SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 57
Geologia:
Evolução da terra e
fenômenos
geológicos
Geografia
Professor: Wander Junior
Se você imagina os cerca de 4,5 bilhões de anos da historia da terra comparados
a um dia normal, a vida começa muito cedo, mais ou menos em torno das
quatro da madrugada, com o surgimento dos primeiros organismos unicelulares
simples, levando em conta o tempo, sendo marcado nada muda por mais de
dezesseis horas.
As 21:04h os trilobite.
Pouco antes das 22:00h, plantas começam a brotar em terra firme. Logo após
faltando duas horas para o fim do dia, aparecem em cena os primeiros animais
terrestres.
As 22:24h, a terra e coberta pelas grandes florestas carbonífera cujos resíduos
fornecem o nosso carvão, e os primeiros insetos com asas se fazem presentes.
Os dinossauros entram em cena pouco antes das 23h e dominam por cerca de 45
minutos o nosso planeta, faltando 21 minutos para a meia-noite, desaparecem
em uma das grandes extinções em massa que a terra sofrera ao longo destes
anos, e no mesmo instante a era dos mamíferos começa e prospera.
os seres humanos emergem faltando um minuto e dezesseis segundos para a
meia-noite.
Montanhas se erguem, nascem bacias oceânicas e somem outras, rios nascem e
morrem, animais são extintos e outros se adaptam e evoluem, tudo por conta da
nossa terra e de sua formação geológica.
Trilobite
Artrópode
que possui
patas
articuladas
e uma
carapaça
externa.
Carbonífera
refere-se ao
período
carbonífero
(era
paleozóica).
Formação do planeta terra
A terra surgiu a cerca de 4,5 bilhões de anos,
resultado de agregação de poeira cósmica e da
colisão de material rochoso atraídos pela força
gravitacional do recém formado sistema solar. De
sua origem ate os dias de hoje, a terra passou por
diversas transformações, em termos
GEOLOGICOS e BILOGICOS.
Essas transformações são estudadas a partir das
suas camadas rochosas e dos fosseis nelas
encontradas. Essas camadas representam registros
dos acontecimentos passados e permitem
compreender a evolução do planeta.
Inicio da terra e do sistema solar
Etapas das transformações da terra
O primeiro grande bloco continental foi a pageia, envolvida por
um único e extenso Oceano, o pantalassa.
A Pangeia se dividiu em Laurasia e Gondwana, que
também se fraguimentou e deu origem aos atuais
continentes.
Trechos da crosta enrugaram
dando origem as cadeias
montanhosas, áreas mais
profundas dos oceanos foram
sendo preenchidas por sedimentos,
mares surgiram e outros
desapareceram nesta intensa e
constante transformação da terra.
O que é GEOLOGIA?
Geologia é a ciência responsável pelo estudo da origem, formação e continuas
transformações da terra, bem como dos matérias orgânicos e inorgânicos que á
constituem. E aquela que estuda o interior da terra.
Essa ciência divide a história da terra em eras geologias, que por sua
vez correspondem a grandes intervalos de tempo divididos em
períodos, que por sua vez são subdivididos em épocas e idades.
Estrutura interna da terra
O conhecimento da estrutura interna da
terra para a compreensão dos fenômenos
que se manifestam em sua superfície,
como o vulcanismo e os terremotos,
responsáveis por modificações nas formas
da superfície terrestre e suas
conseqüências para os seres humanos e
para a estruturação de determinados
aspectos do espaço geográfico.
Ou sismos como são chamados
cientificamente afetam a vida de
milhões de pessoas e provocam grandes
estragos em diversos países, como
Estados Unidos, Japão, Chile, Turquia e
China. O vulcanismo Outro fenômeno
natural causado pelas forças internas da
terra, também costuma acarretar greves
desastres.
As atividade mineradora depende
igualmente do conhecimento do
conhecimento da estrutura interna da
terra. Os recursos minerais e os
energéticos são matéria-prima básica
na produção de diversas mercadorias
e na geração da maior parte de
energia consumida pelo mundo.
Na década de 1960 cientistas dos
Estados Unidos falharam, ao tentar
perfurar o manto terrestre ate atingir
seu núcleo, acabaram desistindo ao
atingir 180 metros.
Quatro anos depois os russos
escavaram em terra o poço
mais profundo do mundo com
12 km, com temperatura media
de 180°, na península de Kola
na Rússia.
As camadas da terra
A terra basicamente e
dividida em três camadas:
Crosta terrestre ou litosfera.
O manto.
Núcleo.
Na crosta
terrestre
Uma camada
superficial, são
encontradas
rochas
relativamente
leves
constituídas
principalmente
por silício e
alumínio.
O manto
Camada
intermediaria, é
formado por material
mais denso,
constituído
principalmente por
magnésio, ferro e
silício. Na parte
externa do manto há
uma região
conhecida como
astenosfera, formada
por uma material
pastoso chamado
magma.
O núcleo
Este e constituído
principalmente por
níquel e ferro.
Encontra-se
subdividido em duas
camadas:
O núcleo externo: que
parece ser liquido e vai
ate 5.100 quilômetros.
Núcleo interno: que é
solido, parecendo ser
um pequeno
exoplaneta dentro da
terra.
Crosta terrestre
A crosta terrestre é formada
principalmente por rochas, como o
arenito, o granito, o mármore, o cálcio
e a argila.as rochas são elementos
compostos e inorgânicos. Varias dessas
rochas são compostas por outros
elementos, como por exemplo, o
granito, é composto por três minerais:
quartzo, mica e feldspato.
As rochas se classificam-se
em magmáticas ou ígneas –
sedimentares e
metamorfoticas.
Magmáticas
Estas são resultado da
consolidação de material
proveniente do manto da
terra, em estado pastoso e
logo depois solidifica se.
Estes se subdividem em
dois tipos:
Intrusivas ou Plutônicas
– que se formaram
internamente como o
Granito.
Extrusivas ou
vulcânicas – que se
formaram na superfície
como o Basalto.
Sedimentares
As rochas sedimentares são
resultado de compactação de
sedimentos rochosos ou
orgânicos. São divididas em:
Detriticas – constituídas
pelo acúmulo de fragmentos
de outras rochas
(magmáticas,
metamorfoticas ou mesmo
sedimentares).
Orgânicas – formadas pela
ação de animais e vegetais
ou pelo acúmulo de sues
dejetos.
Químicas – proveniente de
transformações químicas
que alguns materiais quando
colocados na água ou em
contato com qualquer outro
líquido resultam em
mudança em seu estado.
Metamorfoticas
São resultado da
transformação
(metamorfização), em
condições de pressão e
temperaturas elevadas,
nas rochas que estão
presentes no solo. Muitas
destas rochas são
encontradas em todo o
mundo, como por
exemplo o mármore,
granito, calcário e outras
ainda mais valiosos como
o diamante, xisto,
esmeraldas, cristais etc.
A crosta em movimento
Em 1912, o cientista alemão Alfred Wegener elaborou a
teoria que os continentes estão literalmente a “deriva”.
Observando as semelhanças entre o contorno das Américas,
Europa e África, Wegener propôs que os continentes
estavam interligados a cerca de 200 milhões de anos,
levando em conta também as formações rochosas e
minerais que todos os continentes apresentavam, daí surgiu
o batismo do primeiro grande continente a PANGEIA e
conseqüentemente um estudo mais aprofundado sobre sua
Ruptura fazendo assim surgir ou outros dois blocos
continentais GONDWANA E LURASIA como vimos
anteriormente.
A teoria foi contestada pela maior parte dos
cientista da época. Um dos poucos apoiadores foi
o geólogo britânico Arthur Holmes, ele elaborou
em 1928, a hipótese da expansão dos fundos
oceânicos, baseando-se no movimento de
convecção do magma na astenosfera. Para
Holmes esse movimento teria empurrado os
continentes fazendo assim a grande separação da
crosta da terra.
A partir destas constatações chegou-se em
fim na idéia que cada bloco da terra esta em
constante movimento, em cima das
chamadas placas tectônicas que por fim são
separadas em:
Zonas de divergência: onde há um processo
de afastamento ou expansão entre as placas
tectônicas – como nas cordilheiras da America
dos sul.
Zonas de convergência: é onde o contato
entre as placas pode ser de diversos tipos. Entre
placas continentais e oceânicas.
Um exemplo maior da
movimentação das placas
principalmente quando há
convergência entre elas no
fundo do leito oceânico gera
uma movimentação de grandes
quantidades de água, que por
sua vez são batizadas de
Tsunamis.
Tsunamis
Quando o abalo
sísmico se
manifestam no
fundo dos oceanos,
no movimento de
convergencia,
formando ondas
gigantescas,
muitas chegam
com grande
intensidade ao
litoral mais
próximo.
Tsunami no Japão 2011
Foi um sismo de magnitude de 8,9 na
Escala Richter com epicentro ao largo
da costa do Japão ocorrido às 05:56
UTC (14:56 no horário local) de 11 de
março de 2011.
De acordo com as autoridades, houve
15. 894 mortes confirmadas e mais de
2.500 ainda desaparecidos.
Abalos sísmicos e vulcanismo
As grandes cadeias montanhosas
da terra , situadas nestas áreas são
orogênicas, ou seja, surgiram por
causa da movimentação das placas
tectônicas, como as Cordilheiras
do Andes e a do Himalaia, as
montanhas rochosas da América
do Norte e a Cadeia do Atlas na
África e os Alpes na Europa.
Cordilheira dos Andes
Cordilheira do Himalaia
Pico Everest
Com
8.880 metros de altura
Cadeia de montanhas do atlas
África
Os Alpes na Europa
Existem ainda os terremotos que se dão em falhas transcorrestes, também
chamadas de transformantes, como é o caso da falha de San Andreas, na
Califórnia (EUA), que se estende por mais de 1,000 quilômetros.
Existem três tipos de
movimentação das placas
No caso de San
Andreas a falha e a
transcorrente ou
transformante
movimentando-se
lateralmente em
sentidos opostos,
sua fricção entra
as placas do
pacifico e da
America do Norte
provoca sismos,
levando a
ocorrência de
muitos terremotos.
Por sorte o Brasil esta no
centro da placa Sul-
Americana, ou seja, esta
longe destes
acontecimentos
sismológicos, e quase nunca
registra sismos.
E também nas zonas de contato entre as placas que ocorrem
a formação de vulcões e suas atividades vulcânicas, como a
formação de gêiseres ou fumarolas.
As bordas das placas são mais instáveis, o magma nestas
bordas cria caminhos por meio de chaminés entre as fissuras
construídas por grande pressão e saem por meio de erupções.
Explosão
ou
Erupção
A principal região da terra em ocorrência de
terremotos e vulcanismo é o “Circulo do fogo do
pacifico”, que reúne as cordilheiras montanhosas
que contornam as costas oeste da America e leste
da Ásia, incluindo diversas ilhas como o Havaí e o
Japão.
De todas as ares do mundo sujeitas a terremotos os
Estados unidos e o Japão estão mais preparadas
para este tipo e acontecimento, levando em conta
sua tecnologia preventiva.
Fim da aula

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Terremotos, vulcões e tsunamis
Terremotos, vulcões e tsunamisTerremotos, vulcões e tsunamis
Terremotos, vulcões e tsunamis
 
Eras Geológicas
Eras GeológicasEras Geológicas
Eras Geológicas
 
AGENTES INTERNOS DO RELEVO
AGENTES INTERNOS DO RELEVOAGENTES INTERNOS DO RELEVO
AGENTES INTERNOS DO RELEVO
 
Movimentos das placas tectônicas
Movimentos das placas tectônicasMovimentos das placas tectônicas
Movimentos das placas tectônicas
 
Estrutura interna da terra
Estrutura interna da terraEstrutura interna da terra
Estrutura interna da terra
 
Deriva continental e tectónica de placas
Deriva continental e tectónica de placasDeriva continental e tectónica de placas
Deriva continental e tectónica de placas
 
Modulo 05 - O tempo e o clima
Modulo 05 - O tempo e o climaModulo 05 - O tempo e o clima
Modulo 05 - O tempo e o clima
 
Geologia terremoto
Geologia  terremotoGeologia  terremoto
Geologia terremoto
 
Fuso Horário
Fuso HorárioFuso Horário
Fuso Horário
 
Orientacao e localizacao no espaco
Orientacao e localizacao no espacoOrientacao e localizacao no espaco
Orientacao e localizacao no espaco
 
Tipos de rochas
Tipos de rochasTipos de rochas
Tipos de rochas
 
Geografia solstícios e equinócios
Geografia   solstícios e equinóciosGeografia   solstícios e equinócios
Geografia solstícios e equinócios
 
O tempo geológico
O tempo geológicoO tempo geológico
O tempo geológico
 
Dinâmica da terra
Dinâmica da terraDinâmica da terra
Dinâmica da terra
 
Dinâmica interna da terra
Dinâmica interna da terraDinâmica interna da terra
Dinâmica interna da terra
 
A Estrutura da terra
A Estrutura da terra A Estrutura da terra
A Estrutura da terra
 
Os movimentos da terra
Os movimentos da terraOs movimentos da terra
Os movimentos da terra
 
LOCALIZAÇÃO E FORMAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO
LOCALIZAÇÃO E FORMAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIROLOCALIZAÇÃO E FORMAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO
LOCALIZAÇÃO E FORMAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO
 
Eras geologicas
Eras geologicasEras geologicas
Eras geologicas
 
O planeta terra
O planeta terraO planeta terra
O planeta terra
 

Semelhante a Geologia evoluçao da terra e fenomenos geologicos

Geografia ii período 2014
Geografia ii período 2014Geografia ii período 2014
Geografia ii período 2014Rebeca_15
 
Geografia natureza e riscos ambientais
Geografia   natureza e riscos ambientaisGeografia   natureza e riscos ambientais
Geografia natureza e riscos ambientaisgeografiafelipe
 
Geografia natureza e riscos ambientais
Geografia   natureza e riscos ambientaisGeografia   natureza e riscos ambientais
Geografia natureza e riscos ambientaisgeografiafelipe
 
aformaodaterra-110321121503-phpapp01.pptx
aformaodaterra-110321121503-phpapp01.pptxaformaodaterra-110321121503-phpapp01.pptx
aformaodaterra-110321121503-phpapp01.pptxssuser60b183
 
Geografia natureza e riscos ambientais
Geografia   natureza e riscos ambientaisGeografia   natureza e riscos ambientais
Geografia natureza e riscos ambientaisfelipedacarpereira
 
Aformaodaterra 110321121503-phpapp01
Aformaodaterra 110321121503-phpapp01Aformaodaterra 110321121503-phpapp01
Aformaodaterra 110321121503-phpapp01luiz moraais
 
Separação dos continentes
Separação dos continentes Separação dos continentes
Separação dos continentes ruivaz1994
 
C:\Fakepath\Evolucao Dos Continentes4 Rita
C:\Fakepath\Evolucao Dos Continentes4  RitaC:\Fakepath\Evolucao Dos Continentes4  Rita
C:\Fakepath\Evolucao Dos Continentes4 Ritaguestd7e62c609
 
Terremotos.pptx
Terremotos.pptxTerremotos.pptx
Terremotos.pptxasdf895604
 
geografia origem do mundo
geografia origem do mundogeografia origem do mundo
geografia origem do mundoLanna Hyuuga
 
Geologia 2011
Geologia 2011Geologia 2011
Geologia 2011UFES
 

Semelhante a Geologia evoluçao da terra e fenomenos geologicos (20)

Estrutura geológica da terra
Estrutura geológica da terraEstrutura geológica da terra
Estrutura geológica da terra
 
Geografia ii período 2014
Geografia ii período 2014Geografia ii período 2014
Geografia ii período 2014
 
Geografia natureza e riscos ambientais
Geografia   natureza e riscos ambientaisGeografia   natureza e riscos ambientais
Geografia natureza e riscos ambientais
 
Geografia natureza e riscos ambientais
Geografia   natureza e riscos ambientaisGeografia   natureza e riscos ambientais
Geografia natureza e riscos ambientais
 
aformaodaterra-110321121503-phpapp01.pptx
aformaodaterra-110321121503-phpapp01.pptxaformaodaterra-110321121503-phpapp01.pptx
aformaodaterra-110321121503-phpapp01.pptx
 
Geografia natureza e riscos ambientais
Geografia   natureza e riscos ambientaisGeografia   natureza e riscos ambientais
Geografia natureza e riscos ambientais
 
Aformaodaterra 110321121503-phpapp01
Aformaodaterra 110321121503-phpapp01Aformaodaterra 110321121503-phpapp01
Aformaodaterra 110321121503-phpapp01
 
A Formação da Terra
A Formação da TerraA Formação da Terra
A Formação da Terra
 
"A Gênese", cap. 7.
 "A Gênese",  cap. 7. "A Gênese",  cap. 7.
"A Gênese", cap. 7.
 
Separação dos continentes
Separação dos continentes Separação dos continentes
Separação dos continentes
 
C:\Fakepath\Evolucao Dos Continentes4 Rita
C:\Fakepath\Evolucao Dos Continentes4  RitaC:\Fakepath\Evolucao Dos Continentes4  Rita
C:\Fakepath\Evolucao Dos Continentes4 Rita
 
Terremotos.pptx
Terremotos.pptxTerremotos.pptx
Terremotos.pptx
 
Apistila p1 a
Apistila p1 aApistila p1 a
Apistila p1 a
 
geografia origem do mundo
geografia origem do mundogeografia origem do mundo
geografia origem do mundo
 
Geologia 2011
Geologia 2011Geologia 2011
Geologia 2011
 
Abalos Sismicos No Brasil E No Mundo
Abalos Sismicos No Brasil E No MundoAbalos Sismicos No Brasil E No Mundo
Abalos Sismicos No Brasil E No Mundo
 
Formação da Terra e o Tectonismo
Formação da Terra e o TectonismoFormação da Terra e o Tectonismo
Formação da Terra e o Tectonismo
 
Geologia 2
Geologia 2Geologia 2
Geologia 2
 
Aula 2
Aula 2Aula 2
Aula 2
 
Aula 2
Aula 2Aula 2
Aula 2
 

Mais de Wander Junior

Climas e formações vegetais
Climas e formações vegetaisClimas e formações vegetais
Climas e formações vegetaisWander Junior
 
áGuas continentais do brasil
áGuas continentais do brasiláGuas continentais do brasil
áGuas continentais do brasilWander Junior
 
Indústria no brasil
Indústria no brasilIndústria no brasil
Indústria no brasilWander Junior
 
Espaço, sociedade e economia
Espaço, sociedade e economiaEspaço, sociedade e economia
Espaço, sociedade e economiaWander Junior
 
Infraestrutura e desenvolvimento
Infraestrutura e desenvolvimentoInfraestrutura e desenvolvimento
Infraestrutura e desenvolvimentoWander Junior
 
Globalização, comercio mundial e blocos econômicos
Globalização, comercio mundial e blocos econômicosGlobalização, comercio mundial e blocos econômicos
Globalização, comercio mundial e blocos econômicosWander Junior
 
Reunião de pais com direção de turma
Reunião de pais com direção de turmaReunião de pais com direção de turma
Reunião de pais com direção de turmaWander Junior
 
Geoprocessamento e mapas
Geoprocessamento e mapasGeoprocessamento e mapas
Geoprocessamento e mapasWander Junior
 
Trace um caminho para você
Trace um caminho para vocêTrace um caminho para você
Trace um caminho para vocêWander Junior
 
Fusos horários si gs - gps
Fusos horários   si gs - gpsFusos horários   si gs - gps
Fusos horários si gs - gpsWander Junior
 
Conflitos étnicos nacionalistas e separatismo
Conflitos étnicos nacionalistas e separatismoConflitos étnicos nacionalistas e separatismo
Conflitos étnicos nacionalistas e separatismoWander Junior
 
Situação dos afrodescendentes no brasil
Situação dos afrodescendentes no brasilSituação dos afrodescendentes no brasil
Situação dos afrodescendentes no brasilWander Junior
 
Era da informação e sistemas de informações geográficos
Era da informação e sistemas de informações geográficosEra da informação e sistemas de informações geográficos
Era da informação e sistemas de informações geográficosWander Junior
 
Civilização ocidental e modernidade
Civilização ocidental e modernidadeCivilização ocidental e modernidade
Civilização ocidental e modernidadeWander Junior
 
Diversidade cultural e etnocentrismo
Diversidade cultural e etnocentrismoDiversidade cultural e etnocentrismo
Diversidade cultural e etnocentrismoWander Junior
 

Mais de Wander Junior (17)

Climas e formações vegetais
Climas e formações vegetaisClimas e formações vegetais
Climas e formações vegetais
 
áGuas continentais do brasil
áGuas continentais do brasiláGuas continentais do brasil
áGuas continentais do brasil
 
Indústria no brasil
Indústria no brasilIndústria no brasil
Indústria no brasil
 
Povos em movimento
Povos em movimentoPovos em movimento
Povos em movimento
 
Espaço, sociedade e economia
Espaço, sociedade e economiaEspaço, sociedade e economia
Espaço, sociedade e economia
 
Infraestrutura e desenvolvimento
Infraestrutura e desenvolvimentoInfraestrutura e desenvolvimento
Infraestrutura e desenvolvimento
 
Globalização, comercio mundial e blocos econômicos
Globalização, comercio mundial e blocos econômicosGlobalização, comercio mundial e blocos econômicos
Globalização, comercio mundial e blocos econômicos
 
Reunião de pais com direção de turma
Reunião de pais com direção de turmaReunião de pais com direção de turma
Reunião de pais com direção de turma
 
Geoprocessamento e mapas
Geoprocessamento e mapasGeoprocessamento e mapas
Geoprocessamento e mapas
 
Trace um caminho para você
Trace um caminho para vocêTrace um caminho para você
Trace um caminho para você
 
Fusos horários si gs - gps
Fusos horários   si gs - gpsFusos horários   si gs - gps
Fusos horários si gs - gps
 
Conflitos étnicos nacionalistas e separatismo
Conflitos étnicos nacionalistas e separatismoConflitos étnicos nacionalistas e separatismo
Conflitos étnicos nacionalistas e separatismo
 
Situação dos afrodescendentes no brasil
Situação dos afrodescendentes no brasilSituação dos afrodescendentes no brasil
Situação dos afrodescendentes no brasil
 
2° guerra mundial
2° guerra mundial2° guerra mundial
2° guerra mundial
 
Era da informação e sistemas de informações geográficos
Era da informação e sistemas de informações geográficosEra da informação e sistemas de informações geográficos
Era da informação e sistemas de informações geográficos
 
Civilização ocidental e modernidade
Civilização ocidental e modernidadeCivilização ocidental e modernidade
Civilização ocidental e modernidade
 
Diversidade cultural e etnocentrismo
Diversidade cultural e etnocentrismoDiversidade cultural e etnocentrismo
Diversidade cultural e etnocentrismo
 

Último

Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfandreaLisboa7
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroBrenda Fritz
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfMarcianaClaudioClaud
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaHenrique Santos
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoVALMIRARIBEIRO1
 
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.FLAVIA LEZAN
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitlerhabiwo1978
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.HandersonFabio
 
APOSTILA- COMPLETA De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
APOSTILA- COMPLETA  De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdfAPOSTILA- COMPLETA  De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
APOSTILA- COMPLETA De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdflbgsouza
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteLeonel Morgado
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"Ilda Bicacro
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"Ilda Bicacro
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...Manuais Formação
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorialNeuroppIsnayaLciaMar
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSPedroMatos469278
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdflbgsouza
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfCarolineNunes80
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...LuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
TAMPINHAS Sílabas. Para fazer e trabalhar com as crianças.
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
APOSTILA- COMPLETA De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
APOSTILA- COMPLETA  De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdfAPOSTILA- COMPLETA  De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
APOSTILA- COMPLETA De FILOSOFIA-DA-EDUCAÇÃO.pdf
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 

Geologia evoluçao da terra e fenomenos geologicos

  • 1. Geologia: Evolução da terra e fenômenos geológicos Geografia Professor: Wander Junior
  • 2. Se você imagina os cerca de 4,5 bilhões de anos da historia da terra comparados a um dia normal, a vida começa muito cedo, mais ou menos em torno das quatro da madrugada, com o surgimento dos primeiros organismos unicelulares simples, levando em conta o tempo, sendo marcado nada muda por mais de dezesseis horas. As 21:04h os trilobite. Pouco antes das 22:00h, plantas começam a brotar em terra firme. Logo após faltando duas horas para o fim do dia, aparecem em cena os primeiros animais terrestres. As 22:24h, a terra e coberta pelas grandes florestas carbonífera cujos resíduos fornecem o nosso carvão, e os primeiros insetos com asas se fazem presentes. Os dinossauros entram em cena pouco antes das 23h e dominam por cerca de 45 minutos o nosso planeta, faltando 21 minutos para a meia-noite, desaparecem em uma das grandes extinções em massa que a terra sofrera ao longo destes anos, e no mesmo instante a era dos mamíferos começa e prospera. os seres humanos emergem faltando um minuto e dezesseis segundos para a meia-noite. Montanhas se erguem, nascem bacias oceânicas e somem outras, rios nascem e morrem, animais são extintos e outros se adaptam e evoluem, tudo por conta da nossa terra e de sua formação geológica.
  • 5. Formação do planeta terra A terra surgiu a cerca de 4,5 bilhões de anos, resultado de agregação de poeira cósmica e da colisão de material rochoso atraídos pela força gravitacional do recém formado sistema solar. De sua origem ate os dias de hoje, a terra passou por diversas transformações, em termos GEOLOGICOS e BILOGICOS. Essas transformações são estudadas a partir das suas camadas rochosas e dos fosseis nelas encontradas. Essas camadas representam registros dos acontecimentos passados e permitem compreender a evolução do planeta.
  • 6. Inicio da terra e do sistema solar
  • 8. O primeiro grande bloco continental foi a pageia, envolvida por um único e extenso Oceano, o pantalassa.
  • 9. A Pangeia se dividiu em Laurasia e Gondwana, que também se fraguimentou e deu origem aos atuais continentes.
  • 10.
  • 11. Trechos da crosta enrugaram dando origem as cadeias montanhosas, áreas mais profundas dos oceanos foram sendo preenchidas por sedimentos, mares surgiram e outros desapareceram nesta intensa e constante transformação da terra.
  • 12. O que é GEOLOGIA? Geologia é a ciência responsável pelo estudo da origem, formação e continuas transformações da terra, bem como dos matérias orgânicos e inorgânicos que á constituem. E aquela que estuda o interior da terra.
  • 13. Essa ciência divide a história da terra em eras geologias, que por sua vez correspondem a grandes intervalos de tempo divididos em períodos, que por sua vez são subdivididos em épocas e idades.
  • 14. Estrutura interna da terra O conhecimento da estrutura interna da terra para a compreensão dos fenômenos que se manifestam em sua superfície, como o vulcanismo e os terremotos, responsáveis por modificações nas formas da superfície terrestre e suas conseqüências para os seres humanos e para a estruturação de determinados aspectos do espaço geográfico.
  • 15. Ou sismos como são chamados cientificamente afetam a vida de milhões de pessoas e provocam grandes estragos em diversos países, como Estados Unidos, Japão, Chile, Turquia e China. O vulcanismo Outro fenômeno natural causado pelas forças internas da terra, também costuma acarretar greves desastres.
  • 16. As atividade mineradora depende igualmente do conhecimento do conhecimento da estrutura interna da terra. Os recursos minerais e os energéticos são matéria-prima básica na produção de diversas mercadorias e na geração da maior parte de energia consumida pelo mundo.
  • 17. Na década de 1960 cientistas dos Estados Unidos falharam, ao tentar perfurar o manto terrestre ate atingir seu núcleo, acabaram desistindo ao atingir 180 metros.
  • 18. Quatro anos depois os russos escavaram em terra o poço mais profundo do mundo com 12 km, com temperatura media de 180°, na península de Kola na Rússia.
  • 19.
  • 20.
  • 21.
  • 22. As camadas da terra
  • 23. A terra basicamente e dividida em três camadas: Crosta terrestre ou litosfera. O manto. Núcleo.
  • 24. Na crosta terrestre Uma camada superficial, são encontradas rochas relativamente leves constituídas principalmente por silício e alumínio.
  • 25. O manto Camada intermediaria, é formado por material mais denso, constituído principalmente por magnésio, ferro e silício. Na parte externa do manto há uma região conhecida como astenosfera, formada por uma material pastoso chamado magma.
  • 26. O núcleo Este e constituído principalmente por níquel e ferro. Encontra-se subdividido em duas camadas: O núcleo externo: que parece ser liquido e vai ate 5.100 quilômetros. Núcleo interno: que é solido, parecendo ser um pequeno exoplaneta dentro da terra.
  • 27. Crosta terrestre A crosta terrestre é formada principalmente por rochas, como o arenito, o granito, o mármore, o cálcio e a argila.as rochas são elementos compostos e inorgânicos. Varias dessas rochas são compostas por outros elementos, como por exemplo, o granito, é composto por três minerais: quartzo, mica e feldspato.
  • 28. As rochas se classificam-se em magmáticas ou ígneas – sedimentares e metamorfoticas.
  • 29. Magmáticas Estas são resultado da consolidação de material proveniente do manto da terra, em estado pastoso e logo depois solidifica se. Estes se subdividem em dois tipos: Intrusivas ou Plutônicas – que se formaram internamente como o Granito. Extrusivas ou vulcânicas – que se formaram na superfície como o Basalto.
  • 30.
  • 31. Sedimentares As rochas sedimentares são resultado de compactação de sedimentos rochosos ou orgânicos. São divididas em: Detriticas – constituídas pelo acúmulo de fragmentos de outras rochas (magmáticas, metamorfoticas ou mesmo sedimentares). Orgânicas – formadas pela ação de animais e vegetais ou pelo acúmulo de sues dejetos. Químicas – proveniente de transformações químicas que alguns materiais quando colocados na água ou em contato com qualquer outro líquido resultam em mudança em seu estado.
  • 32. Metamorfoticas São resultado da transformação (metamorfização), em condições de pressão e temperaturas elevadas, nas rochas que estão presentes no solo. Muitas destas rochas são encontradas em todo o mundo, como por exemplo o mármore, granito, calcário e outras ainda mais valiosos como o diamante, xisto, esmeraldas, cristais etc.
  • 33. A crosta em movimento Em 1912, o cientista alemão Alfred Wegener elaborou a teoria que os continentes estão literalmente a “deriva”. Observando as semelhanças entre o contorno das Américas, Europa e África, Wegener propôs que os continentes estavam interligados a cerca de 200 milhões de anos, levando em conta também as formações rochosas e minerais que todos os continentes apresentavam, daí surgiu o batismo do primeiro grande continente a PANGEIA e conseqüentemente um estudo mais aprofundado sobre sua Ruptura fazendo assim surgir ou outros dois blocos continentais GONDWANA E LURASIA como vimos anteriormente.
  • 34. A teoria foi contestada pela maior parte dos cientista da época. Um dos poucos apoiadores foi o geólogo britânico Arthur Holmes, ele elaborou em 1928, a hipótese da expansão dos fundos oceânicos, baseando-se no movimento de convecção do magma na astenosfera. Para Holmes esse movimento teria empurrado os continentes fazendo assim a grande separação da crosta da terra.
  • 35. A partir destas constatações chegou-se em fim na idéia que cada bloco da terra esta em constante movimento, em cima das chamadas placas tectônicas que por fim são separadas em: Zonas de divergência: onde há um processo de afastamento ou expansão entre as placas tectônicas – como nas cordilheiras da America dos sul. Zonas de convergência: é onde o contato entre as placas pode ser de diversos tipos. Entre placas continentais e oceânicas.
  • 36. Um exemplo maior da movimentação das placas principalmente quando há convergência entre elas no fundo do leito oceânico gera uma movimentação de grandes quantidades de água, que por sua vez são batizadas de Tsunamis.
  • 37. Tsunamis Quando o abalo sísmico se manifestam no fundo dos oceanos, no movimento de convergencia, formando ondas gigantescas, muitas chegam com grande intensidade ao litoral mais próximo.
  • 39.
  • 40. Foi um sismo de magnitude de 8,9 na Escala Richter com epicentro ao largo da costa do Japão ocorrido às 05:56 UTC (14:56 no horário local) de 11 de março de 2011. De acordo com as autoridades, houve 15. 894 mortes confirmadas e mais de 2.500 ainda desaparecidos.
  • 41. Abalos sísmicos e vulcanismo
  • 42. As grandes cadeias montanhosas da terra , situadas nestas áreas são orogênicas, ou seja, surgiram por causa da movimentação das placas tectônicas, como as Cordilheiras do Andes e a do Himalaia, as montanhas rochosas da América do Norte e a Cadeia do Atlas na África e os Alpes na Europa.
  • 46.
  • 47. Cadeia de montanhas do atlas África
  • 48. Os Alpes na Europa
  • 49. Existem ainda os terremotos que se dão em falhas transcorrestes, também chamadas de transformantes, como é o caso da falha de San Andreas, na Califórnia (EUA), que se estende por mais de 1,000 quilômetros.
  • 50. Existem três tipos de movimentação das placas
  • 51. No caso de San Andreas a falha e a transcorrente ou transformante movimentando-se lateralmente em sentidos opostos, sua fricção entra as placas do pacifico e da America do Norte provoca sismos, levando a ocorrência de muitos terremotos.
  • 52. Por sorte o Brasil esta no centro da placa Sul- Americana, ou seja, esta longe destes acontecimentos sismológicos, e quase nunca registra sismos.
  • 53. E também nas zonas de contato entre as placas que ocorrem a formação de vulcões e suas atividades vulcânicas, como a formação de gêiseres ou fumarolas.
  • 54. As bordas das placas são mais instáveis, o magma nestas bordas cria caminhos por meio de chaminés entre as fissuras construídas por grande pressão e saem por meio de erupções.
  • 56. A principal região da terra em ocorrência de terremotos e vulcanismo é o “Circulo do fogo do pacifico”, que reúne as cordilheiras montanhosas que contornam as costas oeste da America e leste da Ásia, incluindo diversas ilhas como o Havaí e o Japão. De todas as ares do mundo sujeitas a terremotos os Estados unidos e o Japão estão mais preparadas para este tipo e acontecimento, levando em conta sua tecnologia preventiva.