SlideShare uma empresa Scribd logo
Elementos da narrativa
Acção
Tempo
Espaço
Personagens
Narrador
Modos de Expressão e representação
Narratário
O texto narrativo
• Conta acontecimentos ou experiências conhecidas ou imaginadas, o
que implica uma acção, desenvolvida num determinado espaço e
num determinado tempo, praticada por personagens, que nos é
transmitida por um narrador.
• É constituído por narração (a acção evolui), descrição (das
personagens e do espaço), diálogo (as personagens falam entre si) e
monólogo (uma personagem fala consigo mesma).
I
-
Categorias
da
Narrativa
- acontecimentos principais e acontecimentos
secundários;
- Acção central e acção secundária;
situação inicial (introdução),
desenvolvimento (acontecimentos)
desenlace (desfecho ou conclusão);
- Narrativa fechada (solucionada até ao pormenor)
- ou
Narrativa aberta (não solucionada);
Acção
Relevância dos
acontecimentos
1.1. Estrutura da
acção
(momentos)
1.2. Final da acção
Acção
1.
Sequência
final
2. Organização das sequências narrativas e/ ou acções
- Encaixe (introdução de uma sequência e/ou acção noutra).
- Alternância (entrelaçamento das sequências e/ou acções)
-Encadeamento (ordenação cronológica dos acontecimentos)
Sequência
inicial
s1
s2 s..
Narrativa principal
N
1
N
2
N1 E N2=NARRATIVAS
ENCAIXADAS
N2 N1
N1
N
3
N
3
N2
N2
N3
N1
Espaço e Tempo
---Espaço físico (lugar da realização da acção)
O espaço físico é o conjunto dos componentes físicos que servem de cenário
ao desenrolar da acção e à movimentação das personagens. Assim, o espaço
físico integra os cenários geográficos (espaço físico exterior) e os cenários
interiores, como as dependências de uma casa, a sua decoração, os objectos,
etc. (espaço físico interior).
----Espaço social (o meio social a que as personagens pertencem e onde se
deslocam)
Espaço
Tempo
‐ tempo cronológico (marcas da passagem do tempo: segundos,
minutos, horas, dias , meses…),
‐ tempo psicológico (tempo vivenciado subjectivamente
pelas personagens).
Personagem
‐ central / principal / protagonista – essencial para o
desenvolvimento da acção
‐ Secundária – colaboram no desenrolar dos
acontecimentos
‐ figurante – não actuam , mas fazem parte de um
ambiente ou de um espaço;
1. Relevo /papel/
Importância
2. Representação
- Colectivas : as que representam um grupo
Individuais: as que configuram um herói, têm
individualidade própria
3.1. Modos
de caracterização
formas de obter informações sobre as personagens:
‐directa (através de palavras da personagem acerca de
si própria, de palavras de outras personagens, de afirmações do
narrador),
‐indirecta (deduções do leitor acerca da personagem, a
partir de atitudes ou comportamentos da mesma).
Personagem
- física (traços fisionómicos, vestuário, gestos),
- psicológica (traços psicológicos, de carácter;
sentimentos, comportamentos),
social (grupo social; linguagem);
3. Caracterização
Narrador
Participante / Presente
(como personagem -narra na primeira pessoa,
podendo ser também o protagonista; ou como
observador não interfere na acção, limita-se
a acompanhá-la)
Não participante/ Ausente ( 3ª Pessoa ;está
ausente do universo narrativo.)
objectivo(não toma posição face aos
acontecimentos),
subjectivo(narra os acontecimentos, declarando
ou sugerindo o seu ponto de vista).
1. Presença /
Participação
2. Ponto de
vista / Posição
Modos de representação
e de expressão
• O texto narrativo pode apresentar várias modalidades de discurso. O discurso do
narrador, mais próximo da ficção narrada, apresenta-se sob as formas de:
– narração - relato de acontecimentos e de conflitos, situados
no tempo e encadeados de forma dinâmica, originando a acção
(verbos de movimento e formas verbais do pretérito-perfeito,
imperfeito e mais-que-perfeito);
– descrição - informações sobre as personagens, os objectos, o
tempo e os lugares, que interrompem a dinâmica da acção e vão
desenhando os cenários (verbos copulativos ou de ligação e formas
verbais do pretérito imperfeito).
O narratário
• O discurso das personagens, mais distante do narrador, apresenta-se sob
as formas de:
– diálogo - interacção verbal ou conversa entre duas ou mais
personagens (discurso directo com registos de língua variados);
– monólogo - conversa da personagem consigo mesma, discurso
mental não pronunciado ou pronunciado, mas sem ouvinte (discurso
directo com frases simples e reduzidas, muitas vezes com suspensões).
Fim!
Fonte:
• O narratário pode identificar-se com o leitor virtual (todo o leitor que
venha a ler a obra). É a ele que se dirige o narrador. Pode também ter o
estatuto de uma personagem e intervir na acção.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a categoriasnarrativa.PDF

Categorias narrativa
Categorias narrativaCategorias narrativa
Categorias narrativa
Carlos Lima
 
Texto Narrativo Categorias
Texto Narrativo CategoriasTexto Narrativo Categorias
Texto Narrativo Categorias
Elsa Maximiano
 
Narrativa
NarrativaNarrativa
Narrativa
tiagofl
 
Texto Narrativo Categorias
Texto Narrativo CategoriasTexto Narrativo Categorias
Texto Narrativo Categorias
José Ferreira
 
Categorias da Narrativa
Categorias da NarrativaCategorias da Narrativa
Categorias da Narrativa
Teresa Pombo
 
ppt categorias Narrativa
ppt categorias Narrativappt categorias Narrativa
ppt categorias Narrativa
Teresa Pombo
 
Categoriasdanarrativa 7ano
Categoriasdanarrativa 7anoCategoriasdanarrativa 7ano
Categoriasdanarrativa 7ano
Heliadora
 
Categorias da narrativa
Categorias da narrativa Categorias da narrativa
Categorias da narrativa
Ana Paula Loureiro
 
Categorias da narrativa
Categorias da narrativaCategorias da narrativa
Categorias da narrativa
Helena Coutinho
 
Narrativa 0006
Narrativa 0006Narrativa 0006
Narrativa 0006
Bruno G.
 
Categorias do texto narrativo
Categorias do texto narrativoCategorias do texto narrativo
Categorias do texto narrativo
janaosei
 
Categorias da Narrativa.pptx
Categorias da Narrativa.pptxCategorias da Narrativa.pptx
Categorias da Narrativa.pptx
JlioFilipeCordeiroMo
 
Categorias da narrativa
Categorias da narrativa Categorias da narrativa
Categorias da narrativa
Isabel Martins
 
Categorias da narrativa
Categorias da narrativaCategorias da narrativa
Categorias da narrativa
sasaesss
 
Narrativa 0003
Narrativa 0003Narrativa 0003
Narrativa 0003
Bruno G.
 
Categorias da Narrativa
Categorias da NarrativaCategorias da Narrativa
Categorias da Narrativa
Vanda Sousa
 
Texto narrativo
Texto narrativoTexto narrativo
Texto narrativo
mariaanliaf
 
Texto narrativo
Texto narrativoTexto narrativo
Texto narrativo
mariaanliaf
 
Narrativa 0008
Narrativa 0008Narrativa 0008
Narrativa 0008
Bruno G.
 
Categorias da-narrativa1
Categorias da-narrativa1Categorias da-narrativa1
Categorias da-narrativa1
Marluce Brum
 

Semelhante a categoriasnarrativa.PDF (20)

Categorias narrativa
Categorias narrativaCategorias narrativa
Categorias narrativa
 
Texto Narrativo Categorias
Texto Narrativo CategoriasTexto Narrativo Categorias
Texto Narrativo Categorias
 
Narrativa
NarrativaNarrativa
Narrativa
 
Texto Narrativo Categorias
Texto Narrativo CategoriasTexto Narrativo Categorias
Texto Narrativo Categorias
 
Categorias da Narrativa
Categorias da NarrativaCategorias da Narrativa
Categorias da Narrativa
 
ppt categorias Narrativa
ppt categorias Narrativappt categorias Narrativa
ppt categorias Narrativa
 
Categoriasdanarrativa 7ano
Categoriasdanarrativa 7anoCategoriasdanarrativa 7ano
Categoriasdanarrativa 7ano
 
Categorias da narrativa
Categorias da narrativa Categorias da narrativa
Categorias da narrativa
 
Categorias da narrativa
Categorias da narrativaCategorias da narrativa
Categorias da narrativa
 
Narrativa 0006
Narrativa 0006Narrativa 0006
Narrativa 0006
 
Categorias do texto narrativo
Categorias do texto narrativoCategorias do texto narrativo
Categorias do texto narrativo
 
Categorias da Narrativa.pptx
Categorias da Narrativa.pptxCategorias da Narrativa.pptx
Categorias da Narrativa.pptx
 
Categorias da narrativa
Categorias da narrativa Categorias da narrativa
Categorias da narrativa
 
Categorias da narrativa
Categorias da narrativaCategorias da narrativa
Categorias da narrativa
 
Narrativa 0003
Narrativa 0003Narrativa 0003
Narrativa 0003
 
Categorias da Narrativa
Categorias da NarrativaCategorias da Narrativa
Categorias da Narrativa
 
Texto narrativo
Texto narrativoTexto narrativo
Texto narrativo
 
Texto narrativo
Texto narrativoTexto narrativo
Texto narrativo
 
Narrativa 0008
Narrativa 0008Narrativa 0008
Narrativa 0008
 
Categorias da-narrativa1
Categorias da-narrativa1Categorias da-narrativa1
Categorias da-narrativa1
 

Mais de ssuser7869761

Apresentação Configuração eletrónica de átomos.pptx
Apresentação Configuração eletrónica de átomos.pptxApresentação Configuração eletrónica de átomos.pptx
Apresentação Configuração eletrónica de átomos.pptx
ssuser7869761
 
Propriedades periódicas dos elementos (1).pptx
Propriedades periódicas dos elementos (1).pptxPropriedades periódicas dos elementos (1).pptx
Propriedades periódicas dos elementos (1).pptx
ssuser7869761
 
Regras de higiene e segurança no trabalho_Unidades de abate.pptx
Regras de higiene  e segurança no trabalho_Unidades de abate.pptxRegras de higiene  e segurança no trabalho_Unidades de abate.pptx
Regras de higiene e segurança no trabalho_Unidades de abate.pptx
ssuser7869761
 
2016_Noções e Normas Qualidade_ 1122.ppt
2016_Noções e Normas Qualidade_ 1122.ppt2016_Noções e Normas Qualidade_ 1122.ppt
2016_Noções e Normas Qualidade_ 1122.ppt
ssuser7869761
 
2024_UL_OPA-Ambiente-Seguranca-Higiene-e-Saude-no-Trabalho.pptx
2024_UL_OPA-Ambiente-Seguranca-Higiene-e-Saude-no-Trabalho.pptx2024_UL_OPA-Ambiente-Seguranca-Higiene-e-Saude-no-Trabalho.pptx
2024_UL_OPA-Ambiente-Seguranca-Higiene-e-Saude-no-Trabalho.pptx
ssuser7869761
 
EPI SHST 2023 Equipamento de segurança individual e coletiva.ppt
EPI SHST 2023 Equipamento de segurança individual e coletiva.pptEPI SHST 2023 Equipamento de segurança individual e coletiva.ppt
EPI SHST 2023 Equipamento de segurança individual e coletiva.ppt
ssuser7869761
 
shst segurança, saude e medicina no trabalho2023.ppt
shst segurança, saude e medicina  no trabalho2023.pptshst segurança, saude e medicina  no trabalho2023.ppt
shst segurança, saude e medicina no trabalho2023.ppt
ssuser7869761
 
Cap__I___analise.ppt
Cap__I___analise.pptCap__I___analise.ppt
Cap__I___analise.ppt
ssuser7869761
 
Redes covalentes, iónicas e metálicas.pptx
Redes covalentes, iónicas e metálicas.pptxRedes covalentes, iónicas e metálicas.pptx
Redes covalentes, iónicas e metálicas.pptx
ssuser7869761
 
Isótopos e iões.pptx
Isótopos e iões.pptxIsótopos e iões.pptx
Isótopos e iões.pptx
ssuser7869761
 
Evolução e organização da Tabela Periódica.pptx
Evolução e organização da Tabela Periódica.pptxEvolução e organização da Tabela Periódica.pptx
Evolução e organização da Tabela Periódica.pptx
ssuser7869761
 
Evolução do conhecimento dos átomos.pptx
Evolução do conhecimento dos átomos.pptxEvolução do conhecimento dos átomos.pptx
Evolução do conhecimento dos átomos.pptx
ssuser7869761
 
BullyWebPageAE.pdf
BullyWebPageAE.pdfBullyWebPageAE.pdf
BullyWebPageAE.pdf
ssuser7869761
 
m9fnemp_gp.pdf
m9fnemp_gp.pdfm9fnemp_gp.pdf
m9fnemp_gp.pdf
ssuser7869761
 
mh9 10.2 A 2ª Guerra Mundial - violência e reconstrução.pptx
mh9 10.2 A 2ª Guerra Mundial - violência e reconstrução.pptxmh9 10.2 A 2ª Guerra Mundial - violência e reconstrução.pptx
mh9 10.2 A 2ª Guerra Mundial - violência e reconstrução.pptx
ssuser7869761
 
BOM_Sintese_poesia_trovadoresca.pptx
BOM_Sintese_poesia_trovadoresca.pptxBOM_Sintese_poesia_trovadoresca.pptx
BOM_Sintese_poesia_trovadoresca.pptx
ssuser7869761
 
Guia_EPI.pdf
Guia_EPI.pdfGuia_EPI.pdf
Guia_EPI.pdf
ssuser7869761
 
Indústria da Alimentação e das Bebidas - Segurança e Saúde no Trabalho - Manu...
Indústria da Alimentação e das Bebidas - Segurança e Saúde no Trabalho - Manu...Indústria da Alimentação e das Bebidas - Segurança e Saúde no Trabalho - Manu...
Indústria da Alimentação e das Bebidas - Segurança e Saúde no Trabalho - Manu...
ssuser7869761
 
Guia_Químicos.pdf
Guia_Químicos.pdfGuia_Químicos.pdf
Guia_Químicos.pdf
ssuser7869761
 
Guia_APR.pdf
Guia_APR.pdfGuia_APR.pdf
Guia_APR.pdf
ssuser7869761
 

Mais de ssuser7869761 (20)

Apresentação Configuração eletrónica de átomos.pptx
Apresentação Configuração eletrónica de átomos.pptxApresentação Configuração eletrónica de átomos.pptx
Apresentação Configuração eletrónica de átomos.pptx
 
Propriedades periódicas dos elementos (1).pptx
Propriedades periódicas dos elementos (1).pptxPropriedades periódicas dos elementos (1).pptx
Propriedades periódicas dos elementos (1).pptx
 
Regras de higiene e segurança no trabalho_Unidades de abate.pptx
Regras de higiene  e segurança no trabalho_Unidades de abate.pptxRegras de higiene  e segurança no trabalho_Unidades de abate.pptx
Regras de higiene e segurança no trabalho_Unidades de abate.pptx
 
2016_Noções e Normas Qualidade_ 1122.ppt
2016_Noções e Normas Qualidade_ 1122.ppt2016_Noções e Normas Qualidade_ 1122.ppt
2016_Noções e Normas Qualidade_ 1122.ppt
 
2024_UL_OPA-Ambiente-Seguranca-Higiene-e-Saude-no-Trabalho.pptx
2024_UL_OPA-Ambiente-Seguranca-Higiene-e-Saude-no-Trabalho.pptx2024_UL_OPA-Ambiente-Seguranca-Higiene-e-Saude-no-Trabalho.pptx
2024_UL_OPA-Ambiente-Seguranca-Higiene-e-Saude-no-Trabalho.pptx
 
EPI SHST 2023 Equipamento de segurança individual e coletiva.ppt
EPI SHST 2023 Equipamento de segurança individual e coletiva.pptEPI SHST 2023 Equipamento de segurança individual e coletiva.ppt
EPI SHST 2023 Equipamento de segurança individual e coletiva.ppt
 
shst segurança, saude e medicina no trabalho2023.ppt
shst segurança, saude e medicina  no trabalho2023.pptshst segurança, saude e medicina  no trabalho2023.ppt
shst segurança, saude e medicina no trabalho2023.ppt
 
Cap__I___analise.ppt
Cap__I___analise.pptCap__I___analise.ppt
Cap__I___analise.ppt
 
Redes covalentes, iónicas e metálicas.pptx
Redes covalentes, iónicas e metálicas.pptxRedes covalentes, iónicas e metálicas.pptx
Redes covalentes, iónicas e metálicas.pptx
 
Isótopos e iões.pptx
Isótopos e iões.pptxIsótopos e iões.pptx
Isótopos e iões.pptx
 
Evolução e organização da Tabela Periódica.pptx
Evolução e organização da Tabela Periódica.pptxEvolução e organização da Tabela Periódica.pptx
Evolução e organização da Tabela Periódica.pptx
 
Evolução do conhecimento dos átomos.pptx
Evolução do conhecimento dos átomos.pptxEvolução do conhecimento dos átomos.pptx
Evolução do conhecimento dos átomos.pptx
 
BullyWebPageAE.pdf
BullyWebPageAE.pdfBullyWebPageAE.pdf
BullyWebPageAE.pdf
 
m9fnemp_gp.pdf
m9fnemp_gp.pdfm9fnemp_gp.pdf
m9fnemp_gp.pdf
 
mh9 10.2 A 2ª Guerra Mundial - violência e reconstrução.pptx
mh9 10.2 A 2ª Guerra Mundial - violência e reconstrução.pptxmh9 10.2 A 2ª Guerra Mundial - violência e reconstrução.pptx
mh9 10.2 A 2ª Guerra Mundial - violência e reconstrução.pptx
 
BOM_Sintese_poesia_trovadoresca.pptx
BOM_Sintese_poesia_trovadoresca.pptxBOM_Sintese_poesia_trovadoresca.pptx
BOM_Sintese_poesia_trovadoresca.pptx
 
Guia_EPI.pdf
Guia_EPI.pdfGuia_EPI.pdf
Guia_EPI.pdf
 
Indústria da Alimentação e das Bebidas - Segurança e Saúde no Trabalho - Manu...
Indústria da Alimentação e das Bebidas - Segurança e Saúde no Trabalho - Manu...Indústria da Alimentação e das Bebidas - Segurança e Saúde no Trabalho - Manu...
Indústria da Alimentação e das Bebidas - Segurança e Saúde no Trabalho - Manu...
 
Guia_Químicos.pdf
Guia_Químicos.pdfGuia_Químicos.pdf
Guia_Químicos.pdf
 
Guia_APR.pdf
Guia_APR.pdfGuia_APR.pdf
Guia_APR.pdf
 

Último

Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
ssuser701e2b
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
RenanSilva991968
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptxFato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
MariaFatima425285
 
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
Escola Municipal Jesus Cristo
 
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdfEJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
Escola Municipal Jesus Cristo
 
UFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manual
UFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manualUFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manual
UFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manual
Manuais Formação
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
enpfilosofiaufu
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
NatySousa3
 
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
Escola Municipal Jesus Cristo
 
Biologia - Jogos da memória genetico.pdf
Biologia - Jogos da memória genetico.pdfBiologia - Jogos da memória genetico.pdf
Biologia - Jogos da memória genetico.pdf
Ana Da Silva Ponce
 
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdfthe_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
CarinaSoto12
 
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slidesSócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
jbellas2
 
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e MateusAtividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
Mary Alvarenga
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
1000a
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
sthefanydesr
 
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdflivro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
Escola Municipal Jesus Cristo
 

Último (20)

Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptxFato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
 
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
 
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdfEJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
 
UFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manual
UFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manualUFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manual
UFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manual
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
 
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
 
Biologia - Jogos da memória genetico.pdf
Biologia - Jogos da memória genetico.pdfBiologia - Jogos da memória genetico.pdf
Biologia - Jogos da memória genetico.pdf
 
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdfthe_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
 
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slidesSócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
 
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e MateusAtividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
 
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdflivro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
 

categoriasnarrativa.PDF

  • 2. O texto narrativo • Conta acontecimentos ou experiências conhecidas ou imaginadas, o que implica uma acção, desenvolvida num determinado espaço e num determinado tempo, praticada por personagens, que nos é transmitida por um narrador. • É constituído por narração (a acção evolui), descrição (das personagens e do espaço), diálogo (as personagens falam entre si) e monólogo (uma personagem fala consigo mesma).
  • 3. I - Categorias da Narrativa - acontecimentos principais e acontecimentos secundários; - Acção central e acção secundária; situação inicial (introdução), desenvolvimento (acontecimentos) desenlace (desfecho ou conclusão); - Narrativa fechada (solucionada até ao pormenor) - ou Narrativa aberta (não solucionada); Acção Relevância dos acontecimentos 1.1. Estrutura da acção (momentos) 1.2. Final da acção Acção 1.
  • 4. Sequência final 2. Organização das sequências narrativas e/ ou acções - Encaixe (introdução de uma sequência e/ou acção noutra). - Alternância (entrelaçamento das sequências e/ou acções) -Encadeamento (ordenação cronológica dos acontecimentos) Sequência inicial s1 s2 s.. Narrativa principal N 1 N 2 N1 E N2=NARRATIVAS ENCAIXADAS N2 N1 N1 N 3 N 3 N2 N2 N3 N1
  • 5. Espaço e Tempo ---Espaço físico (lugar da realização da acção) O espaço físico é o conjunto dos componentes físicos que servem de cenário ao desenrolar da acção e à movimentação das personagens. Assim, o espaço físico integra os cenários geográficos (espaço físico exterior) e os cenários interiores, como as dependências de uma casa, a sua decoração, os objectos, etc. (espaço físico interior). ----Espaço social (o meio social a que as personagens pertencem e onde se deslocam) Espaço Tempo ‐ tempo cronológico (marcas da passagem do tempo: segundos, minutos, horas, dias , meses…), ‐ tempo psicológico (tempo vivenciado subjectivamente pelas personagens).
  • 6. Personagem ‐ central / principal / protagonista – essencial para o desenvolvimento da acção ‐ Secundária – colaboram no desenrolar dos acontecimentos ‐ figurante – não actuam , mas fazem parte de um ambiente ou de um espaço; 1. Relevo /papel/ Importância 2. Representação - Colectivas : as que representam um grupo Individuais: as que configuram um herói, têm individualidade própria
  • 7. 3.1. Modos de caracterização formas de obter informações sobre as personagens: ‐directa (através de palavras da personagem acerca de si própria, de palavras de outras personagens, de afirmações do narrador), ‐indirecta (deduções do leitor acerca da personagem, a partir de atitudes ou comportamentos da mesma). Personagem - física (traços fisionómicos, vestuário, gestos), - psicológica (traços psicológicos, de carácter; sentimentos, comportamentos), social (grupo social; linguagem); 3. Caracterização
  • 8. Narrador Participante / Presente (como personagem -narra na primeira pessoa, podendo ser também o protagonista; ou como observador não interfere na acção, limita-se a acompanhá-la) Não participante/ Ausente ( 3ª Pessoa ;está ausente do universo narrativo.) objectivo(não toma posição face aos acontecimentos), subjectivo(narra os acontecimentos, declarando ou sugerindo o seu ponto de vista). 1. Presença / Participação 2. Ponto de vista / Posição
  • 9. Modos de representação e de expressão • O texto narrativo pode apresentar várias modalidades de discurso. O discurso do narrador, mais próximo da ficção narrada, apresenta-se sob as formas de: – narração - relato de acontecimentos e de conflitos, situados no tempo e encadeados de forma dinâmica, originando a acção (verbos de movimento e formas verbais do pretérito-perfeito, imperfeito e mais-que-perfeito); – descrição - informações sobre as personagens, os objectos, o tempo e os lugares, que interrompem a dinâmica da acção e vão desenhando os cenários (verbos copulativos ou de ligação e formas verbais do pretérito imperfeito).
  • 10. O narratário • O discurso das personagens, mais distante do narrador, apresenta-se sob as formas de: – diálogo - interacção verbal ou conversa entre duas ou mais personagens (discurso directo com registos de língua variados); – monólogo - conversa da personagem consigo mesma, discurso mental não pronunciado ou pronunciado, mas sem ouvinte (discurso directo com frases simples e reduzidas, muitas vezes com suspensões). Fim! Fonte: • O narratário pode identificar-se com o leitor virtual (todo o leitor que venha a ler a obra). É a ele que se dirige o narrador. Pode também ter o estatuto de uma personagem e intervir na acção.