SlideShare uma empresa Scribd logo
A Precisão da
Profecia das
2300 tardes
e manhãs
André Luiz Marques
A profecia das 2300 tardes e manhãs
Daniel 8:14
Daniel 9:24-27
Daniel não entendeu nada
Contexto da visão do
Carneiro e do Bode
Daniel 8
A profecia das 2300 tardes e manhãs
A profecia das 2300 tardes e manhãs
22 de outubro de 1844
Duvidar para Crer
Já se perguntou se a
interpretação da profecia das
2300 tardes e manhãs e as datas
estão mesmo corretas?
Será que podemos confirmar seu
cumprimento pela ciência?
Nunca tenha medo da dúvida se
você tem a predisposição em
acreditar.
Escrito por Henderson
Velten e Juarez de
Oliveira.
Livro escrito entre 2000
a 2008 e lançado em
2018, fruto de 8 anos de
pesquisas bíblicas,
astronômicas, históricas
e matemáticas.
Livro
Visão do fazendeiro
Hiram Edson
Ocorreu no dia 23 de outubro de
1844 em um milharal.
Contemplou Jesus ministrando no
Santuário Celestial.
Justificou a missão do adventismo
do sétimo dia em anunciar ao
mundo sobre Apocalipse 14:6-12.
Livro de Isaac Newton
“...O Santuário e o exército foram calcados
aos pés durante 2300 dias mas, nas
profecias de Daniel, os dias representam
anos e, no reinado de Antíoco, a
profanação do Templo não durou tantos
dias naturais. Deveria durar até o fim, até o
extremo da indignação contra os Judeus, e
essa indignação ainda não chegara ao fim.
Deveria durar enquanto o Santuário
derrubado não fosse purificado: e o
Santuário ainda não fora purificado.”
Problemas de Cronologia?
Esdras saiu de Babilônia no dia 1º de Abib-Nisan (primavera)
A Astronomia e a Glória do Adventismo, p. 27
Problemas de Cronologia?
“Desse modo, os que seguiram a luz da
palavra profética perceberam que, em
vez de vir à Terra ao terminarem em
1844 os 2.300 dias proféticos, Cristo
entrou no lugar santíssimo do santuário
celestial, a fim de levar a cabo a obra
final de expiação, preparatória à Sua
vinda.” (GCC 188) (Outono)
Os persas publicaram 3 decretos
Daniel 9:25
"Saiba e entenda que a partir da promulgação do decreto que manda
restaurar e reconstruir Jerusalém até que o Ungido, o líder, venha, haverá
sete semanas, e sessenta e duas semanas. Ela será reconstruída com ruas e
muros, mas em tempos difíceis.”
Ordem de Reconstrução de Jerusalém
Esdras 7:7-26
Problemas de Cronologia?
2300 – 457 = 1843
Enciclopédias: 458 a.C. para o
retorno de Esdras, e não 457 a.C.
Batismo de Jesus: 27 d.C.
Início do min. de João Batista: 28 d.C.
Resolvendo os Problemas de Cronologia
No calendário da Era Cristã, o ano 0 não existe
(só no Astronômico) e não deve ser contado.
O ano de 457 a.C. equivale a -456 da escala astronômica.
O Calendário
Judaico
Início: Nissan
Lunissolar
Misto de
babilônico e
judaico
Translação e estações do ano
1 ano solar = 365,2422 dias terrestres
Revolução da Lua
1 mês = 29,53059 dias
Um relógio astronômico preciso
“E disse Deus: Haja luminares na expansão dos céus, para haver separação entre o dia e a noite;
e sejam eles para sinais e para tempos determinados e para dias e anos.” (Gênesis 1:14)
A Astronomia e a Glória do Adventismo, p. 99
Precisão da Profecia das 2300 Tardes e Manhãs
A Astronomia e a Glória do Adventismo, p. 101
Precisão da Profecia das 2300 Tardes e Manhãs
A Astronomia e a Glória do Adventismo, p. 105
Salmos 33:6-9
A profecia das 2300 tardes e manhãs
22 de outubro de 1844
Mateus 24:30,31
Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os
anjos que estão no céu, nem o Filho, senão o Pai.
(Marcos 13:32)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

7. arrebatamento
7. arrebatamento7. arrebatamento
7. arrebatamento
Moisés Sampaio
 
Lição 6 - O temor a Deus e as atitudes corretas
Lição 6 - O temor a Deus e as atitudes corretasLição 6 - O temor a Deus e as atitudes corretas
Lição 6 - O temor a Deus e as atitudes corretas
Éder Tomé
 
7. atos dos apóstolos
7. atos dos apóstolos7. atos dos apóstolos
7. atos dos apóstolos
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Escatologia 3
Escatologia 3Escatologia 3
Escatologia 3
Jovens Do Caminho
 
Lição 11 - A Ressurreição de Jesus Cristo
Lição 11 - A Ressurreição de Jesus CristoLição 11 - A Ressurreição de Jesus Cristo
Lição 11 - A Ressurreição de Jesus Cristo
Éder Tomé
 
Apocalipse aula 20-08-2016
Apocalipse   aula 20-08-2016 Apocalipse   aula 20-08-2016
Apocalipse aula 20-08-2016
Daniel de Carvalho Luz
 
Dízimos e Ofertas.pps
Dízimos e Ofertas.ppsDízimos e Ofertas.pps
Dízimos e Ofertas.pps
Herbert de Carvalho
 
Apocalipse
ApocalipseApocalipse
Lição 10 - As duas testemunhas
Lição 10 - As duas testemunhasLição 10 - As duas testemunhas
Lição 10 - As duas testemunhas
Sergio Silva
 
Como Será Viver no Céu
Como Será Viver no CéuComo Será Viver no Céu
Como Será Viver no Céu
Walter Mendes
 
Lição 14 - O Milenio
Lição 14 - O MilenioLição 14 - O Milenio
Lição 14 - O Milenio
Sergio Silva
 
17. Cronograma dos Reis
17. Cronograma dos Reis17. Cronograma dos Reis
17. Cronograma dos Reis
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Lição 10 - O discípulo e o discipulado
Lição 10 - O discípulo e o discipuladoLição 10 - O discípulo e o discipulado
Lição 10 - O discípulo e o discipulado
Erberson Pinheiro
 
Conhecendo a salvação
Conhecendo a salvaçãoConhecendo a salvação
Conhecendo a salvação
Josue Lima
 
Lição 5 - Conselhos Valiosos para a Vida Cristã em Família
Lição 5 - Conselhos Valiosos para a Vida Cristã em FamíliaLição 5 - Conselhos Valiosos para a Vida Cristã em Família
Lição 5 - Conselhos Valiosos para a Vida Cristã em Família
Éder Tomé
 
Atributos de deus
Atributos de deusAtributos de deus
Atributos de deus
Jessé Lopes
 
8. epístola de paulo aos romanos
8. epístola de paulo aos romanos8. epístola de paulo aos romanos
8. epístola de paulo aos romanos
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
HISTÓRIA DA TRADUÇÃO DA BIBLIA
HISTÓRIA DA TRADUÇÃO DA BIBLIAHISTÓRIA DA TRADUÇÃO DA BIBLIA
HISTÓRIA DA TRADUÇÃO DA BIBLIA
Edison Junior
 
Carta à Igreja de Filadélfia no Apocalipse
Carta à Igreja de Filadélfia no ApocalipseCarta à Igreja de Filadélfia no Apocalipse
Carta à Igreja de Filadélfia no Apocalipse
Pr. Welfany Nolasco Rodrigues
 
Uma vida cristã equilibrada
Uma vida cristã equilibradaUma vida cristã equilibrada
Uma vida cristã equilibrada
Moisés Sampaio
 

Mais procurados (20)

7. arrebatamento
7. arrebatamento7. arrebatamento
7. arrebatamento
 
Lição 6 - O temor a Deus e as atitudes corretas
Lição 6 - O temor a Deus e as atitudes corretasLição 6 - O temor a Deus e as atitudes corretas
Lição 6 - O temor a Deus e as atitudes corretas
 
7. atos dos apóstolos
7. atos dos apóstolos7. atos dos apóstolos
7. atos dos apóstolos
 
Escatologia 3
Escatologia 3Escatologia 3
Escatologia 3
 
Lição 11 - A Ressurreição de Jesus Cristo
Lição 11 - A Ressurreição de Jesus CristoLição 11 - A Ressurreição de Jesus Cristo
Lição 11 - A Ressurreição de Jesus Cristo
 
Apocalipse aula 20-08-2016
Apocalipse   aula 20-08-2016 Apocalipse   aula 20-08-2016
Apocalipse aula 20-08-2016
 
Dízimos e Ofertas.pps
Dízimos e Ofertas.ppsDízimos e Ofertas.pps
Dízimos e Ofertas.pps
 
Apocalipse
ApocalipseApocalipse
Apocalipse
 
Lição 10 - As duas testemunhas
Lição 10 - As duas testemunhasLição 10 - As duas testemunhas
Lição 10 - As duas testemunhas
 
Como Será Viver no Céu
Como Será Viver no CéuComo Será Viver no Céu
Como Será Viver no Céu
 
Lição 14 - O Milenio
Lição 14 - O MilenioLição 14 - O Milenio
Lição 14 - O Milenio
 
17. Cronograma dos Reis
17. Cronograma dos Reis17. Cronograma dos Reis
17. Cronograma dos Reis
 
Lição 10 - O discípulo e o discipulado
Lição 10 - O discípulo e o discipuladoLição 10 - O discípulo e o discipulado
Lição 10 - O discípulo e o discipulado
 
Conhecendo a salvação
Conhecendo a salvaçãoConhecendo a salvação
Conhecendo a salvação
 
Lição 5 - Conselhos Valiosos para a Vida Cristã em Família
Lição 5 - Conselhos Valiosos para a Vida Cristã em FamíliaLição 5 - Conselhos Valiosos para a Vida Cristã em Família
Lição 5 - Conselhos Valiosos para a Vida Cristã em Família
 
Atributos de deus
Atributos de deusAtributos de deus
Atributos de deus
 
8. epístola de paulo aos romanos
8. epístola de paulo aos romanos8. epístola de paulo aos romanos
8. epístola de paulo aos romanos
 
HISTÓRIA DA TRADUÇÃO DA BIBLIA
HISTÓRIA DA TRADUÇÃO DA BIBLIAHISTÓRIA DA TRADUÇÃO DA BIBLIA
HISTÓRIA DA TRADUÇÃO DA BIBLIA
 
Carta à Igreja de Filadélfia no Apocalipse
Carta à Igreja de Filadélfia no ApocalipseCarta à Igreja de Filadélfia no Apocalipse
Carta à Igreja de Filadélfia no Apocalipse
 
Uma vida cristã equilibrada
Uma vida cristã equilibradaUma vida cristã equilibrada
Uma vida cristã equilibrada
 

Semelhante a A precisao da profecia das 2300 tardes e manhas

2300 tardes e manhãs não são 2300 anos
2300 tardes e manhãs não são 2300 anos2300 tardes e manhãs não são 2300 anos
2300 tardes e manhãs não são 2300 anos
ASD Remanescentes
 
2300 ou 1150 dias
2300 ou 1150 dias2300 ou 1150 dias
2300 ou 1150 dias
Diego Fortunatto
 
Lição 12 o tempo do juízo
Lição 12   o tempo do juízoLição 12   o tempo do juízo
Lição 12 o tempo do juízo
Adão Bueno
 
Artigos: A voz da profecia
Artigos: A voz da profeciaArtigos: A voz da profecia
Artigos: A voz da profecia
jb1955
 
2300 Anos.pps
2300 Anos.pps2300 Anos.pps
2300 Anos.pps
Herbert de Carvalho
 
A Profecia das 2300 Tardes e Manhãs e a Crença Mantida
A Profecia das 2300 Tardes e Manhãs e a Crença MantidaA Profecia das 2300 Tardes e Manhãs e a Crença Mantida
A Profecia das 2300 Tardes e Manhãs e a Crença Mantida
André Luiz Marques
 
As Revelacoes do Santuario - estudo 11.ppt
As Revelacoes do Santuario - estudo 11.pptAs Revelacoes do Santuario - estudo 11.ppt
As Revelacoes do Santuario - estudo 11.ppt
Herbert de Carvalho
 
Interpretação Bíblica da História - Cap 6 Daniel 8
Interpretação Bíblica da História - Cap 6   Daniel 8Interpretação Bíblica da História - Cap 6   Daniel 8
Interpretação Bíblica da História - Cap 6 Daniel 8
E. M. Silva
 
Lição 14 - Israel e a Escatologia Bíblica
Lição 14 - Israel e a Escatologia BíblicaLição 14 - Israel e a Escatologia Bíblica
Lição 14 - Israel e a Escatologia Bíblica
Éder Tomé
 
005 atos
005 atos005 atos
Visão panorâmica das 2300 tardes e manhas e as 70 semanas
Visão panorâmica das 2300 tardes e manhas e as 70 semanasVisão panorâmica das 2300 tardes e manhas e as 70 semanas
Visão panorâmica das 2300 tardes e manhas e as 70 semanas
Diego Fortunatto
 
70 semanas-de-daniel
70 semanas-de-daniel70 semanas-de-daniel
70 semanas-de-daniel
Anderson Silva
 
15 A Profecia Que Revela a Hora do Juízo
15 A Profecia Que Revela a Hora do Juízo15 A Profecia Que Revela a Hora do Juízo
15 A Profecia Que Revela a Hora do Juízo
Álvaro José Marques do Rêgo
 
O nascimento de_jesus
O nascimento de_jesusO nascimento de_jesus
O nascimento de_jesus
C.E. Allan Kardec - STI/PR
 
70 semanas de danile
70 semanas de danile70 semanas de danile
70 semanas de danile
Larisse Pinheiro
 
13 oração de daniel, 70 semanas, novo concerto, santuário
13 oração de daniel, 70 semanas, novo concerto, santuário13 oração de daniel, 70 semanas, novo concerto, santuário
13 oração de daniel, 70 semanas, novo concerto, santuário
Diego Fortunatto
 
10 periodo do cativeiro de israel, da queda de juda e seu retorno
10  periodo do cativeiro de israel, da queda de juda e seu retorno10  periodo do cativeiro de israel, da queda de juda e seu retorno
10 periodo do cativeiro de israel, da queda de juda e seu retorno
PIB Penha
 
Você acredita em profecias
Você acredita em profeciasVocê acredita em profecias
Você acredita em profecias
anaccc2013
 
24 2300 anos
24 2300 anos24 2300 anos
24 2300 anos
Hezir Henrique
 
17 periodo da vida de jesus
17  periodo da vida de jesus17  periodo da vida de jesus
17 periodo da vida de jesus
Pib Penha
 

Semelhante a A precisao da profecia das 2300 tardes e manhas (20)

2300 tardes e manhãs não são 2300 anos
2300 tardes e manhãs não são 2300 anos2300 tardes e manhãs não são 2300 anos
2300 tardes e manhãs não são 2300 anos
 
2300 ou 1150 dias
2300 ou 1150 dias2300 ou 1150 dias
2300 ou 1150 dias
 
Lição 12 o tempo do juízo
Lição 12   o tempo do juízoLição 12   o tempo do juízo
Lição 12 o tempo do juízo
 
Artigos: A voz da profecia
Artigos: A voz da profeciaArtigos: A voz da profecia
Artigos: A voz da profecia
 
2300 Anos.pps
2300 Anos.pps2300 Anos.pps
2300 Anos.pps
 
A Profecia das 2300 Tardes e Manhãs e a Crença Mantida
A Profecia das 2300 Tardes e Manhãs e a Crença MantidaA Profecia das 2300 Tardes e Manhãs e a Crença Mantida
A Profecia das 2300 Tardes e Manhãs e a Crença Mantida
 
As Revelacoes do Santuario - estudo 11.ppt
As Revelacoes do Santuario - estudo 11.pptAs Revelacoes do Santuario - estudo 11.ppt
As Revelacoes do Santuario - estudo 11.ppt
 
Interpretação Bíblica da História - Cap 6 Daniel 8
Interpretação Bíblica da História - Cap 6   Daniel 8Interpretação Bíblica da História - Cap 6   Daniel 8
Interpretação Bíblica da História - Cap 6 Daniel 8
 
Lição 14 - Israel e a Escatologia Bíblica
Lição 14 - Israel e a Escatologia BíblicaLição 14 - Israel e a Escatologia Bíblica
Lição 14 - Israel e a Escatologia Bíblica
 
005 atos
005 atos005 atos
005 atos
 
Visão panorâmica das 2300 tardes e manhas e as 70 semanas
Visão panorâmica das 2300 tardes e manhas e as 70 semanasVisão panorâmica das 2300 tardes e manhas e as 70 semanas
Visão panorâmica das 2300 tardes e manhas e as 70 semanas
 
70 semanas-de-daniel
70 semanas-de-daniel70 semanas-de-daniel
70 semanas-de-daniel
 
15 A Profecia Que Revela a Hora do Juízo
15 A Profecia Que Revela a Hora do Juízo15 A Profecia Que Revela a Hora do Juízo
15 A Profecia Que Revela a Hora do Juízo
 
O nascimento de_jesus
O nascimento de_jesusO nascimento de_jesus
O nascimento de_jesus
 
70 semanas de danile
70 semanas de danile70 semanas de danile
70 semanas de danile
 
13 oração de daniel, 70 semanas, novo concerto, santuário
13 oração de daniel, 70 semanas, novo concerto, santuário13 oração de daniel, 70 semanas, novo concerto, santuário
13 oração de daniel, 70 semanas, novo concerto, santuário
 
10 periodo do cativeiro de israel, da queda de juda e seu retorno
10  periodo do cativeiro de israel, da queda de juda e seu retorno10  periodo do cativeiro de israel, da queda de juda e seu retorno
10 periodo do cativeiro de israel, da queda de juda e seu retorno
 
Você acredita em profecias
Você acredita em profeciasVocê acredita em profecias
Você acredita em profecias
 
24 2300 anos
24 2300 anos24 2300 anos
24 2300 anos
 
17 periodo da vida de jesus
17  periodo da vida de jesus17  periodo da vida de jesus
17 periodo da vida de jesus
 

Mais de André Luiz Marques

Festa das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo Dia
Festa das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo DiaFesta das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo Dia
Festa das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo Dia
André Luiz Marques
 
Impacto profundo 30_minutos
Impacto profundo 30_minutosImpacto profundo 30_minutos
Impacto profundo 30_minutos
André Luiz Marques
 
A geografia pré e pós-Dilúvio
A geografia pré e pós-DilúvioA geografia pré e pós-Dilúvio
A geografia pré e pós-Dilúvio
André Luiz Marques
 
Pela graca sois salvos
Pela graca sois salvosPela graca sois salvos
Pela graca sois salvos
André Luiz Marques
 
Quem sou eu - a formação do povo brasileiro
Quem sou eu - a formação do povo brasileiroQuem sou eu - a formação do povo brasileiro
Quem sou eu - a formação do povo brasileiro
André Luiz Marques
 
Minerais e Rochas - Especialidade
Minerais e Rochas - EspecialidadeMinerais e Rochas - Especialidade
Minerais e Rochas - Especialidade
André Luiz Marques
 
A Geografia pré e pós-Diluvio
A Geografia pré e pós-DiluvioA Geografia pré e pós-Diluvio
A Geografia pré e pós-Diluvio
André Luiz Marques
 
Jesus, da Criação à Restauração_35min
Jesus, da Criação à Restauração_35minJesus, da Criação à Restauração_35min
Jesus, da Criação à Restauração_35min
André Luiz Marques
 
Criacionismo - Fé e Razão caminhando juntas
Criacionismo - Fé e Razão caminhando juntasCriacionismo - Fé e Razão caminhando juntas
Criacionismo - Fé e Razão caminhando juntas
André Luiz Marques
 
Minerais e Rochas - especialidade
Minerais e Rochas - especialidadeMinerais e Rochas - especialidade
Minerais e Rochas - especialidade
André Luiz Marques
 
Panspermia: jogando o problema ao espaço
Panspermia: jogando o problema ao espaço Panspermia: jogando o problema ao espaço
Panspermia: jogando o problema ao espaço
André Luiz Marques
 
Panspermia: jogando o problema ao espaço (versão_20min)
Panspermia: jogando o problema ao espaço (versão_20min)Panspermia: jogando o problema ao espaço (versão_20min)
Panspermia: jogando o problema ao espaço (versão_20min)
André Luiz Marques
 
Universo Criado - versao curta 20min
Universo Criado - versao curta 20minUniverso Criado - versao curta 20min
Universo Criado - versao curta 20min
André Luiz Marques
 
Os movimentos da terra
Os movimentos da terraOs movimentos da terra
Os movimentos da terra
André Luiz Marques
 
Concurso de literatura denominacional
Concurso de literatura denominacionalConcurso de literatura denominacional
Concurso de literatura denominacional
André Luiz Marques
 
Qual o Tamanho de Deus?
Qual o Tamanho de Deus?Qual o Tamanho de Deus?
Qual o Tamanho de Deus?
André Luiz Marques
 
Impacto Profundo
Impacto ProfundoImpacto Profundo
Impacto Profundo
André Luiz Marques
 
Selo de Deus e a marca da besta
Selo de Deus e a marca da bestaSelo de Deus e a marca da besta
Selo de Deus e a marca da besta
André Luiz Marques
 
A Arca de Noé e o Dilúvio
A Arca de Noé e o DilúvioA Arca de Noé e o Dilúvio
A Arca de Noé e o Dilúvio
André Luiz Marques
 
Escavando a Bíblia (versão curta)
Escavando a Bíblia (versão curta)Escavando a Bíblia (versão curta)
Escavando a Bíblia (versão curta)
André Luiz Marques
 

Mais de André Luiz Marques (20)

Festa das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo Dia
Festa das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo DiaFesta das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo Dia
Festa das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo Dia
 
Impacto profundo 30_minutos
Impacto profundo 30_minutosImpacto profundo 30_minutos
Impacto profundo 30_minutos
 
A geografia pré e pós-Dilúvio
A geografia pré e pós-DilúvioA geografia pré e pós-Dilúvio
A geografia pré e pós-Dilúvio
 
Pela graca sois salvos
Pela graca sois salvosPela graca sois salvos
Pela graca sois salvos
 
Quem sou eu - a formação do povo brasileiro
Quem sou eu - a formação do povo brasileiroQuem sou eu - a formação do povo brasileiro
Quem sou eu - a formação do povo brasileiro
 
Minerais e Rochas - Especialidade
Minerais e Rochas - EspecialidadeMinerais e Rochas - Especialidade
Minerais e Rochas - Especialidade
 
A Geografia pré e pós-Diluvio
A Geografia pré e pós-DiluvioA Geografia pré e pós-Diluvio
A Geografia pré e pós-Diluvio
 
Jesus, da Criação à Restauração_35min
Jesus, da Criação à Restauração_35minJesus, da Criação à Restauração_35min
Jesus, da Criação à Restauração_35min
 
Criacionismo - Fé e Razão caminhando juntas
Criacionismo - Fé e Razão caminhando juntasCriacionismo - Fé e Razão caminhando juntas
Criacionismo - Fé e Razão caminhando juntas
 
Minerais e Rochas - especialidade
Minerais e Rochas - especialidadeMinerais e Rochas - especialidade
Minerais e Rochas - especialidade
 
Panspermia: jogando o problema ao espaço
Panspermia: jogando o problema ao espaço Panspermia: jogando o problema ao espaço
Panspermia: jogando o problema ao espaço
 
Panspermia: jogando o problema ao espaço (versão_20min)
Panspermia: jogando o problema ao espaço (versão_20min)Panspermia: jogando o problema ao espaço (versão_20min)
Panspermia: jogando o problema ao espaço (versão_20min)
 
Universo Criado - versao curta 20min
Universo Criado - versao curta 20minUniverso Criado - versao curta 20min
Universo Criado - versao curta 20min
 
Os movimentos da terra
Os movimentos da terraOs movimentos da terra
Os movimentos da terra
 
Concurso de literatura denominacional
Concurso de literatura denominacionalConcurso de literatura denominacional
Concurso de literatura denominacional
 
Qual o Tamanho de Deus?
Qual o Tamanho de Deus?Qual o Tamanho de Deus?
Qual o Tamanho de Deus?
 
Impacto Profundo
Impacto ProfundoImpacto Profundo
Impacto Profundo
 
Selo de Deus e a marca da besta
Selo de Deus e a marca da bestaSelo de Deus e a marca da besta
Selo de Deus e a marca da besta
 
A Arca de Noé e o Dilúvio
A Arca de Noé e o DilúvioA Arca de Noé e o Dilúvio
A Arca de Noé e o Dilúvio
 
Escavando a Bíblia (versão curta)
Escavando a Bíblia (versão curta)Escavando a Bíblia (versão curta)
Escavando a Bíblia (versão curta)
 

Último

10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
Nilson Almeida
 
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
EdimarEdigesso
 
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
PIB Penha
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Ricardo Azevedo
 
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
PIB Penha
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
Rogério Augusto Ayres de Araujo
 
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
PIB Penha
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
AlailzaSoares1
 
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
PIB Penha
 
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptxO MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
valneirocha
 
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.pptEncontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
SanturioTacararu
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
DavidBertelli3
 
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.128 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
PIB Penha
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
PIB Penha
 
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptxBatismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
nadeclarice
 
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
PIB Penha
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf radedgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
carla983678
 

Último (20)

10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
 
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
 
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
 
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
 
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
 
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
 
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptxO MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
 
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.pptEncontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
 
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.128 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
 
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptxBatismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
 
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf radedgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
 

A precisao da profecia das 2300 tardes e manhas

  • 1. A Precisão da Profecia das 2300 tardes e manhãs André Luiz Marques
  • 2. A profecia das 2300 tardes e manhãs Daniel 8:14 Daniel 9:24-27 Daniel não entendeu nada
  • 3. Contexto da visão do Carneiro e do Bode Daniel 8
  • 4. A profecia das 2300 tardes e manhãs
  • 5. A profecia das 2300 tardes e manhãs 22 de outubro de 1844
  • 6. Duvidar para Crer Já se perguntou se a interpretação da profecia das 2300 tardes e manhãs e as datas estão mesmo corretas? Será que podemos confirmar seu cumprimento pela ciência? Nunca tenha medo da dúvida se você tem a predisposição em acreditar.
  • 7. Escrito por Henderson Velten e Juarez de Oliveira. Livro escrito entre 2000 a 2008 e lançado em 2018, fruto de 8 anos de pesquisas bíblicas, astronômicas, históricas e matemáticas. Livro
  • 8. Visão do fazendeiro Hiram Edson Ocorreu no dia 23 de outubro de 1844 em um milharal. Contemplou Jesus ministrando no Santuário Celestial. Justificou a missão do adventismo do sétimo dia em anunciar ao mundo sobre Apocalipse 14:6-12.
  • 9. Livro de Isaac Newton “...O Santuário e o exército foram calcados aos pés durante 2300 dias mas, nas profecias de Daniel, os dias representam anos e, no reinado de Antíoco, a profanação do Templo não durou tantos dias naturais. Deveria durar até o fim, até o extremo da indignação contra os Judeus, e essa indignação ainda não chegara ao fim. Deveria durar enquanto o Santuário derrubado não fosse purificado: e o Santuário ainda não fora purificado.”
  • 10. Problemas de Cronologia? Esdras saiu de Babilônia no dia 1º de Abib-Nisan (primavera) A Astronomia e a Glória do Adventismo, p. 27
  • 11. Problemas de Cronologia? “Desse modo, os que seguiram a luz da palavra profética perceberam que, em vez de vir à Terra ao terminarem em 1844 os 2.300 dias proféticos, Cristo entrou no lugar santíssimo do santuário celestial, a fim de levar a cabo a obra final de expiação, preparatória à Sua vinda.” (GCC 188) (Outono)
  • 12. Os persas publicaram 3 decretos Daniel 9:25 "Saiba e entenda que a partir da promulgação do decreto que manda restaurar e reconstruir Jerusalém até que o Ungido, o líder, venha, haverá sete semanas, e sessenta e duas semanas. Ela será reconstruída com ruas e muros, mas em tempos difíceis.”
  • 13. Ordem de Reconstrução de Jerusalém Esdras 7:7-26
  • 14. Problemas de Cronologia? 2300 – 457 = 1843 Enciclopédias: 458 a.C. para o retorno de Esdras, e não 457 a.C. Batismo de Jesus: 27 d.C. Início do min. de João Batista: 28 d.C.
  • 15. Resolvendo os Problemas de Cronologia No calendário da Era Cristã, o ano 0 não existe (só no Astronômico) e não deve ser contado. O ano de 457 a.C. equivale a -456 da escala astronômica.
  • 17. Translação e estações do ano 1 ano solar = 365,2422 dias terrestres
  • 18. Revolução da Lua 1 mês = 29,53059 dias
  • 19. Um relógio astronômico preciso “E disse Deus: Haja luminares na expansão dos céus, para haver separação entre o dia e a noite; e sejam eles para sinais e para tempos determinados e para dias e anos.” (Gênesis 1:14)
  • 20. A Astronomia e a Glória do Adventismo, p. 99 Precisão da Profecia das 2300 Tardes e Manhãs
  • 21. A Astronomia e a Glória do Adventismo, p. 101 Precisão da Profecia das 2300 Tardes e Manhãs
  • 22. A Astronomia e a Glória do Adventismo, p. 105
  • 24. A profecia das 2300 tardes e manhãs 22 de outubro de 1844
  • 25. Mateus 24:30,31 Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos que estão no céu, nem o Filho, senão o Pai. (Marcos 13:32)