SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 17
Baixar para ler offline
ADMINISTRAÇÃO DE REDES I ­ LINUX
Inicialização e Gerenciamento de Processos

                                               Frederico Madeira
                                             LPIC­1, LPIC­2, CCNA
                                             fred@madeira.eng.br
                                              www.madeira.eng.br
Agenda




Inicialização de   Gerência de
 Serviços          Processos
Inicialização – SysV init RunLevels

O Sistema SysV determina quais programas devem ser
iniciados/terminados
quando um runlevel é iniciado.


Mais simples e mais flexível do que o padrão BSD.


Runlevels (Estados ou Modos do sistema)
0 – Desligamento
1 – Modo Monousuário (Modo Texto)
2 – Modo Multiusuário sem rede
3 - Modo Multiusuário com rede (Modo Texto)
4 – Não utilizado
5 – Modo X11 completo
6 – Reiniciar
Inicialização – SysV init RunLevels
Estrutura /etc/rc.d/
Inicialização de Serviços
Iniciando um serviço manualmente

1. Necessário rodar o script desejado na pasta /etc/init.d/
informando a operação desejada (start/stop/reload/restart)

Ex:
# /etc/init.d/httpd start
# /etc/init.d/mysql stop

2. Através do comando service

Ex:
# service httpd start
# service mysql stop
Inicialização de Serviços

Iniciando serviços automaticamento no boot


Necessária a criação do link do script do serviço para as pastas do
runlevels desejados.


Isso é feito através do comando chkconfig
EX:


Desabilitando o httpd de inicar nos runlevels 2345
# /sbin/chkconfig --level 2345 httpd off


Habilitando o mysql a ser iniciado nos runlevels 35
# /sbin/chkconfig --level 35 mysql on
Inicialização de Serviços

Para listar um relatório de todos os serviços separados por runlevels:


/sbin/chkconfig --list


Filtrando:


/sbin/chkconfig --list | grep http
/sbin/chkconfig --list | grep 3:sim
/sbin/chkconfig --list | grep 5:não
Gerência de Processos

- Processo é um programa em execução.


- Do ponto de vista do SO, é a estrutura responsável pela manutenção
de todas as informações necessárias à execução de um programa


- Possuem permissões e atributos individuais


- Identificado pelo PID – Process Identification


- Para cada PID existe uma pasta em /proc
Gerência de Processos

- Arquivos de informação detalhada:


/proc/<PID>/cmdline
/proc/<PID>/environ
/proc/<PID>/status


- Através de ps, pstree e top obtêm-se informações sobre os processos.


- Permite alteração da prioridade do processo em execução


- Maior prioridade (-20), menor prioridade (19), padrão (10)
Gerência de Processos
Atributos



Atributo                                Descrição
           Process Identification – Identifica o processo, não pode ser
  PID      repetido
           Parent Process Identification – identifica o processo pai que
 PPID      gerou o processo filho
 UID       User Identification – Identifica o usuário que criou o processo
           Group Identification – Identifica o grupo ao qual pertence o
  GID      processo
           Effective User Identification – identifica o usuário dono do
 EUID      arquivo (suid)
           Effective Group Identification – identifica o grupo efetivo ao qual
 EGID      pertençe o processo (sgid)
Gerência de Processos
  Classificação
Quanto a Execução:


Foreground (Primeiro Plano)
- inicializados no terminal de comandos
- podem interagir com usuários
- execução exibida no monitor
- prendem o prompt


Background (Segundo Plano)
- inicializados no terminal de comandos
- não podem interagir com os usuários
- não exibem saída no monitor
- não prendem o prompt
Gerência de Processos
 Classificação
Quanto ao Tipo:


Processos interativos
- iniciados nos terminal de comandos a partir de uma sessão de usuário
- controlado pelo usuário


- Processos em lote (batch)
- Controlados pelos comandos at, batch e cron
- saída é enviada por email para o usuário


- Daemons
- Processos servidores, normalmente inicializados no boot
- Rodam em background, aguardando que seja solicitado
Gerência de Processos
 Comandos
jobs
Função: Lista os jobs em execução
Opções: -l (exibe nome e PID)
fg
Função: Resume o job e o torna o job corrente
CTRL-C – Encerra aplicativo
CTRL-Z – Para aplicativo
Bg
Função: Resume o job e o envia para background
ps
Função: exibe informações sobre processos ativos
Opções: -a (todos), -u (nome de usuário/hora), -x (proc. Não associados ao
terminal)
Ex: ps -aux
     ps -efa
Gerência de Processos
  Comandos




pstree
Função: Informações sobre processos ativos em forma de árvore
Opções: -a (argumentos de linha de cmd), -c (não compacta sub-árvores),
-n (classifica por id), -p (mostra PID)
Ex: pstree -cpn


top
Função: Exibe processos com maior uso de CPU
Opções: -d (delay), -u (processos do usuário), -U (não mostra desse
usuário), h (ajuda), q (sair)
Gerência de Processos
 Comandos
kill
Função: Finaliza um processo pelo PID
Ex: kill -9 2212
killall
Função: Finaliza um processo pelo nome
Ex: killall -9 gedit


nohup
Função: Continua a execução de um comando, mesmo que o usuário saia
do sistema.
Ex: nohup wget http://www.site.com/arquivo.iso


nice
Função: Permite executar um programa ou comando com uma dada
prioridade.
Ex: nice -4 updatedb
Gerência de Processos
Comandos
renice
Função: Modifica a prioridade de um processo já em execução.
Aplicado a um processo, usuário ou grupo
Ex: renice +15   updatedb
   renice -1      -u    joao
   renice +5     -g     financeiro
ADMINISTRAÇÃO DE REDES I ­ LINUX
Inicialização e Gerenciamento de Processos

                                               Frederico Madeira
                                             LPIC­1, LPIC­2, CCNA
                                             fred@madeira.eng.br
                                              www.madeira.eng.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Programação Paralela - Threads
Programação Paralela - ThreadsProgramação Paralela - Threads
Programação Paralela - ThreadsGlaucio Scheibel
 
Oficina de infraestrutura como código (apresentando o Puppet)
Oficina de infraestrutura como código (apresentando o Puppet)Oficina de infraestrutura como código (apresentando o Puppet)
Oficina de infraestrutura como código (apresentando o Puppet)Jose Augusto Carvalho
 
(ACH2044) Sistemas Operacionais - Aula 09
(ACH2044) Sistemas Operacionais - Aula 09(ACH2044) Sistemas Operacionais - Aula 09
(ACH2044) Sistemas Operacionais - Aula 09Norton Trevisan Roman
 
Monitoramento de Serviços de Bancos de Dados - Nagios
Monitoramento de Serviços de Bancos de Dados - NagiosMonitoramento de Serviços de Bancos de Dados - Nagios
Monitoramento de Serviços de Bancos de Dados - NagiosEduardo Legatti
 
Ferramentas para infraestrutura ágil
Ferramentas para infraestrutura ágilFerramentas para infraestrutura ágil
Ferramentas para infraestrutura ágilJose Augusto Carvalho
 
Infraestrutura como código com Puppet e Mcollective
Infraestrutura como código com Puppet e McollectiveInfraestrutura como código com Puppet e Mcollective
Infraestrutura como código com Puppet e McollectiveJose Augusto Carvalho
 
Gestão automática de configuração usando puppet
Gestão automática de configuração usando puppetGestão automática de configuração usando puppet
Gestão automática de configuração usando puppetDaniel Sobral
 
Vps manager 2.0 documentação e intalação
Vps manager 2.0   documentação e intalaçãoVps manager 2.0   documentação e intalação
Vps manager 2.0 documentação e intalaçãoManim Edições
 
Oficina Puppet - Aprenda a Gerenciar Configurações
Oficina Puppet - Aprenda a Gerenciar ConfiguraçõesOficina Puppet - Aprenda a Gerenciar Configurações
Oficina Puppet - Aprenda a Gerenciar ConfiguraçõesJose Augusto Carvalho
 
Infraestrutura ágil com Puppet - CISL
Infraestrutura ágil com Puppet - CISLInfraestrutura ágil com Puppet - CISL
Infraestrutura ágil com Puppet - CISLJose Augusto Carvalho
 
Banco de Dados II - Unimep/Pronatec - Aula 11
Banco de Dados II - Unimep/Pronatec - Aula 11Banco de Dados II - Unimep/Pronatec - Aula 11
Banco de Dados II - Unimep/Pronatec - Aula 11André Phillip Bertoletti
 
Tutorial open vpn_setup ssh tunel
Tutorial open vpn_setup ssh tunelTutorial open vpn_setup ssh tunel
Tutorial open vpn_setup ssh tunelManim Edições
 

Mais procurados (20)

Sistemas Operacionais de Tempo Real
Sistemas Operacionais de Tempo RealSistemas Operacionais de Tempo Real
Sistemas Operacionais de Tempo Real
 
Puppet webcast 4linux
Puppet webcast 4linuxPuppet webcast 4linux
Puppet webcast 4linux
 
Programação Paralela - Threads
Programação Paralela - ThreadsProgramação Paralela - Threads
Programação Paralela - Threads
 
S.o aula 9101112
S.o aula 9101112S.o aula 9101112
S.o aula 9101112
 
Oficina de infraestrutura como código (apresentando o Puppet)
Oficina de infraestrutura como código (apresentando o Puppet)Oficina de infraestrutura como código (apresentando o Puppet)
Oficina de infraestrutura como código (apresentando o Puppet)
 
(ACH2044) Sistemas Operacionais - Aula 09
(ACH2044) Sistemas Operacionais - Aula 09(ACH2044) Sistemas Operacionais - Aula 09
(ACH2044) Sistemas Operacionais - Aula 09
 
Monitoramento de Serviços de Bancos de Dados - Nagios
Monitoramento de Serviços de Bancos de Dados - NagiosMonitoramento de Serviços de Bancos de Dados - Nagios
Monitoramento de Serviços de Bancos de Dados - Nagios
 
Orquestração com Mcollective
Orquestração com McollectiveOrquestração com Mcollective
Orquestração com Mcollective
 
Semana 1 Technocorp
Semana 1 TechnocorpSemana 1 Technocorp
Semana 1 Technocorp
 
Ferramentas para infraestrutura ágil
Ferramentas para infraestrutura ágilFerramentas para infraestrutura ágil
Ferramentas para infraestrutura ágil
 
Infraestrutura como código com Puppet e Mcollective
Infraestrutura como código com Puppet e McollectiveInfraestrutura como código com Puppet e Mcollective
Infraestrutura como código com Puppet e Mcollective
 
Consegi 2011: Ganeti + Puppet
Consegi 2011: Ganeti + PuppetConsegi 2011: Ganeti + Puppet
Consegi 2011: Ganeti + Puppet
 
Pipeline 2
Pipeline 2Pipeline 2
Pipeline 2
 
Gestão automática de configuração usando puppet
Gestão automática de configuração usando puppetGestão automática de configuração usando puppet
Gestão automática de configuração usando puppet
 
Vps manager 2.0 documentação e intalação
Vps manager 2.0   documentação e intalaçãoVps manager 2.0   documentação e intalação
Vps manager 2.0 documentação e intalação
 
Oficina Puppet - Aprenda a Gerenciar Configurações
Oficina Puppet - Aprenda a Gerenciar ConfiguraçõesOficina Puppet - Aprenda a Gerenciar Configurações
Oficina Puppet - Aprenda a Gerenciar Configurações
 
Administração de Redes Linux - I
Administração de Redes Linux - IAdministração de Redes Linux - I
Administração de Redes Linux - I
 
Infraestrutura ágil com Puppet - CISL
Infraestrutura ágil com Puppet - CISLInfraestrutura ágil com Puppet - CISL
Infraestrutura ágil com Puppet - CISL
 
Banco de Dados II - Unimep/Pronatec - Aula 11
Banco de Dados II - Unimep/Pronatec - Aula 11Banco de Dados II - Unimep/Pronatec - Aula 11
Banco de Dados II - Unimep/Pronatec - Aula 11
 
Tutorial open vpn_setup ssh tunel
Tutorial open vpn_setup ssh tunelTutorial open vpn_setup ssh tunel
Tutorial open vpn_setup ssh tunel
 

Destaque

Python-purple: Desenvolvendo bindings para Python usando o Cython
Python-purple: Desenvolvendo bindings para Python usando o CythonPython-purple: Desenvolvendo bindings para Python usando o Cython
Python-purple: Desenvolvendo bindings para Python usando o CythonBruno Abinader
 
Computação paralela utilizando OpenMP para aplicações matemáticos
Computação paralela utilizando OpenMP para aplicações matemáticosComputação paralela utilizando OpenMP para aplicações matemáticos
Computação paralela utilizando OpenMP para aplicações matemáticosbshecht
 
Linux - Agendando Tarefas com o Cron
Linux - Agendando Tarefas com o CronLinux - Agendando Tarefas com o Cron
Linux - Agendando Tarefas com o CronFrederico Madeira
 
XVII SAMET - Dr. Gerson Cavalheiro [Programação com Open MP - 01.12.2010 4ª ...
XVII SAMET - Dr. Gerson Cavalheiro [Programação com Open MP - 01.12.2010  4ª ...XVII SAMET - Dr. Gerson Cavalheiro [Programação com Open MP - 01.12.2010  4ª ...
XVII SAMET - Dr. Gerson Cavalheiro [Programação com Open MP - 01.12.2010 4ª ...Dafmet Ufpel
 
Lab so-abertos-unidade14
Lab so-abertos-unidade14Lab so-abertos-unidade14
Lab so-abertos-unidade14Leandro Almeida
 
Plasma Animations Overview (aka. Pimp my Plasmoids!)
Plasma Animations Overview (aka. Pimp my Plasmoids!)Plasma Animations Overview (aka. Pimp my Plasmoids!)
Plasma Animations Overview (aka. Pimp my Plasmoids!)Bruno Abinader
 
Agenda tarefas
Agenda tarefasAgenda tarefas
Agenda tarefastarcisioti
 
MiniCurso Programação Paralela com OpenMP - SACTA 2013
MiniCurso Programação Paralela com OpenMP - SACTA 2013MiniCurso Programação Paralela com OpenMP - SACTA 2013
MiniCurso Programação Paralela com OpenMP - SACTA 2013Arthur Francisco Lorenzon
 
(07) instalaã§ã£o de programas
(07) instalaã§ã£o de programas(07) instalaã§ã£o de programas
(07) instalaã§ã£o de programasAnderson Lago
 
Introdução à Shellscript
Introdução à ShellscriptIntrodução à Shellscript
Introdução à ShellscriptVinícius Hax
 

Destaque (20)

Python-purple: Desenvolvendo bindings para Python usando o Cython
Python-purple: Desenvolvendo bindings para Python usando o CythonPython-purple: Desenvolvendo bindings para Python usando o Cython
Python-purple: Desenvolvendo bindings para Python usando o Cython
 
Computação paralela utilizando OpenMP para aplicações matemáticos
Computação paralela utilizando OpenMP para aplicações matemáticosComputação paralela utilizando OpenMP para aplicações matemáticos
Computação paralela utilizando OpenMP para aplicações matemáticos
 
M2ti - Python Brasil
M2ti - Python BrasilM2ti - Python Brasil
M2ti - Python Brasil
 
Linux - Agendando Tarefas com o Cron
Linux - Agendando Tarefas com o CronLinux - Agendando Tarefas com o Cron
Linux - Agendando Tarefas com o Cron
 
Cakephp 2.0 - O que mudou
Cakephp 2.0 - O que mudouCakephp 2.0 - O que mudou
Cakephp 2.0 - O que mudou
 
OpenMP Day1
OpenMP Day1OpenMP Day1
OpenMP Day1
 
Curso openmp
Curso openmpCurso openmp
Curso openmp
 
XVII SAMET - Dr. Gerson Cavalheiro [Programação com Open MP - 01.12.2010 4ª ...
XVII SAMET - Dr. Gerson Cavalheiro [Programação com Open MP - 01.12.2010  4ª ...XVII SAMET - Dr. Gerson Cavalheiro [Programação com Open MP - 01.12.2010  4ª ...
XVII SAMET - Dr. Gerson Cavalheiro [Programação com Open MP - 01.12.2010 4ª ...
 
Aula CRONTAB
Aula CRONTABAula CRONTAB
Aula CRONTAB
 
Lab so-abertos-unidade14
Lab so-abertos-unidade14Lab so-abertos-unidade14
Lab so-abertos-unidade14
 
OpenMP Day 2
OpenMP Day 2OpenMP Day 2
OpenMP Day 2
 
OpenMP Day 3
OpenMP Day 3OpenMP Day 3
OpenMP Day 3
 
Plasma Animations Overview (aka. Pimp my Plasmoids!)
Plasma Animations Overview (aka. Pimp my Plasmoids!)Plasma Animations Overview (aka. Pimp my Plasmoids!)
Plasma Animations Overview (aka. Pimp my Plasmoids!)
 
Agenda tarefas
Agenda tarefasAgenda tarefas
Agenda tarefas
 
CUDA/Open CL
CUDA/Open CLCUDA/Open CL
CUDA/Open CL
 
MiniCurso Programação Paralela com OpenMP - SACTA 2013
MiniCurso Programação Paralela com OpenMP - SACTA 2013MiniCurso Programação Paralela com OpenMP - SACTA 2013
MiniCurso Programação Paralela com OpenMP - SACTA 2013
 
Grupo de Estudos de Softwares Livres
Grupo de Estudos de Softwares LivresGrupo de Estudos de Softwares Livres
Grupo de Estudos de Softwares Livres
 
Loss Monitor
Loss MonitorLoss Monitor
Loss Monitor
 
(07) instalaã§ã£o de programas
(07) instalaã§ã£o de programas(07) instalaã§ã£o de programas
(07) instalaã§ã£o de programas
 
Introdução à Shellscript
Introdução à ShellscriptIntrodução à Shellscript
Introdução à Shellscript
 

Semelhante a (08)inicializacao e gerencia_de_processos

Gerência de processos
Gerência de processosGerência de processos
Gerência de processosVirgínia
 
Lab so-abertos-unidade13
Lab so-abertos-unidade13Lab so-abertos-unidade13
Lab so-abertos-unidade13Leandro Almeida
 
Alta Disponibilidade na Prática utilizando servidores Linux
Alta Disponibilidade na Prática utilizando servidores LinuxAlta Disponibilidade na Prática utilizando servidores Linux
Alta Disponibilidade na Prática utilizando servidores Linuxelliando dias
 
Sistemas Operacionais - Gnu/Linux Gerenciando Processos
Sistemas Operacionais - Gnu/Linux Gerenciando ProcessosSistemas Operacionais - Gnu/Linux Gerenciando Processos
Sistemas Operacionais - Gnu/Linux Gerenciando ProcessosLuiz Arthur
 
Manual UFCD 0839.pptx
Manual UFCD 0839.pptxManual UFCD 0839.pptx
Manual UFCD 0839.pptxFormador2
 
Supervisão e Monitorização
Supervisão e MonitorizaçãoSupervisão e Monitorização
Supervisão e MonitorizaçãoSAPO Sessions
 
Sistemas Operativos - Processos e Threads
Sistemas Operativos - Processos e ThreadsSistemas Operativos - Processos e Threads
Sistemas Operativos - Processos e ThreadsPedro De Almeida
 
Curso linux - Especialista Avançado
Curso linux - Especialista AvançadoCurso linux - Especialista Avançado
Curso linux - Especialista AvançadoCurso_ADV
 
1os passoscisco
1os passoscisco1os passoscisco
1os passoscisconogueira
 
Lab python django - parte 2 - python + virtualenv
Lab python django - parte 2 - python + virtualenvLab python django - parte 2 - python + virtualenv
Lab python django - parte 2 - python + virtualenvPedro Fernandes Vieira
 
Treinamento de-comandos-unix-e-linux-1205757024667193-4
Treinamento de-comandos-unix-e-linux-1205757024667193-4Treinamento de-comandos-unix-e-linux-1205757024667193-4
Treinamento de-comandos-unix-e-linux-1205757024667193-4Nunes Adriano
 
SI - Processos, Threads, Virtualização e Migração de Código
SI - Processos, Threads, Virtualização e Migração de CódigoSI - Processos, Threads, Virtualização e Migração de Código
SI - Processos, Threads, Virtualização e Migração de CódigoFrederico Madeira
 
Apostila Treinamento AvançAdo Em Linux
Apostila Treinamento AvançAdo Em LinuxApostila Treinamento AvançAdo Em Linux
Apostila Treinamento AvançAdo Em Linuxeliezer
 
Apostila Treinamento AvançAdo Em Linux
Apostila Treinamento AvançAdo Em LinuxApostila Treinamento AvançAdo Em Linux
Apostila Treinamento AvançAdo Em Linuxeliezer
 
Apostila Treinamento AvançAdo Em Linux
Apostila Treinamento AvançAdo Em LinuxApostila Treinamento AvançAdo Em Linux
Apostila Treinamento AvançAdo Em Linuxguest7a481e8
 

Semelhante a (08)inicializacao e gerencia_de_processos (20)

Gerência de processos
Gerência de processosGerência de processos
Gerência de processos
 
Processos
ProcessosProcessos
Processos
 
gabarito.pdf
gabarito.pdfgabarito.pdf
gabarito.pdf
 
Lab so-abertos-unidade13
Lab so-abertos-unidade13Lab so-abertos-unidade13
Lab so-abertos-unidade13
 
Atps sistemas operacionais
Atps sistemas operacionaisAtps sistemas operacionais
Atps sistemas operacionais
 
Alta Disponibilidade na Prática utilizando servidores Linux
Alta Disponibilidade na Prática utilizando servidores LinuxAlta Disponibilidade na Prática utilizando servidores Linux
Alta Disponibilidade na Prática utilizando servidores Linux
 
Sistemas Operacionais - Gnu/Linux Gerenciando Processos
Sistemas Operacionais - Gnu/Linux Gerenciando ProcessosSistemas Operacionais - Gnu/Linux Gerenciando Processos
Sistemas Operacionais - Gnu/Linux Gerenciando Processos
 
Manual UFCD 0839.pptx
Manual UFCD 0839.pptxManual UFCD 0839.pptx
Manual UFCD 0839.pptx
 
Supervisão e Monitorização
Supervisão e MonitorizaçãoSupervisão e Monitorização
Supervisão e Monitorização
 
Sistemas Operativos - Processos e Threads
Sistemas Operativos - Processos e ThreadsSistemas Operativos - Processos e Threads
Sistemas Operativos - Processos e Threads
 
Curso linux - Especialista Avançado
Curso linux - Especialista AvançadoCurso linux - Especialista Avançado
Curso linux - Especialista Avançado
 
1os passoscisco
1os passoscisco1os passoscisco
1os passoscisco
 
Lab python django - parte 2 - python + virtualenv
Lab python django - parte 2 - python + virtualenvLab python django - parte 2 - python + virtualenv
Lab python django - parte 2 - python + virtualenv
 
Treinamento de-comandos-unix-e-linux-1205757024667193-4
Treinamento de-comandos-unix-e-linux-1205757024667193-4Treinamento de-comandos-unix-e-linux-1205757024667193-4
Treinamento de-comandos-unix-e-linux-1205757024667193-4
 
SO-02 Processos
SO-02 ProcessosSO-02 Processos
SO-02 Processos
 
SI - Processos, Threads, Virtualização e Migração de Código
SI - Processos, Threads, Virtualização e Migração de CódigoSI - Processos, Threads, Virtualização e Migração de Código
SI - Processos, Threads, Virtualização e Migração de Código
 
Gerencia Básica Gnu/Linux
Gerencia Básica Gnu/LinuxGerencia Básica Gnu/Linux
Gerencia Básica Gnu/Linux
 
Apostila Treinamento AvançAdo Em Linux
Apostila Treinamento AvançAdo Em LinuxApostila Treinamento AvançAdo Em Linux
Apostila Treinamento AvançAdo Em Linux
 
Apostila Treinamento AvançAdo Em Linux
Apostila Treinamento AvançAdo Em LinuxApostila Treinamento AvançAdo Em Linux
Apostila Treinamento AvançAdo Em Linux
 
Apostila Treinamento AvançAdo Em Linux
Apostila Treinamento AvançAdo Em LinuxApostila Treinamento AvançAdo Em Linux
Apostila Treinamento AvançAdo Em Linux
 

Mais de Anderson Lago

(06) aula pratica permissoes, usuarios, grupos e quotas
(06) aula pratica permissoes, usuarios, grupos e quotas(06) aula pratica permissoes, usuarios, grupos e quotas
(06) aula pratica permissoes, usuarios, grupos e quotasAnderson Lago
 
(04) permissãµes, usuarios, grupos e quotas[1]
(04) permissãµes, usuarios, grupos e quotas[1](04) permissãµes, usuarios, grupos e quotas[1]
(04) permissãµes, usuarios, grupos e quotas[1]Anderson Lago
 
(11) hardware, modulos
(11)   hardware, modulos(11)   hardware, modulos
(11) hardware, modulosAnderson Lago
 
(03) shell e comandos basicos[1]
(03) shell e comandos basicos[1](03) shell e comandos basicos[1]
(03) shell e comandos basicos[1]Anderson Lago
 
(02) instalacao fedora[1]
(02) instalacao   fedora[1](02) instalacao   fedora[1]
(02) instalacao fedora[1]Anderson Lago
 
(01) intro+inicializacao+boot loader+fhs
(01) intro+inicializacao+boot loader+fhs(01) intro+inicializacao+boot loader+fhs
(01) intro+inicializacao+boot loader+fhsAnderson Lago
 
Treinamento sol virtualização
Treinamento sol   virtualizaçãoTreinamento sol   virtualização
Treinamento sol virtualizaçãoAnderson Lago
 

Mais de Anderson Lago (18)

(10) network
(10) network(10) network
(10) network
 
(06) aula pratica permissoes, usuarios, grupos e quotas
(06) aula pratica permissoes, usuarios, grupos e quotas(06) aula pratica permissoes, usuarios, grupos e quotas
(06) aula pratica permissoes, usuarios, grupos e quotas
 
(05)particoes, raid
(05)particoes, raid(05)particoes, raid
(05)particoes, raid
 
(04) permissãµes, usuarios, grupos e quotas[1]
(04) permissãµes, usuarios, grupos e quotas[1](04) permissãµes, usuarios, grupos e quotas[1]
(04) permissãµes, usuarios, grupos e quotas[1]
 
(16) dns
(16) dns(16) dns
(16) dns
 
(14) ftp
(14) ftp(14) ftp
(14) ftp
 
(13) nfs
(13) nfs(13) nfs
(13) nfs
 
(12) crontab
(12) crontab(12) crontab
(12) crontab
 
(11) impressao
(11)   impressao(11)   impressao
(11) impressao
 
(11) hardware, modulos
(11)   hardware, modulos(11)   hardware, modulos
(11) hardware, modulos
 
(15) samba
(15) samba(15) samba
(15) samba
 
(03) shell e comandos basicos[1]
(03) shell e comandos basicos[1](03) shell e comandos basicos[1]
(03) shell e comandos basicos[1]
 
(02) instalacao fedora[1]
(02) instalacao   fedora[1](02) instalacao   fedora[1]
(02) instalacao fedora[1]
 
(01) intro+inicializacao+boot loader+fhs
(01) intro+inicializacao+boot loader+fhs(01) intro+inicializacao+boot loader+fhs
(01) intro+inicializacao+boot loader+fhs
 
Trab linux+sarg
Trab linux+sargTrab linux+sarg
Trab linux+sarg
 
Treinamento sol virtualização
Treinamento sol   virtualizaçãoTreinamento sol   virtualização
Treinamento sol virtualização
 
Hardening
HardeningHardening
Hardening
 
Nfs Ppt
Nfs PptNfs Ppt
Nfs Ppt
 

(08)inicializacao e gerencia_de_processos

  • 1. ADMINISTRAÇÃO DE REDES I ­ LINUX Inicialização e Gerenciamento de Processos Frederico Madeira LPIC­1, LPIC­2, CCNA fred@madeira.eng.br www.madeira.eng.br
  • 2. Agenda Inicialização de Gerência de Serviços Processos
  • 3. Inicialização – SysV init RunLevels O Sistema SysV determina quais programas devem ser iniciados/terminados quando um runlevel é iniciado. Mais simples e mais flexível do que o padrão BSD. Runlevels (Estados ou Modos do sistema) 0 – Desligamento 1 – Modo Monousuário (Modo Texto) 2 – Modo Multiusuário sem rede 3 - Modo Multiusuário com rede (Modo Texto) 4 – Não utilizado 5 – Modo X11 completo 6 – Reiniciar
  • 4. Inicialização – SysV init RunLevels Estrutura /etc/rc.d/
  • 5. Inicialização de Serviços Iniciando um serviço manualmente 1. Necessário rodar o script desejado na pasta /etc/init.d/ informando a operação desejada (start/stop/reload/restart) Ex: # /etc/init.d/httpd start # /etc/init.d/mysql stop 2. Através do comando service Ex: # service httpd start # service mysql stop
  • 6. Inicialização de Serviços Iniciando serviços automaticamento no boot Necessária a criação do link do script do serviço para as pastas do runlevels desejados. Isso é feito através do comando chkconfig EX: Desabilitando o httpd de inicar nos runlevels 2345 # /sbin/chkconfig --level 2345 httpd off Habilitando o mysql a ser iniciado nos runlevels 35 # /sbin/chkconfig --level 35 mysql on
  • 7. Inicialização de Serviços Para listar um relatório de todos os serviços separados por runlevels: /sbin/chkconfig --list Filtrando: /sbin/chkconfig --list | grep http /sbin/chkconfig --list | grep 3:sim /sbin/chkconfig --list | grep 5:não
  • 8. Gerência de Processos - Processo é um programa em execução. - Do ponto de vista do SO, é a estrutura responsável pela manutenção de todas as informações necessárias à execução de um programa - Possuem permissões e atributos individuais - Identificado pelo PID – Process Identification - Para cada PID existe uma pasta em /proc
  • 9. Gerência de Processos - Arquivos de informação detalhada: /proc/<PID>/cmdline /proc/<PID>/environ /proc/<PID>/status - Através de ps, pstree e top obtêm-se informações sobre os processos. - Permite alteração da prioridade do processo em execução - Maior prioridade (-20), menor prioridade (19), padrão (10)
  • 10. Gerência de Processos Atributos Atributo Descrição Process Identification – Identifica o processo, não pode ser PID repetido Parent Process Identification – identifica o processo pai que PPID gerou o processo filho UID User Identification – Identifica o usuário que criou o processo Group Identification – Identifica o grupo ao qual pertence o GID processo Effective User Identification – identifica o usuário dono do EUID arquivo (suid) Effective Group Identification – identifica o grupo efetivo ao qual EGID pertençe o processo (sgid)
  • 11. Gerência de Processos Classificação Quanto a Execução: Foreground (Primeiro Plano) - inicializados no terminal de comandos - podem interagir com usuários - execução exibida no monitor - prendem o prompt Background (Segundo Plano) - inicializados no terminal de comandos - não podem interagir com os usuários - não exibem saída no monitor - não prendem o prompt
  • 12. Gerência de Processos Classificação Quanto ao Tipo: Processos interativos - iniciados nos terminal de comandos a partir de uma sessão de usuário - controlado pelo usuário - Processos em lote (batch) - Controlados pelos comandos at, batch e cron - saída é enviada por email para o usuário - Daemons - Processos servidores, normalmente inicializados no boot - Rodam em background, aguardando que seja solicitado
  • 13. Gerência de Processos Comandos jobs Função: Lista os jobs em execução Opções: -l (exibe nome e PID) fg Função: Resume o job e o torna o job corrente CTRL-C – Encerra aplicativo CTRL-Z – Para aplicativo Bg Função: Resume o job e o envia para background ps Função: exibe informações sobre processos ativos Opções: -a (todos), -u (nome de usuário/hora), -x (proc. Não associados ao terminal) Ex: ps -aux ps -efa
  • 14. Gerência de Processos Comandos pstree Função: Informações sobre processos ativos em forma de árvore Opções: -a (argumentos de linha de cmd), -c (não compacta sub-árvores), -n (classifica por id), -p (mostra PID) Ex: pstree -cpn top Função: Exibe processos com maior uso de CPU Opções: -d (delay), -u (processos do usuário), -U (não mostra desse usuário), h (ajuda), q (sair)
  • 15. Gerência de Processos Comandos kill Função: Finaliza um processo pelo PID Ex: kill -9 2212 killall Função: Finaliza um processo pelo nome Ex: killall -9 gedit nohup Função: Continua a execução de um comando, mesmo que o usuário saia do sistema. Ex: nohup wget http://www.site.com/arquivo.iso nice Função: Permite executar um programa ou comando com uma dada prioridade. Ex: nice -4 updatedb
  • 16. Gerência de Processos Comandos renice Função: Modifica a prioridade de um processo já em execução. Aplicado a um processo, usuário ou grupo Ex: renice +15 updatedb renice -1 -u joao renice +5 -g financeiro
  • 17. ADMINISTRAÇÃO DE REDES I ­ LINUX Inicialização e Gerenciamento de Processos Frederico Madeira LPIC­1, LPIC­2, CCNA fred@madeira.eng.br www.madeira.eng.br