SlideShare uma empresa Scribd logo
1. Acréscimos e Diferimentos



Licenciatura em Gestão de Actividades Turísticas
Contabilidade Geral II
Ano lectivo 2011/2012
                                                   1
Acréscimos e Diferimentos
Considerações Gerais
As empresas, no desenvolver da sua actividade, fraccionam a sua
 actuação em períodos contabilísticos, para determinação no final
 de cada um deles do seu resultado e da sua posição financeira.



A segmentação da vida das empresas em períodos contabilísticos
 suporta a existência de alguns pressupostos, nomeadamente o
 regime    do acréscimo ou periodização económica (§ 22 da
 Estrutura Conceptual do SNC).

                                                                  2
Acréscimos e Diferimentos
Regime do Acréscimo ou Periodização Económica (§ 22 da
Estrutura Conceptual):

“Os   efeitos das transacções e de outros acontecimentos são
reconhecidos quando eles ocorram (e não quando caixa ou
equivalentes de caixa sejam recebidos ou pagos) sendo
registados contabilisticamente e relatados nas demonstrações
financeiras dos períodos com os quais se relacionem”.


  As DF´s são elaborados numa base do acréscimo à qual se opõe uma
  base de caixa.


                                                                     3
Acréscimos e Diferimentos
A base de acréscimo assenta no pressuposto de que as transacções
e outros acontecimentos são reconhecidos nos períodos a que
respeitam, independentemente do seu o pagamento ou
recebimento.
                     Balanço e Demonstração dos Resultados



Na base de caixa os efeitos das transacções e outros
acontecimentos só são reconhecidos quando ocorrem os
respectivos recebimentos e pagamentos.

                        Demonstração dos fluxos de caixa



                                                               4
Acréscimos e Diferimentos
Para que seja possível cumprir o regime do acréscimo ou
periodização económica, estão contempladas, no plano de contas
do SNC, as seguintes contas:


    272 – Devedores e credores por acréscimos
    28 – Diferimentos


          Reconhecimento dos gastos e rendimentos no
          momento em que ocorrem, independentemente do
          seu pagamento ou recebimento.



                                                            5
Acréscimos e Diferimentos
  272 – Devedores e Credores p/ Acréscimos

A Conta 272 – Devedores e Credores por Acréscimos destina-se a
permitir o registo dos acréscimos de rendimentos e de gastos e está
subdividida da seguinte forma:


 2721 Devedores por Acréscimos de Rendimentos
 2722 Credores por Acréscimos de Gastos




                                                                 6
Acréscimos e Diferimentos
  272 – Devedores e Credores p/ Acréscimos

  2721 Devedores por Acréscimos de Rendimentos
Esta conta serve de contrapartida aos rendimentos a registar no
próprio exercício, ainda que não tenham documentação vinculativa,
cuja receita só venha a realizar-se em exercício ou exercícios
posteriores.



Regista rendimentos do exercício a receber em exercícios seguintes
       Exemplos:
      Juros de depósitos a prazo a cobrar no fim do prazo
      Juros de financiamento concedidos, a cobrar no fim do prazo de vencimento


                                                                                  7
Acréscimos e Diferimentos
      272 – Devedores e Credores p/ Acréscimos
      2721 Devedores por Acréscimos de Rendimentos
     Movimento Contabilístico
1º    Ano N – Período do reconhecimento do rendimento a receber:




2º    Ano N+1 – Período do recebimento e reconhecimento de eventual
      rendimento :




                                                                      8
Acréscimos e Diferimentos
       272 – Devedores e Credores p/ Acréscimos

     2722 Credores por Acréscimos de Gastos
   Esta conta serve de contrapartida aos gastos a reconhecer no
   próprio exercício, ainda que não tenham documentação vinculativa,
   cuja despesa só venha a ocorrer em exercício ou exercício
   posteriores.


         Regista gastos do exercício a pagar em exercícios seguintes

Exemplos :
Fornecimentos e serviços (água, electricidade) sem documentação vinculativa
Encargos com Férias e SF vencidas no exercício mas a processar no exercício seguinte


                                                                                       9
Acréscimos e Diferimentos
      272 – Devedores e Credores p/ Acréscimos
      2722 Devedores por Acréscimos de Gastos
     Movimento Contabilístico
1º    Ano N – Período do reconhecimento do encargo/gasto a pagar:




2º    Ano N+1 – Período do pagamento e reconhecimento de eventual gasto:




                                                                           10
Acréscimos e Diferimentos
                  28 – Diferimentos

A Conta 28 – Diferimentos destina-se a permitir o registo dos
diferimentos de rendimentos e de gastos e está subdividida
da seguinte forma:

 281 Gastos a Reconhecer
 282 Rendimentos a Reconhecer




                                                                11
Acréscimos e Diferimentos
                         28- Diferimentos

 281 – Gastos a Reconhecer
Compreende os gastos que devam ser reconhecidos no exercício ou
nos exercícios seguintes. A quota parte dos diferimentos incluídos
nesta conta que for atribuída a cada exercício irá afectar
directamente a respectiva conta de gastos.

Registo de despesas ocorridas no exercício, correspondentes a
gastos de exercícios seguintes
Exemplos :
Rendas / Alugueres pagos por antecipação
Prémios de Seguros pagos cuja vigência ultrapasse o exercício


                                                                12
Acréscimos e Diferimentos
                         28 - Diferimentos
      281 Gastos a Reconhecer
     Movimento Contabilístico:
1º    Ano N – Período da realização da despesa:




2º      Ano N – Regularização da conta de Gastos em 31/12/N*:




*NOTA: Poderá reconhecer-se desde logo, no momento da realização da despesa,
a parte/ totalidade do gasto correspondente ao período seguinte em “Gastos a
Reconhecer”.                                                                 13
Acréscimos e Diferimentos
                     28 - Diferimentos
  281 Gastos a Reconhecer
 Movimento Contabilístico:
3º   Ano N+1– Período do reconhecimento do gasto:




                                                    14
Acréscimos e Diferimentos
                          28- Diferimentos

   282 – Rendimentos a Reconhecer
 Nesta conta registam-se os rendimentos que devam ser
 reconhecidos nos exercícios seguintes cujo recebimento já se deu
 neste exercício.


 Regista receitas ocorridas no exercício       correspondentes    a
 rendimentos de exercícios seguintes

Exemplos :
Rendas / Alugueres recebidos por antecipação



                                                                 15
Acréscimos e Diferimentos
                          28 - Diferimentos
       282 Rendimentos a Reconhecer
      Movimento Contabilístico:
 1º    Ano N – Período da obtenção do rendimento:




 2º      Ano N – Regularização da conta de Rendimentos em 31/12/N*:




*NOTA: Poderá reconhecer-se desde logo, no momento da obtenção do rendimento,
a parte/totalidade do rendimento correspondente ao período seguinte em
”Rendimentos a Reconhecer”.                                                 16
Acréscimos e Diferimentos
                     28 - Diferimentos

  282 Rendimentos a Reconhecer
 Movimento Contabilístico:
3º   Ano N+1– Período do reconhecimento do rendimento:




                                                         17
Acréscimos e Diferimentos
   O quadro seguinte sintetiza conceitos económicos e financeiros
(rendimentos, receita, recebimento, gasto, despesa, pagamento) subjacentes à
movimentação das contas de acréscimos e diferimentos.




                                                                               18
Acréscimos e Diferimentos – Exemplos
1     Estimativa dos consumos de Água para o mês de Dezembro de 2010 no
valor de € 200,00 +IVA 6%, cuja factura será emitida apenas em Janeiro de 2011.

1º - Em 31/12/2010 – P/ reconhecimento da estimativa dos consumos de Dezembro:
    2722-Cred. p/ acrésc. Gastos                   6243 – Água
                    200                              200


2º - Em Janeiro de 2011 – Aquando da recepção da factura:
         2722                   2432311 - IVA               12 - DO
     200                           12                            212


 Assumindo que o valor da factura era precisamente igual ao da estimativa! Caso
 contrário a diferença seria reconhecida em 6881 ou 7881, consoante fosse efectuada
 estimativa por defeito ou excesso.
Acréscimos e Diferimentos – Exemplos
2    Depósito a prazo a um ano, no valor de €15.000,00 constituído em
     01/10/2010, com uma taxa de juro de 5%/ano com vencimento no final do
     prazo, em 01/10/2011.
     1º - Em 01/10/2010 – Constituição do depósito a prazo:
           12 - DO               13- O. Dep.                  Juro Ilíquido a receber em
                                                              01/10/2011 -€750.00

     2º - Em 31/12/2010 – P/ reconhecimento do juro em rendimento,
     correspondente ao período de 01/10/2010 a 31/12/2010:
      2721-Dev.p/acresc. rend      7911- Juros (2010)         Juro Mensal 750/12=62.50
            250                              250              Ano 2010 – 4meses
                                                              Juro a reconhecer – 4*62.50=250

     3º - Em 01/10/2011 – P/ recebimento do juro e reconhecimento em
    rendimento da parte correspondente ao período de 2011:
                                                                   Juro Ilíquido - 750
           2721       7911 (2011) 241- IRC         12 - DO         Ano 2010 - 250(4meses)
              250          500 161.25            588.75            Ano 2011 – 500 (8meses)
                                                                   R. Fonte – 750*21.50%=161.25
                                                                   Juro a receber – 588.75 20
Acréscimos e Diferimentos – Exemplos
3      Pagamento da apólice do seguro de acidentes de trabalho em 01/11/2010
       no valor de € 1200.00, com cobertura até 31/10/2011.

       1º - Em 01/11/2010 – Pagamento do seguro:
          12 - DO                636                 Não foi respeitado o
                                                     pressuposto subjacente do
              1200             1200                  regime do acréscimo!


       2º - Em 31/12/2010 – P/ regularização do gasto respeitante ao período de 2011
       (só pode ficar em gasto a parte correspondente a 2010):
           636                 281-Gastos a reconhecer          Seguro Mensal 1200/12=100
                 1000                        1000               Ano 2010 – 2meses = 200
                                                                Ano 2011 – 10 = 1000

     3º - Em 2011 – P/ reconhecimento em gasto da parte correspondente ao
    período de 2011:
     281-Gastos a Reconhecer           636 Seg. Ac.Trab.
                  1000                1000
                                                                                       21
Acréscimos e Diferimentos – Exemplos
3
4    Recebimento da renda em 01/12/2010 no valor de €1000,00 (sujeitos a
     retenção na fonte à taxa de 16.50%), correspondente a Janeiro de 2011.

      1º - Em 01/12/2010 – Recebimento da renda:        Não foi respeitado o pressuposto
       7873            241 IR          12 - DO          subjacente do regime do
                                                        acréscimo!
          1000       165             835


     2º - Em 31/12/2010 – P/ regularização do rendimento (anulação do rendimento
     uma vez que diz respeito a 2011):                   Se no momento do recebimento
          7873         282-Rendimentos a reconhecer       da renda fosse reconhecido o
                                                          diferimento do rendimento, não
              1000                         1000           seria necessário fazer a
                                                          regularização em 31/12/2010.

    3º - Em Janeiro de 2011 – P/ reconhecimento do rendimento

    282-Rend. a Reconhecer             7873.
      1000                                   1000
                                                                                       22

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apontamentos de contabilidade Geral 1 Ano
Apontamentos de contabilidade Geral 1 AnoApontamentos de contabilidade Geral 1 Ano
Apontamentos de contabilidade Geral 1 Ano
nihomue
 
Contas t
Contas tContas t
Função financeira
Função financeiraFunção financeira
Função financeira
EvelyneBorges
 
Contratos de Construção - NCRF 19
Contratos de Construção - NCRF 19Contratos de Construção - NCRF 19
Contratos de Construção - NCRF 19
Brigida Oliveira
 
Imposto sobre o valor acrescentado (iva)
Imposto sobre o valor acrescentado (iva)Imposto sobre o valor acrescentado (iva)
Imposto sobre o valor acrescentado (iva)
Ana Couto
 
Noções de fiscalidade
Noções de fiscalidadeNoções de fiscalidade
Noções de fiscalidade
Cristiano Ribeiro
 
Exercícios de Auditoria - Gabaritos
Exercícios de Auditoria - GabaritosExercícios de Auditoria - Gabaritos
Exercícios de Auditoria - Gabaritos
GJ MARKETING DIGITAL
 
DRE
DREDRE
Principais rácios da rendibilidade
Principais rácios da rendibilidadePrincipais rácios da rendibilidade
Principais rácios da rendibilidade
Universidade Pedagogica
 
CE[B3]
CE[B3]CE[B3]
CE[B3]
J P
 
Modelo de Carta de Circularização - Clientes e Fornecedores
Modelo de Carta de Circularização - Clientes e FornecedoresModelo de Carta de Circularização - Clientes e Fornecedores
Modelo de Carta de Circularização - Clientes e Fornecedores
Marlon de Freitas
 
Contabilidade geral ppt
Contabilidade geral   pptContabilidade geral   ppt
Contabilidade geral ppt
simuladocontabil
 
Impostos Diferidos
Impostos DiferidosImpostos Diferidos
Impostos Diferidos
Maria José Rodrigues
 
Contabilidade Geral
Contabilidade GeralContabilidade Geral
Contabilidade Geral
Superprovas Software
 
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 05 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral   aula 05 cathedraExercicios resolvidos contabilidade geral   aula 05 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 05 cathedra
contacontabil
 
Gastos e ops pessoal
Gastos e ops pessoalGastos e ops pessoal
Gastos e ops pessoal
João Pinto
 
Sistemas de custeio nas empresas.Pdf
Sistemas de custeio nas empresas.Pdf Sistemas de custeio nas empresas.Pdf
Sistemas de custeio nas empresas.Pdf
RichardSariaZacarias
 
Sebenta contabilidade analitica i 2014 2015 (1)
Sebenta contabilidade analitica i  2014 2015 (1)Sebenta contabilidade analitica i  2014 2015 (1)
Sebenta contabilidade analitica i 2014 2015 (1)
Brígida Oliveira
 
Apontamentos ucp
Apontamentos ucpApontamentos ucp
Apontamentos ucp
carneiro62
 
PGC - NIRF
PGC - NIRFPGC - NIRF

Mais procurados (20)

Apontamentos de contabilidade Geral 1 Ano
Apontamentos de contabilidade Geral 1 AnoApontamentos de contabilidade Geral 1 Ano
Apontamentos de contabilidade Geral 1 Ano
 
Contas t
Contas tContas t
Contas t
 
Função financeira
Função financeiraFunção financeira
Função financeira
 
Contratos de Construção - NCRF 19
Contratos de Construção - NCRF 19Contratos de Construção - NCRF 19
Contratos de Construção - NCRF 19
 
Imposto sobre o valor acrescentado (iva)
Imposto sobre o valor acrescentado (iva)Imposto sobre o valor acrescentado (iva)
Imposto sobre o valor acrescentado (iva)
 
Noções de fiscalidade
Noções de fiscalidadeNoções de fiscalidade
Noções de fiscalidade
 
Exercícios de Auditoria - Gabaritos
Exercícios de Auditoria - GabaritosExercícios de Auditoria - Gabaritos
Exercícios de Auditoria - Gabaritos
 
DRE
DREDRE
DRE
 
Principais rácios da rendibilidade
Principais rácios da rendibilidadePrincipais rácios da rendibilidade
Principais rácios da rendibilidade
 
CE[B3]
CE[B3]CE[B3]
CE[B3]
 
Modelo de Carta de Circularização - Clientes e Fornecedores
Modelo de Carta de Circularização - Clientes e FornecedoresModelo de Carta de Circularização - Clientes e Fornecedores
Modelo de Carta de Circularização - Clientes e Fornecedores
 
Contabilidade geral ppt
Contabilidade geral   pptContabilidade geral   ppt
Contabilidade geral ppt
 
Impostos Diferidos
Impostos DiferidosImpostos Diferidos
Impostos Diferidos
 
Contabilidade Geral
Contabilidade GeralContabilidade Geral
Contabilidade Geral
 
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 05 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral   aula 05 cathedraExercicios resolvidos contabilidade geral   aula 05 cathedra
Exercicios resolvidos contabilidade geral aula 05 cathedra
 
Gastos e ops pessoal
Gastos e ops pessoalGastos e ops pessoal
Gastos e ops pessoal
 
Sistemas de custeio nas empresas.Pdf
Sistemas de custeio nas empresas.Pdf Sistemas de custeio nas empresas.Pdf
Sistemas de custeio nas empresas.Pdf
 
Sebenta contabilidade analitica i 2014 2015 (1)
Sebenta contabilidade analitica i  2014 2015 (1)Sebenta contabilidade analitica i  2014 2015 (1)
Sebenta contabilidade analitica i 2014 2015 (1)
 
Apontamentos ucp
Apontamentos ucpApontamentos ucp
Apontamentos ucp
 
PGC - NIRF
PGC - NIRFPGC - NIRF
PGC - NIRF
 

Semelhante a Acréscimos e Diferimentos

acréscimos e diferimentos
acréscimos e diferimentosacréscimos e diferimentos
acréscimos e diferimentos
Paula Soares
 
Caso pratico nº 3 final
Caso pratico nº 3  finalCaso pratico nº 3  final
Caso pratico nº 3 final
aleypires
 
ContabilidadeGeral parte II(GD).pdf
ContabilidadeGeral parte II(GD).pdfContabilidadeGeral parte II(GD).pdf
ContabilidadeGeral parte II(GD).pdf
Luísa Bessa
 
Apostila 04 variacoes do patrimonio liquido-c.geral
Apostila 04 variacoes do patrimonio liquido-c.geralApostila 04 variacoes do patrimonio liquido-c.geral
Apostila 04 variacoes do patrimonio liquido-c.geral
zeramento contabil
 
Contabilidade
ContabilidadeContabilidade
Contabilidade
J.Pinto
 
39056621 encerramento-anual-de-contas
39056621 encerramento-anual-de-contas39056621 encerramento-anual-de-contas
39056621 encerramento-anual-de-contas
Jose Paulo Xisto
 
D f c 0000
D f c 0000D f c 0000
D f c 0000
albumina
 
Aula 05 auxiliar de contabilidade
Aula 05 auxiliar de contabilidadeAula 05 auxiliar de contabilidade
Aula 05 auxiliar de contabilidade
Homero Alves de Lima
 
Sessão 1 - acréscimos e diferimentos
Sessão 1 - acréscimos e diferimentosSessão 1 - acréscimos e diferimentos
Sessão 1 - acréscimos e diferimentos
Arentia_SA
 
Manual1
Manual1Manual1
Manual1
lumignal
 
Classe 2
Classe 2Classe 2
Classe 2
Clara Silva
 
Escrituração ContÁbil
Escrituração ContÁbilEscrituração ContÁbil
Escrituração ContÁbil
Jesus Bandeira
 
Tozzi contabilidade abcr sp 30 set2013
Tozzi   contabilidade abcr sp 30 set2013Tozzi   contabilidade abcr sp 30 set2013
Tozzi contabilidade abcr sp 30 set2013
ABCR SP
 
Anexo 123456789
Anexo 123456789Anexo 123456789
Anexo 123456789
Helder Figueiredo
 
Slides ppc e pec 2013_04_17
Slides ppc e pec 2013_04_17Slides ppc e pec 2013_04_17
Slides ppc e pec 2013_04_17
Maria José Rodrigues
 
Pagamentos por conta e Pagamentos especiais por conta
Pagamentos por conta e Pagamentos especiais por contaPagamentos por conta e Pagamentos especiais por conta
Pagamentos por conta e Pagamentos especiais por conta
Maria José Rodrigues
 
Práticas Financeiras e Contábeis - Aulas 7 e 8
Práticas Financeiras e Contábeis - Aulas 7 e 8Práticas Financeiras e Contábeis - Aulas 7 e 8
Práticas Financeiras e Contábeis - Aulas 7 e 8
Wandick Rocha de Aquino
 
Exame oral finalíssima_lm[1]
Exame oral finalíssima_lm[1]Exame oral finalíssima_lm[1]
Exame oral finalíssima_lm[1]
Osvaldo Araujo
 
Contabilidade
ContabilidadeContabilidade
Contabilidade
Geisiane16
 
6222 codigo de contas FAD (2).pdf
6222 codigo de contas FAD (2).pdf6222 codigo de contas FAD (2).pdf
6222 codigo de contas FAD (2).pdf
JoanaGasparPinheiro
 

Semelhante a Acréscimos e Diferimentos (20)

acréscimos e diferimentos
acréscimos e diferimentosacréscimos e diferimentos
acréscimos e diferimentos
 
Caso pratico nº 3 final
Caso pratico nº 3  finalCaso pratico nº 3  final
Caso pratico nº 3 final
 
ContabilidadeGeral parte II(GD).pdf
ContabilidadeGeral parte II(GD).pdfContabilidadeGeral parte II(GD).pdf
ContabilidadeGeral parte II(GD).pdf
 
Apostila 04 variacoes do patrimonio liquido-c.geral
Apostila 04 variacoes do patrimonio liquido-c.geralApostila 04 variacoes do patrimonio liquido-c.geral
Apostila 04 variacoes do patrimonio liquido-c.geral
 
Contabilidade
ContabilidadeContabilidade
Contabilidade
 
39056621 encerramento-anual-de-contas
39056621 encerramento-anual-de-contas39056621 encerramento-anual-de-contas
39056621 encerramento-anual-de-contas
 
D f c 0000
D f c 0000D f c 0000
D f c 0000
 
Aula 05 auxiliar de contabilidade
Aula 05 auxiliar de contabilidadeAula 05 auxiliar de contabilidade
Aula 05 auxiliar de contabilidade
 
Sessão 1 - acréscimos e diferimentos
Sessão 1 - acréscimos e diferimentosSessão 1 - acréscimos e diferimentos
Sessão 1 - acréscimos e diferimentos
 
Manual1
Manual1Manual1
Manual1
 
Classe 2
Classe 2Classe 2
Classe 2
 
Escrituração ContÁbil
Escrituração ContÁbilEscrituração ContÁbil
Escrituração ContÁbil
 
Tozzi contabilidade abcr sp 30 set2013
Tozzi   contabilidade abcr sp 30 set2013Tozzi   contabilidade abcr sp 30 set2013
Tozzi contabilidade abcr sp 30 set2013
 
Anexo 123456789
Anexo 123456789Anexo 123456789
Anexo 123456789
 
Slides ppc e pec 2013_04_17
Slides ppc e pec 2013_04_17Slides ppc e pec 2013_04_17
Slides ppc e pec 2013_04_17
 
Pagamentos por conta e Pagamentos especiais por conta
Pagamentos por conta e Pagamentos especiais por contaPagamentos por conta e Pagamentos especiais por conta
Pagamentos por conta e Pagamentos especiais por conta
 
Práticas Financeiras e Contábeis - Aulas 7 e 8
Práticas Financeiras e Contábeis - Aulas 7 e 8Práticas Financeiras e Contábeis - Aulas 7 e 8
Práticas Financeiras e Contábeis - Aulas 7 e 8
 
Exame oral finalíssima_lm[1]
Exame oral finalíssima_lm[1]Exame oral finalíssima_lm[1]
Exame oral finalíssima_lm[1]
 
Contabilidade
ContabilidadeContabilidade
Contabilidade
 
6222 codigo de contas FAD (2).pdf
6222 codigo de contas FAD (2).pdf6222 codigo de contas FAD (2).pdf
6222 codigo de contas FAD (2).pdf
 

Acréscimos e Diferimentos

  • 1. 1. Acréscimos e Diferimentos Licenciatura em Gestão de Actividades Turísticas Contabilidade Geral II Ano lectivo 2011/2012 1
  • 2. Acréscimos e Diferimentos Considerações Gerais As empresas, no desenvolver da sua actividade, fraccionam a sua actuação em períodos contabilísticos, para determinação no final de cada um deles do seu resultado e da sua posição financeira. A segmentação da vida das empresas em períodos contabilísticos suporta a existência de alguns pressupostos, nomeadamente o regime do acréscimo ou periodização económica (§ 22 da Estrutura Conceptual do SNC). 2
  • 3. Acréscimos e Diferimentos Regime do Acréscimo ou Periodização Económica (§ 22 da Estrutura Conceptual): “Os efeitos das transacções e de outros acontecimentos são reconhecidos quando eles ocorram (e não quando caixa ou equivalentes de caixa sejam recebidos ou pagos) sendo registados contabilisticamente e relatados nas demonstrações financeiras dos períodos com os quais se relacionem”. As DF´s são elaborados numa base do acréscimo à qual se opõe uma base de caixa. 3
  • 4. Acréscimos e Diferimentos A base de acréscimo assenta no pressuposto de que as transacções e outros acontecimentos são reconhecidos nos períodos a que respeitam, independentemente do seu o pagamento ou recebimento. Balanço e Demonstração dos Resultados Na base de caixa os efeitos das transacções e outros acontecimentos só são reconhecidos quando ocorrem os respectivos recebimentos e pagamentos. Demonstração dos fluxos de caixa 4
  • 5. Acréscimos e Diferimentos Para que seja possível cumprir o regime do acréscimo ou periodização económica, estão contempladas, no plano de contas do SNC, as seguintes contas: 272 – Devedores e credores por acréscimos 28 – Diferimentos Reconhecimento dos gastos e rendimentos no momento em que ocorrem, independentemente do seu pagamento ou recebimento. 5
  • 6. Acréscimos e Diferimentos 272 – Devedores e Credores p/ Acréscimos A Conta 272 – Devedores e Credores por Acréscimos destina-se a permitir o registo dos acréscimos de rendimentos e de gastos e está subdividida da seguinte forma:  2721 Devedores por Acréscimos de Rendimentos  2722 Credores por Acréscimos de Gastos 6
  • 7. Acréscimos e Diferimentos 272 – Devedores e Credores p/ Acréscimos  2721 Devedores por Acréscimos de Rendimentos Esta conta serve de contrapartida aos rendimentos a registar no próprio exercício, ainda que não tenham documentação vinculativa, cuja receita só venha a realizar-se em exercício ou exercícios posteriores. Regista rendimentos do exercício a receber em exercícios seguintes Exemplos: Juros de depósitos a prazo a cobrar no fim do prazo Juros de financiamento concedidos, a cobrar no fim do prazo de vencimento 7
  • 8. Acréscimos e Diferimentos 272 – Devedores e Credores p/ Acréscimos  2721 Devedores por Acréscimos de Rendimentos Movimento Contabilístico 1º Ano N – Período do reconhecimento do rendimento a receber: 2º Ano N+1 – Período do recebimento e reconhecimento de eventual rendimento : 8
  • 9. Acréscimos e Diferimentos 272 – Devedores e Credores p/ Acréscimos  2722 Credores por Acréscimos de Gastos Esta conta serve de contrapartida aos gastos a reconhecer no próprio exercício, ainda que não tenham documentação vinculativa, cuja despesa só venha a ocorrer em exercício ou exercício posteriores. Regista gastos do exercício a pagar em exercícios seguintes Exemplos : Fornecimentos e serviços (água, electricidade) sem documentação vinculativa Encargos com Férias e SF vencidas no exercício mas a processar no exercício seguinte 9
  • 10. Acréscimos e Diferimentos 272 – Devedores e Credores p/ Acréscimos  2722 Devedores por Acréscimos de Gastos Movimento Contabilístico 1º Ano N – Período do reconhecimento do encargo/gasto a pagar: 2º Ano N+1 – Período do pagamento e reconhecimento de eventual gasto: 10
  • 11. Acréscimos e Diferimentos 28 – Diferimentos A Conta 28 – Diferimentos destina-se a permitir o registo dos diferimentos de rendimentos e de gastos e está subdividida da seguinte forma:  281 Gastos a Reconhecer  282 Rendimentos a Reconhecer 11
  • 12. Acréscimos e Diferimentos 28- Diferimentos  281 – Gastos a Reconhecer Compreende os gastos que devam ser reconhecidos no exercício ou nos exercícios seguintes. A quota parte dos diferimentos incluídos nesta conta que for atribuída a cada exercício irá afectar directamente a respectiva conta de gastos. Registo de despesas ocorridas no exercício, correspondentes a gastos de exercícios seguintes Exemplos : Rendas / Alugueres pagos por antecipação Prémios de Seguros pagos cuja vigência ultrapasse o exercício 12
  • 13. Acréscimos e Diferimentos 28 - Diferimentos  281 Gastos a Reconhecer Movimento Contabilístico: 1º Ano N – Período da realização da despesa: 2º Ano N – Regularização da conta de Gastos em 31/12/N*: *NOTA: Poderá reconhecer-se desde logo, no momento da realização da despesa, a parte/ totalidade do gasto correspondente ao período seguinte em “Gastos a Reconhecer”. 13
  • 14. Acréscimos e Diferimentos 28 - Diferimentos  281 Gastos a Reconhecer Movimento Contabilístico: 3º Ano N+1– Período do reconhecimento do gasto: 14
  • 15. Acréscimos e Diferimentos 28- Diferimentos  282 – Rendimentos a Reconhecer Nesta conta registam-se os rendimentos que devam ser reconhecidos nos exercícios seguintes cujo recebimento já se deu neste exercício. Regista receitas ocorridas no exercício correspondentes a rendimentos de exercícios seguintes Exemplos : Rendas / Alugueres recebidos por antecipação 15
  • 16. Acréscimos e Diferimentos 28 - Diferimentos  282 Rendimentos a Reconhecer Movimento Contabilístico: 1º Ano N – Período da obtenção do rendimento: 2º Ano N – Regularização da conta de Rendimentos em 31/12/N*: *NOTA: Poderá reconhecer-se desde logo, no momento da obtenção do rendimento, a parte/totalidade do rendimento correspondente ao período seguinte em ”Rendimentos a Reconhecer”. 16
  • 17. Acréscimos e Diferimentos 28 - Diferimentos  282 Rendimentos a Reconhecer Movimento Contabilístico: 3º Ano N+1– Período do reconhecimento do rendimento: 17
  • 18. Acréscimos e Diferimentos O quadro seguinte sintetiza conceitos económicos e financeiros (rendimentos, receita, recebimento, gasto, despesa, pagamento) subjacentes à movimentação das contas de acréscimos e diferimentos. 18
  • 19. Acréscimos e Diferimentos – Exemplos 1 Estimativa dos consumos de Água para o mês de Dezembro de 2010 no valor de € 200,00 +IVA 6%, cuja factura será emitida apenas em Janeiro de 2011. 1º - Em 31/12/2010 – P/ reconhecimento da estimativa dos consumos de Dezembro: 2722-Cred. p/ acrésc. Gastos 6243 – Água 200 200 2º - Em Janeiro de 2011 – Aquando da recepção da factura: 2722 2432311 - IVA 12 - DO 200 12 212 Assumindo que o valor da factura era precisamente igual ao da estimativa! Caso contrário a diferença seria reconhecida em 6881 ou 7881, consoante fosse efectuada estimativa por defeito ou excesso.
  • 20. Acréscimos e Diferimentos – Exemplos 2 Depósito a prazo a um ano, no valor de €15.000,00 constituído em 01/10/2010, com uma taxa de juro de 5%/ano com vencimento no final do prazo, em 01/10/2011. 1º - Em 01/10/2010 – Constituição do depósito a prazo: 12 - DO 13- O. Dep. Juro Ilíquido a receber em 01/10/2011 -€750.00 2º - Em 31/12/2010 – P/ reconhecimento do juro em rendimento, correspondente ao período de 01/10/2010 a 31/12/2010: 2721-Dev.p/acresc. rend 7911- Juros (2010) Juro Mensal 750/12=62.50 250 250 Ano 2010 – 4meses Juro a reconhecer – 4*62.50=250 3º - Em 01/10/2011 – P/ recebimento do juro e reconhecimento em rendimento da parte correspondente ao período de 2011: Juro Ilíquido - 750 2721 7911 (2011) 241- IRC 12 - DO Ano 2010 - 250(4meses) 250 500 161.25 588.75 Ano 2011 – 500 (8meses) R. Fonte – 750*21.50%=161.25 Juro a receber – 588.75 20
  • 21. Acréscimos e Diferimentos – Exemplos 3 Pagamento da apólice do seguro de acidentes de trabalho em 01/11/2010 no valor de € 1200.00, com cobertura até 31/10/2011. 1º - Em 01/11/2010 – Pagamento do seguro: 12 - DO 636 Não foi respeitado o pressuposto subjacente do 1200 1200 regime do acréscimo! 2º - Em 31/12/2010 – P/ regularização do gasto respeitante ao período de 2011 (só pode ficar em gasto a parte correspondente a 2010): 636 281-Gastos a reconhecer Seguro Mensal 1200/12=100 1000 1000 Ano 2010 – 2meses = 200 Ano 2011 – 10 = 1000 3º - Em 2011 – P/ reconhecimento em gasto da parte correspondente ao período de 2011: 281-Gastos a Reconhecer 636 Seg. Ac.Trab. 1000 1000 21
  • 22. Acréscimos e Diferimentos – Exemplos 3 4 Recebimento da renda em 01/12/2010 no valor de €1000,00 (sujeitos a retenção na fonte à taxa de 16.50%), correspondente a Janeiro de 2011. 1º - Em 01/12/2010 – Recebimento da renda: Não foi respeitado o pressuposto 7873 241 IR 12 - DO subjacente do regime do acréscimo! 1000 165 835 2º - Em 31/12/2010 – P/ regularização do rendimento (anulação do rendimento uma vez que diz respeito a 2011): Se no momento do recebimento 7873 282-Rendimentos a reconhecer da renda fosse reconhecido o diferimento do rendimento, não 1000 1000 seria necessário fazer a regularização em 31/12/2010. 3º - Em Janeiro de 2011 – P/ reconhecimento do rendimento 282-Rend. a Reconhecer 7873. 1000 1000 22