CLÍNICA POMAR
Pós Graduação Lato Sensu em Arteterapia (PG17)
Movimento e Consciencia Corporal
Professsor: Alex
Aluna: Rach...
Jung e Reich: O corpo como sombra
John P. Canger­ Summus Ed. (Capítulo 8)
Estudo comparativo das teorias de Jung e Reich s...
“ sombra não deve ser totalmente dissolvida, ela deve ser integrada, mesmo reconhecendo­se                         
uma pa...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Fichamentodaaluna rachellopesdepaula

136 visualizações

Publicada em

Atividades sensoriais para pré escola.

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Fichamentodaaluna rachellopesdepaula

  1. 1. CLÍNICA POMAR Pós Graduação Lato Sensu em Arteterapia (PG17) Movimento e Consciencia Corporal Professsor: Alex Aluna: Rachel Lopes de Paula Fichamento do texto “Jung e Reich: O corpo como sombra”­ John P. Conger­ Sumus Ed. (Transcrição) Rio de Janeiro, 08 de fevereiro de 2014
  2. 2. Jung e Reich: O corpo como sombra John P. Canger­ Summus Ed. (Capítulo 8) Estudo comparativo das teorias de Jung e Reich sobre o corpo como sombra tendo Freud como                              mediador. “A sombra é a parte reprimida do Ego e representa aquilo que não somos capazes de reconhecer                                sobre nós mesmos.”(p.103) “o corpo como sombra é , predominantemente, o corpo como “caráter”, o corpo como energia que não é reconhecida, não é constatada, é ignorada e indisponível.”(p.103 “Jung pouco falou sobre o corpo”(p.104) “Reich... considerava mente e corpo funcionalmente idênticos. Reich trabalhava com a psique como                        expressão corporal”(p.104) “Jung manteve seus estudos sobre a psique como um cientista, como um empirista, sem concluir                            havia se apoderado da Realidade”.(p.104) “Sobre a natureza da psique, Jung escreveu: … é bastante provável que psique e matéria sejam dois aspectos diferentes de uma só e mesma                                coisa.”(p.105 “Jung comparava a sombra ao conceito de Freud de inconciente”(p.105) “Reich disse que sua camada secundária corresponde ao conceito de inconsciente  de Feud.”(P.105) “O corpo como sombra refere­se ao aspecto da couraça corporal, defensiva contra ataques                        procedentes de dentro para fora, uma espécie de auto­encerramento., de tal modo que o fluxo                            energia fica reduzido. Reich trabalhava diretamente na camada corporal encouraçada, liberando                    assim o material reprimido.(p.106) “Num sentido Restrito, portanto, o corpo como sombra representa o corpo couraça, expressando                        aquilo que foi reprimido pelo ego.(p.106) “Jung escreveu: “A persona é um complicado sistema de relações entre a consciência individual                          sociedade, compondo uma espécie de máscara destinada, por um lado , a causar uma determinada                            impressão nos outros, e,  por outro , ocultar a verdadeira natureza do indivíduo.”(p.106) “Para Reich, o modo de alcançar a camada central do homem era desfiar a camada secundária                              sombra.”(p.107 “A equivalência entre o conceito junguiano de sombra eo de camada secundária, de Reich,                          aproximativa, havendo poucos encaixes justos.”
  3. 3. “ sombra não deve ser totalmente dissolvida, ela deve ser integrada, mesmo reconhecendo­se                          uma parte muito profunda do seu cerne jamais será domada. A sombra contém não apenas a escória                                de nossa vida consciente, mas nossa força vital, primitiva e diferenciada, uma promessa de futuro,                            que intensifica nossa perseção consciente e nos fortalece pela tensão dos opostos.”

×