SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 7
A CONSOLIDAÇÃO DA VIDA CRISTÃ
O BATISMO
Para você, o que é o batismo? Qual a sua importância?
• A palavra batismo tem sua origem no verbo grego baptizo, que
significa imergir, banhar, lavar, derramar, cobrir ou tingir. Esse verbo
era usado, por exemplo, quando se mergulhava um pano branco em
tinta vermelha para tingi-lo. Quanto à fé cristã, refere-se ao evento em
que um crente em Jesus Cristo, em confirmação pública de sua fé, é
submergido em água.
• Por que o batismo é realizado? Batizar os convertidos foi uma ordem
dada por Jesus aos seus discípulos. Ele disse: Deus me deu todo o
poder no céu e na terra. Portanto, vão a todos os povos do mundo e
façam com que sejam meus seguidores, batizando esses seguidores
em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo e ensinando-os a
obedecer a tudo o que tenho ordenado a vocês. Mateus 28.18-20
QUAIS SÃO AS CONDIÇÕES PARA QUE UMA PESSOA
SEJA BATIZADA?
Se o batismo é a marca da fé, a condição para que uma pessoa o
receba é crer em Jesus Cristo. Em Atos 8.26-40, está registrada a
história da conversão e do batismo de um alto funcionário da Etiópia
por meio de Filipe, discípulo de Jesus. No final desse texto, está
escrito: “Enquanto estavam viajando, chegaram a um lugar onde
havia água. Então o funcionário disse: — Veja! Aqui tem água. Será
que eu não posso ser batizado? Filipe respondeu: — Se o senhor crê
de todo o coração, é claro que pode. E o funcionário disse: — Sim,
eu creio que Jesus Cristo é o Filho de Deus. Ele mandou parar a
carruagem, os dois entraram na água, e Filipe o batizou ali, vv.36-
38”.
EM SUA OPINIÃO, QUAIS SÃO OS SIGNIFICADOS
DO BATISMO?
1. Purificação dos pecados;
2. Identificação com Cristo: morte e ressurreição para uma
nova vida;
3. Identificação com a Igreja de Jesus e compromisso com
uma Igreja local;
CEIA DO SENHOR
A Ceia do Senhor é uma refeição cerimonial que relembra e celebra
a morte e a ressurreição de Jesus em favor dos seres humanos
pecadores. Foi instituída pelo próprio Jesus alguns dias antes de
sua morte. Mateus 26.26-30
De acordo com o texto, dois são os elementos da Ceia: o pão e o
vinho. O pão simboliza o corpo de Jesus. Ao ser partido, aponta
para os ferimentos sofridos por ele em sua crucificação. O vinho
simboliza o sangue de Jesus, o qual foi derramado pelos ferimentos
por ele sofridos. O pão, além de simbolizar o corpo de Cristo, aponta
também para a Igreja, para a comunhão dos irmãos na família de
Deus, para o mandamento do amor ao próximo. Por sua vez, o
vinho, ao simbolizar o sangue de Jesus, que tem poder para perdoar
os pecados, aponta para a comunhão entre Deus e os seres
humanos, para o mandamento do amor a Deus
DÍZIMOS E OFERTAS
O dízimo é um princípio da Bíblia Sagrada que estabelece que 10 por cento
da renda de uma pessoa devem ser dados ou devolvidos a Deus, em
confiança e gratidão pela sua provisão. Foi instituído como lei no Antigo
Testamento, por meio de Moisés. Como, na época, a economia era baseada
na agricultura e pecuária, o dízimo era dado a partir das colheitas e dos
animais. Está escrito, em Levítico 30-33:
A décima parte das colheitas, tanto dos cereais como das
frutas, pertence a Deus, o Senhor, e será dada a ele. Se o dono
quiser tornar a comprar alguma porção dessa décima parte,
pagará o preço marcado, mais um quinto. De cada dez animais
domésticos um pertence a Deus, o Senhor. Quando o dono
contar o seu gado e as suas ovelhas e cabras, cada décimo
animal pertencerá ao Senhor, qualquer que seja a condição do
animal. O dono não poderá trocar um animal por outro. Mas, se
houver troca, então os dois animais pertencem ao Senhor e
não poderão ser comprados de novo.
A oferta, apesar de também ter o caráter de doação de
dinheiro e/ou bens, tem um caráter distinto do dízimo.
Enquanto o dízimo é um mandamento, a oferta é algo
voluntário, feito de acordo com o desejo do doador, e
baseada em sua generosidade. O apóstolo Paulo escreveu:
Lembrem disto: quem planta pouco colhe pouco; quem planta
muito colhe muito. Que cada um dê a sua oferta conforme
resolveu no seu coração, não com tristeza nem por obrigação,
pois Deus ama quem dá com alegria. E Deus pode dar muito
mais do que vocês precisam para que vocês tenham sempre
tudo o que necessitam e ainda mais do que o necessário para
fazerem todo tipo de boas obras. 2Coríntios 9.6-8.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Ebook ceia senhor_ryle
Ebook ceia senhor_ryleEbook ceia senhor_ryle
Ebook ceia senhor_rylePaulo Costa
 
PASCOA 2014 .... A nossa Páscoa (4/4)
PASCOA 2014 .... A nossa Páscoa (4/4)PASCOA 2014 .... A nossa Páscoa (4/4)
PASCOA 2014 .... A nossa Páscoa (4/4)Luís Carvalho
 
P1210 corpus
P1210 corpusP1210 corpus
P1210 corpuspsmiguel
 
Aceiadosenhor
AceiadosenhorAceiadosenhor
AceiadosenhorVidelk
 
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de CorintoProjeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de CorintoNatalino das Neves Neves
 
A importância da Ceia do Senhor para a formação espiritual da comunidade de m...
A importância da Ceia do Senhor para a formação espiritual da comunidade de m...A importância da Ceia do Senhor para a formação espiritual da comunidade de m...
A importância da Ceia do Senhor para a formação espiritual da comunidade de m...Márcio Batista
 
2a. Coríntios Capítulo 3 - Ministério da Graça.
2a. Coríntios Capítulo 3 - Ministério da Graça.2a. Coríntios Capítulo 3 - Ministério da Graça.
2a. Coríntios Capítulo 3 - Ministério da Graça.Márcio Pereira
 
PROJEÇÃO_JOVENS_Lição 1 - A Primeira Carta de Paulo à igreja de Corinto
PROJEÇÃO_JOVENS_Lição 1 - A Primeira Carta de Paulo à igreja de CorintoPROJEÇÃO_JOVENS_Lição 1 - A Primeira Carta de Paulo à igreja de Corinto
PROJEÇÃO_JOVENS_Lição 1 - A Primeira Carta de Paulo à igreja de CorintoPastor Natalino Das Neves
 
Lição 10 - O Dia da Expiação
Lição 10 - O Dia da ExpiaçãoLição 10 - O Dia da Expiação
Lição 10 - O Dia da ExpiaçãoÉder Tomé
 
Pensamentos Elevados #12: O sangue Lv 17.11
Pensamentos Elevados #12: O sangue Lv 17.11Pensamentos Elevados #12: O sangue Lv 17.11
Pensamentos Elevados #12: O sangue Lv 17.11Andre Nascimento
 
Aula Jonatas 29: A morte de João Batista
Aula Jonatas 29: A morte de João BatistaAula Jonatas 29: A morte de João Batista
Aula Jonatas 29: A morte de João BatistaAndre Nascimento
 
Lição 11 - As festas de Israel e o Ano do Jubileu
Lição 11 - As festas de Israel e o Ano do JubileuLição 11 - As festas de Israel e o Ano do Jubileu
Lição 11 - As festas de Israel e o Ano do JubileuÉder Tomé
 
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 1 - A Primeira Carta de Paulo à igreja de Corinto
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 1 - A Primeira Carta de Paulo à igreja de CorintoPRELEÇÃO_JOVENS_Lição 1 - A Primeira Carta de Paulo à igreja de Corinto
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 1 - A Primeira Carta de Paulo à igreja de CorintoPastor Natalino Das Neves
 
A Ceia do Senhor - Apresentação
A Ceia do Senhor - ApresentaçãoA Ceia do Senhor - Apresentação
A Ceia do Senhor - ApresentaçãoMárcio Melânia
 

Mais procurados (20)

Ebook ceia senhor_ryle
Ebook ceia senhor_ryleEbook ceia senhor_ryle
Ebook ceia senhor_ryle
 
PASCOA 2014 .... A nossa Páscoa (4/4)
PASCOA 2014 .... A nossa Páscoa (4/4)PASCOA 2014 .... A nossa Páscoa (4/4)
PASCOA 2014 .... A nossa Páscoa (4/4)
 
P1310 corpus christi
P1310 corpus christiP1310 corpus christi
P1310 corpus christi
 
P1210 corpus
P1210 corpusP1210 corpus
P1210 corpus
 
Aceiadosenhor
AceiadosenhorAceiadosenhor
Aceiadosenhor
 
Ceia do Senhor
Ceia do SenhorCeia do Senhor
Ceia do Senhor
 
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de CorintoProjeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
Projeção_2021 2 tri_lbj_licao_2_Ação de Graças pela Igreja de Corinto
 
A importância da Ceia do Senhor para a formação espiritual da comunidade de m...
A importância da Ceia do Senhor para a formação espiritual da comunidade de m...A importância da Ceia do Senhor para a formação espiritual da comunidade de m...
A importância da Ceia do Senhor para a formação espiritual da comunidade de m...
 
2a. Coríntios Capítulo 3 - Ministério da Graça.
2a. Coríntios Capítulo 3 - Ministério da Graça.2a. Coríntios Capítulo 3 - Ministério da Graça.
2a. Coríntios Capítulo 3 - Ministério da Graça.
 
PROJEÇÃO_JOVENS_Lição 1 - A Primeira Carta de Paulo à igreja de Corinto
PROJEÇÃO_JOVENS_Lição 1 - A Primeira Carta de Paulo à igreja de CorintoPROJEÇÃO_JOVENS_Lição 1 - A Primeira Carta de Paulo à igreja de Corinto
PROJEÇÃO_JOVENS_Lição 1 - A Primeira Carta de Paulo à igreja de Corinto
 
05 A Páscoa e a Ceia do Senhor
05   A Páscoa e a Ceia do Senhor05   A Páscoa e a Ceia do Senhor
05 A Páscoa e a Ceia do Senhor
 
Lição 10 - O Dia da Expiação
Lição 10 - O Dia da ExpiaçãoLição 10 - O Dia da Expiação
Lição 10 - O Dia da Expiação
 
A ultima ceia apresentação
A ultima ceia apresentaçãoA ultima ceia apresentação
A ultima ceia apresentação
 
O discípulo e o dízimo
O discípulo e o dízimoO discípulo e o dízimo
O discípulo e o dízimo
 
Pensamentos Elevados #12: O sangue Lv 17.11
Pensamentos Elevados #12: O sangue Lv 17.11Pensamentos Elevados #12: O sangue Lv 17.11
Pensamentos Elevados #12: O sangue Lv 17.11
 
Lição 12ª Santa Ceia
Lição 12ª  Santa CeiaLição 12ª  Santa Ceia
Lição 12ª Santa Ceia
 
Aula Jonatas 29: A morte de João Batista
Aula Jonatas 29: A morte de João BatistaAula Jonatas 29: A morte de João Batista
Aula Jonatas 29: A morte de João Batista
 
Lição 11 - As festas de Israel e o Ano do Jubileu
Lição 11 - As festas de Israel e o Ano do JubileuLição 11 - As festas de Israel e o Ano do Jubileu
Lição 11 - As festas de Israel e o Ano do Jubileu
 
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 1 - A Primeira Carta de Paulo à igreja de Corinto
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 1 - A Primeira Carta de Paulo à igreja de CorintoPRELEÇÃO_JOVENS_Lição 1 - A Primeira Carta de Paulo à igreja de Corinto
PRELEÇÃO_JOVENS_Lição 1 - A Primeira Carta de Paulo à igreja de Corinto
 
A Ceia do Senhor - Apresentação
A Ceia do Senhor - ApresentaçãoA Ceia do Senhor - Apresentação
A Ceia do Senhor - Apresentação
 

Destaque

Apostila Treinamento de Líderes de Células - Pequenos Grupos
Apostila Treinamento de Líderes de Células - Pequenos GruposApostila Treinamento de Líderes de Células - Pequenos Grupos
Apostila Treinamento de Líderes de Células - Pequenos GruposChristian Lepelletier
 
Discipulado e a unidade do corpo de cristo
Discipulado e a unidade do corpo de cristoDiscipulado e a unidade do corpo de cristo
Discipulado e a unidade do corpo de cristoSidinei Kauer
 
Aula 05 membresia para o site
Aula 05   membresia para o siteAula 05   membresia para o site
Aula 05 membresia para o sitepbmarcelo
 
Células show de bola como preparar um encontro que edifica
Células show de bola   como preparar um encontro que edificaCélulas show de bola   como preparar um encontro que edifica
Células show de bola como preparar um encontro que edificaDavison Almeida
 
Onde estamos e para onde estamos indo
Onde estamos e para onde estamos indoOnde estamos e para onde estamos indo
Onde estamos e para onde estamos indoFlavio Brim
 
Por que discipulado?
Por que discipulado?Por que discipulado?
Por que discipulado?Sidinei Kauer
 
Vença a decepção!
Vença a decepção!Vença a decepção!
Vença a decepção!Sidinei Kauer
 
Para Vós e Vossos Filhos - O Batismo Cristão - Paulo Anglada
Para Vós e Vossos Filhos - O Batismo Cristão - Paulo AngladaPara Vós e Vossos Filhos - O Batismo Cristão - Paulo Anglada
Para Vós e Vossos Filhos - O Batismo Cristão - Paulo AngladaHilton da Silva
 
Discipulado profundo, uma introdução
Discipulado profundo, uma introduçãoDiscipulado profundo, uma introdução
Discipulado profundo, uma introduçãoSidinei Kauer
 
Discipulado meu foco
Discipulado meu focoDiscipulado meu foco
Discipulado meu focoSidinei Kauer
 
Sacrametos sinais visiveis
Sacrametos sinais visiveisSacrametos sinais visiveis
Sacrametos sinais visiveisPaulo Kuke
 
O primeiro mandamento
O primeiro mandamentoO primeiro mandamento
O primeiro mandamentoSidinei Kauer
 
Grupos de evangelismo e transformação gt e ge as quatro colunas do mda
Grupos de evangelismo e transformação gt e ge as quatro colunas do mdaGrupos de evangelismo e transformação gt e ge as quatro colunas do mda
Grupos de evangelismo e transformação gt e ge as quatro colunas do mdaSidinei Kauer
 

Destaque (20)

Aula de membresia 1
Aula de membresia   1Aula de membresia   1
Aula de membresia 1
 
Aula de Membresia - 2
Aula de Membresia - 2 Aula de Membresia - 2
Aula de Membresia - 2
 
Célula nota 10
Célula nota 10Célula nota 10
Célula nota 10
 
Apostila Treinamento de Líderes de Células - Pequenos Grupos
Apostila Treinamento de Líderes de Células - Pequenos GruposApostila Treinamento de Líderes de Células - Pequenos Grupos
Apostila Treinamento de Líderes de Células - Pequenos Grupos
 
Discipulado e a unidade do corpo de cristo
Discipulado e a unidade do corpo de cristoDiscipulado e a unidade do corpo de cristo
Discipulado e a unidade do corpo de cristo
 
Resumão
ResumãoResumão
Resumão
 
Aula 05 membresia para o site
Aula 05   membresia para o siteAula 05   membresia para o site
Aula 05 membresia para o site
 
Natanael 3
Natanael 3 Natanael 3
Natanael 3
 
Células show de bola como preparar um encontro que edifica
Células show de bola   como preparar um encontro que edificaCélulas show de bola   como preparar um encontro que edifica
Células show de bola como preparar um encontro que edifica
 
Projeto natanael 3
Projeto natanael 3Projeto natanael 3
Projeto natanael 3
 
Onde estamos e para onde estamos indo
Onde estamos e para onde estamos indoOnde estamos e para onde estamos indo
Onde estamos e para onde estamos indo
 
Propósitos 2017
Propósitos 2017Propósitos 2017
Propósitos 2017
 
Por que discipulado?
Por que discipulado?Por que discipulado?
Por que discipulado?
 
Vença a decepção!
Vença a decepção!Vença a decepção!
Vença a decepção!
 
Para Vós e Vossos Filhos - O Batismo Cristão - Paulo Anglada
Para Vós e Vossos Filhos - O Batismo Cristão - Paulo AngladaPara Vós e Vossos Filhos - O Batismo Cristão - Paulo Anglada
Para Vós e Vossos Filhos - O Batismo Cristão - Paulo Anglada
 
Discipulado profundo, uma introdução
Discipulado profundo, uma introduçãoDiscipulado profundo, uma introdução
Discipulado profundo, uma introdução
 
Discipulado meu foco
Discipulado meu focoDiscipulado meu foco
Discipulado meu foco
 
Sacrametos sinais visiveis
Sacrametos sinais visiveisSacrametos sinais visiveis
Sacrametos sinais visiveis
 
O primeiro mandamento
O primeiro mandamentoO primeiro mandamento
O primeiro mandamento
 
Grupos de evangelismo e transformação gt e ge as quatro colunas do mda
Grupos de evangelismo e transformação gt e ge as quatro colunas do mdaGrupos de evangelismo e transformação gt e ge as quatro colunas do mda
Grupos de evangelismo e transformação gt e ge as quatro colunas do mda
 

Semelhante a Batismo, Ceia do Senhor, Dízimos e Ofertas: Significados Cristãos

Rituais e cerimônias da igreja_Lição da Escola Sabatina_original_com_textos
Rituais e cerimônias da igreja_Lição da Escola Sabatina_original_com_textos Rituais e cerimônias da igreja_Lição da Escola Sabatina_original_com_textos
Rituais e cerimônias da igreja_Lição da Escola Sabatina_original_com_textos Gerson G. Ramos
 
Sacramentos: Batismo e Ceia
Sacramentos: Batismo e Ceia Sacramentos: Batismo e Ceia
Sacramentos: Batismo e Ceia Geversom Sousa
 
Lição 8 - A ordenança da Ceia do Senhor
Lição 8 - A ordenança da Ceia do SenhorLição 8 - A ordenança da Ceia do Senhor
Lição 8 - A ordenança da Ceia do SenhorÉder Tomé
 
Rituais e cerimônias da igreja_Resumo_Liç_942012_Esc_Sab.
Rituais e cerimônias da igreja_Resumo_Liç_942012_Esc_Sab.Rituais e cerimônias da igreja_Resumo_Liç_942012_Esc_Sab.
Rituais e cerimônias da igreja_Resumo_Liç_942012_Esc_Sab.Gerson G. Ramos
 
Lição 07 - A ordenança do batismo em águas
Lição 07 - A ordenança do batismo em águasLição 07 - A ordenança do batismo em águas
Lição 07 - A ordenança do batismo em águasÉder Tomé
 
Lição 9 - O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja.pptx
Lição 9 - O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja.pptxLição 9 - O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja.pptx
Lição 9 - O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja.pptxCelso Napoleon
 
A importância de ser Batizado.pdf
A importância de ser Batizado.pdfA importância de ser Batizado.pdf
A importância de ser Batizado.pdfJooAlbertoSoaresdaSi
 
Sacramentos Catequese para os adultos.pptx
Sacramentos Catequese para os adultos.pptxSacramentos Catequese para os adultos.pptx
Sacramentos Catequese para os adultos.pptxDevairJose1
 
Culto dos Juniores - 07.12.21.pptx
Culto dos Juniores - 07.12.21.pptxCulto dos Juniores - 07.12.21.pptx
Culto dos Juniores - 07.12.21.pptxRosaleeCunha
 
Rito do-batismo-de-crianca 02
Rito do-batismo-de-crianca 02Rito do-batismo-de-crianca 02
Rito do-batismo-de-crianca 02torrasko
 
ESTUDO PREPARATÓRIO AO BATISMO.docx
ESTUDO PREPARATÓRIO AO BATISMO.docxESTUDO PREPARATÓRIO AO BATISMO.docx
ESTUDO PREPARATÓRIO AO BATISMO.docxJooAlbertoSoaresdaSi
 
Lição 2 a salvação na páscoa judaica
Lição 2  a salvação na páscoa judaicaLição 2  a salvação na páscoa judaica
Lição 2 a salvação na páscoa judaicaJunior Miranda
 
Mensagem de bento xvi para a quaresma 2011
Mensagem de bento xvi para a quaresma 2011Mensagem de bento xvi para a quaresma 2011
Mensagem de bento xvi para a quaresma 2011Nuno Bessa
 
O QUE É O BATISMO.pdf
O QUE É O BATISMO.pdfO QUE É O BATISMO.pdf
O QUE É O BATISMO.pdfSEDUC-PA
 
Escola Sabatina IASD Lição 3 Sacrifício
Escola Sabatina IASD Lição 3 SacrifícioEscola Sabatina IASD Lição 3 Sacrifício
Escola Sabatina IASD Lição 3 SacrifícioEdislanhe Lima
 

Semelhante a Batismo, Ceia do Senhor, Dízimos e Ofertas: Significados Cristãos (20)

Rituais e cerimônias da igreja_Lição da Escola Sabatina_original_com_textos
Rituais e cerimônias da igreja_Lição da Escola Sabatina_original_com_textos Rituais e cerimônias da igreja_Lição da Escola Sabatina_original_com_textos
Rituais e cerimônias da igreja_Lição da Escola Sabatina_original_com_textos
 
Sacramentos: Batismo e Ceia
Sacramentos: Batismo e Ceia Sacramentos: Batismo e Ceia
Sacramentos: Batismo e Ceia
 
Lição 8 - A ordenança da Ceia do Senhor
Lição 8 - A ordenança da Ceia do SenhorLição 8 - A ordenança da Ceia do Senhor
Lição 8 - A ordenança da Ceia do Senhor
 
Rituais e cerimônias da igreja_Resumo_Liç_942012_Esc_Sab.
Rituais e cerimônias da igreja_Resumo_Liç_942012_Esc_Sab.Rituais e cerimônias da igreja_Resumo_Liç_942012_Esc_Sab.
Rituais e cerimônias da igreja_Resumo_Liç_942012_Esc_Sab.
 
Apostila treinamento-para-batismo
Apostila treinamento-para-batismoApostila treinamento-para-batismo
Apostila treinamento-para-batismo
 
Lição 07 - A ordenança do batismo em águas
Lição 07 - A ordenança do batismo em águasLição 07 - A ordenança do batismo em águas
Lição 07 - A ordenança do batismo em águas
 
Pré revisão 2
Pré revisão 2Pré revisão 2
Pré revisão 2
 
Lição 9 - O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja.pptx
Lição 9 - O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja.pptxLição 9 - O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja.pptx
Lição 9 - O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja.pptx
 
A importância de ser Batizado.pdf
A importância de ser Batizado.pdfA importância de ser Batizado.pdf
A importância de ser Batizado.pdf
 
Sacramentos Catequese para os adultos.pptx
Sacramentos Catequese para os adultos.pptxSacramentos Catequese para os adultos.pptx
Sacramentos Catequese para os adultos.pptx
 
Culto dos Juniores - 07.12.21.pptx
Culto dos Juniores - 07.12.21.pptxCulto dos Juniores - 07.12.21.pptx
Culto dos Juniores - 07.12.21.pptx
 
O batismo em águas
O batismo em águasO batismo em águas
O batismo em águas
 
Rito do-batismo-de-crianca 02
Rito do-batismo-de-crianca 02Rito do-batismo-de-crianca 02
Rito do-batismo-de-crianca 02
 
ESTUDO PREPARATÓRIO AO BATISMO.docx
ESTUDO PREPARATÓRIO AO BATISMO.docxESTUDO PREPARATÓRIO AO BATISMO.docx
ESTUDO PREPARATÓRIO AO BATISMO.docx
 
Lição 2 a salvação na páscoa judaica
Lição 2  a salvação na páscoa judaicaLição 2  a salvação na páscoa judaica
Lição 2 a salvação na páscoa judaica
 
Mensagem de bento xvi para a quaresma 2011
Mensagem de bento xvi para a quaresma 2011Mensagem de bento xvi para a quaresma 2011
Mensagem de bento xvi para a quaresma 2011
 
O QUE É O BATISMO.pdf
O QUE É O BATISMO.pdfO QUE É O BATISMO.pdf
O QUE É O BATISMO.pdf
 
Lição 3
Lição 3Lição 3
Lição 3
 
Lição 3 - A vida do Novo Convertido
Lição 3 - A vida do Novo ConvertidoLição 3 - A vida do Novo Convertido
Lição 3 - A vida do Novo Convertido
 
Escola Sabatina IASD Lição 3 Sacrifício
Escola Sabatina IASD Lição 3 SacrifícioEscola Sabatina IASD Lição 3 Sacrifício
Escola Sabatina IASD Lição 3 Sacrifício
 

Último

Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfangelicass1
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 anoAdelmaTorres2
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfErasmo Portavoz
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfEyshilaKelly1
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosAntnyoAllysson
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdfProfGleide
 
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino FundamentalCartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamentalgeone480617
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfIedaGoethe
 

Último (20)

Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
 
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppttreinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
 
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino FundamentalCartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
 

Batismo, Ceia do Senhor, Dízimos e Ofertas: Significados Cristãos

  • 1. A CONSOLIDAÇÃO DA VIDA CRISTÃ
  • 2. O BATISMO Para você, o que é o batismo? Qual a sua importância? • A palavra batismo tem sua origem no verbo grego baptizo, que significa imergir, banhar, lavar, derramar, cobrir ou tingir. Esse verbo era usado, por exemplo, quando se mergulhava um pano branco em tinta vermelha para tingi-lo. Quanto à fé cristã, refere-se ao evento em que um crente em Jesus Cristo, em confirmação pública de sua fé, é submergido em água. • Por que o batismo é realizado? Batizar os convertidos foi uma ordem dada por Jesus aos seus discípulos. Ele disse: Deus me deu todo o poder no céu e na terra. Portanto, vão a todos os povos do mundo e façam com que sejam meus seguidores, batizando esses seguidores em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo e ensinando-os a obedecer a tudo o que tenho ordenado a vocês. Mateus 28.18-20
  • 3. QUAIS SÃO AS CONDIÇÕES PARA QUE UMA PESSOA SEJA BATIZADA? Se o batismo é a marca da fé, a condição para que uma pessoa o receba é crer em Jesus Cristo. Em Atos 8.26-40, está registrada a história da conversão e do batismo de um alto funcionário da Etiópia por meio de Filipe, discípulo de Jesus. No final desse texto, está escrito: “Enquanto estavam viajando, chegaram a um lugar onde havia água. Então o funcionário disse: — Veja! Aqui tem água. Será que eu não posso ser batizado? Filipe respondeu: — Se o senhor crê de todo o coração, é claro que pode. E o funcionário disse: — Sim, eu creio que Jesus Cristo é o Filho de Deus. Ele mandou parar a carruagem, os dois entraram na água, e Filipe o batizou ali, vv.36- 38”.
  • 4. EM SUA OPINIÃO, QUAIS SÃO OS SIGNIFICADOS DO BATISMO? 1. Purificação dos pecados; 2. Identificação com Cristo: morte e ressurreição para uma nova vida; 3. Identificação com a Igreja de Jesus e compromisso com uma Igreja local;
  • 5. CEIA DO SENHOR A Ceia do Senhor é uma refeição cerimonial que relembra e celebra a morte e a ressurreição de Jesus em favor dos seres humanos pecadores. Foi instituída pelo próprio Jesus alguns dias antes de sua morte. Mateus 26.26-30 De acordo com o texto, dois são os elementos da Ceia: o pão e o vinho. O pão simboliza o corpo de Jesus. Ao ser partido, aponta para os ferimentos sofridos por ele em sua crucificação. O vinho simboliza o sangue de Jesus, o qual foi derramado pelos ferimentos por ele sofridos. O pão, além de simbolizar o corpo de Cristo, aponta também para a Igreja, para a comunhão dos irmãos na família de Deus, para o mandamento do amor ao próximo. Por sua vez, o vinho, ao simbolizar o sangue de Jesus, que tem poder para perdoar os pecados, aponta para a comunhão entre Deus e os seres humanos, para o mandamento do amor a Deus
  • 6. DÍZIMOS E OFERTAS O dízimo é um princípio da Bíblia Sagrada que estabelece que 10 por cento da renda de uma pessoa devem ser dados ou devolvidos a Deus, em confiança e gratidão pela sua provisão. Foi instituído como lei no Antigo Testamento, por meio de Moisés. Como, na época, a economia era baseada na agricultura e pecuária, o dízimo era dado a partir das colheitas e dos animais. Está escrito, em Levítico 30-33: A décima parte das colheitas, tanto dos cereais como das frutas, pertence a Deus, o Senhor, e será dada a ele. Se o dono quiser tornar a comprar alguma porção dessa décima parte, pagará o preço marcado, mais um quinto. De cada dez animais domésticos um pertence a Deus, o Senhor. Quando o dono contar o seu gado e as suas ovelhas e cabras, cada décimo animal pertencerá ao Senhor, qualquer que seja a condição do animal. O dono não poderá trocar um animal por outro. Mas, se houver troca, então os dois animais pertencem ao Senhor e não poderão ser comprados de novo.
  • 7. A oferta, apesar de também ter o caráter de doação de dinheiro e/ou bens, tem um caráter distinto do dízimo. Enquanto o dízimo é um mandamento, a oferta é algo voluntário, feito de acordo com o desejo do doador, e baseada em sua generosidade. O apóstolo Paulo escreveu: Lembrem disto: quem planta pouco colhe pouco; quem planta muito colhe muito. Que cada um dê a sua oferta conforme resolveu no seu coração, não com tristeza nem por obrigação, pois Deus ama quem dá com alegria. E Deus pode dar muito mais do que vocês precisam para que vocês tenham sempre tudo o que necessitam e ainda mais do que o necessário para fazerem todo tipo de boas obras. 2Coríntios 9.6-8.