SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 43
Baixar para ler offline
Orações e obras para fazer cessar as guerras, os conflitos e o terrorismo. Confronto entre
algumos pedaços do Evangelho e do Corão. A potência do amor
Resumo
1. A oração é uma arma página 1
2. A família de Deus " 2
3. O único Deus e a Santíssima Trindade; o dom da Consciência Absoluta " 3
4. As boas obras " 5
5. As armas de destruição de massas de homens e coisas " 7
6. As orações como energias renováveis " 8
7. Não o Senhor Allah, isto é Deus, mas Satanás, quer o ódio e as guerras 1
" 12
8. O Homicidio " 13
9. Confronto entre algumos pedaços do Evangelho e do Alcorão com a Caridade da
Verdade " 14
10. A lei de causa e de efeito ou lei cármica " 19
11. As leis da Evolução da vida e a importância do "Conhecer sí mesmos"
E o juízo de Jesus na vida após a morte de cada homem que vem lá " 22
12. Os Kármas individuais e coletivos " 26
13. O perdão e a oração " 27
14. Arrependimento e Conversão " 27
15 A potência do amor " 28
16. Um confortante Mensagem de amor, de consolação e de confiança na vida eterna
de parte de Deus para todos os homens " 37
A oração é uma arma que não faz mal a ninguém, enquanto faz bem a todos; ela pode
fazer cessar as guerras e outros conflitos, como demonstra a experiência que o Cristianismo tem
feito com a aparição da Virgem Maria em Fátima aos três pastorinhos Lúcia, Jacinta e Francisco 2
,e com o fim das ditaduras, como aconteceu com a Rússia no século XX. Isto não obstante, os
Governantes têm o dever de garantir uma existência calma a todos os habitantes do território
administrado por eles e, daqui tanto para os cidadãos que, aos residents e os turistas; caso
contrário, eles falham em suas próprias funções e cooperam a render a vida social semelhante a
um inferno. E êste não pode agradar a Deus, porque cada um deve fazer sua parte 3
.
A oração é importante, sobretudo, porque nós une a Deus 4
. Foi dito: " Orar significa
entrar em uma relação de confiança com Deus, significa união com Deus. Na oração falamos com
Deus, nosso Pai. Na oração uma força misteriosa se esconde, que do Coração desce até, a nós
1
Medjugorje, i Messaggi della Regina della Pace, Mensagem de 25 de setembro de 2001, Shalom
2
Lúcia de Fátima racconta 2, pagina 48, Editrice Queriniana
3
Eileen Caddy, Le porte interiori, mensagem, datada de 30 de Maio e 29 de Agosto, Amrita
4
Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagem de Janeiro 17 th
, Amrita
1
seus filhos. Quem se aproxima ao Pai na oração, nunca resta sem resposta, sem consolação,
sem segurança do Seu amor ".
Aos Seus discípulos, o Senhor Jesus, o Redentor e o Salvador de todos os homens 5
disse:
<< Vigiam e oram, para que não caiam em tentação! >>. Ele sabia por que ele lhes dizia estas
coisas. Jesus solicitou a Pedro para rezar, porque ele não foi vítima da tentação. Mas Pedro
dormiu no hora em que o Senhor esteva ausente, e ele renegou-lo. Aqui reconhecemos a
necessidade da oração. No tempo que Pedro dormia o Filho do homem orou. Sua oração foi
ouvida, um anjo desceu do céu e deu-lhe a força. Seu Pai lhe deu a força de que ele tinha
necessidade para suportar os sofrimentos que atendiam-lo e para morrer na cruz 6
.>>.
A oração é um dever de cada um homem nos confrontos de Deus, mas é também uma
possibilidade cósmica concedida ao homem, especialmente se é a oração do coração, através da
qual casa homem pode falar com o Pai-Mãe-Deus como se fosse ao lado á êle na Terra, porque
Deus está no nosso coração7
. Um exemplo admirável de oração do coração, isto é de intensa
relação entre o Pai Celestial e Seu Filho Jesus, se trova no capítulo 17 do evangelista João. O
homem, deveria falar com Deus como o Cristo, , como se êle fosse dentro de si 8
.
Isto que de bom ou de mal acontece no mundo depende da relação de oração que os
homens tem com o Ser Supremo, mas também da sua maneira de viver e de pensar 9
, porque o
Reino dos Céus é um estado mental 10
.
A família de Deus : Todas as pessoas devotas a Deus que vivem em uma Nação, a
qualquer religião pertencem, eles devem sentir o dever e a necessidade de orar juntos para o bem
da humanidade, poi que todos os homens pertencem à família de Deus 11
. Com a oraçãos os
indivíduos serão capazes de contribuir para fazer cessar o malévolas iniciativas dos vários tipos
de malvados e particularmente dos terroristas, porque as orações podem prevenir ou fazer cessar
guerras e ambém ditaduras ferozes como na Rússia no XX século, assim como nós ensina a
história da aparição da Virgem Maria em Fátima 12
.
O único Deus e a Santíssima Trindade 13
: o Senhor Jesus falou-nós de uma
extraordinária verdade espiritual: o Deus Um e o Deus Trino, o Deua Todos 14
. Os Mandamentos
5
Eileen Caddy, Le porte interiori, mensagens de dezembro 24ª
e 25ª
, Amrita ; Cerchio Firenze 77, Le grandi verità
ricercate dall'uomo, página 160, Mediterranee
6
Jakob Lorber, Il Signore parla, páginas 130-133 (La preghiera), Arménia
7
Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagem, datada de 4 de Setembro de
Amrita
8
Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagens de 17 Fevereiro de 1 e 27 de Junho, Amrita
9
Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagens de 27 de Janeiro e 20 de Março, Amrita
10
Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagem de 1 de Junho Amrita
11
Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagem de Setembro 4 ª
, Amrita
12
Lucia de Fátima racconta, páginas 174-176, Editrice Queriniana
13
Jakob Lorber, Il Signore parla, páginas 36-44 (Dio: unità o trinità?), Armenia
14
Maria Valtorta, L'Evangelo come mi è stato rivelato, Vol. VI, página 231, CEV srl, 03036 Isola del Liri (Frosinone),
Italia
2
15
do Father-Mather-Deus 16
bom, justo e misericordioso, devem ser observados. O Senhor Deus
se manifesta por meio de três seres divinos, o Pai, o Filho Jesus e a Mãe Espírito Santo para
render-se visível e compreensível aos homens 17
. Os três Seres Divinos formam a família original
de Deus. A existência da Santíssima Trindade, foi confirmada pelo Anjo da Paz, em Fátima, no
último século 18
.
O Deus Todo-Um-Absoluto 19
tem também uma outra família muito grande, porque todos
os homens têm origem do Pai-Mãe-Deus e formam uma família 20
, a qualquer raça, povo ou
religião pertencam.
O Senhor Deus, na revelação ao Inglês Eileen Caddy, aconteceu no século XX, em
Findhorn, na Escócia, confirmou que o Cristo Messias é Seu Filho, com estas palavras:
- " O tempo está para vir quando estas palavras se tornarão realidade estas palavras: <<
o Filho de Deus aparecerá em toda a sua glória porque todos para ver-lo >>. Está pronta, porque
ninguém conhece o dia e a hora. Está pronta a qualquer momento para ver Êle. Eu digo-te de não
ser surpreendido de nada 21
".
- << EU ESTOU sempre com te. Tornar-se sabedora de Mim em cada momento. Nós
somos Um, no coração, na mente e no Espírito. Você és perfeitamente sabedora da Presença
Divina, o Cristo em você 22
>>.
- << …Aquelas almas que são sabedoras s da consciência de Cristo sentem-se hora
recìprocamente atraídas-las como o ferro para a imã: pode acontecer que eles não estão cônscias
ao momento, mas eles serão nos dias que virão. É esta consciência que faz si que sempre mais
almas se atram recìprocamente, a fom de que todos você podam se tornar sabedores do Cristo
interior e podam sempre dar graças por êste conhecimento 23
.
De tal maneira o único Deus confirmou a existência do Corpo Místico do Senhor Jesus, no
qual todos os homens e todas as coisas são recapitulas 24
e, ao mesmo tempo que não podemos
salvar-nós sem Êle 25
.
O núcleo original da Família Divina é constituído pela Santíssima Trindade, assim descrita
pelo Senhor Jesus a Jakob Lorber:
15
Deuteronomio 5, 6-22 (Decalogo) ; Levitico 19, 18 e Deuteronomio 6, 4-9 (os mandamentos do amor)
16
Eileen Caddy, La voce di Dio a Findhorn, páginas 103-104, Mediterranee
17
Jakob Lorber, Il Signore parla, pagina 40, Armenia
18
Lucia racconta Fátima, página 48, Editrice Queriniana
19
Cerchio Firenze 77, Dizionario del Cerchio, páginas 33-34 (Assoluto), páginas 71-72 (Dio) e páginas 296-297 (Tutto;
Tutto è perfetto ;Tutto-Uno Assoluto), Mediterranee
20
Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagem de 4 de Setembro, Amrita
21
Eileen Caddy, La voce di Dio a Findhorn, página 109, Mediterranee
22
Eileen Caddy, La voce di Dio a Findhorn, página 144, Mediterranee
23
Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagem de 24 de Dezembro, Amrita
24
Vangelo di Giovanni, capítulos 1, 14,15 e 17
25
Vangelo di Giovanni15, 1-17 ; Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagens de 24 e 25 de dezembro, Amrita Cerchio
Firenze 77, Le grandi verità ricercate dall'uomo, página 160, Mediterranee
3
<< … Aquêle que você ouvirão agora, conservam-lo dentro de você e não falam de Mim
antes do tempo; e quando o momento justo terá vindo, você saberão-lo pelo Meu espírito, que é o
verdadeiro Espírito Santo.
O Pai eu como Filho e o Espírito Santo somos indivisibilmente uma coisa só, desde toda a
eternidade.
O Pai em Mim é o amor eterno e, como tal, a origem primeira e a primeira verdadeira
substância de todas as coisas, que enchem todo o infinito.
Eu como Filho sou a luz e a sabedoria que emana do fogo da luz eterna. Esta luz potente
é a eterna e mais correta consciência e o mais luminosa auto conhecimento de Deus e a palavra
eterna de Deus, através o qual tem sido feito todo isto que existe.
A fim de que porém, todo êste poda ser feito, necessita ainda a potentíssima vontade de
Deus, e êste é exatamente o Espírito Santo em Deus, através o qual as obras e as coisas
recebem seus plena e autêntica essência.
O Espírito Santo é a grande palavra pronunciada "Fiat", isto é aquêle que o amor e a
vontade que estão em Deus têm decidido.
E você veem, todo êste está em Mim agora: o amor, a sabedoria e toda a potência! E
assim há sòmente um Deus, e aquêle sou Eu, e Eu tenho tomado um corpo só para poder-me
manifestar melhor a você homens de esta terra, que Eu tenho criado a Minha imagem da
substância originária ldo Meu amor… 26
>>.
Para um dos milagres do Espírito, ou melhor, para uma de suas extraordinárias
possibilidades o Senhor Deus é Uno e Trino, além de ser o único Deus e o Todo que
transcende Todo 27
, Deus é o pai, como é a todos noto, mas Ele é também a Mãe, que é o
Espírito Santo 28
(e esta Realidade não é nota a todos); Deus é também o Filho, que é o Senhor
Jesus Cristo, como é noto.
Da família originaria de Deus, o Senhor Jesus é a Luz, isto é a Sapiência que veio em um
mundo cheio de trevas, 29
, isto é de ignorância Jesus veio no mundo também : <<… para quebrar
a matéria, que, de outra forma, perdendo -se Lúcifer sempre mais nas asperities do pólo oposto,
seria tornar-se lentamente mais dura. A Minha encarnação significou, daqui, uma parada e
mostrou como podemos nós libertar da idolatria e da adoração das qualidades polares; também
devia demonstrar (e êste era o primeiro escopo) como a morte que une os homens ao matéria e
aos seus prazeres, poda ser superada e vencida, e também que a vida não desenvolvê-se na
matéria, mas no espírito, e que aquela é sòmente uma prisão de êste 30
>>.
26
Jakob Lorber, Il Signore parla, página 43-44, Arménia
27
Cerchio Firenze 77, Dizionario del Cerchio, páginas 33-34 (Assoluto), páginas 71-72 (Dio) e páginas 296-297 (Tutto;
Tutto è perfetto ; Tutto-Uno-Assoluto), Mediterranee
28
Tommaso apostolo. Il quinto Evangelho, trad Mario Pincherle, páginas 101-105, Macroedizioni. (minha nota: o
Senhor nosso Deus apareceu como Mãe em La Salette na França em 19 de Setembro de
1846, mas homens de Igreja não
quiseram admitir-lo, também se o aspecto da Bela Senhora e seu modo de falar eram completamente diferentes das
aquêles da Virgem Maria; Ver Giuseppe Barbero, La Vergine a La Salette, páginas 18-32, San Paolo
29
Vangelo di Giovanni 1; 4-5; 9, 4-12; 12, 35-36 e 12, 44-50
30
Jakob Lorber, Il Signore parla, página 162, Arménia
4
O Evangelist João nós refere que o Messias revelou em Palestina um recurso
extraordinário do Espírito de Deus, a possibilidade de unificar e enriquecer os seres humanos
através de comunhão 31
e fusão dos seres 32
. Isto aconteceu quando Jesus falou mais vezes do
Corpo Místico (Eu neles e tu em mim, porque eles sejam perfeitos na unidade…o apóstolo João
refere 33
). O Corpo Místico de Cristo é a Consciência Cósmica 34
também que inclue os seres e as
coisas do Cosmos; a consciência de Deus é a absoluta consciência 35
ou Ultra Cósmica que
inclue todos os Cosmoses 36
.
A Consciência ou Alma 37
é um corpo ultra mundano, que também tem o homem 38
, como
bem sabemos por experiências íntimas.
Por causa de tal recurso extraordinário do Espírito Santo os homens também mantêm suas
identidade peculiar também depois que la suas consciência se é fundida com uma outra, porque
pela a fusão cada homem torna-se rico de qualidades dos outros, também a si mesmo
permanecendo como nunca antes, como a Virgem Maria também confirma 39
. O apóstolo João
refere, nos capítulos 14, 15, 16 e 17, que quando o Senhor Jesus implicitamente fez mais vezes
aceno iao Deus Todo-Um-Absoluto, isto é ao Um nos Muitos, e aos Muitos no Um 40
.
Do seu lado os Mestres espirituais do Cerchio Firenze 77 (Círculo Florença 77) referem
que Deus um dia vai diz a cada homem: <<… Portanto eu sou a substância que constitue a você
e o espírito que anima-te, pois que você és em mim e eu sou em ti, meu filho. Mas eu não me
faço parado só a êste, porque eu faço parte de mim cada ser e a cada um dou-me inteiramente
sem reservas, até ao ponto que cada distinção, você e eu, cada separação, são sozinho ilusórias,
e eles são só aquêle tanto que é necessário para fazer você existir, para doar ao ser a absoluta
consciência. Êste Eu sou 41
>>. E êste é o Destino Divino de cada homem: ter a absoluta
consciência e tornar-se assim quase como Deus.
As boas obras : as oraçãos de cada homem devem ser acompanhadas das suas obras,
porque não é suficiente limitar-se a orar. Disse de fato, o Ser Supremo: "… Você sempre
recordas, você deves fazer algo, você deves viver a vida, e não sòmente transcorrer-la em
oração, esperando que algo acontece. A oração é necessária, mas não é suficiente. Você deves
aprender a viver uma vida verdadeira para todas as pessoas que observam a ti. Falar de fé não é
suficiente. Você deves viver de tal forma que todas as almas que circundam a ti você podam ver o
31
Cerchio Firenze, Dizionario del Cerchio, páginas 52-53 (Comunione e Comunione dei Santi), Mediterranee
32
Cerchio Firenze 77, Dizionario del Cerchio, páginas 123-124 (Fusione, vedi Comunione), Mediterranee
33
Vangelo di Giovanni 17, 23
34
Cerchio Firenze 77, Dizionario del Cerchio, páginas 63-64 (Coscienza Cosmica), Mediterranee
35
Cerchio Firenze 77, Dizionario del Cerchio, página 63 (Coscienza Assoluta), Mediterranee
36
Cerchio Firenze 77, Dizionario del Cerchio, página 64 (Ultra cosmica Coscienza), Mediterranee
37
Cerchio Firenze 77, Dizionario del Cerchio, páginas 28-29 (Anima), o Mediterranee
38
Cerchio Firenze 77, Dizionario del Cerchio, páginas 60-63, (Coscienza), Mediterranee
39
Maria Valtorta, L'Evangelo come mi è stato rivelato, Vol. I, página 119, o CEV srl, 03036 Isola del Liri (Frosinone),
Italia ; Cerchio Firenze 77, Dizionario del Cerchio, páginas 123-124 (Fusione, vedi Comunione), Mediterranee
40
Cerchio Firenze 77, Oltre L'illusione, páginas 258-262 ( La frantumazione dell'Uno nei Molti ), Mediterranee
41
Cerchio Firenze 77, La Fonte Preziosa, página 267, Amrita
5
que significa viver pela fé. O que significa pôr a fé e confiança absoluta em Mim, o Senhor, teu
Deus, a Divindade que está dentro de você 42
".
O Senhor Jesus Cristo disse: << eu digo: no Reino de Deus as não entrarão as pessoas
que dizerão-me: Senhor, Senhor, mas sòmente aquelas que farão a vontade de meu Pai que está
nos céus. Não é suficiente que se acredita que eu sou o Cristo, o enviado de Deus, mas ele/ela
também deve fazer aquêle que eu ensinei, caso contrário, a fé não lhe serve para nada; porque
sem as boas obras a fé mais firme também está morta e não dá a nenhuma alma a vida eterna.
Estas coisas você mantem bem-lhes à mente e agir em conformidade e assim que você viverão! 43
>>.
Para fazer as boas obras nem sempre o dinheiro é necessário firme permanecendo que os
ricos devem ajudar sempre os pobres; de fato, é suficiente também visitar um doente ou um
prisioneiro para fazer uma boa obra ou dar também um só copo de água a quem tem sede, um
pedaço de nosso pão a quem tem fome ou um vestido quem está frio. Em propósito, o Senhor
Jesus nós disse: " Então o rei dirá os justos: "Você vêm que são abençoados por meu Pai; você
entram no reino que foi preparado para vós até a criação do mundo. Porque eu tenho sido com
fome e você me têm dado de comer; Eu tenho sido sête e você me têm dado de beber; Eu era
forasteiro e você têm me hospedado em vossa casa; eu era nu e você têm me dado os vestidos;
eu estava doente, e você são vindos a curar mim; eu estava na prisão e você são vindos me
encontrar. E os justos dizerão: Senhor, mas quando nós temos a ti visto esfomeado e te temos
dado de comer ou sedento e temos a ti dado de beber? Quando nós temos a ti encontrado
forasteiro e temos hospedado na nossa casa ou nu e nós temos dado os vestidos? Quando temos
visto doente ou na prisão e somos chegamos a encontrar a ti? O Rei responderá: Em verdade,
vós digo que cada vez que você têm feito isto a um de mais pequenos de êstes meus irmãos,
têm-lo feito a mim… 44
!
De êste pedaço evangélico é deduzido com clareza que as Consciências dos homens
fazem parte da Consciência de Jesus e que o Senhor Jesus, é presente no íntimo de cada
homem; o Senhor Deus no século XX em Findhorn, na Escócia, disse que Ele é um com cada
um de nós por meio da Presença Divina, o Cristo dentro de nós 45
!
Orações e boas obras são irmãs e elas se ajudam o uma ao outra; orações e boas obras
demonstram a fé que temos em Deus; elas também demonstram que o doador homem é
reconhecido para os dons que ele/ela tem recebido por Deus 46
. Mas devemos sempre recordar
que as orações privadas de fé são vazias de significado 47
… mas que devem ser sempre
42
Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagem de 31 de Agosto, Amrita
43
Jakob Lorber, Il Signore parla, página 141, Armenia
44
Vangelo di Matteo 25, 34-40
45
Vangelo di Giovanni, Capítulos 14, 15 e 17 ; Eileen Caddy, La voce di Dio a Findhorn, página 144, Mediterranee
46
Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagem de 21 de Janeiro e de 27 de Agôsto, Amrita
47
Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagem, de 28 de Fevereiro, Amrita
6
acompanhadas pelas boas obras porque as palavras sem as ações são como nada. Vive a
Minha palavra 48
.
As armas para a destruição de massas de homens e coisas : Aos religiões é atribuido
o tarefa de invutar os povos para fazer orações comuns para pedir a ajuda de Deus a fim de que
as armas de destruição de massa sejam eliminadas para sempre. A perfeição da oração reside na
fé que colocaremos em essa; a fé determinará a destruição das bombas, das armas e das
máquinas de guerra, porque os milagres acontecem para a fé, como nós ensina o Senhor Jesus
nos Evangelhos.
As televisãos também deve fazer sua parte em transmitir os encontros de oração comum;
tais encontros também deve encontrar espaço nos jornais e nas revistas, porque todos os Meios
de comunicação social têm o ônus de cooperar com os homens que oram.
As armas, todas as armas não devem ser mais projectadas, construídas, vendidas,
transportadas e utilizadas e aquelas que existem devem ser destruídas. Se os povos fazerão
quadrado contra a violência dos terroristas com a pacífica maneiras, como fez Gandhi na Índia
com os ocupantes inglêses, os violentos trovarão isolados, eles poderão reflectir sobre o suas
descuídas, pelo menos algumas, e assim se fazerá do bem também á êles. Mas não é suficiente:
ainda necessita triunfar sôbre o mal com o bem 49
. Por isto é indispensável que cada um faza
saber a todos - especialmente aos islâmicos, também com a ajuda dos ;ass Mídia, que Deus não
quer a guerra contra ninguém. A chamada guerra santa, o Jihad, é uma invenção de
Satanás o Demônio ou o Diabo, que os malvados Fundamentalistas ou Radicali islâmicos
distribuídos como se fosse um pedido que vem de Deus, no tempo que o Jihad é esfôrço
individual para la fé ou a missão moral.
A situação do mundo não depende sòmente das homens desta época (final do segundo
milênio e início do terceiro), mas também de isto que de bom ou de mal outros homens fizeram no
passado, quando a suas Centelha Divina ou individualidade 50
animava 51
um outro ser humano
que tinha graus menores de Mente e de Consciência. Em propósito recordamos a lei de evolução
52
, a lei da reencarnação ou metempsicòsi ou transmigração das almas 53
e a lei de causa e de
efeito 54
ou a lei karmica 55
, de quais falaremos mais avante.
Por exemplo, o que está acontecendo na Palestina entre Judeus e Palestinianos não
depende sòmente das gerações de homens de esta época (final do segundo milênio e o início do
48
Eileen Caddy, La voce di Dio a Findhorn, página 100, Mediterranee
49
Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagem de 13 de Agôsto, Amrita
50
Cerchio Firenze 77, Per un mondo migliore, página 214 (Individualità), Mediterranee
51
Cerchio Firenze 77, La Fonte Preziosa, página 267, Mediterranee
52
Cerchio Firenze 77, Per un mondo migliore, página 206 (Evoluzione) e página 210 (LEGGE di evoluzione),
Mediterranee
53
Jakob Lorber, Il Signore parla, páginas 184-186 (La reincarnazione), Arménia ; Cerchio Firenze 77, Per un mondo
migliore, página 214 (Reincarnazione) ; Dizionario del Cerchio, páginas 238-240 (Reincarnazione), Mediterranee
54
Cerchio Firenze 77, Dizionario del Cerchio, páginas 157-158 (La legge di causa e di effetto), Mediterranee
55
Cerchio Firenze 77, Per un mondo migliore, página 210 (Legge karmica), Mediterranee
7
terceiro), mas também do isto que do mal fizeram as gerações anteriores, também de muitos
séculos passados. Provavelmente, em esta época, para a lei karmica de que trataremos
posteriormente, estes povos tornaram-se maduros para entender a causa da dor; todavia ainda
hoje, depois de quase cinqüenta anos de horrores el fazer a paz o fazer cessar os sofrimentos que
se infligem recíprocamente depende, sempre por êles para o princípio de liberdade de que o
Senhor Jesus falou-nós no século XIX 56
.
No século XX os Europeus pagaram um preço muito alto de sangue e de dor para seus
antigos e recentes pecados (ou bem para suas transgressões aos Mandamentos de Deus) com
duas grandes guerras terríficantes, aquela do 1914 -1918 e aquela do 1939 -1944, que lhes
custaram milhões de mortos e inauditos sofrimentos aos soldados dos exércitos beligerantes e
aos populações civis. Mas os Europeus têm aprendido a lição da dor, como é á todos noto, e
gradualmente a Europa poderia tornar-se-á um Estado soberano, sendo a integração econômica e
financeira já á bom ponto. Esperamos que o mesmo acontecerá no Médio Oriente entre todos os
povos; esta é nossa férvido augúrio á Árabes e Hebreus.
A responsabilidade do isto que de bem ou de mal acontece no mundo também depende de
outras povos, também se eles vivem longínquo das zonas de guerra, porque há algumas
responsabilidades colectivas. De fato foi dito pelos princípios da totalidade de aplicar-se a cada
situação: " O homem não pode lavar-se as mãos para as ações cumpridas pelos outros, porque
fazemos todos parte da vida e de cada um de nós tem a partir da totalidade, uma
responsabilidade de agir 57
". E depois existem das responsabilidades objectivas, por exemplo: a
Europa têm planeado, construído e vendido também muitas bombas (incluído muitas minas),
muitas armas e muitas máquinas de guerra aos países do Oriente Médio, da África e do resto do
mundo.
As orações como energias renováveis : quem reza intensamente para o bem de todos,
ele/ela contribue para melhorar o mundo no tempo si mesmo melhora. Se vamos orar
intensamente a Deus tantas tragédias em grande escala poderão ser feitas cessar, assim como foi
colocado um fim à primeira grande guerra mundial, ou assim como ele foi feito sacudir o regime
comunista na Rússia, consagrando a Rússia mesma ao Imaculado Coração da Virgem Maria, a
fim de convertir-la 58
.
O tarefa para orar (especialmente para os outros) é um dos deveres que o homem deve
absolver pessoalmente, porque nenhum outro pode fazer-lo para seu pôsto 59
.
Antes de compreender que Deus estava dentro de mim eu tenho-lo procurado em
tôda a parte, também porque eu sou um Santo Tomás ao qual agrada saber e controlar as
coisas. Isto procurar de saber me tem consentido de ser útil a tantos ateus com os quais venho a
56
Jakob Lorber, Il Signore parla, página 162, Armenia
57
Dorothy Maclean, Spiriti di Natura, página 122, Mediterranee
58
Lucia racconta Fátima, página 174-176, Queriniana
59
Eileen Caddy, le porte interiori, Mensagem de 30 de Maio e de 29 de Agôsto, Amrita
8
contato; eu procurou o Senhor também nas ciências e assim eu descobri que alguns entre os
maiores cientistas eram crentes contrariamente a quanto muitos ateus tentam de fazer-nós crer.
Tenho refletido sôbre a oração como boa ação também do homem. De tal maneira tenho
descoberto que é falso que a oração seja inútil, ou que seja uma coisa da pessoa bigota ou de
pessoas débilis ou frágil, ou que não sabem o que fazer, sendo verdadeiro o contrário. E é
também falso que a oração e as religiões sejam o ópio dos povos. E é também falso que a oração
seja uma fixação das religiosas ou uma mania das pessoas anciãs porque é verdadeiro que a
oração é a nossa comunhão interior com Deus 60
que nós espera no profundo de nosso
coração 61
. << A vida sem oraçãos é vazia e privada de significado, pois que é próprio a
comunhão com a parte mais elevada de te, que te revela a plenitude de esta vida
esplendida que é a tua verdadeira herança. Faze em modo que tuas oraçãos sejam muito
positivas e construtivas, e antes ainda de orar agradece por isto que você estás para receber.
Quando oras procura de sentir a unidade da vida , na qual não há separação, para tudo é um. A
oração une todo; essa reune cada coisa e cria a unidade perfeita. Fala comigo e ouvir-Me.
Nunca perder tempo em implorar-Me para este, ou aquêle, pois que não é esta verdadeira oração.
A imploração criar separação, e Eu quero que você crias a unidade em todos os momentos. Nós
somos Um. EU SOU dentro de você; você não Me deves procurer ao externo. EU SOU sempre
aqui esperando por você reconheca-Me. Reconheces agora nossa unidade; Eu em você, e você
em Mim 62
.
É uma coisa muito boa e eficaz aquela de rezar para os outros; a oração para nós deveria
mudar, para aquêles que já não tivesse feito isto. A mais bela oração é chamada oração do
coração, com a qual os devotos falam com Deus como se falassem com o seus pai ou com suas
mãe humana, que trovasse-se na mesma sala com seu filho ou sua filha 63
; esta é a oração
humana mais agradável a Deus, nosso Pai e nossa Mãe, como ele mesmo sugere-nós esta época
(final do século xx), pois que cada homem é Um com Deus. 64
.
Então é justo, válido, devido e belo falar com Deus para pedir-lhe conselhos sôbre
qualquer questão 65
, ou para pedir-lhe de ajudar os outros, ou para agradecer pelo que já temos
recebito, ou estamos para aeceber.
Um dos grande êrrors do homem, a maior, talvez, é que pensar-se separado de Deus 66
;
este êrro é feito pelo eu ou me do homem 67
. O homem sente-se separado de Deus também
porque ele/ela não sabe ou não crê que seu espírito (a Centelha Divina ou Gôta - Espírito - Si 68
) é
60
Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagem, de 28de Julho (Comunhão com Deus), Amrita
61
Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagem de 4 de Setembro, Amrita
62
Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagem de 17 de Janeiro, Amrita
63
Ver o capítulo 17 do Vangelo di Giovanni
64
Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagens de 17 Janeiro e 29 de
Maio, Amrita
65
Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagem de 21 de Julho, Amrita
66
Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagem de 29 de Maio, Amrita
67
Cerchio Firenze 77, Per un mondo migliore, páginas 208-209 (Io), o self ou me, Mediterranee
68
Cerchio Firenze 77, Per un mondo migliore, página 207 (GOCCIA o SCINTILLA Divina - Spirito - Sé),
Mediterranee
9
uma célula do Espírito de Deus, o Ser Supremo, que é o Todo-Um-Absoluto 69
; além os homens -
vendo desde criança seu corpo físico separado de tudo e de todos - não creem de fazer parte do
Corpo Místico de Cristo e que Todo poda ser Um na Realidade absoluta, uma vez como
confirmam-nós a revelações teísta 70
.
Pensamos que a verdadeira pessoa religiosa não ore por si - exceto que, em momentos de
particular dificuldade - mas para os outros. O Messias Jesus - ou bem o Verbo de Deus, também
de acordo com o Corão 71
- que a Providência é sempre ao obra e que nós dá isto que necessita
tem - de acordo com as finalidades da nossa encarnação - ainda antes de pedir para ela 72
. O
verdadeiro religioso não orar por interesse pessoal, nem para ganhar um prêmio eterno, mas
ele/ela reza para satisfazer uma íntima necessidade de ser solidário con os outros aquêles que
são miseráveis, doentes ou encarcerados, ou que eles têm algumas outras necessidades.
Muitíssimos homens desta época (final do segundo milênio e o início da terceira) sentem-
se longínquo de Deus, não porque sejam-lo tão de facto, sendo verdadeiro o contrário 73
, mas
porque tais eles se consideram e porque; o homem, na prosperidade não compreende 74
crê
também e um pouco na existência de seu Espírito, a Centelha ou Gôta Divina como virtual fração
do Espírito de Deus, porque ele tem uma consciência e uma mentalidade limitadas. Isto acontece
seja porque tais homens não interessam-se da sua vida espiritual, sendo seus pensamentos
focalizados em os prazeres do mundo e a carne na riquezas e no poder; mas também porque cdo
Espírito Santo praticamente ninguém fala e entre entre pessoas que falam do Espírito, poucas
pessoas, eles são prevalentes aqueles que falam do Espírito em tais termos que é difícil entender
algo deste mistério que vivifica a vida. Contudo de décadas existem três livros publicados por um
físico experimental francês Jean E. Charon, que tem escrito ado Espírito de Deus em forma
compreensível para toda a gente. O título do primeiro livro do citado cientista era "o Espírito este
desconhecido". Charon tem demonstrado cientificamente que a mMatéria e o Espírito formam o
Todo e que a morte não existe; o cientista explicou-la em três livros, um dos quais ele tratou da
Relatividade complexa 75
A ciência ensina que todo é energia, porque Deus é energia 76
e que todos nós temos
energia. "… Todos temos familiaridade com a energia: o Sol é a origem do sob a forma de energia
solar, se trova no alimento que nós comemos e que mantém a vida. O conceito de energia pode
69
Cerchio Firenze 77, Dizionario del Cerchio, páginas 33-34 (Assoluto), páginas 71-72 (Dio) e páginas 296-297
(Tutto ; Tutto è perfetto ; Tutto-Uno-Assoluto), Mediterranee
70
Deuteronomio 30, 11-14 ; Vangelo di Giovanni, capítulos 14, 15, 16 e 17 ; Il Corano, trad. L. Bonelli, sura L 15,
Ulrico Hoepli; Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagens do 23 de Janeiro, 28 de Março, 17 e 26 de Julho, Amrita ;
Cerchio Firenze 77, Dizionario del Cerchio, páginas 33-34 (Assoluto), páginas 71-72 (Dio) e páginas 296-297 ( Tutto,
Tutto è perfetto, Tutto-Uno-Assoluto) Mediterranee
71
Il Corano, trad. L. Bonelli, sura III 40, Ulrico Hoepli
72
Vangelo di Matteo 5, 25-34 ; Vangelo di Luca 12, 22-31
73
Eileen Caddy, Le porte interiori, mensagens de 23 Janeiro, de 28 de Março, de 29 de Maio de
e de 17, 21 e 26 de
Julho, Amrita
74
Salmo 49, 13 e 21
75
Jean E. Charon, Il Tutto, lo Spirito e la Materia, páginas 17-44, Mediterranee; Lo Spirito questo Sconosciuto ,
Armenia; Morte, ecco la tua sconfitta, Mediterranee
76
Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagem de 13 de Fevereiro de
Amrita
10
ser o mais familiar em toda a ciência e, todavia, é um dos mais difíceis de definir. Pessoas,
lugares e coisas têm energia, mas observamos a energia sòmente quando algo acontece:
sòmente quando a energia é convertida ou se transforma em outra forma de energia. 77
".
Também sabemos que o pensamento é uma energia e que o cérebro tem uma atividade
elétrica que emana ondas 78
. Disso deriva de que também as orações, tanto mentais que orais,
são traduzidos em ondas cerebrais. Disso também deriva que sons de vozes individuais ou
colectivas são energias. E as energias consistem em vibrações ". Todo em torno de nós as coisas
oscilam e vibram. Também corpos demasiado pequenos para poder ser vistos, como os átomos,
estão sujeitos a oscilações e vibrações contínuas. Uma oscilação (ou uma vibração) é um moto
periódico de vaivém. Essa não pode existir em um único instante, mas emprega tempo para
desenvolver-se antes e atrás. Se batemos um sino, as vibrações continuarão por um determinado
tempo antes de extinguir-se. Uma oscilação no espaço e no tempo é dita onda. Uma onda não
pode existir em um único ponto do espaço, mas deve estenderse de um ponto ao un outro. A luz e
o som são ambos formas de energia que se propagam através do espaço sob forma de ondas ...
79
".
As religiões deveriam acordar-se para rezar, " todos juntos, no seus conjunto " para cada
tipo de mal, em horários predefinidos para acumular energias do bem; os fieles, também se
fossem separados fisicamente nas diferentes Igrejas – também se estas fossem muito distantes a
uma das outras, eles se acumulariam suas energias-orações; eles teriam mais eficácia em
conjunto, ao nível ultra físico do pensamento; por tais motivos as orações reforçar-se se rogamos
ao mesmo hora, para a mesma finalidade, ainda que em diferentes ambientes como Igrejas,
casas, cabanas, tendas ou para o em espaço aberto et caetera, porque as energias se cumulam 80
.
De Findhorn ha uma confirmação que as energias se atraem para lei do pensamento que
cria 81
: << O que você espera da vida? Você espera o melhor, ou também você és uma de quelas
almas que temem sempre o pior e que as coisas vão mal? Se é assim, você mereces, isto que te
acontece, porque você atraes su de te seja os eventos que você amas, seja aquêles que você
detestas e temes. Quando tua consciência é negativa, você atraes su de te a negatividade, como
o ímã atraes o ferro: te acharas assim em companhia de almas semelhantes a você, já que os
semelhantes se atrem. Quando a tua é consciência de amor, quando você transbordas das
alegrias da vida e quando teu coração está cheio de gratidão para todo e para todos, você
descobrirás de atrair aquelas almas felizes que irradiam o amor e a alegria em qualquer lugar eles
77
Paul G. Hewitt, Fisica por Concetti, página 101-108, Zanichelli
78
Helena Curtis, Invito alla biologia, página 389-392, Zanichelli
79
Paul G. Hewitt, Fisica por Concetti, página 350, Zanichelli
80
Amadeus Voldben, I prodigi del pensiero positivo, páginas 24 e 32, Mediterranee
81
Eileen Caddy, La voce di Dio a Findhorn, páginas 139-141(come l’uomo pensa così egli sarà; come pensate così
create, questa è la Mia legge), Mediterranee
11
vão. A tua vida será cheia de todo isto que pode oferecer de melhor. Por que não ver o lado bom
de cada situação? Vês o melhor que atraes su de te 82
>>.
A união de pensamentos semelhantes como aquêles das orações feitas com a intenção de
ajudar os outros, ou para o bem dos outros, acumulam-se; tornar-se assim possível que a energia-
oração de cada um para se adiciona aos energias-orações dos outros, em qualquer lugar eles
são, também porque, no plano mental, o mundo do pensamentos, há um espaço diferente do que
deste universo.
Quem reza tem um nível mais elevado de consciência de pessoas que não oram; em
outras palavras, pode-se dizer que se trata de diferentes percepções da realidade que nós
circunda. De fato, uma místico disse-nós que Ele sintonizava-se com Medjugorje durante a noite
sòmente pensando firmemente de estar situado na Igreja dos monges em Medjugorje; uma noite
veio-lhe a dúvida que isto fosse possível; á êle imediatamente foi dada a prova: ele ouviu a
palavra " Contato! ". Tem sido demonstrado que a energia-oração de cada um pode unir-se aos
energias-orações de outros, também distante milhares de quilômetros. É um dos tantos milagres
das energias e do pensamento. Tem sido demonstrado que é lícito ter dos dúbios que os Seres do
Céu clarificam! Mas não sòmente: Deus é dentro de nós e responde á todas as perguntas,
ajuda á resolver nossos problemas e Ele guia nós 83
!
As guerras demoníacas feitas no nome santíssimo do Senhor Allah, mas é Satanás ,
o espírito do mal, que quer o ódio e as guerras 84
: : os Timoratos de Deus islâmicos os
Moderados islâmicos têm o dever de fazer clareza em palavras Gihad ou Jihad, que “significa o
esforço para alcançar um objetivo específico . Com Gihad se entende também o esforço individual
para a fé << grande Gihad >> e para a ação e a missão morais… 85
; o Gihad ou Jihad, a
chamada guerra santa, mas é uma invenção de Satanás e/ou dos Fundamentalistas ou
Radicais islâmicos; por isto, o Gihad ou Jihad é um guerra demoníaca porque o Senhor
Deus não quereria o ódio e as guerras entre os homens, porém a paz e o amor, mas
respeita a nossa vontade porque nós tem dado o livre arbitrio 86
. .
É indispensável, daqui, repete-se, que, no interesse geral da humanidade os Timoratos de
Deus e os Moderados, islâmicos fazam clareza também sôbre este pônto. Com a caridade da
verdade e no interesse geral da humanidade, os Maometanos devem admitir que o Islão
moderado tem tolerado até agora a cultura demoníaca da assim dita guerra santa, o Jihad, que
é, em vez, uma guerra demoníaca com certeza , porque Mohammed após a conquista de Meca,
ordenou a matar sòmente quem atacava-lhes feita exceção para dez pessoas, entre as quais o
82
Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagem de 26 de Dezembro, Amrita
83
Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagem de 21 de Julho, Amrita
84
Medjugorje, I Messaggi della Regina della Pace, Mensagem, de 25 de Setembro de 2001, Shalom
85
Ralf e Friederike Stolleis Elger, Piccolo Dizionario dell'islam, página 136, Einaudi Tascabili
86
Siracide 15, 11- 20 ; Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagem de 32 de Julho, Amrita ; Cerchio Firenze 77,
Dizionario del Cerchio, página 161 (Libero arbitrio), Mediterranee
12
homem que tinha alterado alguns versículos do Alcorão 87
; por isto os Timoratos de Deus, e os
Moderados islâmicos, representados pelos seus iman ou por outras pessoas respeitáveis de cada
mesquita, eles deveriam sentir o dever de fazer saber oficialmente á todos e particularmente aos
violentos ou Radicais ou Fundamentalistas islâmicos violentos e aos terroristas, que a autorização
á se defender dada ao profeta Maomé, cessou com a derrota dos Coreiscitis. O Profeta, após a
conquista de Meca, concedeu a liberdade de culto, até mesmo aos Árabes pagãos 88
. Dêste
deriva que o Árabe Maometanos teriam devido se defender se atacados sòmente após a
conquista de Meca; além disso, os islâmicos que não teriam devido fazer a guerra a outros
para impor a sua religião, pois na Arábia, como em qualquer lugar, tinha que ser a liberdade
de culto 89
.
Você também mantém em mente que o Corão foi a Revelação dos beduínos, isto é dos
Árabes, um povo politeísta; também sobre êste pônto o Senhor Deus foi muito claro seja falando
do Corão 90
que falando de Maomé, do qual Ele disse explìcitamente que era o profeta dos Árabes
pagãos 91
, isto é dos Beduínos da época 92
. O Senhor Deus, através do Anjo Gabriel, nunca
disse que Maomé era o profeta de outros povos; em vez disse, Ele disse t que os Árabes
tinham o direito à liberdade de escolher a religião que eles preferiram 93
; por isto repeto: todas
as guerras e revoluções (os Jihads) que os Árabes têm feito de Maomé en depois para ampliar
os territórios do Islão, ou para impor a religião islâmica a outros povos ou para outros escopos são
guerras ou revoluções satânica .
O Islão violento não é uma religião verdadeira, mas uma anti religião 94
; as
verdadeiras religiãos de Deus são aquelas que predicam o amor, o perdão, a caridade, a paz e a
fraternidade entre os homens.
O Islã violento que faz guerra ou revolução para ampliar o seus territórios, para impor a
religião islâmica a outros povos ou para outros escopos é a antireligião de Satanás, o Anticristo
95
.
87
Sergio Noja, Maometto profeta dell'Islam, página 243, Oscar Mondadori
88
Il Corano, trad. L. Bonelli, sura XVIII 28, Ulrico Hoepli
89
Il Corano, trad. L. Bonelli sura II, 257-259 e sura XVIII, Ulrico Hoepli
90
Il Corano, trad. L. Bonelli, sura XX 112 ; sura XXVI 192-196 ; sura XLIII 2 e sura XLIV sura 58, Ulrico Hoepli
91
Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, páginas 13-14 (Araba lingua), sura XIII 37 ; sura XVI 103 ; sura
XXVI 192-195; sura XXXIX 27-28 ; sura XLIII XLIV 58 páginas 74-83 (Maometto ;) ; lá muitas suras, entre eles: sura
XXVI 192-195 ; sura XXXIX 27-28 sura XLIII 3 ; XLIV 58 ; páginas 74-83 (Maometto) ; muchas sure entre quais
XIII 90 ; sura II 119-120 , sura II 151; sura II 272; sura III 20 ; sura III ; 61-63 ; sura III 68-69 ; sura III 84-85; sura III
121-123 ; sura III 144 ; Sura IV 78-80 ; sura IV 113 ; sura IV 115 e assim por diante, Xenia Tascabili
92
Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, página 77 ( sura VII 157-158 e 188, Xenia Tascabili ; em vez de VII
sura Nangeroni escreveu VI na página 77 ); a confirmação do erro pode ser encontrado em märkel R. Piccardo, Il
Corano, páginas 153 e 156, Newton & Compton Editori. Podemos encontrar a confirmação de que há o VII sura mesmo
na tradução do Alcorão feita por L. Bonelli, sura VII 156-157 e 188, Ulrico Hoepli
93
Il Corano, trad. L. Bonelli, sura II 257-259 V 73 ; sura 28, e sura XVIII Ulrico Hoepli
94
Cerchio Firenze 77, Dizionario del Cerchio, página 30 (Anticristo), Mediterranee
95
Cerchio Firenze 77, Dizionario del Cristo, página 30 (Anticristo), Mediterranee
13
O homicídio: o homicídio é proibido pelo Corão 96
e maior razão os atentados e as
matanças dos terroristas; por isto aos Fundamentalistas, aos Radicais violentos e aos Terroristas
islâmicos todos os Timoratos de Deus e os Moderados islâmicos devem fazer para saber
oficialmente que eles, os Fundamentalistas, e Radicais violentos e Terroristas islâmicos violentos,
falam e agem em nome e no seu interesse e em aquêle de Satanás, porque a suas religião é o
poder e nas mesquitas sucedem as pior coisas 97
; por isto os Fundamentalistas, ou Radicais e
Terroristas islâmicos não agem, nem eles podem agir em nome de Deus toda as vezes que
eles falam ou agem mal, porque Deus quereria a paz e o amor entre os homens, porque
Deus mesmo é amor 98
. Em especial modo quando os Fundamentalistas ou Radicais islâmicos
quando eles falam e agem para declarar e fazer o Jihad a outros povo, falam e agem em seu
nome e o de Satanás, porque o verdadeiro significado de Jihad não é aquêle de uma guerra aos
outros povos, mas aquêle de um esforço para alcançar um determinado objetivo. Com Jihad se
entende também um esforço individual a fé <<Grande Jihad>> ou para la ação e a missão morais
99
; por isto todas as guerras e revoluções islâmicos por impor a religião Islâmica ou a
Maometismo a outros povos são demoníacas. Eles são também demoníacas instigaçãos dos
Fundamentalista ou Radicais islâmicos para matar os crentes de outras religiões como o Cristãos
no Sul de Sul Sudan e em Nigéria porque o Corão proíbe o homicídio e a violência 100
e impõe a
liberdade de religião, como já se disse.
Se queremos que os povos teístas caminhem na direção da Comunhão dos seres, isto é,
rumo à unidade que nós espera, pois que em Deus todo é Um 101
, é necessário que os Timoratos
de Deus e os Moderados islâmicos reconhecam que a Revelação ao Profeta Maomé foi dada por
um polytheistical povo que ensinava a matar, também seus próprios filhos " por medo de futura a
pobreza 102
" ; a sobredita Revelação deve ser considerada também essa sujeita ao
explicação do Decálogo 103
- assim como as outras Sacras Escrituras - feita pelo Messias
Jesus nos Evangelhos antigos e modernos. Todas as Sacras Escrituras do mundo, em
qualquer tempo feitas como qualquer outro documento, devem ser avaliadas na base do seu
conteúdo e não na base ao period de tempo em que foram feitos.
96
Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, páginas 93-94 (Non ammazzare nessuna persona “senza giusto
motivo e noi diamo al ciratore dei suoi interessi la potestà di vendicarlo….” minha nota:le parole tra virgolette e
sottolineate per me sono una aggiunta araba) , sura II 178-179, sura IV 92-93 sura V 32 e sura XVII 33, Xenia Tascabili
97
Magdi Allam, Jihad in Italia, página 96, Oscar Mondadori
98
Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagem de 17 de julho, Amrita e La voce di Dio a Findhorn, página 42,
Mediterranee
99
Elf Elger e Friederike Stolleis, Piccolo Dizionario dell'Islam, página 136, Einaudi Tascabili
100
Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, páginas 93-94 (Omicidio), sura 178-179, sura II 178-179, sura IV 92-
93 sura V 32 e sura XVII 33, páginas 94-95 Opere buone, sura III 195, sura IV 36 e 40, VII, 199 sura XLV sura 30,
Xenia Tascabili (Minha nota: per me queste sure sono state modificate dagli Arabi per uccidere chi vogliono)
101
Vangelo di Giovanni, capítulos 14, 15 e 17 ; Eileen Caddy, La voce di Dio a Findhorn, páginas 26-27 e 103,
Mediterranee
102
Il Corano, trad. L. Bonelli, sura XVII 33, Ulrico Hoepli
103
Maria Valtorta, L’Evangelo come mi è stato rivelato, Vol. VII, páginas 123-124, CEV srl, 03036 Isola del Liri
(Frosinone), Italia
14
Faço um breve confronto emtre alguns pedaços do Evamgelho e do Alcorão, os quais
demonstram a perfeição espiritual dos Evangelhos (em comparação com as Revelações de todas
as outras religiões do mundo também aquela do Alcorão); isto porque o Messias era a Palavra de
Deus, como também resulta do mesmo Corão 104
. A Redenção e a Salvação de todos os
homens, de qualquer raça, povo ou religião pertencam, foi confiada por Deus a Jesus Cristo,
assim como resulta também da Revelação de Deus á Eileen Caddy da Comunidade de Findhorn,
na Escócia, do século XX 105
.
Comfronto entre algumas pedaços do Evangelho e do Alcorão com a Caridade da
Verdade : falando da Nova Justiça, que Deus quer que fosse feita também em Terra, o Senhor
Jesus de Nazaré, Filho de Maria e do Espírito/vontade de Deus 106 ;
o Pastor de todos os povos 107
, disse na Palestina cêrca dois mil anos atrás com respeito ao Decálogo:
1. << Você não devem pensar que eu seja vindo á abolir a Lei de Mosè e o ensinamento
dos profetas. Eu não sou vindo para abolir, mas para cumprir-la em perfeita forma. Porque eu
seguro-vós que até á quando ali será o céu e a terra, tão poco a mais pequena palavra, antes
uma vírgula, será cancelada da lei de Deus (minha nota: o Decálogo 108
); e assim até quando
todo não será cumprido. Por isto quem desobedece ao mais pequeno dos mandamentos e
insígnias aos outros, á fazer como ele, ele será o mais pequeno no reino de Deus. Quem em vez
põe em prática todos os mandamentos e ensina-los aos outros, será grande no reino de Deus.
Uma coisa é certa: se você não fazem mais sèriamente a vontade de Deus de como fazem os
fariseus e os doutores da lei, você não entrarão no reino de Deus 109
>>. (minha nota: também o
Corão, assim como a Torá e o Evangelho que têm precedido o Corão foram extraídos pelo
Decálogo, do qual derivam os três grandes revelações teístas, o primeira é a Torá para os
Hebreus, a segunda, o evangelhos para todos os homens, incluídos os Judeus; a terceira é para
os Árabes e é o Alcorão em língua árabe 110
. A partir de cada Revelação uma religião teísta
nasceu 111
, de cada uma de essas, o Decálogo 112
e os Mandamentos do amor 113
são a magistral
Fonte principal.
2. << Você sabe que na Bíblia foi dito aos nossos pais: não matar. Quem matará um outro
ele/ela será levado na frente do juiz. Mas eu vós digo: também se um perder o seu temperamento
104
Il Corano, trad. L. Bonelli, sura III 40, Ulrico Hoepli
105
Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagens de 24 e 25 Dezembro, Amrita ; Cerchio Firenze 77, Le grandi verità
ricercate dall'uomo página 160, Mediterranee
106
Il Corano, trad. L. Bonelli, sura III 40 e 52-53, Ulrico Hoepli
107
Vangelo di Matteo 28, 18-20 ; Vangelo di Giovanni 10, 14-16 ; Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagens, de 24 e
25 de Dezembro, Amrita ; Cerchio Firenze 77, Le grandi verità ricercate dall'uomo, página 160, Mediterranee
108
Deuteronomio 5, 6-22
109
Vangelo di Matteo 5, 17-20
110
Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, páginas 13-14 ( Araba lingua ), sura XIII 37, XVI 103, sura XXVI
192-195, sura XXXIX 27-28, sura XLIII 3 e sura XLIV 58, Xenia Tascabili
111
Il Corano, trad. L. Bonelli sura II, 129-130, sura III 78-79, sura V 53, e sura XLII 11, Ulrico Hoepli
112
Deuteronomio 5, 6-22
113
Levitico 19, 18 e Deuteronomio 6, 4-9 ; Vangelo di Matteo 22, 34-40
15
contra seu irmão, ele/ela será levado na frente do juiz. E quem diz a seu irmão: "Você és um
idiota", ele/ela será levado em frente do tribunal superior. Quem lhe diz: " traidor" ele/ela pode ser
condenado ao fogo do inferno. Por isto, se você estás levando tua oferta ao altar de Deus, e
recorda-te que o teu irmão tem algo uma contra ti, deixa a oferta diante do altar, e você vais para
reconciliar-te com o teu irmão; depois, torna e apresenta tua oferta Desta forma, se você estás
andando com teu adversário em tribunal, fazes prestes á meter-te de acôrdo avir com êle, porque
ele pode consignar-te aos guardas para meter-te em prisão, Eu Seguro-te que você não vai sair
de lá até que você não terá pagado o último centesimo 114
>>. (minha nota: o Corão disciplina o
homicídio 115
, mas não creio que tenha-lo disciplinado Deus; foram os Árabes alterando assim o
Corão. Todos sabemos que a disciplina é uma coisa muito diferente da proibição; em cada caso o
Decálogo que veda o matar e os Mandamentos do amor são válidos para todos os homens,
também para os Maometanos) ;
3. << Você sabem que na Bíblia foi dito: Não cometer adultério. Mas eu vós digo: se um
olha a mulher de um outro porque ele quer ela, em seu coração ele tem já pecado de adultério
com ela. Se o teu olho direito te faz cumprir o mal, arranca-lo e arremessa-lo fora: é melhor perder
sòmente uma parte do teu corpo, antes que de ser arremessado todo inteiro ao inferno. Se a tua
mão direita faz-te cumprir o mal, talha-la e arremessa fora: é melhor perder sòmente uma parte do
teu corpo, antes que de ser arremessado todo inteiro ao inferno 116
>>.
O Corão proíbe o adultério, mas disciplina-lo; também em êste caso penso que o Corão foi
alterado pelos Árabes 117
, Em quanto a Gênesis 118
preve uma única espôsa para cada homem, o
Corão não preve de mais não se exprime sôbre o número de espôsas 119
ou pelo menos assim
resulta do Corão que nós è chegado assim quem quer pode interpretar as suras como ele quer,
como de fato é acontecido no Islamismo: la poligamia é admitida pela religião islâmica: os
Maometanos pode ter até quatro espôsas!
O Corão não se exprime sôbre o número das espôsas, como já foi dito, mas as mulheres e
os filhos estão listados entre os bens terrestres juntamente com aos tesouros de ouro e de prata,
aos cavalos, as greis e os campos férteis. No Alcorão está escrito: << O homem que tem
abundância de meios expende com liberalidade, enquanto o homem ao qual Deus tem dado
pouco expende aquêle pouco. Deus não obriga nenhum á fazer de mais de aquêle que um está
capaz de fazer… 120
. Deriva dêste que o pobre Maometanos deveriam limitar-se a dar à luz um
filho apenas ou o máximo de dois, como acontece na China (obrigação legal) e na Europa (livre
escolha de bom e inteligente de pais).
114
Vangelo di Matteo 5, 21-26
115
Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, página 93-94), Omicidio (sura II, 178-179 sura IV 92-93, sura V 32
sura 33, XVII, Xenia Tascabili
116
Vangelo di Matteo 5, 27-30
117
Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, páginas 6 e 7 (Adulterio), sura IV 16, sura XXIV 2-3, Xenia Tascabili
118
Genesi 2, 24
119
Il Corano, trad. L. Bonelli, sura IV 19-30, Ulrico Hoepli ; Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, página 90
(Moglie), sura IV 19-21 e sura V 5, Xenia Tascabili
120
Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, página 16 Terreni (Beni), sura LXV 7, Xenia Tascabili
16
Não considerando as alteraçãos árabes ao Corão as diferenças entre a Bíblia e o Alcorão,
como no caso do homicídio são explicáveis, porque as Revelações divinas são progressivas ou
melhor apropriadas ao povo para o qual foram feitas, mas, em cada caso, a linguagem de Deus,
ou melhor, de Allah é sempre simples, clara, coerente e exauriente. Quando a linguagem de
Deus não é assim, o isto significa que foi modificado pelo homem, dos Árabes no caso do
Corão 121
, de modo particular os versículos que têm por objeto as espôsas têm sido escritos de
forma a poder ser interpretados 122
. Isto porque, sobretudo, dos versículos do Alcorão, o número
das espôsas não resultar, nem é mencionado ao monogamia e ao poligamia. Esta linguagem
não me parece a linguagem de Deus, porque o Senhor está sempre simples, claro, coerente e
exauriente, como já se disse. No mesmo Corão, há uma série de exemplos de linguagem divina.
A perfeição do linguagem divino resulta das antigos Evangelhos (Mateus, Marcos, Lucas,
João e Thomas) e das aquêles modernos (o Evangelho ditado a Jakob Lorber no XIX século e
aquêle feito reviver a Maria Valtorta no século XX); a perfeição do linguagem divino, resulta
especialmente das duas Evangelhos modernos, porque eles têm sido transcritas imediatamente
após que o pedaço foi ouvido pelos referidos Evangelistas, Jakob e Maria. Tal perfeição também
resulta sobretudo da Revelação de Deus do século XX a Eileen Caddy, da Comunidade de
Findhorn, na Escócia, porque os ensinamentos (Mensagens) diários de Deus têm sido transcritas
por Eileen imediatamente depois de ter ouvido a eles.
No Corão é escrito que os Árabes devem viver castamente …; eu não sei como seja
possível viver castamente com mais espôsas até a quatro, de acordo com o islamismo!
Eu também me pergunto como fazem os islâmicos pobres a manter bem quatro espôsas e
seus numerosos filhos até a vinte! A espôsas e filhos, eles vão fazer a sofrer a fome, a sede e o
frio, mas após o pobre islâmicos fazer de pior:
a. de fato a religião islâmica permite que as meninas podem casar aos seis anos de idade; a
muito difundido na prática diária, as famílias que eles vendem, as meninas são
muitíssimas: "Só na África, a espôsa-meninas são 15 milhões a cada ano 123
";
b. Os Maometanos fazem trabalhar os seus meninos e não mandam ao escola, privando-los
das jóias da seus idade.
O matrimônio com um adulto sujeita as meninas a traumas terríveis á começar a partir da
separação da criança da família de origem; de outros possíveis traumas não quero falar enquanto
o Alcorão ensina o amor aos próprios parentes 124
; quem vende uma menina não ama-la!
121
Sergio Noia, Maometto profeta dell'Islam, páginas 115-125, Oscar Mondadori ; Michael Cook, Il Corano, páginas
144-148 (Dubbi ed enigmi), Einaudi Tascabili ; Paolo Branca, Il Corano, páginas 53-67 (Dalle prime redazioni al
Corano come è oggi), Il Mulino ; Paolo Branca, I Musulmani, páginas 23-25 (Il Corano), Il Mulino
122
Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, página 90 (Moglie), sira IV 19-21 e sura V 5, Xenia Tascabili
123
La Madonna di Monte Berico, Rivista mensile di attualità, Ottobre 2009-n°8. páginas 42-43, Viale X Giugno 87 -
36100 Vicenza
124
Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, página 94 (Onestà), sura XVI 90, páginas 94-95 (Opere buone), sura
III 195, sura IV 36, sura VII 199 e sura XLV 30, Xenia Tascabili
17
Os Fundamentalistas e os Radicais islâmicos ensinam aos seus crentes que um boa
muçulmana deve procriar pelo menos cinco filhos… mas é assim que eles esperam de
conquistar o mundo, começando a fazer do mal aos espôsas e aos filhos de suas crentes
também com o trabalho juvenil. Os Mestres espirituais do Cerchio Firenze 77 (Círculo Florença
77) ensinam (em um de seus livros) que o piores entre os homens são aquêles que fazem
longamente sofrer.
No Corão, há também a proibição de ter relações sexuais ilicitas 125
.
Na minha opinião da religião islâmica, os árabes fizeram o isto que quiseram; é
possível que o mesmo pode ser dito do Corão porque foi transcrito muito tempo depois e,
sobretudo, não foi verificado por Mohammed 126
.
4. Você sabe que na Bíblia foi dito: << Quem quer abandonar sua própria espôsa, ele
deve dar-lhe uma declaração escrita do divórcio. Mas eu lhes digo: quem a sua própria mulher
envia - exceto o caso de relacionamento ilegal - ele coloca-la em perigo de se tornar adultéra. E
quem se casa com uma mulher abandonada pelo marido, também comete adultério êle 127
>>.
(minha nota : Se refleta sobre Gênesis 2, 24: " Por isto o homem deixará seu pai e sua mãe,
unirá-se à sua mulher e os dois serão uma coisa só, isto é um ser sozinho ". Os dois, o homem e
a mulher teriam criado uma nova família. O Senhor Deus, o Criador, não prescreveu a poligamia;
mas a monogamia; dêste deduzimos que a poligamia é um desejo veemente árabe. Se refleta
também obre o quanto o que está escrito no Corão sobre aos espôsas 128
; Se refleta também
sobre os bens de proprietade privada entre os quais os filhos estão listadas 129
- e su isto diz que
o Corão sobre os filhos 130
) ;
No Alcorão está escrito:
a. << Oh você que creem! Não é lícito herdar espôsas, contra a suas vontade, nem
impedir-lhes de maridarse novamente ao escopo de repreender isto que têm lhes dado em dote,
exceto no caso de uma infâmia cometida por ela de maneira explícita; tratam lhes com gentileza
no entanto, porque se você tratam-la com desprezo, pode acontecer que você despreem uma
coisa em que Deus tem reposto um grande bem. E se você entendem trocar uma espôsa com
uma outra e a uma de essas você têm dado uma grande quantidade de ouro, não é possível
rpreender-lo; e não tentam apropriar dêste através de uma calúnia ou acusando-la da culpa da
descrença. E como você fazem á tirar-lhe suas coisas quando você têm usadas juntos e ela tem
125
Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, página 90 (Moglie), sura V 5, Xenia Tascabili
126
Sergio Noja, Maometto profeta dell'Islam, página 121, Oscar Mondadori; Paolo Branca, Il Corano, página 53-67, Il
Mulino ; Michael Cook, Il Corano, páginas 125-152, Einaudi Tascabili
127
Evangelho di Matteo 5, 31-32
128
Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, página 90 (Moglie) sura IV 19-21 e sura V 5 , Xenia Tascabili
129
Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, páginas 15-16 (Beni terreni), sura III 14; sura IX 55 ; sura XI 15-17 ;
sura XVIII 46 ; sura XX 131 ; sura XXVIII 60 ; sura LXIII 9 ; sura LXIV 14-15 ; sura CII 1-8 ; sura VII 31 ; sura LXV
7 , Xenia Tascabili
130
Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, página 44 (Figli), sura XLII 49-50, Xenia Tascabili
18
estipulado com você um pacto solene 131
? >> (minha nota: não me parece o linguagem de Deus)
;
b. << e vós são permitidas como espôsas as mulheres honestas que creem, como
também as mulheres honestas, entre as pessoas que receberam o Livro antes de vós, contanto
que respeitem o obrigação de fornecer-lhes um dote, e vós empenham a viver sem ter relaçãos
sexuais ilícitostomando vós das amantes 132
>> .
5. O Senhor Jesus diz :
a. << Você ainda sabem, que na Bíblia foi dito aos nossos pais: Não jurar a falsificação,
mas faz aquêle que você tens prometido com juramento diante de Deus. Mas eu vós digo: não
jurar nunca: nem para o céu, que é o trono de Deus; nem pela terra, que é o escabêlo de seus
pés; nem por Jerusalém, que é a cidade do Senhor. Não jurar tão pouco sôbre a tua cabeça,
porque você não tem tão pouco o poder de fazer se tornar branco ou negro um de teus cabelos.
Simplesmente dizem "sim" e "não": todo o resto vem do diabo 133
; >>
b. << Você sabem que na Bíblia foi dito: Olho por olho, dente por dente. Mas eu vós digo:
não vingam vós contra quem vós faz do mal. Se alguém te dá um bofetada na maça do rosto
destra, oferece-lhe também a outra. Se um quer fazer-te um processo para tomar-te a camisa,
você deixas-lhe também o capa. Se um constrange-te a acompanhá-lo por um quilômetro, você
vá com ele para dois quilómetros. Se alguém pede-te algo, dar a ele. Não virar as ombras a quem
pede-te um empréstimo 134
>>. (minha nota sabemos que as Revelações divinas são
apropiadas ao povo ao qual foram faitas, porque o Senhor Deus adapta-as para as
possibilidades de entendimento dos povossalvo alterações. Por exemplo a vingança foi uma
junção áraba que alterou o Corão 135
, mas para os Maometanos - como para outros povos - está
em vigor o Decálogo que proíbe o matar em cada caso);
C. << Você sabem que foi dito: Ama teus amigos e que odeia teus inimigos. Mas eu digo
vós: Amem também os vossos inimigos, rogem pelos que vós perseguem. Fazendo isto você vai
se tornarão verdadeiros filhos de Deus, vosso Pai, que está no céu. Porque ele faz surgir o seu
sol sôbre os maus e sobre os bons, e faz chover para aquêles que fazem o bom e para aquêles
que fazem o mal. Se você amam sòmente aquêles que vós amam, que mérito você têm? Os
malvados também se comportam desta maneira! Se você saudam sòmente vossos amigos, você
estão fazendo algo de melhor dos outros? Também aquêles que não conhecem a Deus se
comportam desta maneira! Você sejam, portanto, perfeito, como é perfeito vosso Pai no céu 136
>>. (minha nota: Cristo sóbre a Terra era a Palavra de Deus que desdobrava o Decálogo; por isto
131
Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, página 90 (Moglie), sura IV 19-21, Xenia Tascabili
132
Aledssandro Nangeroni, Dizionario del Corano, página 90 (Moglie), sura V 5, Xenia Tascabilio
133
Vangelo di Matteo 5, 33-37
134
Vangelo di Matteo 5, 38-42
135
Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, página 94 (entre as suras do homicídio), sura XVII 33, Xenia
Tascabili
136
Vangelo di Matteo 5, 17-47
19
os Muçulmanos integraem o Corão com os Evangelhos. Muitos Muçulmanos fazem-lo com
grande sofrimentos, devido à violência do Sunna e da Sharia 137
) .
6. O Corão disciplina o homicídio no tempo que o Decálogo e os Evangelhos proibem-lo : ver a
seguinte suras do Corão: sura II, 178 e 179; sura IV, 92-93; sura 32 V; sura XVII 33132 138
. (minha
nota: em êste - como em outros casos - é possível que Deus, na sua bondade, considerei os
usos e os costumes dos Árabes pagãos para facilitar-lhes na observância da nova religião, mas é
mais provável que os Árabes tenham alterado o Corão);
7. O Evangelho proíbe o matar porque é fundado sôbre o Decálogo 139
;
8 . O Evangelho ordena: << Ama o Senhor, teu Deus, com todo o teu coração, com toda a
tua alma e com toda a tua mente. Éste é o maior mandamento e o mais importante. O segundo é
igualmente importante: ama o teu próximo como a ti mesmo. Toda a lei de Mosè e todo o
ensinamento dos profetas dependem êstes dois mandamentos 140
>>. (minha nota : Os
Evangelhos explanam o Decálogo: Deuteronômio 5, 6-22 ) ;
9. O Corão ordena :
a. << e quando você terão cumprido os ritos, nomeam o nome de Deus, com a
mesma veneração com a qual nomeam o nome de vossos pais, antes maior 141
>>; (minha nota:
:você confrontam esta regra com os Mandamentos do amor: Levitico 19, 18 ; Deuteronomio 6, 4-
9 ; Evangelho de Mateus 22, 34-40
b. << e você fazem o nome de Deus nos dias estabelecidos; mas quem apressar-
se nos dois primeiros dias não fazerá o pecado, como ele/ela não fazerá-lo quem indulgenciará,
se ele/ela tem temor de Deus. Você temem a Deus, portanto, e você sabam que na frente dêle
você serão todos reunidos 142
>>;
c. << Nomea o nome do teu Senhor, no teu íntimo, em humildade e com espírito
de reverência, e a voz baixa, a manhã e a noitinha, e não ser entre as pessoas que se esquccem
de Deus 143
>>;
10. O Alcorão ainda ordena:
a. << Na verdade Deus ordena a justiça, a beneficência, o amor aos parentes
(minha nota: para me aou parentes é uma junçe ele proíbe o devassidão e o mal e a prepotência
a fime de que você possessem meditar 144
>> minha nota: para mim “aos parentes“ é uma junção
árabe que altera o Alcorão );
b. << você fazem o bem a seus pais, como também a seus parentes, aos órfãos e
os pobres homens, e ao vizinho que é vosso parente e ao vizinho que é vosso estranho e ao
137
Jean-Marie Gaudeul, Vengono dall'Islam chiamati da Cristo, EMI
138
Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, páginas 93-94), Omicidio (Xenia Tascabili
139
Maria Valtorta, L'evangelo come mi è stato rivelato, Vol. VII, páginas 123-124, CEV srl, 03036 Isola del Liri
(Frosinone), Italia
140
Vangelo di Matteo 22, 34-40
141
Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, página 9, sura II 200, Xenia Tascabili
142
Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, página 9, sura II 203, Xenia Tascabili
143
Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, página 95, sura IV 36, Xenia Tascabili
144
Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, página 94, sura XVI 90, Xenia Tascabili
20
companheiro de viagem e ao viandante e ao escravo, pois que Deus não ama quem é soberbo e
vaidoso 145
>>;
c. << Sabe perdoar. Invita á cumprir o bem. Afasta-te das pessoas que ignoram a
fé 146
>>;
d. << E em verdade aquêles que acreditaram e eles terão cumprido algumas boas
obras, o Senhor irá tratar-los com misericórdia. Este é o sucesso evidente 147
>>.
11. O Evangelho de Mateus : temos evidênciado sòmente uma parte
do capítulo 5 do Evangelho de Mateus, mas em verdade os capítulos 5, 6 e 7 constituem um mini
Evangelho brevíssimo, mas exauriente em sua síntese, mas devemos também considerar seja o
Evangelho de Tomé 148
(descoberto em 1945 vizinho ao aldeia de Dag Hammadi, no Egito, ao
longo do curso do Nilo em uma jarra) que dos modernos Evangelhos:
a. O grande Evangelho de João (11) volumens revelado a Jakob Lorber no
século XIX pelo Senhor Jesus; de êste Evangelho existe uma síntese, á cura de Josef Mahlberg,
“Il Signore parla (o Senhor fala, editado pela Arménia. Tal Evangelho tem sido ditada pelo Senhor
Jesus a seu escriba austríaco Jakob Lorber. No século 19
o Evangelho ditado (lorber 11 volumens) foi
publicada inteiramente com outros livros muito importante do Cristo por La Nuova Rivelazione,
Via Vetrego, 148 -30035 Mirano (Venezia), telefone e fax - 041 43. 61. 54 . Uma seleção das
passagens do Evangelho, tal como já foi dito, que se refere a grandes temas "… que problema
desde sempre o homem, Deus e o seu reino, a Criação, o porquê da vida do homem sobre a
terra, o livre arbítrio, a imortalidade da alma, o significado do dor, a morte e a vida após a morte, a
reencarnação, o fim dos tempos… uma Mensagem assenerante, de amor e de esperança, ao
qual o homem de hoje, qualquer poda ser sua opinião sobre a fonte inspiradora, ele/ela não pode,
sem dúvida, permanecer indiferente ";
b. O Evangelho feito reviver novamente a Maria Valtorta no século XX (10
volumens) pode ser definido un Evangelho integral em comparação com os quatro Evangelhos
canônicos (Mateus, Marcos, Lucas e João) e ao Quinto Evangelho do apostólo Tomé (publicado
pela Macroedizioni). O evangelho revelado a Maria Valtorta foi publicado pela CEV Srl, Viale
Piscitelli 89-91, 03036 Isola del Liri (Frosinone), Italia;
Em tais capítulos 5, 6 e 7 do Evangelho de Mateus, o Cristo não mudou sòmente o ordem
dos valores do homem, mas Ele também indicou ao homem mesmo uma nova maneira de pensar
e de se comportar, em relação ao pensamento, implicitamente, Jesus disse que o pensamento é
uma realidade ultra física muito importante quando Ele ensinou, como já se disse acima: "… Mas
eu vós digo: se um olha a mulher de um outro, porque ele quer ela, em seu coração já tem
pecado de adultério com ela 149
" .
145
Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, página 95, sura IV 36, Xenia Tascabili
146
Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, página 95, sura VII 199, Xenia Tascabili
147
Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, página 95, XLV 30, Xenia Tascabili
148
Tommaso apostolo, Il quinto Vangelo, tradução de Mario Pincherle, Macroedizioni
149
Vangelo di Matteo, 5, 27-28
21
Nos capítulos 5,6 e 7 do Evangelho de Mateus o Cristo inovou a concepção judaica de um
colérico e vingativo Deus nós apresentando o Altíssimo Senhor como o Pai bom e justo,
misericordioso e providente e sempre disponível para nós escutar, para nós guiar 150
e dar-nos
coisas boas ou bem o alimento necessário para viver, o ajuda de Anjo Custódio e todo isto de que
temos necessidade para expandir nossa consciência para nós tornar justos, misericordioso e
puros 151
, isto é, santos para fazer-nós tornar-se dignos ser admitidos no Reino do Céu. Quando
em um lugar da terra não há o alimento indispensável para viver, isto não depende de Deus, mas
do egoísmo, avidez, incúria, negligência, avareza, preguiça dos homens ou povos e pelos
desastres ambientais que têm causado, pois que nós podemos viver nos desertos também (se
poderia viver também nos desertos se os homens se meteriam em contacto com os Anjos da
Natureza e cooperiam com lhes como acontecia no passado: " o deserto pode florescer como a
rosa 152
).
12. Confronto entre a caridade do Senhor Jesus e aquela do profeta Maomé: fazemos
relevar a diferença entre, o amor de Jesus, que emerge de todos os Evangelhos (por exemplo o
episódio da mulher adúltera 153
) e a humanidade de Maomé: << Se escureceu em rosto
(Maomé) e virou os ombros quando o cego veio ao lado dêle. E quem te diz que ele não fosse
vindo para purificar a si mesmo e que estaria pronto para escutar o admoestação divino, que teria
sido de grande utilidade para êle? Em vez se vem um rico você recebê-lo com muita atenção e
não te interessa saber se êle está disponível para a fé. Enquanto que vem de você cheio de zelo
você trancuras 154
? >> . ( Nota de Alessandro Nangeroni para estes versetos : estes versetos
aludem a um episódio que Deus exprobra a Maomé: um homem cego foi para encontrá-lo no
tempo que êle estava falando com alguns dos notáveis ricos de La Meca, êle se enfastiou e ele o
mandou-lo fora 155
);
13. Confronto entre os milagres do Senhor Jesus e aquêles do profeta Maomé: o Corão :
refere dos milagres feitos por Cristo ( sura III 43 e sura V 110 do Alcorão traduzido por L. Bonelli,
Ulrico Hoepli ), no tempo que Maomé não fez milagres 156
;
14. Do Profeta Maomé, o Corão diz entre outras coisas:
A . Sura XIII 30: << Assim nós a recitar-lhes aquêle temos-te revelado; mas eles renegam o
Misericordioso. Dizes a eles; ele é o meu Senhor, não há outro Deus, mas êle, em êle tenho me
confiado, a êle revolvo-me e retornarei a êle >>;
B. Sura II 97: <<Foi êle [Gabriel] que depôs o Corão no teu coração>>;
150
Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagem, de 21 de Julho, Amrita
151
Cerchio Firenze 77, Le grandi verità ricercate dall'uomo, página 49 (Mantra del Karma), Berkley
152
Dorothy Maclean, Spiriti di Natura, página 81-82, Mediterranee
153
Vangelo di Giovanni 8, 1-11
154
Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, páginas 79-80, sura LXXX 1-10, Xenia Tascabili
155
Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, página 80, nota de A. Nangeroni, Xenia Tascabili
156
Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, página 89 (Milagres), sura XVII 59, Xenia Tascabili
22
C. Sura II 119 -120: << Temos-te de fato, como portador de verdade, anunciador de uma boa
revelação e admoestador, mas você não serás responsável das pessoas que se serão
condenados e eles estarão ao inferno. >>;
D. Sura II 151: << E assim temos enviado no meio de vós um mensageiro que pertence a vosso
povo, que recita os meus sinais, rende-vós torná-lo puro, ensina-vós o livro e o conhecimento e
mete-vós a conhecimento de aquêle que antes não sabia . >>. Nota de Alexander Nangeroni : "
Mohammed é de estirpe Árabe meccana";
E. Sura II 272: <<Você não és [o Maomé] aquêle que guiá-los, mas é Deus que guia quem ele
quer>>;
F. Sura III 20: << E se eles quererão discutir com te respondes: eu tenho dado me mismo a Deus
[= Eu tenho feito o islã], como tem feito também que me segue. E dize àos pessoas aos quais foi
dado o livro e aos pagãos: você querem você também para dar-lhe a Deus? [= você também
querem fazer o islã?]. E se eles se serão dados a Ele [= se terão feito o islã] eles receberão a guia
correta, mas se eles virarão a ti as ombros, você não deves preocupar-te outra coisa que não a
de levar a mensagem, será Deus á observar aquêle que seus servos fazem >>; minha nota
em vez, Jesus é o Redentor 157
, o Salvador 158
e o Juiz 159
de todos os homens de qualquer raça,
povo ou religião eles pertencam);
G. Sura III 61 -63: << A aquêles que quererão discutir com você sôbre Jesus, depois de quanto
foi revelado a ti você dize: Você vem, chamamos nossos, e vossos filhos, as nossas e vossas
mulheres e todos nós e todos vós invocamos juntos a maldição de Deus sôbre quem diz o falso. A
verdade é que não há outro deus que Deus e em verdade Deus é sapiente e potente. E se eles
viram a ti as ombros, certamente, Deus sabe quem leva a corrupção>>;
….
H. Sura III 144: << Maomé não é que um profeta, como aquêles que o têm precedido no
passado >>;
I. Sura IV 78 -80 : <<… Quem obedece ao mensageiro obedece a Deus e quem se afasta de êle
se afasra de Deus. Nós não temos mandado a ti como seus protector >>;
.
L. Sura IV 113: <<…e Deus tem revelado a ti o livro e a sabedoria, e ele fez te conhecer aquêle
que você não sabia e a graça de Deus sôbre você tem sido imensa>>;
…
M. Sura XLI 6: <<Você dize: Certamente eu sou um homem como você , um homem ao qual
tem sido revelado que o vosso Deus é um único Deus, a Ele você dirigir-se e pedir-lhe perdão,
queixumes aos idólatras>>;
157
Maria Valtorta, L'evangelo come mi è stato rivelato, Vol. IX, página 280, CEV srl, 03036 Isola del Liri (Frosinone),
Italia
158
Vangelo di Luca 2, 8-20 ,
159
Vangelo di Matteo 28, 18-20 ; Jakob Lorber, Il Signore parla, páginas 181-184 (Il giorno del giudizio e la
resurrezione della carne), Arménia
23
N. Sura XLVI 6: << Você dize: Eu não sou um inovador entre os mensageiros >>;
O. Sura LXXXVIII 21-22: <<Sê de admoestação para todos porque você és um admoestador e
não tiver sido nomeado seus soberano 160
>>.
Todas estas explicações sobre o papel de Maomé devem fazer reflectir todos os
Maometanos, quando se comparar Maomé com Jesus, .
.15. Os Evangelhos referem, entre outras coisas, quanto segue resguardo ao Senhor Jesus:
O Evangelho de Mateus:
A. << E assim se realizou o aquêle que o Senhor Deus disse através o profeta Isaías: " Eis,
a Virgin vai estar grávida, ela dará à luz um filho, e ele será chamado Emanuel. Êste nome
significa: "Deus é com nós".
Quando José acordou, fez como o anjo de Deus lhe havia ordenado e tomou Maria em sua
casa. E sem que eles tiveram até então relações matrimoniais, Maria deu à luz o seu filho e José
lhe meteu nome Jesus 161
>>. (nota c. do Evangelho de Mateus de La Biabbia in lingua corrente=
Bíblia em linguagem corrente, página 8, o Editrice Elle Di CI, 10096 Leumann(Turim), Itália: " na
língua judaica… o nome Jesus significa o Senhor salva.
B. << Jesus se aproximou e disse: " A mim cada poder foi dado no céu e na terra; por isto,
você vão, você fazem tornar-se meus discípulos todos os homens do mundo; você batizar-los em
nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo; ensinando-los a obedecer a todo o isto que eu vós
tenho ordenado. E você sabam que eu serei sempre com você, todos os dias, até o fim do mundo
162
>>;
C. O Evangelho de João:
1. <<Jesus lhe disse: Eu sou o Via, a Verdade e a Vida. Sòmente através de mim se vai ao
Pai. Se você me conhecem você também conhecerão o Pai, antes você já conhecem-lo ele/ela e
você têm-lo visto 163
>>. (minha nota : a semelhança com o Pai de que Jesus fala é uma
semelhança espiritual); o Senhor Jesus era a Palavra de Deus na Terra, também de acordo com o
Corão 164
; Jesus era filho de Maria e filho do Espírito / vontade de Deus 165
).
2. Jesus disse lhe ainda: << eu sou a videira verdadeira . Meu Pai é o agricultor. Cada
ramo que está em mim que não dá fruto, eleentalhe-lo e ele lançar para longe, e os ramos que
dão fruto, ele los livre de tudo isto que impede mais abundantes frutos. Você já são libertados
graças à palavra que tenho anunciado você. Você ficam unidos a mim, e eu a ficarei unido a você.
Como o sarmento não pode dar fruto por si mesmo, se não fica unido ao videira, tão pouco você
podem dar fruto, se não ficam unidos a mim. Eu sou a videira e vós são os sarmentos. Se alguém
160
Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, páginas 74-83 (Maometto), Xenia Tascabili
161
Vangelo di Matteo 1, 18-25
162
Vangelo di Matteo 28, 18-20
163
Vangelo di Giovanni 14, 6-7
164
Il Corano, trad. L. Bonelli, sura III 40, Ulrico Hoepli
165
Il Corano, trad. L. Bonelli, sura III 40 e 52-53, Ulrico Hoepli
24
fica unido a mim e eu a êle, ele produz muito fruto; sem mim vocês não podem fazer nada. Se
alguém não fica unido a mim, ele/ela é arremessado fora como os sarmentos que tornam-se
sêcos e que a gente recolhe para queimar. Se você permanecer unidos a mim, e as minhas
palavras estão radicam em você, você perguntar o aquêle que você querem e será dado a você.
A glória de meu Pai brilha quando você levam muito fruto e se tornam meus discípulos. Como o
Pai me amou, também eu vos amado você: permanecei no meu amor! Se você metem em prática
colocar em prática os meus mandamentos, você serão radicados no meu amor; ao mesmo modo
eu tenho pôsto em prátiuca os mandamentos de meu Pai e eu estou radicado no seu amor.
Tenho dito vós êste, porque a minha alegria seja também vossa, e a vossa alegria seja perfeita 166
>>.
O mandamento do amor: <<O meu mandamento é êste: amem os unos os outros como
eu tenho amado você. Nenhum tem un amor mais grande de êste: morrer por seus próprios
amigos. Vós sois meus amigos, se fazem aquêle que eu vos mando. Não chamo-lhe mais
escravos, porque o escravo não sabe o que seu patrão faz. Tenho-vos chamado amigos, porque
eu tenho feito você saber todo aquêle que ouvido de meu Pai. Você não são que têm escolido me
mas eu tenho escolhido a vós, e vos tenho destinados a trazer muito fruto um fruto duradoiro.
Então o Pai vos dará todo aquêle que você pedirão em meu nome. Isto eu vos mando: amem os
unos os outros... 167
; >>
3. Jesus olhou em alìto na direção do céu e disse: << Pai, a hora é vinda. Manifesta a
glória do Filho, porque o filho manifestas a tua glória. Você lhe tens dado poder sôbre todos os
homens, porque todos aquêles que você lhe tens confiado a recebam a vida eterna. A vida eterna
é esta: conhecer te, o único verdadeiro Deus, e conhecer aquêle que Você tens mandado, Jesus
Cristo. Levantas-me, agora, perto a Você, dá-me a glória que eu tinha perto a Você, antes que o
mundo existisse… Eu não rogo sòmente por estes meus discípulos, mas rogo também para
outros, para aquêles que acreditão em mim, depois de ter escurado suas palavra (minha nota : a
palavra dos discípulos). Fazes que eles sejam uma só coisa: como tu, Pai, estás em mim e eu em
te, também eles sejam em nós. Desta forma, o mundo acreditará que tu tens me enviaste. Eu
tenho dado a eles a mesma glória que Você tens dado á mim, porque eles também sejan uma só
coisa com nós; eu unido a eles e Você unido a mim. Desta forma, eles poderão ser perfeitos na
unidade, e o mundo poderá compreender que Você me tens mandado, e que tens amado-los,
como Você tens amado a mim. Pai, quero que onde eu estou, também sejam aquêles que Você
me tens dado. (minha nota : Jesus ainda faz referência aos discípulos), porque eles vêem a glória
que Você me tens dado: de fato Você me tens amado ainda antes da criação do mundo. Pai justo,
o mundo não Te tem conhecido, mas eu Te tenho conhecido e eles sabem (minha nota: Jesus
ainda faz referência aos discípulos) que Você me tens mandado.Eu Te tenho feito conhecer á
166
Vangelo di Giovanni 15, 1-11
167
Vangelo di Giovanni 15, 12-17
25
eles, e eu Te fazerei conhecer ainda; desta forma, o amor que Você tens para mim será em êles,
e também eu serei em êles 168
>>.
16. O Senhor Deus tem confirmado no século XX á Eileen Caddy da comunidade de
Findhorn, na Escócia, a natureza divina de Jesus dizendo:
A. << o tempo está para vir quando eles tornarão-se realidade as palavras : " O Filho de
Deus aparecerá em toda a sua glória, porque todos podem ver-lo " Sé pronta em cada momento
para ver-lo. Eu digo-te de não surpreender-te de nada 169
>>;
B. << EU SOU sempre com te. Você tornas-se sabedor de Mim em cada momento. Nós
somos Um, no coração, na mente e no Espírito. Você és perfeitamente sabedor da Presença
Divina, o Cristo em te 170
>>.
Depois isto o que Deus tem dito de Jesus a Maomé 171
e a Eileen Caddy no XX século
suscita uma grande maravilha isto que está escrito no Corão (trad. L. Bonelli) do mesmo Jesus na
sura III 40 depois que foi escrito que Deus anuncia a sua Palavra em Jesus, cujo nome será o
Messias, Jesus, filho de Maria " e, depois ha esta conclusão da frase: " eminente em êste
mundo e no outro, e um dos mais próximos a Deus. " Esta conclusão da sentença não pode ser
de Deus porque diminue Jesus Cristo, o Redentor 172
, o Salvador 173
E o bom juiz dos homens 174
,
a vantagem dos outros para aumentar o seus mérito e suas importância, especialmente do profeta
Maomé bazófia Árabe. Verdadeiramente, Jesus Cristo, o Messias, é o mais próximo de Deus,
porque Ele é Um com o Pai 175
e é por essa unidade que Jesus pode ser a Presença Divina o
homem 176
. A frase do Corão que tenho censurado antes é uma alterção Árabe do Corão.
Na III sura do Alcorão, traduzido por Hamza R. Piccardo, versículos 45 e 59, Newton &
Compton Editori, se lee:
A . Sura III 45: << Quando os Anjos disseram: Ó Maria, Allah (Deus) te anuncia a feliz novidade
de uma palavra dele decorrentes: (nota 38), o seu nome é o Messias (nota 39) Jesus, filho de
Maria, “eminente neste mundo e no outro, um dos mais próximos” (minha nota: a Allah que é
Deus) >>; As palavras entre virgulazinas e sublihadas são uma outra alterção do Corão.
(Nota 38: <<A palavra dele proveniente: como já no versículo 39, esta expressão refere-se a
Jesus. O termo árabe que traduzimos (<<palavra>>), é <<kalima>>).
(Nota: 39: <<Messias>>em árabe <<Masih>>, <<o Untado>>, um dos tradicionais nomes do
Cristo têm o sentido de <<purificado>>, <<investido>> de uma particular autoridade espiritual ;
168
Vangelo di Giovanni 17, 1-26
169
Eileen Caddy, La voce di Dio a Findhorn, página 109, Mediterranee
170
Eileen Caddy, La voce di Dio a Findhorn, página 144, Mediterranee
171
Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, páginas 49-50 (Gesù), Xenia Tascabili
172
Maria Valtorta, L'Evangelo mi è stato come rivelato, Vol. IX, página 280, CEV srl, 03036 Isola del Liri (Frosinone),
Italia
173
Vangelo di Luca 2, 8-20
174
Jakob Lorber, Il Signore parla, páginas 181-184 (Il giorno del giudizio e la resurrezione della carne), Armenia
175
Vangelo di Giovanni 14, 9 - 11 e capítulo 17 ; Eileen Caddy, La voce di Dio a Findhorn, página 26, Mediterranee
176
Eileen Caddy, La voce di Dio a Findhorn, página 144, Mediterranee
26
B. Sura III 59: Verdadeiramente, para Allah (Deus) Jesus é semelhante a Adão (nota 47), que
Ele criou da poeira, depois Ele disse: Sé e ele foi.
(Nota 47: …Jesus é uma criatura, também se a sua natureza é totalmente particular. Adão não
teve nem Pai, nem Mãe (minha nota: não é verdadeiro ! Adão teve Deus por pai e por mãe); Eva
não tem mãe (minha nota ; não é verdadeiro! Eva teve a Deus por pai e mãe.) Jesus não teve pai
(minha nota: não é verdadeiro! Jesus teve a Deus por pai).
A origem divina 177
do Senhor Jesus é também demonstrada pelos seguintes elementos:
1.Jesus nasceu sem a intervenção de um homem da Virgem Maria e do Espírito/vontade de Deus
178
;
2. Ao nascimento de Jesus a Luz Divina era emitido pelo corpo de Maria, mais e mais 179
;
3. Jesus na Terra era a Palavra de Deus, com o qual o Cristo despregou o Decálogo, assim como
refere a Evangelista Maria Valtorta 180
;
4. Jesus durante a sua vida pública na Palestina fez muitos milagres extraordinários, entre os
quais a ressurreição de Lázaro 181
; os antigos Evangelhos, muito sintéticos, não referem-los todos
como fez Maria Valtorta em vez. Também o Alcorão refere os milagres de Jesus, ainda que de
forma sintética 182
, enquanto Maomé não fez nenhum milagre 183
;
5. Jesus doou a sua vida para o perdão dos pecados dos homens 184
;
6. Jesus ressurscitou da morte por Si mesmo com o Seu Espírito "um meteoro luminoso, que
desce, bola de fogo de insustentável esplendor, seguida por uma esterira rutilante 185
" ;
7. Jesus, tendo acabado de dar todo com o dom de sua vida pelo perdão dos pecados, Ele
recebeu de Deus todo 186
, também cada poder na terra e no céu 187
e o poder para redimir e salvar
cada homem de qualquer raça, povo ou religião pertenca 188
. Jesus também recebeu de Deus o
poder de perdoar os pecados dos homens de julgar-los quando eles chegam no plano ou mundo
astral da vida após a morte: o juizo de Jesus para cada homem é bom e misericordioso
porque não se funda em nossos pecados 189
, como é dito erroneamente no pedaço do Juízo
177
Evangelho di Giovanni 3, 1- 21; Maria Valtorta, L'evangelo vêm mi è stato rivelato, Vol. I, página 245°, CEV srl,
03036 Isola del Liri (FR), Itália
178
Il Corano, trad. L Bonelli, sura III 40 e 52-53, Ulrico Hoepli
179
Maria Valtorta, L'Evangelo come mi è stato rivelato, Vol. I, página 145, CEV srl, 03036 Isola del Liri (Frosinone),
Italia
180
Maria Valtorta, L'Evangelo come mi è stato rivelato, Vol. VII, páginas 123-124, CEV srl, 03036 Isola del Liri
(Frosinone), Italia
181
Vangelo di Giovanni 11,1-44
182
Il Corano, trad. L. Bonelli, sura III 43 e sura V 110, Ulrico Hoepli
183
Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, página 89 (Milagres), sura XVII 59, Ulrico Hoepli
184
Vangelo di Matteo 26, 26-30
185
Maria Valtorta, L'Evangelo come mi è stato rivelato, Vol. X, página 171-175, CEV srl, 03036 Isola del Liri
(Frosinone), Italia
186
Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagens, de 27 Agosto e de 22 de Dezembro, Amrita
187
Vangelo di Matteo 28, 18-20
188
Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagens de 24 e 25 Dezembro, Amrita ; Cerchio Firenze 77, Le grandi verità
ricercate dall'uomo, página 160, Mediterranee
189
Jakob Lorber, Il Signore parla, páginas 181-184 (Il giorno del giudizio e la resurrezione della carne), Arménia
27
Final do Evangelho de Mateus 190
, mas sôbre as boas ações que temos feito sobre a Terra.
Jesus, em sua oficio de Juiz, julgou também Maomé ao qual Ele abri as portas do Reino de Céus
pela sua boa obra de profeta dos Árabes pagãos. O Inferno eterno não existe porque Deus não
tem-la criado e porque é incompatível com o Seu amor e la Sua onipotência para as quais todos
os homens serão salvados. No Eterno Presente isto é já acontecido 191
. Não sòmente o discurso
sôbre o Jiuzo final (Evangelho de Mateus 25, 31-46) Jesus não tem-lo pronunciado, mas também
o Juizo dos Anjos (Evangelho de Mateus 13, 47-50) é um êrro; ao fim dos tempos não aqui será
alguma separação entre bons e maus e tão pouco o inferno.
A lei da causa e do efeito 192
ou lei cármica 193
: Para nosso empenho espiritual, mas
também para o nosso próprio bem, é muito importante compreender a lei de causa e de efeito,
segundo a qual isto que nós fazemos de bom ou de mal a nós, será feito 194 .
Deriva de êste que se
emanamos energias de bem. Segue-se que se emanar boas energias que eles irão voltar-nos
energias de bom nós retornarão energias de bem, mas se emanamos energias de mal
receberemos queira ou não energias de mal como correção-ensino tantas energias do mal em
forma de adversidades e doenças 195
quantas servem para compreender que necessita agir
sempre bem, segundo a lei do Decálogo 196
e sobretudo os Mandamentos do amor 197
.
Um físico americano parea fazer um exemplo da lei da ação e reação - que é válida
sòmente para a matéria (lei descoberto pela Física )- mas que á me dá a ideia do karma disse: "
Ao cada ação corresponde uma reação igual e oposta. Se exercitamos uma empurrão intensa
sôbre o mundo, o mundo exercita uma intensa empurrão sôbre nós. Se tocamos delicadamente o
mundo, em resposta, nós toca delicadamente. A maneira com que tocamos os outros é a maneira
segundo a qual os outros nos tocam 198
" . (minha nota: enquanto a reação na matéria do plano
fisico é imediata para misericórdia divina a reação da lei de causa e de efeito (válida para o
homem) não é sempre imediata, porque a lição do dor é dada da Vida sòmente quando o homem
está pronto para entender-la 199
, isto é também centenas ou milênios de anos mais tarde, com o
escopo de ampliar a Consciência do homem mesmo. De facto, sabemos que existem algumas
pessoas que também agindo mal ou muito mal eles sempre restam impunidos, mas o Carma 200
ensinará-los á se comportar bem em uma vida subseqüente na Terra 201
).
190
Vangelo di Matteo 25, 31-46
191
Eileen Caddy, La voce di Dio a Findhorn, páginas 31 e 103, Mediterranee
192
Cerchio Firenze 77, Dizionario del Cerchio, páginas 157-158 (Legge di causa e di effetto), Mediterranee
193
Cerchio Firenze 77, Dizionario del Cerchio, página 159 (Legge karmica), Mediterranee
194
Cerchio Firenze 77, Le grandi verità ricercate dall'uomo, página 49 (Mantra del karma), Mediterranee
195
Cerchio Firenze 77, Le grandi verità ricercate dall'uomo, páginas 43-49 (La dinamica del karma), Mediterranee
196
Deuteronomio 5, 6-22
197
Levitico 19, 18 ; Deiteronomio 6, 4-9 ; Vangelo di Matteo, 22, 34-40
198
Paul G. Hewitt, Fisica por concetti, página 62, Zanichelli
199
Cerchio Firenze 77, Le grandi verità ricercate dall’uomo, páginas 46 (n°4, 5, 6, e 7) e página 158, Mediterranee
200
Cerchio Firenze 77, Dizionario del Cerchio, páginas 153-156 (Karma), Mediterranee
201
Jakob Lorber, Il Signore parla, páginas 184-186 (La Reincarnazione), Armenia ; Cerchio Firenze 77, Dizionario del
Cerchio, páginas 238-240 (Reincarnazione), Mediterranee
28
Um admonição / conselho divino em conforme com a lei de causa e do efeito é contido no
Evangelho de Mateus, e é conhecido como a regra de ouro: <<Você também para os outros todo
aquêle que você querem que eles fazem á você: esta maneira comanda a lei de Mosè e assim os
profetas têm ensinado 202
>>
Se emanamos boas energias de como uma oração ou uma esmola ou com uma visita a um
doente ou a um prisioneiro o bom nós deveria retornar rapidamente, enquanto a energia de mal
nós retornará sôbre sòmente quando estaremos prontos para compreender a dor 203
e, daqui, o
como e quando sabe-lo isso sòmente Deus (como já se é dito a energia de mal retornará a nós
durante uma existência terrestre sucessiva 204
, também muito tempo depois de ter agido mal
quando seremos maduros para entender a lição da dor 205
.
É bom render nota esta lei á todos, em especial modo aos malvados.
O mal retornará a todos aquêles que o fizeram na forma de desgraças, adversidades e
doenças quando eles estarão prontos a compreender como nós devemos comportar com os
outros homens, as outras criaturas e o ambiente mesmo também centenas ou milhares de anos
mais tarde 206
, mas o dia exato sòmente Deus sabe-lo. Mas o karma não é uma vingança, mas
uma correcção/ensinamento 207
.
Tem sido autorizatamente dito: " o Karma, efeito de causas movidas pelo homem, não tem
o escopo de punir, mas o escopo de fazer compreender. A lei de causa e de efeito existe para
cada aspecto em sentido negativo e em sentido positivo. O bom karma existe, mas aquêle que
interessa é o carma doloroso. Mas quando é que o homem move um carma doloroso? Quando,
não obstante os multíplice avisos que vêm de diferentes partes, ele/ela não se compreende e
ele/ela quer experimentar diretamente. É então que o efeito doloroso constitue o único remédio
para o indivíduo para compreender aquêle que é o seu ideal moral. Esta forma de ideal moral em
ideal moral, o indivíduo constitue a sua consciência, cordão de cordão, tessela para tessela, e
ele/ela adquire um <<a sentir 208
>> mais e mais ampliato, até á que suo << sentir>> já é tão
consistente que ele/ela pode deixar a roda dos nascimentos e das mortes, deixar a encarnações,
e a continuar uma vida futura de <<sentir>>, de << comunhãos >> 209
>> mais e mais ampla com
todos os seres existentes.
202
Vangelo di Matteo, 7 12
203
Cerchio Firenze 77, Dizionario del Cerchio, páginas 75-77 (Dolore), Mediterranee ; Le grandi verità ricercate
dall'uomo, página 46 (n°4,5,6 e7) e página 158; Maestro perché, páginas 75-76 (La legge della Misericordia e
dell'amore) Mediterranee
204
Cerchio Firenze 77, Maestro perché, páginas 71-94 (Legge del karma); Dizionario del Cerchio, páginas 153-156
(Karma), Mediterranee
205
Cerchio Firenze 77, Dizionario del Cerchio, páginas 75-77 (Dolore) ; Le grandi verità ricercate dall'uomo, página 46
(n°4, 5, 6 e 7) e página 158, Mediterranee
206
Cerchio Firenze 77, Le grandi verità ricercate dall'uomo, página 46 (N° 4, 5, 6 e 7) e página 158 ; Dizionario del
Cerchio, páginas 238-240 (Reincarnazione), Mediterranee
207
Cerchio Firenze 77, Dai mondi invisibili, página 166 (Il karma non pumisce: insegna), Mediterranee
208
Cerchio Firenze 77, Dizionario del Cerchio, página 257-263 (Sentire), Mediterranee
209
Cerchio Firenze 77, Dizionario del Cerchio, páginas 52-53 (Comunione) e páginas 123-124 (Fusione) Mediterranee
29
Foi dito também: <<… Carma daqui é todo de todos: não é sòmente o evento excepcional
que muda inesperadamente e involuntariamente a vida. O Karma é o dor de ventre do guloso, é a
musculatura do atleta treinado, é o louro dos cabelos que a senhora se é descorados. É o grêlo
da semente semeada em terreno fértil et caetera. O carma não é destino, se com isto queremos
dizer algo que acontece sem explicação e sem volição; não é castigo, porque, em si, não é bom
ou ruim, mas da mesma natureza da causa da qual é efeito…o karma não é uma prova; caso
nunca è um ensino, porque ele completa a experiência promovida, e, da experiências
aprendemos 210
>>
Segue-se que em força da lei da causa e do efeito, quem espalha a dor, receberá a dor e o
que espalha a bondade receberá a bondade, a paz e a tranquilidade. A lei de causa e de efeito é
bem explicada no mantra do karma: << Isto que você semeas você recolheras, não esquccer-lo….
Aquêle que tem roubado restitue (minha nota: penso que restitue seja de ser interpretado no
sentido que quem rouba será á sua vez roubado). Aquêle que mata será matado; aquêle que
ajuda será ajudado, aquêle que compreende será compreendido. Esta é a lei da justiça, do
Absoluto. Sua finalidade é a consumação (minha nota: isto é educar o homem que pensa e age
mal). Tem portanto a força para suportar cada pena para pagar cada teu débito; você compensa
com tanto amor e bem o mal que te é feito; você sê; dia-a-dia, justo, misericordioso e puro, e a dor
não te seguir mais. Voce recorda sempre que isto que você fazeras á te será feito. Os frutos te
seguirão no caminho. Irmão Oriental 211
.
Tornando ao tema das guerras ou revoluções feitas pelo o Islã violentoe pelos os
terroristas: sou da opinião que o principal dever dos Timoratos de Deus e dos Moderados
Islâmicos seja aquêle de desconhecer não sòmente todos os terroristas como pessoas fazente
parte do Islã, mas também todos os Fundamentalistas e Radicais violentos que instigam os
Muçulmanos aos guerras contra outros povos ou religiões, ou aos demoniacal revoluções no
mesmo povo para tomar o poder e para sujeitar o País à lei islâmica (a Sharia, o sistema jurídico
de um país muçulmano 212
). Na prática eles são Muçulmanos violentos todos aquêles que
partilham as maliciosas e errôneas interpretações de temas fundamentais do Corão dos
Fundamentalistas ou Radicais islâmicos por me relevados no Elaborado 4 dêste Catecismo ( que
você trovarão entre os Aprofundamentos das religiões na pasta do Islã). Os violentos do Islão ou
do Mohammedism, isto é os Fundamentalistas ou Radicais islâmicos instigam os Muçulmanos de
todo o mundo á fazer outras guerras ou revoluções demoníacas contra outros povos para impor
sua religião satânica (de fato a Sunna e a Sharia são molhadas de violência 213
).
210
Cerchio Firenze 77, Le grandi verità ricercate dall'uomo, páginas 43-49 (La dinamica del karma), Mediterranee
211
Cerchio Firenze 77, Le grandi verità ricercate dall'uomo, página 49 (Mantra del karma), Mediterranee
212
Ralf Elger e Friederike Stolleis, Piccolo Dizionario dell'islam, página 314, Einaudi Tascabili
213
Magdi Allam, Jihad in Italia, Oscar Mondadori e Jean-Marie Gaudeul, Vengono dall'Islam chiamati da Cristo, a
EMI. Entre os Aprofundamentos de nosso Catecismo ver o Elaborado 4bis " Consequências nefastas do Islamismo
radical árabe sôbre a paz do mundo “
30
040c - Orações e obras para fazer cessar as guerras, os conflitos e o terrorismo. Confronto entre algunos pedaços do Evangelho e do Corão. A potênciado amor
040c - Orações e obras para fazer cessar as guerras, os conflitos e o terrorismo. Confronto entre algunos pedaços do Evangelho e do Corão. A potênciado amor
040c - Orações e obras para fazer cessar as guerras, os conflitos e o terrorismo. Confronto entre algunos pedaços do Evangelho e do Corão. A potênciado amor
040c - Orações e obras para fazer cessar as guerras, os conflitos e o terrorismo. Confronto entre algunos pedaços do Evangelho e do Corão. A potênciado amor
040c - Orações e obras para fazer cessar as guerras, os conflitos e o terrorismo. Confronto entre algunos pedaços do Evangelho e do Corão. A potênciado amor
040c - Orações e obras para fazer cessar as guerras, os conflitos e o terrorismo. Confronto entre algunos pedaços do Evangelho e do Corão. A potênciado amor
040c - Orações e obras para fazer cessar as guerras, os conflitos e o terrorismo. Confronto entre algunos pedaços do Evangelho e do Corão. A potênciado amor
040c - Orações e obras para fazer cessar as guerras, os conflitos e o terrorismo. Confronto entre algunos pedaços do Evangelho e do Corão. A potênciado amor
040c - Orações e obras para fazer cessar as guerras, os conflitos e o terrorismo. Confronto entre algunos pedaços do Evangelho e do Corão. A potênciado amor
040c - Orações e obras para fazer cessar as guerras, os conflitos e o terrorismo. Confronto entre algunos pedaços do Evangelho e do Corão. A potênciado amor
040c - Orações e obras para fazer cessar as guerras, os conflitos e o terrorismo. Confronto entre algunos pedaços do Evangelho e do Corão. A potênciado amor
040c - Orações e obras para fazer cessar as guerras, os conflitos e o terrorismo. Confronto entre algunos pedaços do Evangelho e do Corão. A potênciado amor
040c - Orações e obras para fazer cessar as guerras, os conflitos e o terrorismo. Confronto entre algunos pedaços do Evangelho e do Corão. A potênciado amor

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

4º dia
4º dia4º dia
4º diababins
 
Livro Quem Reza Se Salva
Livro Quem Reza Se SalvaLivro Quem Reza Se Salva
Livro Quem Reza Se SalvaNilson Almeida
 
Livro Orações Para Todas As Horas
Livro Orações Para Todas As HorasLivro Orações Para Todas As Horas
Livro Orações Para Todas As HorasNilson Almeida
 
Estudo - Ano da fé ficha-05
Estudo - Ano da fé ficha-05Estudo - Ano da fé ficha-05
Estudo - Ano da fé ficha-05Bernadetecebs .
 
Terço da libertacao
Terço da libertacaoTerço da libertacao
Terço da libertacaofarllaf
 
GERADOS PELA PALAVRA DA VERDADE - LIÇÃO 4 - 3°TRI.2014
GERADOS PELA PALAVRA DA VERDADE - LIÇÃO 4 - 3°TRI.2014 GERADOS PELA PALAVRA DA VERDADE - LIÇÃO 4 - 3°TRI.2014
GERADOS PELA PALAVRA DA VERDADE - LIÇÃO 4 - 3°TRI.2014 Pr. Andre Luiz
 
56 pão temporal
56   pão temporal56   pão temporal
56 pão temporalpohlos
 
A Manifestação da Graça da Salvação
A Manifestação da Graça da SalvaçãoA Manifestação da Graça da Salvação
A Manifestação da Graça da SalvaçãoWander Sousa
 
2º dia
2º dia2º dia
2º diababins
 
O santuário e a justiça de jesus cristo
O santuário e a justiça de jesus cristoO santuário e a justiça de jesus cristo
O santuário e a justiça de jesus cristoEduardo Sousa Gomes
 
Catecismo maior de sao pio x
Catecismo maior de sao pio xCatecismo maior de sao pio x
Catecismo maior de sao pio xSuely SS
 

Mais procurados (17)

Terco aprenda
Terco aprendaTerco aprenda
Terco aprenda
 
4º dia
4º dia4º dia
4º dia
 
Livro Quem Reza Se Salva
Livro Quem Reza Se SalvaLivro Quem Reza Se Salva
Livro Quem Reza Se Salva
 
Reencontrando a Estrela
Reencontrando a EstrelaReencontrando a Estrela
Reencontrando a Estrela
 
Livro Orações Para Todas As Horas
Livro Orações Para Todas As HorasLivro Orações Para Todas As Horas
Livro Orações Para Todas As Horas
 
Catecismo de sao_pio_x_1
Catecismo de sao_pio_x_1Catecismo de sao_pio_x_1
Catecismo de sao_pio_x_1
 
Estudo - Ano da fé ficha-05
Estudo - Ano da fé ficha-05Estudo - Ano da fé ficha-05
Estudo - Ano da fé ficha-05
 
Terço da libertacao
Terço da libertacaoTerço da libertacao
Terço da libertacao
 
GERADOS PELA PALAVRA DA VERDADE - LIÇÃO 4 - 3°TRI.2014
GERADOS PELA PALAVRA DA VERDADE - LIÇÃO 4 - 3°TRI.2014 GERADOS PELA PALAVRA DA VERDADE - LIÇÃO 4 - 3°TRI.2014
GERADOS PELA PALAVRA DA VERDADE - LIÇÃO 4 - 3°TRI.2014
 
56 pão temporal
56   pão temporal56   pão temporal
56 pão temporal
 
A Manifestação da Graça da Salvação
A Manifestação da Graça da SalvaçãoA Manifestação da Graça da Salvação
A Manifestação da Graça da Salvação
 
2º dia
2º dia2º dia
2º dia
 
O santuário e a justiça de jesus cristo
O santuário e a justiça de jesus cristoO santuário e a justiça de jesus cristo
O santuário e a justiça de jesus cristo
 
Catecismo maior de sao pio x
Catecismo maior de sao pio xCatecismo maior de sao pio x
Catecismo maior de sao pio x
 
O Filho_232014_GGR
O Filho_232014_GGRO Filho_232014_GGR
O Filho_232014_GGR
 
Qual o segredo para...
Qual o segredo para...Qual o segredo para...
Qual o segredo para...
 
Oracao ao espirito_santo
Oracao ao espirito_santoOracao ao espirito_santo
Oracao ao espirito_santo
 

Semelhante a 040c - Orações e obras para fazer cessar as guerras, os conflitos e o terrorismo. Confronto entre algunos pedaços do Evangelho e do Corão. A potênciado amor

035c - O rol do Senhor Jesus, o Messias de todos o povos
035c - O rol do Senhor Jesus, o Messias de todos o povos035c - O rol do Senhor Jesus, o Messias de todos o povos
035c - O rol do Senhor Jesus, o Messias de todos o povosOrdineGesu
 
031c - O Senhor Jesus é o Messias de todas as pessoas e daqui é o Reformador ...
031c - O Senhor Jesus é o Messias de todas as pessoas e daqui é o Reformador ...031c - O Senhor Jesus é o Messias de todas as pessoas e daqui é o Reformador ...
031c - O Senhor Jesus é o Messias de todas as pessoas e daqui é o Reformador ...OrdineGesu
 
001c - Quiem somos
001c - Quiem somos001c - Quiem somos
001c - Quiem somosOrdineGesu
 
011c - Outras noção e principios fondamentali
011c -  Outras noção e principios fondamentali011c -  Outras noção e principios fondamentali
011c - Outras noção e principios fondamentaliOrdineGesu
 
039c - Não o ódio e as armas, mas o amor trunfará sobre o mundo como Jesus so...
039c - Não o ódio e as armas, mas o amor trunfará sobre o mundo como Jesus so...039c - Não o ódio e as armas, mas o amor trunfará sobre o mundo como Jesus so...
039c - Não o ódio e as armas, mas o amor trunfará sobre o mundo como Jesus so...OrdineGesu
 
Lição 7 (Adultos) - A Evangelização de Grupos Religiosos
Lição 7 (Adultos) - A Evangelização de Grupos ReligiososLição 7 (Adultos) - A Evangelização de Grupos Religiosos
Lição 7 (Adultos) - A Evangelização de Grupos ReligiososAndrew Guimarães
 
O principio da Criação
O principio da CriaçãoO principio da Criação
O principio da Criaçãooitavaera
 
000c - Saudação e Índice do site Internet do Catecismo do OGR
000c - Saudação e Índice do site Internet do Catecismo do OGR000c - Saudação e Índice do site Internet do Catecismo do OGR
000c - Saudação e Índice do site Internet do Catecismo do OGROrdineGesu
 
Eles têm a mesma idéia magé com fotos
Eles têm a mesma idéia   magé com fotosEles têm a mesma idéia   magé com fotos
Eles têm a mesma idéia magé com fotosJose Renato Pedroza
 
003c - O Cristianismo o Ordem Jesus Redentor
003c - O Cristianismo o Ordem Jesus Redentor003c - O Cristianismo o Ordem Jesus Redentor
003c - O Cristianismo o Ordem Jesus RedentorOrdineGesu
 
CINCO SOLAS OS FUNDAMENTOS DA REFORMA PROTESTANTE
CINCO SOLASOS FUNDAMENTOS DA REFORMAPROTESTANTECINCO SOLASOS FUNDAMENTOS DA REFORMAPROTESTANTE
CINCO SOLAS OS FUNDAMENTOS DA REFORMA PROTESTANTEipmps
 

Semelhante a 040c - Orações e obras para fazer cessar as guerras, os conflitos e o terrorismo. Confronto entre algunos pedaços do Evangelho e do Corão. A potênciado amor (20)

035c - O rol do Senhor Jesus, o Messias de todos o povos
035c - O rol do Senhor Jesus, o Messias de todos o povos035c - O rol do Senhor Jesus, o Messias de todos o povos
035c - O rol do Senhor Jesus, o Messias de todos o povos
 
031c - O Senhor Jesus é o Messias de todas as pessoas e daqui é o Reformador ...
031c - O Senhor Jesus é o Messias de todas as pessoas e daqui é o Reformador ...031c - O Senhor Jesus é o Messias de todas as pessoas e daqui é o Reformador ...
031c - O Senhor Jesus é o Messias de todas as pessoas e daqui é o Reformador ...
 
001c - Quiem somos
001c - Quiem somos001c - Quiem somos
001c - Quiem somos
 
011c - Outras noção e principios fondamentali
011c -  Outras noção e principios fondamentali011c -  Outras noção e principios fondamentali
011c - Outras noção e principios fondamentali
 
039c - Não o ódio e as armas, mas o amor trunfará sobre o mundo como Jesus so...
039c - Não o ódio e as armas, mas o amor trunfará sobre o mundo como Jesus so...039c - Não o ódio e as armas, mas o amor trunfará sobre o mundo como Jesus so...
039c - Não o ódio e as armas, mas o amor trunfará sobre o mundo como Jesus so...
 
Cat04
Cat04Cat04
Cat04
 
Escola 2 a palavra
Escola 2   a palavraEscola 2   a palavra
Escola 2 a palavra
 
Quatro substantivos femininos
Quatro substantivos femininosQuatro substantivos femininos
Quatro substantivos femininos
 
P1209 trindade
P1209 trindadeP1209 trindade
P1209 trindade
 
Lição 7 (Adultos) - A Evangelização de Grupos Religiosos
Lição 7 (Adultos) - A Evangelização de Grupos ReligiososLição 7 (Adultos) - A Evangelização de Grupos Religiosos
Lição 7 (Adultos) - A Evangelização de Grupos Religiosos
 
Livreto ieq-20161103
Livreto ieq-20161103Livreto ieq-20161103
Livreto ieq-20161103
 
O principio da Criação
O principio da CriaçãoO principio da Criação
O principio da Criação
 
Interceder
IntercederInterceder
Interceder
 
000c - Saudação e Índice do site Internet do Catecismo do OGR
000c - Saudação e Índice do site Internet do Catecismo do OGR000c - Saudação e Índice do site Internet do Catecismo do OGR
000c - Saudação e Índice do site Internet do Catecismo do OGR
 
Basicão em pdf
Basicão em pdfBasicão em pdf
Basicão em pdf
 
Livro o ultimo_dia_-_com_fotos
Livro o ultimo_dia_-_com_fotosLivro o ultimo_dia_-_com_fotos
Livro o ultimo_dia_-_com_fotos
 
Eles têm a mesma idéia magé com fotos
Eles têm a mesma idéia   magé com fotosEles têm a mesma idéia   magé com fotos
Eles têm a mesma idéia magé com fotos
 
003c - O Cristianismo o Ordem Jesus Redentor
003c - O Cristianismo o Ordem Jesus Redentor003c - O Cristianismo o Ordem Jesus Redentor
003c - O Cristianismo o Ordem Jesus Redentor
 
Serviço cristão
Serviço cristãoServiço cristão
Serviço cristão
 
CINCO SOLAS OS FUNDAMENTOS DA REFORMA PROTESTANTE
CINCO SOLASOS FUNDAMENTOS DA REFORMAPROTESTANTECINCO SOLASOS FUNDAMENTOS DA REFORMAPROTESTANTE
CINCO SOLAS OS FUNDAMENTOS DA REFORMA PROTESTANTE
 

Mais de OrdineGesu

043c - A nova organixação das Nações United (NU)
043c - A nova organixação das Nações United (NU)043c - A nova organixação das Nações United (NU)
043c - A nova organixação das Nações United (NU)OrdineGesu
 
042c - Paz ou guerra na Palesina e no mundo. La Paz, naturalmente
042c - Paz ou guerra na Palesina e no mundo. La Paz, naturalmente042c - Paz ou guerra na Palesina e no mundo. La Paz, naturalmente
042c - Paz ou guerra na Palesina e no mundo. La Paz, naturalmenteOrdineGesu
 
041c - As Civilizações edificadas pelo homem, seu eu, seu egoísmo e o escopo ...
041c - As Civilizações edificadas pelo homem, seu eu, seu egoísmo e o escopo ...041c - As Civilizações edificadas pelo homem, seu eu, seu egoísmo e o escopo ...
041c - As Civilizações edificadas pelo homem, seu eu, seu egoísmo e o escopo ...OrdineGesu
 
038c - A Humanidade está correndo riscos de guerras e de matança
038c - A Humanidade está correndo riscos de guerras e de matança038c - A Humanidade está correndo riscos de guerras e de matança
038c - A Humanidade está correndo riscos de guerras e de matançaOrdineGesu
 
037c - A avidez de poder, de riqueza e de domínio sempre foi a causa das guer...
037c - A avidez de poder, de riqueza e de domínio sempre foi a causa das guer...037c - A avidez de poder, de riqueza e de domínio sempre foi a causa das guer...
037c - A avidez de poder, de riqueza e de domínio sempre foi a causa das guer...OrdineGesu
 
036c - A Ressureição do Senhor Jesus
036c - A Ressureição  do Senhor Jesus036c - A Ressureição  do Senhor Jesus
036c - A Ressureição do Senhor JesusOrdineGesu
 
034c- Maria de Nazaré, a mulher perfeita, a EVA SUPER, de acordo com as Revel...
034c- Maria de Nazaré, a mulher perfeita, a EVA SUPER, de acordo com as Revel...034c- Maria de Nazaré, a mulher perfeita, a EVA SUPER, de acordo com as Revel...
034c- Maria de Nazaré, a mulher perfeita, a EVA SUPER, de acordo com as Revel...OrdineGesu
 
032c - El Plano de Salvação de Deus e Jesus Redentor
032c - El Plano de Salvação de Deus e Jesus Redentor032c - El Plano de Salvação de Deus e Jesus Redentor
032c - El Plano de Salvação de Deus e Jesus RedentorOrdineGesu
 
030c - O homen e sua vida en Deus;seu destino não é nunva o inferno, mas é se...
030c - O homen e sua vida en Deus;seu destino não é nunva o inferno, mas é se...030c - O homen e sua vida en Deus;seu destino não é nunva o inferno, mas é se...
030c - O homen e sua vida en Deus;seu destino não é nunva o inferno, mas é se...OrdineGesu
 
029c - O homem na frente das virtudes e, particularmente
029c - O homem na frente das virtudes e, particularmente029c - O homem na frente das virtudes e, particularmente
029c - O homem na frente das virtudes e, particularmenteOrdineGesu
 
028c - A consciência, a vida dos homens e o continuo aiuxilio che vem do Céu
028c - A consciência, a vida dos homens e o continuo aiuxilio che vem do Céu028c - A consciência, a vida dos homens e o continuo aiuxilio che vem do Céu
028c - A consciência, a vida dos homens e o continuo aiuxilio che vem do CéuOrdineGesu
 
027c - O Senhor Deus diz ao homem porque ele deu sua vida
027c - O Senhor Deus diz ao homem porque ele deu sua vida027c - O Senhor Deus diz ao homem porque ele deu sua vida
027c - O Senhor Deus diz ao homem porque ele deu sua vidaOrdineGesu
 
025c - o HOMEM é UM jUNTO
025c - o HOMEM é UM jUNTO025c - o HOMEM é UM jUNTO
025c - o HOMEM é UM jUNTOOrdineGesu
 
024c - O homem e seus limites
024c - O homem e seus limites024c - O homem e seus limites
024c - O homem e seus limitesOrdineGesu
 
023c - A reencarnação é parte da Lei da Evolução
023c - A reencarnação é parte da Lei da Evolução023c - A reencarnação é parte da Lei da Evolução
023c - A reencarnação é parte da Lei da EvoluçãoOrdineGesu
 
022c - Contribuição ao conhecimento da origen da vida e ao destino do homen, ...
022c - Contribuição ao conhecimento da origen da vida e ao destino do homen, ...022c - Contribuição ao conhecimento da origen da vida e ao destino do homen, ...
022c - Contribuição ao conhecimento da origen da vida e ao destino do homen, ...OrdineGesu
 
021c - Quanto aos microscópicos sois negros dos Demônios e aos modos de defen...
021c - Quanto aos microscópicos sois negros dos Demônios e aos modos de defen...021c - Quanto aos microscópicos sois negros dos Demônios e aos modos de defen...
021c - Quanto aos microscópicos sois negros dos Demônios e aos modos de defen...OrdineGesu
 
020c - Quanto aos Arcanjos e aos Anjos.Extraido do Elaborado 2
020c - Quanto aos Arcanjos e aos Anjos.Extraido do Elaborado 2020c - Quanto aos Arcanjos e aos Anjos.Extraido do Elaborado 2
020c - Quanto aos Arcanjos e aos Anjos.Extraido do Elaborado 2OrdineGesu
 
019c - QUANTO AO LUCÍFERO - SATANÃS É AOS SEUS DÍABOS
019c - QUANTO AO LUCÍFERO - SATANÃS É AOS SEUS DÍABOS019c - QUANTO AO LUCÍFERO - SATANÃS É AOS SEUS DÍABOS
019c - QUANTO AO LUCÍFERO - SATANÃS É AOS SEUS DÍABOSOrdineGesu
 
018c - Os erros de Lucifer, a Criaçao e os metods para salvar os demonio biss
018c - Os erros de Lucifer, a Criaçao e os metods para salvar os demonio biss018c - Os erros de Lucifer, a Criaçao e os metods para salvar os demonio biss
018c - Os erros de Lucifer, a Criaçao e os metods para salvar os demonio bissOrdineGesu
 

Mais de OrdineGesu (20)

043c - A nova organixação das Nações United (NU)
043c - A nova organixação das Nações United (NU)043c - A nova organixação das Nações United (NU)
043c - A nova organixação das Nações United (NU)
 
042c - Paz ou guerra na Palesina e no mundo. La Paz, naturalmente
042c - Paz ou guerra na Palesina e no mundo. La Paz, naturalmente042c - Paz ou guerra na Palesina e no mundo. La Paz, naturalmente
042c - Paz ou guerra na Palesina e no mundo. La Paz, naturalmente
 
041c - As Civilizações edificadas pelo homem, seu eu, seu egoísmo e o escopo ...
041c - As Civilizações edificadas pelo homem, seu eu, seu egoísmo e o escopo ...041c - As Civilizações edificadas pelo homem, seu eu, seu egoísmo e o escopo ...
041c - As Civilizações edificadas pelo homem, seu eu, seu egoísmo e o escopo ...
 
038c - A Humanidade está correndo riscos de guerras e de matança
038c - A Humanidade está correndo riscos de guerras e de matança038c - A Humanidade está correndo riscos de guerras e de matança
038c - A Humanidade está correndo riscos de guerras e de matança
 
037c - A avidez de poder, de riqueza e de domínio sempre foi a causa das guer...
037c - A avidez de poder, de riqueza e de domínio sempre foi a causa das guer...037c - A avidez de poder, de riqueza e de domínio sempre foi a causa das guer...
037c - A avidez de poder, de riqueza e de domínio sempre foi a causa das guer...
 
036c - A Ressureição do Senhor Jesus
036c - A Ressureição  do Senhor Jesus036c - A Ressureição  do Senhor Jesus
036c - A Ressureição do Senhor Jesus
 
034c- Maria de Nazaré, a mulher perfeita, a EVA SUPER, de acordo com as Revel...
034c- Maria de Nazaré, a mulher perfeita, a EVA SUPER, de acordo com as Revel...034c- Maria de Nazaré, a mulher perfeita, a EVA SUPER, de acordo com as Revel...
034c- Maria de Nazaré, a mulher perfeita, a EVA SUPER, de acordo com as Revel...
 
032c - El Plano de Salvação de Deus e Jesus Redentor
032c - El Plano de Salvação de Deus e Jesus Redentor032c - El Plano de Salvação de Deus e Jesus Redentor
032c - El Plano de Salvação de Deus e Jesus Redentor
 
030c - O homen e sua vida en Deus;seu destino não é nunva o inferno, mas é se...
030c - O homen e sua vida en Deus;seu destino não é nunva o inferno, mas é se...030c - O homen e sua vida en Deus;seu destino não é nunva o inferno, mas é se...
030c - O homen e sua vida en Deus;seu destino não é nunva o inferno, mas é se...
 
029c - O homem na frente das virtudes e, particularmente
029c - O homem na frente das virtudes e, particularmente029c - O homem na frente das virtudes e, particularmente
029c - O homem na frente das virtudes e, particularmente
 
028c - A consciência, a vida dos homens e o continuo aiuxilio che vem do Céu
028c - A consciência, a vida dos homens e o continuo aiuxilio che vem do Céu028c - A consciência, a vida dos homens e o continuo aiuxilio che vem do Céu
028c - A consciência, a vida dos homens e o continuo aiuxilio che vem do Céu
 
027c - O Senhor Deus diz ao homem porque ele deu sua vida
027c - O Senhor Deus diz ao homem porque ele deu sua vida027c - O Senhor Deus diz ao homem porque ele deu sua vida
027c - O Senhor Deus diz ao homem porque ele deu sua vida
 
025c - o HOMEM é UM jUNTO
025c - o HOMEM é UM jUNTO025c - o HOMEM é UM jUNTO
025c - o HOMEM é UM jUNTO
 
024c - O homem e seus limites
024c - O homem e seus limites024c - O homem e seus limites
024c - O homem e seus limites
 
023c - A reencarnação é parte da Lei da Evolução
023c - A reencarnação é parte da Lei da Evolução023c - A reencarnação é parte da Lei da Evolução
023c - A reencarnação é parte da Lei da Evolução
 
022c - Contribuição ao conhecimento da origen da vida e ao destino do homen, ...
022c - Contribuição ao conhecimento da origen da vida e ao destino do homen, ...022c - Contribuição ao conhecimento da origen da vida e ao destino do homen, ...
022c - Contribuição ao conhecimento da origen da vida e ao destino do homen, ...
 
021c - Quanto aos microscópicos sois negros dos Demônios e aos modos de defen...
021c - Quanto aos microscópicos sois negros dos Demônios e aos modos de defen...021c - Quanto aos microscópicos sois negros dos Demônios e aos modos de defen...
021c - Quanto aos microscópicos sois negros dos Demônios e aos modos de defen...
 
020c - Quanto aos Arcanjos e aos Anjos.Extraido do Elaborado 2
020c - Quanto aos Arcanjos e aos Anjos.Extraido do Elaborado 2020c - Quanto aos Arcanjos e aos Anjos.Extraido do Elaborado 2
020c - Quanto aos Arcanjos e aos Anjos.Extraido do Elaborado 2
 
019c - QUANTO AO LUCÍFERO - SATANÃS É AOS SEUS DÍABOS
019c - QUANTO AO LUCÍFERO - SATANÃS É AOS SEUS DÍABOS019c - QUANTO AO LUCÍFERO - SATANÃS É AOS SEUS DÍABOS
019c - QUANTO AO LUCÍFERO - SATANÃS É AOS SEUS DÍABOS
 
018c - Os erros de Lucifer, a Criaçao e os metods para salvar os demonio biss
018c - Os erros de Lucifer, a Criaçao e os metods para salvar os demonio biss018c - Os erros de Lucifer, a Criaçao e os metods para salvar os demonio biss
018c - Os erros de Lucifer, a Criaçao e os metods para salvar os demonio biss
 

Último

LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica DominicalLIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica DominicalAmaroJunior21
 
slide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarísticaslide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarísticaFranklinOliveira30
 
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024RaniereSilva14
 
Roteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdf
Roteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdfRoteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdf
Roteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdfLehonanSouza
 
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptxO concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptxPIB Penha
 
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptxLição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptxCelso Napoleon
 
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxLição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxCelso Napoleon
 

Último (8)

LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica DominicalLIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
 
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdfO Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
 
slide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarísticaslide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarística
 
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
 
Roteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdf
Roteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdfRoteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdf
Roteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdf
 
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptxO concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
 
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptxLição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
 
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxLição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
 

040c - Orações e obras para fazer cessar as guerras, os conflitos e o terrorismo. Confronto entre algunos pedaços do Evangelho e do Corão. A potênciado amor

  • 1. Orações e obras para fazer cessar as guerras, os conflitos e o terrorismo. Confronto entre algumos pedaços do Evangelho e do Corão. A potência do amor Resumo 1. A oração é uma arma página 1 2. A família de Deus " 2 3. O único Deus e a Santíssima Trindade; o dom da Consciência Absoluta " 3 4. As boas obras " 5 5. As armas de destruição de massas de homens e coisas " 7 6. As orações como energias renováveis " 8 7. Não o Senhor Allah, isto é Deus, mas Satanás, quer o ódio e as guerras 1 " 12 8. O Homicidio " 13 9. Confronto entre algumos pedaços do Evangelho e do Alcorão com a Caridade da Verdade " 14 10. A lei de causa e de efeito ou lei cármica " 19 11. As leis da Evolução da vida e a importância do "Conhecer sí mesmos" E o juízo de Jesus na vida após a morte de cada homem que vem lá " 22 12. Os Kármas individuais e coletivos " 26 13. O perdão e a oração " 27 14. Arrependimento e Conversão " 27 15 A potência do amor " 28 16. Um confortante Mensagem de amor, de consolação e de confiança na vida eterna de parte de Deus para todos os homens " 37 A oração é uma arma que não faz mal a ninguém, enquanto faz bem a todos; ela pode fazer cessar as guerras e outros conflitos, como demonstra a experiência que o Cristianismo tem feito com a aparição da Virgem Maria em Fátima aos três pastorinhos Lúcia, Jacinta e Francisco 2 ,e com o fim das ditaduras, como aconteceu com a Rússia no século XX. Isto não obstante, os Governantes têm o dever de garantir uma existência calma a todos os habitantes do território administrado por eles e, daqui tanto para os cidadãos que, aos residents e os turistas; caso contrário, eles falham em suas próprias funções e cooperam a render a vida social semelhante a um inferno. E êste não pode agradar a Deus, porque cada um deve fazer sua parte 3 . A oração é importante, sobretudo, porque nós une a Deus 4 . Foi dito: " Orar significa entrar em uma relação de confiança com Deus, significa união com Deus. Na oração falamos com Deus, nosso Pai. Na oração uma força misteriosa se esconde, que do Coração desce até, a nós 1 Medjugorje, i Messaggi della Regina della Pace, Mensagem de 25 de setembro de 2001, Shalom 2 Lúcia de Fátima racconta 2, pagina 48, Editrice Queriniana 3 Eileen Caddy, Le porte interiori, mensagem, datada de 30 de Maio e 29 de Agosto, Amrita 4 Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagem de Janeiro 17 th , Amrita 1
  • 2. seus filhos. Quem se aproxima ao Pai na oração, nunca resta sem resposta, sem consolação, sem segurança do Seu amor ". Aos Seus discípulos, o Senhor Jesus, o Redentor e o Salvador de todos os homens 5 disse: << Vigiam e oram, para que não caiam em tentação! >>. Ele sabia por que ele lhes dizia estas coisas. Jesus solicitou a Pedro para rezar, porque ele não foi vítima da tentação. Mas Pedro dormiu no hora em que o Senhor esteva ausente, e ele renegou-lo. Aqui reconhecemos a necessidade da oração. No tempo que Pedro dormia o Filho do homem orou. Sua oração foi ouvida, um anjo desceu do céu e deu-lhe a força. Seu Pai lhe deu a força de que ele tinha necessidade para suportar os sofrimentos que atendiam-lo e para morrer na cruz 6 .>>. A oração é um dever de cada um homem nos confrontos de Deus, mas é também uma possibilidade cósmica concedida ao homem, especialmente se é a oração do coração, através da qual casa homem pode falar com o Pai-Mãe-Deus como se fosse ao lado á êle na Terra, porque Deus está no nosso coração7 . Um exemplo admirável de oração do coração, isto é de intensa relação entre o Pai Celestial e Seu Filho Jesus, se trova no capítulo 17 do evangelista João. O homem, deveria falar com Deus como o Cristo, , como se êle fosse dentro de si 8 . Isto que de bom ou de mal acontece no mundo depende da relação de oração que os homens tem com o Ser Supremo, mas também da sua maneira de viver e de pensar 9 , porque o Reino dos Céus é um estado mental 10 . A família de Deus : Todas as pessoas devotas a Deus que vivem em uma Nação, a qualquer religião pertencem, eles devem sentir o dever e a necessidade de orar juntos para o bem da humanidade, poi que todos os homens pertencem à família de Deus 11 . Com a oraçãos os indivíduos serão capazes de contribuir para fazer cessar o malévolas iniciativas dos vários tipos de malvados e particularmente dos terroristas, porque as orações podem prevenir ou fazer cessar guerras e ambém ditaduras ferozes como na Rússia no XX século, assim como nós ensina a história da aparição da Virgem Maria em Fátima 12 . O único Deus e a Santíssima Trindade 13 : o Senhor Jesus falou-nós de uma extraordinária verdade espiritual: o Deus Um e o Deus Trino, o Deua Todos 14 . Os Mandamentos 5 Eileen Caddy, Le porte interiori, mensagens de dezembro 24ª e 25ª , Amrita ; Cerchio Firenze 77, Le grandi verità ricercate dall'uomo, página 160, Mediterranee 6 Jakob Lorber, Il Signore parla, páginas 130-133 (La preghiera), Arménia 7 Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagem, datada de 4 de Setembro de Amrita 8 Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagens de 17 Fevereiro de 1 e 27 de Junho, Amrita 9 Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagens de 27 de Janeiro e 20 de Março, Amrita 10 Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagem de 1 de Junho Amrita 11 Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagem de Setembro 4 ª , Amrita 12 Lucia de Fátima racconta, páginas 174-176, Editrice Queriniana 13 Jakob Lorber, Il Signore parla, páginas 36-44 (Dio: unità o trinità?), Armenia 14 Maria Valtorta, L'Evangelo come mi è stato rivelato, Vol. VI, página 231, CEV srl, 03036 Isola del Liri (Frosinone), Italia 2
  • 3. 15 do Father-Mather-Deus 16 bom, justo e misericordioso, devem ser observados. O Senhor Deus se manifesta por meio de três seres divinos, o Pai, o Filho Jesus e a Mãe Espírito Santo para render-se visível e compreensível aos homens 17 . Os três Seres Divinos formam a família original de Deus. A existência da Santíssima Trindade, foi confirmada pelo Anjo da Paz, em Fátima, no último século 18 . O Deus Todo-Um-Absoluto 19 tem também uma outra família muito grande, porque todos os homens têm origem do Pai-Mãe-Deus e formam uma família 20 , a qualquer raça, povo ou religião pertencam. O Senhor Deus, na revelação ao Inglês Eileen Caddy, aconteceu no século XX, em Findhorn, na Escócia, confirmou que o Cristo Messias é Seu Filho, com estas palavras: - " O tempo está para vir quando estas palavras se tornarão realidade estas palavras: << o Filho de Deus aparecerá em toda a sua glória porque todos para ver-lo >>. Está pronta, porque ninguém conhece o dia e a hora. Está pronta a qualquer momento para ver Êle. Eu digo-te de não ser surpreendido de nada 21 ". - << EU ESTOU sempre com te. Tornar-se sabedora de Mim em cada momento. Nós somos Um, no coração, na mente e no Espírito. Você és perfeitamente sabedora da Presença Divina, o Cristo em você 22 >>. - << …Aquelas almas que são sabedoras s da consciência de Cristo sentem-se hora recìprocamente atraídas-las como o ferro para a imã: pode acontecer que eles não estão cônscias ao momento, mas eles serão nos dias que virão. É esta consciência que faz si que sempre mais almas se atram recìprocamente, a fom de que todos você podam se tornar sabedores do Cristo interior e podam sempre dar graças por êste conhecimento 23 . De tal maneira o único Deus confirmou a existência do Corpo Místico do Senhor Jesus, no qual todos os homens e todas as coisas são recapitulas 24 e, ao mesmo tempo que não podemos salvar-nós sem Êle 25 . O núcleo original da Família Divina é constituído pela Santíssima Trindade, assim descrita pelo Senhor Jesus a Jakob Lorber: 15 Deuteronomio 5, 6-22 (Decalogo) ; Levitico 19, 18 e Deuteronomio 6, 4-9 (os mandamentos do amor) 16 Eileen Caddy, La voce di Dio a Findhorn, páginas 103-104, Mediterranee 17 Jakob Lorber, Il Signore parla, pagina 40, Armenia 18 Lucia racconta Fátima, página 48, Editrice Queriniana 19 Cerchio Firenze 77, Dizionario del Cerchio, páginas 33-34 (Assoluto), páginas 71-72 (Dio) e páginas 296-297 (Tutto; Tutto è perfetto ;Tutto-Uno Assoluto), Mediterranee 20 Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagem de 4 de Setembro, Amrita 21 Eileen Caddy, La voce di Dio a Findhorn, página 109, Mediterranee 22 Eileen Caddy, La voce di Dio a Findhorn, página 144, Mediterranee 23 Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagem de 24 de Dezembro, Amrita 24 Vangelo di Giovanni, capítulos 1, 14,15 e 17 25 Vangelo di Giovanni15, 1-17 ; Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagens de 24 e 25 de dezembro, Amrita Cerchio Firenze 77, Le grandi verità ricercate dall'uomo, página 160, Mediterranee 3
  • 4. << … Aquêle que você ouvirão agora, conservam-lo dentro de você e não falam de Mim antes do tempo; e quando o momento justo terá vindo, você saberão-lo pelo Meu espírito, que é o verdadeiro Espírito Santo. O Pai eu como Filho e o Espírito Santo somos indivisibilmente uma coisa só, desde toda a eternidade. O Pai em Mim é o amor eterno e, como tal, a origem primeira e a primeira verdadeira substância de todas as coisas, que enchem todo o infinito. Eu como Filho sou a luz e a sabedoria que emana do fogo da luz eterna. Esta luz potente é a eterna e mais correta consciência e o mais luminosa auto conhecimento de Deus e a palavra eterna de Deus, através o qual tem sido feito todo isto que existe. A fim de que porém, todo êste poda ser feito, necessita ainda a potentíssima vontade de Deus, e êste é exatamente o Espírito Santo em Deus, através o qual as obras e as coisas recebem seus plena e autêntica essência. O Espírito Santo é a grande palavra pronunciada "Fiat", isto é aquêle que o amor e a vontade que estão em Deus têm decidido. E você veem, todo êste está em Mim agora: o amor, a sabedoria e toda a potência! E assim há sòmente um Deus, e aquêle sou Eu, e Eu tenho tomado um corpo só para poder-me manifestar melhor a você homens de esta terra, que Eu tenho criado a Minha imagem da substância originária ldo Meu amor… 26 >>. Para um dos milagres do Espírito, ou melhor, para uma de suas extraordinárias possibilidades o Senhor Deus é Uno e Trino, além de ser o único Deus e o Todo que transcende Todo 27 , Deus é o pai, como é a todos noto, mas Ele é também a Mãe, que é o Espírito Santo 28 (e esta Realidade não é nota a todos); Deus é também o Filho, que é o Senhor Jesus Cristo, como é noto. Da família originaria de Deus, o Senhor Jesus é a Luz, isto é a Sapiência que veio em um mundo cheio de trevas, 29 , isto é de ignorância Jesus veio no mundo também : <<… para quebrar a matéria, que, de outra forma, perdendo -se Lúcifer sempre mais nas asperities do pólo oposto, seria tornar-se lentamente mais dura. A Minha encarnação significou, daqui, uma parada e mostrou como podemos nós libertar da idolatria e da adoração das qualidades polares; também devia demonstrar (e êste era o primeiro escopo) como a morte que une os homens ao matéria e aos seus prazeres, poda ser superada e vencida, e também que a vida não desenvolvê-se na matéria, mas no espírito, e que aquela é sòmente uma prisão de êste 30 >>. 26 Jakob Lorber, Il Signore parla, página 43-44, Arménia 27 Cerchio Firenze 77, Dizionario del Cerchio, páginas 33-34 (Assoluto), páginas 71-72 (Dio) e páginas 296-297 (Tutto; Tutto è perfetto ; Tutto-Uno-Assoluto), Mediterranee 28 Tommaso apostolo. Il quinto Evangelho, trad Mario Pincherle, páginas 101-105, Macroedizioni. (minha nota: o Senhor nosso Deus apareceu como Mãe em La Salette na França em 19 de Setembro de 1846, mas homens de Igreja não quiseram admitir-lo, também se o aspecto da Bela Senhora e seu modo de falar eram completamente diferentes das aquêles da Virgem Maria; Ver Giuseppe Barbero, La Vergine a La Salette, páginas 18-32, San Paolo 29 Vangelo di Giovanni 1; 4-5; 9, 4-12; 12, 35-36 e 12, 44-50 30 Jakob Lorber, Il Signore parla, página 162, Arménia 4
  • 5. O Evangelist João nós refere que o Messias revelou em Palestina um recurso extraordinário do Espírito de Deus, a possibilidade de unificar e enriquecer os seres humanos através de comunhão 31 e fusão dos seres 32 . Isto aconteceu quando Jesus falou mais vezes do Corpo Místico (Eu neles e tu em mim, porque eles sejam perfeitos na unidade…o apóstolo João refere 33 ). O Corpo Místico de Cristo é a Consciência Cósmica 34 também que inclue os seres e as coisas do Cosmos; a consciência de Deus é a absoluta consciência 35 ou Ultra Cósmica que inclue todos os Cosmoses 36 . A Consciência ou Alma 37 é um corpo ultra mundano, que também tem o homem 38 , como bem sabemos por experiências íntimas. Por causa de tal recurso extraordinário do Espírito Santo os homens também mantêm suas identidade peculiar também depois que la suas consciência se é fundida com uma outra, porque pela a fusão cada homem torna-se rico de qualidades dos outros, também a si mesmo permanecendo como nunca antes, como a Virgem Maria também confirma 39 . O apóstolo João refere, nos capítulos 14, 15, 16 e 17, que quando o Senhor Jesus implicitamente fez mais vezes aceno iao Deus Todo-Um-Absoluto, isto é ao Um nos Muitos, e aos Muitos no Um 40 . Do seu lado os Mestres espirituais do Cerchio Firenze 77 (Círculo Florença 77) referem que Deus um dia vai diz a cada homem: <<… Portanto eu sou a substância que constitue a você e o espírito que anima-te, pois que você és em mim e eu sou em ti, meu filho. Mas eu não me faço parado só a êste, porque eu faço parte de mim cada ser e a cada um dou-me inteiramente sem reservas, até ao ponto que cada distinção, você e eu, cada separação, são sozinho ilusórias, e eles são só aquêle tanto que é necessário para fazer você existir, para doar ao ser a absoluta consciência. Êste Eu sou 41 >>. E êste é o Destino Divino de cada homem: ter a absoluta consciência e tornar-se assim quase como Deus. As boas obras : as oraçãos de cada homem devem ser acompanhadas das suas obras, porque não é suficiente limitar-se a orar. Disse de fato, o Ser Supremo: "… Você sempre recordas, você deves fazer algo, você deves viver a vida, e não sòmente transcorrer-la em oração, esperando que algo acontece. A oração é necessária, mas não é suficiente. Você deves aprender a viver uma vida verdadeira para todas as pessoas que observam a ti. Falar de fé não é suficiente. Você deves viver de tal forma que todas as almas que circundam a ti você podam ver o 31 Cerchio Firenze, Dizionario del Cerchio, páginas 52-53 (Comunione e Comunione dei Santi), Mediterranee 32 Cerchio Firenze 77, Dizionario del Cerchio, páginas 123-124 (Fusione, vedi Comunione), Mediterranee 33 Vangelo di Giovanni 17, 23 34 Cerchio Firenze 77, Dizionario del Cerchio, páginas 63-64 (Coscienza Cosmica), Mediterranee 35 Cerchio Firenze 77, Dizionario del Cerchio, página 63 (Coscienza Assoluta), Mediterranee 36 Cerchio Firenze 77, Dizionario del Cerchio, página 64 (Ultra cosmica Coscienza), Mediterranee 37 Cerchio Firenze 77, Dizionario del Cerchio, páginas 28-29 (Anima), o Mediterranee 38 Cerchio Firenze 77, Dizionario del Cerchio, páginas 60-63, (Coscienza), Mediterranee 39 Maria Valtorta, L'Evangelo come mi è stato rivelato, Vol. I, página 119, o CEV srl, 03036 Isola del Liri (Frosinone), Italia ; Cerchio Firenze 77, Dizionario del Cerchio, páginas 123-124 (Fusione, vedi Comunione), Mediterranee 40 Cerchio Firenze 77, Oltre L'illusione, páginas 258-262 ( La frantumazione dell'Uno nei Molti ), Mediterranee 41 Cerchio Firenze 77, La Fonte Preziosa, página 267, Amrita 5
  • 6. que significa viver pela fé. O que significa pôr a fé e confiança absoluta em Mim, o Senhor, teu Deus, a Divindade que está dentro de você 42 ". O Senhor Jesus Cristo disse: << eu digo: no Reino de Deus as não entrarão as pessoas que dizerão-me: Senhor, Senhor, mas sòmente aquelas que farão a vontade de meu Pai que está nos céus. Não é suficiente que se acredita que eu sou o Cristo, o enviado de Deus, mas ele/ela também deve fazer aquêle que eu ensinei, caso contrário, a fé não lhe serve para nada; porque sem as boas obras a fé mais firme também está morta e não dá a nenhuma alma a vida eterna. Estas coisas você mantem bem-lhes à mente e agir em conformidade e assim que você viverão! 43 >>. Para fazer as boas obras nem sempre o dinheiro é necessário firme permanecendo que os ricos devem ajudar sempre os pobres; de fato, é suficiente também visitar um doente ou um prisioneiro para fazer uma boa obra ou dar também um só copo de água a quem tem sede, um pedaço de nosso pão a quem tem fome ou um vestido quem está frio. Em propósito, o Senhor Jesus nós disse: " Então o rei dirá os justos: "Você vêm que são abençoados por meu Pai; você entram no reino que foi preparado para vós até a criação do mundo. Porque eu tenho sido com fome e você me têm dado de comer; Eu tenho sido sête e você me têm dado de beber; Eu era forasteiro e você têm me hospedado em vossa casa; eu era nu e você têm me dado os vestidos; eu estava doente, e você são vindos a curar mim; eu estava na prisão e você são vindos me encontrar. E os justos dizerão: Senhor, mas quando nós temos a ti visto esfomeado e te temos dado de comer ou sedento e temos a ti dado de beber? Quando nós temos a ti encontrado forasteiro e temos hospedado na nossa casa ou nu e nós temos dado os vestidos? Quando temos visto doente ou na prisão e somos chegamos a encontrar a ti? O Rei responderá: Em verdade, vós digo que cada vez que você têm feito isto a um de mais pequenos de êstes meus irmãos, têm-lo feito a mim… 44 ! De êste pedaço evangélico é deduzido com clareza que as Consciências dos homens fazem parte da Consciência de Jesus e que o Senhor Jesus, é presente no íntimo de cada homem; o Senhor Deus no século XX em Findhorn, na Escócia, disse que Ele é um com cada um de nós por meio da Presença Divina, o Cristo dentro de nós 45 ! Orações e boas obras são irmãs e elas se ajudam o uma ao outra; orações e boas obras demonstram a fé que temos em Deus; elas também demonstram que o doador homem é reconhecido para os dons que ele/ela tem recebido por Deus 46 . Mas devemos sempre recordar que as orações privadas de fé são vazias de significado 47 … mas que devem ser sempre 42 Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagem de 31 de Agosto, Amrita 43 Jakob Lorber, Il Signore parla, página 141, Armenia 44 Vangelo di Matteo 25, 34-40 45 Vangelo di Giovanni, Capítulos 14, 15 e 17 ; Eileen Caddy, La voce di Dio a Findhorn, página 144, Mediterranee 46 Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagem de 21 de Janeiro e de 27 de Agôsto, Amrita 47 Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagem, de 28 de Fevereiro, Amrita 6
  • 7. acompanhadas pelas boas obras porque as palavras sem as ações são como nada. Vive a Minha palavra 48 . As armas para a destruição de massas de homens e coisas : Aos religiões é atribuido o tarefa de invutar os povos para fazer orações comuns para pedir a ajuda de Deus a fim de que as armas de destruição de massa sejam eliminadas para sempre. A perfeição da oração reside na fé que colocaremos em essa; a fé determinará a destruição das bombas, das armas e das máquinas de guerra, porque os milagres acontecem para a fé, como nós ensina o Senhor Jesus nos Evangelhos. As televisãos também deve fazer sua parte em transmitir os encontros de oração comum; tais encontros também deve encontrar espaço nos jornais e nas revistas, porque todos os Meios de comunicação social têm o ônus de cooperar com os homens que oram. As armas, todas as armas não devem ser mais projectadas, construídas, vendidas, transportadas e utilizadas e aquelas que existem devem ser destruídas. Se os povos fazerão quadrado contra a violência dos terroristas com a pacífica maneiras, como fez Gandhi na Índia com os ocupantes inglêses, os violentos trovarão isolados, eles poderão reflectir sobre o suas descuídas, pelo menos algumas, e assim se fazerá do bem também á êles. Mas não é suficiente: ainda necessita triunfar sôbre o mal com o bem 49 . Por isto é indispensável que cada um faza saber a todos - especialmente aos islâmicos, também com a ajuda dos ;ass Mídia, que Deus não quer a guerra contra ninguém. A chamada guerra santa, o Jihad, é uma invenção de Satanás o Demônio ou o Diabo, que os malvados Fundamentalistas ou Radicali islâmicos distribuídos como se fosse um pedido que vem de Deus, no tempo que o Jihad é esfôrço individual para la fé ou a missão moral. A situação do mundo não depende sòmente das homens desta época (final do segundo milênio e início do terceiro), mas também de isto que de bom ou de mal outros homens fizeram no passado, quando a suas Centelha Divina ou individualidade 50 animava 51 um outro ser humano que tinha graus menores de Mente e de Consciência. Em propósito recordamos a lei de evolução 52 , a lei da reencarnação ou metempsicòsi ou transmigração das almas 53 e a lei de causa e de efeito 54 ou a lei karmica 55 , de quais falaremos mais avante. Por exemplo, o que está acontecendo na Palestina entre Judeus e Palestinianos não depende sòmente das gerações de homens de esta época (final do segundo milênio e o início do 48 Eileen Caddy, La voce di Dio a Findhorn, página 100, Mediterranee 49 Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagem de 13 de Agôsto, Amrita 50 Cerchio Firenze 77, Per un mondo migliore, página 214 (Individualità), Mediterranee 51 Cerchio Firenze 77, La Fonte Preziosa, página 267, Mediterranee 52 Cerchio Firenze 77, Per un mondo migliore, página 206 (Evoluzione) e página 210 (LEGGE di evoluzione), Mediterranee 53 Jakob Lorber, Il Signore parla, páginas 184-186 (La reincarnazione), Arménia ; Cerchio Firenze 77, Per un mondo migliore, página 214 (Reincarnazione) ; Dizionario del Cerchio, páginas 238-240 (Reincarnazione), Mediterranee 54 Cerchio Firenze 77, Dizionario del Cerchio, páginas 157-158 (La legge di causa e di effetto), Mediterranee 55 Cerchio Firenze 77, Per un mondo migliore, página 210 (Legge karmica), Mediterranee 7
  • 8. terceiro), mas também do isto que do mal fizeram as gerações anteriores, também de muitos séculos passados. Provavelmente, em esta época, para a lei karmica de que trataremos posteriormente, estes povos tornaram-se maduros para entender a causa da dor; todavia ainda hoje, depois de quase cinqüenta anos de horrores el fazer a paz o fazer cessar os sofrimentos que se infligem recíprocamente depende, sempre por êles para o princípio de liberdade de que o Senhor Jesus falou-nós no século XIX 56 . No século XX os Europeus pagaram um preço muito alto de sangue e de dor para seus antigos e recentes pecados (ou bem para suas transgressões aos Mandamentos de Deus) com duas grandes guerras terríficantes, aquela do 1914 -1918 e aquela do 1939 -1944, que lhes custaram milhões de mortos e inauditos sofrimentos aos soldados dos exércitos beligerantes e aos populações civis. Mas os Europeus têm aprendido a lição da dor, como é á todos noto, e gradualmente a Europa poderia tornar-se-á um Estado soberano, sendo a integração econômica e financeira já á bom ponto. Esperamos que o mesmo acontecerá no Médio Oriente entre todos os povos; esta é nossa férvido augúrio á Árabes e Hebreus. A responsabilidade do isto que de bem ou de mal acontece no mundo também depende de outras povos, também se eles vivem longínquo das zonas de guerra, porque há algumas responsabilidades colectivas. De fato foi dito pelos princípios da totalidade de aplicar-se a cada situação: " O homem não pode lavar-se as mãos para as ações cumpridas pelos outros, porque fazemos todos parte da vida e de cada um de nós tem a partir da totalidade, uma responsabilidade de agir 57 ". E depois existem das responsabilidades objectivas, por exemplo: a Europa têm planeado, construído e vendido também muitas bombas (incluído muitas minas), muitas armas e muitas máquinas de guerra aos países do Oriente Médio, da África e do resto do mundo. As orações como energias renováveis : quem reza intensamente para o bem de todos, ele/ela contribue para melhorar o mundo no tempo si mesmo melhora. Se vamos orar intensamente a Deus tantas tragédias em grande escala poderão ser feitas cessar, assim como foi colocado um fim à primeira grande guerra mundial, ou assim como ele foi feito sacudir o regime comunista na Rússia, consagrando a Rússia mesma ao Imaculado Coração da Virgem Maria, a fim de convertir-la 58 . O tarefa para orar (especialmente para os outros) é um dos deveres que o homem deve absolver pessoalmente, porque nenhum outro pode fazer-lo para seu pôsto 59 . Antes de compreender que Deus estava dentro de mim eu tenho-lo procurado em tôda a parte, também porque eu sou um Santo Tomás ao qual agrada saber e controlar as coisas. Isto procurar de saber me tem consentido de ser útil a tantos ateus com os quais venho a 56 Jakob Lorber, Il Signore parla, página 162, Armenia 57 Dorothy Maclean, Spiriti di Natura, página 122, Mediterranee 58 Lucia racconta Fátima, página 174-176, Queriniana 59 Eileen Caddy, le porte interiori, Mensagem de 30 de Maio e de 29 de Agôsto, Amrita 8
  • 9. contato; eu procurou o Senhor também nas ciências e assim eu descobri que alguns entre os maiores cientistas eram crentes contrariamente a quanto muitos ateus tentam de fazer-nós crer. Tenho refletido sôbre a oração como boa ação também do homem. De tal maneira tenho descoberto que é falso que a oração seja inútil, ou que seja uma coisa da pessoa bigota ou de pessoas débilis ou frágil, ou que não sabem o que fazer, sendo verdadeiro o contrário. E é também falso que a oração e as religiões sejam o ópio dos povos. E é também falso que a oração seja uma fixação das religiosas ou uma mania das pessoas anciãs porque é verdadeiro que a oração é a nossa comunhão interior com Deus 60 que nós espera no profundo de nosso coração 61 . << A vida sem oraçãos é vazia e privada de significado, pois que é próprio a comunhão com a parte mais elevada de te, que te revela a plenitude de esta vida esplendida que é a tua verdadeira herança. Faze em modo que tuas oraçãos sejam muito positivas e construtivas, e antes ainda de orar agradece por isto que você estás para receber. Quando oras procura de sentir a unidade da vida , na qual não há separação, para tudo é um. A oração une todo; essa reune cada coisa e cria a unidade perfeita. Fala comigo e ouvir-Me. Nunca perder tempo em implorar-Me para este, ou aquêle, pois que não é esta verdadeira oração. A imploração criar separação, e Eu quero que você crias a unidade em todos os momentos. Nós somos Um. EU SOU dentro de você; você não Me deves procurer ao externo. EU SOU sempre aqui esperando por você reconheca-Me. Reconheces agora nossa unidade; Eu em você, e você em Mim 62 . É uma coisa muito boa e eficaz aquela de rezar para os outros; a oração para nós deveria mudar, para aquêles que já não tivesse feito isto. A mais bela oração é chamada oração do coração, com a qual os devotos falam com Deus como se falassem com o seus pai ou com suas mãe humana, que trovasse-se na mesma sala com seu filho ou sua filha 63 ; esta é a oração humana mais agradável a Deus, nosso Pai e nossa Mãe, como ele mesmo sugere-nós esta época (final do século xx), pois que cada homem é Um com Deus. 64 . Então é justo, válido, devido e belo falar com Deus para pedir-lhe conselhos sôbre qualquer questão 65 , ou para pedir-lhe de ajudar os outros, ou para agradecer pelo que já temos recebito, ou estamos para aeceber. Um dos grande êrrors do homem, a maior, talvez, é que pensar-se separado de Deus 66 ; este êrro é feito pelo eu ou me do homem 67 . O homem sente-se separado de Deus também porque ele/ela não sabe ou não crê que seu espírito (a Centelha Divina ou Gôta - Espírito - Si 68 ) é 60 Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagem, de 28de Julho (Comunhão com Deus), Amrita 61 Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagem de 4 de Setembro, Amrita 62 Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagem de 17 de Janeiro, Amrita 63 Ver o capítulo 17 do Vangelo di Giovanni 64 Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagens de 17 Janeiro e 29 de Maio, Amrita 65 Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagem de 21 de Julho, Amrita 66 Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagem de 29 de Maio, Amrita 67 Cerchio Firenze 77, Per un mondo migliore, páginas 208-209 (Io), o self ou me, Mediterranee 68 Cerchio Firenze 77, Per un mondo migliore, página 207 (GOCCIA o SCINTILLA Divina - Spirito - Sé), Mediterranee 9
  • 10. uma célula do Espírito de Deus, o Ser Supremo, que é o Todo-Um-Absoluto 69 ; além os homens - vendo desde criança seu corpo físico separado de tudo e de todos - não creem de fazer parte do Corpo Místico de Cristo e que Todo poda ser Um na Realidade absoluta, uma vez como confirmam-nós a revelações teísta 70 . Pensamos que a verdadeira pessoa religiosa não ore por si - exceto que, em momentos de particular dificuldade - mas para os outros. O Messias Jesus - ou bem o Verbo de Deus, também de acordo com o Corão 71 - que a Providência é sempre ao obra e que nós dá isto que necessita tem - de acordo com as finalidades da nossa encarnação - ainda antes de pedir para ela 72 . O verdadeiro religioso não orar por interesse pessoal, nem para ganhar um prêmio eterno, mas ele/ela reza para satisfazer uma íntima necessidade de ser solidário con os outros aquêles que são miseráveis, doentes ou encarcerados, ou que eles têm algumas outras necessidades. Muitíssimos homens desta época (final do segundo milênio e o início da terceira) sentem- se longínquo de Deus, não porque sejam-lo tão de facto, sendo verdadeiro o contrário 73 , mas porque tais eles se consideram e porque; o homem, na prosperidade não compreende 74 crê também e um pouco na existência de seu Espírito, a Centelha ou Gôta Divina como virtual fração do Espírito de Deus, porque ele tem uma consciência e uma mentalidade limitadas. Isto acontece seja porque tais homens não interessam-se da sua vida espiritual, sendo seus pensamentos focalizados em os prazeres do mundo e a carne na riquezas e no poder; mas também porque cdo Espírito Santo praticamente ninguém fala e entre entre pessoas que falam do Espírito, poucas pessoas, eles são prevalentes aqueles que falam do Espírito em tais termos que é difícil entender algo deste mistério que vivifica a vida. Contudo de décadas existem três livros publicados por um físico experimental francês Jean E. Charon, que tem escrito ado Espírito de Deus em forma compreensível para toda a gente. O título do primeiro livro do citado cientista era "o Espírito este desconhecido". Charon tem demonstrado cientificamente que a mMatéria e o Espírito formam o Todo e que a morte não existe; o cientista explicou-la em três livros, um dos quais ele tratou da Relatividade complexa 75 A ciência ensina que todo é energia, porque Deus é energia 76 e que todos nós temos energia. "… Todos temos familiaridade com a energia: o Sol é a origem do sob a forma de energia solar, se trova no alimento que nós comemos e que mantém a vida. O conceito de energia pode 69 Cerchio Firenze 77, Dizionario del Cerchio, páginas 33-34 (Assoluto), páginas 71-72 (Dio) e páginas 296-297 (Tutto ; Tutto è perfetto ; Tutto-Uno-Assoluto), Mediterranee 70 Deuteronomio 30, 11-14 ; Vangelo di Giovanni, capítulos 14, 15, 16 e 17 ; Il Corano, trad. L. Bonelli, sura L 15, Ulrico Hoepli; Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagens do 23 de Janeiro, 28 de Março, 17 e 26 de Julho, Amrita ; Cerchio Firenze 77, Dizionario del Cerchio, páginas 33-34 (Assoluto), páginas 71-72 (Dio) e páginas 296-297 ( Tutto, Tutto è perfetto, Tutto-Uno-Assoluto) Mediterranee 71 Il Corano, trad. L. Bonelli, sura III 40, Ulrico Hoepli 72 Vangelo di Matteo 5, 25-34 ; Vangelo di Luca 12, 22-31 73 Eileen Caddy, Le porte interiori, mensagens de 23 Janeiro, de 28 de Março, de 29 de Maio de e de 17, 21 e 26 de Julho, Amrita 74 Salmo 49, 13 e 21 75 Jean E. Charon, Il Tutto, lo Spirito e la Materia, páginas 17-44, Mediterranee; Lo Spirito questo Sconosciuto , Armenia; Morte, ecco la tua sconfitta, Mediterranee 76 Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagem de 13 de Fevereiro de Amrita 10
  • 11. ser o mais familiar em toda a ciência e, todavia, é um dos mais difíceis de definir. Pessoas, lugares e coisas têm energia, mas observamos a energia sòmente quando algo acontece: sòmente quando a energia é convertida ou se transforma em outra forma de energia. 77 ". Também sabemos que o pensamento é uma energia e que o cérebro tem uma atividade elétrica que emana ondas 78 . Disso deriva de que também as orações, tanto mentais que orais, são traduzidos em ondas cerebrais. Disso também deriva que sons de vozes individuais ou colectivas são energias. E as energias consistem em vibrações ". Todo em torno de nós as coisas oscilam e vibram. Também corpos demasiado pequenos para poder ser vistos, como os átomos, estão sujeitos a oscilações e vibrações contínuas. Uma oscilação (ou uma vibração) é um moto periódico de vaivém. Essa não pode existir em um único instante, mas emprega tempo para desenvolver-se antes e atrás. Se batemos um sino, as vibrações continuarão por um determinado tempo antes de extinguir-se. Uma oscilação no espaço e no tempo é dita onda. Uma onda não pode existir em um único ponto do espaço, mas deve estenderse de um ponto ao un outro. A luz e o som são ambos formas de energia que se propagam através do espaço sob forma de ondas ... 79 ". As religiões deveriam acordar-se para rezar, " todos juntos, no seus conjunto " para cada tipo de mal, em horários predefinidos para acumular energias do bem; os fieles, também se fossem separados fisicamente nas diferentes Igrejas – também se estas fossem muito distantes a uma das outras, eles se acumulariam suas energias-orações; eles teriam mais eficácia em conjunto, ao nível ultra físico do pensamento; por tais motivos as orações reforçar-se se rogamos ao mesmo hora, para a mesma finalidade, ainda que em diferentes ambientes como Igrejas, casas, cabanas, tendas ou para o em espaço aberto et caetera, porque as energias se cumulam 80 . De Findhorn ha uma confirmação que as energias se atraem para lei do pensamento que cria 81 : << O que você espera da vida? Você espera o melhor, ou também você és uma de quelas almas que temem sempre o pior e que as coisas vão mal? Se é assim, você mereces, isto que te acontece, porque você atraes su de te seja os eventos que você amas, seja aquêles que você detestas e temes. Quando tua consciência é negativa, você atraes su de te a negatividade, como o ímã atraes o ferro: te acharas assim em companhia de almas semelhantes a você, já que os semelhantes se atrem. Quando a tua é consciência de amor, quando você transbordas das alegrias da vida e quando teu coração está cheio de gratidão para todo e para todos, você descobrirás de atrair aquelas almas felizes que irradiam o amor e a alegria em qualquer lugar eles 77 Paul G. Hewitt, Fisica por Concetti, página 101-108, Zanichelli 78 Helena Curtis, Invito alla biologia, página 389-392, Zanichelli 79 Paul G. Hewitt, Fisica por Concetti, página 350, Zanichelli 80 Amadeus Voldben, I prodigi del pensiero positivo, páginas 24 e 32, Mediterranee 81 Eileen Caddy, La voce di Dio a Findhorn, páginas 139-141(come l’uomo pensa così egli sarà; come pensate così create, questa è la Mia legge), Mediterranee 11
  • 12. vão. A tua vida será cheia de todo isto que pode oferecer de melhor. Por que não ver o lado bom de cada situação? Vês o melhor que atraes su de te 82 >>. A união de pensamentos semelhantes como aquêles das orações feitas com a intenção de ajudar os outros, ou para o bem dos outros, acumulam-se; tornar-se assim possível que a energia- oração de cada um para se adiciona aos energias-orações dos outros, em qualquer lugar eles são, também porque, no plano mental, o mundo do pensamentos, há um espaço diferente do que deste universo. Quem reza tem um nível mais elevado de consciência de pessoas que não oram; em outras palavras, pode-se dizer que se trata de diferentes percepções da realidade que nós circunda. De fato, uma místico disse-nós que Ele sintonizava-se com Medjugorje durante a noite sòmente pensando firmemente de estar situado na Igreja dos monges em Medjugorje; uma noite veio-lhe a dúvida que isto fosse possível; á êle imediatamente foi dada a prova: ele ouviu a palavra " Contato! ". Tem sido demonstrado que a energia-oração de cada um pode unir-se aos energias-orações de outros, também distante milhares de quilômetros. É um dos tantos milagres das energias e do pensamento. Tem sido demonstrado que é lícito ter dos dúbios que os Seres do Céu clarificam! Mas não sòmente: Deus é dentro de nós e responde á todas as perguntas, ajuda á resolver nossos problemas e Ele guia nós 83 ! As guerras demoníacas feitas no nome santíssimo do Senhor Allah, mas é Satanás , o espírito do mal, que quer o ódio e as guerras 84 : : os Timoratos de Deus islâmicos os Moderados islâmicos têm o dever de fazer clareza em palavras Gihad ou Jihad, que “significa o esforço para alcançar um objetivo específico . Com Gihad se entende também o esforço individual para a fé << grande Gihad >> e para a ação e a missão morais… 85 ; o Gihad ou Jihad, a chamada guerra santa, mas é uma invenção de Satanás e/ou dos Fundamentalistas ou Radicais islâmicos; por isto, o Gihad ou Jihad é um guerra demoníaca porque o Senhor Deus não quereria o ódio e as guerras entre os homens, porém a paz e o amor, mas respeita a nossa vontade porque nós tem dado o livre arbitrio 86 . . É indispensável, daqui, repete-se, que, no interesse geral da humanidade os Timoratos de Deus e os Moderados, islâmicos fazam clareza também sôbre este pônto. Com a caridade da verdade e no interesse geral da humanidade, os Maometanos devem admitir que o Islão moderado tem tolerado até agora a cultura demoníaca da assim dita guerra santa, o Jihad, que é, em vez, uma guerra demoníaca com certeza , porque Mohammed após a conquista de Meca, ordenou a matar sòmente quem atacava-lhes feita exceção para dez pessoas, entre as quais o 82 Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagem de 26 de Dezembro, Amrita 83 Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagem de 21 de Julho, Amrita 84 Medjugorje, I Messaggi della Regina della Pace, Mensagem, de 25 de Setembro de 2001, Shalom 85 Ralf e Friederike Stolleis Elger, Piccolo Dizionario dell'islam, página 136, Einaudi Tascabili 86 Siracide 15, 11- 20 ; Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagem de 32 de Julho, Amrita ; Cerchio Firenze 77, Dizionario del Cerchio, página 161 (Libero arbitrio), Mediterranee 12
  • 13. homem que tinha alterado alguns versículos do Alcorão 87 ; por isto os Timoratos de Deus, e os Moderados islâmicos, representados pelos seus iman ou por outras pessoas respeitáveis de cada mesquita, eles deveriam sentir o dever de fazer saber oficialmente á todos e particularmente aos violentos ou Radicais ou Fundamentalistas islâmicos violentos e aos terroristas, que a autorização á se defender dada ao profeta Maomé, cessou com a derrota dos Coreiscitis. O Profeta, após a conquista de Meca, concedeu a liberdade de culto, até mesmo aos Árabes pagãos 88 . Dêste deriva que o Árabe Maometanos teriam devido se defender se atacados sòmente após a conquista de Meca; além disso, os islâmicos que não teriam devido fazer a guerra a outros para impor a sua religião, pois na Arábia, como em qualquer lugar, tinha que ser a liberdade de culto 89 . Você também mantém em mente que o Corão foi a Revelação dos beduínos, isto é dos Árabes, um povo politeísta; também sobre êste pônto o Senhor Deus foi muito claro seja falando do Corão 90 que falando de Maomé, do qual Ele disse explìcitamente que era o profeta dos Árabes pagãos 91 , isto é dos Beduínos da época 92 . O Senhor Deus, através do Anjo Gabriel, nunca disse que Maomé era o profeta de outros povos; em vez disse, Ele disse t que os Árabes tinham o direito à liberdade de escolher a religião que eles preferiram 93 ; por isto repeto: todas as guerras e revoluções (os Jihads) que os Árabes têm feito de Maomé en depois para ampliar os territórios do Islão, ou para impor a religião islâmica a outros povos ou para outros escopos são guerras ou revoluções satânica . O Islão violento não é uma religião verdadeira, mas uma anti religião 94 ; as verdadeiras religiãos de Deus são aquelas que predicam o amor, o perdão, a caridade, a paz e a fraternidade entre os homens. O Islã violento que faz guerra ou revolução para ampliar o seus territórios, para impor a religião islâmica a outros povos ou para outros escopos é a antireligião de Satanás, o Anticristo 95 . 87 Sergio Noja, Maometto profeta dell'Islam, página 243, Oscar Mondadori 88 Il Corano, trad. L. Bonelli, sura XVIII 28, Ulrico Hoepli 89 Il Corano, trad. L. Bonelli sura II, 257-259 e sura XVIII, Ulrico Hoepli 90 Il Corano, trad. L. Bonelli, sura XX 112 ; sura XXVI 192-196 ; sura XLIII 2 e sura XLIV sura 58, Ulrico Hoepli 91 Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, páginas 13-14 (Araba lingua), sura XIII 37 ; sura XVI 103 ; sura XXVI 192-195; sura XXXIX 27-28 ; sura XLIII XLIV 58 páginas 74-83 (Maometto ;) ; lá muitas suras, entre eles: sura XXVI 192-195 ; sura XXXIX 27-28 sura XLIII 3 ; XLIV 58 ; páginas 74-83 (Maometto) ; muchas sure entre quais XIII 90 ; sura II 119-120 , sura II 151; sura II 272; sura III 20 ; sura III ; 61-63 ; sura III 68-69 ; sura III 84-85; sura III 121-123 ; sura III 144 ; Sura IV 78-80 ; sura IV 113 ; sura IV 115 e assim por diante, Xenia Tascabili 92 Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, página 77 ( sura VII 157-158 e 188, Xenia Tascabili ; em vez de VII sura Nangeroni escreveu VI na página 77 ); a confirmação do erro pode ser encontrado em märkel R. Piccardo, Il Corano, páginas 153 e 156, Newton & Compton Editori. Podemos encontrar a confirmação de que há o VII sura mesmo na tradução do Alcorão feita por L. Bonelli, sura VII 156-157 e 188, Ulrico Hoepli 93 Il Corano, trad. L. Bonelli, sura II 257-259 V 73 ; sura 28, e sura XVIII Ulrico Hoepli 94 Cerchio Firenze 77, Dizionario del Cerchio, página 30 (Anticristo), Mediterranee 95 Cerchio Firenze 77, Dizionario del Cristo, página 30 (Anticristo), Mediterranee 13
  • 14. O homicídio: o homicídio é proibido pelo Corão 96 e maior razão os atentados e as matanças dos terroristas; por isto aos Fundamentalistas, aos Radicais violentos e aos Terroristas islâmicos todos os Timoratos de Deus e os Moderados islâmicos devem fazer para saber oficialmente que eles, os Fundamentalistas, e Radicais violentos e Terroristas islâmicos violentos, falam e agem em nome e no seu interesse e em aquêle de Satanás, porque a suas religião é o poder e nas mesquitas sucedem as pior coisas 97 ; por isto os Fundamentalistas, ou Radicais e Terroristas islâmicos não agem, nem eles podem agir em nome de Deus toda as vezes que eles falam ou agem mal, porque Deus quereria a paz e o amor entre os homens, porque Deus mesmo é amor 98 . Em especial modo quando os Fundamentalistas ou Radicais islâmicos quando eles falam e agem para declarar e fazer o Jihad a outros povo, falam e agem em seu nome e o de Satanás, porque o verdadeiro significado de Jihad não é aquêle de uma guerra aos outros povos, mas aquêle de um esforço para alcançar um determinado objetivo. Com Jihad se entende também um esforço individual a fé <<Grande Jihad>> ou para la ação e a missão morais 99 ; por isto todas as guerras e revoluções islâmicos por impor a religião Islâmica ou a Maometismo a outros povos são demoníacas. Eles são também demoníacas instigaçãos dos Fundamentalista ou Radicais islâmicos para matar os crentes de outras religiões como o Cristãos no Sul de Sul Sudan e em Nigéria porque o Corão proíbe o homicídio e a violência 100 e impõe a liberdade de religião, como já se disse. Se queremos que os povos teístas caminhem na direção da Comunhão dos seres, isto é, rumo à unidade que nós espera, pois que em Deus todo é Um 101 , é necessário que os Timoratos de Deus e os Moderados islâmicos reconhecam que a Revelação ao Profeta Maomé foi dada por um polytheistical povo que ensinava a matar, também seus próprios filhos " por medo de futura a pobreza 102 " ; a sobredita Revelação deve ser considerada também essa sujeita ao explicação do Decálogo 103 - assim como as outras Sacras Escrituras - feita pelo Messias Jesus nos Evangelhos antigos e modernos. Todas as Sacras Escrituras do mundo, em qualquer tempo feitas como qualquer outro documento, devem ser avaliadas na base do seu conteúdo e não na base ao period de tempo em que foram feitos. 96 Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, páginas 93-94 (Non ammazzare nessuna persona “senza giusto motivo e noi diamo al ciratore dei suoi interessi la potestà di vendicarlo….” minha nota:le parole tra virgolette e sottolineate per me sono una aggiunta araba) , sura II 178-179, sura IV 92-93 sura V 32 e sura XVII 33, Xenia Tascabili 97 Magdi Allam, Jihad in Italia, página 96, Oscar Mondadori 98 Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagem de 17 de julho, Amrita e La voce di Dio a Findhorn, página 42, Mediterranee 99 Elf Elger e Friederike Stolleis, Piccolo Dizionario dell'Islam, página 136, Einaudi Tascabili 100 Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, páginas 93-94 (Omicidio), sura 178-179, sura II 178-179, sura IV 92- 93 sura V 32 e sura XVII 33, páginas 94-95 Opere buone, sura III 195, sura IV 36 e 40, VII, 199 sura XLV sura 30, Xenia Tascabili (Minha nota: per me queste sure sono state modificate dagli Arabi per uccidere chi vogliono) 101 Vangelo di Giovanni, capítulos 14, 15 e 17 ; Eileen Caddy, La voce di Dio a Findhorn, páginas 26-27 e 103, Mediterranee 102 Il Corano, trad. L. Bonelli, sura XVII 33, Ulrico Hoepli 103 Maria Valtorta, L’Evangelo come mi è stato rivelato, Vol. VII, páginas 123-124, CEV srl, 03036 Isola del Liri (Frosinone), Italia 14
  • 15. Faço um breve confronto emtre alguns pedaços do Evamgelho e do Alcorão, os quais demonstram a perfeição espiritual dos Evangelhos (em comparação com as Revelações de todas as outras religiões do mundo também aquela do Alcorão); isto porque o Messias era a Palavra de Deus, como também resulta do mesmo Corão 104 . A Redenção e a Salvação de todos os homens, de qualquer raça, povo ou religião pertencam, foi confiada por Deus a Jesus Cristo, assim como resulta também da Revelação de Deus á Eileen Caddy da Comunidade de Findhorn, na Escócia, do século XX 105 . Comfronto entre algumas pedaços do Evangelho e do Alcorão com a Caridade da Verdade : falando da Nova Justiça, que Deus quer que fosse feita também em Terra, o Senhor Jesus de Nazaré, Filho de Maria e do Espírito/vontade de Deus 106 ; o Pastor de todos os povos 107 , disse na Palestina cêrca dois mil anos atrás com respeito ao Decálogo: 1. << Você não devem pensar que eu seja vindo á abolir a Lei de Mosè e o ensinamento dos profetas. Eu não sou vindo para abolir, mas para cumprir-la em perfeita forma. Porque eu seguro-vós que até á quando ali será o céu e a terra, tão poco a mais pequena palavra, antes uma vírgula, será cancelada da lei de Deus (minha nota: o Decálogo 108 ); e assim até quando todo não será cumprido. Por isto quem desobedece ao mais pequeno dos mandamentos e insígnias aos outros, á fazer como ele, ele será o mais pequeno no reino de Deus. Quem em vez põe em prática todos os mandamentos e ensina-los aos outros, será grande no reino de Deus. Uma coisa é certa: se você não fazem mais sèriamente a vontade de Deus de como fazem os fariseus e os doutores da lei, você não entrarão no reino de Deus 109 >>. (minha nota: também o Corão, assim como a Torá e o Evangelho que têm precedido o Corão foram extraídos pelo Decálogo, do qual derivam os três grandes revelações teístas, o primeira é a Torá para os Hebreus, a segunda, o evangelhos para todos os homens, incluídos os Judeus; a terceira é para os Árabes e é o Alcorão em língua árabe 110 . A partir de cada Revelação uma religião teísta nasceu 111 , de cada uma de essas, o Decálogo 112 e os Mandamentos do amor 113 são a magistral Fonte principal. 2. << Você sabe que na Bíblia foi dito aos nossos pais: não matar. Quem matará um outro ele/ela será levado na frente do juiz. Mas eu vós digo: também se um perder o seu temperamento 104 Il Corano, trad. L. Bonelli, sura III 40, Ulrico Hoepli 105 Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagens de 24 e 25 Dezembro, Amrita ; Cerchio Firenze 77, Le grandi verità ricercate dall'uomo página 160, Mediterranee 106 Il Corano, trad. L. Bonelli, sura III 40 e 52-53, Ulrico Hoepli 107 Vangelo di Matteo 28, 18-20 ; Vangelo di Giovanni 10, 14-16 ; Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagens, de 24 e 25 de Dezembro, Amrita ; Cerchio Firenze 77, Le grandi verità ricercate dall'uomo, página 160, Mediterranee 108 Deuteronomio 5, 6-22 109 Vangelo di Matteo 5, 17-20 110 Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, páginas 13-14 ( Araba lingua ), sura XIII 37, XVI 103, sura XXVI 192-195, sura XXXIX 27-28, sura XLIII 3 e sura XLIV 58, Xenia Tascabili 111 Il Corano, trad. L. Bonelli sura II, 129-130, sura III 78-79, sura V 53, e sura XLII 11, Ulrico Hoepli 112 Deuteronomio 5, 6-22 113 Levitico 19, 18 e Deuteronomio 6, 4-9 ; Vangelo di Matteo 22, 34-40 15
  • 16. contra seu irmão, ele/ela será levado na frente do juiz. E quem diz a seu irmão: "Você és um idiota", ele/ela será levado em frente do tribunal superior. Quem lhe diz: " traidor" ele/ela pode ser condenado ao fogo do inferno. Por isto, se você estás levando tua oferta ao altar de Deus, e recorda-te que o teu irmão tem algo uma contra ti, deixa a oferta diante do altar, e você vais para reconciliar-te com o teu irmão; depois, torna e apresenta tua oferta Desta forma, se você estás andando com teu adversário em tribunal, fazes prestes á meter-te de acôrdo avir com êle, porque ele pode consignar-te aos guardas para meter-te em prisão, Eu Seguro-te que você não vai sair de lá até que você não terá pagado o último centesimo 114 >>. (minha nota: o Corão disciplina o homicídio 115 , mas não creio que tenha-lo disciplinado Deus; foram os Árabes alterando assim o Corão. Todos sabemos que a disciplina é uma coisa muito diferente da proibição; em cada caso o Decálogo que veda o matar e os Mandamentos do amor são válidos para todos os homens, também para os Maometanos) ; 3. << Você sabem que na Bíblia foi dito: Não cometer adultério. Mas eu vós digo: se um olha a mulher de um outro porque ele quer ela, em seu coração ele tem já pecado de adultério com ela. Se o teu olho direito te faz cumprir o mal, arranca-lo e arremessa-lo fora: é melhor perder sòmente uma parte do teu corpo, antes que de ser arremessado todo inteiro ao inferno. Se a tua mão direita faz-te cumprir o mal, talha-la e arremessa fora: é melhor perder sòmente uma parte do teu corpo, antes que de ser arremessado todo inteiro ao inferno 116 >>. O Corão proíbe o adultério, mas disciplina-lo; também em êste caso penso que o Corão foi alterado pelos Árabes 117 , Em quanto a Gênesis 118 preve uma única espôsa para cada homem, o Corão não preve de mais não se exprime sôbre o número de espôsas 119 ou pelo menos assim resulta do Corão que nós è chegado assim quem quer pode interpretar as suras como ele quer, como de fato é acontecido no Islamismo: la poligamia é admitida pela religião islâmica: os Maometanos pode ter até quatro espôsas! O Corão não se exprime sôbre o número das espôsas, como já foi dito, mas as mulheres e os filhos estão listados entre os bens terrestres juntamente com aos tesouros de ouro e de prata, aos cavalos, as greis e os campos férteis. No Alcorão está escrito: << O homem que tem abundância de meios expende com liberalidade, enquanto o homem ao qual Deus tem dado pouco expende aquêle pouco. Deus não obriga nenhum á fazer de mais de aquêle que um está capaz de fazer… 120 . Deriva dêste que o pobre Maometanos deveriam limitar-se a dar à luz um filho apenas ou o máximo de dois, como acontece na China (obrigação legal) e na Europa (livre escolha de bom e inteligente de pais). 114 Vangelo di Matteo 5, 21-26 115 Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, página 93-94), Omicidio (sura II, 178-179 sura IV 92-93, sura V 32 sura 33, XVII, Xenia Tascabili 116 Vangelo di Matteo 5, 27-30 117 Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, páginas 6 e 7 (Adulterio), sura IV 16, sura XXIV 2-3, Xenia Tascabili 118 Genesi 2, 24 119 Il Corano, trad. L. Bonelli, sura IV 19-30, Ulrico Hoepli ; Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, página 90 (Moglie), sura IV 19-21 e sura V 5, Xenia Tascabili 120 Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, página 16 Terreni (Beni), sura LXV 7, Xenia Tascabili 16
  • 17. Não considerando as alteraçãos árabes ao Corão as diferenças entre a Bíblia e o Alcorão, como no caso do homicídio são explicáveis, porque as Revelações divinas são progressivas ou melhor apropriadas ao povo para o qual foram feitas, mas, em cada caso, a linguagem de Deus, ou melhor, de Allah é sempre simples, clara, coerente e exauriente. Quando a linguagem de Deus não é assim, o isto significa que foi modificado pelo homem, dos Árabes no caso do Corão 121 , de modo particular os versículos que têm por objeto as espôsas têm sido escritos de forma a poder ser interpretados 122 . Isto porque, sobretudo, dos versículos do Alcorão, o número das espôsas não resultar, nem é mencionado ao monogamia e ao poligamia. Esta linguagem não me parece a linguagem de Deus, porque o Senhor está sempre simples, claro, coerente e exauriente, como já se disse. No mesmo Corão, há uma série de exemplos de linguagem divina. A perfeição do linguagem divino resulta das antigos Evangelhos (Mateus, Marcos, Lucas, João e Thomas) e das aquêles modernos (o Evangelho ditado a Jakob Lorber no XIX século e aquêle feito reviver a Maria Valtorta no século XX); a perfeição do linguagem divino, resulta especialmente das duas Evangelhos modernos, porque eles têm sido transcritas imediatamente após que o pedaço foi ouvido pelos referidos Evangelistas, Jakob e Maria. Tal perfeição também resulta sobretudo da Revelação de Deus do século XX a Eileen Caddy, da Comunidade de Findhorn, na Escócia, porque os ensinamentos (Mensagens) diários de Deus têm sido transcritas por Eileen imediatamente depois de ter ouvido a eles. No Corão é escrito que os Árabes devem viver castamente …; eu não sei como seja possível viver castamente com mais espôsas até a quatro, de acordo com o islamismo! Eu também me pergunto como fazem os islâmicos pobres a manter bem quatro espôsas e seus numerosos filhos até a vinte! A espôsas e filhos, eles vão fazer a sofrer a fome, a sede e o frio, mas após o pobre islâmicos fazer de pior: a. de fato a religião islâmica permite que as meninas podem casar aos seis anos de idade; a muito difundido na prática diária, as famílias que eles vendem, as meninas são muitíssimas: "Só na África, a espôsa-meninas são 15 milhões a cada ano 123 "; b. Os Maometanos fazem trabalhar os seus meninos e não mandam ao escola, privando-los das jóias da seus idade. O matrimônio com um adulto sujeita as meninas a traumas terríveis á começar a partir da separação da criança da família de origem; de outros possíveis traumas não quero falar enquanto o Alcorão ensina o amor aos próprios parentes 124 ; quem vende uma menina não ama-la! 121 Sergio Noia, Maometto profeta dell'Islam, páginas 115-125, Oscar Mondadori ; Michael Cook, Il Corano, páginas 144-148 (Dubbi ed enigmi), Einaudi Tascabili ; Paolo Branca, Il Corano, páginas 53-67 (Dalle prime redazioni al Corano come è oggi), Il Mulino ; Paolo Branca, I Musulmani, páginas 23-25 (Il Corano), Il Mulino 122 Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, página 90 (Moglie), sira IV 19-21 e sura V 5, Xenia Tascabili 123 La Madonna di Monte Berico, Rivista mensile di attualità, Ottobre 2009-n°8. páginas 42-43, Viale X Giugno 87 - 36100 Vicenza 124 Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, página 94 (Onestà), sura XVI 90, páginas 94-95 (Opere buone), sura III 195, sura IV 36, sura VII 199 e sura XLV 30, Xenia Tascabili 17
  • 18. Os Fundamentalistas e os Radicais islâmicos ensinam aos seus crentes que um boa muçulmana deve procriar pelo menos cinco filhos… mas é assim que eles esperam de conquistar o mundo, começando a fazer do mal aos espôsas e aos filhos de suas crentes também com o trabalho juvenil. Os Mestres espirituais do Cerchio Firenze 77 (Círculo Florença 77) ensinam (em um de seus livros) que o piores entre os homens são aquêles que fazem longamente sofrer. No Corão, há também a proibição de ter relações sexuais ilicitas 125 . Na minha opinião da religião islâmica, os árabes fizeram o isto que quiseram; é possível que o mesmo pode ser dito do Corão porque foi transcrito muito tempo depois e, sobretudo, não foi verificado por Mohammed 126 . 4. Você sabe que na Bíblia foi dito: << Quem quer abandonar sua própria espôsa, ele deve dar-lhe uma declaração escrita do divórcio. Mas eu lhes digo: quem a sua própria mulher envia - exceto o caso de relacionamento ilegal - ele coloca-la em perigo de se tornar adultéra. E quem se casa com uma mulher abandonada pelo marido, também comete adultério êle 127 >>. (minha nota : Se refleta sobre Gênesis 2, 24: " Por isto o homem deixará seu pai e sua mãe, unirá-se à sua mulher e os dois serão uma coisa só, isto é um ser sozinho ". Os dois, o homem e a mulher teriam criado uma nova família. O Senhor Deus, o Criador, não prescreveu a poligamia; mas a monogamia; dêste deduzimos que a poligamia é um desejo veemente árabe. Se refleta também obre o quanto o que está escrito no Corão sobre aos espôsas 128 ; Se refleta também sobre os bens de proprietade privada entre os quais os filhos estão listadas 129 - e su isto diz que o Corão sobre os filhos 130 ) ; No Alcorão está escrito: a. << Oh você que creem! Não é lícito herdar espôsas, contra a suas vontade, nem impedir-lhes de maridarse novamente ao escopo de repreender isto que têm lhes dado em dote, exceto no caso de uma infâmia cometida por ela de maneira explícita; tratam lhes com gentileza no entanto, porque se você tratam-la com desprezo, pode acontecer que você despreem uma coisa em que Deus tem reposto um grande bem. E se você entendem trocar uma espôsa com uma outra e a uma de essas você têm dado uma grande quantidade de ouro, não é possível rpreender-lo; e não tentam apropriar dêste através de uma calúnia ou acusando-la da culpa da descrença. E como você fazem á tirar-lhe suas coisas quando você têm usadas juntos e ela tem 125 Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, página 90 (Moglie), sura V 5, Xenia Tascabili 126 Sergio Noja, Maometto profeta dell'Islam, página 121, Oscar Mondadori; Paolo Branca, Il Corano, página 53-67, Il Mulino ; Michael Cook, Il Corano, páginas 125-152, Einaudi Tascabili 127 Evangelho di Matteo 5, 31-32 128 Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, página 90 (Moglie) sura IV 19-21 e sura V 5 , Xenia Tascabili 129 Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, páginas 15-16 (Beni terreni), sura III 14; sura IX 55 ; sura XI 15-17 ; sura XVIII 46 ; sura XX 131 ; sura XXVIII 60 ; sura LXIII 9 ; sura LXIV 14-15 ; sura CII 1-8 ; sura VII 31 ; sura LXV 7 , Xenia Tascabili 130 Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, página 44 (Figli), sura XLII 49-50, Xenia Tascabili 18
  • 19. estipulado com você um pacto solene 131 ? >> (minha nota: não me parece o linguagem de Deus) ; b. << e vós são permitidas como espôsas as mulheres honestas que creem, como também as mulheres honestas, entre as pessoas que receberam o Livro antes de vós, contanto que respeitem o obrigação de fornecer-lhes um dote, e vós empenham a viver sem ter relaçãos sexuais ilícitostomando vós das amantes 132 >> . 5. O Senhor Jesus diz : a. << Você ainda sabem, que na Bíblia foi dito aos nossos pais: Não jurar a falsificação, mas faz aquêle que você tens prometido com juramento diante de Deus. Mas eu vós digo: não jurar nunca: nem para o céu, que é o trono de Deus; nem pela terra, que é o escabêlo de seus pés; nem por Jerusalém, que é a cidade do Senhor. Não jurar tão pouco sôbre a tua cabeça, porque você não tem tão pouco o poder de fazer se tornar branco ou negro um de teus cabelos. Simplesmente dizem "sim" e "não": todo o resto vem do diabo 133 ; >> b. << Você sabem que na Bíblia foi dito: Olho por olho, dente por dente. Mas eu vós digo: não vingam vós contra quem vós faz do mal. Se alguém te dá um bofetada na maça do rosto destra, oferece-lhe também a outra. Se um quer fazer-te um processo para tomar-te a camisa, você deixas-lhe também o capa. Se um constrange-te a acompanhá-lo por um quilômetro, você vá com ele para dois quilómetros. Se alguém pede-te algo, dar a ele. Não virar as ombras a quem pede-te um empréstimo 134 >>. (minha nota sabemos que as Revelações divinas são apropiadas ao povo ao qual foram faitas, porque o Senhor Deus adapta-as para as possibilidades de entendimento dos povossalvo alterações. Por exemplo a vingança foi uma junção áraba que alterou o Corão 135 , mas para os Maometanos - como para outros povos - está em vigor o Decálogo que proíbe o matar em cada caso); C. << Você sabem que foi dito: Ama teus amigos e que odeia teus inimigos. Mas eu digo vós: Amem também os vossos inimigos, rogem pelos que vós perseguem. Fazendo isto você vai se tornarão verdadeiros filhos de Deus, vosso Pai, que está no céu. Porque ele faz surgir o seu sol sôbre os maus e sobre os bons, e faz chover para aquêles que fazem o bom e para aquêles que fazem o mal. Se você amam sòmente aquêles que vós amam, que mérito você têm? Os malvados também se comportam desta maneira! Se você saudam sòmente vossos amigos, você estão fazendo algo de melhor dos outros? Também aquêles que não conhecem a Deus se comportam desta maneira! Você sejam, portanto, perfeito, como é perfeito vosso Pai no céu 136 >>. (minha nota: Cristo sóbre a Terra era a Palavra de Deus que desdobrava o Decálogo; por isto 131 Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, página 90 (Moglie), sura IV 19-21, Xenia Tascabili 132 Aledssandro Nangeroni, Dizionario del Corano, página 90 (Moglie), sura V 5, Xenia Tascabilio 133 Vangelo di Matteo 5, 33-37 134 Vangelo di Matteo 5, 38-42 135 Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, página 94 (entre as suras do homicídio), sura XVII 33, Xenia Tascabili 136 Vangelo di Matteo 5, 17-47 19
  • 20. os Muçulmanos integraem o Corão com os Evangelhos. Muitos Muçulmanos fazem-lo com grande sofrimentos, devido à violência do Sunna e da Sharia 137 ) . 6. O Corão disciplina o homicídio no tempo que o Decálogo e os Evangelhos proibem-lo : ver a seguinte suras do Corão: sura II, 178 e 179; sura IV, 92-93; sura 32 V; sura XVII 33132 138 . (minha nota: em êste - como em outros casos - é possível que Deus, na sua bondade, considerei os usos e os costumes dos Árabes pagãos para facilitar-lhes na observância da nova religião, mas é mais provável que os Árabes tenham alterado o Corão); 7. O Evangelho proíbe o matar porque é fundado sôbre o Decálogo 139 ; 8 . O Evangelho ordena: << Ama o Senhor, teu Deus, com todo o teu coração, com toda a tua alma e com toda a tua mente. Éste é o maior mandamento e o mais importante. O segundo é igualmente importante: ama o teu próximo como a ti mesmo. Toda a lei de Mosè e todo o ensinamento dos profetas dependem êstes dois mandamentos 140 >>. (minha nota : Os Evangelhos explanam o Decálogo: Deuteronômio 5, 6-22 ) ; 9. O Corão ordena : a. << e quando você terão cumprido os ritos, nomeam o nome de Deus, com a mesma veneração com a qual nomeam o nome de vossos pais, antes maior 141 >>; (minha nota: :você confrontam esta regra com os Mandamentos do amor: Levitico 19, 18 ; Deuteronomio 6, 4- 9 ; Evangelho de Mateus 22, 34-40 b. << e você fazem o nome de Deus nos dias estabelecidos; mas quem apressar- se nos dois primeiros dias não fazerá o pecado, como ele/ela não fazerá-lo quem indulgenciará, se ele/ela tem temor de Deus. Você temem a Deus, portanto, e você sabam que na frente dêle você serão todos reunidos 142 >>; c. << Nomea o nome do teu Senhor, no teu íntimo, em humildade e com espírito de reverência, e a voz baixa, a manhã e a noitinha, e não ser entre as pessoas que se esquccem de Deus 143 >>; 10. O Alcorão ainda ordena: a. << Na verdade Deus ordena a justiça, a beneficência, o amor aos parentes (minha nota: para me aou parentes é uma junçe ele proíbe o devassidão e o mal e a prepotência a fime de que você possessem meditar 144 >> minha nota: para mim “aos parentes“ é uma junção árabe que altera o Alcorão ); b. << você fazem o bem a seus pais, como também a seus parentes, aos órfãos e os pobres homens, e ao vizinho que é vosso parente e ao vizinho que é vosso estranho e ao 137 Jean-Marie Gaudeul, Vengono dall'Islam chiamati da Cristo, EMI 138 Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, páginas 93-94), Omicidio (Xenia Tascabili 139 Maria Valtorta, L'evangelo come mi è stato rivelato, Vol. VII, páginas 123-124, CEV srl, 03036 Isola del Liri (Frosinone), Italia 140 Vangelo di Matteo 22, 34-40 141 Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, página 9, sura II 200, Xenia Tascabili 142 Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, página 9, sura II 203, Xenia Tascabili 143 Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, página 95, sura IV 36, Xenia Tascabili 144 Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, página 94, sura XVI 90, Xenia Tascabili 20
  • 21. companheiro de viagem e ao viandante e ao escravo, pois que Deus não ama quem é soberbo e vaidoso 145 >>; c. << Sabe perdoar. Invita á cumprir o bem. Afasta-te das pessoas que ignoram a fé 146 >>; d. << E em verdade aquêles que acreditaram e eles terão cumprido algumas boas obras, o Senhor irá tratar-los com misericórdia. Este é o sucesso evidente 147 >>. 11. O Evangelho de Mateus : temos evidênciado sòmente uma parte do capítulo 5 do Evangelho de Mateus, mas em verdade os capítulos 5, 6 e 7 constituem um mini Evangelho brevíssimo, mas exauriente em sua síntese, mas devemos também considerar seja o Evangelho de Tomé 148 (descoberto em 1945 vizinho ao aldeia de Dag Hammadi, no Egito, ao longo do curso do Nilo em uma jarra) que dos modernos Evangelhos: a. O grande Evangelho de João (11) volumens revelado a Jakob Lorber no século XIX pelo Senhor Jesus; de êste Evangelho existe uma síntese, á cura de Josef Mahlberg, “Il Signore parla (o Senhor fala, editado pela Arménia. Tal Evangelho tem sido ditada pelo Senhor Jesus a seu escriba austríaco Jakob Lorber. No século 19 o Evangelho ditado (lorber 11 volumens) foi publicada inteiramente com outros livros muito importante do Cristo por La Nuova Rivelazione, Via Vetrego, 148 -30035 Mirano (Venezia), telefone e fax - 041 43. 61. 54 . Uma seleção das passagens do Evangelho, tal como já foi dito, que se refere a grandes temas "… que problema desde sempre o homem, Deus e o seu reino, a Criação, o porquê da vida do homem sobre a terra, o livre arbítrio, a imortalidade da alma, o significado do dor, a morte e a vida após a morte, a reencarnação, o fim dos tempos… uma Mensagem assenerante, de amor e de esperança, ao qual o homem de hoje, qualquer poda ser sua opinião sobre a fonte inspiradora, ele/ela não pode, sem dúvida, permanecer indiferente "; b. O Evangelho feito reviver novamente a Maria Valtorta no século XX (10 volumens) pode ser definido un Evangelho integral em comparação com os quatro Evangelhos canônicos (Mateus, Marcos, Lucas e João) e ao Quinto Evangelho do apostólo Tomé (publicado pela Macroedizioni). O evangelho revelado a Maria Valtorta foi publicado pela CEV Srl, Viale Piscitelli 89-91, 03036 Isola del Liri (Frosinone), Italia; Em tais capítulos 5, 6 e 7 do Evangelho de Mateus, o Cristo não mudou sòmente o ordem dos valores do homem, mas Ele também indicou ao homem mesmo uma nova maneira de pensar e de se comportar, em relação ao pensamento, implicitamente, Jesus disse que o pensamento é uma realidade ultra física muito importante quando Ele ensinou, como já se disse acima: "… Mas eu vós digo: se um olha a mulher de um outro, porque ele quer ela, em seu coração já tem pecado de adultério com ela 149 " . 145 Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, página 95, sura IV 36, Xenia Tascabili 146 Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, página 95, sura VII 199, Xenia Tascabili 147 Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, página 95, XLV 30, Xenia Tascabili 148 Tommaso apostolo, Il quinto Vangelo, tradução de Mario Pincherle, Macroedizioni 149 Vangelo di Matteo, 5, 27-28 21
  • 22. Nos capítulos 5,6 e 7 do Evangelho de Mateus o Cristo inovou a concepção judaica de um colérico e vingativo Deus nós apresentando o Altíssimo Senhor como o Pai bom e justo, misericordioso e providente e sempre disponível para nós escutar, para nós guiar 150 e dar-nos coisas boas ou bem o alimento necessário para viver, o ajuda de Anjo Custódio e todo isto de que temos necessidade para expandir nossa consciência para nós tornar justos, misericordioso e puros 151 , isto é, santos para fazer-nós tornar-se dignos ser admitidos no Reino do Céu. Quando em um lugar da terra não há o alimento indispensável para viver, isto não depende de Deus, mas do egoísmo, avidez, incúria, negligência, avareza, preguiça dos homens ou povos e pelos desastres ambientais que têm causado, pois que nós podemos viver nos desertos também (se poderia viver também nos desertos se os homens se meteriam em contacto com os Anjos da Natureza e cooperiam com lhes como acontecia no passado: " o deserto pode florescer como a rosa 152 ). 12. Confronto entre a caridade do Senhor Jesus e aquela do profeta Maomé: fazemos relevar a diferença entre, o amor de Jesus, que emerge de todos os Evangelhos (por exemplo o episódio da mulher adúltera 153 ) e a humanidade de Maomé: << Se escureceu em rosto (Maomé) e virou os ombros quando o cego veio ao lado dêle. E quem te diz que ele não fosse vindo para purificar a si mesmo e que estaria pronto para escutar o admoestação divino, que teria sido de grande utilidade para êle? Em vez se vem um rico você recebê-lo com muita atenção e não te interessa saber se êle está disponível para a fé. Enquanto que vem de você cheio de zelo você trancuras 154 ? >> . ( Nota de Alessandro Nangeroni para estes versetos : estes versetos aludem a um episódio que Deus exprobra a Maomé: um homem cego foi para encontrá-lo no tempo que êle estava falando com alguns dos notáveis ricos de La Meca, êle se enfastiou e ele o mandou-lo fora 155 ); 13. Confronto entre os milagres do Senhor Jesus e aquêles do profeta Maomé: o Corão : refere dos milagres feitos por Cristo ( sura III 43 e sura V 110 do Alcorão traduzido por L. Bonelli, Ulrico Hoepli ), no tempo que Maomé não fez milagres 156 ; 14. Do Profeta Maomé, o Corão diz entre outras coisas: A . Sura XIII 30: << Assim nós a recitar-lhes aquêle temos-te revelado; mas eles renegam o Misericordioso. Dizes a eles; ele é o meu Senhor, não há outro Deus, mas êle, em êle tenho me confiado, a êle revolvo-me e retornarei a êle >>; B. Sura II 97: <<Foi êle [Gabriel] que depôs o Corão no teu coração>>; 150 Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagem, de 21 de Julho, Amrita 151 Cerchio Firenze 77, Le grandi verità ricercate dall'uomo, página 49 (Mantra del Karma), Berkley 152 Dorothy Maclean, Spiriti di Natura, página 81-82, Mediterranee 153 Vangelo di Giovanni 8, 1-11 154 Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, páginas 79-80, sura LXXX 1-10, Xenia Tascabili 155 Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, página 80, nota de A. Nangeroni, Xenia Tascabili 156 Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, página 89 (Milagres), sura XVII 59, Xenia Tascabili 22
  • 23. C. Sura II 119 -120: << Temos-te de fato, como portador de verdade, anunciador de uma boa revelação e admoestador, mas você não serás responsável das pessoas que se serão condenados e eles estarão ao inferno. >>; D. Sura II 151: << E assim temos enviado no meio de vós um mensageiro que pertence a vosso povo, que recita os meus sinais, rende-vós torná-lo puro, ensina-vós o livro e o conhecimento e mete-vós a conhecimento de aquêle que antes não sabia . >>. Nota de Alexander Nangeroni : " Mohammed é de estirpe Árabe meccana"; E. Sura II 272: <<Você não és [o Maomé] aquêle que guiá-los, mas é Deus que guia quem ele quer>>; F. Sura III 20: << E se eles quererão discutir com te respondes: eu tenho dado me mismo a Deus [= Eu tenho feito o islã], como tem feito também que me segue. E dize àos pessoas aos quais foi dado o livro e aos pagãos: você querem você também para dar-lhe a Deus? [= você também querem fazer o islã?]. E se eles se serão dados a Ele [= se terão feito o islã] eles receberão a guia correta, mas se eles virarão a ti as ombros, você não deves preocupar-te outra coisa que não a de levar a mensagem, será Deus á observar aquêle que seus servos fazem >>; minha nota em vez, Jesus é o Redentor 157 , o Salvador 158 e o Juiz 159 de todos os homens de qualquer raça, povo ou religião eles pertencam); G. Sura III 61 -63: << A aquêles que quererão discutir com você sôbre Jesus, depois de quanto foi revelado a ti você dize: Você vem, chamamos nossos, e vossos filhos, as nossas e vossas mulheres e todos nós e todos vós invocamos juntos a maldição de Deus sôbre quem diz o falso. A verdade é que não há outro deus que Deus e em verdade Deus é sapiente e potente. E se eles viram a ti as ombros, certamente, Deus sabe quem leva a corrupção>>; …. H. Sura III 144: << Maomé não é que um profeta, como aquêles que o têm precedido no passado >>; I. Sura IV 78 -80 : <<… Quem obedece ao mensageiro obedece a Deus e quem se afasta de êle se afasra de Deus. Nós não temos mandado a ti como seus protector >>; . L. Sura IV 113: <<…e Deus tem revelado a ti o livro e a sabedoria, e ele fez te conhecer aquêle que você não sabia e a graça de Deus sôbre você tem sido imensa>>; … M. Sura XLI 6: <<Você dize: Certamente eu sou um homem como você , um homem ao qual tem sido revelado que o vosso Deus é um único Deus, a Ele você dirigir-se e pedir-lhe perdão, queixumes aos idólatras>>; 157 Maria Valtorta, L'evangelo come mi è stato rivelato, Vol. IX, página 280, CEV srl, 03036 Isola del Liri (Frosinone), Italia 158 Vangelo di Luca 2, 8-20 , 159 Vangelo di Matteo 28, 18-20 ; Jakob Lorber, Il Signore parla, páginas 181-184 (Il giorno del giudizio e la resurrezione della carne), Arménia 23
  • 24. N. Sura XLVI 6: << Você dize: Eu não sou um inovador entre os mensageiros >>; O. Sura LXXXVIII 21-22: <<Sê de admoestação para todos porque você és um admoestador e não tiver sido nomeado seus soberano 160 >>. Todas estas explicações sobre o papel de Maomé devem fazer reflectir todos os Maometanos, quando se comparar Maomé com Jesus, . .15. Os Evangelhos referem, entre outras coisas, quanto segue resguardo ao Senhor Jesus: O Evangelho de Mateus: A. << E assim se realizou o aquêle que o Senhor Deus disse através o profeta Isaías: " Eis, a Virgin vai estar grávida, ela dará à luz um filho, e ele será chamado Emanuel. Êste nome significa: "Deus é com nós". Quando José acordou, fez como o anjo de Deus lhe havia ordenado e tomou Maria em sua casa. E sem que eles tiveram até então relações matrimoniais, Maria deu à luz o seu filho e José lhe meteu nome Jesus 161 >>. (nota c. do Evangelho de Mateus de La Biabbia in lingua corrente= Bíblia em linguagem corrente, página 8, o Editrice Elle Di CI, 10096 Leumann(Turim), Itália: " na língua judaica… o nome Jesus significa o Senhor salva. B. << Jesus se aproximou e disse: " A mim cada poder foi dado no céu e na terra; por isto, você vão, você fazem tornar-se meus discípulos todos os homens do mundo; você batizar-los em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo; ensinando-los a obedecer a todo o isto que eu vós tenho ordenado. E você sabam que eu serei sempre com você, todos os dias, até o fim do mundo 162 >>; C. O Evangelho de João: 1. <<Jesus lhe disse: Eu sou o Via, a Verdade e a Vida. Sòmente através de mim se vai ao Pai. Se você me conhecem você também conhecerão o Pai, antes você já conhecem-lo ele/ela e você têm-lo visto 163 >>. (minha nota : a semelhança com o Pai de que Jesus fala é uma semelhança espiritual); o Senhor Jesus era a Palavra de Deus na Terra, também de acordo com o Corão 164 ; Jesus era filho de Maria e filho do Espírito / vontade de Deus 165 ). 2. Jesus disse lhe ainda: << eu sou a videira verdadeira . Meu Pai é o agricultor. Cada ramo que está em mim que não dá fruto, eleentalhe-lo e ele lançar para longe, e os ramos que dão fruto, ele los livre de tudo isto que impede mais abundantes frutos. Você já são libertados graças à palavra que tenho anunciado você. Você ficam unidos a mim, e eu a ficarei unido a você. Como o sarmento não pode dar fruto por si mesmo, se não fica unido ao videira, tão pouco você podem dar fruto, se não ficam unidos a mim. Eu sou a videira e vós são os sarmentos. Se alguém 160 Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, páginas 74-83 (Maometto), Xenia Tascabili 161 Vangelo di Matteo 1, 18-25 162 Vangelo di Matteo 28, 18-20 163 Vangelo di Giovanni 14, 6-7 164 Il Corano, trad. L. Bonelli, sura III 40, Ulrico Hoepli 165 Il Corano, trad. L. Bonelli, sura III 40 e 52-53, Ulrico Hoepli 24
  • 25. fica unido a mim e eu a êle, ele produz muito fruto; sem mim vocês não podem fazer nada. Se alguém não fica unido a mim, ele/ela é arremessado fora como os sarmentos que tornam-se sêcos e que a gente recolhe para queimar. Se você permanecer unidos a mim, e as minhas palavras estão radicam em você, você perguntar o aquêle que você querem e será dado a você. A glória de meu Pai brilha quando você levam muito fruto e se tornam meus discípulos. Como o Pai me amou, também eu vos amado você: permanecei no meu amor! Se você metem em prática colocar em prática os meus mandamentos, você serão radicados no meu amor; ao mesmo modo eu tenho pôsto em prátiuca os mandamentos de meu Pai e eu estou radicado no seu amor. Tenho dito vós êste, porque a minha alegria seja também vossa, e a vossa alegria seja perfeita 166 >>. O mandamento do amor: <<O meu mandamento é êste: amem os unos os outros como eu tenho amado você. Nenhum tem un amor mais grande de êste: morrer por seus próprios amigos. Vós sois meus amigos, se fazem aquêle que eu vos mando. Não chamo-lhe mais escravos, porque o escravo não sabe o que seu patrão faz. Tenho-vos chamado amigos, porque eu tenho feito você saber todo aquêle que ouvido de meu Pai. Você não são que têm escolido me mas eu tenho escolhido a vós, e vos tenho destinados a trazer muito fruto um fruto duradoiro. Então o Pai vos dará todo aquêle que você pedirão em meu nome. Isto eu vos mando: amem os unos os outros... 167 ; >> 3. Jesus olhou em alìto na direção do céu e disse: << Pai, a hora é vinda. Manifesta a glória do Filho, porque o filho manifestas a tua glória. Você lhe tens dado poder sôbre todos os homens, porque todos aquêles que você lhe tens confiado a recebam a vida eterna. A vida eterna é esta: conhecer te, o único verdadeiro Deus, e conhecer aquêle que Você tens mandado, Jesus Cristo. Levantas-me, agora, perto a Você, dá-me a glória que eu tinha perto a Você, antes que o mundo existisse… Eu não rogo sòmente por estes meus discípulos, mas rogo também para outros, para aquêles que acreditão em mim, depois de ter escurado suas palavra (minha nota : a palavra dos discípulos). Fazes que eles sejam uma só coisa: como tu, Pai, estás em mim e eu em te, também eles sejam em nós. Desta forma, o mundo acreditará que tu tens me enviaste. Eu tenho dado a eles a mesma glória que Você tens dado á mim, porque eles também sejan uma só coisa com nós; eu unido a eles e Você unido a mim. Desta forma, eles poderão ser perfeitos na unidade, e o mundo poderá compreender que Você me tens mandado, e que tens amado-los, como Você tens amado a mim. Pai, quero que onde eu estou, também sejam aquêles que Você me tens dado. (minha nota : Jesus ainda faz referência aos discípulos), porque eles vêem a glória que Você me tens dado: de fato Você me tens amado ainda antes da criação do mundo. Pai justo, o mundo não Te tem conhecido, mas eu Te tenho conhecido e eles sabem (minha nota: Jesus ainda faz referência aos discípulos) que Você me tens mandado.Eu Te tenho feito conhecer á 166 Vangelo di Giovanni 15, 1-11 167 Vangelo di Giovanni 15, 12-17 25
  • 26. eles, e eu Te fazerei conhecer ainda; desta forma, o amor que Você tens para mim será em êles, e também eu serei em êles 168 >>. 16. O Senhor Deus tem confirmado no século XX á Eileen Caddy da comunidade de Findhorn, na Escócia, a natureza divina de Jesus dizendo: A. << o tempo está para vir quando eles tornarão-se realidade as palavras : " O Filho de Deus aparecerá em toda a sua glória, porque todos podem ver-lo " Sé pronta em cada momento para ver-lo. Eu digo-te de não surpreender-te de nada 169 >>; B. << EU SOU sempre com te. Você tornas-se sabedor de Mim em cada momento. Nós somos Um, no coração, na mente e no Espírito. Você és perfeitamente sabedor da Presença Divina, o Cristo em te 170 >>. Depois isto o que Deus tem dito de Jesus a Maomé 171 e a Eileen Caddy no XX século suscita uma grande maravilha isto que está escrito no Corão (trad. L. Bonelli) do mesmo Jesus na sura III 40 depois que foi escrito que Deus anuncia a sua Palavra em Jesus, cujo nome será o Messias, Jesus, filho de Maria " e, depois ha esta conclusão da frase: " eminente em êste mundo e no outro, e um dos mais próximos a Deus. " Esta conclusão da sentença não pode ser de Deus porque diminue Jesus Cristo, o Redentor 172 , o Salvador 173 E o bom juiz dos homens 174 , a vantagem dos outros para aumentar o seus mérito e suas importância, especialmente do profeta Maomé bazófia Árabe. Verdadeiramente, Jesus Cristo, o Messias, é o mais próximo de Deus, porque Ele é Um com o Pai 175 e é por essa unidade que Jesus pode ser a Presença Divina o homem 176 . A frase do Corão que tenho censurado antes é uma alterção Árabe do Corão. Na III sura do Alcorão, traduzido por Hamza R. Piccardo, versículos 45 e 59, Newton & Compton Editori, se lee: A . Sura III 45: << Quando os Anjos disseram: Ó Maria, Allah (Deus) te anuncia a feliz novidade de uma palavra dele decorrentes: (nota 38), o seu nome é o Messias (nota 39) Jesus, filho de Maria, “eminente neste mundo e no outro, um dos mais próximos” (minha nota: a Allah que é Deus) >>; As palavras entre virgulazinas e sublihadas são uma outra alterção do Corão. (Nota 38: <<A palavra dele proveniente: como já no versículo 39, esta expressão refere-se a Jesus. O termo árabe que traduzimos (<<palavra>>), é <<kalima>>). (Nota: 39: <<Messias>>em árabe <<Masih>>, <<o Untado>>, um dos tradicionais nomes do Cristo têm o sentido de <<purificado>>, <<investido>> de uma particular autoridade espiritual ; 168 Vangelo di Giovanni 17, 1-26 169 Eileen Caddy, La voce di Dio a Findhorn, página 109, Mediterranee 170 Eileen Caddy, La voce di Dio a Findhorn, página 144, Mediterranee 171 Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, páginas 49-50 (Gesù), Xenia Tascabili 172 Maria Valtorta, L'Evangelo mi è stato come rivelato, Vol. IX, página 280, CEV srl, 03036 Isola del Liri (Frosinone), Italia 173 Vangelo di Luca 2, 8-20 174 Jakob Lorber, Il Signore parla, páginas 181-184 (Il giorno del giudizio e la resurrezione della carne), Armenia 175 Vangelo di Giovanni 14, 9 - 11 e capítulo 17 ; Eileen Caddy, La voce di Dio a Findhorn, página 26, Mediterranee 176 Eileen Caddy, La voce di Dio a Findhorn, página 144, Mediterranee 26
  • 27. B. Sura III 59: Verdadeiramente, para Allah (Deus) Jesus é semelhante a Adão (nota 47), que Ele criou da poeira, depois Ele disse: Sé e ele foi. (Nota 47: …Jesus é uma criatura, também se a sua natureza é totalmente particular. Adão não teve nem Pai, nem Mãe (minha nota: não é verdadeiro ! Adão teve Deus por pai e por mãe); Eva não tem mãe (minha nota ; não é verdadeiro! Eva teve a Deus por pai e mãe.) Jesus não teve pai (minha nota: não é verdadeiro! Jesus teve a Deus por pai). A origem divina 177 do Senhor Jesus é também demonstrada pelos seguintes elementos: 1.Jesus nasceu sem a intervenção de um homem da Virgem Maria e do Espírito/vontade de Deus 178 ; 2. Ao nascimento de Jesus a Luz Divina era emitido pelo corpo de Maria, mais e mais 179 ; 3. Jesus na Terra era a Palavra de Deus, com o qual o Cristo despregou o Decálogo, assim como refere a Evangelista Maria Valtorta 180 ; 4. Jesus durante a sua vida pública na Palestina fez muitos milagres extraordinários, entre os quais a ressurreição de Lázaro 181 ; os antigos Evangelhos, muito sintéticos, não referem-los todos como fez Maria Valtorta em vez. Também o Alcorão refere os milagres de Jesus, ainda que de forma sintética 182 , enquanto Maomé não fez nenhum milagre 183 ; 5. Jesus doou a sua vida para o perdão dos pecados dos homens 184 ; 6. Jesus ressurscitou da morte por Si mesmo com o Seu Espírito "um meteoro luminoso, que desce, bola de fogo de insustentável esplendor, seguida por uma esterira rutilante 185 " ; 7. Jesus, tendo acabado de dar todo com o dom de sua vida pelo perdão dos pecados, Ele recebeu de Deus todo 186 , também cada poder na terra e no céu 187 e o poder para redimir e salvar cada homem de qualquer raça, povo ou religião pertenca 188 . Jesus também recebeu de Deus o poder de perdoar os pecados dos homens de julgar-los quando eles chegam no plano ou mundo astral da vida após a morte: o juizo de Jesus para cada homem é bom e misericordioso porque não se funda em nossos pecados 189 , como é dito erroneamente no pedaço do Juízo 177 Evangelho di Giovanni 3, 1- 21; Maria Valtorta, L'evangelo vêm mi è stato rivelato, Vol. I, página 245°, CEV srl, 03036 Isola del Liri (FR), Itália 178 Il Corano, trad. L Bonelli, sura III 40 e 52-53, Ulrico Hoepli 179 Maria Valtorta, L'Evangelo come mi è stato rivelato, Vol. I, página 145, CEV srl, 03036 Isola del Liri (Frosinone), Italia 180 Maria Valtorta, L'Evangelo come mi è stato rivelato, Vol. VII, páginas 123-124, CEV srl, 03036 Isola del Liri (Frosinone), Italia 181 Vangelo di Giovanni 11,1-44 182 Il Corano, trad. L. Bonelli, sura III 43 e sura V 110, Ulrico Hoepli 183 Alessandro Nangeroni, Dizionario del Corano, página 89 (Milagres), sura XVII 59, Ulrico Hoepli 184 Vangelo di Matteo 26, 26-30 185 Maria Valtorta, L'Evangelo come mi è stato rivelato, Vol. X, página 171-175, CEV srl, 03036 Isola del Liri (Frosinone), Italia 186 Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagens, de 27 Agosto e de 22 de Dezembro, Amrita 187 Vangelo di Matteo 28, 18-20 188 Eileen Caddy, Le porte interiori, Mensagens de 24 e 25 Dezembro, Amrita ; Cerchio Firenze 77, Le grandi verità ricercate dall'uomo, página 160, Mediterranee 189 Jakob Lorber, Il Signore parla, páginas 181-184 (Il giorno del giudizio e la resurrezione della carne), Arménia 27
  • 28. Final do Evangelho de Mateus 190 , mas sôbre as boas ações que temos feito sobre a Terra. Jesus, em sua oficio de Juiz, julgou também Maomé ao qual Ele abri as portas do Reino de Céus pela sua boa obra de profeta dos Árabes pagãos. O Inferno eterno não existe porque Deus não tem-la criado e porque é incompatível com o Seu amor e la Sua onipotência para as quais todos os homens serão salvados. No Eterno Presente isto é já acontecido 191 . Não sòmente o discurso sôbre o Jiuzo final (Evangelho de Mateus 25, 31-46) Jesus não tem-lo pronunciado, mas também o Juizo dos Anjos (Evangelho de Mateus 13, 47-50) é um êrro; ao fim dos tempos não aqui será alguma separação entre bons e maus e tão pouco o inferno. A lei da causa e do efeito 192 ou lei cármica 193 : Para nosso empenho espiritual, mas também para o nosso próprio bem, é muito importante compreender a lei de causa e de efeito, segundo a qual isto que nós fazemos de bom ou de mal a nós, será feito 194 . Deriva de êste que se emanamos energias de bem. Segue-se que se emanar boas energias que eles irão voltar-nos energias de bom nós retornarão energias de bem, mas se emanamos energias de mal receberemos queira ou não energias de mal como correção-ensino tantas energias do mal em forma de adversidades e doenças 195 quantas servem para compreender que necessita agir sempre bem, segundo a lei do Decálogo 196 e sobretudo os Mandamentos do amor 197 . Um físico americano parea fazer um exemplo da lei da ação e reação - que é válida sòmente para a matéria (lei descoberto pela Física )- mas que á me dá a ideia do karma disse: " Ao cada ação corresponde uma reação igual e oposta. Se exercitamos uma empurrão intensa sôbre o mundo, o mundo exercita uma intensa empurrão sôbre nós. Se tocamos delicadamente o mundo, em resposta, nós toca delicadamente. A maneira com que tocamos os outros é a maneira segundo a qual os outros nos tocam 198 " . (minha nota: enquanto a reação na matéria do plano fisico é imediata para misericórdia divina a reação da lei de causa e de efeito (válida para o homem) não é sempre imediata, porque a lição do dor é dada da Vida sòmente quando o homem está pronto para entender-la 199 , isto é também centenas ou milênios de anos mais tarde, com o escopo de ampliar a Consciência do homem mesmo. De facto, sabemos que existem algumas pessoas que também agindo mal ou muito mal eles sempre restam impunidos, mas o Carma 200 ensinará-los á se comportar bem em uma vida subseqüente na Terra 201 ). 190 Vangelo di Matteo 25, 31-46 191 Eileen Caddy, La voce di Dio a Findhorn, páginas 31 e 103, Mediterranee 192 Cerchio Firenze 77, Dizionario del Cerchio, páginas 157-158 (Legge di causa e di effetto), Mediterranee 193 Cerchio Firenze 77, Dizionario del Cerchio, página 159 (Legge karmica), Mediterranee 194 Cerchio Firenze 77, Le grandi verità ricercate dall'uomo, página 49 (Mantra del karma), Mediterranee 195 Cerchio Firenze 77, Le grandi verità ricercate dall'uomo, páginas 43-49 (La dinamica del karma), Mediterranee 196 Deuteronomio 5, 6-22 197 Levitico 19, 18 ; Deiteronomio 6, 4-9 ; Vangelo di Matteo, 22, 34-40 198 Paul G. Hewitt, Fisica por concetti, página 62, Zanichelli 199 Cerchio Firenze 77, Le grandi verità ricercate dall’uomo, páginas 46 (n°4, 5, 6, e 7) e página 158, Mediterranee 200 Cerchio Firenze 77, Dizionario del Cerchio, páginas 153-156 (Karma), Mediterranee 201 Jakob Lorber, Il Signore parla, páginas 184-186 (La Reincarnazione), Armenia ; Cerchio Firenze 77, Dizionario del Cerchio, páginas 238-240 (Reincarnazione), Mediterranee 28
  • 29. Um admonição / conselho divino em conforme com a lei de causa e do efeito é contido no Evangelho de Mateus, e é conhecido como a regra de ouro: <<Você também para os outros todo aquêle que você querem que eles fazem á você: esta maneira comanda a lei de Mosè e assim os profetas têm ensinado 202 >> Se emanamos boas energias de como uma oração ou uma esmola ou com uma visita a um doente ou a um prisioneiro o bom nós deveria retornar rapidamente, enquanto a energia de mal nós retornará sôbre sòmente quando estaremos prontos para compreender a dor 203 e, daqui, o como e quando sabe-lo isso sòmente Deus (como já se é dito a energia de mal retornará a nós durante uma existência terrestre sucessiva 204 , também muito tempo depois de ter agido mal quando seremos maduros para entender a lição da dor 205 . É bom render nota esta lei á todos, em especial modo aos malvados. O mal retornará a todos aquêles que o fizeram na forma de desgraças, adversidades e doenças quando eles estarão prontos a compreender como nós devemos comportar com os outros homens, as outras criaturas e o ambiente mesmo também centenas ou milhares de anos mais tarde 206 , mas o dia exato sòmente Deus sabe-lo. Mas o karma não é uma vingança, mas uma correcção/ensinamento 207 . Tem sido autorizatamente dito: " o Karma, efeito de causas movidas pelo homem, não tem o escopo de punir, mas o escopo de fazer compreender. A lei de causa e de efeito existe para cada aspecto em sentido negativo e em sentido positivo. O bom karma existe, mas aquêle que interessa é o carma doloroso. Mas quando é que o homem move um carma doloroso? Quando, não obstante os multíplice avisos que vêm de diferentes partes, ele/ela não se compreende e ele/ela quer experimentar diretamente. É então que o efeito doloroso constitue o único remédio para o indivíduo para compreender aquêle que é o seu ideal moral. Esta forma de ideal moral em ideal moral, o indivíduo constitue a sua consciência, cordão de cordão, tessela para tessela, e ele/ela adquire um <<a sentir 208 >> mais e mais ampliato, até á que suo << sentir>> já é tão consistente que ele/ela pode deixar a roda dos nascimentos e das mortes, deixar a encarnações, e a continuar uma vida futura de <<sentir>>, de << comunhãos >> 209 >> mais e mais ampla com todos os seres existentes. 202 Vangelo di Matteo, 7 12 203 Cerchio Firenze 77, Dizionario del Cerchio, páginas 75-77 (Dolore), Mediterranee ; Le grandi verità ricercate dall'uomo, página 46 (n°4,5,6 e7) e página 158; Maestro perché, páginas 75-76 (La legge della Misericordia e dell'amore) Mediterranee 204 Cerchio Firenze 77, Maestro perché, páginas 71-94 (Legge del karma); Dizionario del Cerchio, páginas 153-156 (Karma), Mediterranee 205 Cerchio Firenze 77, Dizionario del Cerchio, páginas 75-77 (Dolore) ; Le grandi verità ricercate dall'uomo, página 46 (n°4, 5, 6 e 7) e página 158, Mediterranee 206 Cerchio Firenze 77, Le grandi verità ricercate dall'uomo, página 46 (N° 4, 5, 6 e 7) e página 158 ; Dizionario del Cerchio, páginas 238-240 (Reincarnazione), Mediterranee 207 Cerchio Firenze 77, Dai mondi invisibili, página 166 (Il karma non pumisce: insegna), Mediterranee 208 Cerchio Firenze 77, Dizionario del Cerchio, página 257-263 (Sentire), Mediterranee 209 Cerchio Firenze 77, Dizionario del Cerchio, páginas 52-53 (Comunione) e páginas 123-124 (Fusione) Mediterranee 29
  • 30. Foi dito também: <<… Carma daqui é todo de todos: não é sòmente o evento excepcional que muda inesperadamente e involuntariamente a vida. O Karma é o dor de ventre do guloso, é a musculatura do atleta treinado, é o louro dos cabelos que a senhora se é descorados. É o grêlo da semente semeada em terreno fértil et caetera. O carma não é destino, se com isto queremos dizer algo que acontece sem explicação e sem volição; não é castigo, porque, em si, não é bom ou ruim, mas da mesma natureza da causa da qual é efeito…o karma não é uma prova; caso nunca è um ensino, porque ele completa a experiência promovida, e, da experiências aprendemos 210 >> Segue-se que em força da lei da causa e do efeito, quem espalha a dor, receberá a dor e o que espalha a bondade receberá a bondade, a paz e a tranquilidade. A lei de causa e de efeito é bem explicada no mantra do karma: << Isto que você semeas você recolheras, não esquccer-lo…. Aquêle que tem roubado restitue (minha nota: penso que restitue seja de ser interpretado no sentido que quem rouba será á sua vez roubado). Aquêle que mata será matado; aquêle que ajuda será ajudado, aquêle que compreende será compreendido. Esta é a lei da justiça, do Absoluto. Sua finalidade é a consumação (minha nota: isto é educar o homem que pensa e age mal). Tem portanto a força para suportar cada pena para pagar cada teu débito; você compensa com tanto amor e bem o mal que te é feito; você sê; dia-a-dia, justo, misericordioso e puro, e a dor não te seguir mais. Voce recorda sempre que isto que você fazeras á te será feito. Os frutos te seguirão no caminho. Irmão Oriental 211 . Tornando ao tema das guerras ou revoluções feitas pelo o Islã violentoe pelos os terroristas: sou da opinião que o principal dever dos Timoratos de Deus e dos Moderados Islâmicos seja aquêle de desconhecer não sòmente todos os terroristas como pessoas fazente parte do Islã, mas também todos os Fundamentalistas e Radicais violentos que instigam os Muçulmanos aos guerras contra outros povos ou religiões, ou aos demoniacal revoluções no mesmo povo para tomar o poder e para sujeitar o País à lei islâmica (a Sharia, o sistema jurídico de um país muçulmano 212 ). Na prática eles são Muçulmanos violentos todos aquêles que partilham as maliciosas e errôneas interpretações de temas fundamentais do Corão dos Fundamentalistas ou Radicais islâmicos por me relevados no Elaborado 4 dêste Catecismo ( que você trovarão entre os Aprofundamentos das religiões na pasta do Islã). Os violentos do Islão ou do Mohammedism, isto é os Fundamentalistas ou Radicais islâmicos instigam os Muçulmanos de todo o mundo á fazer outras guerras ou revoluções demoníacas contra outros povos para impor sua religião satânica (de fato a Sunna e a Sharia são molhadas de violência 213 ). 210 Cerchio Firenze 77, Le grandi verità ricercate dall'uomo, páginas 43-49 (La dinamica del karma), Mediterranee 211 Cerchio Firenze 77, Le grandi verità ricercate dall'uomo, página 49 (Mantra del karma), Mediterranee 212 Ralf Elger e Friederike Stolleis, Piccolo Dizionario dell'islam, página 314, Einaudi Tascabili 213 Magdi Allam, Jihad in Italia, Oscar Mondadori e Jean-Marie Gaudeul, Vengono dall'Islam chiamati da Cristo, a EMI. Entre os Aprofundamentos de nosso Catecismo ver o Elaborado 4bis " Consequências nefastas do Islamismo radical árabe sôbre a paz do mundo “ 30