SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 14
Baixar para ler offline
DEMONSTRAÇÃO DO
FLUXO DE CAIXA - DFC
A DFC é uma demonstração que
tem por finalidade evidenciar as
    transações ocorridas em
   determinado período e que
 provocaram modificações nas
  disponibilidades da empresa
  (caixa, bancos e aplicações
           imediatas).
Métodos da DFC
Método direto – Por este método
    são demonstrados os
pagamentos e recebimentos que
     entraram no Caixa.
      (disponibilidades)
Modelo de DFC DIRETO
  DFC da _________em __/12/XX:
  I - Fluxos das Operações:
  (+) Recebimento de Vendas
  (-) Pagamento de Compras
  (-) Pagamentos de impostos
  (-) Pagamento de Despesas Operacionais
  (=) Caixa Gerado pelas Operações
  II - Fluxos dos Investimentos:
  (-) Aquisição de Investimentos /imobilizado
  (+) Vendas de Investimentos /imobilizado
  (=) Caixa Gerado pelos Investimentos
  III - Fluxos dos Financiamentos:
   (+) integralização do capital
  (+) Empréstimos Bancários
  (-) Amortização de Financiamentos
  (-) Pagamentos de dividendos
  (=) Caixa Gerado pelos Financiamentos
  Variação Total das Disponibilidades: (I + II + III)
  Saldo Inicial das Disponibilidades:
  Saldo Final das Disponibilidades:
SITUAÇÃO INICIAL

                  ATIVO                            PASSIVO E PL
                          X6      X7                           X6    X7

Circulante                             Circulante
- Caixa                    700    -    - fornecedores          100   -
- Duplicatas a receber     300    -    - Empréstimos           500   -
- Estoques                 500    -                                  -


Permanente                        -    Patrimônio Líquido            -
- Investimentos             100        Capital               1.500
- Imobilizado             1.000   -    Lucros acumulados     1000    -
- Diferido                  500   -                                  -
                                  -                                  -
                                  -                                  -


Total do ativo            3.100   -    Total do passivo/PL   3.100   -
Fatos em x7
-Receitas de R$ 2000,00, sendo 70% à vista e o
restante a prazo
- Impostos sobre vendas: R$ 400,00
-CMV : R$ 250,00
- Depreciação: 10% Imobilizado
-- Impostos sobre o lucro: R$ 210,00
- Pagamento de outras despesas: R$ 200,00 (à vista )
- Pagamento dos fornecedores e do empréstimo de
x6 (em dinheiro)
- compra de um terreno: R$ 50,00 (em dinheiro)
- Reserva legal 5% e dividendos:400
DRE E VARIAÇÃO DO CAIXA

                    DRE
           CAIXA    VENDAS         2000
                    (-) IMPOSTOS   (400)
 700          200
 1400         100   V. LÍQUIDAS    1.600
              500   (-) CMV        (250)
              50    LUCRO BRUTO 1.350
                    (-) DESP. OPER. (300)
 SD 1250            LUC. OPERAC. 1.050
                    (-) IR/CSLL    (210)
                    LUCRO LIQUID. 840
ATIVO                                 PASSIVO E PL
                           X6      X7                             X6         X7
Circulante                              Circulante
 - Caixa                    700    1250 fornecedores                   100          0
 - Duplicatas a Rec.        300     900 Empréstimos                    500          0
 - Estoques                 500     250 Impostos a Rec.                           610
Permanente                               Dividendos a PG                          400
 - Investimentos             100     150
 - Imobilizado             1.000   1000 P. Líquido
- Deprec Acum                            Capital                   1.500      1500
                                   (100)
 - Diferido                              Lucros acum.                         1408
                            500      500                           1.000
                                         Reserva legal                          32




Total do ativo             3.100   3950 Total do passivo/PL        3.100      3950
DFC MODELO DIRETO

DFC em 31/12/07:
I - Fluxos das Operações:
(+) Recebimento de Vendas                          1.400
(-) Pagamento de Compras                           (100)
(-) Pagamento de Despesas Operacionais             (200)
(=) Caixa Gerado pelas Operações                   1.100
II - Fluxos dos Investimentos:
(-) Aquisição de novos Investimentos/Imobilizado   (50)
(=) Caixa Gerado pelos Investimentos                (50)
III - Fluxos dos Financiamentos:
(+) Empréstimos Bancários                            0
(-) Amortização de Financiamentos                  (500)
(=) Caixa Gerado pelos Financiamentos              (500)
Variação Total das Disponibilidades:                 550
Saldo Inicial das Disponibilidades:                  700
Saldo Final das Disponibilidades:                  1.250
DFC MÉTODO INDIRETO
Para evidenciar os fluxos operacionais no
método indireto, partimos do lucro líquido
do exercício da DRE, isto é, partimos do
resultado econômico da companhia. Após
sucessivos ajustes, chegamos ao valor de
fluxo gerado pelo caixa, este método
também é conhecido como o método da
reconciliação.
MODELO DFC INDIRETO
DFC da _________em __/12/XX:
I - Fluxos das Operações:
Resultado do Exercício
(+) Depreciação
(-) aumento das duplicatas a receber
(+) Diminuição dos estoques
(-) diminuição de fornecedores
(-) diminuição de contas a pagar e impostos a recolher
(=) Caixa Gerado pelas Operações
II - Fluxos dos Investimentos:
(-) Aquisição de Investimentos /imobilizado
(+) Vendas de Investimentos /imobilizado
(=) Caixa Gerado pelos Investimentos
III - Fluxos dos Financiamentos:
 (+) integralização do capital
(+) Empréstimos Bancários
(-) Amortização de Financiamentos
(-) Pagamentos de dividendos
(=) Caixa Gerado pelos Financiamentos
Variação Total das Disponibilidades: (I + II + III)
Saldo Inicial das Disponibilidades:
Saldo Final das Disponibilidades:
MODELO DFC INDIRETO
DFC da _________em __/12/XX:
I - Fluxos das Operações:
Resultado do Exercício                                  840
(+) Depreciação                                         100
(-) aumento das duplicatas a receber                    (600)
(+) Diminuição dos estoques                             250
(-) diminuição de fornecedores                          (100)
(+ aumento de contas a pagar e impostos a recolher      610
(=) Caixa Gerado pelas Operações                      1.100
II - Fluxos dos Investimentos:
(-) Aquisição de Investimentos /imobilizado            (50)
(+) Vendas de Investimentos /imobilizado
(=) Caixa Gerado pelos Investimentos                   (50)
III - Fluxos dos Financiamentos:
 (+) integralização do capital
(+) Empréstimos Bancários
(-) Amortização de Financiamentos                      (500)
(-) Pagamentos de dividendos
(=) Caixa Gerado pelos Financiamentos                  (500)
Variação Total das Disponibilidades: (I + II + III)     550
Saldo Inicial das Disponibilidades:                     700
Saldo Final das Disponibilidades:                     1.250
Entendendo o método Indireto
O método indireto não apresenta
diretamente as variações nas
disponibilidades (daí o nome indireto),mas
efetua a análise por meio das variações
corridas nas demais contas do Ativo
Circulante e do Passivo Circulante.
Resumo das variações do AC e PC


                           Aumento                     Redução


 Contas do AC    Redução do Caixa (desembolso)     Aumento do Caixa
                                                      (recebimento)

 Contas do PC   Aumento do Caixa (não pagamento)   Redução do Caixa
                                                       (pagamento)
CONCLUSÃO
A diferença entre o modelo indireto e o
modelo direto da DFC está apenas na
evidenciação dos fluxos gerados pelas
operações. Não há diferença no que diz
respeito aos fluxos gerados pelos
financiamentos e pelos investimentos

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Analise das demonstrações financeiras
Analise das demonstrações financeirasAnalise das demonstrações financeiras
Analise das demonstrações financeirasbelyalmeida
 
Exercicios contabilidade da dre
Exercicios contabilidade  da dreExercicios contabilidade  da dre
Exercicios contabilidade da drecapitulocontabil
 
Balanço patrimonial
Balanço patrimonialBalanço patrimonial
Balanço patrimonialcontacontabil
 
Exercício contabilidade débito e crédito
Exercício contabilidade débito e créditoExercício contabilidade débito e crédito
Exercício contabilidade débito e créditoRaimundo Filho
 
Aula 1- Analise de Investimento
Aula 1- Analise de InvestimentoAula 1- Analise de Investimento
Aula 1- Analise de InvestimentoLuciano Rodrigues
 
Contabilidade geral conceitos
Contabilidade geral conceitosContabilidade geral conceitos
Contabilidade geral conceitosapostilacontabil
 
5.+alavancagem+operacional+e+alavancagem+financeira
5.+alavancagem+operacional+e+alavancagem+financeira5.+alavancagem+operacional+e+alavancagem+financeira
5.+alavancagem+operacional+e+alavancagem+financeiraManú Felicio
 
Contabilidade de Custos - Conceitos Básicos
Contabilidade de Custos - Conceitos BásicosContabilidade de Custos - Conceitos Básicos
Contabilidade de Custos - Conceitos BásicosDiego Lopes
 
Etapas da contabilidade (Atos, Razonete e Balancete)
Etapas da contabilidade (Atos, Razonete e Balancete)Etapas da contabilidade (Atos, Razonete e Balancete)
Etapas da contabilidade (Atos, Razonete e Balancete)Danilo Pereira
 
60 Exercícios Resolvidos de Administração Financeira para Concursos
60 Exercícios Resolvidos de Administração Financeira para Concursos60 Exercícios Resolvidos de Administração Financeira para Concursos
60 Exercícios Resolvidos de Administração Financeira para ConcursosMilton Henrique do Couto Neto
 
Exercicios razonetes e balancetes 1
Exercicios razonetes e balancetes 1Exercicios razonetes e balancetes 1
Exercicios razonetes e balancetes 1Daniel Itabaiana
 
Lançamentos contábeis parte 1
Lançamentos contábeis parte 1Lançamentos contábeis parte 1
Lançamentos contábeis parte 1William Rodrigues
 
contabilidade-basica-peps-ueps
contabilidade-basica-peps-uepscontabilidade-basica-peps-ueps
contabilidade-basica-peps-uepsWaister Marques
 
Capital de Giro e Ciclo Financeiro
Capital de Giro e Ciclo FinanceiroCapital de Giro e Ciclo Financeiro
Capital de Giro e Ciclo FinanceiroAndré Faria Gomes
 
1000 exercicios resolvidos contabilidade
1000 exercicios resolvidos contabilidade1000 exercicios resolvidos contabilidade
1000 exercicios resolvidos contabilidaderazonetecontabil
 
Atos e fatos contabeis
Atos e fatos contabeisAtos e fatos contabeis
Atos e fatos contabeiscontacontabil
 
Métodos de Análise de Investimento
Métodos de Análise de InvestimentoMétodos de Análise de Investimento
Métodos de Análise de InvestimentoKenneth Corrêa
 
Metodo das partidas dobradas
Metodo das partidas dobradasMetodo das partidas dobradas
Metodo das partidas dobradassimuladocontabil
 

Mais procurados (20)

Analise das demonstrações financeiras
Analise das demonstrações financeirasAnalise das demonstrações financeiras
Analise das demonstrações financeiras
 
Exercicios contabilidade da dre
Exercicios contabilidade  da dreExercicios contabilidade  da dre
Exercicios contabilidade da dre
 
Bp exercicios resolvidos
Bp exercicios resolvidosBp exercicios resolvidos
Bp exercicios resolvidos
 
Balanço patrimonial
Balanço patrimonialBalanço patrimonial
Balanço patrimonial
 
Gabaritos exercicios aula_09
Gabaritos exercicios aula_09Gabaritos exercicios aula_09
Gabaritos exercicios aula_09
 
Exercício contabilidade débito e crédito
Exercício contabilidade débito e créditoExercício contabilidade débito e crédito
Exercício contabilidade débito e crédito
 
Aula 1- Analise de Investimento
Aula 1- Analise de InvestimentoAula 1- Analise de Investimento
Aula 1- Analise de Investimento
 
Contabilidade geral conceitos
Contabilidade geral conceitosContabilidade geral conceitos
Contabilidade geral conceitos
 
5.+alavancagem+operacional+e+alavancagem+financeira
5.+alavancagem+operacional+e+alavancagem+financeira5.+alavancagem+operacional+e+alavancagem+financeira
5.+alavancagem+operacional+e+alavancagem+financeira
 
Contabilidade de Custos - Conceitos Básicos
Contabilidade de Custos - Conceitos BásicosContabilidade de Custos - Conceitos Básicos
Contabilidade de Custos - Conceitos Básicos
 
Etapas da contabilidade (Atos, Razonete e Balancete)
Etapas da contabilidade (Atos, Razonete e Balancete)Etapas da contabilidade (Atos, Razonete e Balancete)
Etapas da contabilidade (Atos, Razonete e Balancete)
 
60 Exercícios Resolvidos de Administração Financeira para Concursos
60 Exercícios Resolvidos de Administração Financeira para Concursos60 Exercícios Resolvidos de Administração Financeira para Concursos
60 Exercícios Resolvidos de Administração Financeira para Concursos
 
Exercicios razonetes e balancetes 1
Exercicios razonetes e balancetes 1Exercicios razonetes e balancetes 1
Exercicios razonetes e balancetes 1
 
Lançamentos contábeis parte 1
Lançamentos contábeis parte 1Lançamentos contábeis parte 1
Lançamentos contábeis parte 1
 
contabilidade-basica-peps-ueps
contabilidade-basica-peps-uepscontabilidade-basica-peps-ueps
contabilidade-basica-peps-ueps
 
Capital de Giro e Ciclo Financeiro
Capital de Giro e Ciclo FinanceiroCapital de Giro e Ciclo Financeiro
Capital de Giro e Ciclo Financeiro
 
1000 exercicios resolvidos contabilidade
1000 exercicios resolvidos contabilidade1000 exercicios resolvidos contabilidade
1000 exercicios resolvidos contabilidade
 
Atos e fatos contabeis
Atos e fatos contabeisAtos e fatos contabeis
Atos e fatos contabeis
 
Métodos de Análise de Investimento
Métodos de Análise de InvestimentoMétodos de Análise de Investimento
Métodos de Análise de Investimento
 
Metodo das partidas dobradas
Metodo das partidas dobradasMetodo das partidas dobradas
Metodo das partidas dobradas
 

Semelhante a DFC: Demonstra o fluxo de caixa de uma empresa

Semelhante a DFC: Demonstra o fluxo de caixa de uma empresa (20)

Doar passo a passo
Doar passo a passoDoar passo a passo
Doar passo a passo
 
Dfc fluxo caixa
Dfc fluxo caixaDfc fluxo caixa
Dfc fluxo caixa
 
Ccnccap9 fluxo caixa
Ccnccap9 fluxo caixaCcnccap9 fluxo caixa
Ccnccap9 fluxo caixa
 
DFC .:. WWW.TC58N.WORPRESS.COM
DFC  .:. WWW.TC58N.WORPRESS.COMDFC  .:. WWW.TC58N.WORPRESS.COM
DFC .:. WWW.TC58N.WORPRESS.COM
 
Modelos contabeis
Modelos contabeisModelos contabeis
Modelos contabeis
 
Dre exemplo
Dre exemploDre exemplo
Dre exemplo
 
7 indices(ok)
7 indices(ok)7 indices(ok)
7 indices(ok)
 
Dre
DreDre
Dre
 
Contabilidade i resumo 02
Contabilidade i   resumo 02Contabilidade i   resumo 02
Contabilidade i resumo 02
 
Contabilidade i resumo 01
Contabilidade i   resumo 01Contabilidade i   resumo 01
Contabilidade i resumo 01
 
Doar 0000
Doar 0000Doar 0000
Doar 0000
 
Gp contbilidade unidade iii
Gp contbilidade  unidade iiiGp contbilidade  unidade iii
Gp contbilidade unidade iii
 
Balancetes e razonetes cap 09
Balancetes e razonetes cap 09Balancetes e razonetes cap 09
Balancetes e razonetes cap 09
 
CONTROLADORIA 3 AULA 2020-2 AH AV.pptx
CONTROLADORIA 3 AULA 2020-2 AH AV.pptxCONTROLADORIA 3 AULA 2020-2 AH AV.pptx
CONTROLADORIA 3 AULA 2020-2 AH AV.pptx
 
Contabilidade para não contadores
Contabilidade para não contadoresContabilidade para não contadores
Contabilidade para não contadores
 
Dlpa e dmpl
Dlpa e dmplDlpa e dmpl
Dlpa e dmpl
 
Dfc
DfcDfc
Dfc
 
Ponto dos concursos contabilidade - 200 questoes esaf e cespe
Ponto dos concursos   contabilidade - 200 questoes esaf e cespePonto dos concursos   contabilidade - 200 questoes esaf e cespe
Ponto dos concursos contabilidade - 200 questoes esaf e cespe
 
Ponto dos concursos contabilidade - 200 questoes esaf e cespe
Ponto dos concursos   contabilidade - 200 questoes esaf e cespePonto dos concursos   contabilidade - 200 questoes esaf e cespe
Ponto dos concursos contabilidade - 200 questoes esaf e cespe
 
Resolução de questões contabilidade 200
Resolução de questões contabilidade 200Resolução de questões contabilidade 200
Resolução de questões contabilidade 200
 

Mais de admcontabil

Folha de pagamento
Folha de pagamentoFolha de pagamento
Folha de pagamentoadmcontabil
 
Apostila rotinas dpto pessoal e trabalhista
Apostila rotinas dpto pessoal e trabalhistaApostila rotinas dpto pessoal e trabalhista
Apostila rotinas dpto pessoal e trabalhistaadmcontabil
 
Apostila dpto pessoal e trabalhista
Apostila dpto pessoal e trabalhistaApostila dpto pessoal e trabalhista
Apostila dpto pessoal e trabalhistaadmcontabil
 
Termos tecnicos logistica
Termos tecnicos logisticaTermos tecnicos logistica
Termos tecnicos logisticaadmcontabil
 
Tabela contas esaf
Tabela contas esafTabela contas esaf
Tabela contas esafadmcontabil
 
Seguridade social
Seguridade socialSeguridade social
Seguridade socialadmcontabil
 
Rh recrutamento e selecao
Rh recrutamento e selecaoRh recrutamento e selecao
Rh recrutamento e selecaoadmcontabil
 
Rh nocoes de adm rh saude
Rh nocoes de adm rh saudeRh nocoes de adm rh saude
Rh nocoes de adm rh saudeadmcontabil
 
Rh nocoes de adm rh aula
Rh nocoes de adm rh aulaRh nocoes de adm rh aula
Rh nocoes de adm rh aulaadmcontabil
 
Rh nocoes de adm rh
Rh nocoes de adm rhRh nocoes de adm rh
Rh nocoes de adm rhadmcontabil
 
Rh gestao de pessoas organizacional
Rh gestao de pessoas organizacionalRh gestao de pessoas organizacional
Rh gestao de pessoas organizacionaladmcontabil
 
Rh contabil contrato social
Rh contabil   contrato socialRh contabil   contrato social
Rh contabil contrato socialadmcontabil
 
Rh contabil admissão empregado
Rh contabil   admissão empregadoRh contabil   admissão empregado
Rh contabil admissão empregadoadmcontabil
 
Resumo previdenciario
Resumo previdenciarioResumo previdenciario
Resumo previdenciarioadmcontabil
 
Processo de análise de balanço
Processo de análise de balançoProcesso de análise de balanço
Processo de análise de balançoadmcontabil
 
Padronizacao das demostracoes contabeis
Padronizacao das demostracoes contabeisPadronizacao das demostracoes contabeis
Padronizacao das demostracoes contabeisadmcontabil
 
Empresas novo codigo civil
Empresas novo codigo civilEmpresas novo codigo civil
Empresas novo codigo civiladmcontabil
 

Mais de admcontabil (20)

Pe em rh
Pe em rhPe em rh
Pe em rh
 
Folha de pagamento
Folha de pagamentoFolha de pagamento
Folha de pagamento
 
Apostila rotinas dpto pessoal e trabalhista
Apostila rotinas dpto pessoal e trabalhistaApostila rotinas dpto pessoal e trabalhista
Apostila rotinas dpto pessoal e trabalhista
 
Apostila dpto pessoal e trabalhista
Apostila dpto pessoal e trabalhistaApostila dpto pessoal e trabalhista
Apostila dpto pessoal e trabalhista
 
Termos tecnicos logistica
Termos tecnicos logisticaTermos tecnicos logistica
Termos tecnicos logistica
 
Tabela contas esaf
Tabela contas esafTabela contas esaf
Tabela contas esaf
 
Simples
SimplesSimples
Simples
 
Seguridade social
Seguridade socialSeguridade social
Seguridade social
 
Rh recrutamento e selecao
Rh recrutamento e selecaoRh recrutamento e selecao
Rh recrutamento e selecao
 
Rh nocoes de adm rh saude
Rh nocoes de adm rh saudeRh nocoes de adm rh saude
Rh nocoes de adm rh saude
 
Rh nocoes de adm rh aula
Rh nocoes de adm rh aulaRh nocoes de adm rh aula
Rh nocoes de adm rh aula
 
Rh nocoes de adm rh
Rh nocoes de adm rhRh nocoes de adm rh
Rh nocoes de adm rh
 
Rh gestao de pessoas organizacional
Rh gestao de pessoas organizacionalRh gestao de pessoas organizacional
Rh gestao de pessoas organizacional
 
Rh contabil contrato social
Rh contabil   contrato socialRh contabil   contrato social
Rh contabil contrato social
 
Rh contabil admissão empregado
Rh contabil   admissão empregadoRh contabil   admissão empregado
Rh contabil admissão empregado
 
Resumo previdenciario
Resumo previdenciarioResumo previdenciario
Resumo previdenciario
 
Processo de análise de balanço
Processo de análise de balançoProcesso de análise de balanço
Processo de análise de balanço
 
Padronizacao das demostracoes contabeis
Padronizacao das demostracoes contabeisPadronizacao das demostracoes contabeis
Padronizacao das demostracoes contabeis
 
Estatistica
EstatisticaEstatistica
Estatistica
 
Empresas novo codigo civil
Empresas novo codigo civilEmpresas novo codigo civil
Empresas novo codigo civil
 

DFC: Demonstra o fluxo de caixa de uma empresa

  • 1. DEMONSTRAÇÃO DO FLUXO DE CAIXA - DFC A DFC é uma demonstração que tem por finalidade evidenciar as transações ocorridas em determinado período e que provocaram modificações nas disponibilidades da empresa (caixa, bancos e aplicações imediatas).
  • 2. Métodos da DFC Método direto – Por este método são demonstrados os pagamentos e recebimentos que entraram no Caixa. (disponibilidades)
  • 3. Modelo de DFC DIRETO DFC da _________em __/12/XX: I - Fluxos das Operações: (+) Recebimento de Vendas (-) Pagamento de Compras (-) Pagamentos de impostos (-) Pagamento de Despesas Operacionais (=) Caixa Gerado pelas Operações II - Fluxos dos Investimentos: (-) Aquisição de Investimentos /imobilizado (+) Vendas de Investimentos /imobilizado (=) Caixa Gerado pelos Investimentos III - Fluxos dos Financiamentos: (+) integralização do capital (+) Empréstimos Bancários (-) Amortização de Financiamentos (-) Pagamentos de dividendos (=) Caixa Gerado pelos Financiamentos Variação Total das Disponibilidades: (I + II + III) Saldo Inicial das Disponibilidades: Saldo Final das Disponibilidades:
  • 4. SITUAÇÃO INICIAL ATIVO PASSIVO E PL X6 X7 X6 X7 Circulante Circulante - Caixa 700 - - fornecedores 100 - - Duplicatas a receber 300 - - Empréstimos 500 - - Estoques 500 - - Permanente - Patrimônio Líquido - - Investimentos 100 Capital 1.500 - Imobilizado 1.000 - Lucros acumulados 1000 - - Diferido 500 - - - - - - Total do ativo 3.100 - Total do passivo/PL 3.100 -
  • 5. Fatos em x7 -Receitas de R$ 2000,00, sendo 70% à vista e o restante a prazo - Impostos sobre vendas: R$ 400,00 -CMV : R$ 250,00 - Depreciação: 10% Imobilizado -- Impostos sobre o lucro: R$ 210,00 - Pagamento de outras despesas: R$ 200,00 (à vista ) - Pagamento dos fornecedores e do empréstimo de x6 (em dinheiro) - compra de um terreno: R$ 50,00 (em dinheiro) - Reserva legal 5% e dividendos:400
  • 6. DRE E VARIAÇÃO DO CAIXA DRE CAIXA VENDAS 2000 (-) IMPOSTOS (400) 700 200 1400 100 V. LÍQUIDAS 1.600 500 (-) CMV (250) 50 LUCRO BRUTO 1.350 (-) DESP. OPER. (300) SD 1250 LUC. OPERAC. 1.050 (-) IR/CSLL (210) LUCRO LIQUID. 840
  • 7. ATIVO PASSIVO E PL X6 X7 X6 X7 Circulante Circulante - Caixa 700 1250 fornecedores 100 0 - Duplicatas a Rec. 300 900 Empréstimos 500 0 - Estoques 500 250 Impostos a Rec. 610 Permanente Dividendos a PG 400 - Investimentos 100 150 - Imobilizado 1.000 1000 P. Líquido - Deprec Acum Capital 1.500 1500 (100) - Diferido Lucros acum. 1408 500 500 1.000 Reserva legal 32 Total do ativo 3.100 3950 Total do passivo/PL 3.100 3950
  • 8. DFC MODELO DIRETO DFC em 31/12/07: I - Fluxos das Operações: (+) Recebimento de Vendas 1.400 (-) Pagamento de Compras (100) (-) Pagamento de Despesas Operacionais (200) (=) Caixa Gerado pelas Operações 1.100 II - Fluxos dos Investimentos: (-) Aquisição de novos Investimentos/Imobilizado (50) (=) Caixa Gerado pelos Investimentos (50) III - Fluxos dos Financiamentos: (+) Empréstimos Bancários 0 (-) Amortização de Financiamentos (500) (=) Caixa Gerado pelos Financiamentos (500) Variação Total das Disponibilidades: 550 Saldo Inicial das Disponibilidades: 700 Saldo Final das Disponibilidades: 1.250
  • 9. DFC MÉTODO INDIRETO Para evidenciar os fluxos operacionais no método indireto, partimos do lucro líquido do exercício da DRE, isto é, partimos do resultado econômico da companhia. Após sucessivos ajustes, chegamos ao valor de fluxo gerado pelo caixa, este método também é conhecido como o método da reconciliação.
  • 10. MODELO DFC INDIRETO DFC da _________em __/12/XX: I - Fluxos das Operações: Resultado do Exercício (+) Depreciação (-) aumento das duplicatas a receber (+) Diminuição dos estoques (-) diminuição de fornecedores (-) diminuição de contas a pagar e impostos a recolher (=) Caixa Gerado pelas Operações II - Fluxos dos Investimentos: (-) Aquisição de Investimentos /imobilizado (+) Vendas de Investimentos /imobilizado (=) Caixa Gerado pelos Investimentos III - Fluxos dos Financiamentos: (+) integralização do capital (+) Empréstimos Bancários (-) Amortização de Financiamentos (-) Pagamentos de dividendos (=) Caixa Gerado pelos Financiamentos Variação Total das Disponibilidades: (I + II + III) Saldo Inicial das Disponibilidades: Saldo Final das Disponibilidades:
  • 11. MODELO DFC INDIRETO DFC da _________em __/12/XX: I - Fluxos das Operações: Resultado do Exercício 840 (+) Depreciação 100 (-) aumento das duplicatas a receber (600) (+) Diminuição dos estoques 250 (-) diminuição de fornecedores (100) (+ aumento de contas a pagar e impostos a recolher 610 (=) Caixa Gerado pelas Operações 1.100 II - Fluxos dos Investimentos: (-) Aquisição de Investimentos /imobilizado (50) (+) Vendas de Investimentos /imobilizado (=) Caixa Gerado pelos Investimentos (50) III - Fluxos dos Financiamentos: (+) integralização do capital (+) Empréstimos Bancários (-) Amortização de Financiamentos (500) (-) Pagamentos de dividendos (=) Caixa Gerado pelos Financiamentos (500) Variação Total das Disponibilidades: (I + II + III) 550 Saldo Inicial das Disponibilidades: 700 Saldo Final das Disponibilidades: 1.250
  • 12. Entendendo o método Indireto O método indireto não apresenta diretamente as variações nas disponibilidades (daí o nome indireto),mas efetua a análise por meio das variações corridas nas demais contas do Ativo Circulante e do Passivo Circulante.
  • 13. Resumo das variações do AC e PC Aumento Redução Contas do AC Redução do Caixa (desembolso) Aumento do Caixa (recebimento) Contas do PC Aumento do Caixa (não pagamento) Redução do Caixa (pagamento)
  • 14. CONCLUSÃO A diferença entre o modelo indireto e o modelo direto da DFC está apenas na evidenciação dos fluxos gerados pelas operações. Não há diferença no que diz respeito aos fluxos gerados pelos financiamentos e pelos investimentos