SlideShare uma empresa Scribd logo
EBD 2º Trimestre
2018 Lição 13
“Para Jovens”
Conselhos Para a Vida
Segunda
2 Co 1.12
Vivendo
na graça
de Deus
 A graça de Deus significa um favor
imerecido para nós.
 Quando aceitamos Jesus como Salvador,
Deus derrama sobre nós a Sua graça.
 Não merecíamos a salvação, o perdão e o
amor de Deus.
 Mas mesmo sem merecer, Deus nos dá
incontáveis bênçãos.
 A graça é um dom, um presente de Deus
para aqueles que têm fé em Jesus Cristo.
 Quando compreendemos e recebemos a
graça, nós ganhamos novas forças para
viver a vida com confiança e esperança.
 Pois vocês são salvos pela graça, por meio
da fé, e isto não vem de vocês, é dom de
Deus; não por obras, para que ninguém se
glorie. Efésios 2:8-9
Terça
Sal. 119.9
A Palavra
como
bússola da
vida
 A Palavra de Deus é um tesouro precioso
que podemos encontrar para nossas vidas.
 Quando nós baseamos a nossa existência
na Bíblia, somos verdadeiramente felizes.
 Deus se revela a nós através da Sua
Palavra.
 Com a ajuda da Bíblia, podemos diferenciar
o certo do errado, e aprender a viver de
maneira que agrada a Deus.
 A Palavra de Deus nos orienta a viver a vida
na sua essência
 Não deixe de falar as palavras deste Livro
da Lei e de meditar nelas de dia e de noite,
para que você faça fielmente tudo o que
nele está escrito. Só então os seus
caminhos prosperarão e você será bem
sucedido Josué 1:8
QUARTA
Neemias 8.10
A nossa força
vem da
alegria que
Deus nos
concede
 Um coração alegre é mais forte, mais
preparado para enfrentar os desafios da
vida.
 Mesmo que passemos momentos difíceis,
podemos experimentar a alegria
maravilhosa de Deus.
 É impossível não sentir alegria se olharmos
para o grande e perfeito amor que Deus tem
por nós.
 E se pensarmos no sacrifício que Jesus fez
na cruz para todos aqueles que creem, uma
alegria única nasce no nosso coração.
 Salmos, 51:11,12 Não me lances fora da tua
presença, e não retires de mim o teu
Espírito Santo - Torna a dar-me a alegria da
tua salvação, e sustém-me com um espírito
voluntário.
QUINTA
Tito 3:5
Salvos pelas
ricas
misericórdias
 Misericórdia significa não dar algum castigo a
alguém que merece ser castigado.
 Nós merecíamos o castigo porque pecamos,
 Mas Deus, na Sua infinita misericórdia, enviou o
Seu filho Jesus para nos salvar.
 Por isso devemos sempre agradecer e louvar a
Deus pela Sua maravilhosa misericórdia!
 Misericórdia e graça são frequentemente
confundidas.
 Embora os termos tenham significados
semelhantes, graça e misericórdia não são a
mesma coisa.
 A misericórdia é Deus não nos castigando como
merecem os nossos pecados
 a graça é Deus nos abençoando apesar de não
merecermos.
 Misericórdia é a libertação do julgamento,
enquanto graça é estender bondade aos indignos.
SEXTA
1ª Cor. 15.58
Tudo o que
fazemos para
o Senhor é útil
 Somos úteis ao Senhor quando compreendemos que
recebemos Dele a capacitação, para podermos viver
neste mundo de maneira que Lhe agrada,
 Santificando o procedimento, rejeitando as obras
segundo o pensamento deste mundo
 E caminhando rumo à semelhança ao Senhor para
podermos cumprir a Sua vontade.
 Somos e podemos ser úteis ao reino de Deus quando
compreendemos estas coisas,
 Quando entendemos que temos que conhecer a Sua
vontade, que precisamos empenhar no entendimento
do Seu querer,
 Precisamos santificar nossos procedimentos para
sermos vasos úteis ao reino,
 Como evitarmos discussões, contendas, e que
precisamos ser mansos, apresentar a longanimidade
perante os homens e revelar por ações as obras que
Deus planejou para que andássemos nelas
SÁBADO
1ª Tess. 5.26
Não pode
faltar
carinho e
afeto
 Que os nossos sentimentos, sejam semelhantes aos de
Paulo: haja gratidão e alegria (Rm 16.6,12; 1 Co 16.10;
Fp 4.3).
 Para tanto reconheçamos que nosso trabalho nunca é
inútil ou insignificante quando o fazemos para a glória
do Senhor (1Co 15.58).
 A verdadeira alegria de um líder, não é pelas coisas
que faz, mas pelo legado que deixa na vida das
pessoas.
 O testemunho de acompanhar pessoas feridas na alma
e desacreditadas da fé, e vê-las restauradas e
louvando a Deus é algo maravilhoso
 Quanto vale o preço de uma vida restaurada pelo
poder de Deus?
 Quanto se pode pagar por um sonho ministerial que se
torna realidade?
 O que se pode dar em troca da vida de um jovem
alicerçada na presença do Criador?
 Em todos os casos a resposta é a mesma; NADA!
Cristo seja sempre tudo em nós.
Reflexões
www.moldado.com
1ª A partir de
seus
conhecimentos
adquiridos
durante todo
este trimestre,
comente um
pouco a
respeito do
relacionamento
de Paulo com a
igreja em
Tessalônica.
 Paulo, ao escrever a Primeira Carta aos Tessalonicenses,
inaugurou para a Igreja o processo de formação do Novo
Testamento.
 Ao fazer uso da escrita para se comunicar com os fiéis de
Tessalônica, não apenas revelou a grandeza do seu zelo e ardor
missionário,
 Inovou e iniciou um modo de se fazer presente, de interagir e de
acompanhar a vida dos fiéis e das comunidades cristãs que se
multiplicavam principalmente fora da Palestina.
 Segundo Paulo, o ministério dedicado ao Evangelho acontece em
meio a diversas provações e dificuldades.
 Estar do lado de Deus e fazer a sua vontade, como discípulo de
Jesus Cristo, é uma opção pelo bem, pela justiça e pela verdade
que liberta
 O Evangelho anunciado por Paulo e seus companheiros entre os
tessalonicenses não era a proclamação de mais uma religião,
mas a força de um evento salvífico e pleno de amor: O Mistério
Pascal de Jesus Cristo.
 Não um amor feito de palavras, mas concretizado na total doação
na cruz Ninguém tem maior amor do que aquele que dá sua vida
em favor dos amigos Jo 15,13
 Paulo assimilou e fez do seu amor a Jesus Cristo a razão do seu
ser e do seu ministério apostólico e eclesial.
 Esse amor se fez carta e foi enviada aos fiéis de Tessalônica:
Paulo, Silvano e Timóteo à igreja dos tessalonicenses em Deus
Pai e no Senhor Jesus Cristo. Graça e paz a vós (1Ts 1,1).
2ª O que
significa ter o
corpo, alma e
espírito
santificados?
 É viver inteiramente para a glória de Deus, em todo o
âmbito da vida.
 A santificação é um processo que começa quando
alguém aceita Jesus como salvador e só será
completado na ressurreição.
 Santificação é o processo de purificação do pecado.
 Quando alguém aceita Jesus como salvador, fica
santificado purificado das consequências do pecado.
 Todo o crente precisa ser santo para herdar a vida
eterna.
 Na caminhada com Jesus, a pessoa passa por
santificação
 Aprende a rejeitar o pecado e a sujeitar as diferentes
áreas de sua vida a Deus, escolhendo fazer o que é
certo.
 Na ressurreição, cada pessoa será completamente
liberta da influência do pecado, sendo completamente
santificada.
3ª O que nós,
enquanto
igreja local,
podemos
fazer para
tornar nossa
vida em
comunidade
melhor?
Temos o Exemplo deixado
pela igreja primitiva;
Oração
Palavra de Deus
Comunhão
Serviço
De que
modo você,
hoje, pode
ajudar as
lideranças
de sua
igreja local?
Orando com eles e para
eles
Disponibilizando meu
tempo vago para auxilia-
los na obra de Deus
Investindo
financeiramente neles e
na obra em geral
Respeitando, Honrando e
se esforçando para manter
comunhão com eles
No que você
se imagina
trabalhando
na obra de
Deus, a curto,
médio e
longo prazo?
www.moldado.com
moldado.com

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a ebd-2o-trimestre-2018-licao-13-jovens.pptx

O Batismo no Espírito.docx
O Batismo no Espírito.docxO Batismo no Espírito.docx
O Batismo no Espírito.docx
ssusercf733f2
 
LBJ LIÇÃO 13 - CONSELHOS PARA A VIDA
LBJ LIÇÃO 13 - CONSELHOS PARA A VIDALBJ LIÇÃO 13 - CONSELHOS PARA A VIDA
LBJ LIÇÃO 13 - CONSELHOS PARA A VIDA
Natalino das Neves Neves
 
25. evangelismo
25. evangelismo25. evangelismo
25. evangelismo
pohlos
 
Os meios da graça
Os meios da graçaOs meios da graça
Os meios da graça
Guilherme Souza Oliveira
 
20.jo15,9 17
20.jo15,9 1720.jo15,9 17
20.jo15,9 17
Luiza Dayana
 
Módulo 01 Boas Novas
Módulo 01 Boas NovasMódulo 01 Boas Novas
Módulo 01 Boas Novas
Michelly de Oliveira
 
Princípios para o crescimento e desenvolvimento na palavra 21.03.2016
Princípios para o crescimento e desenvolvimento na palavra   21.03.2016Princípios para o crescimento e desenvolvimento na palavra   21.03.2016
Princípios para o crescimento e desenvolvimento na palavra 21.03.2016
Claudio Marcio
 
Como ser fiel em tudo
Como ser fiel em tudoComo ser fiel em tudo
Como ser fiel em tudo
jb1955
 
Pré revisão 3
Pré revisão 3Pré revisão 3
Pré revisão 3
Erick Diniz
 
Introdução (vocação e ensino)
Introdução (vocação e ensino)Introdução (vocação e ensino)
Introdução (vocação e ensino)
Ricardo Gondim
 
Mensagem do papa para a quaresma 2013
Mensagem do papa para a quaresma 2013Mensagem do papa para a quaresma 2013
Mensagem do papa para a quaresma 2013
Comunidades Vivas
 
Deus requer santificação aos cristãos 36
Deus requer santificação aos cristãos 36Deus requer santificação aos cristãos 36
Deus requer santificação aos cristãos 36
Silvio Dutra
 
Boletim cbg n° 18_4_ maio_2014
Boletim cbg n° 18_4_ maio_2014Boletim cbg n° 18_4_ maio_2014
Boletim cbg n° 18_4_ maio_2014
Silas Roberto Nogueira
 
08. sentimento cristão
08. sentimento cristão08. sentimento cristão
08. sentimento cristão
pohlos
 
JUSTIFICAÇÃO E GRAÇA.pptx
JUSTIFICAÇÃO E GRAÇA.pptxJUSTIFICAÇÃO E GRAÇA.pptx
JUSTIFICAÇÃO E GRAÇA.pptx
Martin M Flynn
 
Sou Crente... E Agora, o Que Eu Faço?
Sou Crente... E Agora, o Que Eu Faço?Sou Crente... E Agora, o Que Eu Faço?
Sou Crente... E Agora, o Que Eu Faço?
Jonas Martins Olímpio
 
Santificação – Uma Obra Vitalícia - John Owern
Santificação – Uma Obra Vitalícia - John OwernSantificação – Uma Obra Vitalícia - John Owern
Santificação – Uma Obra Vitalícia - John Owern
Silvio Dutra
 
Apostila 18
Apostila 18Apostila 18
Apostila 18
Omar Gebara
 
Teologia
TeologiaTeologia
Nova Criatura (M.D.A.)
Nova Criatura (M.D.A.)Nova Criatura (M.D.A.)
Nova Criatura (M.D.A.)
Vladimir Rodrigues
 

Semelhante a ebd-2o-trimestre-2018-licao-13-jovens.pptx (20)

O Batismo no Espírito.docx
O Batismo no Espírito.docxO Batismo no Espírito.docx
O Batismo no Espírito.docx
 
LBJ LIÇÃO 13 - CONSELHOS PARA A VIDA
LBJ LIÇÃO 13 - CONSELHOS PARA A VIDALBJ LIÇÃO 13 - CONSELHOS PARA A VIDA
LBJ LIÇÃO 13 - CONSELHOS PARA A VIDA
 
25. evangelismo
25. evangelismo25. evangelismo
25. evangelismo
 
Os meios da graça
Os meios da graçaOs meios da graça
Os meios da graça
 
20.jo15,9 17
20.jo15,9 1720.jo15,9 17
20.jo15,9 17
 
Módulo 01 Boas Novas
Módulo 01 Boas NovasMódulo 01 Boas Novas
Módulo 01 Boas Novas
 
Princípios para o crescimento e desenvolvimento na palavra 21.03.2016
Princípios para o crescimento e desenvolvimento na palavra   21.03.2016Princípios para o crescimento e desenvolvimento na palavra   21.03.2016
Princípios para o crescimento e desenvolvimento na palavra 21.03.2016
 
Como ser fiel em tudo
Como ser fiel em tudoComo ser fiel em tudo
Como ser fiel em tudo
 
Pré revisão 3
Pré revisão 3Pré revisão 3
Pré revisão 3
 
Introdução (vocação e ensino)
Introdução (vocação e ensino)Introdução (vocação e ensino)
Introdução (vocação e ensino)
 
Mensagem do papa para a quaresma 2013
Mensagem do papa para a quaresma 2013Mensagem do papa para a quaresma 2013
Mensagem do papa para a quaresma 2013
 
Deus requer santificação aos cristãos 36
Deus requer santificação aos cristãos 36Deus requer santificação aos cristãos 36
Deus requer santificação aos cristãos 36
 
Boletim cbg n° 18_4_ maio_2014
Boletim cbg n° 18_4_ maio_2014Boletim cbg n° 18_4_ maio_2014
Boletim cbg n° 18_4_ maio_2014
 
08. sentimento cristão
08. sentimento cristão08. sentimento cristão
08. sentimento cristão
 
JUSTIFICAÇÃO E GRAÇA.pptx
JUSTIFICAÇÃO E GRAÇA.pptxJUSTIFICAÇÃO E GRAÇA.pptx
JUSTIFICAÇÃO E GRAÇA.pptx
 
Sou Crente... E Agora, o Que Eu Faço?
Sou Crente... E Agora, o Que Eu Faço?Sou Crente... E Agora, o Que Eu Faço?
Sou Crente... E Agora, o Que Eu Faço?
 
Santificação – Uma Obra Vitalícia - John Owern
Santificação – Uma Obra Vitalícia - John OwernSantificação – Uma Obra Vitalícia - John Owern
Santificação – Uma Obra Vitalícia - John Owern
 
Apostila 18
Apostila 18Apostila 18
Apostila 18
 
Teologia
TeologiaTeologia
Teologia
 
Nova Criatura (M.D.A.)
Nova Criatura (M.D.A.)Nova Criatura (M.D.A.)
Nova Criatura (M.D.A.)
 

Mais de KARINEVONEYVIEIRABAR

ebd-3o-trimestre-2020-licao-6 O FIM DE TODAS AS COISAS.pptx
ebd-3o-trimestre-2020-licao-6 O FIM DE TODAS AS COISAS.pptxebd-3o-trimestre-2020-licao-6 O FIM DE TODAS AS COISAS.pptx
ebd-3o-trimestre-2020-licao-6 O FIM DE TODAS AS COISAS.pptx
KARINEVONEYVIEIRABAR
 
ebd-3-trimestre-2020-licao-10O FIM DE TODAS AS COISAS.pptx
ebd-3-trimestre-2020-licao-10O FIM DE TODAS AS COISAS.pptxebd-3-trimestre-2020-licao-10O FIM DE TODAS AS COISAS.pptx
ebd-3-trimestre-2020-licao-10O FIM DE TODAS AS COISAS.pptx
KARINEVONEYVIEIRABAR
 
ebd-3o-trimestre-2020-licao-11 ESPERANÇA E GLORIA PARA OS SALVOS.pptx
ebd-3o-trimestre-2020-licao-11 ESPERANÇA E GLORIA PARA OS SALVOS.pptxebd-3o-trimestre-2020-licao-11 ESPERANÇA E GLORIA PARA OS SALVOS.pptx
ebd-3o-trimestre-2020-licao-11 ESPERANÇA E GLORIA PARA OS SALVOS.pptx
KARINEVONEYVIEIRABAR
 
ebd-3o-trimestre-2020-licao-12 O FIM DE TODAS AS COISAS.pptx
ebd-3o-trimestre-2020-licao-12 O FIM DE TODAS AS COISAS.pptxebd-3o-trimestre-2020-licao-12 O FIM DE TODAS AS COISAS.pptx
ebd-3o-trimestre-2020-licao-12 O FIM DE TODAS AS COISAS.pptx
KARINEVONEYVIEIRABAR
 
ebd-2o-trimestre-2018-licao-7-jovens.pptx
ebd-2o-trimestre-2018-licao-7-jovens.pptxebd-2o-trimestre-2018-licao-7-jovens.pptx
ebd-2o-trimestre-2018-licao-7-jovens.pptx
KARINEVONEYVIEIRABAR
 
ebd-2o-trimestre-2018-licao-10-jovens.pptx
ebd-2o-trimestre-2018-licao-10-jovens.pptxebd-2o-trimestre-2018-licao-10-jovens.pptx
ebd-2o-trimestre-2018-licao-10-jovens.pptx
KARINEVONEYVIEIRABAR
 
ebd-3o-trimestre-2020-licao-1 O FIM DE TODAS AS COISAS .pptx
ebd-3o-trimestre-2020-licao-1 O FIM DE TODAS AS COISAS .pptxebd-3o-trimestre-2020-licao-1 O FIM DE TODAS AS COISAS .pptx
ebd-3o-trimestre-2020-licao-1 O FIM DE TODAS AS COISAS .pptx
KARINEVONEYVIEIRABAR
 
ebd-2o-trimestre-licao-9-2018-adulto.pptx
ebd-2o-trimestre-licao-9-2018-adulto.pptxebd-2o-trimestre-licao-9-2018-adulto.pptx
ebd-2o-trimestre-licao-9-2018-adulto.pptx
KARINEVONEYVIEIRABAR
 
Apresentação Cancao de Exilio FACULDADE PERIODO 4 .pptx
Apresentação Cancao de Exilio FACULDADE PERIODO 4 .pptxApresentação Cancao de Exilio FACULDADE PERIODO 4 .pptx
Apresentação Cancao de Exilio FACULDADE PERIODO 4 .pptx
KARINEVONEYVIEIRABAR
 
O APOCALIPSE. A VITORIA FINAL DE JESUS
O APOCALIPSE.   A VITORIA FINAL DE JESUSO APOCALIPSE.   A VITORIA FINAL DE JESUS
O APOCALIPSE. A VITORIA FINAL DE JESUS
KARINEVONEYVIEIRABAR
 
O POVO DE DEUS É SELADO. OS 144 MIL SELADOS DE DEUS
O POVO DE DEUS É SELADO. OS 144 MIL SELADOS DE DEUSO POVO DE DEUS É SELADO. OS 144 MIL SELADOS DE DEUS
O POVO DE DEUS É SELADO. OS 144 MIL SELADOS DE DEUS
KARINEVONEYVIEIRABAR
 
DIGNO É O CORDEIRO APOCALIPSE CAPITULO 4 E 5
DIGNO É O CORDEIRO APOCALIPSE CAPITULO 4 E 5DIGNO É O CORDEIRO APOCALIPSE CAPITULO 4 E 5
DIGNO É O CORDEIRO APOCALIPSE CAPITULO 4 E 5
KARINEVONEYVIEIRABAR
 
projetoartenaescolaslidesnovo-090413123554-phpapp02.ppt
projetoartenaescolaslidesnovo-090413123554-phpapp02.pptprojetoartenaescolaslidesnovo-090413123554-phpapp02.ppt
projetoartenaescolaslidesnovo-090413123554-phpapp02.ppt
KARINEVONEYVIEIRABAR
 
O Arrebatamento dos Salvos - Lição 2 .pptx
O Arrebatamento dos Salvos - Lição 2 .pptxO Arrebatamento dos Salvos - Lição 2 .pptx
O Arrebatamento dos Salvos - Lição 2 .pptx
KARINEVONEYVIEIRABAR
 
DESCOBRINDO E EXPLORANDO O AMBIENTE NATURAL.pptx
DESCOBRINDO E EXPLORANDO O AMBIENTE  NATURAL.pptxDESCOBRINDO E EXPLORANDO O AMBIENTE  NATURAL.pptx
DESCOBRINDO E EXPLORANDO O AMBIENTE NATURAL.pptx
KARINEVONEYVIEIRABAR
 
A LITERATURA DE MONTEIRO LOBATO E SUAS CONTRIBUIÇÕES - apresentação .pptx
A LITERATURA DE MONTEIRO LOBATO E SUAS CONTRIBUIÇÕES - apresentação .pptxA LITERATURA DE MONTEIRO LOBATO E SUAS CONTRIBUIÇÕES - apresentação .pptx
A LITERATURA DE MONTEIRO LOBATO E SUAS CONTRIBUIÇÕES - apresentação .pptx
KARINEVONEYVIEIRABAR
 
DESCOBRINDO E EXPLORANDO O AMBIENTE NATURAL.pptx
DESCOBRINDO E EXPLORANDO O AMBIENTE  NATURAL.pptxDESCOBRINDO E EXPLORANDO O AMBIENTE  NATURAL.pptx
DESCOBRINDO E EXPLORANDO O AMBIENTE NATURAL.pptx
KARINEVONEYVIEIRABAR
 
LIÇÃO 2 JOVENS AÇÃO DE GRAÇAS PELA IGREJA DE CORINTO .pptx
LIÇÃO 2 JOVENS AÇÃO DE GRAÇAS PELA IGREJA DE CORINTO .pptxLIÇÃO 2 JOVENS AÇÃO DE GRAÇAS PELA IGREJA DE CORINTO .pptx
LIÇÃO 2 JOVENS AÇÃO DE GRAÇAS PELA IGREJA DE CORINTO .pptx
KARINEVONEYVIEIRABAR
 
LIÇÃO 04 - JOVENS E ADULTOS- DONS DE PODER.pptx
LIÇÃO 04 - JOVENS E ADULTOS- DONS DE PODER.pptxLIÇÃO 04 - JOVENS E ADULTOS- DONS DE PODER.pptx
LIÇÃO 04 - JOVENS E ADULTOS- DONS DE PODER.pptx
KARINEVONEYVIEIRABAR
 
LIÇÃO 02 -JOVENS E ADULTOS- O PROPOSITO DOS DONS ESPIRITUAIS .pdf
LIÇÃO 02 -JOVENS E ADULTOS- O PROPOSITO DOS DONS ESPIRITUAIS .pdfLIÇÃO 02 -JOVENS E ADULTOS- O PROPOSITO DOS DONS ESPIRITUAIS .pdf
LIÇÃO 02 -JOVENS E ADULTOS- O PROPOSITO DOS DONS ESPIRITUAIS .pdf
KARINEVONEYVIEIRABAR
 

Mais de KARINEVONEYVIEIRABAR (20)

ebd-3o-trimestre-2020-licao-6 O FIM DE TODAS AS COISAS.pptx
ebd-3o-trimestre-2020-licao-6 O FIM DE TODAS AS COISAS.pptxebd-3o-trimestre-2020-licao-6 O FIM DE TODAS AS COISAS.pptx
ebd-3o-trimestre-2020-licao-6 O FIM DE TODAS AS COISAS.pptx
 
ebd-3-trimestre-2020-licao-10O FIM DE TODAS AS COISAS.pptx
ebd-3-trimestre-2020-licao-10O FIM DE TODAS AS COISAS.pptxebd-3-trimestre-2020-licao-10O FIM DE TODAS AS COISAS.pptx
ebd-3-trimestre-2020-licao-10O FIM DE TODAS AS COISAS.pptx
 
ebd-3o-trimestre-2020-licao-11 ESPERANÇA E GLORIA PARA OS SALVOS.pptx
ebd-3o-trimestre-2020-licao-11 ESPERANÇA E GLORIA PARA OS SALVOS.pptxebd-3o-trimestre-2020-licao-11 ESPERANÇA E GLORIA PARA OS SALVOS.pptx
ebd-3o-trimestre-2020-licao-11 ESPERANÇA E GLORIA PARA OS SALVOS.pptx
 
ebd-3o-trimestre-2020-licao-12 O FIM DE TODAS AS COISAS.pptx
ebd-3o-trimestre-2020-licao-12 O FIM DE TODAS AS COISAS.pptxebd-3o-trimestre-2020-licao-12 O FIM DE TODAS AS COISAS.pptx
ebd-3o-trimestre-2020-licao-12 O FIM DE TODAS AS COISAS.pptx
 
ebd-2o-trimestre-2018-licao-7-jovens.pptx
ebd-2o-trimestre-2018-licao-7-jovens.pptxebd-2o-trimestre-2018-licao-7-jovens.pptx
ebd-2o-trimestre-2018-licao-7-jovens.pptx
 
ebd-2o-trimestre-2018-licao-10-jovens.pptx
ebd-2o-trimestre-2018-licao-10-jovens.pptxebd-2o-trimestre-2018-licao-10-jovens.pptx
ebd-2o-trimestre-2018-licao-10-jovens.pptx
 
ebd-3o-trimestre-2020-licao-1 O FIM DE TODAS AS COISAS .pptx
ebd-3o-trimestre-2020-licao-1 O FIM DE TODAS AS COISAS .pptxebd-3o-trimestre-2020-licao-1 O FIM DE TODAS AS COISAS .pptx
ebd-3o-trimestre-2020-licao-1 O FIM DE TODAS AS COISAS .pptx
 
ebd-2o-trimestre-licao-9-2018-adulto.pptx
ebd-2o-trimestre-licao-9-2018-adulto.pptxebd-2o-trimestre-licao-9-2018-adulto.pptx
ebd-2o-trimestre-licao-9-2018-adulto.pptx
 
Apresentação Cancao de Exilio FACULDADE PERIODO 4 .pptx
Apresentação Cancao de Exilio FACULDADE PERIODO 4 .pptxApresentação Cancao de Exilio FACULDADE PERIODO 4 .pptx
Apresentação Cancao de Exilio FACULDADE PERIODO 4 .pptx
 
O APOCALIPSE. A VITORIA FINAL DE JESUS
O APOCALIPSE.   A VITORIA FINAL DE JESUSO APOCALIPSE.   A VITORIA FINAL DE JESUS
O APOCALIPSE. A VITORIA FINAL DE JESUS
 
O POVO DE DEUS É SELADO. OS 144 MIL SELADOS DE DEUS
O POVO DE DEUS É SELADO. OS 144 MIL SELADOS DE DEUSO POVO DE DEUS É SELADO. OS 144 MIL SELADOS DE DEUS
O POVO DE DEUS É SELADO. OS 144 MIL SELADOS DE DEUS
 
DIGNO É O CORDEIRO APOCALIPSE CAPITULO 4 E 5
DIGNO É O CORDEIRO APOCALIPSE CAPITULO 4 E 5DIGNO É O CORDEIRO APOCALIPSE CAPITULO 4 E 5
DIGNO É O CORDEIRO APOCALIPSE CAPITULO 4 E 5
 
projetoartenaescolaslidesnovo-090413123554-phpapp02.ppt
projetoartenaescolaslidesnovo-090413123554-phpapp02.pptprojetoartenaescolaslidesnovo-090413123554-phpapp02.ppt
projetoartenaescolaslidesnovo-090413123554-phpapp02.ppt
 
O Arrebatamento dos Salvos - Lição 2 .pptx
O Arrebatamento dos Salvos - Lição 2 .pptxO Arrebatamento dos Salvos - Lição 2 .pptx
O Arrebatamento dos Salvos - Lição 2 .pptx
 
DESCOBRINDO E EXPLORANDO O AMBIENTE NATURAL.pptx
DESCOBRINDO E EXPLORANDO O AMBIENTE  NATURAL.pptxDESCOBRINDO E EXPLORANDO O AMBIENTE  NATURAL.pptx
DESCOBRINDO E EXPLORANDO O AMBIENTE NATURAL.pptx
 
A LITERATURA DE MONTEIRO LOBATO E SUAS CONTRIBUIÇÕES - apresentação .pptx
A LITERATURA DE MONTEIRO LOBATO E SUAS CONTRIBUIÇÕES - apresentação .pptxA LITERATURA DE MONTEIRO LOBATO E SUAS CONTRIBUIÇÕES - apresentação .pptx
A LITERATURA DE MONTEIRO LOBATO E SUAS CONTRIBUIÇÕES - apresentação .pptx
 
DESCOBRINDO E EXPLORANDO O AMBIENTE NATURAL.pptx
DESCOBRINDO E EXPLORANDO O AMBIENTE  NATURAL.pptxDESCOBRINDO E EXPLORANDO O AMBIENTE  NATURAL.pptx
DESCOBRINDO E EXPLORANDO O AMBIENTE NATURAL.pptx
 
LIÇÃO 2 JOVENS AÇÃO DE GRAÇAS PELA IGREJA DE CORINTO .pptx
LIÇÃO 2 JOVENS AÇÃO DE GRAÇAS PELA IGREJA DE CORINTO .pptxLIÇÃO 2 JOVENS AÇÃO DE GRAÇAS PELA IGREJA DE CORINTO .pptx
LIÇÃO 2 JOVENS AÇÃO DE GRAÇAS PELA IGREJA DE CORINTO .pptx
 
LIÇÃO 04 - JOVENS E ADULTOS- DONS DE PODER.pptx
LIÇÃO 04 - JOVENS E ADULTOS- DONS DE PODER.pptxLIÇÃO 04 - JOVENS E ADULTOS- DONS DE PODER.pptx
LIÇÃO 04 - JOVENS E ADULTOS- DONS DE PODER.pptx
 
LIÇÃO 02 -JOVENS E ADULTOS- O PROPOSITO DOS DONS ESPIRITUAIS .pdf
LIÇÃO 02 -JOVENS E ADULTOS- O PROPOSITO DOS DONS ESPIRITUAIS .pdfLIÇÃO 02 -JOVENS E ADULTOS- O PROPOSITO DOS DONS ESPIRITUAIS .pdf
LIÇÃO 02 -JOVENS E ADULTOS- O PROPOSITO DOS DONS ESPIRITUAIS .pdf
 

Último

O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
AlessandraRibas7
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Demetrio Ccesa Rayme
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
HelenStefany
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
Manuais Formação
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
AdrianoMontagna1
 
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
jonny615148
 
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdfCD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
Manuais Formação
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
ThiagoRORISDASILVA1
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
CarlosJean21
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Centro Jacques Delors
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
SidneySilva523387
 

Último (20)

O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
 
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdfRazonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
Razonamiento Matematico 6to Primaria MA6 Ccesa007.pdf
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
 
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
 
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdfCD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
 

ebd-2o-trimestre-2018-licao-13-jovens.pptx

  • 1. EBD 2º Trimestre 2018 Lição 13 “Para Jovens” Conselhos Para a Vida
  • 2. Segunda 2 Co 1.12 Vivendo na graça de Deus  A graça de Deus significa um favor imerecido para nós.  Quando aceitamos Jesus como Salvador, Deus derrama sobre nós a Sua graça.  Não merecíamos a salvação, o perdão e o amor de Deus.  Mas mesmo sem merecer, Deus nos dá incontáveis bênçãos.  A graça é um dom, um presente de Deus para aqueles que têm fé em Jesus Cristo.  Quando compreendemos e recebemos a graça, nós ganhamos novas forças para viver a vida com confiança e esperança.  Pois vocês são salvos pela graça, por meio da fé, e isto não vem de vocês, é dom de Deus; não por obras, para que ninguém se glorie. Efésios 2:8-9
  • 3. Terça Sal. 119.9 A Palavra como bússola da vida  A Palavra de Deus é um tesouro precioso que podemos encontrar para nossas vidas.  Quando nós baseamos a nossa existência na Bíblia, somos verdadeiramente felizes.  Deus se revela a nós através da Sua Palavra.  Com a ajuda da Bíblia, podemos diferenciar o certo do errado, e aprender a viver de maneira que agrada a Deus.  A Palavra de Deus nos orienta a viver a vida na sua essência  Não deixe de falar as palavras deste Livro da Lei e de meditar nelas de dia e de noite, para que você faça fielmente tudo o que nele está escrito. Só então os seus caminhos prosperarão e você será bem sucedido Josué 1:8
  • 4. QUARTA Neemias 8.10 A nossa força vem da alegria que Deus nos concede  Um coração alegre é mais forte, mais preparado para enfrentar os desafios da vida.  Mesmo que passemos momentos difíceis, podemos experimentar a alegria maravilhosa de Deus.  É impossível não sentir alegria se olharmos para o grande e perfeito amor que Deus tem por nós.  E se pensarmos no sacrifício que Jesus fez na cruz para todos aqueles que creem, uma alegria única nasce no nosso coração.  Salmos, 51:11,12 Não me lances fora da tua presença, e não retires de mim o teu Espírito Santo - Torna a dar-me a alegria da tua salvação, e sustém-me com um espírito voluntário.
  • 5. QUINTA Tito 3:5 Salvos pelas ricas misericórdias  Misericórdia significa não dar algum castigo a alguém que merece ser castigado.  Nós merecíamos o castigo porque pecamos,  Mas Deus, na Sua infinita misericórdia, enviou o Seu filho Jesus para nos salvar.  Por isso devemos sempre agradecer e louvar a Deus pela Sua maravilhosa misericórdia!  Misericórdia e graça são frequentemente confundidas.  Embora os termos tenham significados semelhantes, graça e misericórdia não são a mesma coisa.  A misericórdia é Deus não nos castigando como merecem os nossos pecados  a graça é Deus nos abençoando apesar de não merecermos.  Misericórdia é a libertação do julgamento, enquanto graça é estender bondade aos indignos.
  • 6. SEXTA 1ª Cor. 15.58 Tudo o que fazemos para o Senhor é útil  Somos úteis ao Senhor quando compreendemos que recebemos Dele a capacitação, para podermos viver neste mundo de maneira que Lhe agrada,  Santificando o procedimento, rejeitando as obras segundo o pensamento deste mundo  E caminhando rumo à semelhança ao Senhor para podermos cumprir a Sua vontade.  Somos e podemos ser úteis ao reino de Deus quando compreendemos estas coisas,  Quando entendemos que temos que conhecer a Sua vontade, que precisamos empenhar no entendimento do Seu querer,  Precisamos santificar nossos procedimentos para sermos vasos úteis ao reino,  Como evitarmos discussões, contendas, e que precisamos ser mansos, apresentar a longanimidade perante os homens e revelar por ações as obras que Deus planejou para que andássemos nelas
  • 7. SÁBADO 1ª Tess. 5.26 Não pode faltar carinho e afeto  Que os nossos sentimentos, sejam semelhantes aos de Paulo: haja gratidão e alegria (Rm 16.6,12; 1 Co 16.10; Fp 4.3).  Para tanto reconheçamos que nosso trabalho nunca é inútil ou insignificante quando o fazemos para a glória do Senhor (1Co 15.58).  A verdadeira alegria de um líder, não é pelas coisas que faz, mas pelo legado que deixa na vida das pessoas.  O testemunho de acompanhar pessoas feridas na alma e desacreditadas da fé, e vê-las restauradas e louvando a Deus é algo maravilhoso  Quanto vale o preço de uma vida restaurada pelo poder de Deus?  Quanto se pode pagar por um sonho ministerial que se torna realidade?  O que se pode dar em troca da vida de um jovem alicerçada na presença do Criador?  Em todos os casos a resposta é a mesma; NADA! Cristo seja sempre tudo em nós.
  • 9. 1ª A partir de seus conhecimentos adquiridos durante todo este trimestre, comente um pouco a respeito do relacionamento de Paulo com a igreja em Tessalônica.  Paulo, ao escrever a Primeira Carta aos Tessalonicenses, inaugurou para a Igreja o processo de formação do Novo Testamento.  Ao fazer uso da escrita para se comunicar com os fiéis de Tessalônica, não apenas revelou a grandeza do seu zelo e ardor missionário,  Inovou e iniciou um modo de se fazer presente, de interagir e de acompanhar a vida dos fiéis e das comunidades cristãs que se multiplicavam principalmente fora da Palestina.  Segundo Paulo, o ministério dedicado ao Evangelho acontece em meio a diversas provações e dificuldades.  Estar do lado de Deus e fazer a sua vontade, como discípulo de Jesus Cristo, é uma opção pelo bem, pela justiça e pela verdade que liberta  O Evangelho anunciado por Paulo e seus companheiros entre os tessalonicenses não era a proclamação de mais uma religião, mas a força de um evento salvífico e pleno de amor: O Mistério Pascal de Jesus Cristo.  Não um amor feito de palavras, mas concretizado na total doação na cruz Ninguém tem maior amor do que aquele que dá sua vida em favor dos amigos Jo 15,13  Paulo assimilou e fez do seu amor a Jesus Cristo a razão do seu ser e do seu ministério apostólico e eclesial.  Esse amor se fez carta e foi enviada aos fiéis de Tessalônica: Paulo, Silvano e Timóteo à igreja dos tessalonicenses em Deus Pai e no Senhor Jesus Cristo. Graça e paz a vós (1Ts 1,1).
  • 10. 2ª O que significa ter o corpo, alma e espírito santificados?  É viver inteiramente para a glória de Deus, em todo o âmbito da vida.  A santificação é um processo que começa quando alguém aceita Jesus como salvador e só será completado na ressurreição.  Santificação é o processo de purificação do pecado.  Quando alguém aceita Jesus como salvador, fica santificado purificado das consequências do pecado.  Todo o crente precisa ser santo para herdar a vida eterna.  Na caminhada com Jesus, a pessoa passa por santificação  Aprende a rejeitar o pecado e a sujeitar as diferentes áreas de sua vida a Deus, escolhendo fazer o que é certo.  Na ressurreição, cada pessoa será completamente liberta da influência do pecado, sendo completamente santificada.
  • 11. 3ª O que nós, enquanto igreja local, podemos fazer para tornar nossa vida em comunidade melhor? Temos o Exemplo deixado pela igreja primitiva; Oração Palavra de Deus Comunhão Serviço
  • 12. De que modo você, hoje, pode ajudar as lideranças de sua igreja local? Orando com eles e para eles Disponibilizando meu tempo vago para auxilia- los na obra de Deus Investindo financeiramente neles e na obra em geral Respeitando, Honrando e se esforçando para manter comunhão com eles
  • 13. No que você se imagina trabalhando na obra de Deus, a curto, médio e longo prazo?