Ensino bíblico sobre o jejum

38.971 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
32 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
38.971
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2.131
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
890
Comentários
0
Gostaram
32
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ensino bíblico sobre o jejum

  1. 1. ENSINO BÍBLICO SOBRE O JEJUM<br />
  2. 2. (Mt 9:14,15) “Então vieram ter com ele os discípulos de João, perguntando: Por que é que nós e os fariseus jejuamos, mas os teus discípulos não jejuam? Respondeu-lhes Jesus: Podem porventura ficar tristes os convidados às núpcias, enquanto o noivo está com eles? Dias virão, porém, em que lhes será tirado o noivo, e então hão de jejuar.”<br />
  3. 3. O que é o Jejum?<br />
  4. 4. Em resumo, Segundo o dicionário Aurélio, Jejum é: “Abstinência total ou parcial de alimentação em determinados dias, por penitência ou ordem religiosa ou médica.” Essa prática vem desde o Antigo Testamento, onde o povo de Israel jejuava por diferentes razões: <br />
  5. 5. No antigo testamento (lei de Moisés), existia um dia destinado para o jejum: Dia da Expiação (Lv. 23.27) “Ora, o décimo dia desse sétimo mês será o dia da expiação; tereis santa convocação, e afligireis as vossas almas; e oferecereis oferta queimada ao Senhor”, dia que ficou conhecido como o dia do jejum. Porem no novo testamento não há ordem para que nós jejuássemos. Porem existe citações sobre o jejum.<br />
  6. 6. O fato de não existir uma ordem direta a respeito do jejum, não quer dizer que não devamos jejuar. O próprio Jesus nos ensina a respeito do jejum: (Mt. 6.16-18.)“Tu, porém, quando jejuares, unge a tua cabeça, e lava o teu rosto, para não pareceres aos homens que jejuas, mas a teu Pai, que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente.” <br />
  7. 7. O que Jesus disse é que nós não devemos jejuar para outras pessoas nos verem, o jejum é uma maneira de nos aproximarmos de Deus, o jejum promove um nível de comunhão com Deus, liberando assim o Espírito Santo (que é responsável pelo nosso contato com Deus) a atuar no homem interior. (Rm 8.13) “porque se viverdes segundo a carne, haveis de morrer; mas, se pelo Espírito mortificardes as obras do corpo, vivereis.”<br />
  8. 8. O fato de Jesus dizer que o jejum deve ser em secreto também não quer dizer que não possamos comentar que estamos em jejum ou que fizemos um jejum, porque se assim fosse não saberíamos que Jesus jejuou no deserto. O importante é que o objetivo do nosso jejum não seja para nos “aparecer” diante das outras pessoas, como faziam os fariseus. <br />
  9. 9. Todas as vezes que a Bíblia relata um jejum, as pessoas o faziam com um propósito. No velho testamento vemos:• Consagração – (Nm. 6.3,4) “abster-se-á de vinho e de bebida forte; não beberá, vinagre de vinho, nem vinagre de bebida forte, nem bebida alguma feita de uvas, nem comerá uvas frescas nem secas. Por todos os dias do seu nazireado não comerá de coisa alguma que se faz da uva, desde os caroços até as cascas”.<br />
  10. 10. •Arrependimento de pecados (I Sm. 7.5,6) “Disse mais Samuel: Congregai a todo o Israel em Mizpá, e orarei por vós ao Senhor. Congregaram-se, pois, em Mizpá, tiraram água e a derramaram perante o Senhor; jejuaram aquele dia, e ali disseram: Pecamos contra o Senhor. E Samuel julgava os filhos de Israel em Mizpá”.<br />
  11. 11. • Luto – (II Sm. 1.12 e 3.35) “E prantearam, e choraram, e jejuaram até a tarde por Saul, e por Jônatas, seu filho, e pelo povo do Senhor, e pela casa de Israel, porque tinham caída à espada”.“Depois todo o povo veio fazer com que Davi comesse pão, sendo ainda dia; porém Davi jurou, dizendo: Assim Deus me faça e outro tanto, se, antes que o sol se ponha, eu provar pão ou qualquer outra coisa”.<br />
  12. 12. •AFLIÇÕES(II Sm 12.16) “Davi, pois, buscou a Deus pela criança, e observou rigoroso jejum e, recolhendo-se, passava a noite toda prostrado sobre a terra.” (II Cr 20.3) “Então Jeosafá teve medo, e pôs-se a buscar ao Senhor, e apregoou jejum em todo o Judá.”<br />
  13. 13. •Buscando proteção (Ed. 8.21-23) “Então proclamei um jejum ali junto ao rio Ava, para nos humilharmos diante do nosso Deus, a fim de lhe pedirmos caminho seguro para nós, para nossos pequeninos, e para toda a nossa fazenda. Pois tive vergonha de pedir ao rei uma escolta de soldados, e cavaleiros para nos defenderem do inimigo pelo caminho, porquanto havíamos dito ao rei: A mão do nosso Deus é sobre todos os que o buscam, para o bem deles; mas o seu poder e a sua ira estão contra todos os que o deixam. Nós, pois, jejuamos, e pedimos isto ao nosso Deus; e Ele atendeu às nossas orações. (Et. 4.16) “Vai, ajunta todos os judeus que se acham em Susã, e jejuai por mim, e não comais nem bebais por três dias, nem de noite nem de dia; e eu e as minhas moças também assim jejuaremos. Depois irei ter com o rei, ainda que isso não é segundo a lei; e se eu perecer, pereci.”<br />
  14. 14. •Intercessão (Dn 9.3) “no ano primeiro do seu reinado, eu, Daniel, entendi pelos livros que o número de anos, de que falara o Senhor ao profeta Jeremias, que haviam de durar as desolações de Jerusalém, era de setenta anos. Eu, pois, dirigi o meu rosto ao Senhor Deus, para o buscar com oração e súplicas, com jejum, e saco e cinza”.<br />
  15. 15. No novo testamento:• Preparação para a batalha espiritual(Mt. 17.21) “[ mas esta casta de demônios não se expulsa senão pela oração e pelo jejum.].<br />
  16. 16. •Estar com o Senhor (Lc. 2.36,37) “Havia também uma profetisa, Ana, filha de Fanuel, da tribo de Aser. Era já avançada em idade, tendo vivido com o marido sete anos desde a sua virgindade; e era viúva, de quase oitenta e quatro anos. Não se afastava do templo, servindo a Deus noite e dia em jejuns e orações.<br />
  17. 17. •Preparar-se para o ministério(Lc. 4.2) “durante quarenta dias, sendo tentado pelo Diabo. E naqueles dias não comeu coisa alguma; e terminados eles, teve fome.”<br />
  18. 18. Em Atos dos Apóstolos a Igreja praticava o jejum em diversas situações:•Ministrar ao Senhor (At.13.2) “Enquanto eles ministravam perante o Senhor e jejuavam, disse o Espírito Santo: Separai-me a Barnabé e a Saulo para a obra a que os tenho chamado.”<br />
  19. 19. •Enviar ministérios (At. 13.3) “Então, depois que jejuaram, oraram e lhes impuseram as mãos, os despediram.”<br />
  20. 20. •Estabelecer presbíteros (At. 14.23) “E, havendo-lhes por comum consentimento eleito anciãos em cada igreja orado com jejuns, os encomendaram ao Senhor em quem haviam crido.”<br />
  21. 21. A Bíblia mostra três tipos de jejum.<br />
  22. 22. JEJUM PARCIAL. Deixar parte da sua alimentação, exemplo, deixar de almoçar, ou de tomar café da manha, ou mesmo de comer carne, tomar refrigerante, etc. O importante é que deixe algo que seja constante da sua alimentação. Se deixar-mos de comer algo que comemos só de vez em quando, não é considerando um jejum.<br />
  23. 23. Exemplo de jejum parcial : (Dn. 10.2,3) “Naqueles dias, eu, Daniel, estive triste por três semanas completas. Manjar desejável não comi, nem carne, nem vinho entraram em minha boca, nem me ungi com unguento, até que se passaram as três semanas.” Daniel deixou de comer apenas carne e manjar desejável, e não tomou vinho. Provavelmente fez um regime a base de frutas e legumes. Este tipo de jejum tem uma durabilidade maior, Daniel jejuou três semanas (21 dias).<br />
  24. 24. JEJUM NORMAL. Este tipo de jejum deixa totalmente a comida, e é o mais praticado. Durante este jejum não se come nada em um período pré-determinado, porem se bebe água. Este foi o tipo de jejum que Jesus praticou no deserto durante 40 dias, pois a bíblia não diz que Jesus não tenha bebido água. Pois quando Jesus terminou os 40 dias de jejum Ele teve FOME. (Mt. 4.2.) “e, tendo jejuado quarenta dias e quarenta noites, depois teve fome.” <br />
  25. 25. JEJUM TOTAL. Este tipo de jejum é sem comida e sem água. Na bíblia existem poucas referências a respeito deste tipo de jejum e que não ultrapassam o limite de 3 dias (a não ser o de Moisés e Elias). Devemos nos lembrar que o objetivo do jejum é a mortificação dos desejos da carne e não a morte do nosso corpo, que é totalmente dependente de água. O melhor exemplo deste tipo de jejum é o de Ester:(Et 4.16) “Vai, ajunta a todos os judeus que se acharem em Susã, e jejuai por mim, e não comais, nem bebais por três dias, nem de noite nem de dia; eu e as minhas servas também jejuaremos. Depois, irei ter com o rei, ainda que é contra a lei; se perecer, pereci.” (At. 9.9) Paulo também praticou. “E esteve três dias sem ver, e não comeu nem bebeu.” <br />
  26. 26. A Medicina recomenda que ficar sem beber água durante um período maior que 3 dias é prejudicial à saúde.<br />
  27. 27. O tempo que uma pessoa consegue manter-se viva sem comer depende da sua estrutura física. O mágico Luciano Pasquali entra pro Guinness Book após ficar 72 dias sem comer, apenas com água mineral. Com pernas e músculos atrofiados, não conseguia andar. <br />
  28. 28.
  29. 29. O Discovery Channel mostrou esteiogue, chamado PrahladJani, de 76 anos de idade, que está sem comer e sem beber há 68 anos! <br />
  30. 30. A duração do jejumA Bíblia não determina uma duração exata do jejum. Nos textos em que bíblia menciona a respeito da pratica do jejum, as pessoas sim agiam de maneira diferente, por exemplo Davi se cobria com sacos e cinzas, Daniel orava constantemente e assim por diante. <br />
  31. 31. O que não pode faltar em um jejum?<br />
  32. 32. Leitura da Palavra Leitura da palavra de Deus é muito importante no jejum, pois quando estamos em jejum nosso espírito está mais ligado ao Espírito Santo, o que nos ajudará a compreender muito mais a palavra de Deus.<br />
  33. 33. OraçãoNão existe jejum sem oração. A oração é o meio que temos de nos comunicarmos com Deus. É importante que ao começarmos um jejum façamos uma oração estabelecendo os nossos propósitos, e no final orarmos para entregá-los a Deus. Porem não é só nestes momentos que devemos orar, e sim durante todo o jejum. A oração não precisa ser necessariamente de joelhos dobrados, pode ser enquanto caminhamos, dirigimos, estudamos, etc. <br />
  34. 34. Estar em espírito É viver com a mente voltada para os céus, ligado nas coisas espirituais. (Sl 51.17)“Os sacrifícios para Deus são o espírito quebrantado; a um coração quebrantado e contrito não desprezarás, ó Deus.” <br />
  35. 35. Jejum é um compromisso que fazemos, e se decidimos fazê-lo devemos honrá-lo. (Rm 14.6,7) “Aquele que faz caso do dia, para o Senhor o faz. E quem come, para o Senhor come, porque dá graças a Deus; e quem não come, para o Senhor não come, e dá graças a Deus. Porque nenhum de nós vive para si, e nenhum morre para si. Pois, se vivemos, para o Senhor vivemos; se morremos, para o Senhor morremos. De sorte que, quer vivamos quer morramos, somos do Senhor.”<br />

×