SlideShare uma empresa Scribd logo
 ACORDO ORTOGRÁFICO DA LÍNGUA PORTUGUESA
Professora: Angélica Sampaio Graduada em Letras
Especialista em Literatura Brasileira pela    Universidade Estadual do Ceará – UECE 
Saiba o que mudou na ortografia brasileiraO objetivo deste guia é expor de maneira objetiva, as alterações introduzidas na ortografia da língua portuguesa pelo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, assinado em Lisboa, em 16 de dezembro de 1990, por Portugal, Brasil, Angola, São Tomé e Príncipe, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e, posteriormente, por Timor Leste. No Brasil, o Acordo foi aprovado pelo Decreto Legislativo nº 54, de 18 de abril de 1995.
A geografia do Acordo Ortográfico
Saiba o que mudou na ortografia brasileiraEsse Acordo é meramente ortográfico; portanto, restringe-se à língua escrita, não afetando nenhum aspecto da língua falada. Ele não elimina todas as diferenças ortográficas observadas nos países que têm a língua portuguesa como idioma oficial, mas é um passo em direção à pretendida unificação ortográfica desses países. Este guia foi elaborado de acordo com a 5.ª edição do Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa (VOLP), publicado pela Academia Brasileira de Letras em março de 2009.
Mudanças no alfabetoO alfabeto passa a ter 26 letras. Foram reintroduzidas as letras k, w e y. O alfabeto completo passa a ser:A B C D E F G H I JKL M N O P Q R ST U V W X Y Z As letras k, w e y, que na verdade não tinham desaparecido da maioria dos dicionários da nossa língua, são usadas em várias situações. Por exemplo:na escrita de símbolos de unidades de medida: km (quilômetro), kg (quilograma), W (watt);na escrita de palavras e nomes estrangeiros (e seus derivados): show, playboy, playground, windsurf, kungfu, yin, yang, William, kaiser, Kafka, kafkiano
TremaNão se usa mais o trema ( ¨ ), sinal colocado sobre a letra Üpara indicar que ela deve ser pronunciada nos grupos gue, gui, que, qui.Atenção: o trema permanece apenas nas palavras estrangeiras e em suas derivadas. Exemplos: Müller, mülleriano.
Apresentaçao acordo ortográfico da língua portuguesa
Mudanças nas regras de acentuação1. Não se usa mais o acento dos ditongos abertos éi e ói das palavras paroxítonas (palavras que têm acento tônico na penúltima sílaba).Atenção:essa regra é válida somente para palavras paroxítonas. Assim, continuam a ser acentuadas as palavras oxítonas e os monossílabos tônicos terminados em éis e ói(s). Exemplos: papéis, herói, heróis, dói (verbo doer), sóis etc.
Apresentaçao acordo ortográfico da língua portuguesa
Mudanças nas regras de acentuação2. Nas palavras paroxítonas, não se usa mais o acento no i e no u tônicos quando vierem depois de um ditongoAtenção:se a palavra for oxítona e o i ou o u estiverem em posição final (ou seguidos de s), o acento permanece. Exemplos: tuiuiú, tuiuiús, Piauí;se o i ou o u forem precedidos de ditongo crescente, o acento permanece. Exemplos: guaíba, Guaíra.
*  bacaiuva = certo tipo de palmeira**cauila = avarento
 3. Não se usa mais o acento das palavras terminadas em êem e ôo(s). Mudanças nas regras de acentuação4. Não se usa mais o acento que diferenciava os pares pára/para, péla(s)/pela(s), pêlo(s)/pelo(s), pólo(s)/polo(s) e pêra/pera. Atenção:	- Permanece o acento diferencial em pôde/pode. Pôde é a forma do passado do verbo poder (pretérito perfeito do indicativo), na 3ª pessoa do singular. Pode é a forma do presente do indicativo, na 3ª pessoa do singular.Exemplo: Ontem, ele não pôde sair mais cedo, mas hoje ele pode.	- Permanece o acento diferencial em pôr/por. Pôr é verbo. Por é preposição. Exemplo: Vou pôr o livro na estante que foi feita por mim.
- Permanecem os acentos que diferenciam o singular do plural dos verbos ter e vir, assim como de seus derivados (manter, deter, reter, conter, convir, intervir, advir etc.). Exemplos:Ele tem dois carros. / Eles têm dois carros.Ele vem de Sorocaba. / Eles vêm de Sorocaba.Ele mantém a palavra. / Eles mantêm a palavra.Ele convém aos estudantes. / Eles convêm aos estudantes.Ele detém o poder. / Eles detêm o poder.Ele intervém em todas as aulas. / Eles intervêm em todas as aulas.- É facultativo o uso do acento circunflexo para diferenciar as palavras forma/fôrma. Em alguns casos, o uso do acento deixa a frase mais clara. Veja este exemplo: Qual é a forma da fôrma do bolo?
Apresentaçao acordo ortográfico da língua portuguesa
Mudanças nas regras de acentuação5. Não se usa mais o acento agudo no u tônico das formas (tu) arguis, (ele) argui, (eles) arguem, do presente do indicativo dos verbos arguir e redarguir.6. Há uma variação na pronúncia dos verbos terminados em guar, quar e quir, como aguar, averiguar, apaziguar, desaguar, enxaguar, obliquar, delinquir etc. Esses verbos admitem duas pronúncias em algumas formas do presente do indicativo, do presente do subjuntivo e também do imperativo. Veja:
se forem pronunciadas com a ou i tônicos, essas formas devem ser acentuadas.Exemplos:verbo enxaguar: enxáguo, enxáguas, enxágua, enxáguam; enxágue, enxágues, enxáguem. verbo delinquir: delínquo, delínques, delínque, delínquem; delínqua, delínquas, delínquam.se forem pronunciadas com u tônico, essas formas deixam de ser acentuadas.Exemplos (a vogal sublinhada é tônica, isto é, deve ser pronunciada mais fortemente que as outras):verbo enxaguar: enxaguo, enxaguas, enxagua, enxaguam; enxague, enxagues, enxaguem. verbo delinquir: delinquo, delinques, delinque, delinquem; delinqua, delinquas, delinquam.Atenção: no Brasil, a pronúncia mais corrente é a primeira, aquela com a e i tônicos.
Uso do hífen com compostos1. Usa-se o hífen nas palavras compostas que não apresentam elementos de ligação. Exemplos: guarda-chuva, arco-íris, boa-fé, segunda-feira, mesa-redonda, vaga-lume, joão-ninguém, porta-malas, porta-bandeira, pão-duro, bate-boca.*Exceções: Não se usa o hífen em certas palavras que perderam a noção de composição, como girassol, madressilva, mandachuva, pontapé, paraquedas, paraquedista, paraquedismo
Uso do hífen com compostos2. Usa-se o hífen em compostos que têm palavras iguais ou quase iguais, sem elementos de ligação. Exemplos: reco-reco, blá-blá-blá, zum-zum, tico-tico, tique-taque, cri-cri, glu-glu, rom-rom, pingue-pongue, zigue-zague, esconde-esconde, pega-pega, corre-corre.3. Não se usa o hífen em compostos que apresentam elementos de ligação. Exemplos: pé de moleque, pé de vento, pai de todos, dia a dia, fim de semana, cor de vinho, ponto e vírgula, camisa de força, cara de pau, olho de sogra.
Uso do hífen com compostosIncluem-se nesse caso os compostos de base oracional. Exemplos: maria vai com as outras, leva e traz, diz que diz que, deus me livre, deus nos acuda, cor de burro quando foge, bicho de sete cabeças, faz de conta.* Exceções: água-de-colônia, arco-da-velha, cor-de-rosa, mais-que-perfeito, pé-de-meia, ao deus-dará, à queima-roupa.
Uso do hífen com compostos4. Usa-se o hífen nos compostos entre cujos elementos há o emprego do apóstrofo. Exemplos: gota-d'água, pé-d'água.5. Usa-se o hífen nas palavras compostas derivadas de topônimos (nomes próprios de lugares), com ou sem elementos de ligação. Exemplos:  Belo Horizonte - belo-horizontinoPorto Alegre - porto-alegrenseMato Grosso do Sul - mato-grossense-do-sulRio Grande do Norte - rio-grandense-do-norteÃfrica do Sul - sul-africano
Uso do hífen com compostos6. Usa-se o hífen nos compostos que designam espécies animais e botânicas (nomes de plantas, flores, frutos, raízes, sementes), tenham ou não elementos de ligação. Exemplos: bem-te-vi, peixe-espada, peixe-do-paraíso, mico-leão-dourado, andorinha-da-serra, lebre-da-patagônia, erva-doce, ervilha-de-cheiro, pimenta-do-reino, peroba-do-campo, cravo-da-índia. Obs.: não se usa o hífen, quando os compostos que designam espécies botânicas e zoológicas são empregados fora de seu sentido original. Observe a diferença de sentido entre os pares:
Uso do hífen com compostosa) bico-de-papagaio (espécie de planta ornamental) - bico de papagaio (deformação nas vértebras). b) olho-de-boi (espécie de peixe) - olho de boi (espécie de selo postal).Uso do hífen com prefixosAs observações a seguir referem-se ao uso do hífen em palavras formadas por prefixos (anti, super, ultra, sub etc.) ou por elementos que podem funcionar como prefixos (aero, agro, auto, eletro, geo, hidro, macro, micro, mini, multi, neo etc.).
Casos gerais1. Usa-se o hífen diante de palavra iniciada por h. Exemplos:anti-higiênicoanti-históricomacro-históriamini-hotelproto-históriasobre-humanosuper-homemultra-humano
Casos gerais2. Usa-se o hífen se o prefixo terminar com a mesma letra com que se inicia a outra palavra. Exemplos:micro-ondasanti-inflacionáriosub-bibliotecáriointer-regional
Casos gerais. Não se usa o hífen se o prefixo terminar com letra diferente daquela com que se inicia a outra palavra. Exemplos: autoescolaantiaéreointermunicipalsupersônicosuperinteressanteagroindustrialaeroespacialsemicírculo
Casos gerais* Se o prefixo terminar por vogal e a outra palavra começar por r ou s, dobram-se essas letras. Exemplos: minissaiaantirracismoultrassomsemirreta
Casos particulares1. Com os prefixos sub e sob, usa-se o hífen também diante de palavra iniciada por r. Exemplos:sub-regiãosub-reitorsub-regional sob-roda
Casos particulares2. Com os prefixos circum e pan, usa-se o hífen diante de palavra iniciada por m, n e vogal. Exemplos:circum-muradocircum-navegaçãopan-americano
Casos particulares3. Usa-se o hífen com os prefixos ex, sem, além, aquém, recém, pós, pré, pró, vice. Exemplos:além-maralém-túmuloaquém-marex-alunoex-diretorex-hospedeiroex-prefeito ex-presidentepós-graduaçãopré-históriapré-vestibularpró-europeurecém-casadorecém-nascidosem-terra vice-rei
Casos particulares4. O prefixo co junta-se com o segundo elemento, mesmo quando este se inicia por o ou h. Neste último caso, corta-se o h. Se a palavra seguinte começar com r ou s, dobram-se essas letras. Exemplos:coobrigaçãocoediçãocoeducarcofundadorcoabitaçãocoerdeirocorréucorresponsávelcosseno
Casos particulares5. Com os prefixos pre e re, não se usa o hífen, mesmo diante de palavras começadas por e. Exemplos:reexistentepreelaborarreescreverreedição
Casos particulares6. Na formação de palavras com ab, ob e ad, usa-se o hífen diante de palavra começada por b, d ou r. Exemplos:ad-digitalad-renalob-rogarab-rogar
Outros casos do uso do hífen1. Não se usa o hífen na formação de palavras com não e quase. Exemplos:(acordo de) não agressão (isto é um) quase delito2. Com mal*, usa-se o hífen quando a palavra seguinte começar por vogal, h ou l. Exemplos:mal-entendidomal-estarmal-humoradomal-limpo * Quando mal significa doença, usa-se o hífen se não houver elemento de ligação. Exemplo: mal-francês. Se houver elemento de ligação, escreve-se sem o hífen. Exemplos: mal de lázaro, mal de sete dias.
Outros casos do uso do hífen3. Usa-se o hífen com sufixos de origem tupi-guarani que representam formas adjetivas, como açu, guaçu, mirim. Exemplos: capim-açuamoré-guaçuanajá-mirim 4. Usa-se o hífen para ligar duas ou mais palavras que ocasionalmente se combinam, formando não propriamente vocábulos, mas encadeamentos vocabulares. Exemplos:ponte Rio-Niterói eixo Rio-São Paulo.
Outros casos do uso do hífen5. Para clareza gráfica, se no final da linha a partição de uma palavra ou combinação de palavras coincidir com o hífen, ele deve ser repetido na linha seguinte. Exemplos:Na cidade, conta--se que ele foi viajar.O diretor foi receber os ex--alunos.
Acordo Ortográfico – Exercícios1 – Considerando o quadro abaixo, que contém adjetivos pátrios compostos, marque a alternativa correta:	1 austro-húngaro 2 greco-romano 3 fino-brasileiro 4 nipo-americano5 ítalo-germânicoa) estão corretamente grafados todos os termos compostos;b) está incorretamente grafado o termo composto da opção 4;c) está incorretamente grafado o termo composto da opção 2;d) está incorretamente grafado o termo composto da opção 1;e) está incorretamente grafado o termo composto da opção 3.
Acordo Ortográfico – Exercícios2 – Levando em conta o quadro a seguir, que contém não apenas adjetivos pátrios compostos, mas também substantivos, marque a alternativa correta:	1 euro-centrismo 2 euro-siberiano 3 euro-divisa 4 euro-mercado 5 euro-asiáticoa) estão corretamente grafados todos os termos compostos;b) está corretamente grafado o termo composto da opção 5;c) estão corretamente grafados os termos compostos das opções 2 e 5;d) estão corretamente grafados os termos compostos das opções 1, 3 e 4;e) estão corretamente grafados os termos compostos das opções 3 e 4.
Acordo Ortográfico – Exercícios3 – As seguintes paroxítonas estão corretamente grafadas, exceto:a) contêiner;b) destróier;c) Méier;d) blêizer;e) geóide.
Acordo Ortográfico – Exercícios4 – Marque a opção em que uma das formas verbais está incorreta:a) águo – aguo;b) águas – aguas;c) água – agua;d) águais – aguais;e) águam – aguam.
Acordo Ortográfico – Exercícios5 – Assinale a opção em que há erro de ortografia:a) mão de obra (designando trabalho);b) mão de vaca (designando pessoa avarenta);c) mão de vaca (designando planta);d) mão de criança;e) mão de moça
Acordo Ortográfico – Exercícios6 – O hífen foi corretamente empregado em:a) presidente-mirim;b) parati-mirim;c) diretor-mirim;d) secretário-mirim;e) tesoureiro-mirim.
Acordo Ortográfico – Exercícios7 – Marque a opção incorreta:a) bem-educado;b) mal-educado;c) bem-comportado;d) mal-comportado;e) bem-vindo.
Acordo Ortográfico – Exercícios8 – Identifique a opção em que os termos não se alternam:a) amígdala – amídala;b) receção – recessão;c) corrupto – corruto;d) concepção – conceção;e) caracteres – carateres.
Acordo Ortográfico – Exercícios9 – Em compacto mantém-se a consoante pronunciada; é o mesmo caso de:a) acto;b) afectivo;c) direcção;d) exacto;e) adepto
Acordo Ortográfico – Exercícios10 – Os prefixos que são seguidos de hífen quando o segundo termo da palavra composta inicia-se com h, m, n ou vogal são:a) hiper-, inter- e super-;b) circum- e pan-;c) sub- e sob-;d) ab- e ob-;e) recém- e aquém-.
Acordo Ortográfico – Exercícios11 – Marque a opção incorreta:a) pan-telegrafia;b) pan-helenismo;c) pan-islâmico;d) pan-mágico;e) pan-negro.
Acordo Ortográfico – Exercícios12 – Identifique a alternativa em que o hífen foi indevidamente usado:a) circum-meridiano;b) circum-hospitalar;c) circum-escolar;d) circum-navegação;e) circum-polaridade.
Acordo Ortográfico – Exercícios13 – Assinale a opção incorreta:a) inter-humano;b) inter-hemisférico;c) inter-relacionar;d) interrelacionar;e) intersocial.
Acordo Ortográfico – Exercícios14 – Marque a opção em que o hífen foi indevidamente usado:a) hiper-hepático;b) hiper-emotivo;c) hiper-realismo;d) hipertireoidismo;e) hipersensibilidade.
Acordo Ortográfico – Exercícios15 – Marque a opção incorreta:a) inter-humano;b) inter-hemisférico;c) inter-relacionar;d) interrelacionar;e) intersocial.
Acordo Ortográfico – Exercícios16 – Identifique a alternativa em que o hífen foi indevidamente usado:a) abrupto;b) ab-rupto;c) obrogatório;d) ob-rogatório;e) ab-reação.
Acordo Ortográfico – Exercícios17 – Marque a opção incorreta:a) sobescavar;b) sob-saia;c) sobpesar;d) sobpor;e) sob-roda.
Acordo Ortográfico – Exercícios18 – Marque a opção em que o hífen foi indevidamente usado:a) sob-escavar;b) sobsaia;c) sobpesar;d) sobpor;e) sob-roda.
Acordo Ortográfico – Exercícios19 – Marque a opção incorreta:a) sub-bosque;b) sub-humano;c) sub-reitor;d) subdiretor;e) sub-epidérmico.
Acordo Ortográfico – Exercícios20 – Identifique a alternativa em que há erro de ortografia:a) mandachuva;b) salário-família;c) vagalumear;d) vaga-lume;e) bóia-fria
Acordo Ortográfico – Exercícios21 – O verbo enxaguar está incorretamente grafado em:a) enxáguo;b) enxaguo;c) enxagúas;d) enxáguas;e) enxaguam.
Acordo Ortográfico – Exercícios22 – Pré-pago é grafado com hífen assim como:a) pré-bossa nova – pré-produção – pré-Oscar;b) pré-opinar – pré-definir – pré-sentimento;c) pré-rogativa – pré-maturo – pré-julgado;d) pré-excelso – pré-excelência – pré-estabelecimento;e) pré-eminente – pré-ordenar – pré-existencialismo
Acordo Ortográfico – Exercícios23 – Prejacente é grafado sem hífen assim como:a) pregravado – precarnavalesco – prefrontal;b) precontrato – prevenda – prediabetes;c) prejulgamento – predecessor – prefaciador;d) precirúrgico – previsualização – prevoto;e) presselecionado – preprogramado – pregravação
Acordo Ortográfico – Exercícios24 – Assinale a opção em que um dos termos compostos foi indevidamentegrafado:a) os cursos não-presenciais – os resíduos pós-consumo;b) os brindes pós-compras – o mundo pós-11 de setembro;c) o período pós-soviético – o período pós-crise internacional;d) a política pós-racial – o período pós-batidas africanas;e) o período pós-funk – o período pós-Bush.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Atenção
AtençãoAtenção
Português sem complicação dominando a nova ortografia
Português sem complicação   dominando a nova ortografiaPortuguês sem complicação   dominando a nova ortografia
Português sem complicação dominando a nova ortografia
Paulo Vitor Carneiro
 
Slide Regras Acentuação Língua Portuguesa
Slide Regras Acentuação Língua PortuguesaSlide Regras Acentuação Língua Portuguesa
Slide Regras Acentuação Língua Portuguesa
Jomari
 
Acordo ortográfico slides
Acordo ortográfico slidesAcordo ortográfico slides
Acordo ortográfico slides
homago
 
O acordo ortográfico da língua portuguesa
O acordo ortográfico da língua portuguesaO acordo ortográfico da língua portuguesa
O acordo ortográfico da língua portuguesa
Rita Teixeira d'Azevedo
 
Nova ortografia
Nova ortografiaNova ortografia
Nova ortografia
katiaourives
 
Acordo ortografico
Acordo ortograficoAcordo ortografico
Acordo ortografico
Kamilla Borges
 
Acordo ortográfico ppt
Acordo ortográfico pptAcordo ortográfico ppt
Acordo ortográfico ppt
carminda machado
 
Guia da Nova Ortografia 2015
Guia da Nova Ortografia 2015Guia da Nova Ortografia 2015
Guia da Nova Ortografia 2015
Rômulo Giacome
 
Oficina ana
Oficina anaOficina ana
Oficina ana
Ana Cristina sousa
 
Regras ortograficas (1)
Regras ortograficas (1)Regras ortograficas (1)
Regras ortograficas (1)
Sonia Beth
 
Guia prático nova ortografia pg10
Guia prático   nova ortografia pg10Guia prático   nova ortografia pg10
Guia prático nova ortografia pg10
kisb1337
 
Novo acordo ortográfico
Novo acordo ortográficoNovo acordo ortográfico
Novo acordo ortográfico
Eliane Sapiraim Durão
 
Guia prático da nova ortografia
Guia prático da nova ortografiaGuia prático da nova ortografia
Guia prático da nova ortografia
Rubney Carrion Antunes
 
Novo acordo ortográfico da língua portuguesa (guia rápido)
Novo acordo ortográfico da língua portuguesa (guia rápido)Novo acordo ortográfico da língua portuguesa (guia rápido)
Novo acordo ortográfico da língua portuguesa (guia rápido)
Vânia Salvo Orso
 
Novo acordo ortográfico
Novo acordo ortográficoNovo acordo ortográfico
Novo acordo ortográfico
Claudia Pinheiro
 
Novo acordo ortográfico
Novo acordo ortográficoNovo acordo ortográfico
Novo acordo ortográfico
Portal do Vestibulando
 
Nova Ortografia
Nova OrtografiaNova Ortografia
Nova Ortografia
dilsoncatarino
 

Mais procurados (18)

Atenção
AtençãoAtenção
Atenção
 
Português sem complicação dominando a nova ortografia
Português sem complicação   dominando a nova ortografiaPortuguês sem complicação   dominando a nova ortografia
Português sem complicação dominando a nova ortografia
 
Slide Regras Acentuação Língua Portuguesa
Slide Regras Acentuação Língua PortuguesaSlide Regras Acentuação Língua Portuguesa
Slide Regras Acentuação Língua Portuguesa
 
Acordo ortográfico slides
Acordo ortográfico slidesAcordo ortográfico slides
Acordo ortográfico slides
 
O acordo ortográfico da língua portuguesa
O acordo ortográfico da língua portuguesaO acordo ortográfico da língua portuguesa
O acordo ortográfico da língua portuguesa
 
Nova ortografia
Nova ortografiaNova ortografia
Nova ortografia
 
Acordo ortografico
Acordo ortograficoAcordo ortografico
Acordo ortografico
 
Acordo ortográfico ppt
Acordo ortográfico pptAcordo ortográfico ppt
Acordo ortográfico ppt
 
Guia da Nova Ortografia 2015
Guia da Nova Ortografia 2015Guia da Nova Ortografia 2015
Guia da Nova Ortografia 2015
 
Oficina ana
Oficina anaOficina ana
Oficina ana
 
Regras ortograficas (1)
Regras ortograficas (1)Regras ortograficas (1)
Regras ortograficas (1)
 
Guia prático nova ortografia pg10
Guia prático   nova ortografia pg10Guia prático   nova ortografia pg10
Guia prático nova ortografia pg10
 
Novo acordo ortográfico
Novo acordo ortográficoNovo acordo ortográfico
Novo acordo ortográfico
 
Guia prático da nova ortografia
Guia prático da nova ortografiaGuia prático da nova ortografia
Guia prático da nova ortografia
 
Novo acordo ortográfico da língua portuguesa (guia rápido)
Novo acordo ortográfico da língua portuguesa (guia rápido)Novo acordo ortográfico da língua portuguesa (guia rápido)
Novo acordo ortográfico da língua portuguesa (guia rápido)
 
Novo acordo ortográfico
Novo acordo ortográficoNovo acordo ortográfico
Novo acordo ortográfico
 
Novo acordo ortográfico
Novo acordo ortográficoNovo acordo ortográfico
Novo acordo ortográfico
 
Nova Ortografia
Nova OrtografiaNova Ortografia
Nova Ortografia
 

Destaque

Fase planificacion
Fase planificacionFase planificacion
Fase planificacion
patoloco1
 
Bordados
BordadosBordados
A história do bondinho do Pão de Açúcar
A história do bondinho do Pão de AçúcarA história do bondinho do Pão de Açúcar
A história do bondinho do Pão de Açúcar
Luiz Carlos Dias
 
Resgatando Valores: Turma 703
Resgatando Valores: Turma 703Resgatando Valores: Turma 703
Resgatando Valores: Turma 703
ellencris
 
Folder Fvs
Folder FvsFolder Fvs
Folder Fvs
UFF
 
Artigo09
Artigo09Artigo09
Artigo09
Mônica Menslin
 
Carga unitaria 1
Carga unitaria 1Carga unitaria 1
Carga unitaria 1
yenny0629
 
Plantilla plan unidad
Plantilla plan unidadPlantilla plan unidad
Plantilla plan unidad
Myriam Gaby
 
Presentación del respeto
Presentación  del respetoPresentación  del respeto
Presentación del respeto
Fabiola Lagos
 
Tchau Livros Impressos?
Tchau Livros Impressos?Tchau Livros Impressos?
Tchau Livros Impressos?
Prof. Claudio André
 
Drivers de cambio o ns- sum v1
Drivers de cambio  o ns- sum v1Drivers de cambio  o ns- sum v1
Drivers de cambio o ns- sum v1
bigduda
 
Rousseau O Contrato Social
Rousseau   O Contrato SocialRousseau   O Contrato Social
Rousseau O Contrato Social
Vítor Uchôa
 
Presentación2
Presentación2Presentación2
Presentación2
juanda2503
 
Cadete 4
Cadete 4Cadete 4
Cadete 4
gerai2010
 
Instituto para el Desarrollo de Políticas de Transporte
Instituto para el Desarrollo de Políticas de TransporteInstituto para el Desarrollo de Políticas de Transporte
Instituto para el Desarrollo de Políticas de Transporte
Ethel Bonnet-Laverge
 
Presentacion de inicial
Presentacion de inicialPresentacion de inicial
Presentacion de inicial
donarvy
 
Presentación de programa Pro Huerta
Presentación de programa Pro HuertaPresentación de programa Pro Huerta
Presentación de programa Pro Huerta
Ethel Bonnet-Laverge
 
fdyrjdhgd xff
fdyrjdhgd xfffdyrjdhgd xff
fdyrjdhgd xff
guestbf7bf9
 
[Portfólio Acadêmico] [FIT] Design de Informação - Diagnóstico de Problemas ...
[Portfólio Acadêmico] [FIT]  Design de Informação - Diagnóstico de Problemas ...[Portfólio Acadêmico] [FIT]  Design de Informação - Diagnóstico de Problemas ...
[Portfólio Acadêmico] [FIT] Design de Informação - Diagnóstico de Problemas ...
Rafael Kanaoka
 

Destaque (20)

Fase planificacion
Fase planificacionFase planificacion
Fase planificacion
 
Noche de la nostalgia
Noche de la nostalgiaNoche de la nostalgia
Noche de la nostalgia
 
Bordados
BordadosBordados
Bordados
 
A história do bondinho do Pão de Açúcar
A história do bondinho do Pão de AçúcarA história do bondinho do Pão de Açúcar
A história do bondinho do Pão de Açúcar
 
Resgatando Valores: Turma 703
Resgatando Valores: Turma 703Resgatando Valores: Turma 703
Resgatando Valores: Turma 703
 
Folder Fvs
Folder FvsFolder Fvs
Folder Fvs
 
Artigo09
Artigo09Artigo09
Artigo09
 
Carga unitaria 1
Carga unitaria 1Carga unitaria 1
Carga unitaria 1
 
Plantilla plan unidad
Plantilla plan unidadPlantilla plan unidad
Plantilla plan unidad
 
Presentación del respeto
Presentación  del respetoPresentación  del respeto
Presentación del respeto
 
Tchau Livros Impressos?
Tchau Livros Impressos?Tchau Livros Impressos?
Tchau Livros Impressos?
 
Drivers de cambio o ns- sum v1
Drivers de cambio  o ns- sum v1Drivers de cambio  o ns- sum v1
Drivers de cambio o ns- sum v1
 
Rousseau O Contrato Social
Rousseau   O Contrato SocialRousseau   O Contrato Social
Rousseau O Contrato Social
 
Presentación2
Presentación2Presentación2
Presentación2
 
Cadete 4
Cadete 4Cadete 4
Cadete 4
 
Instituto para el Desarrollo de Políticas de Transporte
Instituto para el Desarrollo de Políticas de TransporteInstituto para el Desarrollo de Políticas de Transporte
Instituto para el Desarrollo de Políticas de Transporte
 
Presentacion de inicial
Presentacion de inicialPresentacion de inicial
Presentacion de inicial
 
Presentación de programa Pro Huerta
Presentación de programa Pro HuertaPresentación de programa Pro Huerta
Presentación de programa Pro Huerta
 
fdyrjdhgd xff
fdyrjdhgd xfffdyrjdhgd xff
fdyrjdhgd xff
 
[Portfólio Acadêmico] [FIT] Design de Informação - Diagnóstico de Problemas ...
[Portfólio Acadêmico] [FIT]  Design de Informação - Diagnóstico de Problemas ...[Portfólio Acadêmico] [FIT]  Design de Informação - Diagnóstico de Problemas ...
[Portfólio Acadêmico] [FIT] Design de Informação - Diagnóstico de Problemas ...
 

Semelhante a Apresentaçao acordo ortográfico da língua portuguesa

Nova ortografia
Nova ortografiaNova ortografia
Nova ortografia
hlemmur
 
Atenção
AtençãoAtenção
Nova ortografia do português
Nova ortografia do portuguêsNova ortografia do português
Nova ortografia do português
luizcarmo
 
Reforma OrtográFica
Reforma OrtográFicaReforma OrtográFica
Reforma OrtográFica
guest5a4e95d
 
Reforma OrtográFica
Reforma OrtográFicaReforma OrtográFica
Reforma OrtográFica
guest5a4e95d
 
nova ortografia.pdf
nova ortografia.pdfnova ortografia.pdf
nova ortografia.pdf
ssuser6ee2851
 
Nova ortografia
Nova ortografiaNova ortografia
Nova ortografia
katiaourives
 
Reforma ortografica
Reforma ortograficaReforma ortografica
Reforma ortografica
pamdocinho1987
 
Reforma ortografica
Reforma ortograficaReforma ortografica
Reforma ortografica
Carlos Alberto Monteiro
 
Reforma ortografica
Reforma ortograficaReforma ortografica
Reforma ortografica
Carlos Alberto Monteiro
 
Nilza ativ5
Nilza ativ5Nilza ativ5
Nilza ativ5
Nilza Gomes
 
Guia.pratico.da.reforma.ortografica
Guia.pratico.da.reforma.ortograficaGuia.pratico.da.reforma.ortografica
Guia.pratico.da.reforma.ortografica
Glaucia Janine
 
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
MkrH Uniesp
 
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
MkrH Uniesp
 
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
MkrH Uniesp
 
Novaortografiadalnguaportuguesaverso2003 100725183109-phpapp01
Novaortografiadalnguaportuguesaverso2003 100725183109-phpapp01Novaortografiadalnguaportuguesaverso2003 100725183109-phpapp01
Novaortografiadalnguaportuguesaverso2003 100725183109-phpapp01
Kellecampos Kelle Campos
 
Novo acordo
Novo acordoNovo acordo
Novo acordo
Amelia Barros
 
REFORMA_ORTOGRAFICA[1].ppt
REFORMA_ORTOGRAFICA[1].pptREFORMA_ORTOGRAFICA[1].ppt
REFORMA_ORTOGRAFICA[1].ppt
PatrciaMonteiro61
 
Acordoortografico
AcordoortograficoAcordoortografico
Acordoortografico
marisafr
 
Novo Acordo Ortográfico
Novo Acordo OrtográficoNovo Acordo Ortográfico
Novo Acordo Ortográfico
Escolanelda
 

Semelhante a Apresentaçao acordo ortográfico da língua portuguesa (20)

Nova ortografia
Nova ortografiaNova ortografia
Nova ortografia
 
Atenção
AtençãoAtenção
Atenção
 
Nova ortografia do português
Nova ortografia do portuguêsNova ortografia do português
Nova ortografia do português
 
Reforma OrtográFica
Reforma OrtográFicaReforma OrtográFica
Reforma OrtográFica
 
Reforma OrtográFica
Reforma OrtográFicaReforma OrtográFica
Reforma OrtográFica
 
nova ortografia.pdf
nova ortografia.pdfnova ortografia.pdf
nova ortografia.pdf
 
Nova ortografia
Nova ortografiaNova ortografia
Nova ortografia
 
Reforma ortografica
Reforma ortograficaReforma ortografica
Reforma ortografica
 
Reforma ortografica
Reforma ortograficaReforma ortografica
Reforma ortografica
 
Reforma ortografica
Reforma ortograficaReforma ortografica
Reforma ortografica
 
Nilza ativ5
Nilza ativ5Nilza ativ5
Nilza ativ5
 
Guia.pratico.da.reforma.ortografica
Guia.pratico.da.reforma.ortograficaGuia.pratico.da.reforma.ortografica
Guia.pratico.da.reforma.ortografica
 
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
 
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
 
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
Slidesnovoacordoortogrfico 100125181718-phpapp01
 
Novaortografiadalnguaportuguesaverso2003 100725183109-phpapp01
Novaortografiadalnguaportuguesaverso2003 100725183109-phpapp01Novaortografiadalnguaportuguesaverso2003 100725183109-phpapp01
Novaortografiadalnguaportuguesaverso2003 100725183109-phpapp01
 
Novo acordo
Novo acordoNovo acordo
Novo acordo
 
REFORMA_ORTOGRAFICA[1].ppt
REFORMA_ORTOGRAFICA[1].pptREFORMA_ORTOGRAFICA[1].ppt
REFORMA_ORTOGRAFICA[1].ppt
 
Acordoortografico
AcordoortograficoAcordoortografico
Acordoortografico
 
Novo Acordo Ortográfico
Novo Acordo OrtográficoNovo Acordo Ortográfico
Novo Acordo Ortográfico
 

Mais de robioprof

Órgãos dos sentidos
Órgãos dos sentidosÓrgãos dos sentidos
Órgãos dos sentidos
robioprof
 
Sistema endócrino
Sistema endócrinoSistema endócrino
Sistema endócrino
robioprof
 
Sistema nervoso 8ano
Sistema nervoso 8anoSistema nervoso 8ano
Sistema nervoso 8ano
robioprof
 
Jejum
JejumJejum
Jejum
robioprof
 
Apresentaçao acordo ortográfico da língua portuguesa
Apresentaçao acordo ortográfico da língua portuguesaApresentaçao acordo ortográfico da língua portuguesa
Apresentaçao acordo ortográfico da língua portuguesa
robioprof
 
Sistema cardiovascular e o sangue
Sistema cardiovascular e o sangueSistema cardiovascular e o sangue
Sistema cardiovascular e o sangue
robioprof
 

Mais de robioprof (6)

Órgãos dos sentidos
Órgãos dos sentidosÓrgãos dos sentidos
Órgãos dos sentidos
 
Sistema endócrino
Sistema endócrinoSistema endócrino
Sistema endócrino
 
Sistema nervoso 8ano
Sistema nervoso 8anoSistema nervoso 8ano
Sistema nervoso 8ano
 
Jejum
JejumJejum
Jejum
 
Apresentaçao acordo ortográfico da língua portuguesa
Apresentaçao acordo ortográfico da língua portuguesaApresentaçao acordo ortográfico da língua portuguesa
Apresentaçao acordo ortográfico da língua portuguesa
 
Sistema cardiovascular e o sangue
Sistema cardiovascular e o sangueSistema cardiovascular e o sangue
Sistema cardiovascular e o sangue
 

Último

EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
Sandra Pratas
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
jetroescola
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
pattyhsilva271204
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 

Último (20)

EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 

Apresentaçao acordo ortográfico da língua portuguesa

  • 1. ACORDO ORTOGRÁFICO DA LÍNGUA PORTUGUESA
  • 2. Professora: Angélica Sampaio Graduada em Letras
  • 3. Especialista em Literatura Brasileira pela Universidade Estadual do Ceará – UECE 
  • 4. Saiba o que mudou na ortografia brasileiraO objetivo deste guia é expor de maneira objetiva, as alterações introduzidas na ortografia da língua portuguesa pelo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, assinado em Lisboa, em 16 de dezembro de 1990, por Portugal, Brasil, Angola, São Tomé e Príncipe, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e, posteriormente, por Timor Leste. No Brasil, o Acordo foi aprovado pelo Decreto Legislativo nº 54, de 18 de abril de 1995.
  • 5. A geografia do Acordo Ortográfico
  • 6. Saiba o que mudou na ortografia brasileiraEsse Acordo é meramente ortográfico; portanto, restringe-se à língua escrita, não afetando nenhum aspecto da língua falada. Ele não elimina todas as diferenças ortográficas observadas nos países que têm a língua portuguesa como idioma oficial, mas é um passo em direção à pretendida unificação ortográfica desses países. Este guia foi elaborado de acordo com a 5.ª edição do Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa (VOLP), publicado pela Academia Brasileira de Letras em março de 2009.
  • 7. Mudanças no alfabetoO alfabeto passa a ter 26 letras. Foram reintroduzidas as letras k, w e y. O alfabeto completo passa a ser:A B C D E F G H I JKL M N O P Q R ST U V W X Y Z As letras k, w e y, que na verdade não tinham desaparecido da maioria dos dicionários da nossa língua, são usadas em várias situações. Por exemplo:na escrita de símbolos de unidades de medida: km (quilômetro), kg (quilograma), W (watt);na escrita de palavras e nomes estrangeiros (e seus derivados): show, playboy, playground, windsurf, kungfu, yin, yang, William, kaiser, Kafka, kafkiano
  • 8. TremaNão se usa mais o trema ( ¨ ), sinal colocado sobre a letra Üpara indicar que ela deve ser pronunciada nos grupos gue, gui, que, qui.Atenção: o trema permanece apenas nas palavras estrangeiras e em suas derivadas. Exemplos: Müller, mülleriano.
  • 10. Mudanças nas regras de acentuação1. Não se usa mais o acento dos ditongos abertos éi e ói das palavras paroxítonas (palavras que têm acento tônico na penúltima sílaba).Atenção:essa regra é válida somente para palavras paroxítonas. Assim, continuam a ser acentuadas as palavras oxítonas e os monossílabos tônicos terminados em éis e ói(s). Exemplos: papéis, herói, heróis, dói (verbo doer), sóis etc.
  • 12. Mudanças nas regras de acentuação2. Nas palavras paroxítonas, não se usa mais o acento no i e no u tônicos quando vierem depois de um ditongoAtenção:se a palavra for oxítona e o i ou o u estiverem em posição final (ou seguidos de s), o acento permanece. Exemplos: tuiuiú, tuiuiús, Piauí;se o i ou o u forem precedidos de ditongo crescente, o acento permanece. Exemplos: guaíba, Guaíra.
  • 13. *  bacaiuva = certo tipo de palmeira**cauila = avarento
  • 14. 3. Não se usa mais o acento das palavras terminadas em êem e ôo(s). Mudanças nas regras de acentuação4. Não se usa mais o acento que diferenciava os pares pára/para, péla(s)/pela(s), pêlo(s)/pelo(s), pólo(s)/polo(s) e pêra/pera. Atenção: - Permanece o acento diferencial em pôde/pode. Pôde é a forma do passado do verbo poder (pretérito perfeito do indicativo), na 3ª pessoa do singular. Pode é a forma do presente do indicativo, na 3ª pessoa do singular.Exemplo: Ontem, ele não pôde sair mais cedo, mas hoje ele pode. - Permanece o acento diferencial em pôr/por. Pôr é verbo. Por é preposição. Exemplo: Vou pôr o livro na estante que foi feita por mim.
  • 15. - Permanecem os acentos que diferenciam o singular do plural dos verbos ter e vir, assim como de seus derivados (manter, deter, reter, conter, convir, intervir, advir etc.). Exemplos:Ele tem dois carros. / Eles têm dois carros.Ele vem de Sorocaba. / Eles vêm de Sorocaba.Ele mantém a palavra. / Eles mantêm a palavra.Ele convém aos estudantes. / Eles convêm aos estudantes.Ele detém o poder. / Eles detêm o poder.Ele intervém em todas as aulas. / Eles intervêm em todas as aulas.- É facultativo o uso do acento circunflexo para diferenciar as palavras forma/fôrma. Em alguns casos, o uso do acento deixa a frase mais clara. Veja este exemplo: Qual é a forma da fôrma do bolo?
  • 17. Mudanças nas regras de acentuação5. Não se usa mais o acento agudo no u tônico das formas (tu) arguis, (ele) argui, (eles) arguem, do presente do indicativo dos verbos arguir e redarguir.6. Há uma variação na pronúncia dos verbos terminados em guar, quar e quir, como aguar, averiguar, apaziguar, desaguar, enxaguar, obliquar, delinquir etc. Esses verbos admitem duas pronúncias em algumas formas do presente do indicativo, do presente do subjuntivo e também do imperativo. Veja:
  • 18. se forem pronunciadas com a ou i tônicos, essas formas devem ser acentuadas.Exemplos:verbo enxaguar: enxáguo, enxáguas, enxágua, enxáguam; enxágue, enxágues, enxáguem. verbo delinquir: delínquo, delínques, delínque, delínquem; delínqua, delínquas, delínquam.se forem pronunciadas com u tônico, essas formas deixam de ser acentuadas.Exemplos (a vogal sublinhada é tônica, isto é, deve ser pronunciada mais fortemente que as outras):verbo enxaguar: enxaguo, enxaguas, enxagua, enxaguam; enxague, enxagues, enxaguem. verbo delinquir: delinquo, delinques, delinque, delinquem; delinqua, delinquas, delinquam.Atenção: no Brasil, a pronúncia mais corrente é a primeira, aquela com a e i tônicos.
  • 19. Uso do hífen com compostos1. Usa-se o hífen nas palavras compostas que não apresentam elementos de ligação. Exemplos: guarda-chuva, arco-íris, boa-fé, segunda-feira, mesa-redonda, vaga-lume, joão-ninguém, porta-malas, porta-bandeira, pão-duro, bate-boca.*Exceções: Não se usa o hífen em certas palavras que perderam a noção de composição, como girassol, madressilva, mandachuva, pontapé, paraquedas, paraquedista, paraquedismo
  • 20. Uso do hífen com compostos2. Usa-se o hífen em compostos que têm palavras iguais ou quase iguais, sem elementos de ligação. Exemplos: reco-reco, blá-blá-blá, zum-zum, tico-tico, tique-taque, cri-cri, glu-glu, rom-rom, pingue-pongue, zigue-zague, esconde-esconde, pega-pega, corre-corre.3. Não se usa o hífen em compostos que apresentam elementos de ligação. Exemplos: pé de moleque, pé de vento, pai de todos, dia a dia, fim de semana, cor de vinho, ponto e vírgula, camisa de força, cara de pau, olho de sogra.
  • 21. Uso do hífen com compostosIncluem-se nesse caso os compostos de base oracional. Exemplos: maria vai com as outras, leva e traz, diz que diz que, deus me livre, deus nos acuda, cor de burro quando foge, bicho de sete cabeças, faz de conta.* Exceções: água-de-colônia, arco-da-velha, cor-de-rosa, mais-que-perfeito, pé-de-meia, ao deus-dará, à queima-roupa.
  • 22. Uso do hífen com compostos4. Usa-se o hífen nos compostos entre cujos elementos há o emprego do apóstrofo. Exemplos: gota-d'água, pé-d'água.5. Usa-se o hífen nas palavras compostas derivadas de topônimos (nomes próprios de lugares), com ou sem elementos de ligação. Exemplos: Belo Horizonte - belo-horizontinoPorto Alegre - porto-alegrenseMato Grosso do Sul - mato-grossense-do-sulRio Grande do Norte - rio-grandense-do-norteÃfrica do Sul - sul-africano
  • 23. Uso do hífen com compostos6. Usa-se o hífen nos compostos que designam espécies animais e botânicas (nomes de plantas, flores, frutos, raízes, sementes), tenham ou não elementos de ligação. Exemplos: bem-te-vi, peixe-espada, peixe-do-paraíso, mico-leão-dourado, andorinha-da-serra, lebre-da-patagônia, erva-doce, ervilha-de-cheiro, pimenta-do-reino, peroba-do-campo, cravo-da-índia. Obs.: não se usa o hífen, quando os compostos que designam espécies botânicas e zoológicas são empregados fora de seu sentido original. Observe a diferença de sentido entre os pares:
  • 24. Uso do hífen com compostosa) bico-de-papagaio (espécie de planta ornamental) - bico de papagaio (deformação nas vértebras). b) olho-de-boi (espécie de peixe) - olho de boi (espécie de selo postal).Uso do hífen com prefixosAs observações a seguir referem-se ao uso do hífen em palavras formadas por prefixos (anti, super, ultra, sub etc.) ou por elementos que podem funcionar como prefixos (aero, agro, auto, eletro, geo, hidro, macro, micro, mini, multi, neo etc.).
  • 25. Casos gerais1. Usa-se o hífen diante de palavra iniciada por h. Exemplos:anti-higiênicoanti-históricomacro-históriamini-hotelproto-históriasobre-humanosuper-homemultra-humano
  • 26. Casos gerais2. Usa-se o hífen se o prefixo terminar com a mesma letra com que se inicia a outra palavra. Exemplos:micro-ondasanti-inflacionáriosub-bibliotecáriointer-regional
  • 27. Casos gerais. Não se usa o hífen se o prefixo terminar com letra diferente daquela com que se inicia a outra palavra. Exemplos: autoescolaantiaéreointermunicipalsupersônicosuperinteressanteagroindustrialaeroespacialsemicírculo
  • 28. Casos gerais* Se o prefixo terminar por vogal e a outra palavra começar por r ou s, dobram-se essas letras. Exemplos: minissaiaantirracismoultrassomsemirreta
  • 29. Casos particulares1. Com os prefixos sub e sob, usa-se o hífen também diante de palavra iniciada por r. Exemplos:sub-regiãosub-reitorsub-regional sob-roda
  • 30. Casos particulares2. Com os prefixos circum e pan, usa-se o hífen diante de palavra iniciada por m, n e vogal. Exemplos:circum-muradocircum-navegaçãopan-americano
  • 31. Casos particulares3. Usa-se o hífen com os prefixos ex, sem, além, aquém, recém, pós, pré, pró, vice. Exemplos:além-maralém-túmuloaquém-marex-alunoex-diretorex-hospedeiroex-prefeito ex-presidentepós-graduaçãopré-históriapré-vestibularpró-europeurecém-casadorecém-nascidosem-terra vice-rei
  • 32. Casos particulares4. O prefixo co junta-se com o segundo elemento, mesmo quando este se inicia por o ou h. Neste último caso, corta-se o h. Se a palavra seguinte começar com r ou s, dobram-se essas letras. Exemplos:coobrigaçãocoediçãocoeducarcofundadorcoabitaçãocoerdeirocorréucorresponsávelcosseno
  • 33. Casos particulares5. Com os prefixos pre e re, não se usa o hífen, mesmo diante de palavras começadas por e. Exemplos:reexistentepreelaborarreescreverreedição
  • 34. Casos particulares6. Na formação de palavras com ab, ob e ad, usa-se o hífen diante de palavra começada por b, d ou r. Exemplos:ad-digitalad-renalob-rogarab-rogar
  • 35. Outros casos do uso do hífen1. Não se usa o hífen na formação de palavras com não e quase. Exemplos:(acordo de) não agressão (isto é um) quase delito2. Com mal*, usa-se o hífen quando a palavra seguinte começar por vogal, h ou l. Exemplos:mal-entendidomal-estarmal-humoradomal-limpo * Quando mal significa doença, usa-se o hífen se não houver elemento de ligação. Exemplo: mal-francês. Se houver elemento de ligação, escreve-se sem o hífen. Exemplos: mal de lázaro, mal de sete dias.
  • 36. Outros casos do uso do hífen3. Usa-se o hífen com sufixos de origem tupi-guarani que representam formas adjetivas, como açu, guaçu, mirim. Exemplos: capim-açuamoré-guaçuanajá-mirim 4. Usa-se o hífen para ligar duas ou mais palavras que ocasionalmente se combinam, formando não propriamente vocábulos, mas encadeamentos vocabulares. Exemplos:ponte Rio-Niterói eixo Rio-São Paulo.
  • 37. Outros casos do uso do hífen5. Para clareza gráfica, se no final da linha a partição de uma palavra ou combinação de palavras coincidir com o hífen, ele deve ser repetido na linha seguinte. Exemplos:Na cidade, conta--se que ele foi viajar.O diretor foi receber os ex--alunos.
  • 38. Acordo Ortográfico – Exercícios1 – Considerando o quadro abaixo, que contém adjetivos pátrios compostos, marque a alternativa correta: 1 austro-húngaro 2 greco-romano 3 fino-brasileiro 4 nipo-americano5 ítalo-germânicoa) estão corretamente grafados todos os termos compostos;b) está incorretamente grafado o termo composto da opção 4;c) está incorretamente grafado o termo composto da opção 2;d) está incorretamente grafado o termo composto da opção 1;e) está incorretamente grafado o termo composto da opção 3.
  • 39. Acordo Ortográfico – Exercícios2 – Levando em conta o quadro a seguir, que contém não apenas adjetivos pátrios compostos, mas também substantivos, marque a alternativa correta: 1 euro-centrismo 2 euro-siberiano 3 euro-divisa 4 euro-mercado 5 euro-asiáticoa) estão corretamente grafados todos os termos compostos;b) está corretamente grafado o termo composto da opção 5;c) estão corretamente grafados os termos compostos das opções 2 e 5;d) estão corretamente grafados os termos compostos das opções 1, 3 e 4;e) estão corretamente grafados os termos compostos das opções 3 e 4.
  • 40. Acordo Ortográfico – Exercícios3 – As seguintes paroxítonas estão corretamente grafadas, exceto:a) contêiner;b) destróier;c) Méier;d) blêizer;e) geóide.
  • 41. Acordo Ortográfico – Exercícios4 – Marque a opção em que uma das formas verbais está incorreta:a) águo – aguo;b) águas – aguas;c) água – agua;d) águais – aguais;e) águam – aguam.
  • 42. Acordo Ortográfico – Exercícios5 – Assinale a opção em que há erro de ortografia:a) mão de obra (designando trabalho);b) mão de vaca (designando pessoa avarenta);c) mão de vaca (designando planta);d) mão de criança;e) mão de moça
  • 43. Acordo Ortográfico – Exercícios6 – O hífen foi corretamente empregado em:a) presidente-mirim;b) parati-mirim;c) diretor-mirim;d) secretário-mirim;e) tesoureiro-mirim.
  • 44. Acordo Ortográfico – Exercícios7 – Marque a opção incorreta:a) bem-educado;b) mal-educado;c) bem-comportado;d) mal-comportado;e) bem-vindo.
  • 45. Acordo Ortográfico – Exercícios8 – Identifique a opção em que os termos não se alternam:a) amígdala – amídala;b) receção – recessão;c) corrupto – corruto;d) concepção – conceção;e) caracteres – carateres.
  • 46. Acordo Ortográfico – Exercícios9 – Em compacto mantém-se a consoante pronunciada; é o mesmo caso de:a) acto;b) afectivo;c) direcção;d) exacto;e) adepto
  • 47. Acordo Ortográfico – Exercícios10 – Os prefixos que são seguidos de hífen quando o segundo termo da palavra composta inicia-se com h, m, n ou vogal são:a) hiper-, inter- e super-;b) circum- e pan-;c) sub- e sob-;d) ab- e ob-;e) recém- e aquém-.
  • 48. Acordo Ortográfico – Exercícios11 – Marque a opção incorreta:a) pan-telegrafia;b) pan-helenismo;c) pan-islâmico;d) pan-mágico;e) pan-negro.
  • 49. Acordo Ortográfico – Exercícios12 – Identifique a alternativa em que o hífen foi indevidamente usado:a) circum-meridiano;b) circum-hospitalar;c) circum-escolar;d) circum-navegação;e) circum-polaridade.
  • 50. Acordo Ortográfico – Exercícios13 – Assinale a opção incorreta:a) inter-humano;b) inter-hemisférico;c) inter-relacionar;d) interrelacionar;e) intersocial.
  • 51. Acordo Ortográfico – Exercícios14 – Marque a opção em que o hífen foi indevidamente usado:a) hiper-hepático;b) hiper-emotivo;c) hiper-realismo;d) hipertireoidismo;e) hipersensibilidade.
  • 52. Acordo Ortográfico – Exercícios15 – Marque a opção incorreta:a) inter-humano;b) inter-hemisférico;c) inter-relacionar;d) interrelacionar;e) intersocial.
  • 53. Acordo Ortográfico – Exercícios16 – Identifique a alternativa em que o hífen foi indevidamente usado:a) abrupto;b) ab-rupto;c) obrogatório;d) ob-rogatório;e) ab-reação.
  • 54. Acordo Ortográfico – Exercícios17 – Marque a opção incorreta:a) sobescavar;b) sob-saia;c) sobpesar;d) sobpor;e) sob-roda.
  • 55. Acordo Ortográfico – Exercícios18 – Marque a opção em que o hífen foi indevidamente usado:a) sob-escavar;b) sobsaia;c) sobpesar;d) sobpor;e) sob-roda.
  • 56. Acordo Ortográfico – Exercícios19 – Marque a opção incorreta:a) sub-bosque;b) sub-humano;c) sub-reitor;d) subdiretor;e) sub-epidérmico.
  • 57. Acordo Ortográfico – Exercícios20 – Identifique a alternativa em que há erro de ortografia:a) mandachuva;b) salário-família;c) vagalumear;d) vaga-lume;e) bóia-fria
  • 58. Acordo Ortográfico – Exercícios21 – O verbo enxaguar está incorretamente grafado em:a) enxáguo;b) enxaguo;c) enxagúas;d) enxáguas;e) enxaguam.
  • 59. Acordo Ortográfico – Exercícios22 – Pré-pago é grafado com hífen assim como:a) pré-bossa nova – pré-produção – pré-Oscar;b) pré-opinar – pré-definir – pré-sentimento;c) pré-rogativa – pré-maturo – pré-julgado;d) pré-excelso – pré-excelência – pré-estabelecimento;e) pré-eminente – pré-ordenar – pré-existencialismo
  • 60. Acordo Ortográfico – Exercícios23 – Prejacente é grafado sem hífen assim como:a) pregravado – precarnavalesco – prefrontal;b) precontrato – prevenda – prediabetes;c) prejulgamento – predecessor – prefaciador;d) precirúrgico – previsualização – prevoto;e) presselecionado – preprogramado – pregravação
  • 61. Acordo Ortográfico – Exercícios24 – Assinale a opção em que um dos termos compostos foi indevidamentegrafado:a) os cursos não-presenciais – os resíduos pós-consumo;b) os brindes pós-compras – o mundo pós-11 de setembro;c) o período pós-soviético – o período pós-crise internacional;d) a política pós-racial – o período pós-batidas africanas;e) o período pós-funk – o período pós-Bush.