SlideShare uma empresa Scribd logo
PROJETO DE REVITALIZAÇÃO
AMBIENTAL NA BACIA HIDROGRÁFICA
DOS CÓRREGOS CEDRO E CEDRINHO.
REVITALIZAÇÃO
AMBIENTAL, EDUCAÇÃO
AMBIENTAL E USO E
REÚSO DA ÁGUA.
Conceito de Educação Ambiental
 A ciência ambiental, tanto no nível da
reflexão quanto da prática empírica, é
elevada à condição de referência para uma
revisão das relações dos humanos consigo
mesmos, das relações com os outros, e do
meio ambiente físico propriamente dito.
(Guattari, 1990)
 Ecologias: Mental / Social / Física.
POR QUE DA ESCOLHA?
 A eleição da Bacia Hidrográfica do CÓRREGO
CEDRO, como projeto piloto para educação
ambiental se deve à sua importância e condição de
manancial para abastecimento público, logo
protegido pela Lei Estadual nº. 9.866, de 28 de
Novembro de 1997, atinge um território a ser alvo de
recuperação ambiental de Área de Preservação
Pernamente com 3.190,51 hectares. Destaca-se
ainda, por sua importância sócio-econômica para a
região, uma vez que por décadas foi responsável
pelo abastecimento público de Presidente Prudente,
e faz parte integrante da área prevista para
recuperação pelo PLANO DE BACIAS DO CBH-PP.
JUSTIFICATIVA
 As áreas do Alto Curso do Rio Santo
Anastácio bem como seu curso até a foz
com o rio Paraná, está praticamente
desprovida de vegetação natural e o uso do
solo da bacia tem como finalidade a
pastagem, no entanto observa-se a
expansão da malha urbana na região e este
manancial recebe uma grande carga de
popuentes provenientes das áreas urbanas e
rurais.
Localização do Alto Curso da Bacia Hidrográfica do Rio
Santo Anastácio
Apresentação  projeto de revitalização ambiental na bacia hidrográfica dos córregos cedro e cedrinho. revitalização ambiental, educação ambiental e uso e reúso da água
Municípios de ação do Projeto de
2009 a 2010
 Presidente Prudente;
 Regente Feijó;
 Presidente
Bernardes;
 Santo Anastácio
 Presidente
Venceslau;
 Caiuá;
 Presidente Epitácio
PROPOSTA DE ATUAÇÃO COM EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA
BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO SANTO ANASTÁCIO
 Adequar a exploração da terra à capacidade de seu uso do
solo,
 Prevenir e controlar processos erosivos através de prática e
vegetativas,
 Preservar matas remanescentes e estimular o processo de
recuperação,
 Estimular práticas sustentáveis do uso dos recursos
naturais,
 Implantar matas ciliares a as de interesse ambiental para a
proteção de mananciais com auxílio da comunidade,
 Formação de gestores ambientais;
 Demais atividades estão contempladas na proposta de
ações.
PROPOSTA DE ATUAÇÃO PARA A
RECUPERAÇÃO DA BACIA
 Para a realização desta proposta, será
necessário executar os trabalhos na área de
influência da Bacia Hidrográfica do rio Santo
Anastácio, ou seja, para uma área total de
3.190,51 hectares com início do programa de
educação ambiental seguido de recuperação
das APP, terraceamentos e adequação de
estradas rurais, finalização dos planos de
macrodrenagem, até tornar estas áreas em
APRM.
Objetivos Técnicos Específicos
 Implementação de programas de recuperação e
conservação do solo e da água, por meio de práticas
conservacionistas com as populações urbanas e rural;
 Criação de uma campanha com revistas e figurinhas /
colantes para ação com a comunidade estudantil até a sexta
série do ensino fundamental;
 Plantio das mudas florestais nas margens dos córregos;
 Acompanhamento do desenvolvimento das mudas até
atingirem três anos de idade, bem como o seu
monitoramento;
 Fornecer aos alunos Universitários e Técnicos a
oportunidade de realização de estágios;
 Monitoramento ambiental e conservacionistas dos trabalhos
de campo a serem realizados.
Metodologia Empregada
 Organizar calendário de eventos das principais datas
comemorativas: dia mundial da água, meio ambiente, semana do
agricultor, dia Interamericano da água etc...;
 Reproduzir e distribuir, Cartilha: Meio Ambiente Direito e Cidadania;
Cartilha: Água nossa de cada dia; confecção e reprodução de
Cartilhas;
 Preparar cursos aos alunos de direito, agronomia, engenharia
ambiental, meio ambiente, turismo, geografia e graduações afins,
para formação de monitores na divulgação da Cartilha: Meio
Ambiente Direito e Cidadania; Organizar e confeccionar Cartilha,.
 Desenvolver programas de educação ambiental aos moradores,
sobre legislação, uso dos produtos poluentes, área de preservação
permanente, queimada, uso adequado do solo, informações sobre
disposição do lixo tóxico e doméstico; incentivo e orientação e
capacitação de agricultores localizados nas áreas de intervenção do
projeto, para a prática do cooperativismo e associativismo,
produção orgânica; desenvolvimento econômico sustentado;
AÇÕES DE AGOSTO A
DEZEMBRO DE 2010
 Plantios TAC E TCRA:
 Empresas Reflorestamento 36.000 MUDAS
 D.E.R. 10.000 MUDAS
 SEMEA 3.000 MUDAS
 MATERIAL SABESP
 RECURSOS MINISTÉRIO PÚBLICO
 CERCAMENTO ÁREA 3
 Campanha Educação Ambiental R$
184.000,00 reais.
PARCERIAS NAS ATIVIDADES DO PROJETO DE
RECUPERAÇÃO DAS BACIAS HIDROGRÁFICAS DOS
CÓRREGOS DO CEDRO E CEDRINHO
– PROPONENTES:
– ROTARY CLUBS DE PRUDENTE
– Parceiros:
– SABESP;
– UNIESP;
– Município de Presidente Prudente – Secretaria de Meio Ambiente
e Turismo e Secretaria de Educação;
– Fehidro: Fundo Estadual de Recursos Hídricos, através do Comitê
da Bacia Hidrográfica do Pontal do Paranapanema;
– Comitê de Bacias Hidrográficas do Pontal do Paranapanema;
– Sociedade Civil;
– Promotoria de Meio Ambiente do Pontal do Paranapanema
Contato com a Equipe Técnica do Projeto
 Professor: Pedro Sérgio Mora Filho
 E-mail: pedro.mora@uniesp.edu.br
 Site:http://prudente.uniesp.edu.br/projetoambien
tal
 Telefones – (18) 39184700 ramal 163

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Projeto Nascentes Urbanas
Projeto Nascentes Urbanas Projeto Nascentes Urbanas
Projeto Nascentes Urbanas
Deise Mara do Nascimento
 
Programa Pró-Mananciais - Copasa
Programa Pró-Mananciais - CopasaPrograma Pró-Mananciais - Copasa
Programa Pró-Mananciais - Copasa
CBH Rio das Velhas
 
PARQUE MÚLTIPLO INTEGRADO RECANTO DOS BURITIS DE PARANAÍBA/MS
PARQUE MÚLTIPLO INTEGRADO RECANTO DOS BURITIS DE PARANAÍBA/MS PARQUE MÚLTIPLO INTEGRADO RECANTO DOS BURITIS DE PARANAÍBA/MS
PARQUE MÚLTIPLO INTEGRADO RECANTO DOS BURITIS DE PARANAÍBA/MS
PauloSergioGomes7
 
Proposta de Metodologia participativa para recuperação de nascentes
Proposta de Metodologia participativa para recuperação de nascentesProposta de Metodologia participativa para recuperação de nascentes
Proposta de Metodologia participativa para recuperação de nascentes
Agência Peixe Vivo
 
Artigo gestão ambiental e estatísticas de mergulho pedrini et al 2007
Artigo gestão ambiental e estatísticas de mergulho pedrini et al 2007Artigo gestão ambiental e estatísticas de mergulho pedrini et al 2007
Artigo gestão ambiental e estatísticas de mergulho pedrini et al 2007
AlexandredeGusmaoPedrini
 
Projeto Brotar Nascente, GANA, S.A.Jesus-BA
Projeto Brotar Nascente, GANA, S.A.Jesus-BAProjeto Brotar Nascente, GANA, S.A.Jesus-BA
Projeto Brotar Nascente, GANA, S.A.Jesus-BA
TvSaj
 
Ata Reunião - Armação do Pântano do sul
Ata Reunião - Armação do Pântano do sulAta Reunião - Armação do Pântano do sul
Ata Reunião - Armação do Pântano do sul
Leandro Costa
 
Termo referencia
Termo referenciaTermo referencia
Termo referencia
Leandro Costa
 
Apresentação reunião inaugural - Armação do Pântano do sul
Apresentação reunião inaugural - Armação do Pântano do sulApresentação reunião inaugural - Armação do Pântano do sul
Apresentação reunião inaugural - Armação do Pântano do sul
Leandro Costa
 
Relatorio de impacto sobre a APA na area continetal de Santos
Relatorio de impacto sobre a APA na area continetal de SantosRelatorio de impacto sobre a APA na area continetal de Santos
Relatorio de impacto sobre a APA na area continetal de Santos
Coletivo Alternativa Verde
 
Práticas conservacionistas na gestão de recursos hídricos - Rubens de Souza
Práticas conservacionistas na gestão de recursos hídricos - Rubens de SouzaPráticas conservacionistas na gestão de recursos hídricos - Rubens de Souza
Práticas conservacionistas na gestão de recursos hídricos - Rubens de Souza
Nativa Socioambiental
 
Juscelino Dourado: Resíduos Sólidos e Programa de Educação Ambiental
Juscelino Dourado: Resíduos Sólidos e Programa de Educação AmbientalJuscelino Dourado: Resíduos Sólidos e Programa de Educação Ambiental
Juscelino Dourado: Resíduos Sólidos e Programa de Educação Ambiental
Juscelino Dourado
 
Plano ambiental de una
Plano ambiental de unaPlano ambiental de una
Plano ambiental de una
Karlla Costa
 
Projeto Nascentes Urbanas - Atualização 2014
Projeto Nascentes Urbanas - Atualização 2014Projeto Nascentes Urbanas - Atualização 2014
Projeto Nascentes Urbanas - Atualização 2014
Deise Mara do Nascimento
 
Projeto Semeando Nascentes
Projeto Semeando NascentesProjeto Semeando Nascentes
Projeto Semeando Nascentes
Maíra Mainart
 
Manual recuperação áreas degradadas
Manual recuperação áreas degradadasManual recuperação áreas degradadas
Manual recuperação áreas degradadas
Jorge Henrique Silva
 
Entreverdes Campinas - Programa de educação ambiental permanente
Entreverdes Campinas - Programa de educação ambiental permanenteEntreverdes Campinas - Programa de educação ambiental permanente
Entreverdes Campinas - Programa de educação ambiental permanente
THCM
 
Manual para-restauracao-florestal-florestas-de-transicao (1)
Manual para-restauracao-florestal-florestas-de-transicao (1)Manual para-restauracao-florestal-florestas-de-transicao (1)
Manual para-restauracao-florestal-florestas-de-transicao (1)
Suzi Marcuzzo
 
Plano De Projeto Finalizado Data 04
Plano De Projeto Finalizado Data 04Plano De Projeto Finalizado Data 04
Plano De Projeto Finalizado Data 04
guest18166af
 

Mais procurados (19)

Projeto Nascentes Urbanas
Projeto Nascentes Urbanas Projeto Nascentes Urbanas
Projeto Nascentes Urbanas
 
Programa Pró-Mananciais - Copasa
Programa Pró-Mananciais - CopasaPrograma Pró-Mananciais - Copasa
Programa Pró-Mananciais - Copasa
 
PARQUE MÚLTIPLO INTEGRADO RECANTO DOS BURITIS DE PARANAÍBA/MS
PARQUE MÚLTIPLO INTEGRADO RECANTO DOS BURITIS DE PARANAÍBA/MS PARQUE MÚLTIPLO INTEGRADO RECANTO DOS BURITIS DE PARANAÍBA/MS
PARQUE MÚLTIPLO INTEGRADO RECANTO DOS BURITIS DE PARANAÍBA/MS
 
Proposta de Metodologia participativa para recuperação de nascentes
Proposta de Metodologia participativa para recuperação de nascentesProposta de Metodologia participativa para recuperação de nascentes
Proposta de Metodologia participativa para recuperação de nascentes
 
Artigo gestão ambiental e estatísticas de mergulho pedrini et al 2007
Artigo gestão ambiental e estatísticas de mergulho pedrini et al 2007Artigo gestão ambiental e estatísticas de mergulho pedrini et al 2007
Artigo gestão ambiental e estatísticas de mergulho pedrini et al 2007
 
Projeto Brotar Nascente, GANA, S.A.Jesus-BA
Projeto Brotar Nascente, GANA, S.A.Jesus-BAProjeto Brotar Nascente, GANA, S.A.Jesus-BA
Projeto Brotar Nascente, GANA, S.A.Jesus-BA
 
Ata Reunião - Armação do Pântano do sul
Ata Reunião - Armação do Pântano do sulAta Reunião - Armação do Pântano do sul
Ata Reunião - Armação do Pântano do sul
 
Termo referencia
Termo referenciaTermo referencia
Termo referencia
 
Apresentação reunião inaugural - Armação do Pântano do sul
Apresentação reunião inaugural - Armação do Pântano do sulApresentação reunião inaugural - Armação do Pântano do sul
Apresentação reunião inaugural - Armação do Pântano do sul
 
Relatorio de impacto sobre a APA na area continetal de Santos
Relatorio de impacto sobre a APA na area continetal de SantosRelatorio de impacto sobre a APA na area continetal de Santos
Relatorio de impacto sobre a APA na area continetal de Santos
 
Práticas conservacionistas na gestão de recursos hídricos - Rubens de Souza
Práticas conservacionistas na gestão de recursos hídricos - Rubens de SouzaPráticas conservacionistas na gestão de recursos hídricos - Rubens de Souza
Práticas conservacionistas na gestão de recursos hídricos - Rubens de Souza
 
Juscelino Dourado: Resíduos Sólidos e Programa de Educação Ambiental
Juscelino Dourado: Resíduos Sólidos e Programa de Educação AmbientalJuscelino Dourado: Resíduos Sólidos e Programa de Educação Ambiental
Juscelino Dourado: Resíduos Sólidos e Programa de Educação Ambiental
 
Plano ambiental de una
Plano ambiental de unaPlano ambiental de una
Plano ambiental de una
 
Projeto Nascentes Urbanas - Atualização 2014
Projeto Nascentes Urbanas - Atualização 2014Projeto Nascentes Urbanas - Atualização 2014
Projeto Nascentes Urbanas - Atualização 2014
 
Projeto Semeando Nascentes
Projeto Semeando NascentesProjeto Semeando Nascentes
Projeto Semeando Nascentes
 
Manual recuperação áreas degradadas
Manual recuperação áreas degradadasManual recuperação áreas degradadas
Manual recuperação áreas degradadas
 
Entreverdes Campinas - Programa de educação ambiental permanente
Entreverdes Campinas - Programa de educação ambiental permanenteEntreverdes Campinas - Programa de educação ambiental permanente
Entreverdes Campinas - Programa de educação ambiental permanente
 
Manual para-restauracao-florestal-florestas-de-transicao (1)
Manual para-restauracao-florestal-florestas-de-transicao (1)Manual para-restauracao-florestal-florestas-de-transicao (1)
Manual para-restauracao-florestal-florestas-de-transicao (1)
 
Plano De Projeto Finalizado Data 04
Plano De Projeto Finalizado Data 04Plano De Projeto Finalizado Data 04
Plano De Projeto Finalizado Data 04
 

Semelhante a Apresentação projeto de revitalização ambiental na bacia hidrográfica dos córregos cedro e cedrinho. revitalização ambiental, educação ambiental e uso e reúso da água

preservacao.pdf
preservacao.pdfpreservacao.pdf
preservacao.pdf
AmricoAlexanderSimes
 
Revista Gestão Agroecológica do Camping do Parque Estadual do Rio Vermelho
Revista Gestão Agroecológica do Camping do Parque Estadual do Rio VermelhoRevista Gestão Agroecológica do Camping do Parque Estadual do Rio Vermelho
Revista Gestão Agroecológica do Camping do Parque Estadual do Rio Vermelho
Camping PAERVE
 
Revista Gestão Agroecológica do Camping do PAERVE
Revista Gestão Agroecológica do Camping do PAERVE Revista Gestão Agroecológica do Camping do PAERVE
Revista Gestão Agroecológica do Camping do PAERVE
Camping PAERVE
 
Revista gestão agroecológica do camping do PARVE - pdf
Revista gestão agroecológica do camping do PARVE - pdfRevista gestão agroecológica do camping do PARVE - pdf
Revista gestão agroecológica do camping do PARVE - pdf
Camping PAERVE
 
Adequção ambiental
Adequção ambientalAdequção ambiental
Adequção ambiental
Boris Marinho
 
Pacto pela Restauração da Mata Atlântica - Conceitos e ações de restauração f...
Pacto pela Restauração da Mata Atlântica - Conceitos e ações de restauração f...Pacto pela Restauração da Mata Atlântica - Conceitos e ações de restauração f...
Pacto pela Restauração da Mata Atlântica - Conceitos e ações de restauração f...
Guellity Marcel
 
Pacto pela Restauração da Mata Atlântica
Pacto pela Restauração da Mata AtlânticaPacto pela Restauração da Mata Atlântica
Pacto pela Restauração da Mata Atlântica
Urialisson Queiroz
 
atlas dos manguezais do Brasil - Ministério do Meio Ambiente
atlas dos manguezais do Brasil - Ministério do Meio Ambienteatlas dos manguezais do Brasil - Ministério do Meio Ambiente
atlas dos manguezais do Brasil - Ministério do Meio Ambiente
eliezerconceicao
 
Ecoturismo Marinho no Brasil
Ecoturismo Marinho no BrasilEcoturismo Marinho no Brasil
Ecoturismo Marinho no Brasil
AlexandredeGusmaoPedrini
 
Educação Ambiental Emancipatória pelo Ecoturismo Marinho na Área de Proteção ...
Educação Ambiental Emancipatória pelo Ecoturismo Marinho na Área de Proteção ...Educação Ambiental Emancipatória pelo Ecoturismo Marinho na Área de Proteção ...
Educação Ambiental Emancipatória pelo Ecoturismo Marinho na Área de Proteção ...
AlexandredeGusmaoPedrini
 
Ecos prog-sustentabilidadecnc-sesc-senac-maronabi-abib-110526111914-phpapp01
Ecos prog-sustentabilidadecnc-sesc-senac-maronabi-abib-110526111914-phpapp01Ecos prog-sustentabilidadecnc-sesc-senac-maronabi-abib-110526111914-phpapp01
Ecos prog-sustentabilidadecnc-sesc-senac-maronabi-abib-110526111914-phpapp01
CNC
 
Economia e meio ambiente apa do pratigi
Economia e meio ambiente   apa do pratigiEconomia e meio ambiente   apa do pratigi
Economia e meio ambiente apa do pratigi
Roque Fraga
 
Edital v costa-final
Edital v costa-finalEdital v costa-final
Edital v costa-final
RevistaAmazônia Editora Círios
 
Bacia hidrográfica rio santana
Bacia hidrográfica rio santanaBacia hidrográfica rio santana
Bacia hidrográfica rio santana
Kleber Ferreira
 
Plano de curso 2019 tec. agricolas
Plano de curso 2019   tec. agricolasPlano de curso 2019   tec. agricolas
Plano de curso 2019 tec. agricolas
Maria Aparecida Rêgo
 
Painel VI – A EDS e a Comunicação em Ciência: Miguel Ferreira (SRRN-Açores) -...
Painel VI – A EDS e a Comunicação em Ciência: Miguel Ferreira (SRRN-Açores) -...Painel VI – A EDS e a Comunicação em Ciência: Miguel Ferreira (SRRN-Açores) -...
Painel VI – A EDS e a Comunicação em Ciência: Miguel Ferreira (SRRN-Açores) -...
CIDAADS
 
Manejo e Conservação do Solo
Manejo e Conservação do SoloManejo e Conservação do Solo
Manual recupareas degradadas
Manual recupareas degradadasManual recupareas degradadas
Manual recupareas degradadas
Marlos Nogueira
 
Manual de RAD - SP
Manual de RAD - SPManual de RAD - SP
Manual de RAD - SP
Leandro A. Machado de Moura
 
Informe Rural - 16/04/2014
Informe Rural - 16/04/2014Informe Rural - 16/04/2014
Informe Rural - 16/04/2014
Informe Rural
 

Semelhante a Apresentação projeto de revitalização ambiental na bacia hidrográfica dos córregos cedro e cedrinho. revitalização ambiental, educação ambiental e uso e reúso da água (20)

preservacao.pdf
preservacao.pdfpreservacao.pdf
preservacao.pdf
 
Revista Gestão Agroecológica do Camping do Parque Estadual do Rio Vermelho
Revista Gestão Agroecológica do Camping do Parque Estadual do Rio VermelhoRevista Gestão Agroecológica do Camping do Parque Estadual do Rio Vermelho
Revista Gestão Agroecológica do Camping do Parque Estadual do Rio Vermelho
 
Revista Gestão Agroecológica do Camping do PAERVE
Revista Gestão Agroecológica do Camping do PAERVE Revista Gestão Agroecológica do Camping do PAERVE
Revista Gestão Agroecológica do Camping do PAERVE
 
Revista gestão agroecológica do camping do PARVE - pdf
Revista gestão agroecológica do camping do PARVE - pdfRevista gestão agroecológica do camping do PARVE - pdf
Revista gestão agroecológica do camping do PARVE - pdf
 
Adequção ambiental
Adequção ambientalAdequção ambiental
Adequção ambiental
 
Pacto pela Restauração da Mata Atlântica - Conceitos e ações de restauração f...
Pacto pela Restauração da Mata Atlântica - Conceitos e ações de restauração f...Pacto pela Restauração da Mata Atlântica - Conceitos e ações de restauração f...
Pacto pela Restauração da Mata Atlântica - Conceitos e ações de restauração f...
 
Pacto pela Restauração da Mata Atlântica
Pacto pela Restauração da Mata AtlânticaPacto pela Restauração da Mata Atlântica
Pacto pela Restauração da Mata Atlântica
 
atlas dos manguezais do Brasil - Ministério do Meio Ambiente
atlas dos manguezais do Brasil - Ministério do Meio Ambienteatlas dos manguezais do Brasil - Ministério do Meio Ambiente
atlas dos manguezais do Brasil - Ministério do Meio Ambiente
 
Ecoturismo Marinho no Brasil
Ecoturismo Marinho no BrasilEcoturismo Marinho no Brasil
Ecoturismo Marinho no Brasil
 
Educação Ambiental Emancipatória pelo Ecoturismo Marinho na Área de Proteção ...
Educação Ambiental Emancipatória pelo Ecoturismo Marinho na Área de Proteção ...Educação Ambiental Emancipatória pelo Ecoturismo Marinho na Área de Proteção ...
Educação Ambiental Emancipatória pelo Ecoturismo Marinho na Área de Proteção ...
 
Ecos prog-sustentabilidadecnc-sesc-senac-maronabi-abib-110526111914-phpapp01
Ecos prog-sustentabilidadecnc-sesc-senac-maronabi-abib-110526111914-phpapp01Ecos prog-sustentabilidadecnc-sesc-senac-maronabi-abib-110526111914-phpapp01
Ecos prog-sustentabilidadecnc-sesc-senac-maronabi-abib-110526111914-phpapp01
 
Economia e meio ambiente apa do pratigi
Economia e meio ambiente   apa do pratigiEconomia e meio ambiente   apa do pratigi
Economia e meio ambiente apa do pratigi
 
Edital v costa-final
Edital v costa-finalEdital v costa-final
Edital v costa-final
 
Bacia hidrográfica rio santana
Bacia hidrográfica rio santanaBacia hidrográfica rio santana
Bacia hidrográfica rio santana
 
Plano de curso 2019 tec. agricolas
Plano de curso 2019   tec. agricolasPlano de curso 2019   tec. agricolas
Plano de curso 2019 tec. agricolas
 
Painel VI – A EDS e a Comunicação em Ciência: Miguel Ferreira (SRRN-Açores) -...
Painel VI – A EDS e a Comunicação em Ciência: Miguel Ferreira (SRRN-Açores) -...Painel VI – A EDS e a Comunicação em Ciência: Miguel Ferreira (SRRN-Açores) -...
Painel VI – A EDS e a Comunicação em Ciência: Miguel Ferreira (SRRN-Açores) -...
 
Manejo e Conservação do Solo
Manejo e Conservação do SoloManejo e Conservação do Solo
Manejo e Conservação do Solo
 
Manual recupareas degradadas
Manual recupareas degradadasManual recupareas degradadas
Manual recupareas degradadas
 
Manual de RAD - SP
Manual de RAD - SPManual de RAD - SP
Manual de RAD - SP
 
Informe Rural - 16/04/2014
Informe Rural - 16/04/2014Informe Rural - 16/04/2014
Informe Rural - 16/04/2014
 

Mais de Rafael Oliveira

GESTÃO E SANEAMENTO AMBIENTAL
GESTÃO E SANEAMENTO AMBIENTALGESTÃO E SANEAMENTO AMBIENTAL
GESTÃO E SANEAMENTO AMBIENTAL
Rafael Oliveira
 
Pdf fernanda candido de almeida
Pdf   fernanda candido de almeidaPdf   fernanda candido de almeida
Pdf fernanda candido de almeida
Rafael Oliveira
 
Art1842
Art1842Art1842
1984 0470-sausoc-25-02-00463
1984 0470-sausoc-25-02-004631984 0470-sausoc-25-02-00463
1984 0470-sausoc-25-02-00463
Rafael Oliveira
 
209 1309-1-pb (1)
209 1309-1-pb (1)209 1309-1-pb (1)
209 1309-1-pb (1)
Rafael Oliveira
 
103 641-1-pb
103 641-1-pb103 641-1-pb
103 641-1-pb
Rafael Oliveira
 
Introdução a ciência do solo
Introdução a ciência do soloIntrodução a ciência do solo
Introdução a ciência do solo
Rafael Oliveira
 
Anlisedeartigosderevisoeelaboraodeartigoscientficos 12734719191355-phpapp02
Anlisedeartigosderevisoeelaboraodeartigoscientficos 12734719191355-phpapp02Anlisedeartigosderevisoeelaboraodeartigoscientficos 12734719191355-phpapp02
Anlisedeartigosderevisoeelaboraodeartigoscientficos 12734719191355-phpapp02
Rafael Oliveira
 

Mais de Rafael Oliveira (8)

GESTÃO E SANEAMENTO AMBIENTAL
GESTÃO E SANEAMENTO AMBIENTALGESTÃO E SANEAMENTO AMBIENTAL
GESTÃO E SANEAMENTO AMBIENTAL
 
Pdf fernanda candido de almeida
Pdf   fernanda candido de almeidaPdf   fernanda candido de almeida
Pdf fernanda candido de almeida
 
Art1842
Art1842Art1842
Art1842
 
1984 0470-sausoc-25-02-00463
1984 0470-sausoc-25-02-004631984 0470-sausoc-25-02-00463
1984 0470-sausoc-25-02-00463
 
209 1309-1-pb (1)
209 1309-1-pb (1)209 1309-1-pb (1)
209 1309-1-pb (1)
 
103 641-1-pb
103 641-1-pb103 641-1-pb
103 641-1-pb
 
Introdução a ciência do solo
Introdução a ciência do soloIntrodução a ciência do solo
Introdução a ciência do solo
 
Anlisedeartigosderevisoeelaboraodeartigoscientficos 12734719191355-phpapp02
Anlisedeartigosderevisoeelaboraodeartigoscientficos 12734719191355-phpapp02Anlisedeartigosderevisoeelaboraodeartigoscientficos 12734719191355-phpapp02
Anlisedeartigosderevisoeelaboraodeartigoscientficos 12734719191355-phpapp02
 

Último

Economia Circular na Produção de Filmes e Revestimentos Comestíveis.pdf
Economia Circular na Produção de Filmes e Revestimentos Comestíveis.pdfEconomia Circular na Produção de Filmes e Revestimentos Comestíveis.pdf
Economia Circular na Produção de Filmes e Revestimentos Comestíveis.pdf
DeboraGomes73
 
CIGAROSS DRA_SANDRA_DA_SILVA_MARQUES.pdf
CIGAROSS DRA_SANDRA_DA_SILVA_MARQUES.pdfCIGAROSS DRA_SANDRA_DA_SILVA_MARQUES.pdf
CIGAROSS DRA_SANDRA_DA_SILVA_MARQUES.pdf
viictorrkk
 
Muro Relatório de Fiscalização SPU 2024.pdf
Muro Relatório de Fiscalização SPU 2024.pdfMuro Relatório de Fiscalização SPU 2024.pdf
Muro Relatório de Fiscalização SPU 2024.pdf
Marco Zero Conteúdo
 
Apostila FEV-2008 - Micromorfologia de Solos.pdf
Apostila FEV-2008 - Micromorfologia de Solos.pdfApostila FEV-2008 - Micromorfologia de Solos.pdf
Apostila FEV-2008 - Micromorfologia de Solos.pdf
Ademir36
 
Manejo de insetos-pragas sugadores .pptx
Manejo de insetos-pragas sugadores .pptxManejo de insetos-pragas sugadores .pptx
Manejo de insetos-pragas sugadores .pptx
Geagra UFG
 
Muro Auto de Infração Sec. Patrimônio da União.pdf
Muro Auto de Infração Sec. Patrimônio da União.pdfMuro Auto de Infração Sec. Patrimônio da União.pdf
Muro Auto de Infração Sec. Patrimônio da União.pdf
Marco Zero Conteúdo
 

Último (6)

Economia Circular na Produção de Filmes e Revestimentos Comestíveis.pdf
Economia Circular na Produção de Filmes e Revestimentos Comestíveis.pdfEconomia Circular na Produção de Filmes e Revestimentos Comestíveis.pdf
Economia Circular na Produção de Filmes e Revestimentos Comestíveis.pdf
 
CIGAROSS DRA_SANDRA_DA_SILVA_MARQUES.pdf
CIGAROSS DRA_SANDRA_DA_SILVA_MARQUES.pdfCIGAROSS DRA_SANDRA_DA_SILVA_MARQUES.pdf
CIGAROSS DRA_SANDRA_DA_SILVA_MARQUES.pdf
 
Muro Relatório de Fiscalização SPU 2024.pdf
Muro Relatório de Fiscalização SPU 2024.pdfMuro Relatório de Fiscalização SPU 2024.pdf
Muro Relatório de Fiscalização SPU 2024.pdf
 
Apostila FEV-2008 - Micromorfologia de Solos.pdf
Apostila FEV-2008 - Micromorfologia de Solos.pdfApostila FEV-2008 - Micromorfologia de Solos.pdf
Apostila FEV-2008 - Micromorfologia de Solos.pdf
 
Manejo de insetos-pragas sugadores .pptx
Manejo de insetos-pragas sugadores .pptxManejo de insetos-pragas sugadores .pptx
Manejo de insetos-pragas sugadores .pptx
 
Muro Auto de Infração Sec. Patrimônio da União.pdf
Muro Auto de Infração Sec. Patrimônio da União.pdfMuro Auto de Infração Sec. Patrimônio da União.pdf
Muro Auto de Infração Sec. Patrimônio da União.pdf
 

Apresentação projeto de revitalização ambiental na bacia hidrográfica dos córregos cedro e cedrinho. revitalização ambiental, educação ambiental e uso e reúso da água

  • 1. PROJETO DE REVITALIZAÇÃO AMBIENTAL NA BACIA HIDROGRÁFICA DOS CÓRREGOS CEDRO E CEDRINHO. REVITALIZAÇÃO AMBIENTAL, EDUCAÇÃO AMBIENTAL E USO E REÚSO DA ÁGUA.
  • 2. Conceito de Educação Ambiental  A ciência ambiental, tanto no nível da reflexão quanto da prática empírica, é elevada à condição de referência para uma revisão das relações dos humanos consigo mesmos, das relações com os outros, e do meio ambiente físico propriamente dito. (Guattari, 1990)  Ecologias: Mental / Social / Física.
  • 3. POR QUE DA ESCOLHA?  A eleição da Bacia Hidrográfica do CÓRREGO CEDRO, como projeto piloto para educação ambiental se deve à sua importância e condição de manancial para abastecimento público, logo protegido pela Lei Estadual nº. 9.866, de 28 de Novembro de 1997, atinge um território a ser alvo de recuperação ambiental de Área de Preservação Pernamente com 3.190,51 hectares. Destaca-se ainda, por sua importância sócio-econômica para a região, uma vez que por décadas foi responsável pelo abastecimento público de Presidente Prudente, e faz parte integrante da área prevista para recuperação pelo PLANO DE BACIAS DO CBH-PP.
  • 4. JUSTIFICATIVA  As áreas do Alto Curso do Rio Santo Anastácio bem como seu curso até a foz com o rio Paraná, está praticamente desprovida de vegetação natural e o uso do solo da bacia tem como finalidade a pastagem, no entanto observa-se a expansão da malha urbana na região e este manancial recebe uma grande carga de popuentes provenientes das áreas urbanas e rurais.
  • 5. Localização do Alto Curso da Bacia Hidrográfica do Rio Santo Anastácio
  • 7. Municípios de ação do Projeto de 2009 a 2010  Presidente Prudente;  Regente Feijó;  Presidente Bernardes;  Santo Anastácio  Presidente Venceslau;  Caiuá;  Presidente Epitácio
  • 8. PROPOSTA DE ATUAÇÃO COM EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO SANTO ANASTÁCIO  Adequar a exploração da terra à capacidade de seu uso do solo,  Prevenir e controlar processos erosivos através de prática e vegetativas,  Preservar matas remanescentes e estimular o processo de recuperação,  Estimular práticas sustentáveis do uso dos recursos naturais,  Implantar matas ciliares a as de interesse ambiental para a proteção de mananciais com auxílio da comunidade,  Formação de gestores ambientais;  Demais atividades estão contempladas na proposta de ações.
  • 9. PROPOSTA DE ATUAÇÃO PARA A RECUPERAÇÃO DA BACIA  Para a realização desta proposta, será necessário executar os trabalhos na área de influência da Bacia Hidrográfica do rio Santo Anastácio, ou seja, para uma área total de 3.190,51 hectares com início do programa de educação ambiental seguido de recuperação das APP, terraceamentos e adequação de estradas rurais, finalização dos planos de macrodrenagem, até tornar estas áreas em APRM.
  • 10. Objetivos Técnicos Específicos  Implementação de programas de recuperação e conservação do solo e da água, por meio de práticas conservacionistas com as populações urbanas e rural;  Criação de uma campanha com revistas e figurinhas / colantes para ação com a comunidade estudantil até a sexta série do ensino fundamental;  Plantio das mudas florestais nas margens dos córregos;  Acompanhamento do desenvolvimento das mudas até atingirem três anos de idade, bem como o seu monitoramento;  Fornecer aos alunos Universitários e Técnicos a oportunidade de realização de estágios;  Monitoramento ambiental e conservacionistas dos trabalhos de campo a serem realizados.
  • 11. Metodologia Empregada  Organizar calendário de eventos das principais datas comemorativas: dia mundial da água, meio ambiente, semana do agricultor, dia Interamericano da água etc...;  Reproduzir e distribuir, Cartilha: Meio Ambiente Direito e Cidadania; Cartilha: Água nossa de cada dia; confecção e reprodução de Cartilhas;  Preparar cursos aos alunos de direito, agronomia, engenharia ambiental, meio ambiente, turismo, geografia e graduações afins, para formação de monitores na divulgação da Cartilha: Meio Ambiente Direito e Cidadania; Organizar e confeccionar Cartilha,.  Desenvolver programas de educação ambiental aos moradores, sobre legislação, uso dos produtos poluentes, área de preservação permanente, queimada, uso adequado do solo, informações sobre disposição do lixo tóxico e doméstico; incentivo e orientação e capacitação de agricultores localizados nas áreas de intervenção do projeto, para a prática do cooperativismo e associativismo, produção orgânica; desenvolvimento econômico sustentado;
  • 12. AÇÕES DE AGOSTO A DEZEMBRO DE 2010  Plantios TAC E TCRA:  Empresas Reflorestamento 36.000 MUDAS  D.E.R. 10.000 MUDAS  SEMEA 3.000 MUDAS  MATERIAL SABESP  RECURSOS MINISTÉRIO PÚBLICO  CERCAMENTO ÁREA 3  Campanha Educação Ambiental R$ 184.000,00 reais.
  • 13. PARCERIAS NAS ATIVIDADES DO PROJETO DE RECUPERAÇÃO DAS BACIAS HIDROGRÁFICAS DOS CÓRREGOS DO CEDRO E CEDRINHO – PROPONENTES: – ROTARY CLUBS DE PRUDENTE – Parceiros: – SABESP; – UNIESP; – Município de Presidente Prudente – Secretaria de Meio Ambiente e Turismo e Secretaria de Educação; – Fehidro: Fundo Estadual de Recursos Hídricos, através do Comitê da Bacia Hidrográfica do Pontal do Paranapanema; – Comitê de Bacias Hidrográficas do Pontal do Paranapanema; – Sociedade Civil; – Promotoria de Meio Ambiente do Pontal do Paranapanema
  • 14. Contato com a Equipe Técnica do Projeto  Professor: Pedro Sérgio Mora Filho  E-mail: pedro.mora@uniesp.edu.br  Site:http://prudente.uniesp.edu.br/projetoambien tal  Telefones – (18) 39184700 ramal 163