Evolução da população

10.372 visualizações

Publicada em

ppt sobre a evolução da população.

Publicada em: Educação
0 comentários
10 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
10.372
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
204
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
10
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Evolução da população

  1. 1. O aumento da população ficará na história da Humanidade como o facto mais extraordinário do século XX. Há quarenta anos estimava-se a população em cerca de 3000 milhões de pessoas. Daí em diante já duplicou e hoje cresce à média de duas pessoas por segundo, resultado dos cinco nascimentos e três óbitos registados no mesmo tempo.
  2. 2. Para saber mais: http://www.publico.pt/mundo/noticia/populacao-mundial-chegara-aos- 11-mil-milhoes-em-2100-e-um-terco-tera-mais-de-60-anos- 1597278 http://www.breathingearth.net/ http://sociedademilitar.com.br/index.php/joomla-overview/381- contador-mundial-populacao-mundial-online.html http://www.por7ugal.net/ http://www.worldometers.info/br/
  3. 3. DEMOGRAFIA - Ciência que estuda a população. RECENSEAMENTOS OU CENSOS: Operações de contagem da população, feitas de 10 em 10 anos, através da aplicação de um conjunto de inquéritos. Em Portugal os recenseamentos são da responsabilidade do INE (Instituto Nacional de Estatística ).
  4. 4. A evolução da população resulta do comportamento dos INDICADORES DEMOGRÁFICOS.
  5. 5. População absoluta (população total): número de habitantes que residem numa determinada área (país ou região), num determinado ano.
  6. 6. Natalidade: Número de nados-vivos (bebés que nascem vivos) que ocorrem num determinado local, durante um período de tempo, normalmente um ano. Mortalidade: Número de óbitos (mortes) que ocorrem num determinado local, durante um período de tempo, normalmente um ano.
  7. 7. Crescimento natural ou saldo fisiológico: Diferença entre a natalidade e a mortalidade. CN= N-M
  8. 8. O crescimento natural pode ser:  positivo (a natalidade > mortalidade)  nulo (natalidade = mortalidade)  negativo (natalidade < mortalidade)
  9. 9. Taxa de natalidade: Número médio de nados-vivos ocorridos durante um ano por mil habitantes. Pop. absoluta
  10. 10. Taxa de mortalidade: Número médio de óbitos ocorridos durante um ano por mil habitantes. Pop. absoluta .
  11. 11. Taxa de crescimento natural: Diferença entre a taxa de natalidade e a taxa de mortalidade. Para o país A, calcule: d) A taxa de crescimento natural
  12. 12. Mortalidade infantil: Número de óbitos de crianças com idade inferior a 1 ano, ocorridos durante um ano, numa determinada região.
  13. 13. Taxa de mortalidade infantil: Número médio de óbitos de crianças com idade inferior a 1 ano, ocorridos durante um ano, por mil nados-vivos. Óbitos de crianças com menos de 1 ano Natalidade Em Portugal, em 2001, nasceram 112 774 nados-vivos, e morreram 567 crianças com menos de 1 ano de idade. A taxa de mortalidade infantil, referente a 2001, apresentou um valor de 5,0‰. http://www.publico.pt/mundo/noticia/portugal-tem-a-sexta-taxa-de-mortalidade- infantil-mais-baixa-da-ue-1605290 X1000
  14. 14. EXERCÍCIO: PAÍS A - 2011 Pop. absoluta 10 569 600 Natalidade 109 457 Mortalidade 207 839 Calcule: a) O crescimento natural. b) A taxa de natalidade. c) A taxa de mortalidade. d) A taxa de crescimento natural
  15. 15. Esperança média de vida: Número de anos que, em média, uma pessoa tem probabilidade de viver à nascença. http://economico.sapo.pt/noticias/esperanca-media-de-vida-aumentou- para-7978-anos_170236.html http://pt.wikipedia.org/wiki/Anexo:Lista_de_pa%C3%ADses_por_esperan%C3%A7a_m%C3 %A9dia_de_vida_%C3%A0_nascen%C3%A7a
  16. 16. Emigração: Número de indivíduos que saem do seu país ao longo de um ano, para fixarem residência noutro país. Imigração: Número de indivíduos estrangeiros que entram num determinado país ao longo de um ano, para aí fixarem residência. (10ºI)
  17. 17. Saldo migratório: Diferença entre a imigração e a emigração. SM= I-E
  18. 18. O saldo migratório pode ser: Positivo (Imigração > maior Emigração) Nulo (Imigração = igual Emigração) Negativo (Imigração < menor Emigração )
  19. 19. Crescimento efetivo da população: Soma do crescimento natural com o saldo migratório Crescimento Efetivo (C Ef) = CN + SM
  20. 20. Crescimento efetivo > 0 (positivo) A população absoluta aumenta Crescimento efetivo = 0 (nulo) A população absoluta mantém-se Crescimento efetivo < 0 (negativo) A população absoluta diminui
  21. 21. EXERCÍCIO: PAÍS B - 2011 Pop. absoluta 50 569 649 Natalidade 409 657 Mortalidade 307 839 Emigração 5 402 Imigração 10 340 Calcule: a) O saldo migratório b) O crescimento efetivo c) A taxa de crescimento efetivo d) A população absoluta no início 2012
  22. 22. A população mundial tem vindo a aumentar, a diminuir ou tem-se mantido mais ou menos constante ?
  23. 23. Evolução da população mundial
  24. 24. Anos Pop. Mundial 0 300 000 000 (estimativa) 1750 791 000 000 1950 2 518 629 000 2011 7 000 000 000 Quadro 1 Período Duração Aumento da pop. 0-1750 1750-1950 1950-2011 Quadro 2 1. Preencha o quadro 2, com base nos dados do quadro 1. 2. Que conclusões se podem retirar da análise do quadro 2?
  25. 25. Conclusões: → A população tem vindo sempre a aumentar; → O aumento da população tem acontecido a diferentes ritmos. Á medida que nos aproximamos da atualidade, em períodos de tempo cada vez menores o aumento da população é cada vez maior.
  26. 26. A população aumentou a três ritmos diferentes, por isso é possível distinguir três períodos. Cada período corresponde a uma fase da evolução da população mundial.
  27. 27. Fases da evolução da população mundial 1ª FASE Regime Demográfico Primitivo Desde o início (desde o ano zero) até cerca de 1750 (até à Revolução Industrial ) A população aumentou lentamente - Natalidade e mortalidade elevadas, sendo a natalidade ligeiramente superior. - O crescimento natural era positivo , mas reduzido.
  28. 28. Na 1ª FASE A natalidade era elevada porque:  Os filhos eram uma fonte de riqueza porque serviam de mão-de-obra para trabalhar na agricultura;  Casamento precoce (entre os 15 e os 18 anos);  A elevada mortalidade infantil levava os casais a terem filhos para “substituir “os que morriam;  Desconheciam o planeamento familiar;
  29. 29. Na 1ª FASE A mortalidade era elevada porque:  Alimentação pouco variada e pobre em termos nutricionais;  Havia, com frequência, maus anos agrícolas que originavam fomes;  Havia falta de higiene;  As pestes e as epidemias matavam muita gente;  A medicina curativa e preventiva não estava desenvolvida;  As guerras eram frequentes.
  30. 30. 2ª FASE Revolução Demográfica Desde 1750 ( Rev. Industrial) até 1950 A população aumentou rapidamente -Natalidade mantém-se elevada - Mortalidade diminui -O crescimento natural torna-se positivo e elevado.
  31. 31. Após a Revolução Industrial aparecem dois grupos de países, um com os países onde “chegou” a R.I. e outro com os países onde não “chegou”.
  32. 32. Países desenvolvidos (industrializados) – países da Europa, da América do Norte, do norte da Ásia e da Oceânia. Países em desenvolvimento (não industrializados)- países da América Central e da América do Sul, da África e do sul da Ásia.
  33. 33. Na 2ª fase a mortalidade diminuiu nos países desenvolvidos porque :  Melhorou a assistência médica e apareceram novos medicamentos que permitiram evitar ou curar doenças;  Melhoraram as condições sanitárias (de higiene);  A alimentação melhorou em qualidade e quantidade. No final da 2ª fase (1950) nos países em desenvolvimento a natalidade era elevada e a mortalidade também. Nos países desenvolvidos a natalidade era elevada e a mortalidade era reduzida.
  34. 34. 3ª FASE Explosão demográfica Desde 1950 até à atualidade A população aumenta muito rapidamente - A Natalidade diminui mas continua elevada; - A Mortalidade diminui drasticamente; - Crescimento Natural muito elevado.
  35. 35. Na 3ª fase a mortalidade diminui drasticamente nos países em desenvolvimento, porque os países desenvolvidos (industrializados) e as organizações por eles formadas auxiliaram os países menos desenvolvidos, nomeadamente nas áreas da saúde, da agricultura e da educação (ajuda internacional – UNICEF, AMI, Cruz Vermelha internacional, Médicos do Mundo,…. ).
  36. 36. Atualmente (3ª fase) nos países desenvolvidos a natalidade é reduzida e a mortalidade também. O crescimento natural é reduzido Nos países em desenvolvimento a natalidade é elevada e a mortalidade reduzida. O crescimento natural é muito elevado.
  37. 37. Indique a que grupo de países pertence cada um dos gráficos. Justifique a resposta.
  38. 38. 1- É possível considerar 3 fases na evolução da população mundial. Explique porquê? 2- Indique a designação e o período de cada uma das fases. 3- Compare as três fases no que diz respeito ao ritmo de crescimento da população. 4- Qual o grupo de países responsável pelas alterações da 2ª fase? Justifique. 5- Qual o grupo de países responsável pela Explosão Demográfica? Justifique.

×