SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 3
Baixar para ler offline
'dossier da visita para a Comunicação Social'
‘Murtosa Ciclável’ no Roteiro das ‘Comunidades Locais Inovadoras'
promovido pela Presidência da República
Câmara Municipal da Murtosa

21 Novembro 2009 (9:30-10:30)

         Roteiro de visita

         1. Projecto ‘Murtosa Ciclável’ - projecto de promoção da mobilidade
         ciclável com motivação de lazer e turismo, Câmara Municipal da Murtosa

         2. Projecto ‘BioRia’ - projecto visitação da natureza em Estarreja, Eco-
         Inside (Porto)

         3. Projecto ‘Tecnologias de apoio à gestão da mobilidade ciclável’,
         INOVARIA / UBIWHERE / Ponto.C/ Micro-IO (Aveiro)

         4. Projecto ‘Incubadora em Rede da Universidade de Aveiro - pólo da
         Murtosa – Turismo/Natureza/Bicicleta’, Incubadora de Empresas da
         Universidade de Aveiro (Aveiro)

         5. Laboratório de Ensaios de Motores e Veículos – ‘LEA’, laboratório
         nacional acreditado para a realização de ensaios de bicicletas segundo as
         novas Normas Europeias, ABIMOTA - Associação Nacional das Indústrias
         de Duas Rodas (Águeda)

         6. ‘Vélib’ - Bicicletas de Paris, Lyon e Viena, Órbita e Miralago (Águeda)

         7. Bicicleta Reciclável ‘RIK-B’ e projecto ‘BUTE’, Ideia Biba (Aveiro)

         8. Projecto ‘BikeTour’, Sportis (Aveiro)




'dossier da visita para a Comunicação Social'
‘Murtosa Ciclável’ no Roteiro das ‘Comunidades Locais Inovadoras'
Presidência da República, 21 Novembro 2009 (9:30-10:30)
1. Projecto ‘Murtosa Ciclável’
Câmara Municipal da Murtosa
        Murtosa Ciclável (2006/08)
        NaturRia - 1.ª fase Set2008; 2.ª fase Set2009
        CicloRia (2009/11), em parceria com as Câmaras Municipais de
        Estarreja e Ovar e com a Universidade de Aveiro

         Mais informações:
         Projecto CicloRia (2009/11) http://cicloria.blogs.sapo.pt/
         Conferência ‘Turismo Ciclável’ (Nov09)
         http://turismociclavel.blogs.sapo.pt/
         Projecto NaturRia (2008/09) http://www.cm-murtosa.pt/naturria
         Projecto Murtosa Ciclável (2006/08)
         http://murtosaciclavel.blogs.sapo.pt/ e
         http://www.cm-murtosa.pt/murtosaciclavel/


2. Projecto ‘BioRia’ - projecto visitação da natureza em Estarreja
Eco-Inside (Porto)
        Mais informações:
        Ecoinside http://www.ecoinside.pt/
        Projecto Bioria (CM Estarreja) http://www.bioria.com/


3. Projecto ‘Tecnologias de apoio à gestão da mobilidade ciclável’
INOVARIA / UBIWHERE / Ponto.C/ Micro-IO (Aveiro)
        Mais informações:
        INOVARIA http://www.inova-ria.pt/
        UBIEWHERE http://www.ubiwhere.com/
        Ponto.C http://www.pontoc.pt/
        Micro I/O http://www.microio.pt/


4. Projecto ‘Incubadora em Rede da Universidade de Aveiro - pólo da
Murtosa – Turismo/Natureza/Bicicleta’
Incubadora de Empresas da Universidade de Aveiro (Aveiro)
        Mais informações:
        http://www.ua.pt/incubadora/




'dossier da visita para a Comunicação Social'
‘Murtosa Ciclável’ no Roteiro das ‘Comunidades Locais Inovadoras'
Presidência da República, 21 Novembro 2009 (9:30-10:30)
5. Laboratório de Ensaios de Motores e Veículos – ‘LEA’, laboratório
nacional acreditado para a realização de ensaios de bicicletas segundo as
novas Normas Europeias
ABIMOTA - Associação Nacional das Indústrias de Duas Rodas (Águeda)
       Mais informações:
       http://www.abimota.pt/


6. ‘Vélib’ - Bicicletas de Paris, Lyon e Viena
Órbita e Miralago (Águeda)
        Mais informações:
        http://www.orbita-bicicletas.pt/


7. Bicicleta Reciclável ‘RIK-B’ e projecto ‘BUTE’
Ideia Biba (Aveiro)
        Mais informações:
        http://www.ideiabiba.pt/


8. Projecto ‘BikeTour’
Sportis (Aveiro)
        Mais informações:
        http://www.sportis.pt/
        http://www.mybiketour.net/




'dossier da visita para a Comunicação Social'
‘Murtosa Ciclável’ no Roteiro das ‘Comunidades Locais Inovadoras'
Presidência da República, 21 Novembro 2009 (9:30-10:30)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (10)

ConferêNcia Planear O Lazer E O Turismo CicláVel Em Portugal
ConferêNcia Planear O Lazer E O Turismo CicláVel Em PortugalConferêNcia Planear O Lazer E O Turismo CicláVel Em Portugal
ConferêNcia Planear O Lazer E O Turismo CicláVel Em Portugal
 
Tr 130 valorização da bicicleta
Tr 130 valorização da bicicletaTr 130 valorização da bicicleta
Tr 130 valorização da bicicleta
 
SíNtese Das ConclusõEs
SíNtese Das ConclusõEsSíNtese Das ConclusõEs
SíNtese Das ConclusõEs
 
MobilicidadeSustentavel-Toledo
MobilicidadeSustentavel-ToledoMobilicidadeSustentavel-Toledo
MobilicidadeSustentavel-Toledo
 
#2 Click Cicloria V1
#2 Click Cicloria V1#2 Click Cicloria V1
#2 Click Cicloria V1
 
A BUGA NUMA CIDADE BIKE-FRIENDLY
A BUGA NUMA CIDADE BIKE-FRIENDLY A BUGA NUMA CIDADE BIKE-FRIENDLY
A BUGA NUMA CIDADE BIKE-FRIENDLY
 
Campanha Life Cycle 21 Setembro Aveiro
Campanha Life Cycle 21 Setembro AveiroCampanha Life Cycle 21 Setembro Aveiro
Campanha Life Cycle 21 Setembro Aveiro
 
Planeamento do lazer ciclável na ria de aveiro vf
Planeamento do lazer ciclável na ria de aveiro vfPlaneamento do lazer ciclável na ria de aveiro vf
Planeamento do lazer ciclável na ria de aveiro vf
 
UA CAMPUS CIDADE BIKE-FRIENDLY
UA CAMPUS CIDADE BIKE-FRIENDLYUA CAMPUS CIDADE BIKE-FRIENDLY
UA CAMPUS CIDADE BIKE-FRIENDLY
 
Automação Residencial Assistiva com a Braçadeira Myo
Automação Residencial Assistiva com a Braçadeira MyoAutomação Residencial Assistiva com a Braçadeira Myo
Automação Residencial Assistiva com a Braçadeira Myo
 

Destaque

Destaque (20)

Tarea 6 nov
Tarea 6 novTarea 6 nov
Tarea 6 nov
 
22 04-06
22 04-0622 04-06
22 04-06
 
O espirito santo
O espirito santoO espirito santo
O espirito santo
 
Secuencia didactica unidad 2 t01 t02 equipo 9 resuelta
Secuencia didactica unidad 2 t01 t02 equipo 9 resueltaSecuencia didactica unidad 2 t01 t02 equipo 9 resuelta
Secuencia didactica unidad 2 t01 t02 equipo 9 resuelta
 
Noções Básicas de Lógica
Noções Básicas de LógicaNoções Básicas de Lógica
Noções Básicas de Lógica
 
25 de abril na literatura infanto-juvenil
25 de abril na literatura infanto-juvenil25 de abril na literatura infanto-juvenil
25 de abril na literatura infanto-juvenil
 
Dxsituacional
DxsituacionalDxsituacional
Dxsituacional
 
Oracao de daniel ariely
Oracao de daniel arielyOracao de daniel ariely
Oracao de daniel ariely
 
Secreto profesional clase
Secreto profesional claseSecreto profesional clase
Secreto profesional clase
 
La revolución digital vista en 2004
La revolución digital vista en 2004La revolución digital vista en 2004
La revolución digital vista en 2004
 
Geometria 7
Geometria 7Geometria 7
Geometria 7
 
Progresiones
ProgresionesProgresiones
Progresiones
 
01 tecnicas de treinamento
01 tecnicas de treinamento01 tecnicas de treinamento
01 tecnicas de treinamento
 
Ril Editores presenta en diciembre
Ril Editores presenta en diciembreRil Editores presenta en diciembre
Ril Editores presenta en diciembre
 
Salud del niño
Salud del niñoSalud del niño
Salud del niño
 
4 1 sec didac. e1 equipo4.resuelta.
4 1 sec didac. e1 equipo4.resuelta.4 1 sec didac. e1 equipo4.resuelta.
4 1 sec didac. e1 equipo4.resuelta.
 
Papel Reciclado
Papel RecicladoPapel Reciclado
Papel Reciclado
 
43ser competente-en-tecnologia
43ser competente-en-tecnologia43ser competente-en-tecnologia
43ser competente-en-tecnologia
 
Leilão Virtual Lemgruber Elite de Pasto - Catálogo
Leilão Virtual Lemgruber Elite de Pasto - CatálogoLeilão Virtual Lemgruber Elite de Pasto - Catálogo
Leilão Virtual Lemgruber Elite de Pasto - Catálogo
 
Roskilde
RoskildeRoskilde
Roskilde
 

Semelhante a 0.Dossier Visita ComunicaçãO Social

1.2.SíNtese Projecto Ciclo Ria
1.2.SíNtese Projecto Ciclo Ria1.2.SíNtese Projecto Ciclo Ria
1.2.SíNtese Projecto Ciclo Riamobiciclavel
 
Cidades e regiões bike friendly apresentação-vf
Cidades e regiões bike friendly apresentação-vfCidades e regiões bike friendly apresentação-vf
Cidades e regiões bike friendly apresentação-vfJosé Carlos Mota
 
1.4.SíNtese Das ConclusõEs ConferêNcia Turismo CicláVel
1.4.SíNtese Das ConclusõEs ConferêNcia Turismo CicláVel1.4.SíNtese Das ConclusõEs ConferêNcia Turismo CicláVel
1.4.SíNtese Das ConclusõEs ConferêNcia Turismo CicláVelmobiciclavel
 
1.3. Objectivos Da ConferêNcia Planear O Lazer E O Turismo CicláVel Em Portugal
1.3. Objectivos Da ConferêNcia Planear O Lazer E O Turismo CicláVel Em Portugal1.3. Objectivos Da ConferêNcia Planear O Lazer E O Turismo CicláVel Em Portugal
1.3. Objectivos Da ConferêNcia Planear O Lazer E O Turismo CicláVel Em Portugalmobiciclavel
 
QuestõEs De ReflexãO Conf Vf
QuestõEs De ReflexãO Conf VfQuestõEs De ReflexãO Conf Vf
QuestõEs De ReflexãO Conf VfJose Carlos Mota
 
#5 Click Turismo CicláVel
#5 Click Turismo CicláVel#5 Click Turismo CicláVel
#5 Click Turismo CicláVelJose Carlos Mota
 
DR3_ apresentação.pptx
DR3_ apresentação.pptxDR3_ apresentação.pptx
DR3_ apresentação.pptxRitaCatita5
 
Ficha De InscriçãO ConferêNcia
Ficha De InscriçãO ConferêNciaFicha De InscriçãO ConferêNcia
Ficha De InscriçãO ConferêNciaguestd478da
 
Sistemas de bike sharing finalv2011 02_12
Sistemas de bike sharing finalv2011 02_12Sistemas de bike sharing finalv2011 02_12
Sistemas de bike sharing finalv2011 02_12Amigos d'Avenida
 
Novas ideas e negócios ligados à mobilidade em bicicleta
Novas ideas e negócios ligados à mobilidade em bicicletaNovas ideas e negócios ligados à mobilidade em bicicleta
Novas ideas e negócios ligados à mobilidade em bicicletaJosé Carlos Mota
 
Cicloria 24 Set09 ApresentaçãO
Cicloria 24 Set09 ApresentaçãOCicloria 24 Set09 ApresentaçãO
Cicloria 24 Set09 ApresentaçãOJose Carlos Mota
 
Ciclomobilidade e o PDDU de Salvador
Ciclomobilidade e o PDDU de SalvadorCiclomobilidade e o PDDU de Salvador
Ciclomobilidade e o PDDU de SalvadorPablo Florentino
 

Semelhante a 0.Dossier Visita ComunicaçãO Social (20)

1.2.SíNtese Projecto Ciclo Ria
1.2.SíNtese Projecto Ciclo Ria1.2.SíNtese Projecto Ciclo Ria
1.2.SíNtese Projecto Ciclo Ria
 
Cidades e regiões bike friendly apresentação-vf
Cidades e regiões bike friendly apresentação-vfCidades e regiões bike friendly apresentação-vf
Cidades e regiões bike friendly apresentação-vf
 
1.4.SíNtese Das ConclusõEs ConferêNcia Turismo CicláVel
1.4.SíNtese Das ConclusõEs ConferêNcia Turismo CicláVel1.4.SíNtese Das ConclusõEs ConferêNcia Turismo CicláVel
1.4.SíNtese Das ConclusõEs ConferêNcia Turismo CicláVel
 
1.3. Objectivos Da ConferêNcia Planear O Lazer E O Turismo CicláVel Em Portugal
1.3. Objectivos Da ConferêNcia Planear O Lazer E O Turismo CicláVel Em Portugal1.3. Objectivos Da ConferêNcia Planear O Lazer E O Turismo CicláVel Em Portugal
1.3. Objectivos Da ConferêNcia Planear O Lazer E O Turismo CicláVel Em Portugal
 
2. Cicloria Arp Jc J Mota
2. Cicloria Arp Jc J Mota2. Cicloria Arp Jc J Mota
2. Cicloria Arp Jc J Mota
 
Programa
ProgramaPrograma
Programa
 
12.3.13 #2 januário cunha
12.3.13 #2 januário cunha12.3.13 #2 januário cunha
12.3.13 #2 januário cunha
 
QuestõEs De ReflexãO Conf Vf
QuestõEs De ReflexãO Conf VfQuestõEs De ReflexãO Conf Vf
QuestõEs De ReflexãO Conf Vf
 
Programa Mobilidade Suave 20 Setembro Universidade de Aveiro
Programa Mobilidade Suave 20 Setembro Universidade de AveiroPrograma Mobilidade Suave 20 Setembro Universidade de Aveiro
Programa Mobilidade Suave 20 Setembro Universidade de Aveiro
 
#5 Click Turismo CicláVel
#5 Click Turismo CicláVel#5 Click Turismo CicláVel
#5 Click Turismo CicláVel
 
#3 Click Plataforma V1
#3 Click Plataforma V1#3 Click Plataforma V1
#3 Click Plataforma V1
 
DR3_ apresentação.pptx
DR3_ apresentação.pptxDR3_ apresentação.pptx
DR3_ apresentação.pptx
 
Publico porto 20140707
Publico porto 20140707Publico porto 20140707
Publico porto 20140707
 
20151218 balanço cpip
20151218 balanço cpip20151218 balanço cpip
20151218 balanço cpip
 
Ficha De InscriçãO ConferêNcia
Ficha De InscriçãO ConferêNciaFicha De InscriçãO ConferêNcia
Ficha De InscriçãO ConferêNcia
 
Sistemas de bike sharing finalv2011 02_12
Sistemas de bike sharing finalv2011 02_12Sistemas de bike sharing finalv2011 02_12
Sistemas de bike sharing finalv2011 02_12
 
Novas ideas e negócios ligados à mobilidade em bicicleta
Novas ideas e negócios ligados à mobilidade em bicicletaNovas ideas e negócios ligados à mobilidade em bicicleta
Novas ideas e negócios ligados à mobilidade em bicicleta
 
20151118 apresentação belfast nov
20151118 apresentação belfast nov20151118 apresentação belfast nov
20151118 apresentação belfast nov
 
Cicloria 24 Set09 ApresentaçãO
Cicloria 24 Set09 ApresentaçãOCicloria 24 Set09 ApresentaçãO
Cicloria 24 Set09 ApresentaçãO
 
Ciclomobilidade e o PDDU de Salvador
Ciclomobilidade e o PDDU de SalvadorCiclomobilidade e o PDDU de Salvador
Ciclomobilidade e o PDDU de Salvador
 

Mais de mobiciclavel

Ciclo Ria Div Fina Smalll
Ciclo Ria Div Fina SmalllCiclo Ria Div Fina Smalll
Ciclo Ria Div Fina Smalllmobiciclavel
 
8.Biketour Sportis Espanhol
8.Biketour Sportis Espanhol8.Biketour Sportis Espanhol
8.Biketour Sportis Espanholmobiciclavel
 
Poster Mob Sustentavel Murtosa
Poster Mob Sustentavel MurtosaPoster Mob Sustentavel Murtosa
Poster Mob Sustentavel Murtosamobiciclavel
 
Murtosa Final Small
Murtosa Final SmallMurtosa Final Small
Murtosa Final Smallmobiciclavel
 
4.Incubadora Em Rede Ua
4.Incubadora Em Rede Ua4.Incubadora Em Rede Ua
4.Incubadora Em Rede Uamobiciclavel
 
2.Ecoinside Bioria
2.Ecoinside Bioria2.Ecoinside Bioria
2.Ecoinside Bioriamobiciclavel
 
3.Inova Ria Uw Ponto C Mio
3.Inova Ria  Uw Ponto C Mio3.Inova Ria  Uw Ponto C Mio
3.Inova Ria Uw Ponto C Miomobiciclavel
 
1.1.Newsletter Murtosa CicláVel
1.1.Newsletter Murtosa CicláVel1.1.Newsletter Murtosa CicláVel
1.1.Newsletter Murtosa CicláVelmobiciclavel
 

Mais de mobiciclavel (14)

Ciclo Ria Div Fina Smalll
Ciclo Ria Div Fina SmalllCiclo Ria Div Fina Smalll
Ciclo Ria Div Fina Smalll
 
8.Biketour Sportis Espanhol
8.Biketour Sportis Espanhol8.Biketour Sportis Espanhol
8.Biketour Sportis Espanhol
 
Poster Mob Sustentavel Murtosa
Poster Mob Sustentavel MurtosaPoster Mob Sustentavel Murtosa
Poster Mob Sustentavel Murtosa
 
Murtosa Final Small
Murtosa Final SmallMurtosa Final Small
Murtosa Final Small
 
6.1.óRbita
6.1.óRbita6.1.óRbita
6.1.óRbita
 
6.3.óRbita
6.3.óRbita6.3.óRbita
6.3.óRbita
 
6.2.óRbita
6.2.óRbita6.2.óRbita
6.2.óRbita
 
5.2.Abimota
5.2.Abimota5.2.Abimota
5.2.Abimota
 
4.Incubadora Em Rede Ua
4.Incubadora Em Rede Ua4.Incubadora Em Rede Ua
4.Incubadora Em Rede Ua
 
5.1.Abimota
5.1.Abimota5.1.Abimota
5.1.Abimota
 
2.Ecoinside Bioria
2.Ecoinside Bioria2.Ecoinside Bioria
2.Ecoinside Bioria
 
3.Inova Ria Uw Ponto C Mio
3.Inova Ria  Uw Ponto C Mio3.Inova Ria  Uw Ponto C Mio
3.Inova Ria Uw Ponto C Mio
 
1.1.Newsletter Murtosa CicláVel
1.1.Newsletter Murtosa CicláVel1.1.Newsletter Murtosa CicláVel
1.1.Newsletter Murtosa CicláVel
 
7.Ideiabiba Ryk B
7.Ideiabiba Ryk B7.Ideiabiba Ryk B
7.Ideiabiba Ryk B
 

Último

UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfManuais Formação
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfKelly Mendes
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASricardo644666
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdflbgsouza
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...marioeugenio8
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosFernanda Ledesma
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024azulassessoria9
 
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoVitor Vieira Vasconcelos
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...Eró Cunha
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfManuais Formação
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilMariaHelena293800
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguaKelly Mendes
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leiteprofesfrancleite
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na Áfricajuekfuek
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja Mary Alvarenga
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxIlda Bicacro
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfAnaAugustaLagesZuqui
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxprofbrunogeo95
 

Último (20)

UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
 
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de língua
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 

0.Dossier Visita ComunicaçãO Social

  • 1. 'dossier da visita para a Comunicação Social' ‘Murtosa Ciclável’ no Roteiro das ‘Comunidades Locais Inovadoras' promovido pela Presidência da República Câmara Municipal da Murtosa 21 Novembro 2009 (9:30-10:30) Roteiro de visita 1. Projecto ‘Murtosa Ciclável’ - projecto de promoção da mobilidade ciclável com motivação de lazer e turismo, Câmara Municipal da Murtosa 2. Projecto ‘BioRia’ - projecto visitação da natureza em Estarreja, Eco- Inside (Porto) 3. Projecto ‘Tecnologias de apoio à gestão da mobilidade ciclável’, INOVARIA / UBIWHERE / Ponto.C/ Micro-IO (Aveiro) 4. Projecto ‘Incubadora em Rede da Universidade de Aveiro - pólo da Murtosa – Turismo/Natureza/Bicicleta’, Incubadora de Empresas da Universidade de Aveiro (Aveiro) 5. Laboratório de Ensaios de Motores e Veículos – ‘LEA’, laboratório nacional acreditado para a realização de ensaios de bicicletas segundo as novas Normas Europeias, ABIMOTA - Associação Nacional das Indústrias de Duas Rodas (Águeda) 6. ‘Vélib’ - Bicicletas de Paris, Lyon e Viena, Órbita e Miralago (Águeda) 7. Bicicleta Reciclável ‘RIK-B’ e projecto ‘BUTE’, Ideia Biba (Aveiro) 8. Projecto ‘BikeTour’, Sportis (Aveiro) 'dossier da visita para a Comunicação Social' ‘Murtosa Ciclável’ no Roteiro das ‘Comunidades Locais Inovadoras' Presidência da República, 21 Novembro 2009 (9:30-10:30)
  • 2. 1. Projecto ‘Murtosa Ciclável’ Câmara Municipal da Murtosa Murtosa Ciclável (2006/08) NaturRia - 1.ª fase Set2008; 2.ª fase Set2009 CicloRia (2009/11), em parceria com as Câmaras Municipais de Estarreja e Ovar e com a Universidade de Aveiro Mais informações: Projecto CicloRia (2009/11) http://cicloria.blogs.sapo.pt/ Conferência ‘Turismo Ciclável’ (Nov09) http://turismociclavel.blogs.sapo.pt/ Projecto NaturRia (2008/09) http://www.cm-murtosa.pt/naturria Projecto Murtosa Ciclável (2006/08) http://murtosaciclavel.blogs.sapo.pt/ e http://www.cm-murtosa.pt/murtosaciclavel/ 2. Projecto ‘BioRia’ - projecto visitação da natureza em Estarreja Eco-Inside (Porto) Mais informações: Ecoinside http://www.ecoinside.pt/ Projecto Bioria (CM Estarreja) http://www.bioria.com/ 3. Projecto ‘Tecnologias de apoio à gestão da mobilidade ciclável’ INOVARIA / UBIWHERE / Ponto.C/ Micro-IO (Aveiro) Mais informações: INOVARIA http://www.inova-ria.pt/ UBIEWHERE http://www.ubiwhere.com/ Ponto.C http://www.pontoc.pt/ Micro I/O http://www.microio.pt/ 4. Projecto ‘Incubadora em Rede da Universidade de Aveiro - pólo da Murtosa – Turismo/Natureza/Bicicleta’ Incubadora de Empresas da Universidade de Aveiro (Aveiro) Mais informações: http://www.ua.pt/incubadora/ 'dossier da visita para a Comunicação Social' ‘Murtosa Ciclável’ no Roteiro das ‘Comunidades Locais Inovadoras' Presidência da República, 21 Novembro 2009 (9:30-10:30)
  • 3. 5. Laboratório de Ensaios de Motores e Veículos – ‘LEA’, laboratório nacional acreditado para a realização de ensaios de bicicletas segundo as novas Normas Europeias ABIMOTA - Associação Nacional das Indústrias de Duas Rodas (Águeda) Mais informações: http://www.abimota.pt/ 6. ‘Vélib’ - Bicicletas de Paris, Lyon e Viena Órbita e Miralago (Águeda) Mais informações: http://www.orbita-bicicletas.pt/ 7. Bicicleta Reciclável ‘RIK-B’ e projecto ‘BUTE’ Ideia Biba (Aveiro) Mais informações: http://www.ideiabiba.pt/ 8. Projecto ‘BikeTour’ Sportis (Aveiro) Mais informações: http://www.sportis.pt/ http://www.mybiketour.net/ 'dossier da visita para a Comunicação Social' ‘Murtosa Ciclável’ no Roteiro das ‘Comunidades Locais Inovadoras' Presidência da República, 21 Novembro 2009 (9:30-10:30)