SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 14
O filo Arthropoda (Artrópodes) é um conjunto muito grande de animais, o
maior grupo com espécies descritas. A enorme diversidade de adaptação
destes animais permite que sobrevivam em todos os habitats. São animais
que, como os anelídeos, apresentam metameria (corpo segmentado), embora
em aracnídeos e crustáceos haja uma tendência de diminuição desta
metameria e, em ácaros e caranguejos ela não existe. Compreende o grupo
dos insetos, crustáceos, aracnídeos, quilópodes e diplópodes. Apesar dos
artrópodes competirem com o Homem por alimento e provocarem doenças,
são essenciais para a polinização de muitas plantas e são também utilizados
como alimento e para a produção de produtos como a seda, o mel e a cera.
São chamados de artrópodes todos os animais invertebrados que possuem o corpo com
partes articuladas, como as patas ou pernas. Esse filo de animais é o mais diversificado do
planeta, com mais de um milhão de espécies conhecidas.
Os artrópodes apresentam um esqueleto externo chamado de exoesqueleto, que é
constituído por um carboidrato chamado de quitina - parte integrante do exoesqueleto de
artrópodes (insetos e crustáceos). Devido a sua presença o processo de cresimento destes
animais é descontínuo - ocorre a denominada muda ou ecdise.
O exoesqueleto é muito duro e resistente e protege o corpo do animal como uma
armadura. Em artrópodes terrestres o exoesqueleto é coberto por uma cera impermeável
que impede a desidratação, ou seja, a perda de água para o ambiente. Por possuírem o corpo
revestido pelo exoesqueleto, os artrópodes não crescem continuamente e, dessa forma,
precisam trocá-lo algumas vezes para que consigam crescer. A troca do exoesqueleto se
chama muda ou ecdise e pode ocorrer diversas vezes ao longo da vida do animal.
• A principal característica que diferencia os astrópodes dos demais invertebrados são as
patas articuladas. Foi essa característica que deu o nome ao grupo, pois a expressão patas
articuladas vem do grego: artro , que significa "articulação", e podos ,
"patas"
• As patas articuladas permitem que o animal possa realizar vários movimentos diferentes,
muitos deles bem definidos e elaborados. Além de uma locomoção muito eficiente, as patas
articuladas apresentam outras vantagens para o animal, pois auxiliam na sua defesa e na captura
de alimento. No dia-a-dia, é fácil observar nas formigas, por exemplo, a atividade que essas patas
permitem.
• Além das patas articuladas, outra característica importante dos artrópodes é a presença de
um reforço externo: o exoesqueleto. Ele é resistente, impermeável e é constituído de sais de
quitina, que é um tipo de "açúcar"
• O exoesqueleto reveste e protege o corpo desses animais de muitos perigos externos e
também evita que eles percam água. É uma importante adaptação ao ambiente terrestre.
• Embora ofereça proteção, o exoesqueleto limita o tamanho do animal, pois não acompanha o
crescimento do corpo. Quando esse exoesqueleto fica pequeno, ocorre a muda. Nesse fenômeno,
o exoesqueleto antigo se desprende do corpo do animal e é trocado pelo novo, que já está
formado.
• Ambientes Os artrópodes habitam praticamente todo o tipo de ambiente : aquático e
terrestre e representam os únicos invertebrados voadores. Existem representantes parasitas e
simbióticos . Há registros fósseis de artrópodes desde o período Cambriano .
Ao sofrer a muda, as células da epiderme do artrópode secretam um novo exoesqueleto
embaixo do exoesqueleto antigo, que se racha permitindo que o artrópode saia com seu novo
exoesqueleto. O exoesqueleto novo é muito flexível e se adapta ao corpo do animal à medida que
ele cresce. Depois de alguns minutos ou horas, esse exoesqueleto novo endurece e o animal para
de crescer. Ao exoesqueleto antigo damos o nome de exúvia.
Os artrópodes são subdivididos em classes de acordo com alguns critérios, como a divisão do corpo
e o número de apêndices apresentados (por exemplo: número de patas, antenas etc.). Entre as
classes de artrópodes, podemos citar:
• Crustáceos
• Aracnídeos
• Quilópodes
• Diplópodes
• Insetos.
• Os artrópodes dividem-se em: carnívoros, herbívoros e aqueles que
comem matérias em decomposição.
• O tipo de apêndice bucal varia de acordo com o tipo de de alimento
• As aranhas possuem quelíceras, apêndices com os quais injetam veneno para
paralisar suas presas.
• Os mosquitos possuem um aparelho para picar e chupar o sangue. As
borboletas possuem um órgão que se enrola.
A respiração ocorre através da superfície do corpo, de brânquias , de traquéias ou de
pulmões laminares. A maioria dos artrópodes terrestres tem um sistema de traquéias
altamente eficiente, que entrega o oxigênio diretamente aos tecidos, permitindo uma
elevada taxa metabólica. Este sistema limita igualmente o tamanho destes seres vivos.
Os artrópodes aquáticos respiram principalmente por um sistema de brânquias,
igualmente eficiente .
• Respiração Traqueal: As traquéias formam um sistema de tubos aéreos, revestidos
por quitina, que conduzem o ar diretamente aos tecidos do corpo. O fluxo do ar é
regulado pela abertura e pelo fechamento de poros especiais situados no
exoesqueleto, denominados estigmas. Existem em insetos, aracnídeos, quilópodes e
diplópodes. Na respiração traqueal, o sangue não participa;todo o transporte gasoso é
feito pelas traquéias .
• Nesse filo todos apresentam reprodução sexuada.
• Os aracnídeos são dióicos e reproduzem-se por fecundação interna, e
produzem ovos , de onde saem indivíduos imaturos , mas semelhantes aos
progenitores ; ou seja , apresentam desenvolvimento direto.
Os crustáceos têm fecundação interna com sexos separados, que se podem
distinguir como apêndices especializados, normalmente no último segmento
torácico. Algumas espécies apresentam mesmo dimorfismo sexual , não só em
termos do tamanho, mas também de outras características: no caranguejo do
mangue Scylla serrata , uma espécie abundante da região indo-pacífica , a
fêmea é maior que o macho e têm o abdomen mais largo, podendo assim
incubar os ovos com maior segurança.
• Os quilópodes a sua reprodução é sexuada com os sexos separados,
existindo frequentemente cuidados parentais prolongados. A fecundação é
interna, com o macho a transferir espermatozóide para o corpo da fêmea de
uma forma muito semelhante à dos aracnídeos . Em outros casos, o
espermatozóide é apenas abandonado pelo macho, de forma ser encontrado
pela fêmea, que o recolhe.
• Os diplópodes a reprodução é sexuada e os sexos são separados. O macho
apresenta apêndices especializados na fecundação interna – gonopódos. A
fêmea coloca os ovos num "ninho" no solo e as crias passam por 7
estádios larvares diferentes até atingirem a fase adulta(Desenvolvimento
indireto)
Os Insetos têm sexos separados e a sua fecundação é interna. São animais
ovíparos, que podem apresentar três tipos de desenvolvimento:
• Direto ,sem metamorfose: desenvolvido ametábolo (a = sem, metábolo =
mudança). Ex.: traça-dos-livros. Do ovo eclode um jovem semelhante ao adulto.
• Indireto, com metamorfose gradual ou incompleta : desenvolvimento
hemimetábolo (hemi = meio). Exs.: gafanhoto, barata, percevejo. Do ovo eclode
uma forma chamada ninfa, que é semelhante ao adulto (ou imago), mas que não tem
asas desenvolvidas.
• Indireto, com metamorfose completa : desenvolvimento holometábolo
(holo = total). Exs: Borboletas, moscas e pulgas. Do ovo eclode uma larva,
também chamada lagarta, bastante distinta do adulto. Essa larva passa por
um período que se alimenta ativamente, para depois entrar em estágio
denominado pupa, quando ocorre a metamorfose: a larva se transforma no
adulto ou imago, que emerge completamente formado. As larvas de algumas
espécies de borboleta ou de mariposas produzem um casulo que protege a
pupa. Depois de adulto, o inseto holometábolo não sofre mais mudas e,
portanto, não cresce mais. A fase da larva pode durar de meses até mais de
um ano, e a fase adulta pode durar de uma semana á alguns meses. A
duração dessas fases depende da espécie.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

Artropodes
ArtropodesArtropodes
Artropodes
 
Filo Moluscos (Power Point)
Filo Moluscos (Power Point)Filo Moluscos (Power Point)
Filo Moluscos (Power Point)
 
Artrópodes
ArtrópodesArtrópodes
Artrópodes
 
Aula vertebrados I - Peixes, anfíbios e répteis
Aula vertebrados I - Peixes, anfíbios e répteisAula vertebrados I - Peixes, anfíbios e répteis
Aula vertebrados I - Peixes, anfíbios e répteis
 
Os invertebrados
Os invertebrados Os invertebrados
Os invertebrados
 
Artropodes agronomia
Artropodes agronomiaArtropodes agronomia
Artropodes agronomia
 
Anelídeos (Power Point)
Anelídeos (Power Point)Anelídeos (Power Point)
Anelídeos (Power Point)
 
Poríferos e cnidários
Poríferos e cnidáriosPoríferos e cnidários
Poríferos e cnidários
 
Protozoarios
ProtozoariosProtozoarios
Protozoarios
 
Anfibios
AnfibiosAnfibios
Anfibios
 
Aula 1 caracteristicas gerais dos animais
Aula 1   caracteristicas gerais dos animaisAula 1   caracteristicas gerais dos animais
Aula 1 caracteristicas gerais dos animais
 
Os moluscos
Os moluscosOs moluscos
Os moluscos
 
Moluscos
MoluscosMoluscos
Moluscos
 
Répteis
RépteisRépteis
Répteis
 
Moluscos - Biologia
Moluscos - BiologiaMoluscos - Biologia
Moluscos - Biologia
 
Moluscos
MoluscosMoluscos
Moluscos
 
Aula 2° ano Ensino Médio: Invertebrados II (Artrópodes e Equinodermos)
Aula 2° ano Ensino Médio: Invertebrados II (Artrópodes e Equinodermos)Aula 2° ano Ensino Médio: Invertebrados II (Artrópodes e Equinodermos)
Aula 2° ano Ensino Médio: Invertebrados II (Artrópodes e Equinodermos)
 
Reino protista protozoarios
Reino protista protozoariosReino protista protozoarios
Reino protista protozoarios
 
Cordados
CordadosCordados
Cordados
 
Zoologia dos Vertebrados
Zoologia dos VertebradosZoologia dos Vertebrados
Zoologia dos Vertebrados
 

Semelhante a Os Artrópodes: animais com corpo segmentado e articulado

Semelhante a Os Artrópodes: animais com corpo segmentado e articulado (20)

20100824122841 artropodes
20100824122841 artropodes20100824122841 artropodes
20100824122841 artropodes
 
20100824122841 artropodes
20100824122841 artropodes20100824122841 artropodes
20100824122841 artropodes
 
Artropodes
ArtropodesArtropodes
Artropodes
 
Artropodes
ArtropodesArtropodes
Artropodes
 
artropodes 2021(1).pptx
artropodes 2021(1).pptxartropodes 2021(1).pptx
artropodes 2021(1).pptx
 
Artópodes
ArtópodesArtópodes
Artópodes
 
001678868.pdf
001678868.pdf001678868.pdf
001678868.pdf
 
Artropodes16082011
Artropodes16082011Artropodes16082011
Artropodes16082011
 
Ecdizoários
EcdizoáriosEcdizoários
Ecdizoários
 
Artrópodes
ArtrópodesArtrópodes
Artrópodes
 
Artrópodes
ArtrópodesArtrópodes
Artrópodes
 
Artrópodes
ArtrópodesArtrópodes
Artrópodes
 
Resumo: Filo Artrópodes
Resumo: Filo ArtrópodesResumo: Filo Artrópodes
Resumo: Filo Artrópodes
 
Artropodes
ArtropodesArtropodes
Artropodes
 
Filo artropoda
Filo artropodaFilo artropoda
Filo artropoda
 
classe insecta.Bio
classe insecta.Bioclasse insecta.Bio
classe insecta.Bio
 
Ap. 3 biologia_2_demo
Ap. 3 biologia_2_demoAp. 3 biologia_2_demo
Ap. 3 biologia_2_demo
 
Trabalho de biologia
Trabalho de biologiaTrabalho de biologia
Trabalho de biologia
 
Artópodes e Equinodermos
Artópodes e EquinodermosArtópodes e Equinodermos
Artópodes e Equinodermos
 
Artrópodes
ArtrópodesArtrópodes
Artrópodes
 

Último

VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOBiatrizGomes1
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxSlides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasCassio Meira Jr.
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoMary Alvarenga
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Centro Jacques Delors
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxIsabelaRafael2
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxIsabellaGomes58
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 anoandrealeitetorres
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOColégio Santa Teresinha
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfEyshilaKelly1
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirIedaGoethe
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 

Último (20)

VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxSlides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 

Os Artrópodes: animais com corpo segmentado e articulado

  • 1.
  • 2. O filo Arthropoda (Artrópodes) é um conjunto muito grande de animais, o maior grupo com espécies descritas. A enorme diversidade de adaptação destes animais permite que sobrevivam em todos os habitats. São animais que, como os anelídeos, apresentam metameria (corpo segmentado), embora em aracnídeos e crustáceos haja uma tendência de diminuição desta metameria e, em ácaros e caranguejos ela não existe. Compreende o grupo dos insetos, crustáceos, aracnídeos, quilópodes e diplópodes. Apesar dos artrópodes competirem com o Homem por alimento e provocarem doenças, são essenciais para a polinização de muitas plantas e são também utilizados como alimento e para a produção de produtos como a seda, o mel e a cera.
  • 3. São chamados de artrópodes todos os animais invertebrados que possuem o corpo com partes articuladas, como as patas ou pernas. Esse filo de animais é o mais diversificado do planeta, com mais de um milhão de espécies conhecidas. Os artrópodes apresentam um esqueleto externo chamado de exoesqueleto, que é constituído por um carboidrato chamado de quitina - parte integrante do exoesqueleto de artrópodes (insetos e crustáceos). Devido a sua presença o processo de cresimento destes animais é descontínuo - ocorre a denominada muda ou ecdise. O exoesqueleto é muito duro e resistente e protege o corpo do animal como uma armadura. Em artrópodes terrestres o exoesqueleto é coberto por uma cera impermeável que impede a desidratação, ou seja, a perda de água para o ambiente. Por possuírem o corpo revestido pelo exoesqueleto, os artrópodes não crescem continuamente e, dessa forma, precisam trocá-lo algumas vezes para que consigam crescer. A troca do exoesqueleto se chama muda ou ecdise e pode ocorrer diversas vezes ao longo da vida do animal.
  • 4. • A principal característica que diferencia os astrópodes dos demais invertebrados são as patas articuladas. Foi essa característica que deu o nome ao grupo, pois a expressão patas articuladas vem do grego: artro , que significa "articulação", e podos , "patas" • As patas articuladas permitem que o animal possa realizar vários movimentos diferentes, muitos deles bem definidos e elaborados. Além de uma locomoção muito eficiente, as patas articuladas apresentam outras vantagens para o animal, pois auxiliam na sua defesa e na captura de alimento. No dia-a-dia, é fácil observar nas formigas, por exemplo, a atividade que essas patas permitem. • Além das patas articuladas, outra característica importante dos artrópodes é a presença de um reforço externo: o exoesqueleto. Ele é resistente, impermeável e é constituído de sais de quitina, que é um tipo de "açúcar" • O exoesqueleto reveste e protege o corpo desses animais de muitos perigos externos e também evita que eles percam água. É uma importante adaptação ao ambiente terrestre. • Embora ofereça proteção, o exoesqueleto limita o tamanho do animal, pois não acompanha o crescimento do corpo. Quando esse exoesqueleto fica pequeno, ocorre a muda. Nesse fenômeno, o exoesqueleto antigo se desprende do corpo do animal e é trocado pelo novo, que já está formado. • Ambientes Os artrópodes habitam praticamente todo o tipo de ambiente : aquático e terrestre e representam os únicos invertebrados voadores. Existem representantes parasitas e simbióticos . Há registros fósseis de artrópodes desde o período Cambriano .
  • 5. Ao sofrer a muda, as células da epiderme do artrópode secretam um novo exoesqueleto embaixo do exoesqueleto antigo, que se racha permitindo que o artrópode saia com seu novo exoesqueleto. O exoesqueleto novo é muito flexível e se adapta ao corpo do animal à medida que ele cresce. Depois de alguns minutos ou horas, esse exoesqueleto novo endurece e o animal para de crescer. Ao exoesqueleto antigo damos o nome de exúvia.
  • 6. Os artrópodes são subdivididos em classes de acordo com alguns critérios, como a divisão do corpo e o número de apêndices apresentados (por exemplo: número de patas, antenas etc.). Entre as classes de artrópodes, podemos citar: • Crustáceos • Aracnídeos • Quilópodes • Diplópodes • Insetos.
  • 7. • Os artrópodes dividem-se em: carnívoros, herbívoros e aqueles que comem matérias em decomposição. • O tipo de apêndice bucal varia de acordo com o tipo de de alimento
  • 8. • As aranhas possuem quelíceras, apêndices com os quais injetam veneno para paralisar suas presas. • Os mosquitos possuem um aparelho para picar e chupar o sangue. As borboletas possuem um órgão que se enrola.
  • 9. A respiração ocorre através da superfície do corpo, de brânquias , de traquéias ou de pulmões laminares. A maioria dos artrópodes terrestres tem um sistema de traquéias altamente eficiente, que entrega o oxigênio diretamente aos tecidos, permitindo uma elevada taxa metabólica. Este sistema limita igualmente o tamanho destes seres vivos. Os artrópodes aquáticos respiram principalmente por um sistema de brânquias, igualmente eficiente . • Respiração Traqueal: As traquéias formam um sistema de tubos aéreos, revestidos por quitina, que conduzem o ar diretamente aos tecidos do corpo. O fluxo do ar é regulado pela abertura e pelo fechamento de poros especiais situados no exoesqueleto, denominados estigmas. Existem em insetos, aracnídeos, quilópodes e diplópodes. Na respiração traqueal, o sangue não participa;todo o transporte gasoso é feito pelas traquéias .
  • 10. • Nesse filo todos apresentam reprodução sexuada. • Os aracnídeos são dióicos e reproduzem-se por fecundação interna, e produzem ovos , de onde saem indivíduos imaturos , mas semelhantes aos progenitores ; ou seja , apresentam desenvolvimento direto. Os crustáceos têm fecundação interna com sexos separados, que se podem distinguir como apêndices especializados, normalmente no último segmento torácico. Algumas espécies apresentam mesmo dimorfismo sexual , não só em termos do tamanho, mas também de outras características: no caranguejo do mangue Scylla serrata , uma espécie abundante da região indo-pacífica , a fêmea é maior que o macho e têm o abdomen mais largo, podendo assim incubar os ovos com maior segurança.
  • 11. • Os quilópodes a sua reprodução é sexuada com os sexos separados, existindo frequentemente cuidados parentais prolongados. A fecundação é interna, com o macho a transferir espermatozóide para o corpo da fêmea de uma forma muito semelhante à dos aracnídeos . Em outros casos, o espermatozóide é apenas abandonado pelo macho, de forma ser encontrado pela fêmea, que o recolhe. • Os diplópodes a reprodução é sexuada e os sexos são separados. O macho apresenta apêndices especializados na fecundação interna – gonopódos. A fêmea coloca os ovos num "ninho" no solo e as crias passam por 7 estádios larvares diferentes até atingirem a fase adulta(Desenvolvimento indireto)
  • 12. Os Insetos têm sexos separados e a sua fecundação é interna. São animais ovíparos, que podem apresentar três tipos de desenvolvimento: • Direto ,sem metamorfose: desenvolvido ametábolo (a = sem, metábolo = mudança). Ex.: traça-dos-livros. Do ovo eclode um jovem semelhante ao adulto.
  • 13. • Indireto, com metamorfose gradual ou incompleta : desenvolvimento hemimetábolo (hemi = meio). Exs.: gafanhoto, barata, percevejo. Do ovo eclode uma forma chamada ninfa, que é semelhante ao adulto (ou imago), mas que não tem asas desenvolvidas.
  • 14. • Indireto, com metamorfose completa : desenvolvimento holometábolo (holo = total). Exs: Borboletas, moscas e pulgas. Do ovo eclode uma larva, também chamada lagarta, bastante distinta do adulto. Essa larva passa por um período que se alimenta ativamente, para depois entrar em estágio denominado pupa, quando ocorre a metamorfose: a larva se transforma no adulto ou imago, que emerge completamente formado. As larvas de algumas espécies de borboleta ou de mariposas produzem um casulo que protege a pupa. Depois de adulto, o inseto holometábolo não sofre mais mudas e, portanto, não cresce mais. A fase da larva pode durar de meses até mais de um ano, e a fase adulta pode durar de uma semana á alguns meses. A duração dessas fases depende da espécie.