SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 19
-

Paisagem e Localização I e II
Língua e Religião I e II
População
U s o s e Costumes I e II
Gastronomia I, II e III
Economia I e II
Personalidades Famosas I e II
Atrações Turísticas I , I I , e I I I

Trabalho Realizado por: Iolanda Alfaiate
Disciplina: Geografia do Turismo
Paisagem e Localização I
• A Finlândia (nome oficial República da Finlândia), é um país nórdico situado no Norte da
Europa, que faz fronteira com a Suécia a Oeste, com a Rússia a Leste e com a Noruega a Norte e
situa-se na Península da Escandinávia (fig. 1). Tem 338.145 km² e a capital é Helsínquia (fig. 2).
• O fuso horário é de +5 horas do que o Meridiano de Greenwich e o clima da Finlândia meridional é
temperado. Na Finlândia do Norte, em especial na Lapónia (fig. 3), abunda um clima
subártico, representado por invernos frios e eventualmente austeros e por verões relativamente
temperados.
• A Finlândia tem 187 888 lagos e 179 584 ilhas. Um destes lagos, o Saimaa, é o 5º maior lago da
Europa. A paisagem finlandesa é predominantemente plana, com algumas colinas e montes
baixos. O ponto mais alto do país, o Halti, com 1328 metros e encontra-se no extremo norte da
Lapónia.
Paisagem e Localização II
• Este país é coberto por cerca de 75% de floresta boreal ou Taiga, pouca terra arável e o granito é
o tipo mais comum de rocha. O tipo mais comum de solo é a Morena, que é uma fina camada de
húmus biológico.
• Um quarto do território finlandês situa-se a norte do Círculo Polar Ártico, e consequentemente é
possível experimentar o sol da meia-noite, cada vez durante mais dias à medida que se caminha
para Norte. No ponto mais ártico da Finlândia, o sol não se põe durante 73 dias no Verão e não
chega a nascer durante 51 dias no Inverno.

Fig. 1 – Península Escandinávia

Fig. 3 – Lapónia com a Aurora Boreal
Fig. 2 - Helsínquia
Língua e Religião I
• A língua materna é o finlandês ou o sueco (5,6% da população são falantes nativos desta
língua), ou a língua Sami, (com aproximadamente 7000 falantes nativos). O finlandês pertence
à pequena família das línguas fino-úgricas. Fora da Finlândia, é compreendido somente na
Estónia. Sendo uma nação com poucos parentes linguísticos próximos, os finlandeses protegem a
sua língua materna, através de um elevado nível de ensino da Língua na escola.
• O feriado nacional é a 6 de Dezembro e foi implementado em 1917 e diz-se Itsenäisyys Päivä (Fig.
4) que quer dizer Dia da Independência.
• Algumas das cidades principais são: Helsínquia, Espoo, Tampere, Turku e Vantaa.
• Com cerca de 4,2 milhões (ou 77,2% da população no final de 2011) de seguidores, a maioria dos
finlandeses são membros da Igreja Evangélica Luterana da Finlândia (Fig. 5). A Igreja Evangélica
Luterana da Finlândia é uma das maiores igrejas luteranas do mundo, embora a sua
participação tenha entrado em declínio, especialmente durante as últimas duas décadas.
Língua e Religião II
• O segundo maior grupo (e o que cresce mais rapidamente) é a população sem nenhuma
afiliação religiosa, sendo 20,1% da população do país.
• Uma pequena minoria pertence à Igreja Ortodoxa Finlandesa (1,1%). Outras denominações
protestantes e a Igreja Católica Romana na Finlândia são significativamente menores, assim
como os muçulmanos, judeus e outras comunidades não-cristãs (totalizando 1,5% dos habitantes).

Fig. 4 – Símbolo do Dia da Independência Finlandesa
Fig. 5 – Igreja Luterana Finlandesa
População
• A Finlândia contabiliza atualmente 5.350.156 habitantes. Tem uma densidade populacional
média de 17 habitantes por quilômetro quadrado. Isto torna a Finlândia, depois de a Noruega e
da Islândia, o terceiro país mais fracamente povoado da Europa.
• A população da Finlândia tem sempre sido concentrada nas regiões do sul do país, um
fenômeno ainda mais acentuado após a urbanização do século XX.
• A participação dos cidadãos estrangeiros na população finlandesa é de 2,5% e encontra-se entre
os mais baixos da União Europeia. A maioria deles são originários da Rússia, Estónia e Suécia.
• Cerca de 17.9% da população da Finlândia encontra-se em risco de pobreza ou exclusão social.
Cidades mais populosas da Finlândia
Posição

Cidade

Região

População

1º

Helsinquia (Fig. 6)

Uusimaa

579 016

2º

Tempere

Pirkanmaa

209 748

3º

Turku

Finlândia Própria

175 422

4º

Oulu

Ostrobothnia do Norte

137 370

5º

Lahti

Päijänne Tavastia

128 114

6º

Jyväskylä

Finlândia Central

100 444

7º

Pori

Satakunta

91 845

8º

Kuopio

Savonia do Norte

76 562

9º

Vaasa

Ostrobothnia

58 607

10º

Kotka

Kymenlaakso

54 781

Fig. 6 – Helsínquia, a cidade mais populosa
Usos e Costumes I
• A Finlândia é um país fácil de visitar, pois os seus costumes são claramente
europeus, contendo apenas algumas variações nacionais, e as mentalidades são bastante
liberais e as normas da etiqueta são bastante descontraídas.
• Regra geral, a Finlândia é um país onde as palavras ditas têm uma importância
considerável (são escolhidas com cuidado e sempre com intenção de transmitir uma
mensagem).
• Os finlandeses apreciam muito as palavras faladas, o que se demonstra na tendência de
dizer pouco e evitar as cavaqueiras “inúteis”.
• Os finlandeses não entram facilmente em conversas com desconhecidos, a não ser que
tenham alguma razão especialmente forte. Os finlandeses são curiosamente calados no
metro, no autocarro e no elétrico.
Usos e Costumes II
• Nos elevadores, sofrem do mesmo género de embaraço mudo que qualquer pessoa. No
entanto, um turista não tem dificuldades em encontrar ajuda, pois a hospitalidade dos
finlandeses até supera as suas restrições habituais.
• O nível de igualdade entre homens e mulheres (Fig. 7) é muito avançado na Finlândia, o
que se reflete no número comparativamente elevado de mulheres a ocupar postos
importantes na política e noutras áreas da sociedade finlandesa.
• A Finlândia trabalha de uma forma ativa nas organizações internacionais, para melhorar
a igualdade das mulheres nas sociedades pelo mundo fora.

Fig. 7 – Igualdade entre Homens e Mulheres
Gastronomia I
• A cozinha finlandesa é uma mistura de elementos europeus, escandinavos e russos.
• A cozinha finlandesa, tanto a dos restaurantes como a caseira, inclui poucos pratos com os
quais os visitantes oriundos dos países ocidentais não estejam familiarizados. A recente
tomada de consciência dos valores nutricionais fez com que a comida
finlandesa, tradicionalmente copiosa e rica em gordura, seja hoje em dia mais ligeira.
• Os pratos finlandeses usam frequentemente produtos integrais (centeio, cevada – Fig.
8, aveia) e bagas (mirtilo e arandos-vermelhos). O leite e os seus derivados como o
leitelho (Fig. 9) são muito usados como alimento, bebida ou em várias receitas.

Fig. 8 - Cevada

Fig. 9 – Leitelho
(é um líquido
que se obtém
aquando do
batimento da
nata)
Gastronomia II

• O maksalaatikko (Fig. 10) é um dos pratos da mesa natalícia dos finlandeses, preparado no
forno, com arroz e fígado ou carne de bovino, podendo ser acompanhado por molho de bagas
silvestres.
• No campo dos enchidos, é possível destacar a mustamakkara (Fig. 11), uma morcela típica da
região de Tampere.
• Entre os pratos de peixe, é possível destacar o kalakukko (Fig. 12), um pastel de peixe típico da
região da Savônia.
• Entre as sopas tradicionais finlandesas, contam-se a sopa de salmão, que inclui diversos derivados
do leite e a sopa de alce. No verão, é também muito apreciada a chamada kesäkeitto (Fig.
13), uma sopa preparada com vegetais frescos e leite.

• Na cidade de Oulu, no norte do país, é tradição consumir rössypottu (Fig. 14), uma sopa
preparada com farinha de centeio, sangue e vegetais diversos.

Fig. 10 - Maksalaatikko

Fig. 11 - Mustamakkara

Fig. 12 - Kalakukko

Fig. 13 - Kesäkeitto

Fig. 14 - Rössypottu
Gastronomia III
• Um dos queijos mais conhecidos da Finlândia é o chamado leipäjuusto (Fig. 15), também
conhecido como juustoleipä (Fig. 15), um queijo de sabor suave, com a característica algo
invulgar de chiar quando trincado.
• É também popular o kotijuusto (Fig. 16), um queijo caseiro preparado com soro de leite
coalhado.
• De entre os doces da Finlândia, é possível destacar o denominado pulla (Fig. 17), que consiste num
pão doce, servido em fatias com café ou chá. Destaca-se também o mämmi (Fig. 18), um doce
escuro preparado com centeio e melaço, consumido desde o século XIII. O kermakku (Fig. 19) é
bolo tradicional, esponjoso e leve, perfumado com especiarias.

Fig. 15 - Leipäjuusto
ou Juustoleipä

Fig. 16 - Kotijuusto

Fig. 17 - Pulla

Fig. 18 - Mämmi

Fig. 19 – Kermakku
Economia I
• A Finlândia possui uma economia de mercado altamente industrializada, com produção per
capita maior que a do Reino Unido, França, Alemanha e Itália.
• O setor chave da sua economia é a indústria - principalmente madeireira (Fig.
20), metalurgia, engenharia, telecomunicações (destaque para a Nokia) e produtos eletrônicos.
O comércio externo é importante.
• Por causa do clima rigoroso, o desenvolvimento da agricultura é limitado a produtos básicos de
subsistência.
• A economia finlandesa é moderna e competitiva, sendo o país líder mundial no sector das
telecomunicações.
• Os seus recursos naturais, como as florestas, são uma importante fonte de rendimento neste
país, onde a indústria da madeira é das mais importante do mundo.

Fig. 20 – Industria Madeireira
Economia II
• Com exceção da madeira e de vários minérios, a Finlândia depende de importações de matérias
primas, energia, e alguns componentes de bens manufaturados.
• Principais indústrias: metais e produtos de metal, eletrônicos, máquinas e instrumentos
científicos, construção naval (Fig. 21), celulose e papel, alimentos, produtos químicos, têxteis e
roupas.
• Principais produtos importados: alimentos, petróleo (Fig. 22), produtos químicos, ferros, máquinas
e aço.
• Principais produtos exportados: equipamentos elétricos, máquinas, equipamentos de
transporte, celulose e produtos químicos.
• Principais produtos agropecuários produzidos: cevada, açúcar, trigo, beterraba (Fig. 23) e batata.

• Principais produtos industrializados produzidos: máquinas, equipamentos
eletrônicos, metais, equipamentos científicos e navios.

Fig. 21 – Construção Naval

Fig. 22 – Petróleo

Fig. 23 - Beterraba
Personalidades Famosas I
• Kimi-Matias Räikkönen (Fig. 24) (Espoo, 17 de Outubro de 1979) - é um automobilista
finlandês, que pilota pela equipa da Lotus na Fórmula 1.

• Sami Tuomas Hyypiä (Fig. 25) (Porvoo, 7 de outubro de 1973) - é um ex-futebolista finlandês que
atuava como defesa-central, atualmente treina o Bayer Leverkusen que foi o seu último clube.
• Mikko Hirvonen (Fig. 26) (Finlândia, 31 de Julho de 1980) - é um piloto finlandês de rallies, está
presente no Campeonato Mundial de Rali (WRC).

• Mika Pauli Häkkinen (Fig. 27) (Vantaa, 28 de Setembro de 1968) - é um ex-automobilista
finlandês, que conquistou dois títulos mundiais na Fórmula 1, onde teve grande rivalidade com
Michael Schumacher.
• Pai Natal (Fig. 28) (1931) - nos países do Norte da Europa, diz a tradição que o Pai Natal não
vive propriamente no Pólo Norte, mas sim na Lapônia, mais propriamente na cidade de
Rovaniemi, onde de facto existe o “escritório do Pai Natal” bem como o parque conhecido como
"Santa Park", que se tornou uma atração turística do local.
Personalidades Famosas II

Fig. 24 - Kimi-Matias Räikkönen

Fig. 25 - Sami Tuomas Hyypiä

Fig. 27 - Mika Pauli Häkkinen

Fig. 26 -Mikko Hirvonen

Fig. 28 – Pai Natal
Atrações Turísticas I
• As mais de 20.000 ilhas na Finlândia oferecem distintas opções de lugares para visitar. Desde
remotos lagos e florestas até animados festivais, excelentes estações de esqui e museus singulares.
Principais atrações turísticas da Finlândia:
• - Fortaleza de Suomenlinna (Figs. 29 e 30) - localiza-se à entrada do porto de Helsínquia. No
intuito de proteger as províncias suecas na Finlândia e o próprio país do avanço russo, Frederico I
da Suécia, mandou edificar, em 1747, nas seis ilhotas do arquipélago em frente à cidade de
Helsínquia, uma fortaleza destinada a fechar e controlar as incursões navais e terrestres das
tropas dos czares. Em 1772 estava concluída a fortificação de Sveaborg.
• Como consequência da Revolução de Outubro de 1917 na Rússia, os finlandeses conseguiram
obter a sua independência. A fortaleza foi então rebatizada como Suomenlinna. O conjunto da
fortaleza encontra-se classificado como Património da Humanidade pela UNESCO desde 1991.

Fig. 29 - Fortaleza de Suomenlinna

Fig. 30 - Fortaleza de Suomenlinna
Atrações Turísticas II
• - Catedral de Helsinque (Figs. 31 e 32) - é uma catedral evangélica luterana da Diocese de
Helsínquia, situada no centro de Helsínquia. Foi originalmente construída como tributo ao czar
Nicolau I da Rússia, tendo sido conhecida como igreja de São Nicolau até à independência da
Finlândia, em 1917.
• Foi construída entre 1830 e 1852, em estilo neoclássico, tendo sido concebida por Carl Ludvig
Engel. Atualmente, a catedral constitui uma das atrações turísticas mais visitadas em
Helsínquia. Todos os anos, mais de 350.000 pessoas a visitam.

Fig. 31 – Catedral de Helsinque

Fig. 32 – Catedral de Helsinque
Atrações Turísticas III
• - Catedral Ortodoxa de Uspenski (Figs. 33 e 34) - um dos pontos turísticos mais interessantes de
Helsinquia, é a Catedral de Uspenski, a maior igreja ortodoxa da Europa ocidental e
também, um sinal da forte influência russa no país no plano cultural a começar pelo nome da
Catedral, que deriva da palavra russa “uspenie” (assunção), uma referência à Assunção de
Maria, um dos eventos festivos mais importantes da liturgia ortodoxa.
• Aberta ao público gratuitamente, todos os dias, com exceção de segunda-feira, a igreja surge
na zona colinar da península de Katajanokka, com uma maravilhosa vista da capital
finlandesa. Simplesmente espetacular a vista das 13 cúpulas com detalhes cor de ouro, como
pequenas chamas. Parada obrigatória para milhares e milhares de turistas.

Fig. 33 – Catedral Ortodoxa de Uspenksi

Fig. 34 – Catedral Ortodoxa de Uspenksi

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Distribuição da População Mundial
Distribuição da População MundialDistribuição da População Mundial
Distribuição da População MundialDiogo Mateus
 
3 impactos dos transportes
3  impactos dos transportes3  impactos dos transportes
3 impactos dos transportesMayjö .
 
Fatores de identidade cultural
Fatores de identidade culturalFatores de identidade cultural
Fatores de identidade culturalcristina Mendes
 
Este trabalho foi feito sobre a suécia
Este trabalho foi feito sobre a suéciaEste trabalho foi feito sobre a suécia
Este trabalho foi feito sobre a suéciaMayjö .
 
Distribuição da população portuguesa
Distribuição da população portuguesaDistribuição da população portuguesa
Distribuição da população portuguesaIlda Bicacro
 
Power point a união europeia passo a passo
Power point a  união europeia passo a passoPower point a  união europeia passo a passo
Power point a união europeia passo a passogeostuart7
 
Trabalho sobre a itália
Trabalho sobre a itáliaTrabalho sobre a itália
Trabalho sobre a itáliaMayjö .
 
As formaçoes vegetais pelo mundo
As formaçoes vegetais pelo mundoAs formaçoes vegetais pelo mundo
As formaçoes vegetais pelo mundoProfessor
 
Contrastes de desenvolvimento (...)
Contrastes de desenvolvimento (...)Contrastes de desenvolvimento (...)
Contrastes de desenvolvimento (...)Rosária Zamith
 
Tipos de migrações
Tipos de migraçõesTipos de migrações
Tipos de migrações8ºC
 
Migrações
MigraçõesMigrações
MigraçõesMayjö .
 
Trabalho de Geografia sobre o Japão
Trabalho de Geografia sobre o Japão Trabalho de Geografia sobre o Japão
Trabalho de Geografia sobre o Japão Estela Mattaraia
 

Mais procurados (20)

Refugiados
RefugiadosRefugiados
Refugiados
 
França
FrançaFrança
França
 
Distribuição da População Mundial
Distribuição da População MundialDistribuição da População Mundial
Distribuição da População Mundial
 
3 impactos dos transportes
3  impactos dos transportes3  impactos dos transportes
3 impactos dos transportes
 
Fatores de identidade cultural
Fatores de identidade culturalFatores de identidade cultural
Fatores de identidade cultural
 
União europeia
União europeiaUnião europeia
União europeia
 
Este trabalho foi feito sobre a suécia
Este trabalho foi feito sobre a suéciaEste trabalho foi feito sobre a suécia
Este trabalho foi feito sobre a suécia
 
Distribuição da população portuguesa
Distribuição da população portuguesaDistribuição da população portuguesa
Distribuição da população portuguesa
 
Power point a união europeia passo a passo
Power point a  união europeia passo a passoPower point a  união europeia passo a passo
Power point a união europeia passo a passo
 
Trabalho sobre a itália
Trabalho sobre a itáliaTrabalho sobre a itália
Trabalho sobre a itália
 
As formaçoes vegetais pelo mundo
As formaçoes vegetais pelo mundoAs formaçoes vegetais pelo mundo
As formaçoes vegetais pelo mundo
 
Contrastes de desenvolvimento (...)
Contrastes de desenvolvimento (...)Contrastes de desenvolvimento (...)
Contrastes de desenvolvimento (...)
 
Cplp
CplpCplp
Cplp
 
Os fluxos migratórios
Os fluxos migratóriosOs fluxos migratórios
Os fluxos migratórios
 
Tipos de migrações
Tipos de migraçõesTipos de migrações
Tipos de migrações
 
IDH
IDHIDH
IDH
 
Migrações
MigraçõesMigrações
Migrações
 
Refugiados
RefugiadosRefugiados
Refugiados
 
Trabalho de Geografia sobre o Japão
Trabalho de Geografia sobre o Japão Trabalho de Geografia sobre o Japão
Trabalho de Geografia sobre o Japão
 
Migrações
MigraçõesMigrações
Migrações
 

Semelhante a Finlandia

I4M Country profile finland (in portuguese)
I4M Country profile finland (in portuguese)I4M Country profile finland (in portuguese)
I4M Country profile finland (in portuguese)Veronica Gelfgren
 
Trabalho sobre Itália e Dinamarca
Trabalho sobre Itália e Dinamarca Trabalho sobre Itália e Dinamarca
Trabalho sobre Itália e Dinamarca Ctsaraiva
 
Trabalhodeinglesnovazelandia 110119213544-phpapp02 (1)
Trabalhodeinglesnovazelandia 110119213544-phpapp02 (1)Trabalhodeinglesnovazelandia 110119213544-phpapp02 (1)
Trabalhodeinglesnovazelandia 110119213544-phpapp02 (1)William Garcia
 
Ingles como lingua universal seminário
Ingles como lingua universal seminárioIngles como lingua universal seminário
Ingles como lingua universal seminárioBiaContato
 
Europa e Europeus - Bálticos (2018/2019)
Europa e Europeus - Bálticos (2018/2019)Europa e Europeus - Bálticos (2018/2019)
Europa e Europeus - Bálticos (2018/2019)Carlos Ribeiro Medeiros
 
Países desenvolvidos vs países em desenvolvimento 9ºano
Países desenvolvidos vs países em desenvolvimento 9ºanoPaíses desenvolvidos vs países em desenvolvimento 9ºano
Países desenvolvidos vs países em desenvolvimento 9ºanoJony Bigodes
 
Aula europa 10-08-2012_europa_nordica
Aula europa 10-08-2012_europa_nordicaAula europa 10-08-2012_europa_nordica
Aula europa 10-08-2012_europa_nordicaAntonio Pessoa
 

Semelhante a Finlandia (15)

I4M Country profile finland (in portuguese)
I4M Country profile finland (in portuguese)I4M Country profile finland (in portuguese)
I4M Country profile finland (in portuguese)
 
Educação finlândia
Educação finlândiaEducação finlândia
Educação finlândia
 
Islandia
IslandiaIslandia
Islandia
 
Finlândia suomi
Finlândia   suomiFinlândia   suomi
Finlândia suomi
 
A Suécia
A Suécia A Suécia
A Suécia
 
Suécia Trabalho
Suécia TrabalhoSuécia Trabalho
Suécia Trabalho
 
Trabalho sobre Itália e Dinamarca
Trabalho sobre Itália e Dinamarca Trabalho sobre Itália e Dinamarca
Trabalho sobre Itália e Dinamarca
 
Suécia
SuéciaSuécia
Suécia
 
Trabalhodeinglesnovazelandia 110119213544-phpapp02 (1)
Trabalhodeinglesnovazelandia 110119213544-phpapp02 (1)Trabalhodeinglesnovazelandia 110119213544-phpapp02 (1)
Trabalhodeinglesnovazelandia 110119213544-phpapp02 (1)
 
Ingles como lingua universal seminário
Ingles como lingua universal seminárioIngles como lingua universal seminário
Ingles como lingua universal seminário
 
Noruega
Noruega Noruega
Noruega
 
Europa e Europeus - Bálticos (2018/2019)
Europa e Europeus - Bálticos (2018/2019)Europa e Europeus - Bálticos (2018/2019)
Europa e Europeus - Bálticos (2018/2019)
 
Geografia
GeografiaGeografia
Geografia
 
Países desenvolvidos vs países em desenvolvimento 9ºano
Países desenvolvidos vs países em desenvolvimento 9ºanoPaíses desenvolvidos vs países em desenvolvimento 9ºano
Países desenvolvidos vs países em desenvolvimento 9ºano
 
Aula europa 10-08-2012_europa_nordica
Aula europa 10-08-2012_europa_nordicaAula europa 10-08-2012_europa_nordica
Aula europa 10-08-2012_europa_nordica
 

Mais de ATEC

Azeite Gallo
Azeite GalloAzeite Gallo
Azeite GalloATEC
 
Redes sociais
Redes sociaisRedes sociais
Redes sociaisATEC
 
Alcool apresentar
Alcool apresentarAlcool apresentar
Alcool apresentarATEC
 
Irlanda
IrlandaIrlanda
IrlandaATEC
 
john lennon - imagine
john lennon - imaginejohn lennon - imagine
john lennon - imagineATEC
 
Gestão de conflitos (apresentar)
Gestão de conflitos (apresentar)Gestão de conflitos (apresentar)
Gestão de conflitos (apresentar)ATEC
 
Greenpeace (entregar)
Greenpeace (entregar)Greenpeace (entregar)
Greenpeace (entregar)ATEC
 
Greenpeace (apresentar)
Greenpeace (apresentar)Greenpeace (apresentar)
Greenpeace (apresentar)ATEC
 
Tumblr
TumblrTumblr
TumblrATEC
 
Wireshark
WiresharkWireshark
WiresharkATEC
 
Sistema de ficheiros
Sistema de ficheirosSistema de ficheiros
Sistema de ficheirosATEC
 
Sistema de ficheiros 2
Sistema de ficheiros 2Sistema de ficheiros 2
Sistema de ficheiros 2ATEC
 
A moeda
A moedaA moeda
A moedaATEC
 
Trabalho da madeira
Trabalho da madeiraTrabalho da madeira
Trabalho da madeiraATEC
 

Mais de ATEC (14)

Azeite Gallo
Azeite GalloAzeite Gallo
Azeite Gallo
 
Redes sociais
Redes sociaisRedes sociais
Redes sociais
 
Alcool apresentar
Alcool apresentarAlcool apresentar
Alcool apresentar
 
Irlanda
IrlandaIrlanda
Irlanda
 
john lennon - imagine
john lennon - imaginejohn lennon - imagine
john lennon - imagine
 
Gestão de conflitos (apresentar)
Gestão de conflitos (apresentar)Gestão de conflitos (apresentar)
Gestão de conflitos (apresentar)
 
Greenpeace (entregar)
Greenpeace (entregar)Greenpeace (entregar)
Greenpeace (entregar)
 
Greenpeace (apresentar)
Greenpeace (apresentar)Greenpeace (apresentar)
Greenpeace (apresentar)
 
Tumblr
TumblrTumblr
Tumblr
 
Wireshark
WiresharkWireshark
Wireshark
 
Sistema de ficheiros
Sistema de ficheirosSistema de ficheiros
Sistema de ficheiros
 
Sistema de ficheiros 2
Sistema de ficheiros 2Sistema de ficheiros 2
Sistema de ficheiros 2
 
A moeda
A moedaA moeda
A moeda
 
Trabalho da madeira
Trabalho da madeiraTrabalho da madeira
Trabalho da madeira
 

Finlandia

  • 1. - Paisagem e Localização I e II Língua e Religião I e II População U s o s e Costumes I e II Gastronomia I, II e III Economia I e II Personalidades Famosas I e II Atrações Turísticas I , I I , e I I I Trabalho Realizado por: Iolanda Alfaiate Disciplina: Geografia do Turismo
  • 2. Paisagem e Localização I • A Finlândia (nome oficial República da Finlândia), é um país nórdico situado no Norte da Europa, que faz fronteira com a Suécia a Oeste, com a Rússia a Leste e com a Noruega a Norte e situa-se na Península da Escandinávia (fig. 1). Tem 338.145 km² e a capital é Helsínquia (fig. 2). • O fuso horário é de +5 horas do que o Meridiano de Greenwich e o clima da Finlândia meridional é temperado. Na Finlândia do Norte, em especial na Lapónia (fig. 3), abunda um clima subártico, representado por invernos frios e eventualmente austeros e por verões relativamente temperados. • A Finlândia tem 187 888 lagos e 179 584 ilhas. Um destes lagos, o Saimaa, é o 5º maior lago da Europa. A paisagem finlandesa é predominantemente plana, com algumas colinas e montes baixos. O ponto mais alto do país, o Halti, com 1328 metros e encontra-se no extremo norte da Lapónia.
  • 3. Paisagem e Localização II • Este país é coberto por cerca de 75% de floresta boreal ou Taiga, pouca terra arável e o granito é o tipo mais comum de rocha. O tipo mais comum de solo é a Morena, que é uma fina camada de húmus biológico. • Um quarto do território finlandês situa-se a norte do Círculo Polar Ártico, e consequentemente é possível experimentar o sol da meia-noite, cada vez durante mais dias à medida que se caminha para Norte. No ponto mais ártico da Finlândia, o sol não se põe durante 73 dias no Verão e não chega a nascer durante 51 dias no Inverno. Fig. 1 – Península Escandinávia Fig. 3 – Lapónia com a Aurora Boreal Fig. 2 - Helsínquia
  • 4. Língua e Religião I • A língua materna é o finlandês ou o sueco (5,6% da população são falantes nativos desta língua), ou a língua Sami, (com aproximadamente 7000 falantes nativos). O finlandês pertence à pequena família das línguas fino-úgricas. Fora da Finlândia, é compreendido somente na Estónia. Sendo uma nação com poucos parentes linguísticos próximos, os finlandeses protegem a sua língua materna, através de um elevado nível de ensino da Língua na escola. • O feriado nacional é a 6 de Dezembro e foi implementado em 1917 e diz-se Itsenäisyys Päivä (Fig. 4) que quer dizer Dia da Independência. • Algumas das cidades principais são: Helsínquia, Espoo, Tampere, Turku e Vantaa. • Com cerca de 4,2 milhões (ou 77,2% da população no final de 2011) de seguidores, a maioria dos finlandeses são membros da Igreja Evangélica Luterana da Finlândia (Fig. 5). A Igreja Evangélica Luterana da Finlândia é uma das maiores igrejas luteranas do mundo, embora a sua participação tenha entrado em declínio, especialmente durante as últimas duas décadas.
  • 5. Língua e Religião II • O segundo maior grupo (e o que cresce mais rapidamente) é a população sem nenhuma afiliação religiosa, sendo 20,1% da população do país. • Uma pequena minoria pertence à Igreja Ortodoxa Finlandesa (1,1%). Outras denominações protestantes e a Igreja Católica Romana na Finlândia são significativamente menores, assim como os muçulmanos, judeus e outras comunidades não-cristãs (totalizando 1,5% dos habitantes). Fig. 4 – Símbolo do Dia da Independência Finlandesa Fig. 5 – Igreja Luterana Finlandesa
  • 6. População • A Finlândia contabiliza atualmente 5.350.156 habitantes. Tem uma densidade populacional média de 17 habitantes por quilômetro quadrado. Isto torna a Finlândia, depois de a Noruega e da Islândia, o terceiro país mais fracamente povoado da Europa. • A população da Finlândia tem sempre sido concentrada nas regiões do sul do país, um fenômeno ainda mais acentuado após a urbanização do século XX. • A participação dos cidadãos estrangeiros na população finlandesa é de 2,5% e encontra-se entre os mais baixos da União Europeia. A maioria deles são originários da Rússia, Estónia e Suécia. • Cerca de 17.9% da população da Finlândia encontra-se em risco de pobreza ou exclusão social.
  • 7. Cidades mais populosas da Finlândia Posição Cidade Região População 1º Helsinquia (Fig. 6) Uusimaa 579 016 2º Tempere Pirkanmaa 209 748 3º Turku Finlândia Própria 175 422 4º Oulu Ostrobothnia do Norte 137 370 5º Lahti Päijänne Tavastia 128 114 6º Jyväskylä Finlândia Central 100 444 7º Pori Satakunta 91 845 8º Kuopio Savonia do Norte 76 562 9º Vaasa Ostrobothnia 58 607 10º Kotka Kymenlaakso 54 781 Fig. 6 – Helsínquia, a cidade mais populosa
  • 8. Usos e Costumes I • A Finlândia é um país fácil de visitar, pois os seus costumes são claramente europeus, contendo apenas algumas variações nacionais, e as mentalidades são bastante liberais e as normas da etiqueta são bastante descontraídas. • Regra geral, a Finlândia é um país onde as palavras ditas têm uma importância considerável (são escolhidas com cuidado e sempre com intenção de transmitir uma mensagem). • Os finlandeses apreciam muito as palavras faladas, o que se demonstra na tendência de dizer pouco e evitar as cavaqueiras “inúteis”. • Os finlandeses não entram facilmente em conversas com desconhecidos, a não ser que tenham alguma razão especialmente forte. Os finlandeses são curiosamente calados no metro, no autocarro e no elétrico.
  • 9. Usos e Costumes II • Nos elevadores, sofrem do mesmo género de embaraço mudo que qualquer pessoa. No entanto, um turista não tem dificuldades em encontrar ajuda, pois a hospitalidade dos finlandeses até supera as suas restrições habituais. • O nível de igualdade entre homens e mulheres (Fig. 7) é muito avançado na Finlândia, o que se reflete no número comparativamente elevado de mulheres a ocupar postos importantes na política e noutras áreas da sociedade finlandesa. • A Finlândia trabalha de uma forma ativa nas organizações internacionais, para melhorar a igualdade das mulheres nas sociedades pelo mundo fora. Fig. 7 – Igualdade entre Homens e Mulheres
  • 10. Gastronomia I • A cozinha finlandesa é uma mistura de elementos europeus, escandinavos e russos. • A cozinha finlandesa, tanto a dos restaurantes como a caseira, inclui poucos pratos com os quais os visitantes oriundos dos países ocidentais não estejam familiarizados. A recente tomada de consciência dos valores nutricionais fez com que a comida finlandesa, tradicionalmente copiosa e rica em gordura, seja hoje em dia mais ligeira. • Os pratos finlandeses usam frequentemente produtos integrais (centeio, cevada – Fig. 8, aveia) e bagas (mirtilo e arandos-vermelhos). O leite e os seus derivados como o leitelho (Fig. 9) são muito usados como alimento, bebida ou em várias receitas. Fig. 8 - Cevada Fig. 9 – Leitelho (é um líquido que se obtém aquando do batimento da nata)
  • 11. Gastronomia II • O maksalaatikko (Fig. 10) é um dos pratos da mesa natalícia dos finlandeses, preparado no forno, com arroz e fígado ou carne de bovino, podendo ser acompanhado por molho de bagas silvestres. • No campo dos enchidos, é possível destacar a mustamakkara (Fig. 11), uma morcela típica da região de Tampere. • Entre os pratos de peixe, é possível destacar o kalakukko (Fig. 12), um pastel de peixe típico da região da Savônia. • Entre as sopas tradicionais finlandesas, contam-se a sopa de salmão, que inclui diversos derivados do leite e a sopa de alce. No verão, é também muito apreciada a chamada kesäkeitto (Fig. 13), uma sopa preparada com vegetais frescos e leite. • Na cidade de Oulu, no norte do país, é tradição consumir rössypottu (Fig. 14), uma sopa preparada com farinha de centeio, sangue e vegetais diversos. Fig. 10 - Maksalaatikko Fig. 11 - Mustamakkara Fig. 12 - Kalakukko Fig. 13 - Kesäkeitto Fig. 14 - Rössypottu
  • 12. Gastronomia III • Um dos queijos mais conhecidos da Finlândia é o chamado leipäjuusto (Fig. 15), também conhecido como juustoleipä (Fig. 15), um queijo de sabor suave, com a característica algo invulgar de chiar quando trincado. • É também popular o kotijuusto (Fig. 16), um queijo caseiro preparado com soro de leite coalhado. • De entre os doces da Finlândia, é possível destacar o denominado pulla (Fig. 17), que consiste num pão doce, servido em fatias com café ou chá. Destaca-se também o mämmi (Fig. 18), um doce escuro preparado com centeio e melaço, consumido desde o século XIII. O kermakku (Fig. 19) é bolo tradicional, esponjoso e leve, perfumado com especiarias. Fig. 15 - Leipäjuusto ou Juustoleipä Fig. 16 - Kotijuusto Fig. 17 - Pulla Fig. 18 - Mämmi Fig. 19 – Kermakku
  • 13. Economia I • A Finlândia possui uma economia de mercado altamente industrializada, com produção per capita maior que a do Reino Unido, França, Alemanha e Itália. • O setor chave da sua economia é a indústria - principalmente madeireira (Fig. 20), metalurgia, engenharia, telecomunicações (destaque para a Nokia) e produtos eletrônicos. O comércio externo é importante. • Por causa do clima rigoroso, o desenvolvimento da agricultura é limitado a produtos básicos de subsistência. • A economia finlandesa é moderna e competitiva, sendo o país líder mundial no sector das telecomunicações. • Os seus recursos naturais, como as florestas, são uma importante fonte de rendimento neste país, onde a indústria da madeira é das mais importante do mundo. Fig. 20 – Industria Madeireira
  • 14. Economia II • Com exceção da madeira e de vários minérios, a Finlândia depende de importações de matérias primas, energia, e alguns componentes de bens manufaturados. • Principais indústrias: metais e produtos de metal, eletrônicos, máquinas e instrumentos científicos, construção naval (Fig. 21), celulose e papel, alimentos, produtos químicos, têxteis e roupas. • Principais produtos importados: alimentos, petróleo (Fig. 22), produtos químicos, ferros, máquinas e aço. • Principais produtos exportados: equipamentos elétricos, máquinas, equipamentos de transporte, celulose e produtos químicos. • Principais produtos agropecuários produzidos: cevada, açúcar, trigo, beterraba (Fig. 23) e batata. • Principais produtos industrializados produzidos: máquinas, equipamentos eletrônicos, metais, equipamentos científicos e navios. Fig. 21 – Construção Naval Fig. 22 – Petróleo Fig. 23 - Beterraba
  • 15. Personalidades Famosas I • Kimi-Matias Räikkönen (Fig. 24) (Espoo, 17 de Outubro de 1979) - é um automobilista finlandês, que pilota pela equipa da Lotus na Fórmula 1. • Sami Tuomas Hyypiä (Fig. 25) (Porvoo, 7 de outubro de 1973) - é um ex-futebolista finlandês que atuava como defesa-central, atualmente treina o Bayer Leverkusen que foi o seu último clube. • Mikko Hirvonen (Fig. 26) (Finlândia, 31 de Julho de 1980) - é um piloto finlandês de rallies, está presente no Campeonato Mundial de Rali (WRC). • Mika Pauli Häkkinen (Fig. 27) (Vantaa, 28 de Setembro de 1968) - é um ex-automobilista finlandês, que conquistou dois títulos mundiais na Fórmula 1, onde teve grande rivalidade com Michael Schumacher. • Pai Natal (Fig. 28) (1931) - nos países do Norte da Europa, diz a tradição que o Pai Natal não vive propriamente no Pólo Norte, mas sim na Lapônia, mais propriamente na cidade de Rovaniemi, onde de facto existe o “escritório do Pai Natal” bem como o parque conhecido como "Santa Park", que se tornou uma atração turística do local.
  • 16. Personalidades Famosas II Fig. 24 - Kimi-Matias Räikkönen Fig. 25 - Sami Tuomas Hyypiä Fig. 27 - Mika Pauli Häkkinen Fig. 26 -Mikko Hirvonen Fig. 28 – Pai Natal
  • 17. Atrações Turísticas I • As mais de 20.000 ilhas na Finlândia oferecem distintas opções de lugares para visitar. Desde remotos lagos e florestas até animados festivais, excelentes estações de esqui e museus singulares. Principais atrações turísticas da Finlândia: • - Fortaleza de Suomenlinna (Figs. 29 e 30) - localiza-se à entrada do porto de Helsínquia. No intuito de proteger as províncias suecas na Finlândia e o próprio país do avanço russo, Frederico I da Suécia, mandou edificar, em 1747, nas seis ilhotas do arquipélago em frente à cidade de Helsínquia, uma fortaleza destinada a fechar e controlar as incursões navais e terrestres das tropas dos czares. Em 1772 estava concluída a fortificação de Sveaborg. • Como consequência da Revolução de Outubro de 1917 na Rússia, os finlandeses conseguiram obter a sua independência. A fortaleza foi então rebatizada como Suomenlinna. O conjunto da fortaleza encontra-se classificado como Património da Humanidade pela UNESCO desde 1991. Fig. 29 - Fortaleza de Suomenlinna Fig. 30 - Fortaleza de Suomenlinna
  • 18. Atrações Turísticas II • - Catedral de Helsinque (Figs. 31 e 32) - é uma catedral evangélica luterana da Diocese de Helsínquia, situada no centro de Helsínquia. Foi originalmente construída como tributo ao czar Nicolau I da Rússia, tendo sido conhecida como igreja de São Nicolau até à independência da Finlândia, em 1917. • Foi construída entre 1830 e 1852, em estilo neoclássico, tendo sido concebida por Carl Ludvig Engel. Atualmente, a catedral constitui uma das atrações turísticas mais visitadas em Helsínquia. Todos os anos, mais de 350.000 pessoas a visitam. Fig. 31 – Catedral de Helsinque Fig. 32 – Catedral de Helsinque
  • 19. Atrações Turísticas III • - Catedral Ortodoxa de Uspenski (Figs. 33 e 34) - um dos pontos turísticos mais interessantes de Helsinquia, é a Catedral de Uspenski, a maior igreja ortodoxa da Europa ocidental e também, um sinal da forte influência russa no país no plano cultural a começar pelo nome da Catedral, que deriva da palavra russa “uspenie” (assunção), uma referência à Assunção de Maria, um dos eventos festivos mais importantes da liturgia ortodoxa. • Aberta ao público gratuitamente, todos os dias, com exceção de segunda-feira, a igreja surge na zona colinar da península de Katajanokka, com uma maravilhosa vista da capital finlandesa. Simplesmente espetacular a vista das 13 cúpulas com detalhes cor de ouro, como pequenas chamas. Parada obrigatória para milhares e milhares de turistas. Fig. 33 – Catedral Ortodoxa de Uspenksi Fig. 34 – Catedral Ortodoxa de Uspenksi