SlideShare uma empresa Scribd logo
Evolução TEORIAS E EVIDÊNCIAS
Explicações para diversificação Criacionismo Ato sobrenatural Geração espontânea Vida matéria bruta Transmutação Uma espécie da origem a outra fixismo
Carlos Linneu,   ( 1707-1778 ) ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Evidências da evolução ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Fósseis Fossiles = extraído da terra
conceito É considerado fóssil qualquer indício da presença de organismos que viveram em tempos remotos da Terra. Um fóssil  animal forma-se quando as partes moles do corpo se decompõe, mas seu esqueleto é substituído por minerais do solo.( mineralização). Processo semelhante pode ocorrer com troncos de árvores são recobertos de lava, e a sílica substitui a madeira.
importância  ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
taxonomia Conhecer as espécies, suas semelhanças e diferenças, tornou-se muito útil para analise da evolução. Nem todos os indivíduos de uma mesma espécie são exatamente iguais  e entre duas espécies nitidamente diversas, existem uma série gradual de formas intermediárias.
Tais evidências que fundamentam a evolução de um ancestral comum.
ESTRUTURAS HOMÓLOGAS  SÃO AS QUE TÊM CARACTERISTICAS EM COMUM, MAS REALIZAM FUNÇOES DIFERENTES. APRESENTAM A MESMA ORIGEM EMBRIONÁRIA. ESTRUTURAS ÓSSEAS HOMÓLOGAS A  irradiação adaptativa  caracterizada pela diferenciação de organismos a partir de um ancestral comum. Dando origem a vários grupos diferentes  adaptados a explorar ambientes diferentes .
ESTRUTURAS ANÁLOGAS  refere-se à semelhança morfológica entre estruturas, em função de adaptação à execução da mesma função , mas tem origem embrionária diferente . Aves  e insetos tem asas, mas não são parentes, apenas ocorre o fenômeno de  Convergência Adaptativa , ou seja, que dois seres não relacionados resolveram de forma semelhante a adaptação  ao mesmo tipo de ambiente.
Órgãos Vestigiais  órgãos reduzidos em tamanho e geralmente sem função, que correspondem a órgãos maiores e funcionais em outros organismos. Indicam ancestralidade comum  Apêndice vermiforme  , estrutura pequena e sem função  específica que parte do  ceco  ( estrutura localizada no ponto onde o intestino delgado liga-se ao grosso). Nos mamíferos roedores, o  ceco  é uma estrutura bem desenvolvida, na qual o alimento parcialmente digerido á armazenado e a celulose, abundante nos vegetais ingeridos, é degradada pela ação de bactérias especializadas .
Embriologia semelhança de padrão de desenvolvimento inicial
embriologia À medida que o embrião se desenvolve, surgem características individualizantes e as semelhanças diminuem.  Essa semelhança também foi verificada no desenvolvimento embrionário de todos animais. Entretanto, quando mais diferentes são os organismos, menor é o período embrionário comum entre eles.
humano galinha porco
Evidências moleculares ,[object Object]
Jean Baptiste Pierre Antoine de Monet, Cavalheiro de Lamarck  ( 1774 – 1829 ) ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Exemplo Segundo Lamarck, as girafas teriam, a princípio, pescoços curtos e viveriam em ambientes onde a vegetação rasteira era relativamente escassa.
Quem foi Charles Darwin? ( 1809 – 1882)
Darwinismo   Dados biogeográficos:
Dados biogeográficos : ,[object Object]
Darwinismo   Colaboradores
Colaboradores   ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Darwinismo   Seleção natural
Seleção natural:   ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Resumo da origem das espécies, 1859 FATOS CONSEQÜÊNCIAS Rápido aumento na pop. Luta pela vida. Luta pela vida, uso da Herança. Sobrevivência do  mais apto :seleção natural Seleção Natural - Variação do meio Sobrevivem indivíduos diferentes em meios diferentes:  origem das novas espécies
Exemplo Segundo Darwin, a explicação para a evolução do pescoço das girafas se deve ao fato de que já existiam girafas que apresentavam pescoço com tamanhos diferentes, havendo, portanto, variação nessa característica.
Darwinismo   Pontos Positivos  Pontos Negativos
Pontos Positivos  e Negativos   ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Seleção Natural, Charles  Darwin “ A reprodução de um ser vivo em outro, crescendo e se multiplicando milhares de vezes, faz com que aconteçam mudanças (  mutações ou variações ) ao longo de muitos anos”.
A teoria sintética da evolução ,[object Object]
[object Object]
A atenção é a mais importante de todas as faculdades para o desenvolvimento da inteligência humana. Charles Darwin ,[object Object],[object Object]
Evolução do Homem

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula 5
Aula 5Aula 5
Aula 5
3a-manha
 
Evidências da evolução
Evidências da evoluçãoEvidências da evolução
Evidências da evolução
Kamila Joyce
 
Evidências da evolução 3 C
Evidências da evolução 3 CEvidências da evolução 3 C
Evidências da evolução 3 C
Maria Teresa Iannaco Grego
 
As Evidências da Evolução
As Evidências da EvoluçãoAs Evidências da Evolução
As Evidências da Evolução
Guellity Marcel
 
EvoluçAo
EvoluçAoEvoluçAo
EvoluçAo
juniormaximo
 
Ppoint.evolução.especiação
Ppoint.evolução.especiaçãoPpoint.evolução.especiação
Ppoint.evolução.especiação
Albano Novaes
 
Introdução à evolução
Introdução à evoluçãoIntrodução à evolução
Introdução à evolução
Lara Lídia
 
EducSpam Evolucao e Selecao Natural
EducSpam Evolucao e Selecao NaturalEducSpam Evolucao e Selecao Natural
EducSpam Evolucao e Selecao Natural
Educ Spam
 
Teoria Darwiniana - Nova Síntese
Teoria Darwiniana - Nova SínteseTeoria Darwiniana - Nova Síntese
Teoria Darwiniana - Nova Síntese
Guellity Marcel
 
Seleção natural e adaptação
Seleção natural e adaptaçãoSeleção natural e adaptação
Seleção natural e adaptação
Kamila Joyce
 
Evolução (primeiros conceitos)
Evolução  (primeiros conceitos)Evolução  (primeiros conceitos)
Evolução (primeiros conceitos)
Gisele A. Barbosa
 
Teorias da Evolução - Prof. Arlei
Teorias da Evolução - Prof. ArleiTeorias da Evolução - Prof. Arlei
Teorias da Evolução - Prof. Arlei
Carmina Monteiro
 
Teorias de evolução
Teorias de evoluçãoTeorias de evolução
Teorias de evolução
Alpha Colégio e Vestibulares
 
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Evolução das Espécies
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Evolução das EspéciesSlides da aula de Biologia (Renato) sobre Evolução das Espécies
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Evolução das Espécies
Turma Olímpica
 
04 evolução-evidências
04 evolução-evidências04 evolução-evidências
04 evolução-evidências
Luzineide Oliveira
 
Teoria evolução 3D
Teoria evolução 3DTeoria evolução 3D
Teoria evolução 3D
cunhafernanda
 
(4) evolução biológica e sistemas dos seres vivos
(4) evolução biológica e sistemas dos seres vivos(4) evolução biológica e sistemas dos seres vivos
(4) evolução biológica e sistemas dos seres vivos
Hugo Martins
 
Evolucao
EvolucaoEvolucao
Evolucao
MarcioGley
 
Adaptação, seleção natural e teoria da evolução 7°
Adaptação, seleção natural e teoria da evolução 7°Adaptação, seleção natural e teoria da evolução 7°
Adaptação, seleção natural e teoria da evolução 7°
Gabriel Salles
 
Arg do evolucionismo_neodarwinismo
Arg do evolucionismo_neodarwinismoArg do evolucionismo_neodarwinismo
Arg do evolucionismo_neodarwinismo
giovannimusetti
 

Mais procurados (20)

Aula 5
Aula 5Aula 5
Aula 5
 
Evidências da evolução
Evidências da evoluçãoEvidências da evolução
Evidências da evolução
 
Evidências da evolução 3 C
Evidências da evolução 3 CEvidências da evolução 3 C
Evidências da evolução 3 C
 
As Evidências da Evolução
As Evidências da EvoluçãoAs Evidências da Evolução
As Evidências da Evolução
 
EvoluçAo
EvoluçAoEvoluçAo
EvoluçAo
 
Ppoint.evolução.especiação
Ppoint.evolução.especiaçãoPpoint.evolução.especiação
Ppoint.evolução.especiação
 
Introdução à evolução
Introdução à evoluçãoIntrodução à evolução
Introdução à evolução
 
EducSpam Evolucao e Selecao Natural
EducSpam Evolucao e Selecao NaturalEducSpam Evolucao e Selecao Natural
EducSpam Evolucao e Selecao Natural
 
Teoria Darwiniana - Nova Síntese
Teoria Darwiniana - Nova SínteseTeoria Darwiniana - Nova Síntese
Teoria Darwiniana - Nova Síntese
 
Seleção natural e adaptação
Seleção natural e adaptaçãoSeleção natural e adaptação
Seleção natural e adaptação
 
Evolução (primeiros conceitos)
Evolução  (primeiros conceitos)Evolução  (primeiros conceitos)
Evolução (primeiros conceitos)
 
Teorias da Evolução - Prof. Arlei
Teorias da Evolução - Prof. ArleiTeorias da Evolução - Prof. Arlei
Teorias da Evolução - Prof. Arlei
 
Teorias de evolução
Teorias de evoluçãoTeorias de evolução
Teorias de evolução
 
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Evolução das Espécies
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Evolução das EspéciesSlides da aula de Biologia (Renato) sobre Evolução das Espécies
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Evolução das Espécies
 
04 evolução-evidências
04 evolução-evidências04 evolução-evidências
04 evolução-evidências
 
Teoria evolução 3D
Teoria evolução 3DTeoria evolução 3D
Teoria evolução 3D
 
(4) evolução biológica e sistemas dos seres vivos
(4) evolução biológica e sistemas dos seres vivos(4) evolução biológica e sistemas dos seres vivos
(4) evolução biológica e sistemas dos seres vivos
 
Evolucao
EvolucaoEvolucao
Evolucao
 
Adaptação, seleção natural e teoria da evolução 7°
Adaptação, seleção natural e teoria da evolução 7°Adaptação, seleção natural e teoria da evolução 7°
Adaptação, seleção natural e teoria da evolução 7°
 
Arg do evolucionismo_neodarwinismo
Arg do evolucionismo_neodarwinismoArg do evolucionismo_neodarwinismo
Arg do evolucionismo_neodarwinismo
 

Destaque

Evolução 2
Evolução 2Evolução 2
Evolução 2
Brenno Miranda
 
Provas evolutivas
Provas evolutivasProvas evolutivas
Provas evolutivas
Jucicleide Frazão
 
Evolução - Especiação
Evolução   - EspeciaçãoEvolução   - Especiação
Evolução - Especiação
Juliano van Melis
 
A evolução da espécie humana.
A evolução da espécie humana.A evolução da espécie humana.
A evolução da espécie humana.
guestc070cb
 
Diretivas 6o ano 2017 nahya
Diretivas 6o ano 2017 nahyaDiretivas 6o ano 2017 nahya
Diretivas 6o ano 2017 nahya
Nahya Paola Souza
 
Seres vivos 7o ano evolução e classificação dos seres vivos
Seres vivos 7o ano   evolução e classificação dos seres vivosSeres vivos 7o ano   evolução e classificação dos seres vivos
Seres vivos 7o ano evolução e classificação dos seres vivos
Nahya Paola Souza
 
Classificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres VivosClassificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres Vivos
Juliana Mendes
 
I.3 classificação seres vivos
I.3 classificação seres vivosI.3 classificação seres vivos
I.3 classificação seres vivos
Rebeca Vale
 
Classificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres VivosClassificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres Vivos
shaleny
 

Destaque (9)

Evolução 2
Evolução 2Evolução 2
Evolução 2
 
Provas evolutivas
Provas evolutivasProvas evolutivas
Provas evolutivas
 
Evolução - Especiação
Evolução   - EspeciaçãoEvolução   - Especiação
Evolução - Especiação
 
A evolução da espécie humana.
A evolução da espécie humana.A evolução da espécie humana.
A evolução da espécie humana.
 
Diretivas 6o ano 2017 nahya
Diretivas 6o ano 2017 nahyaDiretivas 6o ano 2017 nahya
Diretivas 6o ano 2017 nahya
 
Seres vivos 7o ano evolução e classificação dos seres vivos
Seres vivos 7o ano   evolução e classificação dos seres vivosSeres vivos 7o ano   evolução e classificação dos seres vivos
Seres vivos 7o ano evolução e classificação dos seres vivos
 
Classificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres VivosClassificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres Vivos
 
I.3 classificação seres vivos
I.3 classificação seres vivosI.3 classificação seres vivos
I.3 classificação seres vivos
 
Classificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres VivosClassificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres Vivos
 

Semelhante a Evolucao ceped

Evide evolucao[1]
Evide evolucao[1]Evide evolucao[1]
Evide evolucao[1]
Gaspar Neto
 
Evolução
EvoluçãoEvolução
Evolução
profatatiana
 
EvoluçãO
EvoluçãOEvoluçãO
EvoluçãO
profatatiana
 
Evolução
EvoluçãoEvolução
Evolução biológica
Evolução biológicaEvolução biológica
Evolução biológica
Geverson Teixeira
 
teoria evolucionista Darwin e Lamarck
teoria evolucionista Darwin e Lamarckteoria evolucionista Darwin e Lamarck
teoria evolucionista Darwin e Lamarck
Darlla Sb
 
A teoria sintética do Darwin
A teoria sintética do DarwinA teoria sintética do Darwin
A teoria sintética do Darwin
Pedro Kangombe
 
Evolução
EvoluçãoEvolução
Teoria da Evolução
Teoria da EvoluçãoTeoria da Evolução
Teoria da Evolução
Estude Mais
 
Evolucao
EvolucaoEvolucao
Evolucao
giovannimusetti
 
Cap 13 seleção natural
Cap 13 seleção naturalCap 13 seleção natural
Cap 13 seleção natural
Joao Balbi
 
Evoluçao biologica pibid biologia-1º ano-luiz carlos da costa
Evoluçao biologica pibid biologia-1º ano-luiz carlos da costaEvoluçao biologica pibid biologia-1º ano-luiz carlos da costa
Evoluçao biologica pibid biologia-1º ano-luiz carlos da costa
Luiz Carlos
 
Evoluçao biologica pibid biologia-1º ano-luiz carlos da costa
Evoluçao biologica pibid biologia-1º ano-luiz carlos da costaEvoluçao biologica pibid biologia-1º ano-luiz carlos da costa
Evoluçao biologica pibid biologia-1º ano-luiz carlos da costa
Luiz Carlos
 
Evolução
EvoluçãoEvolução
Evolução
biohorrores
 
Evolução curso
Evolução cursoEvolução curso
Evolução curso
Marcos Albuquerque
 
Apostila bio2
Apostila bio2Apostila bio2
Apostila bio2
resolvidos
 
Teorias da Evolução e slides sobre darwnismo e evoulao
Teorias da Evolução e slides sobre darwnismo e evoulaoTeorias da Evolução e slides sobre darwnismo e evoulao
Teorias da Evolução e slides sobre darwnismo e evoulao
EduardoBarreto262551
 
Evolução biológica apostila
Evolução biológica apostilaEvolução biológica apostila
Evolução biológica apostila
Mara de Andrade
 
Evolucao-2.ppt
Evolucao-2.pptEvolucao-2.ppt
Evolucao-2.ppt
LARISSIFIALDESILVA
 
Princípios da Evolução
Princípios da EvoluçãoPrincípios da Evolução
Princípios da Evolução
Leandro A. Machado de Moura
 

Semelhante a Evolucao ceped (20)

Evide evolucao[1]
Evide evolucao[1]Evide evolucao[1]
Evide evolucao[1]
 
Evolução
EvoluçãoEvolução
Evolução
 
EvoluçãO
EvoluçãOEvoluçãO
EvoluçãO
 
Evolução
EvoluçãoEvolução
Evolução
 
Evolução biológica
Evolução biológicaEvolução biológica
Evolução biológica
 
teoria evolucionista Darwin e Lamarck
teoria evolucionista Darwin e Lamarckteoria evolucionista Darwin e Lamarck
teoria evolucionista Darwin e Lamarck
 
A teoria sintética do Darwin
A teoria sintética do DarwinA teoria sintética do Darwin
A teoria sintética do Darwin
 
Evolução
EvoluçãoEvolução
Evolução
 
Teoria da Evolução
Teoria da EvoluçãoTeoria da Evolução
Teoria da Evolução
 
Evolucao
EvolucaoEvolucao
Evolucao
 
Cap 13 seleção natural
Cap 13 seleção naturalCap 13 seleção natural
Cap 13 seleção natural
 
Evoluçao biologica pibid biologia-1º ano-luiz carlos da costa
Evoluçao biologica pibid biologia-1º ano-luiz carlos da costaEvoluçao biologica pibid biologia-1º ano-luiz carlos da costa
Evoluçao biologica pibid biologia-1º ano-luiz carlos da costa
 
Evoluçao biologica pibid biologia-1º ano-luiz carlos da costa
Evoluçao biologica pibid biologia-1º ano-luiz carlos da costaEvoluçao biologica pibid biologia-1º ano-luiz carlos da costa
Evoluçao biologica pibid biologia-1º ano-luiz carlos da costa
 
Evolução
EvoluçãoEvolução
Evolução
 
Evolução curso
Evolução cursoEvolução curso
Evolução curso
 
Apostila bio2
Apostila bio2Apostila bio2
Apostila bio2
 
Teorias da Evolução e slides sobre darwnismo e evoulao
Teorias da Evolução e slides sobre darwnismo e evoulaoTeorias da Evolução e slides sobre darwnismo e evoulao
Teorias da Evolução e slides sobre darwnismo e evoulao
 
Evolução biológica apostila
Evolução biológica apostilaEvolução biológica apostila
Evolução biológica apostila
 
Evolucao-2.ppt
Evolucao-2.pptEvolucao-2.ppt
Evolucao-2.ppt
 
Princípios da Evolução
Princípios da EvoluçãoPrincípios da Evolução
Princípios da Evolução
 

Último

347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
Suzy De Abreu Santana
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
djincognito
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
soaresdesouzaamanda8
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
cmeioctaciliabetesch
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
MessiasMarianoG
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 

Último (20)

347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 

Evolucao ceped

  • 1. Evolução TEORIAS E EVIDÊNCIAS
  • 2. Explicações para diversificação Criacionismo Ato sobrenatural Geração espontânea Vida matéria bruta Transmutação Uma espécie da origem a outra fixismo
  • 3.
  • 4.
  • 5. Fósseis Fossiles = extraído da terra
  • 6. conceito É considerado fóssil qualquer indício da presença de organismos que viveram em tempos remotos da Terra. Um fóssil animal forma-se quando as partes moles do corpo se decompõe, mas seu esqueleto é substituído por minerais do solo.( mineralização). Processo semelhante pode ocorrer com troncos de árvores são recobertos de lava, e a sílica substitui a madeira.
  • 7.
  • 8. taxonomia Conhecer as espécies, suas semelhanças e diferenças, tornou-se muito útil para analise da evolução. Nem todos os indivíduos de uma mesma espécie são exatamente iguais e entre duas espécies nitidamente diversas, existem uma série gradual de formas intermediárias.
  • 9. Tais evidências que fundamentam a evolução de um ancestral comum.
  • 10. ESTRUTURAS HOMÓLOGAS SÃO AS QUE TÊM CARACTERISTICAS EM COMUM, MAS REALIZAM FUNÇOES DIFERENTES. APRESENTAM A MESMA ORIGEM EMBRIONÁRIA. ESTRUTURAS ÓSSEAS HOMÓLOGAS A irradiação adaptativa caracterizada pela diferenciação de organismos a partir de um ancestral comum. Dando origem a vários grupos diferentes adaptados a explorar ambientes diferentes .
  • 11. ESTRUTURAS ANÁLOGAS refere-se à semelhança morfológica entre estruturas, em função de adaptação à execução da mesma função , mas tem origem embrionária diferente . Aves e insetos tem asas, mas não são parentes, apenas ocorre o fenômeno de Convergência Adaptativa , ou seja, que dois seres não relacionados resolveram de forma semelhante a adaptação ao mesmo tipo de ambiente.
  • 12. Órgãos Vestigiais órgãos reduzidos em tamanho e geralmente sem função, que correspondem a órgãos maiores e funcionais em outros organismos. Indicam ancestralidade comum Apêndice vermiforme , estrutura pequena e sem função específica que parte do ceco ( estrutura localizada no ponto onde o intestino delgado liga-se ao grosso). Nos mamíferos roedores, o ceco é uma estrutura bem desenvolvida, na qual o alimento parcialmente digerido á armazenado e a celulose, abundante nos vegetais ingeridos, é degradada pela ação de bactérias especializadas .
  • 13. Embriologia semelhança de padrão de desenvolvimento inicial
  • 14. embriologia À medida que o embrião se desenvolve, surgem características individualizantes e as semelhanças diminuem. Essa semelhança também foi verificada no desenvolvimento embrionário de todos animais. Entretanto, quando mais diferentes são os organismos, menor é o período embrionário comum entre eles.
  • 16.
  • 17.
  • 18. Exemplo Segundo Lamarck, as girafas teriam, a princípio, pescoços curtos e viveriam em ambientes onde a vegetação rasteira era relativamente escassa.
  • 19. Quem foi Charles Darwin? ( 1809 – 1882)
  • 20. Darwinismo Dados biogeográficos:
  • 21.
  • 22. Darwinismo Colaboradores
  • 23.
  • 24. Darwinismo Seleção natural
  • 25.
  • 26. Resumo da origem das espécies, 1859 FATOS CONSEQÜÊNCIAS Rápido aumento na pop. Luta pela vida. Luta pela vida, uso da Herança. Sobrevivência do mais apto :seleção natural Seleção Natural - Variação do meio Sobrevivem indivíduos diferentes em meios diferentes: origem das novas espécies
  • 27. Exemplo Segundo Darwin, a explicação para a evolução do pescoço das girafas se deve ao fato de que já existiam girafas que apresentavam pescoço com tamanhos diferentes, havendo, portanto, variação nessa característica.
  • 28. Darwinismo Pontos Positivos Pontos Negativos
  • 29.
  • 30. Seleção Natural, Charles Darwin “ A reprodução de um ser vivo em outro, crescendo e se multiplicando milhares de vezes, faz com que aconteçam mudanças ( mutações ou variações ) ao longo de muitos anos”.
  • 31.
  • 32.
  • 33.