SlideShare uma empresa Scribd logo
ARTE
Prof. Jaqueline Lira
Arte é a manifestação da vida
e...
EXISTE VÁRIOS JEITOS DE SE
ENTENDER A VIDA!
VISÃO DE ARTE
Socieda
de
Época
Lugares
Vênus – diferentes visões
Vénus de Willendorf
de 2500 a 2000 a.C.
A Vénus não pretende ser um retrato realista, mas uma idealização da figura feminina. A vulva, seios e
barriga são extremamente volumosos, de onde se infere que tenha uma relação forte com o conceito da
fertilidade.
Vênus de Milo é uma estátua
da Grécia Antiga pertencente
ao acervo do Museu do
Louvre, situado em Paris,
França.
O Nascimento de Vênus é uma obra do pintor italiano Sandro Botticelli. A pintura mostra a Vênus surgindo nua de uma concha sobre
as espumas do mar. A obra ainda apresenta Zéfiro, o vento do Oeste, assoprando na direção da deusa, acompanhado pela ninfa
Clóris. À direita de Vênus, há uma Hora (deusas das estações) que lhe entrega um manto com flores bordadas.
O que é Arte?
O que é Arte?
Cada sociedade, em
épocas e lugares distintos,
define seus padrões
artísticos, e entende a arte
de modos diferentes.
O que é arte para uma
cultura e época pode não
ser para outras.
Mona Lisa também conhecida
como A Gioconda ou ainda Mona
Lisa del Giocondo é a mais notável
e conhecida obra de Leonardo da
Vinci, um dos mais eminentes
homens do Renascimento italiano.
Funções da Arte
CANDIDO PORTINARI,
Retirantes (Retirantes),
1944
Óleo s/ tela 190 x 180 cm.
Col. Museu de Arte de São
Paulo Assis Chateaubriand
São Paulo, Brasil
Contar histórias
Saturno devorando seu filho,
Francisco Goya
Saturno é a divindade romana mais complexa, conhecida pelos gregos como
Cronos, o deus que representa o tempo. Parecia pairar sobre ele e sua família uma
maldição, pois logo cedo ele expulsou o próprio pai, Urano, de sua posição
soberana entre os deuses, já que o mesmo estava dominado pela insanidade,
gerando muita confusão na esfera terrena. Pouco tempo depois, exercendo
igualmente uma liderança tirânica, recebe uma profecia assustadora, a de que ele
também seria deposto do trono por um de seus filhos.
O deus romano se casa com Réia, a qual simboliza a Terra. Ciente da predição
paterna, ele devora todos os filhos, assim que nascem. Isto ocorre com Vesta,
Ceres, Juno, Plutão e Netuno. Inconformada, sua esposa arma um plano para
salvar Júpiter, o recém-nascido. Ela envolve uma pedra em alguns panos e a
apresenta assim para o marido, tentando convencê-lo de que está lhe entregando
o filho. Dominado pela gula, ele engole o objeto sem se dar conta do que ocorre, o
que demonstra o caráter do tempo, o qual devora e destrói tudo que existe. Ao
ingerir a pedra, ele vomita os filhos anteriormente devorados, os quais ajudam
Júpiter, ao longo de dez anos de luta ferrenha, a derrotar Saturno.
Cumprindo o que fora previsto, ele é realmente exilado de seu reino, aprisionado
no Tártaro, um local remoto e sombrio; depois ele reaparece no Lácio, região da
Itália central, lá instaurando um período de paz e prosperidade, conhecido como a
Idade do Ouro, transmitindo ao Homem os segredos da agricultura. É considerado
um dos titãs - deuses que enfrentaram Zeus ou Júpiter -, gerado pela união entre o
Céu, Urano, e a Terra, Gaia.
Educar
O Pensador é uma das mais famosas esculturas de
bronze do escultor francês Auguste Rodin
Provocar Reflexão
Tarsila do Amaral - Operários
Representar a realidade
"Natureza Morta", por
Sam Jinks
Ser
manifestação
dos sentimentos
do artista
Árvore da Esperança (1946) - Frida
Kahlo
Girassóis – Vincent Willen Van
Gogh
Doze girassóis numa
jarra é considerada
uma das melhores e
mais famosas obras do
pintor holandês Vincent
van Gogh.
Atualmente, esta é uma
das telas mais famosas
do mundo. Tal sucesso
e reconhecimento
contrastam com a vida
do seu autor, que
sempre viveu à
margem da sociedade.
Ele só foi conhecido
mundialmente depois
de sua morte.
Outros Girassóis de Van Gogh

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Arte aula 1

Renascimento cultura, científico e urbano
Renascimento cultura, científico e urbanoRenascimento cultura, científico e urbano
Renascimento cultura, científico e urbano
Kelly Delfino
 
Arte grega: história da escultura
Arte grega: história da esculturaArte grega: história da escultura
Arte grega: história da escultura
Professor Gilson Nunes
 
pt9cdr_mitologia.pptx
pt9cdr_mitologia.pptxpt9cdr_mitologia.pptx
pt9cdr_mitologia.pptx
Amélia Magalhães
 
Renascimento 2018
Renascimento 2018Renascimento 2018
Renascimento 2018
CLEBER LUIS DAMACENO
 
Deuses Lusitanos Pedro Miguel
Deuses Lusitanos Pedro MiguelDeuses Lusitanos Pedro Miguel
Deuses Lusitanos Pedro Miguel
guestbb49639
 
As Constelações e seus Mitos
As Constelações e seus MitosAs Constelações e seus Mitos
As Constelações e seus Mitos
Mauricio Corte
 
Renascimento 2017
Renascimento 2017Renascimento 2017
Renascimento 2017
CLEBER LUIS DAMACENO
 
Os LusíAdas .. Paula De Jesus
Os LusíAdas .. Paula De JesusOs LusíAdas .. Paula De Jesus
Os LusíAdas .. Paula De Jesus
guestbb49639
 
Verdade inesperada 6
Verdade inesperada 6Verdade inesperada 6
Verdade inesperada 6
VideoNewEye
 
Necronomicon o livro dos mortos
Necronomicon   o livro dos mortosNecronomicon   o livro dos mortos
Necronomicon o livro dos mortos
Nunes 777
 
Arte egípcia: religião, vida e morte. parte 1
Arte egípcia: religião, vida e morte.   parte 1Arte egípcia: religião, vida e morte.   parte 1
Arte egípcia: religião, vida e morte. parte 1
Professor Gilson Nunes
 
Arte pré histórica
Arte pré históricaArte pré histórica
Arte pré histórica
Gliciane S. Aragão
 
Mitologia n' "Os Lusíadas"
Mitologia n' "Os Lusíadas"Mitologia n' "Os Lusíadas"
Mitologia n' "Os Lusíadas"
pauloprofport
 
Janson iniciação à história da arte
Janson   iniciação à história da arteJanson   iniciação à história da arte
Janson iniciação à história da arte
Liliane Medeiros
 
Analise Obra.Pps
Analise Obra.PpsAnalise Obra.Pps
Analise Obra.Pps
Anna Silva
 
Com Ciência - SBPC_Labjor Desvelo do Firmamento
Com Ciência - SBPC_Labjor Desvelo do FirmamentoCom Ciência - SBPC_Labjor Desvelo do Firmamento
Com Ciência - SBPC_Labjor Desvelo do Firmamento
Carol Pimentel
 
Filosofia
FilosofiaFilosofia
Filosofia
cleiton denez
 
ApresentaçãO1 Joana Baptista
ApresentaçãO1 Joana BaptistaApresentaçãO1 Joana Baptista
ApresentaçãO1 Joana Baptista
guestbb49639
 
Mitologia greco romana
Mitologia greco   romanaMitologia greco   romana
Mitologia greco romana
Vanessa Anzolin
 
Animais fantasticos
Animais fantasticosAnimais fantasticos
Animais fantasticos
LelaUdesc
 

Semelhante a Arte aula 1 (20)

Renascimento cultura, científico e urbano
Renascimento cultura, científico e urbanoRenascimento cultura, científico e urbano
Renascimento cultura, científico e urbano
 
Arte grega: história da escultura
Arte grega: história da esculturaArte grega: história da escultura
Arte grega: história da escultura
 
pt9cdr_mitologia.pptx
pt9cdr_mitologia.pptxpt9cdr_mitologia.pptx
pt9cdr_mitologia.pptx
 
Renascimento 2018
Renascimento 2018Renascimento 2018
Renascimento 2018
 
Deuses Lusitanos Pedro Miguel
Deuses Lusitanos Pedro MiguelDeuses Lusitanos Pedro Miguel
Deuses Lusitanos Pedro Miguel
 
As Constelações e seus Mitos
As Constelações e seus MitosAs Constelações e seus Mitos
As Constelações e seus Mitos
 
Renascimento 2017
Renascimento 2017Renascimento 2017
Renascimento 2017
 
Os LusíAdas .. Paula De Jesus
Os LusíAdas .. Paula De JesusOs LusíAdas .. Paula De Jesus
Os LusíAdas .. Paula De Jesus
 
Verdade inesperada 6
Verdade inesperada 6Verdade inesperada 6
Verdade inesperada 6
 
Necronomicon o livro dos mortos
Necronomicon   o livro dos mortosNecronomicon   o livro dos mortos
Necronomicon o livro dos mortos
 
Arte egípcia: religião, vida e morte. parte 1
Arte egípcia: religião, vida e morte.   parte 1Arte egípcia: religião, vida e morte.   parte 1
Arte egípcia: religião, vida e morte. parte 1
 
Arte pré histórica
Arte pré históricaArte pré histórica
Arte pré histórica
 
Mitologia n' "Os Lusíadas"
Mitologia n' "Os Lusíadas"Mitologia n' "Os Lusíadas"
Mitologia n' "Os Lusíadas"
 
Janson iniciação à história da arte
Janson   iniciação à história da arteJanson   iniciação à história da arte
Janson iniciação à história da arte
 
Analise Obra.Pps
Analise Obra.PpsAnalise Obra.Pps
Analise Obra.Pps
 
Com Ciência - SBPC_Labjor Desvelo do Firmamento
Com Ciência - SBPC_Labjor Desvelo do FirmamentoCom Ciência - SBPC_Labjor Desvelo do Firmamento
Com Ciência - SBPC_Labjor Desvelo do Firmamento
 
Filosofia
FilosofiaFilosofia
Filosofia
 
ApresentaçãO1 Joana Baptista
ApresentaçãO1 Joana BaptistaApresentaçãO1 Joana Baptista
ApresentaçãO1 Joana Baptista
 
Mitologia greco romana
Mitologia greco   romanaMitologia greco   romana
Mitologia greco romana
 
Animais fantasticos
Animais fantasticosAnimais fantasticos
Animais fantasticos
 

Último

O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
vinibolado86
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdfJOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
ClaudiaMainoth
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIAAPRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
karinenobre2033
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 

Último (20)

O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdfJOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIAAPRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 

Arte aula 1

  • 2. Arte é a manifestação da vida e... EXISTE VÁRIOS JEITOS DE SE ENTENDER A VIDA!
  • 4. Vênus – diferentes visões Vénus de Willendorf de 2500 a 2000 a.C. A Vénus não pretende ser um retrato realista, mas uma idealização da figura feminina. A vulva, seios e barriga são extremamente volumosos, de onde se infere que tenha uma relação forte com o conceito da fertilidade.
  • 5. Vênus de Milo é uma estátua da Grécia Antiga pertencente ao acervo do Museu do Louvre, situado em Paris, França.
  • 6. O Nascimento de Vênus é uma obra do pintor italiano Sandro Botticelli. A pintura mostra a Vênus surgindo nua de uma concha sobre as espumas do mar. A obra ainda apresenta Zéfiro, o vento do Oeste, assoprando na direção da deusa, acompanhado pela ninfa Clóris. À direita de Vênus, há uma Hora (deusas das estações) que lhe entrega um manto com flores bordadas.
  • 7. O que é Arte?
  • 8. O que é Arte? Cada sociedade, em épocas e lugares distintos, define seus padrões artísticos, e entende a arte de modos diferentes. O que é arte para uma cultura e época pode não ser para outras. Mona Lisa também conhecida como A Gioconda ou ainda Mona Lisa del Giocondo é a mais notável e conhecida obra de Leonardo da Vinci, um dos mais eminentes homens do Renascimento italiano.
  • 9. Funções da Arte CANDIDO PORTINARI, Retirantes (Retirantes), 1944 Óleo s/ tela 190 x 180 cm. Col. Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand São Paulo, Brasil
  • 10. Contar histórias Saturno devorando seu filho, Francisco Goya Saturno é a divindade romana mais complexa, conhecida pelos gregos como Cronos, o deus que representa o tempo. Parecia pairar sobre ele e sua família uma maldição, pois logo cedo ele expulsou o próprio pai, Urano, de sua posição soberana entre os deuses, já que o mesmo estava dominado pela insanidade, gerando muita confusão na esfera terrena. Pouco tempo depois, exercendo igualmente uma liderança tirânica, recebe uma profecia assustadora, a de que ele também seria deposto do trono por um de seus filhos. O deus romano se casa com Réia, a qual simboliza a Terra. Ciente da predição paterna, ele devora todos os filhos, assim que nascem. Isto ocorre com Vesta, Ceres, Juno, Plutão e Netuno. Inconformada, sua esposa arma um plano para salvar Júpiter, o recém-nascido. Ela envolve uma pedra em alguns panos e a apresenta assim para o marido, tentando convencê-lo de que está lhe entregando o filho. Dominado pela gula, ele engole o objeto sem se dar conta do que ocorre, o que demonstra o caráter do tempo, o qual devora e destrói tudo que existe. Ao ingerir a pedra, ele vomita os filhos anteriormente devorados, os quais ajudam Júpiter, ao longo de dez anos de luta ferrenha, a derrotar Saturno. Cumprindo o que fora previsto, ele é realmente exilado de seu reino, aprisionado no Tártaro, um local remoto e sombrio; depois ele reaparece no Lácio, região da Itália central, lá instaurando um período de paz e prosperidade, conhecido como a Idade do Ouro, transmitindo ao Homem os segredos da agricultura. É considerado um dos titãs - deuses que enfrentaram Zeus ou Júpiter -, gerado pela união entre o Céu, Urano, e a Terra, Gaia.
  • 11. Educar O Pensador é uma das mais famosas esculturas de bronze do escultor francês Auguste Rodin
  • 12. Provocar Reflexão Tarsila do Amaral - Operários
  • 13. Representar a realidade "Natureza Morta", por Sam Jinks
  • 14. Ser manifestação dos sentimentos do artista Árvore da Esperança (1946) - Frida Kahlo
  • 15. Girassóis – Vincent Willen Van Gogh Doze girassóis numa jarra é considerada uma das melhores e mais famosas obras do pintor holandês Vincent van Gogh. Atualmente, esta é uma das telas mais famosas do mundo. Tal sucesso e reconhecimento contrastam com a vida do seu autor, que sempre viveu à margem da sociedade. Ele só foi conhecido mundialmente depois de sua morte.