Situação de aprendizagem - Leitura e análise do texto AVESTRUZ de Mário Prata

2.416 visualizações

Publicada em

Esta atividade faz parte de uma prática desenvolvida no curso presencial do Melhor Gestão Melhor Ensino e interação do grupo no fórum, com a finalidade de postagem neste blog.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.416
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
73
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Situação de aprendizagem - Leitura e análise do texto AVESTRUZ de Mário Prata

  1. 1. SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEMDESCREVENDO UMAPERSONAGEMLeitura e análise do TextoAvestruz de Mário Prata
  2. 2. 6º ano, 2º BimestreTempo Previsto: 6 aulasConteúdos e temas: elementos da narrativa, elementos da descrição;leitura de narrativas; produção de parágrafo descritivo; adjetivo e locuçãoadjetiva.Competências e habilidades: ler textos narrativos descritivos;reconhecer elementos da narrativa e da descrição; produzir textosdescritivos; analisar o emprego do adjetivo e da locução adjetiva.Estratégias: leitura de texto narrativo; identificação de elementosdescritivos no texto narrativo; produção de textos descritivos; análise detextos dos colegas, fazendo intervenções.Recursos: Caderno do Professor; livro didático ou minigramática;laboratório de informática.Avaliação: participação oral referente à leitura do texto e à correção dasquestões de interpretação; escrita de parágrafo descritivo; escuta eapresentação do resultado da pesquisa em grupo.
  3. 3. Leitura e Análise de TextoAvestruzO filho de uma grande amiga pediu, de presente pelos seus dez anos, umaavestruz. Cismou, fazer o quê? Moram em um apartamento emHigienópolis, São Paulo. E ela me mandou um e-mail dizendo que a culpaera minha. Sim, porque foi aqui ao lado de casa, em Floripa, que o meninoconheceu as avestruzes. Tem uma plantação, digo, criação deles. Aquiloimpressionou o garoto.Culpado, fui até o local saber se eles vendiam filhotes de avestruzes. E seentregavam em domicílio.E fiquei a observar a ave. Se é que podemos chamar aquilo de ave. Aavestruz foi um erro da natureza, minha amiga. Na hora de criar aavestruz, deus devia estar muito cansado e cometeu alguns erros. Deveter criado primeiro o corpo, que se assemelha, em tamanho, a um boi.Sabe quanto pesa uma avestruz? Entre 100 e 160 quilos, fui logo avisandoa minha amiga. E a altura pode chegar a quase três metros. 2,7 para sermais exato.
  4. 4. Mas eu estava falando da sua criação por deus. Colocou um pescoço que nãotem absolutamente nada a ver com o corpo. Não devia mais ter estoque deasas no paraíso, então colocou asas atrofiadas. Talvez até sabiamente paraevitar que saíssem voando em bandos por aí assustando as demais avesnormais.Outra coisa que faltou foram dedos para os pés. Colocou apenas dois dedosem cada pé.Sacanagem, Senhor!Depois olhou para sua obra e não sabia se era uma ave ou um camelo.Tanto é que logo depois, Adão, dando os nomes a tudo que via pela frente,olhou para aquele ser meio abominável e disse: Struthio camelus australis.Que é o nome oficial da coisa. Acho que o struthio deve ser aquele pescoçofino em forma de salsicha.Pois um animal daquele tamanho deveria botar ovos proporcionais ao seucorpo. Outro erro. É grande, mas nem tanto. E me explicava o criador queelas vivem até os setenta anos e se reproduzem plenamente até os quarenta,entrando depois na menopausa, não têm, portanto, TPM. Uma avestruz comTPM é perigosíssima!
  5. 5. Podem gerar de dez a trinta crias por ano, expliquei ao garoto, filho daminha amiga. Pois ele ficou mais animado ainda, imaginando aquelebando de avestruzes correndo pela sala do apartamento.Ele insiste, quer que eu leve uma avestruz para ele de avião, no domingo.Não sabia mais o que fazer.Foi quando descobri que elas comem o que encontram pela frente,inclusive pedaços de ferro e madeiras. Joguinhos eletrônicos, porexemplo. máquina digital de fotografia, times inteiros de futebol de botão e,principalmente, chuteiras. E, se descuidar, um mouse de vez em quandocai bem.Parece que convenci o garoto. Me telefonou e disse que troca o avestruzpor cinco gaivotas e um urubu.Pedi para a minha amiga levar o garoto num psicólogo. Afinal, tenho maiso que fazer do que ser gigolô de avestruz.PRATA, Mário. Avestruz. 5ª série/ 6º ano vol. 2
  6. 6. 1. Responda em seu caderno às questões aseguir. O texto lido conta uma história? Justifique. O narrador se envolve na história? Justifique. Há marcação temporal no texto? Exemplifique. Há marcação espacial no texto? Exemplifique. Quem são os personagens envolvidos na história? Pela leitura, podemos apontar as característicasdestas personagens? Com base na leitura, você pode deduzir qual é otipo de texto lido?
  7. 7. 2. Seu professor indicará uma narrativa com traçosdescritivos para leitura. Você deverá ler a história,observando os elementos da narração (enredo,narrador, personagem, tempo e espaço) e os traçosdescritivos (descrição de personagem, de espaço).Anote estas observações em seu caderno.Sugestão de leitura: A cigarra e a formiga de LaFontaine; Memórias da Emília de Monteiro Lobato.
  8. 8. 3. Você já viu uma avestruz? A partir do texto,construa uma imagem da avestruz,transformando o texto verbal (descrição) emtexto não-verbal (imagem).
  9. 9. 4. Observe a imagem:a) aponte semelhanças entre a imagem, o seu desenhoe a descrição no texto.b) aponte diferenças entre a imagem, o seu desenho ea descrição no texto.
  10. 10. OralidadeVocê vai criar um animal. Descreva o animalque você criou a um amigo, apontando as suascaracterísticas: nome, aspectos físicos, ondevive, o que faz, relação entre o animal criado eo homem.
  11. 11. Produção Escrita1ª EtapaEscreva em seu caderno um parágrafo descritivo sobreo animal criado por você.2ª EtapaTroque o caderno com um colega e faça correções ealterações necessárias.3ª EtapaLeia as correções e alterações realizadas pelo seucolega. Reescreva o texto, a fim de ser corrigido peloprofessor.
  12. 12. Estudo da língua1. No trecho a seguir, circule todas as palavras queforam usadas para caracterizar a avestruz.Mas eu estava falando da sua criação por deus.Colocou um pescoço que não tem absolutamente nadaa ver com o corpo. Não devia mais ter estoque de asasno paraíso, então colocou asas atrofiadas. Talvez atésabiamente para evitar que saíssem voando em bandospor aí assustando as demais aves normais.Outra coisa que faltou foram dedos para os pés.Colocou apenas dois dedos em cada pé.
  13. 13. 2. Faça uma tabela, com as palavrascirculadas, destacando:Substantivos Adjetivos/LocuçõesAdjetivasNumerais
  14. 14. 3. Como observado no texto, os traços descritivospodem aparecer em textos narrativos. Os elementos dalíngua que apresentam a descrição são os adjetivos,numerais, pronomes e advérbios que caracterizam ossubstantivos. Os adjetivos e as locuções adjetivas sãoos principais termos que apresentam características.a) pesquise em uma gramática o conceito de adjetivo ede locução adjetiva.b) escreva no caderno uma definição para adjetivo elocução adjetiva.c) construa uma frase, destacando o adjetivo.d) construa uma frase, destacando a locução adjetiva.
  15. 15. Pesquisa em GrupoPesquise no laboratório de informática, duasdefinições de adjetivo e duas definições delocução adjetiva. Leia-as, discuta com seuscolegas e anote semelhanças e diferençasentre elas.
  16. 16. OralidadeApresente para a sala as suas anotações sobreas definições encontradas referentes a adjetivoe a locução adjetiva.
  17. 17. LIÇÃO DE CASA1. Selecione algum objeto e faça uma descrição deste.2. Destaque os adjetivos e as locuções adjetivas queutilizou para descrever o objeto.3. Leia as frases abaixo e classifique os termosdestacados em adjetivo ou locução adjetiva:a) Na casa abandonada, vivia apenas um sapodoente.b) Aquela mesa de madeira está quebrada e precisa deuma boa reforma.c) As plantas necessitam da luz do sol.d) As plantas necessitam da luz solar.
  18. 18. O que eu aprendi...

×