SlideShare uma empresa Scribd logo
EBD 2º Trimestre 2018
Licão 4 - Para Jovens
Conservando uma
vida Frutífera
Segunda, 1ª Coríntios 4:9-14 – Paulo
e sua entrega à obra de Deus
 Os jovens são chamados; a flor da idade; porque é bela, forte, cheia de vida e
desafios.
 Mas, muitos jovens estão sofrendo em nossos dias porque não sabem o sentido da vida
e porque não lhes foi mostrada a sua beleza, conforme a vontade de Deus.
 Muitos estão perdidos no tempo e no espaço, debatem-se no tenebroso mundo do
crime, das drogas, da violência, do sexo sem compromisso, e de outras mazelas.
 Que tristeza! O jovem não tem o direito de abandonar ou deixar estragar a sua vida;
 Ele é a mais bela Obra do Criador.
 Paul Claudel, um teatrólogo francês, disse que “o jovem não foi feito para o prazer,
mas para o desafio”.
 Mas, só Cristo pode dar ao jovem o máximo. Jesus lhe revela a sua beleza e o seu
valor; e mostra-lhe a grandeza de ser “filho amado de Deus”.
Os Jovens se entregando para Obra de Deus
 O jovem cristão deve honrar os seus pais, como ensina 4º Mandamento;
 Deve ser fiel a seus amigos e irmãos, deve estudar e trabalhar, nunca
perder tempo e jamais jogar a vida fora com coisas vazias.
 Terá que descansar e se divertir, mas de maneira saudável, sem pecar,
sem fazer do prazer um fim,.
 O jovem cristão é também um evangelizador; especialmente com seu
exemp no meio dos amigos, sem ter vergonha de sua fé e de sua Igreja.
 O jovem precisa viver como a Igreja ensina, rejeitando o sexo fora e
antes do casamento, fugindo das diversões perigosas e de todo pecado;
 A juventude é a força motriz da sociedade, o perfume saudável da
vida. O jovem cristão deve imitar Aquele que viveu em Nazaré, e que
deu a vida por todos.
Terça, Atos 14:22 As tribulações não podem nos impedir de entrar no
Reino de Deus
 Crendo que o amor de Deus é incondicional e eterno. O Senhor nunca nos deixa,
mesmo quando permite que passemos por tribulações
 Foi assim com Daniel na cova dos leões, com seus amigos na fornalha de fogo, com
o Ap. Pedro ao aguardar sua execução determinada por Herodes.
 A Bíblia diz: Eu jamais te deixarei, nunca, jamais te abandonarei Heb.13:5.
 Nossas maiores experiências com Deus, serão vividas em momentos de aflição,
pois Ele sempre socorre os de coração contrito e abatido.
 Feche todas as brechas. Nem toda tribulação é fruto de brechas, mas se elas
existirem, darão oportunidades a Satanás para nos afastar dos propósito de Deus
 Ore a Deus que o revele onde você está falhando? Depois de orar, seja humilde e
peça ajuda a seu líder neste sentido, ele poderá direcioná-lo e ajudá-lo a
encontrar as saídas.
 Atenção: Não devemos enfrentar as guerras espirituais sozinhos
Não se desvie do Propósito de Deus para a sua vida
 Não se entregue ao inimigo. Sujeitai-vos a Deus, resisti o diabo, ele
fugirá de vós
 Nestas horas é importante não nos desesperarmos, não nos entregarmos,
não murmurarmos, e não colocarmos a culpa em Deus ou nos líderes
como alguns fazem se revoltando ou se isolando.
 O diabo gosta de alguém que se isola. No reino animal quando os
predadores felinos atacam, a presa que se isolar do bando atacado, é o
jantar da noite.
 Devemos em meio às provas, nos firmar no Corpo e reagir com armas
espiritais, jejum, oração e Bíblia, assim Deus pelejará por nós, se ele é
por nós, quem será contra nós?
 Não se desvie do propósito. No seio da igreja vários discípulos paralisados
pelo inimigo, justamente porque seus corações se desviaram do propósito
de Deus.
 Retome o objetivo de ganhar vidas e fazer discípulos, pois os que
atendem a esta ordenança, serão sempre protegidos e abençoados.
Quarta, Mateus 5:10-12 Os filhos do Reino serão perseguido
 Se o mundo os odeia, tenham em mente que antes odiou a Mim. Se vocês
pertencessem ao mundo, ele os amaria como se fossem dele. Todavia, vocês não
são do mundo, mas Eu os escolhi, tirando-os do mundo; por isso o mundo os odeia.
João 15: 18 e 19.
 O cristianismo, conforme Jesus apresentou, não é como um piquenique pacífico.
 Entre todos os mais importantes educadores do mundo Jesus é o mais perfeito, Ele
é Deus
 Jesus sempre salientava o fato de que Seus seguidores seriam perseguidos porque
eram semelhantes a Ele; Porque andariam de acordo com princípios totalmente
opostos aos da cultura em geral.
 O cristianismo tem resultado em perseguição em todas as áreas da vida cristã: no
trabalho, por causa da honestidade; na família, por causa das responsabilidades e
prioridades; e na vida social, por causa de novos estilos de vida.
 A realidade é que o verdadeiro cristianismo muda as pessoas. Deixa-as fora de
sintonia com a cultura humana normal pecaminosa. o resultado é perseguição.
A Perseguição Cristã. Essa perseguição nem sempre tem sido suave.
.
 O imperador Nero, por exemplo, cobriu os cristãos de piche e os incendiou, para que
servissem de tochas vivas para iluminar seu jardim.
 Ele também os costurou dentro de peles frescas de animais e colocou os próprios cães de
caça atrás deles para os atacarem e estraçalharem.
 Outros cristãos foram costurados dentro de peles frescas de animais e colocados ao sol
para secar e morrer, enquanto as peles se encolhiam e lentamente os sufocavam e
esmagavam seus corpos
 Ainda outros tiveram partes do seu corpo decepadas e assadas diante de seus olhos, ou
receberam uma chuva de chumbo derretido fervendo. A lista de atrocidades seria infinda.
 O próprio Jesus não ficou isento. Ele morreu a terrível e humilhante morte de cruz. A
perseguição e discriminação ainda não estão no fim. A Bíblia nos diz que elas continuarão
até o fim dos tempos.
 Tais coisas, porém, não quebrantam o Espírito dos Cristãos, eles sabem que este mundo
não é seu lar, sabem que aqueles que são perseguidos por causa da justiça herdarão o
reino de Deus
Quinta, Hebreus 12:14 Santidade como elemento indispensável
 Pensamos que a santidade é um pré-requisito para a salvação. Mas não é isso que o
texto está ensinando. Se a santificação fosse condição para a salvação, a salvação
seria por obras, porque a santificação de vida é uma obra e Efésios 2:8,9 diz que a
salvação é pela graça através da fé.
 Somos salvos para a santificação não pela santificação de vida, está em Ef 2.10
 Para o Autor aos Heb, a santidade é o caminho para ver a Deus: Esforçai-vos para
viver em paz com todos e para serem santos. Sem santidade, ninguém verá a Deus
Hebreus 12:14
 O Autor de Heb.diz que o caminho para ver o Senhor é o exercício da santificação.
 A santidade abre nossos olhos:a cegueira do pecado nos impede sentir sua presença
 A santidade produz sensibilidade espiritual: E nos permite “ter a mente de Cristo”.
 A santidade nos habilita a ter o amor: porque Deus é amor. A santidade não nos
humilha, nem nos diminui, ela nos capacita a ver a Deus, a santificação nos
permite viver com a “alegria da nossa salvação”.
Sexta, Efésios 4.15,16 – Somente o amor produz um
crescimento saudável
 Antes, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é o cabeça, Cristo,
do qual todo o corpo bem ajustado, e ligado pelo auxílio de todas as juntas, segundo a
justa operação de cada parte, faz o seu próprio aumento para a edificação de si mesmo
em amor”. Efésios 4:15,16.
 Cada Cristão deverá entender porque deve participar da Igreja do Senhor enquanto
estiver na terra.
 A Igreja é o Corpo de Cristo na terra1ªCor12:27 É um grupo de crentes que se reúne para
a realização da obra de Deus, tendo a Bíblia como norma de funcionamento. 1 Co. 1:2.
 Não podemos nos reunir com todos irmãos do mundo, mas devemos nos reunir com os
irmãos da nossa localidade.
 A Igreja é uma instituição divina, formada por pessoas imperfeitas, cheia de falhas
 Qual o valor de ser membro da Igreja?(Mt.18:20). A Igreja é um lugar de comunhão,
crescimento espiritual, adoração a Deus em grupo,
 Aplicar seus dons espirituais, cooperar com Deus na propagação do Evangelho,
desenvolver sua vida social , onde você recebe o batismo e a Ceia e onde você tem o
privilégio de contribuir para a expansão do Reino de Deus.O crente fora da Igreja é um
membro inútil no corpo de Cristo.
Minhas responsabilidades na Igreja. Rm 12:4-8.
 Você precisa da Igreja tanto quanto a Igreja precisa de você.
 Cada membro deve se envolver pessoalmente nas atividades da Igreja, pois
Deus está contando com você. (Hb. 10:25).
 Participe dos cultos semanais, atue no ensino da Palavra de Deus, evangelize,
contribua com amor e é bom que saiba que seu lugar está reservado para você
se envolver com as coisas de nosso Senhor.
 A Igreja é um organismo, mas também é uma organização.
 Como organismo, a Igreja é o Corpo de Cristo; como organização, ela é a igreja
local, onde você frequenta.
 A Igreja é composta de todos os crentes do mundo, que se encontra em igrejas
locais.
 Quando salvo por Jesus Cristo deve agora ser edificado na fé, receber instrução
espiritual e partilhar da comunidade cristã. Tudo isso nos encontramos na Igreja
do Senhor.
Sábado, Rom 12:14 Deve-se vencer o ódio com o Amor
 O ódio é caracterizado, em específicos momentos da obra de Freud, como um
sentimento mais antigo que o amor, cuja fonte reside na obtenção do desprazer,
perturbando o equilíbrio energético experimentado pelo sujeito;
 Ao contrário do amor, que se destaca por ser uma fonte geradora de prazer do
próprio organismo, ou seja, paixão que impede a causar ou desejar mal a alguém,
rancor, raiva, ira, aversão, repugnância, antipatia, desprezo, repulsão,
 O ódio é uma paixão inferior, sentimento mesquinho, egoísta que desenvolvemos
quando nossa sintonia está muito baixa, negativa e nebulosa. Quando isso se dá,
ficamos muito mais vulneráveis.
 Começamos achando que estamos certos e os outros é que estão errados, para
depois acharmos que “todos” estão contra nós e a solidão é inevitável.
 Pessoas que odeiam, criam uma nuvem espessa a sua volta, de forma que aqueles
que o rodeiam não conseguem penetrar, a pessoa com que “odeia” torna-se
desagradável.
O Amor de Deus em nós sempre será um antídoto contra o ódio
 O que podemos fazer para evitar o ódio em nosso adversário? Sabemos
que jamais iremos suprir as expectativas do outro, mas podemos evitar
o sentimento aversivo de como iremos tratar e agir. Procure sempre se
colocar no lugar do outro, pense como você gostaria de ser tratado e
haja da forma que você gostaria de ser tratado e recebido também!
 A Bíblia diz que não devemos odiar as pessoas. O ódio é um sentimento
muito forte de aversão, sem nenhum amor. Quem não ama seu irmão
não tem o amor de Deus dentro de seu coração. O ódio por outras
pessoas é destrutivo e leva ao pecado.
 Então o que podemos odiar? O pecado. Deus odeia o pecado e nós
também devemos ter aversão ao pecado. Quem ama a Deus não que
pecar, antes pratica o que é certo e agradável a Deus.
 Prov.10:12 O ódio provoca dissensão, mas o amor cobre todos pecados.
1ª Apresente e comente três características de Paulo
como um líder
 Um líder que reconhece as qualidades dos liderados, um líder
com coração pastoral e um líder a ser imitado.
 Um bom líder ensina aos seus liderados que sempre devem
aprender; Podemos aprender e crescer com outros líderes mais
experientes; Um bom líder da exemplo aos seus liderados de
serem sensíveis à voz de Deus; O exemplo de oração aos
liderados fortalecerá a igreja e a obra de Deus
 Paulo tinha todas estas características de aprender com Deus,
ouvir de Deus e falar com Deus; Assim seu coração era pastoral
e todos que amam a obra de Deus até hoje procuram o imita-lo
2ª De que modo o ministério de Paulo pode inspirar os líderes
atuais a trabalharem com jovens e seus ministérios?
 1º conselho; Devemos ter cuidado com a doutrina, o ensino que a nós é
apresentado.
 E se você encontrar qualquer coisa que não condiz com aquilo que a Bíblia fala
, é hora de seguir o segundo conselho de Paulo:
 Rejeite qualquer ensinamento que não condiz com a verdade explícita na
Bíblia,
 rejeite qualquer prática que seja proposta por aí e não tem base bíblica
adequada para sustentá-la.
 Se você seguir estes conselhos de Paulo com disciplina e cuidado, dificilmente
fará parte destes que se desviam por aí querendo ouvir coisas agradáveis aos
ouvidos, mas distantes da Palavra de Deus!
 Tenha cuidado com o que você ouve! Estude a Bíblia, a conheça e a pratique! E
rejeite toda doutrina de demônios e ensino que não diz respeito à Verdade!
3ª Que desafios a jovem igreja em Tessalónica enfrentou para
permanecer firme na vocação de Deus?
 Tribulações internas, falta de acompanhamento pastoral integral, e perseguições
externas.
 Felizmente, formou-se uma congregação em Tessalônica, mas a oposição não era o único
desafio enfrentado pelos cristãos ali.
 Eles viviam num ambiente pagão e imoral, e isso deixava Paulo preocupado. Como seus
irmãos lidariam com esses desafios?
 Os cristãos em Tessalônica sabiam que, quando deixassem de participar nas atividades
sociais e religiosas da cidade, teriam de lidar com o ressentimento e a ira de seus
anteriores amigos
 Tessalônica tinha muitos santuários de deidades gregas como Zeus, Ártemis e Apolo, bem
como de alguns deuses egípcios
 O culto ao imperador também era muito forte, e todos cidadãos tinham de participar nos
rituais desse culto,recusa em fazer isso podia ser encarada como rebelião contra Roma.
 uma adoração altamente sexualizada, cheia de orgias e bebedeiras. Relações
extraconjugais e prostituição eram mt comuns. A fornicação não era considerada pecado
 Foi por isso que Paulo alertou os cristãos em Tessalônica a se abster de fornicação e a
evitar o cobiçoso apetite sexual e a impureza; Os cristãos em Tessalônica tiveram de
travar uma luta árdua por sua fé.
4ªQuais as medidas tomadas pelos irmãos tessalonicenses
para continuarem frutificando espiritualmente?
 Não abandonar a fé, assumir uma vida de santidade, insistir no
amor.
 Essa igreja deixou pra nós um grande exemplo de fé em meio
as perseguições religiosas, influencias culturais imorais,
 Mesmo assim os irmãos assumiram uma vida de santidade a
Deus
 O Apóstolo Paulo os elogiou e os fortaleceu com uma
mensagem de ânimo que continuassem insistindo no amor a
Deus e a sua obra
 Todas essas atitudes tomadas pela igreja em Tessalónica
contribuíram para continuarem frutificando espiritualmente
5ª Qual a relevância do amor em nosso serviço ao Reino de Deus?
 Sem amor a qualquer atividade na igreja torna-se mero ativismo religioso; o amor
demonstra a presença de Deus naquilo que fazemos.
 Trabalhar para Deus deve ser visto como um privilégio e não como uma obrigação.
 Deus não se alegra de pessoas que não gostam de trabalhar, a preguiça é
condenada na Bíblia.
 Mas a verdade é que trabalhar para Deus não significa que você não pode ter um
trabalho ou emprego secular,
 Mas significa que tudo o que você faz, seja qual for seu trabalho, deve glorificar a
Deus.
 Nós somos chamados para ser sal e luz do mundo, ou seja, nós devemos ser um
exemplo no nosso local de trabalho.
 Em tudo o que fazemos para Deus, a nossa motivação deve ser o amor, porque
não somos apenas servos de Deus, mas Jesus chama os Seus seguidores de amigos.
 E graças a Jesus, nós somos também chamados de filhos de Deus!
WWW.MOLDADO.COM

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a ebd-2o-trimestre-2018-licao-4-para-jovens.pptx

Lição 1112016_O que Pedro disse sobre o grande conflito_GGR
Lição 1112016_O que Pedro disse sobre o grande conflito_GGRLição 1112016_O que Pedro disse sobre o grande conflito_GGR
Lição 1112016_O que Pedro disse sobre o grande conflito_GGR
Gerson G. Ramos
 
Avaliando Como Deus Avalia
Avaliando Como Deus AvaliaAvaliando Como Deus Avalia
Avaliando Como Deus Avalia
Silvio Dutra
 
40 reavivamento verdadeiro completo
40   reavivamento verdadeiro completo40   reavivamento verdadeiro completo
40 reavivamento verdadeiro completo
Divanilson Cardoso
 
ESTUDOS DA TRIBO N 05.docx
ESTUDOS DA TRIBO N 05.docxESTUDOS DA TRIBO N 05.docx
ESTUDOS DA TRIBO N 05.docx
sergio dos santos
 
Avaliando conforme Deus avalia
Avaliando conforme Deus avaliaAvaliando conforme Deus avalia
Avaliando conforme Deus avalia
Silvio Dutra
 
Amor ou Temor, Como Devermos Servir a Deus?.pdf
Amor ou Temor, Como Devermos Servir a Deus?.pdfAmor ou Temor, Como Devermos Servir a Deus?.pdf
Amor ou Temor, Como Devermos Servir a Deus?.pdf
Pastor Robson Colaço
 
Texto de estudo saber e pedir a fé 2013
Texto de estudo saber e pedir a fé 2013Texto de estudo saber e pedir a fé 2013
Texto de estudo saber e pedir a fé 2013
ensantidade
 
EVANGELISMO PESSOAL EVANGELISMO PESSOALEVANGELISMO PESSOAL
EVANGELISMO PESSOAL EVANGELISMO PESSOALEVANGELISMO PESSOALEVANGELISMO PESSOAL EVANGELISMO PESSOALEVANGELISMO PESSOAL
EVANGELISMO PESSOAL EVANGELISMO PESSOALEVANGELISMO PESSOAL
EuclecioCostaAlmeida2
 
Lição 11 - Vivendo de Forma Moderada
Lição 11 - Vivendo de Forma ModeradaLição 11 - Vivendo de Forma Moderada
Lição 11 - Vivendo de Forma Moderada
Erberson Pinheiro
 
Novo livro
Novo livroNovo livro
AS DIVISÕES NA IGREJA
AS DIVISÕES NA IGREJAAS DIVISÕES NA IGREJA
AS DIVISÕES NA IGREJA
Mauricio Dos Santos
 
Apostila bem vindos à betlehem
Apostila bem vindos à betlehemApostila bem vindos à betlehem
Apostila bem vindos à betlehem
Paulo De Tarso Fernandes
 
10 coisas que todo católico deve saber
10 coisas que todo católico deve saber10 coisas que todo católico deve saber
10 coisas que todo católico deve saber
Wagner Teixeira Dos Reis
 
Boletim IPC Limeira 261117
Boletim IPC Limeira 261117Boletim IPC Limeira 261117
Boletim IPC Limeira 261117
Adelson R. Dos Santos
 
A Nova Vida em Cristo
A Nova Vida em CristoA Nova Vida em Cristo
A Nova Vida em Cristo
Luciana Evangelista
 
FOCO2014 - O Que É A Vida Cristã
FOCO2014 - O Que É A Vida CristãFOCO2014 - O Que É A Vida Cristã
FOCO2014 - O Que É A Vida Cristã
ibmalphaville
 
Adolescer +, O adolescente e a santificação, lição 9
Adolescer +, O adolescente e a santificação, lição 9Adolescer +, O adolescente e a santificação, lição 9
Adolescer +, O adolescente e a santificação, lição 9
Quenia Damata
 
O que e Igreja
O que e IgrejaO que e Igreja
O que e Igreja
Pastor Wanderley
 
Boletim cbg n°_42_19_out_2014
Boletim cbg n°_42_19_out_2014Boletim cbg n°_42_19_out_2014
Boletim cbg n°_42_19_out_2014
Silas Roberto Nogueira
 
Jovens do Senhor
Jovens do SenhorJovens do Senhor
Jovens do Senhor
Gediel Mendes
 

Semelhante a ebd-2o-trimestre-2018-licao-4-para-jovens.pptx (20)

Lição 1112016_O que Pedro disse sobre o grande conflito_GGR
Lição 1112016_O que Pedro disse sobre o grande conflito_GGRLição 1112016_O que Pedro disse sobre o grande conflito_GGR
Lição 1112016_O que Pedro disse sobre o grande conflito_GGR
 
Avaliando Como Deus Avalia
Avaliando Como Deus AvaliaAvaliando Como Deus Avalia
Avaliando Como Deus Avalia
 
40 reavivamento verdadeiro completo
40   reavivamento verdadeiro completo40   reavivamento verdadeiro completo
40 reavivamento verdadeiro completo
 
ESTUDOS DA TRIBO N 05.docx
ESTUDOS DA TRIBO N 05.docxESTUDOS DA TRIBO N 05.docx
ESTUDOS DA TRIBO N 05.docx
 
Avaliando conforme Deus avalia
Avaliando conforme Deus avaliaAvaliando conforme Deus avalia
Avaliando conforme Deus avalia
 
Amor ou Temor, Como Devermos Servir a Deus?.pdf
Amor ou Temor, Como Devermos Servir a Deus?.pdfAmor ou Temor, Como Devermos Servir a Deus?.pdf
Amor ou Temor, Como Devermos Servir a Deus?.pdf
 
Texto de estudo saber e pedir a fé 2013
Texto de estudo saber e pedir a fé 2013Texto de estudo saber e pedir a fé 2013
Texto de estudo saber e pedir a fé 2013
 
EVANGELISMO PESSOAL EVANGELISMO PESSOALEVANGELISMO PESSOAL
EVANGELISMO PESSOAL EVANGELISMO PESSOALEVANGELISMO PESSOALEVANGELISMO PESSOAL EVANGELISMO PESSOALEVANGELISMO PESSOAL
EVANGELISMO PESSOAL EVANGELISMO PESSOALEVANGELISMO PESSOAL
 
Lição 11 - Vivendo de Forma Moderada
Lição 11 - Vivendo de Forma ModeradaLição 11 - Vivendo de Forma Moderada
Lição 11 - Vivendo de Forma Moderada
 
Novo livro
Novo livroNovo livro
Novo livro
 
AS DIVISÕES NA IGREJA
AS DIVISÕES NA IGREJAAS DIVISÕES NA IGREJA
AS DIVISÕES NA IGREJA
 
Apostila bem vindos à betlehem
Apostila bem vindos à betlehemApostila bem vindos à betlehem
Apostila bem vindos à betlehem
 
10 coisas que todo católico deve saber
10 coisas que todo católico deve saber10 coisas que todo católico deve saber
10 coisas que todo católico deve saber
 
Boletim IPC Limeira 261117
Boletim IPC Limeira 261117Boletim IPC Limeira 261117
Boletim IPC Limeira 261117
 
A Nova Vida em Cristo
A Nova Vida em CristoA Nova Vida em Cristo
A Nova Vida em Cristo
 
FOCO2014 - O Que É A Vida Cristã
FOCO2014 - O Que É A Vida CristãFOCO2014 - O Que É A Vida Cristã
FOCO2014 - O Que É A Vida Cristã
 
Adolescer +, O adolescente e a santificação, lição 9
Adolescer +, O adolescente e a santificação, lição 9Adolescer +, O adolescente e a santificação, lição 9
Adolescer +, O adolescente e a santificação, lição 9
 
O que e Igreja
O que e IgrejaO que e Igreja
O que e Igreja
 
Boletim cbg n°_42_19_out_2014
Boletim cbg n°_42_19_out_2014Boletim cbg n°_42_19_out_2014
Boletim cbg n°_42_19_out_2014
 
Jovens do Senhor
Jovens do SenhorJovens do Senhor
Jovens do Senhor
 

Mais de KARINEVONEYVIEIRABAR

ebd-3o-trimestre-2020-licao-6 O FIM DE TODAS AS COISAS.pptx
ebd-3o-trimestre-2020-licao-6 O FIM DE TODAS AS COISAS.pptxebd-3o-trimestre-2020-licao-6 O FIM DE TODAS AS COISAS.pptx
ebd-3o-trimestre-2020-licao-6 O FIM DE TODAS AS COISAS.pptx
KARINEVONEYVIEIRABAR
 
ebd-3-trimestre-2020-licao-10O FIM DE TODAS AS COISAS.pptx
ebd-3-trimestre-2020-licao-10O FIM DE TODAS AS COISAS.pptxebd-3-trimestre-2020-licao-10O FIM DE TODAS AS COISAS.pptx
ebd-3-trimestre-2020-licao-10O FIM DE TODAS AS COISAS.pptx
KARINEVONEYVIEIRABAR
 
ebd-3o-trimestre-2020-licao-11 ESPERANÇA E GLORIA PARA OS SALVOS.pptx
ebd-3o-trimestre-2020-licao-11 ESPERANÇA E GLORIA PARA OS SALVOS.pptxebd-3o-trimestre-2020-licao-11 ESPERANÇA E GLORIA PARA OS SALVOS.pptx
ebd-3o-trimestre-2020-licao-11 ESPERANÇA E GLORIA PARA OS SALVOS.pptx
KARINEVONEYVIEIRABAR
 
ebd-3o-trimestre-2020-licao-12 O FIM DE TODAS AS COISAS.pptx
ebd-3o-trimestre-2020-licao-12 O FIM DE TODAS AS COISAS.pptxebd-3o-trimestre-2020-licao-12 O FIM DE TODAS AS COISAS.pptx
ebd-3o-trimestre-2020-licao-12 O FIM DE TODAS AS COISAS.pptx
KARINEVONEYVIEIRABAR
 
ebd-2o-trimestre-2018-licao-7-jovens.pptx
ebd-2o-trimestre-2018-licao-7-jovens.pptxebd-2o-trimestre-2018-licao-7-jovens.pptx
ebd-2o-trimestre-2018-licao-7-jovens.pptx
KARINEVONEYVIEIRABAR
 
ebd-2o-trimestre-2018-licao-10-jovens.pptx
ebd-2o-trimestre-2018-licao-10-jovens.pptxebd-2o-trimestre-2018-licao-10-jovens.pptx
ebd-2o-trimestre-2018-licao-10-jovens.pptx
KARINEVONEYVIEIRABAR
 
ebd-3o-trimestre-2020-licao-1 O FIM DE TODAS AS COISAS .pptx
ebd-3o-trimestre-2020-licao-1 O FIM DE TODAS AS COISAS .pptxebd-3o-trimestre-2020-licao-1 O FIM DE TODAS AS COISAS .pptx
ebd-3o-trimestre-2020-licao-1 O FIM DE TODAS AS COISAS .pptx
KARINEVONEYVIEIRABAR
 
ebd-2o-trimestre-licao-9-2018-adulto.pptx
ebd-2o-trimestre-licao-9-2018-adulto.pptxebd-2o-trimestre-licao-9-2018-adulto.pptx
ebd-2o-trimestre-licao-9-2018-adulto.pptx
KARINEVONEYVIEIRABAR
 
Apresentação Cancao de Exilio FACULDADE PERIODO 4 .pptx
Apresentação Cancao de Exilio FACULDADE PERIODO 4 .pptxApresentação Cancao de Exilio FACULDADE PERIODO 4 .pptx
Apresentação Cancao de Exilio FACULDADE PERIODO 4 .pptx
KARINEVONEYVIEIRABAR
 
O APOCALIPSE. A VITORIA FINAL DE JESUS
O APOCALIPSE.   A VITORIA FINAL DE JESUSO APOCALIPSE.   A VITORIA FINAL DE JESUS
O APOCALIPSE. A VITORIA FINAL DE JESUS
KARINEVONEYVIEIRABAR
 
O POVO DE DEUS É SELADO. OS 144 MIL SELADOS DE DEUS
O POVO DE DEUS É SELADO. OS 144 MIL SELADOS DE DEUSO POVO DE DEUS É SELADO. OS 144 MIL SELADOS DE DEUS
O POVO DE DEUS É SELADO. OS 144 MIL SELADOS DE DEUS
KARINEVONEYVIEIRABAR
 
DIGNO É O CORDEIRO APOCALIPSE CAPITULO 4 E 5
DIGNO É O CORDEIRO APOCALIPSE CAPITULO 4 E 5DIGNO É O CORDEIRO APOCALIPSE CAPITULO 4 E 5
DIGNO É O CORDEIRO APOCALIPSE CAPITULO 4 E 5
KARINEVONEYVIEIRABAR
 
projetoartenaescolaslidesnovo-090413123554-phpapp02.ppt
projetoartenaescolaslidesnovo-090413123554-phpapp02.pptprojetoartenaescolaslidesnovo-090413123554-phpapp02.ppt
projetoartenaescolaslidesnovo-090413123554-phpapp02.ppt
KARINEVONEYVIEIRABAR
 
O Arrebatamento dos Salvos - Lição 2 .pptx
O Arrebatamento dos Salvos - Lição 2 .pptxO Arrebatamento dos Salvos - Lição 2 .pptx
O Arrebatamento dos Salvos - Lição 2 .pptx
KARINEVONEYVIEIRABAR
 
DESCOBRINDO E EXPLORANDO O AMBIENTE NATURAL.pptx
DESCOBRINDO E EXPLORANDO O AMBIENTE  NATURAL.pptxDESCOBRINDO E EXPLORANDO O AMBIENTE  NATURAL.pptx
DESCOBRINDO E EXPLORANDO O AMBIENTE NATURAL.pptx
KARINEVONEYVIEIRABAR
 
A LITERATURA DE MONTEIRO LOBATO E SUAS CONTRIBUIÇÕES - apresentação .pptx
A LITERATURA DE MONTEIRO LOBATO E SUAS CONTRIBUIÇÕES - apresentação .pptxA LITERATURA DE MONTEIRO LOBATO E SUAS CONTRIBUIÇÕES - apresentação .pptx
A LITERATURA DE MONTEIRO LOBATO E SUAS CONTRIBUIÇÕES - apresentação .pptx
KARINEVONEYVIEIRABAR
 
DESCOBRINDO E EXPLORANDO O AMBIENTE NATURAL.pptx
DESCOBRINDO E EXPLORANDO O AMBIENTE  NATURAL.pptxDESCOBRINDO E EXPLORANDO O AMBIENTE  NATURAL.pptx
DESCOBRINDO E EXPLORANDO O AMBIENTE NATURAL.pptx
KARINEVONEYVIEIRABAR
 
LIÇÃO 2 JOVENS AÇÃO DE GRAÇAS PELA IGREJA DE CORINTO .pptx
LIÇÃO 2 JOVENS AÇÃO DE GRAÇAS PELA IGREJA DE CORINTO .pptxLIÇÃO 2 JOVENS AÇÃO DE GRAÇAS PELA IGREJA DE CORINTO .pptx
LIÇÃO 2 JOVENS AÇÃO DE GRAÇAS PELA IGREJA DE CORINTO .pptx
KARINEVONEYVIEIRABAR
 
LIÇÃO 04 - JOVENS E ADULTOS- DONS DE PODER.pptx
LIÇÃO 04 - JOVENS E ADULTOS- DONS DE PODER.pptxLIÇÃO 04 - JOVENS E ADULTOS- DONS DE PODER.pptx
LIÇÃO 04 - JOVENS E ADULTOS- DONS DE PODER.pptx
KARINEVONEYVIEIRABAR
 
LIÇÃO 02 -JOVENS E ADULTOS- O PROPOSITO DOS DONS ESPIRITUAIS .pdf
LIÇÃO 02 -JOVENS E ADULTOS- O PROPOSITO DOS DONS ESPIRITUAIS .pdfLIÇÃO 02 -JOVENS E ADULTOS- O PROPOSITO DOS DONS ESPIRITUAIS .pdf
LIÇÃO 02 -JOVENS E ADULTOS- O PROPOSITO DOS DONS ESPIRITUAIS .pdf
KARINEVONEYVIEIRABAR
 

Mais de KARINEVONEYVIEIRABAR (20)

ebd-3o-trimestre-2020-licao-6 O FIM DE TODAS AS COISAS.pptx
ebd-3o-trimestre-2020-licao-6 O FIM DE TODAS AS COISAS.pptxebd-3o-trimestre-2020-licao-6 O FIM DE TODAS AS COISAS.pptx
ebd-3o-trimestre-2020-licao-6 O FIM DE TODAS AS COISAS.pptx
 
ebd-3-trimestre-2020-licao-10O FIM DE TODAS AS COISAS.pptx
ebd-3-trimestre-2020-licao-10O FIM DE TODAS AS COISAS.pptxebd-3-trimestre-2020-licao-10O FIM DE TODAS AS COISAS.pptx
ebd-3-trimestre-2020-licao-10O FIM DE TODAS AS COISAS.pptx
 
ebd-3o-trimestre-2020-licao-11 ESPERANÇA E GLORIA PARA OS SALVOS.pptx
ebd-3o-trimestre-2020-licao-11 ESPERANÇA E GLORIA PARA OS SALVOS.pptxebd-3o-trimestre-2020-licao-11 ESPERANÇA E GLORIA PARA OS SALVOS.pptx
ebd-3o-trimestre-2020-licao-11 ESPERANÇA E GLORIA PARA OS SALVOS.pptx
 
ebd-3o-trimestre-2020-licao-12 O FIM DE TODAS AS COISAS.pptx
ebd-3o-trimestre-2020-licao-12 O FIM DE TODAS AS COISAS.pptxebd-3o-trimestre-2020-licao-12 O FIM DE TODAS AS COISAS.pptx
ebd-3o-trimestre-2020-licao-12 O FIM DE TODAS AS COISAS.pptx
 
ebd-2o-trimestre-2018-licao-7-jovens.pptx
ebd-2o-trimestre-2018-licao-7-jovens.pptxebd-2o-trimestre-2018-licao-7-jovens.pptx
ebd-2o-trimestre-2018-licao-7-jovens.pptx
 
ebd-2o-trimestre-2018-licao-10-jovens.pptx
ebd-2o-trimestre-2018-licao-10-jovens.pptxebd-2o-trimestre-2018-licao-10-jovens.pptx
ebd-2o-trimestre-2018-licao-10-jovens.pptx
 
ebd-3o-trimestre-2020-licao-1 O FIM DE TODAS AS COISAS .pptx
ebd-3o-trimestre-2020-licao-1 O FIM DE TODAS AS COISAS .pptxebd-3o-trimestre-2020-licao-1 O FIM DE TODAS AS COISAS .pptx
ebd-3o-trimestre-2020-licao-1 O FIM DE TODAS AS COISAS .pptx
 
ebd-2o-trimestre-licao-9-2018-adulto.pptx
ebd-2o-trimestre-licao-9-2018-adulto.pptxebd-2o-trimestre-licao-9-2018-adulto.pptx
ebd-2o-trimestre-licao-9-2018-adulto.pptx
 
Apresentação Cancao de Exilio FACULDADE PERIODO 4 .pptx
Apresentação Cancao de Exilio FACULDADE PERIODO 4 .pptxApresentação Cancao de Exilio FACULDADE PERIODO 4 .pptx
Apresentação Cancao de Exilio FACULDADE PERIODO 4 .pptx
 
O APOCALIPSE. A VITORIA FINAL DE JESUS
O APOCALIPSE.   A VITORIA FINAL DE JESUSO APOCALIPSE.   A VITORIA FINAL DE JESUS
O APOCALIPSE. A VITORIA FINAL DE JESUS
 
O POVO DE DEUS É SELADO. OS 144 MIL SELADOS DE DEUS
O POVO DE DEUS É SELADO. OS 144 MIL SELADOS DE DEUSO POVO DE DEUS É SELADO. OS 144 MIL SELADOS DE DEUS
O POVO DE DEUS É SELADO. OS 144 MIL SELADOS DE DEUS
 
DIGNO É O CORDEIRO APOCALIPSE CAPITULO 4 E 5
DIGNO É O CORDEIRO APOCALIPSE CAPITULO 4 E 5DIGNO É O CORDEIRO APOCALIPSE CAPITULO 4 E 5
DIGNO É O CORDEIRO APOCALIPSE CAPITULO 4 E 5
 
projetoartenaescolaslidesnovo-090413123554-phpapp02.ppt
projetoartenaescolaslidesnovo-090413123554-phpapp02.pptprojetoartenaescolaslidesnovo-090413123554-phpapp02.ppt
projetoartenaescolaslidesnovo-090413123554-phpapp02.ppt
 
O Arrebatamento dos Salvos - Lição 2 .pptx
O Arrebatamento dos Salvos - Lição 2 .pptxO Arrebatamento dos Salvos - Lição 2 .pptx
O Arrebatamento dos Salvos - Lição 2 .pptx
 
DESCOBRINDO E EXPLORANDO O AMBIENTE NATURAL.pptx
DESCOBRINDO E EXPLORANDO O AMBIENTE  NATURAL.pptxDESCOBRINDO E EXPLORANDO O AMBIENTE  NATURAL.pptx
DESCOBRINDO E EXPLORANDO O AMBIENTE NATURAL.pptx
 
A LITERATURA DE MONTEIRO LOBATO E SUAS CONTRIBUIÇÕES - apresentação .pptx
A LITERATURA DE MONTEIRO LOBATO E SUAS CONTRIBUIÇÕES - apresentação .pptxA LITERATURA DE MONTEIRO LOBATO E SUAS CONTRIBUIÇÕES - apresentação .pptx
A LITERATURA DE MONTEIRO LOBATO E SUAS CONTRIBUIÇÕES - apresentação .pptx
 
DESCOBRINDO E EXPLORANDO O AMBIENTE NATURAL.pptx
DESCOBRINDO E EXPLORANDO O AMBIENTE  NATURAL.pptxDESCOBRINDO E EXPLORANDO O AMBIENTE  NATURAL.pptx
DESCOBRINDO E EXPLORANDO O AMBIENTE NATURAL.pptx
 
LIÇÃO 2 JOVENS AÇÃO DE GRAÇAS PELA IGREJA DE CORINTO .pptx
LIÇÃO 2 JOVENS AÇÃO DE GRAÇAS PELA IGREJA DE CORINTO .pptxLIÇÃO 2 JOVENS AÇÃO DE GRAÇAS PELA IGREJA DE CORINTO .pptx
LIÇÃO 2 JOVENS AÇÃO DE GRAÇAS PELA IGREJA DE CORINTO .pptx
 
LIÇÃO 04 - JOVENS E ADULTOS- DONS DE PODER.pptx
LIÇÃO 04 - JOVENS E ADULTOS- DONS DE PODER.pptxLIÇÃO 04 - JOVENS E ADULTOS- DONS DE PODER.pptx
LIÇÃO 04 - JOVENS E ADULTOS- DONS DE PODER.pptx
 
LIÇÃO 02 -JOVENS E ADULTOS- O PROPOSITO DOS DONS ESPIRITUAIS .pdf
LIÇÃO 02 -JOVENS E ADULTOS- O PROPOSITO DOS DONS ESPIRITUAIS .pdfLIÇÃO 02 -JOVENS E ADULTOS- O PROPOSITO DOS DONS ESPIRITUAIS .pdf
LIÇÃO 02 -JOVENS E ADULTOS- O PROPOSITO DOS DONS ESPIRITUAIS .pdf
 

Último

Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
HelenStefany
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdfConcurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
TathyLopes1
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
AlessandraRibas7
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
CarlosJean21
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
GracinhaSantos6
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
katbrochier1
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
geiseortiz1
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
SidneySilva523387
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
WELTONROBERTOFREITAS
 

Último (20)

Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdfConcurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
 

ebd-2o-trimestre-2018-licao-4-para-jovens.pptx

  • 1. EBD 2º Trimestre 2018 Licão 4 - Para Jovens Conservando uma vida Frutífera
  • 2. Segunda, 1ª Coríntios 4:9-14 – Paulo e sua entrega à obra de Deus  Os jovens são chamados; a flor da idade; porque é bela, forte, cheia de vida e desafios.  Mas, muitos jovens estão sofrendo em nossos dias porque não sabem o sentido da vida e porque não lhes foi mostrada a sua beleza, conforme a vontade de Deus.  Muitos estão perdidos no tempo e no espaço, debatem-se no tenebroso mundo do crime, das drogas, da violência, do sexo sem compromisso, e de outras mazelas.  Que tristeza! O jovem não tem o direito de abandonar ou deixar estragar a sua vida;  Ele é a mais bela Obra do Criador.  Paul Claudel, um teatrólogo francês, disse que “o jovem não foi feito para o prazer, mas para o desafio”.  Mas, só Cristo pode dar ao jovem o máximo. Jesus lhe revela a sua beleza e o seu valor; e mostra-lhe a grandeza de ser “filho amado de Deus”.
  • 3. Os Jovens se entregando para Obra de Deus  O jovem cristão deve honrar os seus pais, como ensina 4º Mandamento;  Deve ser fiel a seus amigos e irmãos, deve estudar e trabalhar, nunca perder tempo e jamais jogar a vida fora com coisas vazias.  Terá que descansar e se divertir, mas de maneira saudável, sem pecar, sem fazer do prazer um fim,.  O jovem cristão é também um evangelizador; especialmente com seu exemp no meio dos amigos, sem ter vergonha de sua fé e de sua Igreja.  O jovem precisa viver como a Igreja ensina, rejeitando o sexo fora e antes do casamento, fugindo das diversões perigosas e de todo pecado;  A juventude é a força motriz da sociedade, o perfume saudável da vida. O jovem cristão deve imitar Aquele que viveu em Nazaré, e que deu a vida por todos.
  • 4. Terça, Atos 14:22 As tribulações não podem nos impedir de entrar no Reino de Deus  Crendo que o amor de Deus é incondicional e eterno. O Senhor nunca nos deixa, mesmo quando permite que passemos por tribulações  Foi assim com Daniel na cova dos leões, com seus amigos na fornalha de fogo, com o Ap. Pedro ao aguardar sua execução determinada por Herodes.  A Bíblia diz: Eu jamais te deixarei, nunca, jamais te abandonarei Heb.13:5.  Nossas maiores experiências com Deus, serão vividas em momentos de aflição, pois Ele sempre socorre os de coração contrito e abatido.  Feche todas as brechas. Nem toda tribulação é fruto de brechas, mas se elas existirem, darão oportunidades a Satanás para nos afastar dos propósito de Deus  Ore a Deus que o revele onde você está falhando? Depois de orar, seja humilde e peça ajuda a seu líder neste sentido, ele poderá direcioná-lo e ajudá-lo a encontrar as saídas.  Atenção: Não devemos enfrentar as guerras espirituais sozinhos
  • 5. Não se desvie do Propósito de Deus para a sua vida  Não se entregue ao inimigo. Sujeitai-vos a Deus, resisti o diabo, ele fugirá de vós  Nestas horas é importante não nos desesperarmos, não nos entregarmos, não murmurarmos, e não colocarmos a culpa em Deus ou nos líderes como alguns fazem se revoltando ou se isolando.  O diabo gosta de alguém que se isola. No reino animal quando os predadores felinos atacam, a presa que se isolar do bando atacado, é o jantar da noite.  Devemos em meio às provas, nos firmar no Corpo e reagir com armas espiritais, jejum, oração e Bíblia, assim Deus pelejará por nós, se ele é por nós, quem será contra nós?  Não se desvie do propósito. No seio da igreja vários discípulos paralisados pelo inimigo, justamente porque seus corações se desviaram do propósito de Deus.  Retome o objetivo de ganhar vidas e fazer discípulos, pois os que atendem a esta ordenança, serão sempre protegidos e abençoados.
  • 6. Quarta, Mateus 5:10-12 Os filhos do Reino serão perseguido  Se o mundo os odeia, tenham em mente que antes odiou a Mim. Se vocês pertencessem ao mundo, ele os amaria como se fossem dele. Todavia, vocês não são do mundo, mas Eu os escolhi, tirando-os do mundo; por isso o mundo os odeia. João 15: 18 e 19.  O cristianismo, conforme Jesus apresentou, não é como um piquenique pacífico.  Entre todos os mais importantes educadores do mundo Jesus é o mais perfeito, Ele é Deus  Jesus sempre salientava o fato de que Seus seguidores seriam perseguidos porque eram semelhantes a Ele; Porque andariam de acordo com princípios totalmente opostos aos da cultura em geral.  O cristianismo tem resultado em perseguição em todas as áreas da vida cristã: no trabalho, por causa da honestidade; na família, por causa das responsabilidades e prioridades; e na vida social, por causa de novos estilos de vida.  A realidade é que o verdadeiro cristianismo muda as pessoas. Deixa-as fora de sintonia com a cultura humana normal pecaminosa. o resultado é perseguição.
  • 7. A Perseguição Cristã. Essa perseguição nem sempre tem sido suave. .  O imperador Nero, por exemplo, cobriu os cristãos de piche e os incendiou, para que servissem de tochas vivas para iluminar seu jardim.  Ele também os costurou dentro de peles frescas de animais e colocou os próprios cães de caça atrás deles para os atacarem e estraçalharem.  Outros cristãos foram costurados dentro de peles frescas de animais e colocados ao sol para secar e morrer, enquanto as peles se encolhiam e lentamente os sufocavam e esmagavam seus corpos  Ainda outros tiveram partes do seu corpo decepadas e assadas diante de seus olhos, ou receberam uma chuva de chumbo derretido fervendo. A lista de atrocidades seria infinda.  O próprio Jesus não ficou isento. Ele morreu a terrível e humilhante morte de cruz. A perseguição e discriminação ainda não estão no fim. A Bíblia nos diz que elas continuarão até o fim dos tempos.  Tais coisas, porém, não quebrantam o Espírito dos Cristãos, eles sabem que este mundo não é seu lar, sabem que aqueles que são perseguidos por causa da justiça herdarão o reino de Deus
  • 8. Quinta, Hebreus 12:14 Santidade como elemento indispensável  Pensamos que a santidade é um pré-requisito para a salvação. Mas não é isso que o texto está ensinando. Se a santificação fosse condição para a salvação, a salvação seria por obras, porque a santificação de vida é uma obra e Efésios 2:8,9 diz que a salvação é pela graça através da fé.  Somos salvos para a santificação não pela santificação de vida, está em Ef 2.10  Para o Autor aos Heb, a santidade é o caminho para ver a Deus: Esforçai-vos para viver em paz com todos e para serem santos. Sem santidade, ninguém verá a Deus Hebreus 12:14  O Autor de Heb.diz que o caminho para ver o Senhor é o exercício da santificação.  A santidade abre nossos olhos:a cegueira do pecado nos impede sentir sua presença  A santidade produz sensibilidade espiritual: E nos permite “ter a mente de Cristo”.  A santidade nos habilita a ter o amor: porque Deus é amor. A santidade não nos humilha, nem nos diminui, ela nos capacita a ver a Deus, a santificação nos permite viver com a “alegria da nossa salvação”.
  • 9. Sexta, Efésios 4.15,16 – Somente o amor produz um crescimento saudável  Antes, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é o cabeça, Cristo, do qual todo o corpo bem ajustado, e ligado pelo auxílio de todas as juntas, segundo a justa operação de cada parte, faz o seu próprio aumento para a edificação de si mesmo em amor”. Efésios 4:15,16.  Cada Cristão deverá entender porque deve participar da Igreja do Senhor enquanto estiver na terra.  A Igreja é o Corpo de Cristo na terra1ªCor12:27 É um grupo de crentes que se reúne para a realização da obra de Deus, tendo a Bíblia como norma de funcionamento. 1 Co. 1:2.  Não podemos nos reunir com todos irmãos do mundo, mas devemos nos reunir com os irmãos da nossa localidade.  A Igreja é uma instituição divina, formada por pessoas imperfeitas, cheia de falhas  Qual o valor de ser membro da Igreja?(Mt.18:20). A Igreja é um lugar de comunhão, crescimento espiritual, adoração a Deus em grupo,  Aplicar seus dons espirituais, cooperar com Deus na propagação do Evangelho, desenvolver sua vida social , onde você recebe o batismo e a Ceia e onde você tem o privilégio de contribuir para a expansão do Reino de Deus.O crente fora da Igreja é um membro inútil no corpo de Cristo.
  • 10. Minhas responsabilidades na Igreja. Rm 12:4-8.  Você precisa da Igreja tanto quanto a Igreja precisa de você.  Cada membro deve se envolver pessoalmente nas atividades da Igreja, pois Deus está contando com você. (Hb. 10:25).  Participe dos cultos semanais, atue no ensino da Palavra de Deus, evangelize, contribua com amor e é bom que saiba que seu lugar está reservado para você se envolver com as coisas de nosso Senhor.  A Igreja é um organismo, mas também é uma organização.  Como organismo, a Igreja é o Corpo de Cristo; como organização, ela é a igreja local, onde você frequenta.  A Igreja é composta de todos os crentes do mundo, que se encontra em igrejas locais.  Quando salvo por Jesus Cristo deve agora ser edificado na fé, receber instrução espiritual e partilhar da comunidade cristã. Tudo isso nos encontramos na Igreja do Senhor.
  • 11. Sábado, Rom 12:14 Deve-se vencer o ódio com o Amor  O ódio é caracterizado, em específicos momentos da obra de Freud, como um sentimento mais antigo que o amor, cuja fonte reside na obtenção do desprazer, perturbando o equilíbrio energético experimentado pelo sujeito;  Ao contrário do amor, que se destaca por ser uma fonte geradora de prazer do próprio organismo, ou seja, paixão que impede a causar ou desejar mal a alguém, rancor, raiva, ira, aversão, repugnância, antipatia, desprezo, repulsão,  O ódio é uma paixão inferior, sentimento mesquinho, egoísta que desenvolvemos quando nossa sintonia está muito baixa, negativa e nebulosa. Quando isso se dá, ficamos muito mais vulneráveis.  Começamos achando que estamos certos e os outros é que estão errados, para depois acharmos que “todos” estão contra nós e a solidão é inevitável.  Pessoas que odeiam, criam uma nuvem espessa a sua volta, de forma que aqueles que o rodeiam não conseguem penetrar, a pessoa com que “odeia” torna-se desagradável.
  • 12. O Amor de Deus em nós sempre será um antídoto contra o ódio  O que podemos fazer para evitar o ódio em nosso adversário? Sabemos que jamais iremos suprir as expectativas do outro, mas podemos evitar o sentimento aversivo de como iremos tratar e agir. Procure sempre se colocar no lugar do outro, pense como você gostaria de ser tratado e haja da forma que você gostaria de ser tratado e recebido também!  A Bíblia diz que não devemos odiar as pessoas. O ódio é um sentimento muito forte de aversão, sem nenhum amor. Quem não ama seu irmão não tem o amor de Deus dentro de seu coração. O ódio por outras pessoas é destrutivo e leva ao pecado.  Então o que podemos odiar? O pecado. Deus odeia o pecado e nós também devemos ter aversão ao pecado. Quem ama a Deus não que pecar, antes pratica o que é certo e agradável a Deus.  Prov.10:12 O ódio provoca dissensão, mas o amor cobre todos pecados.
  • 13.
  • 14. 1ª Apresente e comente três características de Paulo como um líder  Um líder que reconhece as qualidades dos liderados, um líder com coração pastoral e um líder a ser imitado.  Um bom líder ensina aos seus liderados que sempre devem aprender; Podemos aprender e crescer com outros líderes mais experientes; Um bom líder da exemplo aos seus liderados de serem sensíveis à voz de Deus; O exemplo de oração aos liderados fortalecerá a igreja e a obra de Deus  Paulo tinha todas estas características de aprender com Deus, ouvir de Deus e falar com Deus; Assim seu coração era pastoral e todos que amam a obra de Deus até hoje procuram o imita-lo
  • 15. 2ª De que modo o ministério de Paulo pode inspirar os líderes atuais a trabalharem com jovens e seus ministérios?  1º conselho; Devemos ter cuidado com a doutrina, o ensino que a nós é apresentado.  E se você encontrar qualquer coisa que não condiz com aquilo que a Bíblia fala , é hora de seguir o segundo conselho de Paulo:  Rejeite qualquer ensinamento que não condiz com a verdade explícita na Bíblia,  rejeite qualquer prática que seja proposta por aí e não tem base bíblica adequada para sustentá-la.  Se você seguir estes conselhos de Paulo com disciplina e cuidado, dificilmente fará parte destes que se desviam por aí querendo ouvir coisas agradáveis aos ouvidos, mas distantes da Palavra de Deus!  Tenha cuidado com o que você ouve! Estude a Bíblia, a conheça e a pratique! E rejeite toda doutrina de demônios e ensino que não diz respeito à Verdade!
  • 16. 3ª Que desafios a jovem igreja em Tessalónica enfrentou para permanecer firme na vocação de Deus?  Tribulações internas, falta de acompanhamento pastoral integral, e perseguições externas.  Felizmente, formou-se uma congregação em Tessalônica, mas a oposição não era o único desafio enfrentado pelos cristãos ali.  Eles viviam num ambiente pagão e imoral, e isso deixava Paulo preocupado. Como seus irmãos lidariam com esses desafios?  Os cristãos em Tessalônica sabiam que, quando deixassem de participar nas atividades sociais e religiosas da cidade, teriam de lidar com o ressentimento e a ira de seus anteriores amigos  Tessalônica tinha muitos santuários de deidades gregas como Zeus, Ártemis e Apolo, bem como de alguns deuses egípcios  O culto ao imperador também era muito forte, e todos cidadãos tinham de participar nos rituais desse culto,recusa em fazer isso podia ser encarada como rebelião contra Roma.  uma adoração altamente sexualizada, cheia de orgias e bebedeiras. Relações extraconjugais e prostituição eram mt comuns. A fornicação não era considerada pecado  Foi por isso que Paulo alertou os cristãos em Tessalônica a se abster de fornicação e a evitar o cobiçoso apetite sexual e a impureza; Os cristãos em Tessalônica tiveram de travar uma luta árdua por sua fé.
  • 17. 4ªQuais as medidas tomadas pelos irmãos tessalonicenses para continuarem frutificando espiritualmente?  Não abandonar a fé, assumir uma vida de santidade, insistir no amor.  Essa igreja deixou pra nós um grande exemplo de fé em meio as perseguições religiosas, influencias culturais imorais,  Mesmo assim os irmãos assumiram uma vida de santidade a Deus  O Apóstolo Paulo os elogiou e os fortaleceu com uma mensagem de ânimo que continuassem insistindo no amor a Deus e a sua obra  Todas essas atitudes tomadas pela igreja em Tessalónica contribuíram para continuarem frutificando espiritualmente
  • 18. 5ª Qual a relevância do amor em nosso serviço ao Reino de Deus?  Sem amor a qualquer atividade na igreja torna-se mero ativismo religioso; o amor demonstra a presença de Deus naquilo que fazemos.  Trabalhar para Deus deve ser visto como um privilégio e não como uma obrigação.  Deus não se alegra de pessoas que não gostam de trabalhar, a preguiça é condenada na Bíblia.  Mas a verdade é que trabalhar para Deus não significa que você não pode ter um trabalho ou emprego secular,  Mas significa que tudo o que você faz, seja qual for seu trabalho, deve glorificar a Deus.  Nós somos chamados para ser sal e luz do mundo, ou seja, nós devemos ser um exemplo no nosso local de trabalho.  Em tudo o que fazemos para Deus, a nossa motivação deve ser o amor, porque não somos apenas servos de Deus, mas Jesus chama os Seus seguidores de amigos.  E graças a Jesus, nós somos também chamados de filhos de Deus!