SlideShare uma empresa Scribd logo
Língua Portuguesa
  Professora: Christiane Queiroz




Coesão Textual
O que é coesão textual?
É a conexão, ligação, harmonia entre os
elementos de um texto. Percebemos tal
definição quando lemos um texto e verificamos
que as palavras, as frases e os parágrafos estão
entrelaçados, um dando continuidade ao outro.
Os elementos de coesão determinam a transição
de ideias entre as frases e os parágrafos.
Veja o exemplo:

“Os sem-terra fizeram um protesto em Brasília contra a política
agrária do país, porque consideram injusta a atual distribuição de
terras. Porém o ministro da Agricultura considerou a
manifestação um ato de rebeldia, uma vez que o projeto de
Reforma Agrária pretende assentar milhares de sem-terra.”

                          JORDÃO, R., BELLEZI C. Linguagens. São Paulo: Escala Educacional, 2007, p. 566
Coesão através de conectivos
• Pronomes
Marcela obteve uma ótima colocação no concurso. Tal resultado demonstra
que ela se esforçou bastante para alcançar o objetivo que tanto almejava.

Espero sinceramente isto: que seja muito feliz.


• Preposição
Li aquele livro para fazer a prova.


• Conjunção
Joana abriu a porta e Luiza entrou.


• Advérbios ou locuções adverbiais
Quando João chegar em casa, estudará para a prova.
PRONOMES DEMONSTRATIVOS
Utilizamos os pronomes demonstrativos para localizar os nomes no
tempo, no espaço e no próprio texto:
• No espaço
Este é o meu caderno. (próximo da pessoa que fala)
Esse é seu caderno. (próximo da pessoa com quem se fala)
Aquele é o caderno de Marina. (distante dos interlocutores)



• No tempo
Este e suas flexões referem-se ao tempo presente ou futuro.
Nestas próximas semanas, os funcionários participarão de um
seminário.
No final desta semana, terá reunião com a direção.
Este ano de 2012 está sendo marcado pela desigualdade social.
•Esse e suas flexões referem-se a tempo recentemente decorrido.
Ninguém esquecerá os acontecimentos desse trágico 21 de junho.
•Aquele    e    suas    flexões   referem-se     a   um     passado    mais     distante.
Falávamos daquele período em que as mulheres não trabalhavam fora.

• No discurso
- Deve-se utilizar este e suas flexões em dois casos: para adiantar o que se vai dizer ou
para remeter a algo recém dito, quando esse já-dito comportar mais de uma
retomada.
Quando saí de casa, meu pai me disse isto: não aceite nada dos outros.

Admiração, respeito, amizade? Talvez, pensava ela, este (último) seja o mais
importante e perene dos sentimentos.

-Esse e suas flexões se referem a uma ideia anteriormente expressa no texto.

Pedro foi preso como estelionatário. Esse cara nunca me enganou. [Esse cara = Pedro].
•O velho, o índio e o negro são discriminados por motivos
diversos: aquele, por ser improdutivo para a sociedade de
consumo; esse, por ser considerado atrasado e
preguiçoso; este, por não se ter libertado, ainda, do estigma
da escravidão.

•As crianças da classe média têm um futuro mais promissor
do que os filhos de pais das classes menos favorecidas,
porque àquelas se dão oportunidades que se negam a estes.
VEJA O EXEMPLO ABAIXO. Nele, você verá vários problemas.

Para entrar neste livro quando se é jovem ... e mais tarde

    É importante conhecer o passado para compreender melhor o
presente, para saber em que estamos dando continuidade ao passado,
em que estamos nos separando do passado.
   Os historiadores perceberam que compreendiam melhor o passado e
podiam explicar o passado melhor, particularmente para as crianças e os
jovens, quando dividiam o passado em sucessivas épocas, cada uma das
sucessivas épocas com características das épocas. Em relação à época
que chamamos Idade Média, temos dois problemas: duração da Idade
Média e significado da Idade Média, pois existe uma interpretação
favorável e outra desfavorável do período Idade Média.
    A Idade Média inspirou romances históricos aos escritores, entre os
quais alguns tiveram grande sucesso, e filmes aos cineastas, desde que
existe cinema, fascinando os espectadores, particularmente as crianças.
Mais uma razão para tentar explicar a vocês o que foi a Idade Média e o
que a Idade Média deve representar para nós.
             LE GOFF, Jacques. A Idade Média Explicada a meus Filhos. Rio de Janeiro: Agir, 2007 (Com Alterações)
Verificando...
              Para entrar neste livro quando se é jovem ... e mais tarde
      É importante conhecer o passado para compreender melhor o presente,
para saber em que estamos dando continuidade a ele, em que estamos nos
separando dele.
      Os historiadores perceberam que compreendiam melhor o passado e
podiam explicá-lo melhor, particularmente para as crianças e os jovens, quando o
dividiam em sucessivas épocas, cada uma delas com suas características. Em
relação à época que chamamos Idade Média, temos dois problemas: sua duração
e seu significado, pois existe uma interpretação favorável e outra desfavorável
desse período.
      A Idade Média inspirou romances históricos aos escritores, entre os quais
alguns tiveram grande sucesso, e filmes aos cineastas, desde que existe cinema,
fascinando os espectadores, particularmente as crianças. Mais uma razão para
tentar explicar a vocês o que foi a Idade Média e o que ela deve representar para
nós.
                  LE GOFF, Jacques. A Idade Média Explicada a meus Filhos. Rio de Janeiro: Agir, 2007.
Proposta de atividade

Procure, em casa, uma notícia de jornal e traga na
aula seguinte. Sublinhe os pronomes utilizados
como mecanismo de retomada.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Coesão Textual

Coesão e Coerência textual - material
Coesão  e Coerência  textual  - materialCoesão  e Coerência  textual  - material
Coesão e Coerência textual - material
MaiteFerreira4
 
Pronomes demostrativos como elementos de refenciação textual.ppt
Pronomes demostrativos como elementos de refenciação textual.pptPronomes demostrativos como elementos de refenciação textual.ppt
Pronomes demostrativos como elementos de refenciação textual.ppt
AldecirGomes
 
coesão e coerência - BB.pptx
coesão e coerência - BB.pptxcoesão e coerência - BB.pptx
coesão e coerência - BB.pptx
BerlaPaiva
 
DES|CONFINAR - Joaquim Colôa
DES|CONFINAR - Joaquim ColôaDES|CONFINAR - Joaquim Colôa
DES|CONFINAR - Joaquim Colôa
Joaquim Colôa
 
Des.confinar
Des.confinarDes.confinar
Des.confinar
Nelson Santos
 
Tp5
Tp5Tp5
Tp5
cleia
 
Emprego dos pronomes demonstrativos
Emprego dos pronomes demonstrativosEmprego dos pronomes demonstrativos
Emprego dos pronomes demonstrativos
Milton Correia Sampaio Filho
 
Quebradas (aula 27 de novembro)
Quebradas   (aula 27 de novembro)Quebradas   (aula 27 de novembro)
Quebradas (aula 27 de novembro)
Universidade das Quebradas
 
Paulo freire e ira shor medo e ousadia
Paulo freire e ira shor   medo e ousadiaPaulo freire e ira shor   medo e ousadia
Paulo freire e ira shor medo e ousadia
patricia fernandes
 
Língua portuguesa 6º ano
Língua portuguesa 6º anoLíngua portuguesa 6º ano
Língua portuguesa 6º ano
smssergio
 
Literatura infantil-juvenil
Literatura infantil-juvenilLiteratura infantil-juvenil
Literatura infantil-juvenil
Susanne Messias
 
Atividades 7c2ba-ano-lc3adngua-portuguesa-com-descritores
Atividades 7c2ba-ano-lc3adngua-portuguesa-com-descritoresAtividades 7c2ba-ano-lc3adngua-portuguesa-com-descritores
Atividades 7c2ba-ano-lc3adngua-portuguesa-com-descritores
Barbara Vestia
 
Pronomes
PronomesPronomes
Pronomes
Rebeca Kaus
 
Ensino de História e Experências
Ensino de História e ExperênciasEnsino de História e Experências
Ensino de História e Experências
Alef Lopes
 
Compreensão de textos
Compreensão de textosCompreensão de textos
Compreensão de textos
Fernanda Castro
 
REDAÇÃO.pptx
REDAÇÃO.pptxREDAÇÃO.pptx
REDAÇÃO.pptx
FranciscoFlorencio6
 
O QUE É APRENDER E ENSINAR LITERATURA HOJE?
O QUE É APRENDER E ENSINAR LITERATURA HOJE?O QUE É APRENDER E ENSINAR LITERATURA HOJE?
O QUE É APRENDER E ENSINAR LITERATURA HOJE?
Priscila Hilária
 
Descritores prova brasil l.port. 2013
Descritores prova brasil l.port. 2013Descritores prova brasil l.port. 2013
Descritores prova brasil l.port. 2013
smece4e5
 
Oracoes Adjetivas e Adverbiais.pptx
Oracoes Adjetivas e Adverbiais.pptxOracoes Adjetivas e Adverbiais.pptx
Oracoes Adjetivas e Adverbiais.pptx
ELAINETORRESNASCIMEN
 
Cristiane silva
Cristiane silvaCristiane silva
Cristiane silva
literafro
 

Semelhante a Coesão Textual (20)

Coesão e Coerência textual - material
Coesão  e Coerência  textual  - materialCoesão  e Coerência  textual  - material
Coesão e Coerência textual - material
 
Pronomes demostrativos como elementos de refenciação textual.ppt
Pronomes demostrativos como elementos de refenciação textual.pptPronomes demostrativos como elementos de refenciação textual.ppt
Pronomes demostrativos como elementos de refenciação textual.ppt
 
coesão e coerência - BB.pptx
coesão e coerência - BB.pptxcoesão e coerência - BB.pptx
coesão e coerência - BB.pptx
 
DES|CONFINAR - Joaquim Colôa
DES|CONFINAR - Joaquim ColôaDES|CONFINAR - Joaquim Colôa
DES|CONFINAR - Joaquim Colôa
 
Des.confinar
Des.confinarDes.confinar
Des.confinar
 
Tp5
Tp5Tp5
Tp5
 
Emprego dos pronomes demonstrativos
Emprego dos pronomes demonstrativosEmprego dos pronomes demonstrativos
Emprego dos pronomes demonstrativos
 
Quebradas (aula 27 de novembro)
Quebradas   (aula 27 de novembro)Quebradas   (aula 27 de novembro)
Quebradas (aula 27 de novembro)
 
Paulo freire e ira shor medo e ousadia
Paulo freire e ira shor   medo e ousadiaPaulo freire e ira shor   medo e ousadia
Paulo freire e ira shor medo e ousadia
 
Língua portuguesa 6º ano
Língua portuguesa 6º anoLíngua portuguesa 6º ano
Língua portuguesa 6º ano
 
Literatura infantil-juvenil
Literatura infantil-juvenilLiteratura infantil-juvenil
Literatura infantil-juvenil
 
Atividades 7c2ba-ano-lc3adngua-portuguesa-com-descritores
Atividades 7c2ba-ano-lc3adngua-portuguesa-com-descritoresAtividades 7c2ba-ano-lc3adngua-portuguesa-com-descritores
Atividades 7c2ba-ano-lc3adngua-portuguesa-com-descritores
 
Pronomes
PronomesPronomes
Pronomes
 
Ensino de História e Experências
Ensino de História e ExperênciasEnsino de História e Experências
Ensino de História e Experências
 
Compreensão de textos
Compreensão de textosCompreensão de textos
Compreensão de textos
 
REDAÇÃO.pptx
REDAÇÃO.pptxREDAÇÃO.pptx
REDAÇÃO.pptx
 
O QUE É APRENDER E ENSINAR LITERATURA HOJE?
O QUE É APRENDER E ENSINAR LITERATURA HOJE?O QUE É APRENDER E ENSINAR LITERATURA HOJE?
O QUE É APRENDER E ENSINAR LITERATURA HOJE?
 
Descritores prova brasil l.port. 2013
Descritores prova brasil l.port. 2013Descritores prova brasil l.port. 2013
Descritores prova brasil l.port. 2013
 
Oracoes Adjetivas e Adverbiais.pptx
Oracoes Adjetivas e Adverbiais.pptxOracoes Adjetivas e Adverbiais.pptx
Oracoes Adjetivas e Adverbiais.pptx
 
Cristiane silva
Cristiane silvaCristiane silva
Cristiane silva
 

Mais de Christiane Queiroz

Crase
CraseCrase
Regência verbal 2015
Regência verbal   2015Regência verbal   2015
Regência verbal 2015
Christiane Queiroz
 
Concordância verbal revisão
Concordância verbal   revisãoConcordância verbal   revisão
Concordância verbal revisão
Christiane Queiroz
 
Conc verbal 2015 - exercicios - gabarito
Conc verbal   2015 - exercicios - gabaritoConc verbal   2015 - exercicios - gabarito
Conc verbal 2015 - exercicios - gabarito
Christiane Queiroz
 
Oracoes coordenadas 2015
Oracoes coordenadas   2015Oracoes coordenadas   2015
Oracoes coordenadas 2015
Christiane Queiroz
 
Concordância verbal 9º ano - atualizado - 2015
Concordância verbal   9º ano - atualizado - 2015Concordância verbal   9º ano - atualizado - 2015
Concordância verbal 9º ano - atualizado - 2015
Christiane Queiroz
 
Concordância verbal 9º ano - atualizado - 2015
Concordância verbal   9º ano - atualizado - 2015Concordância verbal   9º ano - atualizado - 2015
Concordância verbal 9º ano - atualizado - 2015
Christiane Queiroz
 
Orações sub adverbiais 2015
Orações sub adverbiais   2015Orações sub adverbiais   2015
Orações sub adverbiais 2015
Christiane Queiroz
 
Oracoes sub adjetivas 2015
Oracoes sub adjetivas   2015Oracoes sub adjetivas   2015
Oracoes sub adjetivas 2015
Christiane Queiroz
 
Oracao subordinada substantivablog2015
Oracao subordinada substantivablog2015Oracao subordinada substantivablog2015
Oracao subordinada substantivablog2015
Christiane Queiroz
 
Linguagem histórica juliana
Linguagem histórica julianaLinguagem histórica juliana
Linguagem histórica juliana
Christiane Queiroz
 
Linguagem histórica
Linguagem histórica Linguagem histórica
Linguagem histórica
Christiane Queiroz
 
Linguagem informal
Linguagem informalLinguagem informal
Linguagem informal
Christiane Queiroz
 
Linguagem informal
Linguagem informalLinguagem informal
Linguagem informal
Christiane Queiroz
 
Variação Regional
Variação Regional Variação Regional
Variação Regional
Christiane Queiroz
 
Variação regional ricardo
Variação regional ricardoVariação regional ricardo
Variação regional ricardo
Christiane Queiroz
 
Surfista roberto carlos
Surfista roberto carlosSurfista roberto carlos
Surfista roberto carlos
Christiane Queiroz
 
Variedade sociocultural paulista davi
Variedade sociocultural paulista  daviVariedade sociocultural paulista  davi
Variedade sociocultural paulista davi
Christiane Queiroz
 
Surfista roberto carlos
Surfista roberto carlosSurfista roberto carlos
Surfista roberto carlos
Christiane Queiroz
 
Variação regional ricardo
Variação regional ricardoVariação regional ricardo
Variação regional ricardo
Christiane Queiroz
 

Mais de Christiane Queiroz (20)

Crase
CraseCrase
Crase
 
Regência verbal 2015
Regência verbal   2015Regência verbal   2015
Regência verbal 2015
 
Concordância verbal revisão
Concordância verbal   revisãoConcordância verbal   revisão
Concordância verbal revisão
 
Conc verbal 2015 - exercicios - gabarito
Conc verbal   2015 - exercicios - gabaritoConc verbal   2015 - exercicios - gabarito
Conc verbal 2015 - exercicios - gabarito
 
Oracoes coordenadas 2015
Oracoes coordenadas   2015Oracoes coordenadas   2015
Oracoes coordenadas 2015
 
Concordância verbal 9º ano - atualizado - 2015
Concordância verbal   9º ano - atualizado - 2015Concordância verbal   9º ano - atualizado - 2015
Concordância verbal 9º ano - atualizado - 2015
 
Concordância verbal 9º ano - atualizado - 2015
Concordância verbal   9º ano - atualizado - 2015Concordância verbal   9º ano - atualizado - 2015
Concordância verbal 9º ano - atualizado - 2015
 
Orações sub adverbiais 2015
Orações sub adverbiais   2015Orações sub adverbiais   2015
Orações sub adverbiais 2015
 
Oracoes sub adjetivas 2015
Oracoes sub adjetivas   2015Oracoes sub adjetivas   2015
Oracoes sub adjetivas 2015
 
Oracao subordinada substantivablog2015
Oracao subordinada substantivablog2015Oracao subordinada substantivablog2015
Oracao subordinada substantivablog2015
 
Linguagem histórica juliana
Linguagem histórica julianaLinguagem histórica juliana
Linguagem histórica juliana
 
Linguagem histórica
Linguagem histórica Linguagem histórica
Linguagem histórica
 
Linguagem informal
Linguagem informalLinguagem informal
Linguagem informal
 
Linguagem informal
Linguagem informalLinguagem informal
Linguagem informal
 
Variação Regional
Variação Regional Variação Regional
Variação Regional
 
Variação regional ricardo
Variação regional ricardoVariação regional ricardo
Variação regional ricardo
 
Surfista roberto carlos
Surfista roberto carlosSurfista roberto carlos
Surfista roberto carlos
 
Variedade sociocultural paulista davi
Variedade sociocultural paulista  daviVariedade sociocultural paulista  davi
Variedade sociocultural paulista davi
 
Surfista roberto carlos
Surfista roberto carlosSurfista roberto carlos
Surfista roberto carlos
 
Variação regional ricardo
Variação regional ricardoVariação regional ricardo
Variação regional ricardo
 

Último

Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
ReinaldoSouza57
 
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdfthe_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
CarinaSoto12
 
0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática
Giovana Gomes da Silva
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Centro Jacques Delors
 
socialização faculdade uniasselvi 2024 matea
socialização faculdade uniasselvi 2024 mateasocialização faculdade uniasselvi 2024 matea
socialização faculdade uniasselvi 2024 matea
ILDISONRAFAELBARBOSA
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
cmeioctaciliabetesch
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
NatySousa3
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
AdrianoMontagna1
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
djincognito
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
MessiasMarianoG
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Mary Alvarenga
 

Último (20)

Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
 
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdfthe_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
 
0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
 
socialização faculdade uniasselvi 2024 matea
socialização faculdade uniasselvi 2024 mateasocialização faculdade uniasselvi 2024 matea
socialização faculdade uniasselvi 2024 matea
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
 

Coesão Textual

  • 1. Língua Portuguesa Professora: Christiane Queiroz Coesão Textual
  • 2. O que é coesão textual? É a conexão, ligação, harmonia entre os elementos de um texto. Percebemos tal definição quando lemos um texto e verificamos que as palavras, as frases e os parágrafos estão entrelaçados, um dando continuidade ao outro. Os elementos de coesão determinam a transição de ideias entre as frases e os parágrafos.
  • 3. Veja o exemplo: “Os sem-terra fizeram um protesto em Brasília contra a política agrária do país, porque consideram injusta a atual distribuição de terras. Porém o ministro da Agricultura considerou a manifestação um ato de rebeldia, uma vez que o projeto de Reforma Agrária pretende assentar milhares de sem-terra.” JORDÃO, R., BELLEZI C. Linguagens. São Paulo: Escala Educacional, 2007, p. 566
  • 4. Coesão através de conectivos • Pronomes Marcela obteve uma ótima colocação no concurso. Tal resultado demonstra que ela se esforçou bastante para alcançar o objetivo que tanto almejava. Espero sinceramente isto: que seja muito feliz. • Preposição Li aquele livro para fazer a prova. • Conjunção Joana abriu a porta e Luiza entrou. • Advérbios ou locuções adverbiais Quando João chegar em casa, estudará para a prova.
  • 5. PRONOMES DEMONSTRATIVOS Utilizamos os pronomes demonstrativos para localizar os nomes no tempo, no espaço e no próprio texto: • No espaço Este é o meu caderno. (próximo da pessoa que fala) Esse é seu caderno. (próximo da pessoa com quem se fala) Aquele é o caderno de Marina. (distante dos interlocutores) • No tempo Este e suas flexões referem-se ao tempo presente ou futuro. Nestas próximas semanas, os funcionários participarão de um seminário. No final desta semana, terá reunião com a direção. Este ano de 2012 está sendo marcado pela desigualdade social.
  • 6. •Esse e suas flexões referem-se a tempo recentemente decorrido. Ninguém esquecerá os acontecimentos desse trágico 21 de junho. •Aquele e suas flexões referem-se a um passado mais distante. Falávamos daquele período em que as mulheres não trabalhavam fora. • No discurso - Deve-se utilizar este e suas flexões em dois casos: para adiantar o que se vai dizer ou para remeter a algo recém dito, quando esse já-dito comportar mais de uma retomada. Quando saí de casa, meu pai me disse isto: não aceite nada dos outros. Admiração, respeito, amizade? Talvez, pensava ela, este (último) seja o mais importante e perene dos sentimentos. -Esse e suas flexões se referem a uma ideia anteriormente expressa no texto. Pedro foi preso como estelionatário. Esse cara nunca me enganou. [Esse cara = Pedro].
  • 7. •O velho, o índio e o negro são discriminados por motivos diversos: aquele, por ser improdutivo para a sociedade de consumo; esse, por ser considerado atrasado e preguiçoso; este, por não se ter libertado, ainda, do estigma da escravidão. •As crianças da classe média têm um futuro mais promissor do que os filhos de pais das classes menos favorecidas, porque àquelas se dão oportunidades que se negam a estes.
  • 8. VEJA O EXEMPLO ABAIXO. Nele, você verá vários problemas. Para entrar neste livro quando se é jovem ... e mais tarde É importante conhecer o passado para compreender melhor o presente, para saber em que estamos dando continuidade ao passado, em que estamos nos separando do passado. Os historiadores perceberam que compreendiam melhor o passado e podiam explicar o passado melhor, particularmente para as crianças e os jovens, quando dividiam o passado em sucessivas épocas, cada uma das sucessivas épocas com características das épocas. Em relação à época que chamamos Idade Média, temos dois problemas: duração da Idade Média e significado da Idade Média, pois existe uma interpretação favorável e outra desfavorável do período Idade Média. A Idade Média inspirou romances históricos aos escritores, entre os quais alguns tiveram grande sucesso, e filmes aos cineastas, desde que existe cinema, fascinando os espectadores, particularmente as crianças. Mais uma razão para tentar explicar a vocês o que foi a Idade Média e o que a Idade Média deve representar para nós. LE GOFF, Jacques. A Idade Média Explicada a meus Filhos. Rio de Janeiro: Agir, 2007 (Com Alterações)
  • 9. Verificando... Para entrar neste livro quando se é jovem ... e mais tarde É importante conhecer o passado para compreender melhor o presente, para saber em que estamos dando continuidade a ele, em que estamos nos separando dele. Os historiadores perceberam que compreendiam melhor o passado e podiam explicá-lo melhor, particularmente para as crianças e os jovens, quando o dividiam em sucessivas épocas, cada uma delas com suas características. Em relação à época que chamamos Idade Média, temos dois problemas: sua duração e seu significado, pois existe uma interpretação favorável e outra desfavorável desse período. A Idade Média inspirou romances históricos aos escritores, entre os quais alguns tiveram grande sucesso, e filmes aos cineastas, desde que existe cinema, fascinando os espectadores, particularmente as crianças. Mais uma razão para tentar explicar a vocês o que foi a Idade Média e o que ela deve representar para nós. LE GOFF, Jacques. A Idade Média Explicada a meus Filhos. Rio de Janeiro: Agir, 2007.
  • 10. Proposta de atividade Procure, em casa, uma notícia de jornal e traga na aula seguinte. Sublinhe os pronomes utilizados como mecanismo de retomada.