Português sem complicação dominando a nova ortografia

1.990 visualizações

Publicada em

1 comentário
2 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.990
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
69
Comentários
1
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Português sem complicação dominando a nova ortografia

  1. 1. Universidade Federal de Uberlândia Instituto de Letras e Linguística Programa de Educação Tutorial MINISTRANTES: Paulo Vitor Carneiro Vitor Bernardes
  2. 2. Pois é. U purtuguêis é muinto fáciu di aprender, purqui é uma língua qui a genti iscrevi ixatamenti cumu si fala. Num é cumu inglêis qui dá até vontadi di ri quandu a genti discobri cumu é qui si iscrevi algumas palavras. Im purtuguêis não. É só prestátenção. U alemão pur exemplu. Qué coisa mais doida? Num bate nada cum nada. Até nu espanhol qui é parecidu, si iscrevi muinto diferenti. Qui bom qui a minha língua é u purtuguêis. Quem soubé falá sabi iscrevê.
  3. 3. Variação linguística Níveis de linguagem Precon Língua ceito linguís falada tico Língua escrita
  4. 4. mió Para pior pió Para telha dizem teia Para telhado dizem Língua falada teiado E vão fazendo Língua telhados escrita Oswald de Andrade
  5. 5. Por que foi concebido esse acordo?  Aproximar culturas e povos bem diversos: cinco países africanos (Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e São Tomé e Príncipe), um do sudoeste da Ásia (Timor Leste, recém-independente), um sul-americano (Brasil) e um europeu (Portugal);  As alterações atingem aproximadamente 0,5% das palavras brasileiras;  O fim de várias grafias proporcionará maior visibilidade ao idioma – o sétimo mais falado no planeta; Fontes: Revista Galileu e Universia
  6. 6.  Afirmação no cenário internacional, principalmente em entidades como a Organização das Nações Unidas (ONU). “A implantação dessa unificação ortográfica tem importância política. Facilita a difusão e o ensino de português no mundo. No sistema de certificação internacional não é aceita a ortografia do Brasil”. José Luiz Fiorin
  7. 7. SORTEIO DE PALAVRAS
  8. 8. ABCDEFGHI JKLMNOPQR S T U V WX Y Z
  9. 9. a) na escrita de símbolos de unidades de medida como km (quilômetro), kg (quilograma), W (watt); b) na escrita de palavras estrangeiras (e seus derivados), tais como show, playboy, playground, windsurf, kung fu, yin, yang, William, kaiser, Kafka, kafkiano.
  10. 10.  Quando, onde e como o trema era utilizado?  O que aconteceu com o trema após o novo acordo ortográfico?  Qual o principal motivo para essa mudança?
  11. 11.  Deve haver a eliminação do trema no “-u” seguido de “g” ou “q” e antes de “-e” ou “-i”.
  12. 12. Não se usa mais o acento dos ditongos abertos ei e oi das palavras paroxítonas
  13. 13. Acentuação 1 – Some o acento dos ditongos abertos éi e ói das palavras paroxítonas (as que têm a penúltima sílaba mais forte) Antes Depois Européia, idéia, heróico, Europeia, ideia, heroico, apóio, bóia, asteróide, apoio, boia, asteroide, Coréia, estréia, jóia, Coreia, estreia, joia, platéia, paranóia, jibóia, plateia, paranoia, jiboia, assembléia assembleia ATENÇÃO: Herói, papéis, troféu mantêm o acento (porque têm a última sílaba mais forte)
  14. 14. Nas palavras paroxítonas, não se usa mais o acento no i e no u tônicos quando vierem depois de um ditongo.
  15. 15. Acentuação 2 – Some o acento no i e no u fortes depois de ditongos (junção de duas vogais), em palavras paroxítonas. Antes Baiúca, bocaiúva, feiúra Depois Baiuca, bocaiuva, feiura ATENÇÃO: Se o i e o u estiverem na última sílaba, o acento continua como em: tuiuiú ou Piauí
  16. 16. Não se usa mais o acento das palavras terminadas em eem e oo(s).
  17. 17. Acentuação 3 – Some o acento circunflexo das palavras terminadas em êem e ôo (ou ôos) Antes Depois Crêem, dêem, lêem, vêem, prevêem, vôo, enjôos Creem, deem, leem, veem, preveem, voo, enjoos
  18. 18. Acentuação 4 – Não se usa mais o acento diferencial (na maioria dos casos) Antes Depois Pára, péla, pêlo, pólo, pêra, Para, pela, pelo, polo, côa pera, coa ATENÇÃO: Não some o acento diferencial em pôr (verbo) / por (preposição) e pôde (pretérito) / pode (presente). Fôrma, para diferenciar de forma, pode receber acento circunflexo.
  19. 19. Acentuação 5 – Não se usa mais o acento agudo no u tônico das formas (tu) arguis, (ele) argui, (eles) arguem, do presente do indicativo dos verbos arguir e redarguir. Assim, some o acento agudo no u forte nos grupos gue, gui, que, qui, de verbos como averiguar, apaziguar, arguir, redarguir, enxaguar Antes Averigúe, apazigúe, ele argúi, enxagúe você Depois Averigue, apazigue, ele argui, enxague você ATENÇÃO: as demais regras de acentuação permanecem as mesmas.
  20. 20.  Há uma variação na pronúncia dos verbos terminados em guar, quar e quir, como aguar, averiguar, apaziguar, desaguar, enxaguar, obliquar, delinquir etc. Esses verbos admitem duas pronúncias em algumas formas do presente do indicativo, do presente do subjuntivo e também do imperativo. Se forem pronunciadas com a ou i tônicos, essas formas devem ser acentuadas. Exemplos: verbo enxaguar: enxáguo, enxáguas, enxágua, enxáguam; enxágue, enxágues, enxáguem. verbo delinquir: delínquo, delínques, delínque, delínquem; delínqua, delínquas, delínquam.
  21. 21.  Se forem pronunciadas com u tônico, essas formas deixam de ser acentuadas. Exemplos (a vogal sublinhada é tônica, isto é, deve ser pronunciada mais fortemente que as outras): verbo enxaguar: enxaguo, enxaguas, enxagua, enxaguam; enxague, enxagues, enxaguem. verbo delinquir: delinquo, delinques, delinque, delinquem; delinqua, delinquas, delinquam. ATENÇÃO: no Brasil, a pronúncia mais corrente é a primeira, aquela com a e i tônicos.
  22. 22. Usa-se o hífen nas palavras que não apresentam elementos de ligação. Exemplos: Guarda-chuva Arco-íris Segunda-feira Exceções: Não se usa o hífen em certas palavras que perderam a noção de composição. Exemplos: Girassol Paraquedas Pontapé
  23. 23. Usa-se o hífen em compostos que têm palavras iguais ou quase iguais, sem elementos de ligação. Exemplos: Reco-reco Blá-blá-blá Pega-pega Corre-corre Usa-se o hífen nas palavras compostas derivadas de topônimos (nomes próprios de lugares), com ou sem elementos de ligação. Exemplos: Belo Horizonte – belo-horizontino África do Sul – sul-africano
  24. 24. A) Formas adjetivas como afro, luso, anglo, latino não se ligam por hífen: afrodescendente, eurocêntrico, lusofobia, eurocomunista. B) Mas com adjetivos pátrios (de identidade), usa-se o hífen: afro-americano, latino-americano, indo-europeu, ítalo-brasileira, anglo-saxão.
  25. 25. Usa-se o hífen nos compostos que designam espécies animais e botânicas (nomes de plantas, flores, frutos, raízes, sementes), tenham ou não elementos de ligação. Exemplos: bem-te-vi, peixe-espada, peixe-do-paraíso, mico-leão-dourado, andorinha-da-serra, lebre-da-patagônia, erva-doce, ervilha-de-cheiro, pimenta-do-reino, peroba-do-campo, cravo-da-índia. Obs.: não se usa o hífen, quando os compostos que designam espécies botânicas e zoológicas são empregados fora de seu sentido original. Observe a diferença de sentido entre os pares: a) bico-de-papagaio (espécie de planta ornamental) - bico de papagaio (deformação nas vértebras). b) olho-de-boi (espécie de peixe) - olho de boi (espécie de selo postal). Uso do hífen com prefixos
  26. 26. Não se usa o hífen na formação de palavras com não e quase. Exemplos: (acordo de) não agressão (isto é um) quase delito.
  27. 27. O prefixo co junta-se com o segundo elemento, mesmo quando este se inicia por o ou h. Neste último caso, corta-se o h. Se a palavra seguinte começar com r ou s, dobram-se essas letras. Exemplos: Coobrigação Coedição Coeducar Corresponsável Com mal, usa-se o hífen quando a palavra seguinte começar por vogal, h ou l. Exemplos: Mal-entendido Mal-estar Mal-humorado Mal-limpo
  28. 28. A letra “H”   Não se junta a nenhum prefixo. Neste caso o hífen permanece: pré-história  anti-higiênico  sub-hepático  super-homem
  29. 29. Letras iguais x Letras diferentes  Mesma letra: Anti-inflamatório e não antiinflamatório  Letras diferentes: neoliberalismo e não neo-liberalismo
  30. 30. O “R” e o “S”  O r e o s dobram quando aparecem juntos de uma vogal. Ex: aero-sonda se tornou aerossonda bio-sociologia se tornou biossociologia  Quando o R aparece junto de uma consoante é necessário usar o hífen. Ex: ab-rogado ___________________________________________________ ATENÇÃO! Quando dois “R” ou “S” se encontrarem, permanece a regra geral: letras iguais, SEPARA.
  31. 31. O “R” e o “S” Se o prefixo terminar por vogal e a outra palavra começar por R ou S, dobram-se essas letras: suprarrenal minissaia contrarregra ultrassonografia antisséptico megassaia Entretanto, se o prefixo terminar em consoante, não se unem de jeito nenhum: Sub-reino ab-rogar sob-roda ATENÇÃO!  Quando dois “R” ou “S” se encontrarem, permanece a regra geral: letras iguais, SEPARA.
  32. 32. O hífen permanece em:  Diante dos prefixos “ex-, sem-, além-, vice- e recém-“: Ex-diretor, sem-terra, além-mar, vice-presidente , recémcasado.  Diante de “pós-, pré- e pró-”, quando TEM SOM FORTE E ACENTO. pós-tônico, pré-escolar, pré-natal, pró-labore, próafricano  Diante de “pan-, circum-”, quando juntos de vogais. Pan-americano, circum-escola. -
  33. 33. E por último...
  34. 34. Sintoma característico de náusea: A - Enjoo  B - Ênjoo  C - Enjôo
  35. 35. Gisele Bündchen demonstrou uma excelente argüição em um evento na cidade de Leipzig, Alemanha, que também contou com a presença do ex-atacante Müller do Palmeiras. Considerando as palavras destacadas, assinale a opção correta: a. b. c. d. Em todas as palavras há trema; Há a inserção de dois tremas; Há a inserção de apenas um trema; Não há trema.
  36. 36. Preencha as lacunas com as palavras corretas, segundo o Novo Acordo Ortográfico: Muller freqüência Müller cinquenta frequência tranquila cinqüenta tranqüila Um cidadão chamado Harold _______________ juntou-se a um grupo formado por _________________ pessoas, para verificar com que ___________________ têm acontecido inundações no sul do país. Com base nesses dados, eles pretendem tomar ações preventivas para que a população possa dormir ______________________.
  37. 37. O mesmo que robô e meteoro, respectivamente:  A - Andróide e Asteroide  B - Androide e Asteróide  C - Androide e Asteroide
  38. 38. Uma grande jornada A - Odisséia  B - Odisseia  C - Odiceia
  39. 39. Honraria concedida a vencedores de corridas de automóveis A - Troféu  B - Trofeu  C - Trofeo
  40. 40. Bar frequentado pela ralé. A - Baiuca  B - Baioca  C - Baiúca
  41. 41. Eles enxergam é o mesmo que eles... A - Vêem  B - Vêm  C - Veem
  42. 42. Região onde se encontram ursos de pelugem branca. A - Pólo Norte  B - Polo Norte  C - Pólo Sul
  43. 43. Obrigado! MINISTRANTES: Paulo Vitor Carneiro Vitor Bernardes

×