SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 11
FASES DO SAPO

     Quebra – cabeça
O sapo é um vertebrado da classe dos Anfíbios e
    da ordem dos batráquios do gênero Bufo. Tem
    aparência estranha,pele rugosa,e uma glândula na
    região dorsal que libera um veneno que pode irritar
    olhos e mucosa, são encontrados em todo o
    mundo menos em Madagascar e no sudoeste da
    Oceania.
   Habitat:Terra firme.
   Tamanho 2 a 25 centímetro.
FASES DO SAPO
                OVO
 Alguns sapos colocam só dois ovos mas há os
que         conseguem          colocar        até
20.000,frequentemente os delicados ovinhos ficam
grudados entre pedras de riacho ou dentro de
tocos de madeira as vezes ficam livres flutuando
dentro da água .
Os girinos permanecem dentro do ovo por tempos
diferentes. Isso depende da temperatura fora d'
água e do tipo de sapo.
Os girinos não se parecem nada com sapos. Têm
o corpo redondo, rabo comprido e não têm pernas.
Quando eles vão crescendo, acontece uma
espantosa transformação chamada metamorfose
.Pernas e braços começam a crescer e boca
começa a alargar. Passam a respirar pelos
pulmões em vez de guelras e o girino passa a ser
observado fora da água.
Então o rabo desaparece e o girino passa a ser um
sapo adulto.
Dependendo do tipo de sapo pode levar
dias, semanas ou anos para que o ciclo da vida
seja completado.
Um sapo pode viver até 40 anos!!




   Seja amigo dos sapos!
SUGESTÕES

     confeccionar um cartaz com a letra da
música o sapo não lava o pé.

     utilizar o quebra cabeça a fases do sapo.

     utilizar origamis de sapo.
BIBLIOGRAFIA
http://www.apasfa.org/futuro/sapos2.html.       >acesso
  em 02de julho de 2012.
http://anacristinafurt.sites.uol.com.br/Curiosidades.ht
  m > acesso em 02 de julho de 2012.
www.fiocruz.br/biosseguranca/Bis/infantil/anfibio.htm
  > acesso em 02 de julho de 2012.



              Tutora: Liliane Nascimento DRE V.
                          Manaus 2012

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O dia em que um monstro veio à escola
O dia em que um monstro veio à escolaO dia em que um monstro veio à escola
O dia em que um monstro veio à escolaMafalda Souto
 
Conto de mistério
Conto de mistérioConto de mistério
Conto de mistériofernandavsm
 
Deu a louca em romeu e julieta comédia
Deu a louca em romeu e julieta comédiaDeu a louca em romeu e julieta comédia
Deu a louca em romeu e julieta comédiaAna Flavia Coelho
 
A pedagogia dos caracois rubem alves
A pedagogia dos caracois   rubem alvesA pedagogia dos caracois   rubem alves
A pedagogia dos caracois rubem alvesSilvana Verciano
 
Alice no país das maravilhas história e atividades
Alice no país das maravilhas história e atividadesAlice no país das maravilhas história e atividades
Alice no país das maravilhas história e atividadesLedson Aldrovandi
 
Plano de aula UTFPR
Plano de aula UTFPRPlano de aula UTFPR
Plano de aula UTFPReddergueddes
 
Plano de-aula-lpo3-06ats03
Plano de-aula-lpo3-06ats03Plano de-aula-lpo3-06ats03
Plano de-aula-lpo3-06ats03FrancieleSilva99
 
Mini Projeto de Meio Ambiente
Mini Projeto de Meio AmbienteMini Projeto de Meio Ambiente
Mini Projeto de Meio AmbienteRodger Rocha
 
Teatro na escola - A Pílula Falante - Monteiro Lobato
 Teatro na escola - A Pílula Falante - Monteiro Lobato Teatro na escola - A Pílula Falante - Monteiro Lobato
Teatro na escola - A Pílula Falante - Monteiro LobatoCirlei Santos
 
Formação para os professores Premissa Protagonismo Juvenil
Formação para os professores Premissa Protagonismo JuvenilFormação para os professores Premissa Protagonismo Juvenil
Formação para os professores Premissa Protagonismo JuvenilSandraRombi
 
Historia joao e maria para a aula de quinta[1]
Historia joao e maria para a aula de quinta[1]Historia joao e maria para a aula de quinta[1]
Historia joao e maria para a aula de quinta[1]contosdefadas2012
 
Sequencia didática o coelhinho que não era de páscoa
Sequencia didática o coelhinho que não era de páscoaSequencia didática o coelhinho que não era de páscoa
Sequencia didática o coelhinho que não era de páscoaJuliana Almeida
 
Desenhos de tarsila do amaral para colorir
Desenhos de tarsila do amaral para colorirDesenhos de tarsila do amaral para colorir
Desenhos de tarsila do amaral para colorirSimoneHelenDrumond
 
Projeto Monteiro Lobato
Projeto Monteiro LobatoProjeto Monteiro Lobato
Projeto Monteiro LobatoCirlei Santos
 
Ficha avaliação educação infantil
Ficha avaliação educação infantilFicha avaliação educação infantil
Ficha avaliação educação infantilkeillacr
 
Os insetos e suas profissões
Os insetos e suas profissõesOs insetos e suas profissões
Os insetos e suas profissõesErika Lima
 

Mais procurados (20)

Planejamento setembro
Planejamento setembroPlanejamento setembro
Planejamento setembro
 
O dia em que um monstro veio à escola
O dia em que um monstro veio à escolaO dia em que um monstro veio à escola
O dia em que um monstro veio à escola
 
Contos Infantis: A festa no céu
Contos Infantis: A festa no céuContos Infantis: A festa no céu
Contos Infantis: A festa no céu
 
Conto de mistério
Conto de mistérioConto de mistério
Conto de mistério
 
Deu a louca em romeu e julieta comédia
Deu a louca em romeu e julieta comédiaDeu a louca em romeu e julieta comédia
Deu a louca em romeu e julieta comédia
 
A pedagogia dos caracois rubem alves
A pedagogia dos caracois   rubem alvesA pedagogia dos caracois   rubem alves
A pedagogia dos caracois rubem alves
 
Alice no país das maravilhas história e atividades
Alice no país das maravilhas história e atividadesAlice no país das maravilhas história e atividades
Alice no país das maravilhas história e atividades
 
Plano de aula UTFPR
Plano de aula UTFPRPlano de aula UTFPR
Plano de aula UTFPR
 
Plano de-aula-lpo3-06ats03
Plano de-aula-lpo3-06ats03Plano de-aula-lpo3-06ats03
Plano de-aula-lpo3-06ats03
 
Mini Projeto de Meio Ambiente
Mini Projeto de Meio AmbienteMini Projeto de Meio Ambiente
Mini Projeto de Meio Ambiente
 
Mamíferos plano de aula
Mamíferos   plano de aulaMamíferos   plano de aula
Mamíferos plano de aula
 
Teatro na escola - A Pílula Falante - Monteiro Lobato
 Teatro na escola - A Pílula Falante - Monteiro Lobato Teatro na escola - A Pílula Falante - Monteiro Lobato
Teatro na escola - A Pílula Falante - Monteiro Lobato
 
Formação para os professores Premissa Protagonismo Juvenil
Formação para os professores Premissa Protagonismo JuvenilFormação para os professores Premissa Protagonismo Juvenil
Formação para os professores Premissa Protagonismo Juvenil
 
Historia joao e maria para a aula de quinta[1]
Historia joao e maria para a aula de quinta[1]Historia joao e maria para a aula de quinta[1]
Historia joao e maria para a aula de quinta[1]
 
Sequencia didática o coelhinho que não era de páscoa
Sequencia didática o coelhinho que não era de páscoaSequencia didática o coelhinho que não era de páscoa
Sequencia didática o coelhinho que não era de páscoa
 
Desenhos de tarsila do amaral para colorir
Desenhos de tarsila do amaral para colorirDesenhos de tarsila do amaral para colorir
Desenhos de tarsila do amaral para colorir
 
Projeto Monteiro Lobato
Projeto Monteiro LobatoProjeto Monteiro Lobato
Projeto Monteiro Lobato
 
Ficha avaliação educação infantil
Ficha avaliação educação infantilFicha avaliação educação infantil
Ficha avaliação educação infantil
 
Os insetos e suas profissões
Os insetos e suas profissõesOs insetos e suas profissões
Os insetos e suas profissões
 
Projeto Fábulas
Projeto FábulasProjeto Fábulas
Projeto Fábulas
 

Destaque

Curiosidades sobre os sapos
Curiosidades sobre os saposCuriosidades sobre os sapos
Curiosidades sobre os saposRessurrei
 
Pesquisa do Sapo
Pesquisa do SapoPesquisa do Sapo
Pesquisa do Sapocodebits
 
O sapo maluquinho
O sapo maluquinhoO sapo maluquinho
O sapo maluquinhoLULILAURA17
 
Manual de qualificação de esterilização em autoclaves
Manual de qualificação de esterilização em autoclavesManual de qualificação de esterilização em autoclaves
Manual de qualificação de esterilização em autoclavesLetícia Spina Tapia
 
The life cycle of a frog
The life cycle of a frogThe life cycle of a frog
The life cycle of a frogeveristt-minn
 
Life cycle of a frog
Life cycle of a frogLife cycle of a frog
Life cycle of a frogveron26
 
Aula anfíbios
Aula anfíbiosAula anfíbios
Aula anfíbiosDacoli
 
Relatório de higiene bucal
Relatório de higiene bucalRelatório de higiene bucal
Relatório de higiene bucalluzitania
 
Aap recomendações lp e mat - 3º ano do 2 bimestre
Aap   recomendações lp e mat - 3º ano do 2 bimestreAap   recomendações lp e mat - 3º ano do 2 bimestre
Aap recomendações lp e mat - 3º ano do 2 bimestreAndréia Rodrigues
 
Avaliação português_ interpretação de textos
Avaliação português_ interpretação de textosAvaliação português_ interpretação de textos
Avaliação português_ interpretação de textosIsa ...
 

Destaque (20)

Curiosidades sobre sapos
Curiosidades sobre saposCuriosidades sobre sapos
Curiosidades sobre sapos
 
Curiosidades sobre os sapos
Curiosidades sobre os saposCuriosidades sobre os sapos
Curiosidades sobre os sapos
 
Anfíbios
AnfíbiosAnfíbios
Anfíbios
 
Pesquisa do Sapo
Pesquisa do SapoPesquisa do Sapo
Pesquisa do Sapo
 
Osapo
OsapoOsapo
Osapo
 
O sapo maluquinho
O sapo maluquinhoO sapo maluquinho
O sapo maluquinho
 
Manual de qualificação de esterilização em autoclaves
Manual de qualificação de esterilização em autoclavesManual de qualificação de esterilização em autoclaves
Manual de qualificação de esterilização em autoclaves
 
Ranário meb rã
Ranário meb rãRanário meb rã
Ranário meb rã
 
The life cycle of a frog
The life cycle of a frogThe life cycle of a frog
The life cycle of a frog
 
Manual cme
Manual cmeManual cme
Manual cme
 
Life cycle of a frog
Life cycle of a frogLife cycle of a frog
Life cycle of a frog
 
Aves - Biologia
Aves - BiologiaAves - Biologia
Aves - Biologia
 
Aves
AvesAves
Aves
 
Aula anfíbios
Aula anfíbiosAula anfíbios
Aula anfíbios
 
O velho, o menino e o burro livro virtual
O velho, o menino e o burro   livro virtualO velho, o menino e o burro   livro virtual
O velho, o menino e o burro livro virtual
 
O sapo não lava o pé
O sapo não lava o péO sapo não lava o pé
O sapo não lava o pé
 
História do sapo
História do sapoHistória do sapo
História do sapo
 
Relatório de higiene bucal
Relatório de higiene bucalRelatório de higiene bucal
Relatório de higiene bucal
 
Aap recomendações lp e mat - 3º ano do 2 bimestre
Aap   recomendações lp e mat - 3º ano do 2 bimestreAap   recomendações lp e mat - 3º ano do 2 bimestre
Aap recomendações lp e mat - 3º ano do 2 bimestre
 
Avaliação português_ interpretação de textos
Avaliação português_ interpretação de textosAvaliação português_ interpretação de textos
Avaliação português_ interpretação de textos
 

Semelhante a Fases do sapo

Semelhante a Fases do sapo (20)

Especilaidade anfibios.pptx
Especilaidade anfibios.pptxEspecilaidade anfibios.pptx
Especilaidade anfibios.pptx
 
AMB FAUNA - LIBÉLULA - João Carlos Pigozzi Saba -
AMB FAUNA - LIBÉLULA - João Carlos Pigozzi Saba - AMB FAUNA - LIBÉLULA - João Carlos Pigozzi Saba -
AMB FAUNA - LIBÉLULA - João Carlos Pigozzi Saba -
 
Biologia dos vertebrados- EEMAK
Biologia dos vertebrados- EEMAKBiologia dos vertebrados- EEMAK
Biologia dos vertebrados- EEMAK
 
Anfibios e peixes 2010
Anfibios e peixes 2010Anfibios e peixes 2010
Anfibios e peixes 2010
 
Anfíbios 3 A2015
Anfíbios 3 A2015Anfíbios 3 A2015
Anfíbios 3 A2015
 
Anfíbios completo
Anfíbios completo Anfíbios completo
Anfíbios completo
 
ESPECIALIDADE DE ANFIBIOS (2).pdf
ESPECIALIDADE DE ANFIBIOS (2).pdfESPECIALIDADE DE ANFIBIOS (2).pdf
ESPECIALIDADE DE ANFIBIOS (2).pdf
 
Atividade de ling. portiguesa
Atividade de ling. portiguesaAtividade de ling. portiguesa
Atividade de ling. portiguesa
 
repteis.pdf.............................
repteis.pdf.............................repteis.pdf.............................
repteis.pdf.............................
 
Anfibios
AnfibiosAnfibios
Anfibios
 
Animais marinhos
Animais marinhosAnimais marinhos
Animais marinhos
 
Animais
AnimaisAnimais
Animais
 
Apresentação 8.pptx;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;
Apresentação 8.pptx;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;Apresentação 8.pptx;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;
Apresentação 8.pptx;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;
 
Anfibius
AnfibiusAnfibius
Anfibius
 
Anfíbios
AnfíbiosAnfíbios
Anfíbios
 
Anfíbios
AnfíbiosAnfíbios
Anfíbios
 
Classe Dos AnfíBios
Classe Dos AnfíBiosClasse Dos AnfíBios
Classe Dos AnfíBios
 
Golfinho alexandra
Golfinho alexandraGolfinho alexandra
Golfinho alexandra
 
Matéria de Especialidade - Anfíbios.pdf
Matéria de Especialidade - Anfíbios.pdfMatéria de Especialidade - Anfíbios.pdf
Matéria de Especialidade - Anfíbios.pdf
 
Mundo dos Insectos
Mundo dos InsectosMundo dos Insectos
Mundo dos Insectos
 

Mais de PESC Semed

Horta suspensa
Horta suspensaHorta suspensa
Horta suspensaPESC Semed
 
Feira de ciencias pesc manaus
Feira de ciencias pesc manausFeira de ciencias pesc manaus
Feira de ciencias pesc manausPESC Semed
 
Cmei maria raimunda
Cmei maria raimundaCmei maria raimunda
Cmei maria raimundaPESC Semed
 
Cmei maria raimunda
Cmei maria raimundaCmei maria raimunda
Cmei maria raimundaPESC Semed
 
Escola luís freire power pont
Escola luís freire power pontEscola luís freire power pont
Escola luís freire power pontPESC Semed
 
Cmei irmã evelina trindade
Cmei irmã evelina trindadeCmei irmã evelina trindade
Cmei irmã evelina trindadePESC Semed
 
Fotos da escola municipal ester pronta
Fotos da escola municipal ester prontaFotos da escola municipal ester pronta
Fotos da escola municipal ester prontaPESC Semed
 
Fotos da escola municipal ester pronta
Fotos da escola municipal ester prontaFotos da escola municipal ester pronta
Fotos da escola municipal ester prontaPESC Semed
 
Fotos da escola municipal ester pronta
Fotos da escola municipal ester prontaFotos da escola municipal ester pronta
Fotos da escola municipal ester prontaPESC Semed
 
Formção marliz
Formção marlizFormção marliz
Formção marlizPESC Semed
 
Esc.mul. des felismino fco soares
Esc.mul. des felismino fco soaresEsc.mul. des felismino fco soares
Esc.mul. des felismino fco soaresPESC Semed
 
Esc.mul. des felismino fco soares
Esc.mul. des felismino fco soaresEsc.mul. des felismino fco soares
Esc.mul. des felismino fco soaresPESC Semed
 
Cmei gustavo capanema pesc
Cmei gustavo capanema pescCmei gustavo capanema pesc
Cmei gustavo capanema pescPESC Semed
 
Pescmanaus2013
Pescmanaus2013Pescmanaus2013
Pescmanaus2013PESC Semed
 
Pesc apresentação1 manaus2013
Pesc apresentação1 manaus2013Pesc apresentação1 manaus2013
Pesc apresentação1 manaus2013PESC Semed
 
Pesc apresentação manaus2013 -2° dia
Pesc apresentação manaus2013 -2° diaPesc apresentação manaus2013 -2° dia
Pesc apresentação manaus2013 -2° diaPESC Semed
 
Atividade esqueleto humano
Atividade esqueleto humanoAtividade esqueleto humano
Atividade esqueleto humanoPESC Semed
 

Mais de PESC Semed (20)

Horta suspensa
Horta suspensaHorta suspensa
Horta suspensa
 
Feira de ciencias pesc manaus
Feira de ciencias pesc manausFeira de ciencias pesc manaus
Feira de ciencias pesc manaus
 
Cmei maria raimunda
Cmei maria raimundaCmei maria raimunda
Cmei maria raimunda
 
Cmei maria raimunda
Cmei maria raimundaCmei maria raimunda
Cmei maria raimunda
 
Escola luís freire power pont
Escola luís freire power pontEscola luís freire power pont
Escola luís freire power pont
 
Cmei irmã evelina trindade
Cmei irmã evelina trindadeCmei irmã evelina trindade
Cmei irmã evelina trindade
 
Fotos da escola municipal ester pronta
Fotos da escola municipal ester prontaFotos da escola municipal ester pronta
Fotos da escola municipal ester pronta
 
Fotos da escola municipal ester pronta
Fotos da escola municipal ester prontaFotos da escola municipal ester pronta
Fotos da escola municipal ester pronta
 
Fotos da escola municipal ester pronta
Fotos da escola municipal ester prontaFotos da escola municipal ester pronta
Fotos da escola municipal ester pronta
 
Formção marliz
Formção marlizFormção marliz
Formção marliz
 
Esc.mul. des felismino fco soares
Esc.mul. des felismino fco soaresEsc.mul. des felismino fco soares
Esc.mul. des felismino fco soares
 
Esc.mul. des felismino fco soares
Esc.mul. des felismino fco soaresEsc.mul. des felismino fco soares
Esc.mul. des felismino fco soares
 
Cmei gustavo capanema pesc
Cmei gustavo capanema pescCmei gustavo capanema pesc
Cmei gustavo capanema pesc
 
Pescmanaus2013
Pescmanaus2013Pescmanaus2013
Pescmanaus2013
 
Dia da mulher
Dia da mulherDia da mulher
Dia da mulher
 
Dia da mulher
Dia da mulherDia da mulher
Dia da mulher
 
Pesc apresentação1 manaus2013
Pesc apresentação1 manaus2013Pesc apresentação1 manaus2013
Pesc apresentação1 manaus2013
 
Pesc apresentação manaus2013 -2° dia
Pesc apresentação manaus2013 -2° diaPesc apresentação manaus2013 -2° dia
Pesc apresentação manaus2013 -2° dia
 
Pinturas
PinturasPinturas
Pinturas
 
Atividade esqueleto humano
Atividade esqueleto humanoAtividade esqueleto humano
Atividade esqueleto humano
 

Fases do sapo

  • 1. FASES DO SAPO  Quebra – cabeça
  • 2. O sapo é um vertebrado da classe dos Anfíbios e da ordem dos batráquios do gênero Bufo. Tem aparência estranha,pele rugosa,e uma glândula na região dorsal que libera um veneno que pode irritar olhos e mucosa, são encontrados em todo o mundo menos em Madagascar e no sudoeste da Oceania.  Habitat:Terra firme.  Tamanho 2 a 25 centímetro.
  • 3. FASES DO SAPO OVO Alguns sapos colocam só dois ovos mas há os que conseguem colocar até 20.000,frequentemente os delicados ovinhos ficam grudados entre pedras de riacho ou dentro de tocos de madeira as vezes ficam livres flutuando dentro da água .
  • 4. Os girinos permanecem dentro do ovo por tempos diferentes. Isso depende da temperatura fora d' água e do tipo de sapo.
  • 5. Os girinos não se parecem nada com sapos. Têm o corpo redondo, rabo comprido e não têm pernas. Quando eles vão crescendo, acontece uma espantosa transformação chamada metamorfose .Pernas e braços começam a crescer e boca começa a alargar. Passam a respirar pelos pulmões em vez de guelras e o girino passa a ser observado fora da água.
  • 6. Então o rabo desaparece e o girino passa a ser um sapo adulto. Dependendo do tipo de sapo pode levar dias, semanas ou anos para que o ciclo da vida seja completado.
  • 7. Um sapo pode viver até 40 anos!! Seja amigo dos sapos!
  • 8. SUGESTÕES confeccionar um cartaz com a letra da música o sapo não lava o pé. utilizar o quebra cabeça a fases do sapo. utilizar origamis de sapo.
  • 9.
  • 10.
  • 11. BIBLIOGRAFIA http://www.apasfa.org/futuro/sapos2.html. >acesso em 02de julho de 2012. http://anacristinafurt.sites.uol.com.br/Curiosidades.ht m > acesso em 02 de julho de 2012. www.fiocruz.br/biosseguranca/Bis/infantil/anfibio.htm > acesso em 02 de julho de 2012. Tutora: Liliane Nascimento DRE V. Manaus 2012