SlideShare uma empresa Scribd logo
ESTUDO DE CASO 
EDIFÍCIO ROCHAVERÁ 
Corporate Towers 
ARQUITETURA E URBANISMO - UNIP 
DISCENTES: Amanda Minari 
Fábio Oliveira 
Gustavo Ferrari 
Isadora Buchala 
Luis Vinicius Dian 
Mariana Chapadeiro 
SÃO JOSÉ DO RIO PRETO, 2012
FICHA TÉCNICA 
Período da Obra: 2002 - 2012 
Situação: Em Execução 
Área Construída: 224.600 m² 
Cliente: Autonomy Investimentos 
Realização: Aflalo & Gasperini Arquitetos. Pamela Burton & 
Company - Arquitetura e Paisagismo. 
Construtora: Tishman Speyer Método 
Projeto: Julio Kassoy e Mário Franco 
Localização: Av. das Nações Unidas,14195 – St. Amaro, São Paulo/SP
Localização 
EDIFÍCIO ROCHAVERÁ
Estudo de Caso 
Empreendimento da categoria Triple A; 
Empreendimento da categoria Triple A; 
Formado por quatro torres com mais de 120 mil m² de área útil de 
escritórios; 
Formado por quatro torres com mais de 120 mil m² de área útil de 
escritórios; 
Possui praça de caráter semipúblico; 
Possui praça de caráter semipúblico; 
Atende a requisitos de sustentabilidade que lhe garantiram uma 
das primeiras certificações Leed do Brasil; 
Atende a requisitos de sustentabilidade que lhe garantiram uma 
das primeiras certificações Leed do Brasil; 
Quatro premissas: redução do consumo de energia e dos custos 
operacionais e de manutenção; diminuição do uso de recursos 
ambientais não renováveis; melhoria da qualidade interna do ar; e 
ganhos de qualidade de vida e da saúde dos usuários; 
Quatro premissas: redução do consumo de energia e dos custos 
operacionais e de manutenção; diminuição do uso de recursos 
ambientais não renováveis; melhoria da qualidade interna do ar; e 
ganhos de qualidade de vida e da saúde dos usuários; 
Sistema próprio de cogeração de energia elétrica, capaz de 
atender a 100% da carga de todo o complexo. 
Sistema próprio de cogeração de energia elétrica, capaz de 
atender a 100% da carga de todo o complexo.
Certificações 
 Leadership in Energy and Environmental Design (Leed) 
categoria Gold, do United States Green Building 
(USGB); 
 Prêmio Asbea na categoria edifícios de serviços; 
 Prix d’Excellence como projeto sustentável, 
concedido pela Federação Internacional da 
Profissões Imobiliárias (Fiabci).
Estudos para Implantação 
Sequência de estudos realizados até a configuração final adotada no Rochaverá
CROQUIS
Implantação
CORTE GERAL
CORTE EM PERSPECTIVA 3D
TORRES 
 Construídas em 3 fases: 1ª) Torres A e B, praça de 
acesso e central; 2ª) Torre D e demais subsolos; 3ª) Torre 
C , edifício-garagem e grande praça entre as 
unidades A e D; 
 As torres A e B, possuem basicamente o mesmo 
projeto, com 16 pavimentos-tipo, fachas inclinadas e 
lajes maiores nos andares superiores. A principal 
diferença entre elas está nas plantas, que são 
espelhadas; 
 A torre D é a menor de todas com apenas 7 
pavimentos-tipo; 
 A torre C é a maior com 30 pavimentos-tipo.
PROJETO ARQUITETÔNICO TORRE A E B
PROJETO ARQUITETÔNICO TORRE A E B
PROJETO ARQUITETÔNICO TORRE A E B
PROJETO ARQUITETÔNICO TORRE A E B
PROJETO ARQUITETÔNICO TORRE A E B
PROJETO ARQUITETÔNICO TORRE C
PROJETO ARQUITETÔNICO TORRE C
PROJETO ARQUITETÔNICO TORRE C
PROJETO ARQUITETÔNICO TORRE D
PROJETO ARQUITETÔNICO TORRE D
PROJETO ARQUITETÔNICO TORRE D
Fachada Torre A e B 
As duas primeiras torres exibem fachadas que conjugam habilmente 
simplicidade e impacto visual, características que intencionalmente evitam a 
obsolescência precoce e dão maior longevidade ao empreendimento. 
Os planos inclinados das fachadas criam ilusão de ótica e se 
confundem com a perspectiva, de modo que não podem ser percebidos sem 
o auxílio de um referencial pelos observadores que estão posicionados 
frontalmente e muito próximos dos prédios.
Iluminação 
O projeto de luminotécnica ficou a cargo de Gunter Parschalk, 
que já assinava a iluminação dos lobbies: À noite, a praça ganha 
iluminação suave, pois conta com a intensa luz branca dos lobbies. 
Nas cascatas, as luzes são azuis.
Telhado Verde 
Outro ponto que contribuiu para a conquista da certificação Leed é 
o telhado verde, pois ajuda a melhorar a qualidade do ar da cidade, 
captura dióxido de carbono (CO2) da atmosfera, aprimora a climatização 
do prédio, a drenagem de águas de chuvas e a biodiversidade urbana.
Jardim 
A paisagista norte-americana Pamela Burton enviou os croquis, 
A paisagista norte-americana Pamela Burton enviou os croquis, 
indicando as passagens e os desníveis, com uma vegetação típica dos 
Estados Unidos. As plantas nativas brasileiras foram escolhidas pelo paisagista 
Sergio Santana, que “tropicalizou” o jardim, mas mantendo os efeitos da 
proposta original. 
indicando as passagens e os desníveis, com uma vegetação típica dos 
Estados Unidos. As plantas nativas brasileiras foram escolhidas pelo paisagista 
Sergio Santana, que “tropicalizou” o jardim, mas mantendo os efeitos da 
proposta original.
Sustentabilidade 
Interface dos múltiplos projetos complementares de instalação de sistemas 
de reúso e captação de água, teto verde, cobertura branca reflexiva 
(para a não-absorção dos raios solares) e do estacionamento, que incluiu 
um bicicletário com vestiário. 
Interface dos múltiplos projetos complementares de instalação de sistemas 
de reúso e captação de água, teto verde, cobertura branca reflexiva 
(para a não-absorção dos raios solares) e do estacionamento, que incluiu 
um bicicletário com vestiário. 
a construção da fachada 
translúcida, feita com 
placas especiais de vidro 
de alta eficiência 
energética. Elas cobrem 
41% da fachada, fazendo 
uma barreira ao calor, o 
que exige menos do sistema 
de ar condicionado e, em 
consequência, reduz o 
consumo de energia 
elétrica. 
O destaque ficou para a 
construção da fachada 
translúcida, feita com 
placas especiais de vidro 
de alta eficiência 
energética. Elas cobrem 
41% da fachada, fazendo 
uma barreira ao calor, o 
que exige menos do sistema 
de ar condicionado e, em 
consequência, reduz o 
consumo de energia 
elétrica.
Autossuficiência com Sistema de 
Cogeração de Energia 
O sistema, que demandou investimento inicial próximo a R$ 
28 milhões, foi concebido para atender às quatro torres do 
complexo. A tecnologia permite o atendimento de 100% da 
demanda interna, alimentando sistemas de climatização e energia 
de forma ininterrupta. 
O sistema funciona diariamente, inclusive nos horários de 
pico, momento em que o consumo de energia chega a até seis 
vezes mais. Além do retorno econômico, o abastecimento de 
cogeração de energia a gás proporciona confiabilidade uma vez 
que, nesses horários, parte das concessionárias de energia elétrica 
está com o sistema de distribuição congestionado. 
No processo de cogeração, é possível obter aproveitamento 
de até 85% do gás empregado no processo, enquanto que em uma 
termoelétrica, a eficiência gira em torno de 45%, segundo os 
entrevistados.
O sistema de cogeração é responsável por atender toda a 
capacidade do complexo em refrigeração e climatização. 
A mesma água utilizada para resfriar o gás serve para 
abastecer as edificações 
Sistema
Sistema 
Todo o sistema tem capacidade para atender uma 
demanda total de 4 megawatts de potência. Por conta da entrega 
da quarta torre a usina está sendo ampliada para dobrar sua 
capacidade de fornecimento de energia
Obras da Torre A 
Construção
Referências Bibliográficas 
PINI WEB - Complexo comercial em São Paulo consegue autossuficiência com sistema de 
cogeração de energia. Disponível em: 
http://www.piniweb.com.br/construcao/tecnologia-materiais/complexo-comercial-em-sao- 
paulo-consegue-autossuficiencia-com-sistema-de-224943-1.asp. Acesso 16 ago 2012 
ARCO WEB – Edifícios de escritório Rochaverá, São Paulo. Disponível em: 
http://www.arcoweb.com.br/arquitetura/aflalo-amp-gasperini-arquitetos-edificios-de-02- 
07-2009.html. Acesso 16 ago 2012 
SKYSCRAPERCITY - (SP) São Paulo, Rochaverá Corporate Towers, Marginal Pinheiros. 
Disponível em: http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=1252009. Acesso 16 
ago 2012 
ECOD - Telhado Verde é um dos itens que mais contribuem para a certificação Leed. 
Disponível em: 
http://canais.ecodesenvolvimento.org/conteudo/posts/2011/marco/parceria-busca-popularizar- 
os-telhados-verdes-no?canal=corredores-verdes-reduzem-mais-a-poluicao-do- 
que. Acesso 16 ago 2012 
PURARQUITETURA – Rochaverá Coporate Towers. Disponível em: 
http://www.purarquitetura.arq.br/projeto.php?id=4. Acesso 17 ago 2012

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Planejamento Urbano em Curitiba
Planejamento Urbano em CuritibaPlanejamento Urbano em Curitiba
Planejamento Urbano em Curitiba
Douglas Ferreira
 
Vale do anhangabaú
Vale do anhangabaúVale do anhangabaú
Vale do anhangabaú
ARQ210AN
 
Estudo de caso faria lima
Estudo de caso faria limaEstudo de caso faria lima
Estudo de caso faria lima
Nayra Reis
 
RED BULL STATION - RESTAURO
RED BULL STATION - RESTAURORED BULL STATION - RESTAURO
RED BULL STATION - RESTAURO
Fernanda Menezes
 
8 house bjarke ingels
8 house  bjarke ingels8 house  bjarke ingels
8 house bjarke ingels
Willian De Sá
 
Estudo de Caso: Vila dos Idosos-SP
Estudo de Caso: Vila dos Idosos-SPEstudo de Caso: Vila dos Idosos-SP
Estudo de Caso: Vila dos Idosos-SP
Luciana Paixão Arquitetura
 
AULA 13 - VAZIOS URBANOS E QUADRA ABERTA - CONCEITOS.pdf
AULA 13 - VAZIOS URBANOS E QUADRA ABERTA - CONCEITOS.pdfAULA 13 - VAZIOS URBANOS E QUADRA ABERTA - CONCEITOS.pdf
AULA 13 - VAZIOS URBANOS E QUADRA ABERTA - CONCEITOS.pdf
PaulaMariaMagalhesTe
 
Habitação Coletiva de Alta densidade
Habitação Coletiva de Alta densidadeHabitação Coletiva de Alta densidade
Habitação Coletiva de Alta densidade
Pedro Sousa
 
TFG - Arquitetura e Urbanismo - Espaço Cultural de Apresentações Musicais
TFG - Arquitetura e Urbanismo - Espaço Cultural de Apresentações MusicaisTFG - Arquitetura e Urbanismo - Espaço Cultural de Apresentações Musicais
TFG - Arquitetura e Urbanismo - Espaço Cultural de Apresentações Musicais
Beatriz Lara Campos
 
Edifício copan
Edifício copanEdifício copan
Edifício copan
karolcantelli
 
Conjunto nacional
Conjunto nacionalConjunto nacional
Conjunto nacional
marysato
 
Unidade Habitacional de Marselha - Le Corbusier
Unidade Habitacional de Marselha -  Le CorbusierUnidade Habitacional de Marselha -  Le Corbusier
Unidade Habitacional de Marselha - Le Corbusier
Willian De Sá
 
Nemausus jean nouvel
Nemausus jean nouvelNemausus jean nouvel
Nemausus jean nouvel
Willian De Sá
 
Aula 4 reform urbanas barcelona
Aula 4   reform urbanas barcelonaAula 4   reform urbanas barcelona
Aula 4 reform urbanas barcelona
Raphael Barbosa Rodrigues
 
Estudo de Caso: Sesc Pompeia-SP
Estudo de Caso: Sesc Pompeia-SPEstudo de Caso: Sesc Pompeia-SP
Estudo de Caso: Sesc Pompeia-SP
Luciana Paixão Arquitetura
 
Ateliê v habitação social
Ateliê v   habitação socialAteliê v   habitação social
Ateliê v habitação social
Laura Castilho
 
Análise do terreno e do entorno urbano
Análise do terreno e do entorno urbanoAnálise do terreno e do entorno urbano
Análise do terreno e do entorno urbano
Ana Leticia Cunha
 
Ruy Ohtake
Ruy OhtakeRuy Ohtake
Ruy Ohtake
Rochelle Lima
 
O Teatro Erótides de Campos e a Carta de Veneza (1964)
O Teatro Erótides de Campos e a Carta de Veneza (1964)O Teatro Erótides de Campos e a Carta de Veneza (1964)
O Teatro Erótides de Campos e a Carta de Veneza (1964)
Gésica Tarnoski
 
Centro Paula Souza - Santa Efigênia
Centro Paula Souza - Santa Efigênia  Centro Paula Souza - Santa Efigênia
Centro Paula Souza - Santa Efigênia
Rayssa Assolini Pinheiro
 

Mais procurados (20)

Planejamento Urbano em Curitiba
Planejamento Urbano em CuritibaPlanejamento Urbano em Curitiba
Planejamento Urbano em Curitiba
 
Vale do anhangabaú
Vale do anhangabaúVale do anhangabaú
Vale do anhangabaú
 
Estudo de caso faria lima
Estudo de caso faria limaEstudo de caso faria lima
Estudo de caso faria lima
 
RED BULL STATION - RESTAURO
RED BULL STATION - RESTAURORED BULL STATION - RESTAURO
RED BULL STATION - RESTAURO
 
8 house bjarke ingels
8 house  bjarke ingels8 house  bjarke ingels
8 house bjarke ingels
 
Estudo de Caso: Vila dos Idosos-SP
Estudo de Caso: Vila dos Idosos-SPEstudo de Caso: Vila dos Idosos-SP
Estudo de Caso: Vila dos Idosos-SP
 
AULA 13 - VAZIOS URBANOS E QUADRA ABERTA - CONCEITOS.pdf
AULA 13 - VAZIOS URBANOS E QUADRA ABERTA - CONCEITOS.pdfAULA 13 - VAZIOS URBANOS E QUADRA ABERTA - CONCEITOS.pdf
AULA 13 - VAZIOS URBANOS E QUADRA ABERTA - CONCEITOS.pdf
 
Habitação Coletiva de Alta densidade
Habitação Coletiva de Alta densidadeHabitação Coletiva de Alta densidade
Habitação Coletiva de Alta densidade
 
TFG - Arquitetura e Urbanismo - Espaço Cultural de Apresentações Musicais
TFG - Arquitetura e Urbanismo - Espaço Cultural de Apresentações MusicaisTFG - Arquitetura e Urbanismo - Espaço Cultural de Apresentações Musicais
TFG - Arquitetura e Urbanismo - Espaço Cultural de Apresentações Musicais
 
Edifício copan
Edifício copanEdifício copan
Edifício copan
 
Conjunto nacional
Conjunto nacionalConjunto nacional
Conjunto nacional
 
Unidade Habitacional de Marselha - Le Corbusier
Unidade Habitacional de Marselha -  Le CorbusierUnidade Habitacional de Marselha -  Le Corbusier
Unidade Habitacional de Marselha - Le Corbusier
 
Nemausus jean nouvel
Nemausus jean nouvelNemausus jean nouvel
Nemausus jean nouvel
 
Aula 4 reform urbanas barcelona
Aula 4   reform urbanas barcelonaAula 4   reform urbanas barcelona
Aula 4 reform urbanas barcelona
 
Estudo de Caso: Sesc Pompeia-SP
Estudo de Caso: Sesc Pompeia-SPEstudo de Caso: Sesc Pompeia-SP
Estudo de Caso: Sesc Pompeia-SP
 
Ateliê v habitação social
Ateliê v   habitação socialAteliê v   habitação social
Ateliê v habitação social
 
Análise do terreno e do entorno urbano
Análise do terreno e do entorno urbanoAnálise do terreno e do entorno urbano
Análise do terreno e do entorno urbano
 
Ruy Ohtake
Ruy OhtakeRuy Ohtake
Ruy Ohtake
 
O Teatro Erótides de Campos e a Carta de Veneza (1964)
O Teatro Erótides de Campos e a Carta de Veneza (1964)O Teatro Erótides de Campos e a Carta de Veneza (1964)
O Teatro Erótides de Campos e a Carta de Veneza (1964)
 
Centro Paula Souza - Santa Efigênia
Centro Paula Souza - Santa Efigênia  Centro Paula Souza - Santa Efigênia
Centro Paula Souza - Santa Efigênia
 

Semelhante a ESTUDO DE CASO ROCHAVERÁ

Apresentação LEED - Anexo Conjunto Hospitalar
Apresentação LEED - Anexo Conjunto HospitalarApresentação LEED - Anexo Conjunto Hospitalar
Apresentação LEED - Anexo Conjunto Hospitalar
LUCIMARA GARCIA
 
Arquitetura Industrial Sustentavel
Arquitetura Industrial SustentavelArquitetura Industrial Sustentavel
Arquitetura Industrial Sustentavel
Miguel Fabregues
 
Revisado desenvolvimento sustentável end
Revisado desenvolvimento sustentável endRevisado desenvolvimento sustentável end
Revisado desenvolvimento sustentável end
marketing_uptec
 
SYENE CORPORATE 1º Green Building do Norte/Nordeste salas de 95 a 960m2, inf ...
SYENE CORPORATE 1º Green Building do Norte/Nordeste salas de 95 a 960m2, inf ...SYENE CORPORATE 1º Green Building do Norte/Nordeste salas de 95 a 960m2, inf ...
SYENE CORPORATE 1º Green Building do Norte/Nordeste salas de 95 a 960m2, inf ...
Rede GVI - Gustavo Vieira Imoveis
 
Case Ventura Corporate Towers
Case Ventura Corporate TowersCase Ventura Corporate Towers
Case Ventura Corporate Towers
PELOSI PELOSI
 
Solar Project
Solar Project Solar Project
Solar Project
solarprojectgaia
 
Cobertura verde - Funcionalidade e portfólio
Cobertura verde - Funcionalidade e portfólioCobertura verde - Funcionalidade e portfólio
Cobertura verde - Funcionalidade e portfólio
Felipe Pinheiro
 
Selo Casa Azul
Selo Casa AzulSelo Casa Azul
Selo Casa Azul
Erik Almeida
 
Aeca group corporativa extendida (pt)
Aeca group corporativa extendida (pt)Aeca group corporativa extendida (pt)
Aeca group corporativa extendida (pt)
Aeca group
 
PORTFÓLIO 2022 - MARLON OSTROVSKI.pdf
PORTFÓLIO 2022 - MARLON OSTROVSKI.pdfPORTFÓLIO 2022 - MARLON OSTROVSKI.pdf
PORTFÓLIO 2022 - MARLON OSTROVSKI.pdf
Marlon Ostrovski
 
11º Simpovidro Abravidro - Palestra de Fernando Simon Westphal (pela Cebrace)...
11º Simpovidro Abravidro - Palestra de Fernando Simon Westphal (pela Cebrace)...11º Simpovidro Abravidro - Palestra de Fernando Simon Westphal (pela Cebrace)...
11º Simpovidro Abravidro - Palestra de Fernando Simon Westphal (pela Cebrace)...
Abravidro
 
Palestra Arranha-Céus- Filipe Boni
Palestra Arranha-Céus- Filipe BoniPalestra Arranha-Céus- Filipe Boni
Palestra Arranha-Céus- Filipe Boni
Filipe Boni
 
Apresentação _ Franquia Concre House
Apresentação _ Franquia Concre HouseApresentação _ Franquia Concre House
Apresentação _ Franquia Concre House
Rodrigo Lanzoni
 
Palestra Sustentabilidade na Construção
Palestra Sustentabilidade na ConstruçãoPalestra Sustentabilidade na Construção
Palestra Sustentabilidade na Construção
LCP Engenharia e Construções
 
Joaquim Pescada - Sonnenkraft
Joaquim Pescada - SonnenkraftJoaquim Pescada - Sonnenkraft
Joaquim Pescada - Sonnenkraft
Construção Sustentável
 
Gafisa like tijuca
Gafisa like tijuca Gafisa like tijuca
Gafisa like tijuca
verdadeimovel
 
Like Tijuca Village Club Residencial
Like Tijuca Village Club ResidencialLike Tijuca Village Club Residencial
Like Tijuca Village Club Residencial
INVEXO Imobiliária
 
Apresentação like Tijuca
Apresentação like TijucaApresentação like Tijuca
Apresentação like Tijuca
Alexandre Quadros
 
12:. Fidalga 727
12:. Fidalga 72712:. Fidalga 727
12:. Fidalga 727
ARQ210AN
 
Stark Haus Construções Inteligentes
Stark Haus Construções InteligentesStark Haus Construções Inteligentes
Stark Haus Construções Inteligentes
Marcelo Botte
 

Semelhante a ESTUDO DE CASO ROCHAVERÁ (20)

Apresentação LEED - Anexo Conjunto Hospitalar
Apresentação LEED - Anexo Conjunto HospitalarApresentação LEED - Anexo Conjunto Hospitalar
Apresentação LEED - Anexo Conjunto Hospitalar
 
Arquitetura Industrial Sustentavel
Arquitetura Industrial SustentavelArquitetura Industrial Sustentavel
Arquitetura Industrial Sustentavel
 
Revisado desenvolvimento sustentável end
Revisado desenvolvimento sustentável endRevisado desenvolvimento sustentável end
Revisado desenvolvimento sustentável end
 
SYENE CORPORATE 1º Green Building do Norte/Nordeste salas de 95 a 960m2, inf ...
SYENE CORPORATE 1º Green Building do Norte/Nordeste salas de 95 a 960m2, inf ...SYENE CORPORATE 1º Green Building do Norte/Nordeste salas de 95 a 960m2, inf ...
SYENE CORPORATE 1º Green Building do Norte/Nordeste salas de 95 a 960m2, inf ...
 
Case Ventura Corporate Towers
Case Ventura Corporate TowersCase Ventura Corporate Towers
Case Ventura Corporate Towers
 
Solar Project
Solar Project Solar Project
Solar Project
 
Cobertura verde - Funcionalidade e portfólio
Cobertura verde - Funcionalidade e portfólioCobertura verde - Funcionalidade e portfólio
Cobertura verde - Funcionalidade e portfólio
 
Selo Casa Azul
Selo Casa AzulSelo Casa Azul
Selo Casa Azul
 
Aeca group corporativa extendida (pt)
Aeca group corporativa extendida (pt)Aeca group corporativa extendida (pt)
Aeca group corporativa extendida (pt)
 
PORTFÓLIO 2022 - MARLON OSTROVSKI.pdf
PORTFÓLIO 2022 - MARLON OSTROVSKI.pdfPORTFÓLIO 2022 - MARLON OSTROVSKI.pdf
PORTFÓLIO 2022 - MARLON OSTROVSKI.pdf
 
11º Simpovidro Abravidro - Palestra de Fernando Simon Westphal (pela Cebrace)...
11º Simpovidro Abravidro - Palestra de Fernando Simon Westphal (pela Cebrace)...11º Simpovidro Abravidro - Palestra de Fernando Simon Westphal (pela Cebrace)...
11º Simpovidro Abravidro - Palestra de Fernando Simon Westphal (pela Cebrace)...
 
Palestra Arranha-Céus- Filipe Boni
Palestra Arranha-Céus- Filipe BoniPalestra Arranha-Céus- Filipe Boni
Palestra Arranha-Céus- Filipe Boni
 
Apresentação _ Franquia Concre House
Apresentação _ Franquia Concre HouseApresentação _ Franquia Concre House
Apresentação _ Franquia Concre House
 
Palestra Sustentabilidade na Construção
Palestra Sustentabilidade na ConstruçãoPalestra Sustentabilidade na Construção
Palestra Sustentabilidade na Construção
 
Joaquim Pescada - Sonnenkraft
Joaquim Pescada - SonnenkraftJoaquim Pescada - Sonnenkraft
Joaquim Pescada - Sonnenkraft
 
Gafisa like tijuca
Gafisa like tijuca Gafisa like tijuca
Gafisa like tijuca
 
Like Tijuca Village Club Residencial
Like Tijuca Village Club ResidencialLike Tijuca Village Club Residencial
Like Tijuca Village Club Residencial
 
Apresentação like Tijuca
Apresentação like TijucaApresentação like Tijuca
Apresentação like Tijuca
 
12:. Fidalga 727
12:. Fidalga 72712:. Fidalga 727
12:. Fidalga 727
 
Stark Haus Construções Inteligentes
Stark Haus Construções InteligentesStark Haus Construções Inteligentes
Stark Haus Construções Inteligentes
 

Último

Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Falcão Brasil
 
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
SheylaAlves6
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
portaladministradores
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdfgestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
Maria das Graças Machado Rodrigues
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
Falcão Brasil
 
Qualidade do Ar interior nas escolas.pptx
Qualidade do Ar interior nas escolas.pptxQualidade do Ar interior nas escolas.pptx
Qualidade do Ar interior nas escolas.pptx
MariaJooSilva58
 
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdfAula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
ProfessoraSilmaraArg
 
ESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS DE ÉPOCA- resumo
ESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS  DE ÉPOCA- resumoESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS  DE ÉPOCA- resumo
ESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS DE ÉPOCA- resumo
SolangeWaltre
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
Manuais Formação
 
Esquadrilhas de Ligação e Observação (ELO).pdf
Esquadrilhas de Ligação e Observação (ELO).pdfEsquadrilhas de Ligação e Observação (ELO).pdf
Esquadrilhas de Ligação e Observação (ELO).pdf
Falcão Brasil
 
reforma trabalhista - direto e deveresss
reforma trabalhista - direto e deveresssreforma trabalhista - direto e deveresss
reforma trabalhista - direto e deveresss
adequacaocontabil
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Falcão Brasil
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Falcão Brasil
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
 
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Elogio da Saudade .
Elogio da Saudade                          .Elogio da Saudade                          .
Elogio da Saudade .
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdfgestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
 
Qualidade do Ar interior nas escolas.pptx
Qualidade do Ar interior nas escolas.pptxQualidade do Ar interior nas escolas.pptx
Qualidade do Ar interior nas escolas.pptx
 
VIAGEM AO PASSADO -
VIAGEM AO PASSADO                        -VIAGEM AO PASSADO                        -
VIAGEM AO PASSADO -
 
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdfAula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
 
ESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS DE ÉPOCA- resumo
ESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS  DE ÉPOCA- resumoESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS  DE ÉPOCA- resumo
ESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS DE ÉPOCA- resumo
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
 
Esquadrilhas de Ligação e Observação (ELO).pdf
Esquadrilhas de Ligação e Observação (ELO).pdfEsquadrilhas de Ligação e Observação (ELO).pdf
Esquadrilhas de Ligação e Observação (ELO).pdf
 
reforma trabalhista - direto e deveresss
reforma trabalhista - direto e deveresssreforma trabalhista - direto e deveresss
reforma trabalhista - direto e deveresss
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 

ESTUDO DE CASO ROCHAVERÁ

  • 1. ESTUDO DE CASO EDIFÍCIO ROCHAVERÁ Corporate Towers ARQUITETURA E URBANISMO - UNIP DISCENTES: Amanda Minari Fábio Oliveira Gustavo Ferrari Isadora Buchala Luis Vinicius Dian Mariana Chapadeiro SÃO JOSÉ DO RIO PRETO, 2012
  • 2. FICHA TÉCNICA Período da Obra: 2002 - 2012 Situação: Em Execução Área Construída: 224.600 m² Cliente: Autonomy Investimentos Realização: Aflalo & Gasperini Arquitetos. Pamela Burton & Company - Arquitetura e Paisagismo. Construtora: Tishman Speyer Método Projeto: Julio Kassoy e Mário Franco Localização: Av. das Nações Unidas,14195 – St. Amaro, São Paulo/SP
  • 4. Estudo de Caso Empreendimento da categoria Triple A; Empreendimento da categoria Triple A; Formado por quatro torres com mais de 120 mil m² de área útil de escritórios; Formado por quatro torres com mais de 120 mil m² de área útil de escritórios; Possui praça de caráter semipúblico; Possui praça de caráter semipúblico; Atende a requisitos de sustentabilidade que lhe garantiram uma das primeiras certificações Leed do Brasil; Atende a requisitos de sustentabilidade que lhe garantiram uma das primeiras certificações Leed do Brasil; Quatro premissas: redução do consumo de energia e dos custos operacionais e de manutenção; diminuição do uso de recursos ambientais não renováveis; melhoria da qualidade interna do ar; e ganhos de qualidade de vida e da saúde dos usuários; Quatro premissas: redução do consumo de energia e dos custos operacionais e de manutenção; diminuição do uso de recursos ambientais não renováveis; melhoria da qualidade interna do ar; e ganhos de qualidade de vida e da saúde dos usuários; Sistema próprio de cogeração de energia elétrica, capaz de atender a 100% da carga de todo o complexo. Sistema próprio de cogeração de energia elétrica, capaz de atender a 100% da carga de todo o complexo.
  • 5. Certificações  Leadership in Energy and Environmental Design (Leed) categoria Gold, do United States Green Building (USGB);  Prêmio Asbea na categoria edifícios de serviços;  Prix d’Excellence como projeto sustentável, concedido pela Federação Internacional da Profissões Imobiliárias (Fiabci).
  • 6. Estudos para Implantação Sequência de estudos realizados até a configuração final adotada no Rochaverá
  • 11. TORRES  Construídas em 3 fases: 1ª) Torres A e B, praça de acesso e central; 2ª) Torre D e demais subsolos; 3ª) Torre C , edifício-garagem e grande praça entre as unidades A e D;  As torres A e B, possuem basicamente o mesmo projeto, com 16 pavimentos-tipo, fachas inclinadas e lajes maiores nos andares superiores. A principal diferença entre elas está nas plantas, que são espelhadas;  A torre D é a menor de todas com apenas 7 pavimentos-tipo;  A torre C é a maior com 30 pavimentos-tipo.
  • 23. Fachada Torre A e B As duas primeiras torres exibem fachadas que conjugam habilmente simplicidade e impacto visual, características que intencionalmente evitam a obsolescência precoce e dão maior longevidade ao empreendimento. Os planos inclinados das fachadas criam ilusão de ótica e se confundem com a perspectiva, de modo que não podem ser percebidos sem o auxílio de um referencial pelos observadores que estão posicionados frontalmente e muito próximos dos prédios.
  • 24. Iluminação O projeto de luminotécnica ficou a cargo de Gunter Parschalk, que já assinava a iluminação dos lobbies: À noite, a praça ganha iluminação suave, pois conta com a intensa luz branca dos lobbies. Nas cascatas, as luzes são azuis.
  • 25. Telhado Verde Outro ponto que contribuiu para a conquista da certificação Leed é o telhado verde, pois ajuda a melhorar a qualidade do ar da cidade, captura dióxido de carbono (CO2) da atmosfera, aprimora a climatização do prédio, a drenagem de águas de chuvas e a biodiversidade urbana.
  • 26. Jardim A paisagista norte-americana Pamela Burton enviou os croquis, A paisagista norte-americana Pamela Burton enviou os croquis, indicando as passagens e os desníveis, com uma vegetação típica dos Estados Unidos. As plantas nativas brasileiras foram escolhidas pelo paisagista Sergio Santana, que “tropicalizou” o jardim, mas mantendo os efeitos da proposta original. indicando as passagens e os desníveis, com uma vegetação típica dos Estados Unidos. As plantas nativas brasileiras foram escolhidas pelo paisagista Sergio Santana, que “tropicalizou” o jardim, mas mantendo os efeitos da proposta original.
  • 27. Sustentabilidade Interface dos múltiplos projetos complementares de instalação de sistemas de reúso e captação de água, teto verde, cobertura branca reflexiva (para a não-absorção dos raios solares) e do estacionamento, que incluiu um bicicletário com vestiário. Interface dos múltiplos projetos complementares de instalação de sistemas de reúso e captação de água, teto verde, cobertura branca reflexiva (para a não-absorção dos raios solares) e do estacionamento, que incluiu um bicicletário com vestiário. a construção da fachada translúcida, feita com placas especiais de vidro de alta eficiência energética. Elas cobrem 41% da fachada, fazendo uma barreira ao calor, o que exige menos do sistema de ar condicionado e, em consequência, reduz o consumo de energia elétrica. O destaque ficou para a construção da fachada translúcida, feita com placas especiais de vidro de alta eficiência energética. Elas cobrem 41% da fachada, fazendo uma barreira ao calor, o que exige menos do sistema de ar condicionado e, em consequência, reduz o consumo de energia elétrica.
  • 28. Autossuficiência com Sistema de Cogeração de Energia O sistema, que demandou investimento inicial próximo a R$ 28 milhões, foi concebido para atender às quatro torres do complexo. A tecnologia permite o atendimento de 100% da demanda interna, alimentando sistemas de climatização e energia de forma ininterrupta. O sistema funciona diariamente, inclusive nos horários de pico, momento em que o consumo de energia chega a até seis vezes mais. Além do retorno econômico, o abastecimento de cogeração de energia a gás proporciona confiabilidade uma vez que, nesses horários, parte das concessionárias de energia elétrica está com o sistema de distribuição congestionado. No processo de cogeração, é possível obter aproveitamento de até 85% do gás empregado no processo, enquanto que em uma termoelétrica, a eficiência gira em torno de 45%, segundo os entrevistados.
  • 29. O sistema de cogeração é responsável por atender toda a capacidade do complexo em refrigeração e climatização. A mesma água utilizada para resfriar o gás serve para abastecer as edificações Sistema
  • 30. Sistema Todo o sistema tem capacidade para atender uma demanda total de 4 megawatts de potência. Por conta da entrega da quarta torre a usina está sendo ampliada para dobrar sua capacidade de fornecimento de energia
  • 31. Obras da Torre A Construção
  • 32. Referências Bibliográficas PINI WEB - Complexo comercial em São Paulo consegue autossuficiência com sistema de cogeração de energia. Disponível em: http://www.piniweb.com.br/construcao/tecnologia-materiais/complexo-comercial-em-sao- paulo-consegue-autossuficiencia-com-sistema-de-224943-1.asp. Acesso 16 ago 2012 ARCO WEB – Edifícios de escritório Rochaverá, São Paulo. Disponível em: http://www.arcoweb.com.br/arquitetura/aflalo-amp-gasperini-arquitetos-edificios-de-02- 07-2009.html. Acesso 16 ago 2012 SKYSCRAPERCITY - (SP) São Paulo, Rochaverá Corporate Towers, Marginal Pinheiros. Disponível em: http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=1252009. Acesso 16 ago 2012 ECOD - Telhado Verde é um dos itens que mais contribuem para a certificação Leed. Disponível em: http://canais.ecodesenvolvimento.org/conteudo/posts/2011/marco/parceria-busca-popularizar- os-telhados-verdes-no?canal=corredores-verdes-reduzem-mais-a-poluicao-do- que. Acesso 16 ago 2012 PURARQUITETURA – Rochaverá Coporate Towers. Disponível em: http://www.purarquitetura.arq.br/projeto.php?id=4. Acesso 17 ago 2012