SlideShare uma empresa Scribd logo
A Era Estalinista na URSS



                            1
Lenine                 Com a Nep (relativa abertura à iniciativa privada)
                       pretendia melhorar os níveis de produtividade

                        Surge m dois novos tipos de burgueses



          Kulaks – proprietários agrícolas     Nepman- comerciantes

          Morre em 1924 e não chega a ver os resultados da sua política
          económica
Trotsky                                                   Estaline
                 Estes dois homens vão
                    disputar o poder
              Defendia uma revolução
              permanente e universal

           Defendia o “Socialismo num só
           país”, primeiro devia consolidar-
           se na URSS e só depois expandir-
           se para outros países
                                                                            2
... A caminho de campos de trabalhos forçados
para criminosos comuns e opositores políticos na
URSS                                          Sem comentários….




                                                             3
Em 1928, com a NEP, a URSS havia
        conseguido romper com seu passado,
        afastando a nobreza
        agrária e a burguesia urbana da
        condução política e económica da
        Rússia, tendo derrotado ainda as
        ameaças mais urgentes das potências
        e      dos      contra-revolucionários,
        enquanto centralizava e fortalecia o
        Estado.     Desta     forma,     havia
        completado a reconstrução do país,
        novamente alcançando os níveis
        anteriores à Grande Guerra.
Publicidade aos Planos quinquenais
                                              4
A modernização da URSS, foi provocada por um
intenso trabalho de planificação da economia, que
se concretizou nos Planos Quinquenais Nacionais. A
produção, consumo e distribuição da produção das
indústrias eram meticulosamente planejados por
economistas e estatísticos rigidamente controlados
por membros do partido. Estes planos globais eram
divididos em anuais e específicos a algum sector
em particular. Representavam uma projecção ao
futuro, estimada no pleno emprego dos meios de
produção, muito além do que poderia ser esperado,
dadas as deficiências russas e humanas em geral.
                                               5
Numa primeira fase, foram três os Planos
Quinquenais:
• Plano Quinquenal I – entre 1928 e 1932;
• Plano Quinquenal II – entre 1933 e 1937;
• Plano Quinquenal III – iniciado em 1938 e
interrompido em 1941, com a Guerra.




                                       1
                                       º
                                              6
Publicidade Kolkhozes

1º plano quinquenal (1928-1932)
teve como principal objec-tivo criar as
bases da economia socialista.
Assim, a agricultura foi colectivizada,
criando-se        os          kolkhozes
(cooperativas), os sovkhozes (quintas
do      Estado,     cultivadas      por
assalariados) e as MTS (estações de
maquinaria      para     apoio      aos
agricultores). Quanto à indústria, a
prioridade foi dada à indústria
pesada, siderurgia e electrificação.

             Fábrica de maquinaria
                                          7
2º plano quinquenal            (1933-1937)
privilegiou ainda a indústria pesada, mas
deu também atenção às indústrias ligeiras
produtoras de bens de consumo. No
mundo rural, constituíram-se pequenas
propriedades privadas.


                                             8
- 3º plano quinquenal (1938-41) foi interrompido pela
guerra. Os resultados dos planos quinquenais foram, de
um modo geral, positivos.




                                                         9
Características
    Partido
  Comunista
   da União          Culto da
   Soviética      Personalidade
                                          Totalitarismo
 (único legal)                                Poderes
                                           “ilimitados”



                       Colectivização e
                        Planificação
                          Economia


                                             “Regime de
                                             Terror”, até
                                               1953 foi
                   Polícia                     Senhor
                  Política (a                 absoluto
                  partir de
                    1928)
                                                                     10
                                                     Maria Ribeiro

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Período entre guerras
Período entre guerrasPeríodo entre guerras
Período entre guerras
Luciano Emanuel Silva
 
As Tentativas Da Frente Popular
As Tentativas Da Frente PopularAs Tentativas Da Frente Popular
As Tentativas Da Frente Popular
CPH
 
Periodo Entre Guerras
Periodo Entre Guerras Periodo Entre Guerras
Periodo Entre Guerras
Carlos Teles de Menezes Junior
 
Período entre guerras
Período entre guerrasPeríodo entre guerras
Período entre guerras
Helena Cavalcante
 
Crise do capitalismo e regimes totalitários
Crise do capitalismo e regimes totalitáriosCrise do capitalismo e regimes totalitários
Crise do capitalismo e regimes totalitários
Professor de História
 
Período entre guerras (1918 1939)
Período entre guerras (1918 1939)Período entre guerras (1918 1939)
Período entre guerras (1918 1939)
Denis Gasco
 
Período entre guerras e 2ª guerra
Período entre guerras e 2ª guerraPeríodo entre guerras e 2ª guerra
Período entre guerras e 2ª guerra
Fernanda Rocha de Lima
 
Período entreguerras
Período entreguerrasPeríodo entreguerras
Período entreguerras
profcacocardozo
 
Alemanha do fim da 1 gm ao fim da 2 gm
Alemanha   do fim da 1 gm ao fim da 2 gmAlemanha   do fim da 1 gm ao fim da 2 gm
Alemanha do fim da 1 gm ao fim da 2 gm
nclj
 
Os regimes fascista e nazi - Resumo - 9ºano
Os regimes fascista e nazi - Resumo - 9ºanoOs regimes fascista e nazi - Resumo - 9ºano
Os regimes fascista e nazi - Resumo - 9ºano
HizqeelMajoka
 
49 as tentativas de frente popular e a guerra cívil de espanha.
49   as tentativas de frente popular e a guerra cívil de espanha.49   as tentativas de frente popular e a guerra cívil de espanha.
49 as tentativas de frente popular e a guerra cívil de espanha.
Carla Freitas
 
Os Regimes Fascista e Nazi
Os Regimes Fascista e NaziOs Regimes Fascista e Nazi
Os Regimes Fascista e Nazi
Rui Neto
 
O Período Entre Guerras Na Europa
O Período Entre Guerras Na EuropaO Período Entre Guerras Na Europa
O Período Entre Guerras Na Europa
periodoentreguerras
 
Fascismo, nazismo e crise de 1929
Fascismo, nazismo e crise de 1929Fascismo, nazismo e crise de 1929
Fascismo, nazismo e crise de 1929
kayquealmeida
 
A crise-do-capitalismo-e-os-regimes-totalitarios
A crise-do-capitalismo-e-os-regimes-totalitariosA crise-do-capitalismo-e-os-regimes-totalitarios
A crise-do-capitalismo-e-os-regimes-totalitarios
guest528425b
 
O período entre-guerras (1918-1939): crise de 29 e nazifascismo
O período entre-guerras (1918-1939): crise de 29 e nazifascismoO período entre-guerras (1918-1939): crise de 29 e nazifascismo
O período entre-guerras (1918-1939): crise de 29 e nazifascismo
Professor Marcelo
 
3.crise do capitalismo e regimes totalitários
3.crise do capitalismo e regimes totalitários3.crise do capitalismo e regimes totalitários
3.crise do capitalismo e regimes totalitários
valdeck1
 
A Geografia e a Geopolitica
A Geografia e a GeopoliticaA Geografia e a Geopolitica
A Geografia e a Geopolitica
Adriana Gomes Messias
 
Goncalo cunha hitlereonazismo
Goncalo cunha hitlereonazismoGoncalo cunha hitlereonazismo
Goncalo cunha hitlereonazismo
Ana Barreiros
 
Slide periodo entre guerras e segunda guerra
Slide periodo entre guerras e segunda guerraSlide periodo entre guerras e segunda guerra
Slide periodo entre guerras e segunda guerra
Isabel Aguiar
 

Mais procurados (20)

Período entre guerras
Período entre guerrasPeríodo entre guerras
Período entre guerras
 
As Tentativas Da Frente Popular
As Tentativas Da Frente PopularAs Tentativas Da Frente Popular
As Tentativas Da Frente Popular
 
Periodo Entre Guerras
Periodo Entre Guerras Periodo Entre Guerras
Periodo Entre Guerras
 
Período entre guerras
Período entre guerrasPeríodo entre guerras
Período entre guerras
 
Crise do capitalismo e regimes totalitários
Crise do capitalismo e regimes totalitáriosCrise do capitalismo e regimes totalitários
Crise do capitalismo e regimes totalitários
 
Período entre guerras (1918 1939)
Período entre guerras (1918 1939)Período entre guerras (1918 1939)
Período entre guerras (1918 1939)
 
Período entre guerras e 2ª guerra
Período entre guerras e 2ª guerraPeríodo entre guerras e 2ª guerra
Período entre guerras e 2ª guerra
 
Período entreguerras
Período entreguerrasPeríodo entreguerras
Período entreguerras
 
Alemanha do fim da 1 gm ao fim da 2 gm
Alemanha   do fim da 1 gm ao fim da 2 gmAlemanha   do fim da 1 gm ao fim da 2 gm
Alemanha do fim da 1 gm ao fim da 2 gm
 
Os regimes fascista e nazi - Resumo - 9ºano
Os regimes fascista e nazi - Resumo - 9ºanoOs regimes fascista e nazi - Resumo - 9ºano
Os regimes fascista e nazi - Resumo - 9ºano
 
49 as tentativas de frente popular e a guerra cívil de espanha.
49   as tentativas de frente popular e a guerra cívil de espanha.49   as tentativas de frente popular e a guerra cívil de espanha.
49 as tentativas de frente popular e a guerra cívil de espanha.
 
Os Regimes Fascista e Nazi
Os Regimes Fascista e NaziOs Regimes Fascista e Nazi
Os Regimes Fascista e Nazi
 
O Período Entre Guerras Na Europa
O Período Entre Guerras Na EuropaO Período Entre Guerras Na Europa
O Período Entre Guerras Na Europa
 
Fascismo, nazismo e crise de 1929
Fascismo, nazismo e crise de 1929Fascismo, nazismo e crise de 1929
Fascismo, nazismo e crise de 1929
 
A crise-do-capitalismo-e-os-regimes-totalitarios
A crise-do-capitalismo-e-os-regimes-totalitariosA crise-do-capitalismo-e-os-regimes-totalitarios
A crise-do-capitalismo-e-os-regimes-totalitarios
 
O período entre-guerras (1918-1939): crise de 29 e nazifascismo
O período entre-guerras (1918-1939): crise de 29 e nazifascismoO período entre-guerras (1918-1939): crise de 29 e nazifascismo
O período entre-guerras (1918-1939): crise de 29 e nazifascismo
 
3.crise do capitalismo e regimes totalitários
3.crise do capitalismo e regimes totalitários3.crise do capitalismo e regimes totalitários
3.crise do capitalismo e regimes totalitários
 
A Geografia e a Geopolitica
A Geografia e a GeopoliticaA Geografia e a Geopolitica
A Geografia e a Geopolitica
 
Goncalo cunha hitlereonazismo
Goncalo cunha hitlereonazismoGoncalo cunha hitlereonazismo
Goncalo cunha hitlereonazismo
 
Slide periodo entre guerras e segunda guerra
Slide periodo entre guerras e segunda guerraSlide periodo entre guerras e segunda guerra
Slide periodo entre guerras e segunda guerra
 

Destaque

Crise de 1929 new deal
Crise de 1929 new dealCrise de 1929 new deal
Crise de 1929 new deal
Professora Natália de Oliveira
 
Era estalinista
Era estalinistaEra estalinista
Era estalinista
Cristina Coelho
 
Salazar e o Estado Novo
Salazar e o Estado NovoSalazar e o Estado Novo
Salazar e o Estado Novo
Rui Nobre
 
2 guerra mundial
2 guerra mundial2 guerra mundial
2 guerra mundial
KellyCarvalho2011
 
I Guerra Mundial
I Guerra MundialI Guerra Mundial
I Guerra Mundial
Carlos Vieira
 
Salazar e o Estado Novo
Salazar e o Estado NovoSalazar e o Estado Novo
Salazar e o Estado Novo
Jorge Almeida
 

Destaque (6)

Crise de 1929 new deal
Crise de 1929 new dealCrise de 1929 new deal
Crise de 1929 new deal
 
Era estalinista
Era estalinistaEra estalinista
Era estalinista
 
Salazar e o Estado Novo
Salazar e o Estado NovoSalazar e o Estado Novo
Salazar e o Estado Novo
 
2 guerra mundial
2 guerra mundial2 guerra mundial
2 guerra mundial
 
I Guerra Mundial
I Guerra MundialI Guerra Mundial
I Guerra Mundial
 
Salazar e o Estado Novo
Salazar e o Estado NovoSalazar e o Estado Novo
Salazar e o Estado Novo
 

Semelhante a Apresentação1[1]

A ConstruçãO Da UniãO SoviéTica
A ConstruçãO Da UniãO SoviéTicaA ConstruçãO Da UniãO SoviéTica
A ConstruçãO Da UniãO SoviéTica
Sílvia Mendonça
 
Revolução Russa
Revolução RussaRevolução Russa
Revolução Russa
Danilo Virgens
 
Revolução russa de 1917- 8ª série - Profª Ivanoska
Revolução russa de 1917- 8ª série - Profª IvanoskaRevolução russa de 1917- 8ª série - Profª Ivanoska
Revolução russa de 1917- 8ª série - Profª Ivanoska
elaineoliver12
 
Revolução russa
Revolução russaRevolução russa
Revolução russa
Denise Granjeiro
 
Revolução soviética
Revolução soviéticaRevolução soviética
Revolução soviética
Carlos Vieira
 
Rev.russa
Rev.russaRev.russa
Rev.russa
Dirair
 
crise_ditaduras_e_democracia_na_década_de_30.pdf
crise_ditaduras_e_democracia_na_década_de_30.pdfcrise_ditaduras_e_democracia_na_década_de_30.pdf
crise_ditaduras_e_democracia_na_década_de_30.pdf
MariaFernandes507174
 
Revolução russa de 1917 pdf
Revolução russa de 1917 pdfRevolução russa de 1917 pdf
Revolução russa de 1917 pdf
Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia
 
Resumos de História - 3ºteste 12ºano
Resumos de História - 3ºteste 12ºanoResumos de História - 3ºteste 12ºano
Resumos de História - 3ºteste 12ºano
Maria Rebelo
 
48 - totalitarismos e holocausto 2
48 -  totalitarismos e holocausto 248 -  totalitarismos e holocausto 2
48 - totalitarismos e holocausto 2
Carla Freitas
 
Revolução Russa
Revolução RussaRevolução Russa
Revolução Russa
Gabriella Lima
 
Revoluções no século xx
Revoluções no século xxRevoluções no século xx
Revoluções no século xx
anpajan
 
9 ano-aula-cap-4-1919-1939-duas-decadas-e-entre-elas-a-crise-de-1929
9 ano-aula-cap-4-1919-1939-duas-decadas-e-entre-elas-a-crise-de-19299 ano-aula-cap-4-1919-1939-duas-decadas-e-entre-elas-a-crise-de-1929
9 ano-aula-cap-4-1919-1939-duas-decadas-e-entre-elas-a-crise-de-1929
Evaldo Junior
 
Processo de Indústrialização da Rússia
Processo de Indústrialização da RússiaProcesso de Indústrialização da Rússia
Processo de Indústrialização da Rússia
gzanlorenssi
 
Revolução russa
Revolução russaRevolução russa
Revolução russa
Eduarda P.
 
URSS
URSSURSS
URSS
URSSURSS
URSS
URSSURSS
URSS
URSSURSS
Urss
UrssUrss

Semelhante a Apresentação1[1] (20)

A ConstruçãO Da UniãO SoviéTica
A ConstruçãO Da UniãO SoviéTicaA ConstruçãO Da UniãO SoviéTica
A ConstruçãO Da UniãO SoviéTica
 
Revolução Russa
Revolução RussaRevolução Russa
Revolução Russa
 
Revolução russa de 1917- 8ª série - Profª Ivanoska
Revolução russa de 1917- 8ª série - Profª IvanoskaRevolução russa de 1917- 8ª série - Profª Ivanoska
Revolução russa de 1917- 8ª série - Profª Ivanoska
 
Revolução russa
Revolução russaRevolução russa
Revolução russa
 
Revolução soviética
Revolução soviéticaRevolução soviética
Revolução soviética
 
Rev.russa
Rev.russaRev.russa
Rev.russa
 
crise_ditaduras_e_democracia_na_década_de_30.pdf
crise_ditaduras_e_democracia_na_década_de_30.pdfcrise_ditaduras_e_democracia_na_década_de_30.pdf
crise_ditaduras_e_democracia_na_década_de_30.pdf
 
Revolução russa de 1917 pdf
Revolução russa de 1917 pdfRevolução russa de 1917 pdf
Revolução russa de 1917 pdf
 
Resumos de História - 3ºteste 12ºano
Resumos de História - 3ºteste 12ºanoResumos de História - 3ºteste 12ºano
Resumos de História - 3ºteste 12ºano
 
48 - totalitarismos e holocausto 2
48 -  totalitarismos e holocausto 248 -  totalitarismos e holocausto 2
48 - totalitarismos e holocausto 2
 
Revolução Russa
Revolução RussaRevolução Russa
Revolução Russa
 
Revoluções no século xx
Revoluções no século xxRevoluções no século xx
Revoluções no século xx
 
9 ano-aula-cap-4-1919-1939-duas-decadas-e-entre-elas-a-crise-de-1929
9 ano-aula-cap-4-1919-1939-duas-decadas-e-entre-elas-a-crise-de-19299 ano-aula-cap-4-1919-1939-duas-decadas-e-entre-elas-a-crise-de-1929
9 ano-aula-cap-4-1919-1939-duas-decadas-e-entre-elas-a-crise-de-1929
 
Processo de Indústrialização da Rússia
Processo de Indústrialização da RússiaProcesso de Indústrialização da Rússia
Processo de Indústrialização da Rússia
 
Revolução russa
Revolução russaRevolução russa
Revolução russa
 
URSS
URSSURSS
URSS
 
URSS
URSSURSS
URSS
 
URSS
URSSURSS
URSS
 
URSS
URSSURSS
URSS
 
Urss
UrssUrss
Urss
 

Mais de Armanda Ribeiro

Resumo matéria 8º ano
Resumo matéria 8º anoResumo matéria 8º ano
Resumo matéria 8º ano
Armanda Ribeiro
 
Formação cinema na sala de aula
Formação cinema na sala de aulaFormação cinema na sala de aula
Formação cinema na sala de aula
Armanda Ribeiro
 
7º ano 1ªaula2014/2015
7º ano 1ªaula2014/20157º ano 1ªaula2014/2015
7º ano 1ªaula2014/2015
Armanda Ribeiro
 
7º ano 1ª aula Resumo
7º ano 1ª aula Resumo7º ano 1ª aula Resumo
7º ano 1ª aula Resumo
Armanda Ribeiro
 
Proposta de atividades para uma biblioteca dinâmica
Proposta de atividades para uma biblioteca dinâmicaProposta de atividades para uma biblioteca dinâmica
Proposta de atividades para uma biblioteca dinâmica
Armanda Ribeiro
 
O menino que não gostava de ler
O menino que não gostava de lerO menino que não gostava de ler
O menino que não gostava de ler
Armanda Ribeiro
 
O menino que não gostava de ler
O menino que não gostava de lerO menino que não gostava de ler
O menino que não gostava de ler
Armanda Ribeiro
 
Proposta de atividades para uma biblioteca dinâmica
Proposta de atividades para uma biblioteca dinâmicaProposta de atividades para uma biblioteca dinâmica
Proposta de atividades para uma biblioteca dinâmica
Armanda Ribeiro
 
Autores de língua portuguesa
Autores de língua portuguesaAutores de língua portuguesa
Autores de língua portuguesa
Armanda Ribeiro
 
Desenvolvimento da biblioteca na escola[1]
Desenvolvimento da biblioteca na escola[1]Desenvolvimento da biblioteca na escola[1]
Desenvolvimento da biblioteca na escola[1]
Armanda Ribeiro
 
Contextualização blogue da biblioteca (1)
Contextualização blogue da biblioteca (1)Contextualização blogue da biblioteca (1)
Contextualização blogue da biblioteca (1)
Armanda Ribeiro
 
Contextualização blogue da biblioteca (1)
Contextualização blogue da biblioteca (1)Contextualização blogue da biblioteca (1)
Contextualização blogue da biblioteca (1)
Armanda Ribeiro
 
(Da ceca à união europeia (1 ))
(Da ceca à união europeia  (1 ))(Da ceca à união europeia  (1 ))
(Da ceca à união europeia (1 ))
Armanda Ribeiro
 
Charles dickens
Charles dickensCharles dickens
Charles dickens
Armanda Ribeiro
 

Mais de Armanda Ribeiro (14)

Resumo matéria 8º ano
Resumo matéria 8º anoResumo matéria 8º ano
Resumo matéria 8º ano
 
Formação cinema na sala de aula
Formação cinema na sala de aulaFormação cinema na sala de aula
Formação cinema na sala de aula
 
7º ano 1ªaula2014/2015
7º ano 1ªaula2014/20157º ano 1ªaula2014/2015
7º ano 1ªaula2014/2015
 
7º ano 1ª aula Resumo
7º ano 1ª aula Resumo7º ano 1ª aula Resumo
7º ano 1ª aula Resumo
 
Proposta de atividades para uma biblioteca dinâmica
Proposta de atividades para uma biblioteca dinâmicaProposta de atividades para uma biblioteca dinâmica
Proposta de atividades para uma biblioteca dinâmica
 
O menino que não gostava de ler
O menino que não gostava de lerO menino que não gostava de ler
O menino que não gostava de ler
 
O menino que não gostava de ler
O menino que não gostava de lerO menino que não gostava de ler
O menino que não gostava de ler
 
Proposta de atividades para uma biblioteca dinâmica
Proposta de atividades para uma biblioteca dinâmicaProposta de atividades para uma biblioteca dinâmica
Proposta de atividades para uma biblioteca dinâmica
 
Autores de língua portuguesa
Autores de língua portuguesaAutores de língua portuguesa
Autores de língua portuguesa
 
Desenvolvimento da biblioteca na escola[1]
Desenvolvimento da biblioteca na escola[1]Desenvolvimento da biblioteca na escola[1]
Desenvolvimento da biblioteca na escola[1]
 
Contextualização blogue da biblioteca (1)
Contextualização blogue da biblioteca (1)Contextualização blogue da biblioteca (1)
Contextualização blogue da biblioteca (1)
 
Contextualização blogue da biblioteca (1)
Contextualização blogue da biblioteca (1)Contextualização blogue da biblioteca (1)
Contextualização blogue da biblioteca (1)
 
(Da ceca à união europeia (1 ))
(Da ceca à união europeia  (1 ))(Da ceca à união europeia  (1 ))
(Da ceca à união europeia (1 ))
 
Charles dickens
Charles dickensCharles dickens
Charles dickens
 

Último

filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
SidneySilva523387
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Marília Pacheco
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
geiseortiz1
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
samucajaime015
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
GracinhaSantos6
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
ElinarioCosta
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Nertan Dias
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
AlessandraRibas7
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
sjcelsorocha
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
 

Apresentação1[1]

  • 1. A Era Estalinista na URSS 1
  • 2. Lenine Com a Nep (relativa abertura à iniciativa privada) pretendia melhorar os níveis de produtividade Surge m dois novos tipos de burgueses Kulaks – proprietários agrícolas Nepman- comerciantes Morre em 1924 e não chega a ver os resultados da sua política económica Trotsky Estaline Estes dois homens vão disputar o poder Defendia uma revolução permanente e universal Defendia o “Socialismo num só país”, primeiro devia consolidar- se na URSS e só depois expandir- se para outros países 2
  • 3. ... A caminho de campos de trabalhos forçados para criminosos comuns e opositores políticos na URSS Sem comentários…. 3
  • 4. Em 1928, com a NEP, a URSS havia conseguido romper com seu passado, afastando a nobreza agrária e a burguesia urbana da condução política e económica da Rússia, tendo derrotado ainda as ameaças mais urgentes das potências e dos contra-revolucionários, enquanto centralizava e fortalecia o Estado. Desta forma, havia completado a reconstrução do país, novamente alcançando os níveis anteriores à Grande Guerra. Publicidade aos Planos quinquenais 4
  • 5. A modernização da URSS, foi provocada por um intenso trabalho de planificação da economia, que se concretizou nos Planos Quinquenais Nacionais. A produção, consumo e distribuição da produção das indústrias eram meticulosamente planejados por economistas e estatísticos rigidamente controlados por membros do partido. Estes planos globais eram divididos em anuais e específicos a algum sector em particular. Representavam uma projecção ao futuro, estimada no pleno emprego dos meios de produção, muito além do que poderia ser esperado, dadas as deficiências russas e humanas em geral. 5
  • 6. Numa primeira fase, foram três os Planos Quinquenais: • Plano Quinquenal I – entre 1928 e 1932; • Plano Quinquenal II – entre 1933 e 1937; • Plano Quinquenal III – iniciado em 1938 e interrompido em 1941, com a Guerra. 1 º 6
  • 7. Publicidade Kolkhozes 1º plano quinquenal (1928-1932) teve como principal objec-tivo criar as bases da economia socialista. Assim, a agricultura foi colectivizada, criando-se os kolkhozes (cooperativas), os sovkhozes (quintas do Estado, cultivadas por assalariados) e as MTS (estações de maquinaria para apoio aos agricultores). Quanto à indústria, a prioridade foi dada à indústria pesada, siderurgia e electrificação. Fábrica de maquinaria 7
  • 8. 2º plano quinquenal (1933-1937) privilegiou ainda a indústria pesada, mas deu também atenção às indústrias ligeiras produtoras de bens de consumo. No mundo rural, constituíram-se pequenas propriedades privadas. 8
  • 9. - 3º plano quinquenal (1938-41) foi interrompido pela guerra. Os resultados dos planos quinquenais foram, de um modo geral, positivos. 9
  • 10. Características Partido Comunista da União Culto da Soviética Personalidade Totalitarismo (único legal) Poderes “ilimitados” Colectivização e Planificação Economia “Regime de Terror”, até 1953 foi Polícia Senhor Política (a absoluto partir de 1928) 10 Maria Ribeiro