SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 9
Baixar para ler offline
ADMINISTRAÇÃO DE REDES I ­ LINUX
Agendamento de Tarefas com o Cron

                                      Frederico Madeira
                                    LPIC­1, LPIC­2, CCNA
                                    fred@madeira.eng.br
                                     www.madeira.eng.br
Cron

Características


- O Cron é um daemon utilizado para executar tarefas agendadas no
sistema operacional.


- Controla agendamento através do arquivo /etc/crontab


- Agendamento dos usuários fica em /var/spool/cron


- Regras podem ser agendadas para execução em tempos
específicos: minuto, hora, dia do mês, mês, dia da semana, ou ainda,
em uma combinação destes
Cron
Campos do Crontab




- para especificar range de valores (1-3)
, para especificar valores (1,2,4)
*/n para especificar intervalo (a cada n)
Cron
       Conteúdo do arquivo /etc/crontab




Ex:
Cron

O script run-parts executa todos os scripts shell contidos nos diretórios
especificados e coma frequência especificada:


cron.hourly/ --> O script será rodado a cada hora


cron.daily/   --> O script será rodado a cada dia


cron.weekly/ --> O script será rodado uma vez por semana


cron.monthly/ --> O script será rodado uma vez por mês
Cron
O comando tail -f /var/log/cron exibe os eventos executados


Não é necessário reiniciar o serviço


Controle de acesso:


/etc/cron.allow – Se existir, apenas esses usuários poderão usar o cron
( o root sempre poderá)


/etc/cron.deny – Se o anterior não existir, os usuários listados aqui não
poderão usar o cron


* Caso nenhum dos dois exista, apenas o root poderá agendar tarefas
O padrão é a existência do cron.deny em branco.
Cron
Agendamentos para usuários não-privilegiados
- Usuários não privilegiados do sistema, não possuem acesso ao
/etc/crontab
- Através do comando crontab o usuário pode criar agendamentos
(serão executados com a permissão do usuário que está agendando
- Armazenados em /var/spool/cron


Opções do comando crontab:
-u: especifica o usuário que deseja-se consultar.
      Se for omitido, será considerado o usuário que o está executando.
-e: Edita os agendamentos do usuário
-l: Lista os agendamentos do usuário
-r: Remove o arquivo crontab atual do usuário
Ex:
[root@localhost ~]# crontab -l -u fred
01 * * * * /usr/sbin/ntpdate ntp.servidor.com.br
Cron

                          Atividades
1. Faça um agendamento de forma que seja criado no diretório
tmp um arquivo que contenha o status da memória a cada
minuto.


2. Faça um agendamento que as 20:05 reinicie o servidor web


3. Faça um agendamento de forma que seja criado no diretório
tmp um arquivo que contenha o status do uso do disco a cada 2
horas. Agende na cron do usuário.


4. Faça um agendamento de forma que seja executado o comando
updatedb diariamente.
ADMINISTRAÇÃO DE REDES I ­ LINUX
Agendamento de Tarefas com o Cron

                                      Frederico Madeira
                                    LPIC­1, LPIC­2, CCNA
                                    fred@madeira.eng.br
                                     www.madeira.eng.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Webcast Tutorial: Análise de dumps de memória no GNU/Linux
Webcast Tutorial: Análise de dumps de memória no GNU/LinuxWebcast Tutorial: Análise de dumps de memória no GNU/Linux
Webcast Tutorial: Análise de dumps de memória no GNU/Linux
Diego Santos
 
Análise comparativa entre as versões 3 e 4 do protocolo nfs em arquiteturas n...
Análise comparativa entre as versões 3 e 4 do protocolo nfs em arquiteturas n...Análise comparativa entre as versões 3 e 4 do protocolo nfs em arquiteturas n...
Análise comparativa entre as versões 3 e 4 do protocolo nfs em arquiteturas n...
Joao Galdino Mello de Souza
 
Estrutura De Arquivos
Estrutura De ArquivosEstrutura De Arquivos
Estrutura De Arquivos
Juliano Linux
 
Alta Disponibilidade no PostgreSQL
Alta Disponibilidade no PostgreSQLAlta Disponibilidade no PostgreSQL
Alta Disponibilidade no PostgreSQL
elliando dias
 
Zimbra Anahuac2
Zimbra Anahuac2Zimbra Anahuac2
Zimbra Anahuac2
anahuac2
 
HA em PostgreSQL: O Elefante disponível para além do infinito
HA em PostgreSQL: O Elefante disponível para além do infinitoHA em PostgreSQL: O Elefante disponível para além do infinito
HA em PostgreSQL: O Elefante disponível para além do infinito
elliando dias
 
TDC2010 - Trilha Python: Python no iG (Automação de Datacenters)
TDC2010 - Trilha Python: Python no iG (Automação de Datacenters)TDC2010 - Trilha Python: Python no iG (Automação de Datacenters)
TDC2010 - Trilha Python: Python no iG (Automação de Datacenters)
iG - Internet Group do Brasil S/A
 
Manual Internet Streaming By Drag Team V1.1
Manual Internet Streaming By Drag Team V1.1Manual Internet Streaming By Drag Team V1.1
Manual Internet Streaming By Drag Team V1.1
guestd9336a9
 

Mais procurados (20)

Sismologia USP: Infra Estutura Computacional para Pesquisa
Sismologia USP: Infra Estutura Computacional para PesquisaSismologia USP: Infra Estutura Computacional para Pesquisa
Sismologia USP: Infra Estutura Computacional para Pesquisa
 
Ruby profiling
Ruby profilingRuby profiling
Ruby profiling
 
Comparação entre frameworks PHP
Comparação entre frameworks PHPComparação entre frameworks PHP
Comparação entre frameworks PHP
 
Processador mips - pipeline
Processador mips - pipelineProcessador mips - pipeline
Processador mips - pipeline
 
Webcast Tutorial: Análise de dumps de memória no GNU/Linux
Webcast Tutorial: Análise de dumps de memória no GNU/LinuxWebcast Tutorial: Análise de dumps de memória no GNU/Linux
Webcast Tutorial: Análise de dumps de memória no GNU/Linux
 
Análise comparativa entre as versões 3 e 4 do protocolo nfs em arquiteturas n...
Análise comparativa entre as versões 3 e 4 do protocolo nfs em arquiteturas n...Análise comparativa entre as versões 3 e 4 do protocolo nfs em arquiteturas n...
Análise comparativa entre as versões 3 e 4 do protocolo nfs em arquiteturas n...
 
Soa#cap4.1 gestor de pacotes
Soa#cap4.1   gestor de pacotesSoa#cap4.1   gestor de pacotes
Soa#cap4.1 gestor de pacotes
 
Git + git hub
Git + git hubGit + git hub
Git + git hub
 
Estrutura De Arquivos
Estrutura De ArquivosEstrutura De Arquivos
Estrutura De Arquivos
 
Entregando conteúdo em ambientes extremos na JVM
Entregando conteúdo em ambientes extremos na JVMEntregando conteúdo em ambientes extremos na JVM
Entregando conteúdo em ambientes extremos na JVM
 
Aula 08
Aula 08Aula 08
Aula 08
 
Kerberos e OpenLDAP: Ambiente SSO OpenSource
Kerberos e OpenLDAP: Ambiente SSO OpenSourceKerberos e OpenLDAP: Ambiente SSO OpenSource
Kerberos e OpenLDAP: Ambiente SSO OpenSource
 
Alta Disponibilidade no PostgreSQL
Alta Disponibilidade no PostgreSQLAlta Disponibilidade no PostgreSQL
Alta Disponibilidade no PostgreSQL
 
Zimbra Anahuac2
Zimbra Anahuac2Zimbra Anahuac2
Zimbra Anahuac2
 
Skytools, pgbouncer e plproxy
Skytools, pgbouncer e plproxySkytools, pgbouncer e plproxy
Skytools, pgbouncer e plproxy
 
HA em PostgreSQL: O Elefante disponível para além do infinito
HA em PostgreSQL: O Elefante disponível para além do infinitoHA em PostgreSQL: O Elefante disponível para além do infinito
HA em PostgreSQL: O Elefante disponível para além do infinito
 
Git Básico
Git BásicoGit Básico
Git Básico
 
TDC2010 - Trilha Python: Python no iG (Automação de Datacenters)
TDC2010 - Trilha Python: Python no iG (Automação de Datacenters)TDC2010 - Trilha Python: Python no iG (Automação de Datacenters)
TDC2010 - Trilha Python: Python no iG (Automação de Datacenters)
 
Manual Internet Streaming By Drag Team V1.1
Manual Internet Streaming By Drag Team V1.1Manual Internet Streaming By Drag Team V1.1
Manual Internet Streaming By Drag Team V1.1
 
Pipeline Técnica de processadores.
Pipeline Técnica de processadores.Pipeline Técnica de processadores.
Pipeline Técnica de processadores.
 

Destaque

Plasma Animations Overview (aka. Pimp my Plasmoids!)
Plasma Animations Overview (aka. Pimp my Plasmoids!)Plasma Animations Overview (aka. Pimp my Plasmoids!)
Plasma Animations Overview (aka. Pimp my Plasmoids!)
Bruno Abinader
 
Agenda tarefas
Agenda tarefasAgenda tarefas
Agenda tarefas
tarcisioti
 
Python-purple: Desenvolvendo bindings para Python usando o Cython
Python-purple: Desenvolvendo bindings para Python usando o CythonPython-purple: Desenvolvendo bindings para Python usando o Cython
Python-purple: Desenvolvendo bindings para Python usando o Cython
Bruno Abinader
 
XVII SAMET - Dr. Gerson Cavalheiro [Programação com Open MP - 01.12.2010 4ª ...
XVII SAMET - Dr. Gerson Cavalheiro [Programação com Open MP - 01.12.2010  4ª ...XVII SAMET - Dr. Gerson Cavalheiro [Programação com Open MP - 01.12.2010  4ª ...
XVII SAMET - Dr. Gerson Cavalheiro [Programação com Open MP - 01.12.2010 4ª ...
Dafmet Ufpel
 
Lab so-abertos-unidade14
Lab so-abertos-unidade14Lab so-abertos-unidade14
Lab so-abertos-unidade14
Leandro Almeida
 
MiniCurso Programação Paralela com OpenMP - SACTA 2013
MiniCurso Programação Paralela com OpenMP - SACTA 2013MiniCurso Programação Paralela com OpenMP - SACTA 2013
MiniCurso Programação Paralela com OpenMP - SACTA 2013
Arthur Francisco Lorenzon
 
(08)inicializacao e gerencia_de_processos
(08)inicializacao e gerencia_de_processos(08)inicializacao e gerencia_de_processos
(08)inicializacao e gerencia_de_processos
Anderson Lago
 

Destaque (20)

Plasma Animations Overview (aka. Pimp my Plasmoids!)
Plasma Animations Overview (aka. Pimp my Plasmoids!)Plasma Animations Overview (aka. Pimp my Plasmoids!)
Plasma Animations Overview (aka. Pimp my Plasmoids!)
 
OpenMP Day1
OpenMP Day1OpenMP Day1
OpenMP Day1
 
Cakephp 2.0 - O que mudou
Cakephp 2.0 - O que mudouCakephp 2.0 - O que mudou
Cakephp 2.0 - O que mudou
 
Agenda tarefas
Agenda tarefasAgenda tarefas
Agenda tarefas
 
Curso openmp
Curso openmpCurso openmp
Curso openmp
 
OpenMP Day 3
OpenMP Day 3OpenMP Day 3
OpenMP Day 3
 
Python-purple: Desenvolvendo bindings para Python usando o Cython
Python-purple: Desenvolvendo bindings para Python usando o CythonPython-purple: Desenvolvendo bindings para Python usando o Cython
Python-purple: Desenvolvendo bindings para Python usando o Cython
 
Computação paralela utilizando OpenMP para aplicações matemáticos
Computação paralela utilizando OpenMP para aplicações matemáticosComputação paralela utilizando OpenMP para aplicações matemáticos
Computação paralela utilizando OpenMP para aplicações matemáticos
 
OpenMP Day 2
OpenMP Day 2OpenMP Day 2
OpenMP Day 2
 
XVII SAMET - Dr. Gerson Cavalheiro [Programação com Open MP - 01.12.2010 4ª ...
XVII SAMET - Dr. Gerson Cavalheiro [Programação com Open MP - 01.12.2010  4ª ...XVII SAMET - Dr. Gerson Cavalheiro [Programação com Open MP - 01.12.2010  4ª ...
XVII SAMET - Dr. Gerson Cavalheiro [Programação com Open MP - 01.12.2010 4ª ...
 
M2ti - Python Brasil
M2ti - Python BrasilM2ti - Python Brasil
M2ti - Python Brasil
 
Lab so-abertos-unidade14
Lab so-abertos-unidade14Lab so-abertos-unidade14
Lab so-abertos-unidade14
 
CUDA/Open CL
CUDA/Open CLCUDA/Open CL
CUDA/Open CL
 
MiniCurso Programação Paralela com OpenMP - SACTA 2013
MiniCurso Programação Paralela com OpenMP - SACTA 2013MiniCurso Programação Paralela com OpenMP - SACTA 2013
MiniCurso Programação Paralela com OpenMP - SACTA 2013
 
Grupo de Estudos de Softwares Livres
Grupo de Estudos de Softwares LivresGrupo de Estudos de Softwares Livres
Grupo de Estudos de Softwares Livres
 
(08)inicializacao e gerencia_de_processos
(08)inicializacao e gerencia_de_processos(08)inicializacao e gerencia_de_processos
(08)inicializacao e gerencia_de_processos
 
Introdução à Shellscript
Introdução à ShellscriptIntrodução à Shellscript
Introdução à Shellscript
 
Desenvolvendo Aplicações de Uso Geral para GPU com CUDA
Desenvolvendo Aplicações de Uso Geral para GPU com CUDADesenvolvendo Aplicações de Uso Geral para GPU com CUDA
Desenvolvendo Aplicações de Uso Geral para GPU com CUDA
 
Desenvolvendo aplicações Mobile em Python
Desenvolvendo aplicações Mobile em PythonDesenvolvendo aplicações Mobile em Python
Desenvolvendo aplicações Mobile em Python
 
Introduction to NumPy (PyData SV 2013)
Introduction to NumPy (PyData SV 2013)Introduction to NumPy (PyData SV 2013)
Introduction to NumPy (PyData SV 2013)
 

Semelhante a Linux - Agendando Tarefas com o Cron

Soa cap2 administracao de sistemas2 (slides)
Soa cap2 administracao de sistemas2 (slides)Soa cap2 administracao de sistemas2 (slides)
Soa cap2 administracao de sistemas2 (slides)
portal_Do_estudante
 
Sistema Operacional GNU/Linux
Sistema Operacional GNU/LinuxSistema Operacional GNU/Linux
Sistema Operacional GNU/Linux
Pedro Neto
 
(03) shell e comandos basicos[1]
(03) shell e comandos basicos[1](03) shell e comandos basicos[1]
(03) shell e comandos basicos[1]
Anderson Lago
 
Certificação Linux: Conhecendo o caminho das pedras - Bruna Griebeler
Certificação Linux: Conhecendo o caminho das pedras - Bruna GriebelerCertificação Linux: Conhecendo o caminho das pedras - Bruna Griebeler
Certificação Linux: Conhecendo o caminho das pedras - Bruna Griebeler
Tchelinux
 
SVN: Controle de revisões com subversion - Thiago Rafael Becker
SVN: Controle de revisões com subversion - Thiago Rafael BeckerSVN: Controle de revisões com subversion - Thiago Rafael Becker
SVN: Controle de revisões com subversion - Thiago Rafael Becker
Tchelinux
 

Semelhante a Linux - Agendando Tarefas com o Cron (20)

(12) crontab
(12) crontab(12) crontab
(12) crontab
 
Soa cap2 administracao de sistemas2 (slides)
Soa cap2 administracao de sistemas2 (slides)Soa cap2 administracao de sistemas2 (slides)
Soa cap2 administracao de sistemas2 (slides)
 
Linux - Shell e Comandos Básicos
Linux - Shell e Comandos BásicosLinux - Shell e Comandos Básicos
Linux - Shell e Comandos Básicos
 
Capítulo 16 rsyslog
Capítulo 16   rsyslogCapítulo 16   rsyslog
Capítulo 16 rsyslog
 
Sistema Operacional GNU/Linux
Sistema Operacional GNU/LinuxSistema Operacional GNU/Linux
Sistema Operacional GNU/Linux
 
Shell Scipt - Comandos
Shell Scipt - ComandosShell Scipt - Comandos
Shell Scipt - Comandos
 
GlusterFs
GlusterFsGlusterFs
GlusterFs
 
(03) shell e comandos basicos[1]
(03) shell e comandos basicos[1](03) shell e comandos basicos[1]
(03) shell e comandos basicos[1]
 
Alta Disponibilidade em Linux com Heartbeat e Drbd
Alta Disponibilidade em Linux com Heartbeat e DrbdAlta Disponibilidade em Linux com Heartbeat e Drbd
Alta Disponibilidade em Linux com Heartbeat e Drbd
 
Introdução aos comandos Linux
Introdução aos comandos LinuxIntrodução aos comandos Linux
Introdução aos comandos Linux
 
Certificação Linux: Conhecendo o caminho das pedras - Bruna Griebeler
Certificação Linux: Conhecendo o caminho das pedras - Bruna GriebelerCertificação Linux: Conhecendo o caminho das pedras - Bruna Griebeler
Certificação Linux: Conhecendo o caminho das pedras - Bruna Griebeler
 
Realizar o gerenciamento básico de arquivos 4Linux
Realizar o gerenciamento básico de arquivos 4LinuxRealizar o gerenciamento básico de arquivos 4Linux
Realizar o gerenciamento básico de arquivos 4Linux
 
Aula - Comandos Linux - Parte 1
Aula - Comandos Linux - Parte 1Aula - Comandos Linux - Parte 1
Aula - Comandos Linux - Parte 1
 
Comandos Linux Parte 1
Comandos Linux Parte 1Comandos Linux Parte 1
Comandos Linux Parte 1
 
[Mini-curso] Sistema de Controle de Versão
[Mini-curso] Sistema de Controle de Versão[Mini-curso] Sistema de Controle de Versão
[Mini-curso] Sistema de Controle de Versão
 
Aula 7 active diretory - 22092012
Aula 7   active diretory - 22092012Aula 7   active diretory - 22092012
Aula 7 active diretory - 22092012
 
Comandos linux
Comandos linuxComandos linux
Comandos linux
 
Introdução ao Linux - aula 03 e 04
Introdução ao Linux - aula 03 e 04Introdução ao Linux - aula 03 e 04
Introdução ao Linux - aula 03 e 04
 
SVN: Controle de revisões com subversion - Thiago Rafael Becker
SVN: Controle de revisões com subversion - Thiago Rafael BeckerSVN: Controle de revisões com subversion - Thiago Rafael Becker
SVN: Controle de revisões com subversion - Thiago Rafael Becker
 
Processos e threads cap 02 (i unidade)
Processos e threads   cap 02 (i unidade)Processos e threads   cap 02 (i unidade)
Processos e threads cap 02 (i unidade)
 

Mais de Frederico Madeira

Mais de Frederico Madeira (20)

WebServices
WebServicesWebServices
WebServices
 
IoT - Internet of Things
IoT -  Internet of ThingsIoT -  Internet of Things
IoT - Internet of Things
 
Introdução a Cloud Computing
Introdução a Cloud ComputingIntrodução a Cloud Computing
Introdução a Cloud Computing
 
SI - Comunicação
SI - ComunicaçãoSI - Comunicação
SI - Comunicação
 
SI - Processos, Threads, Virtualização e Migração de Código
SI - Processos, Threads, Virtualização e Migração de CódigoSI - Processos, Threads, Virtualização e Migração de Código
SI - Processos, Threads, Virtualização e Migração de Código
 
SI - Arquiteturas
SI - ArquiteturasSI - Arquiteturas
SI - Arquiteturas
 
SI - SAD - Sistemas de Arquivos Distribuídos
SI - SAD  - Sistemas de Arquivos DistribuídosSI - SAD  - Sistemas de Arquivos Distribuídos
SI - SAD - Sistemas de Arquivos Distribuídos
 
SI - Introdução a Sistemas Distribuidos
SI - Introdução a Sistemas DistribuidosSI - Introdução a Sistemas Distribuidos
SI - Introdução a Sistemas Distribuidos
 
SI - Sistemas Distribuídos - Apresentação da disciplina
SI - Sistemas Distribuídos - Apresentação da disciplinaSI - Sistemas Distribuídos - Apresentação da disciplina
SI - Sistemas Distribuídos - Apresentação da disciplina
 
Alta Disponibilidade utilizando Pacemaker e DRBD
Alta Disponibilidade utilizando Pacemaker e DRBDAlta Disponibilidade utilizando Pacemaker e DRBD
Alta Disponibilidade utilizando Pacemaker e DRBD
 
Linux - Instalação de Programas
Linux - Instalação de ProgramasLinux - Instalação de Programas
Linux - Instalação de Programas
 
Proteja seus dados em casa e na internet
Proteja seus dados em casa e na internetProteja seus dados em casa e na internet
Proteja seus dados em casa e na internet
 
Linux e o modelo open source
Linux e o modelo open sourceLinux e o modelo open source
Linux e o modelo open source
 
Redes VoIP - O Futuro da Telefonia
Redes VoIP - O Futuro da TelefoniaRedes VoIP - O Futuro da Telefonia
Redes VoIP - O Futuro da Telefonia
 
Open Virtualization - Virtualização em Software Livre
Open Virtualization - Virtualização em Software LivreOpen Virtualization - Virtualização em Software Livre
Open Virtualization - Virtualização em Software Livre
 
Redes NGN - Next Generation Networks
Redes NGN - Next Generation NetworksRedes NGN - Next Generation Networks
Redes NGN - Next Generation Networks
 
MRTG - SNMP na Prática
MRTG - SNMP na PráticaMRTG - SNMP na Prática
MRTG - SNMP na Prática
 
Introdução ao SNMP
Introdução ao SNMPIntrodução ao SNMP
Introdução ao SNMP
 
Ferramentas para Detecção de Problemas em Redes
Ferramentas para Detecção de Problemas em RedesFerramentas para Detecção de Problemas em Redes
Ferramentas para Detecção de Problemas em Redes
 
Arquiteturas de Gerência de Redes
Arquiteturas de Gerência de RedesArquiteturas de Gerência de Redes
Arquiteturas de Gerência de Redes
 

Último

Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...
Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...
Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...
Dirceu Resende
 

Último (6)

Certificado - Data Analytics - CoderHouse.pdf
Certificado - Data Analytics - CoderHouse.pdfCertificado - Data Analytics - CoderHouse.pdf
Certificado - Data Analytics - CoderHouse.pdf
 
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIAEAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
 
Apresentação Comercial VITAL DATA 2024.pdf
Apresentação Comercial VITAL DATA 2024.pdfApresentação Comercial VITAL DATA 2024.pdf
Apresentação Comercial VITAL DATA 2024.pdf
 
Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...
Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...
Apresentação Power Embedded - Descubra uma nova forma de compartilhar relatór...
 
From_SEH_Overwrite_with_Egg_Hunter_to_Get_a_Shell_PT-BR.pdf
From_SEH_Overwrite_with_Egg_Hunter_to_Get_a_Shell_PT-BR.pdfFrom_SEH_Overwrite_with_Egg_Hunter_to_Get_a_Shell_PT-BR.pdf
From_SEH_Overwrite_with_Egg_Hunter_to_Get_a_Shell_PT-BR.pdf
 
[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)
[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)
[ServiceNow] Upgrade de versão - 2ª edição (Revisada, atualizada e ampliada)
 

Linux - Agendando Tarefas com o Cron

  • 1. ADMINISTRAÇÃO DE REDES I ­ LINUX Agendamento de Tarefas com o Cron Frederico Madeira LPIC­1, LPIC­2, CCNA fred@madeira.eng.br www.madeira.eng.br
  • 2. Cron Características - O Cron é um daemon utilizado para executar tarefas agendadas no sistema operacional. - Controla agendamento através do arquivo /etc/crontab - Agendamento dos usuários fica em /var/spool/cron - Regras podem ser agendadas para execução em tempos específicos: minuto, hora, dia do mês, mês, dia da semana, ou ainda, em uma combinação destes
  • 3. Cron Campos do Crontab - para especificar range de valores (1-3) , para especificar valores (1,2,4) */n para especificar intervalo (a cada n)
  • 4. Cron Conteúdo do arquivo /etc/crontab Ex:
  • 5. Cron O script run-parts executa todos os scripts shell contidos nos diretórios especificados e coma frequência especificada: cron.hourly/ --> O script será rodado a cada hora cron.daily/ --> O script será rodado a cada dia cron.weekly/ --> O script será rodado uma vez por semana cron.monthly/ --> O script será rodado uma vez por mês
  • 6. Cron O comando tail -f /var/log/cron exibe os eventos executados Não é necessário reiniciar o serviço Controle de acesso: /etc/cron.allow – Se existir, apenas esses usuários poderão usar o cron ( o root sempre poderá) /etc/cron.deny – Se o anterior não existir, os usuários listados aqui não poderão usar o cron * Caso nenhum dos dois exista, apenas o root poderá agendar tarefas O padrão é a existência do cron.deny em branco.
  • 7. Cron Agendamentos para usuários não-privilegiados - Usuários não privilegiados do sistema, não possuem acesso ao /etc/crontab - Através do comando crontab o usuário pode criar agendamentos (serão executados com a permissão do usuário que está agendando - Armazenados em /var/spool/cron Opções do comando crontab: -u: especifica o usuário que deseja-se consultar. Se for omitido, será considerado o usuário que o está executando. -e: Edita os agendamentos do usuário -l: Lista os agendamentos do usuário -r: Remove o arquivo crontab atual do usuário Ex: [root@localhost ~]# crontab -l -u fred 01 * * * * /usr/sbin/ntpdate ntp.servidor.com.br
  • 8. Cron Atividades 1. Faça um agendamento de forma que seja criado no diretório tmp um arquivo que contenha o status da memória a cada minuto. 2. Faça um agendamento que as 20:05 reinicie o servidor web 3. Faça um agendamento de forma que seja criado no diretório tmp um arquivo que contenha o status do uso do disco a cada 2 horas. Agende na cron do usuário. 4. Faça um agendamento de forma que seja executado o comando updatedb diariamente.
  • 9. ADMINISTRAÇÃO DE REDES I ­ LINUX Agendamento de Tarefas com o Cron Frederico Madeira LPIC­1, LPIC­2, CCNA fred@madeira.eng.br www.madeira.eng.br