode ser chamada de IBNR. c) É igual da de prêmios ganhos e avisados. d) Depende da estrutura técnica da seguradora. e) É chamada de provisão de sinistros a liquidar. Q. (128149) Considerando as Provisões Técnicas não comprometidas, podemos afirmar este conceito visa cobrir os sinistros já ocorridos, porém não avisados, é constituída para os seguros com pagamento de prêmio anual, com base em Nota Técnica Atuarial. De que conceito falamos? a) Margem de Solvência. b) Patrimônio Líquido. c) IPTR. d) Prêmio decorrido. e) IBNR. (Abreviatura de Provisão de Sinistros Ocorridos e Não Avisados)
  • 5. 5 GESTÃO ATUARIAL Q. (135272) Em relação ao Prêmio do Seguro é correto afirmar que: 1 - Seu valor depende do prazo do seguro; 2 - Da importância segurada e da exposição ao risco; 3 - Além das despesas administrativas e de produção (como comissão e agenciamento) e dos 4 - Impostos. Quais dos quatro itens fazem parte da composição do prêmio de seguro? a) Os números primos. b) Nenhum deles. c) Todos. d) Os pares. e) Os ímpares. Q. (103582) Antigamente, fatores com a falta de legislação e regulamentação para o setor, falta de tecnologia, baixo poder de compra, falta de concorrência e inflação prejudicavam bastante o setor de seguros. Em épocas de inflação alta, a moeda desvalorizava-se tanto, que mesmo a correção monetária das apólices não era suficiente para repor os bens sinistrados. Diante deste terrível cenário a gestão atuarial das carteiras ficava? a) Terrivelmente comprometida. b) Super valorizada. c) Parcialmente comprometida. d) Como sempre ficou. e) Estável. Q. (135459) - O seguro pode ser definido como sendo: "O abrigo recíproco de numerosas economias ameaçadas similarmente por necessidades fortuitas e avaliáveis". Esta definição está correta? a) Sim. b) Pode até ser, dependendo do caso. c) Parcialmente incorreta. d) Parcialmente. e) Não. Q. (103572) - Sabe-se que ao longo de sua existência, em especial na Idade Média a Igreja proibiu a prática do mutualismo, e consequentemente, do seguro, pois, segundo o clero, somente a vontade divina seria capaz de minimizar as desgraças e infortúnios do homem. Esta breve história de parte do seguro é a) Um mentira absoluta. b) Parcialmente verdadeira, pois a Igreja só inteferia em alguns tipos de seguro. c) Lamentável, pois jamais a Igreja iria contrariar os desígnios de Deus. d) Perfeita e reflete bem a representatividade e importância que a Igreja tinha nos negócios e na política na referida época. e) Um equívoco. Q. (103558) - Nos contratos de seguro, o risco: a) Corresponde ao sinistro, assim entendido o acontecimento que obriga a seguradora a pagar a indenização ao segurado. b) Quando agravado pelo segurado, implica automático aumento da responsabilidade da seguradora. c) Depende da vontade do segurado e do segurador. d) Não precisa ser consignado nas respectivas apólices. Quando já passado, não pode ser objeto de seguro. Q. (128544) - Pode haver uma probabilidade não nula tanto de que ocorra, quanto de que não ocorra. Falamos de que conceito na operação de seguros? a) Rateio Parcial. b) Risco. c) Ressegurador. d) Prêmio. e) Corretor de seguros. Q. (107596) - A averbação? a) É o documento utilizado para informar a seguradora sobre bens e verbas a garantir. b) É o documento utilizado pela seguradora para informar ao segurado alterações cadastrais. c) É o documento utilizado para informar a seguradora sobre riscos e prêmios. d) É um tipo de contrato especial. e) É um tipo de proposta sujeita a aplicação de cláusula de rateio.
  • 6. 6 GESTÃO ATUARIAL Q. (103644) Qual o nome da operação pela qual cada um dos seguradores será responsável por uma parte do total segurado e do total do prêmio, de acordo com sua quota parte? a) Retrocessão. b) Cosseguro. c) Excedente de danos. d) Pulverização de risco. e) Resseguro. Q. (135461) É a compensação dos efeitos do acaso pela mutualidade organizada segundo as leis da estatística. Esta é a definição de? a) Seguro. b) Balanço. c) Patrimônio Líquido. d) Sinistro. e) Prêmio. Q. (103996) - Está correta a afirmação de que o Instituto Brasileiro de Contadores (IBRACON) é o órgão responsável por estabelecer as normas contábeis a serem seguidas pela profissão de contador? a) Sim, mas apenas após o ano de 2014. b) Não, porque quem regulamenta tal assunto é o BACEN. c) Sim. d) Não, porque que este assunto é regulamentado por cada Estado brasileiro. e) Não. Q. (128767) - O sistema contábil e de controles internos é de responsabilidade da administração da entidade, porém, o auditor deve efetuar sugestões objetivas para seu aprimoramento, decorrentes de constatações feitas no decorrer do seu trabalho. Esta afirmativa deve ser considerada? a) Correta, parcialmente. b) Insatisfatória para a importância do tema. c) Muito simples para a importância do tema. d) Correta. e) Incompleta. Q. (107710) - É incorreto afirmar em relação ao cosseguro que? a) É emitido uma única apólice em nome da seguradora líder. b) Um mecanismo de pulverização de riscos. c) Não gera solidariedade entre as partes que o celebram. d) É permitido para os seguros do Sistema Financeiro da Habitação. e) Paga comissão de cosseguro. Q. (135285) Qual o prazo legal para uma seguradora se pronunciar sobre a aceitação ou não de um seguro? QUINZE DIAS a) 20 dias. b) 10 dias. c) 30 dias. d) 5 dias. e) 15 dias. Q. (128705) Quanto ao processo indagativo existem quantos tipos fundamentais de auditoria: DOIS a) 4. b) 6. c) 3. d) 2. e) 5. Q. (104021) Está correto afirmar que quando os sinistros ocorrem e são avisados que a seguradora constitui uma provisão, muitas vezes baseada em valores estimados, que depois são ajustados, quando da conclusão do sinistro e seu valor real indenizado? a) Depende do caso. b) Nunca. c) Apenas em alguns casos.
  • 7. 7 GESTÃO ATUARIAL d) Sim, está correto. e) Claro que não! Q. (103561) Em relação ao prêmio ganho pode ser afirmar que? a) Nos seguros de coisas é apropriado mensalmente fração de 1/12 avos, em função de seu regime contábil. b) É apropriado semestralmente. c) É caixa e pode ser livremente utilizado pela seguradora. d) Nos seguros de coisas é apropriado mensalmente fração de 1/30 avos, em função de seu regime contábil. e) Nos seguros de coisas é apropriado mensalmente fração de 1 "n" avos, em função de seu regime contábil. O primeiro contrato de seguro marítimo, com emissão de apólice, foi escrito em: 1) Gênova, em 1347 2) Londres, em 1868 3) Brasil, em 1819 4) Fenícia, em 1248 5) Portugal, em 1658 Podemos definir um risco atuarial como um fenômeno que tem consequências econômicas e que está sujeito a incertezas, com respeito a uma ou mais causas das variáveis de risco atuarial. Indique nas alternativas a seguir a que representa uma delas: 1) Preço 2) Prazo 3) Qualidade 4) Custo 5) Dimensão espacial A teoria do risco pode ser dividida de várias formas, uma delas é: 1) Risco desprezível. 2) Teoria dos desastres. 3) Risco pressuposto. 4) Risco coletivo. 5) Teoria dos impactos eventuais. Entende-se por previdência: a) Operação que toma forma jurídica por meio de um contrato entre segurador e segurado. b) Formação de uma reserva econômica, por pessoas com interesses comuns, para dividir o risco de um acontecimento não previsto. c) Corresponde ao que o segurado paga ao segurador para ter direito à indenização. d) Envolve dois momentos: se e quando o evento segurado irá ocorrer. e) Proteção a pessoas e a seus bens. São características do contrato de seguro: a) Bilateral, oneroso, aleatório, formal, nominal, de adesão, de boa-fé. b) Unilateral, oneroso, aleatório, formal, nominal, de adesão, de boa-fé. c) Bilateral, oneroso, aleatório, informal, nominal, de adesão, de boa-fé. d) Bilateral, não oneroso, aleatório, formal, nominal, de adesão, de boa-fé. e) Bilateral, oneroso, aleatório, formal, nominal, de adesão, abusivo. Entende-se por prêmio: a) Possibilidade de o evento aleatório ocorrer, gerando prejuízo econômico. b) Pagamento efetuado pelo segurado ao segurador para assumir a responsabilidade por um risco determinado. c) Pagamento dos prejuízos decorrentes de um sinistro, que a seguradora faz ao segurado ou aos seus beneficiários. d) Reembolso a que a seguradora tem direito, no caso de indenização paga ao segurado, consequente de evento danoso provocado por alguém. e) Valor inicial da importância segurada até a qual o segurado é o segurador. Autarquia, com personalidade jurídica de direito público, que dispõe de autonomia administrativa e financeira, que tem como atribuição fundamental fiscalizar o fiel cumprimento da legislação de seguros: a) Conselho Nacional de Seguros Privados, CNSP. b) Superintendência de Seguros Privados, SUSEP. c) Entidades Abertas de Previdência Privada, EAPP.
  • 8. 8 GESTÃO ATUARIAL d) Ministério da Previdência e Assistência Social, MPAS. e) Conselho Monetário Nacional, CMN. O CNSP (Conselho Nacional de Seguros Privados): a) É o órgão máximo do setor de seguros, responsável pela fixação de diretrizes e normas da política de seguros e resseguros, gerando orientação básica ao funcionamento dos componentes do sistema. b) É o órgão governamental de atuação colegiada e competência normativa responsável pelo controle e fiscalização dos mercados de seguro, previdência privada aberta, capitalização e resseguros. c) Tem a atribuição de fiscalizar o resseguro obrigatório e facultativo do país ou exterior, organizar e administrar consórcios, proceder a liquidação de sinistros e distribuir pelas seguradoras a parte dos resseguros que não retiver e colocar no exterior as responsabilidades excedentes da capacidade do mercado segurador interno ou aquela cuja cobertura fora do país convenha aos interesses nacionais (retrocessão). d) É formado por empresas que, por meio dos recursos dos prêmios cobrados dos segurados, comprometem-se a indenizá-los no caso de ocorrer o evento contra o qual se seguraram. e) É o profissional legalmente autorizado a organizar e promover contratos de seguros. Ele também orienta o segurado sobre o melhor tipo de contrato de seguro, esclarecendo dúvidas, sobre coberturas, carências, validade e atendimento às necessidades de seu representado. A sociedade seguradora: a) É o órgão máximo do setor de seguros, regulando e fiscalizando a orientação básica e funcionamento dos componentes do sistema. b) É o órgão governamental de atuação colegiada e competência normativa responsável pelo controle e fiscalização dos mercados de seguro, previdência privada aberta, capitalização e resseguros. c) Tem a atribuição de fiscalizar o resseguro obrigatório e facultativo do país ou exterior, organizar e administrar consórcios, proceder a liquidação de sinistros e distribuir pelas seguradoras a parte dos resseguros que não retiver e colocar no exterior as responsabilidades excedentes da capacidade do mercado segurador interno ou aquela cuja cobertura fora do país convenha aos interesses nacionais (retrocessão). d) É formada por empresas que, por meio dos recursos dos prêmios cobrados dos segurados, comprometem-se a indenizá-los no caso de ocorrer o evento contra o qual se seguraram. e) É o profissional legalmente autorizado a organizar e promover contratos de seguros. Ele também orienta o segurado sobre o melhor tipo de contrato de seguro, esclarecendo dúvidas, sobre coberturas, carências, validade e atendimento às necessidades de seu representado. A diferença básica entre os seguros de pessoas, como é o caso dos seguros de vida, acidentes pessoais e saúde, e o de não pessoas, como podem ser agrupados os seguros de danos patrimoniais e prestação de serviços é: a) O prazo de validade da apólice de seguros. b) O pagamento da indenização está relacionado ao valor do dano produzido pela ocorrência do sinistro. c) Os seguros de não pessoas não têm como finalidade reparar ao segurado a perda financeira ocasionada pelo sinistro. d) Os danos patrimoniais estão divididos em dois grandes grupos: responsabilidade e bens. e) O valor das indenizações em caso de morte ou invalidez estabelecida pelos seguros de pessoas tem de ser escolhidos pelo próprio indivíduo, e não pelo valor de mercado, como no caso de bens e serviços. São passíveis de cobrança judicial: a) Os seguros de risco decorrido. b) Os seguros cujo prêmio não tenha sido pago pelo segurado. c) Os seguros de risco a decorrer. d) Os seguros cancelados automaticamente por não pagamento da apólice. e) Os seguros habitacionais. A previdência privada para as entidades abertas, regulamentada pelo Decreto n° 81.402, de 23 de fevereiro de 1978, foi criada em 1977, por meio da: a) Lei n° 6.435 b) Lei n° 6.404 c) Lei n° 8.200 d) Lei n° 8.981 e) Lei n° 9.872 É correto afirmar que os contratos de seguro possuem as seguintes características: a) Automático, obrigatório, informal e pessoal. b) Oneroso, pessoal, obrigatório e aleatório. c) Formal, pessoal, aleatório e informal. d) Impessoal, formal, aleatório e oneroso. e) Bilateral, oneroso, aleatório e formal.
  • 9. 9 GESTÃO ATUARIAL Pode-se afirmar que o Limite de Retenção, corresponde ao valor máximo de responsabilidade que uma Sociedade Seguradora poderá reter em cada risco isolado, também denominado "Limite Técnico", sendo determinado com base no valor do Ativo Líquido, obtido através de: a) Ajustes nos ativos e passivos, inclusive receitas futuras ainda não recebidas. b) Aplicação de ajustes nos resultados e nos fluxos de caixa do negócio. c) Aplicação de ajustes por adições e exclusões sobre o Patrimônio Líquido Contábil. d) Ajustes por impostos e contribuições pagas nas operações. e) Aplicação correta do regime de competência sobre os prêmios ganhos. O procedimento a ser adotado no caso dos prêmios retidos nos últimos doze meses anteriores ao trimestre de cálculo dos novos Limites de Retenção de uma seguradora forem inferiores a 0,3% do Ativo Líquido: a) A seguradora deverá cumprir plano de recuperação em, no mínimo, 90 dias observada pela SUSEP. b) O piso será substituído pelo percentual verificado na relação entre os prêmios retidos e o valor do novo Ativo Líquido em, no mínimo, 0,075%. c) A SUSEP fará intervenção na seguradora que deverá cumprir plano de recuperação de 150 dias. d) A SUSEP fixará novos Limites de Retenção para a seguradora, devidamente justificados, fazendo a devida intervenção. e) A seguradora deverá preparar plano de recuperação com novos valores observada por membros da SUSEP. As sociedades seguradoras deverão apresentar, quando do encerramento das demonstrações financeiras de junho e dezembro, a margem de solvência, calculada com base nos critérios estabelecidos pela regulamentação do CNSP. Indique a alternativa que indica o critério correto estabelecido no regulamento: a) 0,20 vezes do total da receita líquida de prêmios emitidos dos últimos 36 meses. b) 0,33 vezes a média anual do total dos sinistros retidos dos últimos 12 meses. c) O limite de margem estabelecido é de 0,75 vezes o valor correspondente à margem de solvência. d) 0,50 vezes a média anual do total dos sinistros retidos dos últimos 36 meses. e) O limite de margem estabelecido é de 50% do montante correspondente à margem de solvência. Os cosseguros podem ser dois tipos: a) Facultativos e não exigíveis b) Facultativos e automáticos c) Automáticos e obrigatórios d) Facultativos e obrigatórios e) Exigíveis e elencados Um importante indicador da atividade securitária é o Índice de Seguros Retidos ou Prêmio Puro, que é representado pelo seguinte: a) O montante de prêmios ganhos líquidos dos sinistros retidos e despesas de comercialização e administrativas. b) O montante de prêmios líquidos dos ressarcimentos e recuperações das despesas de comercialização. c) O montante líquido dos sinistros pagos, deduzidas as recuperações de cosseguro, resseguros, salvados e ressarcimentos. d) O montante líquido dos sinistros recuperados e ressarcidos, deduzidas as despesas comerciais e as administrativas. e) O montante de prêmios recebidos deduzidos dos sinistros pagos, deduzidas as recuperações por resseguro e cosseguro. QUESTÕES DA AV2 Q. (107709) Quando o valor do bem segurado e seu respectivo risco, são divididos entre duas ou mais seguradoras, essa operação é denominada de? a) Franquia. b) Retrocessão. c) Tratativa entre empresas privadas. d) Cosseguro. e) Resseguro. Q. (103646) O resseguro de Excedente de Responsabilidade é um tipo de plano? a) Stop Loss b) Quota parte. c) Proporcional. d) Não proporcional. e) Complexo
  • 10. 10 GESTÃO ATUARIAL Q. (128214) No segmento de seguros, os riscos são divididos em ordinários e extraordinários. Esta afirmativa está? a) Correta. b) Incorreta. c) Parcialmente correta, pois os riscos são apenas ordinários. d) Parcialmente correta, pois os riscos são apenas extraordinários. e) Incorreta, porque os riscos são apenas fundamentais. Q. (104001) Qual o pressuposto para a constituição de uma empresa? a) O do controle da evasão fiscal. b) O do controle absoluto do controle de caixa. c) O da equivalência patrimonial. d) O da gestão de custos. e) O da continuidade. Q. (103589) Para que a companhia de seguros esteja coberta em todos os sinistros decorrentes de um único evento, como, por exemplo, furacão, independente do número de apólices individuais envolvidas, deverá efetuar operação de: a) Cosseguro de excesso de danos por ocorrência. b) Resseguro proporcional de danos por risco. c) Cosseguro proporcional de danos por ocorrência. d) Resseguro de excesso de danos por ocorrência. e) Resseguro de excesso de danos por risco. Q. (135477) A previdência, a incerteza e o mutualismo são características do? a) Seguro. b) Valor segurado. c) Limite Técnico. d) Risco. e) Prêmio. Q. (135476) Considerando a importância das operações de seguros para a economia do país e também da sociedade, em relação ao mecanismo social, é correto afirmar que o seguro tem as três funções abaixo? 1 - Ser um ato de previdência; 2 - Liberar recursos econômicos par a aplicações produtivas; 3 - Promover e desenvolver a poupança interna. a) Apenas par a os dois primeiros itens. b) Sim. c) Não. d) Em parte, sim. e) Em parte, não. Q. (103590) O risco pode ser: I. básico, particular, transferível e endossável; I I. especulativo, fundamental, puro e particular; III. facultativo, puro, básico e aleatório; I V. de propriedade, excluído; V. de responsabilidade. Estão incorretos as apenas os itens: a) IV e V. b) I e II. c) II e IV. d) III e IV. e) I e III. Q. (135277) Considere as opções abaixo: 1 - Prêmio é o pagamento efetuado pelo segurado ao segurador para que este assuma o risco objeto do seguro; ou seja, é o custo do seguro. 2 - O vocábulo prêmio é derivado do latim praemium, é o bem material ou moral recebido por um serviço prestado, por um trabalho executado, ou por méritos especiais; e 3- É o pagamento que o segurado faz à companhia seguradora, para obter direito a indenização na ocorrência de determinado evento. Das três opções quais representam verdadeiramente o que é o prêmio? a) A par. b) Todas. c) Apenas as ímpar es.
  • 11. 11 GESTÃO ATUARIAL d) A terceira. e) A primeira. Contábil e operacionalmente o prêmio retido corresponde ao: Prêmio emitido, líquido da parcela de cedidos, restituições e descontos. Nas operações com seguros, são itens constantes do sistema de resultado, classificados no grupo Operações com seguros: 1) Provisões técnicas e Sinistros Retidos 2) Prêmios Ganhos e Taxa de Gestão de Produtos 3) Reservas técnicas e Despesas de Comercialização 4) Outras Receitas e Aplicações Financeiras 5) Despesas Operacionais e Financiamentos obtidos Contabilmente, com relação aos recuperados nos sinistros ocorridos, pode-se afirmar que: 1) São classificados como receitas financeiras devido a sua essência. 2) São classificados como outras receitas, pois já foram previstos na apólice. 3) São considerados como despesa operacional, em função das perdas já previstas na apólice. 4) São considerados como receitas, promovendo aumento no resultado operacional. 5) São itens que não afetam o resultado, pois já estão computados como perda na hipótese de sinistro. Com relação aos registros contábeis ao longo do ciclo econômico das operações com seguros, pode-se afirmar que: 1) Os primeiros registros só são realizados após a emissão e formalização da apólice. 2) Os primeiros registros só ocorrem na aceitação da proposta pelo cliente e antes das inspeções. 3) O reconhecimento contábil só é iniciado no momento do pagamento do prêmio pelo cliente. 4) O reconhecimento é iniciado no momento da aceitação da proposta pelo cliente. 5) O risco assumido antes da proposta já devem ser reconhecidos pela seguradora. Indique a alternativa que identifica o grupo de provisões visando a cobertura de riscos aleatórios futuros. 1) Fundo de garantia operacional 2) Provisões de sinistros a liquidar 3) Provisões de seguros vencidos 4) Provisões técnicas não comprometidas 5) Provisões técnicas comprometidas Indique a alternativa contemplando órgão que emite as diretrizes sobre a cobertura das Provisões Técnicas. 1) SUSEP 2) CMN 3) CNSP 4) BACEN 5) IRB Dentre as alternativas abaixo indique a que compõe o grupo das Provisões Técnicas Comprometidas: 1) Fundo de garantia operacional 2) Provisões matemáticas 3) Provisões de sinistros a liquidar 4) Fundo de garantia de retrocessões 5) Provisões de riscos decorridos Marque a alternativa que indica uma das principais diferenças entre as Reservas e as Provisões: a) As Provisões têm seus valores totalmente definidos no momento da sua constituição; enquanto nas Reservas estes valores poderão ser estimados. b) As Provisões são sempre reconhecidas, estimadamente, pelo regime de competência; enquanto as Reservas não seguem este regime. c) As Provisões sempre integram no passivo exigível podendo, em algumas situações, compor o Patrimônio Líquido; enquanto as Reservas são sempre retificadoras do Patrimônio Líquido. d) As Reservas possuem seus valores totalmente definidos no momento do seu reconhecimento; enquanto o valor das Provisões poderá ser estimado. e) As Reservas são sempre tratadas como expectativa de consumo de ativos; enquanto as provisões são tratadas como consumo de ativos líquido e certo.
  • 12. 12 GESTÃO ATUARIAL A respeito da aplicabilidade da legislação ao mercado securitário, pode-se afirmar: a) As organizações que operam neste mercado não precisam constituir as Reservas previstas na legislação societária, pois já constituem as Provisões ou Reservas Técnicas. b) As organizações que operam neste mercado devem seguir a legislação societária, e além das Provisões ou Reservas Técnicas, devem observar a constituição das Reservas previstas nos padrões das sociedades anônimas. c) As organizações que operam neste mercado podem ser constituídas na modalidade sociedade limitada, portanto, não são obrigadas a seguir os padrões da legislação societária. d) As organizações que operam neste mercado são constituídas na modalidade sociedade por ações, mas para os efeitos das demonstrações contábeis, seguem o regulamento da SUSEP e não são disciplinadas pela legislação societária. e) As empresas que operam neste mercado não estão vinculadas à nenhum modelo societário, podendo ser constituídas até mesmo como empresa individual, não sendo sujeitas aos padrões contábeis das sociedades por ações. Uma das novidades trazidas pela Lei 11.638/07 foram os Ajustes de Avaliação Patrimonial, associando a eles o conceito de: a) Custo Histórico b) Valor Contábil Líquido c) Custo de Aquisição d) Valor de Transação e) Valor Justo Marque a alternativa que indica as Reservas e as Provisões diretamente afetadas pelo processo de destinação do Lucro Líquido. a) Reservas de Lucros e Provisões Técnicas b) Ajustes de Avaliação Patrimonial e Provisão para Perdas c) Reservas de Capital e Provisões Técnicas d) Reservas de Lucros e Dividendos e Pagar e) Reservas de Capital e Dividendos a Pagar Marque a alternativa que indica o principal objetivo da Auditoria Contábil Externa ou Independente. a) A emissão de opinião sobre a adequação dos Demonstrativos Contábeis às operações, aos Princípios Contábeis, aos Regulamentos e às Leis. b) A detecção de fraudes e desvios nas atividades desenvolvidas por uma organização, bem como a punição dos envolvidos. c) Organizar os processos administrativos e os sistemas de controle interno inerente às atividades de uma entidade e de suas operações. d) Emitir opinião sobre as atividades desenvolvidas e implementar alterações que se façam necessárias aos processos gerenciais de uma entidade. e) Avaliar os processos gerenciais e os respectivos gestores, implementando ações corretivas aos desvios observados nestes processos. A auditoria externa ou independente visa o exame para a constatação de atividades, demonstrativos, processos e resultados que darão sustentação à opinião e às recomendações aos administradores da organização. Os conceitos relacionados fundamentais para o êxito do exame são: a) Coordenação e Controle b) Adequação e Controle Interno c) Independência e Duplicidade na verificação d) Planejamento de Programa de Auditoria e) Coordenação e Controle Interno Os procedimentos de Auditoria Contábil envolvem um conjunto de técnicas que permitem ao auditor obter: a) Confiabilidade da Administração para melhoria dos processos gerenciais da organização e de seus controles internos. b) Evidências através de testes substantivos para comprovar falhas nos sistemas de controle interno da organização auditada. c) Suficientes testes de observância das normas internas e verificar se há condições de maximizar a eficiência dos processos gerenciais. d) Comprovações periciais de inconsistências dos sistemas de controle interno, a fim de punir os responsáveis por desvios. e) Evidências ou provas suficientes e adequadas para fundamentar sua opinião sobre as demonstrações contábeis.
  • 13. 13 GESTÃO ATUARIAL Na Auditoria Contábil Externa, realizada nas sociedades que operam no ramo securitário, além do parecer sobre a adequação das demonstrações contábeis, os auditores devem: a) Emitir relatório circunstanciado sobre a conduta da administração, sobre os controles internos, sobre as atividades desenvolvidas e sobre as técnicas contábeis utilizadas pela organização auditada. b) Emitir parecer circunstanciado sobre as operações; sobre as atividades de marketing e seus reflexos sobre os produtos e serviços; sobre os riscos relacionados aos contratos assumidos e sobre as técnicas contábeis utilizadas no controle das vendas da organização auditada. c) Emitir parecer fundamentado nas observações sobre as atividades operacionais e seus reflexos sobre os produtos e serviços; sobre as políticas de comissões e pagamento de pessoal e sobre as técnicas contábeis utilizadas no controle da folha de pagamento da organização auditada. d) Emitir relatório circunstanciado sobre a adequação dos controles internos; sobre os riscos suportados nas operações, destacando as deficiências encontradas; sobre os dispositivos legais e regulamentares; bem como provisões e solvência. e) Emitir relatório circunstanciado sobre a subscrição de ações e reservas; sobre as atividades de risco e seus reflexos sobre a continuidade dos produtos e serviços; e sobre as técnicas contábeis utilizadas no cálculo das provisões técnicas da organização auditada. No caso específico das companhias de seguro o auditor independente deverá apresentar os seguintes relatórios, EXCETO: a) Parecer relativo à posição financeira da entidade expresso nas Demonstrações Contábeis. b) Relatório circunstanciado das observações sobre as deficiências e/ou ineficiências dos controles internos. c) Relatório circunstanciado a respeito do não cumprimento das normas legais e regulamentares. d) Relatório circunstanciado sobre a adequação dos procedimentos contábeis e das práticas de divulgação de informações nas demonstrações contábeis. e) Notas Explicativas e Balancete Ajustado pelo processo de auditoria independente. O Planejamento da Auditoria, também denominado Plano de Auditoria, ou Programa de Auditoria, deve considerar todos os fatores relevantes na execução dos trabalhos, especialmente os seguintes, EXCETO: a) O conhecimento das práticas contábeis da entidade e as alterações ocorridas no exercício anterior. b) A natureza, a oportunidade e a extensão dos procedimentos de auditoria a serem aplicados. c) A existência de fraudes, os desvios éticos e as descontinuidades observadas nos trabalhos de auditoria anteriormente realizados. d) O uso dos trabalhos anteriores de outros auditores independentes, especialistas e auditores internos. e) A natureza, o conteúdo e a oportunidade dos pareceres, os relatórios e outros informes a serem entregues à entidade. O conhecimento do sistema contábil e de controles internos é fundamental para o Planejamento da Auditoria e necessário para determinar: a) A natureza, a extensão e a oportunidade dos procedimentos de auditoria a serem adotados. b) A natureza dos riscos econômicos nas operações da entidade e nas suas relações com credores. c) A natureza do enquadramento das atividades de seguros em que a entidade participa. d) Os tipos de transações mais adequados e rentáveis para a o devido enquadramento da auditada. e) Os tipos de riscos suportados pela auditada nas operações de distribuição de responsabilidade. Para definir a abrangência do trabalho de auditoria é necessário considerar no planejamento, a existência de entidades controladas, coligadas, filiais e unidades operacionais, a fim de: a) Compor os relatórios circunstanciados dos sistemas de controle interno da entidade auditada. b) Entender a natureza das operações com as partes relacionadas e seu impacto nas Demonstrações Contábeis. c) Determinar a oportunidade e a extensão dos exames dos sistemas de controle interno da entidade auditada. d) Avaliar se a composição do Comitê de Auditoria está de acordo com a legislação e com o Conselho Fiscal. e) Avaliar a adequação do Plano de Contas da Entidade e a sua harmonia com as normas emanadas do CNSP. Com vistas a avaliar a conformidade com os Princípios Fundamentais de Contabilidade e das Normas Brasileiras de Contabilidade, o processo de auditoria deve contemplar a revisão dos procedimentos contábeis adotados pela entidade no exercício anterior e naquele exercício objeto da auditoria. O principal aspecto qualitativo observado neste caso está afeto à: a) Materialidade b) Relevância c) Essência sobre a forma d) Comparabilidade e) Fidedignidade
  • 14. 14 GESTÃO ATUARIAL Q. (104016) Qual o tipo de lucro não reconhece em nenhuma hipótese o que chamamos de "Good Will" na operação? Gabarito: O Lucro Contábil. Q. (128765) Este conceito define o ato não intencional resultante de omissão, desatenção ou má interpretação de fatos na elaboração de registros e demonstrações contábeis. De que conceito falamos? Gabarito: Do erro. Q. (128437) Contingência é uma condição ou situação cujo resultado final, favorável ou desfavorável, depende de eventos futuros incertos. Porém em contabilidade essa definição não existe. Correto? Explique sua resposta. Gabarito: Não, porque ela se restringe às situações existentes à data das demonstrações e informações contábeis, cujo efeito financeiro será determinado por eventos futuros que possam ocorrer ou deixar de ocorrer.