SlideShare uma empresa Scribd logo
Segundo Severino (2002), os trabalhos didáticos exigidos, sobretudo, nos
cursos de graduação, seguem um caráter universal de estruturação lógica e de
organização metodológica, ou seja, são procedimentos que ainda fazem parte
intrínseca da formação técnica ou científica do estudante. Os trabalhos, desde
então, segundo o autor, dependerão “principalmente de seus objetivos e de
natureza do próprio objeto abordado, assim como em função de exigências
específicas de cada área do saber humano” (SEVERINO 2002 p. 129).
O fichamento
O fichamento é o ato de registrar os estudos de um livro e/ou um texto. O
trabalho de fichamento possibilita ao estudante, além da facilidade na
execução dos trabalhos acadêmicos, a assimilação do conhecimento. De
acordo com diversos autores, o fichamento deve conter a seguinte estrutura:
cabeçalho indicando o assunto e a referência da obra, isto é, a autoria, o título,
o local de publicação, a editora e o ano da publicação. Existem três tipos
básicos de fichamentos: o fichamento bibliográfico, o fichamento de resumo ou
conteúdo e o fichamento de citações. Cada professor pode seguir um modelo
de fichamento, tendo em vista, que não existe um modelo pronto e/ou
determinado. Assim sendo, os modelos apresentados são sugestões.
Modelo de fichamento de citações
Conforme a ABNT (2002a), a transcrição textual é chamada de citação direta,
ou seja, é a reprodução fiel das frases que se pretende usar como citação na
redação do trabalho.
Educação da mulher: a perpetuação da injustiça (pp. 30 – 132). Segundo
capítulo.
TELES, Maria Amélia de Almeida. Breve história do feminismo no Brasil.
São Paulo: brasiliense, 1993.
“uma das primeiras feministas do Brasil, Nísia Floresta Augusta, defendeu a
abolição da escravatura, ao lado de propostas como educação e a
emancipação da mulher e a instauração da República” (p.30)
“na justiça brasileira, é comum os assassinos de mulheres serem absolvidos
sob a defesa de honra” (p. 132)
“a mulher buscou com todas forças sua conquista no mundo totalmente
masculino” (p.43)
Modelo de fichamento de resumo ou conteúdo
É uma síntese das principais idéias contidas na obra. O aluno elabora com
suas próprias palavras a interpretação do que foi dito.
Educação da mulher: a perpetuação da injustiça (pp. 30 – 132) segunda
capítulo.
TELES, Maria Amélia de Almeida. Breve história do feminismo no Brasil. São
Paulo: brasiliense, 1993.
O trabalho da autora baseia-se em análise de textos e na própria vivência nos
movimentos feministas, como relato de uma prática.
A autora divide seu texto em fases históricas compreendidas entre Brasil
Colônia (1500 – 1822), até os anos de 1975 em que foi considerado o Ano
Internacional da Mulher.
A autora trabalha ainda assuntos como mulheres da periferia de São Paulo, a
luta por creches, violência, participação em greves, saúde e sexualidade.
Modelo de fichamento bibliográfico
É a descrição, com comentários dos tópicos abordados em uma obra inteira ou
parte dela.
TELES, Maria Amélia de Almeida. Breve história do feminismo no Brasil. São
Paulo: brasiliense, 1993.
A obra insere-se no campo da história e da antropologia social. A autora utiliza-
se de fontes secundárias colhidas por meio de livros, revistas e depoimentos. A
abordagem é descritiva e analítica. Aborda os aspectos históricos da condição
feminina no Brasil a partir do ano de 1500. A autora descreve em linhas gerais
todo s processo de lutas e conquistas da mulher.
Fichas de leitura : Onde se registram informações bibliográficas completas,
anotações sobre tópicos da obra, citações diretas, juízos valorativos,
comentários.
Fichas de indicação bibliográfica : A indicação de referências bibliográficas é
feita segundo normas da ABNT. Pesquisar a ficha catalográfica, que consta
das primeiras páginas de um livro, para a transcrição das referências, ou dos
elementos constantes da folha de rosto. Periódicos apresentam indicações dos
elementos identificadores na primeira página, ou na capa.
Ficha de resumo : redução de um texto a suas idéias principais, parafraseando
o autor com o intuito de compreender o texto a fim de elaborar um novo,
apresentando uma síntese das idéias do autor. Expor abreviadamente as idéias
do autor. Não se faz uso de citações.
Ficha de transcrição : A transcrição direta exige a colocação de aspas no início
e no final do texto. Consiste na reprodução fiel de textos do autor citado. Se já
houver no texto transcrito expressão aspeada, tais aspas devem ser
transformadas em aspas simples.
Indica-se o número da página de onde foi transcrito o texto. Se houver erros de
grafia ou gramaticais, copia-se como está no original e escreve-se entre
parênteses (sic).
A supressão de palavras é indicada com três pontos entre parênteses.
Supressões iniciais ou finais não precisam ser indicadas ; A supressão de um
ou mais parágrafos intermediários é indicada por uma linha pontilhada ; Ao
transcrever um texto é preciso rigor, observando aspas, itálicos, maiúsculas,
pontuação, etc. Não se deve alterar o texto de nenhuma forma.
Ficha de comentário : Devem-se analisar os aspectos quantitativos e depois os
qualitativos, desta forma, podem-se acrescentar comentários sobre extensão
do texto, sua constituição (ilustrações, exemplos, bibliografia, citações, etc.),
conceitos abordados. Em aspectos qualitativos, recomenda que se atenha à
análise e detecção da hipótese do autor, objetivo, motivo pelo qual escreveu o
texto, as idéias que fundamentam o texto. Deve o comentarista verificar se a
exemplificação é genérica ou específica, se a organização do texto é clara,
lógica, consistente, e o tom utilizado na exposição é formal ou informal, se há
pontos fortes e fracos na argumentação do autor, se a terminologia é precisa. E
ainda dizer se a conclusão é convincente e quem será beneficiado pela leitura
do texto. Finalmente, deve fazer uma avaliação da obra.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Resenha crítica modelo
Resenha crítica   modeloResenha crítica   modelo
Resenha crítica modelo
taise_paz
 
Modelo de ficha de leitura
Modelo de ficha de leituraModelo de ficha de leitura
Modelo de ficha de leitura
Sérgio Lagoa
 
Exemplo. plano de aula
Exemplo. plano de aulaExemplo. plano de aula
Exemplo. plano de aula
Bárbara Caldeira
 
AULA 08 - RESENHA CRÍTICA - PRONTA
AULA 08 - RESENHA CRÍTICA - PRONTAAULA 08 - RESENHA CRÍTICA - PRONTA
AULA 08 - RESENHA CRÍTICA - PRONTA
Marcelo Cordeiro Souza
 
Como elaborar uma resenha
Como elaborar uma resenhaComo elaborar uma resenha
Modelo de relatório de aula prática
Modelo de relatório de aula práticaModelo de relatório de aula prática
Modelo de relatório de aula prática
TEYSON VASCONCELOS
 
Como Elaborar Um Projeto De Pesquisa
Como Elaborar Um Projeto De PesquisaComo Elaborar Um Projeto De Pesquisa
Como Elaborar Um Projeto De Pesquisa
mauricio aquino
 
Resenha de artigo para estudantes
Resenha de artigo para estudantesResenha de artigo para estudantes
Resenha de artigo para estudantes
Jose Roberto Batista da Silva
 
Fichamento
FichamentoFichamento
Fichamento
André luis
 
Aula 9. modelo de plano de aula
Aula 9. modelo de plano de aulaAula 9. modelo de plano de aula
Aula 9. modelo de plano de aula
Karlla Costa
 
Modelo de artigo cientifico
Modelo de artigo cientificoModelo de artigo cientifico
CARTILHA TUTORIA.pdf
CARTILHA TUTORIA.pdfCARTILHA TUTORIA.pdf
CARTILHA TUTORIA.pdf
GiselleMoreira13
 
Relatorio pronto
Relatorio prontoRelatorio pronto
Relatorio pronto
Diego Moura
 
Modelo padrao relatorio
Modelo padrao relatorioModelo padrao relatorio
Modelo padrao relatorio
Camila Neitzke
 
Estrutura+do+ensaio
Estrutura+do+ensaioEstrutura+do+ensaio
Estrutura+do+ensaio
Adriele Leal
 
Noções básicas para apresentação de seminário
Noções básicas para apresentação de seminárioNoções básicas para apresentação de seminário
Noções básicas para apresentação de seminário
Escola Estadual de São Paulo
 
Modelo tcc 1_2 (5)
Modelo tcc 1_2 (5)Modelo tcc 1_2 (5)
Modelo tcc 1_2 (5)
Simone Freitas
 
Fichamento de um filme exemplo
Fichamento de um filme   exemploFichamento de um filme   exemplo
Fichamento de um filme exemplo
Prowerewolf
 
Resenha de filme pdf
Resenha de filme   pdfResenha de filme   pdf
Resenha de filme pdf
familiaestagio
 
Modelo de artigo científico básico - com normas ABNT
Modelo de artigo científico básico - com normas ABNTModelo de artigo científico básico - com normas ABNT
Modelo de artigo científico básico - com normas ABNT
Rosineia Oliveira dos Santos
 

Mais procurados (20)

Resenha crítica modelo
Resenha crítica   modeloResenha crítica   modelo
Resenha crítica modelo
 
Modelo de ficha de leitura
Modelo de ficha de leituraModelo de ficha de leitura
Modelo de ficha de leitura
 
Exemplo. plano de aula
Exemplo. plano de aulaExemplo. plano de aula
Exemplo. plano de aula
 
AULA 08 - RESENHA CRÍTICA - PRONTA
AULA 08 - RESENHA CRÍTICA - PRONTAAULA 08 - RESENHA CRÍTICA - PRONTA
AULA 08 - RESENHA CRÍTICA - PRONTA
 
Como elaborar uma resenha
Como elaborar uma resenhaComo elaborar uma resenha
Como elaborar uma resenha
 
Modelo de relatório de aula prática
Modelo de relatório de aula práticaModelo de relatório de aula prática
Modelo de relatório de aula prática
 
Como Elaborar Um Projeto De Pesquisa
Como Elaborar Um Projeto De PesquisaComo Elaborar Um Projeto De Pesquisa
Como Elaborar Um Projeto De Pesquisa
 
Resenha de artigo para estudantes
Resenha de artigo para estudantesResenha de artigo para estudantes
Resenha de artigo para estudantes
 
Fichamento
FichamentoFichamento
Fichamento
 
Aula 9. modelo de plano de aula
Aula 9. modelo de plano de aulaAula 9. modelo de plano de aula
Aula 9. modelo de plano de aula
 
Modelo de artigo cientifico
Modelo de artigo cientificoModelo de artigo cientifico
Modelo de artigo cientifico
 
CARTILHA TUTORIA.pdf
CARTILHA TUTORIA.pdfCARTILHA TUTORIA.pdf
CARTILHA TUTORIA.pdf
 
Relatorio pronto
Relatorio prontoRelatorio pronto
Relatorio pronto
 
Modelo padrao relatorio
Modelo padrao relatorioModelo padrao relatorio
Modelo padrao relatorio
 
Estrutura+do+ensaio
Estrutura+do+ensaioEstrutura+do+ensaio
Estrutura+do+ensaio
 
Noções básicas para apresentação de seminário
Noções básicas para apresentação de seminárioNoções básicas para apresentação de seminário
Noções básicas para apresentação de seminário
 
Modelo tcc 1_2 (5)
Modelo tcc 1_2 (5)Modelo tcc 1_2 (5)
Modelo tcc 1_2 (5)
 
Fichamento de um filme exemplo
Fichamento de um filme   exemploFichamento de um filme   exemplo
Fichamento de um filme exemplo
 
Resenha de filme pdf
Resenha de filme   pdfResenha de filme   pdf
Resenha de filme pdf
 
Modelo de artigo científico básico - com normas ABNT
Modelo de artigo científico básico - com normas ABNTModelo de artigo científico básico - com normas ABNT
Modelo de artigo científico básico - com normas ABNT
 

Semelhante a Fichamento (1)

Fichamento
FichamentoFichamento
Fichamento
Lxa Alx
 
Como fazer Fichamento de Texto ou Livro
Como fazer Fichamento de Texto ou LivroComo fazer Fichamento de Texto ou Livro
Como fazer Fichamento de Texto ou Livro
INSTITUTO GENS
 
Como fazer fichamento de texto
Como fazer fichamento de textoComo fazer fichamento de texto
Como fazer fichamento de texto
straraposa
 
Resumo normas abnt
Resumo normas abntResumo normas abnt
Resumo normas abnt
Edielton Paulo
 
Como fazer fichamento de texto ou livro prof. donizete soares
Como fazer fichamento de texto ou livro   prof. donizete soaresComo fazer fichamento de texto ou livro   prof. donizete soares
Como fazer fichamento de texto ou livro prof. donizete soares
Rosane Domingues
 
06 como fazer fichamento de texto ou livro
06 como fazer fichamento de texto ou livro06 como fazer fichamento de texto ou livro
06 como fazer fichamento de texto ou livro
Joao Balbi
 
Aula 1
Aula 1Aula 1
Aula 1
Arao Come
 
Como fazer-fichamento-de-texto-ou-livro-1211754577301157-9
Como fazer-fichamento-de-texto-ou-livro-1211754577301157-9Como fazer-fichamento-de-texto-ou-livro-1211754577301157-9
Como fazer-fichamento-de-texto-ou-livro-1211754577301157-9
Valdíria Barbosa
 
Como fazer fichamento de texto ou livro
Como fazer fichamento de texto ou livro Como fazer fichamento de texto ou livro
Como fazer fichamento de texto ou livro
Rosane Domingues
 
Fichamento
FichamentoFichamento
Fichamento
AMANDA VALVERDE
 
Tipos de trabalho
Tipos de trabalhoTipos de trabalho
Tipos de trabalho
Willians Martins
 
Como elaborar trabalhos academicos
Como elaborar trabalhos academicosComo elaborar trabalhos academicos
Como elaborar trabalhos academicos
Sissa Siqueira
 
Como fazer-fichamento-de-texto-ou-livro
Como fazer-fichamento-de-texto-ou-livroComo fazer-fichamento-de-texto-ou-livro
Como fazer-fichamento-de-texto-ou-livro
Naysa Taboada
 
Como fazer-fichamento-de-texto-ou-livro-1211754577301157-9
Como fazer-fichamento-de-texto-ou-livro-1211754577301157-9Como fazer-fichamento-de-texto-ou-livro-1211754577301157-9
Como fazer-fichamento-de-texto-ou-livro-1211754577301157-9
Naysa Taboada
 
Citações e referências
Citações e referênciasCitações e referências
Citações e referênciasTânia Stoffel
 
Metologia cientifica aula_vi
Metologia cientifica aula_viMetologia cientifica aula_vi
Metologia cientifica aula_vi
Katia Lopes
 
Instruções para redação acadêmica
Instruções para redação acadêmicaInstruções para redação acadêmica
Instruções para redação acadêmica
José Antonio Ferreira da Silva
 
Apresentação de orientação para Fichamento.pptx
Apresentação de orientação para Fichamento.pptxApresentação de orientação para Fichamento.pptx
Apresentação de orientação para Fichamento.pptx
JOOLUIZDASILVALOPES
 
Artigo cientifico
Artigo cientificoArtigo cientifico
Artigo cientifico
ProfFernandaBraga
 
Artigo cientifico
Artigo cientificoArtigo cientifico
Artigo cientifico
ProfFernandaBraga
 

Semelhante a Fichamento (1) (20)

Fichamento
FichamentoFichamento
Fichamento
 
Como fazer Fichamento de Texto ou Livro
Como fazer Fichamento de Texto ou LivroComo fazer Fichamento de Texto ou Livro
Como fazer Fichamento de Texto ou Livro
 
Como fazer fichamento de texto
Como fazer fichamento de textoComo fazer fichamento de texto
Como fazer fichamento de texto
 
Resumo normas abnt
Resumo normas abntResumo normas abnt
Resumo normas abnt
 
Como fazer fichamento de texto ou livro prof. donizete soares
Como fazer fichamento de texto ou livro   prof. donizete soaresComo fazer fichamento de texto ou livro   prof. donizete soares
Como fazer fichamento de texto ou livro prof. donizete soares
 
06 como fazer fichamento de texto ou livro
06 como fazer fichamento de texto ou livro06 como fazer fichamento de texto ou livro
06 como fazer fichamento de texto ou livro
 
Aula 1
Aula 1Aula 1
Aula 1
 
Como fazer-fichamento-de-texto-ou-livro-1211754577301157-9
Como fazer-fichamento-de-texto-ou-livro-1211754577301157-9Como fazer-fichamento-de-texto-ou-livro-1211754577301157-9
Como fazer-fichamento-de-texto-ou-livro-1211754577301157-9
 
Como fazer fichamento de texto ou livro
Como fazer fichamento de texto ou livro Como fazer fichamento de texto ou livro
Como fazer fichamento de texto ou livro
 
Fichamento
FichamentoFichamento
Fichamento
 
Tipos de trabalho
Tipos de trabalhoTipos de trabalho
Tipos de trabalho
 
Como elaborar trabalhos academicos
Como elaborar trabalhos academicosComo elaborar trabalhos academicos
Como elaborar trabalhos academicos
 
Como fazer-fichamento-de-texto-ou-livro
Como fazer-fichamento-de-texto-ou-livroComo fazer-fichamento-de-texto-ou-livro
Como fazer-fichamento-de-texto-ou-livro
 
Como fazer-fichamento-de-texto-ou-livro-1211754577301157-9
Como fazer-fichamento-de-texto-ou-livro-1211754577301157-9Como fazer-fichamento-de-texto-ou-livro-1211754577301157-9
Como fazer-fichamento-de-texto-ou-livro-1211754577301157-9
 
Citações e referências
Citações e referênciasCitações e referências
Citações e referências
 
Metologia cientifica aula_vi
Metologia cientifica aula_viMetologia cientifica aula_vi
Metologia cientifica aula_vi
 
Instruções para redação acadêmica
Instruções para redação acadêmicaInstruções para redação acadêmica
Instruções para redação acadêmica
 
Apresentação de orientação para Fichamento.pptx
Apresentação de orientação para Fichamento.pptxApresentação de orientação para Fichamento.pptx
Apresentação de orientação para Fichamento.pptx
 
Artigo cientifico
Artigo cientificoArtigo cientifico
Artigo cientifico
 
Artigo cientifico
Artigo cientificoArtigo cientifico
Artigo cientifico
 

Último

Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Mary Alvarenga
 
0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática
Giovana Gomes da Silva
 
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e ZCaça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Mary Alvarenga
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
AdrianoMontagna1
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
ReinaldoSouza57
 
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdfUFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
Manuais Formação
 
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
IslanderAndrade
 
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slidesSócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
jbellas2
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdfCaderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
carlaslr1
 
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmenteeducação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
DeuzinhaAzevedo
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
MessiasMarianoG
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
enpfilosofiaufu
 
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdfiNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
andressacastro36
 
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdfthe_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
CarinaSoto12
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Centro Jacques Delors
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
cmeioctaciliabetesch
 

Último (20)

Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
 
0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática
 
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e ZCaça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
 
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdfUFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
 
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
 
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slidesSócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdfCaderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
 
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmenteeducação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
 
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdfiNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
 
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdfthe_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
 

Fichamento (1)

  • 1. Segundo Severino (2002), os trabalhos didáticos exigidos, sobretudo, nos cursos de graduação, seguem um caráter universal de estruturação lógica e de organização metodológica, ou seja, são procedimentos que ainda fazem parte intrínseca da formação técnica ou científica do estudante. Os trabalhos, desde então, segundo o autor, dependerão “principalmente de seus objetivos e de natureza do próprio objeto abordado, assim como em função de exigências específicas de cada área do saber humano” (SEVERINO 2002 p. 129). O fichamento O fichamento é o ato de registrar os estudos de um livro e/ou um texto. O trabalho de fichamento possibilita ao estudante, além da facilidade na execução dos trabalhos acadêmicos, a assimilação do conhecimento. De acordo com diversos autores, o fichamento deve conter a seguinte estrutura: cabeçalho indicando o assunto e a referência da obra, isto é, a autoria, o título, o local de publicação, a editora e o ano da publicação. Existem três tipos básicos de fichamentos: o fichamento bibliográfico, o fichamento de resumo ou conteúdo e o fichamento de citações. Cada professor pode seguir um modelo de fichamento, tendo em vista, que não existe um modelo pronto e/ou determinado. Assim sendo, os modelos apresentados são sugestões. Modelo de fichamento de citações Conforme a ABNT (2002a), a transcrição textual é chamada de citação direta, ou seja, é a reprodução fiel das frases que se pretende usar como citação na redação do trabalho. Educação da mulher: a perpetuação da injustiça (pp. 30 – 132). Segundo capítulo. TELES, Maria Amélia de Almeida. Breve história do feminismo no Brasil. São Paulo: brasiliense, 1993. “uma das primeiras feministas do Brasil, Nísia Floresta Augusta, defendeu a abolição da escravatura, ao lado de propostas como educação e a emancipação da mulher e a instauração da República” (p.30) “na justiça brasileira, é comum os assassinos de mulheres serem absolvidos sob a defesa de honra” (p. 132) “a mulher buscou com todas forças sua conquista no mundo totalmente masculino” (p.43) Modelo de fichamento de resumo ou conteúdo É uma síntese das principais idéias contidas na obra. O aluno elabora com
  • 2. suas próprias palavras a interpretação do que foi dito. Educação da mulher: a perpetuação da injustiça (pp. 30 – 132) segunda capítulo. TELES, Maria Amélia de Almeida. Breve história do feminismo no Brasil. São Paulo: brasiliense, 1993. O trabalho da autora baseia-se em análise de textos e na própria vivência nos movimentos feministas, como relato de uma prática. A autora divide seu texto em fases históricas compreendidas entre Brasil Colônia (1500 – 1822), até os anos de 1975 em que foi considerado o Ano Internacional da Mulher. A autora trabalha ainda assuntos como mulheres da periferia de São Paulo, a luta por creches, violência, participação em greves, saúde e sexualidade. Modelo de fichamento bibliográfico É a descrição, com comentários dos tópicos abordados em uma obra inteira ou parte dela. TELES, Maria Amélia de Almeida. Breve história do feminismo no Brasil. São Paulo: brasiliense, 1993. A obra insere-se no campo da história e da antropologia social. A autora utiliza- se de fontes secundárias colhidas por meio de livros, revistas e depoimentos. A abordagem é descritiva e analítica. Aborda os aspectos históricos da condição feminina no Brasil a partir do ano de 1500. A autora descreve em linhas gerais todo s processo de lutas e conquistas da mulher. Fichas de leitura : Onde se registram informações bibliográficas completas, anotações sobre tópicos da obra, citações diretas, juízos valorativos, comentários. Fichas de indicação bibliográfica : A indicação de referências bibliográficas é feita segundo normas da ABNT. Pesquisar a ficha catalográfica, que consta das primeiras páginas de um livro, para a transcrição das referências, ou dos elementos constantes da folha de rosto. Periódicos apresentam indicações dos elementos identificadores na primeira página, ou na capa. Ficha de resumo : redução de um texto a suas idéias principais, parafraseando o autor com o intuito de compreender o texto a fim de elaborar um novo,
  • 3. apresentando uma síntese das idéias do autor. Expor abreviadamente as idéias do autor. Não se faz uso de citações. Ficha de transcrição : A transcrição direta exige a colocação de aspas no início e no final do texto. Consiste na reprodução fiel de textos do autor citado. Se já houver no texto transcrito expressão aspeada, tais aspas devem ser transformadas em aspas simples. Indica-se o número da página de onde foi transcrito o texto. Se houver erros de grafia ou gramaticais, copia-se como está no original e escreve-se entre parênteses (sic). A supressão de palavras é indicada com três pontos entre parênteses. Supressões iniciais ou finais não precisam ser indicadas ; A supressão de um ou mais parágrafos intermediários é indicada por uma linha pontilhada ; Ao transcrever um texto é preciso rigor, observando aspas, itálicos, maiúsculas, pontuação, etc. Não se deve alterar o texto de nenhuma forma. Ficha de comentário : Devem-se analisar os aspectos quantitativos e depois os qualitativos, desta forma, podem-se acrescentar comentários sobre extensão do texto, sua constituição (ilustrações, exemplos, bibliografia, citações, etc.), conceitos abordados. Em aspectos qualitativos, recomenda que se atenha à análise e detecção da hipótese do autor, objetivo, motivo pelo qual escreveu o texto, as idéias que fundamentam o texto. Deve o comentarista verificar se a exemplificação é genérica ou específica, se a organização do texto é clara, lógica, consistente, e o tom utilizado na exposição é formal ou informal, se há pontos fortes e fracos na argumentação do autor, se a terminologia é precisa. E ainda dizer se a conclusão é convincente e quem será beneficiado pela leitura do texto. Finalmente, deve fazer uma avaliação da obra.