SlideShare uma empresa Scribd logo
Namoro, muito mais que diversão
            Lição 8
Texto Bíblico: 1 Tessalonicenses 4.3-8

 “Porque esta é a vontade de Deus, a vossa
 santificação; que vos abstenhais da prostituição;

 Que cada um de vós saiba possuir o seu vaso em
 santificação e honra;

 Não na paixão da concupiscência, como os
 gentios, que não conhecem a Deus.
Ninguém oprima ou engane a seu irmão em negócio algum,
porque o Senhor é vingador de todas estas coisas, como
também antes vo-lo dissemos e testificamos.

Porque não nos chamou Deus para a imundícia, mas para a
santificação.

Portanto, quem despreza isto não despreza ao homem, mas
sim a Deus, que nos deu também o seu Espírito Santo.”
Mensagem Valiosa


Porque não nos chamou Deus para a
imundícia, mas para a santificação.

1 Tessalonicenses 4.7
Verdade Aplicada

Deus é Santo e, de maneira nenhuma, pode
conviver com o pecado. Para andarmos com
Ele, temos que nos santificar todos os dias.
Reflita!

“Mas, como é santo aquele que vos chamou,
sede vós também santos em toda a vossa
maneira de viver;”

1 Pedro 1:15
Introdução

O   adolescente    cristão   deve   andar   na
contramão desse mundo dizendo não à
banalização do namoro e à filosofia do ficar!

A liberalidade do mundo adoece a alma. Essa
coisa de “ficar” é o caminho enganoso que
Salomão nos apresenta.
A Bíblia sempre valoriza a pureza nos
relacionamentos.

Ser santo não é uma virtude, mas um
mandamento!

Santidade não é ausência de erros, mas a
presença da graça de Deus!
1. Definição e propósito

O que é namorar?
É algo sério e extremamente importante. É o
período em que o homem e a mulher estão se
identificando      satisfatoriamente   para
avaliarem honestamente se desejam se casar.
Áreas a serem avaliadas durante o
              namoro:
• Área Espiritual (2 Co 6.14-16);

• Área cultural (Pv. 2:1-10);

• Área socioeconômica;

• Idade;

• Origem familiar, etc.
O texto de 2 Coríntios 6 é claro quanto ao fato
de que o cristão não deve entrar em aliança
com o incrédulo. O jugo desigual pode levar o
casamento à ruína.

“Porventura andarão dois juntos, se não
estiverem de acordo?” Amós 3:3
Qual é o propósito do namoro?

Deve ser sempre o casamento

Saiba que: namorar não é pecado, mas não se
pode esquecer de que o propósito maior de
Deus é a sua santificação, então, a todo
momento você deve se questionar se seu
namoro tem contribuído para sua santificação.
2. Os perigos do namoro na
           adolescência

Não existe idade certa para namorar, depende
muito     das     suas     motivações     e
amadurecimento.
Quando namorar?

• Não namore se estiver em conflito consigo
 mesmo; como se comprometer com uma
 pessoa se não compreende a si mesmo?
• Namorar exige dedicação de tempo. Pense
 bem se deseja abrir mão de estar com amigos,
 praticar esportes, estudar e outras coisas.
• Não namore se não souber se controlar em
 relação à intimidades. A Bíblia é clara: O sexo
 foi criado por Deus para ser usufruído depois
 do casamento, Mc 10.7-9.
3. Um namoro saudável é um namoro
              santo.
 “Tudo tem o seu tempo determinado, e há
 tempo para todo o propósito debaixo do céu.”
 Eclesiastes 3.1

 Desfrutar das coisas no tempo certo é muito
 melhor!
Aproveite a adolescência para amadurecer
seus pensamentos e convicções.



Busque a orientação de Deus para que tenha
um namoro santo e dentro da Sua vontade.
Avalie: Seu namoro é saudável?

• Você sente paz? (Colossenses 3.15)?
• Sua família aprova?

• Há igualdade de jugo, de situações (2 Co 6.14-
  16)?
E se o namoro não estiver nas diretrizes de
Deus?

“Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel
e justo para nos perdoar os pecados, e nos
purificar de toda a injustiça.” 1 João 1:9
Conclusão

Santidade é a separação dos modos ímpios do
mundo e a dedicação a Deus por amor, para o
seu serviço e adoração.
“A santificação não consiste na casual realizações de
ações corretas. Antes, é a operação habitual de um
novo   princípio   celestial   que   atua   no   íntimo,
influenciando toda a conduta diária de uma pessoa,
tanto nas grandes quanto nas pequenas coisas. A sua
sede é o coração, e, tal como o coração físico, exerce
influência regular sobre cada aspecto do caráter de
uma pessoa.” J. C. Ryle

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Lição 11 – Discernimento de Espíritos – Um Dom imprescindível
Lição 11 – Discernimento de Espíritos – Um Dom imprescindívelLição 11 – Discernimento de Espíritos – Um Dom imprescindível
Lição 11 – Discernimento de Espíritos – Um Dom imprescindível
Éder Tomé
 
Lição 7 – Tentação – A Batalha por nossas Escolhas e Atitudes
Lição 7 – Tentação – A Batalha por nossas Escolhas e AtitudesLição 7 – Tentação – A Batalha por nossas Escolhas e Atitudes
Lição 7 – Tentação – A Batalha por nossas Escolhas e Atitudes
Éder Tomé
 
Conhecendo a salvação
Conhecendo a salvaçãoConhecendo a salvação
Conhecendo a salvação
Josue Lima
 
Os três campos de batalha parte 2 - NA IGREJA
Os três campos de batalha   parte 2 - NA IGREJAOs três campos de batalha   parte 2 - NA IGREJA
Os três campos de batalha parte 2 - NA IGREJA
Escola Bíblica Sem Fronteiras
 
O precioso sangue de Jesus
O precioso sangue de JesusO precioso sangue de Jesus
O precioso sangue de Jesus
Dangelo Nascimento
 
Lição 14 - Vivendo com a Mente de Cristo
Lição 14 - Vivendo com a Mente de CristoLição 14 - Vivendo com a Mente de Cristo
Lição 14 - Vivendo com a Mente de Cristo
Éder Tomé
 
Estudo biblico 24 dons espirituais - part2
Estudo biblico 24  dons espirituais - part2Estudo biblico 24  dons espirituais - part2
Estudo biblico 24 dons espirituais - part2
Edilson Jose Barbosa Barbosa
 
Os Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da CarneOs Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da Carne
Márcio Martins
 
Lição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser Suestimada
Lição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser SuestimadaLição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser Suestimada
Lição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser Suestimada
Éder Tomé
 
Lição 5 – Um inimigo que Precisa ser Resistido
Lição 5 – Um inimigo que Precisa ser ResistidoLição 5 – Um inimigo que Precisa ser Resistido
Lição 5 – Um inimigo que Precisa ser Resistido
Éder Tomé
 
Intercessão estratégica - Definições e aspectos gerais
Intercessão estratégica - Definições e aspectos geraisIntercessão estratégica - Definições e aspectos gerais
Intercessão estratégica - Definições e aspectos gerais
Herberti Pedroso
 
Na mente ou no coração
Na mente ou no coraçãoNa mente ou no coração
Na mente ou no coração
Edilson Jose Barbosa Barbosa
 
Lição 6 – frutos da maturidade cristã
Lição 6 – frutos da maturidade cristãLição 6 – frutos da maturidade cristã
Lição 6 – frutos da maturidade cristã
Joanilson França Garcia
 
O que é Namoro para o Cristão
O que é Namoro para o CristãoO que é Namoro para o Cristão
O que é Namoro para o Cristão
Pregador Manasses
 
Palestra maturidade cristã
Palestra   maturidade cristãPalestra   maturidade cristã
Palestra maturidade cristã
Junior Cesar Santiago
 
A doutrina do pecado
A doutrina do pecadoA doutrina do pecado
A doutrina do pecado
Marcianno Teofilo
 
Sete chaves para um casamento bem sucedido
Sete chaves para um casamento bem sucedidoSete chaves para um casamento bem sucedido
Sete chaves para um casamento bem sucedido
marckmel
 
10 passos para uma vida financeira equilibrada
10 passos para uma vida financeira equilibrada10 passos para uma vida financeira equilibrada
10 passos para uma vida financeira equilibrada
evangelismo emslides
 
Dízimos, Ofertas e Primícias
Dízimos, Ofertas e PrimíciasDízimos, Ofertas e Primícias
Dízimos, Ofertas e Primícias
Karyn Martins
 
As Obras da Carne e o Fruto do Espirito
As Obras da Carne e o Fruto do EspiritoAs Obras da Carne e o Fruto do Espirito
As Obras da Carne e o Fruto do Espirito
Márcio Martins
 

Mais procurados (20)

Lição 11 – Discernimento de Espíritos – Um Dom imprescindível
Lição 11 – Discernimento de Espíritos – Um Dom imprescindívelLição 11 – Discernimento de Espíritos – Um Dom imprescindível
Lição 11 – Discernimento de Espíritos – Um Dom imprescindível
 
Lição 7 – Tentação – A Batalha por nossas Escolhas e Atitudes
Lição 7 – Tentação – A Batalha por nossas Escolhas e AtitudesLição 7 – Tentação – A Batalha por nossas Escolhas e Atitudes
Lição 7 – Tentação – A Batalha por nossas Escolhas e Atitudes
 
Conhecendo a salvação
Conhecendo a salvaçãoConhecendo a salvação
Conhecendo a salvação
 
Os três campos de batalha parte 2 - NA IGREJA
Os três campos de batalha   parte 2 - NA IGREJAOs três campos de batalha   parte 2 - NA IGREJA
Os três campos de batalha parte 2 - NA IGREJA
 
O precioso sangue de Jesus
O precioso sangue de JesusO precioso sangue de Jesus
O precioso sangue de Jesus
 
Lição 14 - Vivendo com a Mente de Cristo
Lição 14 - Vivendo com a Mente de CristoLição 14 - Vivendo com a Mente de Cristo
Lição 14 - Vivendo com a Mente de Cristo
 
Estudo biblico 24 dons espirituais - part2
Estudo biblico 24  dons espirituais - part2Estudo biblico 24  dons espirituais - part2
Estudo biblico 24 dons espirituais - part2
 
Os Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da CarneOs Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da Carne
 
Lição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser Suestimada
Lição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser SuestimadaLição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser Suestimada
Lição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser Suestimada
 
Lição 5 – Um inimigo que Precisa ser Resistido
Lição 5 – Um inimigo que Precisa ser ResistidoLição 5 – Um inimigo que Precisa ser Resistido
Lição 5 – Um inimigo que Precisa ser Resistido
 
Intercessão estratégica - Definições e aspectos gerais
Intercessão estratégica - Definições e aspectos geraisIntercessão estratégica - Definições e aspectos gerais
Intercessão estratégica - Definições e aspectos gerais
 
Na mente ou no coração
Na mente ou no coraçãoNa mente ou no coração
Na mente ou no coração
 
Lição 6 – frutos da maturidade cristã
Lição 6 – frutos da maturidade cristãLição 6 – frutos da maturidade cristã
Lição 6 – frutos da maturidade cristã
 
O que é Namoro para o Cristão
O que é Namoro para o CristãoO que é Namoro para o Cristão
O que é Namoro para o Cristão
 
Palestra maturidade cristã
Palestra   maturidade cristãPalestra   maturidade cristã
Palestra maturidade cristã
 
A doutrina do pecado
A doutrina do pecadoA doutrina do pecado
A doutrina do pecado
 
Sete chaves para um casamento bem sucedido
Sete chaves para um casamento bem sucedidoSete chaves para um casamento bem sucedido
Sete chaves para um casamento bem sucedido
 
10 passos para uma vida financeira equilibrada
10 passos para uma vida financeira equilibrada10 passos para uma vida financeira equilibrada
10 passos para uma vida financeira equilibrada
 
Dízimos, Ofertas e Primícias
Dízimos, Ofertas e PrimíciasDízimos, Ofertas e Primícias
Dízimos, Ofertas e Primícias
 
As Obras da Carne e o Fruto do Espirito
As Obras da Carne e o Fruto do EspiritoAs Obras da Carne e o Fruto do Espirito
As Obras da Carne e o Fruto do Espirito
 

Semelhante a Namoro, muito mais que diversão.

O desafio de ser um cristão contemporâneo,
O desafio de ser um cristão contemporâneo,O desafio de ser um cristão contemporâneo,
O desafio de ser um cristão contemporâneo,
Felicio Araujo
 
Lição 11 - Vivendo de Forma Moderada
Lição 11 - Vivendo de Forma ModeradaLição 11 - Vivendo de Forma Moderada
Lição 11 - Vivendo de Forma Moderada
Erberson Pinheiro
 
Namorocristo 130826103905-phpapp02
Namorocristo 130826103905-phpapp02Namorocristo 130826103905-phpapp02
Namorocristo 130826103905-phpapp02
Milena De Oliveira Matos
 
Namoro (2)
Namoro (2)Namoro (2)
Namoro (2)
Marcio Silva
 
O prazer da espera gi inverno 2010
O prazer da espera   gi inverno 2010O prazer da espera   gi inverno 2010
O prazer da espera gi inverno 2010
55443
 
Adolescer +, O adolescente e a santificação, lição 9
Adolescer +, O adolescente e a santificação, lição 9Adolescer +, O adolescente e a santificação, lição 9
Adolescer +, O adolescente e a santificação, lição 9
Quenia Damata
 
Namoro Cristão. Uma bênção de Deus. PALESTRA
Namoro Cristão. Uma bênção de Deus. PALESTRANamoro Cristão. Uma bênção de Deus. PALESTRA
Namoro Cristão. Uma bênção de Deus. PALESTRA
Seduc MT
 
Namoro
NamoroNamoro
Namoro
Dilean Melo
 
Propósito no namoro.
Propósito no namoro.Propósito no namoro.
Propósito no namoro.
Quenia Damata
 
Santidade prática
Santidade práticaSantidade prática
Santidade prática
Silvio Dutra
 
Ebd 1° trim 2017 aula 11 Vivendo de forma moderada
Ebd 1° trim 2017 aula 11 Vivendo de forma moderadaEbd 1° trim 2017 aula 11 Vivendo de forma moderada
Ebd 1° trim 2017 aula 11 Vivendo de forma moderada
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Aonde posso ir?
Aonde posso ir?Aonde posso ir?
Aula 11 vivendo de forma moderada escola biblica dominical
Aula 11 vivendo de forma moderada escola biblica dominicalAula 11 vivendo de forma moderada escola biblica dominical
Aula 11 vivendo de forma moderada escola biblica dominical
antonio vieira
 
Jovens do Senhor
Jovens do SenhorJovens do Senhor
Jovens do Senhor
Gediel Mendes
 
Vivendo de Forma Moderada.
Vivendo de Forma Moderada.Vivendo de Forma Moderada.
Vivendo de Forma Moderada.
Márcio Martins
 
Namoro Cristão. Palestra em slide
Namoro Cristão. Palestra em slideNamoro Cristão. Palestra em slide
Namoro Cristão. Palestra em slide
Seduc MT
 
2 Coríntios-Capítulo 6- jugo desigual
2 Coríntios-Capítulo 6- jugo desigual2 Coríntios-Capítulo 6- jugo desigual
2 Coríntios-Capítulo 6- jugo desigual
Márcio Pereira
 
Jovens Adventistas E O Casamento
Jovens Adventistas E O CasamentoJovens Adventistas E O Casamento
Jovens Adventistas E O Casamento
Clube de Lideres Online
 
O NAMORO.pptx
O NAMORO.pptxO NAMORO.pptx
O NAMORO.pptx
orlando828804
 
Apostila casados em cristo 2010
Apostila casados em cristo 2010 Apostila casados em cristo 2010
Apostila casados em cristo 2010
Pr Ismael Carvalho
 

Semelhante a Namoro, muito mais que diversão. (20)

O desafio de ser um cristão contemporâneo,
O desafio de ser um cristão contemporâneo,O desafio de ser um cristão contemporâneo,
O desafio de ser um cristão contemporâneo,
 
Lição 11 - Vivendo de Forma Moderada
Lição 11 - Vivendo de Forma ModeradaLição 11 - Vivendo de Forma Moderada
Lição 11 - Vivendo de Forma Moderada
 
Namorocristo 130826103905-phpapp02
Namorocristo 130826103905-phpapp02Namorocristo 130826103905-phpapp02
Namorocristo 130826103905-phpapp02
 
Namoro (2)
Namoro (2)Namoro (2)
Namoro (2)
 
O prazer da espera gi inverno 2010
O prazer da espera   gi inverno 2010O prazer da espera   gi inverno 2010
O prazer da espera gi inverno 2010
 
Adolescer +, O adolescente e a santificação, lição 9
Adolescer +, O adolescente e a santificação, lição 9Adolescer +, O adolescente e a santificação, lição 9
Adolescer +, O adolescente e a santificação, lição 9
 
Namoro Cristão. Uma bênção de Deus. PALESTRA
Namoro Cristão. Uma bênção de Deus. PALESTRANamoro Cristão. Uma bênção de Deus. PALESTRA
Namoro Cristão. Uma bênção de Deus. PALESTRA
 
Namoro
NamoroNamoro
Namoro
 
Propósito no namoro.
Propósito no namoro.Propósito no namoro.
Propósito no namoro.
 
Santidade prática
Santidade práticaSantidade prática
Santidade prática
 
Ebd 1° trim 2017 aula 11 Vivendo de forma moderada
Ebd 1° trim 2017 aula 11 Vivendo de forma moderadaEbd 1° trim 2017 aula 11 Vivendo de forma moderada
Ebd 1° trim 2017 aula 11 Vivendo de forma moderada
 
Aonde posso ir?
Aonde posso ir?Aonde posso ir?
Aonde posso ir?
 
Aula 11 vivendo de forma moderada escola biblica dominical
Aula 11 vivendo de forma moderada escola biblica dominicalAula 11 vivendo de forma moderada escola biblica dominical
Aula 11 vivendo de forma moderada escola biblica dominical
 
Jovens do Senhor
Jovens do SenhorJovens do Senhor
Jovens do Senhor
 
Vivendo de Forma Moderada.
Vivendo de Forma Moderada.Vivendo de Forma Moderada.
Vivendo de Forma Moderada.
 
Namoro Cristão. Palestra em slide
Namoro Cristão. Palestra em slideNamoro Cristão. Palestra em slide
Namoro Cristão. Palestra em slide
 
2 Coríntios-Capítulo 6- jugo desigual
2 Coríntios-Capítulo 6- jugo desigual2 Coríntios-Capítulo 6- jugo desigual
2 Coríntios-Capítulo 6- jugo desigual
 
Jovens Adventistas E O Casamento
Jovens Adventistas E O CasamentoJovens Adventistas E O Casamento
Jovens Adventistas E O Casamento
 
O NAMORO.pptx
O NAMORO.pptxO NAMORO.pptx
O NAMORO.pptx
 
Apostila casados em cristo 2010
Apostila casados em cristo 2010 Apostila casados em cristo 2010
Apostila casados em cristo 2010
 

Mais de Quenia Damata

Parabéns Pastora Zade
Parabéns Pastora ZadeParabéns Pastora Zade
Parabéns Pastora Zade
Quenia Damata
 
Jônatas, um amigo para todas as horas - Lição 5 - Viver +
Jônatas, um amigo para todas as horas - Lição 5 - Viver +Jônatas, um amigo para todas as horas - Lição 5 - Viver +
Jônatas, um amigo para todas as horas - Lição 5 - Viver +
Quenia Damata
 
Dinâmica do Quebra-Cabeça - Incentivar a união e participação
Dinâmica do Quebra-Cabeça - Incentivar a união e participaçãoDinâmica do Quebra-Cabeça - Incentivar a união e participação
Dinâmica do Quebra-Cabeça - Incentivar a união e participação
Quenia Damata
 
O Homem e sua origem - lição 7
O Homem e sua origem - lição 7O Homem e sua origem - lição 7
O Homem e sua origem - lição 7
Quenia Damata
 
Os seres angelicais - Lição 6 revista Juvenis (CPAD)
Os seres angelicais - Lição 6 revista Juvenis (CPAD)Os seres angelicais - Lição 6 revista Juvenis (CPAD)
Os seres angelicais - Lição 6 revista Juvenis (CPAD)
Quenia Damata
 
O Fruto do Espírito Santo
O Fruto do Espírito SantoO Fruto do Espírito Santo
O Fruto do Espírito Santo
Quenia Damata
 
Lição10: Ministrando aos galileus
Lição10: Ministrando aos galileusLição10: Ministrando aos galileus
Lição10: Ministrando aos galileus
Quenia Damata
 
As parábolas de Jesus
As parábolas de JesusAs parábolas de Jesus
As parábolas de Jesus
Quenia Damata
 
Lição 10: A necessidade e a urgência do culto doméstico
Lição 10: A necessidade e a urgência do culto domésticoLição 10: A necessidade e a urgência do culto doméstico
Lição 10: A necessidade e a urgência do culto doméstico
Quenia Damata
 
Lição 9: Trabalhando na Judeia
Lição 9: Trabalhando na JudeiaLição 9: Trabalhando na Judeia
Lição 9: Trabalhando na Judeia
Quenia Damata
 
A tentação de Jesus
A tentação de Jesus A tentação de Jesus
A tentação de Jesus
Quenia Damata
 
A história de João Batista
A história de João BatistaA história de João Batista
A história de João Batista
Quenia Damata
 
Lição 3: Um exemplo a ser imitado
Lição 3: Um exemplo a ser imitadoLição 3: Um exemplo a ser imitado
Lição 3: Um exemplo a ser imitado
Quenia Damata
 
Lição 2: Os caminhos de Deus
Lição 2: Os caminhos de DeusLição 2: Os caminhos de Deus
Lição 2: Os caminhos de Deus
Quenia Damata
 
Dinâmica: Corpo, Alma e Espírito
Dinâmica: Corpo, Alma e EspíritoDinâmica: Corpo, Alma e Espírito
Dinâmica: Corpo, Alma e Espírito
Quenia Damata
 
Adolescentes Vencedores, Lição 08 : Antenados!
Adolescentes Vencedores, Lição 08 : Antenados!Adolescentes Vencedores, Lição 08 : Antenados!
Adolescentes Vencedores, Lição 08 : Antenados!
Quenia Damata
 
Você está podendo?
Você está podendo?Você está podendo?
Você está podendo?
Quenia Damata
 
Autoridade das Escrituras
Autoridade das EscriturasAutoridade das Escrituras
Autoridade das Escrituras
Quenia Damata
 
Licao 04 - Adolescentes Vencedores: Quem manda em você?
Licao 04 - Adolescentes Vencedores: Quem  manda em você?Licao 04 - Adolescentes Vencedores: Quem  manda em você?
Licao 04 - Adolescentes Vencedores: Quem manda em você?
Quenia Damata
 
O Natal em mangá
O Natal em mangáO Natal em mangá
O Natal em mangá
Quenia Damata
 

Mais de Quenia Damata (20)

Parabéns Pastora Zade
Parabéns Pastora ZadeParabéns Pastora Zade
Parabéns Pastora Zade
 
Jônatas, um amigo para todas as horas - Lição 5 - Viver +
Jônatas, um amigo para todas as horas - Lição 5 - Viver +Jônatas, um amigo para todas as horas - Lição 5 - Viver +
Jônatas, um amigo para todas as horas - Lição 5 - Viver +
 
Dinâmica do Quebra-Cabeça - Incentivar a união e participação
Dinâmica do Quebra-Cabeça - Incentivar a união e participaçãoDinâmica do Quebra-Cabeça - Incentivar a união e participação
Dinâmica do Quebra-Cabeça - Incentivar a união e participação
 
O Homem e sua origem - lição 7
O Homem e sua origem - lição 7O Homem e sua origem - lição 7
O Homem e sua origem - lição 7
 
Os seres angelicais - Lição 6 revista Juvenis (CPAD)
Os seres angelicais - Lição 6 revista Juvenis (CPAD)Os seres angelicais - Lição 6 revista Juvenis (CPAD)
Os seres angelicais - Lição 6 revista Juvenis (CPAD)
 
O Fruto do Espírito Santo
O Fruto do Espírito SantoO Fruto do Espírito Santo
O Fruto do Espírito Santo
 
Lição10: Ministrando aos galileus
Lição10: Ministrando aos galileusLição10: Ministrando aos galileus
Lição10: Ministrando aos galileus
 
As parábolas de Jesus
As parábolas de JesusAs parábolas de Jesus
As parábolas de Jesus
 
Lição 10: A necessidade e a urgência do culto doméstico
Lição 10: A necessidade e a urgência do culto domésticoLição 10: A necessidade e a urgência do culto doméstico
Lição 10: A necessidade e a urgência do culto doméstico
 
Lição 9: Trabalhando na Judeia
Lição 9: Trabalhando na JudeiaLição 9: Trabalhando na Judeia
Lição 9: Trabalhando na Judeia
 
A tentação de Jesus
A tentação de Jesus A tentação de Jesus
A tentação de Jesus
 
A história de João Batista
A história de João BatistaA história de João Batista
A história de João Batista
 
Lição 3: Um exemplo a ser imitado
Lição 3: Um exemplo a ser imitadoLição 3: Um exemplo a ser imitado
Lição 3: Um exemplo a ser imitado
 
Lição 2: Os caminhos de Deus
Lição 2: Os caminhos de DeusLição 2: Os caminhos de Deus
Lição 2: Os caminhos de Deus
 
Dinâmica: Corpo, Alma e Espírito
Dinâmica: Corpo, Alma e EspíritoDinâmica: Corpo, Alma e Espírito
Dinâmica: Corpo, Alma e Espírito
 
Adolescentes Vencedores, Lição 08 : Antenados!
Adolescentes Vencedores, Lição 08 : Antenados!Adolescentes Vencedores, Lição 08 : Antenados!
Adolescentes Vencedores, Lição 08 : Antenados!
 
Você está podendo?
Você está podendo?Você está podendo?
Você está podendo?
 
Autoridade das Escrituras
Autoridade das EscriturasAutoridade das Escrituras
Autoridade das Escrituras
 
Licao 04 - Adolescentes Vencedores: Quem manda em você?
Licao 04 - Adolescentes Vencedores: Quem  manda em você?Licao 04 - Adolescentes Vencedores: Quem  manda em você?
Licao 04 - Adolescentes Vencedores: Quem manda em você?
 
O Natal em mangá
O Natal em mangáO Natal em mangá
O Natal em mangá
 

Último

metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdfmetafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
GuilhermeCerqueira17
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Ricardo Azevedo
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
PIB Penha
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
Nilson Almeida
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
PIB Penha
 
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdfDiscipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
LEILANEGOUVEIA1
 
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptxPalestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
NEDIONOSSOMUNDO
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
marcusviniciussabino1
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
PIB Penha
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
PIB Penha
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
PIB Penha
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
PIB Penha
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
CleideTeles3
 

Último (14)

metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdfmetafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
 
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdfDiscipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
 
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptxPalestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
 

Namoro, muito mais que diversão.

  • 1. Namoro, muito mais que diversão Lição 8
  • 2. Texto Bíblico: 1 Tessalonicenses 4.3-8 “Porque esta é a vontade de Deus, a vossa santificação; que vos abstenhais da prostituição; Que cada um de vós saiba possuir o seu vaso em santificação e honra; Não na paixão da concupiscência, como os gentios, que não conhecem a Deus.
  • 3. Ninguém oprima ou engane a seu irmão em negócio algum, porque o Senhor é vingador de todas estas coisas, como também antes vo-lo dissemos e testificamos. Porque não nos chamou Deus para a imundícia, mas para a santificação. Portanto, quem despreza isto não despreza ao homem, mas sim a Deus, que nos deu também o seu Espírito Santo.”
  • 4. Mensagem Valiosa Porque não nos chamou Deus para a imundícia, mas para a santificação. 1 Tessalonicenses 4.7
  • 5. Verdade Aplicada Deus é Santo e, de maneira nenhuma, pode conviver com o pecado. Para andarmos com Ele, temos que nos santificar todos os dias.
  • 6. Reflita! “Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver;” 1 Pedro 1:15
  • 7. Introdução O adolescente cristão deve andar na contramão desse mundo dizendo não à banalização do namoro e à filosofia do ficar! A liberalidade do mundo adoece a alma. Essa coisa de “ficar” é o caminho enganoso que Salomão nos apresenta.
  • 8. A Bíblia sempre valoriza a pureza nos relacionamentos. Ser santo não é uma virtude, mas um mandamento! Santidade não é ausência de erros, mas a presença da graça de Deus!
  • 9. 1. Definição e propósito O que é namorar? É algo sério e extremamente importante. É o período em que o homem e a mulher estão se identificando satisfatoriamente para avaliarem honestamente se desejam se casar.
  • 10. Áreas a serem avaliadas durante o namoro: • Área Espiritual (2 Co 6.14-16); • Área cultural (Pv. 2:1-10); • Área socioeconômica; • Idade; • Origem familiar, etc.
  • 11. O texto de 2 Coríntios 6 é claro quanto ao fato de que o cristão não deve entrar em aliança com o incrédulo. O jugo desigual pode levar o casamento à ruína. “Porventura andarão dois juntos, se não estiverem de acordo?” Amós 3:3
  • 12. Qual é o propósito do namoro? Deve ser sempre o casamento Saiba que: namorar não é pecado, mas não se pode esquecer de que o propósito maior de Deus é a sua santificação, então, a todo momento você deve se questionar se seu namoro tem contribuído para sua santificação.
  • 13. 2. Os perigos do namoro na adolescência Não existe idade certa para namorar, depende muito das suas motivações e amadurecimento.
  • 14. Quando namorar? • Não namore se estiver em conflito consigo mesmo; como se comprometer com uma pessoa se não compreende a si mesmo? • Namorar exige dedicação de tempo. Pense bem se deseja abrir mão de estar com amigos, praticar esportes, estudar e outras coisas.
  • 15. • Não namore se não souber se controlar em relação à intimidades. A Bíblia é clara: O sexo foi criado por Deus para ser usufruído depois do casamento, Mc 10.7-9.
  • 16. 3. Um namoro saudável é um namoro santo. “Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.” Eclesiastes 3.1 Desfrutar das coisas no tempo certo é muito melhor!
  • 17. Aproveite a adolescência para amadurecer seus pensamentos e convicções. Busque a orientação de Deus para que tenha um namoro santo e dentro da Sua vontade.
  • 18. Avalie: Seu namoro é saudável? • Você sente paz? (Colossenses 3.15)? • Sua família aprova? • Há igualdade de jugo, de situações (2 Co 6.14- 16)?
  • 19. E se o namoro não estiver nas diretrizes de Deus? “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça.” 1 João 1:9
  • 20. Conclusão Santidade é a separação dos modos ímpios do mundo e a dedicação a Deus por amor, para o seu serviço e adoração.
  • 21. “A santificação não consiste na casual realizações de ações corretas. Antes, é a operação habitual de um novo princípio celestial que atua no íntimo, influenciando toda a conduta diária de uma pessoa, tanto nas grandes quanto nas pequenas coisas. A sua sede é o coração, e, tal como o coração físico, exerce influência regular sobre cada aspecto do caráter de uma pessoa.” J. C. Ryle