SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 25
Baixar para ler offline
E N F º AR I E L F R AN Ç A P E D R O S O
AULA CENTRO
CIRÚRGICO
INTRODUÇÃO
UNIDADE DO CENTRO CIRÚRGICO
• O Centro-cirúrgico (CC) pode ser considerado uma
das unidades mais complexas do Hospital devido
sua especificidade;
• O CC é constituído de um conjunto de áreas e
instalações que permite efetuar a cirurgia nas
melhores condições de segurança para o paciente;
• Sendo um setor de circulação restrita, destacam-se,
entre suas finalidades, a realização de
procedimentos cirúrgicos devolvendo os pacientes
às suas unidades de origem nas melhores
condições possíveis de integridade;
UNIDADE DO CENTRO CIRÚRGICO
UNIDADE DO CENTRO CIRÚRGICO
UNIDADE DO CENTRO CIRÚRGICO
UNIDADE DO CENTRO CIRÚRGICO
UNIDADE DO CENTRO CIRÚRGICO
UNIDADE DO CENTRO CIRÚRGICO
ÁREAS DO CENTRO CIRÚRGICO
• Área não restrita: local em que os profissionais
podem circular livremente e com roupas próprias.
• Área semi-restrita: espaço que permite a circulação
dos profissionais de modo que não interfira na
rotina de controle e manutenção da assepsia da área
restrita.
• Área restrita: ambiente em que é obrigatório o uso
de roupa própria do centro cirúrgico, máscaras e
gorros – seguindo as normas e as técnicas de
assepsia para diminuir o risco de infecções.
ÁREA NÃO RESTRITA:
ÁREA SEMI-RESTRITA:
ÁREA RESTRITA:
EQUIPE CENTRO CIRÚRGICO
• Cirurgião;
• Auxiliar medico;
• Anestesiologista;
• Enfermeiro;
• Tec. Enfermagem;
• Instrumentador;
• Aux. Administrativo;
• Aux. Limpeza;
ENFERMAGEM CIRÚRGICA
PERÍODO CIRÚRGICO
• Pré-operatório: desde o diagnostico da doença
cirúrgica, até o período ser realizado o procedimento
cirúrgico;
PRÉ-OPERATÓRIO
TRANSOPERATÓRIO
• O período que corresponde ao momento em que o
paciente é recebido no Centro Cirúrgico até o
momento de sua transferência para a Unidade de
Recuperação Anestésica, é normalmente
considerado um período crítico para o paciente,
especialmente em cirurgia cardíaca, devido à
complexidade da cirurgia e procedimentos a ela
inerentes, como, por exemplo, a circulação
extracorpórea (CEC), e ao prolongado tempo intra-
operatório..
TRANSOPERATÓRIO
Compreende:
• O momento de recepção do cliente no C.C e
o intra- operatório realizado na S.O
• As ações de enfermagem devem assegurar a
integridade física do cliente.
• Ambiente seguro e técnicas assépticas
rigorosas.
TRANSOPERATÓRIO
Montagem da sala cirúrgica
• Lista de cirurgia
• Verificação dos materiais, aparelhos e solicitações
especiais.
• Limpeza e desinfecção.
• Verificar lavabo e soluções.
• Antes da recepção do cliente tudo deve ser limpo e
desinfectado com álcool a 70% ou outra solução
padrão.
TRANSOPERATÓRIO
Testar o funcionamento dos equipamentos.
• Checar materiais esterilizados.
• Checar carrinho de anestesia.
• Preparar solução endovenosa (IV ou EV) conforme
rotina e prescrição, bandeja de anti-sepsia, e dispor
pacotes de aventais, campos, luvas e caixa de
instrumentais.
• Abertura dos pacotes estéreis. (em mesas ou aberto
afastado do corpo).
• Oferecer ao profissional.
TRANSOPERATÓRIO
Fluxo do cliente no centro Cirúrgico
• Cordialidade
• Tranquilidade
• Confiança
• Privacidade física e conforto.
• Identificação do paciente quantas vezes for
necessário.
• Chamar pelo nome completo.
PÓS-OPERATÓRIO
• Inicia-se após o procedimento cirúrgico, dividindo-
se em pós-operatório imediato e mediato;
LISTA DE ATIVIDADES
• Defina como pode ser a formação de um centro
cirúrgico?
• Diferencie área não restrita, semi-restrita e restrita
• Como pode ser dividido o entro cirúrgico.
• Explique sobre os períodos Pré, Trans e Pós
operatório.
REFERENCIAS
• https://enfermagemilustrada.com/centro-cirurgico/
• https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/profae/pae_cad5.pdf
• http://www.sintetufu.org/wp-content/uploads/2020/01/Enfermagem-no-
centro-cir%C3%BArgico.pdf
• SMELTZER, S. C.; BARE, B. G. Bruner & Suddarth - Tratado de
Enfermagem médico-cirúrgico. 10 ed. Rio de janeiro: Guanabara Koogan,
2005.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a AULA INTRODUAÇÃO CENTRO CIRURGICO.pptx

AULA 05 - EQUIPE CIRURGICA (principal).pptx
AULA 05 - EQUIPE CIRURGICA (principal).pptxAULA 05 - EQUIPE CIRURGICA (principal).pptx
AULA 05 - EQUIPE CIRURGICA (principal).pptxVanessaAlvesDeSouza4
 
APRESENTAÇÃO CENTRO CIRÚRGicoICO (1).pptx
APRESENTAÇÃO CENTRO CIRÚRGicoICO (1).pptxAPRESENTAÇÃO CENTRO CIRÚRGicoICO (1).pptx
APRESENTAÇÃO CENTRO CIRÚRGicoICO (1).pptxvitorsn0908
 
Clínica cirúrgica-e-centro-cirúrgico
Clínica cirúrgica-e-centro-cirúrgicoClínica cirúrgica-e-centro-cirúrgico
Clínica cirúrgica-e-centro-cirúrgicoconcursohub
 
Clínica Cirúrgica e Centro Cirúrgico
Clínica Cirúrgica e Centro CirúrgicoClínica Cirúrgica e Centro Cirúrgico
Clínica Cirúrgica e Centro CirúrgicoSou Enfermagem
 
Instrumentação cirúrgica
Instrumentação cirúrgicaInstrumentação cirúrgica
Instrumentação cirúrgica232609
 
CLASSIFICAÇÃO CIRURGICA.pdf
CLASSIFICAÇÃO CIRURGICA.pdfCLASSIFICAÇÃO CIRURGICA.pdf
CLASSIFICAÇÃO CIRURGICA.pdfInara Lima
 
Aula centro-cirurgico
Aula centro-cirurgicoAula centro-cirurgico
Aula centro-cirurgico4523ppp
 
ROTINAS E SALAS DE OPERAÇÃO PDF.pdf
ROTINAS E SALAS DE OPERAÇÃO PDF.pdfROTINAS E SALAS DE OPERAÇÃO PDF.pdf
ROTINAS E SALAS DE OPERAÇÃO PDF.pdfssuser80ae40
 
Clínica Cirúrgica AULA 1
Clínica Cirúrgica AULA 1Clínica Cirúrgica AULA 1
Clínica Cirúrgica AULA 1Aline Bandeira
 
AULA ENFERMAGEM EM CENTRO CIRURGICO DR. JOSE.pdf
AULA ENFERMAGEM EM CENTRO CIRURGICO DR. JOSE.pdfAULA ENFERMAGEM EM CENTRO CIRURGICO DR. JOSE.pdf
AULA ENFERMAGEM EM CENTRO CIRURGICO DR. JOSE.pdfjosemaciel33
 
ESTRUTURA DO CME - ALTERADO.pptx
ESTRUTURA DO CME - ALTERADO.pptxESTRUTURA DO CME - ALTERADO.pptx
ESTRUTURA DO CME - ALTERADO.pptxMariaTeresaDaCunha1
 
Apresentação1.pptx;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;
Apresentação1.pptx;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;Apresentação1.pptx;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;
Apresentação1.pptx;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;joseantoniodesouza72
 
Zonas de um centro cirúrgico.pptx
Zonas de um centro cirúrgico.pptxZonas de um centro cirúrgico.pptx
Zonas de um centro cirúrgico.pptxFernandaMaia71
 
4-aula-centrocirurgico_estruturafisica.ppt
4-aula-centrocirurgico_estruturafisica.ppt4-aula-centrocirurgico_estruturafisica.ppt
4-aula-centrocirurgico_estruturafisica.pptJackeline Moraes
 
Cirurgica romulo passos
Cirurgica romulo passosCirurgica romulo passos
Cirurgica romulo passosEliane Pereira
 
Como projetar uma clínica odontológica
Como projetar uma clínica odontológicaComo projetar uma clínica odontológica
Como projetar uma clínica odontológicaBibLus - ACCA software
 
Apostila enfermagem em centro cirúrgico (1)
Apostila   enfermagem em centro cirúrgico (1)Apostila   enfermagem em centro cirúrgico (1)
Apostila enfermagem em centro cirúrgico (1)Francisco da silva Torres
 

Semelhante a AULA INTRODUAÇÃO CENTRO CIRURGICO.pptx (20)

AULA 05 - EQUIPE CIRURGICA (principal).pptx
AULA 05 - EQUIPE CIRURGICA (principal).pptxAULA 05 - EQUIPE CIRURGICA (principal).pptx
AULA 05 - EQUIPE CIRURGICA (principal).pptx
 
APRESENTAÇÃO CENTRO CIRÚRGicoICO (1).pptx
APRESENTAÇÃO CENTRO CIRÚRGicoICO (1).pptxAPRESENTAÇÃO CENTRO CIRÚRGicoICO (1).pptx
APRESENTAÇÃO CENTRO CIRÚRGicoICO (1).pptx
 
Clínica cirúrgica-e-centro-cirúrgico
Clínica cirúrgica-e-centro-cirúrgicoClínica cirúrgica-e-centro-cirúrgico
Clínica cirúrgica-e-centro-cirúrgico
 
Clínica Cirúrgica e Centro Cirúrgico
Clínica Cirúrgica e Centro CirúrgicoClínica Cirúrgica e Centro Cirúrgico
Clínica Cirúrgica e Centro Cirúrgico
 
Instrumentação cirúrgica
Instrumentação cirúrgicaInstrumentação cirúrgica
Instrumentação cirúrgica
 
CLASSIFICAÇÃO CIRURGICA.pdf
CLASSIFICAÇÃO CIRURGICA.pdfCLASSIFICAÇÃO CIRURGICA.pdf
CLASSIFICAÇÃO CIRURGICA.pdf
 
AULA 4A (1).pptx
AULA 4A (1).pptxAULA 4A (1).pptx
AULA 4A (1).pptx
 
Aula centro-cirurgico
Aula centro-cirurgicoAula centro-cirurgico
Aula centro-cirurgico
 
ROTINAS E SALAS DE OPERAÇÃO PDF.pdf
ROTINAS E SALAS DE OPERAÇÃO PDF.pdfROTINAS E SALAS DE OPERAÇÃO PDF.pdf
ROTINAS E SALAS DE OPERAÇÃO PDF.pdf
 
Clínica Cirúrgica AULA 1
Clínica Cirúrgica AULA 1Clínica Cirúrgica AULA 1
Clínica Cirúrgica AULA 1
 
AULA ENFERMAGEM EM CENTRO CIRURGICO DR. JOSE.pdf
AULA ENFERMAGEM EM CENTRO CIRURGICO DR. JOSE.pdfAULA ENFERMAGEM EM CENTRO CIRURGICO DR. JOSE.pdf
AULA ENFERMAGEM EM CENTRO CIRURGICO DR. JOSE.pdf
 
Enfermagem-no-centro-cirúrgico.pdf
Enfermagem-no-centro-cirúrgico.pdfEnfermagem-no-centro-cirúrgico.pdf
Enfermagem-no-centro-cirúrgico.pdf
 
ESTRUTURA DO CME - ALTERADO.pptx
ESTRUTURA DO CME - ALTERADO.pptxESTRUTURA DO CME - ALTERADO.pptx
ESTRUTURA DO CME - ALTERADO.pptx
 
Apresentação1.pptx;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;
Apresentação1.pptx;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;Apresentação1.pptx;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;
Apresentação1.pptx;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;
 
Clinica Cirurgica.pdf
Clinica Cirurgica.pdfClinica Cirurgica.pdf
Clinica Cirurgica.pdf
 
Zonas de um centro cirúrgico.pptx
Zonas de um centro cirúrgico.pptxZonas de um centro cirúrgico.pptx
Zonas de um centro cirúrgico.pptx
 
4-aula-centrocirurgico_estruturafisica.ppt
4-aula-centrocirurgico_estruturafisica.ppt4-aula-centrocirurgico_estruturafisica.ppt
4-aula-centrocirurgico_estruturafisica.ppt
 
Cirurgica romulo passos
Cirurgica romulo passosCirurgica romulo passos
Cirurgica romulo passos
 
Como projetar uma clínica odontológica
Como projetar uma clínica odontológicaComo projetar uma clínica odontológica
Como projetar uma clínica odontológica
 
Apostila enfermagem em centro cirúrgico (1)
Apostila   enfermagem em centro cirúrgico (1)Apostila   enfermagem em centro cirúrgico (1)
Apostila enfermagem em centro cirúrgico (1)
 

Mais de vaniceandrade1

carrodeemergencias-150829234747-lva1-app6892.ppt
carrodeemergencias-150829234747-lva1-app6892.pptcarrodeemergencias-150829234747-lva1-app6892.ppt
carrodeemergencias-150829234747-lva1-app6892.pptvaniceandrade1
 
aula2-principaismedicamentosutilizadosememergencia-230727164253-bf668225 (1)....
aula2-principaismedicamentosutilizadosememergencia-230727164253-bf668225 (1)....aula2-principaismedicamentosutilizadosememergencia-230727164253-bf668225 (1)....
aula2-principaismedicamentosutilizadosememergencia-230727164253-bf668225 (1)....vaniceandrade1
 
classificação de risco saude tecnico em enfermagem
classificação de risco  saude tecnico em enfermagemclassificação de risco  saude tecnico em enfermagem
classificação de risco saude tecnico em enfermagemvaniceandrade1
 
AULA aula 3 Suporte basico e avançado de vida.pptx
AULA aula 3 Suporte basico e avançado de vida.pptxAULA aula 3 Suporte basico e avançado de vida.pptx
AULA aula 3 Suporte basico e avançado de vida.pptxvaniceandrade1
 
Assistência enfermagem em centro cirúrgico.pptx
Assistência enfermagem em centro cirúrgico.pptxAssistência enfermagem em centro cirúrgico.pptx
Assistência enfermagem em centro cirúrgico.pptxvaniceandrade1
 
Aula pronta anotações de enfermagem.pptx
Aula pronta anotações de enfermagem.pptxAula pronta anotações de enfermagem.pptx
Aula pronta anotações de enfermagem.pptxvaniceandrade1
 
Aula pronta anotações de enfermagem.pptx
Aula pronta anotações de enfermagem.pptxAula pronta anotações de enfermagem.pptx
Aula pronta anotações de enfermagem.pptxvaniceandrade1
 
AULA INSTRUMENTAÇÃO CIRURGICA PINÇAS.pptx
AULA INSTRUMENTAÇÃO CIRURGICA PINÇAS.pptxAULA INSTRUMENTAÇÃO CIRURGICA PINÇAS.pptx
AULA INSTRUMENTAÇÃO CIRURGICA PINÇAS.pptxvaniceandrade1
 
aula posies cirrgicas.pptx
aula posies cirrgicas.pptxaula posies cirrgicas.pptx
aula posies cirrgicas.pptxvaniceandrade1
 

Mais de vaniceandrade1 (10)

carrodeemergencias-150829234747-lva1-app6892.ppt
carrodeemergencias-150829234747-lva1-app6892.pptcarrodeemergencias-150829234747-lva1-app6892.ppt
carrodeemergencias-150829234747-lva1-app6892.ppt
 
aula2-principaismedicamentosutilizadosememergencia-230727164253-bf668225 (1)....
aula2-principaismedicamentosutilizadosememergencia-230727164253-bf668225 (1)....aula2-principaismedicamentosutilizadosememergencia-230727164253-bf668225 (1)....
aula2-principaismedicamentosutilizadosememergencia-230727164253-bf668225 (1)....
 
classificação de risco saude tecnico em enfermagem
classificação de risco  saude tecnico em enfermagemclassificação de risco  saude tecnico em enfermagem
classificação de risco saude tecnico em enfermagem
 
AULA aula 3 Suporte basico e avançado de vida.pptx
AULA aula 3 Suporte basico e avançado de vida.pptxAULA aula 3 Suporte basico e avançado de vida.pptx
AULA aula 3 Suporte basico e avançado de vida.pptx
 
Assistência enfermagem em centro cirúrgico.pptx
Assistência enfermagem em centro cirúrgico.pptxAssistência enfermagem em centro cirúrgico.pptx
Assistência enfermagem em centro cirúrgico.pptx
 
curativos aula.pptx
curativos aula.pptxcurativos aula.pptx
curativos aula.pptx
 
Aula pronta anotações de enfermagem.pptx
Aula pronta anotações de enfermagem.pptxAula pronta anotações de enfermagem.pptx
Aula pronta anotações de enfermagem.pptx
 
Aula pronta anotações de enfermagem.pptx
Aula pronta anotações de enfermagem.pptxAula pronta anotações de enfermagem.pptx
Aula pronta anotações de enfermagem.pptx
 
AULA INSTRUMENTAÇÃO CIRURGICA PINÇAS.pptx
AULA INSTRUMENTAÇÃO CIRURGICA PINÇAS.pptxAULA INSTRUMENTAÇÃO CIRURGICA PINÇAS.pptx
AULA INSTRUMENTAÇÃO CIRURGICA PINÇAS.pptx
 
aula posies cirrgicas.pptx
aula posies cirrgicas.pptxaula posies cirrgicas.pptx
aula posies cirrgicas.pptx
 

Último

1. 2 PLACAS DE SINALIAÇÃO - (1).pptx Material de obras
1. 2 PLACAS DE SINALIAÇÃO - (1).pptx Material de obras1. 2 PLACAS DE SINALIAÇÃO - (1).pptx Material de obras
1. 2 PLACAS DE SINALIAÇÃO - (1).pptx Material de obrasosnikobus1
 
Aromaterapia e emoções-Aromaterapia e emoções-Aromaterapia e emoções.pdf
Aromaterapia e emoções-Aromaterapia e emoções-Aromaterapia e emoções.pdfAromaterapia e emoções-Aromaterapia e emoções-Aromaterapia e emoções.pdf
Aromaterapia e emoções-Aromaterapia e emoções-Aromaterapia e emoções.pdfanalucia839701
 
Técnica Shantala para bebês: relaxamento
Técnica Shantala para bebês: relaxamentoTécnica Shantala para bebês: relaxamento
Técnica Shantala para bebês: relaxamentoPamelaMariaMoreiraFo
 
PLANO DE ENSINO Disciplina Projeto Integrado I GESTaO.pdf
PLANO DE ENSINO Disciplina Projeto Integrado I  GESTaO.pdfPLANO DE ENSINO Disciplina Projeto Integrado I  GESTaO.pdf
PLANO DE ENSINO Disciplina Projeto Integrado I GESTaO.pdfHELLEN CRISTINA
 
avaliação pratica. pdf
avaliação pratica.                           pdfavaliação pratica.                           pdf
avaliação pratica. pdfHELLEN CRISTINA
 
63mmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm7769.pdf
63mmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm7769.pdf63mmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm7769.pdf
63mmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm7769.pdfLEANDROSPANHOL1
 
Dengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdf
Dengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdfDengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdf
Dengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdfEduardoSilva185439
 
os-principios-das-leis-da-genetica-ou-mendelianas.ppt
os-principios-das-leis-da-genetica-ou-mendelianas.pptos-principios-das-leis-da-genetica-ou-mendelianas.ppt
os-principios-das-leis-da-genetica-ou-mendelianas.pptfernandoalvescosta3
 
A HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdf
A HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdfA HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdf
A HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdfMarceloMonteiro213738
 
aula 7. proteínas.ppt. conceitos de proteina
aula 7. proteínas.ppt. conceitos de proteinaaula 7. proteínas.ppt. conceitos de proteina
aula 7. proteínas.ppt. conceitos de proteinajarlianezootecnista
 
AULA 12 Sistema urinário.pptx9999999999999
AULA 12 Sistema urinário.pptx9999999999999AULA 12 Sistema urinário.pptx9999999999999
AULA 12 Sistema urinário.pptx9999999999999vanessa270433
 
MICROBIOLOGIA aula curso tecnico em enfermagem.pdf
MICROBIOLOGIA  aula  curso tecnico em enfermagem.pdfMICROBIOLOGIA  aula  curso tecnico em enfermagem.pdf
MICROBIOLOGIA aula curso tecnico em enfermagem.pdfkathleenrichardanton
 
DEPRESSÃO E CUIDADOS DE ENFERMAGEM - SAÚDE MENTAL
DEPRESSÃO E CUIDADOS DE ENFERMAGEM - SAÚDE MENTALDEPRESSÃO E CUIDADOS DE ENFERMAGEM - SAÚDE MENTAL
DEPRESSÃO E CUIDADOS DE ENFERMAGEM - SAÚDE MENTALCarlosLinsJr
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfPastor Robson Colaço
 

Último (14)

1. 2 PLACAS DE SINALIAÇÃO - (1).pptx Material de obras
1. 2 PLACAS DE SINALIAÇÃO - (1).pptx Material de obras1. 2 PLACAS DE SINALIAÇÃO - (1).pptx Material de obras
1. 2 PLACAS DE SINALIAÇÃO - (1).pptx Material de obras
 
Aromaterapia e emoções-Aromaterapia e emoções-Aromaterapia e emoções.pdf
Aromaterapia e emoções-Aromaterapia e emoções-Aromaterapia e emoções.pdfAromaterapia e emoções-Aromaterapia e emoções-Aromaterapia e emoções.pdf
Aromaterapia e emoções-Aromaterapia e emoções-Aromaterapia e emoções.pdf
 
Técnica Shantala para bebês: relaxamento
Técnica Shantala para bebês: relaxamentoTécnica Shantala para bebês: relaxamento
Técnica Shantala para bebês: relaxamento
 
PLANO DE ENSINO Disciplina Projeto Integrado I GESTaO.pdf
PLANO DE ENSINO Disciplina Projeto Integrado I  GESTaO.pdfPLANO DE ENSINO Disciplina Projeto Integrado I  GESTaO.pdf
PLANO DE ENSINO Disciplina Projeto Integrado I GESTaO.pdf
 
avaliação pratica. pdf
avaliação pratica.                           pdfavaliação pratica.                           pdf
avaliação pratica. pdf
 
63mmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm7769.pdf
63mmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm7769.pdf63mmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm7769.pdf
63mmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm7769.pdf
 
Dengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdf
Dengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdfDengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdf
Dengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdf
 
os-principios-das-leis-da-genetica-ou-mendelianas.ppt
os-principios-das-leis-da-genetica-ou-mendelianas.pptos-principios-das-leis-da-genetica-ou-mendelianas.ppt
os-principios-das-leis-da-genetica-ou-mendelianas.ppt
 
A HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdf
A HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdfA HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdf
A HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdf
 
aula 7. proteínas.ppt. conceitos de proteina
aula 7. proteínas.ppt. conceitos de proteinaaula 7. proteínas.ppt. conceitos de proteina
aula 7. proteínas.ppt. conceitos de proteina
 
AULA 12 Sistema urinário.pptx9999999999999
AULA 12 Sistema urinário.pptx9999999999999AULA 12 Sistema urinário.pptx9999999999999
AULA 12 Sistema urinário.pptx9999999999999
 
MICROBIOLOGIA aula curso tecnico em enfermagem.pdf
MICROBIOLOGIA  aula  curso tecnico em enfermagem.pdfMICROBIOLOGIA  aula  curso tecnico em enfermagem.pdf
MICROBIOLOGIA aula curso tecnico em enfermagem.pdf
 
DEPRESSÃO E CUIDADOS DE ENFERMAGEM - SAÚDE MENTAL
DEPRESSÃO E CUIDADOS DE ENFERMAGEM - SAÚDE MENTALDEPRESSÃO E CUIDADOS DE ENFERMAGEM - SAÚDE MENTAL
DEPRESSÃO E CUIDADOS DE ENFERMAGEM - SAÚDE MENTAL
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
 

AULA INTRODUAÇÃO CENTRO CIRURGICO.pptx

  • 1. E N F º AR I E L F R AN Ç A P E D R O S O AULA CENTRO CIRÚRGICO INTRODUÇÃO
  • 2. UNIDADE DO CENTRO CIRÚRGICO • O Centro-cirúrgico (CC) pode ser considerado uma das unidades mais complexas do Hospital devido sua especificidade; • O CC é constituído de um conjunto de áreas e instalações que permite efetuar a cirurgia nas melhores condições de segurança para o paciente; • Sendo um setor de circulação restrita, destacam-se, entre suas finalidades, a realização de procedimentos cirúrgicos devolvendo os pacientes às suas unidades de origem nas melhores condições possíveis de integridade;
  • 3. UNIDADE DO CENTRO CIRÚRGICO
  • 4. UNIDADE DO CENTRO CIRÚRGICO
  • 5. UNIDADE DO CENTRO CIRÚRGICO
  • 6. UNIDADE DO CENTRO CIRÚRGICO
  • 7. UNIDADE DO CENTRO CIRÚRGICO
  • 8. UNIDADE DO CENTRO CIRÚRGICO
  • 9. ÁREAS DO CENTRO CIRÚRGICO • Área não restrita: local em que os profissionais podem circular livremente e com roupas próprias. • Área semi-restrita: espaço que permite a circulação dos profissionais de modo que não interfira na rotina de controle e manutenção da assepsia da área restrita. • Área restrita: ambiente em que é obrigatório o uso de roupa própria do centro cirúrgico, máscaras e gorros – seguindo as normas e as técnicas de assepsia para diminuir o risco de infecções.
  • 13. EQUIPE CENTRO CIRÚRGICO • Cirurgião; • Auxiliar medico; • Anestesiologista; • Enfermeiro; • Tec. Enfermagem; • Instrumentador; • Aux. Administrativo; • Aux. Limpeza;
  • 15. PERÍODO CIRÚRGICO • Pré-operatório: desde o diagnostico da doença cirúrgica, até o período ser realizado o procedimento cirúrgico;
  • 17. TRANSOPERATÓRIO • O período que corresponde ao momento em que o paciente é recebido no Centro Cirúrgico até o momento de sua transferência para a Unidade de Recuperação Anestésica, é normalmente considerado um período crítico para o paciente, especialmente em cirurgia cardíaca, devido à complexidade da cirurgia e procedimentos a ela inerentes, como, por exemplo, a circulação extracorpórea (CEC), e ao prolongado tempo intra- operatório..
  • 18. TRANSOPERATÓRIO Compreende: • O momento de recepção do cliente no C.C e o intra- operatório realizado na S.O • As ações de enfermagem devem assegurar a integridade física do cliente. • Ambiente seguro e técnicas assépticas rigorosas.
  • 19. TRANSOPERATÓRIO Montagem da sala cirúrgica • Lista de cirurgia • Verificação dos materiais, aparelhos e solicitações especiais. • Limpeza e desinfecção. • Verificar lavabo e soluções. • Antes da recepção do cliente tudo deve ser limpo e desinfectado com álcool a 70% ou outra solução padrão.
  • 20. TRANSOPERATÓRIO Testar o funcionamento dos equipamentos. • Checar materiais esterilizados. • Checar carrinho de anestesia. • Preparar solução endovenosa (IV ou EV) conforme rotina e prescrição, bandeja de anti-sepsia, e dispor pacotes de aventais, campos, luvas e caixa de instrumentais. • Abertura dos pacotes estéreis. (em mesas ou aberto afastado do corpo). • Oferecer ao profissional.
  • 21. TRANSOPERATÓRIO Fluxo do cliente no centro Cirúrgico • Cordialidade • Tranquilidade • Confiança • Privacidade física e conforto. • Identificação do paciente quantas vezes for necessário. • Chamar pelo nome completo.
  • 22. PÓS-OPERATÓRIO • Inicia-se após o procedimento cirúrgico, dividindo- se em pós-operatório imediato e mediato;
  • 23.
  • 24. LISTA DE ATIVIDADES • Defina como pode ser a formação de um centro cirúrgico? • Diferencie área não restrita, semi-restrita e restrita • Como pode ser dividido o entro cirúrgico. • Explique sobre os períodos Pré, Trans e Pós operatório.
  • 25. REFERENCIAS • https://enfermagemilustrada.com/centro-cirurgico/ • https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/profae/pae_cad5.pdf • http://www.sintetufu.org/wp-content/uploads/2020/01/Enfermagem-no- centro-cir%C3%BArgico.pdf • SMELTZER, S. C.; BARE, B. G. Bruner & Suddarth - Tratado de Enfermagem médico-cirúrgico. 10 ed. Rio de janeiro: Guanabara Koogan, 2005.