Choque de civilizações

787 visualizações

Publicada em

Conflitos

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
787
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
64
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
34
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Choque de civilizações

  1. 1. O abismo entre dois mundosO abismo entre dois mundos
  2. 2. Estudante libanesa queima imagem do presidente americano George W. BushEstudante libanesa queima imagem do presidente americano George W. Bush em Beirute.em Beirute.
  3. 3.  Palestinos queimam bandeira da Dinamarca em Jerusalém, em protesto contraPalestinos queimam bandeira da Dinamarca em Jerusalém, em protesto contra publicação de charges de Maomé por jornal do país europeu.publicação de charges de Maomé por jornal do país europeu.
  4. 4.  Mulheres protestam em Lille contra proibição do governo francês ao uso doMulheres protestam em Lille contra proibição do governo francês ao uso do véu islâmico nas escolas públicas.véu islâmico nas escolas públicas.
  5. 5.  Papa Bento XVI pede conciliação aos islâmicos.Papa Bento XVI pede conciliação aos islâmicos.
  6. 6. Paquistaneses queimam bandeira dos Estados Unidos em protestos contraPaquistaneses queimam bandeira dos Estados Unidos em protestos contra charges retratando profeta Maomé.charges retratando profeta Maomé.
  7. 7.  Paquistaneses protestam contra declarações do papa Bento XVIPaquistaneses protestam contra declarações do papa Bento XVI
  8. 8.  Manifestantes incendeiam Embaixada da Dinamarca em Beirute.Manifestantes incendeiam Embaixada da Dinamarca em Beirute.
  9. 9. Aceite-me Como eu Sou...Aceite-me Como eu Sou... Uma História RealUma História Real
  10. 10. Esta é a história de um soldadoEsta é a história de um soldado que, finalmente voltava para casa,que, finalmente voltava para casa, depois de ter lutado no Vietnã. Eledepois de ter lutado no Vietnã. Ele ligou para os pais em Sãoligou para os pais em São Francisco:Francisco: - Mamãe, Papai, estou voltando- Mamãe, Papai, estou voltando para casa, mas antes quero pedirpara casa, mas antes quero pedir um favor à vocês.um favor à vocês.
  11. 11. Tenho um amigo que eu gostariaTenho um amigo que eu gostaria de levar junto comigo.de levar junto comigo. - Claro, eles responderam. NósClaro, eles responderam. Nós adoraríamos conhecê-loadoraríamos conhecê-lo também!também! - Há algo que vocês precisamHá algo que vocês precisam saber antes, continuou o filho.saber antes, continuou o filho.
  12. 12. Ele foi terrivelmente ferido emEle foi terrivelmente ferido em combate. Pisou numa mina ecombate. Pisou numa mina e perdeu um braço e uma perna.perdeu um braço e uma perna. Pior ainda é que ele não temPior ainda é que ele não tem nenhum outro lugar para morar.nenhum outro lugar para morar.
  13. 13. - Nossa!!! Sinto muito em ouvir- Nossa!!! Sinto muito em ouvir isso, filho! Talvez possamosisso, filho! Talvez possamos ajudá-lo a encontrar algum lugarajudá-lo a encontrar algum lugar para morarpara morar - Não mamãe, eu quero que ele- Não mamãe, eu quero que ele possa morar na nossa casa!possa morar na nossa casa!
  14. 14. - Filho, disse o pai, você não sabe o que- Filho, disse o pai, você não sabe o que está pedindo? Você não tem noção daestá pedindo? Você não tem noção da gravidade do problema? A mãegravidade do problema? A mãe concordando com o marido reforçou:concordando com o marido reforçou: Alguém com tanta dificuldade seria umAlguém com tanta dificuldade seria um fardo para nós. Temos nossas própriasfardo para nós. Temos nossas próprias vidas e não queremos uma coisa comovidas e não queremos uma coisa como essa interfira em nosso modo de viver.essa interfira em nosso modo de viver. Acho que você poderia voltar para casa eAcho que você poderia voltar para casa e esquecer esse rapaz. Ele encontrará umaesquecer esse rapaz. Ele encontrará uma maneira de viver por si mesmo!maneira de viver por si mesmo!
  15. 15. Nesse momento o filho bateu oNesse momento o filho bateu o telefone e nunca mais os paistelefone e nunca mais os pais ouviram uma palavra dele.ouviram uma palavra dele. Alguns dias depois, os paisAlguns dias depois, os pais receberam um telefonema da polícia,receberam um telefonema da polícia, informando que o filho deles haviainformando que o filho deles havia morrido ao cair de um prédio.morrido ao cair de um prédio. A polícia, porém acreditava emA polícia, porém acreditava em suicídio.suicídio.
  16. 16. Os pais, angustiados voaram para a cidadeOs pais, angustiados voaram para a cidade onde o filho se encontrava e foramonde o filho se encontrava e foram levados para o necrotério para identificarlevados para o necrotério para identificar o corpo. Eles o reconheceram e, para oo corpo. Eles o reconheceram e, para o seu terror e espanto, descobriram algoseu terror e espanto, descobriram algo que desconheciam: “O FILHO DELESque desconheciam: “O FILHO DELES TINHA APENAS UM BRAÇO E UMATINHA APENAS UM BRAÇO E UMA PERNA!”PERNA!”
  17. 17. Os pais nessa história são como nós,Os pais nessa história são como nós, achamos fácil amar aqueles que sãoachamos fácil amar aqueles que são perfeitos, bonitos, saudáveis,perfeitos, bonitos, saudáveis, divertidos, mas não gostamos dasdivertidos, mas não gostamos das pessoas que nos incomodam ou nãopessoas que nos incomodam ou não nos fazem sentir confortáveis.nos fazem sentir confortáveis. Autor desconhecidoAutor desconhecido http://www.santasmissoes.com.br/?Aceite-me-Como-eu-Sou...-Uma-Historia-http://www.santasmissoes.com.br/?Aceite-me-Como-eu-Sou...-Uma-Historia- Real&ctd=198Real&ctd=198
  18. 18. Choque de CivilizaçõesChoque de Civilizações
  19. 19. Choque de civilizaçõesChoque de civilizações é umaé uma teoria proposta pelo cientistateoria proposta pelo cientista político Samuel P. Huntingtonpolítico Samuel P. Huntington segundo a qual as identidadessegundo a qual as identidades culturais e religiosas dos povosculturais e religiosas dos povos serão a principal fonte de conflito noserão a principal fonte de conflito no mundo pós - Guerra Fria.mundo pós - Guerra Fria.
  20. 20. O abismo entre dois mundosO abismo entre dois mundos (texto)(texto)
  21. 21. Não há concessões que façamos que nos libertem de terroristas plenos de ódio. ONão há concessões que façamos que nos libertem de terroristas plenos de ódio. O que eles querem – o que eles precisam ter para satisfazer seu próprio auto-respeito,que eles querem – o que eles precisam ter para satisfazer seu próprio auto-respeito, num mundo em que são humilhados por estarem tão visivelmente séculos atrás donum mundo em que são humilhados por estarem tão visivelmente séculos atrás do Ocidente em tantas áreas – é nosso rebaixamento humilhante, incluindo-se a auto-Ocidente em tantas áreas – é nosso rebaixamento humilhante, incluindo-se a auto- humilhação.humilhação. Mesmo nos matar não será suficiente, tal como matar judeus não foi suficiente paraMesmo nos matar não será suficiente, tal como matar judeus não foi suficiente para os nazistas, que primeiro tiveram de submetê-los a humilhações terríveis e a umos nazistas, que primeiro tiveram de submetê-los a humilhações terríveis e a um processo de desumanização em seus campos de extermínio.processo de desumanização em seus campos de extermínio. Esse tipo de ódio pode não ser familiar a muitos americanos, mas o que aconteceuEsse tipo de ódio pode não ser familiar a muitos americanos, mas o que aconteceu em 11 de setembro deveria nos dar uma pista – e um alerta.em 11 de setembro deveria nos dar uma pista – e um alerta. Os indivíduos que pilotaram aqueles aviões em direção aos prédios do World TradeOs indivíduos que pilotaram aqueles aviões em direção aos prédios do World Trade Center não poderiam ter sido convencidos do contrário por qualquer tipo deCenter não poderiam ter sido convencidos do contrário por qualquer tipo de concessão, nem mesmo as centenas de bilhões de dólares que estamos usando hojeconcessão, nem mesmo as centenas de bilhões de dólares que estamos usando hoje para salvar a economia.para salvar a economia. Eles querem nossa alma – e se eles estão determinados a morrer e nós não – eles vêmEles querem nossa alma – e se eles estão determinados a morrer e nós não – eles vêm buscá-la.buscá-la. Trecho extraído do texto - O significado de Mumbai por Thomas SowellTrecho extraído do texto - O significado de Mumbai por Thomas Sowell
  22. 22. Os Lusíadas - Canto IOs Lusíadas - Canto I Estrofe - 106Estrofe - 106 No mar tanta tormenta, e tanto dano,No mar tanta tormenta, e tanto dano, Tantas vezes a morte apercebida!Tantas vezes a morte apercebida! Na terra tanta guerra, tanto engano,Na terra tanta guerra, tanto engano, Tanta necessidade avorrecida!Tanta necessidade avorrecida! Onde pode acolher-se um fraco humano,Onde pode acolher-se um fraco humano, Onde terá segura a curta vida,Onde terá segura a curta vida, Que não se arme, e se indigne o Céu serenoQue não se arme, e se indigne o Céu sereno Contra um bicho da terra tão pequeno?Contra um bicho da terra tão pequeno? «OS LUSÍADAS», Luís de Camões«OS LUSÍADAS», Luís de Camões

×