SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 23
1
Celesc Distribuição S. A.
Temporada de Verão 2015/2016
Avaliação da Demanda e Desempenho do Sistema Elétrico
Florianópolis, Fevereiro de 2016
Características da Temporada de
Verão para o Sistema Elétrico
A temporada de verão consiste no período do ano que requer maior atenção
ao comportamento do sistema elétrico.
Aumento
significativo na
demanda de
energia:
Elevado consumos
dos sistemas de ar
condicionado e
refrigeração
Forte
Sazonalidade:
Subestações e
circuitos com
carregamentos
extremamente
elevados, nos
municípios do
litoral
Maior número de
desligamentos:
Ocorrência de
temporais e
condições
climáticas
adversas, que
afetam o sistema
elétrico
Serviços
Comerciais:
Maior procura por
serviços
comerciais nas
regiões balneárias
Ações Preparatórias para o
Verão 2015/2016
Ações Preparatórias para o Verão
1. Adequação do
Sistema Elétrico
de Alta Tensão
2. Adequação do
Sistema Elétrico
de Média e Baixa
Tensão
3. Aumento na
Quantidade de
Eletricistas
4. Reforço no
Atendimento
Comercial
Conjunto de Ações
Demanda do Sistema Elétrico
Demanda Histórica
Demanda máxima
histórica: 4.744 MW
05/02/2014 (15:00 hs)
Demanda do Sistema Elétrico
Demanda Histórica
Demanda do Sistema Elétrico
A demanda máxima em 2016 foi
de 4.510 MW, ou 4,9% abaixo do
recorde histórico
Demanda do Sistema Elétrico – MW Médio
Demanda do Sistema Elétrico
Demanda do Sistema Elétrico – MW/Médio
Período
21/12/2015 – 31/12/2015 2.346 2.478 + 5,6 %
01/01/2016 – 31/01/2016 3.185 2.955 - 6,0 %
05/02/2016 – 09/02/2016 2.931 2.952 + 0,7 %
2014 / 2015 2015 / 2016 Variação
Demanda Média – MW Médio
Demanda do Sistema Elétrico
Demanda em Regiões Balneárias
Norte da Ilha de Santa Catarina
Variação da Demanda Máxima (2015/2016)
∆ + 10,4 %
98 MW
108 MW
Demanda do Sistema Elétrico
Demanda em Regiões Balneárias
Região de Camboriu
Variação da Demanda Máxima (2015/2016)
∆ + 19,5 %
128 MW
153 MW
Demanda do Sistema Elétrico
Desempenho do Sistema Elétrico
Desempenho do Sistema Elétrico
Principais Indicadores de Continuidade
Final do Ano (25/12 a 31/12/2015)
Janeiro / 2016 (01/01 a 31/01/2016)
Carnaval (05/02 a 10/02/2016)
0,45 0,34 0,27 0,21
2,03 1,31 1,30 0,93
0,27 0,23 0,19 0,18
2014 / 2015 2015 / 2016 2014 / 2015 2015 / 2016
DEC FEC
Desempenho do Sistema Elétrico
Principais Indicadores de Continuidade
Final do Ano (25/12 a 31/12/2015)
Janeiro / 2016 (01/01 a 31/01/2016)
Carnaval (05/02 a 10/02/2016)
0,45 0,34 0,27 0,21
2,03 1,31 1,30 0,93
0,27 0,23 0,19 0,18
2014 / 2015 2015 / 2016 2014 / 2015 2015 / 2016
DEC FEC
- 24%
- 35%
- 15%
- 22%
- 28%
- 5 %
Desempenho do Sistema Elétrico
Avaliação por Macro Região
Período: 25/12/2015 a 31/12/2015
DEC FEC
2014 / 2015 2015 / 2016 2014 / 2015 2015 / 2016
Grande Florianópolis 0,24 0,22 0,20 0,18
Balneário Camboriu 0,18 0,16 0,14 0,13
Litoral Norte 0,14 0,11 0,12 0,10
Litoral Sul 0,32 0,28 0,24 0,20
Interior 0,69 0,55 0,52 0,42
Desempenho do Sistema Elétrico
Avaliação por Macro Região
Período: 01/01/2016 a 31/01/2016
DEC FEC
2014 / 2015 2015 / 2016 2014 / 2015 2015 / 2016
Grande Florianópolis 1,77 1,34 1,11 0,85
Balneário Camboriu 0,69 0,58 0,62 0,52
Litoral Norte 0,51 0,37 0,33 0,24
Litoral Sul 1,33 1,16 1,23 1,10
Interior 2,26 1,63 1,58 1,19
Desempenho do Sistema Elétrico
Avaliação por Macro Região
Período: 05/02/2016 a 10/02/2016
DEC FEC
2014 / 2015 2015 / 2016 2014 / 2015 2015 / 2016
Grande Florianópolis 0,20 0,19 0,16 0,15
Balneário Camboriu 0,33 0,36 0,28 0,27
Litoral Norte 0,04 0,03 0,03 0,02
Litoral Sul 0,16 0,15 0,13 0,12
Interior 0,72 0,62 0,51 0,48
Eventos Climáticos
Período: 25/12/2015 a 31/12/2015
- Dia 31/12/2015
Forte temporal, com ventanias e descargas atmosféricas, a partir das
15:20 hs. Unidades Consumidoras atingidas: Aprox. 35.000. Tempo
de Recomposição: 2,5 horas. Região Afetada: Norte da Ilha de Santa
Catarina, Vale do Rio Tijucas, Balneário Camboriu.
Desempenho do Sistema Elétrico
Eventos Climáticos
Período: 01/01/2016 a 31/01/2016
- Dia 26/01/2016
Temporal, com ventanias registradas desde as 15:00 hs. Unidades
Consumidoras atingidas: Aprox. 80.000. Tempo de Recomposição: 4
horas. Região Afetada: Florianópolis, Blumenau, Rio do Sul, Joinville,
Lages, Chapecó, Itajaí.
- Dia 30/01/2016
Temporal, com ventanias registradas desde as 15:40 hs. Unidades
Consumidoras atingidas: Aprox. 45.000. Tempo de Recomposição:
3,5 horas. Região Afetada: Florianópolis, Blumenau e Chapecó.
Desempenho do Sistema Elétrico
Eventos Climáticos
Período: 05/02/2016 a 10/02/2016
- Dia 09/02/2016
Temporal, com ventanias registradas desde as 14:30 hs. Unidades
Consumidoras atingidas: Aprox. 35.000. Tempo de Recomposição:
3,5 horas. Região Afetada: Florianópolis, Balneário Camboriu, Mafra e
Blumenau.
Desempenho do Sistema Elétrico
Pontos de Atenção
- Atendimento elétrico ao Vale do Rio Tijucas
Municípios de Nova Trento, Tijucas, São João Batista, Governador Celso Ramos
- Litoral Sul
Municípios de Imbituba e Garopaba.
Desempenho do Sistema Elétrico
Celesc Distribuição
- Mobilidade Urbana
- Infraestrutura de Telefonia Celular (Programa de Automação da Distribuição)
Fatores Externos
Investimentos no Sistema Elétrico
Celesc continuará a construção já iniciada, e energizará as subestações em 138 kV de
Florianópolis Ingleses, e Blumenau Fortaleza, além da modernização e ampliação de
29 subestações atuais.
Serão ainda lançados os editais e iniciadas as obras das futuras subestações em 138
kV de São José Real Parque, Palhoça II e Garopaba, a depender das liberações
ambientais e regulatórias.
Estão previstas também as aquisições de terrenos para a implantação das subestações
em 138 kV de Brusque III, Chapecó III e Joinville Vila Nova.
Desempenho do Sistema Elétrico
Em 2016, os investimentos no sistema elétrico serão da ordem de R$
320 milhões. No sistema de alta tensão, serão cerca de R$ 106
milhões, para subestações e linhas de transmissão.
Investimentos no Sistema Elétrico
Para o sistema elétrico de média e baixa tensão, destacamos os investimentos nos
programas de novos alimentadores, ampliações, melhorias e equipamentos especiais,
que totalizam aproximadamente R$ 115 milhões.
Deste total, cerca de R$ 10 milhões está sendo direcionado exclusivamente para a
expansão de redes compactas, tanto em centros urbanos quanto para áreas rurais,
onde a Celesc desenvolveu um novo padrão construtivo, mais robusto, e menos
suscetível à influência da vegetação.
Também serão realizados importantes investimentos no Programa de Automação da
Distribuição, com recursos da ordem de R$ 20 milhões na compra e instalação de 250
novos religadores telecontrolados, expandindo as condições de recursividade do sistema
elétrico, e contribuindo para a melhoria da qualidade do serviço prestado.
Desempenho do Sistema Elétrico
Balanço da temporada de verão 2015/2016 - Celesc

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Piemonte da Diamantina - Diálogos Territoriais
Piemonte da Diamantina - Diálogos TerritoriaisPiemonte da Diamantina - Diálogos Territoriais
Piemonte da Diamantina - Diálogos TerritoriaisRomeu Temporal
 
Iluminação publica investimentos campinas-pag 44
Iluminação publica investimentos campinas-pag 44Iluminação publica investimentos campinas-pag 44
Iluminação publica investimentos campinas-pag 44Francis Zeman
 
Agb peixe vivo - 85 reunião plenaria - 28-08-2015
Agb peixe vivo - 85 reunião plenaria - 28-08-2015Agb peixe vivo - 85 reunião plenaria - 28-08-2015
Agb peixe vivo - 85 reunião plenaria - 28-08-2015CBH Rio das Velhas
 
Déda anuncia novos investimentos em Saneamento Básico através da Deso
Déda anuncia novos investimentos em Saneamento Básico através da DesoDéda anuncia novos investimentos em Saneamento Básico através da Deso
Déda anuncia novos investimentos em Saneamento Básico através da DesoGoverno de Sergipe
 
CPI Requerimento 95 - 06/10/09
CPI Requerimento 95 - 06/10/09CPI Requerimento 95 - 06/10/09
CPI Requerimento 95 - 06/10/09Alexandre Santos
 
Ordem paralização n 01 sistema de abastecimento de agua
Ordem paralização n 01 sistema de abastecimento de aguaOrdem paralização n 01 sistema de abastecimento de agua
Ordem paralização n 01 sistema de abastecimento de aguaCarlos França
 
Matriz Energética da Região do Algarve
Matriz Energética da Região do AlgarveMatriz Energética da Região do Algarve
Matriz Energética da Região do AlgarveAREAL
 

Mais procurados (10)

Repasse maio 2014_detalhado
Repasse maio 2014_detalhadoRepasse maio 2014_detalhado
Repasse maio 2014_detalhado
 
2 estado da arte iema (pdf)
2 estado da arte   iema (pdf)2 estado da arte   iema (pdf)
2 estado da arte iema (pdf)
 
Piemonte da Diamantina - Diálogos Territoriais
Piemonte da Diamantina - Diálogos TerritoriaisPiemonte da Diamantina - Diálogos Territoriais
Piemonte da Diamantina - Diálogos Territoriais
 
Iluminação publica investimentos campinas-pag 44
Iluminação publica investimentos campinas-pag 44Iluminação publica investimentos campinas-pag 44
Iluminação publica investimentos campinas-pag 44
 
Agb peixe vivo - 85 reunião plenaria - 28-08-2015
Agb peixe vivo - 85 reunião plenaria - 28-08-2015Agb peixe vivo - 85 reunião plenaria - 28-08-2015
Agb peixe vivo - 85 reunião plenaria - 28-08-2015
 
Boletim
BoletimBoletim
Boletim
 
Déda anuncia novos investimentos em Saneamento Básico através da Deso
Déda anuncia novos investimentos em Saneamento Básico através da DesoDéda anuncia novos investimentos em Saneamento Básico através da Deso
Déda anuncia novos investimentos em Saneamento Básico através da Deso
 
CPI Requerimento 95 - 06/10/09
CPI Requerimento 95 - 06/10/09CPI Requerimento 95 - 06/10/09
CPI Requerimento 95 - 06/10/09
 
Ordem paralização n 01 sistema de abastecimento de agua
Ordem paralização n 01 sistema de abastecimento de aguaOrdem paralização n 01 sistema de abastecimento de agua
Ordem paralização n 01 sistema de abastecimento de agua
 
Matriz Energética da Região do Algarve
Matriz Energética da Região do AlgarveMatriz Energética da Região do Algarve
Matriz Energética da Região do Algarve
 

Semelhante a Balanço da temporada de verão 2015/2016 - Celesc

NT-0168-2013 Procedimentos para a Operação do SIN durante as Festividades de ...
NT-0168-2013 Procedimentos para a Operação do SIN durante as Festividades de ...NT-0168-2013 Procedimentos para a Operação do SIN durante as Festividades de ...
NT-0168-2013 Procedimentos para a Operação do SIN durante as Festividades de ...Rodrigo Freitas Barbosa
 
Desafios do Setor Energético no Rio Grande do Sul - Agenda 2020
Desafios do Setor Energético no Rio Grande do Sul - Agenda 2020Desafios do Setor Energético no Rio Grande do Sul - Agenda 2020
Desafios do Setor Energético no Rio Grande do Sul - Agenda 2020leandro-duarte
 
Gov laudo ceat - gua
Gov   laudo ceat -  guaGov   laudo ceat -  gua
Gov laudo ceat - guaGiovane Alves
 
Panorama Geral do Setor Elétrico
Panorama Geral do Setor ElétricoPanorama Geral do Setor Elétrico
Panorama Geral do Setor Elétricoascommme
 
Anexo 6 pc 75444 vigilância eletrônica (1)
Anexo 6   pc 75444 vigilância eletrônica (1)Anexo 6   pc 75444 vigilância eletrônica (1)
Anexo 6 pc 75444 vigilância eletrônica (1)Miguel Rosario
 
Mecanismos para Aplicação dos Recursos do PROCEL
Mecanismos para Aplicação dos Recursos do PROCELMecanismos para Aplicação dos Recursos do PROCEL
Mecanismos para Aplicação dos Recursos do PROCELslides-mci
 
Seminário segurança energética 14-04-2010 – apresentação de jean cesare negri
Seminário segurança energética   14-04-2010 – apresentação de jean cesare negriSeminário segurança energética   14-04-2010 – apresentação de jean cesare negri
Seminário segurança energética 14-04-2010 – apresentação de jean cesare negriFecomercioSP
 
Geração Termoelétrica e Cogeração de energia elétrica no Brasil
Geração Termoelétrica e Cogeração de energia elétrica no BrasilGeração Termoelétrica e Cogeração de energia elétrica no Brasil
Geração Termoelétrica e Cogeração de energia elétrica no BrasilAlexandre Duarte
 
Qualidade_de_Servico_no_Mercado_de_Energia.pdf
Qualidade_de_Servico_no_Mercado_de_Energia.pdfQualidade_de_Servico_no_Mercado_de_Energia.pdf
Qualidade_de_Servico_no_Mercado_de_Energia.pdffilipeisep
 
Geração Distribuída: Uma Opção Viável
Geração Distribuída: Uma Opção ViávelGeração Distribuída: Uma Opção Viável
Geração Distribuída: Uma Opção Viávelslides-mci
 
APRESENTAÇÃO_PMINAS_Rev 02_29_04_2022.pdf
APRESENTAÇÃO_PMINAS_Rev 02_29_04_2022.pdfAPRESENTAÇÃO_PMINAS_Rev 02_29_04_2022.pdf
APRESENTAÇÃO_PMINAS_Rev 02_29_04_2022.pdfguilhermefontenele8
 

Semelhante a Balanço da temporada de verão 2015/2016 - Celesc (20)

II Encontro da Metereologia com a Nova Era do Setor Elétrico Brasileiro
II Encontro da Metereologia com a Nova Era do Setor Elétrico BrasileiroII Encontro da Metereologia com a Nova Era do Setor Elétrico Brasileiro
II Encontro da Metereologia com a Nova Era do Setor Elétrico Brasileiro
 
Ações da Celesc para o verão 2015
Ações da Celesc para o verão 2015Ações da Celesc para o verão 2015
Ações da Celesc para o verão 2015
 
NT-0168-2013 Procedimentos para a Operação do SIN durante as Festividades de ...
NT-0168-2013 Procedimentos para a Operação do SIN durante as Festividades de ...NT-0168-2013 Procedimentos para a Operação do SIN durante as Festividades de ...
NT-0168-2013 Procedimentos para a Operação do SIN durante as Festividades de ...
 
Panorama do Setor Elétrico Brasileiro
Panorama do Setor Elétrico BrasileiroPanorama do Setor Elétrico Brasileiro
Panorama do Setor Elétrico Brasileiro
 
Desafios do Setor Energético no Rio Grande do Sul - Agenda 2020
Desafios do Setor Energético no Rio Grande do Sul - Agenda 2020Desafios do Setor Energético no Rio Grande do Sul - Agenda 2020
Desafios do Setor Energético no Rio Grande do Sul - Agenda 2020
 
20150514 hospital
20150514 hospital20150514 hospital
20150514 hospital
 
Gov laudo ceat - gua
Gov   laudo ceat -  guaGov   laudo ceat -  gua
Gov laudo ceat - gua
 
Panorama Geral do Setor Elétrico
Panorama Geral do Setor ElétricoPanorama Geral do Setor Elétrico
Panorama Geral do Setor Elétrico
 
Anexo 6 pc 75444 vigilância eletrônica (1)
Anexo 6   pc 75444 vigilância eletrônica (1)Anexo 6   pc 75444 vigilância eletrônica (1)
Anexo 6 pc 75444 vigilância eletrônica (1)
 
Mecanismos para Aplicação dos Recursos do PROCEL
Mecanismos para Aplicação dos Recursos do PROCELMecanismos para Aplicação dos Recursos do PROCEL
Mecanismos para Aplicação dos Recursos do PROCEL
 
Seminário segurança energética 14-04-2010 – apresentação de jean cesare negri
Seminário segurança energética   14-04-2010 – apresentação de jean cesare negriSeminário segurança energética   14-04-2010 – apresentação de jean cesare negri
Seminário segurança energética 14-04-2010 – apresentação de jean cesare negri
 
Atlas3ed
Atlas3edAtlas3ed
Atlas3ed
 
Panorama e perspectivas da comercialização de energia elétrica - UBS Utilitie...
Panorama e perspectivas da comercialização de energia elétrica - UBS Utilitie...Panorama e perspectivas da comercialização de energia elétrica - UBS Utilitie...
Panorama e perspectivas da comercialização de energia elétrica - UBS Utilitie...
 
Geração Termoelétrica e Cogeração de energia elétrica no Brasil
Geração Termoelétrica e Cogeração de energia elétrica no BrasilGeração Termoelétrica e Cogeração de energia elétrica no Brasil
Geração Termoelétrica e Cogeração de energia elétrica no Brasil
 
Transposição do Rio São Francisco
Transposição do Rio São FranciscoTransposição do Rio São Francisco
Transposição do Rio São Francisco
 
Apresentação PAC - Teoria e Prática
Apresentação PAC - Teoria e PráticaApresentação PAC - Teoria e Prática
Apresentação PAC - Teoria e Prática
 
Qualidade_de_Servico_no_Mercado_de_Energia.pdf
Qualidade_de_Servico_no_Mercado_de_Energia.pdfQualidade_de_Servico_no_Mercado_de_Energia.pdf
Qualidade_de_Servico_no_Mercado_de_Energia.pdf
 
Claudia
ClaudiaClaudia
Claudia
 
Geração Distribuída: Uma Opção Viável
Geração Distribuída: Uma Opção ViávelGeração Distribuída: Uma Opção Viável
Geração Distribuída: Uma Opção Viável
 
APRESENTAÇÃO_PMINAS_Rev 02_29_04_2022.pdf
APRESENTAÇÃO_PMINAS_Rev 02_29_04_2022.pdfAPRESENTAÇÃO_PMINAS_Rev 02_29_04_2022.pdf
APRESENTAÇÃO_PMINAS_Rev 02_29_04_2022.pdf
 

Mais de Governo de Santa Catarina

Evolução do setor tecnológico em SC - Dados Acate
Evolução do setor tecnológico em SC - Dados AcateEvolução do setor tecnológico em SC - Dados Acate
Evolução do setor tecnológico em SC - Dados AcateGoverno de Santa Catarina
 
Balanço da temporada de verão 2015/2016 - Segurança Pública
Balanço da temporada de verão 2015/2016 - Segurança PúblicaBalanço da temporada de verão 2015/2016 - Segurança Pública
Balanço da temporada de verão 2015/2016 - Segurança PúblicaGoverno de Santa Catarina
 
Balanço da temporada de verão 2015/2016 - Fatma
Balanço da temporada de verão 2015/2016 - FatmaBalanço da temporada de verão 2015/2016 - Fatma
Balanço da temporada de verão 2015/2016 - FatmaGoverno de Santa Catarina
 
Relatório de Balneabilidade da Fatma 22/01/2016
Relatório de Balneabilidade da Fatma 22/01/2016Relatório de Balneabilidade da Fatma 22/01/2016
Relatório de Balneabilidade da Fatma 22/01/2016Governo de Santa Catarina
 
Pesquisa de preços de material escolar na Grande Florianópolis (2016)
Pesquisa de preços de material escolar na Grande Florianópolis (2016)Pesquisa de preços de material escolar na Grande Florianópolis (2016)
Pesquisa de preços de material escolar na Grande Florianópolis (2016)Governo de Santa Catarina
 
Lei que transforma SDRs em Agências de Desenvolvimento Regional
Lei que transforma SDRs em Agências de Desenvolvimento RegionalLei que transforma SDRs em Agências de Desenvolvimento Regional
Lei que transforma SDRs em Agências de Desenvolvimento RegionalGoverno de Santa Catarina
 
Plano Estadual de Educação para o decênio 2015-2024
Plano Estadual de Educação para o decênio 2015-2024Plano Estadual de Educação para o decênio 2015-2024
Plano Estadual de Educação para o decênio 2015-2024Governo de Santa Catarina
 
Tabela de vencimento - Plano de Carreira do Magistério SC
Tabela de vencimento - Plano de Carreira do Magistério SCTabela de vencimento - Plano de Carreira do Magistério SC
Tabela de vencimento - Plano de Carreira do Magistério SCGoverno de Santa Catarina
 
15 de Junho - Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa
15 de Junho - Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa15 de Junho - Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa
15 de Junho - Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa IdosaGoverno de Santa Catarina
 

Mais de Governo de Santa Catarina (20)

Novo Portal Transparência SC
Novo Portal Transparência SCNovo Portal Transparência SC
Novo Portal Transparência SC
 
Evolução do setor tecnológico em SC - Dados Acate
Evolução do setor tecnológico em SC - Dados AcateEvolução do setor tecnológico em SC - Dados Acate
Evolução do setor tecnológico em SC - Dados Acate
 
Campanha contra a Gripe 2016
Campanha contra a Gripe 2016Campanha contra a Gripe 2016
Campanha contra a Gripe 2016
 
Balanco geral de 2015 volume 1
Balanco geral de 2015 volume 1Balanco geral de 2015 volume 1
Balanco geral de 2015 volume 1
 
Restauração da Ponte Hercílio Luz
Restauração da Ponte Hercílio LuzRestauração da Ponte Hercílio Luz
Restauração da Ponte Hercílio Luz
 
Pacto por SC - 2016
Pacto por SC - 2016Pacto por SC - 2016
Pacto por SC - 2016
 
Balanço da temporada de verão 2015/2016 - Segurança Pública
Balanço da temporada de verão 2015/2016 - Segurança PúblicaBalanço da temporada de verão 2015/2016 - Segurança Pública
Balanço da temporada de verão 2015/2016 - Segurança Pública
 
Balanço da temporada de verão 2015/2016 - Fatma
Balanço da temporada de verão 2015/2016 - FatmaBalanço da temporada de verão 2015/2016 - Fatma
Balanço da temporada de verão 2015/2016 - Fatma
 
Balanço da temporada de verão 2015/2016
Balanço da temporada de verão 2015/2016 Balanço da temporada de verão 2015/2016
Balanço da temporada de verão 2015/2016
 
Relatório de Balneabilidade da Fatma 22/01/2016
Relatório de Balneabilidade da Fatma 22/01/2016Relatório de Balneabilidade da Fatma 22/01/2016
Relatório de Balneabilidade da Fatma 22/01/2016
 
Pesquisa de preços de material escolar na Grande Florianópolis (2016)
Pesquisa de preços de material escolar na Grande Florianópolis (2016)Pesquisa de preços de material escolar na Grande Florianópolis (2016)
Pesquisa de preços de material escolar na Grande Florianópolis (2016)
 
Lei que transforma SDRs em Agências de Desenvolvimento Regional
Lei que transforma SDRs em Agências de Desenvolvimento RegionalLei que transforma SDRs em Agências de Desenvolvimento Regional
Lei que transforma SDRs em Agências de Desenvolvimento Regional
 
Plano Estadual de Educação para o decênio 2015-2024
Plano Estadual de Educação para o decênio 2015-2024Plano Estadual de Educação para o decênio 2015-2024
Plano Estadual de Educação para o decênio 2015-2024
 
Ponte Hercílio Luz - Etapa Final da Obra
Ponte Hercílio Luz - Etapa Final da Obra Ponte Hercílio Luz - Etapa Final da Obra
Ponte Hercílio Luz - Etapa Final da Obra
 
Tabela de vencimento - Plano de Carreira do Magistério SC
Tabela de vencimento - Plano de Carreira do Magistério SCTabela de vencimento - Plano de Carreira do Magistério SC
Tabela de vencimento - Plano de Carreira do Magistério SC
 
Plano de Carreira dos ACTs
Plano de Carreira dos ACTsPlano de Carreira dos ACTs
Plano de Carreira dos ACTs
 
Plano de Carreira Profissionais da Educacao
Plano de Carreira Profissionais da EducacaoPlano de Carreira Profissionais da Educacao
Plano de Carreira Profissionais da Educacao
 
Novo Plano de Carreira do Magistério 2015
Novo Plano de Carreira do Magistério 2015Novo Plano de Carreira do Magistério 2015
Novo Plano de Carreira do Magistério 2015
 
Portos de Santa Catarina
Portos de Santa CatarinaPortos de Santa Catarina
Portos de Santa Catarina
 
15 de Junho - Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa
15 de Junho - Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa15 de Junho - Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa
15 de Junho - Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa
 

Balanço da temporada de verão 2015/2016 - Celesc

  • 1. 1 Celesc Distribuição S. A. Temporada de Verão 2015/2016 Avaliação da Demanda e Desempenho do Sistema Elétrico Florianópolis, Fevereiro de 2016
  • 2. Características da Temporada de Verão para o Sistema Elétrico A temporada de verão consiste no período do ano que requer maior atenção ao comportamento do sistema elétrico. Aumento significativo na demanda de energia: Elevado consumos dos sistemas de ar condicionado e refrigeração Forte Sazonalidade: Subestações e circuitos com carregamentos extremamente elevados, nos municípios do litoral Maior número de desligamentos: Ocorrência de temporais e condições climáticas adversas, que afetam o sistema elétrico Serviços Comerciais: Maior procura por serviços comerciais nas regiões balneárias
  • 3. Ações Preparatórias para o Verão 2015/2016 Ações Preparatórias para o Verão 1. Adequação do Sistema Elétrico de Alta Tensão 2. Adequação do Sistema Elétrico de Média e Baixa Tensão 3. Aumento na Quantidade de Eletricistas 4. Reforço no Atendimento Comercial Conjunto de Ações
  • 4. Demanda do Sistema Elétrico
  • 5. Demanda Histórica Demanda máxima histórica: 4.744 MW 05/02/2014 (15:00 hs) Demanda do Sistema Elétrico
  • 6. Demanda Histórica Demanda do Sistema Elétrico A demanda máxima em 2016 foi de 4.510 MW, ou 4,9% abaixo do recorde histórico
  • 7. Demanda do Sistema Elétrico – MW Médio Demanda do Sistema Elétrico
  • 8. Demanda do Sistema Elétrico – MW/Médio Período 21/12/2015 – 31/12/2015 2.346 2.478 + 5,6 % 01/01/2016 – 31/01/2016 3.185 2.955 - 6,0 % 05/02/2016 – 09/02/2016 2.931 2.952 + 0,7 % 2014 / 2015 2015 / 2016 Variação Demanda Média – MW Médio Demanda do Sistema Elétrico
  • 9. Demanda em Regiões Balneárias Norte da Ilha de Santa Catarina Variação da Demanda Máxima (2015/2016) ∆ + 10,4 % 98 MW 108 MW Demanda do Sistema Elétrico
  • 10. Demanda em Regiões Balneárias Região de Camboriu Variação da Demanda Máxima (2015/2016) ∆ + 19,5 % 128 MW 153 MW Demanda do Sistema Elétrico
  • 12. Desempenho do Sistema Elétrico Principais Indicadores de Continuidade Final do Ano (25/12 a 31/12/2015) Janeiro / 2016 (01/01 a 31/01/2016) Carnaval (05/02 a 10/02/2016) 0,45 0,34 0,27 0,21 2,03 1,31 1,30 0,93 0,27 0,23 0,19 0,18 2014 / 2015 2015 / 2016 2014 / 2015 2015 / 2016 DEC FEC
  • 13. Desempenho do Sistema Elétrico Principais Indicadores de Continuidade Final do Ano (25/12 a 31/12/2015) Janeiro / 2016 (01/01 a 31/01/2016) Carnaval (05/02 a 10/02/2016) 0,45 0,34 0,27 0,21 2,03 1,31 1,30 0,93 0,27 0,23 0,19 0,18 2014 / 2015 2015 / 2016 2014 / 2015 2015 / 2016 DEC FEC - 24% - 35% - 15% - 22% - 28% - 5 %
  • 14. Desempenho do Sistema Elétrico Avaliação por Macro Região Período: 25/12/2015 a 31/12/2015 DEC FEC 2014 / 2015 2015 / 2016 2014 / 2015 2015 / 2016 Grande Florianópolis 0,24 0,22 0,20 0,18 Balneário Camboriu 0,18 0,16 0,14 0,13 Litoral Norte 0,14 0,11 0,12 0,10 Litoral Sul 0,32 0,28 0,24 0,20 Interior 0,69 0,55 0,52 0,42
  • 15. Desempenho do Sistema Elétrico Avaliação por Macro Região Período: 01/01/2016 a 31/01/2016 DEC FEC 2014 / 2015 2015 / 2016 2014 / 2015 2015 / 2016 Grande Florianópolis 1,77 1,34 1,11 0,85 Balneário Camboriu 0,69 0,58 0,62 0,52 Litoral Norte 0,51 0,37 0,33 0,24 Litoral Sul 1,33 1,16 1,23 1,10 Interior 2,26 1,63 1,58 1,19
  • 16. Desempenho do Sistema Elétrico Avaliação por Macro Região Período: 05/02/2016 a 10/02/2016 DEC FEC 2014 / 2015 2015 / 2016 2014 / 2015 2015 / 2016 Grande Florianópolis 0,20 0,19 0,16 0,15 Balneário Camboriu 0,33 0,36 0,28 0,27 Litoral Norte 0,04 0,03 0,03 0,02 Litoral Sul 0,16 0,15 0,13 0,12 Interior 0,72 0,62 0,51 0,48
  • 17. Eventos Climáticos Período: 25/12/2015 a 31/12/2015 - Dia 31/12/2015 Forte temporal, com ventanias e descargas atmosféricas, a partir das 15:20 hs. Unidades Consumidoras atingidas: Aprox. 35.000. Tempo de Recomposição: 2,5 horas. Região Afetada: Norte da Ilha de Santa Catarina, Vale do Rio Tijucas, Balneário Camboriu. Desempenho do Sistema Elétrico
  • 18. Eventos Climáticos Período: 01/01/2016 a 31/01/2016 - Dia 26/01/2016 Temporal, com ventanias registradas desde as 15:00 hs. Unidades Consumidoras atingidas: Aprox. 80.000. Tempo de Recomposição: 4 horas. Região Afetada: Florianópolis, Blumenau, Rio do Sul, Joinville, Lages, Chapecó, Itajaí. - Dia 30/01/2016 Temporal, com ventanias registradas desde as 15:40 hs. Unidades Consumidoras atingidas: Aprox. 45.000. Tempo de Recomposição: 3,5 horas. Região Afetada: Florianópolis, Blumenau e Chapecó. Desempenho do Sistema Elétrico
  • 19. Eventos Climáticos Período: 05/02/2016 a 10/02/2016 - Dia 09/02/2016 Temporal, com ventanias registradas desde as 14:30 hs. Unidades Consumidoras atingidas: Aprox. 35.000. Tempo de Recomposição: 3,5 horas. Região Afetada: Florianópolis, Balneário Camboriu, Mafra e Blumenau. Desempenho do Sistema Elétrico
  • 20. Pontos de Atenção - Atendimento elétrico ao Vale do Rio Tijucas Municípios de Nova Trento, Tijucas, São João Batista, Governador Celso Ramos - Litoral Sul Municípios de Imbituba e Garopaba. Desempenho do Sistema Elétrico Celesc Distribuição - Mobilidade Urbana - Infraestrutura de Telefonia Celular (Programa de Automação da Distribuição) Fatores Externos
  • 21. Investimentos no Sistema Elétrico Celesc continuará a construção já iniciada, e energizará as subestações em 138 kV de Florianópolis Ingleses, e Blumenau Fortaleza, além da modernização e ampliação de 29 subestações atuais. Serão ainda lançados os editais e iniciadas as obras das futuras subestações em 138 kV de São José Real Parque, Palhoça II e Garopaba, a depender das liberações ambientais e regulatórias. Estão previstas também as aquisições de terrenos para a implantação das subestações em 138 kV de Brusque III, Chapecó III e Joinville Vila Nova. Desempenho do Sistema Elétrico Em 2016, os investimentos no sistema elétrico serão da ordem de R$ 320 milhões. No sistema de alta tensão, serão cerca de R$ 106 milhões, para subestações e linhas de transmissão.
  • 22. Investimentos no Sistema Elétrico Para o sistema elétrico de média e baixa tensão, destacamos os investimentos nos programas de novos alimentadores, ampliações, melhorias e equipamentos especiais, que totalizam aproximadamente R$ 115 milhões. Deste total, cerca de R$ 10 milhões está sendo direcionado exclusivamente para a expansão de redes compactas, tanto em centros urbanos quanto para áreas rurais, onde a Celesc desenvolveu um novo padrão construtivo, mais robusto, e menos suscetível à influência da vegetação. Também serão realizados importantes investimentos no Programa de Automação da Distribuição, com recursos da ordem de R$ 20 milhões na compra e instalação de 250 novos religadores telecontrolados, expandindo as condições de recursividade do sistema elétrico, e contribuindo para a melhoria da qualidade do serviço prestado. Desempenho do Sistema Elétrico