SlideShare uma empresa Scribd logo
O INÍCIO DA VIDA CRISTÃ
A CONVERSÃO A CRISTO
Introdução:
• A conversão a Cristo é semelhante a se fazer um retorno no trânsito.
Indo em uma direção, de repente concluímos que estamos no
caminho errado. Nessas ocasiões, a placa que aponta a possibilidade
de mudança de trajeto é o Evangelho de Jesus, registrado na Bíblia
Sagrada. Nele, encontramos palavras que nos orientam como fazer
essa conversão em nossa vida.
DOIS FATOS QUE CARACTERIZAM A CONVERSÃO A
CRISTO
1. A fé em Jesus
• Em sua opinião, o que é fé?
Os brasileiros em geral pensam que crer em Jesus é acreditar que
ele existe e que sua história é verdadeira. Isso não está errado,
mas está incompleto. Crer é mais do que acreditar. Crer é confiar.
Ter fé em Jesus é confiar nele a ponto de se entregar em seus
braços. A confiança promove a entrega.
EM SUA OPINIÃO, QUEM É JESUS?
De acordo com a Bíblia Sagrada, livro que é a base da vida
cristã, Jesus de Nazaré, o Cristo, como Deus e homem, é a
conexão entre Deus e os seres humanos. Paulo de Tarso,
apóstolo de Jesus e autor inspirado de alguns livros da Bíblia,
escrevendo ao seu filho na fé, Timóteo, afirmou: Existe um só
Deus e uma só pessoa que une Deus com os seres humanos
- o ser humano Cristo Jesus, que deu sua vida para que todos
fiquem livres dos seus pecados,1Timóteo 2.5-6. Sobre isso, o
próprio Jesus disse: Eu sou o caminho, a verdade e a vida;
ninguém pode chegar até o Pai a não ser por mim, João 14.6.
Assim, a razão da fé em Jesus é que ele é a única maneira de
a humanidade restabelecer um relacionamento com Deus, o
que a Bíblia chama de salvação.
“Qual a necessidade disso?” - alguém poderia
perguntar. “Não somos todos filhos de Deus?”
A resposta para esta última pergunta, infelizmente,
é não. Por causa do pecado, os seres humanos
perderam o acesso a Deus. O apóstolo Paulo
afirmou: Todos pecaram e estão afastados da
presença gloriosa de Deus, Romanos 3.23. E em
Jesus está a solução para esse grande problema. A
fé em Jesus nos faz filhos de Deus e nos aproxima
dele novamente. João, um dos doze apóstolos de
Jesus, escreveu em seu Evangelho: Alguns creram
nele e o receberam, e a estes ele deu o direito de se
tornarem filhos de Deus, João 1.12.
O ARREPENDIMENTO DOS PECADOS
Em sua opinião, o que é
arrependimento?
A maioria das pessoas compreende o
arrependimento como um sentimento.
Quando alguém faz algo errado, pode
dizer: “Estou tão arrependido por ter feito
isso”, significando que está triste pelo
erro cometido. Esse conceito não está
completamente equivocado. Está na
direção certa, mas não é exato.
No grego antigo, língua em que foi originalmente escrito o
Novo Testamento, a palavra correspondente a
arrependimento é metanóia. Ela pode ser dividida em duas
partes: meta e nóia. O prefixo meta, também presente na
palavra metamorfose, pode significar transformação, mudança.
Já nóia, como em paranoia, significa mente. Assim, metanóia
significa transformação na mente ou mudança de mentalidade.
O apóstolo Paulo aborda esse tema em uma de suas cartas:
Não vivam como vivem as pessoas deste mundo, mas deixem
que Deus os transforme por meio de uma completa mudança
da mente de vocês, Romanos 12.2. De acordo com Paulo, a
mudança da mente promove uma transformação da vida. Isso
é arrependimento.
O apóstolo Paulo nos dá um exemplo dessa transformação da
vida em sua carta à Igreja de Éfeso: 4.22-32
O COMPANHEIRO DA VIDA CRISTÃ
O ESPÍRITO SANTO
1. Quem é o Espírito Santo?
Duas são as respostas para essa pergunta: o Espírito Santo é
Deus e o Espírito Santo é uma pessoa.
As três principais características de Deus são iniciadas pelo
prefixo oni, que significa “todo”. Deus é onipotente,
onipresente e onisciente, o que quer dizer que ele pode todas
as coisas, está presente em todos os lugares em que sua
presença se faz necessária e conhece todas as coisas. Assim é
com o Espírito Santo.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Santidade e arrebatamento
Santidade e arrebatamentoSantidade e arrebatamento
Santidade e arrebatamentoNetto Pregador
 
Práticas espirituais
Práticas espirituaisPráticas espirituais
Práticas espirituaisCassio Felipe
 
Aula: A Oração do Servo de Deus (Tia Jady)
Aula: A Oração do Servo de Deus (Tia Jady)Aula: A Oração do Servo de Deus (Tia Jady)
Aula: A Oração do Servo de Deus (Tia Jady)ellane_chaves
 
Lição 4 - Ele Sim !
Lição 4 - Ele Sim !Lição 4 - Ele Sim !
Lição 4 - Ele Sim !Éder Tomé
 
Lição 13 a necessidade de conhecer a bíblia - examinai as escrituras - ed. ...
Lição 13   a necessidade de conhecer a bíblia - examinai as escrituras - ed. ...Lição 13   a necessidade de conhecer a bíblia - examinai as escrituras - ed. ...
Lição 13 a necessidade de conhecer a bíblia - examinai as escrituras - ed. ...Sergio Silva
 
Caminho da alegria.
Caminho da alegria.   Caminho da alegria.
Caminho da alegria. jair seixas
 
Poder da Oração - Pastor José de Abreu
Poder da Oração - Pastor José de AbreuPoder da Oração - Pastor José de Abreu
Poder da Oração - Pastor José de AbreuVinicius Oliveira
 
Elementos para uma oraçao vitoriosa
Elementos para uma oraçao vitoriosaElementos para uma oraçao vitoriosa
Elementos para uma oraçao vitoriosaCarlos Allvarenga
 
Como desenvolver uma vida poderosa de oração 2
Como desenvolver uma vida poderosa de oração 2Como desenvolver uma vida poderosa de oração 2
Como desenvolver uma vida poderosa de oração 2Emerson Nascimento
 
Lição 9 – A verdadeira doutrina bíblica (Hermenêutica)
Lição 9 – A verdadeira doutrina bíblica (Hermenêutica)Lição 9 – A verdadeira doutrina bíblica (Hermenêutica)
Lição 9 – A verdadeira doutrina bíblica (Hermenêutica)Joanilson França Garcia
 
Revista COMPLETA adultos 4° trimestre 2017 ebd
Revista COMPLETA adultos 4° trimestre 2017 ebdRevista COMPLETA adultos 4° trimestre 2017 ebd
Revista COMPLETA adultos 4° trimestre 2017 ebdHamilton Souza
 
A diferença é a oração
A diferença é a oraçãoA diferença é a oração
A diferença é a oraçãoJulio Simões
 

Mais procurados (20)

O prêmio da renovação
O prêmio da renovaçãoO prêmio da renovação
O prêmio da renovação
 
Lição 09
Lição 09Lição 09
Lição 09
 
Meus esboços 1
Meus esboços 1Meus esboços 1
Meus esboços 1
 
Santidade e arrebatamento
Santidade e arrebatamentoSantidade e arrebatamento
Santidade e arrebatamento
 
Oração
OraçãoOração
Oração
 
Lição 15
Lição 15Lição 15
Lição 15
 
Lição 08
Lição 08Lição 08
Lição 08
 
Práticas espirituais
Práticas espirituaisPráticas espirituais
Práticas espirituais
 
Aula: A Oração do Servo de Deus (Tia Jady)
Aula: A Oração do Servo de Deus (Tia Jady)Aula: A Oração do Servo de Deus (Tia Jady)
Aula: A Oração do Servo de Deus (Tia Jady)
 
MODULO 4 ensino 03 04 formas
MODULO 4 ensino 03 04 formasMODULO 4 ensino 03 04 formas
MODULO 4 ensino 03 04 formas
 
Lição 4 - Ele Sim !
Lição 4 - Ele Sim !Lição 4 - Ele Sim !
Lição 4 - Ele Sim !
 
Lição 13 a necessidade de conhecer a bíblia - examinai as escrituras - ed. ...
Lição 13   a necessidade de conhecer a bíblia - examinai as escrituras - ed. ...Lição 13   a necessidade de conhecer a bíblia - examinai as escrituras - ed. ...
Lição 13 a necessidade de conhecer a bíblia - examinai as escrituras - ed. ...
 
Caminho da alegria.
Caminho da alegria.   Caminho da alegria.
Caminho da alegria.
 
Poder da Oração - Pastor José de Abreu
Poder da Oração - Pastor José de AbreuPoder da Oração - Pastor José de Abreu
Poder da Oração - Pastor José de Abreu
 
Elementos para uma oraçao vitoriosa
Elementos para uma oraçao vitoriosaElementos para uma oraçao vitoriosa
Elementos para uma oraçao vitoriosa
 
Projeto Amigos de Deus
Projeto Amigos de DeusProjeto Amigos de Deus
Projeto Amigos de Deus
 
Como desenvolver uma vida poderosa de oração 2
Como desenvolver uma vida poderosa de oração 2Como desenvolver uma vida poderosa de oração 2
Como desenvolver uma vida poderosa de oração 2
 
Lição 9 – A verdadeira doutrina bíblica (Hermenêutica)
Lição 9 – A verdadeira doutrina bíblica (Hermenêutica)Lição 9 – A verdadeira doutrina bíblica (Hermenêutica)
Lição 9 – A verdadeira doutrina bíblica (Hermenêutica)
 
Revista COMPLETA adultos 4° trimestre 2017 ebd
Revista COMPLETA adultos 4° trimestre 2017 ebdRevista COMPLETA adultos 4° trimestre 2017 ebd
Revista COMPLETA adultos 4° trimestre 2017 ebd
 
A diferença é a oração
A diferença é a oraçãoA diferença é a oração
A diferença é a oração
 

Destaque

Apostila Treinamento de Líderes de Células - Pequenos Grupos
Apostila Treinamento de Líderes de Células - Pequenos GruposApostila Treinamento de Líderes de Células - Pequenos Grupos
Apostila Treinamento de Líderes de Células - Pequenos GruposChristian Lepelletier
 
O primeiro mandamento
O primeiro mandamentoO primeiro mandamento
O primeiro mandamentoSidinei Kauer
 
Discipulado e a unidade do corpo de cristo
Discipulado e a unidade do corpo de cristoDiscipulado e a unidade do corpo de cristo
Discipulado e a unidade do corpo de cristoSidinei Kauer
 
Grupos de evangelismo e transformação gt e ge as quatro colunas do mda
Grupos de evangelismo e transformação gt e ge as quatro colunas do mdaGrupos de evangelismo e transformação gt e ge as quatro colunas do mda
Grupos de evangelismo e transformação gt e ge as quatro colunas do mdaSidinei Kauer
 
Células show de bola como preparar um encontro que edifica
Células show de bola   como preparar um encontro que edificaCélulas show de bola   como preparar um encontro que edifica
Células show de bola como preparar um encontro que edificaDavison Almeida
 
Onde estamos e para onde estamos indo
Onde estamos e para onde estamos indoOnde estamos e para onde estamos indo
Onde estamos e para onde estamos indoFlavio Brim
 
Por que discipulado?
Por que discipulado?Por que discipulado?
Por que discipulado?Sidinei Kauer
 
Vença a decepção!
Vença a decepção!Vença a decepção!
Vença a decepção!Sidinei Kauer
 
Discipulado profundo, uma introdução
Discipulado profundo, uma introduçãoDiscipulado profundo, uma introdução
Discipulado profundo, uma introduçãoSidinei Kauer
 
Discipulado meu foco
Discipulado meu focoDiscipulado meu foco
Discipulado meu focoSidinei Kauer
 
Multiplicando pequenos grupos
Multiplicando pequenos gruposMultiplicando pequenos grupos
Multiplicando pequenos gruposJean Quenehen
 

Destaque (20)

Célula nota 10
Célula nota 10Célula nota 10
Célula nota 10
 
Aula de membresia - 3
Aula de membresia - 3Aula de membresia - 3
Aula de membresia - 3
 
Apostila Treinamento de Líderes de Células - Pequenos Grupos
Apostila Treinamento de Líderes de Células - Pequenos GruposApostila Treinamento de Líderes de Células - Pequenos Grupos
Apostila Treinamento de Líderes de Células - Pequenos Grupos
 
O primeiro mandamento
O primeiro mandamentoO primeiro mandamento
O primeiro mandamento
 
Discipulado e a unidade do corpo de cristo
Discipulado e a unidade do corpo de cristoDiscipulado e a unidade do corpo de cristo
Discipulado e a unidade do corpo de cristo
 
Resumão
ResumãoResumão
Resumão
 
Grupos de evangelismo e transformação gt e ge as quatro colunas do mda
Grupos de evangelismo e transformação gt e ge as quatro colunas do mdaGrupos de evangelismo e transformação gt e ge as quatro colunas do mda
Grupos de evangelismo e transformação gt e ge as quatro colunas do mda
 
Natanael 3
Natanael 3 Natanael 3
Natanael 3
 
Células show de bola como preparar um encontro que edifica
Células show de bola   como preparar um encontro que edificaCélulas show de bola   como preparar um encontro que edifica
Células show de bola como preparar um encontro que edifica
 
Projeto natanael 3
Projeto natanael 3Projeto natanael 3
Projeto natanael 3
 
Lição 3
Lição 3Lição 3
Lição 3
 
Onde estamos e para onde estamos indo
Onde estamos e para onde estamos indoOnde estamos e para onde estamos indo
Onde estamos e para onde estamos indo
 
Propósitos 2017
Propósitos 2017Propósitos 2017
Propósitos 2017
 
Por que discipulado?
Por que discipulado?Por que discipulado?
Por que discipulado?
 
Vença a decepção!
Vença a decepção!Vença a decepção!
Vença a decepção!
 
Discipulado profundo, uma introdução
Discipulado profundo, uma introduçãoDiscipulado profundo, uma introdução
Discipulado profundo, uma introdução
 
Discipulado meu foco
Discipulado meu focoDiscipulado meu foco
Discipulado meu foco
 
introdução á psicanálise
introdução á psicanáliseintrodução á psicanálise
introdução á psicanálise
 
aconselhamento pastoral
aconselhamento pastoralaconselhamento pastoral
aconselhamento pastoral
 
Multiplicando pequenos grupos
Multiplicando pequenos gruposMultiplicando pequenos grupos
Multiplicando pequenos grupos
 

Semelhante a Aula de membresia 1

1 2 3 JOÃO Hernandes Dias-Lopes.pdf
1 2 3 JOÃO  Hernandes Dias-Lopes.pdf1 2 3 JOÃO  Hernandes Dias-Lopes.pdf
1 2 3 JOÃO Hernandes Dias-Lopes.pdfWaldianaDeSouza
 
Princípios para o crescimento e desenvolvimento na palavra 21.03.2016
Princípios para o crescimento e desenvolvimento na palavra   21.03.2016Princípios para o crescimento e desenvolvimento na palavra   21.03.2016
Princípios para o crescimento e desenvolvimento na palavra 21.03.2016Claudio Marcio
 
Cursobasicodeevangelismo 120805154410-phpapp02
Cursobasicodeevangelismo 120805154410-phpapp02Cursobasicodeevangelismo 120805154410-phpapp02
Cursobasicodeevangelismo 120805154410-phpapp02Rubens Tatekawa
 
EBD WEB - LIÇÃO 8 - 2CORINTIOS 6,7
EBD WEB - LIÇÃO 8 - 2CORINTIOS 6,7EBD WEB - LIÇÃO 8 - 2CORINTIOS 6,7
EBD WEB - LIÇÃO 8 - 2CORINTIOS 6,7guestaec4a12
 
estudos-no-breve-catecismo-de-westminster-leonard-t-van-horn-1.pptx
estudos-no-breve-catecismo-de-westminster-leonard-t-van-horn-1.pptxestudos-no-breve-catecismo-de-westminster-leonard-t-van-horn-1.pptx
estudos-no-breve-catecismo-de-westminster-leonard-t-van-horn-1.pptxGeusneyAlice
 
Elementos fundamentais de cristologia frei oton
Elementos fundamentais de cristologia   frei otonElementos fundamentais de cristologia   frei oton
Elementos fundamentais de cristologia frei otonZé Vitor Rabelo
 
Elementos fundamentais de cristologia frei oton
Elementos fundamentais de cristologia   frei otonElementos fundamentais de cristologia   frei oton
Elementos fundamentais de cristologia frei otonZé Vitor Rabelo
 
Elementos fundamentais de cristologia frei oton
Elementos fundamentais de cristologia   frei otonElementos fundamentais de cristologia   frei oton
Elementos fundamentais de cristologia frei otonZé Vitor Rabelo
 
Aprovados por Deus em Cristo Jesus - Lição 08 - 3º Trimestre de 2015
Aprovados por Deus em Cristo Jesus - Lição 08 - 3º Trimestre de 2015Aprovados por Deus em Cristo Jesus - Lição 08 - 3º Trimestre de 2015
Aprovados por Deus em Cristo Jesus - Lição 08 - 3º Trimestre de 2015Pr. Andre Luiz
 
Você está pronto para uma mudança de vida
Você está pronto para uma mudança de vidaVocê está pronto para uma mudança de vida
Você está pronto para uma mudança de vidaJuraci Rocha
 
Livro ebook-a-importancia-de-guardarmos-os-mandamentos-do-senhor
Livro ebook-a-importancia-de-guardarmos-os-mandamentos-do-senhorLivro ebook-a-importancia-de-guardarmos-os-mandamentos-do-senhor
Livro ebook-a-importancia-de-guardarmos-os-mandamentos-do-senhorEmac Engenharia
 
Institutogamaliel.com crenças não removem montanhas
Institutogamaliel.com crenças não removem montanhasInstitutogamaliel.com crenças não removem montanhas
Institutogamaliel.com crenças não removem montanhasInstituto Teológico Gamaliel
 
Apostila Transfefencia.pdf
Apostila Transfefencia.pdfApostila Transfefencia.pdf
Apostila Transfefencia.pdfFabrício Tarles
 
Lição 7 - O Desafio dos Novas Teologias e Modismos
Lição 7 - O Desafio dos Novas Teologias e ModismosLição 7 - O Desafio dos Novas Teologias e Modismos
Lição 7 - O Desafio dos Novas Teologias e ModismosÉder Tomé
 
15589344 evangelico-joel-r-beeke-a-tocha-dos-puritanos
15589344 evangelico-joel-r-beeke-a-tocha-dos-puritanos15589344 evangelico-joel-r-beeke-a-tocha-dos-puritanos
15589344 evangelico-joel-r-beeke-a-tocha-dos-puritanosAntonio Ferreira
 

Semelhante a Aula de membresia 1 (20)

1 2 3 JOÃO Hernandes Dias-Lopes.pdf
1 2 3 JOÃO  Hernandes Dias-Lopes.pdf1 2 3 JOÃO  Hernandes Dias-Lopes.pdf
1 2 3 JOÃO Hernandes Dias-Lopes.pdf
 
Princípios para o crescimento e desenvolvimento na palavra 21.03.2016
Princípios para o crescimento e desenvolvimento na palavra   21.03.2016Princípios para o crescimento e desenvolvimento na palavra   21.03.2016
Princípios para o crescimento e desenvolvimento na palavra 21.03.2016
 
Espiritualidade crista
Espiritualidade cristaEspiritualidade crista
Espiritualidade crista
 
Cursobasicodeevangelismo 120805154410-phpapp02
Cursobasicodeevangelismo 120805154410-phpapp02Cursobasicodeevangelismo 120805154410-phpapp02
Cursobasicodeevangelismo 120805154410-phpapp02
 
EBD WEB - LIÇÃO 8 - 2CORINTIOS 6,7
EBD WEB - LIÇÃO 8 - 2CORINTIOS 6,7EBD WEB - LIÇÃO 8 - 2CORINTIOS 6,7
EBD WEB - LIÇÃO 8 - 2CORINTIOS 6,7
 
estudos-no-breve-catecismo-de-westminster-leonard-t-van-horn-1.pptx
estudos-no-breve-catecismo-de-westminster-leonard-t-van-horn-1.pptxestudos-no-breve-catecismo-de-westminster-leonard-t-van-horn-1.pptx
estudos-no-breve-catecismo-de-westminster-leonard-t-van-horn-1.pptx
 
Elementos fundamentais de cristologia frei oton
Elementos fundamentais de cristologia   frei otonElementos fundamentais de cristologia   frei oton
Elementos fundamentais de cristologia frei oton
 
Elementos fundamentais de cristologia frei oton
Elementos fundamentais de cristologia   frei otonElementos fundamentais de cristologia   frei oton
Elementos fundamentais de cristologia frei oton
 
Elementos fundamentais de cristologia frei oton
Elementos fundamentais de cristologia   frei otonElementos fundamentais de cristologia   frei oton
Elementos fundamentais de cristologia frei oton
 
Aprovados por Deus em Cristo Jesus - Lição 08 - 3º Trimestre de 2015
Aprovados por Deus em Cristo Jesus - Lição 08 - 3º Trimestre de 2015Aprovados por Deus em Cristo Jesus - Lição 08 - 3º Trimestre de 2015
Aprovados por Deus em Cristo Jesus - Lição 08 - 3º Trimestre de 2015
 
Você está pronto para uma mudança de vida
Você está pronto para uma mudança de vidaVocê está pronto para uma mudança de vida
Você está pronto para uma mudança de vida
 
Introdução á bíblia
Introdução á bíbliaIntrodução á bíblia
Introdução á bíblia
 
Livro ebook-a-importancia-de-guardarmos-os-mandamentos-do-senhor
Livro ebook-a-importancia-de-guardarmos-os-mandamentos-do-senhorLivro ebook-a-importancia-de-guardarmos-os-mandamentos-do-senhor
Livro ebook-a-importancia-de-guardarmos-os-mandamentos-do-senhor
 
escola sabatina 02
escola sabatina 02escola sabatina 02
escola sabatina 02
 
Institutogamaliel.com crenças não removem montanhas
Institutogamaliel.com crenças não removem montanhasInstitutogamaliel.com crenças não removem montanhas
Institutogamaliel.com crenças não removem montanhas
 
Documento
DocumentoDocumento
Documento
 
Desmascarando seitas e heresias 1
Desmascarando seitas e   heresias 1Desmascarando seitas e   heresias 1
Desmascarando seitas e heresias 1
 
Apostila Transfefencia.pdf
Apostila Transfefencia.pdfApostila Transfefencia.pdf
Apostila Transfefencia.pdf
 
Lição 7 - O Desafio dos Novas Teologias e Modismos
Lição 7 - O Desafio dos Novas Teologias e ModismosLição 7 - O Desafio dos Novas Teologias e Modismos
Lição 7 - O Desafio dos Novas Teologias e Modismos
 
15589344 evangelico-joel-r-beeke-a-tocha-dos-puritanos
15589344 evangelico-joel-r-beeke-a-tocha-dos-puritanos15589344 evangelico-joel-r-beeke-a-tocha-dos-puritanos
15589344 evangelico-joel-r-beeke-a-tocha-dos-puritanos
 

Último

Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdfEvangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdfPastor Robson Colaço
 
ATPCG 27.05 - Recomposição de aprendizagem.pptx
ATPCG 27.05 - Recomposição de aprendizagem.pptxATPCG 27.05 - Recomposição de aprendizagem.pptx
ATPCG 27.05 - Recomposição de aprendizagem.pptxmairaviani
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Rosana Andrea Miranda
 
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docxAtividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docxSolangeWaltre
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfcarloseduardogonalve36
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfPastor Robson Colaço
 
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaaCarolineFrancielle
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfManuais Formação
 
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptxAULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptxGraycyelleCavalcanti
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
00Certificado - MBA - Gestão de projetos
00Certificado - MBA - Gestão de projetos00Certificado - MBA - Gestão de projetos
00Certificado - MBA - Gestão de projetosLeonardoHenrique931183
 
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxSão Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxMartin M Flynn
 
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdfARIANAMENDES11
 
O QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
O QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkkO QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
O QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkkLisaneWerlang
 
hereditariedade é variabilidade genetic
hereditariedade é variabilidade  genetichereditariedade é variabilidade  genetic
hereditariedade é variabilidade geneticMrMartnoficial
 
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfrarakey779
 
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_AssisMemórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assisbrunocali007
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...Manuais Formação
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalcarlaOliveira438
 

Último (20)

Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdfEvangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
 
ATPCG 27.05 - Recomposição de aprendizagem.pptx
ATPCG 27.05 - Recomposição de aprendizagem.pptxATPCG 27.05 - Recomposição de aprendizagem.pptx
ATPCG 27.05 - Recomposição de aprendizagem.pptx
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docxAtividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
Atividades-Sobre-o-Conto-Venha-Ver-o-Por-Do-Sol.docx
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa
22-modernismo-5-prosa-de-45.pptxrpnsaaaa
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptxAULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
 
00Certificado - MBA - Gestão de projetos
00Certificado - MBA - Gestão de projetos00Certificado - MBA - Gestão de projetos
00Certificado - MBA - Gestão de projetos
 
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxSão Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
 
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
 
O QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
O QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkkO QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
O QUINZE.pdf livro lidokkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
 
hereditariedade é variabilidade genetic
hereditariedade é variabilidade  genetichereditariedade é variabilidade  genetic
hereditariedade é variabilidade genetic
 
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
 
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_AssisMemórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 

Aula de membresia 1

  • 1. O INÍCIO DA VIDA CRISTÃ
  • 2. A CONVERSÃO A CRISTO Introdução: • A conversão a Cristo é semelhante a se fazer um retorno no trânsito. Indo em uma direção, de repente concluímos que estamos no caminho errado. Nessas ocasiões, a placa que aponta a possibilidade de mudança de trajeto é o Evangelho de Jesus, registrado na Bíblia Sagrada. Nele, encontramos palavras que nos orientam como fazer essa conversão em nossa vida.
  • 3. DOIS FATOS QUE CARACTERIZAM A CONVERSÃO A CRISTO 1. A fé em Jesus • Em sua opinião, o que é fé? Os brasileiros em geral pensam que crer em Jesus é acreditar que ele existe e que sua história é verdadeira. Isso não está errado, mas está incompleto. Crer é mais do que acreditar. Crer é confiar. Ter fé em Jesus é confiar nele a ponto de se entregar em seus braços. A confiança promove a entrega.
  • 4. EM SUA OPINIÃO, QUEM É JESUS? De acordo com a Bíblia Sagrada, livro que é a base da vida cristã, Jesus de Nazaré, o Cristo, como Deus e homem, é a conexão entre Deus e os seres humanos. Paulo de Tarso, apóstolo de Jesus e autor inspirado de alguns livros da Bíblia, escrevendo ao seu filho na fé, Timóteo, afirmou: Existe um só Deus e uma só pessoa que une Deus com os seres humanos - o ser humano Cristo Jesus, que deu sua vida para que todos fiquem livres dos seus pecados,1Timóteo 2.5-6. Sobre isso, o próprio Jesus disse: Eu sou o caminho, a verdade e a vida; ninguém pode chegar até o Pai a não ser por mim, João 14.6. Assim, a razão da fé em Jesus é que ele é a única maneira de a humanidade restabelecer um relacionamento com Deus, o que a Bíblia chama de salvação.
  • 5. “Qual a necessidade disso?” - alguém poderia perguntar. “Não somos todos filhos de Deus?” A resposta para esta última pergunta, infelizmente, é não. Por causa do pecado, os seres humanos perderam o acesso a Deus. O apóstolo Paulo afirmou: Todos pecaram e estão afastados da presença gloriosa de Deus, Romanos 3.23. E em Jesus está a solução para esse grande problema. A fé em Jesus nos faz filhos de Deus e nos aproxima dele novamente. João, um dos doze apóstolos de Jesus, escreveu em seu Evangelho: Alguns creram nele e o receberam, e a estes ele deu o direito de se tornarem filhos de Deus, João 1.12.
  • 6. O ARREPENDIMENTO DOS PECADOS Em sua opinião, o que é arrependimento? A maioria das pessoas compreende o arrependimento como um sentimento. Quando alguém faz algo errado, pode dizer: “Estou tão arrependido por ter feito isso”, significando que está triste pelo erro cometido. Esse conceito não está completamente equivocado. Está na direção certa, mas não é exato.
  • 7. No grego antigo, língua em que foi originalmente escrito o Novo Testamento, a palavra correspondente a arrependimento é metanóia. Ela pode ser dividida em duas partes: meta e nóia. O prefixo meta, também presente na palavra metamorfose, pode significar transformação, mudança. Já nóia, como em paranoia, significa mente. Assim, metanóia significa transformação na mente ou mudança de mentalidade. O apóstolo Paulo aborda esse tema em uma de suas cartas: Não vivam como vivem as pessoas deste mundo, mas deixem que Deus os transforme por meio de uma completa mudança da mente de vocês, Romanos 12.2. De acordo com Paulo, a mudança da mente promove uma transformação da vida. Isso é arrependimento. O apóstolo Paulo nos dá um exemplo dessa transformação da vida em sua carta à Igreja de Éfeso: 4.22-32
  • 8. O COMPANHEIRO DA VIDA CRISTÃ O ESPÍRITO SANTO 1. Quem é o Espírito Santo? Duas são as respostas para essa pergunta: o Espírito Santo é Deus e o Espírito Santo é uma pessoa. As três principais características de Deus são iniciadas pelo prefixo oni, que significa “todo”. Deus é onipotente, onipresente e onisciente, o que quer dizer que ele pode todas as coisas, está presente em todos os lugares em que sua presença se faz necessária e conhece todas as coisas. Assim é com o Espírito Santo.