SlideShare uma empresa Scribd logo
Colocação e Estágio Probatório: 
Fases, Importância e Métodos 
Adm. Álvaro Leandro Borges 
Atenção: Essa apresentação possui efeitos 
do Power Point 2010. O download da mesma 
pode apresentar a perda de alguns recursos 
importantes. Caso tenha interesse na 
versão original, entre em contato através do 
e-mail admborges@yahoo.com.br
Colocação - conceito
Contexto do empregado
Problemas de uma má 
seleção 
• Deixar de atender a demanda que 
motivou a contratação 
• Gerar novo custo de contratação 
• Ao não dispensar, instalar na 
empresa um foco de pertubação 
• Custo de oportunidade para o 
empregado
Métodos de seleção 
Ordem de classificação nas provas 
Livre escolha do empregador 
Lista tríplice
Ordem de classificação nas provas 
Livre escolha do empregador 
Lista tríplice
Risco da livre escolha do 
empregador
Ordem de classificação nas provas 
Lista tríplice 
Livre escolha do empregador
Formas de adaptação do 
novo empregado
TRABALHO EM GRUPO: 
As equipes irão pesquisar 
junto às suas empresas, 
ou na internet, aspectos, 
informações e pontos 
essenciais repassados aos 
novos empregados.
Adaptação pelo RH 
• Visitas in loco 
• Histórico da empresa 
• Produtos e serviços 
• Organograma, com foco no setor 
• Hierarquia 
• Política de pessoal 
• Regulamentos 
• Segurança 
• Rotina de trabalho
Tempo de adaptação pelo 
RH 
Adaptação de 05 dias 
• Mais contatos 
pessoais 
• Maior calor humano 
• Melhor sentimento 
de recepção pelo 
novo empregado, 
sem o sentimento de 
técnica impessoal 
Prazo encurtado 
• Reduz explanações 
• Adoção de materiais 
impressos 
• Informações 
sistematizadas e 
revistas 
• Sem improvisações 
• Empregado inicia 
mais cedo
Características da 
adaptação pelo RH 
• O RH conhece a organização de 
forma mais abrangente; 
• O RH conhece melhor objetivos, 
regulamentos e regime de trabalho 
• Possuirá poucos contatos futuros 
com o novo empregado 
• Não contribuirá com a formação do 
dia-a-dia do empregado 
• Pouca contribuição nas relações 
humanas que o empregado terá.
Etapas do processo de 
acompanhamento in job 
• Designação de empregado pelo 
RH para acompanhar o novato 
• Apresentação do novato ao 
instrutor 
• Visão do instrutor como 
informante, conselheiro, guia, 
etc...
Autoconfiança 
Dar ao novo empregado o sentimento de 
autoconfiança
Conhecimento 
Assegurar-lhe o completo conhecimento das condições de 
emprego e das normas reguladoras de sua conduta e das 
facilidades para o seu bem-estar e recreação.
Vestir a camisa 
Desenvolver no novo empregado o sentimento de 
orgulho pela sua companhia.
Colocação e estágio probatório
Perfil de um instrutor 
Paciente Sociável Familiarizado 
Benquista Respeitada Otimista 
Entusiasta
PESQUISA INDIVIDUAL: 
Cada aluno irá entrevistar algum 
empregado, de preferência 
contratado a menos de um ano, e 
perguntar como entrou, como foi 
sua adaptação, dificuldades, quem 
mais ajudou, etc...
A adaptação do novo 
empregado ao grupo de 
trabalho
Colocação e estágio probatório
Harmonia x 
Interdisciplinaridade
Colocação e estágio probatório
Informações sobre as 
atividades que devem ser 
repassadas 
• Descrição do que o empregado 
deve fazer; 
• Ordem natural das operações; 
• Tempo-padrão de cada uma das 
etapas; 
• Critérios de controle 
• Acidentes, desperdícios e erros 
mais comum, o que causa e como 
evitá-los.
Relação aprendiz-tutor
O que o processo não 
transparece... 
TEMPO
Estágio probatório
Funções do Estágio Probatório 
Complementação 
Coordenação 
Controle
Colocação e estágio probatório
Referências 
GRUPO RBS. Quiz: Você é sociável ou solitário? Extraído 
de http://zh.clicrbs.com.br/rs/infografico/quiz-voce-e-sociavel- 
ou-solitario-35658.html. Acesso em 29 nov 2014 
LOPES, Tomás de Vilanova Monteiro. Problemas de 
pessoal da empresa moderna. Rio de Janeiro, FGV, 1978 
MY E-TALENT. Comece descobrindo o seu talento. 
Extraído de https://new.myetalent.com.br/. Acesso em 30 
nov 2014.
Obrigado! Comente! 
• Adm. Álvaro Leandro Borges 
• admborges@yahoo.com.br / 
alvaroborges@caern.com.br 
• Administrador e Especialista 
em Economia Solidária e 
Desenvolvimento Territorial 
pela UFRN 
• Administrador na CAERN – 
Companhia de Águas e 
Esgotos do Rio Grande do 
Norte

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Colocação e estágio probatório

Recursos humanos na micro e pequena empresa
Recursos humanos na micro e pequena empresaRecursos humanos na micro e pequena empresa
Recursos humanos na micro e pequena empresa
Rita Beraguas
 
Gestão de recursos humanos
Gestão de recursos humanosGestão de recursos humanos
Gestão de recursos humanos
Nicole Fernandes
 
Gestão de pessoas nas organizações
Gestão de pessoas nas organizaçõesGestão de pessoas nas organizações
Gestão de pessoas nas organizações
samuel
 
03+aula+rh+treinamento+e+desenvolvimento+pessoal
03+aula+rh+treinamento+e+desenvolvimento+pessoal03+aula+rh+treinamento+e+desenvolvimento+pessoal
03+aula+rh+treinamento+e+desenvolvimento+pessoal
Taluana Maron
 
ApresentaçãO Tga 26 05
ApresentaçãO Tga 26 05ApresentaçãO Tga 26 05
ApresentaçãO Tga 26 05
lupajero
 
Recrutamento e seleção de pessoas
Recrutamento e seleção de pessoasRecrutamento e seleção de pessoas
Recrutamento e seleção de pessoas
Ramos, Luiz Ramos
 
Recrutamento e Seleção (R&S)
Recrutamento e Seleção (R&S)Recrutamento e Seleção (R&S)
Recrutamento e Seleção (R&S)
Jader Windson
 
Entrevistas de seleção
Entrevistas de seleçãoEntrevistas de seleção
Entrevistas de seleção
Michele Regina Lopes da Silva
 
Aula 01 departamento pessoal
Aula 01 departamento pessoalAula 01 departamento pessoal
Aula 01 departamento pessoal
Homero Alves de Lima
 
Admite se pelo curriculo e demite-se comportamenrto
Admite se pelo curriculo e demite-se comportamenrtoAdmite se pelo curriculo e demite-se comportamenrto
Admite se pelo curriculo e demite-se comportamenrto
ana cristina fds
 
Encontro 3 - 2016 - gestão de pessoas
Encontro 3 - 2016 - gestão de pessoasEncontro 3 - 2016 - gestão de pessoas
Encontro 3 - 2016 - gestão de pessoas
adanipalma
 
03+aula+rh+treinamento+e+desenvolvimento+pessoal
03+aula+rh+treinamento+e+desenvolvimento+pessoal03+aula+rh+treinamento+e+desenvolvimento+pessoal
03+aula+rh+treinamento+e+desenvolvimento+pessoal
Valéria Braga
 
E-BOOK-Onboarding etapas essenciais e maneiras de inovar.pdf
E-BOOK-Onboarding etapas essenciais e maneiras de inovar.pdfE-BOOK-Onboarding etapas essenciais e maneiras de inovar.pdf
E-BOOK-Onboarding etapas essenciais e maneiras de inovar.pdf
SandraFigueiredo45
 
Recrutamento (Métodos e Suas Fontes)
Recrutamento (Métodos e Suas Fontes)Recrutamento (Métodos e Suas Fontes)
Apostila-GQ.ppsx
Apostila-GQ.ppsxApostila-GQ.ppsx
Apostila-GQ.ppsx
SandroGally
 
Acolhimento e integração
Acolhimento e integraçãoAcolhimento e integração
Acolhimento e integração
mfcorreia
 
Acolhimento e integração
Acolhimento e integraçãoAcolhimento e integração
Acolhimento e integração
mfcorreia
 
Acolhimento e Integração
Acolhimento e IntegraçãoAcolhimento e Integração
Acolhimento e Integração
MiguelCarapinha94
 
Socialização ou integração de novos funcionarios
Socialização ou integração de novos funcionariosSocialização ou integração de novos funcionarios
Socialização ou integração de novos funcionarios
Jessica Fonseca
 
gestao-de-tempo
gestao-de-tempogestao-de-tempo
gestao-de-tempo
Teresa Campos
 

Semelhante a Colocação e estágio probatório (20)

Recursos humanos na micro e pequena empresa
Recursos humanos na micro e pequena empresaRecursos humanos na micro e pequena empresa
Recursos humanos na micro e pequena empresa
 
Gestão de recursos humanos
Gestão de recursos humanosGestão de recursos humanos
Gestão de recursos humanos
 
Gestão de pessoas nas organizações
Gestão de pessoas nas organizaçõesGestão de pessoas nas organizações
Gestão de pessoas nas organizações
 
03+aula+rh+treinamento+e+desenvolvimento+pessoal
03+aula+rh+treinamento+e+desenvolvimento+pessoal03+aula+rh+treinamento+e+desenvolvimento+pessoal
03+aula+rh+treinamento+e+desenvolvimento+pessoal
 
ApresentaçãO Tga 26 05
ApresentaçãO Tga 26 05ApresentaçãO Tga 26 05
ApresentaçãO Tga 26 05
 
Recrutamento e seleção de pessoas
Recrutamento e seleção de pessoasRecrutamento e seleção de pessoas
Recrutamento e seleção de pessoas
 
Recrutamento e Seleção (R&S)
Recrutamento e Seleção (R&S)Recrutamento e Seleção (R&S)
Recrutamento e Seleção (R&S)
 
Entrevistas de seleção
Entrevistas de seleçãoEntrevistas de seleção
Entrevistas de seleção
 
Aula 01 departamento pessoal
Aula 01 departamento pessoalAula 01 departamento pessoal
Aula 01 departamento pessoal
 
Admite se pelo curriculo e demite-se comportamenrto
Admite se pelo curriculo e demite-se comportamenrtoAdmite se pelo curriculo e demite-se comportamenrto
Admite se pelo curriculo e demite-se comportamenrto
 
Encontro 3 - 2016 - gestão de pessoas
Encontro 3 - 2016 - gestão de pessoasEncontro 3 - 2016 - gestão de pessoas
Encontro 3 - 2016 - gestão de pessoas
 
03+aula+rh+treinamento+e+desenvolvimento+pessoal
03+aula+rh+treinamento+e+desenvolvimento+pessoal03+aula+rh+treinamento+e+desenvolvimento+pessoal
03+aula+rh+treinamento+e+desenvolvimento+pessoal
 
E-BOOK-Onboarding etapas essenciais e maneiras de inovar.pdf
E-BOOK-Onboarding etapas essenciais e maneiras de inovar.pdfE-BOOK-Onboarding etapas essenciais e maneiras de inovar.pdf
E-BOOK-Onboarding etapas essenciais e maneiras de inovar.pdf
 
Recrutamento (Métodos e Suas Fontes)
Recrutamento (Métodos e Suas Fontes)Recrutamento (Métodos e Suas Fontes)
Recrutamento (Métodos e Suas Fontes)
 
Apostila-GQ.ppsx
Apostila-GQ.ppsxApostila-GQ.ppsx
Apostila-GQ.ppsx
 
Acolhimento e integração
Acolhimento e integraçãoAcolhimento e integração
Acolhimento e integração
 
Acolhimento e integração
Acolhimento e integraçãoAcolhimento e integração
Acolhimento e integração
 
Acolhimento e Integração
Acolhimento e IntegraçãoAcolhimento e Integração
Acolhimento e Integração
 
Socialização ou integração de novos funcionarios
Socialização ou integração de novos funcionariosSocialização ou integração de novos funcionarios
Socialização ou integração de novos funcionarios
 
gestao-de-tempo
gestao-de-tempogestao-de-tempo
gestao-de-tempo
 

Mais de www.debatendoadm.blogspot.com

8 TOC's para se fazer uma excelente apresentação
8 TOC's para se fazer uma excelente apresentação8 TOC's para se fazer uma excelente apresentação
8 TOC's para se fazer uma excelente apresentação
www.debatendoadm.blogspot.com
 
7 passos para ser um bom líder!
7 passos para ser um bom líder!7 passos para ser um bom líder!
7 passos para ser um bom líder!
www.debatendoadm.blogspot.com
 
Negociação estratégias e planejamento
Negociação estratégias e planejamentoNegociação estratégias e planejamento
Negociação estratégias e planejamento
www.debatendoadm.blogspot.com
 
Autogestão baseado em paulo freire
Autogestão baseado em paulo freireAutogestão baseado em paulo freire
Autogestão baseado em paulo freire
www.debatendoadm.blogspot.com
 
Por que estudar teoria dos jogos
Por que estudar teoria dos jogosPor que estudar teoria dos jogos
Por que estudar teoria dos jogos
www.debatendoadm.blogspot.com
 
Origem, Evolução e Conceito de Logística
Origem, Evolução e Conceito de LogísticaOrigem, Evolução e Conceito de Logística
Origem, Evolução e Conceito de Logística
www.debatendoadm.blogspot.com
 
Microcrédito e finanças solidárias
Microcrédito e finanças solidáriasMicrocrédito e finanças solidárias
Microcrédito e finanças solidárias
www.debatendoadm.blogspot.com
 
Processo sucessório em associações
Processo sucessório em associaçõesProcesso sucessório em associações
Processo sucessório em associações
www.debatendoadm.blogspot.com
 
As cinco forças colaborativas de borges
As cinco forças colaborativas de borgesAs cinco forças colaborativas de borges
As cinco forças colaborativas de borges
www.debatendoadm.blogspot.com
 
Gestão do conhecimento
Gestão do conhecimentoGestão do conhecimento
Gestão do conhecimento
www.debatendoadm.blogspot.com
 
Desenvolvimento uma EQUIPE produtiva
Desenvolvimento uma EQUIPE produtivaDesenvolvimento uma EQUIPE produtiva
Desenvolvimento uma EQUIPE produtiva
www.debatendoadm.blogspot.com
 
Gestão ambiental
Gestão ambientalGestão ambiental
Ações para melhoria da qualidade de vida no trabalho
Ações para melhoria da qualidade de vida no trabalhoAções para melhoria da qualidade de vida no trabalho
Ações para melhoria da qualidade de vida no trabalho
www.debatendoadm.blogspot.com
 
Economia solidária e Finanças Solidárias
Economia solidária e Finanças SolidáriasEconomia solidária e Finanças Solidárias
Economia solidária e Finanças Solidárias
www.debatendoadm.blogspot.com
 
Apresentações: o que os melhores apresentadores sabem, fazem e falam
Apresentações: o que os melhores apresentadores sabem, fazem e falamApresentações: o que os melhores apresentadores sabem, fazem e falam
Apresentações: o que os melhores apresentadores sabem, fazem e falam
www.debatendoadm.blogspot.com
 
Vendas: O que os melhores vendedores sabem, fazem e falam
Vendas: O que os melhores vendedores sabem, fazem e falamVendas: O que os melhores vendedores sabem, fazem e falam
Vendas: O que os melhores vendedores sabem, fazem e falam
www.debatendoadm.blogspot.com
 
Estratégia alvaro borges
Estratégia   alvaro borgesEstratégia   alvaro borges
Estratégia alvaro borges
www.debatendoadm.blogspot.com
 
Inovação social
Inovação socialInovação social
Confiança criativa alvaro borges
Confiança criativa   alvaro borgesConfiança criativa   alvaro borges
Confiança criativa alvaro borges
www.debatendoadm.blogspot.com
 

Mais de www.debatendoadm.blogspot.com (19)

8 TOC's para se fazer uma excelente apresentação
8 TOC's para se fazer uma excelente apresentação8 TOC's para se fazer uma excelente apresentação
8 TOC's para se fazer uma excelente apresentação
 
7 passos para ser um bom líder!
7 passos para ser um bom líder!7 passos para ser um bom líder!
7 passos para ser um bom líder!
 
Negociação estratégias e planejamento
Negociação estratégias e planejamentoNegociação estratégias e planejamento
Negociação estratégias e planejamento
 
Autogestão baseado em paulo freire
Autogestão baseado em paulo freireAutogestão baseado em paulo freire
Autogestão baseado em paulo freire
 
Por que estudar teoria dos jogos
Por que estudar teoria dos jogosPor que estudar teoria dos jogos
Por que estudar teoria dos jogos
 
Origem, Evolução e Conceito de Logística
Origem, Evolução e Conceito de LogísticaOrigem, Evolução e Conceito de Logística
Origem, Evolução e Conceito de Logística
 
Microcrédito e finanças solidárias
Microcrédito e finanças solidáriasMicrocrédito e finanças solidárias
Microcrédito e finanças solidárias
 
Processo sucessório em associações
Processo sucessório em associaçõesProcesso sucessório em associações
Processo sucessório em associações
 
As cinco forças colaborativas de borges
As cinco forças colaborativas de borgesAs cinco forças colaborativas de borges
As cinco forças colaborativas de borges
 
Gestão do conhecimento
Gestão do conhecimentoGestão do conhecimento
Gestão do conhecimento
 
Desenvolvimento uma EQUIPE produtiva
Desenvolvimento uma EQUIPE produtivaDesenvolvimento uma EQUIPE produtiva
Desenvolvimento uma EQUIPE produtiva
 
Gestão ambiental
Gestão ambientalGestão ambiental
Gestão ambiental
 
Ações para melhoria da qualidade de vida no trabalho
Ações para melhoria da qualidade de vida no trabalhoAções para melhoria da qualidade de vida no trabalho
Ações para melhoria da qualidade de vida no trabalho
 
Economia solidária e Finanças Solidárias
Economia solidária e Finanças SolidáriasEconomia solidária e Finanças Solidárias
Economia solidária e Finanças Solidárias
 
Apresentações: o que os melhores apresentadores sabem, fazem e falam
Apresentações: o que os melhores apresentadores sabem, fazem e falamApresentações: o que os melhores apresentadores sabem, fazem e falam
Apresentações: o que os melhores apresentadores sabem, fazem e falam
 
Vendas: O que os melhores vendedores sabem, fazem e falam
Vendas: O que os melhores vendedores sabem, fazem e falamVendas: O que os melhores vendedores sabem, fazem e falam
Vendas: O que os melhores vendedores sabem, fazem e falam
 
Estratégia alvaro borges
Estratégia   alvaro borgesEstratégia   alvaro borges
Estratégia alvaro borges
 
Inovação social
Inovação socialInovação social
Inovação social
 
Confiança criativa alvaro borges
Confiança criativa   alvaro borgesConfiança criativa   alvaro borges
Confiança criativa alvaro borges
 

Colocação e estágio probatório

  • 1. Colocação e Estágio Probatório: Fases, Importância e Métodos Adm. Álvaro Leandro Borges Atenção: Essa apresentação possui efeitos do Power Point 2010. O download da mesma pode apresentar a perda de alguns recursos importantes. Caso tenha interesse na versão original, entre em contato através do e-mail admborges@yahoo.com.br
  • 4. Problemas de uma má seleção • Deixar de atender a demanda que motivou a contratação • Gerar novo custo de contratação • Ao não dispensar, instalar na empresa um foco de pertubação • Custo de oportunidade para o empregado
  • 5. Métodos de seleção Ordem de classificação nas provas Livre escolha do empregador Lista tríplice
  • 6. Ordem de classificação nas provas Livre escolha do empregador Lista tríplice
  • 7. Risco da livre escolha do empregador
  • 8. Ordem de classificação nas provas Lista tríplice Livre escolha do empregador
  • 9. Formas de adaptação do novo empregado
  • 10. TRABALHO EM GRUPO: As equipes irão pesquisar junto às suas empresas, ou na internet, aspectos, informações e pontos essenciais repassados aos novos empregados.
  • 11. Adaptação pelo RH • Visitas in loco • Histórico da empresa • Produtos e serviços • Organograma, com foco no setor • Hierarquia • Política de pessoal • Regulamentos • Segurança • Rotina de trabalho
  • 12. Tempo de adaptação pelo RH Adaptação de 05 dias • Mais contatos pessoais • Maior calor humano • Melhor sentimento de recepção pelo novo empregado, sem o sentimento de técnica impessoal Prazo encurtado • Reduz explanações • Adoção de materiais impressos • Informações sistematizadas e revistas • Sem improvisações • Empregado inicia mais cedo
  • 13. Características da adaptação pelo RH • O RH conhece a organização de forma mais abrangente; • O RH conhece melhor objetivos, regulamentos e regime de trabalho • Possuirá poucos contatos futuros com o novo empregado • Não contribuirá com a formação do dia-a-dia do empregado • Pouca contribuição nas relações humanas que o empregado terá.
  • 14. Etapas do processo de acompanhamento in job • Designação de empregado pelo RH para acompanhar o novato • Apresentação do novato ao instrutor • Visão do instrutor como informante, conselheiro, guia, etc...
  • 15. Autoconfiança Dar ao novo empregado o sentimento de autoconfiança
  • 16. Conhecimento Assegurar-lhe o completo conhecimento das condições de emprego e das normas reguladoras de sua conduta e das facilidades para o seu bem-estar e recreação.
  • 17. Vestir a camisa Desenvolver no novo empregado o sentimento de orgulho pela sua companhia.
  • 19. Perfil de um instrutor Paciente Sociável Familiarizado Benquista Respeitada Otimista Entusiasta
  • 20. PESQUISA INDIVIDUAL: Cada aluno irá entrevistar algum empregado, de preferência contratado a menos de um ano, e perguntar como entrou, como foi sua adaptação, dificuldades, quem mais ajudou, etc...
  • 21. A adaptação do novo empregado ao grupo de trabalho
  • 25. Informações sobre as atividades que devem ser repassadas • Descrição do que o empregado deve fazer; • Ordem natural das operações; • Tempo-padrão de cada uma das etapas; • Critérios de controle • Acidentes, desperdícios e erros mais comum, o que causa e como evitá-los.
  • 27. O que o processo não transparece... TEMPO
  • 29. Funções do Estágio Probatório Complementação Coordenação Controle
  • 31. Referências GRUPO RBS. Quiz: Você é sociável ou solitário? Extraído de http://zh.clicrbs.com.br/rs/infografico/quiz-voce-e-sociavel- ou-solitario-35658.html. Acesso em 29 nov 2014 LOPES, Tomás de Vilanova Monteiro. Problemas de pessoal da empresa moderna. Rio de Janeiro, FGV, 1978 MY E-TALENT. Comece descobrindo o seu talento. Extraído de https://new.myetalent.com.br/. Acesso em 30 nov 2014.
  • 32. Obrigado! Comente! • Adm. Álvaro Leandro Borges • admborges@yahoo.com.br / alvaroborges@caern.com.br • Administrador e Especialista em Economia Solidária e Desenvolvimento Territorial pela UFRN • Administrador na CAERN – Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte

Notas do Editor

  1. Contar piada do teste da secretária com o envelope com o dobro do dinheiro, onde o chefe escolhe a mais bonita
  2. Nesse trabalho, cada equipe deve chegar ao menos nos seguintes pontos: do próximo slide
  3. http://zh.clicrbs.com.br/rs/infografico/quiz-voce-e-sociavel-ou-solitario-35658.html
  4. A pessoa deve aceitar e ser aceita pelo grupo. Deve se adaptar aos elementos intelectuais, afetivos e sociais que dominam a vida do grupo. A empresa deve trabalhar para que esse processo ocorra o mais rápido possível. O grupo deve participar da definição das características individuais necessárias ao novo empregado.
  5. Pedir aos alunos que façam o teste no my e-talent e tragam o resultado no dia seguinte. Conversar https://new.myetalent.com.br/Cargos . Dizer que o perfil pode ser apresentado à equipe para fazer a seleção.
  6. Participação dos chefes nas decisões, Assistência constante aos estagiários, Adoção de processos objetivos, Nítida definição das responsabilidades dos envolvidos, evitar excesso de relatórios emitidos pelo chefe