SlideShare uma empresa Scribd logo
Novos papéis para os atores do
cenário educacional
COMPUTER-BASED
TECHNOLOGY
IN
CLASSROOM
-
EDU670
-
1.2
Must University/2018
Novos papéis para os atores do cenário educacional • 2/12
Objetivos de Aprendizagem
•	 Refletir sobre o papel do docente, estudante e instituições no cenário
educacional;
•	 Analisar a importância do planejamento pedagógico para uso das
tecnologias na educação;
•	 Conhecer as novas demandas para a docência no contexto tecnológico.
Novos papéis para os atores do cenário educacional
Conteúdo organizado por Cristiane Mendes Netto do livro Computer Science
Teacher: Insight into the Computing Classroom, publicado em 2017 por
Beverly Clarke.
A sociedade tem vivenciado
transformações aceleradas em função
das tecnologias digitais de informação
e comunicação (TDICs), e no cenário
educacional faz-se necessário que
as práticas pedagógicas também
acompanhem o contexto da evolução
tecnológica, tendo em vista que novas
perspectivas se apresentam para docentes,
discentes e instituições, exigindo novas
atitudes e competências no processo de
ensino e aprendizagem.
Novos papéis para os atores do cenário educacional • 3/12
Entre as transformações que se passam na educação, tem-se que a obtenção
de conteúdos informacionais dependerá cada vez menos do docente, pois os
estudantes com os seus dispositivos móveis geralmente possuem acesso a textos,
imagens e vídeos de forma rápida. No entanto, gerar significados e aplicação para
apresentação de propostas de soluções e análises dependerá do docente, que
precisará apoiar os estudantes e mediar a construção do conhecimento.
Nesse processo, também é necessário um novo perfil de estudante, que se
desenvolva com mais autonomia no estudo e tenha maturidade para conduzir a
sua aprendizagem. O acesso facilitado que se tem hoje para encontrar e publicar
informação não garante o conhecimento. Além disso, passa-se a exigir uma
capacidade ainda maior de crítica e cautela, em razão da necessidade de analisar as
fontes informacionais, assim como de ter orientação aos direitos de publicação.
O uso das TDICs na educação também traz novas demandas para as instituições.
Para oferecer acesso a docentes e estudantes, são necessários investimentos em
infraestrutura física e tecnológica, além da responsabilidade de prover formação
continuada para atuação dos seus funcionários. Em muitos casos, pressionadas por
famílias e pela concorrência, o uso das tecnologias é implantado às pressas pelas
instituições no intuito de demonstrar modernidade; no entanto a ausência de um
planejamento adequado não possibilita os benefícios que poderiam ser alcançados
com a integração das tecnologias.
Novos papéis para os atores do cenário educacional • 4/12
Assista aos dois vídeos seguintes e reflita sobre como as tecnologias
muitas vezes não trazem os benefícios esperados quando de sua
integração na educação:
1. “Tecnologia ou Metodologia?”.
Disponível em: <https://youtu.be/QzwNpyoX1xk>.
2. “Lousa Digital”.
Disponível em: <https://youtu.be/DsO8meyCZyM>.
Saiba Mais
Novos papéis para os atores do cenário educacional • 5/12
O docente no contexto tecnológico
O uso das TDICs na educação não pode ser assumido como um modismo ou
apenas um diferencial de um docente ou de uma instituição de ensino. A sua
integração à educação precisa ser compreendida como uma evolução dos
processos de ensino e aprendizagem para auxiliar as pessoas que vivem em um
contexto cada vez mais conectado às tecnologias digitais, com acesso móvel a
uma rede de informação e comunicação e, portanto, com novas relações com o
conhecimento.
Os docentes nesse contexto ganham relevância, já que precisam desempenhar o
papel de curadores e desenvolvedores de percursos de aprendizagem para que os
estudantes construam os seus questionamentos, investigações, práticas e avancem na
aprendizagem. Ao abordar o papel do docente no cenário de uso das tecnologias
na educação, os autores Moran, Masetto e Behrens (2010) apontam quatro atuações
de mediação e orientação, a saber:
1.Orientador e mediador intelectual: atua como aquele que ajuda a escolher
as informações mais importantes e apresenta práticas pedagógicas que
permitam aos estudantes compreendê-las e torná-las significativa.
2.Orientador e mediador emocional: atua como motivador, incentivando e
estimulando o avanço dos estudantes com autenticidade e empatia.
3.Orientador e mediador gerencial e comunicador: atua como organizador
das atividades, do processo de avaliação, e ajuda no desenvolvimento da
interação e integração das tecnologias.
4.Orientador ético: atua como colaborador de uma vivência baseada em
valores construtivos para colaboração e cooperação.
Nessa perspectiva, conforme apresentam Bacich e Moran (2017), o docente torna-
se um gestor de caminhos coletivos e individuais, previsíveis e imprevisíveis, em uma
construção aberta, criativa e empreendedora. Essa atuação é mais complexa do que
a de apenas ter domínio de um conteúdo e ser transmissor de informação. Assim,
considera-se que o caminho da docência hoje não se separa do uso das TDICs e
que o êxito está na busca contínua de formação e reflexão sobre a prática.
Novos papéis para os atores do cenário educacional • 6/12
Veja uma matéria que destaca o papel do professor como guia de
aprendizagem em:
<https://veja.abril.com.br/educacao/o-papel-do-professor-guiar-o-
aprendizado/>.
Conceitos fundamentais
Tecnologias na educação: integração das tecnologias digitais de
informação e comunicação na educação que requer planejamento
pedagógico adequado com o intuito de melhorar o processo de
ensino e aprendizagem.
Materiais complementares
Quer saber mais sobre o que estudamos? Então acesse o conteúdo
dos links a seguir:
1- Vídeo: “Entrevista com José Manual Moran”.
Disponível em: <https://youtu.be/ymu1YlOzVLc>.
Saiba Mais
Novos papéis para os atores do cenário educacional • 7/12
Em resumo
A integração das tecnologias à educação precisa ser
compreendida como uma evolução dos processos
de ensino e aprendizagem. O propósito que se
espera dessa integração é o auxílio à educação
que envolve pessoas em um contexto cada vez
mais conectado às tecnologias digitais, com acesso
móvel à uma rede de informação e comunicação e,
portanto, com novas relações com o conhecimento.
Novos papéis e atitudes são exigidos de docentes,
estudantes e instituições de ensino, razão pela qual
uma compreensão e uma reflexão sobre as práticas
deve ser sempre realizada em busca de avanços e
melhoria de resultados.
2- Artigo: “Paulo Freire: o uso crítico sobre as tecnologias na
educação”. Disponível em: <http://artefactum.rafrom.com.br/
index.php/artefactum/article/view/1634/775>.
3- Vídeo: “Por que usar tecnologia na educação?”.
Disponível em: <https://youtu.be/IzsHAiCvxR8>.
Novos papéis para os atores do cenário educacional • 8/12
Na ponta da língua
Referências Bibliográficas
Bacich, L.; Moran, J. (2017) Metodologias ativas para uma educação inovadora:
uma abordagem teórico-prática. Porto Alegre: Penso.
Moran, J. M.; Masetto, M. T.; Behrens, M. (2010) Novas tecnologias e mediação
pedagógica. Campinas: Papirus.
Novos papéis para os atores do cenário educacional • 9/12
ATIVIDADES DE AUTOESTUDO
1. A tecnologia está mudando a forma como
produzimos, consumimos, nos relacionamos e,
até mesmo, como exercemos a nossa cidadania.
Agora é a vez de transformar também a maneira
como aprendemos e ensinamos.
(adaptação da fala de Ana Penido no vídeo https://www.youtube.com/
watch?v=IzsHAiCvxR8).
a)	 o acesso à internet pelos estudantes de forma rápida e individual.
b)	 o desenvolvimento de uma aprendizagem significativa pelos estudantes.
c)	 a competitividade entre estudantes.
d)	 a diversão dos estudantes para melhor resultado.
Ao planejar o uso integrado de uma tecnologia para uma atividade didática, a
atuação do professor deve priorizar:
Novos papéis para os atores do cenário educacional • 10/12
a)	 I e II.
b)	 II e III.
c)	 I.
d)	 II.
2. No contexto educacional, considerando o papel
dos docentes, estudantes e instituições na socie-
dade contemporânea, analise as afirmativas a se-
guir:
I. A existência de recursos tecnológicos avançados garante às instituições o
desempenho de um papel inovador na educação.
II. O professor precisa rever o seu papel na sala de aula, passando
de um mero palestrante para um mediador do processo de ensino e
aprendizagem.
III. Os estudantes, em geral, sabem utilizar bem as tecnologias, o que
garante um bom resultado na aprendizagem.
É correto o que se afirma apenas em:
Novos papéis para os atores do cenário educacional • 11/12
a)	 a professora está integrando as tecnologias na educação de uma forma
inovadora, pois permite o uso de celulares na sala de aula.
b) o fato de fazer uso de uma tecnologia na sala de aula não necessariamente
caracteriza uma integração efetiva de tecnologias no processo de ensino e
aprendizagem.
c)	 os alunos da professora são participantes ativos das aulas da professora e
interessados no conteúdo ministrado pela professora.
d)	 a instituição provavelmente é particular, uma vez que os alunos fazem uso
de celulares na sala de aula.
3. Considere o seguinte cenário: “Professora de
uma instituição de ensino, Joana, diariamente,
após anotar o conteúdo de sua aula no quadro,
permite que seus alunos tirem fotografias pelo ce-
lular para registrar o conteúdo”. Ao refletir sobre
essa prática, no contexto em que foi estudado o
uso das tecnologias na educação, pode ser afirma-
do que:
Gostou da leitura?
Ouça o Podcast deste material!
01:15 CLIQUE E FAÇA O DOWNLOAD EM PDF
Quer imprimir o conteúdo desta aula?
Imagens:
Shutterstock
Você pode acessar o livro base deste tema
na Biblioteca Lirn:
Computer Science Teacher: Insight into the
Computing Classroom
Beverly Clarke
BCS © 2017

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a EDU670_1_2 - TEMA 02 - Novos papéis para os atores do cenário educacional.pdf

Informação, Tec e Mídia 2ª semana.ppt
Informação, Tec e Mídia 2ª semana.pptInformação, Tec e Mídia 2ª semana.ppt
Informação, Tec e Mídia 2ª semana.ppt
DrikaSato
 
Aprendizado em rede e o aluno mundo atual
Aprendizado em rede e o aluno mundo atualAprendizado em rede e o aluno mundo atual
Aprendizado em rede e o aluno mundo atual
Dilceia Paiva
 
Marcia rozane b. pipper
Marcia rozane b. pipperMarcia rozane b. pipper
Marcia rozane b. pipper
equipetics
 
A Sociedade Conectada - Caminhos para Formação de Professores
A Sociedade Conectada - Caminhos para Formação de ProfessoresA Sociedade Conectada - Caminhos para Formação de Professores
A Sociedade Conectada - Caminhos para Formação de Professores
cidacandine
 
Modelo poster final
Modelo poster finalModelo poster final
Modelo poster final
anamariadis
 
Satiane moreira goulart
Satiane moreira goulartSatiane moreira goulart
Satiane moreira goulart
equipetics
 
Apres Sancho
Apres SanchoApres Sancho
Apres Sancho
Egui Branco
 
Adriana ApresentaçãOartigo
Adriana   ApresentaçãOartigoAdriana   ApresentaçãOartigo
Adriana ApresentaçãOartigo
Adriana Sitta
 
Forma qim teresa_tic_educa2012
Forma qim teresa_tic_educa2012Forma qim teresa_tic_educa2012
Forma qim teresa_tic_educa2012
Teresa Vasconcelos
 
O uso-das-midias-na-sala-de-aula-resistencias-e-aprendizagens
O uso-das-midias-na-sala-de-aula-resistencias-e-aprendizagensO uso-das-midias-na-sala-de-aula-resistencias-e-aprendizagens
O uso-das-midias-na-sala-de-aula-resistencias-e-aprendizagens
Secretaria Municipal de Educação de Dona Inês/PB
 
Artigo/ensaio, Internet e inclusão: otimismos exacerbados e lucidez pedagógica
 Artigo/ensaio,  Internet e inclusão: otimismos exacerbados e lucidez pedagógica Artigo/ensaio,  Internet e inclusão: otimismos exacerbados e lucidez pedagógica
Artigo/ensaio, Internet e inclusão: otimismos exacerbados e lucidez pedagógica
Alan Ciriaco
 
A inserção das ti cs no ensino fundamental limites e
A inserção das ti cs no ensino fundamental   limites eA inserção das ti cs no ensino fundamental   limites e
A inserção das ti cs no ensino fundamental limites e
tarlison00
 
Vildaine simões taschetto
Vildaine simões taschettoVildaine simões taschetto
Vildaine simões taschetto
equipetics
 
Graziele oliveira martins
Graziele oliveira martinsGraziele oliveira martins
Graziele oliveira martins
equipetics
 
Artigo7780
Artigo7780Artigo7780
Comunicação na educação
Comunicação na educaçãoComunicação na educação
Comunicação na educação
Sirley Zancanari Ferrantte
 
Monografia Antonio Matemática 2010
Monografia Antonio Matemática 2010Monografia Antonio Matemática 2010
Monografia Antonio Matemática 2010
Biblioteca Campus VII
 
Monografia
MonografiaMonografia
Monografia tecnologias em educação - puc rio
Monografia   tecnologias em educação - puc rioMonografia   tecnologias em educação - puc rio
Monografia tecnologias em educação - puc rio
Auta Fernandes Costa
 
Monografia
MonografiaMonografia

Semelhante a EDU670_1_2 - TEMA 02 - Novos papéis para os atores do cenário educacional.pdf (20)

Informação, Tec e Mídia 2ª semana.ppt
Informação, Tec e Mídia 2ª semana.pptInformação, Tec e Mídia 2ª semana.ppt
Informação, Tec e Mídia 2ª semana.ppt
 
Aprendizado em rede e o aluno mundo atual
Aprendizado em rede e o aluno mundo atualAprendizado em rede e o aluno mundo atual
Aprendizado em rede e o aluno mundo atual
 
Marcia rozane b. pipper
Marcia rozane b. pipperMarcia rozane b. pipper
Marcia rozane b. pipper
 
A Sociedade Conectada - Caminhos para Formação de Professores
A Sociedade Conectada - Caminhos para Formação de ProfessoresA Sociedade Conectada - Caminhos para Formação de Professores
A Sociedade Conectada - Caminhos para Formação de Professores
 
Modelo poster final
Modelo poster finalModelo poster final
Modelo poster final
 
Satiane moreira goulart
Satiane moreira goulartSatiane moreira goulart
Satiane moreira goulart
 
Apres Sancho
Apres SanchoApres Sancho
Apres Sancho
 
Adriana ApresentaçãOartigo
Adriana   ApresentaçãOartigoAdriana   ApresentaçãOartigo
Adriana ApresentaçãOartigo
 
Forma qim teresa_tic_educa2012
Forma qim teresa_tic_educa2012Forma qim teresa_tic_educa2012
Forma qim teresa_tic_educa2012
 
O uso-das-midias-na-sala-de-aula-resistencias-e-aprendizagens
O uso-das-midias-na-sala-de-aula-resistencias-e-aprendizagensO uso-das-midias-na-sala-de-aula-resistencias-e-aprendizagens
O uso-das-midias-na-sala-de-aula-resistencias-e-aprendizagens
 
Artigo/ensaio, Internet e inclusão: otimismos exacerbados e lucidez pedagógica
 Artigo/ensaio,  Internet e inclusão: otimismos exacerbados e lucidez pedagógica Artigo/ensaio,  Internet e inclusão: otimismos exacerbados e lucidez pedagógica
Artigo/ensaio, Internet e inclusão: otimismos exacerbados e lucidez pedagógica
 
A inserção das ti cs no ensino fundamental limites e
A inserção das ti cs no ensino fundamental   limites eA inserção das ti cs no ensino fundamental   limites e
A inserção das ti cs no ensino fundamental limites e
 
Vildaine simões taschetto
Vildaine simões taschettoVildaine simões taschetto
Vildaine simões taschetto
 
Graziele oliveira martins
Graziele oliveira martinsGraziele oliveira martins
Graziele oliveira martins
 
Artigo7780
Artigo7780Artigo7780
Artigo7780
 
Comunicação na educação
Comunicação na educaçãoComunicação na educação
Comunicação na educação
 
Monografia Antonio Matemática 2010
Monografia Antonio Matemática 2010Monografia Antonio Matemática 2010
Monografia Antonio Matemática 2010
 
Monografia
MonografiaMonografia
Monografia
 
Monografia tecnologias em educação - puc rio
Monografia   tecnologias em educação - puc rioMonografia   tecnologias em educação - puc rio
Monografia tecnologias em educação - puc rio
 
Monografia
MonografiaMonografia
Monografia
 

Último

UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdfUFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
Manuais Formação
 
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
IslanderAndrade
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
sthefanydesr
 
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e ZCaça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Mary Alvarenga
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Centro Jacques Delors
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
ReinaldoSouza57
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Mary Alvarenga
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
RenanSilva991968
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
AdrianoMontagna1
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
enpfilosofiaufu
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
cmeioctaciliabetesch
 
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdfiNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
andressacastro36
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 

Último (20)

UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdfUFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
UFCD_5420_Integração de sistemas de informação - conceitos_índice.pdf
 
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
 
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e ZCaça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
 
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdfiNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 

EDU670_1_2 - TEMA 02 - Novos papéis para os atores do cenário educacional.pdf

  • 1. Novos papéis para os atores do cenário educacional COMPUTER-BASED TECHNOLOGY IN CLASSROOM - EDU670 - 1.2 Must University/2018
  • 2. Novos papéis para os atores do cenário educacional • 2/12 Objetivos de Aprendizagem • Refletir sobre o papel do docente, estudante e instituições no cenário educacional; • Analisar a importância do planejamento pedagógico para uso das tecnologias na educação; • Conhecer as novas demandas para a docência no contexto tecnológico. Novos papéis para os atores do cenário educacional Conteúdo organizado por Cristiane Mendes Netto do livro Computer Science Teacher: Insight into the Computing Classroom, publicado em 2017 por Beverly Clarke. A sociedade tem vivenciado transformações aceleradas em função das tecnologias digitais de informação e comunicação (TDICs), e no cenário educacional faz-se necessário que as práticas pedagógicas também acompanhem o contexto da evolução tecnológica, tendo em vista que novas perspectivas se apresentam para docentes, discentes e instituições, exigindo novas atitudes e competências no processo de ensino e aprendizagem.
  • 3. Novos papéis para os atores do cenário educacional • 3/12 Entre as transformações que se passam na educação, tem-se que a obtenção de conteúdos informacionais dependerá cada vez menos do docente, pois os estudantes com os seus dispositivos móveis geralmente possuem acesso a textos, imagens e vídeos de forma rápida. No entanto, gerar significados e aplicação para apresentação de propostas de soluções e análises dependerá do docente, que precisará apoiar os estudantes e mediar a construção do conhecimento. Nesse processo, também é necessário um novo perfil de estudante, que se desenvolva com mais autonomia no estudo e tenha maturidade para conduzir a sua aprendizagem. O acesso facilitado que se tem hoje para encontrar e publicar informação não garante o conhecimento. Além disso, passa-se a exigir uma capacidade ainda maior de crítica e cautela, em razão da necessidade de analisar as fontes informacionais, assim como de ter orientação aos direitos de publicação. O uso das TDICs na educação também traz novas demandas para as instituições. Para oferecer acesso a docentes e estudantes, são necessários investimentos em infraestrutura física e tecnológica, além da responsabilidade de prover formação continuada para atuação dos seus funcionários. Em muitos casos, pressionadas por famílias e pela concorrência, o uso das tecnologias é implantado às pressas pelas instituições no intuito de demonstrar modernidade; no entanto a ausência de um planejamento adequado não possibilita os benefícios que poderiam ser alcançados com a integração das tecnologias.
  • 4. Novos papéis para os atores do cenário educacional • 4/12 Assista aos dois vídeos seguintes e reflita sobre como as tecnologias muitas vezes não trazem os benefícios esperados quando de sua integração na educação: 1. “Tecnologia ou Metodologia?”. Disponível em: <https://youtu.be/QzwNpyoX1xk>. 2. “Lousa Digital”. Disponível em: <https://youtu.be/DsO8meyCZyM>. Saiba Mais
  • 5. Novos papéis para os atores do cenário educacional • 5/12 O docente no contexto tecnológico O uso das TDICs na educação não pode ser assumido como um modismo ou apenas um diferencial de um docente ou de uma instituição de ensino. A sua integração à educação precisa ser compreendida como uma evolução dos processos de ensino e aprendizagem para auxiliar as pessoas que vivem em um contexto cada vez mais conectado às tecnologias digitais, com acesso móvel a uma rede de informação e comunicação e, portanto, com novas relações com o conhecimento. Os docentes nesse contexto ganham relevância, já que precisam desempenhar o papel de curadores e desenvolvedores de percursos de aprendizagem para que os estudantes construam os seus questionamentos, investigações, práticas e avancem na aprendizagem. Ao abordar o papel do docente no cenário de uso das tecnologias na educação, os autores Moran, Masetto e Behrens (2010) apontam quatro atuações de mediação e orientação, a saber: 1.Orientador e mediador intelectual: atua como aquele que ajuda a escolher as informações mais importantes e apresenta práticas pedagógicas que permitam aos estudantes compreendê-las e torná-las significativa. 2.Orientador e mediador emocional: atua como motivador, incentivando e estimulando o avanço dos estudantes com autenticidade e empatia. 3.Orientador e mediador gerencial e comunicador: atua como organizador das atividades, do processo de avaliação, e ajuda no desenvolvimento da interação e integração das tecnologias. 4.Orientador ético: atua como colaborador de uma vivência baseada em valores construtivos para colaboração e cooperação. Nessa perspectiva, conforme apresentam Bacich e Moran (2017), o docente torna- se um gestor de caminhos coletivos e individuais, previsíveis e imprevisíveis, em uma construção aberta, criativa e empreendedora. Essa atuação é mais complexa do que a de apenas ter domínio de um conteúdo e ser transmissor de informação. Assim, considera-se que o caminho da docência hoje não se separa do uso das TDICs e que o êxito está na busca contínua de formação e reflexão sobre a prática.
  • 6. Novos papéis para os atores do cenário educacional • 6/12 Veja uma matéria que destaca o papel do professor como guia de aprendizagem em: <https://veja.abril.com.br/educacao/o-papel-do-professor-guiar-o- aprendizado/>. Conceitos fundamentais Tecnologias na educação: integração das tecnologias digitais de informação e comunicação na educação que requer planejamento pedagógico adequado com o intuito de melhorar o processo de ensino e aprendizagem. Materiais complementares Quer saber mais sobre o que estudamos? Então acesse o conteúdo dos links a seguir: 1- Vídeo: “Entrevista com José Manual Moran”. Disponível em: <https://youtu.be/ymu1YlOzVLc>. Saiba Mais
  • 7. Novos papéis para os atores do cenário educacional • 7/12 Em resumo A integração das tecnologias à educação precisa ser compreendida como uma evolução dos processos de ensino e aprendizagem. O propósito que se espera dessa integração é o auxílio à educação que envolve pessoas em um contexto cada vez mais conectado às tecnologias digitais, com acesso móvel à uma rede de informação e comunicação e, portanto, com novas relações com o conhecimento. Novos papéis e atitudes são exigidos de docentes, estudantes e instituições de ensino, razão pela qual uma compreensão e uma reflexão sobre as práticas deve ser sempre realizada em busca de avanços e melhoria de resultados. 2- Artigo: “Paulo Freire: o uso crítico sobre as tecnologias na educação”. Disponível em: <http://artefactum.rafrom.com.br/ index.php/artefactum/article/view/1634/775>. 3- Vídeo: “Por que usar tecnologia na educação?”. Disponível em: <https://youtu.be/IzsHAiCvxR8>.
  • 8. Novos papéis para os atores do cenário educacional • 8/12 Na ponta da língua Referências Bibliográficas Bacich, L.; Moran, J. (2017) Metodologias ativas para uma educação inovadora: uma abordagem teórico-prática. Porto Alegre: Penso. Moran, J. M.; Masetto, M. T.; Behrens, M. (2010) Novas tecnologias e mediação pedagógica. Campinas: Papirus.
  • 9. Novos papéis para os atores do cenário educacional • 9/12 ATIVIDADES DE AUTOESTUDO 1. A tecnologia está mudando a forma como produzimos, consumimos, nos relacionamos e, até mesmo, como exercemos a nossa cidadania. Agora é a vez de transformar também a maneira como aprendemos e ensinamos. (adaptação da fala de Ana Penido no vídeo https://www.youtube.com/ watch?v=IzsHAiCvxR8). a) o acesso à internet pelos estudantes de forma rápida e individual. b) o desenvolvimento de uma aprendizagem significativa pelos estudantes. c) a competitividade entre estudantes. d) a diversão dos estudantes para melhor resultado. Ao planejar o uso integrado de uma tecnologia para uma atividade didática, a atuação do professor deve priorizar:
  • 10. Novos papéis para os atores do cenário educacional • 10/12 a) I e II. b) II e III. c) I. d) II. 2. No contexto educacional, considerando o papel dos docentes, estudantes e instituições na socie- dade contemporânea, analise as afirmativas a se- guir: I. A existência de recursos tecnológicos avançados garante às instituições o desempenho de um papel inovador na educação. II. O professor precisa rever o seu papel na sala de aula, passando de um mero palestrante para um mediador do processo de ensino e aprendizagem. III. Os estudantes, em geral, sabem utilizar bem as tecnologias, o que garante um bom resultado na aprendizagem. É correto o que se afirma apenas em:
  • 11. Novos papéis para os atores do cenário educacional • 11/12 a) a professora está integrando as tecnologias na educação de uma forma inovadora, pois permite o uso de celulares na sala de aula. b) o fato de fazer uso de uma tecnologia na sala de aula não necessariamente caracteriza uma integração efetiva de tecnologias no processo de ensino e aprendizagem. c) os alunos da professora são participantes ativos das aulas da professora e interessados no conteúdo ministrado pela professora. d) a instituição provavelmente é particular, uma vez que os alunos fazem uso de celulares na sala de aula. 3. Considere o seguinte cenário: “Professora de uma instituição de ensino, Joana, diariamente, após anotar o conteúdo de sua aula no quadro, permite que seus alunos tirem fotografias pelo ce- lular para registrar o conteúdo”. Ao refletir sobre essa prática, no contexto em que foi estudado o uso das tecnologias na educação, pode ser afirma- do que:
  • 12. Gostou da leitura? Ouça o Podcast deste material! 01:15 CLIQUE E FAÇA O DOWNLOAD EM PDF Quer imprimir o conteúdo desta aula? Imagens: Shutterstock Você pode acessar o livro base deste tema na Biblioteca Lirn: Computer Science Teacher: Insight into the Computing Classroom Beverly Clarke BCS © 2017