SlideShare uma empresa Scribd logo
PROJETO E. B. M. SANTA MARIA      GORETTI TUTORA: LEONICE MEZOMO GOTARDO EDRIANE SANDRA BRAZZO EVELIZE DE CEZARO VALENTINI IVETE MARIA BAMBERG FLACH
                 Este trabalho apresenta uma reflexão sobre algumas realidades existentes em nossa escola.                   A Tecnologia na Educação requer um olhar mais abrangente, envolvendo novas formas de ensinar e de aprender condizentes com o paradigma da sociedade do conhecimento, o qual se caracteriza pelos princípios da diversidade, da integração e da complexidade.                   Há algum tempo, o Brasil é um dos países onde as pessoas permanecem mais tempo conectadas à rede mundial de computadores. No entanto, quando o assunto é o uso da internet para auxiliar o processo de ensino, o País ainda tem um longo caminho a percorrer.    Introdução
    Geral :      Reconhecer a informática como uma tecnologia viável e eficaz para o desenvolvimento da aprendizagem e do conhecimento na sociedade competitiva.  Objetivos
    ESPECÍFICOS:  Verificar a estrutura e a importância da gestão escolar na aprendizagem,    através dos meios tecnológicos. Identificar conceitos de aprendizagem e sua importância; para a compreensão da importância das TICs.  Salientar a participação dos professores como mediador no processo ensino aprendizagem, por meio das TICs.
           O campo das tecnologias, é hoje, um campo muito instigado por parte  de nossos alunos em nossa escola,   para qualificar a educação e promover em nossa instituição, ações eficazes que contribuem na construção do conhecimento dos tics.       Com o reflexo da informatização diretamente na escola, é preciso perguntar: Nossos professores sabem usar estas ferramentas tecnológicas? Possibilitam uma aprendizagem integrada a informatização dos conteúdos curriculares?  Justificativa
Diante desta problemática encontrada na Escola Básica Municipal Santa Maria Goretti, a partir do levantamento teórico que embasará esta pesquisa, procura-se identificar e definir alguns conceitos de aprendizagem, verificando como o professor e o gestor escolar podem interagir democraticamente neste processo e ainda, deixar-se bem explicitado de como nossos professores podem integrar os conteúdos por meio da informática, disponibilizando aos alunos atividades diferenciadas e bem significativas para a elaboração do conhecimento.
Professor como mediador na informatização  REFERENCIAL TEÓRICO
          Sabemos que a tecnologia tem um papel importante no desenvolvimento de habilidades para atuar no mundo de hoje. Mas é essencial investigar o potencial das ferramentas digitais, uma boa estratégia é apoiar-se nas experiências bem sucedidas dos colegas, além de ter um conhecimento básico do computador e da internet.
Sendo a informática uma grande atração para nossos alunos, podendo-se até afirmar que são as aulas que estes mais gostam, é oportuno e de consciência apontar que a inserção das tecnologias à educação, requer dos educadores e gestores, uma reflexão muito maior para entender todo processo evolutivo das TICs e que, se possa usá-los de maneira coerente e de forma que estas nos permitem uma interação maior com o mundo, com o conhecimento e com os outros. Para FREIRE, é nas relações dialéticas que o conhecimento se legitima, por via da comunicação e educação.
O professor motiva e incentiva, dá os primeiros passos para a sensibilizar o aluno para o valor do que vamos fazer para a importância da participação do aluno neste processo. Aluno motivado e com participação ativa avança mais Pensar então sobre os meios tecnológicos, significa pensar no aluno e na relação exercida entre este, a informática, os programas, professor, gestor e toda comunidade escolar, para a eficácia do seu desenvolvimento subjacente ao fator regras, para a concretização da aprendizagem.
  Desta forma, o papel do professor torna-se relevante na construção do conhecimento do aluno. Compreendendo, conhecendo e reconhecendo o jeito particular do aluno aprender, que é o grande desafio dos profissionais. Assim toda ação docente esta vinculada na forma de como o professor incorpora a seriedade de seu trabalho e o que este propicia ao aluno para que este possa explorar diferentes conceitos para obtenção de novos significados.
            Vendo o professor no papel de mediador, é preciso analisar o sentido mediar e com que finalidade este acontece entre o aluno e as atividades pedagógicas existentes ( procedimental). Mediar é "ajudar", logo o professor se propõe a ajudar o aluno a realizar atividades por meio do computador, através de seus programas oferecidos, utilizando-se de seus conhecimentos formais e informais. Proporciona ao aluno um pensar e repensar sobre o que está fazendo e para que esteja fazendo, para que ele possa também compreender e ter um sentido crítico destas atividades que realiza. É importante ressaltar que, as organizações dos conteúdos abordados e as atividades realizadas no laboratório de informática, estejam sempre voltadas às necessidades do aluno em função de aprendizagem.
             Percebe-se claramente a responsabilidade do professor como propulsor da aprendizagem, ambos os professores e alunos precisam se permitir este momento, conforme relata o texto anteriormente. Mas precisa-se registrar da importância do professor em saber usar a informática e, a partir disso, verificar o que PPP da escola tem a oferecer. Ao professor cabe ainda ter um planejamento eloqüente e condizente ao currículo escolar e as necessidades do aluno e o que é mais relevante neste processo: levar os alunos no laboratório de informática para trabalhar os diversos conteúdos em suas áreas específicas, articulando o prazer ao fazer.
            Os recursos tecnológicos invadem o campo educacional para redefinir seus meios, e serem usados de forma prática para atender diversas funcionalidades das atividades existentes. Como então usá-los para desenvolver as potencialidades nas diferentes áreas do conhecimento do aluno? Com esta preocupação de integrar a informática ao processo ensino aprendizagem, onde percebemos que os professores sentem mais dificuldade de atuar, é necessário, revermos alguns conceitos de aprendizagem e refletir posteriormente sobre a importância da aprendizagem e, sua disponibilidade para então sim, falarmos da mediação do professor e gestor escolar com informática.
             Com o uso de pesquisas virtuais de aprendizagem redefine-se o papel do professor que finalmente pode compreender a importância de ser mediador de seus alunos. Educar hoje é mais complexo porque a sociedade é mais exigente e competitiva. As tecnologias estão mais acessíveis ao estudante e ao professor. Precisamos repensar todo o processo, de ensino aprendizagem como orientar nas atividades, e definir qual o papel do professor nessa interação tecnológica.  CONSIDERAÇÕES FINAIS:
              É preciso que nós educadores, continuemos nos aperfeiçoando cada vez mais nos TICs para a ampla utilização das ferramentas tecnológicas disponíveis nos dias atuais, criando possibilidades de uso das mesmas, que aguce no aluno o interesse pela pesquisa dentro e fora da escola, desenvolvendo no educando, as capacidades de interação, uma vez que, a escola é o espaço apropriado para ensinar como os indivíduos devem se portar diante das novas tecnologias.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

andreia projeto
andreia projetoandreia projeto
andreia projeto
DEIAtecchio
 
Apresentação do projeto sobre a introdução digital
Apresentação do projeto sobre a introdução digitalApresentação do projeto sobre a introdução digital
Apresentação do projeto sobre a introdução digital
Leonice Mezomo
 
Apresentaçã tecnologia aplicadas a Educação
Apresentaçã tecnologia aplicadas a EducaçãoApresentaçã tecnologia aplicadas a Educação
Apresentaçã tecnologia aplicadas a Educação
Darrlan
 
Inclusão digital
Inclusão digitalInclusão digital
Monografia auta
Monografia autaMonografia auta
Monografia auta
rositalima
 
Monografia
MonografiaMonografia
PROJETO PESQUISA DO CEFET UFF - Prof. Noe Assunção
PROJETO PESQUISA DO CEFET UFF - Prof. Noe AssunçãoPROJETO PESQUISA DO CEFET UFF - Prof. Noe Assunção
PROJETO PESQUISA DO CEFET UFF - Prof. Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
Elisangela brauner
Elisangela braunerElisangela brauner
Elisangela brauner
equipetics
 
Monografia tecnologias em educação - puc rio
Monografia   tecnologias em educação - puc rioMonografia   tecnologias em educação - puc rio
Monografia tecnologias em educação - puc rio
Auta Fernandes Costa
 
Monografia
MonografiaMonografia
Monografia
MonografiaMonografia
Monografia tecnologias em educação - puc rio
Monografia   tecnologias em educação - puc rioMonografia   tecnologias em educação - puc rio
Monografia tecnologias em educação - puc rio
Auta Fernandes Costa
 
Uso das mídias na educação trabalho em grupo do seminário de 15.12.2012 final
Uso das mídias na educação trabalho em grupo do seminário de 15.12.2012 finalUso das mídias na educação trabalho em grupo do seminário de 15.12.2012 final
Uso das mídias na educação trabalho em grupo do seminário de 15.12.2012 final
ROSICLEIA WAGMAKER
 
Marcia rozane b. pipper
Marcia rozane b. pipperMarcia rozane b. pipper
Marcia rozane b. pipper
equipetics
 

Mais procurados (14)

andreia projeto
andreia projetoandreia projeto
andreia projeto
 
Apresentação do projeto sobre a introdução digital
Apresentação do projeto sobre a introdução digitalApresentação do projeto sobre a introdução digital
Apresentação do projeto sobre a introdução digital
 
Apresentaçã tecnologia aplicadas a Educação
Apresentaçã tecnologia aplicadas a EducaçãoApresentaçã tecnologia aplicadas a Educação
Apresentaçã tecnologia aplicadas a Educação
 
Inclusão digital
Inclusão digitalInclusão digital
Inclusão digital
 
Monografia auta
Monografia autaMonografia auta
Monografia auta
 
Monografia
MonografiaMonografia
Monografia
 
PROJETO PESQUISA DO CEFET UFF - Prof. Noe Assunção
PROJETO PESQUISA DO CEFET UFF - Prof. Noe AssunçãoPROJETO PESQUISA DO CEFET UFF - Prof. Noe Assunção
PROJETO PESQUISA DO CEFET UFF - Prof. Noe Assunção
 
Elisangela brauner
Elisangela braunerElisangela brauner
Elisangela brauner
 
Monografia tecnologias em educação - puc rio
Monografia   tecnologias em educação - puc rioMonografia   tecnologias em educação - puc rio
Monografia tecnologias em educação - puc rio
 
Monografia
MonografiaMonografia
Monografia
 
Monografia
MonografiaMonografia
Monografia
 
Monografia tecnologias em educação - puc rio
Monografia   tecnologias em educação - puc rioMonografia   tecnologias em educação - puc rio
Monografia tecnologias em educação - puc rio
 
Uso das mídias na educação trabalho em grupo do seminário de 15.12.2012 final
Uso das mídias na educação trabalho em grupo do seminário de 15.12.2012 finalUso das mídias na educação trabalho em grupo do seminário de 15.12.2012 final
Uso das mídias na educação trabalho em grupo do seminário de 15.12.2012 final
 
Marcia rozane b. pipper
Marcia rozane b. pipperMarcia rozane b. pipper
Marcia rozane b. pipper
 

Destaque

Apresentaçao do Projeto Da Belle Époque à Era Rádio
Apresentaçao do Projeto Da Belle Époque à Era RádioApresentaçao do Projeto Da Belle Époque à Era Rádio
Apresentaçao do Projeto Da Belle Époque à Era Rádio
shviana
 
Projeto
ProjetoProjeto
Projeto E.B.M. SANTA MARIA GORETTI
Projeto E.B.M. SANTA MARIA GORETTIProjeto E.B.M. SANTA MARIA GORETTI
Projeto E.B.M. SANTA MARIA GORETTI
EDRIANESANDRABRAZZO
 
Projeto
ProjetoProjeto
Art Nouveau
Art NouveauArt Nouveau
Art Nouveau
Daniel Bohn
 
Art Nouveau
Art NouveauArt Nouveau
Art Nouveau
guest89bf27
 
Art nouveau
Art nouveauArt nouveau
Art nouveau
Sofia Andrade
 
Art Nouveau ppt
Art Nouveau pptArt Nouveau ppt
Art Nouveau ppt
Carla Faner
 
Sociedade e Cultura Num Mundo Em Mudança
Sociedade e Cultura Num Mundo Em MudançaSociedade e Cultura Num Mundo Em Mudança
Sociedade e Cultura Num Mundo Em Mudança
CPH
 

Destaque (9)

Apresentaçao do Projeto Da Belle Époque à Era Rádio
Apresentaçao do Projeto Da Belle Époque à Era RádioApresentaçao do Projeto Da Belle Époque à Era Rádio
Apresentaçao do Projeto Da Belle Époque à Era Rádio
 
Projeto
ProjetoProjeto
Projeto
 
Projeto E.B.M. SANTA MARIA GORETTI
Projeto E.B.M. SANTA MARIA GORETTIProjeto E.B.M. SANTA MARIA GORETTI
Projeto E.B.M. SANTA MARIA GORETTI
 
Projeto
ProjetoProjeto
Projeto
 
Art Nouveau
Art NouveauArt Nouveau
Art Nouveau
 
Art Nouveau
Art NouveauArt Nouveau
Art Nouveau
 
Art nouveau
Art nouveauArt nouveau
Art nouveau
 
Art Nouveau ppt
Art Nouveau pptArt Nouveau ppt
Art Nouveau ppt
 
Sociedade e Cultura Num Mundo Em Mudança
Sociedade e Cultura Num Mundo Em MudançaSociedade e Cultura Num Mundo Em Mudança
Sociedade e Cultura Num Mundo Em Mudança
 

Semelhante a Projeto

Apresentação do projeto sobre a introdução digital
Apresentação do projeto sobre a introdução digitalApresentação do projeto sobre a introdução digital
Apresentação do projeto sobre a introdução digital
nelsioliveiratainan
 
Auta monografia apresentacao-1
Auta monografia apresentacao-1Auta monografia apresentacao-1
Auta monografia apresentacao-1
rositalima
 
Leonice
LeoniceLeonice
Leonice
DEIAtecchio
 
Satiane moreira goulart
Satiane moreira goulartSatiane moreira goulart
Satiane moreira goulart
equipetics
 
Monografia
MonografiaMonografia
EDU670_1_2 - TEMA 02 - Novos papéis para os atores do cenário educacional.pdf
EDU670_1_2 - TEMA 02 -  Novos papéis para os atores do cenário educacional.pdfEDU670_1_2 - TEMA 02 -  Novos papéis para os atores do cenário educacional.pdf
EDU670_1_2 - TEMA 02 - Novos papéis para os atores do cenário educacional.pdf
ssusere9b125
 
Aprendizado em rede e o aluno mundo atual
Aprendizado em rede e o aluno mundo atualAprendizado em rede e o aluno mundo atual
Aprendizado em rede e o aluno mundo atual
Dilceia Paiva
 
Santina todendi
Santina todendiSantina todendi
Santina todendi
equipetics
 
Tatiane de camargo rohrs
Tatiane de camargo rohrsTatiane de camargo rohrs
Tatiane de camargo rohrs
equipetics
 
Informação, Tec e Mídia .ppt
Informação, Tec e Mídia .pptInformação, Tec e Mídia .ppt
Informação, Tec e Mídia .ppt
DrikaSato
 
Informação, Tec e Mídia 2ª semana.ppt
Informação, Tec e Mídia 2ª semana.pptInformação, Tec e Mídia 2ª semana.ppt
Informação, Tec e Mídia 2ª semana.ppt
DrikaSato
 
Artigo certo como é o contato com a tecnologia dos professores na escola
Artigo certo   como é o contato com a tecnologia dos professores na escolaArtigo certo   como é o contato com a tecnologia dos professores na escola
Artigo certo como é o contato com a tecnologia dos professores na escola
Lizandra Servino Barroso
 
Maria Celia
Maria CeliaMaria Celia
Maria Celia
Belo Horizonte
 
Novas ti cs na educação
Novas ti cs na educaçãoNovas ti cs na educação
Novas ti cs na educação
hammacher
 
Atividade 3.2 slide de apresentação unidade III
Atividade 3.2 slide de apresentação unidade IIIAtividade 3.2 slide de apresentação unidade III
Atividade 3.2 slide de apresentação unidade III
Ramaiany Marçal Tregnago
 
Santana do Livramento - Nara Fátima Oliveira dos Santos
Santana do Livramento - Nara Fátima Oliveira dos SantosSantana do Livramento - Nara Fátima Oliveira dos Santos
Santana do Livramento - Nara Fátima Oliveira dos Santos
CursoTICs
 
Adriana ApresentaçãOartigo
Adriana   ApresentaçãOartigoAdriana   ApresentaçãOartigo
Adriana ApresentaçãOartigo
Adriana Sitta
 
Fotos tics na educação
Fotos  tics na educaçãoFotos  tics na educação
Fotos tics na educação
pulittadilva
 
Fotos tics na educação
Fotos  tics na educaçãoFotos  tics na educação
Fotos tics na educação
elizalehnen
 

Semelhante a Projeto (19)

Apresentação do projeto sobre a introdução digital
Apresentação do projeto sobre a introdução digitalApresentação do projeto sobre a introdução digital
Apresentação do projeto sobre a introdução digital
 
Auta monografia apresentacao-1
Auta monografia apresentacao-1Auta monografia apresentacao-1
Auta monografia apresentacao-1
 
Leonice
LeoniceLeonice
Leonice
 
Satiane moreira goulart
Satiane moreira goulartSatiane moreira goulart
Satiane moreira goulart
 
Monografia
MonografiaMonografia
Monografia
 
EDU670_1_2 - TEMA 02 - Novos papéis para os atores do cenário educacional.pdf
EDU670_1_2 - TEMA 02 -  Novos papéis para os atores do cenário educacional.pdfEDU670_1_2 - TEMA 02 -  Novos papéis para os atores do cenário educacional.pdf
EDU670_1_2 - TEMA 02 - Novos papéis para os atores do cenário educacional.pdf
 
Aprendizado em rede e o aluno mundo atual
Aprendizado em rede e o aluno mundo atualAprendizado em rede e o aluno mundo atual
Aprendizado em rede e o aluno mundo atual
 
Santina todendi
Santina todendiSantina todendi
Santina todendi
 
Tatiane de camargo rohrs
Tatiane de camargo rohrsTatiane de camargo rohrs
Tatiane de camargo rohrs
 
Informação, Tec e Mídia .ppt
Informação, Tec e Mídia .pptInformação, Tec e Mídia .ppt
Informação, Tec e Mídia .ppt
 
Informação, Tec e Mídia 2ª semana.ppt
Informação, Tec e Mídia 2ª semana.pptInformação, Tec e Mídia 2ª semana.ppt
Informação, Tec e Mídia 2ª semana.ppt
 
Artigo certo como é o contato com a tecnologia dos professores na escola
Artigo certo   como é o contato com a tecnologia dos professores na escolaArtigo certo   como é o contato com a tecnologia dos professores na escola
Artigo certo como é o contato com a tecnologia dos professores na escola
 
Maria Celia
Maria CeliaMaria Celia
Maria Celia
 
Novas ti cs na educação
Novas ti cs na educaçãoNovas ti cs na educação
Novas ti cs na educação
 
Atividade 3.2 slide de apresentação unidade III
Atividade 3.2 slide de apresentação unidade IIIAtividade 3.2 slide de apresentação unidade III
Atividade 3.2 slide de apresentação unidade III
 
Santana do Livramento - Nara Fátima Oliveira dos Santos
Santana do Livramento - Nara Fátima Oliveira dos SantosSantana do Livramento - Nara Fátima Oliveira dos Santos
Santana do Livramento - Nara Fátima Oliveira dos Santos
 
Adriana ApresentaçãOartigo
Adriana   ApresentaçãOartigoAdriana   ApresentaçãOartigo
Adriana ApresentaçãOartigo
 
Fotos tics na educação
Fotos  tics na educaçãoFotos  tics na educação
Fotos tics na educação
 
Fotos tics na educação
Fotos  tics na educaçãoFotos  tics na educação
Fotos tics na educação
 

Projeto

  • 1. PROJETO E. B. M. SANTA MARIA GORETTI TUTORA: LEONICE MEZOMO GOTARDO EDRIANE SANDRA BRAZZO EVELIZE DE CEZARO VALENTINI IVETE MARIA BAMBERG FLACH
  • 2. Este trabalho apresenta uma reflexão sobre algumas realidades existentes em nossa escola. A Tecnologia na Educação requer um olhar mais abrangente, envolvendo novas formas de ensinar e de aprender condizentes com o paradigma da sociedade do conhecimento, o qual se caracteriza pelos princípios da diversidade, da integração e da complexidade. Há algum tempo, o Brasil é um dos países onde as pessoas permanecem mais tempo conectadas à rede mundial de computadores. No entanto, quando o assunto é o uso da internet para auxiliar o processo de ensino, o País ainda tem um longo caminho a percorrer.   Introdução
  • 3. Geral : Reconhecer a informática como uma tecnologia viável e eficaz para o desenvolvimento da aprendizagem e do conhecimento na sociedade competitiva. Objetivos
  • 4. ESPECÍFICOS: Verificar a estrutura e a importância da gestão escolar na aprendizagem, através dos meios tecnológicos. Identificar conceitos de aprendizagem e sua importância; para a compreensão da importância das TICs. Salientar a participação dos professores como mediador no processo ensino aprendizagem, por meio das TICs.
  • 5. O campo das tecnologias, é hoje, um campo muito instigado por parte de nossos alunos em nossa escola, para qualificar a educação e promover em nossa instituição, ações eficazes que contribuem na construção do conhecimento dos tics. Com o reflexo da informatização diretamente na escola, é preciso perguntar: Nossos professores sabem usar estas ferramentas tecnológicas? Possibilitam uma aprendizagem integrada a informatização dos conteúdos curriculares? Justificativa
  • 6. Diante desta problemática encontrada na Escola Básica Municipal Santa Maria Goretti, a partir do levantamento teórico que embasará esta pesquisa, procura-se identificar e definir alguns conceitos de aprendizagem, verificando como o professor e o gestor escolar podem interagir democraticamente neste processo e ainda, deixar-se bem explicitado de como nossos professores podem integrar os conteúdos por meio da informática, disponibilizando aos alunos atividades diferenciadas e bem significativas para a elaboração do conhecimento.
  • 7. Professor como mediador na informatização REFERENCIAL TEÓRICO
  • 8. Sabemos que a tecnologia tem um papel importante no desenvolvimento de habilidades para atuar no mundo de hoje. Mas é essencial investigar o potencial das ferramentas digitais, uma boa estratégia é apoiar-se nas experiências bem sucedidas dos colegas, além de ter um conhecimento básico do computador e da internet.
  • 9. Sendo a informática uma grande atração para nossos alunos, podendo-se até afirmar que são as aulas que estes mais gostam, é oportuno e de consciência apontar que a inserção das tecnologias à educação, requer dos educadores e gestores, uma reflexão muito maior para entender todo processo evolutivo das TICs e que, se possa usá-los de maneira coerente e de forma que estas nos permitem uma interação maior com o mundo, com o conhecimento e com os outros. Para FREIRE, é nas relações dialéticas que o conhecimento se legitima, por via da comunicação e educação.
  • 10. O professor motiva e incentiva, dá os primeiros passos para a sensibilizar o aluno para o valor do que vamos fazer para a importância da participação do aluno neste processo. Aluno motivado e com participação ativa avança mais Pensar então sobre os meios tecnológicos, significa pensar no aluno e na relação exercida entre este, a informática, os programas, professor, gestor e toda comunidade escolar, para a eficácia do seu desenvolvimento subjacente ao fator regras, para a concretização da aprendizagem.
  • 11.   Desta forma, o papel do professor torna-se relevante na construção do conhecimento do aluno. Compreendendo, conhecendo e reconhecendo o jeito particular do aluno aprender, que é o grande desafio dos profissionais. Assim toda ação docente esta vinculada na forma de como o professor incorpora a seriedade de seu trabalho e o que este propicia ao aluno para que este possa explorar diferentes conceitos para obtenção de novos significados.
  • 12. Vendo o professor no papel de mediador, é preciso analisar o sentido mediar e com que finalidade este acontece entre o aluno e as atividades pedagógicas existentes ( procedimental). Mediar é "ajudar", logo o professor se propõe a ajudar o aluno a realizar atividades por meio do computador, através de seus programas oferecidos, utilizando-se de seus conhecimentos formais e informais. Proporciona ao aluno um pensar e repensar sobre o que está fazendo e para que esteja fazendo, para que ele possa também compreender e ter um sentido crítico destas atividades que realiza. É importante ressaltar que, as organizações dos conteúdos abordados e as atividades realizadas no laboratório de informática, estejam sempre voltadas às necessidades do aluno em função de aprendizagem.
  • 13. Percebe-se claramente a responsabilidade do professor como propulsor da aprendizagem, ambos os professores e alunos precisam se permitir este momento, conforme relata o texto anteriormente. Mas precisa-se registrar da importância do professor em saber usar a informática e, a partir disso, verificar o que PPP da escola tem a oferecer. Ao professor cabe ainda ter um planejamento eloqüente e condizente ao currículo escolar e as necessidades do aluno e o que é mais relevante neste processo: levar os alunos no laboratório de informática para trabalhar os diversos conteúdos em suas áreas específicas, articulando o prazer ao fazer.
  • 14. Os recursos tecnológicos invadem o campo educacional para redefinir seus meios, e serem usados de forma prática para atender diversas funcionalidades das atividades existentes. Como então usá-los para desenvolver as potencialidades nas diferentes áreas do conhecimento do aluno? Com esta preocupação de integrar a informática ao processo ensino aprendizagem, onde percebemos que os professores sentem mais dificuldade de atuar, é necessário, revermos alguns conceitos de aprendizagem e refletir posteriormente sobre a importância da aprendizagem e, sua disponibilidade para então sim, falarmos da mediação do professor e gestor escolar com informática.
  • 15. Com o uso de pesquisas virtuais de aprendizagem redefine-se o papel do professor que finalmente pode compreender a importância de ser mediador de seus alunos. Educar hoje é mais complexo porque a sociedade é mais exigente e competitiva. As tecnologias estão mais acessíveis ao estudante e ao professor. Precisamos repensar todo o processo, de ensino aprendizagem como orientar nas atividades, e definir qual o papel do professor nessa interação tecnológica. CONSIDERAÇÕES FINAIS:
  • 16. É preciso que nós educadores, continuemos nos aperfeiçoando cada vez mais nos TICs para a ampla utilização das ferramentas tecnológicas disponíveis nos dias atuais, criando possibilidades de uso das mesmas, que aguce no aluno o interesse pela pesquisa dentro e fora da escola, desenvolvendo no educando, as capacidades de interação, uma vez que, a escola é o espaço apropriado para ensinar como os indivíduos devem se portar diante das novas tecnologias.