SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 14
• TEMA: Como Devem se Vestir as Mulheres Cristã
• TEXTO: 1 Tm 2: 9-10
Entendendo o contexto
 Nas epístolas pastorais, Paulo enfatiza a sã doutrina e a
necessidade do cristão ter uma vida consagrada a Deus.
 Timóteo vive no mundo greco-romano, com seus templos
cheios de prostitutas cultuais.
 O apóstolo está chamando a atenção de homens e
mulheres para coisas importantes para a condução do
culto público, onde destaca o valor da disposição interior
do adorador.
A aparência feminina
• Paulo deseja que as mulheres se adornem (v.9). Ele não as
proíbe de estarem belas, mas regula qual a maneira correta
de fazer isto.
• Ele dirá como as mulheres cristãs devem adornar-se, pois
elas são diferentes das mulheres mundanas.
• “Ser mulher não faz de você um cristão diferente, mas ser
cristã faz de você uma mulher diferente”.
• Glorificar a Deus é o propósito da nossa vida, inclusive com o
nosso corpo (1 Co 6.19,20).
Devem vestir-se com discrição
 Elas devem vestir-se “em traje honesto” (decente, digno,
recatado), “com pudor e modéstia” (sensatez, bom-senso,
autocontrole, boas maneiras) (v.9a).
 As mulheres cristãs não devem vestir-se de modo
intencionalmente sugestivo ou sedutor.
 Em todos os lugares, e mais ainda na igreja, a marca da
mulher de Deus deve ser a modéstia.
 As mulheres mundanas se vestem para chamar a atenção
para si e para seu corpo. As mulheres cristãs devem ser
discretas e dignas (Tt 2.4,5).
Devem vestir-se com discrição
• A mulher cristã deve evitar:
• Expor inadequadamente o seu corpo: roupas muito curtas,
decotadas ou transparentes não condizem com o padrão
cristão.
• Revelar sem mostrar: uso de fendas, de roupas que marcam
o corpo, revelando a forma feminina e exaltando a
sensualidade.
• Usar roupas inadequadas para o ambiente da igreja (O local
de trabalho é mais digno do que o local de culto?).
• Isso vale para as casadas e solteiras!
Devem vestir-se com simplicidade
 A mulher cristã deve vestir-se “não com tranças” (penteados
extravagantes e chamativos), “ou com ouro, ou pérolas, ou
vestidos preciosos” (com ostentação e sensualidade) (v.9b).
 Pedro afirma o mesmo quanto à aparência da mulher cristã (1
Pe 3.3).
 As mulheres no mundo greco-romano deveriam ter cuidado
para não serem confundidas com as prostitutas dos templos ou
as mulheres da corte.
“O vosso adorno não seja o enfeite exterior, como as tranças dos
cabelos, o uso de joias de ouro, ou o luxo dos vestidos” (1 Pe 3.3).
Devem vestir-se com simplicidade
A mulher cristã deve evitar:
 O fútil exibicionismo e a ostentação.
 Acessórios extravagantes (em quantidade, tamanho, etc).
 Maquiagem exagerada, chamativa, com cores fortes e traços
sensuais.
 Vestidos caros, joias, sapatos e bolsas de valor elevado, usados
para revelar status.
 Isto é o que convém a mulheres que confessam adorar a Deus
(v.10).
 Paulo destaca dois tipos de beleza: a física e a moral; a beleza
do corpo e a do caráter.
 Esta última deve ser a mais valorizada.
 O adorno da mulher cristã não consiste em penteados, joias ou
roupas caras, mas a prática de boas obras que são os frutos de
um caráter transformado pelo Espírito Santo (1 Tm 6.11,18; 2
Tm 2.22).
Devem vestir-se com boas obras
 Pedro também destaca esta beleza interior (1 Pe 3.4), revelada
num espírito dócil e tranquilo.
 “A ênfase não está na proibição, mas num senso adequado de
valores”.
 A beleza interior é “incorruptível”, ou seja, não passa com o
tempo, diferente da exterior (Pv 31.30).
 A mesma palavra usada por Paulo para falar do valor dos
vestidos (v.9) é usada por Pedro para falar do valor que Deus
dá ao caráter cristão.
Devem vestir-se com boas obras
• “Mas o homem encoberto no coração; no incorruptível trajo
de um espírito manso e quieto, que é precioso diante de
Deus.” (1 Pe 3.4).
• “Enganosa é a graça, e vã é a formosura; mas a mulher que
teme ao Senhor, essa será louvada.” (Pv 31.30).
Valorize mais o interior que o exterior
O tempo gasto no salão de beleza é maior que o tempo gasto na
oração, na Palavra, etc? As visitas ao shopping center são mais
frequentes do que ao templo?
Acumula roupas, acessórios e outros itens de beleza e não
compartilha com ninguém?
Preocupa-se mais com a sua aparência do que com as suas
atitudes? (Pv 11.22).
Veste-se para agradar a quem?
O cuidado com o interior é a solução para os excessos do
exterior!
• “Como joia de ouro em focinho de porca, assim é a mulher
formosa que se aparta da discrição.” (Pv 11.22).
• “Portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer
coisa, fazei tudo para glória de Deus.” (1 Co 10.31).
Conclusão
 O cristão deve viver para glorificar a Deus em tudo o que faz.
Isto inclui como ele se veste (1 Co 10.31).
 A roupa que usamos mostra quem somos e o que queremos
fazer.
 Mais importante do que a opinião dos especialistas em moda é
a vontade de Deus!
 Pais e maridos são corresponsáveis!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Lição 02 - Pecado: uma realidade humana
Lição 02 - Pecado: uma realidade humanaLição 02 - Pecado: uma realidade humana
Lição 02 - Pecado: uma realidade humanaÉder Tomé
 
Uma vida cristã equilibrada
Uma vida cristã equilibradaUma vida cristã equilibrada
Uma vida cristã equilibradaMoisés Sampaio
 
Marcas De Uma Pessoa Madura
Marcas De Uma Pessoa MaduraMarcas De Uma Pessoa Madura
Marcas De Uma Pessoa Maduraguestc5d870
 
As bases do casamento cristão
As bases do casamento cristãoAs bases do casamento cristão
As bases do casamento cristãoMoisés Sampaio
 
O desafio de ser um cristão contemporâneo,
O desafio de ser um cristão contemporâneo,O desafio de ser um cristão contemporâneo,
O desafio de ser um cristão contemporâneo,Felicio Araujo
 
Mulheres A Serviço do Senhor
Mulheres A Serviço do SenhorMulheres A Serviço do Senhor
Mulheres A Serviço do SenhorElciene Oliveira
 
Lição 12 – Vivendo em Constante Vigilância
Lição 12 – Vivendo em Constante VigilânciaLição 12 – Vivendo em Constante Vigilância
Lição 12 – Vivendo em Constante VigilânciaÉder Tomé
 
A SUPREMACIA DE CRISTO
A SUPREMACIA DE CRISTOA SUPREMACIA DE CRISTO
A SUPREMACIA DE CRISTOUilson Nunnes
 
Princípios para uma Vida de Santidade
Princípios para uma Vida de SantidadePrincípios para uma Vida de Santidade
Princípios para uma Vida de SantidadeIBMemorialJC
 
Namoro Cristão. Palestra em slide
Namoro Cristão. Palestra em slideNamoro Cristão. Palestra em slide
Namoro Cristão. Palestra em slideSeduc MT
 
Mente de cristo
Mente de cristoMente de cristo
Mente de cristoIzau Melo
 
Lição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser Suestimada
Lição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser SuestimadaLição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser Suestimada
Lição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser SuestimadaÉder Tomé
 
Apostila completa seminario de cura e libertacao (1)
Apostila completa seminario de cura e libertacao (1)Apostila completa seminario de cura e libertacao (1)
Apostila completa seminario de cura e libertacao (1)Eduardo Bispo Silva
 

Mais procurados (20)

Lição 02 - Pecado: uma realidade humana
Lição 02 - Pecado: uma realidade humanaLição 02 - Pecado: uma realidade humana
Lição 02 - Pecado: uma realidade humana
 
Uma vida cristã equilibrada
Uma vida cristã equilibradaUma vida cristã equilibrada
Uma vida cristã equilibrada
 
LIBERTAÇÃO
LIBERTAÇÃOLIBERTAÇÃO
LIBERTAÇÃO
 
Marcas De Uma Pessoa Madura
Marcas De Uma Pessoa MaduraMarcas De Uma Pessoa Madura
Marcas De Uma Pessoa Madura
 
As bases do casamento cristão
As bases do casamento cristãoAs bases do casamento cristão
As bases do casamento cristão
 
O desafio de ser um cristão contemporâneo,
O desafio de ser um cristão contemporâneo,O desafio de ser um cristão contemporâneo,
O desafio de ser um cristão contemporâneo,
 
Traje cristão feminino 1
Traje cristão feminino 1Traje cristão feminino 1
Traje cristão feminino 1
 
Mulheres A Serviço do Senhor
Mulheres A Serviço do SenhorMulheres A Serviço do Senhor
Mulheres A Serviço do Senhor
 
Atributos de deus
Atributos de deusAtributos de deus
Atributos de deus
 
Lição 12 – Vivendo em Constante Vigilância
Lição 12 – Vivendo em Constante VigilânciaLição 12 – Vivendo em Constante Vigilância
Lição 12 – Vivendo em Constante Vigilância
 
A SUPREMACIA DE CRISTO
A SUPREMACIA DE CRISTOA SUPREMACIA DE CRISTO
A SUPREMACIA DE CRISTO
 
Culto e Liturgia
Culto e LiturgiaCulto e Liturgia
Culto e Liturgia
 
Princípios para uma Vida de Santidade
Princípios para uma Vida de SantidadePrincípios para uma Vida de Santidade
Princípios para uma Vida de Santidade
 
Namoro Cristão. Palestra em slide
Namoro Cristão. Palestra em slideNamoro Cristão. Palestra em slide
Namoro Cristão. Palestra em slide
 
Mente de cristo
Mente de cristoMente de cristo
Mente de cristo
 
A Mulher Virtuosa.
A Mulher Virtuosa. A Mulher Virtuosa.
A Mulher Virtuosa.
 
A família e a igreja
A família e a igrejaA família e a igreja
A família e a igreja
 
Lição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser Suestimada
Lição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser SuestimadaLição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser Suestimada
Lição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser Suestimada
 
Maturidade CRISTA
Maturidade CRISTAMaturidade CRISTA
Maturidade CRISTA
 
Apostila completa seminario de cura e libertacao (1)
Apostila completa seminario de cura e libertacao (1)Apostila completa seminario de cura e libertacao (1)
Apostila completa seminario de cura e libertacao (1)
 

Semelhante a Como devem se vestir as mulheres cristãs

Lição 3 oração e recomendação as mulheres cristãs 3º trimestre de 2015
Lição 3   oração e recomendação as mulheres cristãs  3º trimestre de 2015Lição 3   oração e recomendação as mulheres cristãs  3º trimestre de 2015
Lição 3 oração e recomendação as mulheres cristãs 3º trimestre de 2015Andrew Guimarães
 
2015 3 tri lição 3 oração e recomendação às mulheres cristãs
2015 3 tri lição 3   oração e recomendação às mulheres cristãs2015 3 tri lição 3   oração e recomendação às mulheres cristãs
2015 3 tri lição 3 oração e recomendação às mulheres cristãsNatalino das Neves Neves
 
Adventistas do setimo dia
Adventistas do setimo diaAdventistas do setimo dia
Adventistas do setimo diaEdilson Gomes
 
EBD CPAD Lições bíblicas 3°trimestre2015 aula 3 oração e recomendação às mulh...
EBD CPAD Lições bíblicas 3°trimestre2015 aula 3 oração e recomendação às mulh...EBD CPAD Lições bíblicas 3°trimestre2015 aula 3 oração e recomendação às mulh...
EBD CPAD Lições bíblicas 3°trimestre2015 aula 3 oração e recomendação às mulh...GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Exortações Gerais - Lição 12 - 3°Trimestre de 2015
Exortações Gerais - Lição 12 - 3°Trimestre de 2015Exortações Gerais - Lição 12 - 3°Trimestre de 2015
Exortações Gerais - Lição 12 - 3°Trimestre de 2015Pr. Andre Luiz
 
COMPÊNDIO TEOLÓGICO SOBRE O VÉU
COMPÊNDIO TEOLÓGICO SOBRE O VÉUCOMPÊNDIO TEOLÓGICO SOBRE O VÉU
COMPÊNDIO TEOLÓGICO SOBRE O VÉUESCRIBAVALDEMIR
 
Lição 3 oração e recomendação às mulheres cristãs
Lição 3   oração e recomendação às mulheres cristãsLição 3   oração e recomendação às mulheres cristãs
Lição 3 oração e recomendação às mulheres cristãsPr. Gerson Eller
 
Lição 12 exortações gerais 3º trimestre de 2015
Lição 12   exortações gerais   3º trimestre de 2015Lição 12   exortações gerais   3º trimestre de 2015
Lição 12 exortações gerais 3º trimestre de 2015Andrew Guimarães
 
LIÇÃO 3 - ORAÇÃO E RECOMENDAÇÃO ÀS MULHERES CRISTÃS
LIÇÃO 3 - ORAÇÃO E RECOMENDAÇÃO ÀS MULHERES CRISTÃSLIÇÃO 3 - ORAÇÃO E RECOMENDAÇÃO ÀS MULHERES CRISTÃS
LIÇÃO 3 - ORAÇÃO E RECOMENDAÇÃO ÀS MULHERES CRISTÃSLourinaldo Serafim
 
Aulas 1 e 2 presbiteros editada
Aulas 1 e 2 presbiteros editadaAulas 1 e 2 presbiteros editada
Aulas 1 e 2 presbiteros editadaKeiler Vasconcelos
 
Lição 1 uma mensagem à igreja local e à liderança - 3º trimestre de 2015
Lição 1   uma mensagem à igreja local e à liderança - 3º trimestre de 2015Lição 1   uma mensagem à igreja local e à liderança - 3º trimestre de 2015
Lição 1 uma mensagem à igreja local e à liderança - 3º trimestre de 2015Andrew Guimarães
 
Liçao 11 A Organização de Uma Igreja Local
Liçao 11 A Organização de Uma Igreja Local Liçao 11 A Organização de Uma Igreja Local
Liçao 11 A Organização de Uma Igreja Local Ev.Antonio Vieira
 
Lição 5 - Conselhos Valiosos para a Vida Cristã em Família
Lição 5 - Conselhos Valiosos para a Vida Cristã em FamíliaLição 5 - Conselhos Valiosos para a Vida Cristã em Família
Lição 5 - Conselhos Valiosos para a Vida Cristã em FamíliaÉder Tomé
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTOPROJEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTONatalino das Neves Neves
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTOPROJEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTOPastor Natalino Das Neves
 
A Organização de uma Igreja Local
A Organização de uma Igreja LocalA Organização de uma Igreja Local
A Organização de uma Igreja LocalAntonio Fernandes
 
Lição 11 - A organização de uma igreja local
Lição 11 - A organização de uma igreja local Lição 11 - A organização de uma igreja local
Lição 11 - A organização de uma igreja local Regio Davis
 

Semelhante a Como devem se vestir as mulheres cristãs (20)

Oração e recomendação às mulheres cristãs
Oração e recomendação às mulheres cristãsOração e recomendação às mulheres cristãs
Oração e recomendação às mulheres cristãs
 
Lição 3 oração e recomendação as mulheres cristãs 3º trimestre de 2015
Lição 3   oração e recomendação as mulheres cristãs  3º trimestre de 2015Lição 3   oração e recomendação as mulheres cristãs  3º trimestre de 2015
Lição 3 oração e recomendação as mulheres cristãs 3º trimestre de 2015
 
2015 3 tri lição 3 oração e recomendação às mulheres cristãs
2015 3 tri lição 3   oração e recomendação às mulheres cristãs2015 3 tri lição 3   oração e recomendação às mulheres cristãs
2015 3 tri lição 3 oração e recomendação às mulheres cristãs
 
Adventistas do setimo dia
Adventistas do setimo diaAdventistas do setimo dia
Adventistas do setimo dia
 
EBD CPAD Lições bíblicas 3°trimestre2015 aula 3 oração e recomendação às mulh...
EBD CPAD Lições bíblicas 3°trimestre2015 aula 3 oração e recomendação às mulh...EBD CPAD Lições bíblicas 3°trimestre2015 aula 3 oração e recomendação às mulh...
EBD CPAD Lições bíblicas 3°trimestre2015 aula 3 oração e recomendação às mulh...
 
Exortações Gerais - Lição 12 - 3°Trimestre de 2015
Exortações Gerais - Lição 12 - 3°Trimestre de 2015Exortações Gerais - Lição 12 - 3°Trimestre de 2015
Exortações Gerais - Lição 12 - 3°Trimestre de 2015
 
COMPÊNDIO TEOLÓGICO SOBRE O VÉU
COMPÊNDIO TEOLÓGICO SOBRE O VÉUCOMPÊNDIO TEOLÓGICO SOBRE O VÉU
COMPÊNDIO TEOLÓGICO SOBRE O VÉU
 
Lição 3 oração e recomendação às mulheres cristãs
Lição 3   oração e recomendação às mulheres cristãsLição 3   oração e recomendação às mulheres cristãs
Lição 3 oração e recomendação às mulheres cristãs
 
Lição 12 exortações gerais 3º trimestre de 2015
Lição 12   exortações gerais   3º trimestre de 2015Lição 12   exortações gerais   3º trimestre de 2015
Lição 12 exortações gerais 3º trimestre de 2015
 
LIÇÃO 3 - ORAÇÃO E RECOMENDAÇÃO ÀS MULHERES CRISTÃS
LIÇÃO 3 - ORAÇÃO E RECOMENDAÇÃO ÀS MULHERES CRISTÃSLIÇÃO 3 - ORAÇÃO E RECOMENDAÇÃO ÀS MULHERES CRISTÃS
LIÇÃO 3 - ORAÇÃO E RECOMENDAÇÃO ÀS MULHERES CRISTÃS
 
O ministério do diácono (isa)
O ministério do diácono (isa)O ministério do diácono (isa)
O ministério do diácono (isa)
 
Aulas 1 e 2 presbiteros editada
Aulas 1 e 2 presbiteros editadaAulas 1 e 2 presbiteros editada
Aulas 1 e 2 presbiteros editada
 
Lição 1 uma mensagem à igreja local e à liderança - 3º trimestre de 2015
Lição 1   uma mensagem à igreja local e à liderança - 3º trimestre de 2015Lição 1   uma mensagem à igreja local e à liderança - 3º trimestre de 2015
Lição 1 uma mensagem à igreja local e à liderança - 3º trimestre de 2015
 
Liçao 11 A Organização de Uma Igreja Local
Liçao 11 A Organização de Uma Igreja Local Liçao 11 A Organização de Uma Igreja Local
Liçao 11 A Organização de Uma Igreja Local
 
Liao11 150911001747-lva1-app6892
Liao11 150911001747-lva1-app6892Liao11 150911001747-lva1-app6892
Liao11 150911001747-lva1-app6892
 
Lição 5 - Conselhos Valiosos para a Vida Cristã em Família
Lição 5 - Conselhos Valiosos para a Vida Cristã em FamíliaLição 5 - Conselhos Valiosos para a Vida Cristã em Família
Lição 5 - Conselhos Valiosos para a Vida Cristã em Família
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTOPROJEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
 
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTOPROJEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PROJEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
 
A Organização de uma Igreja Local
A Organização de uma Igreja LocalA Organização de uma Igreja Local
A Organização de uma Igreja Local
 
Lição 11 - A organização de uma igreja local
Lição 11 - A organização de uma igreja local Lição 11 - A organização de uma igreja local
Lição 11 - A organização de uma igreja local
 

Mais de Joel Silva

A bíblia e a homossexualidade
A bíblia e a homossexualidadeA bíblia e a homossexualidade
A bíblia e a homossexualidadeJoel Silva
 
Colossences 1 (parte 1)
Colossences 1 (parte 1)Colossences 1 (parte 1)
Colossences 1 (parte 1)Joel Silva
 
Colossences 1 (parte 2)
Colossences 1 (parte 2)Colossences 1 (parte 2)
Colossences 1 (parte 2)Joel Silva
 
Colossences 1 (parte 3)
Colossences 1 (parte 3)Colossences 1 (parte 3)
Colossences 1 (parte 3)Joel Silva
 
Colossences 1 (parte 4)
Colossences 1 (parte 4)Colossences 1 (parte 4)
Colossences 1 (parte 4)Joel Silva
 
Colossences 1 (parte 05) e cap. 02 (parte 01)
Colossences 1 (parte 05) e cap. 02 (parte 01)Colossences 1 (parte 05) e cap. 02 (parte 01)
Colossences 1 (parte 05) e cap. 02 (parte 01)Joel Silva
 
Colossences 2 (parte 2)
Colossences 2 (parte 2)Colossences 2 (parte 2)
Colossences 2 (parte 2)Joel Silva
 
Colossences 2 (parte 3)
Colossences 2 (parte 3)Colossences 2 (parte 3)
Colossences 2 (parte 3)Joel Silva
 
Colossences 3 (parte 1)
Colossences 3 (parte 1)Colossences 3 (parte 1)
Colossences 3 (parte 1)Joel Silva
 
Colossences 3 (parte 2)
Colossences 3 (parte 2)Colossences 3 (parte 2)
Colossences 3 (parte 2)Joel Silva
 
Colossences 3 (parte 3)
Colossences 3 (parte 3)Colossences 3 (parte 3)
Colossences 3 (parte 3)Joel Silva
 
Deus e o casamento
Deus e o casamentoDeus e o casamento
Deus e o casamentoJoel Silva
 
Dominando a ira
Dominando a iraDominando a ira
Dominando a iraJoel Silva
 
Doutrina i corintios
Doutrina  i corintiosDoutrina  i corintios
Doutrina i corintiosJoel Silva
 
Doutrina ii corintios
Doutrina  ii corintiosDoutrina  ii corintios
Doutrina ii corintiosJoel Silva
 
Doutrina multiformidade cristã
Doutrina  multiformidade cristãDoutrina  multiformidade cristã
Doutrina multiformidade cristãJoel Silva
 
Doutrina o perigo das amizades
Doutrina  o perigo das amizadesDoutrina  o perigo das amizades
Doutrina o perigo das amizadesJoel Silva
 
Doutrina o trigo e joio
Doutrina  o trigo e joioDoutrina  o trigo e joio
Doutrina o trigo e joioJoel Silva
 

Mais de Joel Silva (20)

A bíblia e a homossexualidade
A bíblia e a homossexualidadeA bíblia e a homossexualidade
A bíblia e a homossexualidade
 
Ansiedade
AnsiedadeAnsiedade
Ansiedade
 
Colossences 1 (parte 1)
Colossences 1 (parte 1)Colossences 1 (parte 1)
Colossences 1 (parte 1)
 
Colossences 1 (parte 2)
Colossences 1 (parte 2)Colossences 1 (parte 2)
Colossences 1 (parte 2)
 
Colossences 1 (parte 3)
Colossences 1 (parte 3)Colossences 1 (parte 3)
Colossences 1 (parte 3)
 
Colossences 1 (parte 4)
Colossences 1 (parte 4)Colossences 1 (parte 4)
Colossences 1 (parte 4)
 
Colossences 1 (parte 05) e cap. 02 (parte 01)
Colossences 1 (parte 05) e cap. 02 (parte 01)Colossences 1 (parte 05) e cap. 02 (parte 01)
Colossences 1 (parte 05) e cap. 02 (parte 01)
 
Colossences 2 (parte 2)
Colossences 2 (parte 2)Colossences 2 (parte 2)
Colossences 2 (parte 2)
 
Colossences 2 (parte 3)
Colossences 2 (parte 3)Colossences 2 (parte 3)
Colossences 2 (parte 3)
 
Colossences 3 (parte 1)
Colossences 3 (parte 1)Colossences 3 (parte 1)
Colossences 3 (parte 1)
 
Colossences 3 (parte 2)
Colossences 3 (parte 2)Colossences 3 (parte 2)
Colossences 3 (parte 2)
 
Colossences 3 (parte 3)
Colossences 3 (parte 3)Colossences 3 (parte 3)
Colossences 3 (parte 3)
 
Colossences 4
Colossences 4Colossences 4
Colossences 4
 
Deus e o casamento
Deus e o casamentoDeus e o casamento
Deus e o casamento
 
Dominando a ira
Dominando a iraDominando a ira
Dominando a ira
 
Doutrina i corintios
Doutrina  i corintiosDoutrina  i corintios
Doutrina i corintios
 
Doutrina ii corintios
Doutrina  ii corintiosDoutrina  ii corintios
Doutrina ii corintios
 
Doutrina multiformidade cristã
Doutrina  multiformidade cristãDoutrina  multiformidade cristã
Doutrina multiformidade cristã
 
Doutrina o perigo das amizades
Doutrina  o perigo das amizadesDoutrina  o perigo das amizades
Doutrina o perigo das amizades
 
Doutrina o trigo e joio
Doutrina  o trigo e joioDoutrina  o trigo e joio
Doutrina o trigo e joio
 

Último

Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...M.R.L
 
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptxCelso Napoleon
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............MilyFonceca
 
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxViniciusPetersen1
 
O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024
O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024
O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024thandreola
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoNilson Almeida
 
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.Priscilatrigodecamar
 
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - ApresentaçãoCurso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentaçãoantonio211075
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfStelaWilbert
 
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024LeonardoQuintanilha4
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaRicardo Azevedo
 
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxBíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptxPIB Penha
 
Oração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaOração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaNilson Almeida
 

Último (15)

Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
 
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
 
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
 
O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024
O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024
O SAGRADO CORAÇÃO DA JUSTIÇA II / 25/05/2024
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
 
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
 
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - ApresentaçãoCurso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
 
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
 
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxBíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
 
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
 
Oração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaOração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De Cássia
 

Como devem se vestir as mulheres cristãs

  • 1.
  • 2. • TEMA: Como Devem se Vestir as Mulheres Cristã • TEXTO: 1 Tm 2: 9-10
  • 3. Entendendo o contexto  Nas epístolas pastorais, Paulo enfatiza a sã doutrina e a necessidade do cristão ter uma vida consagrada a Deus.  Timóteo vive no mundo greco-romano, com seus templos cheios de prostitutas cultuais.  O apóstolo está chamando a atenção de homens e mulheres para coisas importantes para a condução do culto público, onde destaca o valor da disposição interior do adorador.
  • 4. A aparência feminina • Paulo deseja que as mulheres se adornem (v.9). Ele não as proíbe de estarem belas, mas regula qual a maneira correta de fazer isto. • Ele dirá como as mulheres cristãs devem adornar-se, pois elas são diferentes das mulheres mundanas. • “Ser mulher não faz de você um cristão diferente, mas ser cristã faz de você uma mulher diferente”. • Glorificar a Deus é o propósito da nossa vida, inclusive com o nosso corpo (1 Co 6.19,20).
  • 5. Devem vestir-se com discrição  Elas devem vestir-se “em traje honesto” (decente, digno, recatado), “com pudor e modéstia” (sensatez, bom-senso, autocontrole, boas maneiras) (v.9a).  As mulheres cristãs não devem vestir-se de modo intencionalmente sugestivo ou sedutor.  Em todos os lugares, e mais ainda na igreja, a marca da mulher de Deus deve ser a modéstia.  As mulheres mundanas se vestem para chamar a atenção para si e para seu corpo. As mulheres cristãs devem ser discretas e dignas (Tt 2.4,5).
  • 6. Devem vestir-se com discrição • A mulher cristã deve evitar: • Expor inadequadamente o seu corpo: roupas muito curtas, decotadas ou transparentes não condizem com o padrão cristão. • Revelar sem mostrar: uso de fendas, de roupas que marcam o corpo, revelando a forma feminina e exaltando a sensualidade. • Usar roupas inadequadas para o ambiente da igreja (O local de trabalho é mais digno do que o local de culto?). • Isso vale para as casadas e solteiras!
  • 7. Devem vestir-se com simplicidade  A mulher cristã deve vestir-se “não com tranças” (penteados extravagantes e chamativos), “ou com ouro, ou pérolas, ou vestidos preciosos” (com ostentação e sensualidade) (v.9b).  Pedro afirma o mesmo quanto à aparência da mulher cristã (1 Pe 3.3).  As mulheres no mundo greco-romano deveriam ter cuidado para não serem confundidas com as prostitutas dos templos ou as mulheres da corte. “O vosso adorno não seja o enfeite exterior, como as tranças dos cabelos, o uso de joias de ouro, ou o luxo dos vestidos” (1 Pe 3.3).
  • 8. Devem vestir-se com simplicidade A mulher cristã deve evitar:  O fútil exibicionismo e a ostentação.  Acessórios extravagantes (em quantidade, tamanho, etc).  Maquiagem exagerada, chamativa, com cores fortes e traços sensuais.  Vestidos caros, joias, sapatos e bolsas de valor elevado, usados para revelar status.
  • 9.  Isto é o que convém a mulheres que confessam adorar a Deus (v.10).  Paulo destaca dois tipos de beleza: a física e a moral; a beleza do corpo e a do caráter.  Esta última deve ser a mais valorizada.  O adorno da mulher cristã não consiste em penteados, joias ou roupas caras, mas a prática de boas obras que são os frutos de um caráter transformado pelo Espírito Santo (1 Tm 6.11,18; 2 Tm 2.22). Devem vestir-se com boas obras
  • 10.  Pedro também destaca esta beleza interior (1 Pe 3.4), revelada num espírito dócil e tranquilo.  “A ênfase não está na proibição, mas num senso adequado de valores”.  A beleza interior é “incorruptível”, ou seja, não passa com o tempo, diferente da exterior (Pv 31.30).  A mesma palavra usada por Paulo para falar do valor dos vestidos (v.9) é usada por Pedro para falar do valor que Deus dá ao caráter cristão. Devem vestir-se com boas obras
  • 11. • “Mas o homem encoberto no coração; no incorruptível trajo de um espírito manso e quieto, que é precioso diante de Deus.” (1 Pe 3.4). • “Enganosa é a graça, e vã é a formosura; mas a mulher que teme ao Senhor, essa será louvada.” (Pv 31.30).
  • 12. Valorize mais o interior que o exterior O tempo gasto no salão de beleza é maior que o tempo gasto na oração, na Palavra, etc? As visitas ao shopping center são mais frequentes do que ao templo? Acumula roupas, acessórios e outros itens de beleza e não compartilha com ninguém? Preocupa-se mais com a sua aparência do que com as suas atitudes? (Pv 11.22). Veste-se para agradar a quem? O cuidado com o interior é a solução para os excessos do exterior!
  • 13. • “Como joia de ouro em focinho de porca, assim é a mulher formosa que se aparta da discrição.” (Pv 11.22). • “Portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus.” (1 Co 10.31).
  • 14. Conclusão  O cristão deve viver para glorificar a Deus em tudo o que faz. Isto inclui como ele se veste (1 Co 10.31).  A roupa que usamos mostra quem somos e o que queremos fazer.  Mais importante do que a opinião dos especialistas em moda é a vontade de Deus!  Pais e maridos são corresponsáveis!

Notas do Editor

  1. O apóstolo não está dizendo que as mulheres devem ser desleixadas e totalmente negligentes quanto à sua aparência.