Situação de Aprendizagem desenvolvida a partir da crônica:Avestruz,Mario PrataRegiane Reis & Marize12/06/2013
Público Alvo: 5ª Série/ 6º ANODisciplina: Língua PortuguesaProfessores responsáveis: Regiane & MarizeTempo previsto: 8 aul...
▪ Leitura oral das crônicas produzidas pelos alunos;▪ Dramatização.Recursos:▪ Textos xerocopiados;▪ Fotografias(Avestruz):...
2ª Etapa: Roda de conversa (vivências dos alunos)A professora indagará aos alunos sobre o gênero textual crônica:1) Vocês ...
4ª Etapa: Leitura e análise da crônica: AvestruzApós a apresentação da crônica, a professora fará a leitura oral para os a...
abominável e disse: Struthio camelus australis. Que é o nome oficial da coisa. Acho que o struthio deve ser aquele pescoço...
10) O que vocês acharam do texto? Justifiquem.11) Quais impressões vocês tiveram?6ª Etapa: Entendimento da crônica1) Dados...
4) Na sua opinião, essa crônica apresenta uma situação que poderia ter acontecido na realidade? Justifique._______________...
10) Assinale (V) verdadeiro ou (F) falso.a) Na frase: “ [...] Joguinhos eletrônicos, por exemplo. Máquina digital de fotog...
10 ª Etapa: Roda de leituraNessa etapa, os alunos farão a leitura compartilhada das crônicas produzidas e a professora ana...
Os alunos receberão uma folha de avaliação contendo 10 (dez) questões de múltipla escolha. A professora fará a leitura e e...
Nome:________________________________________________ nº________ 5ªSérie: ________/ 6º ANO data: _________Avaliação de com...
12ª Etapa6) “Depois que nascem, por cerca de 3 (três) dias, os filhotes permanecem num setor denominado berçário , onde re...
12ª Etapa: Correção da avalição de compreensão auditivaA correção será feita oralmente com a participação efetiva dos alun...
Referências bibliográficashttp://www.google.com.br/search?q=avestruz&sa=X&hl=pt-BR&biw=1920&bih=955&site=imghp&tbm=isch&tb...
Situação de aprendizagem desenvolvida a partir da crônica avestruz
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Situação de aprendizagem desenvolvida a partir da crônica avestruz

1.170 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.170
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
290
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Situação de aprendizagem desenvolvida a partir da crônica avestruz

  1. 1. Situação de Aprendizagem desenvolvida a partir da crônica:Avestruz,Mario PrataRegiane Reis & Marize12/06/2013
  2. 2. Público Alvo: 5ª Série/ 6º ANODisciplina: Língua PortuguesaProfessores responsáveis: Regiane & MarizeTempo previsto: 8 aulasJustificativa:▪Oportunizar aos alunos, a leitura do gênero crônica, em especial Avestruz, Mario Prata.Objetivos gerais:▪ Conhecer e entender o gênero crônica;▪ Estimular a imaginação e a criatividade na produção textual a partir de crônica:▪ Desenvolver o gosto pela leitura e escrita.Objetivos específicos:▪ Desenvolver a leitura, a produção textual, a oralidade, a ausculta, a interpretação de textos, a postura e a expressão corporal.Metodologia:▪ Roda de conversa (vivências dos alunos);▪ Sensibilização através de ilustrações e de vídeo do Youtube;▪ Apresentação da crônica: Avestruz, Mario Prata;▪ Aulas expositivas;▪ Exploração: características físicas do avestruz, substantivo;▪ Leitura oral (professor/ alunos);▪ Roda de leitura;▪ Dramatização da crônica estudada;Avaliação:▪ Participação e envolvimento com as atividades;▪ Produção textual;▪ Entendimento do texto;▪ Compreensão auditiva (vídeo);
  3. 3. ▪ Leitura oral das crônicas produzidas pelos alunos;▪ Dramatização.Recursos:▪ Textos xerocopiados;▪ Fotografias(Avestruz):▪ Datashow;▪ Dicionário;▪ Lousa e giz;▪ Caracterizações;▪ Filme (Youtube)Desenvolvimento1ªEtapa: Sondagem e sensibilização através de imagensA professora questionará os alunos com as seguintes perguntas:1) O que é um avestruz?2) Vocês já viram um avestruz?3) Como é um avestruz?4) Algum de vocês já pensou em ter um avestruz?Em seguida, apresentará algumas imagens.
  4. 4. 2ª Etapa: Roda de conversa (vivências dos alunos)A professora indagará aos alunos sobre o gênero textual crônica:1) Vocês sabem o que é crônica?2) Já escutaram essa palavra alguma vez?Na sequência, pedirá a eles que relatem algum acontecimento de suas vidas. A partir daí, ela fará uma explanação sobre diferentesnarrativas e explicará o que é crônica e suas características.3ªEtapa: Informações sobre o autor: Mario Prata e apresentação da crônica: AvestruzNessa etapa, a professora fará uma breve apresentação da biografia de Mario Prata e em seguida apresentará a crônica.
  5. 5. 4ª Etapa: Leitura e análise da crônica: AvestruzApós a apresentação da crônica, a professora fará a leitura oral para os alunos. Ao término, os alunos iniciarão a leitura compartilhada.Avestruz, Mario PrataRevista ÉpocaO filho de uma grande amiga pediu, de presente pelos seus 10 anos, um avestruz. Cismou, fazer o quê? Moram em um apartamento emHigienópolis, São Paulo. E ela me mandou um e-mail dizendo que a culpa era minha. Sim, porque foi aqui ao lado de casa, em Floripa, que o meninoconheceu os avestruzes. Tem uma plantação, digo, criação deles. Aquilo impressionou o garoto.Culpado, fui até o local saber se eles vendiam filhotes de avestruz. E se entregavam em domicílio.E fiquei a observar a ave. Se é que podemos chamar aquilo de ave. O avestruz foi um erro da natureza, minha amiga. Na hora de criar oavestruz, Deus devia estar muito cansado e cometeu alguns erros. Deve ter criado primeiro o corpo, que se assemelha, em tamanho, a um boi. Sabequanto pesa um avestruz? Entre 100 e 160 quilos, fui logo avisando a minha amiga. E a altura pode chegar a quase 3 metros - 2,70 para ser maisexato.Mas eu estava falando da sua criação por Deus. Colocou um pescoço que não tem absolutamente nada a ver com o corpo. Não devia mais terestoque de asas no paraíso, então colocou asas atrofiadas. Talvez até sabiamente para evitar que saíssem voando em bandos por aí, assustandoas demais aves normais.Outra coisa que faltou foram dedos para os pés. Colocou apenas dois dedos em cada pé. Sacanagem, Senhor!Depois olhou para sua obra e não sabia se era uma ave ou um camelo. Tanto é que, logo depois, Adão, dando os nomes a tudo o que via pela frente, olhou para aquele ser meioMario PrataMario Prata é um escritor, dramaturgo, jornalista e cronista brasileiro. É natural de Uberaba, Minas Gerais,mas viveu boa parte da infância e adolescência em Lins, interior de São Paulo. Em mais de 50 anos de escrita,tem no currículo 3 mil crônicas e cerca de 80 títulos, entre romances, livros de contos, roteiros e peças teatrais.Na carreira, recebeu 18 prêmios nacionais e estrangeiros, com obras reconhecidas no cinema, literatura, teatro etelevisão.( http://marioprata.net/sabe-o-mario/ acesso em: 11/06/2013)
  6. 6. abominável e disse: Struthio camelus australis. Que é o nome oficial da coisa. Acho que o struthio deve ser aquele pescoço fino em forma de salsicha.Pois um animal daquele tamanho deveria botar ovos proporcionais ao seu corpo. Outro erro. É grande, mas nem tanto. E me explicava o criador que os avestruzes vivem atéos 70 anos e se reproduzem plenamente até os 40, entrando depois na menopausa. Não têm, portanto, TPM. Uma fêmea de avestruz com TPM é perigosíssima!Podem gerar de dez a 30 crias por ano, expliquei ao garoto, filho da minha amiga. Pois ele ficou mais animado ainda, imaginando aquele bando de avestruzes correndo pelasala do apartamento.Ele insiste, quer que eu leve um avestruz para ele de avião, no domingo. Não sabia mais o que fazer.Foi quando descobri que eles comem o que encontram pela frente, inclusive pedaços de ferro e madeiras. Joguinhos eletrônicos, por exemplo. Máquina digital de fotografia,times inteiros de futebol de botão e, principalmente, chuteiras. E, se descuidar, um mouse de vez em quando cai bem.Parece que convenci o garoto. Me telefonou e disse que troca o avestruz por cinco gaivotas e um urubu.Pedi para a minha amiga levar o garoto a um psicólogo. Afinal, tenho mais o que fazer do que ser gigolô de avestruz.PRATA, Mario. Avestruz. NESTI, Fido. Ilustrações.Disponível em:< http://revistaquem.globo.com/Revista/Quem/0,,EMI45408-9531,00-AVESTRUZ.html> Acesso em: 11/06/135ª Etapa: Análise oral da crônica (professora/ alunos)Nesse momento, a professora indagará aos alunos sobre o entendimento e a apreciação da crônica lida. (Primeiramente formulará apergunta e depois indicará o aluno que vai responder. Caso o aluno selecionado não saiba responder ou tenha dúvidas, ela perguntaráa outro colega da turma e na sequência retornará ao educando selecionado anteriormente. E assim sucessivamente.)1) Qual o título do texto?2) Quem o produziu?3) Em qual fonte ele foi encontrado?4) Esse texto pode é uma crônica? Justifique.5) Ele apresenta personagens? Quantas? Quem são elas?6) O texto apresenta marcas de tempo? Qual (is)?7) Qual o tipo de narrador?8) Qual o tipo de foco narrativo?9) Onde a narrativa ocorre?
  7. 7. 10) O que vocês acharam do texto? Justifiquem.11) Quais impressões vocês tiveram?6ª Etapa: Entendimento da crônica1) Dados bibliográficosa. título da obra:b. o nome do autor:c. ilustrador: / d. acesso em:e. disponível em:2) Numere os fatos abaixo de acordo com a sequência com que ocorreram na história:( ) O garoto telefonou para o amigo de sua mãe e disse que trocaria o avestruz por cinco gaivotas e um urubu.( ) O menino viu uma criação de avestruzes, em Florianópolis, e pediu um de presente de aniversário.( ) Após descobrir que os avestruzes comem tudo que encontram, o narrador conseguiu convencer o menino a desistir da ave que queria.( ) O narrador classifica os avestruzes como um erro da natureza e apresenta algumas características dele.3) Complete as lacunas abaixo com as características do gênero textual crônica.a) Crônica é um tipo de narração _________________________________________________________________;b) Descreve fatos _____________________________________________________________________________;c) Pode ter caráter ____________________,___________________,_________________e/ou________________;d) Possui personagens _________________________________________________________________________;e) Segue um tempo ____________________________________________________________________________;f) Uso da ______________________na escrita e do coloquialismo na _______________________das personagens;g) Linguagem ___________________________________________________________________________simples.
  8. 8. 4) Na sua opinião, essa crônica apresenta uma situação que poderia ter acontecido na realidade? Justifique.________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________5) O que o avestruz representa para o narrador?____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________6) A crônica apresenta uma palavra de que indica o sexo de quem narra os fatos. Qual palavra é essa? __________________________________________7) Num determinado ponto da crônica o narrador fala diretamente com o leitor. Transcreva da narrativa uma frase que comprove essa afirmação.____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________8 Releia a crônica e grife as características do avestruz, apresentadas pelo narrador.9) Desenhe um avestruz baseando-se na descrição feita pelo narrador.
  9. 9. 10) Assinale (V) verdadeiro ou (F) falso.a) Na frase: “ [...] Joguinhos eletrônicos, por exemplo. Máquina digital de fotografia, times de futebol de botão e, principalmente, chuteiras. [...]”, as palavras grifadassão substantivos derivados. ( )b) A palavra “avestruz” é um substantivo epiceno, pois possui um só gênero para indicar um ou outro sexo. Nesse substantivo podemos acrescentar as palavrasmacho ou fêmea (Ex.: o avestruz macho/ o avestruz fêmea) ( )c) A crônica apresenta: personagem, tempo, ações e espaço.( )d) As palavras: “ atrofiadas”, “fino” e “abominável” são adjetivos, pois qualificam ou caracterizam os substantivos: “asas”, “pescoço” e “ser” na crônica. ( )e) As palavras : “asas atrofiadas”, “pescoço fino” e “ser abominável” são substantivos, pois nomeiam seres. ( )7ª Etapa: Correção do entendimento do texto (na lousa)8ª Etapa: Produção textual: Crônica (em duplas)A professora solicitará aos alunos que produzam uma crônica narrativa baseando-se em algum acontecimento importante da vida deles. Paracriar o texto, ela pedirá que preencham o esquema proposto:a) Personagens: __________________________________________________________________________________________________________b) Foco narrativo de : ______________________________________________________________________________________________________c) A narrativa se passará em (tempo): _________________________________________________________________________________________d) Ambiente (s): __________________________________________________________________________________________________________e) Tipos de acontecimentos: ________________________________________________________________________________________________f) Linguagem apropriada: __________________________________________________________________________________________________
  10. 10. 10 ª Etapa: Roda de leituraNessa etapa, os alunos farão a leitura compartilhada das crônicas produzidas e a professora analisará se os textos criados são ou nãocrônicas.11ª Etapa: Vídeo – “Curso Avestruz – Como o Avestruz é Criado – Cursos CPT”( Disponível em: http://www.youtube.com/watch?v=bPvUC-yVetg Acesso em: 11/06/2013 )
  11. 11. Os alunos receberão uma folha de avaliação contendo 10 (dez) questões de múltipla escolha. A professora fará a leitura e explicará como aatividade deverá ser realizada. Na sequência, reproduzirá o vídeo quatro vezes:a) duas para os alunos assistirem e entenderem;b) uma para responderem a avalição (nessa fase a professora reproduzirá o vídeo fazendo pausas para eles responderem.);c) uma para verificarem suas respostasSegue abaixo o modelo de avaliação
  12. 12. Nome:________________________________________________ nº________ 5ªSérie: ________/ 6º ANO data: _________Avaliação de compreensão auditivaVídeo: “Curso Avestruz – Como o Avestruz é Criado – Cursos CPT”Assinale as alternativas corretas com um (X), de acordo com o entendimento do vídeo.1) “A criação de avestruz começa no setor... “a) ( ) de reprodução.b) ( ) de abate.c) ( ) de incubação.2) “As matrizes e os reprodutores são criados em piquetes e recebem alimentação...”a)( ) balanceada que inclui: ração, capim, água gaseificada.b)( ) desequilibrada que inclui: limão, água potável e capim.c)( ) balanceada que inclui: capim, ração e água potável.3) “A fêmea põe os ovos em ninhos construídos ...”a)( ) por elas mesmas. b)( ) pelos machos. c)( )por seus criadores.4) “Os ovos depois de serem postos são recolhidos cuidadosamente, identificados e encaminhados...”a)( ) à incubadora.b)( ) ao cativeiro.c)( ) ao ninho.5) “Ao final do período de incubação os ovos transferidos para ____________________________, que são equipamentos”semelhantes às incubadoras.a)( )ninhosb)( )nascedoras.c)( )poleiros.
  13. 13. 12ª Etapa6) “Depois que nascem, por cerca de 3 (três) dias, os filhotes permanecem num setor denominado berçário , onde recebem_________________________________________________________ para que possam sobreviver ao período mais crítico de criação dessa.”a) ( )água e ração à vontade e todos os cuidados necessáriosb) ( )capim, água e muitos cuidados.c) ( )ração, todos os cuidados possíveis e capim.7) “O período mais crítico da criação dessa espécie, em cativeiro, vai...”a) ( ) do nascimento até os 5 (cinco) meses de idade.b) ( ) do nascimento até os 3 (três) meses de idade.c) ( ) até um ano de idade.8) ” Entre o terceiro e o quarto mês, ou no sexto mês, se as condições climáticas da região são desfavoráveis, os animais sãotransferidos para um ______________________________onde apenas uma pequena coberta os protege da chuva e do sol excessivo.”a) ( ) um piquete de criação.b) ( ) um quarto fechado.c) ( ) um piquete a céu aberto.9) “Os avestruzes permanecem no piquete de criação até atingirem um ano. Quando são transferidos para um piquete a céu aberto, “a) ( ) sem nenhuma proteção contra intempéries.b) ( ) com telhados para protegê-los da chuva.c) ( ) Sem cercas, mas com telhados para protegê-los do sol.10) “Os avestruzes são rústicos e resistentes, por isso só precisam de cuidados especiais enquanto são filhotes. Por volta de um ano oavestruz atinge a idade de abate. Se necessário são selecionados os melhores como futuros reprodutores que serão mantidos no plantel.O restante é...”a) ( ) descartado para abate e comercialização.b) ( ) enviado para poleiros e comercialização.c) ( ) descartado para botes e depois para a negociação.
  14. 14. 12ª Etapa: Correção da avalição de compreensão auditivaA correção será feita oralmente com a participação efetiva dos alunos. As dúvidas de vocabulário serão sanadas através de pesquisa aodicionário.13ª Etapa: Dramatização da crônica estudada: AvestruzEssa etapa será a finalização da situação de aprendizagem. A professora dividirá os alunos em grupos e solicitará que eles preparem umadramatização a partir da crônica: Avestruz.Cada grupo terá um representante que ajudará a coordenar a atividade. Alguns alunos serão personagens e outros ajudarão nacaracterização dos colegas.Os alunos receberão duas notas: uma atribuída pela professora e a outra pelos componentes de cada grupo (eles farão suasautoavaliações).
  15. 15. Referências bibliográficashttp://www.google.com.br/search?q=avestruz&sa=X&hl=pt-BR&biw=1920&bih=955&site=imghp&tbm=isch&tbo=u&source=univ&ei=YhG3Ua2CM-fx0gHT2oHYCQ&ved=0CKIBEIke#hl=pt-BR&site=imghp&tbm=isch&sa=1&q=avestruz+ovos&oq=avestruz+ovos&gs_l=img.3...375162.378143.0.378490.7.6.1.0.0.0.208.871.2j3j1.6.0...0.0.0..1c.1.17.img.NMyDcmyh32Q&bav=on.2,or.r_qf.&bvm=bv.47810305,d.eWU&fp=fa66612042dd14ee&biw=1920&bih=955 Acesso em: 11/06/13PRATA, Mario. Avestruz. NESTI, Fido. Ilustrações. Disponível em:< http://revistaquem.globo.com/Revista/Quem/0,,EMI45408-9531,00-AVESTRUZ.html> Acesso em: 11/06/13CPT. Avestruz: reprodução, cria e recria. “Curso Avestruz – Como o Avestruz é Criado – Cursos CPT”. Disponível em:http://www.youtube.com/watch?v=bPvUC-yVetg Acesso em: 11/06/2013HOUAISS, A. ; Villar, M. de S. Houaiss: Dicionário Conciso da Língua Portuguesa. 1ª ed. Rio de Janeiro: Moderna, 2011.AULETE, C.; GEIGER, P. (Org.) Novíssimo Aulete: Dicionário contemporâneo da Língua Portuguesa. Rio de Janeiro: Lexikon, 2011.

×