SlideShare uma empresa Scribd logo
15 de junho
IASD Jardim Bandeirantes
“As primícias dos frutos da tua terra trarás à Casa do SENHOR,
teu Deus.” (Êxodo 23:19)
• Esta era uma ordem de Deus ao Seu povo que os primeiros
(os melhores) frutos de suas colheitas eram do Senhor.
• Era uma oferta de gratidão por tudo que o Senhor havia
proporcionado ao Seu povo.
Primícias: o que são
• Era chamada de Festa das Semanas, pois acontecia sete
semanas após a Páscoa.
• Também era chamada de festa das colheitas e da sega, pois
era realizada ao início das colheitas.
• E também era chamada de festa de pentecostes, pois era
realizada no 50⁰ dia após a Páscoa.
Primícias: o que são
Não estamos debaixo das leis cerimoniais do
AT, mas o sentido de dar o nosso melhor a
Deus é preservado no NT por Jesus Cristo.
Primícias: o que são
Mamborê-PR
IASD Jd. Bandeirantes
Festa das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo Dia
Por que dizimar e ofertar?
“Minha é a prata, meu é o ouro, diz o
Senhor dos Exércitos.” Ageu 2:8
“Ao Senhor pertence a terra e tudo o que
nela se contém, o mundo e os que nele
habitam.” Salmos 24:1
Por que dizimar e ofertar?
“Honra ao Senhor com os teus
bens e com as primícias de toda
a tua renda.” Prov. 3: 9
“Trazei todos os dízimos à casa
do Tesouro, para que haja
mantimento na minha casa” (Ml
3:10).
Dizimar do bruto ou líquido?
Somos beneficiados do
bruto ou só do líquido
de nossa renda?
1. Manutenção de pastores e evangelismo
2.Missões Mundiais.
3. Pessoal envolvido no trabalho evangelístico.
4. Despesas operativas do Campo.
5. Fundo de promoção da Colportagem.
6. Professores de Bíblia e seus auxiliares.
7. Obreiros jubilados
8. Material do escritório do Campo.
PROPÓSITOS PARA OS QUAIS O
DÍZIMO PODE SER USADO
Festa das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo Dia
Festa das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo Dia
“O sistema dos dízimos e ofertas destinava-se a impressionar
a mente das pessoas com uma grande verdade – verdade de
que Deus é a fonte de toda bênção a suas criaturas, e de que
a Ele é devida a gratidão do ser humano pelas boas dádivas
de sua providência”
(Patriarcas e Profetas, p. 525).
Ofertas voluntárias e proporcionais
“Os meus olhos procurarão os fiéis da
terra, para que habitem comigo; o que
anda em reto caminho, esse me servirá.”
Salmos 101:6
15 de junho
IASD Jardim Bandeirantes
Oferta Especial de Gratidão
Além dos dízimos e ofertas regulares
Festa das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo Dia
Festa das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo Dia
Festa das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo Dia
Festa das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo Dia
Festa das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo Dia
Festa das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo Dia
Deseja você ofertar ao Senhor
como sinal de gratidão por
tudo o que Ele é e faz por
você e sua família?
Que Deus te abençoe!
Leitura Responsiva

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Festa das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo Dia

Quinta semana
Quinta semanaQuinta semana
Quinta semana
Félix Júnior
 
Dízimos e Ofertas.pps
Dízimos e Ofertas.ppsDízimos e Ofertas.pps
Dízimos e Ofertas.pps
Herbert de Carvalho
 
Honrando ao senhor com as primícias
Honrando ao senhor com as primíciasHonrando ao senhor com as primícias
Honrando ao senhor com as primícias
Luciano Pedroza
 
Estudo do dizimo Apóstolo cley Pereira
Estudo do dizimo Apóstolo cley PereiraEstudo do dizimo Apóstolo cley Pereira
Estudo do dizimo Apóstolo cley Pereira
clemilsonPereira1
 
Rito do-batismo-de-crianca 02
Rito do-batismo-de-crianca 02Rito do-batismo-de-crianca 02
Rito do-batismo-de-crianca 02
torrasko
 
4º Trimestre 2013 Lição 3 Trabalho e Prosperidade
4º Trimestre 2013 Lição 3   Trabalho e Prosperidade4º Trimestre 2013 Lição 3   Trabalho e Prosperidade
4º Trimestre 2013 Lição 3 Trabalho e Prosperidade
Anderson Silva
 
4º Trimestre de 2013 - Lição 3 Trabalho e Prosperidade
4º Trimestre de 2013 - Lição 3   Trabalho e Prosperidade4º Trimestre de 2013 - Lição 3   Trabalho e Prosperidade
4º Trimestre de 2013 - Lição 3 Trabalho e Prosperidade
Anderson Silva
 
Preparando-se para a colheita_1142014_GGR
Preparando-se para a colheita_1142014_GGRPreparando-se para a colheita_1142014_GGR
Preparando-se para a colheita_1142014_GGR
Gerson G. Ramos
 
A historia da igreja parte 3
A historia da igreja parte 3A historia da igreja parte 3
A historia da igreja parte 3
Mauricio Borges
 
É Tudo Sobre o Coração
É Tudo Sobre o CoraçãoÉ Tudo Sobre o Coração
Lição 1 - O que é Mordomia Cristã
Lição 1 - O que é Mordomia CristãLição 1 - O que é Mordomia Cristã
Lição 1 - O que é Mordomia Cristã
Hamilton Souza
 
Ensino sobre Dízimos e Ofertas.pdf
Ensino sobre Dízimos e Ofertas.pdfEnsino sobre Dízimos e Ofertas.pdf
Ensino sobre Dízimos e Ofertas.pdf
JhennaRibeiro
 
Lição 6 - O SUSTENTO DA IGREJA
Lição 6 - O SUSTENTO DA IGREJALição 6 - O SUSTENTO DA IGREJA
Lição 6 - O SUSTENTO DA IGREJA
Erberson Pinheiro
 
Licao 7 3 t - 2019 - a mordomia dos dizimos e das ofertas
Licao 7   3 t - 2019 - a mordomia dos dizimos e das ofertasLicao 7   3 t - 2019 - a mordomia dos dizimos e das ofertas
Licao 7 3 t - 2019 - a mordomia dos dizimos e das ofertas
Vilma Longuini
 
Devemos ser dizimistas
Devemos ser dizimistasDevemos ser dizimistas
Aula 06 - Seminário Sobre a Igreja (Segunda Temporada)
Aula 06 - Seminário Sobre a Igreja (Segunda Temporada)Aula 06 - Seminário Sobre a Igreja (Segunda Temporada)
Aula 06 - Seminário Sobre a Igreja (Segunda Temporada)
IBC de Jacarepaguá
 
Aula dominical dízimos
Aula dominical dízimosAula dominical dízimos
Aula dominical dízimos
Jorge Aymar Costa
 
Aula dominical dízimos
Aula dominical dízimosAula dominical dízimos
Aula dominical dízimos
Jorge Aymar Costa
 
Lição 1 - O que é Mordomia Cristã
Lição 1 - O que é Mordomia Cristã Lição 1 - O que é Mordomia Cristã
Lição 1 - O que é Mordomia Cristã
Éder Tomé
 
Lbj lição 6 O sustento da igreja
Lbj lição 6   O sustento da igrejaLbj lição 6   O sustento da igreja
Lbj lição 6 O sustento da igreja
boasnovassena
 

Semelhante a Festa das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo Dia (20)

Quinta semana
Quinta semanaQuinta semana
Quinta semana
 
Dízimos e Ofertas.pps
Dízimos e Ofertas.ppsDízimos e Ofertas.pps
Dízimos e Ofertas.pps
 
Honrando ao senhor com as primícias
Honrando ao senhor com as primíciasHonrando ao senhor com as primícias
Honrando ao senhor com as primícias
 
Estudo do dizimo Apóstolo cley Pereira
Estudo do dizimo Apóstolo cley PereiraEstudo do dizimo Apóstolo cley Pereira
Estudo do dizimo Apóstolo cley Pereira
 
Rito do-batismo-de-crianca 02
Rito do-batismo-de-crianca 02Rito do-batismo-de-crianca 02
Rito do-batismo-de-crianca 02
 
4º Trimestre 2013 Lição 3 Trabalho e Prosperidade
4º Trimestre 2013 Lição 3   Trabalho e Prosperidade4º Trimestre 2013 Lição 3   Trabalho e Prosperidade
4º Trimestre 2013 Lição 3 Trabalho e Prosperidade
 
4º Trimestre de 2013 - Lição 3 Trabalho e Prosperidade
4º Trimestre de 2013 - Lição 3   Trabalho e Prosperidade4º Trimestre de 2013 - Lição 3   Trabalho e Prosperidade
4º Trimestre de 2013 - Lição 3 Trabalho e Prosperidade
 
Preparando-se para a colheita_1142014_GGR
Preparando-se para a colheita_1142014_GGRPreparando-se para a colheita_1142014_GGR
Preparando-se para a colheita_1142014_GGR
 
A historia da igreja parte 3
A historia da igreja parte 3A historia da igreja parte 3
A historia da igreja parte 3
 
É Tudo Sobre o Coração
É Tudo Sobre o CoraçãoÉ Tudo Sobre o Coração
É Tudo Sobre o Coração
 
Lição 1 - O que é Mordomia Cristã
Lição 1 - O que é Mordomia CristãLição 1 - O que é Mordomia Cristã
Lição 1 - O que é Mordomia Cristã
 
Ensino sobre Dízimos e Ofertas.pdf
Ensino sobre Dízimos e Ofertas.pdfEnsino sobre Dízimos e Ofertas.pdf
Ensino sobre Dízimos e Ofertas.pdf
 
Lição 6 - O SUSTENTO DA IGREJA
Lição 6 - O SUSTENTO DA IGREJALição 6 - O SUSTENTO DA IGREJA
Lição 6 - O SUSTENTO DA IGREJA
 
Licao 7 3 t - 2019 - a mordomia dos dizimos e das ofertas
Licao 7   3 t - 2019 - a mordomia dos dizimos e das ofertasLicao 7   3 t - 2019 - a mordomia dos dizimos e das ofertas
Licao 7 3 t - 2019 - a mordomia dos dizimos e das ofertas
 
Devemos ser dizimistas
Devemos ser dizimistasDevemos ser dizimistas
Devemos ser dizimistas
 
Aula 06 - Seminário Sobre a Igreja (Segunda Temporada)
Aula 06 - Seminário Sobre a Igreja (Segunda Temporada)Aula 06 - Seminário Sobre a Igreja (Segunda Temporada)
Aula 06 - Seminário Sobre a Igreja (Segunda Temporada)
 
Aula dominical dízimos
Aula dominical dízimosAula dominical dízimos
Aula dominical dízimos
 
Aula dominical dízimos
Aula dominical dízimosAula dominical dízimos
Aula dominical dízimos
 
Lição 1 - O que é Mordomia Cristã
Lição 1 - O que é Mordomia Cristã Lição 1 - O que é Mordomia Cristã
Lição 1 - O que é Mordomia Cristã
 
Lbj lição 6 O sustento da igreja
Lbj lição 6   O sustento da igrejaLbj lição 6   O sustento da igreja
Lbj lição 6 O sustento da igreja
 

Mais de André Luiz Marques

A Profecia das 2300 Tardes e Manhãs e a Crença Mantida
A Profecia das 2300 Tardes e Manhãs e a Crença MantidaA Profecia das 2300 Tardes e Manhãs e a Crença Mantida
A Profecia das 2300 Tardes e Manhãs e a Crença Mantida
André Luiz Marques
 
Impacto profundo 30_minutos
Impacto profundo 30_minutosImpacto profundo 30_minutos
Impacto profundo 30_minutos
André Luiz Marques
 
A geografia pré e pós-Dilúvio
A geografia pré e pós-DilúvioA geografia pré e pós-Dilúvio
A geografia pré e pós-Dilúvio
André Luiz Marques
 
Pela graca sois salvos
Pela graca sois salvosPela graca sois salvos
Pela graca sois salvos
André Luiz Marques
 
Quem sou eu - a formação do povo brasileiro
Quem sou eu - a formação do povo brasileiroQuem sou eu - a formação do povo brasileiro
Quem sou eu - a formação do povo brasileiro
André Luiz Marques
 
Minerais e Rochas - Especialidade
Minerais e Rochas - EspecialidadeMinerais e Rochas - Especialidade
Minerais e Rochas - Especialidade
André Luiz Marques
 
A Geografia pré e pós-Diluvio
A Geografia pré e pós-DiluvioA Geografia pré e pós-Diluvio
A Geografia pré e pós-Diluvio
André Luiz Marques
 
A precisao da profecia das 2300 tardes e manhas
A precisao da profecia das 2300 tardes e manhasA precisao da profecia das 2300 tardes e manhas
A precisao da profecia das 2300 tardes e manhas
André Luiz Marques
 
Jesus, da Criação à Restauração_35min
Jesus, da Criação à Restauração_35minJesus, da Criação à Restauração_35min
Jesus, da Criação à Restauração_35min
André Luiz Marques
 
Criacionismo - Fé e Razão caminhando juntas
Criacionismo - Fé e Razão caminhando juntasCriacionismo - Fé e Razão caminhando juntas
Criacionismo - Fé e Razão caminhando juntas
André Luiz Marques
 
Minerais e Rochas - especialidade
Minerais e Rochas - especialidadeMinerais e Rochas - especialidade
Minerais e Rochas - especialidade
André Luiz Marques
 
Panspermia: jogando o problema ao espaço
Panspermia: jogando o problema ao espaço Panspermia: jogando o problema ao espaço
Panspermia: jogando o problema ao espaço
André Luiz Marques
 
Panspermia: jogando o problema ao espaço (versão_20min)
Panspermia: jogando o problema ao espaço (versão_20min)Panspermia: jogando o problema ao espaço (versão_20min)
Panspermia: jogando o problema ao espaço (versão_20min)
André Luiz Marques
 
Universo Criado - versao curta 20min
Universo Criado - versao curta 20minUniverso Criado - versao curta 20min
Universo Criado - versao curta 20min
André Luiz Marques
 
Os movimentos da terra
Os movimentos da terraOs movimentos da terra
Os movimentos da terra
André Luiz Marques
 
Concurso de literatura denominacional
Concurso de literatura denominacionalConcurso de literatura denominacional
Concurso de literatura denominacional
André Luiz Marques
 
Qual o Tamanho de Deus?
Qual o Tamanho de Deus?Qual o Tamanho de Deus?
Qual o Tamanho de Deus?
André Luiz Marques
 
Impacto Profundo
Impacto ProfundoImpacto Profundo
Impacto Profundo
André Luiz Marques
 
Selo de Deus e a marca da besta
Selo de Deus e a marca da bestaSelo de Deus e a marca da besta
Selo de Deus e a marca da besta
André Luiz Marques
 
A Arca de Noé e o Dilúvio
A Arca de Noé e o DilúvioA Arca de Noé e o Dilúvio
A Arca de Noé e o Dilúvio
André Luiz Marques
 

Mais de André Luiz Marques (20)

A Profecia das 2300 Tardes e Manhãs e a Crença Mantida
A Profecia das 2300 Tardes e Manhãs e a Crença MantidaA Profecia das 2300 Tardes e Manhãs e a Crença Mantida
A Profecia das 2300 Tardes e Manhãs e a Crença Mantida
 
Impacto profundo 30_minutos
Impacto profundo 30_minutosImpacto profundo 30_minutos
Impacto profundo 30_minutos
 
A geografia pré e pós-Dilúvio
A geografia pré e pós-DilúvioA geografia pré e pós-Dilúvio
A geografia pré e pós-Dilúvio
 
Pela graca sois salvos
Pela graca sois salvosPela graca sois salvos
Pela graca sois salvos
 
Quem sou eu - a formação do povo brasileiro
Quem sou eu - a formação do povo brasileiroQuem sou eu - a formação do povo brasileiro
Quem sou eu - a formação do povo brasileiro
 
Minerais e Rochas - Especialidade
Minerais e Rochas - EspecialidadeMinerais e Rochas - Especialidade
Minerais e Rochas - Especialidade
 
A Geografia pré e pós-Diluvio
A Geografia pré e pós-DiluvioA Geografia pré e pós-Diluvio
A Geografia pré e pós-Diluvio
 
A precisao da profecia das 2300 tardes e manhas
A precisao da profecia das 2300 tardes e manhasA precisao da profecia das 2300 tardes e manhas
A precisao da profecia das 2300 tardes e manhas
 
Jesus, da Criação à Restauração_35min
Jesus, da Criação à Restauração_35minJesus, da Criação à Restauração_35min
Jesus, da Criação à Restauração_35min
 
Criacionismo - Fé e Razão caminhando juntas
Criacionismo - Fé e Razão caminhando juntasCriacionismo - Fé e Razão caminhando juntas
Criacionismo - Fé e Razão caminhando juntas
 
Minerais e Rochas - especialidade
Minerais e Rochas - especialidadeMinerais e Rochas - especialidade
Minerais e Rochas - especialidade
 
Panspermia: jogando o problema ao espaço
Panspermia: jogando o problema ao espaço Panspermia: jogando o problema ao espaço
Panspermia: jogando o problema ao espaço
 
Panspermia: jogando o problema ao espaço (versão_20min)
Panspermia: jogando o problema ao espaço (versão_20min)Panspermia: jogando o problema ao espaço (versão_20min)
Panspermia: jogando o problema ao espaço (versão_20min)
 
Universo Criado - versao curta 20min
Universo Criado - versao curta 20minUniverso Criado - versao curta 20min
Universo Criado - versao curta 20min
 
Os movimentos da terra
Os movimentos da terraOs movimentos da terra
Os movimentos da terra
 
Concurso de literatura denominacional
Concurso de literatura denominacionalConcurso de literatura denominacional
Concurso de literatura denominacional
 
Qual o Tamanho de Deus?
Qual o Tamanho de Deus?Qual o Tamanho de Deus?
Qual o Tamanho de Deus?
 
Impacto Profundo
Impacto ProfundoImpacto Profundo
Impacto Profundo
 
Selo de Deus e a marca da besta
Selo de Deus e a marca da bestaSelo de Deus e a marca da besta
Selo de Deus e a marca da besta
 
A Arca de Noé e o Dilúvio
A Arca de Noé e o DilúvioA Arca de Noé e o Dilúvio
A Arca de Noé e o Dilúvio
 

Último

quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
Rogério Augusto Ayres de Araujo
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
Nilson Almeida
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
AlailzaSoares1
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Ricardo Azevedo
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Ricardo Azevedo
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
Marta Gomes
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
marcusviniciussabino1
 
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
DavidBertelli3
 
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf radedgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
carla983678
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 

Último (12)

quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
 
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
 
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf radedgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 

Festa das Primícias - Igreja Adventista do Sétimo Dia

  • 1. 15 de junho IASD Jardim Bandeirantes
  • 2. “As primícias dos frutos da tua terra trarás à Casa do SENHOR, teu Deus.” (Êxodo 23:19) • Esta era uma ordem de Deus ao Seu povo que os primeiros (os melhores) frutos de suas colheitas eram do Senhor. • Era uma oferta de gratidão por tudo que o Senhor havia proporcionado ao Seu povo. Primícias: o que são
  • 3. • Era chamada de Festa das Semanas, pois acontecia sete semanas após a Páscoa. • Também era chamada de festa das colheitas e da sega, pois era realizada ao início das colheitas. • E também era chamada de festa de pentecostes, pois era realizada no 50⁰ dia após a Páscoa. Primícias: o que são
  • 4. Não estamos debaixo das leis cerimoniais do AT, mas o sentido de dar o nosso melhor a Deus é preservado no NT por Jesus Cristo. Primícias: o que são
  • 8. Por que dizimar e ofertar? “Minha é a prata, meu é o ouro, diz o Senhor dos Exércitos.” Ageu 2:8 “Ao Senhor pertence a terra e tudo o que nela se contém, o mundo e os que nele habitam.” Salmos 24:1
  • 9. Por que dizimar e ofertar? “Honra ao Senhor com os teus bens e com as primícias de toda a tua renda.” Prov. 3: 9 “Trazei todos os dízimos à casa do Tesouro, para que haja mantimento na minha casa” (Ml 3:10).
  • 10. Dizimar do bruto ou líquido? Somos beneficiados do bruto ou só do líquido de nossa renda?
  • 11. 1. Manutenção de pastores e evangelismo 2.Missões Mundiais. 3. Pessoal envolvido no trabalho evangelístico. 4. Despesas operativas do Campo. 5. Fundo de promoção da Colportagem. 6. Professores de Bíblia e seus auxiliares. 7. Obreiros jubilados 8. Material do escritório do Campo. PROPÓSITOS PARA OS QUAIS O DÍZIMO PODE SER USADO
  • 14. “O sistema dos dízimos e ofertas destinava-se a impressionar a mente das pessoas com uma grande verdade – verdade de que Deus é a fonte de toda bênção a suas criaturas, e de que a Ele é devida a gratidão do ser humano pelas boas dádivas de sua providência” (Patriarcas e Profetas, p. 525).
  • 15. Ofertas voluntárias e proporcionais
  • 16. “Os meus olhos procurarão os fiéis da terra, para que habitem comigo; o que anda em reto caminho, esse me servirá.” Salmos 101:6
  • 17. 15 de junho IASD Jardim Bandeirantes
  • 18. Oferta Especial de Gratidão Além dos dízimos e ofertas regulares
  • 25. Deseja você ofertar ao Senhor como sinal de gratidão por tudo o que Ele é e faz por você e sua família? Que Deus te abençoe!