SlideShare uma empresa Scribd logo
Movimento Zeitgeist Brasil – ZDay 2011

   E v o lu ç ã o N a t u r a l
                    x

E v o lu ç ã o C o n s c ie n t e




     Rubens Mário Mazzini Rodrigues, MD
              Médico Psiquiatra
             www.yatros.com.br
Ciclos Históricos


   Tudo no Universo, evolui por ciclos.
   Os organismos evoluem por ciclos.
   A civilização humana tem evoluído através de ciclos
    históricos.
   Os povos antigos, como os Maias, tinham consciência
    desses ciclos naturais.
   A civilização moderna perdeu contato com os ciclos da
    natureza.
   Nos tornamos excessivamente onipotentes.
Animismo
   Começamos com pessoas
    que viviam em harmonia com
    a Terra e entendiam a
    natureza do Planeta como
    material e espiritual.

       Povos Nativos das Américas
       Civilização druida nos povos
        anglo-saxões.
       Aborígenes da Austrália.
       Civilização tribal africana.
Politeísmo

   Com o declínio do ciclo animista
    sobreveio o ciclo politeísta.
   Civilizações baseadas na crença
    de existência de vários deuses.

       Os antigos Egípcios
       Persas
       Sumérios
       Gregos e Romanos
Monoteísmo
   Ao politeísmo sobreveio o
    Monoteísmo, que prevaleceu
    por muito tempo, até que
    Darwin introduziu o
    entendimento científico sobre a
    natureza da vida.

     Judaísmo.
     Cristianismo.
     Islamismo.
Ciclos Econômicos
   A esses ciclos se sobrepõe ciclos econômicos:

       Extrativismo.
       Escravagismo.
       Mercantilismo.
       Capitalismo.
       Comunismo.
       Liberalismo / Consumismo.

   Atualmente vivemos sob o sistema de crenças
    do materialismo científico, cuja expressão
    econômica é o capitalismo / liberalismo
    consumista, que vê a matéria como a
    essência do Universo.
Questões Perenes

   Como chegamos aqui?
   Por que estamos aqui?
   Como fazer o melhor para continuar?
   Para onde vamos?

   Ao longo da história as sucessivas
    civilizações deram diferentes respostas
    para essas questões essenciais.
Sistemas de Crença
                          (Paradigmas)
   À medida que as crenças mudam, as
    respostas mudam e a cultura muda para
    se acomodar.
   Cada novo sistema de crenças
    dominante passa a ser a verdade
    universal a que todos se submetem.
   O sistema educacional se volta para a
    transmissão e perpetuação desse
    sistema de crenças para as novas
    gerações.
   Somos criados aprendendo a acreditar
    que esse sistema de crenças é o melhor,
    o mais verdadeiro e incontestável. 
Paradigma Religioso




•Existem dois mundos separados: material e espiritual

•Como chegamos aqui? Fomos criados por um Deus único e
onipotente.
•Por que estamos aqui? Para fazer a vontade de Deus.
•Como fazer o melhor para continuar? Obedecer a lei de Deus
•Para onde vamos? Para um outro mundo.
Mudanças de Paradigma
Materialismo Científico
   O grande problema do materialismo científico
    é que ele oferece um fim, mas nenhum
    significado.
   Tudo o que importa é sobreviver e obter o
    máximo desse mundo.
   Para isso você pode estudar e usar o seu
    cérebro ou pode aprender a manusear uma
    arma ou pode produzir e vender alimentos ou
    serviços ou fabricar e vender cigarros, álcool
    e drogas.
   O que importa é ser bem sucedido, ou seja,
    ganhar muito dinheiro e acumular bens
    materiais para obter o máximo dessa vida,
    pois não haverá outra.
   Qualquer meio poderá torná-lo um líder.
   É uma civilização baseada na competição.
Interpretação do Darwinismo
   Processo de Seleção Natural Competitiva

       Sobrevivência dos mais aptos.
       Aptidão como capacidade de sobrevivência.
       Competição.
       O mais forte elimina o mais fraco.

   Processo de Seleção Natural Cooperativa

       Permanência dos mais aptos.
       Aptidão como capacidade de adaptação.
       Cooperação.
       Os mais capazes de cooperar permanecem.
Competição Natural




   Os leões formam grupos de 15 a 45 semelhantes de diversas
    idades.
   São liderados por um macho que se impõe vencendo seus
    companheiros pela luta. 
   O macho líder é responsável pela manutenção da estrutura do
    grupo e pela coordenação das ações de caça.
   Quase sempre, a caça é o resultado de uma ação planejada e
    levada a efeito por um grupo de várias leoas e o leão líder.
O Gene Egoísta
   O materialismo científico adotou a
    noção de competição como um meio
    de sobrevivência.
   Etimologicamente competir provém do
    grego compete, que significa lutar em
    conjunto.
   Não significa que devemos amassar o
    concorrente e vencê-lo a qualquer
    custo.
   Os genes não controlam a evolução,
    eles são instrumentos da evolução.
Paradigma Materialista



                      E = mc2


   A físca quântica demonstrou que a matéria é
    energia concentrada e que a consciência afeta
     manifestação da matéria.
Paradigma Genético




   O Projeto Genoma esperava encontrar cerca de 150 mil genes no
    genoma humano.
   Encontrou apenas 23 mil, pouco mais do que o número de genes no
    genoma de uma minhoca (20 mil).
   Enquanto o genoma é o mesmo nas nossas células, o epigenoma é
    diferente em cada uma dos 250 tipos de células diferentes que
    formam o ser humano.
   Um gene não pode se ativar por si mesmo, ele é ativado a partir de
    estímulos ambientais.
Comportamento: Genética ou Cultura
   Uma das grandes polêmicas das
    modernas ciências do comportamento é
    sobre o quanto o comportamento e a
    personalidade das pessoas depende da
    genética ou do aprendizado.
   Uma das questões que tem sido alvo do
    interesse da neurociência evolucionista
     é o altruísmo.
   Um estudo realizado por Adrian V. Bell
    e colegas na Universidade da
    Califórnia* concluiu que o altruísmo é
    um comportamento mais determinado
    pelo aprendizado social do que pela
    genética.
Auto-consciência

   A experiência de vida pode redefinir
    nossos traços genéticos.
   Isso significa que podemos interferir na
    evolução através de nossa própria
    consciência.
   A natureza humana não é estática e,
    portanto, não é imutável.
   Podemos escolher em que sentido
    queremos evoluir.
   Podemos decidir qual o caminho
    evolutivo mais capaz de garantir não só
    nossa permanência na Terra mas como
    vamos continuar vivendo.
Geometria Fractal
A evolução não é um processo que se dá ao acaso. A geometria fractal
demonstra que as formas se reproduzem ao do tempo através de um padrão
que não é meramente casual, mas que possui uma lógica matemática, ou seja,
existe alguma forma de inteligência por trás da evolução.
Metamorfose Ambulante
   Somos organismos aprendizes, podemos
    incorporar nossas experiências de vida ao nosso
    genoma e passá-la para as próximas gerações.
   Em vez de nos perceber como produtos passivos
    de uma evolução aleatória podemos, agora,
    aceitar a poderosa verdade de que nossas
    percepções e respostas à vida dinamicamente
    modelam nossa biologia e comportamento.
   Podemos ser, ao mesmo tempo, participantes,
    observadores e co-criadores da vida.
Paradigma Integrativo
Perguntas Perenes   Materialismo Científico    Holismo Científico


Como chegamos       Por acaso                  Evolução criativa e
aqui?                                          adaptativa

Por quê estamos     Crescimento,               Evolução da
aqui?               multiplicação e            consciência
                    dominação.
Como fazer o        Viver pela lei da selva:   Viver em equilíbrio:
melhor?             competição                 cooperação

Para onde vamos?    Destruição da natureza     Sustentabilidade e
                    e extinção da espécie.     evolução da espécie.
Evolução Consciente
   O materialismo científico e a civilização que nele se baseia
    está em seu ocaso.
   A nova civilização que está emergindo não é apenas uma
    nova civilização, mas um novo estágio da evolução.
   Estamos começando a aprender que somos células em um
    grande organismo.
   Nesse momento - assim como está acontecendo no corpo
    de muitas pessoas - a Terra está sofrendo de uma doença
    auto-imune, nas quais as células do corpo estão atacando e
    matando umas às outras.
   Se não aprendermos rápido o suficiente, estamos perdidos.
   Aqueles de nós que estão procurando por novas respostas
    são o futuro de evolução.
   Estamos experimentando e investigando como podemos
    criar uma vida melhor, que seja capaz de incluir a todos.
   O único caminho é a evolução, e para evoluir é preciso
    desmantelar a antiga estrutura e construir uma nova.
PROJETO CRISÁLIDA




 http://projetocrisalida.ning.com

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Evolução consciente

Brazil Presentation
Brazil PresentationBrazil Presentation
Brazil Presentation
Maria D'
 
Cultivando Consciência Ecológica
Cultivando Consciência EcológicaCultivando Consciência Ecológica
Cultivando Consciência Ecológica
Polliana Zocche de Souza
 
A Vida no Centro do Universo, Revista o instalador 271
A Vida no Centro do Universo, Revista o instalador 271A Vida no Centro do Universo, Revista o instalador 271
A Vida no Centro do Universo, Revista o instalador 271
Jorge Moreira
 
Inconsciente vital & Princípio Biocêntrico
Inconsciente vital & Princípio BiocêntricoInconsciente vital & Princípio Biocêntrico
Inconsciente vital & Princípio Biocêntrico
Projeto Crisálida
 
Leandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdf
Leandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdfLeandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdf
Leandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdf
Francisco Baptista
 
Unimobilevillememes
UnimobilevillememesUnimobilevillememes
Unimobilevillememes
MOBILEVILLE
 
Aula de bioética
Aula de bioéticaAula de bioética
Aula de bioética
Alessandra Floriano Amaro
 
Aula 2 evolucionismo
Aula 2   evolucionismoAula 2   evolucionismo
Aula 2 evolucionismo
Ludmila Moura
 
Novo paradigma ecocosmico e a teologia
Novo paradigma ecocosmico e a teologiaNovo paradigma ecocosmico e a teologia
Novo paradigma ecocosmico e a teologia
Afonso Murad (FAJE)
 
Yara Brandão - Educacão novo
Yara Brandão - Educacão novoYara Brandão - Educacão novo
Yara Brandão - Educacão novo
marconbrasil
 
Princípio biocêntrico e cultura biocêntrica
Princípio biocêntrico e cultura biocêntricaPrincípio biocêntrico e cultura biocêntrica
Princípio biocêntrico e cultura biocêntrica
biodanzasocialbiocentrica
 
Estamos no portal de um novo tempo
Estamos no portal de um novo tempoEstamos no portal de um novo tempo
Estamos no portal de um novo tempo
Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
85827999-Homem-e-Sociedade-Unidade-I-Slides.pdf
85827999-Homem-e-Sociedade-Unidade-I-Slides.pdf85827999-Homem-e-Sociedade-Unidade-I-Slides.pdf
85827999-Homem-e-Sociedade-Unidade-I-Slides.pdf
FabioAbagabir1
 
A 5ª Dimensão (by Lupy)
A 5ª Dimensão (by Lupy)A 5ª Dimensão (by Lupy)
A 5ª Dimensão (by Lupy)
Rogério Prevedel
 
Homen e Sociedade - Cultura e Antropologia Aula 3
Homen e Sociedade - Cultura e Antropologia Aula 3Homen e Sociedade - Cultura e Antropologia Aula 3
Homen e Sociedade - Cultura e Antropologia Aula 3
admunip2013
 
Genética e cérebro
Genética e cérebroGenética e cérebro
Genética e cérebro
ribeiroliliana
 
Genética e cérebro
Genética e cérebroGenética e cérebro
Genética e cérebro
superego
 
O mago de java en portugués
O mago de java en portuguésO mago de java en portugués
O mago de java en portugués
Preval El-Bijut
 
Bioética, vulnerabilidade e dignidade humana
Bioética, vulnerabilidade e dignidade humanaBioética, vulnerabilidade e dignidade humana
Bioética, vulnerabilidade e dignidade humana
Família Cristã
 
Bioética, vulnerabilidade e dignidade humana
Bioética, vulnerabilidade e dignidade humanaBioética, vulnerabilidade e dignidade humana
Bioética, vulnerabilidade e dignidade humana
Família Cristã
 

Semelhante a Evolução consciente (20)

Brazil Presentation
Brazil PresentationBrazil Presentation
Brazil Presentation
 
Cultivando Consciência Ecológica
Cultivando Consciência EcológicaCultivando Consciência Ecológica
Cultivando Consciência Ecológica
 
A Vida no Centro do Universo, Revista o instalador 271
A Vida no Centro do Universo, Revista o instalador 271A Vida no Centro do Universo, Revista o instalador 271
A Vida no Centro do Universo, Revista o instalador 271
 
Inconsciente vital & Princípio Biocêntrico
Inconsciente vital & Princípio BiocêntricoInconsciente vital & Princípio Biocêntrico
Inconsciente vital & Princípio Biocêntrico
 
Leandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdf
Leandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdfLeandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdf
Leandro Pires - O Eu Superior Nosso Verdadeiro Mestre.pdf
 
Unimobilevillememes
UnimobilevillememesUnimobilevillememes
Unimobilevillememes
 
Aula de bioética
Aula de bioéticaAula de bioética
Aula de bioética
 
Aula 2 evolucionismo
Aula 2   evolucionismoAula 2   evolucionismo
Aula 2 evolucionismo
 
Novo paradigma ecocosmico e a teologia
Novo paradigma ecocosmico e a teologiaNovo paradigma ecocosmico e a teologia
Novo paradigma ecocosmico e a teologia
 
Yara Brandão - Educacão novo
Yara Brandão - Educacão novoYara Brandão - Educacão novo
Yara Brandão - Educacão novo
 
Princípio biocêntrico e cultura biocêntrica
Princípio biocêntrico e cultura biocêntricaPrincípio biocêntrico e cultura biocêntrica
Princípio biocêntrico e cultura biocêntrica
 
Estamos no portal de um novo tempo
Estamos no portal de um novo tempoEstamos no portal de um novo tempo
Estamos no portal de um novo tempo
 
85827999-Homem-e-Sociedade-Unidade-I-Slides.pdf
85827999-Homem-e-Sociedade-Unidade-I-Slides.pdf85827999-Homem-e-Sociedade-Unidade-I-Slides.pdf
85827999-Homem-e-Sociedade-Unidade-I-Slides.pdf
 
A 5ª Dimensão (by Lupy)
A 5ª Dimensão (by Lupy)A 5ª Dimensão (by Lupy)
A 5ª Dimensão (by Lupy)
 
Homen e Sociedade - Cultura e Antropologia Aula 3
Homen e Sociedade - Cultura e Antropologia Aula 3Homen e Sociedade - Cultura e Antropologia Aula 3
Homen e Sociedade - Cultura e Antropologia Aula 3
 
Genética e cérebro
Genética e cérebroGenética e cérebro
Genética e cérebro
 
Genética e cérebro
Genética e cérebroGenética e cérebro
Genética e cérebro
 
O mago de java en portugués
O mago de java en portuguésO mago de java en portugués
O mago de java en portugués
 
Bioética, vulnerabilidade e dignidade humana
Bioética, vulnerabilidade e dignidade humanaBioética, vulnerabilidade e dignidade humana
Bioética, vulnerabilidade e dignidade humana
 
Bioética, vulnerabilidade e dignidade humana
Bioética, vulnerabilidade e dignidade humanaBioética, vulnerabilidade e dignidade humana
Bioética, vulnerabilidade e dignidade humana
 

Mais de Projeto Crisálida

Vivências em Biodanza
Vivências em BiodanzaVivências em Biodanza
Vivências em Biodanza
Projeto Crisálida
 
A Natureza do Amor
A Natureza do AmorA Natureza do Amor
A Natureza do Amor
Projeto Crisálida
 
Transcendência e Iconsciente Numinoso
Transcendência e Iconsciente NuminosoTranscendência e Iconsciente Numinoso
Transcendência e Iconsciente Numinoso
Projeto Crisálida
 
Transe Integrativo e Psicossomática
Transe Integrativo e PsicossomáticaTranse Integrativo e Psicossomática
Transe Integrativo e Psicossomática
Projeto Crisálida
 
Terapia do abraço
Terapia do abraçoTerapia do abraço
Terapia do abraço
Projeto Crisálida
 
Sistema Biodanza Rolando Toro - Grupo Crisálida de Biodanza
Sistema Biodanza Rolando Toro - Grupo Crisálida de BiodanzaSistema Biodanza Rolando Toro - Grupo Crisálida de Biodanza
Sistema Biodanza Rolando Toro - Grupo Crisálida de Biodanza
Projeto Crisálida
 
Identidade
IdentidadeIdentidade
Identidade
Projeto Crisálida
 
Iniciação à biodanza completo
Iniciação à biodanza completoIniciação à biodanza completo
Iniciação à biodanza completo
Projeto Crisálida
 
O Arquétipo da Criança Sagrada
O Arquétipo da Criança SagradaO Arquétipo da Criança Sagrada
O Arquétipo da Criança Sagrada
Projeto Crisálida
 
Modelo Teorico da Biodanza
Modelo  Teorico da BiodanzaModelo  Teorico da Biodanza
Modelo Teorico da Biodanza
Projeto Crisálida
 
Sistema Biodanza
Sistema  BiodanzaSistema  Biodanza
Sistema Biodanza
Projeto Crisálida
 
Crianças Indigo
Crianças  IndigoCrianças  Indigo
Crianças Indigo
Projeto Crisálida
 
Ciência do perdão
Ciência do perdãoCiência do perdão
Ciência do perdão
Projeto Crisálida
 
A Criança Sagrada
A  Criança  SagradaA  Criança  Sagrada
A Criança Sagrada
Projeto Crisálida
 
Reeducação Emocional
Reeducação  EmocionalReeducação  Emocional
Reeducação Emocional
Projeto Crisálida
 
Música e Emoção
Música e Emoção Música e Emoção
Música e Emoção
Projeto Crisálida
 
Ao mestre com carinho
Ao mestre com carinhoAo mestre com carinho
Ao mestre com carinho
Projeto Crisálida
 
Ciência e arte da gratidão
Ciência e arte da gratidãoCiência e arte da gratidão
Ciência e arte da gratidão
Projeto Crisálida
 
Otimismo na arte de viver
Otimismo na arte de viverOtimismo na arte de viver
Otimismo na arte de viver
Projeto Crisálida
 
Escala de valores
Escala de valoresEscala de valores
Escala de valores
Projeto Crisálida
 

Mais de Projeto Crisálida (20)

Vivências em Biodanza
Vivências em BiodanzaVivências em Biodanza
Vivências em Biodanza
 
A Natureza do Amor
A Natureza do AmorA Natureza do Amor
A Natureza do Amor
 
Transcendência e Iconsciente Numinoso
Transcendência e Iconsciente NuminosoTranscendência e Iconsciente Numinoso
Transcendência e Iconsciente Numinoso
 
Transe Integrativo e Psicossomática
Transe Integrativo e PsicossomáticaTranse Integrativo e Psicossomática
Transe Integrativo e Psicossomática
 
Terapia do abraço
Terapia do abraçoTerapia do abraço
Terapia do abraço
 
Sistema Biodanza Rolando Toro - Grupo Crisálida de Biodanza
Sistema Biodanza Rolando Toro - Grupo Crisálida de BiodanzaSistema Biodanza Rolando Toro - Grupo Crisálida de Biodanza
Sistema Biodanza Rolando Toro - Grupo Crisálida de Biodanza
 
Identidade
IdentidadeIdentidade
Identidade
 
Iniciação à biodanza completo
Iniciação à biodanza completoIniciação à biodanza completo
Iniciação à biodanza completo
 
O Arquétipo da Criança Sagrada
O Arquétipo da Criança SagradaO Arquétipo da Criança Sagrada
O Arquétipo da Criança Sagrada
 
Modelo Teorico da Biodanza
Modelo  Teorico da BiodanzaModelo  Teorico da Biodanza
Modelo Teorico da Biodanza
 
Sistema Biodanza
Sistema  BiodanzaSistema  Biodanza
Sistema Biodanza
 
Crianças Indigo
Crianças  IndigoCrianças  Indigo
Crianças Indigo
 
Ciência do perdão
Ciência do perdãoCiência do perdão
Ciência do perdão
 
A Criança Sagrada
A  Criança  SagradaA  Criança  Sagrada
A Criança Sagrada
 
Reeducação Emocional
Reeducação  EmocionalReeducação  Emocional
Reeducação Emocional
 
Música e Emoção
Música e Emoção Música e Emoção
Música e Emoção
 
Ao mestre com carinho
Ao mestre com carinhoAo mestre com carinho
Ao mestre com carinho
 
Ciência e arte da gratidão
Ciência e arte da gratidãoCiência e arte da gratidão
Ciência e arte da gratidão
 
Otimismo na arte de viver
Otimismo na arte de viverOtimismo na arte de viver
Otimismo na arte de viver
 
Escala de valores
Escala de valoresEscala de valores
Escala de valores
 

Evolução consciente

  • 1. Movimento Zeitgeist Brasil – ZDay 2011 E v o lu ç ã o N a t u r a l x E v o lu ç ã o C o n s c ie n t e Rubens Mário Mazzini Rodrigues, MD Médico Psiquiatra www.yatros.com.br
  • 2. Ciclos Históricos  Tudo no Universo, evolui por ciclos.  Os organismos evoluem por ciclos.  A civilização humana tem evoluído através de ciclos históricos.  Os povos antigos, como os Maias, tinham consciência desses ciclos naturais.  A civilização moderna perdeu contato com os ciclos da natureza.  Nos tornamos excessivamente onipotentes.
  • 3. Animismo  Começamos com pessoas que viviam em harmonia com a Terra e entendiam a natureza do Planeta como material e espiritual.  Povos Nativos das Américas  Civilização druida nos povos anglo-saxões.  Aborígenes da Austrália.  Civilização tribal africana.
  • 4. Politeísmo  Com o declínio do ciclo animista sobreveio o ciclo politeísta.  Civilizações baseadas na crença de existência de vários deuses.  Os antigos Egípcios  Persas  Sumérios  Gregos e Romanos
  • 5. Monoteísmo  Ao politeísmo sobreveio o Monoteísmo, que prevaleceu por muito tempo, até que Darwin introduziu o entendimento científico sobre a natureza da vida.  Judaísmo.  Cristianismo.  Islamismo.
  • 6. Ciclos Econômicos  A esses ciclos se sobrepõe ciclos econômicos:  Extrativismo.  Escravagismo.  Mercantilismo.  Capitalismo.  Comunismo.  Liberalismo / Consumismo.  Atualmente vivemos sob o sistema de crenças do materialismo científico, cuja expressão econômica é o capitalismo / liberalismo consumista, que vê a matéria como a essência do Universo.
  • 7. Questões Perenes  Como chegamos aqui?  Por que estamos aqui?  Como fazer o melhor para continuar?  Para onde vamos?  Ao longo da história as sucessivas civilizações deram diferentes respostas para essas questões essenciais.
  • 8. Sistemas de Crença (Paradigmas)  À medida que as crenças mudam, as respostas mudam e a cultura muda para se acomodar.  Cada novo sistema de crenças dominante passa a ser a verdade universal a que todos se submetem.  O sistema educacional se volta para a transmissão e perpetuação desse sistema de crenças para as novas gerações.  Somos criados aprendendo a acreditar que esse sistema de crenças é o melhor, o mais verdadeiro e incontestável. 
  • 9. Paradigma Religioso •Existem dois mundos separados: material e espiritual •Como chegamos aqui? Fomos criados por um Deus único e onipotente. •Por que estamos aqui? Para fazer a vontade de Deus. •Como fazer o melhor para continuar? Obedecer a lei de Deus •Para onde vamos? Para um outro mundo.
  • 11. Materialismo Científico  O grande problema do materialismo científico é que ele oferece um fim, mas nenhum significado.  Tudo o que importa é sobreviver e obter o máximo desse mundo.  Para isso você pode estudar e usar o seu cérebro ou pode aprender a manusear uma arma ou pode produzir e vender alimentos ou serviços ou fabricar e vender cigarros, álcool e drogas.  O que importa é ser bem sucedido, ou seja, ganhar muito dinheiro e acumular bens materiais para obter o máximo dessa vida, pois não haverá outra.  Qualquer meio poderá torná-lo um líder.  É uma civilização baseada na competição.
  • 12. Interpretação do Darwinismo  Processo de Seleção Natural Competitiva  Sobrevivência dos mais aptos.  Aptidão como capacidade de sobrevivência.  Competição.  O mais forte elimina o mais fraco.  Processo de Seleção Natural Cooperativa  Permanência dos mais aptos.  Aptidão como capacidade de adaptação.  Cooperação.  Os mais capazes de cooperar permanecem.
  • 13. Competição Natural  Os leões formam grupos de 15 a 45 semelhantes de diversas idades.  São liderados por um macho que se impõe vencendo seus companheiros pela luta.   O macho líder é responsável pela manutenção da estrutura do grupo e pela coordenação das ações de caça.  Quase sempre, a caça é o resultado de uma ação planejada e levada a efeito por um grupo de várias leoas e o leão líder.
  • 14. O Gene Egoísta  O materialismo científico adotou a noção de competição como um meio de sobrevivência.  Etimologicamente competir provém do grego compete, que significa lutar em conjunto.  Não significa que devemos amassar o concorrente e vencê-lo a qualquer custo.  Os genes não controlam a evolução, eles são instrumentos da evolução.
  • 15. Paradigma Materialista E = mc2  A físca quântica demonstrou que a matéria é energia concentrada e que a consciência afeta manifestação da matéria.
  • 16. Paradigma Genético  O Projeto Genoma esperava encontrar cerca de 150 mil genes no genoma humano.  Encontrou apenas 23 mil, pouco mais do que o número de genes no genoma de uma minhoca (20 mil).  Enquanto o genoma é o mesmo nas nossas células, o epigenoma é diferente em cada uma dos 250 tipos de células diferentes que formam o ser humano.  Um gene não pode se ativar por si mesmo, ele é ativado a partir de estímulos ambientais.
  • 17. Comportamento: Genética ou Cultura  Uma das grandes polêmicas das modernas ciências do comportamento é sobre o quanto o comportamento e a personalidade das pessoas depende da genética ou do aprendizado.  Uma das questões que tem sido alvo do interesse da neurociência evolucionista é o altruísmo.  Um estudo realizado por Adrian V. Bell e colegas na Universidade da Califórnia* concluiu que o altruísmo é um comportamento mais determinado pelo aprendizado social do que pela genética.
  • 18. Auto-consciência  A experiência de vida pode redefinir nossos traços genéticos.  Isso significa que podemos interferir na evolução através de nossa própria consciência.  A natureza humana não é estática e, portanto, não é imutável.  Podemos escolher em que sentido queremos evoluir.  Podemos decidir qual o caminho evolutivo mais capaz de garantir não só nossa permanência na Terra mas como vamos continuar vivendo.
  • 19. Geometria Fractal A evolução não é um processo que se dá ao acaso. A geometria fractal demonstra que as formas se reproduzem ao do tempo através de um padrão que não é meramente casual, mas que possui uma lógica matemática, ou seja, existe alguma forma de inteligência por trás da evolução.
  • 20. Metamorfose Ambulante  Somos organismos aprendizes, podemos incorporar nossas experiências de vida ao nosso genoma e passá-la para as próximas gerações.  Em vez de nos perceber como produtos passivos de uma evolução aleatória podemos, agora, aceitar a poderosa verdade de que nossas percepções e respostas à vida dinamicamente modelam nossa biologia e comportamento.  Podemos ser, ao mesmo tempo, participantes, observadores e co-criadores da vida.
  • 21. Paradigma Integrativo Perguntas Perenes Materialismo Científico Holismo Científico Como chegamos Por acaso Evolução criativa e aqui? adaptativa Por quê estamos Crescimento, Evolução da aqui? multiplicação e consciência dominação. Como fazer o Viver pela lei da selva: Viver em equilíbrio: melhor? competição cooperação Para onde vamos? Destruição da natureza Sustentabilidade e e extinção da espécie. evolução da espécie.
  • 22. Evolução Consciente  O materialismo científico e a civilização que nele se baseia está em seu ocaso.  A nova civilização que está emergindo não é apenas uma nova civilização, mas um novo estágio da evolução.  Estamos começando a aprender que somos células em um grande organismo.  Nesse momento - assim como está acontecendo no corpo de muitas pessoas - a Terra está sofrendo de uma doença auto-imune, nas quais as células do corpo estão atacando e matando umas às outras.  Se não aprendermos rápido o suficiente, estamos perdidos.  Aqueles de nós que estão procurando por novas respostas são o futuro de evolução.  Estamos experimentando e investigando como podemos criar uma vida melhor, que seja capaz de incluir a todos.  O único caminho é a evolução, e para evoluir é preciso desmantelar a antiga estrutura e construir uma nova.